Área: A Universidade na Sociedade do Conhecimento. Aplicação da tecnologia de Workflow na modelagem e gestão do processo em educação a distância

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Área: A Universidade na Sociedade do Conhecimento. Aplicação da tecnologia de Workflow na modelagem e gestão do processo em educação a distância"

Transcrição

1 Área: A Universidade na Sociedade do Conhecimento Aplicação da tecnologia de Workflow na modelagem e gestão do processo em educação a distância Valeska Pivoto Patta Marcondes Germano de Souza Kienbaum Silene Fernandes Bicudo Resumo: O objetivo deste trabalho é apresentar a arquitetura modular de sistemas EAD tradicionais, conhecidos como Learning Management Systems (LMS), do qual o sistema TELEDUC é um exemplo, e mostrar que ela pode ser usada como base para o desenvolvimento de uma categoria de ambiente mais completa, conhecida como Learning Content Management System (LCMS), através da criação e integração de um módulo baseado na tecnologia de workflow, visando acrescentar-lhes funcionalidades para modelagem, execução e gestão automática de cursos. Palavras-chave: EAD, Tecnologia Educacional, Gestão de Processos, Workflow. Abstract: The objective of this work is to present the modular architecture of traditional distance education systems, known as Learning Management System (LMS), such as the one existing in the TELEDUC system, and to show that it can be used for the development of a more complete category of distance education environment, known as Learning Content Management Systems (LCMS), by means of the creation and integration of a module based on workflow technology, complementing them with functionalities for modeling, executing and managing the educational content of courses. Key words: Distance Education, Educational Technology, BPM, Workflow. Introdução Muitos sistemas para EAD tradicionais foram projetados durante os anos 80 e 90, tendo sido concebidos originalmente para atuar como Sistemas de Gestão de Aprendizagem (Learning Management Systems LMS), direcionados principalmente para a oferta da grade de cursos e para o apoio ao gerenciamento do processo administrativo de instituições de ensino (Greenberg, 2002). Vários destes sitemas tradicionais são ainda hoje muito difundidos e bastante utilizados, mas eles não dispõem de funcionalidades próprias para a

2 elaboração do material didático, nem para a execução automática ou gestão dos cursos a serem ministrados na Internet com o seu apoio. Apenas mais recentemente funcionalidades deste tipo passaram a fazer parte do projeto de sistemas para EAD, que na literatura passaram a ser genericamente conhecidos como Learning Content Management Systems (LCMS). Estes sistemas são projetados para permitir que os especialistas na matéria, com pouco conhecimento tecnológico projetem, elaborem, disponibilizem e meçam rapidamente os resultados da aplicação de cursos via web, a partir de avaliações imediatas e relatórios do aproveitamento de cada aluno (Greenberg, 2002; Robbins, 2002). As funcionalidades necessárias a este tipo de modelagem e gerenciamento de processos aparecem geralmente associadas na literatura ao desenvolvimento de sistemas para gerência de processos, denominados Business Process Management Systems (BPMS). Trabalhos na área de EAD, entretanto, têm demonstrado a viabilidade de se utilizar esse tipo de abordagem para a modelagem e a gestão do processo para elaboração de cursos que podem ou não vir a ser aplicados pela via web, como pode ser visto em (Sizilio e Edelweiss, 2005) e (Rada, 2005). Um trabalho recente dos próprios autores (Kienbaum, Bicudo e Marcondes, 2006) adota uma abordagem deste tipo para a adição de um módulo para modelagem, execução automática e gestão do conteúdo dos cursos para o sistema de educação a distância Teleduc (Rocha, 2002), que se constitui em um sistema para EAD do tipo LMS com configuração modular, construída a partir de um conjunto de ferramentas de apoio ao trabalho cooperativo na Internet. O Teleduc originalmente não dispunha das funcionalidades mencionadas, e estas lhe foram acrescentadas pelo desenvolvimento de um módulo complementar, utilizando o sistema para simulação baseado em workflow denominado SIMPROCESS. O presente trabalho dá continuidade à pesquisa acima, formulando uma proposta para a criação de um módulo para modelagem e gestão de conteúdo de cursos baseado em código livre para ser integrado com o ambiente para educação à distância TELEDUC, em substituição ao protótipo anterior, desenvolvido com o uso do sistema proprietário SIMPROCESS (CACI, 2004). O presente trabalho tem como principais objetivos: (1) apresentar a arquitetura com a configuração modular de sistemas para EAD do tipo LMS, baseada em um conjunto de ferramentas de trabalho cooperativo na Internet, da qual o sistema EAD TELEDUC é um exemplo; (2) propor a criação de um módulo complementar para modelagem, execução automática e gestão do conteúdo de cursos baseado em código livre para ser acrescentado ao ambiente de ensino a distância TELEDUC, visando atender os requisitos para transformá-lo em um sistemas do tipo LCMS; 2

3 O conteúdo deste artigo está estruturado de acordo com os seguintes tópicos: esta introdução, uma fundamentação teórica sobre workflow e sua aplicação à tecnologia educacional; a arquitetura e os requisitos gerais para desenvolvimento de ambientes do tipo LCMS a partir de LMS modulares; um histórico da pesquisa realizada pelo grupo NEMESIS sobre o assunto; a nova proposta de um módulo para modelagem e gestão de conteúdo, para ser implementada na forma de dissertação de mestrado; e suas conclusões, contendo um resumo dos principais aspectos abordados. 1 Fundamentação Teórica A Worflow Management Coalition (1997) define os conceitos fundamentais para que se possa operar com modelos genéricos de processos de forma sistemática utilizando-se a web: Um processo empresarial consiste de um conjunto de procedimentos ou atividades interligadas, que coletivamente realizam um objetivo ou política de uma empresa, dentro do contexto de sua estrutura organizacional, definindo papéis e relacionamentos para seus componentes. Workflow é a automatização de um processo empresarial, no seu todo ou em partes, durante o qual documentos, informações, ou tarefas são passadas de um participante para outro para tomada de ação, de acordo com um conjunto de regras procedimentais. Um sistema de gerenciamento de workflow é um aplicativo computacional para definir, criar e gerenciar a execução de um modelo de workflow, utilizando uma ou mais máquinas de workflow (workflow engines), capazes de interpretar a definição do processo e interagir com seus participantes. A gestão de processos em sua forma tradicional é baseada na tecnologia de workflow e ela é muito utilizada na reengenharia e automação de processos empresariais e de informação em uma organização (GEORGAKOPOULOS e AMIT, 1995). Esta tecnologia é também utilizada na área educacional e sua utilização de uma forma tradicional é ilustrada de maneira simplificada na Figura 1. 3

4 Introdução Or Tema 1 Tema 2 Tema N Or Sub Tema 2.1 Or Sub Tema 1.1 Sub Tema 1.2 Sub Tema 1.N Or Sub Tema N.1 Sub Tema N.2 Laboratório Leitura Extra Laboratório And And And Exercícios Exercícios Exercícios And Avaliação Figura 1 Workflow de um curso genérico A utilização de workflow na área de educação é feita já há algum tempo para a modelagem e estruturação do processo descritivo de um curso, envolvendo a especificação das atividades e do conteúdo do seu material didático, bem como o sequenciamento e os agentes responsáveis pela execução das mesmas. A Figura 1 apresenta a estrutura de atividades e do material didático para um curso genérico modelado utilizando os diagramas de workflow. Um exemplo de um trabalho desta área para auxiliar a autoria e a execução de conteúdos didáticos, é apresentado em SIZILIO e EDELWEISS (2000). Os pontos de separação mostrados na Figura 1 são dois tipos: And-Split e Or-Split. O And-Split é um ponto de controle onde o caminho de execução das atividades separa-se 4

5 em duas ou mais linhas com atividades executando em paralelo. O Or-Split irá possibilitar que apenas um dos caminhos de atividades paralelas seja executado. O retorno dessas atividades paralelas se dará através de pontos de controle de And-Join e Or-Join. Nos diagramas de workflow os processos são modelados interligando-se um conjunto de atividades coordenadas, paralelas e/ou seqüenciais, necessárias para atingir um objetivo. As atividades são representadas por retângulos e, nos pontos onde houver atividades em caminhos paralelos, utiliza-se um círculo indicando a separação ou o retorno de execução de atividades paralelas. As atividades e os círculos são unidos através de linhas direcionadas. 2 Arquitetura e Requisitos para Ambientes Modulares LCMS Em primeiro lugar, é importante ressaltar que em ambiente de e-learning existem pelo menos dois tipos de usuários com perfis e objetivos bem diferentes. Portanto, o ambiente deve ter duas interfaces com características bem distintas para contemplar os dois tipos de usuários. A primeira delas destinada ao professor, interessado na criação e gerenciamento do curso (rede de atividades e roteiros projetados) e a segunda destinada aos alunos, para permitir a correta navegação do conteúdo e o acompanhamento por parte do professor do que eles estão realizando, permitindo a coleta de estatísticas e a eventual interferência do professor, caso desejado. O professor estrutura e constrói seu curso de acordo com uma certa rede de atividades utilizando a técnica de workflow, prevendo a existência de roteiros alternativos, seja em função do perfil de conhecimento prévio dos alunos ou de seu desempenho durante o curso. Além disto, dentro das múltiplas alternativas disponibilizadas, os usuários alunos descreverão um percurso personalizado através da matéria, em função de suas características pessoais, de avaliações realizadas durante o curso ou de redirecionamentos determinados pelo professor em razão do monitoramento do progresso dos mesmos. A arquitetura modular deste tipo de sistema, destacando os papéis das interfaces do usuário professor e do usuário aluno estão retratados na Figura 2, obtida em (Kienbaum, Bicudo e Marcondes, 2006) e ela é base para a proposta do módulo de modelagem e gestão do conteúdo apresentada no item 7. 5

6 USUÁRIO ALUNO SISTEMA DE GESTÃO DE APRENDIZADO (LMS) Painéis de Controle para Gerenciamento do LMS Interface amigável que gerencia toda interação do ALUNO com a base educacional e de comunicação da organização SISTEMA DE GESTÃO DO CONTEÚDO EDUCACIONAL (LCMS) Utilização da ferramenta SIMPROCESS Módulo para Navegação Personalizada e Monitoramento dos Alunos pelo Professor através de uma Ferramenta para Simulação de Sistemas Geração de um arquivo XPDL e conversão para modelo gráfico navegável dentro do TELEDUC Roteiro Executado pelos Alunos Características dos Alunos Páginas personalizadas de acordo com as características do aluno Domínio do Curso Roteiro Projetado pelo Professor Páginas Dinâmicas Objetos de Aprendizagem Utilização da ferramenta SIMPROCESS Módulo para Construção do Conteúdo e Elaboração Gráfica de Roteiros para o Curso Através de uma Ferramenta para Simulação de Sistemas Interface amigável que gerencia a interação do PROFESSOR com toda base educacional e de comunicação da organização USUÁRIO PROFESSOR Figura 2 Arquitetura Modular de ambientes LCMS (Kienbaum, Bicudo e Marcondes, 2006) Segundo ROBBINS (2002), entretanto, um bom LCMS deve ser uma plataforma que vai além de uma simples ferramenta de autoria, armazenamento e disponibilização de conteúdo. De uma forma geral ele deve abranger ainda as seguintes características gerais: a) Ferramenta de fácil uso para a criação de conteúdo - Uma das principais vantagens dos LCMS é não necessitar que seus usuários sejam especialistas em programação para Internet quando constroem conteúdo. Portanto, o ponto forte dos LCMS é oferecer uma ferramenta de autoria fácil de usar, com autorias automatizadas, incluindo What You See Is What You Get (WYSIWYG), eliminando a necessidade de conhecer a fundo linguagens como HTML. b) Projeto e disponibilização de cursos flexíveis - Toda organização possui um conteúdo único para atender suas necessidades, possui metodologias de treinamento diferenciadas, diferentes tipos de sofisticação e projeto instrucional. Um LCMS poderia habilitar tais flexibilidades, fazendo o sistema se adequar às necessidades de cada organização baseando-se em padrões existentes. 6

7 c) Suporte ao reuso - Um LCMS deve empregar e armazenar objetos de aprendizagem, possibilitando o reuso dos mesmos e conseqüentemente reduzindo esforços de produção de conteúdo, evitando principalmente dados redundantes. d) Aplicativos administrativos - Os LCMS devem ser constituídos por ferramentas administrativas que permitem um rápido gerenciamento de todos os processos envolvidos, como, controle de inscrições, progresso do aprendizado, freqüência, tempo de acesso, trajetória, entre outras. e) Ferramenta para avaliação - Um LCMS deve analisar o conhecimento inicial do aluno e também avaliar o conhecimento adquirido durante a execução do curso via web. Ferramentas para gerenciamento do aprendizado e relatórios para analise deste gerenciamento deverão ser disponibilizadas para que o aprendizado seja avaliado. O sistema poderá ter avaliações em diferentes níveis e formatos. f) Interface com LMS - Os LCMS devem ter uma interface direta com o LMS para que todo processo de gerenciamento administrativo e o processo de aprendizagem sejam monitorados. Estas plataformas poderão ser integradas através do XML e padronizadas de acordo com padrões do mercado como, por exemplo, o SCORM (Sharable Courseware Object Reference Model). g) Funções de comunicação e colaborativas - Um sistema para ensino via Internet é mais eficiente quando o aluno pode interagir com a tecnologia, com outros alunos e com o tutor. Os processos de comunicação e colaboração poderão ser feitos de forma síncrona ou assíncrona. É com base nesta lista de requisitos que é formulada a proposta para criação de um módulo autônomo para modelagem e gestão do conteúdo de cursos, capaz de ser incorporado a um sistema tradicional LMS modular e prover as funcionalidades do tipo LCMS nele faltantes. 3 Histórico da Pesquisa Um primeiro protótipo de um módulo para modelagem e gestão do conteúdo didático de cursos a serem disponibilizados com o TELEDUC no molde proposto neste artigo foi implementado em (Bicudo, 2006). As principais funcionalidades disponíveis no protótipo existente são a existência de uma interface gráfica amigável e integrada diretamente com o LMS para a modelagem de cursos, proporcionada pelo SIMPROCESS, e a disponibilização de ferramentas administrativas para comunicação e colaboração e de ferramentas para avaliação da aprendizagem, disponíveis a partir do Teleduc. Detalhes da implementação deste protótipo são revistos a seguir, para situar a presente proposta no contexto mais amplo das pesquisas que vêm sendo realizadas pelo grupo NEMESIS sobre o assunto. 7

8 3.1 Interface do Usuário A Figura 3 retrata a interface do ambiente na sua forma atual. Figura 3 Interface atual do ambiente retratando o curso CAP-259 Na Figura 3 vê-se a tela principal do TELEDUC com a página correspondente à agenda contendo o modelo gráfico do Curso CAP-259 Simulação de Sistemas do programa de pós-graduação do INPE (CAP/INPE), que é percorrida a partir do nó raiz mostrado na tela. Este modelo de curso foi criado utilizando-se o sistema de simulação SIMPROCESS, que é um aplicativo que utiliza a tecnologia de workflow, e que foi parcialmente integrado com o ambiente TELEDUC para fins de demonstração da metodologia proposta no trabalho de (Bicudo, 2006). 3.2 Estudo de Caso Realizado com o Curso CAP-259 A organização do curso e a disponibilização do seu material didático através do sistema TELEDUC ficou bastante facilitada em conseqüência da adoção do processo de construção do conteúdo por meio da interface do SIMPROCESS. 8

9 O modelo visual do curso construído no simulador foi automaticamente transformado em páginas HTML estruturadas utilizando-se uma funcionalidade disponível no sistema de simulação SIMPROCESS (exportar documentação em formato HTML). O modelo gráfico do curso assim exportado foi carregado no TELEDUC no local destinado à Agenda, o que proporcionou uma visão geral do conteúdo do curso. Um conjunto completo de agendas semanais fica definido desde o início e estas ficam associadas a seus respectivos componentes, em lugar de se ter uma agenda semanal única baseada em uma página de texto, que necessita ser atualizada a cada semana, conforme a utilização anterior do sistema. A descrição das atividades ficou também bastante facilitada para o professor, pois ela passou a requerer apenas a inclusão de um texto explicativo para orientar os alunos sobre a melhor forma de utilização dos arquivos já organizados na forma de árvore com todo o material didático do curso. Para maior facilidade do processo de criação da árvore de atividades a partir do modelo gráfico do curso, uma ferramenta automática destinada à esta conversão já se encontrava projetada, embora ela ainda não estivesse disponível no momento da criação do curso CAP259 para o ano de Atendimento dos Requisitos e Limitações do Ambiente O ambiente Gerente de Cursos na Web, constituído basicamente pela integração dos sistemas TELEDUC e SIMPROCESS, ainda não havia sido completamente implementado por ocasião da conclusão do trabalho de (Bicudo, 2006). Com relação aos requisitos citados no item 4 o ambiente formado pelo TELEDUC como plataforma principal e pelo editor gráfico de conteúdo utilizado o SIMPROCESS, o ambiente já atendia, ainda que em alguns casos parcialmente, às funcionalidades básicas citadas nos itens a, b, d, e, f (sem a padronização SCORM) e g. A funcionalidade descrita em c não era atendida. As principais limitações observadas foram as seguintes: O ambiente ainda não havia operacionalizado os mecanismos de monitoramento das atividades e gestão do processo educacional, conforme o andamento das pesquisas no momento da conclusão do trabalho (Bicudo, 2006). A disponibilização de documentação, tanto no TELEDUC como no SIMPROCESS, enfrentava no entanto algumas restrições: no caso do TELEDUC, havia uma limitação do tamanho máximo do arquivo para upload; no caso do SIMPROCESS, estes arquivos precisavam estar na própria estação de trabalho na qual o SIMPROCESS estava instalado, e mesmo assim eles só ficavam visíveis na execução dos modelos e não na documentação exportada em HTML, porque estes arquivos não eram transferidos para o servidor no momento em que o modelo do curso era transportado para a agenda do Teleduc, ficando disponível apenas na máquina local em que o SIMPROCESS estava instalado. 9

10 Outra limitação se referia à necessidade de complementação da interface do professor, que tinha sua viabilidade dependente da operacionalização das potencialidades existentes no módulo Dispatcher, para permitir que o modelo do processo fosse executado na forma de um aplicativo autônomo no servidor. Estas limitações do ambiente e a experiência com ele adquirida motivaram o projeto de um novo módulo para modelagem e gestão de conteúdo, visando substituir o sistema de simulação SIMPROCESS por um outro aplicativo baseado na tecnologia de workflow de código livre, em busca de uma melhor integração e da inclusão de novas funcionalidades em versões futuras do ambiente. 4 A Nova Proposta de um Módulo para Modelagem e Gestão Usando Código Livre A versão anterior do protótipo existente do sistema apresenta limitações, conforme relatado acima, e estas vêm apresentando dificuldades para sua solução pelo fato do ambiente ter sido elaborado a partir de um aplicativo de workflow do tipo proprietário. Além disto, ele não corresponde ao anseio de permitir sua utilização de forma livre, por isto uma nova proposta foi formulada, tendo como objetivo substituir o uso da ferramenta SIMPROCESS por um aplicativo de Workflow de código livre, de forma a criar um ambiente LCMS integrado, completo e destinado a utilização por toda a comunidade de usuários do sistema Teleduc. A experiência obtida com o desenvolvimento do protótipo anterior, entretanto, revelou-se de grande importância e permitiu identificar a necessidade de se preservar algumas características consideradas essenciais a este tipo de ambiente, a saber: A capacidade de modelagem gráfica e hierárquica do curso, através de uma interface gráfica amigável para estruturação e construção do seu conteúdo didático. A aplicação de tecnologias que facilitem e agilizem esta parte do processo é de extrema importância para os educadores, pois elas permitem ao professor organizar o seu material didático e evitam a necessidade de que ele seja um especialista em informática e domine ferramentas para a edição e publicação de páginas na Internet. Um outro aspecto de grande relevância contido no protótipo anteriormente desenvolvido e que necessita ser preservado no novo projeto diz respeito à criação de roteiros pelos professores para orientar a navegação do conteúdo pelos alunos, que permitam grande flexibilidade, e até mesmo sua adaptabilidade, de acordo com os diferentes perfis de usuários, e que proporcionem ao mesmo tempo os controles necessários para o monitoramento das atividades realizadas e o adequado gerenciamento do processo educacional. Estas funcionalidades necessitam ser preservadas e encapsuladas em um módulo para modelagem e execução de processos que possa ser utilizado como um serviço, 10

11 atuando como um núcleo autônomo, e que seja passível também de ser integrado com a interface de sistemas de gerenciamento educacional on-line LMS tradicionais do tipo existente no sistema Teleduc. O novo módulo proposto, responsável pela gestão do conteúdo durante a realização do curso ou pelo seu monitoramento em tempo real, está sendo projetado para ser implementado a partir das funcionalidades existentes nos próprios aplicativos de workflow baseados em código livre utilizados na área de modelagem e automatização de processos. Elas serão utilizada pelo usuário professor para construir e executar modelos de cursos que são armazenados no servidor e instanciados para execução na forma de um serviço. O modelo como um serviço, executado no servidor de rede, possui dados de entrada e de saída formados pelos resultados das operações nele executadas, que passam a ser escritas/acessadas através de sistemas clientes remotos, como a interface do próprio TELEDUC, utilizando-se banco de dados e/ou chamadas feitas com base em protocolos apropriados para o interfaceamento dos sistemas. O desenvolvimento do núcleo do sistema, baseado no uso do aplicativo de workflow, deve levar em conta ainda aspectos de personalização/adaptabilidade e permite o monitoramento em tempo real de toda a interação dos estudantes com o ambiente e a interferência do professor, caso desejado. A avaliação dos alunos e a coleta de estatísticas pelo sistema para determinar melhores estratégias de aprendizagem também são parte de sua concepção geral. 5 Estágio atual da pesquisa Foi desenvolvido um protótipo utilizando a ferramenta OSWorkflow que é uma máquina de workflow livre, de código aberto, baseado em Java. OSWorkflow pode ser considerado como uma forma de implementação em baixo-nível de sistemas de gerência de workflow. O protótipo se compõe da máquina de workflow e de uma interface cliente por meio da qual os usuários interagem com o modelo de processo em execução. 5.1 Modelagem Foi modelado um curso fictício, com as seguintes regras de negócio: O aluno sempre deverá ser avaliado antes de cursar um módulo; Caso ele obtenha uma nota satisfatória, ele não precisará cursá-lo e deverá ser direcionado para a avaliação do próximo módulo, caso exista; 11

12 Caso a aluno não obtenha uma nota satisfatória em uma avaliação de um módulo, ele deverá ser direcionado a cursar o módulo correspondente; Após cursar um módulo, o aluno deverá repetir a avaliação do mesmo e ficará nesse ciclo até que consiga atingir uma nota satisfatória; A Figura 4 ilustra o modelo do curso criado com o editor gráfico Workflow Designer: Figura 4- Modelo do curso 5.2 Resultados do estudo de caso O modelo implementado permitiu testar alguns aspectos de interesse para a gestão automatizada de cursos, tais como: A criação de modelos utilizando interface gráfica; A criação de roteiros alternativos para execução do curso; A persistência das informações por meio do uso de banco de dados; A utilização da máquina de workflow como mecanismo de execução automática do processo; Os próximos passos visam à integração da máquina de workflow com a interface do sistema Teleduc de forma a tornar o conjunto mais amigável e acrescentar-lhe funcionalidades visando sua transformação em um sistema LCMS completo, conforme a descrição de requisitos fornecida. 6 Conclusões O Teleduc se constitui em um ambiente para EAD de configuração tradicional que utiliza uma arquitetura modular, formada pela agregação de diversas ferramentas para o 12

13 trabalho colaborativo na Internet, típica de sistemas para EAD concebidos para atuar como Sistemas de Gestão de Aprendizagem (Learning Management Systems LMS). Os sistemas para EAD atuais são concebidos para atuar como ambientes mais completos, possuindo funcionalidades extras capazes de auxiliar nos procedimentos de elaboração de cursos e monitoramento do processo de ensino/ aprendizagem, e são conhecidos como Sistemas para Gestão do Conteúdo de Aprendizagem (LCMS Learning Content Management Systems). A tecnologia de workflow, geralmente associadas na literatura ao desenvolvimento de sistemas para gerência de processos, pode ser utilizada para o desenvolvimento de funcionalidades adicionais para serem encapsuladas em um módulo a ser integrado com ambientes modulares do tipo LMS, visando transformá-los em ambientes mais completos conhecidos do tipo LCMS. Este trabalho descreve a arquitetura modular de sistemas EAD do tipo LMS tradicionais que utilizam a Internet como seu veículo de interação, arquitetura esta que permite a evolução gradual destes sistemas para o tipo LCMS, bem como os fundamentos da tecnologia de workflow com a qual módulos complementares para modelagem e gestão de counteúdo de cursos podem ser desenvolvidos. A viabilidade da utilização da metodologia de integração proposta ficou demonstrada no trabalho anterior de (Kienbaum, Bicudo e Marcondes, 2006), pela utilização do ambiente TELEDUC e do sistema de simulação SIMPROCESS como plataformas para implementação do ambiente EAD com as características desejadas. O protótipo anterior do sistema já se encontra parcialmente desenvolvido e está sendo utilizado pelo professor e por seus alunos, como ferramenta de apoio no Curso CAP-259 do programa de pósgraduação do INPE, mas o sistema apresenta limitações e o aplicativo de workflow se constitui em um sistema proprietário, o que dificulta a continuidade da pesquisa na forma como ela vinha sendo realizada. A continuação da pesquisa anterior de acordo com as diretrizes deste trabalho visa a substituição do módulo para modelagem e gestão do conteúdo criado com o uso do aplicativo SIMPROCESS por um protótipo baseado em workflow de código livre, denominado OSWorkflow. A utilização de código livre parte da premissa que a utilização deste tipo de sistema permitirá a completa exploração e até mesmo a expansão das funcionalidades disponíveis neste tipo de aplicativo, visando superar algumas dificuldades enfrentadas com a implementação do primeiro protótipo do ambiente. Como benefícios diretos da continuidade do desenvolvimento do módulo de modelagem e gestão do conteúdo proposto são esperados o monitoramento em tempo real dos cursos, a análise estatísticas dos dados coletados durante a realização dos mesmos e o 13

14 aperfeiçoamento do processo ensino-aprendizagem através de uma melhor gestão do conteúdo educacional do ponto de vista do educador. O protótipo está sendo desenvolvido visando sua difusão e utilização pela comunidade de usários do Teleduc e o progresso da pesquisa será objeto de novas publicações, à medida que os resultados forem alcançados. 7 - Referências Bibliográficas BICUDO, S. F. Uma Abordagem Integrada para Educação A Distância Usando Gestão de Processos e Simulação de Sistemas. Tese de Doutorado do Curso de Pós- Graduação em Computação Aplicada CAP/INPE. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE. São José dos Campos, CACI PRODUCTS COMPANY (CACI). Simprocess User s Manual - Release 4.0. GEORGAKOPOULOS, D., AMIT, S. An Overview of Workflow Management: From Process Modeling to Workflow Automation Infrastructure. Disponível em: <http://citeseer.ist.psu.edu/georgakopoulos95overview.html>. Acesso em: 17 fev GREENBERG, L. LMS and LCMS: What s the Difference? Disponível em: <http://www.learningcircuits.org/2002/dec2002/greenberg.html>. Acesso em: 03 mar RADA, R. Workflow Management in Virtual Education. Disponível em: <http://www.enable.evitech.fi/enable99/papers/rada/rada.html>. Acesso em: 14 out ROBBINS, S. R. The Evolution of the Learning Content Management System. Disponível em: <http://www.learningcircuits.org/2002/apr2002/robbins.html>. Acesso em: 09 mar ROCHA, H. C., et al. Projeto TelEduc: Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologia para Educação a Distância. In: IX CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA ABED, 2002, São Paulo. Anais... São Paulo, CR-ROM. SIZILIO, G. R.M. A; EDELWEISS, N. Técnicas de Modelagem de Workflow Aplicadas à Autoria e Execução de Cursos de Ensino à Distância. Porto Alegre, Disponível em: <http://www.inf.ufrgs.br/~nina/dissertacao/glauciasizilio.pdf>. Acesso em: 10 mai

15 TRAVASSOS, P. R. N. Uma Abordagem Integrada para Gestão e Simulação de Processos e sua Aplicação à Gerência de Projetos. Tese de Doutorado do Curso de Pós- Graduação em Computação Aplicada CAP/INPE. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais INPE. São José dos Campos, WORKFLOW MANAGEMENT COALITION (WfMC). The Workflow Reference Model. Disponível em: <http://www.wfmc.org/>. Acesso em: 27 jan KIENBAUM, G.S.; BICUDO, S.F.; MARCONDES, V. P. P. Construçao e Gestão de Conteúdo Educacional Usando Gestão de Processos e Simulação de Sistemas. In: CICLO DE PALESTRAS SOBRE NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO, 2006, Porto Alegre. Anais do VII Cilco de Palestras sobre Novas Tecnologias na Educação. Porto Alegre, CINTED UFRGS, V.1. pp OSWorkflow (OpenSymphony).Disponível em: <http://www.opensymphony.com/osworkflow/>. Acesso em: 01 fev

Construção e Gestão de Conteúdo para EAD Usando Gestão de Processos e Simulação

Construção e Gestão de Conteúdo para EAD Usando Gestão de Processos e Simulação Construção e Gestão de Conteúdo para ED Usando Gestão de Processos e Simulação Germano de Souza Kienbaum, PhD LC/INPE, SJC Silene Fernandes Bicudo, Profª Drª UNIVP, SJC Valeska Pivoto Patta Marcondes INTEL,

Leia mais

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3

Janine Garcia 1 ; Adamo Dal Berto 2 ; Marli Fátima Vick Vieira 3 ENSINO A DISTÂNCIA: UMA ANÁLISE DO MOODLE COMO INSTRUMENTO NO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM DO ENSINO MÉDIO E SUPERIOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE (IFC) - CÂMPUS ARAQUARI

Leia mais

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação.

NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. NanowareCyber: Nosso negócio é sua formação. PLATAFORMA AcademiaWeb Sistema de gerenciamento de escola virtual com gestão de conteúdo, transmissão de web-aula ao vivo e interação online com os participantes.

Leia mais

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013)

Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Utilização do Ambiente virtual de aprendizagem TelEduc para a aprendizagem de línguas estrangeiras Girlene Medeiros (2013) Questionamentos que devem ser enfrentados 1. Como você descreveria esse ambiente

Leia mais

Workflow Genético para Planejamento e Gerenciamento de Currículo em EAD

Workflow Genético para Planejamento e Gerenciamento de Currículo em EAD Workflow Genético para Planejamento e Gerenciamento de Currículo em EAD Autor: Robson da Silva Lopes 1, Orientadora: Prof a. Dr a. Márcia Aparecida Fernandes 1 1 Programa de Pós-Graduação em Ciência da

Leia mais

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros

Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros Panorama da educação a distância na formação dos magistrados brasileiros 7 e 8 de maio de 2015 Encontro de integração das Escolas da Magistratura Tema: Potencialidades e Desafios do Moodle um ambiente

Leia mais

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL

O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL O PAPEL DO TUTOR A DISTÂNCIA NO ENSINO DE INFORMÁTICA: A EXPERIÊNCIA DO CURSO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET UAB/IFSUL Pelotas RS Maio 2010 Letícia Marques Vargas IFSul le.mvargas@gmail.com Gabriela

Leia mais

5 Framework para coordenação e mediação de Web Services para ambientes de aprendizado à distância

5 Framework para coordenação e mediação de Web Services para ambientes de aprendizado à distância 5 Framework para coordenação e mediação de Web Services para ambientes de aprendizado à distância O capítulo anterior apresentou uma discussão sobre a inclusão dos chamados learning services no processo

Leia mais

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4

EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 1 EDUCAÇÃO EXECUTIVA PARA O MERCADO FINANCEIRO MAIO / 2005 108-TC-B4 NADINE WASSMER TREINA E-LEARNING treina@treina.com.br ROSANA GOMES CONTEÚDOS E HABILIDADES EDUCAÇÃO CORPORATIVA DESCRIÇÃO DE PROJETO

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA DE WORKFLOW EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM

A UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA DE WORKFLOW EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM INPE-15569-TDI/1427 A UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA DE WORKFLOW EM AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM PARA APOIO À EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Valeska Pivoto Patta Marcondes Dissertação de Mestrado do Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Módulo 1. Introdução. 1.1 O que é EAD?

Módulo 1. Introdução. 1.1 O que é EAD? Módulo 1. Introdução Cada vez mais o mundo social e do trabalho necessitam de sujeitos capazes de fazer a diferença através de suas ações e atitudes. A utilização do ambiente virtual, como meio de interação

Leia mais

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3

DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS. Maio/2005 216-TC-C3 1 DESENVOLVENDO HABILIDADES E CONSTRUINDO CONHECIMENTOS NO AMBIENTE VIRTUAL CYBERNAUTAS Maio/2005 216-TC-C3 José Antonio Gameiro Salles UNISUAM / CCET / Desenv. de Softwares & UNISUAM/LAPEAD - antoniosalles@gmail.com

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo Parte 1 QUALIDADE DE SOFTWARE PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: INSTITUIÇÃO: IFRS CAMPUS BENTO GONÇALVES CNPJ: 94728821000192 ENDEREÇO: Avenida Osvaldo Aranha, 540. Bairro Juventude. CEP: 95700-000 TELEFONE: (0xx54) 34553200 FAX: (0xx54) 34553246 Curso de Educação

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina

Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Programação para Internet Rica 1 Aula 2: RIA - Aplicações Ricas para Internet Fonte: Plano de Aula Oficial da Disciplina Objetivo: Identificar as principais características de uma Aplicação Internet Rica.

Leia mais

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE

CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE CAPITULO 4 A ARQUITETURA LÓGICA PARA O AMBIENTE A proposta para o ambiente apresentada neste trabalho é baseada no conjunto de requisitos levantados no capítulo anterior. Este levantamento, sugere uma

Leia mais

Roteiro 2 Conceitos Gerais

Roteiro 2 Conceitos Gerais Roteiro 2 Conceitos Gerais Objetivos: UC Projeto de Banco de Dados Explorar conceitos gerais de bancos de dados; o Arquitetura de bancos de dados: esquemas, categorias de modelos de dados, linguagens e

Leia mais

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar

1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário. Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar 1 Fórum de Educação a Distância do Poder Judiciário Gestão de Projetos de EAD Conceber, Desenvolver e Entregar Prof. Dr. Stavros Panagiotis Xanthopoylos stavros@fgv.br Brasília, 27 de novembro de 2009

Leia mais

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.

Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais. Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail. Infraestrutura de EaD para apoio a cursos presenciais Prof. ª Dra. Christine da Silva Schröeder ICEAC/SEaD/FURG christine1004sch@gmail.com Perspectivas de análise: EAD e mudança Perspectivas de análise:

Leia mais

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS

PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS PROPOSTA DE SOFTWARE DE INSTALAÇÃO PARA UM AMBIENTE INTEGRADO DE GERÊNCIA DE PROJETOS E DE PROCESSOS DE NEGÓCIOS Élysson Mendes Rezende Bacharelando em Sistemas de Informação Bolsista de Iniciação Científica

Leia mais

Sistemas de Produtividade

Sistemas de Produtividade Sistemas de Produtividade Os Sistemas de Produtividade que apresentaremos em seguida são soluções completas e podem funcionar interligadas ou não no. Elas recebem dados dos aplicativos de produtividade,

Leia mais

2.0. Uma Nova Geração de Ferramentas para Gestão de Processos de Software. Coordenação Carla Alessandra Lima Reis Rodrigo Quites Reis

2.0. Uma Nova Geração de Ferramentas para Gestão de Processos de Software. Coordenação Carla Alessandra Lima Reis Rodrigo Quites Reis 2.0 Uma Nova Geração de Ferramentas para Gestão de Processos de Software Coordenação Carla Alessandra Lima Reis Rodrigo Quites Reis U n iv e r s id a d e F e d e r a l d o P a r á Q R C o n s u lto r ia

Leia mais

Feature-Driven Development

Feature-Driven Development FDD Feature-Driven Development Descrição dos Processos Requisitos Concepção e Planejamento Mais forma que conteúdo Desenvolver um Modelo Abrangente Construir a Lista de Features Planejar por

Leia mais

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010

X Encontro Nacional de Educação Matemática Educação Matemática, Cultura e Diversidade Salvador BA, 7 a 9 de Julho de 2010 UM AMBIENTE PARA O GERENCIAMENTO DE ATIVIDADES COLABORA- TIVAS COM O SOFTWARE TABULAE Thiago Guimarães Moraes Universidade Federal do Rio de Janeiro - LIMC/UFRJ tgmoraes@br.ibm.com Thiago Maciel de Oliveira

Leia mais

O artigo a seguir deve ser referenciado como:

O artigo a seguir deve ser referenciado como: O artigo a seguir deve ser referenciado como: Carvalho, José Oscar F. de (2000). A Utilização de Técnicas de Educação a Distância Mediada por Computador como Apoio às Aulas Presenciais: Um Estudo de Caso.

Leia mais

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena

Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços. Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Um Processo para Desenvolvimento de Aplicações Web Baseado em Serviços Autores: Fábio Zaupa, Itana Gimenes, Don Cowan, Paulo Alencar e Carlos Lucena Tópicos Motivação e Objetivos LP e SOA Processo ADESE

Leia mais

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino

SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino SAPENS - Sistema Automático de Páginas de Ensino Eduardo Kokubo kokubo@inf.univali.br Fabiane Barreto Vavassori, MSc fabiane@inf.univali.br Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI Centro de Ensino Superior

Leia mais

MELHORIA DE RECURSOS EDUCACIONAIS DAS DISCIPLINAS DE EXPERIMENTAÇÃO

MELHORIA DE RECURSOS EDUCACIONAIS DAS DISCIPLINAS DE EXPERIMENTAÇÃO MELHORIA DE RECURSOS EDUCACIONAIS DAS DISCIPLINAS DE EXPERIMENTAÇÃO 1. Identificação do proponente 1.1. Nome: Moeses Andrigo Danner 1.2. Vínculo com a instituição: Docente permanente 1.3. Coordenação /

Leia mais

Notas de Aula 02: Processos de Desenvolvimento de Software

Notas de Aula 02: Processos de Desenvolvimento de Software Notas de Aula 02: Processos de Desenvolvimento de Software Objetivos da aula: Introduzir os conceitos de um processo de desenvolvimento de software Definir os processos básicos Apresentar as vantagens

Leia mais

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem

Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Sistema de Gestão de Recursos de Aprendizagem Ambiente Virtual de Aprendizagem (Moodle) - - Atualizado em 29/07/20 ÍNDICE DE FIGURAS Figura Página de acesso ao SIGRA... 7 Figura 2 Portal de Cursos... 8

Leia mais

FORMAÇÃO SÓLIDA E BENEFÍCIOS PARA VOCÊ

FORMAÇÃO SÓLIDA E BENEFÍCIOS PARA VOCÊ A FUNCEX E O ENSINO A DISTÂNCIA Milhões de pessoas aderiram ao Ensino a Distância no Brasil, e a Funcex, acompanhando esta tendência, desenvolveu sua plataforma de ensino para disponibilizar os treinamentos

Leia mais

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio

3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio 32 3 Um Framework Orientado a Aspectos para Monitoramento e Análise de Processos de Negócio Este capítulo apresenta o framework orientado a aspectos para monitoramento e análise de processos de negócio

Leia mais

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People.

Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. Business Process Management [BPM] Get Control. Empower People. O SoftExpert BPM Suite é uma suíte abrangente de módulos e componentes perfeitamente integrados, projetados para gerenciar todo o ciclo de

Leia mais

Automação de Locais Distantes

Automação de Locais Distantes Automação de Locais Distantes Adaptação do texto Improving Automation at Remote Sites da GE Fanuc/ Water por Peter Sowmy e Márcia Campos, Gerentes de Contas da. Nova tecnologia reduz custos no tratamento

Leia mais

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação

ü Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Curso - Bacharelado em Sistemas de Informação Nome e titulação do Coordenador: Coordenador: Prof. Wender A. Silva - Mestrado em Engenharia Elétrica (Ênfase em Processamento da Informação). Universidade

Leia mais

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet

Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet 57 Capítulo 3 Gerenciadores de EaD baseada na Internet Hoje em dia ter a Internet como aliada é um recurso indispensável para qualquer educador ou responsável por treinamento corporativo que atue em qualquer

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

AV@S: UMA SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE EAD BASEADA NA INTEGRAÇÃO DE INSTALAÇÕES MOODLE

AV@S: UMA SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE EAD BASEADA NA INTEGRAÇÃO DE INSTALAÇÕES MOODLE 1 AV@S: UMA SOLUÇÃO PARA GESTÃO DE EAD BASEADA NA INTEGRAÇÃO DE INSTALAÇÕES MOODLE Salvador BA 05/2012 Categoria: Métodos e Tecnologias Setor Educacional: Educação Média e Tecnológica Classificação das

Leia mais

Automação de Processos de Negócios com BPMS:

Automação de Processos de Negócios com BPMS: Automação de Processos de Negócios com BPMS: Um Relato de Experiência da ATI ATI- /UPG Unidade de Processos de Negócios do Governo Adelnei Felix adelnei.felix@ati.pe.gov.br 1 Agenda Introdução Relato da

Leia mais

Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense

Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense Gerência da tutoria - o diferencial em uma plataforma on-line Luiz Valter Brand Gomes* Rosângela Lopes Lima* Filipe Ancelmo Saramago* Rodrigo Telles Costa* Instituto de Computação Universidade Federal

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

UMA PROSTA DE ADEQUAÇÃO DO MS VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM (VSTS) PARA O MPS.BR NÍVEIS F e G

UMA PROSTA DE ADEQUAÇÃO DO MS VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM (VSTS) PARA O MPS.BR NÍVEIS F e G 1082 X Salão de Iniciação Científica PUCRS UMA PROSTA DE ADEQUAÇÃO DO MS VISUAL STUDIO TEAM SYSTEM (VSTS) PARA O MPS.BR NÍVEIS F e G Agner Macedo Paiva, Bernardo Copstein (orientador) FACIN, PUCRS, Centro

Leia mais

Fase 1: Engenharia de Produto

Fase 1: Engenharia de Produto Fase 1: Engenharia de Produto Disciplina: Análise de Requisitos DURAÇÃO: 44 h O objetivo principal da disciplina é realizar uma análise das necessidades e produzir um escopo do produto. Representará os

Leia mais

A Prática Educativa na EAD

A Prática Educativa na EAD A Prática Educativa na EAD A Prática Educativa na EAD Experiências na tutoria em EAD Disciplina de Informática Educativa do curso de Pedagogia da Ufal nos pólos de Xingó, Viçosa e São José da Laje (2002-2004).

Leia mais

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre

Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Desenvolvendo um Ambiente de Aprendizagem a Distância Utilizando Software Livre Fabrício Viero de Araújo, Gilse A. Morgental Falkembach Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção - PPGEP Universidade

Leia mais

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1.

ARCO - Associação Recreativa dos Correios. Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Plano de Desenvolvimento de Software Versão <1. ARCO - Associação Recreativa dos Correios Sistema para Gerenciamento de Associações Recreativas Versão Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Página

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS

A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS A atuação do TecSaúde e da Fundação do Desenvolvimento Administrativo para a formação em EAD de trabalhadores do SUS São Paulo SP Maio 2012 Setor Educacional Educação Corporativa Classificação das Áreas

Leia mais

Importância do GED. Implantação de um Sistema de GED

Importância do GED. Implantação de um Sistema de GED Implantação de um Sistema de GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Importância do GED O GED tem uma importante contribuição na tarefa da gestão eficiente da informação; É a chave para a melhoria da

Leia mais

Moodle como ferramenta de apoio pedagógico Estudo de caso da Faculdade da Serra Gaúcha

Moodle como ferramenta de apoio pedagógico Estudo de caso da Faculdade da Serra Gaúcha Moodle como ferramenta de apoio pedagógico Estudo de caso da Faculdade da Serra Gaúcha Vianei Roberto Mayolo Adriano Pistore Estrutura da apresentação Apresentação da FSG Ensino Integrado Implantação do

Leia mais

Moodle como ferramenta de apoio pedagógico

Moodle como ferramenta de apoio pedagógico Moodle como ferramenta de apoio pedagógico Estudo de caso da Faculdade da Serra Gaúcha Estrutura da apresentação Apresentação da FSG Ensino Integrado Resultados Vianei Roberto Mayolo Adriano Pistore A

Leia mais

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Capítulo 12 REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 12.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS De que forma o desenvolvimento de um novo sistema poderia mudar a maneira de uma organização trabalhar?

Leia mais

Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem

Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem Ontologia Aplicada ao Desenvolvimento de Sistemas de Informação sob o Paradigma da Computação em Nuvem Luiz Cláudio Hogrefe Orientador: Prof. Roberto Heinzle, Doutor Roteiro Introdução Fundamentação teórica

Leia mais

Estratégias de e-learning no Ensino Superior

Estratégias de e-learning no Ensino Superior Estratégias de e-learning no Ensino Superior Sanmya Feitosa Tajra Mestre em Educação (Currículo)/PUC-SP Professora de Novas Tecnologias da Anhanguera Educacional (Jacareí) RESUMO Apresentar e refletir

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS DENOMINAÇÃO DO CARGO: AUXILIAR DE BIBLIOTECA NÍVEL DE CLASSIFICAÇÃO: C DESCRIÇÃO DE ATIVIDADES TÍPICAS DO CARGO: Organizar, manter e disponibilizar os acervos bibliográficos para docentes, técnicos e alunos;

Leia mais

PLANO DA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM CURSOS TÉCNICOS. Walter André de Almeida Pires. Silveira

PLANO DA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM CURSOS TÉCNICOS. Walter André de Almeida Pires. Silveira PLANO DA SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM CURSOS TÉCNICOS 1. Identificação Curso Técnico em Informática Unidade São José Coordenador da S.A Walter André de Almeida Pires Unidade(s) Curricular(es) Envolvida(s)

Leia mais

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web

Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Resumo. Desenvolvimento de um software de gerenciamento de projetos para utilização na Web Autor: Danilo Humberto Dias Santos Orientador: Walteno Martins Parreira Júnior Bacharelado em Engenharia da Computação

Leia mais

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI)

ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) ALESSANDRO PEREIRA DOS REIS PAULO CESAR CASTRO DE ALMEIDA ENGENHARIA DE SOFTWARE - CAPABILITY MATURITY MODEL INTEGRATION (CMMI) APARECIDA DE GOIÂNIA 2014 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Áreas de processo por

Leia mais

ESTUDO DE CASO: LeCS: Ensino a Distância

ESTUDO DE CASO: LeCS: Ensino a Distância ESTUDO DE CASO: LeCS: Ensino a Distância HERMOSILLA, Lígia Docente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais de Garça FAEG - Labienópolis - CEP 17400-000 Garça (SP) Brasil Telefone (14) 3407-8000

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Engenharia de Software Orientada a Serviços (SOA) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Engenharia de Software Orientada a Serviços

Leia mais

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição

2 Conceitos relativos a Web services e sua composição 15 2 Conceitos relativos a Web services e sua composição A necessidade de flexibilidade na arquitetura das aplicações levou ao modelo orientado a objetos, onde os processos de negócios podem ser representados

Leia mais

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007)

softwares que cumprem a função de mediar o ensino a distância veiculado através da internet ou espaço virtual. PEREIRA (2007) 1 Introdução Em todo mundo, a Educação a Distância (EAD) passa por um processo evolutivo principalmente após a criação da internet. Os recursos tecnológicos oferecidos pela web permitem a EAD ferramentas

Leia mais

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO

Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Critérios para certificação de Sites SciELO: critérios, política e procedimentos para a classificação e certificação dos sites da Rede SciELO Versão Março 2008 1 Introdução Este documento tem por objetivo

Leia mais

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA

UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA UNIDADE II METODOLOGIA DO FORMAÇÃO PELA ESCOLA Quando focalizamos o termo a distância, a característica da não presencialidade dos sujeitos, num mesmo espaço físico e ao mesmo tempo, coloca se como um

Leia mais

12 EXCEL MACROS E APLICAÇÕES

12 EXCEL MACROS E APLICAÇÕES INTRODUÇÃO O principal objetivo deste livro é auxiliar o leitor na sua aprendizagem sobre os recursos avançados do Excel em especial na interligação com o Visual Basic for Applications (VBA). Pretende-se

Leia mais

PROCESSOS DE NEGÓCIOS: UMA VISÃO GERAL

PROCESSOS DE NEGÓCIOS: UMA VISÃO GERAL Universidade Federal de Santa Maria Sistemas de Informação ELC1093 Modelagem de Processos de Negócio PROCESSOS DE NEGÓCIOS: UMA VISÃO GERAL Profa. Lisandra Manzoni Fontoura Objetivos da Aula: Processos

Leia mais

TECNOLOGIAS COMPUTACIONAIS APLICADAS AO ENSINO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO

TECNOLOGIAS COMPUTACIONAIS APLICADAS AO ENSINO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO 63 TECNOLOGIAS COMPUTACIONAIS APLICADAS AO ENSINO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO CARLOS FERNANDO DE ARAUJO JR 1 ÁDERSON GUIMARÃES PEREIRA 2 RESUMO O trabalho procura demonstrar que a aplicação das tecnologias

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS

CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS CONVITE Nº 01/2012 ANEXO I - DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS OBJETIVO E ESCOPO 1. Informações Gerais 1.1 Objetivo geral do trabalho: desenvolvimento de novo site institucional para o Senac (www.senac.br), nas versões

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO AMBIENTE EXPSEE SEGUNDO O MÉTODO CATALYSIS

ESPECIFICAÇÃO DO AMBIENTE EXPSEE SEGUNDO O MÉTODO CATALYSIS ESPECIFICAÇÃO DO AMBIENTE EXPSEE SEGUNDO O MÉTODO CATALYSIS RESUMO Este artigo apresenta a especificação de um sistema gerenciador de workflow, o ExPSEE, de acordo com a abordagem de desenvolvimento baseado

Leia mais

Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD

Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD Diretrizes Complementares para Aplicação da Análise de Pontos de Função no PAD Ricardo Gaspar (21) 2172-8078 ricardo.gaspar@bndes.gov.br 10 de Junho de 2013 Agenda Contextualização Diretrizes de Contagem

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Gestão em TI Tópicos Especiais Informática Educativa no Brasil Professor: Fernando Zaidan 1 Referências: SANTINELLO, J. Informática educativa no Brasil e ambientes

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID

DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO DO TIPO SECRETÁRIO VIRTUAL PARA A PLATAFORMA ANDROID Maik Olher CHAVES 1 ; Daniela Costa Terra 2. 1 Graduado no curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REPROJETO DA ORGANIZAÇÃO COM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. De que forma o desenvolvimento de um novo sistema poderia mudar a maneira de uma organização trabalhar? 2. Como uma empresa pode certificar-se

Leia mais

Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio

Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS / INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Planejamento da disciplina: Modelagem de processos de negócio Professor: Clarindo Isaías Pereira

Leia mais

Enquadramento institucional Programas

Enquadramento institucional Programas O e-learning na Universidade de Aveiro (1998-2005) Evento de ensino virtual e e-learning UFP@Porto 28 Jan 2005 Helder Caixinha caixinha@cemed.ua.pt UOe-L Unidade Operacional de e-learning Universidade

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Fábrica de Software 29/04/2015

Fábrica de Software 29/04/2015 Fábrica de Software 29/04/2015 Crise do Software Fábrica de Software Analogias costumam ser usadas para tentar entender melhor algo ou alguma coisa. A idéia é simples: compara-se o conceito que não se

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia

Universidade Federal de Uberlândia EDITAL Nº05/ PROGRAD/ DIREN/2010 ANEXO II 1 Título do Projeto: Automação de Fluxo de Trabalho Administrativo 2- Nome do Orientador: Autran Macêdo 3 Unidade: FACOM 4- Curso: Bacharelado em Ciência da Computação

Leia mais

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias

Semântica para Sharepoint. Busca semântica utilizando ontologias Semântica para Sharepoint Busca semântica utilizando ontologias Índice 1 Introdução... 2 2 Arquitetura... 3 3 Componentes do Produto... 4 3.1 OntoBroker... 4 3.2 OntoStudio... 4 3.3 SemanticCore para SharePoint...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS UNIVERSIDADE FEDERAL DA FRONTEIRA SUL AMBIENTE VIRTUAL INSTITUCIONAL MOODLE/UFFS Guia Inicial de Acesso e Utilização Para Docentes Versão 1.0b Outubro/2010 Acesso e utilização do Ambiente Virtual de Ensino

Leia mais

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO E ESTUDO PARA REUTILIZAR OBJETOS DE APRENDIZAGEM BUSCANDO POR COMPETÊNCIA

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO E ESTUDO PARA REUTILIZAR OBJETOS DE APRENDIZAGEM BUSCANDO POR COMPETÊNCIA 1 PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO E ESTUDO PARA REUTILIZAR OBJETOS DE APRENDIZAGEM BUSCANDO POR COMPETÊNCIA Florianópolis SC - 05/2015 Giovana Schuelter FabriCO Educare giovana.schuelter@fabrico.com.br Norton

Leia mais

Educação a distância: desafios e descobertas

Educação a distância: desafios e descobertas Educação a distância: desafios e descobertas Educação a distância: Desafios e descobertas Conteudista: Equipe Multidisciplinar Campus Virtual Cruzeiro do Sul Você na EAD Educação a distância: desafios

Leia mais

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO PROPOSTA DE UM MODELO DE SISTEMA HIPERMÍDIA PARA APRESENTAÇÃO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Fabiana Pacheco Lopes 1 1 Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC) fabipl_21@yahoo.com.br Resumo.Este

Leia mais

1 http://www.google.com

1 http://www.google.com 1 Introdução A computação em grade se caracteriza pelo uso de recursos computacionais distribuídos em várias redes. Os diversos nós contribuem com capacidade de processamento, armazenamento de dados ou

Leia mais

Obtendo Qualidade com SOA

Obtendo Qualidade com SOA Obtendo Qualidade com SOA Daniel Garcia Gerente de Prática BPM/SOA daniel.garcia@kaizen.com.br 11 de Novembro de 2009 Copyright 2009 Kaizen Consultoria e Serviços. All rights reserved Agenda Sobre a Kaizen

Leia mais

Integração com o Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle

Integração com o Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Integração com o Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Integração com o Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle Página 2 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1. O Moodle... 4 1.2. Objetivo da integração...

Leia mais

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI Nome da Empresa Documento Visão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/02/2015 1.0 Início do projeto Anderson, Eduardo, Jessica, Sabrina, Samuel 25/02/2015 1.1 Correções Anderson e Eduardo

Leia mais

Service Oriented Architecture (SOA)

Service Oriented Architecture (SOA) São Paulo, 2011 Universidade Paulista (UNIP) Service Oriented Architecture (SOA) Prof. MSc. Vladimir Camelo vladimir.professor@gmail.com 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com 1 04/09/11 vladimir.professor@gmail.com

Leia mais

FORMAÇÃO BPM BUSINESS PROCESS MANAGMENT (CERTIFIED BUSINESS PROCESS PROFESSIONAL) UMA PARCERIA ENTRE A ABPMP E A AEP. V5 Mai 13

FORMAÇÃO BPM BUSINESS PROCESS MANAGMENT (CERTIFIED BUSINESS PROCESS PROFESSIONAL) UMA PARCERIA ENTRE A ABPMP E A AEP. V5 Mai 13 FORMAÇÃO BPM BUSINESS PROCESS MANAGMENT (CERTIFIED BUSINESS PROCESS PROFESSIONAL) UMA PARCERIA ENTRE A ABPMP E A AEP V5 Mai 13 CERTIFIED BUSINESS PROCESS PROFESSIONAL A Associação Internacional de Profissionais

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais