Uso de Software de Monitoramento em Projetos Educacionais Metasys Monitor. Home

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Uso de Software de Monitoramento em Projetos Educacionais Metasys Monitor. Home"

Transcrição

1 Uso de Software de Monitoramento em Projetos Educacionais Metasys Monitor Home

2 Metasys Monitor Ferramenta de Gestão de Recursos de TI, e da sua utilização pelos usuários, em redes corporativas, telecentros e laboratórios de informática. Coleta dados, em tempo real, de computadores em redes heterogêneas, locais e distribuídas, exibe estes dados para os usuários em formatos de relatórios e gráficos, facilitando a análise dos diversos recursos disponíveis na rede: hardware, software, usuários e utilização dos recursos. Home

3 Arquitetura e Topologia Internet Home

4 Módulos Metasys Monitor Central Recebe os dados coletados de todos os servidores e estações da rede monitorada Consolida os dados em níveis hierárquicos Configura as variáveis de monitoramento Dispara a execução de comandos nos servidores e estações da rede Aplica políticas de segurança, acesso a Internet e uso de software Disponibiliza informações gerenciais e de administração da rede Emite alertas de alteração de hardware e problemas de funcionamento Home

5 Módulos Metasys Monitor Server Concentra os dados coletados das estações conectadas ao servidor da rede, e do próprio servidor, transmitindo esses dados para o módulo Metasys Monitor Central, instalado em uma central de monitoramento. A periodicidade das coletas e envio para a Central de Monitoramento são facilmente configurados através da Central Usa a Internet para enviar os dados para a Central Mantém os dados localmente, caso haja perda da conexão com a Central Home

6 Módulos Metasys Monitor Agent Faz o inventário do hardware, coletando as características técnicas dos computadores, componentes e dispositivos a eles conectados Monitora o comportamento do hardware Emite alertas em caso de funcionamento anormal dos equipamentos Monitora o comportamento do usuário, coletando informações de uso de software e acesso à Internet Monitora o uso dos recursos de rede Executa as ações comandadas pela Central Home

7 Características do Monitoramento Inventário de Hardware localização, quantidade, modelo, características técnicas de cada tipo de componente ou dispositivo instalado: processador, memória, HD, monitor de vídeo, teclado, mouse, impressora etc Inventário de Software sistema operacional instalado, aplicativos instalados e respectivas versões Comportamento do Hardware espaço em disco, temperatura da CPU, abertura de gabinete, troca de componentes, erros de hardware, horário e tempo de funcionamento Home

8 Características de Monitoramento Recursos de rede volume de tráfego de informações por tipo de protocolo, disponibilidade de banda, IP visível na Internet Comportamento dos usuários sites acessados na Internet, bytes acessados por site aplicativos utilizados visualização do ambiente onde estão os computadores através ( IP da utilização de câmeras de vídeo (webcams ou câmeras logins efetuados, horários de utilização Home

9

10

11

12

13

14 Características de Administração da Rede Instalação de software Instalação remota de software em um computador específico, em um grupo de computadores definidos ou em todos, através de um único comando Emissão de alertas ao identificar alterações no hardware (troca de componentes, ( periféricos instalação ou desinstalação de dispositivos e ao identificar problemas de hardware (temperatura elevada, ( disco erros de leitura e gravação no HD, falta de espaço em Definição e aplicação de políticas de uso dos recursos e acesso a Internet Home

15 Características de Gestão do Uso dos Recursos Conhecer o perfil dos usuários por local ou região sites mais acessados aplicações mais utilizadas horários de maior utilização Gerenciar a utilização de telecentros e laboratórios de informática Acompanhamento de treinamenos Horários de utilização pela comunidade Perfil dos usuários por horário (crianças, adultos, ( etc adolescentes Home

16 Ferramentas de Gestão da Rede Relatórios, gráficos e imagens fotográficas são utilizados para a exibição das informações. Visualização de estatísticas de tráfego de rede, consumo de banda, taxa de transmissão da internet e outros. Permite o monitoramento da situação do ambiente computacional de vários equipamentos de redes, posicionadas em regiões geográficas diferentes. Permite a implementação de novos agentes para coleta de novos dados. Possibilita a visualização dos dados coletados através da navegação em mapas, o que facilita sua localização. Home

17 Ferramentas de Gestão da Rede Permite a consolidação de dados em níveis hierárquicos. Exibe os dados coletados através de relatórios, gráficos de linha, termômetros e informações textuais, facilitando a análise desses dados. Permite a criação de uma base de dados com valores históricos sobre os dados coletados. Possibilita a definição da periodicidade das coletas. Home

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32 Cadastro de Dados Cadastramento de nodos Um nodo é um ponto da rede que pode ser monitorado, podendo ser uma escola, um telecentro, um posto de saúde, etc. Um nodo também pode ser um laboratório de informática, um servidor, ou até mesmo uma estação conectada a um servidor. Estes nodos facilitarão a localização dos pontos nos mapas para que o monitoramento dos dados coletados possa ser realizado. No cadastro de um nodo pode-se informar seu nome, endereço, os dados do administrador daquele nodo, etc. Home

33

34

35

36

37

38 Cadastro de Dados Cadastramento de variáveis Cadastro das variáveis que serão coletadas. Estas variáveis poderão ser associadas a grupos criados. A variável é associada a um método de coleta de forma que possa ser corretamente utilizada. Exemplos de variáveis de hardware: modelo de CPU, temperatura de CPU, carga do processador e outras. Exemplos de variáveis de software: aplicativos acessados, número de acessos por aplicativo, sites acessados na internet, data e hora de acesso dos sites na internet, versão dos softwares instalados e outros. Home

39

40

41 Cadastro de Dados Cadastramento de grupos de variáveis Cadastro de grupos para facilitar a visualização das variáveis que serão utilizadas nas coletas pelos agentes coletores de dados nos computadores. Grupos podem ser criados, tais como: hardware, software, serviços e outros. Home

42 Cadastro de Dados Cadastramento de mapas Cadastro de mapas de forma que o usuário possa utilizar imagens próprias para os mapas ou, se preferir, utilizar as imagens extraídas do site Google Maps, através do Metasys Monitor. Home

43 Requisitos Operacionais Sistema Operacional dos Servidores de Coleta Todas as versões de sistemas operacionais Metasys Corporate e Metasys Desktop; Linux baseados em SUSE 10.1 ou superior e Fedora Core 2 ou superior. Sistema Operacional dos Agentes de Coleta das Estações Todos os Sistemas Operacionais Metasys Corporate e Metasys Desktop; Linux baseados em SUSE 10.1 ou superior; Linux baseados Fedora Core 2 ou superior; Windows XP/2000/Vista. Sistema Operacional das Estações de Monitoramento Qualquer sistema operacional com acesso à internet e um navegador. Home

44 Benefícios Administração de Redes Maior disponibilidade dos equipamentos e redes para os usuários, devido à ação preventiva da Central de Monitoramento, feita com base nos dados coletados pelo Metasys Monitor, seus alertas e relatórios Atendimento local limitado à solução de problemas de hardware que necessitem de troca e manutenção ou reinstalação do sistema operacional Instalação e atualização remota de software Atuação remota dos técnicos da Central de Monitoramento para solução de problemas, configurações do sistema operacional e aplicativos Inventário de hardware em tempo real Flexibilidade para criar novas variáveis e novos agentes de coleta Home

45 Benefícios Maior Produtividade dos Usuários no Uso dos Recursos Aplicação de políticas de segurança para evitar o uso indevido dos recursos, bloqueando o acesso a sites indevidos e controle do uso de aplicativos Prevenção de problemas e paradas dos equipamentos e da rede Propagação das melhores práticas entre os usuários Home

46 Benefícios Redução de custos Redução drástica de custos de suporte Redução de custos de manutenção de equipamentos Redução de custos de paradas dos usuários Home

47 Contato Antônio Augusto da Silva Diretor Técnico Av. Raja Gabaglia Bl. A - Conj. 215 Bairro Sta. Lúcia Belo Horizonte MG Tel.: (55)(31) Fax: (55) (31) Home

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1

T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 T.I. para o DealerSuite: Servidores Versão: 1.1 Lista de Figuras T.I. para o Dealer Suite: Servidores Figura 1 Tela Principal do ESXi...4 Figura 2 Tela VMware Player...5 Figura 3 Arquivo /etc/exports do

Leia mais

PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2012.

PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2012. PORTARIA N Nº 178 Rio de Janeiro, 25 de outubro de. ACRESCENTA A ARQUITETURA DE PADRÕES TECNOLÓGICOS DE INTEROPERABILIDADE -, NO SEGMENTO RECURSOS TÉCNOLÓGICOS O PADRÃO TECNOLÓGICO SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS

MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS MANUAL DO INSTALADOR XD EM AMBIENTES MICROSOFT WINDOWS Está disponível a partir da versão 2014.73 do XD Rest/Pos/Disco um novo formato no instalador em ambientes Microsoft Windows. O instalador passa a

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD

INSTITUTO FEDERAL SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD INSTITUTO FEDERAL SUL DE MINAS GERAIS CAMPUS MUZAMBINHO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD COORDENAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA EMENTÁRIO DO CURSO 1. Acolhimento: Alfabetização Digital e Práticas

Leia mais

Atualização Licenciamento Windows Server 2003

Atualização Licenciamento Windows Server 2003 Atualização Licenciamento Windows Server 2003 Visão geral Tipos de Licenciamento Modelo de licenciamento do Windows Server 2003 Ativação do Produto Licenciamento Corporativo Tipos de Licenciamento Versão

Leia mais

O Terminal. VS Adapt. O modelo apresenta um ótimo custo benefício, pois alia elegância e economia para a sua empresa.

O Terminal. VS Adapt. O modelo apresenta um ótimo custo benefício, pois alia elegância e economia para a sua empresa. VS Adapt O Terminal VS Adapt O VS Adapt tem como principal característica a versatilidade, pois permite a inclusão de uma CPU comum ao terminal, mantendo o aspecto moderno e possibilitando o aproveitamento

Leia mais

DESCRITIVO TÉCNICO PLATAFORMA PCS

DESCRITIVO TÉCNICO PLATAFORMA PCS DESCRITIVO TÉCNICO PLATAFORMA PCS A Plataforma PCS é composta por um Servidor de Aplicações interligado a um PABX e à rede de dados da empresa. É neste servidor que irão residir aplicações para controlar

Leia mais

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE

TUTORIAL PROCESSOS DE INSTALAÇÃO DO MYMIX MOBILE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Configurar computador para o IIS... 3 3. Configurar o serviço do IIS (Servidor Web)... 5 4. Instalar mymix Mobile no Coletor... 7 5. Configurar

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Artur Petean Bove Junior Mercado e Tecnologias futuras ETEP Faculdades Sistema operacional é o software responsável pela criação do ambiente de trabalho da máquina. Sendo a camada

Leia mais

TUTORIAL WINDOWS 7. Curso Técnico em Informática. Aluno: Ricardo B. Magalhães Período: Noturno Profª: Patrícia Pagliuca

TUTORIAL WINDOWS 7. Curso Técnico em Informática. Aluno: Ricardo B. Magalhães Período: Noturno Profª: Patrícia Pagliuca GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA SECITEC ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA UNIDADE DE LUCAS DO RIO VERDE Curso Técnico em Informática

Leia mais

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos

Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Roteiro 12: Gerenciando Compartilhamentos Objetivos: Ativar e gerenciar compartilhamentos locais e remotos; Ativar e gerenciar o sistema de arquivos distribuídos (DFs); Gerenciar compartilhamentos ocultos;

Leia mais

VII SENABOM TEMA: O REGISTRO ELETRÔNICO DE EVENTOS (RE) Apresentado por: Ten Cel BM Flávio Rocha - CBMERJ

VII SENABOM TEMA: O REGISTRO ELETRÔNICO DE EVENTOS (RE) Apresentado por: Ten Cel BM Flávio Rocha - CBMERJ VII SENABOM TEMA: O REGISTRO ELETRÔNICO DE EVENTOS (RE) Apresentado por: Ten Cel BM Flávio Rocha - CBMERJ 1 SUMÁRIO! O que é a Assessoria de Informática e sua missão.! O Registro Eletrônico de Eventos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO NET ASSIST EQUIPAMENTOS

CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO NET ASSIST EQUIPAMENTOS CONDIÇÕES GERAIS DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO NET ASSIST EQUIPAMENTOS São partes deste instrumento, CLARO S.A. (sucessora por incorporação da NET Serviços de Comunicação S/A., CNPJ/MF sob

Leia mais

Veeam Endpoint Backup FREE

Veeam Endpoint Backup FREE CONSULTORIA INFORMÁTICA DOWNLOAD GRATUITO Veeam Endpoint Backup FREE Visão Global do Produto Veeam Endpoint Backup FREE 1 Veeam Endpoint Backup está preparado para proteger a sua empresa. O Veeam Endpoint

Leia mais

Laboratório Virtual de Sistema de Controle Via Web em Labview. 1/6 www.ni.com

Laboratório Virtual de Sistema de Controle Via Web em Labview. 1/6 www.ni.com Laboratório Virtual de Sistema de Controle Via Web em Labview "Utilizou-se o Labview 8.6 para criar a VI, uma placa de aquisição da NI e uma webcam para poder acessar e visualizar a planta." - Fernando

Leia mais

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização

Índice. tabela das versões do documento. GPOP - Gerenciador POP 1598510_05 01 11/01/2016 1/14. título: GPOP. assunto: Manual de utilização título: GPOP assunto: Manual de utilização número do documento: 1598510_05 índice: 01 pag.: 1/14 cliente: geral tabela das versões do documento índice data alteração 01 11/01/2016 versão inicial 02 03

Leia mais

MN03 - MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DA VPN PARA ALUNOS

MN03 - MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DA VPN PARA ALUNOS MN03 - MANUAL DE CONFIGURAÇÃO DA VPN PARA ALUNOS SECRETARIA DE GOVERNANÇA DA INFORMAÇÃO SUBSECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO DIVISÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Introdução Slide 1 Nielsen C. Damasceno Introdução Tanenbaum (2007) definiu que um sistema distribuído é aquele que se apresenta aos seus usuários como um sistema centralizado, mas

Leia mais

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas

,QVWDODomR. Dê um duplo clique para abrir o Meu Computador. Dê um duplo clique para abrir o Painel de Controle. Para Adicionar ou Remover programas ,QVWDODomR 5HTXLVLWRV0tQLPRV Para a instalação do software 0RQLWXV, é necessário: - Processador 333 MHz ou superior (700 MHz Recomendado); - 128 MB ou mais de Memória RAM; - 150 MB de espaço disponível

Leia mais

SISTEMA DE INFORMATIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE. www.egmont.com.br (16) 3416 1995

SISTEMA DE INFORMATIZAÇÃO DO SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE. www.egmont.com.br (16) 3416 1995 Sistema de Gerenciamento de Informações da Qualidade Visando a redução do número de papéis circulantes, mas sem perder informações ou evidências da qualidade, desenvolvemos um processo de informatização

Leia mais

Arquitetura de referência de Streaming sob demanda para desktop (ODDS) DELL

Arquitetura de referência de Streaming sob demanda para desktop (ODDS) DELL Arquitetura de referência de Streaming sob demanda para desktop (ODDS) DELL Um informativo técnico da Dell Dell Mohammed Khan Kailas Jawadekar ESTE INFORMATIVO É APENAS PARA FINS INFORMATIVOS E PODE CONTER

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/06/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

OI CLOUD SEJA BEM-VINDO!

OI CLOUD SEJA BEM-VINDO! OI CLOUD SEJA BEM-VINDO! O QUE É O OI CLOUD? O Oi Cloud é um serviço de armazenamento, compartilhamento e sincronização de arquivos. Esses arquivos ficarão acessíveis a partir de qualquer dispositivo,

Leia mais

Proposta Comercial CloudFlex

Proposta Comercial CloudFlex Transformando o mundo através da TI como Serviço Proposta Comercial CloudFlex www.centralserver.com.br Cloud Servers Hospedagem de Sites Email Corporativo 0800 701 1993 +55 11 4063 6549 AFICIONADOS POR

Leia mais

Impressora Latex série 300. Garantia limitada

Impressora Latex série 300. Garantia limitada Impressora Latex série 300 Garantia limitada 2013 Hewlett-Packard Development Company, L.P. 1 Avisos legais As informações contidas neste documento estão sujeitas a alteração sem aviso prévio. As únicas

Leia mais

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0

Portal de Sistemas Integrados. Manual do Usuário. Versão: 1.0 Portal de Sistemas Integrados Manual do Usuário Versão: 1.0 Página: 1/33 Índice 1. Apresentação... 3 2. Descrição do Sistema... 3 3. Orientações Gerais ao Usuário...4 3.1. Senhas de Acesso... 4 4. Funcionalidades

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Alexandre Meslin (meslin@nce.ufrj.br) Objetivo do Curso Apresentar os conceitos básicos de informática, de software e de hardware. Introduzir os conceitos relativos à representação

Leia mais

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB

SOFTWARE VIAWEB. Como instalar o Software VIAWEB SOFTWARE VIAWEB Como instalar o Software VIAWEB O Software VIAWEB é na verdade um receptor de eventos. A única diferença é que os eventos são recebidos via INTERNET. Portanto, a empresa de monitoramento

Leia mais

Email: professorclebermarques@hotmail.com Atualizada em 29/01/2010. 1

Email: professorclebermarques@hotmail.com Atualizada em 29/01/2010. 1 1- Software: É o elemento lógico (não palpável) do sistema computacional. 1.1- Classificação do Software: 1. Básico = fundamental para o processamento. Ex: Sistema Operacional. 2. Aplicativo = auxilia

Leia mais

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla

Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Instalação de Carta de Correção Eletrônica Spalla Introdução A Carta de Correção Eletrônica(CC-e) é um evento legal e tem por objetivo corrigir algumas informações da NF-e, desde que o erro não esteja

Leia mais

testo Saveris Web Access Software Manual de instruções

testo Saveris Web Access Software Manual de instruções testo Saveris Web Access Software Manual de instruções 2 1 Índice 1 Índice 1 Índice... 3 2 Especificações... 4 2.1. Utilização... 4 2.2. Requisitos do sistema... 4 3 Instalação... 5 3.1. Instalação de

Leia mais

Exemplo de nome de servidor de Domain Controller: PTISPO01DC02 PTI SPO 01 DC 01. Matriz ou Primeira Filial

Exemplo de nome de servidor de Domain Controller: PTISPO01DC02 PTI SPO 01 DC 01. Matriz ou Primeira Filial Olá pessoal, dando continuidade nos artigos de, hoje iremos ver o procedimento de s de Servidores, Desktops, Periféricos e Ativos de Rede. Cada profissional de TI e as empresa possuem seus padrões, seguindo

Leia mais

1 2008 Copyright Smar

1 2008 Copyright Smar Instalação, Configuração - System302-7 Studio 1 2008 Copyright Smar 2 Arquitetura do SYSTEM302 Smar Est. Operação Est. Operação Servidor Est. Manutenção Servidor Estação Engenharia Estação Engenharia Servidor

Leia mais

DECOM Digital. Perguntas Frequentes

DECOM Digital. Perguntas Frequentes DECOM Digital Perguntas Frequentes O Sistema DECOM Digital SDD é um sistema de formação de autos digitais que permitirá o envio eletrônico de documentos no âmbito de petições e de processos de defesa comercial,

Leia mais

Procedimento para Adequações às Mudanças Tecnológicas do Módulo Autorizador v4

Procedimento para Adequações às Mudanças Tecnológicas do Módulo Autorizador v4 Procedimento para Adequações às Mudanças Tecnológicas do Módulo Autorizador v4 Página 1 Índice Introdução... 3 Novo Portal da Farmácia... 4 Padronização do Cupom Vinculado... 5 Módulo de segurança... 6

Leia mais

Plano de Segurança da Informação. Política de Segurança

Plano de Segurança da Informação. Política de Segurança Plano de Segurança da Informação Inicialmente, deve se possuir a percepção de que a segurança da informação deve respeitar os seguintes critérios: autenticidade, não repúdio, privacidade e auditoria. Também

Leia mais

Manual do Usúario Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.3.1. Copyright Vivo 2014. http://vivosync.com.br

Manual do Usúario Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.3.1. Copyright Vivo 2014. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.3.1 Copyright Vivo 2014 http://vivosync.com.br 1 Vivo Sync... 3 2 Instalação do Vivo Sync... 4 3 Configurações... 7 3.1 Geral... 9 3.2 Fotos... 11 3.2.1 UpLoad:... 11 3.2.2 Download:...

Leia mais

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley

Técnico em Radiologia. Prof.: Edson Wanderley Técnico em Radiologia Prof.: Edson Wanderley Rede de Computadores Modelo Mainframe Terminal Computador de grande porte centralizado; Os recursos do computador central, denominada mainframe são compartilhadas

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA

COMANDO DA AERONÁUTICA COMANDO DA AERONÁUTICA COMANDO GERAL DE APOIO CENTRO DE COMPUTAÇÃO DA AERONÁUTICA DO RIO DE JANEIRO Manual de Utilização do E-mail Corporativo da Força Aérea Brasileira SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 WEBMAIL...3

Leia mais

Gestão Documental. Gestão Documental

Gestão Documental. Gestão Documental Alcides Marques, 2007 Actualizado por Ricardo Matos em Junho de 2009 Neste capítulo pretende-se analisar a temática da, começando por apresentar um breve resumo dos conceitos subjacentes e apresentando

Leia mais

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede.

Experiência 04: Comandos para testes e identificação do computador na rede. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Backup. José Antônio da Cunha CEFET-RN

Backup. José Antônio da Cunha CEFET-RN José Antônio da Cunha CEFET-RN Introdução Sendo as informações o bem mais valioso da empresa e estando estas informações armazenadas nos bancos de dados da empresa, é de fundamental importância que tenhamos

Leia mais

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I

PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I PLANIFICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO BLOCO I MÉDIO PRAZO 1 TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E INFORMÁTICA OBJECTIVOS CONTEÚDOS DATA Conceitos Introdutórios Conhecer os conceitos básicos relacionados

Leia mais

TOP 20 ROTINAS QUE VOCÊ PODE AUTOMATIZAR HOJE!

TOP 20 ROTINAS QUE VOCÊ PODE AUTOMATIZAR HOJE! TOP 20 ROTINAS QUE VOCÊ PODE AUTOMATIZAR HOJE! Erro Zero; Mais barato que um administrador de redes; Faz qualquer tarefa repetitiva e manual; Flexibilidade para mudar processos automatizados dentro do

Leia mais

Introdução à Programação de Computadores Parte I

Introdução à Programação de Computadores Parte I Introdução à Programação de Computadores Parte I Prof. Dr. Edson Pimentel Centro de Matemática, Computação e Cognição Objetivos Compreender os componentes básicos de um programa... Objetivos Bacharelado

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação Campus Guaíba Cursos de Informática Projeto de Inclusão Digital APOSTILA APOSTILA CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA

Curso de Sistemas de Informação Campus Guaíba Cursos de Informática Projeto de Inclusão Digital APOSTILA APOSTILA CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA CONCEITOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA Agosto, 2006 Apresentação A apostila de Conceitos Básicos de Informática tem por objetivo apresentar aos alunos os conceitos relacionados à área de tecnologia. Esquema

Leia mais

Servidores de impressão HP Jetdirect

Servidores de impressão HP Jetdirect Servidores de impressão HP Jetdirect Adendo ao Guia do administrador - Servidor de impressão de solução USB do HP Jetdirect 2700w (J8026A) Visão geral... 2 Comandos e parâmetros Telnet... 2 Servidor da

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID

SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID Manual do Usuário SISTEMA OPERACIONAL - ANDROID 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Introdução Protegido... 3 3 Instalação do APLICATIVO DOS PAIS... 4 3.1 Local de instalação do Filho Protegido... 5 3.2 Tela de

Leia mais

Flávia Rodrigues. Silves, 26 de Abril de 2010

Flávia Rodrigues. Silves, 26 de Abril de 2010 Flávia Rodrigues STC5 _ Redes de Informação e Comunicação Silves, 26 de Abril de 2010 Vantagens e Desvantagens da Tecnologia Acessibilidade, quer a nível pessoal quer a nível profissional; Pode-se processar

Leia mais

Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados. Prof. Hugo Souza

Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados. Prof. Hugo Souza Tópicos Avançados em Banco de Dados Dependências sobre regime e controle de objetos em Banco de Dados Prof. Hugo Souza Após vermos uma breve contextualização sobre esquemas para bases dados e aprendermos

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação Campus Guaíba Cursos de Informática Projeto de Inclusão Digital APOSTILA APOSTILA INTERNET

Curso de Sistemas de Informação Campus Guaíba Cursos de Informática Projeto de Inclusão Digital APOSTILA APOSTILA INTERNET INTERNET Setembro, 2006 Apresentação Esta apostila apresenta os principais conceitos e características da Internet. Aprenderá a utilizar os navegadores, pesquisar na rede e utilizar o e-mail. Navegadores

Leia mais

Processamento de Dados aplicado à Geociências. AULA 1: Introdução à Arquitetura de Computadores

Processamento de Dados aplicado à Geociências. AULA 1: Introdução à Arquitetura de Computadores 1 Processamento de Dados aplicado à Geociências AULA 1: Introdução à Arquitetura de Computadores UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GEOPROCESSAMENTO

Leia mais

Anexo 2.8 Especificações do Sistema de Monitoramentoda Frota

Anexo 2.8 Especificações do Sistema de Monitoramentoda Frota Anexo 2.8 Especificações do Sistema de Monitoramentoda Frota ÍNDICE 1 OBJETIVOS... 3 2 ESPECIFICAÇÃO BÁSICA... 3 2.1 AQUISIÇÃO DE DADOS MONITORADOS DO VEÍCULO... 3 2.2 AQUISIÇÃO DE DADOS DE LOCALIZAÇÃO...

Leia mais

MONTAGEM E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES

MONTAGEM E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES MONTAGEM E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES BRUNO RAÍNNI DIVERGÊNCIAS DE OPINIÃO CASUAL O conteúdo desta obra, inclusive revisão ortográfica, é de responsabilidade exclusiva do autor Escreva aqui sua dedicatória...

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITO DE SOFTWARE

DOCUMENTO DE REQUISITO DE SOFTWARE DOCUMENTO DE REQUISITO DE SOFTWARE PARTICIPANTES Belo Horizonte - 1

Leia mais

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos

Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Configuração para Uso do Tablet no GigaChef e Outros Dispositivos Birigui SP Setembro - 2013 1. Configurando o Ambiente. Este documento mostra como configurar o ambiente do GigaChef para usar o Tablet

Leia mais

Auxiliar em Administração de Redes Redes de Computadores I

Auxiliar em Administração de Redes Redes de Computadores I Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Auxiliar em Administração de Redes Redes de Computadores

Leia mais

Terminal de Operação Cimrex 69

Terminal de Operação Cimrex 69 Descrição do Produto O Cimrex 69 agrega as mais novas tecnologias e a mais completa funcionalidade de terminais de operação. Possui visor de cristal líquido gráfico colorido de 5,7 sensível ao toque (

Leia mais

Introdução aos Sistemas Operacionais

Introdução aos Sistemas Operacionais Introdução aos Sistemas Operacionais Prof. M.e Helber Wagner da Silva helber.silva@ifrn.edu.br Maio de 2014 Roteiro Introdução Estrutura e Funções do Sistema Operacional Sistemas Operacionais existentes

Leia mais

Desafios da Segurança na Internet das coisas. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br

Desafios da Segurança na Internet das coisas. gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br Desafios da Segurança na Internet das coisas gilberto@sudre.com.br http://gilberto.sudre.com.br 2 Agenda» A Internet das Coisas» Principais desafios» Riscos» Vulnerabilidades» Ataques» Defesas» Mais informações

Leia mais

1.0 Informações de hardware

1.0 Informações de hardware 1.0 Informações de hardware 1.1 Botões e ligações 6 1 7 2 8 3 9 4 5 6 10 1 Ligar / Desligar 2 Conetor Micro USB 3 Botão Voltar 4 Conetor Mini HDMI 5 Microfone 6 Webcam 7 Entrada para fone de ouvido 8 Botão

Leia mais

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714

Análise Termográfica RELATÓRIO TÉCNICO 0714 ANÁLISE TERMOGRÁFICA DAE - Santa Barbara D'Oeste DAE 1. OBJETIVO Apresentar ao DAE a Inspeção Termográfica realizada nos equipamentos de suas unidades em Santa Barbara d'oeste 2. INSTRUMENTAÇÃO UTILIZADA

Leia mais

e Autorizador Odontológico

e Autorizador Odontológico 1 CONTROLE DE DOCUMENTO Revisor Versão Data Publicação Diego Ortiz Costa 1.0 08/08/2010 Diego Ortiz Costa 1.1 09/06/2011 Diego Ortiz Costa 1.2 07/07/2011 2 Sumário CONTROLE DE DOCUMENTO... 2 1. Informações

Leia mais

CATRACA LED PEDESTAL Características

CATRACA LED PEDESTAL Características No CATRACA LED PEDESTAL Características Design inovador e requintado para os mais diversos ambientes; Novo sistema de acesso aos componentes eletrônicos direto na tampa, de fácil acesso; Novo sistema de

Leia mais

VIRTUALIZAÇÃO CORPORATIVA

VIRTUALIZAÇÃO CORPORATIVA VIRTUALIZAÇÃO CORPORATIVA O modelo de virtualização corporativa utilizando o sistema Xen Server sera demostra novamente com o uso da ferramente virtual box de forma que, seja possível a demostração dos

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

INFORMÁTICA I 05/04/2008. Sistema Operacional. Prof. Cláudio Farias Rossoni

INFORMÁTICA I 05/04/2008. Sistema Operacional. Prof. Cláudio Farias Rossoni INFORMÁTICA I Prof. Dimas Ozanam Calheiros Prof. Cláudio Farias Rossoni Info-1-02- Introdução Sistemas Operacionais Programa de sistema. Controla todos os recursos do computador. Fornece a base sobre a

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA 1. Número e Título do Projeto: OEI BRA/09/004 - Aprimoramento da sistemática de gestão do Ministério da Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE TRAMITAÇÃO DE DOCUMENTOS Versão 3.0

Leia mais

"Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles

Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles "Somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito. Aristóteles Prof. Jeferson Bogo Cupom futuropolicial30. 30% de desconto na compra de qualquer curso, válido até

Leia mais

Apontamento técnico No. 5, Fevereiro de 2014 Como pedir apoio através do Ajuda Online do CAICC

Apontamento técnico No. 5, Fevereiro de 2014 Como pedir apoio através do Ajuda Online do CAICC Apontamento técnico No. 5, Fevereiro de 2014 Como pedir apoio através do Ajuda Online do CAICC Sumário Enquadramento... 1 1. Introdução... 1 1º Passo: Como aceder o Ajuda Online?... 2 2º Passo: Página

Leia mais

ARTIGO. Sobre monitoramento a Distancia e aplicação automática de medicamentos. Sistema de monitoração a distancia e aplicação de medicamentos.

ARTIGO. Sobre monitoramento a Distancia e aplicação automática de medicamentos. Sistema de monitoração a distancia e aplicação de medicamentos. ARTIGO Sobre monitoramento a Distancia e aplicação automática de medicamentos. Autor: Marcos José Sanvidotti Sistema de monitoração a distancia e aplicação de medicamentos. Resumo: O monitoramento a distância

Leia mais

(4) Não efetuamos alterações nem adaptações de qualquer natureza no software visando adaptar ao uso específico dos usuários.

(4) Não efetuamos alterações nem adaptações de qualquer natureza no software visando adaptar ao uso específico dos usuários. LEIA COM ATENÇÃO: (1) Os TERMOS DE USO dos SOFTWARES disponibilizados no SITE, são regidos pelo CONTRATO DE ADESÃO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE, exibido abaixo. Caso não aceite os termos de uso, não utilize

Leia mais

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização

Hardware: Componentes Básicos. Sistema de Computador Pessoal. Anatomia de um Teclado. Estrutura do Computador. Arquitetura e Organização Hardware: Componentes Básicos Arquitetura dos Computadores Dispositivos de Entrada Processamento Dispositivos de Saída Armazenamento Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistema de

Leia mais

FACULDADE MULTIVIX CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2º PERÍODO MARIANA DE OLIVEIRA BERGAMIN MONIQUE MATIELLO GOMES THANIELE ALMEIDA ALVES

FACULDADE MULTIVIX CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2º PERÍODO MARIANA DE OLIVEIRA BERGAMIN MONIQUE MATIELLO GOMES THANIELE ALMEIDA ALVES FACULDADE MULTIVIX CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO 2º PERÍODO MARIANA DE OLIVEIRA BERGAMIN MONIQUE MATIELLO GOMES THANIELE ALMEIDA ALVES COMPUTAÇÃO EM NUVEM CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM 2015 MARIANA DE OLIVEIRA

Leia mais

Belo Horizonte, 06 de Novembro de 2013. A/C Eliezer. Ref. Prestação de Serviços de Internet. Prezado Eliezer,

Belo Horizonte, 06 de Novembro de 2013. A/C Eliezer. Ref. Prestação de Serviços de Internet. Prezado Eliezer, Belo Horizonte, 06 de Novembro de 2013. A/C Eliezer Ref. Prestação de Serviços de Internet Prezado Eliezer, O Objeto desta proposta técnico-comercial é o fornecimento de serviços de hospedagem de sites,

Leia mais

Guia do Administrador de Licenças de Usuários Autorizados do IBM SPSS Modeler IBM

Guia do Administrador de Licenças de Usuários Autorizados do IBM SPSS Modeler IBM Guia do Administrador de Licenças de Usuários Autorizados do IBM SPSS Modeler IBM Índice Guia do Administrador........ 1 Antes de Iniciar............. 1 Serviços Citrix e Terminal......... 1 Instalação

Leia mais

Manual do usuário Certificado Digital

Manual do usuário Certificado Digital Manual do usuário Certificado Digital Parabéns Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Índice Importante 03 O que é um Certificado Digital? 04 Instalação

Leia mais

TCI Sistemas Integrados

TCI Sistemas Integrados TCI Sistemas Integrados Manual Gera arquivo Prefeitura 1 Índice 1 - Cadastros obrigatórios para Gerar Arquivo para Prefeitura...3 2 Gerar Arquivo...8 3 Retorno Arquivo Prefeitura...19 2 1 Cadastros obrigatórios

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa Bolsa Família Manual de Operação Conteúdo Sumário...

Leia mais

Backup Exec 2012. Guia de Instalação Rápida

Backup Exec 2012. Guia de Instalação Rápida Backup Exec 2012 Guia de Instalação Rápida Instalação Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Lista de verificação de pré-instalação do Backup Exec Instalação típica do Backup

Leia mais

Configurar Thin Client X1 e X1W

Configurar Thin Client X1 e X1W Configurar Thin Client X1 e X1W Vamos mostrar como você pode utilizar os Thin Client s (clientes remotos) X1 e X1W em seu callcenter de forma muito simples. Primeiro Passo: Prepare o Servidor Remoto -

Leia mais

MicroWork TOUCH CHECKLIST

MicroWork TOUCH CHECKLIST Considerações Gerais O possibilita a execução diferenciada do CheckList de serviços do Veículo, com mobilidade e segurança através da captura de fotos, integradas automaticamente para o sistema MicroWork

Leia mais

Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE. Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares

Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE. Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Informática Básica CONCEITOS DE SOFTWARE Msc. Eliezio Soares eliezio.soares@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/elieziosoares Aviso! Avaliação bimestral em: 08/07/15 https://www.youtube.com/watch?v=0koosyqo2hk&feature=related

Leia mais

Diagrama de Componentes e Implantação

Diagrama de Componentes e Implantação Diagrama de Componentes e Implantação Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Referências: Booch, G. et al. The Unified Modeling Language User

Leia mais

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo

Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo Descritivo completo Suporte 2008 Rentabilize a sua assistência pós-venda e, em simultâneo, surpreenda os seus clientes com o seu profissionalismo Benefícios Help-desk e suporte pósvenda controlados; Integrado

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO

LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY TRIFÁSICO 10 / 15 / 20 / 25 / 30 / 40 / 50 / 60 / 80 / 120 / 150 / 160 / 180/ 250kVA Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31)

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Fundamentos de Redes II Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Site da disciplina http://echaia.com Ementa: Camada física do modelo OSI; Camada

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE

MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE MANUAL DE INSTALAÇÃO SAT DIMEP PDV CAKE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO O procedimento de instalação do SAT (Dimep) é bastantes simples, para equipamentos Dimep basta seguir as etapas abaixo. 1. Instalação do

Leia mais

Estrutura de Diretórios Linux. Rodrigo Gentini gentini@msn.com

Estrutura de Diretórios Linux. Rodrigo Gentini gentini@msn.com Linux Rodrigo Gentini gentini@msn.com /bin - Ficam armazenados os comandos básicos que todos os usuários podem usar, como o : ls, cat, cd entre outros. /boot - Ficam todos os arquivos que a máquina precisa

Leia mais

Objetivo do Portal da Gestão Escolar

Objetivo do Portal da Gestão Escolar Antes de Iniciar Ambiente de Produção: É o sistema que contem os dados reais e atuais, é nele que se trabalha no dia a dia. Neste ambiente deve-se evitar fazer testes e alterações de dados sem a certeza

Leia mais

CRIANDO EQUIPAMENTOS CANHÃO LED

CRIANDO EQUIPAMENTOS CANHÃO LED CRIANDO EQUIPAMENTOS CANHÃO LED 2/9 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO Neste tutorial veremos como podemos criar um canhão de led que não existe na biblioteca do Freestyler. Podemos utilizar duas metodologias para

Leia mais

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico

Gerenciador de Ambiente Laboratorial - GAL Manual do Usuário Módulo Controle de Qualidade Analítico Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS DATASUS Gerenciador de Ambiente Laboratorial GAL Manual do Usuário Módulo Laboratório Manual de Operação_Módulo Laboratório_Controle

Leia mais

Conceitos básicos sobre computadores

Conceitos básicos sobre computadores SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Conceitos básicos sobre computadores Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Sumário O que é um computador e onde podemos encontrá-los? Divisão:

Leia mais

Supervisório Remoto aplicado em Dispositivo Móvel na Plataforma NI LabVIEW

Supervisório Remoto aplicado em Dispositivo Móvel na Plataforma NI LabVIEW Supervisório Remoto aplicado em Dispositivo Móvel na Plataforma NI LabVIEW "Este artigo demonstra os recursos e passos necessários para implementar um sistema supervisório de consumo energético e controle

Leia mais

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA

LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA Especificação Técnica LINHA DOUBLE WAY MONOFÁSICA 3 / 6 / 8 / 10 / 12 / 15 / 20 kva Engetron Engenharia Eletrônica Ind. e Com. Ltda Atendimento ao consumidor: (31) 3359-5800 Web: www.engetron.com.br Link:

Leia mais

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, IPEN CNEN/SP. Biblioteca Terezine Arantes Ferraz

Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, IPEN CNEN/SP. Biblioteca Terezine Arantes Ferraz Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares, IPEN CNEN/SP Biblioteca Terezine Arantes Ferraz BIBLIOTECA TEREZINE ARANTES FERRAZ Tutorial de utilização do gerenciador de referencias bibliográficas EndNote

Leia mais

A instalação da vantagem VT em um PC

A instalação da vantagem VT em um PC A instalação da vantagem VT em um PC Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Procedimento de instalação Troubleshooting Informações Relacionadas Introdução A vantagem

Leia mais

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10

Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 Manual de instalação do Microsoft SQL Server 2008 R2 Express no Windows 10 1-Antes de iniciar a instalação do SQL é necessário liberar as permissões do usuário para evitar erro, para realizar esse procedimento

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO KIT MERCURIOIV OSCILOSCÓPIO E GERADOR DE SINAIS

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO KIT MERCURIOIV OSCILOSCÓPIO E GERADOR DE SINAIS GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO KIT MERCURIOIV OSCILOSCÓPIO E GERADOR DE SINAIS Revisão 05 setembro/2014 Versão do Firmware: 2.1.8 Versão do software Osciloscópio para Windows: 2.0.19 1. Sumário 1.Introdução...3

Leia mais