MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA Perguntas e respostas frequentes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA Perguntas e respostas frequentes"

Transcrição

1 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA 1

2 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA É possível condicionar a nova contratação de plano ao pagamento da dívida pelo ex beneficiário contratante de plano individual/ familiar? Não. É vedado a operadora condicionar a contratação de novo plano se o beneficiário estiver inadimplente com o plano de saúde contratado anteriormente. Havendo a contratação de novo plano de saúde individual/ familiar, estando o beneficiário inadimplente em outro produto, a operadora, ainda assim, poderá realizar a cobrança deste débito anterior? Sim. A operadora poderá adotar todos os meios previstos na regulamentação para a cobrança do débito, seja extra ou judicialmente, inclusive podendo proceder a inscrição do devedor nos órgãos de restrição ao crédito (SPC, Serasa), devendo para tanto observar o previsto no contrato firmado junto ao beneficiário e o CDC Código de Defesa do Consumidor. O disposto no art. 13, parágrafo único, inciso II da Lei 9.656/98, veda a suspensão ou a rescisão unilateral do contrato, salvo por fraude ou não pagamento da mensalidade por período superior a sessenta dias, consecutivos ou não, nos últimos doze meses de vigência do contrato, desde que o consumidor seja, comprovadamente notificado, até o quinquagésimo dia de inadimplência, se aplica a qual tipo de contratação de plano? 2 Tal dispositivo se aplica apenas para os planos individuais familiares regulamentados, celebrados após a vigência da Lei 9.656/98, ou adaptados.

3 Como a operadora deve comunicar a suspensão/cancelamento do contrato de plano privado de assistência à saúde, pelo motivo inadimplência? Há variação no procedimento considerando o tipo de contratação do plano? O procedimento para comunicar a suspensão/cancelamento, irá variar de acordo com o tipo de contratação do plano, se individual/ familiar ou coletivo. Em se tratando de plano individual familiar regulamentado, a comunicação quanto a suspensão/cancelamento do plano deverá ser realizada por meio do envio de notificação ao contratante, concedendo-se um prazo para o pagamento sob pena de rescisão contratual, tudo em consonância com a Súmula 28 da ANS. Caso o contrato se faça na modalidade coletivo ou mesmo corresponda a plano individual familiar não regulamentado, a operadora deverá se orientar em conformidade com o contrato celebrado. Em plano não regulamentado é possível a operadora rescindir o contrato em caso de inadimplência? Sim. Para rescindir o contrato a operadora deverá verificar o disposto no contrato celebrado entre as partes. Logo, havendo no contrato não regulamentado cláusula válida tratando das regras relativas à rescisão contratual, deve ela ser aplicada. Quando o contrato tiver sido silente ou se houver cláusula nula por omissão, ambiguidade ou qualquer outra forma de obscuridade a operadora deverá aplicar a regra disposta na Lei 9.656/98, como se tratasse de contrato regulamentado. 3

4 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA Na ocorrência de internação do beneficiário durante o período da notificação por motivo inadimplência, é possível cancelar o contrato? Não. Nos termos do art. 13, III da Lei 9.656/98 é expressamente vedada a suspensão ou rescisão do contrato, em qualquer hipótese, durante a ocorrência de internação do titular ou dependente. Em plano individual familiar regulamentado é possível rescindir o contrato se o contratante estiver inadimplente? Sim. De acordo com a Lei n.9656/98 e Súmula 28 da ANS, em se tratando de plano individual/familiar, a operadora poderá rescindir unilateralmente por falta de pagamento a mensalidade que esteja em aberto por período superior a 60 dias, consecutivos ou não, nos últimos doze meses de vigência do contrato. Devendo obrigatoriamente notificar o beneficiário até o quinquagésimo dia de inadimplência, conforme descrito nas respostas das perguntas 8 e 9. Quais são os meios previstos na regulamentação para notificar o contratante do plano individual/familiar, nos casos de rescisão por motivo inadimplência? 4 I. notificação por via postal com aviso de recebimento, entregue no endereço do consumidor contratante; II. notificação ser efetivada pelos meios próprios da operadora, através de seus prepostos, a entrega deverá ser dar em mãos próprias do consumidor contratante titular, sendo imprescindível sua assinatura no comprovante de recebimento;

5 III. notificação por edital, publicada em jornal de grande circulação do local do último domicílio conhecido poderá se adotada quando o consumidor não é localizado no endereço conferido à operadora. Quais informações deverão constar na notificação? De acordo com a Lei 9.656/98 e Súmula 28 da ANS na notificação deverão constar as seguintes informações: a) A identificação da operadora de plano de assistência à saúde, contendo nome, endereço e número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas; b) a identificação do consumidor; c) a identificação do plano privado de assistência à saúde contratado; d) o valor exato e atualizado do débito; e) o período de atraso com indicação das competências em aberto e do número de dias de inadimplemento absoluto ou relativo constatados na data de emissão da notificação; f) a forma e prazo para regularização da situação do consumidor, indicando meio de contato para o esclarecimento de dúvidas; e g) a rescisão ou suspensão unilateral do contrato em caso de não regularização da situação do consumidor. 5

6 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA O envio da notificação pelos meios próprios da operadora, através de prepostos é necessário a assinatura do contratante no aviso de recebimento? No caso da notificação ser efetivada pelos meios próprios da operadora, através de seus prepostos, a entrega deverá se dar em mãos próprias do consumidor contratante titular, sendo imprescindível sua assinatura no comprovante de recebimento. Quais informações devem constar na notificação feita por edital? Nos casos de notificação procedida por edital, de acordo com a Lei 9.656/98 e Súmula 28 da ANS, a operadora deverá observar: a) identificação do consumidor contratante pelo nº de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas, com omissão dos dígitos de verificação, acompanhado do seu número de inscrição como cliente da operadora contratada, atende ao escopo da notificação prevista no art. 13, parágrafo único, inciso II da Lei nº 9656, de 1998; b) a identificação do consumidor com a publicação do seu nome viola o art. 42 do Código de Defesa do Consumidor; c) a identificação da operadora, contendo nome, endereço e número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas; d) a identificação do plano privado de assistência à saúde contratado; e) o valor exato e atualizado do débito; f) o período de atraso com indicação das competências em aberto e do número de dias de inadimplemento absoluto ou relativo constatados na data de emissão da notificação; g) a forma e prazo para regularização da situação do consumidor, indicando meio de contato para o esclarecimento de dúvidas; e h) a informação sobre a rescisão ou suspensão unilateral do contrato em caso de não regularização da situação. 6

7 A operadora pode incluir o beneficiário em mora (atraso) em cadastro de restrição ao crédito? Esta informação pode ser objeto da notificação destinada ao beneficiário com o objetivo de cancelamento do plano pelo motivo inadimplência? Sim. De acordo com a súmula 28 publicada pela ANS, outras informações poderão constar da notificação destinada ao cancelamento do plano, como a possibilidade de inscrição do devedor em cadastros de restrição ao crédito, devendo-se observar os termos do Código de Defesa do Consumidor e o disposto em contrato. Havendo previsão no contrato é possível fazer a inclusão no sistema de proteção ao crédito (SPC/SERASA) do beneficiário ativo porém inadimplente, ou a operadora deverá aguardar o cancelamento do plano, para somente após solicitar a inclusão? Sim. Nestes casos, a operadora deverá voltar para o que encontrase previsto em contrato, conjugando sempre com o CDC, como a necessidade do órgão de proteção ao crédito notificar previamente o beneficiário. Desse modo, considera-se possível proceder a inclusão de beneficiário ativo no plano, nos sistemas de proteção ao crédito, exatamente, visando coibir a inadimplência. Assim sendo, não há necessidade de aguardar que o plano seja cancelado, até mesmo porque a inclusão no sistema de proteção ao crédito (SPC/SERASA) poderá contribuir para que o beneficiário quite a sua dívida. Lembrando sempre que deverá ser observado como encontra-se previsto a matéria no contrato firmado junto ao beneficiário. 7

8 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA Quando o contrato é cancelado pelo motivo inadimplência, poderá ser definido pela operadora nova contagem de carência? Sim. A Súmula 28 dispõe expressamente quanto a possibilidade da operadora definir nova contagem de carência, podendo inclusive constar tal informação na própria notificação. A operadora poderá incluir no boleto informação sobre a inadimplência? Sim. A operadora poderá incluir mensagens no boleto sobre débitos anteriores em aberto, entretanto não exime esta de notificar o beneficiário nos termos da Súmula 28 e na forma prevista no contrato. Estando o beneficiário inadimplente a operadora pode renegociar a dívida por meio de parcelamento? Sim. A operadora poderá parcelar o débito, pois na regulamentação não há qualquer impedimento, devendo a operadora firmar o acordo por meio de Termo de Confissão e Reconhecimento de Dívida. 8

9 Caso o beneficiário fique inadimplente com o parcelamento do débito acordado o plano de saúde poderá ser cancelado? Sim. Estando o beneficiário inadimplente há o descumprimento contratual que é passível de cancelamento do plano, mediante o envio de notificação com prazo para pagamento sob pena de rescisão do contrato e sem prejuízo de inscrição do débito no cadastro de devedores, bem como cobrança extrajudicial ou judicial. Considerando que o parcelamento estará sendo cobrando juntamente com a parcela do mês, o prazo para notificar e cancelar segue o mesmo da Legislação. Ao celebrar um Termo de confissão de dívida com o parcelamento de mensalidades em atraso a operadora poderá incluir as parcelas no boleto, juntamente com as mensalidades do plano de saúde vicendas? Sim. A operadora, visando impedir que o parcelamento fique em atraso, poderá incluir na contraprestação vincenda o valor parcelado de acordo com o Termo de Confissão de Dívida. 9

10 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA Havendo a solicitação de cancelamento do plano de saúde pelo beneficiário é possível a operadora celebrar um Termo de confissão de dívida com o parcelamento de mensalidades em atraso? Sim. Se houver a solicitação de cancelamento do plano de saúde a operadora pode celebrar um Termo de confissão de dívida parcelando ou não o débito. Havendo débito em atraso qual é a atualização monetária a ser aplicada? De acordo com o art. 406 do Código Civil cumulado com o 1 do art. 161 do Código Tributário Nacional, a atualização monetária a ser aplicada, se houver atraso no pagamento da mensalidade é no percentual de juros de 1% ao mês (0,033 ao dia) e a multa, nos termos do 1 do art. 52 do Código de Defesa do Consumidor a multa é de 2% sobre o valor do débito em atraso. Havendo o cancelamento do plano antes de completar a vigência mínima de 12 meses a operadora poderá efetuar a cobrança da multa caso esteja estipulada no contrato? 10 Não. A multa por rescisão antecipada antes de completar 12 meses se aplica nos casos em que o contratante do plano solicita o cancelamento antes deste prazo, conforme prevê a IN DIPRO nº 23 da ANS e, desde que haja previsão no contrato. Nos casos de cancelamento do plano por parte da operadora em virtude de inadimplência, ou fraude não cabe a cobrança de multa.

11 Em plano coletivo regulamentado é possível rescindir o contrato se o contratante estiver inadimplente? Sim. O plano coletivo poderá ser rescindido se o contratante estiver inadimplente, devendo a operadora observar o disposto na cláusula contratual, devendo ainda notificar formalmente o contratante. Não havendo o pagamento do débito no prazo estipulado na notificação a operadora poderá cancelar o plano de saúde, e sem prejuízo de inscrição do débito no cadastro de devedores, bem como cobrança extrajudicial ou judicial. A notificação a empresa deverá constar as seguintes informações: a) a identificação da operadora de plano de assistência à saúde, contendo nome, endereço e número de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas; b) a identificação da contratante; c) a identificação do plano privado de assistência à saúde contratado e número do contrato; d) o valor do débito atualizado; e) o período de atraso; f) indicação do meio de contato para o esclarecimento de dúvidas; e g) a rescisão ou suspensão unilateral do contrato em caso de não regularização da situação. As informações constantes neste material estão de acordo com a regulamentação vigente. 11

12 12 MANUAL PRÁTICO DE COBRANÇA

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº xxx, de xx de xxxxxx DE 2016

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº xxx, de xx de xxxxxx DE 2016 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº xxx, de xx de xxxxxx DE 2016 Dispõe sobre a contratação de planos coletivos empresariais de planos privados de assistência à saúde por microempreendedores individuais e por

Leia mais

ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS RN 412/16 CANCELAMENTOS DE PLANOS DE SAÚDE

ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS RN 412/16 CANCELAMENTOS DE PLANOS DE SAÚDE ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS RN 412/16 CANCELAMENTOS DE PLANOS DE SAÚDE Foi publicada no Diário Oficial da União - DOU de 11/11/16 a RN 412/16 que dispõe sobre a solicitação de cancelamento do contrato do

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 412, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2016

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 412, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2016 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 412, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2016 Dispõe sobre a solicitação de cancelamento do contrato do plano de saúde individual ou familiar, e de exclusão de beneficiário de contrato coletivo

Leia mais

Ministério da Saúde AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N.º 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009.

Ministério da Saúde AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N.º 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009. Ministério da Saúde AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N.º 186, DE 14 DE JANEIRO DE 2009. Dispõe sobre a regulamentação da portabilidade das carências previstas

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato do Cartão BB Previdência Social e Cartão Consignado Banco do Brasil

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato do Cartão BB Previdência Social e Cartão Consignado Banco do Brasil BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato do Cartão BB Previdência Social e Cartão Consignado Banco do Brasil Características do cartão Cartão BB Previdência Social e Cartão Consignado Banco do

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA

MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA MINISTÉRIO DA SAÚDE AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 195, DE 14 DE JULHO DE 2009 Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados

Leia mais

DECISÃO do Plenário do CFA na 19ª reunião, realizada em 11/12/2003,

DECISÃO do Plenário do CFA na 19ª reunião, realizada em 11/12/2003, RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 287, DE 14 DE JANEIRO DE 2004 (Revogada pela Resolução Normativa CFA n.º 339, de 5 de junho de 2007) Dispõe sobre o parcelamento de anuidades e outros débitos de exercícios

Leia mais

RESOLUÇÃO CCFGTS N 765, DE 09 DE DEZEMBRO DE (DOU de )

RESOLUÇÃO CCFGTS N 765, DE 09 DE DEZEMBRO DE (DOU de ) RESOLUÇÃO CCFGTS N 765, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2014 (DOU de 10.12.2014) Estabelece normas para parcelamento de débito de contribuições devidas ao FGTS e modelo de apresentação de informações da carteira

Leia mais

TERMO DE ADESÃO ASSOCIADO ABO-PR

TERMO DE ADESÃO ASSOCIADO ABO-PR TERMO DE ADESÃO ASSOCIADO ABO-PR PARTES CONTRATANTES Associado ABO/PR CRO/PR Nº Nome: CPF: RG: Data de Expedição: Data Nascimento: Nome da mãe: Endereço Residencial: Bairro: CEP: Cidade: Estado: Endereço

Leia mais

Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito

Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito Sumário Executivo do Contrato de Cartão de Crédito O Personnalité, sempre preocupado em manter a total transparência com você, preparou um resumo do contrato do seu cartão. Lembre que este é apenas um

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS. Contrato de prestação de serviços técnicos de profissional autônomo, que entre si fazem:

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS. Contrato de prestação de serviços técnicos de profissional autônomo, que entre si fazem: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS Contrato de prestação de serviços técnicos de profissional autônomo, que entre si fazem: CONTRATADA: INGRID BERGAMO ME, pessoa jurídica de direito privado

Leia mais

TERMO DE ADESÃO CREDENCIADO CRO -PR

TERMO DE ADESÃO CREDENCIADO CRO -PR TERMO DE ADESÃO CREDENCIADO CRO -PR PARTES CONTRATANTES: TITULAR Inscrito no CRO/PR CRO/PR Nº Nome: CPF: RG: Data de Expedição: Data Nascimento: Nome da mãe: Endereço Residencial: Bairro: CEP: Cidade:

Leia mais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais D E C R E T O N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE 2013 DISCIPLINA O PARCELAMENTO DOS CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS E NÃO TRIBUTÁRIOS, INSCRITOS OU NÃO EM DÍVIDA ATIVA, DO MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS, DE SUAS AUTARQUIAS

Leia mais

IMPACTO DAS RESOLUÇÕES NORMATIVAS 195, 200 e 204 EDITADAS PELA ANS

IMPACTO DAS RESOLUÇÕES NORMATIVAS 195, 200 e 204 EDITADAS PELA ANS IMPACTO DAS RESOLUÇÕES NORMATIVAS 195, 200 e 204 EDITADAS PELA ANS RN 195 Vigência: 03.11.2009 (alterada pelas RNs 200 e 204); Objetivos: a) classificar e disciplinar as características dos planos privados

Leia mais

APOSENTADOS E DEMITIDOS CARTILHA COM ORIENTAÇÕES

APOSENTADOS E DEMITIDOS CARTILHA COM ORIENTAÇÕES APOSENTADOS E DEMITIDOS CARTILHA COM ORIENTAÇÕES A BIOVIDA SAÚDE com o intuito de informar e orientar seus beneficiários quanto ao PLANO CONTINUIDADE, resolveu criar e divulgar essa cartilha com explicações

Leia mais

Art. 2º - Os débitos de que trata o artigo anterior, existente para com a Fazenda Municipal, poderão ser pagos de acordo com os seguintes critérios:

Art. 2º - Os débitos de que trata o artigo anterior, existente para com a Fazenda Municipal, poderão ser pagos de acordo com os seguintes critérios: LEI MUNICIPAL N.º 3.993/2015 INSTITUI PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO FISCAL (REFIS) E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. RENATO GEMELLI BONADIMAN, Prefeito Municipal, Seberi, Estado do Rio Grande do sul, no uso de suas

Leia mais

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde

Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde Manual de Orientação para Contratação de Planos de Saúde Diferenças entre planos individuais e coletivos Operadora: Caixa Seguradora Especializada em Saúde CNPJ: 13.223.975/0001-20 Nº de registro da ANS:

Leia mais

FAQ - RN 412, de 10 de novembro de 2016

FAQ - RN 412, de 10 de novembro de 2016 FAQ - RN 412, de 10 de novembro de 2016 Disposições Preliminares 1- Qual é o objeto de regulamentação da RN nº 412/2016? R: A RN 412 regulamenta o cancelamento do contrato de plano de saúde individual

Leia mais

TERMO DE ADESÃO ASSINATURA JORNAL CORREIO BRAZILIENSE

TERMO DE ADESÃO ASSINATURA JORNAL CORREIO BRAZILIENSE TERMO DE ADESÃO ASSINATURA JORNAL CORREIO BRAZILIENSE Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de Direito, a S/A CORREIO BRAZILIENSE, com sede no SIG Q 02 lote 304, CEP 70610-901, Brasília/DF,

Leia mais

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei:

Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu, Paulo César Silva, Prefeito Municipal, sanciono e promulgo a seguinte lei: Institui o Programa Temporário de Pagamento Incentivado de Débitos para com a Fazenda Pública do Município de Poços de Caldas- POÇOS EM DIA II e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

7 - Efetuei o pagamento de uma parcela em duplicidade. Como devo proceder?

7 - Efetuei o pagamento de uma parcela em duplicidade. Como devo proceder? 1 - Quero quitar o contrato, como faço para saber o saldo devedor? Para saber o saldo devedor do contrato de financiamento, entre em contato com a nossa Central de Atendimento. Regiões Metropolitanas:

Leia mais

FORMULÁRIO DEMITIDO OU APOSENTADO (RN 279)

FORMULÁRIO DEMITIDO OU APOSENTADO (RN 279) FORMULÁRIO DEMITIDO OU APOSENTADO (RN 279) I EXCLUSÃO COM CIÊNCIA DO DIREITO DE MANUTENÇÃO DO PLANO COMO EX-EMPREGADO 1. DADOS DA OPERADORA OPERADORA Unimed Chapecó Coop. de Trab. Méd. da Reg. Oeste Catarinense

Leia mais

ARTIGO 65 DA LEI Nº , DE 11 DE JUNHO DE Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial ARTIGO 65

ARTIGO 65 DA LEI Nº , DE 11 DE JUNHO DE Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial ARTIGO 65 ARTIGO 65 LEI Nº 12.249, DE 11 DE JUNHO DE 2010 Art. 65. Poderão ser pagos ou parcelados, em até 180 (cento e oitenta) meses, nas condições desta Lei, os débitos administrados pelas autarquias e fundações

Leia mais

Para isso, é preciso saber o tipo de contratação do seu plano de saúde:

Para isso, é preciso saber o tipo de contratação do seu plano de saúde: A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) elaborou esta cartilha para explicar como você deve proceder para solicitar o cancelamento do plano de saúde individual ou familiar ou a exclusão do contrato

Leia mais

Programa Regularize. Novo prazo para utilização de crédito acumulado

Programa Regularize. Novo prazo para utilização de crédito acumulado Programa Regularize Novo prazo para utilização de crédito acumulado Decreto 47.020/2016 O que é o Programa Regularize? O estado de Minas Gerais publicou o Decreto n.º 46.817/2015, instituindo o Programa

Leia mais

Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015.

Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015. Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015. Institui o Programa de Recuperação Fiscal REFIS do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Taquaritinga SAAET, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Pelo presente instrumento contratual, de um lado como: CONTRATANTE (responsável pelo aluno, se menor de idade): Nome:

Pelo presente instrumento contratual, de um lado como: CONTRATANTE (responsável pelo aluno, se menor de idade): Nome: CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO Pelo presente instrumento contratual, de um lado como: CONTRATANTE (responsável pelo aluno, se menor de idade): C.P.F.: RG.: Endereço: Bairro: Cidade: Telefone: ( ) Celular:

Leia mais

CONTRATO Nº 135/2012

CONTRATO Nº 135/2012 CONTRATO Nº 135/2012 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO DE VALE REFEIÇÃO ATRAVÉS DE TICKET IMPRESSO. Pelo presente instrumento particular, o MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA, Pessoa Jurídica de Direito Público,

Leia mais

Disposições Gerais CARTILHA DE ORIENTAÇÃO MANUTENÇÃO DE DEMITIDOS E APOSENTADOS INTERODONTO

Disposições Gerais CARTILHA DE ORIENTAÇÃO MANUTENÇÃO DE DEMITIDOS E APOSENTADOS INTERODONTO Disposições Gerais CARTILHA DE ORIENTAÇÃO MANUTENÇÃO DE DEMITIDOS E APOSENTADOS INTERODONTO 2 O aposentado e o ex-empregado, exonerado ou demitido sem justa causa, que contribuíam para o custeio do seu

Leia mais

VIGÊNCIA As margens, na forma definida no item 2.1, vigorarão a partir do mês subseqüente à publicação desta norma.

VIGÊNCIA As margens, na forma definida no item 2.1, vigorarão a partir do mês subseqüente à publicação desta norma. - Autorização de Débito em conta-corrente /3 FINALIDADE Estabelecer critérios e procedimentos relativos à gestão margem consignável, débitos e inadimplência de associados da Associação dos Empregados do

Leia mais

REGULAMENTO DOS PLANOS DE PAGAMENTO ALTERNATIVOS INGRESSANTES 2017

REGULAMENTO DOS PLANOS DE PAGAMENTO ALTERNATIVOS INGRESSANTES 2017 REGULAMENTO DOS PLANOS DE PAGAMENTO ALTERNATIVOS INGRESSANTES 2017 2017 SUMÁRIO CAPÍTULO I... 3 DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DO PROGRAMA... 3 CAPÍTULO II... 4 DOS CRITÉRIOS DE PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015.

LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015. LEI COMPLEMENTAR Nº 773, DE 8 DE OUTUBRO DE 2015. Institui o Programa de Recuperação Fiscal Refispoa 2015 e revoga a Lei nº 11.428, de 30 de abril de 2013. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE Faço saber

Leia mais

OBJETO: Contrato de aquisição de merenda escolar.

OBJETO: Contrato de aquisição de merenda escolar. CONTRATO Nº 122/2013 DATA: 11.10.2013 OBJETO: Contrato de aquisição de merenda escolar. EMPRESA: Cassio Pozzati. TERMO DE CONTRATO DE FORNECIMENTO Nº 55 Contrato celebrado entre a Prefeitura Municipal

Leia mais

3.3 A formalização da solicitação de parcelamento é realizada na UF de localização do estabelecimento do empregador, junto a uma agência da CAIXA.

3.3 A formalização da solicitação de parcelamento é realizada na UF de localização do estabelecimento do empregador, junto a uma agência da CAIXA. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Vice-Presidência de Fundos de Governo e Loterias Superintendência Nacional de Fundo de Garantia CIRCULAR CAIXA Nº 508, 18 de março de 2010 Disciplina procedimentos para o parcelamento

Leia mais

PROGRAMA BOLSA RESTITUÍVEL / CREDITO SOLIDÁRIO ESPM REGULAMENTO DE CREDITO EDUCATIVO PÓS GRADUAÇÃO

PROGRAMA BOLSA RESTITUÍVEL / CREDITO SOLIDÁRIO ESPM REGULAMENTO DE CREDITO EDUCATIVO PÓS GRADUAÇÃO PROGRAMA BOLSA RESTITUÍVEL / CREDITO SOLIDÁRIO ESPM VS 2017/1 REGULAMENTO DE CREDITO EDUCATIVO PÓS GRADUAÇÃO A Diretoria da ESPM Institui o Programa de Crédito Solidário Destinado a alunos que apresentem

Leia mais

Procuradoria da Dívida Ativa - PG-05

Procuradoria da Dívida Ativa - PG-05 Procuradoria da Dívida Ativa - PG-05 Ano UFIR-RJ* 2006 67.495.595,72 2007 50.486.636,57 2008 65.476.580,85 2009 231.174.347,46 2010 421.467.819,04 2011 144.707.862,62 2012 357.340.649,83 2013 367.528.368,78

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E PAGAMENTO DAS MENSALIDADES

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E PAGAMENTO DAS MENSALIDADES REGULAMENTO FINANCEIRO Capitulo I PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS E PAGAMENTO DAS MENSALIDADES Art. 1º Como contraprestação dos serviços educacionais que lhe serão prestados durante o curso, o CONTRATANTE pagará

Leia mais

DECRETO Nº , DE 10 DE MARÇO DE 2016.

DECRETO Nº , DE 10 DE MARÇO DE 2016. DECRETO Nº 19.332, DE 10 DE MARÇO DE 2016. Regulamenta a Lei nº 12.005, de 11 de fevereiro de 2016, que permite às instituições conveniadas com o Município ou mantidas pelo Estado e cadastradas como beneficiárias

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 971, DE 2015 (Do Sr. Alfredo Nascimento)

PROJETO DE LEI N.º 971, DE 2015 (Do Sr. Alfredo Nascimento) *C0052295A* C0052295A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 971, DE 2015 (Do Sr. Alfredo Nascimento) Altera a Lei nº 8.078, de 11 de setembro de 1990 (Código de Defesa do Consumidor), para vedar à instituição

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/ SELEÇÃO DE PROPOSTA PARA ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/ SELEÇÃO DE PROPOSTA PARA ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2016 - SELEÇÃO DE PROPOSTA PARA ACORDO DE COOPERAÇÃO PARA DESENVOLVIMENTO DE ESTUDOS E RECOMENDAÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DE UM PORTFÓLIO DE SERVIÇOS ( SMART CAMPUS ) PARA

Leia mais

Para trocar de plano de saúde sem cumprir nova carência, devem ser observadas as seguintes condições:

Para trocar de plano de saúde sem cumprir nova carência, devem ser observadas as seguintes condições: CARTILHA DA PORTABILIDADE DE CARÊNCIAS Quem tem direito a portabilidade de carências Para trocar de plano de saúde sem cumprir nova carência, devem ser observadas as seguintes condições: 1 - Ser beneficiário

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.178, DE 07 DE JANEIRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.178, DE 07 DE JANEIRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.178, DE 07 DE JANEIRO DE 2013 Altera as normas para renegociação das operações de crédito fundiário contratadas ao amparo do Fundo de Terras e da Reforma Agrária, inclusive as operações

Leia mais

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido PETROBRAS

BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido PETROBRAS BANCO DO BRASIL S.A. Sumário Executivo do Contrato dos Cartões de Crédito Private Label Híbrido PETROBRAS Conceito e Características do Cartão de Crédito O cartão de crédito Private Label Híbrido Petrobras,

Leia mais

ANS divulga teto de reajuste autorizado para planos individuais

ANS divulga teto de reajuste autorizado para planos individuais ANS divulga teto de reajuste autorizado para planos individuais Publicado em: 03/06/2016 (ans.gov.br) A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) fixou em até 13,57% o índice de reajuste a ser aplicado

Leia mais

DECRETO N , DE 31 DE JULHO DE O Prefeito de Ituiutaba, no uso de suas atribuições, e de conformidade com a legislação em vigor,

DECRETO N , DE 31 DE JULHO DE O Prefeito de Ituiutaba, no uso de suas atribuições, e de conformidade com a legislação em vigor, DECRETO N. 7.672, DE 31 DE JULHO DE 2014 Disciplina o sistema de parcelamento de débito fiscal e dá ouras providências. O Prefeito de Ituiutaba, no uso de suas atribuições, e de conformidade com a legislação

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA

CONSELHO FEDERAL DE FONOAUDIOLOGIA RESOLUÇÃO CFFa nº 421 de 25 de outubro de 2012 Dispõe sobre os procedimentos de inscrição em Dívida Ativa e ajuizamento de execução fiscal e dá outras providências. O Conselho Federal de Fonoaudiologia

Leia mais

Art. 5º As despesas correrão por conta da seguinte dotação orçamentária:

Art. 5º As despesas correrão por conta da seguinte dotação orçamentária: LEI Nº 3729/2016, DE 19 DE JULHO DE 2016. AUTORIZA O MUNICÍPIO FIRMAR TERMO DE CONTRATO ADMINISTRATIVO COM A AMTURVALES E ATUASERRA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPORÉ-RS faz saber,

Leia mais

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES. 1) Quando é decretada a liquidação extrajudicial?

DÚVIDAS MAIS FREQUENTES. 1) Quando é decretada a liquidação extrajudicial? DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1) Quando é decretada a liquidação extrajudicial? A liquidação extrajudicial é decretada quando uma seguradora se enquadrar nas hipóteses previstas no art. 96 do Decreto-Lei n 73/66

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011.

LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. LEI COMPLEMENTAR Nº 388, DE 26 DE AGOSTO DE 2011. Institui o Programa de Recuperação Fiscal Quatro de Caxias do Sul (REFIS IV Caxias), para pessoas físicas e jurídicas, e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos.

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos. GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação LEI Nº 16.653, DE 23 DE JULHO DE 2009 Altera a Lei nº 13.569,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência

Leia mais

REGULAMENTO PARCELAMENTO ESPECIAL UNINTER GRADUAÇÃO PRESENCIAL

REGULAMENTO PARCELAMENTO ESPECIAL UNINTER GRADUAÇÃO PRESENCIAL REGULAMENTO PARCELAMENTO ESPECIAL UNINTER GRADUAÇÃO PRESENCIAL 1. Descrição Geral do Programa: O Programa de Parcelamento Especial UNINTER ( Programa ) consiste na oferta de uma condição diferenciada para

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PÓS CONTRATAÇÃO PÓS CONTRATAÇÃO FISCALIZAÇÃO MEDIÇÕES E RECEBIMENTO VIGÊNCIA CONTRATUAL ADITAMENTOS CONTRATUAIS INEXECUÇÃO E SANÇÕES Lei nº 8.666/93 FISCALIZAÇÃO Art. 58. O regime

Leia mais

Artigo 1º Esta resolução dispõe sobre a Administradora de Benefícios.

Artigo 1º Esta resolução dispõe sobre a Administradora de Benefícios. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN Nº 196, DE 14 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a Administradora de Benefícios. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, no uso das atribuições que lhes

Leia mais

Quadro Comparativo das Alterações Propostas. Contém somente os dispositivos alterados em relação ao Regulamento vigente

Quadro Comparativo das Alterações Propostas. Contém somente os dispositivos alterados em relação ao Regulamento vigente OABPrev/RJ FUNDO DE PENSÃO MULTIPATROCINADO DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, SECCIONAL RIO DE JANEIRO Regulamento do Plano de Benefícios Previdenciários do Advogado RJPrev Quadro Comparativo das Alterações

Leia mais

Reajuste anual de planos de saúde

Reajuste anual de planos de saúde Sindicato dos Laboratórios de Minas Gerais Nº : 204 Data: 08/06/2015 Fale conosco: (31) 3213-2738 - Fax (31) 3213-0814 - secretaria@sindlab.org.br - www.sindlab.org.br Reajuste anual de planos de saúde

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA nº 783, de 31/05/2017. Instrução Normativa RFB nº 1711, de 16/06/2017.

MEDIDA PROVISÓRIA nº 783, de 31/05/2017. Instrução Normativa RFB nº 1711, de 16/06/2017. MEDIDA PROVISÓRIA nº 783, de 31/05/2017. Instrução Normativa RFB nº 1711, de 16/06/2017. MAPA ETÉCNICO FISCAL - www.etecnico.com.br - facebook/mapaetecnicofiscal 1 INTRODUÇÃO A MP 783/2017, institui o

Leia mais

TERMO ADITIVO (RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 279 ANS)

TERMO ADITIVO (RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 279 ANS) TERMO ADITIVO (RESOLUÇÃO NORMATIVA N.º 279 ANS) Contrato Coletivo Empresarial com até 29 (vinte e nove) beneficiários, e 30 (trinta) a 99 (noventa e nove) beneficiários e a partir de 100 (cem) beneficiários

Leia mais

PREGÃO SESC/AN Nº 16/0009 PG

PREGÃO SESC/AN Nº 16/0009 PG PREGÃO SESC/AN Nº 16/0009 PG ANEXO III MINUTA DE TERMO DE REGISTRO DE PREÇO Aos... dias do mês de... de..., na sede da Administração Nacional do SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Sesc, localizado na Avenida Ayrton

Leia mais

Brasília - DF, quarta-feira, 20 de agosto de 2014 página 26 MINISTÉRIO DA FAZENDA

Brasília - DF, quarta-feira, 20 de agosto de 2014 página 26 MINISTÉRIO DA FAZENDA Brasília - DF, quarta-feira, 20 de agosto de 2014 página 26 MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 1.491, DE 19 DE AGOSTO DE 2014 Dispõe sobre os débitos a

Leia mais

Lisa Gunn Coordenadora Executiva

Lisa Gunn Coordenadora Executiva Carta Coex 119/2011 São Paulo, 18 de maio de 2011. À Agência Nacional de Saúde Suplementar Aos Senhores Dr. Mauricio Ceschin Diretor Presidente Dra. Stael Riani Ouvidora Assunto: CP41 Contribuições do

Leia mais

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Refinanciamento de Mútuo.

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Refinanciamento de Mútuo. Folha 1 DE 6 Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de refinanciamento de mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus participantes na forma do seu Regulamento

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA 2013

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA 2013 CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA 2013 Pelo presente instrumento, de um lado o COLÉGIO "CAMPOS SALLES", devidamente inscrito no CNPJ sob nº 60.746.203/0001-53, entidade mantenedora COLÉGIO

Leia mais

MARTA SUPLICY, Prefeita do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei,

MARTA SUPLICY, Prefeita do Município de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, DECRETO No. 41.724, 26 DE FEVEREIRO DE 2002 Ano 47 - Número 37 - São Paulo, quarta-feira, 27 de fevereiro de 2002 Diário Oficial do Município de São Paulo Regulamenta a Lei no. 13.283, de 9 de janeiro

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO Pelo presente instrumento particular, de um lado, a EMPRESA, qualificada no TERMO DE ADESÃO À PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.866, DE 10 DE FEVEREIRO DE 2012. Procede a alterações nos Anexos II, VI, IX e X do Manual de Arrecadação do Sistema COFECON/CORECONs, aprovado pela Resolução

Leia mais

LEI Nº DE 06 DE JANEIRO DE 2010

LEI Nº DE 06 DE JANEIRO DE 2010 LEI Nº 5.639 DE 06 DE JANEIRO DE 2010 DISPÕE SOBRE OS CONTRATOS DE GESTÃO ENTRE O ÓRGÃO GESTOR E EXECUTOR DA POLÍTICA ESTADUAL DE RECURSOS HÍDRICOS E ENTIDADES DELEGATÁRIAS DE FUNÇÕES DE AGÊNCIA DE ÁGUA

Leia mais

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO SERVIDOR - IASS ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º

INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO SERVIDOR - IASS ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º ANEXO II MODELOS MINUTA DO CONTRATO CONTRATO DE CREDENCIAMENTO N.º CONTRATO DE CREDENCIAMENTO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS MÉDICOS, QUE ENTRE SI CELEBRAM, DE UM LADO, O INSTITUTO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DO

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PODER EXECUTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLIM DE MOURA SECRETARIA MUNICIPAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES

ESTADO DE RONDÔNIA PODER EXECUTIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLIM DE MOURA SECRETARIA MUNICIPAL DE COMPRAS E LICITAÇÕES Processo número: 114/2014 Licitação: Pregão Eletrônico nº 52/2014 ATA DE REGISTRO DE PREÇO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 14/2014 VALIDADE DA ATA: 12.07.15 Objeto: FORMALIZAÇÃO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

Leia mais

CONTRATO DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS E OUTRAS AVENÇAS. Meios eletrônicos e/ou de comunicação à distância

CONTRATO DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS E OUTRAS AVENÇAS. Meios eletrônicos e/ou de comunicação à distância CONTRATO DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS E OUTRAS AVENÇAS Meios eletrônicos e/ou de comunicação à distância Por este contrato e melhor forma de direito: 1. PARTES 1.1 CREDOR: BANCO BRADESCO S.A., inscrito no

Leia mais

ORGANISYS SOFTWARE LTDA ME CONTRATO DE PARCERIA PARA INDICAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS

ORGANISYS SOFTWARE LTDA ME CONTRATO DE PARCERIA PARA INDICAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS ORGANISYS SOFTWARE LTDA ME CONTRATO DE PARCERIA PARA INDICAÇÕES CONDIÇÕES GERAIS 1. O presente CONTRATO DE PARCERIA PARA INDICAÇÕES é um acordo legal celebrado entre ORGANISYS SOFTWARE LTDA ME, pessoa

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA TRATAMENTO ORTODÔNTICO

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA TRATAMENTO ORTODÔNTICO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA TRATAMENTO ORTODÔNTICO Pelo presente Contrato de Prestação de Serviços para Tratamento Ortodôntico que entre si fazem de um lado UNIODONTO DE CURITIBA Cooperativa

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA REDENTORISTA ETER

ESCOLA TÉCNICA REDENTORISTA ETER ESCOLA TÉCNICA REDENTORISTA ETER Declarada de Utilidade Pública pelo Governo Federal através do Decreto N o 89.057 de 24.11.83 Reconhecida pela Resolução 18/80 CEE-PB em 08 de maio de 1980 CONTRATO DE

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA RESOLUÇÃO CONFE N.º 311 de 14 de OUTUBRO de 2015. DISPÕE SOBRE O VALOR DA ANUIDADE, TAXAS E MULTAS DEVIDAS AOS CONSELHOS REGIONAIS DE ESTATÍSTICA PARA O EXERCÍCIO DE 2016. O CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA,

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA

CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA RESOLUÇÃO CONFE N. º 296 de 08 de NOVEMBRO de 2011. DISPÕE SOBRE O VALOR DA ANUIDADE, TAXAS E MULTAS DEVIDAS AOS CONSELHOS REGIONAIS DE ESTATÍSTICA PARA O EXERCÍCIO DE 2012. O CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA,

Leia mais

MODERNA ASSESSORIA EDUCACIONAL LTDA

MODERNA ASSESSORIA EDUCACIONAL LTDA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS MODERNA ASSESSORIA EDUCACIONAL LTDA IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES ENVOLVIDAS CONTRATANTE : Cliente, doravante nas circunstâncias deste documento denominado ALUNO.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº03/2014. I para a anuidade do ano de inscrição, 50% (cinquenta por cento) = R$ 300,00(Trezentos Reais) ;

RESOLUÇÃO Nº03/2014. I para a anuidade do ano de inscrição, 50% (cinquenta por cento) = R$ 300,00(Trezentos Reais) ; RESOLUÇÃO Nº03/2014 Fixa o valor das contribuições obrigatórias para o ano de 2015 e dá outras providências. O CONSELHO SECCIONAL DA ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL EM ALAGOAS, no uso das atribuições legais,

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO. Resumo do Regulamento da Utilização do Cartão BNDES IMPORTANTE: LEIA ESTE SUMÁRIO COM ATENÇÃO

SUMÁRIO EXECUTIVO. Resumo do Regulamento da Utilização do Cartão BNDES IMPORTANTE: LEIA ESTE SUMÁRIO COM ATENÇÃO SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Regulamento da Utilização do Cartão BNDES IMPORTANTE: LEIA ESTE SUMÁRIO COM ATENÇÃO Este Sumário apresenta um resumo das principais informações que o Portador e a Beneficiária

Leia mais

Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36

Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 1 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 2 14/05/14 11:36 Formulario-af.pdf 3 14/05/14 11:36 ANEXO CARTA DE ORIENTAÇÃO AO BENEFICIÁRIO Prezado(a) Beneficiário(a), A Agência Nacional de Saúde

Leia mais

DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO E DE ADJUDICAÇÃO. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAAPIRANGA, no uso de suas atribuições legais.

DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO E DE ADJUDICAÇÃO. O PREFEITO MUNICIPAL DE CAAPIRANGA, no uso de suas atribuições legais. DESPACHO DE HOMOLOGAÇÃO E DE ADJUDICAÇÃO O PREFEITO MUNICIPAL DE CAAPIRANGA, no uso de suas atribuições legais. CONSIDERANDO, os documentos acostados no PROCESSO ADMINISTRATIVO DO TERMO CONTRATO N. 016/2016,

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAR CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS NO MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA.

CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAR CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS NO MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA. CONTRATO Nº 138/2011 CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA REALIZAR CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS NO MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA. Pelo presente instrumento particular, o MUNICÍPIO DE CANDELÁRIA, Pessoa

Leia mais

RESOLUÇÃO IBA N 02/2008 RESOLVE

RESOLUÇÃO IBA N 02/2008 RESOLVE INSTITUTO BRASILEIRO DE ATUÁRIA RESOLUÇÃO IBA N 02/2008 Dispõe sobre a Certificação do Atuário Responsável Técnico e do Atuário Independente O Instituto Brasileiro de Atuária - IBA, por decisão de sua

Leia mais

REGULAMENTO DO EMPRÉSTIMO PESSOAL CAPÍTULO I

REGULAMENTO DO EMPRÉSTIMO PESSOAL CAPÍTULO I REGULAMENTO DO EMPRÉSTIMO PESSOAL CAPÍTULO I DO OBJETO Art. 1º - O presente Regulamento disciplina a concessão de empréstimo pessoal aos Participantes do Plano de Benefícios Básico CNPB n.º 19.900.014-83,

Leia mais

Obs.: O aluno não conseguirá efetuar a matrícula caso o contrato não tenha sido confirmado no processo inicial de matrícula.

Obs.: O aluno não conseguirá efetuar a matrícula caso o contrato não tenha sido confirmado no processo inicial de matrícula. 1. Considerações Iniciais 1.1 O Contrato de Prestação de Serviços Educacionais estará disponível no ato da matrícula on-line, e deverá ser aceito eletronicamente no início do processo; 1.2 Pagamento do

Leia mais

EMPRÉSTIMO E CARTÃO CONSIGNADO

EMPRÉSTIMO E CARTÃO CONSIGNADO setembro/2016 EMPRÉSTIMO E CARTÃO CONSIGNADO DIRECIONADOS A APOSENTADOS E PENSIONISTAS Todo aquele que recebe benefícios de aposentadoria ou pensão por morte pagos pela Previdência Social pode obter crédito

Leia mais

O protesto é um direito do credor decorrente do descumprimento, pelo devedor, da obrigação de lhe pagar determinada quantia em dinheiro.

O protesto é um direito do credor decorrente do descumprimento, pelo devedor, da obrigação de lhe pagar determinada quantia em dinheiro. O protesto é um direito do credor decorrente do descumprimento, pelo devedor, da obrigação de lhe pagar determinada quantia em dinheiro. O que é o protesto? É o ato pelo qual se prova a inadimplência

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DA BAHIA CORE-BA. Relação de Serviços e Prazos de Atendimento

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DA BAHIA CORE-BA. Relação de Serviços e Prazos de Atendimento Relação de Serviços e Prazos de Atendimento Registros Presencial: 02-dias (certidão) e 15 dias (carteirinha ou certificado). Certidões Imediata Alteração contratual 05 dias úteis Cancelamento de Registro

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM TAXA DE JUROS PRÉ-FIXADA

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM TAXA DE JUROS PRÉ-FIXADA CONTRATO DE EMPRÉSTIMO COM TAXA DE JUROS PRÉ-FIXADA O SERPROS - FUNDO MULTIPATROCINADO, Entidade Fechada de Previdência Complementar, pessoa jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, com sede e

Leia mais

Contrato de Compra e Venda

Contrato de Compra e Venda Contrato de Compra e Venda A compra de qualquer produto na loja virtual www.dafiti.com.br, de propriedade da GFG Comércio Digital Ltda., inscrita no CNPJ/MF sob o nº. 11.200.418/0001-69, com sede na Avenida

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2011 (Do Sr. André Moura)

PROJETO DE LEI Nº DE 2011 (Do Sr. André Moura) PROJETO DE LEI Nº DE 2011 (Do Sr. André Moura) Proíbe a cobrança da taxa de reserva, ou taxa de matrícula, cobrado antecipadamente, anterior à prestação dos serviços educacionais, com vistas a garantir

Leia mais

CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como. Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA

CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como. Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA MODELO DE CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL CONTRATO DE REPRESENTAÇÃO COMERCIAL, que entre sim fazem, como Representada...,e como REPRESENTANTE...,QUALIFICADOS NA FORMA ABAIXO: Pelo presente instrumento

Leia mais

* C) Para solicitar: no item 2 (Dados Cadastrais do Titular), independente de estarem assinaladas com *. - No item 3. Importante: Importante: *

* C) Para solicitar: no item 2 (Dados Cadastrais do Titular), independente de estarem assinaladas com *. - No item 3. Importante: Importante: * I * C) Para solicitar: no item 2 (Dados Cadastrais do Titular), independente de estarem assinaladas com *. No item 3 Importante: Importante: * Importante: CANCELAMENTO DO PLANO (titular e dependentes)

Leia mais

MEU PORTAL DE CURSOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSOS DE EXTENSÃO EAD

MEU PORTAL DE CURSOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSOS DE EXTENSÃO EAD MEU PORTAL DE CURSOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSOS DE EXTENSÃO EAD CONTRATANTE: Devidamente qualificado no formulário preenchido eletronicamente, o qual compõe o presente CONTRATO;

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS 2013 LER BEM ANTES DE ASSINAR

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS 2013 LER BEM ANTES DE ASSINAR CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS 2013 LER BEM ANTES DE ASSINAR FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ, Autarquia Municipal por força de Lei Municipal n 1506 de 12/03/68, C.N.P.J. n.º 50.985.266/0001-09,

Leia mais

Regulamento para Concessão de Empréstimo Pessoal EPES

Regulamento para Concessão de Empréstimo Pessoal EPES Regulamento para Concessão de Empréstimo Pessoal EPES Capítulo I Da Finalidade e Subordinação Artigo 1º - O Empréstimo Pessoal, doravante denominado EPES, tem por finalidade atender aos participantes ativos

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS PARTE II POLÍTICAS CORPORATIVAS 8 As concessões de empréstimo, financiamento e renegociações devem obedecer as regras estipuladas nesta política. 8.1 - Crédito Pessoal a) Finalidade Empréstimo sem justificativa específica. b) de pagamento

Leia mais

CLÁUSULAS E CONDIÇÕES GERAIS DO EMPRÉSTIMO PESSOAL LOSANGO

CLÁUSULAS E CONDIÇÕES GERAIS DO EMPRÉSTIMO PESSOAL LOSANGO CLÁUSULAS E CONDIÇÕES GERAIS DO EMPRÉSTIMO PESSOAL LOSANGO Abaixo estão as Cláusulas e Condições Gerais do Empréstimo Pessoal Losango solicitado pelo Cliente à Losango e serão efetivadas após a aceitação

Leia mais

CURRICULARES. CONTRATANTE ( ALUNO)(A): Nacionalidade: Fone: Celular: Carteira de Identidade: Endereço Residencial: Nº.

CURRICULARES. CONTRATANTE ( ALUNO)(A): Nacionalidade: Fone: Celular: Carteira de Identidade:   Endereço Residencial: Nº. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS OFICINAS EDUCACIONAIS EXTRA CURRICULARES CONTRATANTE ( ALUNO)(A): Nacionalidade: Fone: Celular: Carteira de Identidade: E-mail: Endereço Residencial: Nº Complemento: Bairro:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS E REGULAMENTO - MODELO FIXO

CONDIÇÕES GERAIS E REGULAMENTO - MODELO FIXO CONDIÇÕES GERAIS E REGULAMENTO - MODELO FIXO A REDECARD S/A ( REDE ), com sede na Av. Marcos Penteado de Ulhôa Rodrigues, nº 939, Loja 1 e 12º ao 14º andares, inscrita no CNPJ/MF sob nº 01.425.787/0001-04,

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO CURSO CONTRATADO

CARACTERIZAÇÃO DO CURSO CONTRATADO PERÍODO: TARDE CARACTERIZAÇÃO DO CURSO CONTRATADO Cláusula 1. O Inteligente Vestibulares mantém cursos preparatórios aos processos seletivos de instituições públicas e privadas de ensino superior nas seguintes

Leia mais

TERMO DE ADESÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Razão Social: CNPJ: Endereço Comercial: Representante(s) legal(is): RG: CPF: RG: CPF:

TERMO DE ADESÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Razão Social: CNPJ: Endereço Comercial: Representante(s) legal(is): RG: CPF: RG: CPF: TERMO DE ADESÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATANTE Razão Social: CNPJ: Endereço Comercial: Representante(s) legal(is): RG: CPF: RG: CPF: CONTRATADA EBAE EMPRESA BRASILEIRA DE AVALIAÇÕES

Leia mais