Regulamento de Prova de Tiro Numero 1/2013. Duelo 20 segundos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento de Prova de Tiro Numero 1/2013. Duelo 20 segundos"

Transcrição

1 Regulamento de Prova de Tiro Numero 1/2013 Duelo 20 segundos FINALIDADE Regulamentar a Prova de Tiro Duelo 20 segundos no âmbito do Estande de Tiro do 2º Batalhão de Policia do Exercito. MODALIDADE Tiro Esportivo Provas Especiais Duelo 20 segundos. DEFINIÇÕES Estande de Tiro Local apropriado para o manuseio e disparo de arma de fogo. Posto de Tiro Área de pequenas dimensões dentro do Estande de Tiro, que é ocupada pelo Atirador para efetuar disparos com Arma de Fogo. Atirador Pessoa que manuseia e ou dispara arma de fogo com o intuito de atingir um alvo e competir.

2 Turma Grupo de pessoas, equivalente a quantidade de Postos de Tiro, que farão disparos com arma de fogo ao mesmo tempo. Prova de Tiro Competição entre Atiradores, que buscam classificação, sendo premiado os 3 (três) melhores resultados. Diretor de Prova de Tiro Pessoa responsável pela organização e execução de Prova de Tiro. Arbitro de Prova de Tiro Pessoa responsável pela apuração dos resultados dos tiros no alvo. Instrutor de Armamento e Tiro Pessoa credenciada no Departamento de Policia Federal, responsável pela segurança no manuseio de arma de fogo. Equipe de Organização de Prova de Tiro Grupo de pessoas que auxiliam na organização e execução de Prova de Tiro. DESCRIÇAO DA PROVA DE TIRO Arma de Fogo Revolver ou Pistola, de Calibre Permitido ou Restrito, com Comprimento de Cano de no máximo 150 (cento e cinquenta) milímetros ou 6 (seis) polegadas, e com capacidade de carregamento de no mínimo de 5 cartuchos. Alvo De Tiro Rápido, com pontuação de 5 (cinco) a 10 (dez) pontos, com um Centro de Referencia; O Centro de Referencia devera ser uma obréia, de cor branca, de 50 (cinquenta) milímetros de diâmetro. Distância do Alvo 25 (vinte e cinco) metros.

3 Posição de Tiro De pé, sem nenhum tipo de apoio. Empunhadura Com uma ou duas mãos, a critério do atirador. Ensaio Não haverá ensaio. Prova de Tiro O Atirador efetuara, no mesmo alvo, 4 (quatro) séries de tiro e disparara 5 (cinco) tiros em cada; O Atirador totalizara 20 tiros em cada prova, que somara o limite de 200 pontos por alvo; Os tiros somente poderão serem efetuados dentro de um período de 20 (vinte) segundos em cada série; As series de tiro serão feitas de forma sequencial e a comando do Diretor de Prova de Tiro. COMANDOS DE TIRO ATIRADOR POSIÇAO O Atirador se dirige ao seu box onde realizara os tiros. CARREGAR O Atirador terá 1 (um) minuto para municiar e carregar sua arma com 5 (cinco) cartuchos; Sera avisado quando o tempo atingir 30 (trinta) segundos; Após carregar, a arma devera ser empunhada, com uma ou duas mãos, e apontada para o solo, braços estendidos e fazendo um ângulo não superior a 45º (quarenta e cinco graus) com a vertical; O Atirador não pode colocar o dedo no gatilho ate que a arma esteja alinhada ao alvo.

4 ATIRADOR PRONTO O Atirador somente se manifesta se não estiver pronto para efetuar os tiros, levantando a Mão-Fraca e pronunciando em voz alta: NÃO PRONTO ; Caso não ocorra nenhuma contestação de "NÃO PRONTO", o Diretor de Prova de Tiro aguardara 7 (sete) segundos para autorizar efetuar os 5 (cinco) tiros da serie; Caso um competidor diga "NÃO PRONTO", 15 (quinze) segundos depois, o Diretor de Prova dirá novamente "ATIRADORES PRONTOS" e aguardara 7 (sete) segundos para autorizar efetuar os 5 (cinco) tiros da serie; Em uma mesma série não será aceita mais de 1 (uma) contestação de "NÃO PRONTO" pelo mesmo atirador. FOGO ou SILVO DE APITO LONGO O Atirador efetua os 5 (cinco) tiros da serie em um tempo total de 20 (vinte) segundos. CESSAR FOGO ou SILVO DE APITO LONGO O Atirador deve parar de atirar, descarregar a arma e deixa-la aberta. PISTA FRIA O Atirador deve DESCARREGAR sua arma de fogo e deixa-la ABERTA em direção ao Para-Balas; Ninguém manuseia arma de fogo ou munição. ATIRADORES AO ALVO Os atiradores da linha de tiro se dirigem ate o seu respectivo alvo, mantendo-se à distancia de 3 (tres) metros; O atirador não pode tocar no alvo, e caso ocorra sera desclassificado. PISTA QUENTE O atirador deve colocar óculos de proteção e abafador de ruídos; O manuseio de arma de fogo e munição esta autorizado.

5 CATEGORIAS Esta prova de tiro sera disputada nas seguintes Categorias: Revolver Masculino Pessoa do sexo masculino que atira com Revolver; Pistola Masculino Pessoa do sexo masculino que atira com Pistola; Revolver Feminino Pessoa do sexo feminino que atira com Revolver; Pistola Feminino Pessoa do sexo feminino que atira com Pistola; Junior Pessoa do sexo masculino ou feminino que atira com Revolver ou Pistola; Menos de 18 (dezoito) anos de idade; Obrigatoriamente devera ser acompanhado de pessoa responsável e habilitado a atirar. OBSERVAÇÕES Revolver sera disparado somente em AÇAO DUPLA; Somente serão permitidas armas de fogo com características originais; Não é permitido o uso de roupas e calcados específicos para o tiro; Não é permitido o uso de qualquer tipo de mira eletrônica (Laser, Red-Dot, Holografica, etc.) ou equipamento que facilite o tiro (Contra-Peso, etc.);

6 O Diretor de Prova de Tiro poderá a qualquer momento examinar o equipamento do Atirador e impugnar os resultados caso o julgue em desacordo com as normas estabelecidas. PREMIAÇÃO Sera feita para os 3 (três) melhores resultados de cada Categoria; Para o melhor resultado da Categoria sera entregue uma medalha de 1º Lugar Ouro; Para o segundo melhor resultado da Categoria sera entregue uma medalha de 2º Lugar Prata; Para o terceiro melhor resultado da Categoria sera entregue uma medalha de 3º Lugar Bronze; DISPOSIÇÕES GERAIS Caso o Atirador desrespeite as Normas de Segurança e Conduta do Estande de Tiro sera desclassificado da Prova de Tiro; Falhas de munição ou de arma de fogo serão consideradas como zero; O Atirador é obrigado a usar de Óculos de Proteção e Abafador de Ruídos no Estande de Tiro; Não sera permitido que o Atirador acesse o Estande de Tiro sem roupas adequadas a atividade; Nos casos omissos, sera adotado o Regulamento de Prova Especial 2012 Duelo 20 segundos da Confederação Brasileira de Tiro Esportivo; O Atirador deve permanecer em silencio durante a Prova de Tiro, e quando se dirigir ao Diretor de Prova de Tiro deve fazer de forma educada e que não atrapalhe os demais competidores; Não é permitido nenhum tipo de auxilio ao Atirador quando no posto de tiro; Não é permitido o uso de óculos especiais para tiro; No âmbito do Estande de Tiro é proibido fazer uso de qualquer tipo de aparelho de comunicação (exemplo: Telefone, Tablet, etc.); No âmbito do Estande de Tiro é proibido ingerir alimento ou bebida, fazer uso de medicação, e fumar;

7 Não é permitido atirar com o pé sobre ou após a linha de tiro. São Paulo, SP, 01/02/2013. A. C. Abdalla Contato de

Carabina.22 à 25 metros

Carabina.22 à 25 metros Regulamento de Prova de Tiro Numero 3/2013 Carabina.22 à 25 metros FINALIDADE Regulamentar a Prova de Tiro Carabina.22 à 25 metros no âmbito do Estande de Tiro do 2º Batalhão de Policia do Exercito. MODALIDADE

Leia mais

Regulamento de Prova de Tiro. Numero 2/2013. Duelo de Balão

Regulamento de Prova de Tiro. Numero 2/2013. Duelo de Balão Regulamento de Prova de Tiro Numero 2/2013 Duelo de Balão FINALIDADE Regulamentar a Prova de Tiro Duelo de Balão no âmbito do Estande de Tiro do 2º Batalhão de Policia do Exercito. MODALIDADE Tiro Policial.

Leia mais

Fuzil Militar de Combate

Fuzil Militar de Combate Regulamento de Prova de Tiro Numero 4/2013 Fuzil Militar de Combate FINALIDADE Regulamentar a Prova de Tiro Fuzil Militar de Combate no âmbito do Estande de Tiro do 2º Batalhão de Policia do Exercito.

Leia mais

CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO APRESENTAÇÃO

CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO APRESENTAÇÃO CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO APRESENTAÇÃO Esta cartilha foi elaborada pelo Serviço de Armamento e Tiro da Academia Nacional de Polícia e pelo Serviço Nacional de Armas, tendo como objetivo principal fornecer

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL PORTARIA N o. 613, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005 O DIRETOR-GERAL DO DEPARTAMENTO DE POLICIA FEDERAL, no uso das atribuições que lhe confere o art. 27,

Leia mais

CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO. Edição Revista em Janeiro/2014 APRESENTAÇÃO

CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO. Edição Revista em Janeiro/2014 APRESENTAÇÃO CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO Edição Revista em Janeiro/2014 Cartilha de Armamento e Tiro Clube Orion de Tiro APRESENTAÇÃO Esta cartilha foi elaborada pelo Clube Orion de Tiro, tendo como base os conteúdos

Leia mais

REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO CAMPEONATO NACIONAL DOS MAGISTRADOS ABRIL/2015 REGULAMENTO 02/2015 DUELO DE BALÃO

REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO CAMPEONATO NACIONAL DOS MAGISTRADOS ABRIL/2015 REGULAMENTO 02/2015 DUELO DE BALÃO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO CAMPEONATO NACIONAL DOS MAGISTRADOS ABRIL/2015 REGULAMENTO 02/2015 DUELO DE BALÃO 1- DA FINALIDADE: Regulamentar a Prova de Tiro Duelo de Balão no âmbito do Estande de Tiro do

Leia mais

CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO

CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO CARTILHA DE ARMAMENTO E TIRO 2 APRESENTAÇÃO Esta cartilha foi elaborada pelo Serviço de Armamento e Tiro da Academia Nacional de Polícia e pelo Serviço Nacional de Armas e tem como objetivo principal fornecer

Leia mais

XXVII JOGOS ESCOLARES MUNICIPAIS JEMs 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO ATLETISMO

XXVII JOGOS ESCOLARES MUNICIPAIS JEMs 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO ATLETISMO REGULAMENTO ESPECÍFICO DO ATLETISMO Art. 1º - As competições serão regidas pelas Regras Oficiais da Federação Internacional de Atletismo Amador e da Confederação Brasileira de Atletismo em tudo que não

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO TIRO DE PISTOLA

REGULAMENTO ESPECÍFICO TIRO DE PISTOLA REGULAMENTO ESPECÍFICO TIRO DE PISTOLA I - DA FINALIDADE E DA PARTICIPAÇÃO Art. 1º - As regras aplicadas nodo I Jogos Nacionais de Integração dos PRF/2015, para as competição do Tiro Pistola será realizada

Leia mais

www.dfpc.eb.mil.br/index.php/legislacao/61

www.dfpc.eb.mil.br/index.php/legislacao/61 PORTARIA N o 004 - D Log, DE 08 DE MARÇO DE 2001. Aprova as Normas que Regulam as Atividades dos Atiradores. O CHEFE DO DEPARTAMENTO LOGÍSTICO, no uso das atribuições previstas no inciso XV do art. 27

Leia mais

Regulamento. 8 Campeonato Ireceense Absoluto de Xadrez -2014

Regulamento. 8 Campeonato Ireceense Absoluto de Xadrez -2014 Regulamento 8 Campeonato Ireceense Absoluto de Xadrez -2014 1. Do Objetivo 1.1 Promover a prática do Xadrez em Irecê e micro região, como forma de aperfeiçoamento técnico da modalidade, mas sempre com

Leia mais

REGULAMENTO DE FUTSAL

REGULAMENTO DE FUTSAL REGULAMENTO DE FUTSAL Capítulo I DAS FINALIDADES Art. 1º O campeonato de futsal masculino, é promovido como uma das modalidades dos VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, promovido e organizado pela AMB Associação

Leia mais

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010.

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010. COPA SENAI 2010 REGULAMENTO GERAL SESI SENAI - SP 2010 REGULAMENTO GERAL FASE INTERCLASSES I DOS OBJETIVOS Art. 01 A COPA SENAI 2010, tem por finalidade o bem estar e a integração do aluno perante a sociedade

Leia mais

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Nordeste, bem como proporcionar

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 Art.1º- As competições

Leia mais

REGULAMENTO DE REMO 2007 2008

REGULAMENTO DE REMO 2007 2008 REGULAMENTO DE REMO 2007 2008 REGATAS OFICIAIS E CAMPEONATOS ESTADUAIS CAPÍTULO I DOS REMADORES E SUAS CATEGORIAS: Artigo 1º O(a)(s) remador(a)(es)(as) que vierem a participar de regatas da serão divididos

Leia mais

ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE RANGE OFFICERS

ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE RANGE OFFICERS 1 ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE RANGE OFFICERS 1. ENUMERE OS 7 PRINCÍPIOS GERAIS DA PISTA DE TIRO 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. Regra 2. QUAIS SÃO OS TRÊS ELEMENTOS DA MODALIDADE DE TIRO IPSC? 1. 2. 3. Regra 3. QUAL

Leia mais

Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014

Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014 Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014 I - DOS JOGOS Art.1 - A Olimpíada Especial UBM/PMBM tem por finalidade desenvolver o intercâmbio desportivo e social entre os atletas, professores

Leia mais

Triathlon Faculdades FKB. Regulamento Geral

Triathlon Faculdades FKB. Regulamento Geral DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Triathlon Faculdades FKB Regulamento Geral Art. 1 Este Regulamento Geral é o conjunto de disposições que regem a 1ª Prova de Triathlon Faculdades FKB 2011 e implica obediência

Leia mais

Minas Olímpica/ Jogos de Minas 2015

Minas Olímpica/ Jogos de Minas 2015 Minas Olímpica/ Jogos de Minas 2015 Regulamento Específico Ciclismo Art. 1º - A competição de ciclismo do Minas Olímpica/Jogos de Minas obedecerá as regras da Confederação Brasileira de Ciclismo e Federação

Leia mais

REGULAMENTO DE ATLETISMO

REGULAMENTO DE ATLETISMO CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - A Competição de Atletismo, modalidade individual dos JOGOS ESCOLARES TV SERGIPE- 2014, será realizada de acordo com as Normas das OLIMPÌADAS ESCOLARES

Leia mais

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO

Prova Pedestre UEL 30.11.2013 REGULAMENTO DOS PRINCIPIO GERAIS, DOS OBJETIVOS E DAS FINALIDADES. Art.1º - A VII é uma realização da Pró-Reitoria de Extensão, Centro de Educação Física e Esporte (CEFE) da Universidade Estadual de Londrina, e serão

Leia mais

CORRIDA DUQUE DE CAXIAS 2014 REGULAMENTO

CORRIDA DUQUE DE CAXIAS 2014 REGULAMENTO CORRIDA DUQUE DE CAXIAS 2014 REGULAMENTO I - OBJETIVO: Cultuar o Patrono do Exército, Marechal Luiz Alves de Lima e Silva - o Duque de Caxias, despertar o interesse salutar da prática desportiva e buscar

Leia mais

DESPORTO ESCOLAR ATLETISMO CURSO DE JUIZES DE ESCOLA

DESPORTO ESCOLAR ATLETISMO CURSO DE JUIZES DE ESCOLA DESPORTO ESCOLAR ATLETISMO CURSO DE JUIZES DE ESCOLA DESPORTO ESCOLAR CURSO DE JUIZES DE ESCOLA ATLETISMO O ATLETISMO É COMPOSTO POR PROVAS DE PISTA, ESTRADA E CORTA- MATO AS PROVAS DE PISTA ESTÃO DIVIDIDAS

Leia mais

VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA

VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA 19/04/2013 NORMAS DE SEGURANÇA E CONDUTA PARA UTILIZAÇÃO DO ESTANDE DE TIRO DO 2º BATALHÃO DE POLICIA DO EXERCITO 1. NÃO FAÇA BRINCADEIRA ou experiência com Arma de Fogo

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TIRO PRÁTICO

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TIRO PRÁTICO CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TIRO PRÁTICO REGULAMENTO DE N R A I, II e Rápido Atualização de junho de 2007 Regulamento de N.R.A I, II e Rápido Junho de 2007 Sérgio Martins - 1 - ÍNDICE CAPÍTULO I ORGANIZAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA INOVA SENAI PE 2015

PROGRAMA INOVA SENAI PE 2015 PROGRAMA INOVA SENAI PE 2015 1. Estrutura do INOVA SENAI-PE 1.1. O que é O Programa INOVA SENAI-PE 2015 é uma ação anual, promovida e patrocinada pelo Departamento Regional de Pernambuco (SENAI DR-PE),

Leia mais

A. Todo competidor é obrigado a ter conhecimento deste regulamento. B. É responsabilidade do atleta se manter hidratado adequadamente.

A. Todo competidor é obrigado a ter conhecimento deste regulamento. B. É responsabilidade do atleta se manter hidratado adequadamente. REGULAMENTO Modalidades Natação Natação Distâncias* 1,5 km 3 km *As medidas acima discriminadas poderão ser alteradas conforme condições locais. O XTERRA Swim Challenge será realizado no dia 1 de Novembro,

Leia mais

REGULAMENTO DA VOLTA DA FATEA 2015

REGULAMENTO DA VOLTA DA FATEA 2015 REGULAMENTO DA VOLTA DA FATEA 2015 1 A prova 1.1 A prova será realizada no dia 6 de Dezembro de 2015 na cidade de Lorena, com caminhada de 2 km e corridas de 5 km. 1.2 A prova terá percurso de aproximadamente

Leia mais

Art.2º- Os números de atletas por prova em suas respectivas categorias ficarão assim distribuídos:

Art.2º- Os números de atletas por prova em suas respectivas categorias ficarão assim distribuídos: REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JEM S 2015 Art.1º- As competições serão regidas pelos regulamentos, normas e especificações técnicas da Confederação Brasileira de Ciclismo em tudo que não contrariar

Leia mais

Regras. Tiro Rápido de Precisão (TRP)

Regras. Tiro Rápido de Precisão (TRP) Regras Tiro Rápido de Precisão (TRP) Atualização de Abril de 2015 Regulamento de Tiro Rápido de Precisão Atualização de Abril de 2015 1 - DA ARMA a. O comprimento do cano não deverá exceder a 6" (seis

Leia mais

TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição

TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - O Troféu Brasil de Atletismo é uma competição realizada anualmente que têm por propósito básico a difusão do Atletismo e a verificação

Leia mais

Regulamento CorridaSuperAção UNIFAE da Independência 6,3K

Regulamento CorridaSuperAção UNIFAE da Independência 6,3K Regulamento CorridaSuperAção UNIFAE da Independência 6,3K A Corrida SuperAçãoUNIFAE da Independência 6,3 km, evento esportivo, será realizada no dia 07 de setembro de 2015, na cidade de Vargem Grande do

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE MATERIAL BÉLICO (Dir G de MB/1952)

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE MATERIAL BÉLICO (Dir G de MB/1952) MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DEPARTAMENTO DE MATERIAL BÉLICO (Dir G de MB/1952) PORTARIA N o 036-DMB, DE 09 DE DEZEMBRO DE 1999 Aprova as normas que regulam o comércio de armas e munições.

Leia mais

REGULAMENTO DA COPA PARANÁ DE TRAP AMERICANO 2012

REGULAMENTO DA COPA PARANÁ DE TRAP AMERICANO 2012 Artigo 1 - A COPA PARANÁ de Trap Americano será realizada em 05 (cinco) etapas, conforme o calendário o qual constará no anexo A. De comum acordo com os Clubes participantes os meses deverão ser escolhidos

Leia mais

A Direção de Tiro pode proceder à verificação da composição dos cartuchos, sendo punida toda a infração.

A Direção de Tiro pode proceder à verificação da composição dos cartuchos, sendo punida toda a infração. REGULAMENTO INTERNACIONAL DE TIRO ÀS FAN32 O presente regulamento é adotado pela F.E.D.E.C.A.T. para as competições internacionais, juntando-se a determinados artigos, algumas NOTAS, visando, tanto quanto

Leia mais

NORMAS PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DO 11º CURSO DE PROTEÇÃO DE AUTORIDADES - SSMCC/ 2012

NORMAS PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DO 11º CURSO DE PROTEÇÃO DE AUTORIDADES - SSMCC/ 2012 NORMAS PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DO 11º CURSO DE PROTEÇÃO DE AUTORIDADES - SSMCC/ 1. FINALIDADE: As normas que se seguem têm por finalidade descrever os parâmetros e condições necessárias para o preenchimento

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

CAMPEONATO SUL-MATO-GROSSENSE DE TIRO CALENDÁRIO 2015

CAMPEONATO SUL-MATO-GROSSENSE DE TIRO CALENDÁRIO 2015 CAMPEONATO SUL-MATO-GROSSENSE DE TIRO CALENDÁRIO 2015 ANUIDADES: CBTP: Até 31/03/2015 R$ 330,00 - A partir de 01/04/2015 - R$ 360,00 CBTE: No vencimento R$ 350,00 - Vencida R$ 400,00 FSMTE E FSMTP: R$

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

CONCURSO PÚBLICO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL CENTRO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO

Leia mais

26 e 27 de Setembro de 2015

26 e 27 de Setembro de 2015 BOLETIM 2015 26 e 27 de Setembro de 2015 A SECRETARÍA DE ESPORTE E LAZER DE PARAUAPEBAS, AEPA ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DO SUL E SUDESTE DO PARÁ E PROJETO JUDÔ SOLIDÁRIO, em cumprimento ao

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS. Art. 1º- Este regulamento é o conjunto de disposições que rege os jogos internos do Colégio Facex edição 2014.

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS. Art. 1º- Este regulamento é o conjunto de disposições que rege os jogos internos do Colégio Facex edição 2014. Página 1 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º- Este regulamento é o conjunto de disposições que rege os jogos internos do Colégio Facex edição 2014. CAPÍTULO II DA FINALIDADE Art. 2º - Os jogos internos

Leia mais

Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF

Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF Associação Brasileira de Escolinhas de Futebol e Futsal- ABEFF Diretoria de Competições Regulamento da Copa do Brasil de Escolinhas de Futebol Copa do Brasil de Escolinhas de Futebol 2016 Categorias Sub

Leia mais

ANEXO VII PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE APTIDÃO FÍSICA 1. TESTE DE BARRA FIXA

ANEXO VII PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE APTIDÃO FÍSICA 1. TESTE DE BARRA FIXA ANEXO VII 1. TESTE DE BARRA FIXA PROCEDIMENTOS DA AVALIAÇÃO DE APTIDÃO FÍSICA 1.1 Teste dinâmico de barra fixa (somente para candidatos do sexo masculino) 1.1.1 A metodologia para a preparação e a execução

Leia mais

Fortaleza/CE- Brasil 25 e 26 de Maio de 2012 CONVITE

Fortaleza/CE- Brasil 25 e 26 de Maio de 2012 CONVITE X AMIIZADE IINTERNACIIONAL OPEN Fortaleza/CE- Brasil 25 e 26 de Maio de 2012 CONVITE Fortaleza, 10 Janeiro de 2012 Estimado Maestro, Instrutores e Alunos Tenho o prazer de anunciar o X AMIZADE INTERNACIONAL

Leia mais

SURVIVOR TRIP TRAIL 2014 Mountain Bike PRÓ 4ª etapa (PARQUE DO CHINA)

SURVIVOR TRIP TRAIL 2014 Mountain Bike PRÓ 4ª etapa (PARQUE DO CHINA) SURVIVOR TRIP TRAIL 2014 Mountain Bike PRÓ 4ª etapa (PARQUE DO CHINA) Regulamento 1. A PROVA: Local: Parque do China - ES Data: 19/10 Largada: 10:00h Percursos: 45 km 2. INSCRIÇÕES: 2.1. Datas e valores

Leia mais

Índice. I Introdução. II Apresentação do Laser Run. III Formato Outdoor. IV Formato Indoor. V O segmento de Tiro. VI O segmento de Corrida

Índice. I Introdução. II Apresentação do Laser Run. III Formato Outdoor. IV Formato Indoor. V O segmento de Tiro. VI O segmento de Corrida O Projecto Desportivo - Época 2015 Índice I Introdução II Apresentação do Laser Run III Formato Outdoor IV Formato Indoor V O segmento de Tiro VI O segmento de Corrida VII Regras Gerais das Provas de Laser

Leia mais

Meia Maratona Estrada Real 2014 e prova de 10Km

Meia Maratona Estrada Real 2014 e prova de 10Km Meia Maratona Estrada Real 2014 e prova de 10Km *O presente regulamento está sujeito a possíveis modificações conforme o procedimento previsto no mesmo. Artigo 1 - O Evento A Meia Maratona Estrada Real

Leia mais

Nome: Turma : N.º. Grupo 1 (24 %) Basquetebol (Cada questão 3%)

Nome: Turma : N.º. Grupo 1 (24 %) Basquetebol (Cada questão 3%) Teste Escrito 1 Educação Física 3º CEB 1.º Período 2011/2012 Nome: Turma : N.º O Professor Encarregado de Educação Avaliação Lê atentamente as afirmações e as opções de resposta. De seguida, assinala na

Leia mais

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL

COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL COPA GRANBEL DE FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA INFANTIL E JUVENIL 2011 REGULAMENTO 2011 1 - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS: ARTIGO 1 A Copa Granbel de Futebol Infanto-Juvenil 2011 é uma organização da Granbel com

Leia mais

Airsoft S.A.R. (Simulação de Ações Reais) Modalidade desenvolvida pela Equipe de Airsoft I.M.A.T S.A.R. Versão 1.1

Airsoft S.A.R. (Simulação de Ações Reais) Modalidade desenvolvida pela Equipe de Airsoft I.M.A.T S.A.R. Versão 1.1 Airsoft S.A.R. (Simulação de Ações Reais) Modalidade desenvolvida pela Equipe de Airsoft I.M.A.T S.A.R. Versão 1.1 Leis / Portarias / Regulamentações O Airsoft esta legalizado, e é considerado arma de

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA INFORMATIVO DO ALUNO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA INFORMATIVO DO ALUNO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA INFORMATIVO DO ALUNO INSTRUÇÃO DE NIVELAMENTO DE CONHECIMENTO DO EFETIVO CONVOCADO PELO DFNSP - 57ª EDIÇÃO DEPARTAMENTO DA FORÇA NACIONAL

Leia mais

R E G U L A M E N T O 2 0 0 6

R E G U L A M E N T O 2 0 0 6 CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE MENORES XXXIII Masculino e Feminino R E G U L A M E N T O 2 0 0 6 Emitido em 15/02/06 Art. 1º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO DE MENORES têm por

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE CURITIBA GESTÃO 2009/ LAZER E SOCIAL 8º TORNEIO DE TIRO DA AGMUC CARACTERÍSTICA EVENTO...

ASSOCIAÇÃO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE CURITIBA GESTÃO 2009/ LAZER E SOCIAL 8º TORNEIO DE TIRO DA AGMUC CARACTERÍSTICA EVENTO... 8º TORNEIO DE TIRO DA CARACTERÍSTICA EVENTO...TORNEIO DE TIRO DATA...28/08/2010 - SÁBADO HORÁRIO...09:00 HS AS 15:00 HS LOCAL...CLUBE DE TIRO PONTA GROSSA - PR Nº DE PARTICIPANTES... 70 OBJETIVO O objetivo

Leia mais

NORMAS ESPECÍFICAS TIRO

NORMAS ESPECÍFICAS TIRO NORMAS ESPECÍFICAS TIRO TIRO NORMAS ESPECÍFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direção Desportiva, em complemento do Código Desportivo, para as provas organizadas pela Fundação INATEL.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Os jogos internos do COLÉGIO FRACTAL (JICOF) têm por finalidade principal humanizar a prática desportiva, valorizando

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO PRESIDÊNCIA ASSESSORIA DE MARKETING GESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Primeiro Concurso de Desenho, Poesia e Redação da DESO: Por uma cultura de Saneamento Ambiental

Leia mais

Regulamento Copa Cemil de Ciclismo 2015

Regulamento Copa Cemil de Ciclismo 2015 Regulamento Copa Cemil de Ciclismo 2015 Regulamento Particular da Competição Na ausência de item especifico para um determinado assunto neste regulamento particular, a organização considera como referencia

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte

Leia mais

www.nikkostirling.com

www.nikkostirling.com www.nikkostirling.com PT Anel de travamento Objectivo Ajuste de paralaxe Tubo da mira (luneta) Tampa do regulador Regulador de elevação Regulador da força do vento Ajuste da ampliação Iluminação Ocular

Leia mais

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres.

DA FINALIDADE: Homens só poderão substituir homens e mulheres só poderão substituir mulheres. DA FINALIDADE: Art. 1º - Os JOGOS DE VERÃO ARCO SPM 2013 MODALIDADE VOLEIBOL 4X4, tem como finalidade principal, promover o congraçamento das equipes e o aumento da adesão à prática de exercícios físicos

Leia mais

2. DATA DA REALIZAÇÃO

2. DATA DA REALIZAÇÃO REGULAMENTO 1. DEFINIÇÃO É uma ação esportiva desenvolvida na modalidade corrida de rua, entre os empregados dos Correios e comunidade. 2. DATA DA REALIZAÇÃO Prova Regional: 27/02/2011 3. HORÁRIO 08 horas

Leia mais

COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR

COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR INTRODUÇÃO O Atleta na Escola tem como premissas a democratização do acesso ao esporte e o incentivo da prática esportiva na escola. Neste ano, o Programa de Formação

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE XADREZ JERNS - JEES 2014 Art. 1º - As

Leia mais

CAPÍTULO I DO SISTEMA NACIONAL DE ARMAS

CAPÍTULO I DO SISTEMA NACIONAL DE ARMAS Dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas Sinarm, define crimes e dá outras providências. O Congresso Nacional decreta: CAPÍTULO I DO

Leia mais

CAMPEONATO ESTADUAL DE NATAÇÃO DE VERÃO TROFÉU ALEXANDRE VISCARDI, TROFÉU MARCOS CHAIBEN INFANTIL JUVENIL JUNIOR SENIOR TROFÉU PARANÁ ABSOLUTO

CAMPEONATO ESTADUAL DE NATAÇÃO DE VERÃO TROFÉU ALEXANDRE VISCARDI, TROFÉU MARCOS CHAIBEN INFANTIL JUVENIL JUNIOR SENIOR TROFÉU PARANÁ ABSOLUTO CAMPEONATO ESTADUAL DE NATAÇÃO DE VERÃO TROFÉU ALEXANDRE VISCARDI, TROFÉU MARCOS CHAIBEN INFANTIL JUVENIL JUNIOR SENIOR TROFÉU PARANÁ ABSOLUTO Data :04 A 07 DE NOVEMBRO DE 2015 Inscrição: 28 de outubro

Leia mais

YACHT CLUBE DA BAHIA SUP RACE 2015 CIRCUITO BRASILEIRO DE STAND-UP PADDLE 1 a ETAPA SALVADOR- BAHIA

YACHT CLUBE DA BAHIA SUP RACE 2015 CIRCUITO BRASILEIRO DE STAND-UP PADDLE 1 a ETAPA SALVADOR- BAHIA YACHT CLUBE DA BAHIA SUP RACE 2015 CIRCUITO BRASILEIRO DE STAND-UP PADDLE 1 a ETAPA SALVADOR- BAHIA AVISO DE REGATA LOCAL e DATA O evento será realizado no dia 30 de Maio de 2015 e terá como sede as instalações

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte e Nordeste, bem

Leia mais

[Londrina, 29 de março de 2015] [Informativo]

[Londrina, 29 de março de 2015] [Informativo] CLUBE LONDRINENSE DE CICLISMO PREFEITURA DE LONDRINA FEDERAÇÃO PARANAENSE DE CICLISMO [1º Etapa do Campeonato Intermunicipal de MTB 1a Etapa Copa Paraná - Ranking Estadual] 1 [Londrina, 29 de março de

Leia mais

PROJETO E REGULAMENTO GERAL

PROJETO E REGULAMENTO GERAL OLIMPÍADAS DO INSTITUTO EDUCACIONAL NOVOS TEMPOS PROJETO E REGULAMENTO GERAL Ensino Fundamental II e Médio OUTUBRO DE 2015 APRESENTAÇÃO: As Olimpíadas do Instituto Educacional Novos Tempos (OLIENT), visam

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX ART. 1º - DA FINALIDADE REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX Os JOGOS MULTIVIX modalidade Beach Soccer fazem parte do CIRCUITO VIDA SAUDÁVEL MULTIVIX, torneio universitário que tem por finalidade integrar

Leia mais

VI Corrida O POVO - 2014

VI Corrida O POVO - 2014 VI Corrida O POVO - 2014 REGULAMENTO 1. A PROVA 1.1. A VI Corrida O POVO - 2014, será realizada no dia 26 de Abril de 2014, com largada às 20 horas, na Av. Sen. Carlos Jereissati, (Av. do Aeroporto), nas

Leia mais

EDITAL Nº 04/2015/DAE/PJC/MT

EDITAL Nº 04/2015/DAE/PJC/MT ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA POLÍCIA JUDICIÁRIA CIVIL DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS EDITAL Nº 04/2015/DAE/PJC/MT Disciplina as inscrições e o processo de seleção

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GINÁSTICA

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GINÁSTICA GINÁSTICA AERÓBICA REGULAMENTOS TÉCNICOS TN 2014 PARTICIPANTES: TORNEIO NACIONAL É aberta a participação no TNGAE a qualquer entidade filiada às Federações Estaduais de Ginástica ou de alguma forma ligadas

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE KARATE 2015

REGULAMENTO DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE KARATE 2015 REGULAMENTO DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE KARATE 2015 Este regulamento tem por finalidade determinar as condições e os critérios gerais para a realização do Campeonato Brasileiro de Karate 2015, da Confederação

Leia mais

REGULAMENTO ESPORTIVO. Copa KART BRASIL e KART NIGHT 2015. I Do CAMPEONATO

REGULAMENTO ESPORTIVO. Copa KART BRASIL e KART NIGHT 2015. I Do CAMPEONATO REGULAMENTO ESPORTIVO Copa KART BRASIL e KART NIGHT 2015 I Do CAMPEONATO Art. 1º A Copa KART BRASIL 2015 e a KART NIGHT 2015 serão realizadas no Kartódromo Internacional Nova Odessa. 1º A Copa KART BRASIL

Leia mais

SISTEMA GUIA DE TRÁFEGO ELETRÔNICA WWW.SGTE.EB.MIL.BR

SISTEMA GUIA DE TRÁFEGO ELETRÔNICA WWW.SGTE.EB.MIL.BR Manual do Usuário SISTEMA GUIA DE TRÁFEGO ELETRÔNICA WWW.SGTE.EB.MIL.BR Página 1 SUMÁRIO 1. ACESSANDO O SISTEMA... 4 2. TELA DE SELEÇÃO... 5 3. SOLICITAR EMISSÃO GUIA DE TRÁFEGO... 6 3.1 TELA DE INFORMAÇÃO

Leia mais

2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K

2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K 2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K 1. PROGRAMAÇÃO. 1. Entrega dos kits na Academia Axios (Endereço: R. Teixeira, 691, Taboão, Bragança Paulista,

Leia mais

CAMPEONATO PARANAENSE VETERANO E SÊNIOR - 2014 MASCULINO E FEMININO

CAMPEONATO PARANAENSE VETERANO E SÊNIOR - 2014 MASCULINO E FEMININO CAMPEONATO PARANAENSE VETERANO E SÊNIOR - 2014 MASCULINO E FEMININO Data: 12 e 13 de Setembro de 2014 ( Sexta-feira e Sábado) Local: Ginásio de Esporte do Complexo Escolar Endereço: Rua Cruz Alta, 576

Leia mais

JOGOS DESPORTIVOS DO EXÉRCITO 2013

JOGOS DESPORTIVOS DO EXÉRCITO 2013 MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx - DPEP COMISSÃO DE DESPORTOS DO EXÉRCITO (L Mil Foot-ball/1915) 1. FINALIDADE JOGOS DESPORTIVOS DO EXÉRCITO 2013 INSTRUÇÕES TÉCNICO-NORMATIVAS Difundir as

Leia mais

II Torneio de Tiro INDEPENDÊNCIA REGULAMENTO

II Torneio de Tiro INDEPENDÊNCIA REGULAMENTO II Torneio de Tiro INDEPENDÊNCIA e Clube Naval REGULAMENTO Setembro de 2012 Complexo de estandes de tiro da Base de Fuzileiros Navais da Ilha do Governador Organização: CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS MARINHA

Leia mais

REGULAMENTO DE FINAIS OLÍMPICAS Competições de Carabina e de Pistola

REGULAMENTO DE FINAIS OLÍMPICAS Competições de Carabina e de Pistola FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO Instituição de Utilidade Pública por Decreto de 14/10/1929 Instituição de Utilidade Pública Desportiva (D.R. 288 de 11/12/1993) Oficial da Ordem Militar de Cristo Medalha de

Leia mais

FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL

FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE COPA POTIGUAR DE NATAÇÃO- 2015 ANIVERSÁRIO DA FAN 45 anos REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art.1º - A Federação Aquática Norteriograndense FAN promoverá a

Leia mais

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal.

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. ORGANIZAÇÃO O torneio será organizado e dirigido por uma Comissão Organizadora

Leia mais

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro

Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro Regulamento do Circuito das Estações para o 6º Open de Beach Tennis ASBT primavera 2015 04 05 e 06 de setembro As inscrições para o 6º OPEN DE BEACH TENNIS ASBT PRIMAVERA 2015 deverão ser feitas através

Leia mais

CORRIDA SOLIDÁRIA FAMÍLIA IBIS 2012

CORRIDA SOLIDÁRIA FAMÍLIA IBIS 2012 CORRIDA SOLIDÁRIA FAMÍLIA IBIS 2012 Regulamento Artigo 1º - A competição Corrida Solidária Família ibis será realizada no dia 09 de Dezembro de 2012, com largada prevista para as 08h nas dependências do

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO

Leia mais

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas.

Art. 3º - Os Campeonatos são disputados anualmente, podendo ser realizados em várias etapas. Art. 1º - Os CAMPEONATOS ESTADUAIS CAIXA DE ATLETISMO MIRIM têm por propósito básico a integração estadual, a difusão do Atletismo e a verificação do desenvolvimento de seu estágio técnico nos diversos

Leia mais

FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DO ESTADO DE SANTA CATARINA

FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO DO ESTADO DE SANTA CATARINA FEDERAÇÃO DE AUTOMOBILISMO XXIV PROVA DE ARRANCADA INTERNACIONAL DE CAMINHÕES EM BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA / SC 1 - DAS INSCRIÇÕES DE 13 A 16 DE MARÇO DE 2014 REGULAMENTO GERAL 1.1 - As inscrições poderão

Leia mais

REGULAMENTO DA 24ª CORRIDA DO FOGO DF V3 - Atualização em: 13/06/2014

REGULAMENTO DA 24ª CORRIDA DO FOGO DF V3 - Atualização em: 13/06/2014 REGULAMENTO DA 24ª CORRIDA DO FOGO DF V3 - Atualização em: 13/06/2014 1. DA 24ª CORRIDA DO FOGO DF (Provisório) 1.1. A 24ª Corrida do Fogo DF é uma prova de rua tradicional do Distrito Federal que compõe

Leia mais

I. DA FINALIDADE E ORGANIZAÇÃO:

I. DA FINALIDADE E ORGANIZAÇÃO: I. DA FINALIDADE E ORGANIZAÇÃO: Art. 1º A 12ª Corrida de Rua da Polícia Civil, promovido pela Escola Superior de Polícia Civil do Paraná, tem como objetivos difundir na Comunidade a prática da atividade

Leia mais

CAMPEONATO ESTADUAL INFANTIL A SENIOR DE NATAÇÃO - 2012

CAMPEONATO ESTADUAL INFANTIL A SENIOR DE NATAÇÃO - 2012 FEDERAÇÃO AQUÁTICA NORTERIOGRANDENSE www.fanrn.com.br - aquaticarn@gmail.com Fone: 84-32018008 CAMPEONATO ESTADUAL INFANTIL A SENIOR DE NATAÇÃO - 2012 REGULAMENTO Art. 1º - O Campeonato Estadual Infantil

Leia mais

,CIRCUITO DE MARATONAS AQUÁTICAS DE SANTA CATARINA REGULAMENTO

,CIRCUITO DE MARATONAS AQUÁTICAS DE SANTA CATARINA REGULAMENTO ,CIRCUITO DE MARATONAS AQUÁTICAS DE SANTA CATARINA DAS FINALIDADES REGULAMENTO Art. 1º - A Federação Aquática de Santa Catarina (FASC) e Fundação Catarinense de Desportos (FESPORTE) organizarão anualmente

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014 Regulamenta, no âmbito do Poder Judiciário e do Ministério Público, os arts. 6º, inciso XI, e 7 -A, ambos da

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO RANKING NACIONAL DA ABCT

REGULAMENTO GERAL DO RANKING NACIONAL DA ABCT REGULAMENTO GERAL DO RANKING NACIONAL DA ABCT RANKING NACIONAL CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS, ESTRUTURAÇÃO E COMPETIÇÕES Art. 1º - O Regulamento Geral das Exposições e Competições Oficiais da ABCT tem como

Leia mais

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 é uma promoção e realização da Federação

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora. Faculdade de Engenharia EDITAL

Universidade Federal de Juiz de Fora. Faculdade de Engenharia EDITAL Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Engenharia EDITAL 2º Semestre 2012 1. Disposições gerais 1.1 Tema do concurso A tarefa proposta é a construção e o teste de carga de uma ponte treliçada,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL DIRETORIA DE GESTÃO DE PESSOAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 04/2009-DGP/DPF, DE 23 DE JULHO DE 2009 Regulamenta a aplicação do exame de aptidão física

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS

REGULAMENTO GERAL DOS REGULAMENTO GERAL DOS II JOGOS UNIVERSITARIOS UNIBRASIL 2009 I - DOS OBJETIVOS II JOGOS UNIVERSITARIOS UNIBRASIL 2009 Artigo 1º - Os II Jogos Universitários das Faculdades Integradas do Brasil, promovido

Leia mais