Produtos Contendo Nanotecnologia no Setor Cosmético e no Farmacêutico

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Produtos Contendo Nanotecnologia no Setor Cosmético e no Farmacêutico"

Transcrição

1 Sessão Temática 8 Eficácia e Segurança de Produtos Contendo Nanotecnologia no Setor Cosmético e no Farmacêutico Moderadora: Natália Cerize, IPT-SP Palestrante: Adriano Marim de Oliveira - IPT

2 O Que é Nano? NANOCIENCIA estudo dos fenômenos e manipulação dos materiais em escala atômica ou molecular NANOTECNOLOGIA Design, caracterização, produção e aplicação de estruturas, dispositivos e sistemas, com controle de forma e tamanho, na escala nanométrica NANOTECNOLOGIA FARMACÊUTICA Aplicação da nanociência na área farmacêutica gerando nanomateriaise dispositivos, como sistemas para liberação controlada, diagnósticos, imageamentos e biosensores. NANOMEDICINA Módulos submicrométricosusados no tratamento, diagnóstico, monitoramento e controle de sistemas biológicos Fonte: Dr. N. K. Jain:

3 PorqueNano? EFEITOS QUÂNTICOS NanoOuro: mudança de cor em função do tamanho da partícula EFEITOS DE BORDA Nanocatálise: aumento de área de reação Sistema de Liberação: maior penetração Fonte:

4 PorqueNano? BIO- TECNOLOGIA NANO DISPOSITIVOS ÓPTICA DEFESA E SEGURANÇA BIO- ENGENHARIA MEDICINA E FÁRMACOS COSMÉTICOS ENERGIA NANOTECNOLOGIA NANO FÁBRICAS INFORMÁTICA ENGENHARIA QUÍMICA FÍSICA BIOLOGIA

5 Porque Nano nasciênciasda Vida? Hemoglobina: tamanho: 5,5 nm Fonte: Dr. N. K. Jain:

6 Quaisas Vantagensda Nano nascv? Menor variabilidade entre pacientes Aumento de área superficial Modificação de solubilidade Ação mais rápida NANOTEC Aumento de taxa de dissolução Doses menores Aumento de biodisp. oral

7 QuaisosTiposde Nano? Fonte: Dr. N. K. Jain ceuticall%20nanotech.pdf

8 Como FazemosNano? Cima Para Baixo Top-down Baixo Para Cima Botton-up

9 Como FazemosNano? Emulsificação e Difusão de Solvente Emulsificação e Evaporação de Solvente Polimerização Interfacial Polimerização In-Situ Secagem por Sray-Dryer Homogeneização de Alta Pressão

10 Como FazemosNano? Emulsificação Inversa e Evaporação de Solvente: Ativos Hidrofílicos

11 Qual o Melhor Método? Fonte: REIS, C. P.; NEUFELD, R. J.; RIBEIRO, A. J.; VEIGA, F. Nanoencapsulation I. methods for preparation of drug-loaded polymeric nanoparticles. Nanomedicine: Nanotechnology, Biology, and Medicine, v. 2, p. 8-21, 2006.

12 Como UsamosNano? ATIVO Rif. Raw Rif. Nano Dp 200 nm Intensity (I) SolubilIização 2θ ( ) Nanoparticle Formation Sistema Microfluídico Nanopartículas

13 Como Usamos Nano? Esquema da Nanoestrutura UVA AND UVB %T UVB UVA Nanopartícula sem ativo Exp 1 Exp 3 Exp 2 Aumento da concentração de agente químico de proteção solar Varredura no intervalo de 190 a 900 nm com suspensão diluida a 0,005% m/m

14 Como Usamos Nano? Fase externa: Silicone+Emusulsificante Fase interna: Água + Polímero +Ativo Perfil de Liberação %Liberada Pré-emulsificação (Turrax 2min. e rpm) 70 NPC NPC Nanoemulsificação (HAP) Extração de água Ciclos contínuos Temperatura e Vácuo Tempo (min)

15 O Que é um Nanoproduto? NANOMATERIAIS NANOINTERMEDIÁRIOS NANOPRODUTOS Estruturas em nanoescala não processadas Nanopartículas, nanotubos, pontos quânticos, fulerenos, dendrímeros, materiais nanoporosos,etc Produtos intermediários com componentes em nanoescala Revestimentos, tecidos, chips, de memória, componentes óticos, materais biocombustíveis, fios supercondutores, etc Bens de consumo incorporando nanotecnologia Celular, Automovel, Roupas, Cosméticos, Remédios, etc NANOFERRAMENTAS Equipamentos e software usados para visualizar, manipular e modelar matéria em nanoescala Fabricação, Monitoramento de Qualidade, Software de Modelagem Fonte: The Nanotech Report, 5th ed. Lux Research, 2006.

16 E o Impacto? Pesquisa básica Desenvolvimento aplicações Comercialização ~ 20 anos Impacto da tecnologia a longo prazo Fonte: The Nanotech Report, 5th ed. Lux Research, 2006.

17 SisNano

18 Exemplos de NanoProduto

19 QuaisosTiposde Nano? Fonte: Dr. N. K. Jain ceuticall%20nanotech.pdf

20 Núcleode BioNanoManufatura

21 Nanotecnologia no IPT Nanopartículas e Materiais Nanoestruturados Com destaques para... - Nanoencapsulação de Ativos - Síntese de Nanofibras - Síntese de Nanocompósitos - Síntese de Nanopartículas Cerâmicas - Modificação de Superfície de Nanoestruturas - Sistemas de Liberação Controlada Equipe + Infra-Estrutura Pré-Existente - Técnicas de Caracterização Avançadas

22 Contato: Adriano Marim de Oliveira Obrigado

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 171091. Nanotecnologia: possibilidades de atuação

COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 171091. Nanotecnologia: possibilidades de atuação COMUNICAÇÃO TÉCNICA Nº 171091 Nanotecnologia: possibilidades de atuação Natália Neto Pereira Cerize Palestra apresentada na Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos,

Leia mais

Naira Maria Balzaretti Centro de Nanociência e Nanotecnologia CNANO UFRGS fonte: seminário de João Schmidt

Naira Maria Balzaretti Centro de Nanociência e Nanotecnologia CNANO UFRGS fonte: seminário de João Schmidt Uma viagem pelo mundo nano Naira Maria Balzaretti Centro de Nanociência e Nanotecnologia CNANO UFRGS fonte: seminário de João Schmidt NANOTECNOLOGIA Um exemplo de aplicação fonte: filme/internet Desafio

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Programa de Pós Graduação em Engenharia de Recursos Amazônicos Nanomateriais Prof. Lucas Freitas Berti 1 a Lista de exercícios

Faculdade de Tecnologia Programa de Pós Graduação em Engenharia de Recursos Amazônicos Nanomateriais Prof. Lucas Freitas Berti 1 a Lista de exercícios Faculdade de Tecnologia Programa de Pós Graduação em Engenharia de Recursos Amazônicos Nanomateriais Prof. Lucas Freitas Berti 1 a Lista de exercícios 1-) Questão Comente sobre os seguintes personagens

Leia mais

SECTOR DA SAÚDE. Investigador Entidade. Nº Pág.

SECTOR DA SAÚDE. Investigador Entidade. Nº Pág. SECTOR DA SAÚDE Nº Perfil das PME e Associações Industriais Requeridas Projecto Pretende-se uma empresa que invista na tecnologia associada ao desenvolvimento do projecto, nomeadamente para os testes in

Leia mais

Nanotecnologia. Sua relevância e um exemplo de aplicação na Medicina

Nanotecnologia. Sua relevância e um exemplo de aplicação na Medicina Nanotecnologia Sua relevância e um exemplo de aplicação na Medicina O que é Nanotecnologia? É a criação, manipulação e exploração de materiais em escala nanométrica. Com esta tecnologia é possível manipular

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 5.133, DE 2013 (Do Sr. Sarney Filho)

PROJETO DE LEI N.º 5.133, DE 2013 (Do Sr. Sarney Filho) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 5.133, DE 2013 (Do Sr. Sarney Filho) Regulamenta a rotulagem de produtos da nanotecnologia e de produtos que fazem uso da nanotecnologia. DESPACHO: ÀS COMISSÕES

Leia mais

A Nanotecnologia e os impactos à saúde dos trabalhadores

A Nanotecnologia e os impactos à saúde dos trabalhadores Nesta quarta entrevista da série sobre a utilização da nanotecnologia nos processos produtivos, a Dra. Maria De Fatima Torres F. Viegas nos fala, entre outros temas, sobre a Nanotoxicologia, cuja missão

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE DE GERAÇÃO E VISUALIZAÇÃO DE NANOESTRUTURAS

DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE DE GERAÇÃO E VISUALIZAÇÃO DE NANOESTRUTURAS DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE DE GERAÇÃO E VISUALIZAÇÃO DE NANOESTRUTURAS Aluno: Marcos Paulo Moraes Orientador: André Silva Pimentel Introdução A nanotecnologia está associada a diversas áreas de pesquisa

Leia mais

ANEXO III. Domínios e áreas científicas

ANEXO III. Domínios e áreas científicas ANEXO III Domínios e áreas científicas Ciências da Vida e da Saúde Neurociências - Molecular e Celular Neurociências, Envelhecimento e Doenças Degenerativas Imunologia e Infeção Diagnóstico, Terapêutica

Leia mais

Introdução à Nanotecnologia

Introdução à Nanotecnologia Introdução à Nanotecnologia Ele 1060 Aula 9 2010-01 Litografia História Inventada em 1796 por Alois Senefelder, um ator e escritor de teatro. Senefelder tinha dificuldades de publicar seus trabalhos; Revolucionou

Leia mais

12/11/2012. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos.

12/11/2012. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos. Matriz Transdérmica à Base de Biopolímeros e Potenciadores Naturais de Permeação para Incorporação de Fármacos. Mestranda - Rosana Mírian Barros Mendes Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas/UFPI

Leia mais

Novas Fronteiras em Fármacos e Medicamentos: regulação de nanomedicamentos

Novas Fronteiras em Fármacos e Medicamentos: regulação de nanomedicamentos Novas Fronteiras em Fármacos e Medicamentos: regulação de nanomedicamentos FERNANDA PIRES VIEIRA (CEFAR/GTFAR/GGMED/ANVISA-MS) http://nano.tau.ac.il/fta/ http://www.fda.gov/scienceresearch/aboutscienceresearchatfda/ucm342930.htm

Leia mais

HISTÓRICO. História marcada por:

HISTÓRICO. História marcada por: A Empresa HISTÓRICO O Boticário nasceu em março de 1977, como uma farmácia de manipulação, no centro de Curitiba. Durante seus 28 anos, evoluiu por diferentes cenários, estratégias inovadoras e obteve

Leia mais

É com muita honra e imensa satisfação que estamos inaugurando o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Física.

É com muita honra e imensa satisfação que estamos inaugurando o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Física. 1 SENHOR VICE-GOVERNADOR, SENHOR MINISTRO, SENHOR REITOR, SENHOR PREFEITO AUTORIDADES JÁ MENCIONADAS, SENHORES E SENHORES, CORDIAL BOA NOITE! É com muita honra e imensa satisfação que estamos inaugurando

Leia mais

QUÍMICA Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 1ª período

QUÍMICA Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 1ª período QUÍMICA Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Conclusão 74471 Química Estrutural 34 Química Química Inorgânica para Ciências Farmacêuticas OU 68 68977 Ciências Farmacêuticas 2008

Leia mais

AS NANOTECNOLOGIAS. Palavras-chave: Nanotecnologia. Engenharia Química. Nanopartículas. Nanofábrica.

AS NANOTECNOLOGIAS. Palavras-chave: Nanotecnologia. Engenharia Química. Nanopartículas. Nanofábrica. AS NANOTECNOLOGIAS Universidade (nome da universidade) Departamento de *** (nome do curso) AV. Universitária, Nº *** Setor Universitário Fone (**) 5555-5555. CEP: 0000-000 São Paulo - SP (estado e sigla).

Leia mais

NANOCLEAN TÊXTIL PROGRAMA TECIDOS. Rev: 01.08.15

NANOCLEAN TÊXTIL PROGRAMA TECIDOS. Rev: 01.08.15 NANOCLEAN TÊXTIL PROGRAMA TECIDOS Rev: 01.08.15 NANOCLEAN TÊXTIL PROTEGE QUALQUER TIPO DE TECIDO. Nanotecnologia Têxtil. Nanotecnologia e Nano Produtos são consideradas tecnologias chave do século 21.

Leia mais

USO DE NANOTECNOLOGIA EM PROCESSOS DE DESCONTAMINAÇÃO AMBIENTAL. Aluno: Cleomar Reginatto Prof. Karla Salvagni Keineck Prof.

USO DE NANOTECNOLOGIA EM PROCESSOS DE DESCONTAMINAÇÃO AMBIENTAL. Aluno: Cleomar Reginatto Prof. Karla Salvagni Keineck Prof. USO DE NANOTECNOLOGIA EM PROCESSOS DE DESCONTAMINAÇÃO AMBIENTAL Aluno: Cleomar Reginatto Prof. Karla Salvagni Keineck Prof. Antonio Thomé Bento Gonçalves, 2013 Introdução A idéia de que a matéria é composta

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. O caminho da nanotecnologia na produção animal brasileira

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. O caminho da nanotecnologia na produção animal brasileira PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. O caminho da nanotecnologia na produção animal brasileira Edson Sadayuki Eguchi¹, Ulysses Cecato² e Samuel Laudelino Silva¹ 1 Prof. Msc. Dep. Zootecnia,

Leia mais

NANOCLEAN VIDROS PROGRAMA VIDROS

NANOCLEAN VIDROS PROGRAMA VIDROS NANOCLEAN VIDROS PROGRAMA VIDROS Nano Coat NANOCLEAN Vidros TRATAMENTOS NANO TECNOLÓGICOS PARA VIDROS NOVOS E EM USO. Nanotecnologia. Nanotecnologia e Nano Biônicos são consideradas as tecnologias chave

Leia mais

Nanotecnologia. João Paulo Sinnecker

Nanotecnologia. João Paulo Sinnecker Nanotecnologia Aplicações em Física F MédicaM João Paulo Sinnecker Agradecimentos: Miguel Novak - UFRJ Pedro Renault - UFRJ Zulmira Lacava - UnB Nanotecnologia. Nanobiotecnologia Nanotecnologia, Biologia

Leia mais

Experiência em formação de recursos humanos para a Nanotecnologia

Experiência em formação de recursos humanos para a Nanotecnologia Experiência em formação de recursos humanos para a Nanotecnologia Gilberto Weissmüller Laboratório de Física Biológica Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho Há Controvérsias: Nanotecnologia só faz

Leia mais

ENGENHARIAS EM FOCO ENGENHARIA DE MATERIAIS

ENGENHARIAS EM FOCO ENGENHARIA DE MATERIAIS 8. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO ENGENHARIAS EM FOCO ENGENHARIA DE MATERIAIS Gisele Stasievski 1 Helena de Moraes Tamura 2 Adilson Luiz Chinelatto 3 Adriana Scoton

Leia mais

Metodologia para avaliação de impactos das nanotecnologias: Método e Software Impactos-Nanotec

Metodologia para avaliação de impactos das nanotecnologias: Método e Software Impactos-Nanotec Metodologia para avaliação de impactos das nanotecnologias: Método e Software Impactos-Nanotec Dr a Katia Regina Evaristo de Jesus Embrapa Meio Ambiente Jaguariúna, SP Katia.Jesus@cnpma.embrapa.br Fórum

Leia mais

Nanotecnologia no dia a dia

Nanotecnologia no dia a dia J. Ribeiro P. Almeida Universidade Nova de Lisboa Faculdade de Ciências e Tecnologia Departmento de Informática Nanotecnologia no Quotidiano 1 Breve Introdução à Nanotecnologia 2 Breve Introdução à Nanotecnologia

Leia mais

CQ049 FQ IV Eletroquímica. www.quimica.ufpr.br/mvidotti. Terça/Quarta: 15:30 17:30

CQ049 FQ IV Eletroquímica. www.quimica.ufpr.br/mvidotti. Terça/Quarta: 15:30 17:30 CQ049 FQ IV Eletroquímica prof. Dr. Marcio Vidotti LEP Laboratório de Eletroquímica e Polímeros mvidotti@ufpr.br www.quimica.ufpr.br/mvidotti Terça/Quarta: 15:30 17:30 Espontaneidade de reações eletroquímicas

Leia mais

UNITAR nanotecnologia

UNITAR nanotecnologia UNITAR nanotecnologia Nanotecnologia: Conceitos e Impactos à Saúde dos Trabalhadores 31 de maio de 2011 Panamá Arline Sydneia Abel Arcuri FUNDACENTRO O que é nanotecnologia? Há várias definições de nanotecnologia.

Leia mais

Moussa Salem Simhon Engenheiro Industrial Mecânico FEI -PUC 1967

Moussa Salem Simhon Engenheiro Industrial Mecânico FEI -PUC 1967 EDIÇÃO 2013 1 Ética Profissional Como todas as profissões, a engenharia exige procedimento ético, conforme previsto no Código de Ética Profissional do Engenheiro, do Arquiteto e do Engenheiro Agrônomo.

Leia mais

Degradação de Polímeros

Degradação de Polímeros Degradação de Polímeros Degradação de Polímeros e Corrosão Prof. Hamilton Viana Prof. Renato Altobelli Antunes 1. Introdução Degradação é qualquer reação química destrutiva dos polímeros. Pode ser causada

Leia mais

MINI LABS PRÉ-ESCOLAR E 1º CICLO 2º CICLO 3º CICLO SECUNDÁRIO

MINI LABS PRÉ-ESCOLAR E 1º CICLO 2º CICLO 3º CICLO SECUNDÁRIO MINI LABS PRÉ-ESCOLAR E 1º CICLO 2º CICLO 3º CICLO SECUNDÁRIO Visionarium Centro de Ciência do Europarque 4520 153 Santa Maria da Feira Tel. 256 370 605/9 Fax. 256 370 608 E-mail. Info.visionarium@aeportugal.com

Leia mais

Nanotecnologia. Estudo Prospectivo Nanotecnologia: 2008-2025

Nanotecnologia. Estudo Prospectivo Nanotecnologia: 2008-2025 Nanotecnologia Estudo Prospectivo Nanotecnologia: 2008-2025 Nanotecnologia Estudo Prospectivo Nanotecnologia: 2008-2025 Apresentação A Nanotecnologia é um segmento científico dos mais inovadores da atualidade,

Leia mais

A NANOTEC Uma Iniciativa em Nanotecnologia

A NANOTEC Uma Iniciativa em Nanotecnologia A NANOTEC Uma Iniciativa em Nanotecnologia Em 2001, na Áustria Central (Styria), num contexto marcado pela rápida mudança tecnológica e contínuo processo de inovação, surgiu um projecto de cooperação em

Leia mais

Plano Brasil Maior 2011/2014

Plano Brasil Maior 2011/2014 Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer. Agenda Tecnológica Setorial ATS 18 de junho de 2013 Sumário PBM e CIS Objetivo da ATS Focos das ATS Roteiro Metodologia para Seleção

Leia mais

Novo Modelo de apoio à Inovação. Alvaro J Abackerli alvaro.abackerli@embrapii.org.br Coordenação de Acompanhamento Técnico

Novo Modelo de apoio à Inovação. Alvaro J Abackerli alvaro.abackerli@embrapii.org.br Coordenação de Acompanhamento Técnico Novo Modelo de apoio à Inovação Alvaro J Abackerli alvaro.abackerli@embrapii.org.br Coordenação de Acompanhamento Técnico Objetivos do Sistema EMBRAPII Contribuir para: Aumento do investimento privado

Leia mais

APLICAÇÕES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR NA AVALIAÇÃO DE OSTEOPOROSE

APLICAÇÕES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR NA AVALIAÇÃO DE OSTEOPOROSE IX Latin American IRPA Regional Congress on Radiation Protection and Safety - IRPA 2013 Rio de Janeiro, RJ, Brazil, April 15-19, 2013 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR APLICAÇÕES DE RESSONÂNCIA

Leia mais

Bionano manufatura no IPT e Nova forma para financiamento de pesquisas ação IPT - EMBRAPII

Bionano manufatura no IPT e Nova forma para financiamento de pesquisas ação IPT - EMBRAPII Bionano manufatura no IPT e Nova forma para financiamento de pesquisas ação IPT - EMBRAPII Cristina Vieira Dra. Maria Filomena de Andrade Rodrigues Dra. Natália Neto Pereira Cerize ABIHPEC 02/07/2012 O

Leia mais

NANOTECNOLOGIA. Autor: Altamirando C. Ribeiro Neto Orientadora: Vicelma L. Cardoso

NANOTECNOLOGIA. Autor: Altamirando C. Ribeiro Neto Orientadora: Vicelma L. Cardoso NANOTECNOLOGIA Autor: Altamirando C. Ribeiro Neto Orientadora: Vicelma L. Cardoso SUMÁRIO 1. Definição de nanotecnologia 2. Introdução 3. Histórico 4. Microscopia Eletrônica 5. Aspectos gerais da nanociência

Leia mais

Conexões entre matemática e biologia

Conexões entre matemática e biologia EB-207 Matemática Biológica 1 Conexões entre matemática e biologia Prof. Rodrigo Sávio Pessoa Sumário 2 1. Introdução 2. A nanotecnologia aplicada as ciências biológicas 3. Algumas questões biológicas

Leia mais

Métodos de aplicação. Joaquim Pereira Quintela PETROBRAS/CENPES Victor Solymossy PETROBRAS/CENPES

Métodos de aplicação. Joaquim Pereira Quintela PETROBRAS/CENPES Victor Solymossy PETROBRAS/CENPES Métodos de aplicação 2014 Joaquim Pereira Quintela PETROBRAS/CENPES Victor Solymossy PETROBRAS/CENPES Uma pequena diferença Nesse ponto, é importante ter em mente a diferença entre Pintor e Técnico de

Leia mais

Biofísica 1. Ondas Eletromagnéticas

Biofísica 1. Ondas Eletromagnéticas Biofísica 1 Ondas Eletromagnéticas Ondas Ondas são o modo pelo qual uma perturbação, seja som, luz ou radiações se propagam. Em outras palavras a propagação é a forma na qual a energia é transportada.

Leia mais

ÍNDICE ANALÍTICO SUMÁRIO EXECUTIVO... 4. NANOTECNOLOGIA Definição, Conceitos e Histórico... 6. 1. O que é Nanotecnologia?... 6

ÍNDICE ANALÍTICO SUMÁRIO EXECUTIVO... 4. NANOTECNOLOGIA Definição, Conceitos e Histórico... 6. 1. O que é Nanotecnologia?... 6 ÍNDICE ANALÍTICO SUMÁRIO EXECUTIVO... 4 NANOTECNOLOGIA Definição, Conceitos e Histórico... 6 1. O que é Nanotecnologia?... 6 2. A multidisciplinaridade da Nanociência... 7 3. O surgimento e evolução da

Leia mais

UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM)

UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM) UFU 2010/1 ABERTAS (1ª FASE = ENEM) 1-Leia o texto a seguir. Com o passar do tempo, objetos de prata escurecem e perdem seu brilho em decorrência da oxidação desse metalpelo seu contato com oxigênio e

Leia mais

Desafio do cristal de açúcar

Desafio do cristal de açúcar Fornecido pelo TryEngineering - Foco da lição A lição enfoca o conceito de área de superfície e como o formato dos cristais de açúcar pode mudar em consequência de sua formação a partir de açúcares de

Leia mais

Testando Nanotubos de Carbono : Sensores de Gás

Testando Nanotubos de Carbono : Sensores de Gás 5 Testando Nanotubos de Carbono : Sensores de Gás Nos últimos anos a investigação da estrutura eletrônica de nanotubos de carbono têm atraído crescente interesse, e recentemente a síntese de nanotubos

Leia mais

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, celulose e água 1 Disponível para Locação, Leasing e Cartão Amboretto Skids Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel

Leia mais

PERÍCIA DE ENGENHARIA ENVOLVENDO SOLUÇÃO COM APLICAÇÃO DE POLIURÉIA

PERÍCIA DE ENGENHARIA ENVOLVENDO SOLUÇÃO COM APLICAÇÃO DE POLIURÉIA XVI COBREAP CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS. IBAPE/AM PERÍCIA DE ENGENHARIA ENVOLVENDO SOLUÇÃO COM APLICAÇÃO DE POLIURÉIA Resumo Trata-se da solução de um problema de infiltração

Leia mais

Introdução à Química Inorgânica

Introdução à Química Inorgânica Introdução à Química Inorgânica Orientadora: Drª Karla Vieira Professor Monitor: Gabriel Silveira Química A Química é uma ciência que está diretamente ligada à nossa vida cotidiana. A produção do pão,

Leia mais

Nanoimpermeabilização

Nanoimpermeabilização Fornecido pelo TryEngineering - Foco da lição A lição enfoca o impacto que a nanotecnologia teve no projeto e no desenvolvimento de muitos itens do dia-a-dia, de tintas a tecidos. Os estudantes aprendem

Leia mais

As metas da nanotecnologia: Aplicações e Implicações

As metas da nanotecnologia: Aplicações e Implicações As metas da nanotecnologia: Aplicações e Implicações Elvira Fortunato Centro de Investigação de Materiais Departamento de Ciência dos Materiais Universidade Nova de Lisboa - FCT Janeiro 2005 Autor: Leandro

Leia mais

ESTRATÉGIA REGIONAL DE ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE: ATELIÊ DAS CIÊNCIAS DA VIDA E SAÚDE

ESTRATÉGIA REGIONAL DE ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE: ATELIÊ DAS CIÊNCIAS DA VIDA E SAÚDE ESTRATÉGIA REGIONAL DE ESPECIALIZAÇÃO INTELIGENTE: ATELIÊ DAS CIÊNCIAS DA VIDA E SAÚDE ccdr-n.pt/norte2020 10 DE MAIO DE 2013 PORTO Principais Conceitos A competitividade das regiões deve fundar se nas

Leia mais

PRIORIDADES EM MATERIAIS AVANÇADOS PARA 2010-2022

PRIORIDADES EM MATERIAIS AVANÇADOS PARA 2010-2022 2º CIMES, São Paulo, 2013 PRIORIDADES EM MATERIAIS AVANÇADOS PARA 2010-2022 Gloria de Almeida Soares, UFRJ www.cgee.org.br Agenda Estudos iniciais foram produzidos (2007) Seminários, Workshops, Consulta

Leia mais

NANOTECNOLOGIA EM DIAGNÓSTICO E TERAPIA NO BRASIL

NANOTECNOLOGIA EM DIAGNÓSTICO E TERAPIA NO BRASIL AUTARQUIA ASSOCIADA À UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO NANOTECNOLOGIA EM DIAGNÓSTICO E TERAPIA NO BRASIL Ana Carolina Costa da Silva Dissertação apresentada como parte dos requisitos para obtenção do Grau de

Leia mais

NANOMEDICINA: O AVANÇO DA TECNOLOGIA NA SAÚDE

NANOMEDICINA: O AVANÇO DA TECNOLOGIA NA SAÚDE NANOMEDICINA: O AVANÇO DA TECNOLOGIA NA SAÚDE CARLES, Maurício Discente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais de Garça FAEG HERMOSILLA, Lígia Docente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais

Leia mais

LÍQUIDO F. coesão = F. repulsão

LÍQUIDO F. coesão = F. repulsão Tensoativos Tensoativos 1 Forças Tensões - Força de coesão: força que tende a reunir as moléculas. - Força de repulsão: força que tende a separar as moléculas. SÓLIDO F. coesão > F. repulsão LÍQUIDO F.

Leia mais

II Seminário Internacional Nanotecnologia e os Trabalhadores

II Seminário Internacional Nanotecnologia e os Trabalhadores II Seminário Internacional Nanotecnologia e os Trabalhadores Laboratório Nacional de Luz Síncrotron Simone Baú Betim (LSQ e CPQ) 11/12/2008 Laboratório Nacional de Luz Síncrotron O que é o LNLS? Laboratório

Leia mais

MISTURA- Conceituação MISTURA DE LÍQUIDOS. Seleção de misturadores. ALM 602- Operações Unitárias da Indústria Farmacêutica. Equipamentos de mistura

MISTURA- Conceituação MISTURA DE LÍQUIDOS. Seleção de misturadores. ALM 602- Operações Unitárias da Indústria Farmacêutica. Equipamentos de mistura FACULDADE DE FARMÁCIA DA UFMG DEPARTAMENTO DE ALIMENTOS ALM 602- Operações Unitárias da Indústria Farmacêutica MISTURA DE LÍQUIDOS Accácia Júlia Guimarães Pereira Messano 2010 MISTURA- Conceituação A operação

Leia mais

Faculdade de Farmácia - UFRJ Departamento de Medicamentos Laboratório de Desenvolvimento Galênico LADEG NANOTECNOLOGIA

Faculdade de Farmácia - UFRJ Departamento de Medicamentos Laboratório de Desenvolvimento Galênico LADEG NANOTECNOLOGIA UFRJ Faculdade de Farmácia - UFRJ Departamento de Medicamentos Laboratório de Desenvolvimento Galênico LADEG NANOTECNOLOGIA Fundamentos, Aplicações e Oportunidades Profa Elisabete P. Santos Nanotecnologia

Leia mais

Tendência. (Fonte: Observatórios Sesi/Senai/IEL)

Tendência. (Fonte: Observatórios Sesi/Senai/IEL) Tendência Fenômeno social ou tecnológico de alto poder de impacto, cujo desenvolvimento, por vezes já em curso, indica durabilidade em horizontes temporais futuros. (Fonte: Observatórios Sesi/Senai/IEL)

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DEPARTAMENTO DE QUÍMICA PROCESSOS QUÍMICOS TECNOLÓGICOS Ângela de Mello Ferreira Belo Horizonte 2013 Prática 02 Processo de coagulação e floculação

Leia mais

www.bhpmed.com.br SISTEMA DE MONITORAMENTO INTEGRAL BHP

www.bhpmed.com.br SISTEMA DE MONITORAMENTO INTEGRAL BHP www.bhpmed.com.br SISTEMA DE MONITORAMENTO INTEGRAL BHP A BHP apresenta ao mercado hospitalar brasileiro, o primeiro sistema de monitoramento e controle integrado para a supervisão da rede de gases. A

Leia mais

ANEXO I Edital 80/2014

ANEXO I Edital 80/2014 ANEXO I Edital 80/2014 UNIDADES DE ENSINO DE NITERÓI CLASSE A: ADJUNTO A - REGIME: 40H DE 1- Faculdade de Administração e Ciências Contábeis Departamento de Contabilidade Área de Conhecimento: CONTABILIDADE

Leia mais

NANOTECNOLOGIA: APLICAÇÕES NO TRATAMENTO DO CÂNCER E DA ATEROSCLEROSE

NANOTECNOLOGIA: APLICAÇÕES NO TRATAMENTO DO CÂNCER E DA ATEROSCLEROSE NANOTECNOLOGIA: APLICAÇÕES NO TRATAMENTO DO CÂNCER E DA ATEROSCLEROSE Nanotecnologia está sendo anunciada como uma nova revolução tecnológica, mas tão profunda que irá atingir todos os aspectos da sociedade

Leia mais

ANEXO LISTA DOS CURSOS DE GRADUAÇÂO ELEGIVEIS PELO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

ANEXO LISTA DOS CURSOS DE GRADUAÇÂO ELEGIVEIS PELO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS ANEXO LISTA DOS CURSOS DE GRADUAÇÂO ELEGIVEIS PELO PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Agricultura Sustentável Agrimensura Agroecologia Agroindústria Agroindústria - Alimentos Agroindústria - Madeira Agronegócio

Leia mais

NANOTECNOLOGIA E NANOMANUFATURA

NANOTECNOLOGIA E NANOMANUFATURA NANOTECNOLOGIA E NANOMANUFATURA Marco Stipkovic Filho Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) Resumo O presente artigo estabelece inicialmente uma definição de nanotecnologia, destacando seu desenvolvimento

Leia mais

Preparação do Material Biológico para Observação em TEM

Preparação do Material Biológico para Observação em TEM Preparação do Material Biológico para Observação em TEM 16º Workshop SEMAT/UM - Caracterização Avançada de Materiais Sandra Mariza Monteiro (smonteir@utad.pt) Preparação do Material Biológico para Observação

Leia mais

Sobre as substâncias representadas pelas estruturas I e II, é INCORRETO afirmar:

Sobre as substâncias representadas pelas estruturas I e II, é INCORRETO afirmar: 8 GABARITO 1 1 O DIA 2 o PROCESSO SELETIVO/2005 QUÍMICA QUESTÕES DE 16 A 30 16. Devido à sua importância como catalisadores, haletos de boro (especialmente B 3 ) são produzidos na escala de toneladas por

Leia mais

Série Cadernos da Indústria ABDI Volume XX

Série Cadernos da Indústria ABDI Volume XX Série Cadernos da Indústria ABDI Volume XX Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) Brasília 2010 2010 Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial ABDI Série Cadernos da Indústria ABDI

Leia mais

Samy Menasce. Associação Brasileira de Esterilização - ABE. Esterilização de material cirúrgico pelo Gás Ozônio ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTERILIZAÇÃO

Samy Menasce. Associação Brasileira de Esterilização - ABE. Esterilização de material cirúrgico pelo Gás Ozônio ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ESTERILIZAÇÃO RUA DO ROSÁRIO, 135 4º ANDAR / CENTRO RIO DE JANEIRO / RJ CEP.: 20041-005 (21) 2224-2237 (31) 2224-3237 www.abebrasil.org.br Associação Brasileira de Esterilização - ABE Esterilização de material cirúrgico

Leia mais

Análise do desempenho

Análise do desempenho Validação de Equipamentos em CME Análise do desempenho Conforme a RDC 15 Validação de Equipamentos em CME APRESENTAÇÃO Luciano Manoel - Especialista em processos de Qualificação de Equipamentos, com experiência

Leia mais

A Tríplice Hélice Universidade, Empresa e Governo em ação.

A Tríplice Hélice Universidade, Empresa e Governo em ação. A Tríplice Hélice Universidade, Empresa e Governo em ação. Fernando Kreutz, M.D./Ph.D. Diretor-Presidente FK-Biotecnologia S.A. Professor Faculdade de Farmácia da PUCRS Pesquisador CNPq Conselheiro Anprotec

Leia mais

Lipossomas e as suas aplicações na actualidade

Lipossomas e as suas aplicações na actualidade Universidade de Évora Departamento de Química Célia Antunes Lipossomas e as suas aplicações na actualidade Os lipossomas foram descobertos em 1960 pelo cientista inglês Alec Bangham. No entanto, somente

Leia mais

Propriedades da matéria e mudanças de estado físico

Propriedades da matéria e mudanças de estado físico INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO Campus Valença Propriedades da matéria e mudanças de estado físico Professor: José Tiago Pereira Barbosa 1 Propriedades da Matéria A matéria é

Leia mais

15º SEMINÁRIO BRASILEIRO AGROINDUSTRIAL TEMA GERAÇÃO DE PRIMEIRO MUNDO

15º SEMINÁRIO BRASILEIRO AGROINDUSTRIAL TEMA GERAÇÃO DE PRIMEIRO MUNDO 15º SEMINÁRIO BRASILEIRO AGROINDUSTRIAL TEMA GERAÇÃO DE PRIMEIRO MUNDO Jose Willams da Silva Luz Gerente Corporativo Industrial Deltasucroenergia Willams.luz@deltasucroenergia.com.br Fone: 034.3319.6463

Leia mais

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA

PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE IMPRENSA PRESSEINFORMATION COMUNICADO DE EcoCWave da Dürr Ecoclean: Qualidade superior, eficiência de custos e confiabilidade de processo na lavagem à base de água Filderstadt/Germany, junho 2014 com sua EcoCWave,

Leia mais

Unidades estruturais que constituem as substâncias

Unidades estruturais que constituem as substâncias Unidades estruturais que constituem as substâncias As caraterísticas específicas de cada substância dependem da sua constituição, ou seja, do tipo de partículas ou unidades estruturais que formam a substância

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS BIOMÉDICOS. Mecânica da Autoclave

CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS BIOMÉDICOS. Mecânica da Autoclave CURSO TÉCNICO DE MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS BIOMÉDICOS Mecânica da Autoclave INTRODUÇÃO Grande demanda de pacientes Avanço da medicina, equipamentos sofisticados e complexos Necessidade da manutenção Capacitação

Leia mais

CONCRETO Componentes AGLOMERANTES. AGLOMERANTES Classificação. AGLOMERANTES Requisitos importantes. AGLOMERANTES Propriedades fundamentais CIMENTO

CONCRETO Componentes AGLOMERANTES. AGLOMERANTES Classificação. AGLOMERANTES Requisitos importantes. AGLOMERANTES Propriedades fundamentais CIMENTO CONCRETO Componentes Fase contínua Pasta de cimento endurecida Zona de transição Interface entre a pasta e o agregado Fase descontínua Agregados Componente cuja principal característica é endurecer quando

Leia mais

POROSIMETRIA AO MERCÚRIO

POROSIMETRIA AO MERCÚRIO 1 POROSIMETRIA AO MERCÚRIO 1 - INTRODUÇÃO A característica que determina a utilização em engenharia de muitos materiais é a sua porosidade. A forma, o tamanho e o volume de poros que um material apresenta

Leia mais

4.2. Técnicas radiográficas especiais

4.2. Técnicas radiográficas especiais SEL 5705 - FUNDAMENTOS FÍSICOS DOS PROCESSOS DE FORMAÇÃO DE IMAGENS (III. Raios-X) Prof. Homero Schiabel (Sub-área de Imagens Médicas) 4.2. Técnicas radiográficas especiais 4.2.1. Abreugrafia Chapa, em

Leia mais

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia. fernandabrito@vm.uff.br

PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia. fernandabrito@vm.uff.br PROF.: FERNANDA BRITO Disciplina Farmacologia fernandabrito@vm.uff.br EXEMPLOS DE ESQUEMAS COMPARTIMENTAIS DO CORPO TGI COMPARTIMENTO CENTRAL CÉREBRO FÍGADO ELIMINAÇÃO METABÓLICA EXCREÇÃO RENAL OUTROS

Leia mais

NANOTECNOLOGIA APLICADA À AGROPECUÁRIA 1 : DESCRIÇÃO DOS CASOS LÍNGUA ELETRÔNICA E TEMPALERT 1 RESUMO

NANOTECNOLOGIA APLICADA À AGROPECUÁRIA 1 : DESCRIÇÃO DOS CASOS LÍNGUA ELETRÔNICA E TEMPALERT 1 RESUMO NANOTECNOLOGIA APLICADA À AGROPECUÁRIA 1 : DESCRIÇÃO DOS CASOS LÍNGUA ELETRÔNICA E TEMPALERT 1 RESUMO ANDRÉ LUIZ ZAMBALDE 2 FABRÍCIO DE CARVALHO SILVA 3 RÊMULO MAIA ALVES 2 MARIANE MOREIRA SOUZA 3 MARCOS

Leia mais

A NANOTECNOLOGIA MOLECULAR COMO PORTADORA DE FUTURO COM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Oscar L. Malta

A NANOTECNOLOGIA MOLECULAR COMO PORTADORA DE FUTURO COM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL. Oscar L. Malta A NANOTECNOLOGIA MOLECULAR COMO PORTADORA DE FUTURO COM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Oscar L. Malta Departamento de Química Fundamental CCEN UFPE Brazil RENAMI www.renami.com.br 1 Roteiro Modernidades Técnica

Leia mais

Estrutura da apresentação

Estrutura da apresentação 05/12/201 3 Estrutura da apresentação Tópicos abordados Introdução Edições anteriores Aperfeiçoamentos na PINTEC 2011 Aspectos metodológicos Âmbito Amostra Coleta de dados Método e situações de coleta

Leia mais

FICHA DE REFERÊNCIA DO ALUNO RELATIVA À EXPERIÊNCIA D: MATERIAIS SUPER-HIDRÓFOBOS

FICHA DE REFERÊNCIA DO ALUNO RELATIVA À EXPERIÊNCIA D: MATERIAIS SUPER-HIDRÓFOBOS FICHA DE REFERÊNCIA DO ALUNO RELATIVA À EXPERIÊNCIA D: MATERIAIS SUPER-HIDRÓFOBOS O objectivo desta experiência é analisar alguns materiais inovadores que são altamente hidrófugos, resistentes às nódoas

Leia mais

Propulsão: Aeroespacial: Mecanismo Eletro Explosivo:

Propulsão: Aeroespacial: Mecanismo Eletro Explosivo: Aplicações: Propulsão: Esforço dinâmico, pressão, medição de alongamento; Teste de resistência Estrurutal; R&D Atividades com condições adversas de temperatura, corrosão, alta temperatura ou sensibilidade

Leia mais

RESULTADOS E VANTAGENES DA CARACTERIZAÇÃO DE AMOSTRAS POR MICROSCOPIA ELECTRONICA NO SEMAT/UM

RESULTADOS E VANTAGENES DA CARACTERIZAÇÃO DE AMOSTRAS POR MICROSCOPIA ELECTRONICA NO SEMAT/UM 16 th Workshop SEMAT/UM, Caracterização Avançada de Materiais Técnicas de preparação de amostras para análise por Microscopia Eletrónica (TEM, SEM, STEM) RESULTADOS E VANTAGENES DA CARACTERIZAÇÃO DE AMOSTRAS

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA PERMEABILIDADE DAS MEMBRANAS CELULARES

DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA PERMEABILIDADE DAS MEMBRANAS CELULARES DEPARTAMENTO DE ZOOLOGIA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE COIMBRA FISIOLOGIA ANIMAL II AULA 4 PERMEABILIDADE DAS MEMBRANAS CELULARES CAETANA CARVALHO, PAULO SANTOS 2006 1 INTRODUÇÃO As

Leia mais

Preparo de Amostras. Linha de produtos. ::: Clear Solutions in Sample Preparation

Preparo de Amostras. Linha de produtos. ::: Clear Solutions in Sample Preparation Preparo de Amostras Linha de produtos ::: Clear Solutions in Sample Preparation Multiwave PRO Soberano nos métodos de preparo de amostras 4 O sistema de reação assistido por micro-ondas Multiwave PRO oferece

Leia mais

Tema Central: Teoria Ondulatória

Tema Central: Teoria Ondulatória ÁREA: CIÊNCIAS DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS Tema Central: Teoria Ondulatória SUMÁRIO 1 Ondas Sonoras 1.1 Transmissão do Som 1.2 Aplicações de ondas sonoras 2. Solução de Situações Problemas

Leia mais

Francine Barbosa Silva. Analista em C&T Coordenação Geral de Micro e Nanotecnologias

Francine Barbosa Silva. Analista em C&T Coordenação Geral de Micro e Nanotecnologias Francine Barbosa Silva Analista em C&T Coordenação Geral de Micro e Nanotecnologias Coordenador-Geral Adalberto Fazzio Analistas em Ciência e Tecnologia Alfredo de Souza Mendes Anna Gabriella Tempesta

Leia mais

1. GES 11: Produção de sais de níquel do metal níquel

1. GES 11: Produção de sais de níquel do metal níquel 1. GES 11: Ciclo de vida Título resumido livre Uso final DU (usuário à jusante) do metal níquel Produção de sais de níquel a serem usados na produção de catalisadores Título sistemático baseado no descritor

Leia mais

Universidade do Estado de Mato Grosso Engenharia Civil Estradas II

Universidade do Estado de Mato Grosso Engenharia Civil Estradas II Universidade do Estado de Mato Grosso Engenharia Civil Estradas II Especificações dos Materiais Ana Elza Dalla Roza e Lucas Ribeiro anaelza00@hotmail.com - luccasrsantos@gmail.com Emprego dos materiais

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS

PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS 3 PROCESSO SELETIVO 2006 QUESTÕES OBJETIVAS QUÍMICA 01 - O dispositivo de segurança que conhecemos como air-bag utiliza como principal reagente para fornecer o gás N 2 (massa molar igual a 28 g mol -1

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42

QUÍMICA QUESTÃO 41 QUESTÃO 42 Processo Seletivo/UNIFAL- janeiro 2008-1ª Prova Comum TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 41 Diferentes modelos foram propostos ao longo da história para explicar o mundo invisível da matéria. A respeito desses modelos

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO 1

EQUILÍBRIO QUÍMICO 1 EQUILÍBRIO QUÍMICO 1 1- Introdução Uma reação química é composta de duas partes separadas por uma flecha, a qual indica o sentido da reação. As espécies químicas denominadas como reagentes ficam à esquerda

Leia mais

Linguagem da Termodinâmica

Linguagem da Termodinâmica Linguagem da Termodinâmica Termodinâmica N A = 6,022 10 23 Ramo da Física que estuda sistemas que contêm um grande nº de partículas constituintes (átomos, moléculas, iões,...), a partir da observação das

Leia mais

POLÍMEROS POLIETILENO DE BAIXA DENSIDADE

POLÍMEROS POLIETILENO DE BAIXA DENSIDADE POLÍMEROS Os polímeros são macromoléculas formada pela união de pequenas unidades que se repetem, os monômeros. Existem basicamente dois tipos de polimerização: adição e condensação. Na polimeirzação por

Leia mais

DOMÍNIOS CIENTÍFICOS E ÁREAS CIENTÍFICAS

DOMÍNIOS CIENTÍFICOS E ÁREAS CIENTÍFICAS DOMÍNIOS CIENTÍFICOS E ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências da Vida e da Saúde Neurociências, Envelhecimento e Doenças Degenerativas Imunologia e Infeção Diagnóstico, Terapêutica e Saúde Pública Biomedicina Biologia

Leia mais

Como fazer a escolha correta do detergente enzimático e quais os cuidados para o uso

Como fazer a escolha correta do detergente enzimático e quais os cuidados para o uso Como fazer a escolha correta do detergente enzimático e quais os cuidados para o uso Enfa. Dra. ROSA AIRES BORBA MESIANO Coordenadora de Controle e Monitoramento de saneantes Gerência Geral de Saneantes

Leia mais

Estratégia Regional de Especialização Inteligente Pedido de Contributos no Domínio das Ciências da Vida e Saúde. Empresas. www.ccdr-n.

Estratégia Regional de Especialização Inteligente Pedido de Contributos no Domínio das Ciências da Vida e Saúde. Empresas. www.ccdr-n. Estratégia Regional de Especialização Inteligente Pedido de Contributos no Domínio das Empresas www.ccdr-n.pt/norte2020 O desenvolvimento de Estratégias Regionais de Especialização Inteligente constitui

Leia mais