1.2s.EF. Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Service Manual [ Team AoRE ] Horário criado:26/07/2017. Team AoRE Almoço

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1.2s.EF. Seg. Ter. Qua. Qui. Sex. Sáb. Service Manual [ Team AoRE ] Horário criado:26/07/2017. Team AoRE Almoço"

Transcrição

1 Morf.T.Vegetal - T Sociologia e Extensao Rural Florestal Sociologia e Extensao Rural Florestal t.vegetal Microscop -EF-P1 Elaine Morf.T.Vegetal - T Sociologia e Extensao Rural Florestal Sociologia e Extensao Rural Florestal t.vegetal Microscop -EF-P1 Elaine t.vegetal -EF-T1 Ela t.vegetal-ef-p2 Microscop Elaine t.vegetal -EF-T1 Ela t.vegetal-ef-p2 Microscop Elaine 1.2s.EF Morf.T.Vegetal - Morf.T.Vegetal - Microscop P1 Microscop P1 Morf.T.Vegetal - Morf.T.Vegetal - Microscop P2 Microscop P2 Química lítica Química lítica Química lítica T1 T1 P1 Matildes Química lítica Mat Mat P2 Matildes Estatistica Iniciação à Pesquisa Aplicada Estatistica Iniciação à Pesquisa Aplicada Estatistica Iniciação à Pesquisa Aplicada Estatistica

2 Genética Aplicada Topo. e Geodésia Aplicadas - T Ever Morf. e Genese do Solo KARI Topo. e Geodésia S.1 Aplicadas Everton - P1 Genética Aplicada Topo. e Geodésia Aplicadas - T Ever Morf. e Genese do Solo KARI Dendrologia Topo. e Geodésia Aplicadas - T Ever Ecologia Florestal Topo. e Geodésia S.1 Aplicadas Everton - P2 Dendrologia Ecologia Florestal 2.4s.EF Hidráulica RIC Genética Aplicada Hidráulica RIC Morf. e Genese do Solo KARI Dendrologia Hidráulica RIC Genética Aplicada Hidráulica RIC Morf. e Genese do Solo KARI Dendrologia Ecologia Florestal Politica e Legislacao Florestal Ecologia Florestal Politica e Legislacao Florestal

3 Fertil. do Solo e Nutricao das Pl. Florestais KARI Fotointerpretação e Sensoriamento Remoto - T Ever Fertil. do Solo e Nutricao das Pl. Florestais KARI Fertil. do Solo e Nutricao das Pl. Florestais KARI Fotointerpretação e Sensoriamento Remoto - T Ever Fertil. do Solo e Nutricao das Pl. Florestais KARI Patologia Florestal Tec. e Utilização de Prod. Florestais Deb Fotointerpretação e Sensoriamento Remoto - P1 Ever Patologia Florestal Tec. e Utilização de Prod. Florestais Deb 3.6s.EF Tec. e Utilização de Prod. Florestais Deb Biometria Florestal Sist. e Metodos Silviculturais Maquinas e Implementos Florestais Fab Tec. e Utilização de Prod. Florestais Deb Biometria Florestal Sist. e Metodos Silviculturais Maquinas e Implementos Florestais Fab Sist. e Metodos Silviculturais S.1 Biometria Florestal Patologia Florestal Microscop Maquinas e Implementos Florestais Fab Sist. e Metodos Silviculturais S.1 Biometria Florestal Patologia Florestal Microscop

4 Avaliação de Impactos Ambientais Avaliação de Impactos Ambientais Silvicultura Aplicada Construções Rurais Prod. Energeticos Florestais S.8 P Avaliação de Impactos Ambientais Avaliação de Impactos Ambientais Silvicultura Aplicada Construções Rurais Prod. Energeticos Florestais S.8 P Gestão de Recursos Naturais Renováveis Construções Rurais Prod. Energeticos Florestais S.8 P Gestão de Recursos Naturais Renováveis Prod. Energeticos Florestais S.8 4.8s.EF Incendios Florestais Silvicultura Aplicada Gestão de Recursos Naturais Renováveis Incendios Florestais Incendios Florestais Silvicultura Aplicada Gestão de Recursos Naturais Renováveis Incendios Florestais

5 Atividades Complementares TCC 5.10s.EF Atividades Complementares TCC Estágio Estágio

6 Química lítica T2 Bioquímica Aplicada Mat Cid Química lítica T2 Bioquímica Aplicada Mat Cid Química lítica P3 Matildes Ecologia Química lítica P4 Matildes Ecologia 1.2s.AG Estatística Bioquímica Aplicada P Cid t.vegetal-ag-t 2 Ela Zoo. e Parasitologi a Agricola t.vegetal Microscop -AG-P3 Elaine Estatística Bioquímica Aplicada P Cid t.vegetal-ag-t 2 Ela Zoo. e Parasitologi a Agricola t.vegetal Microscop -AG-P3 Elaine Estatística P Deontologia e Receituário Agronomico KARI Zoo. e Parasitologi a Agricola t.vegetal Microscop -AG-P4 Elaine Estatística Deontologia e Receituário P Agronomico KARI t.vegetal Microscop -AG-P4 Elaine

7 Sociologia Rural Cas Sociologia Rural Classificação e Classificação e Zootecnia Geral Fisica do Solo Fisica do Solo Fisiologia Vegetal Cid Cas Fisiologia Vegetal Cid Classificação e Classificação e Fisiologia Vegetal Fisica do Solo Fisica do Solo Cas Cas Cid Zootecnia Geral Fisiologia Vegetal Cid 2.4s.AG Zootecnia Geral Microbiologia Agricola Cartografia e SIG - T Experimentacao Agrícola Ever Char Zootecnia Geral Microbiologia Agricola Cartografia e SIG - P1 Everton Experimentacao Agrícola Char Microbiologia Agricola Microscop Cartografia e SIG - P1 Everton Experimentacao Agrícola Char Microbiologia Agricola Microscop Cartografia e SIG - P1 Everton Experimentacao Agrícola Char Cartografia e SIG - P2 Everton Cartografia e SIG - P2 Everton Cartografia e SIG - P2 Everton

8 Economia Rural Marketing e Agronegocios Economia Rural Marketing e Agronegocios Biologia e Controle de Plantas Daninhas Biologia e Controle de Plantas Daninhas Melhoramento de Plantas Fitopatologia Microscop Fitopatologia Biologia e Controle de Plantas Daninhas Biologia e Controle de Plantas Daninhas Melhoramento de Plantas Fitopatologia Microscop Fitopatologia 3.6s.AG Melhoramento de Plantas Agrometeorologia Ento. Aplicada - Pragas 2 Melhoramento de Plantas Agrometeorologia Ento. Aplicada - Pragas 2 Economia Rural Marketing e Agronegocios Ento. Aplicada - Pragas 2 Agrometeorologia Economia Rural Marketing e Agronegocios Agrometeorologia

9 Adm. Rural e Proj. Agropec. Cultura de Plantas Energéticas e Fibrosas Rita Irrigação e Drenagem Silvicultura RIC Adm. Rural e Proj. Agropec. Cultura de Plantas Energéticas e Fibrosas Irrigação e Drenagem Silvicultura Rita RIC Prod. de Animais de Pequeno Porte Irrigação e Drenagem Silvicultura RIC Prod. de Animais de Pequeno Porte Prod. de Animais de Pequeno Porte Irrigação e Drenagem Silvicultura RIC Prod. de Animais de Pequeno Porte 4.8s.AG Fruticultura Char Cultura de Plantas Energéticas e Fibrosas Rita Adm. Rural e Proj. Agropec. Fruticultura Char Cultura de Plantas Energéticas e Fibrosas Rita Adm. Rural e Proj. Agropec. Fruticultura Char Fruticultura Char

10 Atividades Complementares TCC 6.10s.AG Atividades Complementares TCC Estágio Estágio

11 Biodeterioração e Preservação Deb Biodeterioração e Preservação Deb OPTATIVAS Desrama e Desbaste Florestal-OPT Desrama e Desbaste Florestal-OPT Acarologia Acarologia Nematologia aplicada Nematologia aplicada

12 OPTATIVAS2

13 POS POS - Uso, manejo e conservação dos solos Cas POS - Melhorament o: Interação genótipo x ambiente POS - Agricultura I Rita POS - Manejo de Plantas Daninhas Ger POS - Uso, manejo e conservação dos solos Cas POS - Melhorament o: Interação genótipo x ambiente POS - Agricultura I Rita POS - Manejo de Plantas Daninhas Ger POS - Uso, manejo e conservação dos solos Cas POS - Melhorament o: Interação genótipo x ambiente POS - Agricultura I Rita POS - Manejo de Plantas Daninhas Ger POS - Uso, manejo e conservação dos solos Cas POS - Melhorament o: Interação genótipo x ambiente POS - Agricultura I Rita POS - Manejo de Plantas Daninhas Ger POS - Fisiologia e Sanidade de Sementes Char Geoestatística aplicada a Agricultura (POS) Fab POS - Fisiologia e Sanidade de Sementes Char Geoestatística aplicada a Agricultura (POS) Fab POS - Fisiologia e Sanidade de Sementes Char Geoestatística aplicada a Agricultura (POS) Fab POS - Fisiologia e Sanidade de Sementes Char Geoestatística aplicada a Agricultura (POS) Fab

14 POS2

15 Entomologia florestal reoferta Entomologia florestal reoferta Reoferta Economia florestal reoferta Entomologia florestal reoferta Economia florestal reoferta Entomologia florestal reoferta Entomologia florestal reoferta Economia florestal reoferta Manejo florestal reoferta Economia florestal reoferta Manejo florestal reoferta Manejo florestal reoferta Manejo florestal reoferta

16 Bovinocultura (reoferta) Bovinocultura (reoferta) Reoferta Bovinocultura (reoferta) Bovinocultura (reoferta) Fertilidade do solo e Nutrição de plantas Ela Fertilidade do solo e Nutrição de plantas Ela Fertilidade do solo e Nutrição de plantas Ela Fertilidade do solo e Nutrição de plantas Ela Cultura de plantas Oleaginosas e Estimulantes S.1 (reoferta) Rita Cultura de plantas Oleaginosas e Estimulantes S.1 (reoferta) Rita Cultura de plantas Oleaginosas e Estimulantes S.1 (reoferta) Rita Cultura de plantas Oleaginosas e Estimulantes S.1 (reoferta) Rita

2º PERÍODO Código Disciplina ALI Álgebra Linear 60 4 CDI DES Desenho Técnico 45 3 ------------------- FIS I Física I 60 4 CDI FCS

2º PERÍODO Código Disciplina ALI Álgebra Linear 60 4 CDI DES Desenho Técnico 45 3 ------------------- FIS I Física I 60 4 CDI FCS GRADE CURRICULAR DO CURSO BACHARELADO EM ENGENHARIA FLORESTAL A matriz curricular do curso de Engenharia encontra-se organizada em períodos e suas respectivas disciplinas são listadas abaixo. Também estão

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - PRÉ- REQUISITO(S) UNID. RESP.

CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - PRÉ- REQUISITO(S) UNID. RESP. CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL - UFG/EA, Campus Samambaia - Goiânia, GO. - MATRIZ CURRICULAR - CHTS C H S NÚCLEO NATUREZA 01 5117 Introdução à Engenharia Florestal EA 32 32 00 Específico Obrigatória 02

Leia mais

10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES

10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES 10. MATRIZ CURRICULAR SEMESTRAL DO CURSO DE AGRONOMIA CAMPUS DE CÁCERES Tabela 2. Matriz Curricular Semestral do Curso de Agronomia Campus de Cáceres 1 - Semestre Carga Horária (h) 1 Citologia 60 3 0 1

Leia mais

CURSO BACHARELADO EM AGRONOMIA TURMA AG 01

CURSO BACHARELADO EM AGRONOMIA TURMA AG 01 CURSO BACHARELADO EM AGRONOMIA TURMA AG 01 08-10h Inovação Tecnológica Fruticultura I Hidroponia e Cultivo Protegido Fruticultura I Comunicação e Extensão Rural 10-12h Irrigação Plantas Espontâneas Irrigação

Leia mais

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA

FACULDADES INTA COORDENAÇÃO DE MEDICINA VETERINÁRIA PRIMEIRO SEMESTRE MV01 Química Geral e Analítica 45 15 60 4 MV02 Biologia Celular e Molecular 45 15 60 4 MV03 Histologia e Embriologia Geral 45 15 60 4 MV04 Introdução à Medicina Veterinária 30 15 45 3

Leia mais

CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CRUZEIRO DE SUL CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS

CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CRUZEIRO DE SUL CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS 1 CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CRUZEIRO DE SUL CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS Área de concurso Conteúdos/Disciplinas Vinculadas Perfil do Candidato Perfil dos Membros da Banca Doutorado em Educação Doutorado em

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO)

MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) MATRIZ CURRICULAR - CURSO DE AGRONOMIA (DIURNO) Ingressantes a partir de 2015 1º SEMESTRE HORAS 2º SEMESTRE HORAS Introdução à Engenharia Agronômica 60 Metodologia Científica 60 Álgebra Linear 60 Desenho

Leia mais

Pré-requisito Coreq Disciplina 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34

Pré-requisito Coreq Disciplina 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: 01/01/2006. Natureza - Obrigatoria Prática 34 Teórica 34 1 de 9 Colegiado: Nível:Graduação Início: 19941 Título: Concluinte: Mínimo: 01 - - CCA024 - BIOLOGIA GERAL - Ativa desde: CCA029 - ZOOLOGIA GERAL - Ativa desde: CCA283 - METODOLOGIA DA PESQUISA - Ativa

Leia mais

1 PERÍODO INTEGRAL - SALA 38

1 PERÍODO INTEGRAL - SALA 38 1 PERÍODO INTEGRL - SL 38 HORÁR SEGUND TERÇ QURT QUINT SEXT 07:40 08:30 INTRODUÇÃO À GRONOMI METODOLOGI E TEXTO 12:00 INTRODUÇÃO À GRONOMI METODOLOGI E TEXTO METODOLOGI E TEXTO METODOLOGI E TEXTO BLOGI

Leia mais

Unidade: 10 CANOAS - GRADUAÇÃO Curso: 010656 CIENCIAS BIOLOGICAS - BACHARELADO Habilitação: BACHAREL(A) EM CIENCIAS: BIOLOGIA.

Unidade: 10 CANOAS - GRADUAÇÃO Curso: 010656 CIENCIAS BIOLOGICAS - BACHARELADO Habilitação: BACHAREL(A) EM CIENCIAS: BIOLOGIA. PÁGINA 00 / 00 /0/0 : Unidade: 0 CANOAS - GRADUAÇÃO Curso: 00 CIENCIAS BIOLOGICAS - BAARELADO Habilitação: BAAREL(A) EM CIENCIAS: BIOLOGIA Com Renovação Reconhecimento: Portaria Nro - D.O.U. DE //0 Disciplinas

Leia mais

FACULDADES GAMMON - HORÁRIO DE AULA PARA O 1º TERMO 2º SL/2015 CURSO: AGRONOMIA

FACULDADES GAMMON - HORÁRIO DE AULA PARA O 1º TERMO 2º SL/2015 CURSO: AGRONOMIA 2ª 07:50 08:40 3ª 09:00 09:50 4ª 09:50 10:40 5ª 10:50 11:40 Tarde 6ª 13:00 13:50 7ª 13:50 14:40 8ª 15:00 15:50 9ª 15:50 16:40 10ª 16:50 17:40 FACULDADES GAMMON - HORÁRIO DE AULA PARA O 1º TERMO 2º SL/2015

Leia mais

HORÁRIOS EXAMES 2012/1 CURSOS SUPERIORES

HORÁRIOS EXAMES 2012/1 CURSOS SUPERIORES HORÁRIOS EXAMES 2012/1 CURSOS SUPERIORES CST AGRONEGÓCIO TURMA 01 19h 19h50min Fund. produção vegetal Fund. produção animal Informática aplicada Port. instrumental 19h50min 20h40min Fund. produção vegetal

Leia mais

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma:

A Matriz curricular do curso de Engenharia Agronômica das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul fica estabelecida da seguinte forma: 5.2 Objetivo do Curso Capacitar o aluno para que se torne um profissional com habilidades para produzir mais e melhor, com competência para gerenciar e gerar tecnologias que reduzam os impactos negativos

Leia mais

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br ENGENHARIA FLORESTAL COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br 76 Currículos dos Cursos do CCA UFV Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO O Engenheiro estará

Leia mais

FACULDADE GAMMON - HORÁRIO DE AULA - 1º TERMO 2º SL/2016 CURSO: AGRONOMIA - NOTURNO

FACULDADE GAMMON - HORÁRIO DE AULA - 1º TERMO 2º SL/2016 CURSO: AGRONOMIA - NOTURNO Manhã e Tarde 2ª 07:50 08:40 3ª 09:00 09:50 4ª 09:50 10:40 5ª 10:50 11:40 Tarde 6ª 13:00 13:50 7ª 13:50 14:40 FACULDADES GAMMON - HORÁRIO DE AULA PARA O 1º TERMO 1º SL/2016 CURSO: AGRONOMIA 8ª 15:00 15:50

Leia mais

ANEXO I CURSO: ADMINISTRAÇÃO - EQUIVALÊNCIAS

ANEXO I CURSO: ADMINISTRAÇÃO - EQUIVALÊNCIAS ANEXO I CURSO: ADMINISTRAÇÃO - EQUIVALÊNCIAS DISCIPLINA ADM009 - Informática Básica - CON001 - Informática Básica - /Ciências Contábeis ADM010 - Metodologia Científica - ADM042 - Metodologia Científica

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2013 95 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2013 95 ENGENHARIA AMBIENTAL. COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 95 ENGENHARIA AMBIENTAL COORDENADORA Ann Honor Mounteer ann@ufv.br 96 Currículos dos Cursos UFV Engenheiro Ambiental ATUAÇÃO O curso de Engenharia Ambiental da UFV habilita

Leia mais

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS

ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS ZOOTECNIA - SEQUÊNCIA IDEAL DO CURSO E PRÉ-REQUISITOS 1º PERÍODO Obrigatória ou Carga Horária Anatomia dos Animais Domésticos Obrigatória 60 - Biologia geral animal Obrigatória 60 - Biologia geral vegetal

Leia mais

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde Manhã Tarde BLOCO I ANFITEATRO A 78 carteiras c/ PG - EA Manutenção e Lubrificação de Máquinas Agrícolas PG -EA Ensaio de Máquinas Agrícolas Radiação Solar- SALA 2 SALA 3 SALA 4 50 carteiras c/ SALA 7 SALA 8 SALA

Leia mais

PROFESSOR ÁREA(S) TITULAÇÃO CONTATO Nutrição e Bioclimatologia Animal

PROFESSOR ÁREA(S) TITULAÇÃO CONTATO Nutrição e Bioclimatologia Animal PROFESSOR ÁREA(S) TITULAÇÃO CONTATO Nutrição e Bioclimatologia Adriano Geraldo Alcilene de Abreu Pereira Avicultura Citologia, Bioquímica e Doutorado em Zootecnia. Zootecnia,Licenciatura em Biologia,Mestre

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL

FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ENGENHARIA AMBIENTAL (Adequada conforme as exigências da Resolução CNE/CES Nº. 11, de 11 de março de 2002) (Matriz curricular aprovada pela

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : AGRONOMIA. CRÉDITOS Obrigatórios: 230 Optativos: 10. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:07:30 Curso : AGRONOMIA

Leia mais

Disciplinas da Componente de Formação Técnica dos Cursos Profissionais por Área de Educação e Formação

Disciplinas da Componente de Formação Técnica dos Cursos Profissionais por Área de Educação e Formação Área de Educação e Formação 212 - Artes do espectáculo Área de Educação e Formação 213 - Audiovisuais e produção dos media Adereços 380 Cenografia 400 Cenotecnia 380 Conjuntos Instrumentais 180 Figurinos

Leia mais

Turma/período Disciplina Professor G. A. e Álgebra Linear Ricardo

Turma/período Disciplina Professor G. A. e Álgebra Linear Ricardo Serviço Público Federal Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano Câmpus Urutaí HORÁRIOS DE REPOSIÇÃO DE AULAS

Leia mais

C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S

C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S C T A : T A B E L A D E E Q U I V A L Ê N C I A S Ciência e Tecnologia Animal (3 anos) 1º ano/1º semestre Matemática Matemática I ou Matemática I ou Biologia celular Biologia celular ou Biologia I ou Histologia

Leia mais

ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br

ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL. COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL COORDENADOR Antônio Teixeira de Matos atmatos@ufv.br 70 Currículos dos Cursos do CCA UFV Engenheiro Agrícola e Ambiental ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrícola e Ambiental

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001836 - TECNOLOGIA EM PRODUCAO SUCROALCOOLEIRA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 001836 - TECNOLOGIA EM PRODUCAO SUCROALCOOLEIRA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 001836 - TECNOLOGIA EM PRODUCAO SUCROALCOOLEIRA Nivel: Superior Area Profissional: AGROPECUARIA Area de Atuacao: GESTAO AGRO-IND./AGROP.

Leia mais

b) Componentes curriculares Eletivas

b) Componentes curriculares Eletivas 3.8.1 Tabela com a Matriz Curricular do Núcleo Comum - Total de 2367 horas a) Componentes curriculares do Núcleo Comum Básico 1967 horas Linguagens, Códigos e suas Tecnologias Língua Portuguesa 200 240

Leia mais

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional

Missão do Curso. Objetivos. Perfil do Profissional Missão do Curso A função primordial do Engenheiro Agrônomo consiste em promover a integração do homem com a terra através da planta e do animal, com empreendimentos de interesse social e humano, no trato

Leia mais

GERED - ARARANGUÁ DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO PROVA HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA

GERED - ARARANGUÁ DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO PROVA HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO CONTABILIDADE CONTABILIDADE 433 DIREITO DIREITO E LEGISLAÇÃO 453 AGRONEGÓCIO ASSOCIATIVISMO E COOPERATIVISMO SISTEMAS AGROALIMENTARES GESTAO III-

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO UNIVERSIDADE ESDUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE AGRONOMIA ENSALAMENTO TEMPORÁRIO NO CAMPUS SAN CRUZ 1ª SÉRIE 1º SEMESTRE DE 2011 09h 10min Citologia DEBIO Citologia DEBIO Informática TC DECOMP

Leia mais

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR

FACULDADE ASSIS GURGACZ SAGRES ACADÊMICO GRADE CURRICULAR Página: 1 de 5 01 - - EF13101 - Anatomia Humana - Ativa desde: EF13102 - Antropologia - Ativa desde: EF13103 - Sociologia - Ativa desde: EF13104 - História e Fundamentos da Enfermagem - Ativa desde: EF13105

Leia mais

(1) DE ACORDO COM A TABELA DE CURSOS DE FORMAÇÃO DISPONÍVEL NO ANEXO II, CASO NÃO ESTEJA CADASTRADO, INFORMAR CÓDIGO 9999 OUTROS.

(1) DE ACORDO COM A TABELA DE CURSOS DE FORMAÇÃO DISPONÍVEL NO ANEXO II, CASO NÃO ESTEJA CADASTRADO, INFORMAR CÓDIGO 9999 OUTROS. ARQUIVO DA UNIDADE CENTRAL NOME DO ARQUIVO : SIGLA DA UF+UC+DATA E HORA DE ENVIO NO FORMATO AAAAMMDDHHMMSS EXEMPLO PARA ARQUIVO DO RIO DE JANEIRO : RJUC20080125190000.CSV UNIDADE CENTRAL NOME DA UNIDADE

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS

GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS GRADE CURRICULAR DO CURSO DE BACHARELADO EM BIOTECNOLOGIA CAMPUS DE ARARAS PERFIL 1 215090 Física para 1 04 220612 Tópicos em Matemática I 04 220663 Introdução a 04 220671 Fundamentos de Química 04 220680

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO DE AGRONOMIA

CURSO DE GRADUAÇÃO DE AGRONOMIA CURSO DE GRADUAÇÃO DE AGRONOMIA 1 o Período - GRADE CURRICULAR DO CURSO Citologia 5 Desenho Técnico 3 Física I 4 Matemática I 4 Morfologia Vegetal 5 Química Geral e Analítica 6 27 2 o Período - GRADE CURRICULAR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA CÂMPUS DE PARAUAPEBAS UFRA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA CÂMPUS DE PARAUAPEBAS UFRA CURSO DE GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA HORÁRIO 2º Período Eixo: Engenharia (TOPOGRAFIA) (ANATOMIA ANIMAL) (QUÍMICA ANALÍTICA) Eixo: Ciencias Exatas II (EXPERIMENTAÇÃO ZOOTECNICA) Prof. Cassio Eixo: Engenharia (INSTALAÇÕES E CONST. ZOOTECNICAS)

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ECONOMIA DOMÉSTICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 182 Optativos: 20. 1º Semestre

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : ECONOMIA DOMÉSTICA. CRÉDITOS Obrigatórios: 182 Optativos: 20. 1º Semestre Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:12:49 Curso : ECONOMIA

Leia mais

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º.

CURSO DE ZOOTECNIA CARACTERIZAÇÃO DOS DOCENTES 1º. 1º. Período Introdução ao Cálculo 60 Luciana Alvarenga Santos Graduação em Engenharia Civil, Mestrado em Estruturas de Concreto. Química Geral 60 Nayara Penoni Graduação em Química e Mestrado em Agroquímica.

Leia mais

GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA

GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA GERED - ARARANGUÁ PROVA DISCIPLINA PARA INSCRIÇÃO CÓDIGO HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA CONTABILIDADE CONTABILIDADE 433 Habilitado - Diploma e Histórico Escolar de Curso Superior em Ciências Contábeis, Administração,

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO

ESTRUTURA CURRICULAR CURSOS DE GRADUAÇÃO ADMINISTRAÇÃO PERÍODO DISCIPLINAS C.H. 1º Antropologia e Sociologia 60 Língua Portuguesa 60 Matemática Básica 60 Metodologia Científica 60 TGA I 60 2º Ciências da Religião 60 Instituições do Direito Público

Leia mais

A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES

A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES A EXO 2 - LISTA DE VAGAS - DOCE TES Campus Graduação na área de Artes Ministrar aulas em disciplinas relacionadas à área de Artes em geral. Desenvolver projetos e atividades extra-curriculares nas Artes

Leia mais

Matriz Curricular PRIMEIRO PERÍODO LETIVO

Matriz Curricular PRIMEIRO PERÍODO LETIVO Matriz Curricular PRIMEIR PERÍD LETIV CRÉDITS C/HRÁRI Introdução à Microinformática 1 X Botânica Geral 2 4 80 X Ecologia Geral 3 X Química Geral 4 4 80 X Introdução à Eng. grícola e mbiental 5 X Metodologia

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016

CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016 CLASSIFICAÇÃO FINAL PROGRAMA DE MONITORIA EDITAL Nº 001/2016 CLASSIFICAÇÃO UNIDADE CURSO DISCIPLINA 1 Guaíba Eng. da Computação Produção Textual 2 Guaíba Eng. da Computação Circuitos Elétricos I 3 Guaíba

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA COMISSÃO DE CONCURSOS PONTOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA COMISSÃO DE CONCURSOS PONTOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA COMISSÃO DE CONCURSOS PONTOS ÁREA I: Comunicação e Expressão 1. Processos da comunicação e elementos essenciais da comunicação. 2. Coesão, coerência, intertextualidade

Leia mais

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016

GRADE HORÁRIA 1º SEMESTRE DE 2016 1º PERÍODO # TURNO Noite # SALA # Nº DE ALUNOS Optativa PIN i: Matemática Empreendedorismo, Matemática I I criatividade e inovação I Matemática Optativa PIN i: Empreendedorismo, criatividade e inovação

Leia mais

Anexo 07. Demonstrativo da Despesa do Estado Discriminada a Nível de Programa

Anexo 07. Demonstrativo da Despesa do Estado Discriminada a Nível de Programa Anexo 07 Demonstrativo da Despesa do Estado Discriminada a Nível de Programa DEMONSTRATIVO DA DESPESA DO ESTADO DISCRIMINADA A NIVEL DE PROGRAMA ANEXO 07 DA LEI 4.320/64 FOLHA: 1 01 LEGISLATIVA 1.052.751,74

Leia mais

N. de Horas. 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração Formação Sem Legislação de Suporte

N. de Horas. 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração Formação Sem Legislação de Suporte Anexo II - Técnicos. Correspondência dos Cursos realizados no Entre Douro e Minho, entre 94 e 03, por área temática, tema do curso, duração, 1 Agricultura Biológica Agricultura Biológica 144 Média Duração

Leia mais

A formação profissional de engenharia UFRA. Prof. Sergio Pinheiro

A formação profissional de engenharia UFRA. Prof. Sergio Pinheiro A formação profissional de engenharia agronômica pela UFRA Prof. Sergio Pinheiro O Curso de Agronomia da UFRA Início: 1951 Escola de Agronomia da Amazônia (EAA) Criado pelo Decreto Lei nº. 8.290, de 05.12.1945.

Leia mais

CAPES/DPR/CDI PRODOC - RELAÇÃO DE PROJETOS ENCAMINHADOS NO EDITAL 2007 - PROJETOS RECOMENDADOS - RESULTADO FINAL

CAPES/DPR/CDI PRODOC - RELAÇÃO DE PROJETOS ENCAMINHADOS NO EDITAL 2007 - PROJETOS RECOMENDADOS - RESULTADO FINAL ADMINISTRAÇÃO UFMS ADMINISTRAÇÃO ADMINISTRAÇÃO UFSC ADMINISTRAÇÃO ANTROPOLOGIA UNB ANTROPOLOGIA ANTROPOLOGIA UNICAMP ANTROPOLOGIA SOCIAL ARTES / MÚSICA UFRGS ARTES VISUAIS ARTES / MÚSICA UDESC MÚSICA ARTES

Leia mais

CURRÍCULO DO CURSO DE AGRONOMIA

CURRÍCULO DO CURSO DE AGRONOMIA 48 CURSO DE AGRONOMIA COORDENADOR DO CURSO DE AGRONOMIA Valterley Soares Rocha vsrocha@ufv.br Catálogo de Graduação 2002 49 ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro-Agrônomo desempenhar as atividades profissionais

Leia mais

Curso Técnico em Agroecologia

Curso Técnico em Agroecologia Curso Técnico em Agroecologia Nível/Grau/Forma: Médio/Técnico/Integrado Vagas: 25 Turno: Integral Duração: 3 anos + estágio Perfil do Egresso O Técnico em Agroecologia deverá ser um profissional com formação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA ADMINISTRATIVA Comissão Permanente Organizadora de Concurso Público

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA ADMINISTRATIVA Comissão Permanente Organizadora de Concurso Público 1 VAGAS REMANESCENTES 0 CUIABÁ Atualizado em 11 de Agosto de 2009 Faculdade de Ciências Médicas Faculdade de Nutrição Instituto de Saúde Coletiva Arquitetura e Urbanismo Ciências Básicas em Saúde Alimentos

Leia mais

AGRONOMIA. COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br

AGRONOMIA. COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br AGRONOMIA COORDENADOR Moacil Alves de Souza moacil@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 65 Engenheiro Agrônomo ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrônomo desempenhar as atividades profissionais previstas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO E PESQUISA RESOLUÇÃO N.º 3.209, DE 7 DE OUTUBRO DE 2004 Homologa o Parecer n.º 036/04-CEG, que aprova a revogação da Resolução

Leia mais

Comunicado Edital 07/2013 IPIRANGA DO NORTE

Comunicado Edital 07/2013 IPIRANGA DO NORTE Comunicado Edital 07/2013 A Comissão de Seleção do PRONATEC Campus Sorriso, designada pelas Portarias nº 020/2013, nº 024/2013 e 026/2013 serve-se do presente para publicar o Resultado Preliminar de Análise

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MIGUEL MOFARREJ

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MIGUEL MOFARREJ CURSO: AGRONOMIA 1ª PROVA 07:20 HORAS 2ª PROVA 09:15 HORAS Classe: 1º TERMO MATUTINO Sala: 2ª C H A M A D A Matemática I Prof. Sidney Ferrari ICA Prof. Julio Guerreiro Comunicação e Expressão Profª. Patrícia

Leia mais

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br

ENGENHARIA FLORESTAL. COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br ENGENHARIA FLORESTAL COORDENADORA Angélica de Cássia Oliveira Carneiro cassiacarneiro@ufv.br 78 Currículos dos Cursos do CCA UFV Currículo do Curso de Engenharia Engenheiro ATUAÇÃO O Engenheiro estará

Leia mais

Pós-Graduação. Ampliação da abrangência da pós-graduação da UFMG, através de mudanças

Pós-Graduação. Ampliação da abrangência da pós-graduação da UFMG, através de mudanças Pós-Graduação Ampliação da abrangência da pós-graduação da UFMG, através de mudanças Na concepção do processo seletivo, de modo a ampliar a abrangência regional e nacional da pós-graduação; Número de Alunos

Leia mais

Considerando a Resolução Nº 39/99, do CONSEPE/UFPB, que sistematiza a elaboração e reformulação dos projetos pedagógicos; e

Considerando a Resolução Nº 39/99, do CONSEPE/UFPB, que sistematiza a elaboração e reformulação dos projetos pedagógicos; e SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE COLEGIADO PLENO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO CÂMARA SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO Nº 21/2007 Aprova a estrutura curricular do curso de graduação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Lins ENGENHARIA AGRONÔMICA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Lins ENGENHARIA AGRONÔMICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Lins ENGENHARIA AGRONÔMICA - Entrega do manual - Biblioteca - Aula inaugural - Aproveitamento de disciplinas - Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão -

Leia mais

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA

CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA MEMBROS DA CÂMARA DE ENSINO DO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS Sérgio Hermínio Brommonschenkel - Presidente Coordenadores de curso Agronomia (AGN) - Eveline Mantovani Alvarenga

Leia mais

Departamento: ENGENHARIA FLORESTAL

Departamento: ENGENHARIA FLORESTAL Departamento: ENGENHARIA FLORESTAL Nome do professor Disciplina que está credenciado Curso N do Parecer Data da Aprovação ADELAR MANTOVANI Incêndios Florestais Ecologia Básica Biologia da Conservação Portaria

Leia mais

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014

GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014 GRADE CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2014 Disciplinas em Seqüência Aconselhada Créditos Carga Per. Obrigatórias Aula Trab. Tot. Horária Ideal 0110113(5) Introdução à Engenharia Agronômica 2

Leia mais

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP

ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP Apresentação ENGENHARIA AGRONÔMICA - USP A Agronomia está intimamente ligada à produção de alimentos, sejam estes de origem animal ou vegetal. Compete ao Engenheiro Agrônomo produzir, conservar, transformar

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012

ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 ESTRUTURA CURRICULAR ENGENHARIA AGRONÔMICA ESALQ/USP 2012 Disciplinas em Seqüência Aconselhada Créditos Carga Per. Obrigatórias Aula Trab. Tot. Horária Ideal 0110113(5) Introdução à Engenharia Agronômica

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 028/2013, DE 07 DE FEVEREIRO DE 2013 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG

RESOLUÇÃO Nº 028/2013, DE 07 DE FEVEREIRO DE 2013 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG RESOLUÇÃO Nº 028/2013, DE 07 DE FEVEREIRO DE 2013 CONSELHO UNIVERSITÁRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL-MG O Conselho Universitário da UNIFAL-MG, no uso de suas atribuições regimentais e estatutárias,

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br

UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL. COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2014 231 ENGENHARIA CIVIL COORDENADOR Paulo Sérgio de Almeida Barbosa pbarbosa@ufv.br 232 Currículos dos Cursos do CCE UFV Engenheiro Civil ATUAÇÃO Ao Engenheiro Civil compete

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Educação Física

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM Curso de Educação Física MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSCA GRADE 1 Currículo Pleno aprovado pelo Conselho de Curso para o ano de 2010 1º SEMESTRE 1425-1 ANATOMIA HUMANA I 3 60 30 30 10555-2 CULTURA TEOLOGICA 2 40 40-10713-9

Leia mais

Tecnologia em Produção de Grãos

Tecnologia em Produção de Grãos Tecnologia em Produção de Grãos Nível/Grau: Superior/Tecnólogo Vagas: 30 Turno: Matutino Duração: 3 anos mais estágio (7 semestres) Perfil do Egresso O profissional estará capacitado para: Produzir grãos

Leia mais

Técnico Integrado ao Ensino Médio Campus

Técnico Integrado ao Ensino Médio Campus AGROPECUÁRIA 1º A Matutino Zootec. I / Setor Agri I/Zoo I - Pajara / Zootec. I / Setor Agri I/Zoo I - Pajara / Pajara Pajara Ginásio Ginásio Cooperat., Associat. e Extensão André R. Cooperat., Associat.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.637, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

ANEXO I DAS ÁREAS, DA QUANTIDADE DE VAGAS, DOS PERFIS PARA INVESTIDURA NO CARGO, DO REGIME DE TRABALHO E DAS LOCALIDADES DAS VAGAS

ANEXO I DAS ÁREAS, DA QUANTIDADE DE VAGAS, DOS PERFIS PARA INVESTIDURA NO CARGO, DO REGIME DE TRABALHO E DAS LOCALIDADES DAS VAGAS ANEXO I DAS ÁREAS, DA QUANTIDADE DE VAGAS, DOS PERFIS PARA INVESTIDURA NO CARGO, DO REGIME DE TRABALHO E DAS LOCALIDADES DAS VAGAS CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE CRUZEIRO DO SUL CENTRO DE EDUCAÇÃO E LETRAS CEL

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS DE CURITIBANOS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL Currículo 2014 Atualização 2015-1 BACHARELADO Curitibanos 2015 Campus Curitibanos

Leia mais

Forest Stewardship Council FSC Brasil

Forest Stewardship Council FSC Brasil São Paulo, 19 de dezembro de 2014. Edital de convocação Candidatura para Grupo Consultivo Nacional de Manejo Integrado de Pragas (GCNMIP) O Conselho Brasileiro de Manejo Florestal FSC Brasil, é uma organização

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 002/2005-COU/UNICENTRO Autoriza a realização de Teste Seletivo para admissão de Professor Colaborador e dá outras providências. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

Desafios de Formação Profissional na Pós Graduação RECURSOS HUMANOS PARA EMPREENDER. Prof. Dr. Paulo Marcelo Tavares Ribeiro SEBRAE/SP

Desafios de Formação Profissional na Pós Graduação RECURSOS HUMANOS PARA EMPREENDER. Prof. Dr. Paulo Marcelo Tavares Ribeiro SEBRAE/SP Desafios de Formação Profissional na Pós Graduação RECURSOS HUMANOS PARA EMPREENDER Prof. Dr. Paulo Marcelo Tavares Ribeiro SEBRAE/SP QUAIS RECURSOS HUMANOS SÃO NECESSÁRIOS NOS NEGÓCIOS BRASILEIROS? COMPETÊNCIAS

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br

Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br 88 Currículos dos Cursos do CCB UFV BIOQUÍMICA COORDENADORA DO CURSO BIOQUÍMICA Márcia Rogéria de Almeida marcia@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2002 89 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Bacharelado em Bioquímica

Leia mais

EDITAL Nº 24/2014/SED

EDITAL Nº 24/2014/SED ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO EDITAL Nº 24/2014/SED O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto no artigo 3º da Lei nº 456,

Leia mais

Relatório de versão curricular

Relatório de versão curricular UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS Configuração Curricular Relatório de versão curricular Curso: 24001 - ADMINISTRAÇÃO Versão curricular: N20131ICA Situação: Liberada Carga horária mínima para mudança

Leia mais

ANEXO II EDITAL 002/2015 - PROEX/IFMS DAS ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO

ANEXO II EDITAL 002/2015 - PROEX/IFMS DAS ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO ANEXO II EDITAL 002/2015 - PROEX/IFMS DAS ATRIBUIÇÕES DO ESTAGIÁRIO CÂMPUS AQUIDAUANA CURSO Informática Edificações ATRIBUIÇÕES - Prestar serviço de suporte na área de tecnologia da informação; - Prestar

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.854 DE 29 DE ABRIL DE 2009

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.854 DE 29 DE ABRIL DE 2009 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.854 DE 29 DE ABRIL DE 2009 Aprova o Projeto Político Pedagógico do Curso de Engenharia

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA (ESAS)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA (ESAS) INSTITUTO POLITÉCNICO DE SANTARÉM ESCOLA SUPERIOR AGRÁRIA (ESAS) Informação sobre os Cursos de Especialização Tecnológica (CET) O Curso de Especialização Tecnológica (CET) é uma formação pós-secundária

Leia mais

POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias

POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias POR UMA CIÊNCIA AGRONÔMICA: caminhos para a formação sistêmica nas ciências agrárias Aquiles Simões Universidade Federal do Pará COMPREENDER UMA REALIDADE AGRÁRIA EM SUA DIVERSIDADE, OS DIFERENTES MODOS

Leia mais

Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra

Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra Regulamento de creditação da formação anterior no Mestrado em Recursos Florestais da Escola Superio Agrária de Coimbra 1. Os alunos com o grau de licenciado (com planos de estudos de 5 anos) pelos cursos

Leia mais

LEVANTAMENTO DE INTERESSES DOS SERVIDORES DO IF FARROUPILHA EM PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO (PPG)

LEVANTAMENTO DE INTERESSES DOS SERVIDORES DO IF FARROUPILHA EM PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO (PPG) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA PRÓ-REITORIA REITORIA DE PESQUISA PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO Rua Esmeralda,

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Norte de Minas Gerais CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS DE TÉCNICO ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO EDITAL

Leia mais

RESULTADO PRELIMINAR - Edital FAPERGS 14/2013 - MESTRADO

RESULTADO PRELIMINAR - Edital FAPERGS 14/2013 - MESTRADO RESULTADO PRELIMINAR - Edital FAPERGS 14/2013 - MESTRADO IES PPG Concedidas Mestrado em Processos e Manifestações Culturais 3 Programa de Pós- Graduação em Qualidade Ambiental-Mestrado FEEVALE Acadêmico

Leia mais

GRADE CURRICULAR DO PRIMEIRO AO OITAVO SEMESTRES COM PRÉ-REQUISITOS E DEPARTAMENTOS RESPONSÁVEIS COMPONENTES CURRICULARES DO PRIMEIRO SEMESTRE

GRADE CURRICULAR DO PRIMEIRO AO OITAVO SEMESTRES COM PRÉ-REQUISITOS E DEPARTAMENTOS RESPONSÁVEIS COMPONENTES CURRICULARES DO PRIMEIRO SEMESTRE GRADE CURRICULAR DO PRIMEIRO AO OITAVO SEMESTRES COM PRÉ-REQUISITOS E DEPARTAMENTOS RESPONSÁVEIS COMPONENTES CURRICULARES DO PRIMEIRO SEMESTRE CÓDIGO/ NOME REQUISITO DEPARTAMENTO RESPONSÁVEL MED B 10 Medicina

Leia mais

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR

FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR FUNDAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR 10000003 CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA 10100008 MATEMÁTICA 10101004 ÁLGEBRA 10101012 CONJUNTOS 10101020 LÓGICA MATEMÁTICA 10101039 TEORIA

Leia mais

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal)

X (X-X): Total de Créditos (Carga Teórica semanal-carga Prática semanal) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Curso: Engenharia Agrícola e Ambiental Matriz Curricular 1 Período IB 157 Introdução à Biologia 4 (2-2) IT 103 Técnicas Computacionais em Engenharia 4 (2-2)

Leia mais

Portfólio Formal. Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS

Portfólio Formal. Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS Portfólio Formal Projetos e consultorias prestadas pela EMPRESA JÚNIOR DO CURSO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS APRESENTAÇÃO Uma Empresa Júnior é uma associação civil, sem fins lucrativos, constituída e

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA

DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA 06/ 05/ INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROCESSO SELETIVO DO º SEMESTRE 05 ANEXO II EDITAL Nº 8/05 DISTRIBUIÇÃO DE VAGAS PARA PROFESSOR E FORMAÇÃO NECESSÁRIA Técnico em Redes de Computadores

Leia mais

O currículo disponibiliza uma periodização sugerida em 10 períodos pois o regime acadêmico é o semestral (fluxo curricular anexo).

O currículo disponibiliza uma periodização sugerida em 10 períodos pois o regime acadêmico é o semestral (fluxo curricular anexo). 1 4 - Seu Curso 4.1 - Informações Específicas sobre o Curso O Curso de Agronomia da UFU foi criado em 1986. 4.1.1 - Objetios Tem como objetio preparar o futuro profissional a desempenhar suas responsabilidades,

Leia mais

PORTARIA N o 13 DE 29 DE JUNHO DE 2006 (publicada no DOU de 30/06/2006, seção I, página 280)

PORTARIA N o 13 DE 29 DE JUNHO DE 2006 (publicada no DOU de 30/06/2006, seção I, página 280) PORTARIA N o 13 DE 29 DE JUNHO DE 2006 (publicada no DOU de 30/06/2006, seção I, página 280) O SECRETÁRIO DE ORÇAMENTO FEDERAL, no uso de suas atribuições, tendo em vista a autorização constante do art.

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO. O IFFarroupilha, em seus cursos, prioriza a formação de profissionais que:

PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO. O IFFarroupilha, em seus cursos, prioriza a formação de profissionais que: PERFIL PROFISSIONAL DO EGRESSO O IFFarroupilha, em seus cursos, prioriza a formação de profissionais que: Tenham competência técnica e tecnológica em sua área de atuação; Sejam capazes de se inserir no

Leia mais

O Inova Agro é parte do Plano Inova Empresa

O Inova Agro é parte do Plano Inova Empresa O Inova Agro é parte do Plano Inova Empresa Orçamento de contratação 2013-14: R$ 32 bilhões............ Objetivos: Fomentar e apoiar planos de negócios de inovação, através do uso coordenado dos instrumentos

Leia mais

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO

FACULDADE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Credenciamento: Portaria Nº 3.494 de 24/11/2003 BACHARELADO EM NUTRIÇÃO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉ- REQUISITO CURRÍCULO PLENO 1º SEMESTRE DISCIPLINA T P CR PRÉREQUISITO Nutrição e Alimentação Humana 72 04 Anatomofisiologia Humana I T 54 04 Anatomofisiologia Humana I P Introdução à Saúde Coletiva 54 03 Histologia

Leia mais

ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO FCA 1º SEMESTRE ANO LETIVO 2013

ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO FCA 1º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 ENSALAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO FCA 1º SEMESTRE ANO LETIVO 2013 Legenda: ANFITEATRO - FCA Eixo1 Eixo2 Eixo1 Eixo2 15h10min-16h05min Eixo1 Eixo2 16h00min-16h55min Eixo1 Eixo2 ANFITEATRO 1 ENG. AGRÍCOLA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE ENGENHARIA FLORESTAL 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI Administração Superior Valéria Heloísa Kemp Reitora Sérgio Augusto

Leia mais