Sistemas de Informação I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistemas de Informação I"

Transcrição

1 + Sistemas de Informação I Mudanças das organizações e os SI Ricardo de Sousa Britto

2 + Introdução n A mudança nos sistemas de informação das organizações é, ou deve ser, considerada como uma atividade periódica. n Face à cada vez maior necessidade de responder a um ambiente em constante mudança, os sistemas de informação têm de se adaptar e evoluir. n Podemos citar algumas maneiras de realizar essas mudanças nos SI: n n n n Automação; Racionalização; Reengenharia; Mudança de paradigma.

3 + Riscos e benefícios da mudança 3 nos SI

4 + Reengenharia e os SI 4 n Consiste no redesenho radical dos processos de negócio com vista à obtenção de melhorias drásticas ao nível da redução de custos, qualidade dos serviços e tempo. n Possui duas ideias chave: n a necessidade de mudanças radicais em vez de incrementais; n a organização de empresas por processos, em vez de funções. n Processo: n Conjunto reproduzível de atividades que transformam entradas de dados e informação, sob diferentes suportes, em saídas de dados e informação e ações sobre produtos e serviços que adicionam valor.

5 + Processos de negócio 5 n Um dos aspectos essenciais associados à reengenharia são os processos de negócio. n São vistos como uma das melhores formas de as organizações coordenarem e organizarem as atividades de trabalho, informação e conhecimento, para produzir um produto ou serviço. n Exemplos de processos de negócio são: n desenvolver um novo produto; n gerar e satisfazer um pedido de encomenda; n contratar um trabalhador.

6 + Processos de negócio 6 n Os processos de negócio podem ser definidos de duas formas: n Como uma função dentro da organização que permite a esta a realização com sucesso de produtos ou serviços; n Como um conjunto de atividades que proporciona valor de negócio mediante entrada de dados. n Estão associados a cada organização em particular e dependem das atividades que permitem o seu funcionamento.

7 + Processos de negócio 7 n Exemplo: n uma empresa de produção obtém matérias-primas, cria um produto e fornece-o aos seus clientes; n uma empresa de serviços contrata os fornecedores de serviços mais adequados, treina-os e envia estes para servir os clientes.

8 + Processos de negócio 8 n Constituem um patrimônio da organização e asseguram o bom desempenho das operações e o sucesso dos seus objetivos. n Os processos podem ser analisados em diferentes níveis, por exemplo: n processos analisados por departamento ou divisão; n desenvolvimento de produto: planejar, conceber e desenvolver bens e serviços; n produção: produzir e providenciar bens e serviços; n fornecimento: receber, satisfazer e rastrear encomendas; n contabilidade: controlar as transações financeiras e os investimentos; n recursos humanos: contratar empregados, gerir benefícios e pagamentos.

9 + BPM (Business Process 9 Management) n É a prática de melhorar a eficiência e eficácia de uma organização, automatizando os seus processos de negócio. n A ideia central do BPM é juntar processos, pessoas e informação considerando uma abordagem orientada ao processo que não faça distinção entre o trabalho realizado pelas pessoas ou pelo computador. n A identificação dos processos de negócio na organização é fácil. n Ultrapassar as barreiras entre as diferentes áreas do negócio e descobrir donos para os processos, não.

10 + BPM (Business Process 10 Management) n O BPM envolve a gestão de processos de negócio, mas também a integração síncrona dos processos de uma organização com os seus fornecedores, parceiros e clientes. n Desta forma, o BPM propõe uma visão horizontal da automatização em detrimento de uma visão vertical. n Exemplo de tarefas em que se aplica o BPM n Pedidos de reporte de despesas de deslocamento; n Aquisição de materiais de escritório; n Novas contas de clientes e autorização de crédito.

11 + Workflow 11 n O fluxo de trabalho (workflow) é um elemento essencial da gestão de processos de negócio (BPM). n O termo fluxo de trabalho é utilizado para descrever como o trabalho é definido, alocado e escalonado. n Define também a sequência e as condições nas quais se baseia a realização do trabalho e trata do encaminhamento do trabalho entre recursos (pessoas, sistemas ou máquinas). n Gere também a ordem em que os passos do trabalho a ser realizado são efetuados e permite aos trabalhadores a monitorização e reconfiguração do fluxo dos processos de negócio se necessário.

12 + Workflow 12 n O uso do fluxo de trabalho para análise e gestão de processos de negócio quando combinada com uma orientação a objetos de informação, tende a concentrar-se em documentos e dados (gestão documental); n Em geral, a gestão do fluxo de trabalho concentra-se em processos e não em documentos (gestão de processos).

13 + Workflow 13 n Exemplo de um fluxo de trabalho n No processo de registro de um conteúdo em uma organização, um editor produz o conteúdo e um gestor aprova o conteúdo. n Se se definir a edição e produção do conteúdo como uma unidade de trabalho e a aprovação como outra, então o trabalho de edição e produção tem de ocorrer antes do trabalho de aprovação se iniciar. n Se a edição e produção falhar, a aprovação não pode ser iniciada.

14 + Workflow 14

15 + BPR (Business Process 15 Reengineering) n Atividade de análise e reconceituação do fluxo de trabalho numa organização ou entre organizações. n Inclui tarefas baseadas em papel, de modo a melhorar a qualidade e serviço e procura maximizar os benefícios da tecnologia de informação e comunicação. n O BPR tornou-se popular no início dos anos 90, em que é defendido: n Ser necessária por vezes a reconceituação radical e a reorganização da empresa para baixar os custos e aumentar a qualidade de serviço e que as tecnologias de informação constituem o fator chave que permite essa mudança radical; n o fluxo de trabalho de muitas empresas baseia-se em pressupostos acerca da tecnologia, pessoas e organização (sistemas de informação) que não são válidos.

16 + BPR (Business Process 16 Reengineering) n Após uma primeira fase o BPR ganhou adeptos para a realização do downsizing. n Mais recentemente, a falta de uma gestão sustentada, de compromisso e liderança, além de objetivos não realizáveis ou altas expectativas e resistência à mudança, levaram ao abandono do conceito de BPR. n Atualmente as organizações tendem a adotar a abordagem enterprise resource planning (ERP). n Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e armazenamento de todas as informações de negócios.

17 + Downsizing 17 n O downsizing consiste na redução do número de profissionais associados à empresa. n Este conceito é diferente de layoff, uma vez que o downsizing é uma redução permanente. n O layoff é uma redução temporária, em que os recursos humanos podem ser posteriormente reconduzidos nos seus postos de trabalho.

18 + Downsizing 18 n No contexto dos sistemas de informação recorre-se a diversas técnicas de downsizing: n Incentivos para a reforma antecipada; n Transferência para outras organizações associadas; n Termino do vínculo empregatício com um dado número de pessoas. n Por vezes, é também utilizado o termo rightsizing, para referir o downsizing na crença que uma organização deve operar com menos pessoas o número certo de pessoas.

19 + Sete princípios da reengenharia 19 n Hammer e Champy propõem sete princípios da reengenharia: n Organização em torno de resultados e não de tarefas; n Identificar todos os processos numa organização e estabelecer prioridades; n Integrar o trabalho de processamento da informação, nas tarefas reais que produzem informação; n Tratar recursos dispersos geograficamente como se estivessem centralizados; n Ligar atividades paralelas no fluxo de trabalho em vez de apenas integrar os seus resultados; n Colocar o ponto de decisão onde se realiza o trabalho e criar o controle no processo; n Capturar a informação uma única vez e na fonte.

20 + Modelos de maturidade dos SI 20 n A Gestão de Sistemas de Informação (GSI) é a atividade que engloba as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), o Sistema de Informação (SI) e a Gestão da Informação (GI). n A maturidade desta atividade constitui um fator chave de sucesso tão importante quanto o próprio sistema de informação e da informação como recurso. n Desta forma, os Modelos de Maturidade constituem um instrumento auxiliar para a Gestão de Sistemas de Informação.

21 + Modelos de maturidade dos SI 21 n Baseiam-se na premissa de que as pessoas, organizações, áreas funcionais, processos, evoluem através de um processo de desenvolvimento em direção a uma maturidade mais avançada, passando por estágios distintos. n Em geral, os estágios são caracterizados por serem sequenciais por natureza. n Ocorrem em sequência hierárquica que não é facilmente reversível. n Envolvem um grande número de meios da organização, tipicamente associados com o seu sistema de informação

22 + Modelo de maturidade de Greiner 22 n Entre os diferentes modelos de maturidade, o proposto por Greiner (1998) toma a organização como um todo e considera a evolução das práticas de gestão com base no crescimento da organização. n Esse autor propõe seis estágios de maturidade: n Criatividade; n Direção; n Descentralização; n Coordenação; n Colaboração; n Rede.

23 + Modelo de maturidade de Greiner 23 n Cada estágio é caracterizado por um período de evolução, seguido de um período de crescimento constante e estável, terminando com um período de agitação e mudança organizacional. n O período de crescimento estável dura enquanto os proveitos crescem a uma taxa satisfatória. n Tal crescimento normalmente termina numa revolução alguma crise que, quando enfrentada, leva ao próximo estágio.

24 + Modelo de maturidade de Greiner 24 n A tarefa crítica da gestão, em cada período de revolução, é encontrar um novo conjunto de práticas organizacionais, que se tornarão a base para gerir o próximo período de crescimento. n Essas novas práticas, por sua vez, ultrapassarão o seu tempo de utilidade e levarão a outro período de revolução. n Os gestores descobrem, assim, que certas decisões que funcionaram bem num dado momento não produzem os mesmos resultados em outros.

25 + Modelo de maturidade de Greiner 25

26 + Modelo de maturidade de Greiner 26 n Nolan, propõe especificamente para os sistemas de informação um modelo de maturidade baseado na tecnologia usada, no orçamento em SI e, num plano secundário, a aprendizagem organizacional como indicadores da maturidade da GSI, usando uma curva em «S», consistindo em seis estádios: n Iniciação; n Contágio; n Controle; n Integração; n Gestão de Dados; n Maturidade.

27 + Modelo de maturidade de Nolan 27

28 + Modelo de maturidade de Nolan 28 n O modelo de seis estádios de Nolan gerou inúmeras críticas: n É improvável que o orçamento e a tecnologia sejam os principais indicadores ou fatores de crescimento da maturidade; n É improvável que a despesa em SI siga uma curva em S; n É improvável que uma qualquer organização esteja inteiramente no mesmo estágio de maturidade relativamente a todos os fatores de SI avaliados; n É improvável que partes diferentes de uma organização estejam no mesmo estágio de maturidade dentro do mesmo fator; n É improvável que todas as organizações se iniciem no primeiro estágio;

29 + Modelo de maturidade de Nolan 29 n O modelo de seis estádios de Nolan gerou inúmeras críticas: n É improvável que a sequência em direção à maturidade não tenha por vezes retrocessos, principalmente nos estágios mais avançados (e.g., devido a uma mudança de pessoal ou de atitude de gestão); n É também improvável que não possa saltar estágios (e.g., pela aquisição de empresas mais maduras); n É insuficiente a atenção dada a aspectos ambientais, sociais, organizacionais e de gestão; n É baseado em suposições simplistas e associações subjetivas; n Não se adapta à realidade das organizações porque é normativo e descritivo, tendo portanto todos os aspectos negativos dessas características; n E fornece pouca ajuda na indicação do caminho a seguir para se atingir o sucesso/maturidade na GSI.

30 + Outros modelos de maturidade de 30 SI n Vários autores apresentaram outras propostas de modelos de maturidade com o objetivo de complementar e corrigir algumas deficiências e argumentos pouco consensuais do modelo de Nolan. n McFarlan et al. (1982, 1983), olhando para as tecnologias de informação de uma forma mais abrangente do que Nolan, introduziram um modelo de quatro estágios para verificar como as tecnologias evoluem nas organizações. n Ao contrário de Nolan, assumem que existem múltiplas curvas de aprendizagem de tecnologia, ou seja, tecnologias diferentes estão em estágios diferentes do processo de aprendizagem e requerem ações diferentes da gestão

31 + Modelo de McFarlan et al. (1983) 31

32 + Outros modelos de maturidade de 32 SI n A expansão do Modelo de Maturidade de Nolan continuou com Mutsaers et al. (1997). n Estes descreveram as três curvas em S como três eras de maturidade da GSI: Processamento de Dados (PD), Tecnologia de Informação (TI) e Rede (R) n Cada era é caracterizada por um período de evolução, seguido de um período de estabilidade, terminando com um período de descontinuidade e revolução, antes do início da nova era. n A descontinuidade é mais uma revolução do que uma transição evolucionária, onde transformações do negócio ocorrerão por meio de uma destruição criativa.

33 + Modelo de Mutsaers et al. (1997) 33

34 + Modelo de Mutsaers et al. (1997) 34 n Por exemplo, a transição de Processamento de Dados para Tecnologia de Informação é caracterizada pela descontinuidade tecnológica na forma de pessoal de SI, robótica e redes de comunicação de dados. n A transição de Tecnologia de Informação para Rede é caracterizada pela descontinuidade do negócio na forma de alianças estratégicas com clientes e fornecedores, acesso a dados externos e subcontratação

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo:

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo: Perguntas e respostas sobre gestão por processos 1. Gestão por processos, por que usar? Num mundo globalizado com mercado extremamente competitivo, onde o cliente se encontra cada vez mais exigente e conhecedor

Leia mais

REENGENHARIA PARTE I

REENGENHARIA PARTE I REENGENHARIA PARTE I Introdução O que é a REENGHENHARIA? De acordo com a definição original de Hammer e Champy, a reengenharia é a Implementação de mudanças radicais que, ao redesenhar os processos de

Leia mais

Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho.

Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho. Gestão de Pessoas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 5.Mapeamento e análise de processos organizacionais. Indicadores de Desempenho. AULA 07 - ATPS Prof. Leonardo Ferreira 1 A Estrutura Funcional X Horizontal Visão

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Tipos de SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução 2 n As organizações modernas competem entre si para satisfazer as necessidades dos seus clientes de um modo

Leia mais

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br

PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO. ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br PROCESSOS PODEROSOS DE NEGÓCIO ideiaconsultoria.com.br 43 3322 2110 comercial@ideiaconsultoria.com.br POR QUE ESCREVEMOS ESTE E-BOOK? Nosso objetivo com este e-book é mostrar como a Gestão de Processos

Leia mais

Sistemas Integrados ASI - II

Sistemas Integrados ASI - II Sistemas Integrados ASI - II SISTEMAS INTEGRADOS Uma organização de grande porte tem muitos tipos diferentes de Sistemas de Informação que apóiam diferentes funções, níveis organizacionais e processos

Leia mais

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG)

Material de Apoio. Sistema de Informação Gerencial (SIG) Sistema de Informação Gerencial (SIG) Material de Apoio Os Sistemas de Informação Gerencial (SIG) são sistemas ou processos que fornecem as informações necessárias para gerenciar com eficácia as organizações.

Leia mais

PROCESSOS DE NEGÓCIOS: UMA VISÃO GERAL

PROCESSOS DE NEGÓCIOS: UMA VISÃO GERAL Universidade Federal de Santa Maria Sistemas de Informação ELC1093 Modelagem de Processos de Negócio PROCESSOS DE NEGÓCIOS: UMA VISÃO GERAL Profa. Lisandra Manzoni Fontoura Objetivos da Aula: Processos

Leia mais

Existem três categorias básicas de processos empresariais:

Existem três categorias básicas de processos empresariais: PROCESSOS GERENCIAIS Conceito de Processos Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo (Graham e LeBaron, 1994). Não existe um produto ou um serviço oferecido por uma empresa

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação DCC133 Introdução à Sistemas de Informação TÓPICO 2 E-business global e colaboração Prof. Tarcísio de Souza Lima OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever

Leia mais

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor.

Módulo 6. Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste material sem a permissão expressa do autor. Módulo 6 Módulo 6 Desenvolvimento do projeto com foco no negócio BPM, Análise e desenvolvimento, Benefícios, Detalhamento da metodologia de modelagem do fluxo de trabalho EPMA. Todos os direitos de cópia

Leia mais

Artigo de Conclusão de curso sobre BPM - Gestão de Processo de Negócio

Artigo de Conclusão de curso sobre BPM - Gestão de Processo de Negócio Artigo de Conclusão de curso sobre BPM - Gestão de Processo de Negócio Este é um artigo sobre BPM que merece destaque no Portal GSTI. No trabalho abaixo, de Francisco Sobreira Neto, é elaborado um apanhado

Leia mais

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO. Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br GERENCIAMENTO DE PROCESSOS DE NEGÓCIO Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Guia de Estudo Vamos utilizar para a nossa disciplina de Modelagem de Processos com BPM o guia

Leia mais

Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional

Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional Por existir diferentes níveis em uma organização, existem diferentes tipos de sistemas servindo cada nível organizacional Fonte: Tipos de Sistemas de Informação (Laudon, 2003). Fonte: Tipos de Sistemas

Leia mais

Planeamento Serviços Saúde

Planeamento Serviços Saúde Planeamento Serviços Saúde Estrutura Organizacional João Couto Departamento de Economia e Gestão Universidade dos Açores Estrutura Organizacional É o sistema de organização de tarefas onde se estabelecem

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Introdução ao BPM e CBOK. Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais - DPR

Introdução ao BPM e CBOK. Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais - DPR Introdução ao BPM e CBOK Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais - DPR BPM CBOK O Guia para o Gerenciamento de Processos de Negócio - Corpo Comum de Conhecimento

Leia mais

A estrutura do gerenciamento de projetos

A estrutura do gerenciamento de projetos A estrutura do gerenciamento de projetos Introdução O Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK ) é uma norma reconhecida para a profissão de gerenciamento de projetos. Um padrão é

Leia mais

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF GESTÃO Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) Informação e Decisões Gerir envolve tomar muitas e frequentes decisões Para decidir com eficácia

Leia mais

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCEES PLANNING O ERP (Planejamento de Recursos Empresariais) consiste num sistema interfuncional que tem por missão integrar e automatizar

Leia mais

fagury.com.br. PMBoK 2004

fagury.com.br. PMBoK 2004 Este material é distribuído por Thiago Fagury através de uma licença Creative Commons 2.5. É permitido o uso e atribuição para fim nãocomercial. É vedada a criação de obras derivadas sem comunicação prévia

Leia mais

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações

Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Os Sistemas de Informação e a Evolução das Organizações Leonardo C. de Oliveira1, Diogo D. S. de Oliveira1, Noemio C. Neto 1, Norberto B. de Araripe1, Thiago N. Simões1, Antônio L. M. S. Cardoso 1,2 1.Introdução

Leia mais

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Evolução e Conceitos de Gestão da TI Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Conceitos de Governança de TI Fatores motivadores das mudanças Evolução da Gestão de TI Ciclo da Governança

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Dimensões de análise dos SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução n Os sistemas de informação são combinações das formas de trabalho, informações, pessoas

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção

Curso de Engenharia de Produção. Manutenção dos Sistemas de Produção Curso de Engenharia de Produção Manutenção dos Sistemas de Produção Introdução: Conceito Antigo de Organização da Manutenção: Planejamento e Administração de recursos ( pessoal, sobressalentes e equipamentos)

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DE PROCESSOS Atualizado em 21/12/2015 GESTÃO DE PROCESSOS Um processo é um conjunto ou sequência de atividades interligadas, com começo, meio e fim. Por meio de processos, a

Leia mais

Gestão da Inovação SEMINÁRIO Strategic Management of Technology and Innovation Maidique, Burguelman e Wheelwright

Gestão da Inovação SEMINÁRIO Strategic Management of Technology and Innovation Maidique, Burguelman e Wheelwright Gestão da Inovação SEMINÁRIO Strategic Management of Technology and Innovation Maidique, Burguelman e Wheelwright Ambiente Organizacional voltado a inovação As 6 chaves para o Sucesso Foco Flexibilidade

Leia mais

O futuro da área de finanças Uma visão a ser compartilhada. CFO Program

O futuro da área de finanças Uma visão a ser compartilhada. CFO Program O futuro da área de finanças Uma visão a ser compartilhada CFO Program O futuro da área de finanças Temos o orgulho de compartilhar com vocês nossa visão de como será a área de finanças no futuro. Esta

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI 19/04 Recursos e Tecnologias dos Sistemas de Informação Turma: 01º semestre

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

Diferença entre a visão departamental e visão por processos.

Diferença entre a visão departamental e visão por processos. GESTÃO POR PROCESSOS Diferença entre a visão departamental e visão por processos. A visão por processos é conhecida desde a época medieval com a atuação dos artesãos responsáveis por todas as etapas do

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

O desafio de uma visão mais ampla

O desafio de uma visão mais ampla com SAP NetWeaver BPM Descrição de Solução A competição acirrada tem levado as organizações a adotar novas disciplinas de gestão e empregar recursos tecnológicos avançados, a fim de atingir melhores índices

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

Sistemas ERP. Conceitos Iniciais

Sistemas ERP. Conceitos Iniciais Sistemas ERP Prof. Breno Barros Telles do Carmo Conceitos Iniciais Sistema de Informação adquirido em forma de pacotes comerciais de software que permite a integração de dados de sistemas de informação

Leia mais

PARTE III Auditoria Conceitos Introdutórios

PARTE III Auditoria Conceitos Introdutórios FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Auditoria em Sistemas de Informação Prof. Fabio Costa

Leia mais

Unidade II ESTRUTURA E ADMINISTRAÇÃO DE PROCESSOS. Prof. Marcos Eduardo de Mattos

Unidade II ESTRUTURA E ADMINISTRAÇÃO DE PROCESSOS. Prof. Marcos Eduardo de Mattos Unidade II ESTRUTURA E ADMINISTRAÇÃO DE PROCESSOS Prof. Marcos Eduardo de Mattos Ciclo de vida organizacional Assim como o ciclo de vida dos seres humanos, as organizações surgem como seres vivos, para

Leia mais

GTI Governança de TI

GTI Governança de TI GTI Governança de TI Planejamento, implantação e gerenciamento da Governança de TI Governança de TI FERNANDES & ABREU, cap. 5 1 Implantação empreendimento de longo prazo. Requisitos básicos: Liderança

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Estrutura de um Sistema de Informação Vimos

Leia mais

E R P. Enterprise Resource Planning. Sistema Integrado de Gestão

E R P. Enterprise Resource Planning. Sistema Integrado de Gestão E R P Enterprise Resource Planning Sistema Integrado de Gestão US$ MILHÕES O MERCADO BRASILEIRO 840 670 520 390 290 85 130 200 1995-2002 Fonte: IDC P O R Q U E E R P? Porque a única coisa constante é a

Leia mais

Seção I - INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO GOVERNAMENTAL

Seção I - INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO GOVERNAMENTAL Seção I - INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO GOVERNAMENTAL O Projeto Sistema Integrado de Gestão Governamental se constitui no desenvolvimento de uma solução sistêmica própria, a ser construída

Leia mais

TIPOS DE PROCESSOS Existem três categorias básicas de processos empresariais:

TIPOS DE PROCESSOS Existem três categorias básicas de processos empresariais: PROCESSOS GERENCIAIS Conceito de Processos Todo trabalho importante realizado nas empresas faz parte de algum processo (Graham e LeBaron, 1994). Não existe um produto ou um serviço oferecido por uma empresa

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1

Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii. Parte I - Empresa e Sistemas, 1 Apresentação, xix Prefácio à 8a edição, xxi Prefácio à 1a edição, xxiii Parte I - Empresa e Sistemas, 1 1 SISTEMA EMPRESA, 3 1.1 Teoria geral de sistemas, 3 1.1.1 Introdução e pressupostos, 3 1.1.2 Premissas

Leia mais

Organização de Gerenciamento de Processos. Palestrante: Samyra Salomão

Organização de Gerenciamento de Processos. Palestrante: Samyra Salomão Organização de Gerenciamento de Processos Palestrante: Samyra Salomão Contextualização O foco do gerenciamento de processos de negócio pode também modificar a forma como os executivos pensam e estruturam

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Ementa Conceitos básicos de informática; evolução do uso da TI e sua influência na administração; benefícios; negócios na era digital; administração

Leia mais

Sistemas ERP. Profa. Reane Franco Goulart

Sistemas ERP. Profa. Reane Franco Goulart Sistemas ERP Profa. Reane Franco Goulart Tópicos O que é um Sistema ERP? Como um sistema ERP pode ajudar nos meus negócios? Os benefícios de um Sistema ERP. Vantagens e desvantagens O que é um ERP? ERP

Leia mais

GESTÃO POR PROCESSOS

GESTÃO POR PROCESSOS GESTÃO POR PROCESSOS O que é um Processo: Uma série de ações que produz um resultado que agrega valor ao produto ou serviço. Gestão de Processos: Conjunto de ações sistemáticas, baseadas em fatos e dados

Leia mais

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING

Conceitos e tarefas da administração de marketing DESENVOLVIMENTO DE ESTRATEGIAS E PLANOS DE MARKETING Sumário Parte um Conceitos e tarefas da administração de marketing CAPITULO I MARKETING PARA 0 SÉCULO XXI A importância do marketing O escopo do marketing 0 que é marketing? Troca e transações A que se

Leia mais

WORKSHOP SINCRONISMO ORGANIZACIONAL. Como garantir o alinhamento entre. Estratégia - Processos - Pessoas. Prof. Paulo Rocha

WORKSHOP SINCRONISMO ORGANIZACIONAL. Como garantir o alinhamento entre. Estratégia - Processos - Pessoas. Prof. Paulo Rocha WORKSHOP SINCRONISMO ORGANIZACIONAL Como garantir o alinhamento entre Estratégia - Processos - Pessoas Prof. Paulo Rocha 1 OBJETIVOS INSTRUCIONAIS SINCRONISMO ORGANIZACIONAL Os processos como sendo o elo

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br Maio -2013 Bibliografia básica LAUDON,

Leia mais

Executive Business Process Management

Executive Business Process Management Executive Business Process Management Executive Business Consulting 1 Executive Business Process Management (EBPM) O aumento da competitividade das organizações passa pela melhoria dos processos, principalmente

Leia mais

A Importância da Tecnologia Para o Profissional Do Direito

A Importância da Tecnologia Para o Profissional Do Direito Apresentação: Eduardo Piñera Gestor de Tecnologias da Informação 25 anos Técnico em Análise de Sistemas Graduado em Ciências da Computação Graduado em Gestão das Tecnologias da Informação Pós-Graduado

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL COMO FONTE DE TOMADA DE DECISÕES GERENCIAS Linha de pesquisa: Sistema de informação gerencial Pâmela Adrielle da Silva Reis Graduanda do Curso de Ciências

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Modelagem de Processos de Negócio Departamento de Ciência da Computação - UFMG. Maturidade em BPM. (Business Process Management)

Modelagem de Processos de Negócio Departamento de Ciência da Computação - UFMG. Maturidade em BPM. (Business Process Management) Modelagem de Processos de Negócio Departamento de Ciência da Computação - UFMG Maturidade em BPM (Business Process Management) Douglas Rodarte Florentino Belo Horizonte, 21 de Junho de 2010 Agenda Introdução

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

Premier. Quando os últimos são os Primeiros

Premier. Quando os últimos são os Primeiros Premier Quando os últimos são os Primeiros Fundada em 1997 Especializada no desenvolvimento de soluções informáticas de apoio à Gestão e consultoria em Tecnologias de Informação. C3im tem como principais

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 01 ASPECTOS DE MUDANÇA CULTURAL

Leia mais

ESTRATÉGIA COMPETITIVA. Michael E. Porter

ESTRATÉGIA COMPETITIVA. Michael E. Porter ESTRATÉGIA COMPETITIVA Michael E. Porter 1. A NATUREZA DAS FORÇAS COMPETITIVAS DE UMA EMPRESA 2. ESTRATEGIAS DE CRESCIMENTO E ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS 3. O CONCEITO DA CADEIA DE VALOR 1 1. A NATUREZA DAS

Leia mais

EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E MUDANÇA ORGANIZACIONAL

EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E MUDANÇA ORGANIZACIONAL EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA E MUDANÇA ORGANIZACIONAL Ricardo de Miranda Deiró Mestrando em Sistemas de Gestão E-mail: ricardo.deiro@light.com.br João Antonio da Silva Cardoso Mestrando em Sistemas de Gestão E-mail:

Leia mais

2 - Conceitos Fundamentais de Sistemas de Informação

2 - Conceitos Fundamentais de Sistemas de Informação ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão/ FMH - Instituto de Motricidade Humana 2 - Conceitos Fundamentais de Sistemas de Informação Conceitos SI II - 1 Agenda O Impacto do Computador na Sociedade

Leia mais

Palavras-chave: Alinhamento, domínio, tecnologia de informação.

Palavras-chave: Alinhamento, domínio, tecnologia de informação. RELACIONAMENTO ENTRE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E A ORGANIZAÇÃO: OS FATORES CRÍTICOS SOBRE O COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL NA IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO. José Aparecido Moura Aranha

Leia mais

Gestão por Processos. Gestão por Processos Gestão por Projetos. Metodologias Aplicadas à Gestão de Processos

Gestão por Processos. Gestão por Processos Gestão por Projetos. Metodologias Aplicadas à Gestão de Processos Gestão por Processos Gestão por Projetos Gestão por Processos Gestão de Processos de Negócio ou Business Process Management (BPM) é um modelo de administração que une gestão de negócios à tecnologia da

Leia mais

AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA

AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA Automação e mão de obra Patrícia Lins de Paula 16/04/2012 62 AUTOMAÇÃO APLICADA À MANUFATURA 2. Automação e mão de obra 2.1 Setores e operações de produção 2.2 Instalações

Leia mais

O papel dos sistemas de informação no ambiente de negócios contemporâneo

O papel dos sistemas de informação no ambiente de negócios contemporâneo O papel dos sistemas de informação no ambiente de negócios contemporâneo Mestrado em Gestão estratégicas de Organizações Disciplina: Sistemas de Informação e Novas Tecnologias Organizacionais Professor:

Leia mais

Mapeamento, Melhoria, Transformação e Operacionalidade de Processos e Decisões

Mapeamento, Melhoria, Transformação e Operacionalidade de Processos e Decisões CRICIÚMA 2015 Mapeamento, Melhoria, Transformação e Operacionalidade de Processos e Decisões Maurício Bitencourt, CBPP Vice-presidente e co-fundador da ABPMP Brasil Criciúma, 16 de junho de 2015 http://mauriciobitencourt.com

Leia mais

Governabilidade = Poder de Governo

Governabilidade = Poder de Governo 6. Governabilidade, Governança e Accountability 1. Governança 2. Controle por Resultados 3. Accountability Esta tríade reflete os princípios da Nova Gestão Pública e serviu de fundamento para o desenho

Leia mais

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser:

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser: CONCEITOS INICIAIS O tratamento da informação precisa ser visto como um recurso da empresa. Deve ser planejado, administrado e controlado de forma eficaz, desenvolvendo aplicações com base nos processos,

Leia mais

Programas de Transformação de TI em Seguradoras Carlos Figueiredo Fabio Pereira

Programas de Transformação de TI em Seguradoras Carlos Figueiredo Fabio Pereira Programas de Transformação de TI em Seguradoras Carlos Figueiredo Fabio Pereira Programas de transformação de TI em Seguradoras: Tendências e Desafios Tech Trends 2015 Exponenciais Principais problemas

Leia mais

Processo de Software

Processo de Software Processo de Software Uma importante contribuição da área de pesquisa de processo de software tem sido a conscientização de que o desenvolvimento de software é um processo complexo. Pesquisadores e profissionais

Leia mais

Introdução à Estrutura Organizacional nas Empresas

Introdução à Estrutura Organizacional nas Empresas Conceitos Fundamentais de Engenharia 1 Ano Profª Fernanda Cristina Vianna Introdução à Estrutura Organizacional nas Empresas 1. O Que é Estrutura Organizacional? É a estrutura formal na qual ocorrem as

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA Capítulo 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam

Leia mais

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos

Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combinando a norma ISO 10006 e o guia PMBOK para garantir sucesso em projetos Combining the ISO 10006 and PMBOK to ensure successful projects 1 Por Michael Stanleigh Tradução e adaptação para fins didáticos

Leia mais

Visão estratégica para compras

Visão estratégica para compras Visão estratégica para compras FogStock?Thinkstock 40 KPMG Business Magazine Mudanças de cenário exigem reposicionamento do setor de suprimentos O perfil do departamento de suprimentos das empresas não

Leia mais

Sobre a PNMsoft. Fundada em 1996 - Especialista em BPM e Workflow. Sede em Inglaterra, com escritórios e parceiros em todo o mundo

Sobre a PNMsoft. Fundada em 1996 - Especialista em BPM e Workflow. Sede em Inglaterra, com escritórios e parceiros em todo o mundo Sobre a PNMsoft Fundada em 1996 - Especialista em BPM e Workflow Sede em Inglaterra, com escritórios e parceiros em todo o mundo Escritório em Portugal. Reditus como principal Parceiro SEQUENCE: Plataforma

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS O PODER DA INFORMAÇÃO Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem tem SABEDORIA Tem SABEDORIA quem usa CONHECIMENTO Tem CONHECIMENTO quem possui INFORMAÇÃO (Sem

Leia mais

Cada empresa é uma empresa de informação. Não

Cada empresa é uma empresa de informação. Não Gestão da Informação Corporativa OpenText Desligue o seu celular e o seu computador. Desligue os seus servidores. E agora você consegue fazer negócios? Cada empresa é uma empresa de informação. Não importa

Leia mais

Garantia de Processo Leis de Lehman Manutenção de Softwares

Garantia de Processo Leis de Lehman Manutenção de Softwares Garantia de Processo Leis de Lehman Manutenção de Softwares Garantia de Processo Acidentes são eventos raros em sistemas críticos e pode ser impossível simulá-los durante testes de um sistema. Requisitos

Leia mais

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Componentes de uma empresa Objetivos Organizacionais X Processos de negócios Gerenciamento integrado

Leia mais

Revista hospedada em: http://revistas.facecla.com.br/index.php/reinfo Forma de avaliação: double blind review

Revista hospedada em: http://revistas.facecla.com.br/index.php/reinfo Forma de avaliação: double blind review Revista hospedada em: http://revistas.facecla.com.br/index.php/reinfo Forma de avaliação: double blind review Afinal, o que é Business Process Management (BPM)? Um novo conceito para um novo contexto

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação Gestão Organizacional da Logística CONCEITOS O nome Supply Chain, cujo termo têm sido utilizado em nosso país como Cadeia de Suprimentos, vem sendo erroneamente considerado como

Leia mais

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro Tecnologia da Informação e Comunicação Douglas Farias Cordeiro Algumas coisas que vimos até aqui Qual a diferença entre as funções do analista e do projetista? Como funciona o ciclo de vida de um projeto

Leia mais

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Tecnológicas CCT Engenharia de Produção e Sistemas Sistemas de Informação (SIN) ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Profº Adalberto J. Tavares Vieira

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais

Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Gerenciamento de Projetos Modulo I Conceitos Iniciais Prof. Walter Cunha falecomigo@waltercunha.com http://waltercunha.com Bibliografia* Project Management Institute. Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

UMC/EPN 2013 - Sistemas de Informações Aula 02. Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios

UMC/EPN 2013 - Sistemas de Informações Aula 02. Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva de Negócios Organização Sistemasde Informação Tecnologiada informação Gerenciamento Maio / 2013 31 Os Sistemas de Informação vistos de uma Perspectiva

Leia mais