SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E INTERINSTITUCIONAIS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E INTERINSTITUCIONAIS"

Transcrição

1 Visto para estudante na Suíça Para os estudantes aceitos em uma instituição de ensino ou curso, por um período de estudos superior a 90 dias. Formulário de visto preenchido e assinado em três vias originais. Disponível no link: e.tmp/visumantrag-visumd-pt-fr.pdf Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e feitas no máximo há seis meses). Duas cópias das páginas de identificação do passaporte (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Passaporte. Duas vias da aceitação (matrícula) da instituição de ensino na Suíça e do comprovante de pagamento da primeira parcela (caso a instituição de ensino exija um pagamento adiantado). Carta do estudante, em duas vias originais assinadas, redigida preferencialmente em um dos idiomas oficiais da Suíça ou em inglês (caso o curso seja em inglês). Esta carta deve conter os motivos pelos quais deseja estudar naquele país e também o comprometimento do requerente em deixar a Suíça após o término dos estudos. Carta em duas vias originais assinadas pela pessoa que irá se responsabilizar financeiramente pelo(a) estudante, redigida em um dos idiomas oficiais da Suíça ou em inglês. Duas cópias do comprovante de renda do responsável financeiro (três últimos extratos bancários, ou cópia do imposto de renda ou contracheque dos últimos três meses). Cópia autenticada, em duas vias, do(s) diploma(s) ou certificado(s) de língua estrangeira, caso possua. Duas cópias autenticadas do diploma, ou declaração emitida pela instituição de ensino, do último nível de escolaridade. Duas cópias simples das traduções do diploma ou da declaração do último 1

2 nível de escolaridade. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Informações sobre vistos, entrada e permanência na Suíça/Schengen Cidadãos brasileiros: novas regras de cálculo para estadia legal em Schengen O cidadão brasileiro não necessita de visto para entrar na Suíça (e nos demais países do Espaço Schengen) caso viaje por motivo de turismo, visita a familiares ou amigos, reunião de negócios, participação em congressos ou eventos, tratamento médico e/ou estudos por uma estadia inferior a 90 dias. O prazo máximo de permanência dentro do Espaço Schengen (a Suíça faz parte deste território) sem a necessidade de visto é de 90 dias a cada 180 dias. As datas carimbadas no passaporte na entrada e na saída de Schengen também são consideradas como dias de estadia. Desde houve uma alteração na regra do cálculo para o controle da estadia legal em Schengen. A fim de obter informações detalhadas sobre o cálculo desta permanência sem a necessidade de visto em Schengen indicamos a consulta no Departamento Federal de Imigração (FOM) da Suíça (em inglês). No site da Comissão Européia (em inglês) está disponibilizada uma calculadora para planejar e controlar os dias de permanência em Schengen (3 parágrafo -> Border crossings-harmonising rules and procedures ->short-stay calculator). Introdução do Sistema VIS (Visa Information Sistem) Em os Estados Membros de Schengen introduziram o Visa Information Sistem (VIS) para pedidos de visto. No VIS, os dados biométricos (impressões digitais e foto) dos requerentes ficam arquivados em um banco de dados. As representações diplomáticas dos países membros de Schengen serão progressivamente conectadas a este sistema. Na data de , todas as representaçôes consulares dos países membros de Schengen no Brasil foram conectadas ao sistema VIS, passando a ser obrigatória a captura dos dados biométricos de todos os requerentes do visto Schengen. Informações importantes (estadia até 90 dias) Desde , em virtude do acordo entre a Suíça e os países que fazem parte do Espaço Schengen, as representações suíças no exterior passaram a emitir Vistos Schengen. Atualmente há 25 países que fazem parte do Espaço Schengen: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslovênia, Eslováquia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça. Os seguintes países não pertencem ao Espaço Schengen: Bulgária, Chipre, Croácia, Grã Bretanha, Irlanda, Romênia, Rússia e Turquia. Em cumprimento às exigências deste acordo, entraram em vigor a partir desta data as seguintes determinações para todos os requerimentos de visto para a Suíça: Comparecimento pessoal de todos os requerentes ao Consulado Geral da Suíça competente para o estado brasileiro em que reside. Os requerentes residentes nos Estados sob a jurisdição do Consulado Geral da Suíça no Rio de Janeiro devem agendar sua visita. 2

3 Requerentes residentes nos estados sob a jurisdição do Consulado Geral da Suíça em São Paulo somente precisam agendar sua visita previamente ao consulado no caso de precisarem de um visto Schengen ( vistos de curta duração - estadia inferior a 90 dias -para turismo, negocios, etc. para estrangeiros residentes no Brasil). Cidadãos brasileiros não precisam de visto Schengen para fazer turismo ou reunião de negócios na Suíça- a este respeito favor verificar ítem Turismo cidadãos brasileiros abaixo. A captura dos dados biométricos (impressões digitais e fotografia) de todos os requerentes de visto Schengen (estadia de curta duração, inferior a 90 dias) é obrigatória. Favor verificar com cada Consulado Geral as regras para agendamento de horários. Os passaportes de todos requerentes serão retidos até a liberação do visto e serão devolvidos em mãos aos clientes que residam nas proximidades do Consulado onde o visto foi solicitado, ou via Sedex aos residentes em outras localidades. O seguro-viagem, também chamado seguro-saúde, com validade para todos os países do Espaço Schengen é obrigatório para os requerentes, que pretendam permanecer ou atravessar um dos países que fazem parte deste espaço, por um período de até noventa dias. Este seguro deve abranger todo o período de permanência e ter valor mínimo total de Euros. Além disso, deve cobrir gravidez, parto, e também repatriamentos por motivo de saúde, atendimento médico em caso de emergência e/ou internações hospitalares em caso de emergência. O seguro-viagem deve ser contratado no país do requerente, mas também pode ser contratado pela pessoa que o hospedará. A este respeito consulte o link Companhias de Seguro à direita. O prazo para a concessão dos vistos que não estão sujeitos à autorização das autoridades competentes na Suíça (turismo para cidadãos estrangeiros residentes no Brasil, organizações mundiais sediadas em Genebra, CERN etc.) será de dez dias úteis. Turismo - Cidadãos brasileiros Não necessitam de visto para a Suíça, se o período de permanência no Espaço Schengen não exceder 90 dias e se o motivo da viagem for turismo, visita, negócios, estudo, tratamento médico ou participação em congressos ou eventos. No guichê de controle de chegada ao Espaço Schengen (vôo direto para a Suíça) as autoridades suíças poderão exigir os seguintes documentos: Passaporte válido por pelo menos 3 meses após a saída planejada de Schengen emitido há menos de 10 anos (data da primeira emissão do passaporte). Passagem de ida-e-volta dentro de 90 dias. Comprovante de recursos financeiros (cartão de crédito internacional, cheques de viagem, dinheiro em moeda corrente no país). Reserva de hotel ou carta-convite* (em um dos idiomas oficiais da Suíça) da pessoa residente na Suíça, quando se tratar de uma visita a convite. Se além da Suiça, sua viagem incluir escala em algum outro país do Espaço Schengen, será imprescindível certificar-se de que este outro pais não possui outras exigências para cidadãos brasileiros. Informações a este respeito serão fornecidas pelo consulado do país em questão. *Carta-convite da pessoa residente na Suíça: Não há um modelo específico para a carta-convite, no entanto, ela deve conter necessariamente as seguintes informações: Declaração do anfitrião residente na Suíça de que o viajante é seu convidado redigida em um dos idiomas oficiais da Suíça e datada; Nome completo, números de telefone e endereço completo do anfitrião na Suíça; Nome completo, números de telefone e endereço completo do hóspede convidado; Assinatura do anfitrião residente na Suíça. 3

4 A carta-convite pode incluir também informações sobre: Que o residente na Suíça pretende providenciar a alimentação e acomodação do viajante; Motivo da visita. Turismo - Cidadãos estrangeiros residentes no Brasil (inclusive trânsito, visita, negócios, estudo, tratamento médico ou participação em congressos ou eventos. Estadia até 90 dias) O visto somente poderá ser solicitado por cidadãos estrangeiros que possuam residência legal no Brasil. Para saber se o seu país de origem está entre aqueles cujos cidadãos necessitam requerer um visto para entrar no Espaço Schengen, consulte "Prescrições sobre a entrada na Suíça por nacionalidade" (em "Links" à direita). Se além da Suíça sua viagem incluir algum outro país do Espaço Schengen, a representação consular competente para tratar de seu visto será aquela do destino principal. Informações a este respeito serão fornecidas pelo consulado do país em questão. A captura dos dados biométricos (impressões digitais e fotografia) de todos os requerentes de visto Schengen (estadia de curta duração, inferior a 90 dias) é obrigatória. Favor verificar com cada Consulado Geral as regras para agendamento de horários para este tipo procedimento. Importante: Caso o requerente planeje visitar depois algum país que não pertença ao Espaço Schengen e para o qual também necessite de visto, deve obrigatoriamente já estar com o visto deste país em seu passaporte antes de solicitar o visto para o Espaço Schengen. Documentação exigida para o visto do Espaço Schengen: Formulário de pedido de visto preenchido, datado e assinado. Veja o link Formulário de pedido do de visto" à direita. Duas fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e tiradas no máximo há seis meses). Passaporte válido por pelo menos 3 meses após a saída planejada de Schengen e emitido a menos de 10 anos (data da primeira emissão do passaporte). Cópia das páginas de identificação do passaporte (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Original do passaporte anterior. Original e cópia do documento de permanência no Brasil (RNE Registro Nacional de Estrangeiros). Passagem aérea de ida e volta. Comprovante de recursos financeiros (três últimos extratos bancários, ou cópia do imposto de renda, ou contracheque). Uma carta original do empregador do Brasil com data recente e em papel timbrado da empresa, confirmando a data de contratação e função do requerente, a fim de comprovar laços empregatícios no Brasil. Carta-convite* da pessoa, instituição ou empresa na Suíça incluindo a reserva de hotel ou confirmando a hospedagem, quando se tratar de um convite de caráter privado. Esta carta deve ser enviada, pela parte na Suíça, por fax ou por , ao consulado. Cópia da Apólice do seguro-viagem. Taxa no valor de BRL (a partir de 12 anos). Crianças entre 6 e 12 anos pagam BRL (Crianças até seis anos de idade estão isentas do pagamento da taxa de visto). nas proximidades do consulado, em que o visto foi solicitado). Confira os preços do Sedex em "Downloads" à direita. 4

5 O prazo para a concessão do visto é de dez dias úteis. Os documentos serão submetidos à avaliação e poderão cair em exigência. O pedido poderá ser recusado. Não haverá devolução da taxa, caso a concessão do visto seja recusada. *Carta-convite da pessoa residente na Suíça: Não há um modelo específico para a carta-convite, no entanto, ela deve conter necessariamente as seguintes informações: Declaração do anfitrião residente na Suíça de que o viajante é seu convidado redigida em um dos idiomas oficiais da Suíça e datada; Nome completo, números de telefone e endereço completo do anfitrião na Suíça; Nome completo, números de telefone e endereço completo do hóspede convidado; Assinatura do anfitrião residente na Suíça. A carta-convite pode incluir também informações sobre: Que o residente na Suíça pretende providenciar a alimentação e accomodação do viajante; Motivo da visita. Viagem a turismo com o/a filho/a menor de idade de nacionalidade brasileira Um cidadão brasileiro menor de idade que viaje acompanhado de apenas um dos pais (ou de um outro acompanhante), deve necessariamente portar uma autorização de viagem assinada pelo pai ou pela mãe ausente (ou por ambos, caso o menor viaje com um acompanhante) e com firma reconhecida em Cartório (para mais informações a respeito confira o site do Ministério das Relações Exteriores, em "Links" à direita). Atenção: as autoridades brasileiras consideram cidadão brasileiro o filho cujo pai ou cuja mãe possua a nacionalidade brasileira, mesmo que seu nascimento nunca tenha sido comunicado a nenhuma representação diplomática ou consular brasileira no exterior. Conseqüentemente, esta representação solicita que os interessados tomem as providências necessárias em tempo hábil antes do embarque. Informações importantes (Visto nacional D - estadia acima de 90 dias e trabalho) As solicitações de visto de longa duração (VISTO NACIONAL D) serão avaliadas pelo consulado geral competente e encaminhadas à Polícia de Estrangeiros na Suíça, que após deliberação, autorizará a emissão do visto pela representação consular. O tempo de espera por esta autorização é em média de dois a quatro meses. Não haverá devolução da taxa, caso o visto seja recusado. Os passaportes de todos requerentes serão retidos até a liberação do visto e serão devolvidos em mãos aos clientes que residam nas proximidades do consulado geral no qual o visto foi solicitado, ou via Sedex aos residentes em outras localidades. Caso seja necessário retirar o passaporte antes da emissão do visto, este será carimbado, para indicar que há um processo de visto pendente. Para a concessão do visto, o passaporte deverá ser reenviado ao consulado geral. Visto para trabalhar Para aqueles que possuem um contrato de trabalho para exercer uma atividade profissional na Suíça. A Suíça aplica dois parâmetros diferentes ao regulamentar o trabalho de estrangeiros no país. Trabalhadores estrangeiros que sejam cidadãos de um dos países da EU / EFTA, usufruem dos privilégios garantidos pelo Acordo de Livre Circulação de Pessoas. Aos cidadãos de outros países que não pertençam ao EU / EFTA, cabe apenas um contingente restrito de 5

6 autorizações de trabalho. Estas destinam-se apenas aos trabalhadores com cargos de chefia e à mão de obra qualificada e/ou altamente especializada. Formulário de visto preenchido e assinado em três vias originais. Veja o link Formulário de pedido do de visto" à direita. Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e feitas no máximo há seis meses). Duas cópias das páginas de identificação do passaporte (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Passaporte. Duas cópias do(s) contrato(s) de trabalho. Taxa no valor de BRL nas proximidades do consulado em que o visto foi solicitado). Visto para estudar Para os estudantes aceitos em uma instituição de ensino ou curso, por um período de estudos superior a 90 dias. Formulário de visto preenchido e assinado em três vias originais. Veja o link Formulário de pedido do de visto" à direita. Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e feitas no máximo há seis meses). Duas cópias das páginas de identificação do passaporte (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Passaporte original. Duas vias da aceitação (matrícula) da instituição de ensino na Suíça e do comprovante de pagamento da primeira parcela (caso a instituição de ensino exija um pagamento adiantado). Carta do estudante, em duas vias originais assinadas, redigida preferencialmente em um dos idiomas oficiais da Suíça ou em inglês (caso o curso seja em inglês). Esta carta deve conter os motivos pelos quais deseja estudar naquele país e também o comprometimento do requerente em deixar a Suíça após o término dos estudos. Carta em duas vias originais assinadas pela pessoa que irá se responsabilizar financeiramente pelo(a) estudante, redigida em um dos idiomas oficiais da Suíça ou em inglês. Duas cópias do comprovante de renda do responsável financeiro (três últimos extratos bancários, ou cópia do imposto de renda ou contracheque dos últimos três meses). Cópia autenticada, em duas vias, do(s) diploma(s) ou certificado(s) de língua estrangeira, caso possua. Duas cópias autenticadas do diploma, ou declaração emitida pela instituição de ensino, do último nível de escolaridade. Duas cópias simples das traduções do diploma ou da declaração do último nível de escolaridade. Duas cópias do curriculum vitae apresentado em um dos idiomas nacionais da Suíça ou em inglês. Taxa no valor de BRL nas proximidades do consulado em que o visto foi solicitado). Confira os preços do Sedex em "Downloads" à direita. O requerente será submetido a um breve exame oral, realizado pelos funcionários do Consulado Geral da Suíça, com o objetivo de avaliar seus conhecimentos em um dos seguintes idiomas: francês, alemão, italiano ou inglês, 6

7 no idioma no qual o curso será ministrado. Esta avaliação será transmitida às autoridades competentes para a concessão do visto. Os estudantes de idioma estão dispensados deste exame. Vistos para cônjuges de cidadãos suíços (Reagrupamento familiar) Para os cônjuges de cidadãos suíços que se casaram no Brasil e pretendam residir na Suíça. Formulário de visto preenchido e assinado em três vias originais. Veja o link Formulário de pedido do de visto" à direita. Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e feitas no máximo há seis meses). Duas cópias das páginas de identificação do passaporte do cônjuge brasileiro (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Passaporte do cônjuge brasileiro. Duas cópias das páginas de identificação do passaporte do cônjuge suíço (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Taxa no valor de BRL (Taxa referente ao envio documentação para a Suíça). nas proximidades do consulado em que o visto foi solicitado). Confira os preços de Sedex em "Downloads" à direita. Importante: O casamento deve ser registrado no Registro Civil na Suíça. Para este procedimento consulte "Casamento, Parceria registrada entre pessoas do mesmo sexo, Divórcio" no capítulo "Serviços para Brasileiros e estrangeiros no Brasil". Visto para cônjuges de cidadãos brasileiros ou estrangeiros (Reagrupamento familiar) Para os cônjuges de cidadãos brasileiros ou de cidadãos estrangeiros residentes na Suíça, que se casaram no Brasil ou no exterior e que pretendam residir na Suíça. Formulário de visto preenchido e assinado em três vias originais. Veja o link Formulário de pedido do de visto" à direita. Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e feitas no máximo há seis meses). Duas cópias das páginas de identificação do passaporte do requerente (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Passaporte do requerente. Duas cópias das páginas de identificação do passaporte do cônjuge residente na Suíça (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Duas cópias da permissão de residência do cônjuge residente na Suíça. Duas cópias autenticadas da certidão de casamento. Tradução juramentada da certidão de casamento caso esta não tenha sido emitida em francês, alemão, italiano ou inglês; e uma cópia da tradução. Confira a lista dos tradutores juramentados em "Downloads" à direita. Taxa no valor de BRL para cônjuges de cidadãos de países da EU/EFTA. Taxa no valor de BRL para cônjuges dos demais países. nas proximidades do consulado em que o visto foi solicitado). Confira os preços de Sedex em "Downloads" à direita. 7

8 Crianças até 18 anos (Reagrupamento familiar) Para os filhos de cidadãos brasileiros residentes na Suíça. Formulário de visto preenchido e assinado em 3 (três) vias originais. Veja o link Formulário de pedido de visto" na coluna à direita. 4 (quatro) fotografias 3x4cm (idênticas, atuais, coloridas, com alta resolução e feitas no máximo há seis meses). 2 (duas) cópias das páginas de identificação do passaporte do menor requerente (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). Passaporte do requerente (menor). 2 (duas) cópias das páginas de identificação do passaporte do genitor brasileiro residente na Suíça (páginas onde constam o número do passaporte, os dados pessoais e a foto). 2 (duas) cópias da permissão de residência do genitor brasileiro residente na Suíça. 2 (duas) cópias autenticadas da certidão de nascimento do requerente (menor). Tradução juramentada da certidão de nascimento do requerente (menor); e uma cópia desta tradução. Confira a lista dos tradutores juramentados/as em "Downloads" na coluna à direita. 2 (duas) cópias autenticadas da permissão do genitor residente no Brasil, para que o menor possa residir com o outro genitor na Suíça. Em caso de discordância ou ausência de um dos genitores para a concessão da permissão, haverá a necessidade de apresentação de autorização judicial, para que o menor possa fixar residência definitiva com um dos genitores na Suíça. Tradução juramentada do documento acima (permissão ou concessão de guarda definitiva ); e uma cópia da tradução. 2 (duas) cópias da certidão de óbito do genitor falecido (para os órfãos). 2 (duas) vias da tradução juramentada da certidão de óbito. Taxas: Enteados de cidadãos dos países da EU/EFTA (0 a 18 anos): BRL Enteados de cidadãos dos demais países: 0 a 6 anos: BRL 26.00; 6 a 12 anos: BRL ; 12 a 18 anos: BRL nas proximidades do consulado em que o visto foi solicitado). Confira os preços de Sedex em "Downloads" na coluna à direita. Requerimento de visto para preparação de casamento IMPORTANTE: O requerimento de visto acompanha o processo de preparação de casamento. O residente no Brasil deve comparecer pessoalmente ao Consulado Geral e apresentar os documentos solicitados abaixo. A solicitação de visto será avaliada pelo Consulado Geral competente e encaminhada à Polícia de Estrangeiros na Suíça, que é a responsável para deliberar sobre o visto. Os passaportes de todos os requerentes serão retidos até a decisão do visto, quando serão devolvidos aos clientes. Caso seja necessário retirar o passaporte antes da decisão, este será carimbado em uma de suas páginas, para indicar que há um processo de visto Schengen em andamento. Para que o visto seja colado no passaporte, o Consulado Geral competente deve estar com a posse do mesmo. Documentos a serem apresentados: 8

9 3 vias do formulário Pedido de Visto de estadia de longa duração (visto D) preenchidos nos campos 1 a 11, 13 a 17, 21, 24, 25, 26 (se já ficou na Suíça por mais de 3 meses) e 30. Os campos referentes ao lugar, data e assinatura devem ser preenchidos no consulado. O formulário pode ser encontrado em "Downloads" à direita; Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e tiradas no máximo há seis meses). Passaporte original válido do residente no Brasil e 2 cópias simples das páginas onde constem o número e os dados pessoais; 2 cópias simples das páginas do passaporte do futuro cônjuge (das páginas onde constem o número do passaporte, a foto e os dados pessoais); Caso o residente na Suíça não seja suíço, é necessário apresentar 2 cópias do permis de résidence / Aufenthaltsbewilligung (autorização de residência na Suíça); 1 Certidão de Antecedentes Criminais original (emitido pela Polícia Federal) e uma cópia autenticada. Se o documento for obtido diretamente do site da Polícia Federal (www.dpf.gov.br), basta que o cliente apresente 2 cópias simples do documento; Pagar a taxa de BRL , em dinheiro (referente aos serviços administrativos para pedido de visto). Esta taxa não será reembolsada caso o visto seja recusado; Taxa para postagem de devolução do passaporte via Sedex. Ver tabela dos valores em "Downloads" à direita. IMPORTANTE: A documentação não deve estar grampeada. As autoridades suíças reservam-se o direito de requerer documentos e informações complementares, bem como eventuais taxas adicionais (telefone, fax, correio etc). Somente após a autorização do visto, confirmar a passagem aérea. O processo para a obtenção de visto leva em média de 2 a 4 meses. Requerimento de visto para preparação da parceria registrada entre pessoas do mesmo sexo IMPORTANTE: O requerimento de visto acompanha o processo de parceria registrada. O residente no Brasil deve comparecer pessoalmente ao Consulado Geral e apresentar os documentos solicitados abaixo. A solicitação de visto será avaliada pelo Consulado Geral competente e encaminhada à Polícia de Estrangeiros na Suíça, que é a responsável para deliberar sobre o visto. Os passaportes de todos os requerentes serão retidos até a decisão do visto, quando serão devolvidos aos clientes. Caso seja necessário retirar o passaporte antes da decisão, será dado um carimbo em uma de suas páginas, para indicar que há um processo de visto Schengen em andamento. Para que o visto seja colado no passaporte, o Consulado Geral competente deve estar com a posse do mesmo. Documentos solicitados: 3 vias do formulário Pedido de visto de estadia de longa duração (visto D) preenchidas nos campos 1 a 11, 13 a 17, 21, 24, 25, 26 (se já ficou na Suíça por mais de 3 meses) e 30. Os campos referentes ao lugar, data e assinatura devem ser preenchidos no Consulado Geral. O formulário pode ser encontrado em "Downloads", à direita; Quatro fotografias 3x4cm (idênticas, coloridas, com alta resolução e tiradas no máximo há seis meses). 9

10 Passaporte original válido do residente no Brasil e 2 cópias simples das páginas onde constem o número e os dados pessoais do/a parceiro/a não-suíço/a; 2 cópias simples das páginas do passaporte do futuro parceiro (das páginas onde constem o número do passaporte, a foto e os dados pessoais); Caso o residente na Suíça não seja suíço, é necessário apresentar 2 cópias do permis de résidence / Aufenthaltsbewilligung (autorização de residência na Suíça) ; 1 Certidão de Antecedentes Criminais original (emitido pela Polícia Federal) e uma cópia autenticada. Se o documento for obtido diretamente do site da Polícia Federal (www.dpf.gov.br), basta que o cliente apresente 2 cópias simples do documento; Pagar a taxa de BRL , em dinheiro (referente aos serviços administrativos para pedido de visto). Esta taxa não será reembolsada caso o visto seja recusado; Taxa para postagem de devolução do passaporte via Sedex. Ver tabela de valores em "Downloads" à direita. IMPORTANTE: A documentação não pode estar grampeada. As autoridades suíças reservam-se o direito de requerer documentos e informações complementares, bem como eventuais taxas adicionais (telefone, fax, correio etc). Pede-se para que se confirme a passagem aérea somente após a autorização do visto. O processo para a obtenção de visto leva em média de 2 a 4 meses. 10

Orientaça o sobre Vistos

Orientaça o sobre Vistos Orientaça o sobre Vistos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SUÍÇA Capital: Berna Língua oficial: Alemão, Francês, Italiano e Romanche Moeda: Franco suíço (CHF) Orientação

Leia mais

Documentação PASSAPORTE

Documentação PASSAPORTE Documentação PASSAPORTE Para emissão de passaporte é necessário entrar no site da Polícia Federal, www.dpf.gov.br e seguir as instruções abaixo: Verifique a documentação necessária. Atenção: Não há renovação

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA OBTENÇÃO DE PASSAPORTE. Siga os seguintes passos para retirar seu Passaporte

PROCEDIMENTO PARA OBTENÇÃO DE PASSAPORTE. Siga os seguintes passos para retirar seu Passaporte PROCEDIMENTO PARA OBTENÇÃO DE PASSAPORTE Siga os seguintes passos para retirar seu Passaporte Verifique a documentação necessária. Atenção: Não há renovação nem prorrogação de passaporte, se o seu está

Leia mais

A Embaixada e os Consulados Gerais da República Federal da Alemanha no Brasil informam: Visto para Intercâmbio Escolar

A Embaixada e os Consulados Gerais da República Federal da Alemanha no Brasil informam: Visto para Intercâmbio Escolar A Embaixada e os Consulados Gerais da República Federal da Alemanha no Brasil informam: Visto para Intercâmbio Escolar I. Informações Gerais Viajando diretamente para a Alemanha, cidadãos brasileiros não

Leia mais

Orientaça o sobre Vistos

Orientaça o sobre Vistos Orientaça o sobre Vistos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS FEDERAÇÃO RUSSA Capital: Moscou Língua oficial: Russo Moeda: Rublo (RUB) Permanência até 90 dias Turismo Cidadãos

Leia mais

CONSULADO DE PORTUGAL CURITIBA

CONSULADO DE PORTUGAL CURITIBA VISTO PARA TRABALHAR EM PORTUGAL Actividade profissional subordinado ( Artº 30) OU Actividade profissional independente ( Artº 31) Os pedidos de visto devem ser apresentados pelo requerente com uma antecedência

Leia mais

DECLARAÇÃO A. VIAGENS DOMÉSTICAS. A.1. Adultos

DECLARAÇÃO A. VIAGENS DOMÉSTICAS. A.1. Adultos DECLARAÇÃO Eu,, portador do RG n, emitido por, e Inscrito CPF/MF sob o nº., declaro, em meu nome e no nome das pessoas que me acompanharão e por quem me declaro formalmente autorizado a assinar que, para

Leia mais

México HORÁRIO DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO

México HORÁRIO DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO México ATENÇÃO VERIFIQUE ATENTAMENTE AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTA PÁGINA PARA FACILITAR SEU ATENDIMENTO. SEM A APRESENTAÇÃO DOS REQUISITOS OBRIGATÓRIOS, O ATENDIMENTO NÃO SERÁ REALIZADO. O Consulado Geral

Leia mais

Orientaça o sobre Vistos

Orientaça o sobre Vistos Orientaça o sobre Vistos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS AUSTRÁLIA Capital: Camberra Língua oficial: Inglês Moeda: Dólar australiano (AUD) Orientação para Vistos: Permanência

Leia mais

INFORMATIVO VISTOS OBRIGATÓRIOS PARA OS EMIRADOS ÁRABES TEMPORADA 2010/2011

INFORMATIVO VISTOS OBRIGATÓRIOS PARA OS EMIRADOS ÁRABES TEMPORADA 2010/2011 INFORMATIVO VISTOS OBRIGATÓRIOS PARA OS EMIRADOS ÁRABES TEMPORADA 2010/2011 Os Emirados Árabes exigem que um determinado número de nacionalidades devem estar de posse de um visto antes da chegada no país.

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA PARA O EMBARQUE - ORIENTAÇÕES

DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA PARA O EMBARQUE - ORIENTAÇÕES DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA PARA O EMBARQUE - ORIENTAÇÕES Os documentos aqui mencionados deverão ser apresentados em suas vias originais, não sendo aceitas quaisquer reproduções, mesmo que autenticadas! I)

Leia mais

NÚMERO: 003/2010 DATA: 29/09/2010 ASSUNTO: PALAVRAS CHAVE: PARA: CONTACTOS:

NÚMERO: 003/2010 DATA: 29/09/2010 ASSUNTO: PALAVRAS CHAVE: PARA: CONTACTOS: NÚMERO: 003/2010 DATA: 29/09/2010 ASSUNTO: PALAVRAS CHAVE: PARA: CONTACTOS: Acesso a cuidados de saúde programados na União Europeia, Espaço Económico Europeu e Suiça. Procedimentos para a emissão do Documento

Leia mais

Informações Gerais sobre Vistos Passo a Passo

Informações Gerais sobre Vistos Passo a Passo Informações Gerais sobre Vistos Passo a Passo Se você planeja viajar aos Estados Unidos e precisa solicitar o visto pela primeira vez ou quer renovar um visto que ainda esteja válido ou que tenha expirado

Leia mais

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos ESTE ANO VOU CONHECER NOVAS PESSOAS ESTE ANO VOU ALARGAR CONHECIMENTOS ESTE ANO VOU FALAR OUTRA LÍNGUA ESTE ANO VOU ADQUIRIR NOVAS COMPETÊNCIAS ESTE ANO VOU VIAJAR ESTE ANO VOU SER ERASMUS Guia do Estudante

Leia mais

Informação geral sobre o visto Schengen (atualizada 15/12/2008)

Informação geral sobre o visto Schengen (atualizada 15/12/2008) Visto de entrada gratuito Informação geral sobre o visto Schengen (atualizada 15/12/2008) Cidadãos da União Européia (UE), de países membros da Área Econômica Européia (AEE) e dos seguintes países 1 podem

Leia mais

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11 de Julho de 2007 (18.07) (OR. en) 11722/07 SCH-EVAL 131 SIRIS 133 COMIX 659

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 11 de Julho de 2007 (18.07) (OR. en) 11722/07 SCH-EVAL 131 SIRIS 133 COMIX 659 CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 11 de Julho de 2007 (18.07) (OR. en) 11722/07 SCH-EVAL 131 SIRIS 133 COMIX 659 NOTA de: para: Assunto: Presidência Grupo de Avaliação de Schengen Projecto de decisão

Leia mais

REGISTROS E ATESTADOS PARA ESTRANGEIROS

REGISTROS E ATESTADOS PARA ESTRANGEIROS REGISTROS E ATESTADOS PARA ESTRANGEIROS REGISTRO DE ESTRANGEIRO Iwata Setor de 1º andar. Todo estrangeiro que pretenda permanecer por mais de 90 dias no Japão, filhos de estrangeiros nascidos no Japão

Leia mais

REGRAS E CONDIÇÕES DOS BILHETES

REGRAS E CONDIÇÕES DOS BILHETES REGRAS E CONDIÇÕES DOS BILHETES A emissão de bilhetes aéreos, através do resgate de Pontos Multiplus, combinados com o pagamento de parcela em dinheiro, é denominado Pontos + Dinheiro ou Produto, e oferecido

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

HBL15 Trabalhar na Irlanda do Norte: Subsídio de Alojamento Um folhetim informativo do Executivo de Alojamento para Trabalhadores Migrantes

HBL15 Trabalhar na Irlanda do Norte: Subsídio de Alojamento Um folhetim informativo do Executivo de Alojamento para Trabalhadores Migrantes HBL15 Trabalhar na Irlanda do Norte: Subsídio de Alojamento Um folhetim informativo do Executivo de Alojamento para Trabalhadores Migrantes Este folheto explica as regras que se aplicam ao Benefício de

Leia mais

CENTRO EUROPEU DO CONSUMIDOR - PORTUGAL EUROPEAN CONSUMER CENTRE

CENTRO EUROPEU DO CONSUMIDOR - PORTUGAL EUROPEAN CONSUMER CENTRE ECC-Net: Travel App Uma nova aplicação para telemóveis destinada aos consumidores europeus que se deslocam ao estrangeiro. Um projeto conjunto da Rede de Centros Europeus do Consumidor Nome da app: ECC-Net:

Leia mais

Orientaça o sobre Vistos

Orientaça o sobre Vistos Orientaça o sobre Vistos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS IRLANDA Capital: Dublin Língua oficial: Inglês e Irlandês Moeda Euro ( ) (EUR) Orientação para Vistos: Permanência

Leia mais

PORTARIA N 1840/CGJ/2011

PORTARIA N 1840/CGJ/2011 DJe de 25/11/2011 (cópia sem assinatura digital) PORTARIA N 1840/CGJ/2011 Dispõe sobre a concessão, no âmbito do Estado de Minas Gerais, de autorização de viagem para o exterior de crianças e adolescentes

Leia mais

Embaixada da República Árabe do Egito no Brasil. Sobrenome Primeiro Nome Nome do Meio. Data de Nascimento Lugar de Nascimento Sexo

Embaixada da República Árabe do Egito no Brasil. Sobrenome Primeiro Nome Nome do Meio. Data de Nascimento Lugar de Nascimento Sexo Cole sua foto aqui Embaixada da República Árabe do Egito no Brasil Formulário para Visto Sobrenome Primeiro Nome Nome do Meio Data de Nascimento Lugar de Nascimento Sexo Nacionalidade Atual Nacionalidade

Leia mais

GOLDEN VISA Junho 2013 AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA ATRAVÉS DE INVESTIMENTO EM PORTUGAL

GOLDEN VISA Junho 2013 AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA ATRAVÉS DE INVESTIMENTO EM PORTUGAL GOLDEN VISA Junho 2013 AUTORIZAÇÃO DE RESIDÊNCIA ATRAVÉS DE INVESTIMENTO EM PORTUGAL Portugal já está a atribuir os Golden Residence Permit a cidadãos não- Europeus no caso de realização de determinados

Leia mais

GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016

GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016 GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016 Esclarecimentos de dúvidas/informações adicionais: Carolina Peralta/Isabel Silva Gabinete de Relações Internacionais - GRI Rua de Santa Marta, 47, 1º Piso sala 112-1169-023

Leia mais

RECONHECIMENTO DE DIPLOMA DE PÓS-GRADUAÇAO DE MESTRADO E DOUTORADO OBTIDO EM INSTITUIÇÃO ESTRANGEIRA

RECONHECIMENTO DE DIPLOMA DE PÓS-GRADUAÇAO DE MESTRADO E DOUTORADO OBTIDO EM INSTITUIÇÃO ESTRANGEIRA RECONHECIMENTO DE DIPLOMA DE PÓS-GRADUAÇAO DE MESTRADO E DOUTORADO OBTIDO EM INSTITUIÇÃO ESTRANGEIRA De acordo com a Resolução Complementar nº01/2007, de 8/11/2007, Art.1º, a Universidade Federal de Minas

Leia mais

Observações sobre o casamento de cidadãos alemães no Brasil

Observações sobre o casamento de cidadãos alemães no Brasil Atualizado em: novembro de 2013 Observações sobre o casamento de cidadãos alemães no Brasil As observações deste informativo servem como primeira referência e estão baseadas, sobretudo, nas experiências

Leia mais

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL SEPLAN ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS OFFICE OF INTERNATIONAL AFFAIRS

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL SEPLAN ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS OFFICE OF INTERNATIONAL AFFAIRS FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO ALUNOS ESTRANGEIROS (FAVOR UTILIZAR LETRA DE FORMA) Foto 3x4 ( ) Aluno Intercambista ( ) Aluno Transferência 1. DADOS PESSOAIS Nome Completo: Data de Nascimento (DD/MM/AAAA): /

Leia mais

Decreto do Governo n.º 6/84 Acordo Europeu sobre o Regime da Circulação das Pessoas entre os Países Membros do Conselho da Europa

Decreto do Governo n.º 6/84 Acordo Europeu sobre o Regime da Circulação das Pessoas entre os Países Membros do Conselho da Europa Decreto do Governo n.º 6/84 Acordo Europeu sobre o Regime da Circulação das Pessoas entre os Países Membros do Conselho da Europa O Governo decreta, nos termos da alínea c) do n.º 1 e do n.º 2 do artigo

Leia mais

ANEXOS. Decisão de Execução da Comissão

ANEXOS. Decisão de Execução da Comissão COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 4.9.2014 C(2014) 6141 final ANNEXES 1 to 4 ANEXOS da Decisão de Execução da Comissão que estabelece a lista de documentos comprovativos a apresentar pelos requerentes de visto

Leia mais

PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL 1) Se eu pretender realizar mobilidade apenas no 2º semestre do próximo ano académico, quando é que devo apresentar a candidatura? 2) Quando é que devo efectuar o

Leia mais

Documentação necessária para trabalhos de estrangeiros em parques de construção de usinas eólicas. Autor JULIANO ALEXANDRE CHANDRETTI Data 02/09/2013

Documentação necessária para trabalhos de estrangeiros em parques de construção de usinas eólicas. Autor JULIANO ALEXANDRE CHANDRETTI Data 02/09/2013 Documentação necessária para trabalhos de estrangeiros em parques de construção de usinas eólicas Autor JULIANO ALEXANDRE CHANDRETTI Data 02/09/2013 A CPFL Energias Renováveis S.A é a maior empresa de

Leia mais

OBJETIVOS: Internacionalização dos alunos, convivendo com pessoas de outros países e oportunidade de conhecer outras culturas.

OBJETIVOS: Internacionalização dos alunos, convivendo com pessoas de outros países e oportunidade de conhecer outras culturas. OBJETIVOS: Internacionalização dos alunos, convivendo com pessoas de outros países e oportunidade de conhecer outras culturas. Desenvolvimento de habilidades de liderança, cooperação, auto-desenvolvimento

Leia mais

Golden Residence Permit Program BES IMÓVEIS AREA GESTÃO IMOBILIÁRIA

Golden Residence Permit Program BES IMÓVEIS AREA GESTÃO IMOBILIÁRIA Golden Residence Permit Program BES IMÓVEIS AREA GESTÃO IMOBILIÁRIA Em que consiste, razões para a existência do programa e benefício principal Quem pode beneficiar do programa Como beneficiar do programa

Leia mais

L A E R T E J. S I L V A

L A E R T E J. S I L V A INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE TRADUÇÃO JURAMENTADA Registro do tradutor e validade da tradução juramentada: O tradutor juramentado é concursado e registrado na junta comercial de seu estado. Meu número de matrícula

Leia mais

Reembolso em espécie das prestações acumuladas na Previdência Profissional ao deixar definitivamente a Suíça a partir de 1 de Junho de 2007

Reembolso em espécie das prestações acumuladas na Previdência Profissional ao deixar definitivamente a Suíça a partir de 1 de Junho de 2007 Sicherheitsfonds BVG Geschäftsstelle Postfach 1023 3000 Bern 14 Tel. +41 31 380 79 71 Fax +41 31 380 79 76 Fonds de garantie LPP Organe de direction Case postale 1023 3000 Berne 14 Tél. +41 31 380 79 71

Leia mais

PASSAPORTE. Para os brasileiros naturalizados a quitação militar é exigida a qualquer idade, após a aquisição da naturalização;

PASSAPORTE. Para os brasileiros naturalizados a quitação militar é exigida a qualquer idade, após a aquisição da naturalização; PASSAPORTE O interessado na obtenção do Passaporte deve procurar quaisquer das unidades descentralizadas ou postos de atendimento do Departamento de Polícia Federal, ou os postos de atendimento da Empresa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 156/2011-CEPE, DE 4 DE AGOSTO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº 156/2011-CEPE, DE 4 DE AGOSTO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº 156/2011-CEPE, DE 4 DE AGOSTO DE 2011. Normas para revalidação de diplomas de graduação e de pós-graduação stricto sensu expedidos por instituições de ensino superior estrangeiras. O CONSELHO

Leia mais

Protocolo Bilateral entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da República de Angola sobre Facilitação de Vistos. Artigo 1.

Protocolo Bilateral entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da República de Angola sobre Facilitação de Vistos. Artigo 1. Protocolo Bilateral entre o Governo da República Portuguesa e o Governo da República de Angola sobre Facilitação de Vistos Artigo 1.º (Objecto) O presente Protocolo tem por objecto a criação de um mecanismo

Leia mais

Direcção-Geral da Saúde Circular Informativa

Direcção-Geral da Saúde Circular Informativa Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde Circular Informativa Assunto: Cartão Europeu de Seguro de Doença Nº: 20/DSPCS DATA: 18/05/04 Para: Todos os serviços dependentes do Ministério da Saúde Contacto

Leia mais

ANEXO I DOCUMENTAÇÃO PARA A OBTENÇÃO DE VISTO CONSULAR, NO CONSULADO BRASILEIRO DO JAPÃO

ANEXO I DOCUMENTAÇÃO PARA A OBTENÇÃO DE VISTO CONSULAR, NO CONSULADO BRASILEIRO DO JAPÃO ANEXO I DOCUMENTAÇÃO PARA A OBTENÇÃO DE VISTO CONSULAR, NO CONSULADO BRASILEIRO DO JAPÃO Documentos base para obtenção de visto consular Passaporte original com validade mínima 6 meses e ao menos 2 páginas

Leia mais

Orientaça o sobre Vistos

Orientaça o sobre Vistos Orientaça o sobre Vistos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS ÁFRICA DO SUL Capital: Pretória (executiva) Língua oficial: Africâner e outras 10 Moeda: Rand (ZAR) Orientação

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS

MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS MANUAL DE ORIENTAÇÕES PARA BOLSISTAS CUBANOS PROGRAMA CAPES/MES - CUBA BRASIL-CUBA PROGRAMA CAPES/MES CUBA PROJETOS Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas em consonância com as normas

Leia mais

3. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

3. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 3.1. Cartões de crédito Comissões (Euros) Redes onde o cartão é aceite 1. Anuidades 1 1.º Titular Outros Titulares 2. Emissão de cartão 1 3. Substituição de cartão 2 4. Inibição do cartão 5. Pagamentos

Leia mais

1- IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE

1- IDENTIFICAÇÃO DO REQUERENTE TRANSFORMAÇÃO DE VISTO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA DE JUSTIÇA DEPARTAMENTO DE ESTRANGEIROS REQUERIMENTO PERMANÊNCIA DEFINITIVA- REUNIÃO FAMILIAR PROTOCOLO PERMANÊNCIA DEFINITIVA- INEXPULSÁVEL PRORROGAÇÃO

Leia mais

Previdência social. Social Welfare

Previdência social. Social Welfare Direitos trabalhistas Saúde 75 a 08 Previdência social Social Welfare 08 76 VIDA NA IRLANDA Os pagamentos se dividem em 3 categorias: 1. Contributivos: Os pagamentos do seguro social (geralmente chamados

Leia mais

MINIGUIA DA EUROPA 2011 Comunicar com os Europeus Línguas Na Europa fala-se muitas línguas, cujas principais famílias são a germânica, a românica, a eslava, a báltica e a céltica. As instituições da União

Leia mais

Visto de Permanência Temporária

Visto de Permanência Temporária Visto de Permanência Temporária Documentos necessários: Requerimento fundamentado, dirigido à Missão Consular de Angola, a solicitar o Visto de Permanência Temporária, com assinatura reconhecida no Notário

Leia mais

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 27 de Abril de 2007 (02.05) (OR. en) 9032/07 SCH-EVAL 90 SIRIS 79 COMIX 427

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 27 de Abril de 2007 (02.05) (OR. en) 9032/07 SCH-EVAL 90 SIRIS 79 COMIX 427 CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 27 de Abril de 2007 (02.05) (OR. en) 9032/07 SCH-EVAL 90 SIRIS 79 COMIX 427 NOTA de: para: Assunto: Presidência Grupo de Avaliação de Schengen Projecto de decisão do

Leia mais

A solução. para os seus problemas. na Europa. ec.europa.eu/solvit

A solução. para os seus problemas. na Europa. ec.europa.eu/solvit A solução para os seus problemas na Europa ec.europa.eu/solvit CONHEÇA OS SEUS DIREITOS Viver, trabalhar ou viajar em qualquer país da UE é um direito fundamental dos cidadãos europeus. As empresas também

Leia mais

A) MATRÍCULA CONSULAR - (PELA PRIMEIRA VEZ, RENOVAR OU ALTERAR DADOS) GRÁTIS.

A) MATRÍCULA CONSULAR - (PELA PRIMEIRA VEZ, RENOVAR OU ALTERAR DADOS) GRÁTIS. A) MATRÍCULA CONSULAR - (PELA PRIMEIRA VEZ, RENOVAR OU ALTERAR DADOS) GRÁTIS. SOMENTE para brasileiros, de qualquer idade e que resida na área de jurisdição do Consulado. A Matrícula Consular NÃO substitui

Leia mais

Orientaça o sobre Vistos

Orientaça o sobre Vistos Orientaça o sobre Vistos UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS DIRETORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SUÉCIA Capital: Estocolmo Língua oficial: Sueco Moeda: Coroa Sueca (SEK) Orientação para Vistos: Permanência

Leia mais

VISTO DE FIXAÇÃO E RESIDÊNCIA. e Residência, com assinatura reconhecida no Notário e visado por este Consulado;

VISTO DE FIXAÇÃO E RESIDÊNCIA. e Residência, com assinatura reconhecida no Notário e visado por este Consulado; VISTO DE FIXAÇÃO E RESIDÊNCIA Documentos necessários: ESTRANG e O Ã E AÇ Carta do requerente, devidamente fundamentada, dirigida à Missão Consular de Angola, a solicitar o Visto de Fixação R G I IRO e

Leia mais

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente. Nome Completo B.I./ Cartão Cidadão Nº Contribuinte Código Repartição Finanças Morada de residência

Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente. Nome Completo B.I./ Cartão Cidadão Nº Contribuinte Código Repartição Finanças Morada de residência 1 Proposta de Adesão de Crédito - Particulares Agência Nº Conta de Depósitos à Ordem Nº Cliente _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ Identificação do titular Nome Completo B.I./ Cidadão Nº Contribuinte

Leia mais

Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL

Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL Changing lives. Opening minds. Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL ERASMUS + Uma porta aberta para a Europa : O novo programa

Leia mais

Instruções para Requerentes de Vistos K3/K4

Instruções para Requerentes de Vistos K3/K4 CONSULADO GERAL ESTADOS UNIDOS DA AMERICA Setor de Vistos de Imigrantes Av. Pres. Wilson, 147 Centro Rio de Janeiro RJ 20030-020 www.consuladodoseua-rio.org.br Instruções para Requerentes de Vistos K3/K4

Leia mais

A formação da União Europeia

A formação da União Europeia A formação da União Europeia A EUROPA DOS 28 Como tudo começou? 1926: 1º congresso da União Pan- Europeia em Viena (Áustria) 24 países aprovaram um manifesto para uma organização federativa na Europa O

Leia mais

VISTO ORDINÁRIO (Pessoas Singulares ou Colectivas)

VISTO ORDINÁRIO (Pessoas Singulares ou Colectivas) VISTO ORDINÁRIO (Pessoas Singulares ou Colectivas) Documentos necessários: R G I ESTRNG e O Ã E Ç IRO Passaporte com validade superior a 9 meses e 2 folhas seguidas livres para a aposição do visto; S Duas

Leia mais

VISTO DE TURISMO. Autorização de Viagem por parte dos tutores, com assinaturas reconhecidas; G O

VISTO DE TURISMO. Autorização de Viagem por parte dos tutores, com assinaturas reconhecidas; G O VISTO DE TURISMO Documentos necessários: ESTRNG e O Ã E Ç Formulário e ficha devidamente preenchidos, com letra de imprensa ou dactilografados com tinta preta e assina- R G I dos pelo requerente, sem rasuras

Leia mais

VISTO DE PERMANÊNCIA TEMPORÁRIA

VISTO DE PERMANÊNCIA TEMPORÁRIA VISTO DE PERMANÊNCIA TEMPORÁRIA Documentos necessários: ESTRANG e O Ã E AÇ Requerimento fundamentado, dirigido à Missão Consular de Angola, a solicitar o Visto de Permanência Temporária, R G I com assinatura

Leia mais

Delegação do Brasil junto à Organização Mundial do Comércio e a outras Organizações Econômicas em Genebra EDITAL

Delegação do Brasil junto à Organização Mundial do Comércio e a outras Organizações Econômicas em Genebra EDITAL Delegação do Brasil junto à Organização Mundial do Comércio e a outras Organizações Econômicas em Genebra Avenue Louis-Casaï 71 Case Postale 120 1216 Cointrin Genebra - Suíça EDITAL Programa de Formação

Leia mais

NOTA INFORMATIVA SINGLE EURO PAYMENTS AREA. 1. O que é a SEPA?

NOTA INFORMATIVA SINGLE EURO PAYMENTS AREA. 1. O que é a SEPA? 1 NOTA INFORMATIVA 1. O que é a SEPA? Para harmonização dos sistemas de pagamento no espaço europeu no sentido de impulsionar o mercado único, foi criada uma Área Única de Pagamentos em Euro (denominada

Leia mais

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção.

1.1.2. O Tarifário completo encontra-se, sempre, disponível em nossa Recepção. Política de Reservas - Hotel Ponta do Morro 1. Do Tarifário 1.1.1. Nossas diárias possuem valores que variam de acordo com a época do ano, tipo de apartamento e quantidade de pessoas hospedadas. Variam

Leia mais

2. Emissão de. Outros Titulares. seguintes. 1.º ano. Anos. cartão. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44

2. Emissão de. Outros Titulares. seguintes. 1.º ano. Anos. cartão. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44 11.1. Cartões de crédito Designação do Redes onde o é aceite 1.º Titular Outros Titulares de (5) (1) 5. Recuperação de valores em divida (6) Millennium bcp Business Silver 28,85 19,23 26,44 Millennium

Leia mais

VISTO CONSULAR AMERICANO

VISTO CONSULAR AMERICANO VISTO CONSULAR AMERICANO REQUERENTE MAIOR DE 16 ANOS que esteja enquadrado nos seguintes requisitos: - Que nunca tenha tido visto - Que já teve visto negado - Que já obteve visto, porém emitido antes de

Leia mais

CONSILIUM. Schengen. A porta para a sua liberdade de circulação na Europa JUNHO DE 2011

CONSILIUM. Schengen. A porta para a sua liberdade de circulação na Europa JUNHO DE 2011 PT CONSILIUM Schengen A porta para a sua liberdade de circulação na Europa JUNHO DE 2011 Índice INTRODUÇÃO 1 LIVRE CIRCULAÇÃO DE PESSOAS 2 COOPERAÇÃO POLICIAL E ADUANEIRA 2 Fronteiras internas 2 Fronteiras

Leia mais

www.consuladodoseua-rio.org.br www.state.gov Instrucões para Requerentes de Vistos de Noivo(a) Estas instruções cobrem os seguintes tópicos:

www.consuladodoseua-rio.org.br www.state.gov Instrucões para Requerentes de Vistos de Noivo(a) Estas instruções cobrem os seguintes tópicos: CONSULADO GERAL DOS ESTADOS UNIDOS DA AMERICA Setor de Vistos de Imigrantes Av. Pres. Wilson, 147 Centro Rio de Janeiro RJ 20030-020 Tel: 21-2292-7117 Fax: 21-2524-1972 www.consuladodoseua-rio.org.br www.state.gov

Leia mais

3. Substituiçã o de cartão. 4. Inibição do cartão. 2. Emissão do Cartão. Isento Isento -- -- 25,00 (4) Ver Nota (2).

3. Substituiçã o de cartão. 4. Inibição do cartão. 2. Emissão do Cartão. Isento Isento -- -- 25,00 (4) Ver Nota (2). 3. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (CLIENTES PARTICULARES) - FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Entrada em vigor: 04-agosto-2015 3.1. Cartões de Crédito Designação do cartão Redes onde o cartão é aceite Barclays

Leia mais

Online Visa Aplication - Canadá

Online Visa Aplication - Canadá Online Visa Aplication - Canadá Este formulário é uma versão em português das principais informações necessárias para a Solicitação Online de Visto para o Canadá. Essas informações são as disponíveis,

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Página 1 de 5 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO 1. CONTRATADA: L C DA SILVA AGÊNCIA DE VIAGENS ME Web Viagens, CNPJ/MF 11.692.987/0001-79, Av. Ipiranga, 104, 9 andar, Consolação, CEP 01046-010, São Paulo/SP,

Leia mais

Manual de Orientações para bolsistas uruguaios

Manual de Orientações para bolsistas uruguaios Coordenação Geral de Programas- CGPR Manual de Orientações para bolsistas uruguaios Programa CAPES/UDELAR BRASIL-URUGUAI Todas as informações aqui descritas devem ser interpretadas em consonância com as

Leia mais

CURSOS DE FÉRIAS Janeiro 2014

CURSOS DE FÉRIAS Janeiro 2014 CURSOS DE FÉRIAS Janeiro 2014 Workshops em Língua Inglesa Dê o primeiro passo para começar a aprender Inglês. De 13 de Janeiro a 7 de Fevereiro OS ESTUDANTES IRÃO: Estudar em Kendall College, em Chicago,

Leia mais

ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA

ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA ANEXO I GRAUS DE DEPENDÊNCIA Código Descrição 1 Cônjuge Feminino 34 Cônjuge Masculino 7 Companheiro(a)/ Convivente 30 Ex-Cônjuge Feminino com Pensão Alimentícia 3 Filho(a) Solteiro(a) 17 Enteado(a) Solteiro(a)

Leia mais

RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PEDIDOS DE VISTO DE INGRESSO, DIVIDIDOS POR CATEGORIAS, QUE DEVEM SER APRESENTADOS EM ORIGINAL + CÓPIA SIMPLES

RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PEDIDOS DE VISTO DE INGRESSO, DIVIDIDOS POR CATEGORIAS, QUE DEVEM SER APRESENTADOS EM ORIGINAL + CÓPIA SIMPLES RELAÇÃO DOS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA PEDIDOS DE VISTO DE INGRESSO, DIVIDIDOS POR CATEGORIAS, QUE DEVEM SER APRESENTADOS EM ORIGINAL + CÓPIA SIMPLES ESTUDO 1. Formulário de pedido de visto 2. Passaporte

Leia mais

RASCUNHO DO FORMULÁRIO MODELO SUBCLASSE 600 PARA PEDIDO DE VISTO ELETRÔNICO DE ENTRADA NA AUSTRÁLIA

RASCUNHO DO FORMULÁRIO MODELO SUBCLASSE 600 PARA PEDIDO DE VISTO ELETRÔNICO DE ENTRADA NA AUSTRÁLIA Última alteração: JULHO/2014 - Informações incompletas ou incorretas poderão acarretar recusa do visto de entrada na Austrália. - Ao preencher este rascunho, você nos autoriza a enviar e receber suas informações

Leia mais

DOCUMENTOS DE APPLICATION - GERAL (vagas para todos os países exceto Alemanha, Sérvia e Suíça)

DOCUMENTOS DE APPLICATION - GERAL (vagas para todos os países exceto Alemanha, Sérvia e Suíça) DOCUMENTOS DE APPLICATION - GERAL (vagas para todos os países exceto Alemanha, Sérvia e Suíça) Em continuidade ao Cronograma Geral, apresentamos a via original do Form 0 e instruções de preenchimento dos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PARA EMISSÃO DE VISTO CANADENSE

CONDIÇÕES GERAIS PARA EMISSÃO DE VISTO CANADENSE CONDIÇÕES GERAIS PARA EMISSÃO DE VISTO CANADENSE 1. Todos os documentos enviados ao Consulado Geral do Canadá em São Paulo não são devolvidos com exceção do passaporte. Caso envie algum documento original,

Leia mais

OBSERVATÓRIO NACIONAL ON COORDENAÇÃO DE GEOFÍSICA COGE PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL PCI/MCTI CHAMADA 01/2013

OBSERVATÓRIO NACIONAL ON COORDENAÇÃO DE GEOFÍSICA COGE PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL PCI/MCTI CHAMADA 01/2013 OBSERVATÓRIO NACIONAL ON COORDENAÇÃO DE GEOFÍSICA COGE PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO INSTITUCIONAL PCI/MCTI CHAMADA 01/2013 A Coordenação de Geofísica (COGE) do Observatório Nacional torna pública a abertura

Leia mais

FAC PERGUNTAS FREQUENTES

FAC PERGUNTAS FREQUENTES FAC PERGUNTAS FREQUENTES Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Divisão de Temas Educacionais (DCE) Departamento Cultural

Leia mais

3. DA SELEÇÃO E DOS CRITÉRIOS: 3.1. A seleção será operacionalizada pela Comissão Coordenadora de Programa do PPG-MATEMÁTICA.

3. DA SELEÇÃO E DOS CRITÉRIOS: 3.1. A seleção será operacionalizada pela Comissão Coordenadora de Programa do PPG-MATEMÁTICA. INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO No 034/2015 PROGRAMA DE MATEMÁTICA DOUTORADO E DOUTORADO DIRETO A Presidente

Leia mais

Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2011/2012 DAAD/ CAPES/CNPq

Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2011/2012 DAAD/ CAPES/CNPq Programa Conjunto de Bolsas de Doutorado na República Federal da Alemanha 2011/2012 DAAD/ CAPES/CNPq I. DEFINIÇÃO E OBJETIVO As bolsas do Programa conjunto de doutorado na Alemanha são concedidas em cooperação

Leia mais

CHAMADA PUBLICA 002/2014 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA CASA DE OSWALDO CRUZ ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE

CHAMADA PUBLICA 002/2014 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA CASA DE OSWALDO CRUZ ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE CHAMADA PUBLICA 002/2014 CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DA CASA DE OSWALDO CRUZ ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE TURMA 2015 O Curso de Especialização em Divulgação da

Leia mais

2.1 O PROME Internacional é destinado a estudantes de graduação da UDESC que preencham aos seguintes requisitos:

2.1 O PROME Internacional é destinado a estudantes de graduação da UDESC que preencham aos seguintes requisitos: EDITAL PROME INTERNACIONAL Nº 02/2014 O Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC, com base na Resolução nº 52/2014 - CONSUNI e objetivando a CHAMADA 02/2014 do Programa de Mobilidade Estudantil

Leia mais

Faculdade de Ciências e Letras de Assis UNESP Edital nº 008/2015 DTA/STG Processo Seletivo de Transferência para o ano letivo de 2016.

Faculdade de Ciências e Letras de Assis UNESP Edital nº 008/2015 DTA/STG Processo Seletivo de Transferência para o ano letivo de 2016. Faculdade de Ciências e Letras de Assis UNESP Edital nº 008/2015 DTA/STG Processo Seletivo de Transferência para o ano letivo de 2016. Estarão abertas, nos dias 20, 21 e 22/01/2016, as inscrições para

Leia mais

Poderão ser aceitos no programa os candidatos que obtiverem nota superior ou igual a 8 (oito), seguindo a distribuição indicada acima.

Poderão ser aceitos no programa os candidatos que obtiverem nota superior ou igual a 8 (oito), seguindo a distribuição indicada acima. INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO - UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AOS PROCESSOS SELETIVOS nº

Leia mais

Pedido de Visto Schengen

Pedido de Visto Schengen Pedido de Visto Schengen FOTO Este impresso é gratuito 1. Apelido PARTE RESERVADA À ADMINISTRAÇÃO 2. Apelido quando do nascimento (apelido anterior) Data do pedido: 3. Nome(s) próprio(s) Número do pedido

Leia mais

Autorização de Viagem

Autorização de Viagem 1ª Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal Autorização de Viagem Viagem nacional Viagem internacional 1ª Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal Renato Rodovalho Scussel Juiz de

Leia mais

CPF Cadastro de Pessoas Físicas. Perguntas e Respostas

CPF Cadastro de Pessoas Físicas. Perguntas e Respostas CPF Cadastro de Pessoas Físicas Perguntas e Respostas 1. O QUE É CPF? É um banco de dados gerenciado pela Secretaria da Receita Federal do Brasil - RFB que armazena informações cadastrais de contribuintes

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PARA EMISSÃO DE VISTO CANADENSE

CONDIÇÕES GERAIS PARA EMISSÃO DE VISTO CANADENSE CONDIÇÕES GERAIS PARA EMISSÃO DE VISTO CANADENSE 1. Todos os documentos enviados ao Consulado Geral do Canadá em São Paulo não são devolvidos com exceção do passaporte. Caso envie algum documento original,

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AOS PROCESSOS SELETIVOS nº. 016/2015 PROGRAMA DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E MATEMÁTICA COMPUTACIONAL

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 O Diretor Geral da Faculdade de Medicina de Marília (Famema), Professor Doutor Paulo Roberto Michelone, no uso de suas atribuições, torna público este Edital de seleção de estudantes

Leia mais

Consulado Geral de Angola em Caracas/Venezuela

Consulado Geral de Angola em Caracas/Venezuela REPÚBLICA DE ANGOLA Consulado Geral de Angola em Caracas/Venezuela PEDIDO DE VISTO DE ENTRADA Tratamento Médico Trabalho Ordinário Fixação de Residência Trânsito Privilegiado Permanência Temporária Turismo

Leia mais

A IAESTE (International Association for the Exchange of Students for. Technical Experience) é uma organização internacional, apolítica e não -

A IAESTE (International Association for the Exchange of Students for. Technical Experience) é uma organização internacional, apolítica e não - Prezados Senhores, Ref. Explicativo Processo Oferta Reservada A IAESTE (International Association for the Exchange of Students for Technical Experience) é uma organização internacional, apolítica e não

Leia mais

GUIA DE CANDIDATURA ESTÁGIO ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMP)

GUIA DE CANDIDATURA ESTÁGIO ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMP) GUIA DE CANDIDATURA ESTÁGIO ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMP) INFORMAÇÃO GERAL 1. O que é um estágio Erasmus? O Estágio Erasmus é uma parte da sua formação académica (curricular ou extracurricular) efectuada

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

Leia mais

CHAMADA PUBLICA PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE.

CHAMADA PUBLICA PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE. CHAMADA PUBLICA PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIVULGAÇÃO DA Periodicidade: anual Coordenação: Luisa Medeiros Massarani CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA SAÚDE. Objetivos do Curso Formação de especialistas

Leia mais

Vistos de Entrada Para o Catar

Vistos de Entrada Para o Catar Vistos de Entrada Para o Catar Visto para o cidadão brasileiro entrar no Catar poderá ser adquirido no momento da chegada ao país ou antes, dependendo do caso em que se insere o brasileiro. A Embaixada

Leia mais

PORTARIA N. 002/2006 AUTORIZAÇÃO DE VIAGEM EM TERRITÓRIO NACIONAL E AUTORIZAÇÃO DE PASSAPORTE E VIAGEM PARA O EXTERIOR

PORTARIA N. 002/2006 AUTORIZAÇÃO DE VIAGEM EM TERRITÓRIO NACIONAL E AUTORIZAÇÃO DE PASSAPORTE E VIAGEM PARA O EXTERIOR PORTARIA N. 002/2006 AUTORIZAÇÃO DE VIAGEM EM TERRITÓRIO NACIONAL E AUTORIZAÇÃO DE PASSAPORTE E VIAGEM PARA O EXTERIOR A Senhora Doutora Juíza de Direito do Juizado da Infância e da Juventude da Comarca

Leia mais

SERVIÇOS CONSULARES Formulários

SERVIÇOS CONSULARES Formulários SERVIÇOS CONSULARES Formulários Instruções: Certifique-se que o programa Adobe Reader, VERSÃO 9, esteja instalado no seu computador. Este programa pode ser obtido, gratuitamente, no site www.adobe.com.

Leia mais