Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 Fund Sci al Trilh da Nascente 1 Índice 2 Intrduçã Participante Natureza de participante Definiçã d tip de participante Caracterizaçã Extensã Prpriedades Dificuldade Inscrições Frma Pagament Mei O valr da inscriçã O valr da inscriçã inclui Segurança Regras Sinalizaçã Cndicinalisms Api Prgrama... 6 Página 1 de 8

2 l a i c S d n u F Trilh da Nascente 2 Intrduçã O passei BTT Trilh da Nascente tem cm principais bjectivs a aprximaçã cm a natureza e incentiv à prática deste desprt. O passei BTT Trilh da Nascente é rganizad pel Fund Scial, Desprtiv e Cultural ds Trabalhadres da Câmara Municipal de Braga, cm api e patrcíni de várias entidades e empresas de Braga. 3 Participante 3.1 Natureza de participante Pderã participar tds s (as) inte ressads (as) cm idade superir a 12 ans. N entant, as ciclistas menres de 18 ans é exigida uma decl araçã de uma pessa respnsável e mair de idade (encarregad de educaçã, tutr, pai u mãe) a autrizar a sua participaçã. 3.2 Definiçã d tip de participante O participante pderá ser assciad, familiar de assciad e nã assciad: Assciad é indivídu definid ns estatuts d Fund Scial Familiar é sujei t cm parentesc direct em 1º grau e membr efectiv d agregad de um assciad (filh/a, cônjuge e pai/mãe). Nã assciads sã tds s restantes participantes que nã se enquadram ns dis tips anterires. 4 Caracterizaçã 4.1 Extensã O passei BTT Trilh da Nascente terá uma extensã aprximada de 30Km 4.2 Prpriedades O trilh é um circuit cm iníci e final n Regiment de Cavalaria N.º6. Algumas extensões d percurs serã realizadas em estradas (25%) e em caminhs u trilhs de terra batida (75%). 4.3 Dificuldade De acrd cm a classificaçã de prvas de BTT desta natureza, passei BTT Trilh da Nascente é de dificuldade média. Página 2 de 8

3 l a i c S d n u F Trilh da Nascente 5 Inscrições 5.1 Frma A inscriçã é indi vidual e cncretizada mediante preenchiment da ficha de inscriçã em anex e pagament d valr da inscriçã. 5.2 Pagament O pagament pderá ser efectuad: Pr transferência u depósit bancári para na cnta bancári a NIB da CGD em nme da AFUM. Em numerári cntra entrega de recib Cm cheque a rdem da AFUM 5.3 Mei Pessalmente, na secretari a d a Assciaçã de Funcináris da Universidade d Minh, de 2ª a 6ª feira das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h00. Online mediante envi pr crrei electrónic para da ficha de inscriçã e cm prvativ d pagament d valr da inscriçã. 5.4 O valr da inscriçã Tip de participante Assciad Cm almç Sem almç 9,00 Familiar 12,50 10,00 Nã assciad 15,00 Acmpanhante 7,20 12,00 7,00 Gratuit Nta: Os pagaments realizads n dia da prva terã um agravament de 5,00. Página 3 de 8

4 l a i c S d n u F Trilh da Nascente 5.5 O valr da inscriçã inclui Drsal de participaçã n Trilh da Nascente Hidrataçã e alimentaçã a lng d percurs (Bm Jesus, Capela de S. Antóni, Nascente d ri Este e chegada). Lembranças (Limitadas às primeiras 150 inscrições). Hmes Place T-shirt 3 dias gratuits Check-up cmplet Sac cm brindes 1 Semana n ginási VivaFit Vale de cmpras da Decathln Brindes de patrcinadres Acmpanhament e Segur desprtiv Estacinament para viaturas autmóvel Banh cm água quente Lavagem de bicicleta Almç-cnvívi (pcinal) 6 Segurança 6.1 Regras A rganizaçã pderá limitar númer de participantes de frma a salvaguardar as cndições de segurança d event. É brigatóri us de capacete devidamente clcad durante td percurs. A rganizaçã impedirá a participaçã de quem nã cumprir esta exigência. É brigatóri a paragem mínima necessáriia ns 3 refrçs e pnt de hidrataçã para verificaçã de segurança da passagem d participante. Nas extensões d percurs realizadas em estradas cm trânsit autmóvel, s participantes deverã respeitar as regras de trânsit e indicações da Plícia Municipal u elements da rganizaçã. Página 4 de 8

5 Fund Sci al Trilh da Nascente 6.2 Sinalizaçã O percurs será assinalad cm fitas sinalizadras (Decathln), sinais de infrmaçã e membrs da rganizaçã. Virar a direita Virar a esquerda Caminh cert / frente Perig abrandar 6.3 Cndicinalisms Ilustraçã 1 - Sinais Os passeis de BTT, em geral, sã uma mdalidade desprtiva que requer cuidads específi cs de alguma preparaçã física e psiclógica. Pr iss, a rganizaçã alerta s partici pantes que nã é respnsável pel estad saúde e cndiçã física de cada participante. O percurs crre num espaç abert, pel que s participantes devem estar cnscientes que pderã cruzar-se cm gad, cavals, utrs animai e utrs utilizadres d percurs cm é cas de caminhantes, ciclistas, cavaleirs u até viaturas mtrizadas de 2 u 4 rdas. Nestas circunstâncias é sbre s participantes que recai a respnsabilidade pel respectiv cmprtament e atitude. A rganizaçã recmenda a tds que se mantenham permanentem ente atents a tda a envlvente, que sigam as instruções da rganizaçã. A rganizaçã, nã assume qualquer resp nsabilidade, n cas de infracções a códig de estrada pr parte ds participantes. Os parti cipantes nã pdem deitar lix para chã a lng d percurs. Deverã fazê-l estritamente ns lcais adequads. Qualquer cmprtament anti-desprtiv, anti-scial u anti-ambiental será sancinad cm a exclusã d participante sem direit a qualquer devluçã. 7 Api Tds s participantes serã identificads cm drsal numerad cm indicaçã ds cntacts em cas de emergência e fita de puls n almç cnvívi. Os membrs da rganizaçã estã identificads cm vestuári e fita prtachaves cm cartã de identificaçã. Página 5 de 8

6 Fund Sci al Trilh da Nascente Serã dispnibilizadas 4 viaturas td--terren (2 jipes para reclha pessal, 1 pickup de reclha de velcípedes 1 mt para acmpanhament da prva) de api n percurs cm frm a de clmatar algum prblema cm s participantes. A plícia Municipal de Braga será res pnsável pela transpsiçã de estradas cm trânsit de veícul autmóveis significativ. Existirá uma ambulância di spnível em pnt s estratégics d percurs para alguma eventualidade. Pr questões de segurança recmenda-se as partipantes e atletas a utilizaçã de um telemóvel cuj númer deve ser facultad à rganizaçã, n act de inscriçã. Este númer destina-se a ser accinad em cas de necessidade de busca d participante. A rganizaçã dispnibiliza númers de telemóvel de membrs da rganizaçã, gravads ns drsais ds participantes, s quais se destinam a ser utilizads apenas n dia da prva e em cass de manifesta necessidade de scrr. 8 Prgrama Hra Event Abertura d secretariad e d parque de estacinament para 07:30 recepçã ds participantes e acmpanhantes (Regiment de Cavalaria N.º6 cm acess prtã leste na Rua d Areal de Cima) 09:00 Fech d secretariad, infrmações e esclareciments as participantes 09:30 Partida (em peltã até Cmplex Desprtiv da Rdvia) 10:15 1º Refrç junt d parque ds autcarrs d Bm Jesus (cntrl de passagem) 11:00 Pnt de reabasteciment de água na capela de S. Antóni (cntrl de passagem) 11:45 2º Refrç na Nascente d Ri Este (paragem brigatória para cntrl de passagem) 12:30 Chegada e 3º Refrç (cntrl de chegada) 14:00 Almç cnvívi 16:00 Final d event Página 6 de 8

Guia Informativo Maratona BTT Melgaço 2018

Guia Informativo Maratona BTT Melgaço 2018 Guia Infrmativ Maratna BTT Melgaç 2018 Intrduçã A IIIª Maratna BTT Melgaç, é uma rganizaçã da Melsprt Melgaç, Desprt e Lazer E.M., em parceria cm a Assciaçã de Ciclism d Minh, e a Federaçã Prtuguesa de

Leia mais

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR

INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR A pertinência e valr demnstrad das valências d Cartã de Saúde Cfre, em razã d flux de adesões e pedids de esclareciment, trnam essencial dar evidência e respsta a algumas situações

Leia mais

Regulamento. Crossrun-Sta. Iria da Azoia

Regulamento. Crossrun-Sta. Iria da Azoia Regulament Crssrun-Sta. Iria da Azia 19 de Janeir de 2019 1. Organizaçã A Crssrun Sta. Iria da Azóia é uma prva rganizada pela Universal Events Assciaçã, que cnta cm api da Câmara Municipal de Lures e

Leia mais

Ambas as provas terminam na Reitoria da Universidade de Aveiro.

Ambas as provas terminam na Reitoria da Universidade de Aveiro. REGULAMENTO CORRIDA SOLIDÁRIA BOSCH 2015 1. DENOMINAÇÃO A Bsch em Prtugal, representada pela Bsch Termtecnlgia, S.A, em Aveir, em parceria cm as Câmaras Municipais de Aveir e Ílhav, a Assciaçã Industrial

Leia mais

Regulamento Desafio Interior Triatlo David Vaz - Fundão REGULAMENTO

Regulamento Desafio Interior Triatlo David Vaz - Fundão REGULAMENTO REGULAMENTO ORGANIZAÇÃO 1. O Triatl David Vaz - Fundã é uma rganizaçã da David Vaz Assciaçã e Câmara Municipal d Fundã, cm api técnic da Federaçã de Triatl de Prtugal e das cletividades lcais; 2. É cnstituíd

Leia mais

PROGRAMA REGIONAL DE PROVAS PARA BENJAMINS B 2011/2012

PROGRAMA REGIONAL DE PROVAS PARA BENJAMINS B 2011/2012 COMPETIÇÕES PARA O ESCALÃO DE BENJAMINS B (10-11 ANOS) A respnsabilidade de rganizaçã das actividades para este escalã etári pderá caber as clubes, esclas u à AARAM. As prvas aqui designadas devem ser

Leia mais

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social;

H. Problemas/outras situações na ligação com a Segurança Social; Mdel de Cmunicaçã Certificads de Incapacidade Temprária Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes n âmbit ds CIT Certificads de Incapacidade Temprária.

Leia mais

Regulamento - Taça de Maratonas BTT CPCBEJA 2018

Regulamento - Taça de Maratonas BTT CPCBEJA 2018 Regulament - Taça de Maratnas BTT CPCBEJA 2018 Organizaçã 1. As assciações BTTtrig, BTTFigueirense, Trigaches Sempre Abrir, Casa d Benfica de Almdvar, Clube Cuba Aventura, CF Guadiana, GDC Mmbeja, rganizam

Leia mais

Trilhos Luso Bussaco

Trilhos Luso Bussaco Trilhs Lus Bussac 13 05-2018 REGULAMENTO Numa rganizaçã de DCI/CCDRPedrulha, cm api da Fundaçã da Mata d Bussac, Câmara Municipal da Mealhada e Junta de Freguesia d Lus, vai realizar-se n próxim dia 13

Leia mais

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores;

OBJECTIVO. Ligação segura às redes públicas de telecomunicações, sob o ponto de vista dos clientes e dos operadores; Prcediments de Avaliaçã das ITED ANACOM, 1ª ediçã Julh 2004 OBJECTIVO De acrd cm dispst n nº 1, d artº 22º, d Decret Lei nº 59/2000, de 19 de Abril (adiante designad cm DL59), a cnfrmidade da instalaçã

Leia mais

Duatlo de Famailicão. Duatlo de Famalicão Domingo, 6 de maio de 2018

Duatlo de Famailicão. Duatlo de Famalicão Domingo, 6 de maio de 2018 Regulament Duatl de Famailicã Duatl de Famalicã Dming, 6 de mai de 2018 REGULAMENTO ORGANIZAÇÃO 1. O Duatl de Famalicã é uma rganizaçã da Câmara Municipal de Vila Nva de Famalicã e da Assciaçã Amigs d

Leia mais

2. A programação completa e mais informações estarão disponíveis no site www.gar.esp.br.

2. A programação completa e mais informações estarão disponíveis no site www.gar.esp.br. REGULAMENTO 1. Sbre Event 1. A Gramad Adventure Running é uma prva de revezament junt à natureza que será realizada n dia 09/05/2015 (Sábad) em Gramad, n Estad d Ri Grande d Sul, cm participaçã de ambs

Leia mais

O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vocacionada para indivíduos e agregados familiares com menores recursos económicos.

O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vocacionada para indivíduos e agregados familiares com menores recursos económicos. SOCIAL + O QUE É? Assinatura mensal Andante especialmente vcacinada para indivídus e agregads familiares cm menres recurss ecnómics. QUANTO CUSTA? Oferece um descnt de 25% face a preç da assinatura nrmal.

Leia mais

O projeto Key for Schools PORTUGAL

O projeto Key for Schools PORTUGAL O prjet Key fr Schls PORTUGAL O teste Key fr Schls O teste Key fr Schls é cncebid para aplicaçã em cntext esclar e está de acrd cm Quadr Eurpeu Cmum de Referência para as Línguas O teste Key fr Schls permite

Leia mais

Regulamento IX Raid Bttralhos Bodo das Castanhas

Regulamento IX Raid Bttralhos Bodo das Castanhas Regulamento IX Raid Bttralhos Bodo das Castanhas Organização A prova é organizada pelo Bttralhos Grupo, e terá lugar em Vermoil-Pombal no dia 25 de outubro de 2015, pelas 09H00. Provas e sua extensão 1

Leia mais

Centro Social Cultural Recreativo Arelhense. Fundado em 18 01 1980 7.ª MARATONA DE BTT TRILHOS DA LAGOA DE ÓBIDOS. Regulamento ARTIGO 1º DESCRIÇÃO

Centro Social Cultural Recreativo Arelhense. Fundado em 18 01 1980 7.ª MARATONA DE BTT TRILHOS DA LAGOA DE ÓBIDOS. Regulamento ARTIGO 1º DESCRIÇÃO Pag. 7/1 Escola de Regulamento ARTIGO 1º DESCRIÇÃO 1. A 7.ª Maratona de Trilhos da Lagoa de Óbidos (doravante designada de prova ) tem um lema: 5 EM 1... CONVIVER E DESFRUTAR DA NATUREZA FAZENDO DESPORTO

Leia mais

4º Trail Running Canha. 10 de Março 2019

4º Trail Running Canha. 10 de Março 2019 4º Trail Running Canha 10 de Març 2019 1.1. O Trail Running Canha O TR Canha é um event n âmbit d desprt amadr e d turism de natureza. Esta iniciativa é rganizada pr uma Cmissã Organizadra que tem cm bjetiv

Leia mais

REGULAMENTO Grande Prémio de Atletismo de Vila Fria. 34º Troféu Câmara Municipal de Oeiras Corrida das Localidades

REGULAMENTO Grande Prémio de Atletismo de Vila Fria. 34º Troféu Câmara Municipal de Oeiras Corrida das Localidades REGULAMENTO Grande Prémi de Atletism de Vila Fria 34º Trféu Câmara Municipal de Oeiras Crrida das Lcalidades REGULAMENTO Grande Prémi de Atletism de Vila Fria 25 de abril de 2016 Camp de Futebl d Juventude

Leia mais

1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL REGULAMENTO OFICIAL

1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL REGULAMENTO OFICIAL 1 CORRIDA NOTURNA UNIMED CASCAVEL A 1 Crrida Nturna Unimed Cascavel é uma nva prpsta de lazer, diversã, prmçã da saúde e da qualidade de vida ds mradres de Cascavel e Regiã. O event é cmpst pr crrida,

Leia mais

X Passeio BTT Rota do Javali

X Passeio BTT Rota do Javali X Passeio BTT Rota do Javali Regulamento O X Passeio BTT Rota do Javali e promovido e organizado pelo MIFT (Movimento Independente da Freguesia de Tremez) e realiza-se no dia 12 de Abril de 2015. I (Percursos)

Leia mais

Regulamento. Cabeço de Montachique

Regulamento. Cabeço de Montachique Regulament Cabeç de Mntachique 28 de Outubr de 2018 1. Organizaçã A Urban Obstacles é uma prva rganizada pela Universal Events Assciaçã, que cnta cm api da Câmara Municipal de Lures. 2. Data/Hra/Lcal 2.1.

Leia mais

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede

Processos de Apoio do Grupo Consultivo 5.5 Suporte Informático Direito de Acesso à Rede Prcesss de Api d Grup Cnsultiv 5.5 Suprte Infrmátic Direit de Acess à Rede Suprte Infrmátic - Dcuments 5.5 Âmbit e Objectiv Frmuláris aplicáveis Obrigatóris Obrigatóris, se aplicável Frmulári de Mapa de

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO DE TCHOUKBALL Etapa Infantil

CAMPEONATO BRASILEIRO DE TCHOUKBALL Etapa Infantil CAMPEONATO BRASILEIRO DE TCHOUKBALL Etapa Infantil 2018 Cnvite, Infrmações e Regulament Brasil, 21 de setembr de 2018 CONVITE O esprte é uma manifestaçã cultural cm grande pder de transfrmaçã scial, especialmente

Leia mais

Regulamento. Cabeço de Montachique

Regulamento. Cabeço de Montachique Regulament Cabeç de Mntachique 28 de Outubr de 2018 1. Organizaçã A Urban Obstacles é uma prva rganizada pela Universal Events Assciaçã, que cnta cm api da Câmara Municipal de Lures. 2. Data/Hra/Lcal 2.1.

Leia mais

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7

Número de cédula profissional (se médico); Nome completo; 20/06/2014 1/7 Mdel de Cmunicaçã Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e clientes d Sistema Nacinal de Vigilância Epidemilógica.

Leia mais

DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES?

DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES? DÚVIDAS SOBRE OS BENEFÍCIOS ATRIBUÍDOS AOS ANTIGOS COMBATENTES? ÂMBITO PESSOAL O regime jurídic d serviç militar prestad em cndições especiais de dificuldade u perig, aprvad pela Lei n.º 9/2002, de 11

Leia mais

REGULAMENTO. 1. Descrição do evento. 2. Programa. 3. Participação

REGULAMENTO. 1. Descrição do evento. 2. Programa. 3. Participação REGULAMENTO 1. Descriçã d event O 9º TRILHOS DO PASTOR realizar-se-á n dia 26 de març de 2017 em Sã Mamede Batalha, a 3km de Fátima. É cnstituíd pr 2 prvas de Trail Trail Lng (+/- 26kms) e Trail Curt (+/-

Leia mais

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000

ISO 9001:2008 alterações à versão de 2000 ISO 9001:2008 alterações à versã de 2000 Já passaram quase it ans desde que a versã da ISO 9001 d an 2000 fi publicada, que cnduziu à necessidade de uma grande mudança para muitas rganizações, incluind

Leia mais

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição

Procedimentos para aceitação de materiais e equipamentos fornecidos à EDP Distribuição Julh 2010 Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids à EDP Distribuiçã DGF/Departament Gestã de Materiais e Equipaments Prcediments para aceitaçã de materiais e equipaments frnecids

Leia mais

Apresentação ao mercado do cronograma do processo de adopção plena das IAS/IFRS no sector financeiro

Apresentação ao mercado do cronograma do processo de adopção plena das IAS/IFRS no sector financeiro Apresentaçã a mercad d crngrama d prcess de adpçã plena das IAS/IFRS n sectr financeir DEPARTAMENTO DE SUPERVISÃO PRUDENCIAL DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS 12 de Junh de 2014 Departament de Supervisã Prudencial

Leia mais

Casa Eficiente d. Instalação de pontos de carregamento de veículos elétricos

Casa Eficiente d. Instalação de pontos de carregamento de veículos elétricos 7.d Instalaçã de pnts de carregament de veículs elétrics 1 2 FICHA TÉCNICA Títul 7.d Instalaçã de pnts de carregament de veículs elétrics Cleçã Casa Catálg de sluções técnicas Ediçã Prgrama Casa Autria

Leia mais

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS

FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS PP. 1/6 FICHAS DE PROCEDIMENTO PREVENÇÃO DE RISCOS 1 TAREFA ABATE E DESRAME DE ÁRVORES 2 DESCRIÇÃO As tarefas de abate e desrame de árvres estã habitualmente relacinadas cm s seguintes trabalhs Levantaments

Leia mais

REGULAMENTO REGULAMENTO RAID BTT ROTA DAS CORTELHAS ADR LOUREIRO - 2013

REGULAMENTO REGULAMENTO RAID BTT ROTA DAS CORTELHAS ADR LOUREIRO - 2013 REGULAMENTO REGULAMENTO RAID BTT ROTA DAS CORTELHAS ADR LOUREIRO - 2013 Artigo Introdutório A ROTA DAS CORTELHAS é uma iniciativa da secção de BTT da Associação Desportiva e Recreativa do Loureiro. Esta

Leia mais

SITAF - Manual de Utilizador

SITAF - Manual de Utilizador SITAF - Manual de Utilizadr Entrega de Peças Prcessuais Nvembr 2009 SITAF Sistema de Infrmaçã ds Tribunais Administrativs e Fiscais Manual de Utilizadr Entrega de Peças Prcessuais Apresentaçã O frmulári

Leia mais

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor e o Programa da disciplina.

As informações apresentadas neste documento não dispensam a consulta da legislação em vigor e o Programa da disciplina. Infrmaçã da Prva de Exame de Equivalência à Frequência de Prjet Tecnlógic Códig: 196 2013 Curs Tecnlógic de Infrmática/12.º Prva: Pr (Prjet) Nº de ans: 1 Duraçã: 30-45 minuts Decret-Lei n.º 139/2012, de

Leia mais

Taça da Europa de Triatlo Campeonato do Mediterrâneo de Triatlo. Campeonato Nacional Jovem (Aquatlo) Sábado, 11 de maio 2019 REGULAMENTO

Taça da Europa de Triatlo Campeonato do Mediterrâneo de Triatlo. Campeonato Nacional Jovem (Aquatlo) Sábado, 11 de maio 2019 REGULAMENTO (Aquatl) Sábad, 11 de mai 2019 REGULAMENTO ORGANIZAÇÃO 1. A, Campenat d Mediterrâne e de Sines é uma rganizaçã cnjunta da Câmara Municipal de Sines e da Federaçã de Triatl de Prtugal. A prva é pntuável

Leia mais

Informações Importantes 2015

Informações Importantes 2015 Infrmações Imprtantes 2015 CURSOS EXTRACURRICULARES N intuit de prprcinar uma frmaçã cmpleta para alun, Clégi Vértice ferece curss extracurriculares, que acntecem lg após as aulas regulares, tant n períd

Leia mais

Cm Criar Seu Própri Empreg em Apenas 5 Passs 1 1º Pass: A IDEIA 2º Pass: O CONTACTO COM VÁRIAS INSTITUIÇÕES E ENTIDADES 3º Pass: PLANO DE NEGÓCIOS 4º Pass: CRIAÇÃO DA EMPRESA E INÍCIO DE ACTIVIDADE 5º

Leia mais

Gabinete de Serviço Social

Gabinete de Serviço Social Gabinete de Serviç Scial Plan de Actividades 2009/10 Frmar hmens e mulheres para s utrs Despertar interesse pel vluntariad Experimentar a slidariedade Educaçã acessível a tds Precupaçã particular pels

Leia mais

1ª EDIÇÃO. Regulamento

1ª EDIÇÃO. Regulamento 1ª EDIÇÃO Regulament 1. OBJETIVO O Prêmi BRASILIDADE é uma iniciativa d Serviç de Api às Micr e Pequenas Empresas n Estad d Ri de Janeir SEBRAE/RJ, idealizad pr Izabella Figueired Braunschweiger e cm a

Leia mais

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES APURAMENTO MADEIRA 16 e 17 de junh de 2018 Funchal (RG3) e Ribeira Brava (CDM) 1. REGULAMENTO Aplica-se regulament da FPA previst para esta cmpetiçã, que pderá ser cnsultad

Leia mais

PROJECTO EDUCATIVO ANO LECTIVO 2007-2008

PROJECTO EDUCATIVO ANO LECTIVO 2007-2008 PROJECTO EDUCATIVO ANO LECTIVO 2007-2008 INTRODUÇÃO Prject educativ dcument que cnsagra a rientaçã educativa da escla, elabrad e aprvad pels órgãs de administraçã e gestã, n qual se explicitam s princípis,

Leia mais

Instruções auxiliares de preenchimento

Instruções auxiliares de preenchimento Instruções auxiliares de preenchiment Preenchiment n-line: Utilize Adbe Acrbat Reader, versã 7.0.5 u superir, qual pde ser btid em http://www.adbe.cm; Seleccine a pçã Preenchiment e envi n-line ; Recmenda-se

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO. (Credenciada pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial)

SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO. (Credenciada pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial) SELEÇÃO PARA ESPECIALIZANDO EM ORL DA CLINICA SOS OTORRINO (Credenciada pela Assciaçã Brasileira de Otrrinlaringlgia e Cirurgia Cérvic-Facial) MANUAL DO CANDIDATO 2013 2 SOS OTORRINO Crdenadr da Residencia

Leia mais

Comissão Organizadora. Comissão Executiva

Comissão Organizadora. Comissão Executiva Cmissã Organizadra Drª Margarida Mreira Direcçã Reginal de Educaçã d Nrte Dr. Jã Sérgi Rdrigues Eng. Jsé Albert Figueired Dr. Jsé Maria Lsa Esteves Crdenaçã Educativa de Braga Cmissã Executiva Dr. Adelin

Leia mais

Regulamento da Feira de Ciência

Regulamento da Feira de Ciência Regulament da Feira de Ciência A Feira A Feira de Ciência é um é um prject rganizad pel Núcle de Física d Institut Superir Técnic (NFIST). Esta actividade cnsiste em desenvlver um prject científic pr um

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1

REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 REGULAMENTO DA CAMPANHA DO DIA MUNDIAL DE COMBATE A PÓLIO 2015 1 DISPOSIÇÕES GERAIS A campanha d Dia Mundial de Cmbate à Plimielite (também cnhecida cm paralisia infantil), celebrad n dia 24 de utubr,

Leia mais

DISSERTAÇÃO NOS MESTRADOS INTEGRADOS NORMAS PARA O SEU FUNCIONAMENTO

DISSERTAÇÃO NOS MESTRADOS INTEGRADOS NORMAS PARA O SEU FUNCIONAMENTO DISSERTAÇÃO NOS MESTRADOS INTEGRADOS NORMAS PARA O SEU FUNCIONAMENTO 1. PREÂMBULO... 1 2. NATUREZA E OBJECTIVOS... 1 3. MODO DE FUNCIONAMENTO... 2 3.1 REGIME DE ECLUSIVIDADE... 2 3.2 OCORRÊNCIAS... 2 3.3

Leia mais

TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU I]

TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU I] 2015 [FORMAÇÃO DE TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU I] FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE REMO 1 CALENDARIZAÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO DE TREINADORES DE GRAU I 1. Lcal de realizaçã Lisba Aulas Teóricas:

Leia mais

PROGRAMA MARATONA DE ÓBIDOS

PROGRAMA MARATONA DE ÓBIDOS PROGRAMA MARATONA DE ÓBIDOS SÁBADO 12 SET - 18:00 22:00 Abertura do secretariado no PAVILHÃO dos ARCOS, ÓBIDOS. Entrega de frontais, documentação e lembranças. DOMINGO 13 SET - 07:30 Abertura do secretariado

Leia mais

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL

PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO 22ª MOSTRA ESTUDANTIL TECNOLÓGICA Dias 22 e 23 DE OUTUBRO DE 2014 CURSO: GESTÃO EMPRESARIAL Objetivs: Gestã Empresarial Desenvlver cmpetências para atuar n gerenciament de prjets, prestand cnsultria

Leia mais

Local: (Largada e Chegada): Rua Boa Vista -Praça - Centro Cultural Embu Guaçu/SP

Local: (Largada e Chegada): Rua Boa Vista -Praça - Centro Cultural Embu Guaçu/SP Regulament: 1ª Crrida e Caminhada em Pink & Blue Embu Guaçu/SP OBSERVAÇÃO: Regulament atualizad em 18/07/2O18 às 14h00min. Nvas atualizações pderã ser realizadas até iníci da entrega ds kits de participaçã

Leia mais

Regras para Anulações e Devoluções 2014

Regras para Anulações e Devoluções 2014 Regras para Anulações e Devluções 2014 1. Regras Glbais 1. A anulaçã de uma reserva, pde implicar, quand bilhete se encntra emitid, a devluçã d preç u de parte d preç d bilhete, de acrd as regras descritas

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs)

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE. Técnicos de Instalação e Manutenção de Edifícios e Sistemas. (TIMs) MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA REGISTO DE Técnics de Instalaçã e Manutençã de Edifícis e Sistemas (TIMs) NO SISTEMA INFORMÁTICO DO SISTEMA NACIONAL DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA NOS EDIFÍCIOS (SCE) 17/07/2014

Leia mais

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000

GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisão: 000 GUIA DE RELACIONAMENTO MT-COR: 001 Revisã: 000 A Mercur S.A., empresa estabelecida desde 1924, se precupa em cnduzir as suas relações de acrd cm padrões étics e cmerciais, através d cumpriment da legislaçã

Leia mais

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários.

Este documento tem como objetivo definir as políticas referentes à relação entre a Sioux e seus funcionários. OBJETIVO Este dcument tem cm bjetiv definir as plíticas referentes à relaçã entre a Siux e seus funcináris. A Siux se reserva direit de alterar suas plíticas em funçã ds nvs cenáris da empresa sem avis

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

Tutorial Sistema Porto Sem Papel

Tutorial Sistema Porto Sem Papel Tutrial Sistema Prt Sem Papel 8 ESTADIA CONVENCIONAL: A estadia cnvencinal é aquela em que a embarcaçã deseja executar uma peraçã de carga, descarga, carga/descarga, embarque/desembarque de passageirs

Leia mais

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017

Florianópolis, 25 de janeiro de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 Flrianóplis, 25 de janeir de 2016 EDITAL PARA CANDIDATURA À SEDE DO 6º ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA CIVIL 2017 1) Cnsiderações Gerais: A Federaçã Nacinal ds Estudantes de Engenharia Civil

Leia mais

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR

SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR SOGILUB.NET MANUAL DO UTILIZADOR Índice Intrduçã... 3 Aspect Gráfic... 4 Regist na aplicaçã... 5 Recuperaçã de Códigs de Acess... 6 Área Reservada... 8 Entrar na Área Reservada... 8 Editar Perfil... 9

Leia mais

[FORMAÇÃO DE TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU I]

[FORMAÇÃO DE TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU I] 2018 [FORMAÇÃO DE TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU I] FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE REMO 1 CALENDARIZAÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO DE TREINADORES DE GRAU I 1. Lcal de realizaçã Gramid, Gndmar Aulas

Leia mais

Programa Agora Nós Voluntariado Jovem. Namorar com Fair Play

Programa Agora Nós Voluntariado Jovem. Namorar com Fair Play Prgrama Agra Nós Vluntariad Jvem Namrar cm Fair Play INTRODUÇÃO A vilência na intimidade nã se circunscreve às relações cnjugais, estand presente quer nas relações de namr, quer nas relações juvenis casinais.

Leia mais

LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990.

LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. O IASAe a Escla Municipal de SantAndré realizaram uma série de ações vltadas para a disseminaçã e efetivaçã ds Direits das Crianças e Adlescentes estabelecids pel

Leia mais

Projecto de Lógica para Programação. Videoteca em Prolog. ( º semestre)

Projecto de Lógica para Programação. Videoteca em Prolog. ( º semestre) Prject de Lógica para Prgramaçã Videteca em Prlg (2007-2008 2º semestre) 1. Intrduçã A base de dads BDvip.pl cntém infrmaçã sbre cinema - nmeadamente infrmaçã relativa a actres/realizadres, filmes e Óscares,

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

Workshop Nova Legislação que regula a aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos (PF)

Workshop Nova Legislação que regula a aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos (PF) Wrkshp Nva Legislaçã que regula a aplicaçã de Prduts Fitfarmacêutics (PF) Quinta d Vallad, Vilarinh ds Freires Branca Teixeira 23 de mai de 2013 Nva Legislaçã Lei nº26/2013 de 11 de abril Regula as actividades

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI CENTRO UNIVERSITÁRIO UNINOVAFAPI EDITAL Nº 005/2014 DE 07 DE ABRIL DE 2014 PROCESSO SELETIVO O Centr Universitári UNINOVAFAPI, situad à rua Vitrin Orthiges Fernandes, nº 6123, Bairr d Uruguai, CEP.: 64.073-505,

Leia mais

Regulamento do programa de bolsas de estudos

Regulamento do programa de bolsas de estudos Regulament d prgrama de blsas de estuds Unidades Ri de Janeir e Sã Paul Data de publicaçã: 13/05/2015 Regulament válid até 30/08/2015 1 1. Sbre prgrama Através de um prcess seletiv, prgrama de blsas de

Leia mais

COMUNICAÇÃO ESCOLA-FAMÍLIA Nº 1/

COMUNICAÇÃO ESCOLA-FAMÍLIA Nº 1/ COMUNICAÇÃO ESCOLA-FAMÍLIA Nº 1/2018-19 Exº(a) Senhr(a) Pai / Mãe / Encarregad(a) de Educaçã N iníci d an letiv 2018-19, du-lhe as bas vindas, a si e a(à) seu(ua) educand(a), e desej que mesm decrra da

Leia mais

TECNOLOGIAS DE MICRO-GERAÇÃO E SISTEMAS PERIFÉRICOS. 6 Painéis Solares Fotovoltaicos

TECNOLOGIAS DE MICRO-GERAÇÃO E SISTEMAS PERIFÉRICOS. 6 Painéis Solares Fotovoltaicos 6 Painéis Slares Ftvltaics 48 6.1 Descriçã da tecnlgia A funçã de uma célula slar cnsiste em cnverter directamente a energia slar em electricidade. A frma mais cmum das células slares fazerem é através

Leia mais

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO

BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO O QUE É O BENEFÍCIO AUXÍLIO CUIDADOR DO IDOSO? É um auxíli financeir que tem cm bjetiv cntribuir para, u pssibilitar, a cntrataçã de um cuidadr para auxiliar beneficiáris

Leia mais

Modelo de Comunicação. Programa Nacional para a Promoção da Saúde Oral

Modelo de Comunicação. Programa Nacional para a Promoção da Saúde Oral Mdel de Cmunicaçã Prgrama Nacinal para a Prmçã da Saúde Oral Âmbit d Dcument O presente dcument traduz mdel de cmunicaçã entre Centr de Suprte da SPMS e utilizadres d Sistema de Infrmaçã para a Saúde Oral

Leia mais

Pessoal, vislumbro recursos na prova de conhecimentos específicos de Gestão Social para as seguintes questões:

Pessoal, vislumbro recursos na prova de conhecimentos específicos de Gestão Social para as seguintes questões: Pessal, vislumbr recurss na prva de cnheciments específics de Gestã Scial para as seguintes questões: Questã 01 Questã 11 Questã 45 Questã 51 Questã 56 Vejams as questões e arguments: LEGISLAÇÃO - GESTÃO

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE VISEU ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE LAMEGO EDITAL EDITAL CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (CTeSP) 2015 CONDIÇÕES DE ACESSO 1. Pdem candidatar-se a acess de um Curs Técnic Superir Prfissinal (CTeSP) da ESTGL tds s que estiverem

Leia mais

- COMO PROCURAR EMPREGO -

- COMO PROCURAR EMPREGO - GUIA PRÁTICO - COMO PROCURAR EMPREGO - e 1 de 7 Técnicas de Prcura de Empreg...3 1. Aut Avaliaçã...3 2. Meis de Divulgaçã de Ofertas de Empreg...3 3. Carta de Apresentaçã...4 4. Curriculum Vitae...4 4.1.1.

Leia mais

PROGRAMA CLIENTE REFERÊNCIA FH REGULAMENTO

PROGRAMA CLIENTE REFERÊNCIA FH REGULAMENTO PROGRAMA CLIENTE REFERÊNCIA FH REGULAMENTO Última Revisã: 02/06/2014 1. RESUMO CADASTRO Cliente preenche Frmulári de Cadastr CONFIRMAÇÃO DE CADASTRO A FH envia um e-mail de cnfirmaçã de cadastr para cliente

Leia mais

Definir as condições de acesso às regalias sociais do pessoal próprio dos SSCGD.

Definir as condições de acesso às regalias sociais do pessoal próprio dos SSCGD. Nrmas ds SSCGD Utentes Sem Cmparticipaçã ENTRADA EM VIGOR: març 2018 0. Preâmbul 0.1 N âmbit ds seus Estatuts, s SSCGD: 0.1.1 Têm pr bjetiv melhrar as cndições ecnómicas e sciais ds empregads e apsentads

Leia mais

GESTÃO E AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO 2017

GESTÃO E AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO 2017 Curs Guia Prátic Luanda, 20,21 e 22 de Març de 2017 - Htel**** Etapas, estrutura e ferramentas para a GESTÃO E AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO 2017 3 dias para abrdar em prfundidade: As últimas tendências em Gestã

Leia mais

Versão 1.1.1.3. Descrição do produto, 2009. www.graycell.pt

Versão 1.1.1.3. Descrição do produto, 2009. www.graycell.pt Versã 1.1.1.3 Descriçã d prdut, 2009 www.graycell.pt 1 ENQUADRAMENTO A platafrma ask-it! é uma aplicaçã web-based que permite criar inquérits dinâmics e efectuar a sua dispnibilizaçã n-line. A facilidade

Leia mais

Análise de Desempenho utilizando Diversidade de Transmissão e Multiplexagem Espacial em Malha Aberta para Redes LTE com Repetidores Fixos

Análise de Desempenho utilizando Diversidade de Transmissão e Multiplexagem Espacial em Malha Aberta para Redes LTE com Repetidores Fixos Análise de Desempenh utilizand Diversidade de Transmissã e Multiplexagem Espacial em Malha Aberta para Redes LTE cm Repetidres Fixs André Martins IT/ISEL Antóni Rdrigues IT/IST Pedr Vieira IT/ISEL Sumári

Leia mais

CURSO DE TRIPULANTE DE AMBULÂNCIA DE SOCORRO

CURSO DE TRIPULANTE DE AMBULÂNCIA DE SOCORRO EA.TAS.6.1.13 HELPCARE CURSO DE TRIPULANTE DE AMBULÂNCIA DE SOCORRO Prpsta Curs de Tripulante de Ambulância de Scrr Fundamentaçã O scrr e transprte de vítimas de dença súbita e/u trauma é executad pr váris

Leia mais

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte

Manual do DEC Domicílio Eletrônico do Contribuinte GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Crdenadria da Administraçã Tributária Diretria Executiva da Administraçã Tributária Manual d DEC Dmicíli Eletrônic d Cntribuinte Manual DEC (dezembr

Leia mais

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos

Guia Prático do Estágio. Seu Estágio em 5 Passos Guia Prátic d Estági Seu Estági em 5 Passs O que é Estági? A atividade de estági é um fatr significativ na frmaçã d prfissinal, pr prprcinar a interaçã d alun cm a realidade da prfissã e a cmplementaçã

Leia mais

[FORMAÇÃO DE TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU II]

[FORMAÇÃO DE TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU II] 2018 [FORMAÇÃO DE TREINADORES CURSO DE TREINADOR DE GRAU II] FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE REMO 1 CALENDARIZAÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO DE TREINADORES DE GRAU II 1. Lcal de realizaçã 1. Cimbra, pst náutic

Leia mais

Com esta formação pretende-se que os formandos, com pelo menos 50 % de sucesso atinjam os seguintes objetivos operacionais:

Com esta formação pretende-se que os formandos, com pelo menos 50 % de sucesso atinjam os seguintes objetivos operacionais: 1. OBJETIVOS GERAIS O curs de Especializaçã em Qualidade, Ambiente e Segurança tem cm bjetiv geral dtar s participantes de trein e aptidã implementar sistemas integrads de gestã da qualidade, ambiente

Leia mais

PROGRAMA ECOVALOR 2018/2019 REGULAMENTO

PROGRAMA ECOVALOR 2018/2019 REGULAMENTO REGULAMENTO 1 1. INTRODUÇÃO O Prgrama Ecvalr é um prgrama de educaçã ambiental que tem cm principal públicalv públic esclar, abrangend tds s estabeleciments de ensin (esclas públicas, privadas, IPSS),

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

4º TRAIL TERRAS DO LIDADOR BY NIGHT 2018

4º TRAIL TERRAS DO LIDADOR BY NIGHT 2018 4º TRAIL TERRAS DO LIDADOR BY NIGHT 2018 REGULAMENTO 1 PROVA 1.1 Organizaçã O 4ºTrail Terras d Lidadr by Night é uma rganizaçã da Cnfraria Trtamntes cm api d Municípi da Maia. 1.2 Prgrama O 4º Trail Terras

Leia mais

Exercícios de Java Aula 17

Exercícios de Java Aula 17 Exercícis de Java Aula 17 Link d curs: http://www.liane.cm/2013/10/curs-java-basic-java-se-gratuit/ 1. Faça um prgrama que peça uma nta, entre zer e dez. Mstre uma mensagem cas valr seja inválid e cntinue

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA INSCRIÇÕES ON-LINE N prcess de renvaçã de matrículas para an lectiv 2008/2009, e na sequência d plan de melhria cntínua ds serviçs a dispnibilizar as aluns, IPVC ferece, pela

Leia mais

QUARTA CIRCULAR Inscrições VIII CIPA

QUARTA CIRCULAR Inscrições VIII CIPA QUARTA CIRCULAR Inscrições VIII CIPA Prezadas e Prezads Clegas, Sã Paul, Salvadr, 24 de fevereir de 2018. A Assciaçã Brasileira de Pesquisa (Aut)Bigráfica (BIOgraph) e a Universidade Cidade de Sã Paul

Leia mais

Gestão de SHST e Ambiente. Regras de Qualidade, Ambiente e Segurança aplicáveis às entidades externas

Gestão de SHST e Ambiente. Regras de Qualidade, Ambiente e Segurança aplicáveis às entidades externas 1 / 7 I. OBJETIVO E ÂMBITO Este dcument estabelece as regras de Segurança n Trabalh e Ambiente aplicáveis a entidades que venham a desenvlver actividades dentr da RESIESTRELA, em regime de cntrat, prestaçã

Leia mais

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE

NOTA DE INFORMAÇÃO PRÉVIA VICTORIA CARTÃO DE SAÚDE QUAL A IMPORTÂNCIA DE TER UM CARTÃO DE Vivems temps de incerteza e austeridade financeira, que tem frçad Serviç Nacinal de Saúde a reduzir substancialmente as cmparticipações cm despesas de saúde e a aumentar

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Intrduçã O presente Regulament cnstitui um dcument intern d curs de Ciências Cntábeis e tem pr bjetiv reger as atividades relativas a Estági de Iniciaçã

Leia mais

Lista de verificação do conteúdo do Plano de Emergência Interno

Lista de verificação do conteúdo do Plano de Emergência Interno Intrduçã Lista de verificaçã d cnteúd d Plan de Emergência Intern (artig 18.º d Decret-Lei n.º 254/2007, de 12 de julh) O Decret-Lei n.º 254/2007, de 12 de julh, estabelece regime de prevençã de acidentes

Leia mais

PREVENIR E EVITAR ACIDENTES UTILIZANDO AS MELHORES TÉCNICAS DE CONDUÇÃO

PREVENIR E EVITAR ACIDENTES UTILIZANDO AS MELHORES TÉCNICAS DE CONDUÇÃO PREVENIR E EVITAR ACIDENTES UTILIZANDO AS MELHORES TÉCNICAS DE CONDUÇÃO Os veículs autmóveis sã a mair preza industrial d sécul XX, mas num sécul de existência já causaram 30 milhões de vítimas e desde

Leia mais

1. Podem participar pessoas de ambos os sexos com idade igual ou superior a 10 anos.

1. Podem participar pessoas de ambos os sexos com idade igual ou superior a 10 anos. Regulamento 5ª Edição ECOBIKETOUR Passeio da Família Organização 1. A organização deste passeio é da responsabilidade do Moto Clube da Figueira da Foz, em cooperação com a Câmara Municipal da Figueira

Leia mais

Regulamento de Frequência Conselheiros de Segurança

Regulamento de Frequência Conselheiros de Segurança Regulament de Frequência Cnselheirs de Segurança www.academiadprfissinal.cm email: academiadprfissinal@ltm.pt V07 17.05.2018 Índice 1- Enquadrament... 3 2 Critéri de Selecçã e Entrada e Requisits Mínims...

Leia mais

www.highskills.pt geral@highskills.pt

www.highskills.pt geral@highskills.pt www.highskills.pt geral@highskills.pt Índice Designaçã d Curs... 2 Duraçã Ttal d Curs de Frmaçã... 2 Destinatáris... 2 Objetiv Geral... 2 Objetivs Específics... 2 Estrutura mdular e respectiva carga hrária...

Leia mais