INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO. Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo"

Transcrição

1 INQUÉRITO REALIZADO A ALUNOS LABORATÓRIO DE CÁLCULO 2010 Trabalho realizado por Lucília Rodrigues Macedo

2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO METODOLOGIA APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS RESULTADOS GERAIS... 4 a. Questão b. Questão c. Questão d. Questão e. Questão f. Questão RESULTADOS INDIVIDUAIS CONCLUSÕES

3 1. INTRODUÇÃO À semelhança do que aconteceu em anos anteriores, o Laboratório de Cálculo (LC) do Departamento de Matemática realizou, entre 25 de Outubro e 15 de Novembro, um inquérito de opinião, com a finalidade de analisar o grau de satisfação sobre o funcionamento do serviço e encontrar os aspectos negativos, de modo a melhorá-los. Os valores encontrados irão, em parte, também contribuir para a avaliação anual dos funcionários que prestam serviço no sector. 2. METODOLOGIA A metodologia adoptada para a recolha de informação foi a de inquérito por questionário. O universo dos inquiridos é constituído por todos os alunos dos cursos de Matemática e Engenharia Geográfica que utilizam os meios informáticos do LC. O inquérito foi formado por várias questões, agrupadas em 6 aspectos específicos do serviço prestado pelo LC, desde serviços de rede, equipamento das salas até à qualidade do apoio técnico fornecido pelos funcionários. Cada questão podia ser classificada de 1 (Mau), 2 (Medíocre), 3 (Satisfaz), 4 (Bom) ou 5 (Muito Bom). Os dados foram tratados com o programa Excel que permitiu a construção das tabelas estatísticas e gráficos. 3

4 3. APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS Número de inquéritos recebidos: 49 Para medir o grau de satisfação, considerámos que a resposta a uma questão mostra satisfação do inquirido desde que a classificação atribuída seja 3, 4 ou 5. Para cada questão construímos quadros onde estão definidos: 1. a frequência com que cada classificação (1, 2, 3, 4 ou 5) foi atribuída 2. a percentagem de inquiridos que atribuíram uma classificação satisfatória 3. a mediana das classificações 4. a moda das classificações Nota: Os níveis de satisfação inferiores a 85% encontram-se a vermelho RESULTADOS GERAIS QUESTÃO 0 Utilização das salas de informática 1- Sistema Operativo normalmente usado Dos alunos que responderam ao inquérito 23 usam, preferencialmente, computadores com sistema operativo Windows enquanto 19 usam com Linux. Existem ainda 7 que utilizam os dois sistemas operativos, sem preferência por nenhum deles. Gráfico da distribuição dos sistemas operativos usados pelos alunos nas salas de informática Windows +Linux; 14% Linux; 39% Windows; 47% 4

5 Em relação ao ano anterior houve um aumento de alunos a usarem computadores com Linux., mantendo-se, no entanto, um maior número a preferir Windows. 2- Razão porque usa esse Sistema Operativo WINDOWS As razões mais apontadas para usar o S. O. Windows foram: - É o mesmo que uso em casa - Tem o software que necessito Razão porque usam WINDOWS 35% 65% É o mesmo que uso em casa Tem o software que necessito A maior parte dos alunos usa Windows nas salas de informática porque é o S. O. que usa em casa. 2.2 LINUX As razões mais apontadas para usar o S. O. Linux foram: - É mais rápido - Tem o software que necessito - Gosto mais - A sala é melhor 5

6 Razão porque usam LINUX 5% 19% 14% 62% Tem o software que necessito É mais rápido Gosto mais A sala é melhor 62% dos alunos que usam máquinas com S. O. Linux, fazem-no porque têm instalado o software que necessitam. 3- Software mais usado No quadro seguinte está indicado o software que normalmente é usado e a percentagem de alunos que usa cada um deles. Número de alunos Percentagem SPSS 1 MatLab Mathematica 6 1 MYSQL 9 Outro 1 27 TOTAL Em outro incluí-se: - Latex - Programação em Pascal ou C - Winplot - Visual Studio - Software de Engenharia Geográfica 6

7 Software utilizado 9% 27% 11% 13% 40% MatLab Mathematica SPSS MySQL Outro O software mais usado nas salas de informática é o MatLab, tanto nas salas com S. O. Windows como Linux 4- Frequência com que usa as salas de informática A maioria dos alunos que responderam ao inquérito frequenta as salas de informática quase diariamente. 7

8 Utilização do LC 35% 65% Quase diáriamente Em média, uma vez por semana QUESTÃO 1 Equipamento Questões colocadas relativamente ao equipamento das salas de informática Questão 1 - Equipamento 1- Quantidade de computadores para uso dos alunos 2-Qualidade do material informático das salas de informática 3- A operacionalidade dos computadores 4- Suficiência do software instalado 5 - Actualização de software com instalação de upgrades 6-Facilidade de impressão de qualquer documento 7 - Qualidade das impressoras tendo em atenção a sua finalidade 8

9 Quadro de frequências e resultados. Classif. Questões Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana Moda Nível médio de satisfação 95.0 No que diz respeito ao equipamento (quantidade e qualidade do material informático, assim como do software existente), o nível de satisfação dos alunos que frequenta o LC é de 95,03%. A Mediana e Moda das respostas é quase sempre 4, o que leva a concluir que mais de metade dos alunos classifica de Bom ou Muito Bom o equipamento das salas de informática. Gráfico da distribuição das classificações atribuídas ao Equipamento das salas de informática Q Q Q Q Q Q6 Q7 9

10 QUESTÃO 2 Contas Pessoais Questões colocadas relativamente à administração de contas pessoais Questão 2 - Contas pessoais 1-Facilidade em obter uma conta nas máquinas do LC 2- Suficiência da quota em disco para guardar o que é necessário para aulas 3-Acesso à área de trabalho independentemente do S.O. utilizado 4-Recuperação de ficheiros no caso de os apagar inadvertidamante Quadro de frequências e resultados. Classif. Questões Q1 Q2 Q3 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana Moda Nível médio de satisfação No que diz respeito a contas pessoais, o nível de satisfação dos alunos, que frequenta o LC, é de 92,18%, sendo na grande parte das questões superior a 90%, com excepção da quota em disco que é disponibilizada para cada um dos alunos. A Mediana das respostas é 4, na maior parte das respostas, e a Moda é 3 ou superior. Em três das quatro questões mais de metade dos alunos deram uma classificação de Bom ou Muito Bom. 10

11 Gráfico da distribuição das classificações atribuídas a Contas Pessoais Q Q Q Q QUESTÃO 3 Serviço de Redes Questões colocadas relativamente ao Serviço de Redes Questão 3 - Serviço de redes 1 -Facilidade em colocar a minha página pessoal on-line 2 - A velocidade da rede para aceder aos sites relacionados com o curso 3 - Acesso remoto à minha área de trabalho 4 - Funcionamento do interface Web do (Webmail) comparado com outros que conheça 5 - Cobertura da rede Wireless no DMUC 11

12 Quadro de frequências e resultados. Classif. Serviço de Redes Q1 Q2 Q3 Q4 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana Moda Nível médio de satisfação 89.5 Relativamente ao serviço de redes, em média, 89,54% dos alunos estão satisfeitos com o serviço. A Mediana é 4 na maior parte das questões e a Moda é 3, 4 ou 5, dependendo das questões. A questão relativa à cobertura da rede Wireless no DMUC foi a que obteve pior classificação. Gráfico da distribuição das classificações atribuídas a Serviço de Redes Q Q Q Q Q 12

13 QUESTÃO 4 Página Web Questões colocadas relativamente à página WEB Questão 4 - Página Web 1 - Avaliação geral da página Web do LC 2 - Ajuda encontrada na página Web do LC 3 -Facilidade de configuração da rede Wireless com a ajuda da página Web Quadro de frequências e resultados Classif. Página Web Q1 Q2 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana Moda Nível médio de satisfação 88.7 Relativamente à página Web do LC obteve-se um nível médio de satisfação de 88,72%. A Mediana e a Moda das classificações são 3 ou 4 para as várias questões. No caso da página Web do LC, os alunos estão menos satisfeitos com a ajuda encontrada para configurar a rede Wireless. 13

14 Gráfico da distribuição das classificações atribuídas à Página Web do LC Q Q Q QUESTÃO 5 Apoio ao Utilizador Questões colocadas relativamente Apoio ao Utilizador Questão 5 - Apoio ao utilizador Classifique de 1(Mau) a 5(Muito Bom) ou NS (não sabe responder), o apoio prestado por cada um dos funcionários do LC, segundo os seguintes items: (pode só classificar os funcionários que conhece e dar uma classificação global) Joaquim Correia Lucília Macedo Miguel Silva Rui Salgueiro Classif. Global 1-Rapidez de atendimento 14

15 2-Qualidade de atendimento 3-Eficácia na resolução de problemas 4-Simpatia e disponibilidade 5-Esclarecimento de dúvidas que lhe são colocadas 6-Permanência no posto de trabalho no horário indicado Tabelas de frequências e resultados para cada um dos funcionários 1. Joaquim Correia Classif. Apoio Joaquim Correia Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana Moda Nível médio de satisfação Relativamente ao apoio prestado pelo funcionário Joaquim Correia responderam entre 18 a 21 alunos dos quais, em média, 86,47% mostram estar satisfeitos com o serviço. A Moda das classificações obtidas é, maioritariamente, 5 para as várias questões e a Mediana 4, 15

16 o que indica que pelo menos metade dos alunos considera Bom ou Muito Bom o apoio prestado por este funcionário e a classificação mais atribuída foi Muito Bom. Existem três questões em que as classificações obtidas foram mais baixas, em particular, a respeitante à Permanência no posto de trabalho no horário indicado. 2. Lucília Macedo Classif. Apoio Lucília Macedo Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana Moda Nível médio de satisfação 93.5 Relativamente ao apoio prestado pela funcionária Lucília Macedo responderam entre 20 a 22 alunos dos quais, em média, 93,53% mostram estar satisfeitos com o serviço. A Mediana dos valores obtidos, para cada uma das questões, é 4 e a Moda é, maioritariamente, 5. A classificação mais atribuída foi 5 e mais de metade classificou o serviço desta funcionária de Bom ou Muito Bom. 3. Miguel Silva Classif. Apoio Miguel Silva Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana Moda 16

17 Nível médio de satisfação Relativamente ao apoio prestado pelo funcionário Miguel Silva responderam de 15 a 17 alunos dos quais, em média, 93,86% mostram estar satisfeitos com o serviço. A Mediana das classificações obtidas, para cada uma das questões, é 4 e a Moda é maioritariamente 4, havendo uma das questões com 3 e outra com 5. Mais de metade dos alunos classificou o serviço deste funcionário de Bom ou Muito Bom e a classificação mais atribuída foi Bom. 4. Rui Salgueiro Classif. Apoio Salgueiro Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q Total de Resp Resp % Resp Mediana 3. Moda Nível médio de satisfação 82.2 Relativamente ao apoio prestado pelo funcionário Rui Salgueiro responderam de 19 a 22 alunos dos quais, em média, 82,23% mostram estar satisfeitos com o serviço. A Mediana e a Moda das classificações obtidas para cada uma das questões são maioritariamente 3 o que indica que a classificação mais atribuída foi Satisfaz em quase todas as questões, com excepção na eficácia na resolução de problemas em que foi Bom. Existem três questões em que as classificações obtidas foram mais baixas, em particular, a respeitante à Simpatia e disponibilidade. Gráfico da distribuição O gráfico seguinte mostra a distribuição das classificações dadas pelos alunos a cada funcionário, relativamente ao atendimento e apoio técnico que lhes é prestado. Estão indicados, no eixo horizontal (X) as percentagem de alunos que atribuíram cada uma das classificações às várias questões. 17

18 Gráfico da distribuição das classificações atribuídas a cada funcionário do LC Joaquim Lucília Miguel Salgueiro Q 7 Q 6 Q Q Q Q Q Q 7 Q 6 Q Q Q Q Q Q 7 Q 6 Q Q Q Q Q Q 7 Q 6 Q Q Q Q Q 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Tabela de frequências e resultados para apreciação global dos funcionários Classif. Apoio Apreciação Global Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q Total de Resp Resp

19 % Resp Mediana Moda Nível médio de satisfação 94.3 Os 27 alunos que não conhecem o trabalho individual de cada funcionário, classificaram globalmente o atendimento e apoio técnico executado pelos funcionários do LC. Analisando os dados obtidos concluímos que 94,35% desses alunos estão satisfeitos com o modo como são atendidos e com o apoio recebido. A Mediana é 4, logo mais de metade dos alunos atribuíram a classificação Bom ou Muito Bom. A Moda é maioritariamente 4 ou 5, o que indica que a classificação mais dada foi 4 em duas questões e 5 em três. Gráfico da distribuição das classificações atribuídas globalmente ao atendimento e apoio técnico no LC Q Q Q Q Q Q6 QUESTÃO 6 Sugestões Questão 6 Sugestões Indique aspectos que gostaria de ver melhorados no funcionamento do Laboratório ce Cálculo Relativamente a esta questão não obtivemos respostas. 19

20 3.2. RESULTADOS INDIVIDUAIS SEGUNDO AS FUNÇÕES QUE CADA FUNCIONÁRIO DESEMPENHA NO LC JOAQUIM CORREIA Questão 5- Apoio prestado a alunos nível médio de satisfação = 86,47% LUCÍLIA MACEDO Questão 1- Equipamento nível médio de satisfação = 95,03% Questão 2- Contas pessoais - nível médio de satisfação = 92,18% Questão 5- Apoio prestado a alunos - nível médio de satisfação = 93,53% Nível médio de satisfação nas questões relacionadas com as funções que desempenha = 93,58% MIGUEL SILVA Questão 1- Equipamento nível médio de satisfação = 95,03% Questão 4 Página Web - nível médio de satisfação = 88,72% Questão 5 - Apoio prestado a alunos - nível médio de satisfação = 93,86% Nível médio de satisfação nas questões relacionadas com as funções que desempenha = 92,54% RUI SALGUEIRO Questão 1- Equipamento nível médio de satisfação = 95,03% Questão 3 Serviço de Redes - nível médio de satisfação = 89,54% Apoio prestado a alunos - nível médio de satisfação = 82,23% Nível médio de satisfação nas questões relacionadas com as funções que desempenha = 88,93% 20

21 4. CONCLUSÕES Analisámos, para cada questão, a percentagem de alunos que atribuíram uma classificação igual ou superior a 3, equivalente a Satisfaz, Bom ou Muito Bom. As percentagens médias obtidas variam entre 82,23% e 95,03%. A maioria dos alunos que responderam ao questionário está satisfeita com o funcionamento do LC, uma vez que, se obteve um nível médio de satisfação de 90,66% e a Mediana e Moda são, na grande parte das questões, 4 ou 5. As questões que obtiveram níveis de satisfação inferiores a 85% foram: 1. A suficiência da quota em disco 2. Cobertura da rede Wireless 3. Facilidade de configuração da rede Wireless com ajuda da página Web 4. Relativamente ao funcionário Joaquim Correira 1. Rapidez de atendimento 2. Simpatia e disponibilidade 3. Permanência no local de trabalho 5. Relativamente ao funcionário Rui Salgueiro a. Rapidez de atendimento b. Qualidade de atendimento c. Simpatia e disponibilidade Com os resultados obtidos podemos concluir que o serviço fornecido aos alunos pelo Laboratório de Cálculo é de qualidade, com alguns pontos menos bons. Relativamente a esses pontos podemos informar que: 1. Quanto à quota em disco, pensamos que as respostas negativas serão de alunos que não usam a sua zona só para guardar ficheiros relacionados com a actividade académica. A quota é sempre aumentada quando nos é solicitado e provado que é necessário. Muitas vezes o espaço em disco está ocupado com ficheiros que nada têm a ver com a actividade académica. 2. Pensávamos que, neste momento, havia acessibilidade à rede Wireless em todo o edifício. Devemos questionar os alunos de modo a ficar a conhecer quais os locais onde ainda não existe acesso à rede. 3. Sabemos que não é fácil configurar a rede Wireless. A dificuldade não se prende com o modo como os passos a efectuar estão descritos na página Web, mas sim da própria configuração que é usada na Universidade de Coimbra. 4. Relativamente a alguma falha no atendimento, tem que se pensar melhorar, apesar do número reduzido de funcionários. Individualmente, houve ligeiras alterações nos resultados relativamente ao ano anterior. Houve uma subida do nível médio de satisfação relativamente ao funcionário Joaquim Correia e uma descida relativamente a Rui Salgueiro. Os níveis médios de satisfação para cada um dos funcionários, tendo em atenção as funções que desempenha no LC, foram, como se pretendia e como se pode verificar na página anterior, todos superiores a 85%, apesar de haver alguns casos pontuais em que as percentagens obtidas foram inferiores a esse valor. 21

RESULTADO DO INQUÉRITO REALIZADO NO LABORATÓRIO DE CÁLCULO DOCENTES. Entre 20 de Outubro e 6 de Novembro de 2009

RESULTADO DO INQUÉRITO REALIZADO NO LABORATÓRIO DE CÁLCULO DOCENTES. Entre 20 de Outubro e 6 de Novembro de 2009 RESULTADO DO INQUÉRITO REALIZADO NO LABORATÓRIO DE CÁLCULO DOCENTES Entre 20 de Outubro e 6 de Novembro de 2009 Ao inquérito responderam 44 docentes. O tamanho da amostra é suficiente para tirar boas conclusões

Leia mais

Janeiro Junho de 2013 Relatório de análise dos resultados do inquérito ao nível de satisfação

Janeiro Junho de 2013 Relatório de análise dos resultados do inquérito ao nível de satisfação Carta de Qualidade (I):Recepção das consultas, opiniões, queixas e participações apresentadas pelos cidadãos, no âmbito das FSM enviados: 50 recolhidos: 7 Percentagem de recolha: 14% 1. Por onde sabia

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E BIBLIOTECA

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E BIBLIOTECA Divisão do Centro de Documentação e Biblioteca 214 AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E BIBLIOTECA REALIZAÇÃO MARIA JOÃO T.M.BARREIRO COORDENAÇÃO NATÉRCIA GODINHO APOIO

Leia mais

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA. Área de Estudos e Planeamento (AEP) Alexandra Sevinate Pontes

INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA. Área de Estudos e Planeamento (AEP) Alexandra Sevinate Pontes INQUÉRITO AOS ESTUDANTES DO IST QUE REALIZARAM UM PERÍODO DE ESTUDOS FORA DA ESCOLA INQUÉRITOS AOS ESTUDANTES EM MOBILIDADE histórico Designação interna Objetivos População alvo Serviço Modalidade Responsável

Leia mais

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE

AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE NOS SERVIÇOS SAGRA ONLINE Relatório de Apreciação Ref.ª IT 08/82/2007 1. Introdução No Centro Operativo e de Tecnologia de Regadio (COTR) a qualidade é encarada como

Leia mais

Análise do Questionário 2008 NOTÁRIOS

Análise do Questionário 2008 NOTÁRIOS Análise do Questionário NOTÁRIOS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. NÍVEIS DE SERVIÇO PRESTADOS POR CANAL DE ACESSO 4 2.1. Serviço prestado no canal internet 4 2.1.1. Apreciação global do serviço 4 2.1.2. Qualidade

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Alunos 2014/2015 Índice Direção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré requisitos

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Docentes 2012/2013 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

QUESTIONÁRIO FORMAÇÃO ON LINE

QUESTIONÁRIO FORMAÇÃO ON LINE O CDL enviou em finais de Março um inquérito sobre formação On Line à Classe para questionar se utilizam e conhecem a plataforma do Centro de Formação On Line e se já frequentaram cursos line promovidos

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

Os equipamentos audiovisuais existentes nas salas de aulas funcionam bem

Os equipamentos audiovisuais existentes nas salas de aulas funcionam bem 106 As salas específicas estão adequadamente apetrechadas para as finalidades de ensino e aprendizagem Muito 29% Pouco Muito Na segunda pergunta, quando questionados sobre se as salas específicas (laboratórios,

Leia mais

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC Empresa de Projecto e Desenvolvimento de Engenharia Civil - EPDEC Pedido de Proposta para Implementação da Rede Informática Projecto: Rede Informática da EPDEC Novembro de 2007 Índice 1 Introdução...1

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Alunos 2012/2013 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos do Mestrado em Educação Musical

Leia mais

Análise Matemática II

Análise Matemática II Página Web 1 de 7 Análise Matemática II Nome de utilizador: Arménio Correia. (Sair) LVM AM2_Inf Questionários INQUÉRITO ANÓNIMO» AVALIAÇÃO de AM2 e dos DOCENTES Relatório Ver todas as Respostas View Todas

Leia mais

Dados de Inquéritos sobre a Utilização de TIC na Administração Pública em 2011-12/01/2012

Dados de Inquéritos sobre a Utilização de TIC na Administração Pública em 2011-12/01/2012 Dados de Inquéritos sobre a Utilização de TIC na Administração Pública em 2011-12/01/2012 Todos os Organismos da Administração Pública Central e Regional e as Câmaras Municipais dispõem de ligações à Internet.

Leia mais

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014

RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 RELATÓRIO GERAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2014 2014 Dados da Instituição FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DO SUL DE MINAS - FACESM Código: 508 Faculdade privada sem fins lucrativos Estado: Minas Gerais

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Comunicação e Design Multimédia

Leia mais

S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2011 (canal internet)

S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES 2011 (canal internet) S I A T (SISTEMA DE INQUÉRITOS DA AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA) AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS UTILIZADORES (canal internet) Março 2012 Índice 1 ENQUADRAMENTO...5 2 INTRODUÇÃO... 6 3 IDENTIFICAÇÃO E

Leia mais

Análise do Questionário aos Notários 2006/2007. Resumo

Análise do Questionário aos Notários 2006/2007. Resumo Análise do Questionário aos Notários 2006/2007 Resumo Nos três últimos anos a Administração Fiscal tem vindo a efectuar estudos qualitativos de periodicidade anual com o objectivo de conhecer o grau de

Leia mais

24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano

24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano 24 O uso dos manuais de Matemática pelos alunos de 9.º ano Mariana Tavares Colégio Camões, Rio Tinto João Pedro da Ponte Departamento de Educação e Centro de Investigação em Educação Faculdade de Ciências

Leia mais

geas www.sensocomum.pt

geas www.sensocomum.pt geas Como uma aplicação online pode facilitar a gestão da minha associação + fácil fichas de sócio online + rápido consulta de cotas + controlo histórico de alteração dados Com uma ferramenta disponível

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA. Gabinete da Qualidade Observatório da Qualidade Agosto 2008 AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Agosto 08 de Comunicação e Design Multimédia 08 ÍNDICE 1. Introdução 5 2. População e Amostra 5 3. Apresentação de Resultados 6 3.1. Opinião dos alunos

Leia mais

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica

Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Direção de Gestão de Informação e Comunicação Centro de Informação e Conhecimento Avaliação do inquérito de satisfação ao Centro de Documentação Técnica e Científica Lisboa, janeiro de 2015 Introdução

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento.

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento. Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade 2011 Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Vice-Presidência Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes

Leia mais

ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS. Departamento da Qualidade na Saúde

ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS. Departamento da Qualidade na Saúde ESTUDO DE SATISFAÇÃO DOS UTENTES DO SISTEMA DE SAÚDE PORTUGUÊS Departamento da Qualidade na Saúde Maio 2015 Ficha Técnica Relatório elaborado pelo Departamento da Qualidade na Saúde Ano: 2015 Condução

Leia mais

Regulamento do Laboratório de Cálculo Automático

Regulamento do Laboratório de Cálculo Automático Regulamento do Laboratório de Cálculo Automático Artigo 1 o (Definição) O Laboratório de Cálculo Automático, adiante designado por Lc, é um dos laboratórios do Departamento de Matemática da Faculdade de

Leia mais

Escola E.B. 2,3 de Lousada. Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos

Escola E.B. 2,3 de Lousada. Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos Escola E.B. 2,3 de Lousada Opinião dos Directores de Turma sobre os documentos propostos para a avaliação dos alunos Maria do Céu Belarmino ceubelarmino@sapo.pt Rui Mesquita rui.jv.mesquita@sapo.pt Dezembro

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Turismo sobre a ESEC 4 3.2. Opinião dos alunos sobre

Leia mais

Oficina de Formação Educação Sexual e Violência (Data de início: 28/011/2015 - Data de fim: 15/04/2015)

Oficina de Formação Educação Sexual e Violência (Data de início: 28/011/2015 - Data de fim: 15/04/2015) Oficina de Formação Educação Sexual e Violência (Data de início: 28/011/2015 - Data de fim: 15/04/2015) I - Autoavaliação (formandos) A- Motivação para a Frequência da Ação 1- Identifique, de 1 (mais importante)

Leia mais

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório Nota sobre a Utilização do Laboratório 1. Introdução O laboratório de Sistemas e Redes foi criado com o objectivo de fornecer um complemento prático de qualidade ao ensino das cadeiras do ramo Sistemas

Leia mais

EFA Escolar Nível Secundário

EFA Escolar Nível Secundário Inquérito EFA Escolar Nível Secundário O presente inquérito enquadra-se num estudo de natureza pessoal que está a ser desenvolvido sobre os cursos de Educação e Formação de Adultos Escolar - de Nível Secundário.

Leia mais

Relatório - Inquérito info-ciências digital

Relatório - Inquérito info-ciências digital Relatório - Inquérito info-ciências digital Elaborado por: Rebeca Atouguia e Miguel Cardoso Gabinete de Planeamento e Controlo da Gestão Núcleo de Planeamento, Avaliação e Gestão da Qualidade Maio 11 Índice

Leia mais

Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender.

Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. 2009-2010 Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender. Paulo Freire 1 ÍNDICE Introdução... 3 Objectivos... 3 Actividades... 3 Localização... 4 Horário provável de funcionamento...

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES Como aceder ao Serviço de Lançamento de Notas?

PERGUNTAS FREQUENTES Como aceder ao Serviço de Lançamento de Notas? PERGUNTAS FREQUENTES Como aceder ao Serviço de Lançamento de Notas? Deverá aceder à página http://academico.ualg.pt, autenticando-se com as credenciais da UAlg e de seguida clicar em Entrar. Como posso

Leia mais

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria www.anotherstep.pt 2 Sumário Ponto de situação Plano de Ações de Melhoria PAM Enquadramento e planeamento Selecção das Ações de Melhoria Fichas de

Leia mais

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Católica Portuguesa Universidade Católica Portuguesa Direcção de Sistemas de Informação Serviços disponíveis aos Docentes 2014/2015 Índice Direcção de Sistemas de Informação Pré requisitos e modo de acesso aos sistemas Pré

Leia mais

Relatório de Avaliação da Acção de Formação

Relatório de Avaliação da Acção de Formação Relatório de Avaliação da Acção de Formação Este relatório resulta da análise de um questionário online administrado a todos os formandos de forma anónima. O questionário continha questões fechadas, que

Leia mais

Câmaras Municipais 2004

Câmaras Municipais 2004 Câmaras Municipais 2004 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação (Resultados Provisórios) Dezembro de 2004 BREVE NOTA METODOLÓGICA Universo de referência: Câmaras Municipais

Leia mais

Entrega de Folhas de Férias

Entrega de Folhas de Férias Entrega de Folhas de Férias Guia do Utilizador Versão 4.0 Agosto/ 2014 Índice 1. Introdução 2. Criar/ Validar Folhas de Férias 3. Acesso à funcionalidade 4. Inserir/ Consultar Folhas de Férias 5. Comprovativo

Leia mais

(Docentes, Não-Docentes, Alunos e Encarregados de Educação) NOTA IMPORTANTE Esta apresentação não dispensa e leitura do Relatório da Função Manuel Leão. Tendo como preocupação fundamental a procura da

Leia mais

1 Descrição sumária. Varajão, Pereira, Amaral e Castro, Outsourcing de serviços de sistemas de informação na banca em Portugal, Computerworld, 2011 1

1 Descrição sumária. Varajão, Pereira, Amaral e Castro, Outsourcing de serviços de sistemas de informação na banca em Portugal, Computerworld, 2011 1 Outsourcing de serviços de sistemas de informação na banca em Portugal João Varajão 1, Cidália Pereira 2, Luís Amaral 3, Sandra Castro 2 1 Escola de Ciências e Tecnologia, Departamento de Engenharias,

Leia mais

RELATÓRIO SÍNTESE DE AUTO-AVALIAÇÃO

RELATÓRIO SÍNTESE DE AUTO-AVALIAÇÃO RELATÓRIO SÍNTESE DE AUTO-AVALIAÇÃO 2010/2011 1. INTRODUÇÃO Nas escolas públicas portuguesas a procura da excelência é uma preocupação de longa data, uma vez que a estas compete a formação das mulheres

Leia mais

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO

A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES DE UMA TRANSPORTADORA DA CIDADE DE SÃO PAULO: UM ESTUDO DE CASO Marcelo Cristian Vieira 1, Carolina Zavadzki Martins 2,Gerliane

Leia mais

ETPZP 1989-2014 [ANO LETIVO 2013/14]

ETPZP 1989-2014 [ANO LETIVO 2013/14] ETPZP Petroensino Ensino e Formação Profissional, Lda. Direção Geral Direção Pedagógica 1989-2014 Escola Tecnológica e Profissional da Zona do Pinhal [ANO LETIVO 2013/14] Sistema de Gestão da Qualidade.

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Análise dos Questionários SIAC 2005/2006 Resumo

Análise dos Questionários SIAC 2005/2006 Resumo Análise dos Questionários SIAC 2005/2006 Resumo A Administração Fiscal iniciou em 2005 a realização de estudos qualitativos com periodicidade anual, com o objectivo de aferir a satisfação dos utentes,

Leia mais

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade)

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) Relatório do inquérito aplicado aos Docentes Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) 1 UAL, Ano lectivo de 2007/2008 2 Índice 1. Estrutura do questionário 1.1. Resultados do Alpha

Leia mais

Inquérito de Empregabilidade

Inquérito de Empregabilidade Inquérito de Empregabilidade / Qual a situação face ao emprego dos nossos diplomados do ano letivo 2012/2013? Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias Índice I. O que é o Relatório de Empregabilidade...2

Leia mais

UNIVERSIDADE DE AVEIRO

UNIVERSIDADE DE AVEIRO UNIVERSIDADE DE AVEIRO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, GESTÃO E ENGENHARIA INDUSTRIAL MESTRADO EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO DISCIPLINA: GESTÃO DA INFORMAÇÃO CAPACIDADE DE RESPOSTA A SOLICITAÇÕES DO EXTERIOR - DIÁLOGO

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE Este site é propriedade da Johnson & Johnson Limitada. Esta Política de Privacidade foi concebida para o informar das nossas regras no que respeita à recolha, utilização e divulgação

Leia mais

Relatório da Componente de Formação em Contexto de Trabalho do Curso de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos

Relatório da Componente de Formação em Contexto de Trabalho do Curso de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Relatório da Componente de Formação em Contexto de Trabalho do Curso de Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Relatório Final de Estagio Luís Manuel Nogueira Marques Município de Fafe

Leia mais

Análise do Questionário aos Utentes Internet 2005/2006 Resumo

Análise do Questionário aos Utentes Internet 2005/2006 Resumo Análise do Questionário aos Utentes Internet 2005/2006 Resumo À semelhança de 2005, a Administração Fiscal encontra-se a realizar um diagnóstico da sua relação com os utentes, cidadãos e empresas, com

Leia mais

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na

Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar. A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na info Gondomar Newsletter N.º14 Julho 2012 Semestral Águas de Gondomar considerada novamente uma das Melhores Empresas para Trabalhar A Águas de Gondomar, de acordo com os resultados publicados na revista

Leia mais

Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados

Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados Escola Superior de Educação de Almada Inquéritos de Empregabilidade aplicados aos Diplomados Ciclos de Estudo de Mestrado Apresentação de Resultados Departamento para a Garantia da Qualidade Fevereiro,

Leia mais

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Gestão da Segurança da Informação

Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço. Segurança da informação nas organizações Gestão da Segurança da Informação Escola Naval Mestrado em Segurança da Informação e Direito no Ciberespaço Segurança da informação nas organizações Gestão da Segurança da Informação Fernando Correia Capitão-de-fragata EN-AEL 30 de Novembro

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE PICO DE REGALADOS RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO TIC 2007/2008. O Coordenador TIC FERNANDO JOÃO COSTA SOARES

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE PICO DE REGALADOS RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO TIC 2007/2008. O Coordenador TIC FERNANDO JOÃO COSTA SOARES AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE PICO DE REGALADOS RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO TIC 2007/2008 O Coordenador TIC FERNANDO JOÃO COSTA SOARES ÍNDICE Introdução... 3 Balanço e avaliação dos resultados... 4 Formação/apoio

Leia mais

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens

indiferenca.com Índice Empresa Pág. 3 Valores Pág. 3 Mercado Pág. 4 Serviços Pág. 4 Marcas Pág. 6 Protocolo Pág. 7 Vantagens Página2 Índice Empresa Valores Mercado Serviços Marcas Protocolo Vantagens a. Alunos / Docentes / Funcionários Contrapartidas Pág. 3 Pág. 3 Pág. 4 Pág. 4 Pág. 6 Pág. 7 Pág. 7 Pág. 8 Pág. 8 4440-650 Valongo

Leia mais

Câmaras Municipais 2003 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação

Câmaras Municipais 2003 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Câmaras Municipais 2003 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação Estudo realizado pelo CIES/Universidade do Minho Agosto de 2004 BREVE NOTA METODOLÓGICA Universo de referência:

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Electrotécnica e Computadores Software de Localização GSM para o modem Siemens MC35i Manual do Utilizador Índice

Leia mais

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR:

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: 1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: Unidade de Gestão de Área Urbana Setembro 2013 Agradecimentos

Leia mais

Manual de Utilizador. Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais. Escola Superior de Tecnologia. Instituto Politécnico de Castelo Branco

Manual de Utilizador. Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais. Escola Superior de Tecnologia. Instituto Politécnico de Castelo Branco Escola Superior de Tecnologia Instituto Politécnico de Castelo Branco Departamento de Informática Curso de Engenharia Informática Disciplina de Projecto de Sistemas Industriais Ano Lectivo de 2005/2006

Leia mais

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR:

Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: 1ª AVENIDA DINAMIZAÇÃO ECONÓMICA E SOCIAL DA BAIXA DO PORTO Relatório do Inquérito aos Turistas sobre os Estabelecimentos Comerciais CO-FINANCIADO POR: Unidade de Gestão de Área Urbana Dezembro 2012 Índice

Leia mais

da Uniiversiidade de Évora

da Uniiversiidade de Évora Universidade de Évora Rellatóriio sobre o Inquériito aos Liicenciiados da Uniiversiidade de Évora Pró-Reitoria para a Avaliação e Política da Qualidade Jacinto Vidigal da Silva Luís Raposo Julho de 2010

Leia mais

RESULTADOS DO INQUÉRITO DE SATISFAÇÃO E MOTIVAÇÃO D@S CLIENTES JARDIM- DE INFÂNCIA ARCO - ÍRIS

RESULTADOS DO INQUÉRITO DE SATISFAÇÃO E MOTIVAÇÃO D@S CLIENTES JARDIM- DE INFÂNCIA ARCO - ÍRIS RESULTADOS DO INQUÉRITO DE SATISFAÇÃO E MOTIVAÇÃO D@S CLIENTES JARDIM- DE INFÂNCIA ARCO - ÍRIS Os inquéritos de avaliação da satisfação d@s clientes da Resposta Social Jardim de Infância Arco-Íris foram

Leia mais

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação O Business Analytics for Microsoft Business Solutions Navision ajuda-o a ter maior controlo do seu negócio, tomar rapidamente melhores decisões e equipar os seus funcionários para que estes possam contribuir

Leia mais

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras

Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL. Perspectiva das Entidades Empregadoras Estudo sobre os diplomados pelo ISCTE-IUL Perspectiva das Entidades Empregadoras Julho 2011 Ficha Técnica ISCTE Instituto Universitário de Lisboa Edição Gabinete de Estudos, Avaliação, Planeamento e Qualidade

Leia mais

DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES DE FORMAÇÃO

DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES DE FORMAÇÃO DIAGNÓSTICO DE NECESSIDADES DE FORMAÇÃO Este questionário enquadra-se no âmbito do Diagnóstico de Necessidades de Formação do CIEBI/BIC da Beira Interior para a realização do seu plano de formação para

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO

SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SERVIÇOS PÚBLICOS ONLINE E PLANO TECNOLÓGICO SÍNTESE DE RESULTADOS DO ESTUDO NOVEMBRO 2006 Sobre a Netsonda A Netsonda, em actividade desde Julho de 2000, é líder e pioneira em Portugal na recolha e análise

Leia mais

Introdução aos Sistemas Informáticos Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Gestão e Engenharia Industrial

Introdução aos Sistemas Informáticos Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Gestão e Engenharia Industrial I 1. Crie um novo livro na folha de cálculo Excel. Grave-o na sua disquete (se não tiver uma disquete, então grave-o no disco do computador) com o nome Exercício 1. Obs.: "Livro" é o nome que se dá a um

Leia mais

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007

Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 03 de Dezembro de 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

PROVA COMENTADA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA AO CARGO DE ASSISTENTE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

PROVA COMENTADA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA AO CARGO DE ASSISTENTE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO PROVA COMENTADA DO MINISTÉRIO DA FAZENDA AO CARGO DE ASSISTENTE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO Olá pessoal da Editora Ferreira. Abraços a todos! Vamos responder e comentar as questões de informática de uma maneira

Leia mais

HP Hardware Support Exchange Service HP Customer Support Contractual Services

HP Hardware Support Exchange Service HP Customer Support Contractual Services HP Hardware Support Exchange Service HP Customer Support Contractual Services Um serviço fiável e rápido de substituição de hardware que é uma alternativa rentável e conveniente à reparação no local de

Leia mais

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade

Livro de Ponto Automático e Controlo de Assiduidade Instituto Superior Politécnico Gaya Disciplina de Seminário Engenharia Informática 2006/2007 cms@ispgaya.pt spss@ispgaya.pt Manual de administração e Controlo de Assiduidade Outubro de 2007 Índice Introdução...

Leia mais

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL

AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL AVALIAÇÃO DO MESTRADO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos do Mestrado em Educação Especial sobre a

Leia mais

481040 - Programador/a de Informática

481040 - Programador/a de Informática 481040 - Programador/a de Informática UFCD - 0770 Dispositivos e periféricos Sessão 4 SUMÁRIO Disco Rígido; Sistema de ficheiros Uma unidade de disco rígido é composta por um conjunto de discos sobrepostos,

Leia mais

Relatório SHST - 2003

Relatório SHST - 2003 Relatório da Actividade dos Serviços de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho Relatório SHST - 2003 Programa de Validação e Encriptação Manual de Operação Versão 1.1 DEEP Departamento de Estudos, Estatística

Leia mais

Fundo de Segurança Social Resultado do inquérito relativo ao grau de satisfação do serviço do ano 2014. Média do grau de satisfação 4.

Fundo de Segurança Social Resultado do inquérito relativo ao grau de satisfação do serviço do ano 2014. Média do grau de satisfação 4. Fundo de Segurança Social Resultado do inquérito relativo ao grau de satisfação do serviço do ano 2014 1. Breve apresentação do inquérito De acordo com a disposição relativa a Recolha de opiniões dos destinatários

Leia mais

Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 2006 - Principais resultados -

Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 2006 - Principais resultados - http://www.anacom.pt/template12.jsp?categoryid=231582 Data de publicação - 1.2.27 Inquérito ao consumo da banda larga Dezembro de 26 - Principais resultados - Ligação à Internet e tecnologia de acesso

Leia mais

Indíce. Gráfico XII: Comparação da situação das sub-acções com o período homólogo de 2008

Indíce. Gráfico XII: Comparação da situação das sub-acções com o período homólogo de 2008 Indíce 1. Característica básica...1 Gráfico I: Distribuição em sexo Gráfico II: Distribuição em cidadãos e turistas Gráfico III: Distribuição em idade Gráfico IV: Distribuição dos turistas 2. Resultado

Leia mais

INTRODUÇÃO... 3 II- OUTROS ESTUDOS EFETUADOS ANTERIORMENTE... 3 III- OBJETIVOS... 4 IV- METODOLOGIA...

INTRODUÇÃO... 3 II- OUTROS ESTUDOS EFETUADOS ANTERIORMENTE... 3 III- OBJETIVOS... 4 IV- METODOLOGIA... Inquérito em outubro de 2014 Agrupamento de Escolas da Gafanha da Encarnação Índice I- INTRODUÇÃO... 3 II- OUTROS ESTUDOS EFETUADOS ANTERIORMENTE... 3 III- OBJETIVOS... 4 IV- METODOLOGIA... 4 V- ANÁLISE

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA - INSTITUTO SUPERIOR DE ENTRE O DOURO E VOUGA

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA - INSTITUTO SUPERIOR DE ENTRE O DOURO E VOUGA REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA - INSTITUTO SUPERIOR DE ENTRE O DOURO E VOUGA O Estatuto de Carreira do Pessoal Docente do Ensino Superior Politécnico (ECPDP), na redacção

Leia mais

Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância

Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância Questionário para Estudantes de Pós- Graduação na modalidade a distância Este questionário é um instrumento de coleta de informações para a realização da auto-avaliação da UFG que tem como objetivo conhecer

Leia mais

Graça Eckhardt. Gestor de Actividades TIC na Educação

Graça Eckhardt. Gestor de Actividades TIC na Educação Graça Eckhardt Gestor de Actividades TIC na Educação Atenção! Aqui há GATO! O que é o GATo? A aplicação das Tecnologias de Informação e Comunicação ao contexto educativo passa pelo apetrechamento das escolas

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores São dois ou mais computadores ligados entre si através de um meio.a ligação pode ser feita recorrendo a tecnologias com fios ou sem fios. Os computadores devem ter um qualquer dispositivo

Leia mais

Regulamento de utilização Centros Informáticos 2008/2009

Regulamento de utilização Centros Informáticos 2008/2009 REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO EQUIPAMENTO INFORMÁTICO SALA 15 E LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA BLOCO 4 1 1 Introdução Este regulamento destina-se a promover uma utilização mais racional, disciplinada e eficiente

Leia mais

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas SiDEI Sistema de Avaliação Automática de Alunos Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas Disciplina de Engenharia de Software Instituto Superior de Engenharia do Porto Alunos: André Serafim

Leia mais

Programa para a Inclusão e Desenvolvimento Progride. ParticipAR Inovação para a Inclusão em Arraiolos"

Programa para a Inclusão e Desenvolvimento Progride. ParticipAR Inovação para a Inclusão em Arraiolos Programa para a Inclusão e Desenvolvimento Progride ParticipAR Inovação para a Inclusão em Arraiolos" Relatório de Avaliação SEGURANÇA NA INTERNET (SESSÕES PARA ALUNOS) Arraiolos 12\04\ 07 O Agrupamento

Leia mais

ServiceHD. Javier Abad Álvarez Iván Darío Otero López 1

ServiceHD. Javier Abad Álvarez Iván Darío Otero López 1 Javier Abad Álvarez Iván Darío Otero López 1 Índice: 1. Introdução 1.1. A empresa 1.2. Objectivos 2. InstalaçãoTrês computadores na mesma rede, IPs, nomes, gateway 2.1.1 Windows 7 2.1.2 Ubuntu 3.DNS alias

Leia mais

Contrato de Suporte End.: Telefones:

Contrato de Suporte End.: Telefones: Contrato de Suporte Contrato de Suporte Desafios das empresas no que se refere à infraestrutura de TI Possuir uma infraestrutura de TI que atenda as necessidades da empresa Obter disponibilidade dos recursos

Leia mais

Análise aos dados recentes das principais empresas do sector Cordoaria e Redes

Análise aos dados recentes das principais empresas do sector Cordoaria e Redes Análise aos dados recentes das principais empresas do sector Cordoaria e Redes Gabinete de Estudos da FESETE Julho 09 1 Introdução Foi efectuada uma análise a um conjunto de empresas das indústrias de

Leia mais

1. Assinale a série em que você estuda. a. 1ª série do Ensino Médio b. 2ª série do Ensino Médio

1. Assinale a série em que você estuda. a. 1ª série do Ensino Médio b. 2ª série do Ensino Médio Prezado aluno: Esta pesquisa tem como objetivo conhecer um pouco mais sobre você, aluno, suas necessidades, expectativas e sua percepção individual em relação ao Expoente. Este questionário é totalmente

Leia mais

Quarto Estudo de Follow up dos Diplomados

Quarto Estudo de Follow up dos Diplomados Cursos de Formação em Alternância na Banca Quarto Estudo de Follow up dos Diplomados Relatório Cursos terminados entre 2006 e 2009 Projecto realizado em parceria e financiado pelo Instituto de Emprego

Leia mais

A INFLUÊNCIA DOS PROJETOS NO DOMÍNIO DOS RESULTADOS: O PONTO DE VISTA DOS COORDENADORES

A INFLUÊNCIA DOS PROJETOS NO DOMÍNIO DOS RESULTADOS: O PONTO DE VISTA DOS COORDENADORES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CABECEIRAS DE BASTO A INFLUÊNCIA DOS PROJETOS NO DOMÍNIO DOS RESULTADOS: O PONTO DE VISTA DOS COORDENADORES A EQUIPA DE AUTOAVALIAÇÃO: Albino Barroso Manuel Miranda Paula Morais

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD

OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD UTAD 2011 OBSERVATÓRIO DO PERCURSO PROFISSIONAL DOS DIPLOMADOS DA UTAD (2003-2007) O. Enquadramento As políticas públicas de ensino superior

Leia mais

Cópias de Segurança no Akropole Backups

Cópias de Segurança no Akropole Backups Cópias de Segurança no Akropole Backups Cópias de Segurança - Backups As Cópias de Segurança são aquela coisa que todos sabemos que são necessárias mas que nunca nos preocupamos até ao dia em que são precisas.

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO ESPAÇO INTERNET DE MOURA I - DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I. Artigo 1º. Definição

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO ESPAÇO INTERNET DE MOURA I - DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I. Artigo 1º. Definição REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO ESPAÇO INTERNET DE MOURA I - DISPOSIÇÕES GERAIS CAPÍTULO I Artigo 1º Definição O Espaço Internet de Moura define-se como um local destinado aos cidadãos que pretendam utilizar

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Introdução à Internet Paulo Santos v. 2.0-2012 1 Índice 1 Introdução à Internet... 3 1.1 Conceitos base... 3 1.1.1 O que é a internet?... 3 1.1.2 O que é preciso para aceder à internet?... 3 1.1.3 Que

Leia mais

PHC dsuporte Externo. ππ Aumentar a satisfação dos seus clientes. ππ Aumentar a velocidade de resposta dos pedidos

PHC dsuporte Externo. ππ Aumentar a satisfação dos seus clientes. ππ Aumentar a velocidade de resposta dos pedidos PHC dsuporte Externo DESCRITIVO O módulo PHC dsuporte Externo permite prestar assistência técnica pós-venda, aumentar de forma significativa a eficiência e a qualidade do serviço, o que resulta na maior

Leia mais