3.3.3 EQUILÍBRIO FISCAL, GESTÃO PARA RESULTADOS, EFICIÊNCIA E QUALIDADE DOS SERVIÇOS E DO ATENDIMENTO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3.3.3 EQUILÍBRIO FISCAL, GESTÃO PARA RESULTADOS, EFICIÊNCIA E QUALIDADE DOS SERVIÇOS E DO ATENDIMENTO"

Transcrição

1 3.3.3 EQUILÍBRIO FISCAL, GESTÃO PARA RESULTADOS, EFICIÊNCIA E QUALIDADE DOS SERVIÇOS E DO ATENDIMENTO O Relatório de Atividades contempla ações do GDF voltadas para a gestão governamental no Modelo de Gestão por Resultados, tais como: realinhamento do planejamento estratégico; instituição de premiação da gestão por resultados; contratualização da gestão por resultados; modernização da gestão pública no Distrito Federal assistência técnica contrato Swap. Quanto ao realinhamento do planejamento, a Seplag elaborou e revisou os planejamentos estratégicos das unidades do GDF, os quais empregam, como base, o Balanced Scorecard. Este consiste em estabelecer como elementos: mapa estratégico converte as estratégias em objetivos quantificáveis, estabelecendo relações de causa-efeito; indicadores medem o grau de alcance dos objetivos propostos; metas quantificam os indicadores, com priorização do processo de implementação; plano de ação estabelece ações de intervenção para romper com a defasagem entre desempenho atual e futuro. Relativamente à premiação, destaca-se o Projeto de Lei n o 625/07, em tramitação na CLDF, o qual trata do sistema de pagamento de incentivos por desempenho nos órgãos do GDF. Os seguintes órgãos assinaram termos de compromisso de resultados com o GDF, em 2009: Secretaria de Transportes, Companhia do Metropolitano, Departamento de Trânsito, Sociedade de Transportes Coletivos de Brasília, Departamento de Estradas de Rodagem, Transportes Urbanos, Secretaria da Educação. O monitoramento e a avaliação dos termos são feitos por meio de oficinas de monitoramento trimestrais, com avaliação anual do planejamento estratégico das unidades compromissadas. O Banco Mundial, por meio de linha de crédito Swap, está financiando ações do GDF, estruturadas em dois componentes: o componente 1, que visa à melhoria na prestação de serviços na educação, saúde e transportes; e o componente 2, focado em assistência técnica de desenvolvimento e fortalecimento dos instrumentos de gestão. Observe-se que a liberação do Swap depende do cumprimento de metas estabelecidas entre o governo e o Banco Mundial. Antes do DF, no Brasil, os governos do Ceará e de Minas Gerais já haviam recorrido a essa fonte externa de recursos. As despesas previstas para o macro-objetivo Equilíbrio Fiscal, Gestão para Resultados, Eficiência e Qualidade dos Serviços e do Atendimento foi de R$ 7,4 bilhões, 57,4 do valor fixado na LOA/09. O montante gasto correspondeu a 217

2 R$ 7,6 bilhões, 61,1 do total realizado nos OFSS e OI. Contudo, considerando os recursos do FCDF para 2009, R$ 7,6 bilhões, esse percentual reduziu-se para 37,9. MACRO-OBJETIVO EQUILÍBRIO FISCAL, GESTÃO PARA RESULTADOS, EFICIÊNCIA E QUALIDADE DOS SERVIÇOS E DO ATENDIMENTO, COMPARATIVO COM OUTROS MACRO-OBJETIVOS Outros Macro- Objetivos 38,9 Equilíbrio Fiscal, Gestão para Resultados, Efic. e Qualidade dos Serviços e do Atendimento 61, GESTÃO PÚBLICA Observa-se que o macro-objetivo comporta apenas uma área de atuação, Gestão Pública, cujo objetivo correlaciona-se ao modelo de gestão voltada para resultados, com o reaparelhamento estatal necessário para essa mudança de paradigma, de forma a melhorar a prestação de serviços públicos, quantitativa e qualitativamente, com redução concomitante das despesas do aparelho estatal. ORÇAMENTOS FISCAL, DA SEGURIDADE SOCIAL E DE INVESTIMENTO MACRO-OBJETIVO EQUILÍBRIO FISCAL, GESTÃO PARA RESULTADOS, EFICIÊNCIA E QUALIDADE DOS SERVIÇOS E DO ATENDIMENTO PROGRAMA ÁREA DE ATUAÇÃO GESTÃO PÚBLICA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA, POR PROGRAMA DOTAÇÃO INICIAL DOTAÇÃO FINAL (A) (B) (B/A) (C) (C/B) (C/A) Apoio Administrativo , ,24 120, ,66 97,05 116,90 Programa para Operação Especial , ,19 113, ,02 83,20 94,35 Atuação Legislativa , ,35 93, ,80 80,13 74,64 Divulgação Oficial , ,71 127, ,64 89,34 113,81 Controle Externo , ,30 107, ,36 94,17 101,47 Gestão de Pessoas , ,48 35, ,16 80,24 28,46 Desenvolvimento e Manutenção dos Sistemas de Informação , ,12 147, ,14 92,79 136,51 Programa de Dados Socioeconômicos , ,26 143, ,29 93,38 134,25 Defesa Jurídica do Distrito Federal , ,18 132, ,10 85,77 113,69 Gestão da Polít. de Correiç., Ouvid. e Contr. Interno do Poder Exec. do DF , ,40 110, ,43 99,09 109,37 Excelência no Atendimento ao Cidadão , ,26 445, ,26 92,47 411,70 Melhoria da Gestão Pública , ,25 173, ,10 37,05 64,29 Informação para Todos , ,05 128, ,03 56,30 72,56 Cidadania Tributária , ,14 48, ,01 3,53 1,70 Prog. Nac. de Apoio à Modern. da Gestão e do Plan. dos Est. e DF - Pnage 456 0, ,03 471, ,00 1,25 5,88 Gestão por Resultados , ,06 86, TOTAL , ,00 111, ,00 91,75 102,27 218

3 Os primeiros seis programas mostrados na tabela responderam por 94,6 da despesa da área de atuação. PROGRAMA APOIO ADMINISTRATIVO Os meios administrativos para que os órgãos do GDF desenvolvam ações finalísticas estão abarcados no programa em pauta. Entre as ações desenvolvidas em 2009, destacaram-se: administração de pessoal, manutenção de serviços administrativos gerais, manutenção de bens imóveis do GDF, manutenção de sistemas corporativos e de gestão voltados à administração pública e manutenção da frota oficial de veículos do GDF. E DE INVESTIMENTOS PROGRAMA APOIO ADMINISTRATIVO -, POR PROJETO/ATIVIDADE PROGRAMA PARA OPERAÇÃO ESPECIAL Administração de Pessoal ,33 Manutenção de Serviços Administrativos Gerais ,42 Manutenção de Bens Imóveis do GDF ,72 Manutenção de Sistemas Corporativos e de Gestão Voltados à Administração Pública ,44 Manutenção da Frota Oficial de Veículos do GDF ,51 Manutenção do Fundo de Assistência a Saúde dos Servidores ,34 Realização de Fóruns, Conferências e Seminários ,06 Manutenção e Funcionamento dos Conselhos Tutelares ,03 Modernização do Sistema de Informática ,03 Aquisição de Equipamentos ,03 Reforma de Prédios e Próprios ,02 Capacitação de Gestores e Operadores 700 0,01 Contratação de Consultorias 949 0,02 Cerimonial do Governador 579 0,01 Aquisição de Caminhões e Veículos Pesados 188 0,00 Manutenção e Funcionamento do Conselho de Defesa dos Direitos do Negro 168 0,00 Construção de Prédios e Próprios 100 0,00 Realização de Campanhas Educativas 100 0,00 Manutenção e Funcionamento do Conselho de Defesa dos Direitos da Mulher 90 0,00 Revitalização do Anexo do Palácio do Buriti 71 0,00 Manutenção e Funcionamento do Conselho dos Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência - Coddede/DF 47 0,00 Manutenção e Funcionamento do Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente - CDCA 35 0,00 Manutenção e Funcionamento do Conselho de Assistência Social - CAS 35 0,00 Manutenção e Funcionamento do Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana 20 0,00 Manutenção e Funcionamento do Conselho dos Direitos do Idoso 8 0,00 Apoio Administrativo às Atividades do Conselho de Saúde do Distrito Federal 2 0,00 TOTAL ,00 As operações especiais, segundo o Manual Técnico do Orçamento, são ações orçamentárias cujas despesas não contribuem para o aperfeiçoamento, manutenção ou expansão de atividades ou projetos empreendidos pelo governo, não gerando produtos ou contraprestação direta de bens ou serviços. O programa, 219

4 pois, concentra tais ações. Enquadram-se nessa classificação, entre outras, as transferências a pessoas físicas e jurídicas, o pagamento de sentenças judiciais, as participações acionárias e as compensações financeiras. A realização em 2009 alcançou R$ 1,6 bilhão, R$ 102,3 milhões acima do montante despendido no ano anterior, em valores atualizados, e 94,4 do valor inicialmente previsto na lei orçamentária. O gasto mais expressivo deu-se em Encargos Previdenciários do Distrito Federal, que conglobou 62,9 pouco mais de R$ 1 bilhão das despesas do programa. Esse valor destinou-se a pagamento de inativos e pensionistas. Outras despesas relevantes em 2009 foram amortização e encargos da dívida pública interna, cuja realização somou R$ 169 milhões, ou 10,6 dos gastos do programa; execução de sentenças judiciais, com R$ 118,6 milhões executados no exercício; formação do patrimônio do servidor público, que alcançou R$ 108,8 milhões; e ressarcimentos, indenizações e restituições, nos quais foram despendidos R$ 106,4 milhões. PROGRAMA ATUAÇÃO LEGISLATIVA O programa diz respeito ao trabalho desenvolvido pela Câmara Legislativa do DF e seus membros, tais como o trabalho legislativo, de fiscalização e controle externo, conforme previsão constitucional e legal. PROGRAMA ATUAÇÃO LEGISLATIVA -, POR PROJETO/ATIVIDADE Administração de Pessoal ,25 Construção do Edifício Sede da Câmara Legislativa ,44 Publicidade e Propaganda ,55 Concessão de Benefícios a Servidores ,43 Manutenção de Serviços Administrativos Gerais ,30 Modernização do Sistema de Informática ,64 Promoção de Eventos da Câmara Legislativa para o Desenvolvimento da Cidadania 880 0,31 Capacitação de Recursos Humanos 194 0,07 Participação da Câmara Legislativa em Instituições Ligadas às Atividades do Poder Legislativo 56 0,02 Promoção da Qualidade de Vida no Trabalho e Bem-estar Social dos Servidores 37 0,01 TOTAL ,00 Administração de Pessoal, Construção do Edifício Sede da Câmara Legislativa e Publicidade e Propaganda responderam por R$ 256,8 milhões, ou 89,2 do montante executado no programa. Observa-se a presença, no Relatório de Atividades, da informação concernente à quantidade de proposições legislativas, nos últimos três exercícios, a qual se apresenta a seguir. 220

5 PROPOSIÇÕES ELABORADAS NAS SESSÕES LEGISLATIVAS DA CLDF PROPOSIÇÕES Proposta de Emenda à Lei Orgânica Apresentadas Promulgadas Tramitando Projetos de Lei Complementar Apresentados Sancionados/Promulgados Tramitando Projetos de Lei Ordinária Apresentados Sancionados/Promulgados Tramitando Projetos de Decreto Legislativo Apresentados Promulgados Tramitando Projetos de Resolução Apresentados Promulgados Tramitando Fonte: Relatório de Atividades. PROGRAMA GESTÃO DE PESSOAS O programa busca implementar políticas públicas orientadas para o desenvolvimento e aperfeiçoamento de competências individuais conhecimentos, habilidades e atitudes, ampliação do nível de escolaridade, profissionalização, valorização e reconhecimento dos servidores. A política de gestão de pessoas está alicerçada no tripé: padronização das unidades de gestão de pessoas, humanização da relação administração servidor e capacitação e desenvolvimento como instrumento de gestão. Concessão de Benefícios aos Servidores foi responsável por R$ 155,4 milhões, ou 94,9 do total. 221

6 Fonte: Siggo Auxílio-alimentação, Outros Serviços de Terceiros Pessoa Jurídica e Outros Benefícios Assistenciais responderam por R$ 150 milhões, ou 91,6 do valor realizado. PROGRAMA GESTÃO DE PESSOAS -, POR PROJETO/ATIVIDADE PROGRAMA CONTROLE EXTERNO Concessão de Benefícios a Servidores ,86 Manutenção do Programa Bolsa Estágio ,52 Capacitação de Recursos Humanos ,47 Qualificação e Desenvolvimento de Pessoas 769 0,47 Manutenção do Programa Reintegra Cidadão 331 0,20 Aperfeiçoamento Profissional dos Servidores nas Áreas de Conhecimento afetas à Secretaria de Fazenda 324 0,20 Programa de Atenção à Saúde & Qualidade de Vida 250 0,15 Plano de Seguro de Vida e Acidente Pessoal 159 0,10 Melhoria da Qualidade de Vida dos Servidores 27 0,02 Formação Gerencial Permanente por Meio de Bolsas MBA 16 0,01 TOTAL ,00 PROGRAMA GESTÃO DE PESSOAS -, POR ELEMENTO ELEMENTOS Auxílio-alimentação ,47 Outros Serviços de Terceiros - Pessoa Jurídica ,73 Outros Benefícios Assistenciais ,36 Auxílio-transporte ,09 Obrigações Tributárias e Contributivas ,29 Indenizações e Restituições ,13 Outros Serviços de Terceiros - Pessoa Física 476 0,29 Despesas de Exercícios Anteriores 332 0,20 Outras Desp. de Pessoal Dec. Contratos de Terceirizados 331 0,20 Outros Auxílios Financeiros a Pessoas Físicas 290 0,18 Diárias - Militar 40 0,02 Diárias - Civil 31 0,02 Serviços de Consultoria 10 0,01 TOTAL ,00 As competências constitucionais e legais do Tribunal de Contas do DF, para a fiscalização da gestão dos recursos públicos do DF, constituem-se no objeto deste programa. 222

7 A tabela seguinte mostra que Administração de Pessoal e Concessão de Benefícios a Servidores responderam por R$ 158,6 milhões, ou 88,8 do total das despesas do programa. PROGRAMA CONTROLE EXTERNO -, POR PROJETO/ATIVIDADE R$1.000,00 Administração de Pessoal ,67 Concessão de Benefícios a Servidores ,14 Manutenção de Serviços Administrativos Gerais ,31 Recuperação e Melhoria das Instalações do Tribunal de Contas do Distrito Federal ,22 Modernização do Sistema de Informática ,01 Promoex - Programa de Modernização do Sistema de Controle Externo 781 0,44 Capacitação de Recursos Humanos 329 0,18 Publicidade e Propaganda 58 0,03 TOTAL ,00 De acordo com o Relatório Anual de Desempenho do TCDF, entre 2008 e 2009, o quantitativo de auditorias teve decréscimo de 7,3, o de inspeções reduziu 7,8. Em 2009, a quantidade de processos apreciados em aposentadorias, reformas e pensões civis e militares somaram 59,1, conforme gráfico adiante. Pensão Militar 5,6 Tomada de Contas Anual 3,0 Representação 4,8 TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL PROCESSOS APRECIADOS, POR ASSUNTO Auditoria 2,2 Outros 9,9 Aposentadoria 37,7 Licitação 6,4 Admissão de Pessoal 6,7 Reforma 7,1 Fonte: Relatório Anual de Desempenho TCDF/09. Tomada de Contas Especial 7,9 Pensão 8,7 223

8 PROGRAMA EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO AO CIDADÃO O programa tem como meta a melhoria na prestação dos serviços ao cidadão, por meio do incremento na qualidade e redução no tempo gasto na obtenção dos serviços públicos. A totalidade da realização da despesa ocorreu na manutenção das unidades referentes ao Na Hora, R$ 19,7 milhões. Em 2009, foram efetuados 2,7 milhões de atendimentos nas unidades do Na Hora. Apresentam-se, a seguir, as evoluções mensal e anual dos atendimentos. QUANTITATIVO DE ATENDIMENTOS DOS POSTOS NA HORA, POR MÊS 2009 janeiro fevereiro março abril maio junho julho agosto setembro outubro novembro dezembro Fonte: Relatório de Atividades. QUANTITATIVO DE ATENDIMENTOS DOS POSTOS NA HORA, POR ANO / Fonte: Relatório de Atividades. 224

9 PROGRAMA DE DADOS SOCIOECONÔMICOS O programa objetiva a elaboração e disseminação de informações estatísticas sociais, econômicas e de perfil populacional do DF. A Corregedoria-Geral, em avaliação constante do Anexo VI, Volume VI-A, classificou esse programa como eficiente e eficaz, atestou que as ações examinadas, Manutenção do Serviço de Atendimento ao Cidadão e Estudos e Pesquisas Socioeconômicas, coadunam com os objetivos traçados e que foram obtidos resultados satisfatórios para a população. Apontou, ainda, a necessidade de: fortalecer ações voltadas à coleta de dados estatísticos e ao planejamento das unidades solicitantes dos serviços da Central Única de Atendimento Telefônico do GDF Central 156; avaliar o potencial de recursos humanos da Codeplan, especialmente os dedicados a estudos e pesquisas socioeconômicas. PROGRAMA DE DEFESA JURÍDICA DO DISTRITO FEDERAL O programa tem por meta a defesa jurídica e prestação de consultoria às unidades do DF. PROGRAMA DE DADOS SOCIOECONÔMICOS -, POR PROJETO/ATIVIDADE Administração de Pessoal ,35 Manutenção do Serviço de Atendimento ao Cidadão ,31 Concessão de Benefícios a Servidores ,67 Manutenção de Serviços Administrativos Gerais ,93 Estudos e Pesquisas Socioeconômicas 562 0,58 Realização de Estudos e Pesquisas Diversos 157 0,16 TOTAL ,00 PROGRAMA DEFESA JURÍDICA DO DF -, POR PROJETO/ATIVIDADE Administração de Pessoal ,48 Coordenação dos Recursos do Fundo da Procuradoria-Geral do DF ,15 Concessão de Benefícios a Servidores ,58 Manutenção de Serviços Administrativos Gerais 923 1,11 Reforma de Prédios e Próprios 505 0,61 Capacitação de Recursos Humanos 68 0,08 TOTAL ,00 225

10 As principais atuações realizadas, segundo o Relatório de Atividades da Procuradoria-Geral, referem-se a: liberação e licenciamento de obras, inclusive do Veículo Leve sobre Trilhos VLT, representação em juízo, orientação a unidades do DF, controle da dívida ativa, gerência de precatórios, capacitação de recursos humanos e reforma de prédios e próprios. A Corregedoria-Geral também se manifestou quanto a esse programa, fundada em amostragem abrangendo as ações: Capacitação de Recursos Humanos, Coordenação dos Recursos do Fundo da Procuradoria-Geral do DF e Reforma de Prédios e Próprios. Como resultado desse exame, ao tempo em que atestou que os objetivos do programa estão sendo cumpridos, observou a necessidade de fortalecer ações: de planejamento e execução da despesa; voltadas à apuração estatística de dados oriundos das atividades da Procuradoria-Geral do DF, relativos não só a quantitativos de processos e ações iniciadas, mas também a resultados obtidos. 226

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS LOA - LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - 2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE CUIABÁ SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO E FINANÇAS LOA - LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL - 2014 01101 - CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ 01 - LEGISLATIVA 031 - Ação Legislativa 0001 - ATUAÇÃO LEGISLATIVA DA CÂMARA MUNICIPAL 2001 - Manutenção e Conservação de Bens Imóveis 37.602.000 37.602.000 37.602.000

Leia mais

Os objetivos e políticas globais desta Agenda, descritos no PPA, organizam-se em três eixos de atuação:

Os objetivos e políticas globais desta Agenda, descritos no PPA, organizam-se em três eixos de atuação: 4.2.1.4 AGENDA DA GESTÃO PÚBLICA A Agenda da Gestão Pública é um dos pilares da ação governamental previstos no PPA 2004/2007. Esta Agenda tem como diretriz a busca de modelo de gestão empreendedora para

Leia mais

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI

Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Página de Transparência Pública - Tabela de Natureza da Despesa Fonte: Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI OBS: utilizar apenas a parte numérica dos códigos, desprezando

Leia mais

Natureza Jurídica não encontrada PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS DO SUL. Seleção: DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2015

Natureza Jurídica não encontrada PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRINHOS DO SUL. Seleção: DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS 2015 Planilha LEI de Identificação dos Projetos, Atividades e Operações Especiais Data: Página: 30/01/2015 1/118 Função: Subfunção: Programa: Legislativa Ação Legislativa 0025 131 Objetivo Justificativa Apreciar

Leia mais

Para a Agenda da Gestão Pública foram fixadas três políticas setoriais, cujas pretensões estão dispostas a seguir:

Para a Agenda da Gestão Pública foram fixadas três políticas setoriais, cujas pretensões estão dispostas a seguir: 4.2.5.4 AGENDA DA GESTÃO PÚBLICA A Agenda da Gestão Pública objetiva difundir o modelo de gestão empreendedora, com vista à modernização do aparelho estatal e da organização administrativa, tendo como

Leia mais

33201 - Instituto Nacional do Seguro Social

33201 - Instituto Nacional do Seguro Social Quadro Síntese - Função, Subfunção e Programa Total Órgão Total Unidade Função Total Subfunção Total Programa Total 09. Previdência Social 5.338.121.201 122. Administração Geral 1.919.387.533 0083. Previdência

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA

SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA LEGISLAÇÃO: Lei Municipal nº 8.834 de 01/07/2002 e Decreto 550 de 19/09/2007. ATRIBUIÇÕES: 10 - SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO PÚBLICA 10.010 - COORDENAÇÃO GERAL

Leia mais

Classificação por Categoria Econômica

Classificação por Categoria Econômica Classificação por Categoria Econômica 1. Classificação A classificação por categoria econômica é importante para o conhecimento do impacto das ações de governo na conjuntura econômica do país. Ela possibilita

Leia mais

ENTENDENDO OS DEMONSTRATIVOS DE CUSTOS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

ENTENDENDO OS DEMONSTRATIVOS DE CUSTOS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA SUBSECRETARIA DE CONTABILIDADE COORDENAÇÃO DE CUSTOS GOVERNAMENTAIS ENTENDENDO OS DEMONSTRATIVOS DE CUSTOS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Março

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ LEI Nº 5456, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2012. Estima a receita e fixa a despesa do Município de Sumaré para o exercício financeiro de 2013, e dá outras providências.- O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE SUMARÉ seguinte

Leia mais

Código. Total: 4.175.000,00

Código. Total: 4.175.000,00 010 - CÂMARA MUNICIPAL 30000000000 DESPESAS CORRENTES 3.950.000,00 31000000000 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 3.184.000,00 31900000000 APLICAÇÕES DIRETAS 3.134.000,00 31901100000 VENCIMENTOS E VANTAGENS FIXAS

Leia mais

2004 - Assistência Médica e Odontológica aos Servidores Civis, Empregados, Militares e seus Dependentes

2004 - Assistência Médica e Odontológica aos Servidores Civis, Empregados, Militares e seus Dependentes Programa 2123 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Esporte Número de Ações 10 Tipo: Operações Especiais 09HB - Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO

SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO LEGISLAÇÃO: Lei Municipal nº 8.834 de 01/07/2002 e Decreto nº 529 de 09/08/2002. ATRIBUIÇÕES: 0700 - SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO 0710 - COORDENAÇÃO GERAL Compete

Leia mais

(P) 01.032.0256.1389 Projeto de Modernização do Controle Externo - PROMOEX. (P) 01.032.0256.2742 Reforma de Instalações Físicas do Tribunal de Contas

(P) 01.032.0256.1389 Projeto de Modernização do Controle Externo - PROMOEX. (P) 01.032.0256.2742 Reforma de Instalações Físicas do Tribunal de Contas DETALHAMENTO DAS DESPESAS POR ELEMENTO EXERCÍCIO 211 2 2 Tribunal de Contas - Administração Direta R$1, (P) 1.32.256.1389 Projeto de Modernização do Controle Externo - PROMOEX 1.12.87 1.12.87 3.3.9.39

Leia mais

1001 - GOVERNADORIA MUNICIPAL - ADMINISTRAÇÃO DIRETA

1001 - GOVERNADORIA MUNICIPAL - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 1001 - GOVERNADORIA MUNICIPAL - ADMINISTRAÇÃO DIRETA Legislação: Lei nº 15.738, de 29 de dezembro de 1992; Decreto nº 16.149, de 06 de janeiro de 1993; Lei nº 15.820, de 24 de novembro de 1993; Lei nº

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL EXECUÇÃO DA DESPESA, ATIVIDADE 8505 - PUBLICIDADE E PROPAGANDA, POR UNIDADE ORÇAMENTÁRIA - 2011

ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL EXECUÇÃO DA DESPESA, ATIVIDADE 8505 - PUBLICIDADE E PROPAGANDA, POR UNIDADE ORÇAMENTÁRIA - 2011 3.4.5 PUBLICIDADE E PROPAGANDA As despesas com publicidade e propaganda em 2011 somaram R$ 192,9 milhões, representando aumento real de 23,5% em relação ao ano anterior. Sua composição foi de R$ 31,4 milhões

Leia mais

26238 - Universidade Federal de Minas Gerais

26238 - Universidade Federal de Minas Gerais 26238 - Universidade Federal de Minas Gerais Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 469.130.614 481.375.186 540.617.623 541.737.623 Programa 0040 Toda Criança

Leia mais

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA

3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3601 - SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS - ADMINISTRAÇÃO DIRETA Legislação: Lei nº 15.506, de 31 de julho de 1991; Decreto nº 15.813, de 24 de abril de 1992; Lei nº 15.738, de

Leia mais

4.2.4 PUBLICIDADE E PROPAGANDA

4.2.4 PUBLICIDADE E PROPAGANDA 4.2.4 PUBLICIDADE E PROPAGANDA O 1º do artigo 37 da Constituição Federal disciplina a publicidade oficial, nos seguintes termos: Art. 37. A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2013 Programa 2101 - Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 121 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal Função:

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 2123 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério do Esporte 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais Número de Ações 11 Despesas

Leia mais

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS

DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS DESCENTRALIZAÇÃO ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DAS PROMOTORIAS DE JUSTIÇA REGIONAIS OBJETIVOS Dotar as Promotorias de Justiça

Leia mais

3801 - SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ - ADMINISTRAÇÃO DIRETA

3801 - SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ - ADMINISTRAÇÃO DIRETA 3801 - SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS E SEGURANÇA CIDADÃ - ADMINISTRAÇÃO DIRETA Legislação: Lei nº 17.108, de 27 de julho de 2005. DESCRIÇÃO DO PROGRAMA DE TRABALHO PROGRAMAS ESPECÍFICOS VOLTADOS PARA

Leia mais

42201 - Fundação Casa de Rui Barbosa

42201 - Fundação Casa de Rui Barbosa 42201 - Fundação Casa de Rui Barbosa Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 12.384.918 12.916.336 13.803.241 14.503.241 Programa 0089 Previdência de Inativos

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5140 - ESPAÇO ABERTO Objetivo: PROMOVER A INTEGRAÇÃO ENTRE O PODER PÚBLICO MUNICIPAL E OS MUNÍCIPES EM CONJUNTO COM OS DEMAIS ORGÃOS QUE COMPÕE A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL.

Leia mais

3.1. IDENTIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES GOVERNAMENTAIS COM ATUAÇÃO EM 2007:

3.1. IDENTIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES GOVERNAMENTAIS COM ATUAÇÃO EM 2007: 3. GESTÃO DE PROGRAMAS E AÇÕES 3.1. IDENTIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES GOVERNAMENTAIS COM ATUAÇÃO EM 2007: 3.1.1. DESCRIÇÃO DO PROGRAMA, PROJETO/ ATIVIDADE OU AÇÃO ADMINISTRATIVA EM TERMOS DO OBJETIVO

Leia mais

Francisco Paulo Pimenta Maria Tereza de Araújo Serra

Francisco Paulo Pimenta Maria Tereza de Araújo Serra TEXTO: FINANCIAMENTO (MECANISMOS E INSTRUMENTOS) Diretrizes Orçamentárias, Plano Integrado e Orçamento Público da União, Estados, Distrito Federal e Municípios: conhecer para exigir, exigir para incluir,

Leia mais

2106 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

2106 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Programa 2106 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Número de Ações 52 Ação Orçamentária 008A - Contribuição à Academia Brasileira de Ciências - ABC Esfera:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAQUARA - ORÇAMENTO PROGRAMA 2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRAQUARA - ORÇAMENTO PROGRAMA 2015 3.0.00.00 DESPESAS CORRENTES 165.870.930,00 3.1.00.00 PESSOAL E ENCARGOS SOCIAIS 89.242.770,00 3.1.90.00 APLICAÇÕES DIRETAS 82.690.110,00 3.1.90.01 000 APOSENTADORIAS, RESERVA REMUNERADA E REFORMAS 125.000,00

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

MUNICÍPIO DE PIRACICABA - SP

MUNICÍPIO DE PIRACICABA - SP ANEXO III - DESCRIÇÃO DOS ES E METAS DOS S GOVERNAMENTAIS 02-ALTERACAO SUB 121-PLANEJAMENTO E ORCAMENTO AÇÃO 18 0005-ASSISTENCIA FINANCEIRA DE MODERNIZAÇÃO FISCAL PROMOVER O DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS

Leia mais

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral Governo do do Amazonas Secretaria de de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN Sistema de Planejamento, Orçamento e Gestão do do Amazonas SPLAM Pág. 3 de 2001 - da 25000 - Secretaria de de Infraestrutura

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DAS FINANÇAS DIRETORIA FINANCEIRA CONTADORIA GERAL DO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DAS FINANÇAS DIRETORIA FINANCEIRA CONTADORIA GERAL DO ESTADO DESPESAS CORRENTES 01. LEGISLATIVA 3190.09 Salário-Família Salário família de pessoal, a cargo de diversas unidades orçamentárias 2.199.759,83 Vencimentos e vantagens de pessoal, a cargo de diversas unidades

Leia mais

!"# $%!"!&&'"!&"!& ,+-.,/,

!# $%!!&&'!&!& ,+-.,/, 377!"# $!"!&&'"!&"!&!()&"!*+,+-.,/, 378 379 PROGRAMA: CONTROLE EXTERNO MUNICIPAL Órgão Responsável: Tribunal de Constas dos Municípios - TCM Órgão Executor: TCM Objetivo: Orientar e fiscalizar a administração

Leia mais

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Órgão: 47 Poder Executivo Quadro íntese Código/Especificação Programa Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão 89 Previdência de Inativos e Pensionistas da União 9 : Cumprimento de entenças Judiciais

Leia mais

4.3 FUNDO CONSTITUCIONAL DO DISTRITO FEDERAL

4.3 FUNDO CONSTITUCIONAL DO DISTRITO FEDERAL 4.3 FUNDO CONSTITUCIONAL DO DISTRITO FEDERAL O Distrito Federal, em face de suas peculiaridades, depende, desde sua criação, de repasses da União para manutenção das áreas de segurança, educação e saúde

Leia mais

2101 Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República

2101 Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República 2101 Programa de Gestão e Manutenção da Presidência da República Objetivo específico: Prover as unidades da Presidência dos meios administrativos para a implementação e gestão de seus programas temáticos.

Leia mais

Ensino Superior NOVA MISSÃO. Ensino Básico

Ensino Superior NOVA MISSÃO. Ensino Básico Ensino Superior NOVA MISSÃO Ensino Básico NOVA MISSÃO: APOIO À FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA O DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL, CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO PAÍS OBJETIVOS ESTRATÉGICOS: Fortalecimento da

Leia mais

Detalhamento da Implementação Concessão de Empréstimos, ressarcimento dos valores com juros e correção monetária. Localizador (es) 0001 - Nacional

Detalhamento da Implementação Concessão de Empréstimos, ressarcimento dos valores com juros e correção monetária. Localizador (es) 0001 - Nacional Programa 2115 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Saúde 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 51 Pagamento da participação da patrocinadora

Leia mais

42203 - Fundação Cultural Palmares

42203 - Fundação Cultural Palmares 42203 - Fundação Cultural Palmares Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 8.006.695 13.677.789 9.205.183 20.878.795 Programa 0089 Previdência de Inativos e Pensionistas

Leia mais

META FÍSICA. UNIDADE RESPONSÁVEL GGEP Gerência de Gestão de Pessoas. - Sem meta. física da União. Pessoal Ativo empregados ativos civis da União.

META FÍSICA. UNIDADE RESPONSÁVEL GGEP Gerência de Gestão de Pessoas. - Sem meta. física da União. Pessoal Ativo empregados ativos civis da União. Gerente: Diretor-Presidente 20TP Pagamento de Pagamento de espécies remuneratórias devido servidores e Garantir o pagamento de - Sem meta Pessoal Ativo empregados ativos civis da União. espécies remuneratórias

Leia mais

Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional Subfunção: 128 - Formação de Recursos Humanos UO: 52201 - Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC

Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional Subfunção: 128 - Formação de Recursos Humanos UO: 52201 - Agência Nacional de Aviação Civil - ANAC Programa 0630 Desenvolvimento da Aviação Civil Numero de Ações 14 Ações Orçamentárias 0B09 Apoio a Aeroclubes e Escolas de Aviação Civil Produto: Entidade apoiada Esfera: 10 Função: 05 - Defesa Nacional

Leia mais

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal

III Seminário de Gestão e. Arrecadação Municipal III Seminário de Gestão e iza Arrecadação Municipal Modernização dos Instrumentos de Arrecadação Fontes de Financiamento para Fazendas Públicas Municipais. Temas abordados no evento: 1. Alternativas de

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE: FAÇO SABER que o Poder Legislativo decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Lei nº 7.915, de 08 de janeiro de 2001. Altera o texto da Lei nº 7.893, de 19 de dezembro de 2000 e seus anexos, que estima a receita e fixa a despesa do Estado do Rio Grande do Norte para o exercício

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE Prioritária 1: Manter o incentivo aos Programas do Núcleo Apoio da Saúde da Família

Leia mais

DECRETO Nº 277 DE 23 DE MARÇO DE 2015

DECRETO Nº 277 DE 23 DE MARÇO DE 2015 DECRETO Nº 277 DE 23 DE MARÇO DE 2015 Estabelece medidas administrativas temporárias para contenção e otimização de despesas, no âmbito do Poder Executivo, cria o Conselho Gestor para Eficiência Administrativa

Leia mais

SiMec Sistema Integrado de Monitoramento do Ministério da Educação

SiMec Sistema Integrado de Monitoramento do Ministério da Educação SiMec Sistema Integrado de Monitoramento do Ministério da Educação O SiMec é uma ferramenta gerencial cuja função é instrumentalizar o processo de planejamento, auxiliar as equipes executoras de Programas

Leia mais

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF

Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF Planejamento Fiscal 2015 DM/SMF PLANEJAMENTO FISCAL 2015 CAPITULO I APRESENTAÇÃO O Planejamento Fiscal do DM/SMF - Departamento de Impostos Mobiliários da Secretaria Municipal de Fazenda materializa-se

Leia mais

Ministério da Previdência Social Redução de Gastos Julho - 2015 DESPESA 2012 2013 2014 2015 2016 DATAPREV DESPESA 2012 2013 2014 EXEC 1º SEM PROJEÇÃO Diárias e Passagens 562.609.894 587.443.620 609.750.166

Leia mais

26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco

26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco 26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26215 - Centro Federal de Educação Tecnológica de Pernambuco R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos

Leia mais

26236 - Universidade Federal Fluminense

26236 - Universidade Federal Fluminense 26236 - Universidade Federal Fluminense Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 383.819.227 394.001.734 421.765.795 422.915.795 Programa 0041 Desenvolvimento

Leia mais

VI - Sistemas Previdenciários

VI - Sistemas Previdenciários VI - Sistemas Previdenciários Regime Geral de Previdência Social Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Projeto de Lei Orçamentária Mensagem Presidencial Cabe ao Governo Federal a responsabilidade

Leia mais

MUNICIPAL DE FIRMINO ALVES

MUNICIPAL DE FIRMINO ALVES ESTADO DA SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL PREFEITURA MUNICIPAL DE FIRMINO ALVES DECRETO Nº 001/2014de 10 de Janeiro de 2014 APROVA O QUADRO DE DETALHAMENTO DA DESPESA QDD para exercício financeiro de 2014 e

Leia mais

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação

10.936.971,00 3.2.4.3.1.00.00 - Benefícios Eventuais por Situações de Vulnerabilidade Temporária - Consolidação PREFEITURA DO RECIFE SECRETARIA DE FINANÇAS GERÊNCIA GERAL DA CONTABILIDADE DO MUNICÍPIO DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS - CONSOLIDADO - 2013 Demonstrativo das Variações Patrimoniais e Resultado

Leia mais

26262 - Universidade Federal de São Paulo

26262 - Universidade Federal de São Paulo 26262 - Universidade Federal de São Paulo Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 170.156.775 243.704.034 262.392.190 263.492.190 Programa 0041 Desenvolvimento

Leia mais

Modernização da Gestão Administrativa. e da. Previdência do Servidor Público

Modernização da Gestão Administrativa. e da. Previdência do Servidor Público Modernização da Gestão Administrativa e da Previdência do Servidor Público (Brasília, 14 de maio de 2015) 2 Projeto de Lei Complementar Institui o Regime de Previdência Complementar Novo Regime abrange

Leia mais

Nº OE Objetivos Estratégicos (OE) que se relacionam ao plano de capacitação 3

Nº OE Objetivos Estratégicos (OE) que se relacionam ao plano de capacitação 3 Nº OE Objetivos Estratégicos (OE) que se relacionam ao plano de capacitação 3 3 Investir no recrutamento, capacitação e desenvolvimento de seus profissionais. 7 7 Implementar ações de modernização administrativa

Leia mais

42205 - Fundação Nacional de Artes

42205 - Fundação Nacional de Artes 42205 - Fundação de Artes Unidade: 42205 - Fundação de Artes Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 29.181.382 29.175.099 32.881.773 33.661.773 Programa 0089

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2115 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Saúde 0110 - Contribuição à Previdência Privada Tipo: Operações Especiais Número de Ações 78 Assegurar às autarquias, fundações, empresas

Leia mais

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014

Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2014 Programa 2114 - Programa de Gestão e Manutenção do Ministério da Previdência Social Número de Ações 27 00M1 - Benefícios Assistenciais decorrentes do Auxílio-Funeral e Natalidade Tipo: Operações Especiais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL

PREFEITURA MUNICIPAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL LEI No 2.396197 Dispõem sobre a organizaçgo admi nistrativa da Prefeitura Municipal de Soledade e dá outras providên - cias.- HÉLIO ÂNGELO LODI - Prefeito Municipal de Soledade,

Leia mais

26248 - Universidade Federal Rural de Pernambuco

26248 - Universidade Federal Rural de Pernambuco 26248 - Universidade Federal Rural de Unidade: 26248 - Universidade Federal Rural de Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 86.417.163 86.800.721 95.680.552

Leia mais

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian

Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana. Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian Planos Municipais de Mobilidade Urbana e Acessibilidade e o papel do TCE-RS na sua implementação Seminário Gaúcho de Acessibilidade na Mobilidade Urbana Andrea Mallmann Couto Juliana Baum Vivian SUPORTE

Leia mais

Política cultural: Brasil; SP; São Paulo

Política cultural: Brasil; SP; São Paulo Política cultural: Brasil; SP; São Paulo Antônio Eleilson Leite eleilsonleite@hotmail.com São Paulo, maio, 2014 Política cultural Nacional As três dimensões da cultura: simbólica, cidadã e econômica Fortalecimento

Leia mais

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica)

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) No decorrer da execução do Projeto, e tão logo sejam definidos os perfis dos consultores necessários para a consecução dos produtos

Leia mais

26278 - Fundação Universidade Federal de Pelotas

26278 - Fundação Universidade Federal de Pelotas 26278 - Fundação Universidade Federal de Pelotas Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 133.077.224 125.362.509 141.167.384 141.167.384 Programa 0041 Desenvolvimento

Leia mais

PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA. Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias

PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA. Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias PLANEJAMENTO E GESTÃO PÚBLICA Auditor Substituto de Conselheiro Omar P. Dias A ARTE DE GOVERNAR (segundo Matus) PROJETO DE GOVERNO SABER ARTICULAR GOVERNABILIDADE GOVERNANÇA Plano de Governo: Base do Planejamento

Leia mais

DEMONSTRATIVO FÍSICO FINANCEIRO

DEMONSTRATIVO FÍSICO FINANCEIRO SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E COORDEN - SEPLAN DEMONSTRATIVO FÍSICO FINANCEIRO PROGRAMA : 008 - POLÍTICAS DE ADMINISTR E REFORMA DO ESTADO Objetivo : Dinamizar a gestão pública, aprimorando a máquina administrativa,

Leia mais

PNAFM PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À GESTÃO ADMINISTRATIVA E FISCAL DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS PNAFM

PNAFM PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À GESTÃO ADMINISTRATIVA E FISCAL DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS PNAFM Ministério da Fazenda - MF Secretaria Executiva - SE Subsecretaria de Gestão Estratégica SGE Coordenação-Geral de Programas e Projetos de Cooperação COOPE PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal

Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Agenda Nacional de Apoio à Gestão Municipal Mapa de obras contratadas pela CEF, em andamento com recursos do Governo Federal 5.048

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO REDONDO PLANO PLURIANUAL 2014/2017 ANEXO I - PROGRAMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO REDONDO PLANO PLURIANUAL 2014/2017 ANEXO I - PROGRAMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL PREFEITURA MUNICIPAL DE MORRO REDONDO PLANO PLURIANUAL 2014/2017 ANEXO I - PROGRAMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL PROGRAMA: 0070- Gestão do SUS do Município OBJETIVO: Gerir e controlar

Leia mais

Governo do Estado do Ceará Secretaria do Planejamento e Gestão SEPLAG Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará - IPECE

Governo do Estado do Ceará Secretaria do Planejamento e Gestão SEPLAG Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará - IPECE Governo do Estado do Ceará Secretaria do Planejamento e Gestão SEPLAG Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará - IPECE TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE ESPECIALISTA EM LICITAÇÕES PARA O

Leia mais

Anexo 12 - Balanço Orçamentário

Anexo 12 - Balanço Orçamentário Anexo 12 - Balanço Orçamentário BALANÇO ORÇAMENTÁRIO EXERCÍCIO: PERÍODO (MÊS) : DATA DE EMISSÃO: PÁGINA: PREVISÃO PREVISÃO RECEITAS SALDO RECEITAS ORÇAMENTÁRIAS INICIAL ATUALIZADA REALIZADAS (a) (b) c

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS N.º 013/2014

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS N.º 013/2014 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS N.º 013/2014 CONVÊNIO CÁRITAS BRASILEIRA E MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO E SECRETARIA NACIONAL DE ECONOMIA SOLIDARIA MTE/SENAES CONVÊNIO N.º 793007/2013 A Cáritas Brasileira

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO GRANDE DA SERRA Exercício: 2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO GRANDE DA SERRA Exercício: 2014 Programa: MANUTENÇÃO DO LEGISLATIVO Código do programa: 0001 Unidade responsável pelo programa: CAMARA MUNICIPAL Código da unidade responsável: 01.01 DAR COMPRIMENTO AS FUNÇÕES BASICAS DO PODER LEGISTALTIVO,

Leia mais

LEI N. º 1000/2008 de 23 de dezembro de 2008.

LEI N. º 1000/2008 de 23 de dezembro de 2008. LEI N. º 1000/2008 de 23 de dezembro de 2008. SÚMULA: Dispõe sobre autorização para abertura de Crédito Adicional Suplementar. O PREFEITO DO MUNICIPIO DE PAULA FREITAS, Estado do Paraná, no uso de suas

Leia mais

44201 - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis

44201 - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis 44201 - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis Quadro Síntese Código / Especificação Exec 2002 LOA 2003 PLOA 2004 LOA 2004 Total 578.251.701 569.734.112 563.626.155 570.156.155

Leia mais

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação

Esfera: 10 Função: 12 - Educação Subfunção: 367 - Educação Especial UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Numero de Ações 16 Ações Orçamentárias 0511 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Produto: Projeto apoiado UO: 26298 - Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

Tabela de Fatos - DCA 2014

Tabela de Fatos - DCA 2014 Tabela de Fatos - DCA 2014 Element siconfi-cor:p1.0.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.0.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.0.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.0.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.1.00.00 siconfi-cor:p1.1.1.1.2.00.00

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 031 Ação Legislativa 0001 - Execução da Ação Legislativa Manutenção das Atividades Legislativas FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006 - Defesa Jurídica do Município

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LICITAÇÃO DE AGÊNCIA DE EVENTOS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA LICITAÇÃO DE AGÊNCIA DE EVENTOS 1. Objeto: 1.1.1. Contratação de empresa para prestação, sob demanda, de serviços de planejamento, organização, coordenação, execução, fiscalização e avaliação de eventos com a viabilização de infra-estrutura

Leia mais

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas Página: 1 0000 OPERAÇÕES ESPECIAIS 101 Restituição de Recursos 4.000,00 5.000,00 6.000,00 201 Contribuição PASEP 290.000,00 300.000,00 310.000,00 301 Sentenças Judiciais e Precatórios 6.000,00 8.000,00

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 303, DE 2013

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 303, DE 2013 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 303, DE 2013 Dispõe sobre a destinação dos recursos recuperados por meio de ações judiciais para o Fundo Nacional de Saúde e o Fundo Nacional de Desenvolvimento

Leia mais

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID

26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID Órgão : 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26255 - Faculdades Federais Integradas de Diamantina - FAFEID R$ 1,00 Quadro Síntese - Função,

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br

PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE. www.ucp.fazenda.gov.br COORDENAÇÃO-GERAL DE PROGRAMAS E PROJETOS DE COOPERAÇÃO COOPE www.ucp.fazenda.gov.br PROGRAMAS EM ANDAMENTO Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal dos Municípios Brasileiros - PNAFM

Leia mais

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS

[Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo. 1.1.1.1.2.00.00 - Caixa e Equivalentes de Caixa em Moeda Nacional - Intra OFSS [Anexo I-AB] Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Qname siconfi-dca-anexo1abhi : BalancoPatrimonialAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoAbstract siconfi-dca-anexo1abhi : AtivoLineItems siconfi-cor :

Leia mais

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL

PODER EXECUTIVO ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL ANEXO I ATRIBUIÇÕES DO CARGO DE ESPECIALISTA EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL a) formulação, implantação e avaliação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sócio-econômico e

Leia mais

PLANO PLURIANUAL PPA 2014/2017 Revisão 2015

PLANO PLURIANUAL PPA 2014/2017 Revisão 2015 PLANO PLURIANUAL PPA 2014/2017 Revisão 2015 MUNICÍPIO DE OLINDA PE LEI Nº 5.904/2014 REVISA, PARA O EXERCÍCIO DE 2015, O PLANO PLURIANUAL 2014/2017 DO MUNICÍPIO DE OLINDA, APROVADO PELA LEI Nº 5.852, DE

Leia mais

MUNICÍPIO DE ITABUNA PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA BAHIA 14.147.490/0001-68

MUNICÍPIO DE ITABUNA PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABUNA BAHIA 14.147.490/0001-68 DECRETO Nº 0000019/2015, 01 de junho de 2015 ABRE CRÉDITO SUPLEMENTAR POR ANULAÇÃO DE DOTAÇÃO NO VALOR DE R$ 17.688.024,37 (dezessete milhões seiscentos e oitenta e oito mil vinte e quatro reais e trinta

Leia mais

Q.D.D. 2013 Quadro de Detalhamento da Despesa

Q.D.D. 2013 Quadro de Detalhamento da Despesa Q.D.D. 2013 Quadro de Detalhamento da Despesa FRANCISCO BELLO GALINDO FILHO Prefeito Municipal JULIANA MARTINS DA ROCHA Secretaria Municipal de Planejamento e Finanças Diretoria de Planejamento e Orçamento

Leia mais

Prefeitura Municipal de Brejetuba

Prefeitura Municipal de Brejetuba INSTRUÇÃO NORMATIVA SPO Nº. 001/2014 DISPÕE SOBRE ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO DO PPA NO MUNICÍPIO DE BREJETUBA-ES. VERSÃO: 01 DATA DE APROVAÇÃO: 06/05/2014 ATO DE APROVAÇÃO: Decreto Municipal

Leia mais

Apresentação da Coordenação. Estadual de Alimentação e Nutrição. do Estado do Paraná

Apresentação da Coordenação. Estadual de Alimentação e Nutrição. do Estado do Paraná Apresentação da Coordenação Estadual de Alimentação e Nutrição do Estado do Paraná Apresentação da Equipe Estadual Estado: PARANÁ Coordenadora: ADRIANE LEANDRO Equipe técnica: ADRIANE LEANDRO CÉLIA RATIGUIERI

Leia mais

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento

Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento 1 Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Economia da Saúde e Desenvolvimento I Congresso Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público Oficina II Informação de Custo para

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.593, DE 18 DE JANEIRO DE 2012. Mensagem de veto Institui o Plano Plurianual da União para o período de 2012 a 2015. A PRESIDENTA

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA CLASSIFICAÇÃO DAS DESPESAS Atualizado em 14/10/2015 CLASSIFICAÇÕES DA DESPESA ESFERA ORÇAMENTÁRIA A classificação por esfera orçamentária tem por finalidade identificar

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas

26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas 26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas Órgão: 26000 - Ministério da Educação Unidade: 26260 - Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas R$ 1,00 Quadro Síntese Recursos de Todas as Fontes

Leia mais

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos.

A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. Q A letra Q, símbolo do programa de qualidade no serviço público Gespública, pelo qual a Seplan é certificada, figura em todos os seus documentos. É uma alusão à essência e ao compromisso da Secretaria

Leia mais