OBSERVAÇÃO: NÃO HAVERÁ QUALQUER ALTERAÇÃO NA EMENTA E NO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ALUSIVOS À DISCÍPLINA DIREITO PROCESSUAL CIVIL V.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OBSERVAÇÃO: NÃO HAVERÁ QUALQUER ALTERAÇÃO NA EMENTA E NO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ALUSIVOS À DISCÍPLINA DIREITO PROCESSUAL CIVIL V."

Transcrição

1 1) EM CONFORMIDADE COM OS LIVROS EXISTENTES NA BIBLIOTECA DO CESUT, A DISCÍPLINA DIREITO PROCESSUAL CIVIL V TERÁ AS SEGUINTES OBRAS REFERENCIAIS: THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de Direito processual civil: procedimentos especiais. 42.ed. Rio de Janeiro: Forense, Vol. 3. GONÇALVES, Marcus Vinicius Rios. Novo curso de direito processual civil: processo de conhecimento (2ª parte) e procedimentos especiais. 9.ed. São Paulo: Saraiva, V.2. MARCATO, Antonio Carlos. Procedimentos especiais. 11.ed.rev.amp.atu. São Paulo: Atlas, SANTOS, Ernane Fidélis dos. Manual de Direito processual civil: procedimentos especiais, codificados e da legislação, esparsa, jurisdição contenciosa e jurisdição voluntária. 14.ed.rev.atu. São Paulo: Saraiva, v p. 1 ex. SANTOS, Moacyr Amaral. Primeiras linhas de Direito processual civil: adaptadas ao novo Código de processo civil. 26.ed.rev.atu. São Paulo: Saraiva, V. 3 OBSERVAÇÃO: NÃO HAVERÁ QUALQUER ALTERAÇÃO NA EMENTA E NO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ALUSIVOS À DISCÍPLINA DIREITO PROCESSUAL CIVIL V. 2) EM CONFORMIDADE COM OS LIVROS EXISTENTES NA BIBLIOTECA DO CESUT, A DISCÍPLINA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE TERÁ AS SEGUINTES OBRAS REFERENCIAIS: CARRIDE, Norberto de Almeida. Estatuto da criança e do adolescente anotado: lei de 13 de Julho de ed. Campinas: Servanda, CURY, Munir; PAULA, Paulo Afonso Garrido de; MARÇURA, Jurandir Norberto; Estatuto da criança e do adolescente anotado. 2.ed.rev.atu. São Paulo: Revista dos Tribunais, ELIAS, Roberto João. Comentários ao estatuto da criança e do adolescente: Lei nº 8.069, de 13 de julho de ed. São Paulo: Saraiva, 2004.

2 MACIEL, Kátia (Coord). Curso de direito da criança e do adolescente: aspectos teóricos e práticos. 4.ed.rev.atu. Rio de janeiro: Lumem Juris, MILANO FILHO, Nazir David; MILANO, Rodolfo Cesar. Estatuto da criança e do adolescente: comentado em interpretado de acordo com o novo Código Civil. 2.ed. São Paulo: LEUD-Editora Universitária de Direito, COM AS MUDANÇAS SUPRACITADAS, A EMENTA E O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DA DISCÍPLINA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE TERÃO OS SEGUINTES CONTEÚDOS: EMENTA: 1. DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: Dos Princípios Principais; Da Doutrina da Proteção Integral; Da Criança e do Adolescente; Dos Direitos Fundamentais; Do Direito à Vida e à Saúde; Do Direito à Liberdade, ao Respeito e à Dignidade; Do Direito à Convivência Familiar e Comunitária; Disposições gerais; Da família natural; Da família substituta; Disposições gerais; Da guarda; Da tutela; Da adoção; Do Direito à Educação, à Cultura, ao Esporte e ao Lazer; Do Direito à Profissionalização e à Proteção no Trabalho; Da Prevenção; Disposições Gerais; Da Prevenção Especial; Da informação, cultura, lazer, esportes, diversões e espetáculos; Dos produtos e serviços; Da autorização para viajar; Da Política de Atendimento; Disposições gerais; Das Entidades de Atendimento; Disposições gerais; Da fiscalização das entidades; Das Medidas de Proteção; Disposições Gerais; Das Medidas Específicas de Proteção; Da Prática de Ato Infracional; Disposições gerais; Dos Direitos Individuais; Das Garantias Processuais; Das Medidas Sócio-Educativas; Do adolescente compreendido entre as idades de 16 e 18 anos e a problemática da menoridade penal; Disposições gerais; Da advertência; Da obrigação de reparar o dano; Da prestação de serviços à comunidade; Da liberdade assistida; Do regime de semiliberdade; Da internação; Da Remissão; Das Medidas Pertinentes aos Pais ou Responsável; Do Conselho Tutelar; Disposições Gerais; Das Atribuições do Conselho; Da Competência; Da Escolha dos Conselheiros; Dos Impedimentos; Do Acesso à Justiça; Disposições Gerais; Do Juizado da Infância e da Juventude; Do juiz; Dos serviços auxiliares; Dos Procedimentos; Disposições gerais; Da perda e da suspensão do pátrio poder; Da destituição da tutela; Da colocação em família substituta; Da apuração de ato infracional atribuído a adolescente; Da apuração de irregularidades em entidade de atendimento; Da apuração de infração administrativa às normas de proteção à criança e ao adolescente; Dos Recursos; Do Ministério Público; Do Advogado; Da Proteção Jurídica dos Interesses Individuais, Difusos e Coletivos.

3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1.0 DO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 1.1 Dos Princípios Principais; 1.2 Da Doutrina da Proteção Integral; 1.3 Da Criança e do Adolescente; 1.4 Dos Direitos Fundamentais; Do Direito à Vida e à Saúde; Do Direito à Liberdade, ao Respeito e à Dignidade; Do Direito à Convivência Familiar e Comunitária; Disposições gerais; Da família natural; Da família substituta; Disposições gerais; Da guarda; Da tutela; Da adoção; Do Direito à Educação, à Cultura, ao Esporte e ao Lazer; Do Direito à Profissionalização e à Proteção no Trabalho; 1.5 Da Prevenção; Disposições Gerais; Da Prevenção Especial; Da informação, cultura, lazer, esportes, diversões e espetáculos; Dos produtos e serviços; Da autorização para viajar; 1.6 Da Política de Atendimento; Disposições gerais; Das Entidades de Atendimento; Disposições gerais;

4 Da fiscalização das entidades; 1.7 Das Medidas de Proteção; Disposições Gerais; Das Medidas Específicas de Proteção; 1.8 Da Prática de Ato Infracional; Disposições gerais; Dos Direitos Individuais; Das Garantias Processuais; Das Medidas Sócio-Educativas; Do adolescente compreendido entre as idades de 16 e 18 anos e a problemática da menoridade penal; Disposições gerais; Da advertência; Da obrigação de reparar o dano; Da prestação de serviços à comunidade; Da liberdade assistida; Do regime de semiliberdade; Da internação; Da Remissão; 1.9 Das Medidas Pertinentes aos Pais ou Responsável; 1.10 Do Conselho Tutelar; Disposições Gerais; Das Atribuições do Conselho; Da Competência; Da Escolha dos Conselheiros; Dos Impedimentos; 1.11 Do Acesso à Justiça; Disposições Gerais; Do Juizado da Infância e da Juventude;

5 Do juiz; Dos serviços auxiliares; Dos Procedimentos; Disposições gerais; Da perda e da suspensão do pátrio poder; Da destituição da tutela; Da colocação em família substituta; Da apuração de ato infracional atribuído a adolescente; Da apuração de irregularidades em entidade de atendimento; Da apuração de infração administrativa às normas de proteção à criança e ao adolescente; Dos Recursos; Do Ministério Público; Do Advogado; Da Proteção Jurídica dos Interesses Individuais, Difusos e Coletivos.

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PLANO DE ENSINO Disciplina: DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Curso: DIREITO Turma B01-1 Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D- 51 PERÍODO: 3º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D- 51 PERÍODO: 3º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D- 51 PERÍODO: 3º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NOME DO CURSO: DIREITO

Leia mais

DIREITOS DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E DO IDOSO. doutrina e legislação. Del Rey. Belo Horizonte, 2006

DIREITOS DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E DO IDOSO. doutrina e legislação. Del Rey. Belo Horizonte, 2006 CARLOS CABRAL CABRERA Membro do Ministério Público do Estado de São Paulo. Professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da Universidade Paulista UNIP. ROBERTO MENDES DE FREITAS JUNIOR Membro

Leia mais

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE

CONTROLE DE CONTEÚDO EXAME DE ORDEM OAB 1ª FASE 1 Teoria Geral da Constituição / Separação de Poderes 2 Direitos e deveres individuais e coletivos 3 Nacionalidade 4 Direitos políticos/ Partidos Políticos 5 Organização Político-Administrativa 6 Poder

Leia mais

TRABALHOS PUBLICADOS

TRABALHOS PUBLICADOS TRABALHOS PUBLICADOS LIVROS DO AUTOR NA ÁREA JURÍDICA 1. O promotor de Justiça e o atendimento ao público. São Paulo, Saraiva, 1985, 176 p. 2. Manual do promotor de Justiça. 1. ed. 1987, 408 p.; 2. ed.

Leia mais

DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ANTONIO CEZAR LIMA DA FONSECA DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 3!! Edição Ampliada, revisada e atualizada de acordo com as Leis n~ 12.594/12 (SINASE), 12.696/12 (Conselho Tutelar), 12.852/13 (Estatuto

Leia mais

TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL

TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL ELIMI JUIZADOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE 547 Seção Cível 1385 Cartas 1450 Carta de ordem 1451 Carta Precatória 1455 Incidentes 10969

Leia mais

Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21

Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21 Sumário Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Apresentação da 2ª edição... 19 Apresentação... 21 Capítulo I LIÇÕES PRELIMINARES... 23 1. Introdução... 23 2. Proteção

Leia mais

APROVEITO PARA INFORMAR QUE EM BREVE LANÇAREI PELA EDITORA FERREIRA - O LIVRO ESTATUTO DO IDOSO COMENTADO.

APROVEITO PARA INFORMAR QUE EM BREVE LANÇAREI PELA EDITORA FERREIRA - O LIVRO ESTATUTO DO IDOSO COMENTADO. PREZADO(A)S CANDIDATO(A)S, PRIMEIRAMENTE GOSTARIA DE PARABENIZAR A TODOS OS GUERREIROS E GUERREIRAS QUE PARTICIPARAM DO TÃO ESPERADO E CONCORRIDO CONCURSO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

Leia mais

1.5 Abrigo em entidade...162 1.6 Abrigo temporário...164 2. Competência para aplicação das medidas de proteção...165

1.5 Abrigo em entidade...162 1.6 Abrigo temporário...164 2. Competência para aplicação das medidas de proteção...165 SUMÁRIO DOUTRINA CAPÍTULO I INTRODUÇÃO... 3 1. Breve evolução histórica dos direitos dos idosos no Brasil... 3 2. Perfil Constitucional dos direitos dos idosos... 5 3. Princípios norteadores dos direitos

Leia mais

As atribuições do Conselho Tutelar

As atribuições do Conselho Tutelar As atribuições do Conselho Tutelar Marcia Ferreira Amendola* O Conselho Tutelar (CT) é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos

Leia mais

Cartilha da CRianca e do adolescente

Cartilha da CRianca e do adolescente Cartilha da CRianca e do adolescente Mais um dia vivido pela familia Brasilino Oi, pessoal, cheguei! Oi, filho, tudo bem? Hum... que cheiro bom! Tô morrendo de fome! Vou lá dentro lavar as mãos, guardar

Leia mais

CURSO PREPARATÓRIO. VIII Processo de Escolha dos Membros dos Conselhos Tutelares de Belo Horizonte/MG

CURSO PREPARATÓRIO. VIII Processo de Escolha dos Membros dos Conselhos Tutelares de Belo Horizonte/MG CURSO PREPARATÓRIO VIII Processo de Escolha dos Membros dos Conselhos 2015 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ECA Fernanda Flaviana de Souza Martins Assistente Social, Doutora Psicologia pela PUCMinas,

Leia mais

PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC

PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC PROCESSO DE ESCOLHA DOS NOVOS MEMBROS DO CONSELHO TUTELAR PALMEIRA/SC 26/07/2015 Nome do Candidato: CADERNO DE PROVA INSTRUÇÕES GERAIS: Caro (a) Candidato (a): Leia com o máximo de atenção e siga as seguintes

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 14. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 14. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 14 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua MECANISMOS LEGAIS E INSTITUCIONAIS : CRIANÇAS E ADOLESCENTES O Estatuto da Criança e do Adolescente- ECA, pela Lei nº 8.069/1990, dispôs sobre

Leia mais

LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares. A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas

LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares. A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas LVIII Fórum Estadual de Conselheiros Tutelares A Política de Educação e Projeto Político Pedagógico para o Enfrentamento à Violência nas Escolas Apresentação: Cândido Portinari: painel Guerra e Paz A criança

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15 SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...15 DIREITO ADMINISTRATIVO...17 Fernando Ferreira Baltar Neto e Ronny Charles Lopes de Torres 1. Direito Administrativo e o Regime Jurídico-Administrativo...17

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A competência nos pedidos de adoção, guarda e tutela Rogério Medeiros Garcia de Lima* 1. INTRODUÇÃO A vigência do novel Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei federal 8.069, de

Leia mais

PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO DOS CONSELHEIROS TUTELARES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ÁGUA DOCE - SC

PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO DOS CONSELHEIROS TUTELARES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ÁGUA DOCE - SC PROCESSO DE ESCOLHA UNIFICADO DOS CONSELHEIROS TUTELARES DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE ÁGUA DOCE - SC EDITAL N. 002/2015 - CMDCA CADERNO DE PROVAS ASSINATURA DO CANDIDATO

Leia mais

Criança ou adolescente com indícios de. exploração sexual. Se é flagrante

Criança ou adolescente com indícios de. exploração sexual. Se é flagrante s nas rodovias estaduais e O cidadão ou profissional que deixar de prestar assistência à criança ou ao em situação de exploração sexual, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, responderá pelo crime

Leia mais

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES

CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES CONSELHOS TUTELARES FUNÇÕES E ATRIBUIÇÕES Conselho Tutelar Órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente,

Leia mais

THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de Direito processual civil. 42. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2005. v. 1.

THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de Direito processual civil. 42. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2005. v. 1. ÁREA 5 DIREITO PROCESSUAL CIVIL, I, II, III, IV, V e VI DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Sujeitos do processo. Litisconsórcio. Intervenção de terceiros. Petição inicial. Causa de pedir. Pedido. Citação. Atos

Leia mais

AULA 05 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 05

AULA 05 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 05 AULA 05 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 05 DO DIREITO À EDUCAÇÃO, À CULTURA, AO ESPORTE E AO LAZER

Leia mais

Programa de Trabalho

Programa de Trabalho Código Especificação Corrente Capital T O T A L 01 01.031 01.031.0012 01.122 01.122.0002 01.128 01.128.0010 01.846 01.846.0002 03 03.122 03.122.0002 03.241 03.241.0003 03.422 03.422.0003 04 04.121 04.121.0016

Leia mais

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito

Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Direção Acadêmica Coordenação do Curso de Direito 1. IDENTIFICAÇÃO: CURSO: DIREITO TURMA: 6º SEMESTRE - NOTURNO DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina POLÍTICAS SOCIAIS E DIREITO

Leia mais

EXERCÍCIOS ATO INFRACIONAL.

EXERCÍCIOS ATO INFRACIONAL. EXERCÍCIOS ATO INFRACIONAL. 1.José foi inserido em medida sócio-educativa de internação, com prazo indeterminado. Durante o cumprimento da medida sócio-educativa, já tendo completado dezoito anos, praticou

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso. Procuradoria Geral de Justiça

Ministério Público do Estado de Mato Grosso. Procuradoria Geral de Justiça CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE PROMOTOR DE JUSTIÇA SUBSTITUTO (EDITAL Nº 001/2014/MP-MT) (publicado no DOE em 14/02/2014 páginas 183 a 188) ANEXO I PROGRAMAS DOS GRUPOS TEMÁTICOS PARA O CONCURSO

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL. Art. 227, CF/88 RAFAEL FERNANDEZ

DIREITO CONSTITUCIONAL. Art. 227, CF/88 RAFAEL FERNANDEZ DIREITO CONSTITUCIONAL Art. 227, CF/88 RAFAEL FERNANDEZ É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde,

Leia mais

Curso: Direito Carga Horária: 32 PLANO DE ENSINO

Curso: Direito Carga Horária: 32 PLANO DE ENSINO Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Direito da Criança e do Adolescente Curso: Direito Carga Horária: 32 Departamento: Direito Público Área: Direito Penal e Processo Penal PLANO DE ENSINO EMENTA

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Processual Civil I

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Processual Civil I COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Processual Civil I Código: DIR- 364 Pré-requisito: Teoria Geral do Processo Período

Leia mais

Medida Sócio - Educativa de Liberdade Assistida

Medida Sócio - Educativa de Liberdade Assistida Medida Sócio - Educativa de Liberdade Assistida Ninguém, depois de acender uma candeia, a cobre com um vaso ou a põe debaixo duma cama; pelo contrário, coloca-a sobre um velador, a fim de que os outros

Leia mais

GRUPO I DIREITO PENAL

GRUPO I DIREITO PENAL CONTEÚDO DA APOSTILA GRUPO I DIREITO PENAL MODELOS DE DIREITO PENAL. ESCOLAS DE DIREITO PENAL. PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS PENAIS. RELAÇÃO ENTRE DIREITO PENAL, CRIMINOLOGIA E POLÍTICA CRIMINAL. TEORIAS

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIPÁ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO ESTADO DO PARA

ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIPÁ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO ESTADO DO PARA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EDITAL DE CONCURSO Nº 002/2014 REALIZAÇÃO: OBJETIVA CONCURSOS LTDA ANDERSON BENTO MARIA, Prefeito Municipal de Maripá, Estado do Paraná por meio da Secretaria

Leia mais

ÍNDICE VOLUME 1. Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português...

ÍNDICE VOLUME 1. Semântica: sentido e emprego dos vocábulos; campos semânticos; emprego de tempos e modos dos verbos em português... Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia TJ/RO Técnico Judiciário ÍNDICE VOLUME 1 CONHECIMENTOS BÁSICOS LÍNGUA PORTUGUESA Elementos de construção do texto e seu sentido: gênero do texto (literário e não

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL

MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL COLEÇÃO PREPARANDO PARA CONCURSOS QUESTÕES DISCURSIVAS COMENTADAS MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL PROMOTOR DE JUSTIÇA ESTADUAL 140 questões discursivas comentadas. Extraídas exclusivamente de concursos para

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Disciplina: Direito Civil I C.H. Teórica: 60 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Período Letivo: Série: Periodo: 2 sem/2013 1ª Série Não definido C.H. Outras: 20 Semestre de Ingresso: 2º C.H.

Leia mais

Famílias - Abrigos: direito ao convívio familiar e social

Famílias - Abrigos: direito ao convívio familiar e social Famílias - Abrigos: direito ao convívio familiar e social INTRODUÇÃO A família é o principal grupo social para o desenvolvimento afetivo-emocional da criança e adolescente. O trabalho a ser desenvolvido

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO. Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO. Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Reconhecimento renovado pela portaria MEC nº 608 de 19.11.13, DOU de 20.11.13 Componente Curricular: Direito Processual Civil III Código: DIR-465 CH Total: 60 horas Pré-requisito:

Leia mais

A PROTEÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE EM FACE DO PODER FAMILIAR 1. Keith Diana da Silva

A PROTEÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE EM FACE DO PODER FAMILIAR 1. Keith Diana da Silva A PROTEÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE EM FACE DO PODER FAMILIAR 1 Keith Diana da Silva keith.diana@hotmail.com FAC São Roque NPI: Núcleo de Pesquisa Interdisciplinar Introdução É dever dos pais, no exercício

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Disciplina: Direito Civil VI C.H. Teórica: 60 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Período Letivo: Série: Periodo: 2 sem/2013 6ª Série Não definido C.H. Outras: 20 Semestre de Ingresso: 1º C.H.

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ EDITAL N. 01/2013

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ EDITAL N. 01/2013 MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ EDITAL N. 01/2013 Teste seletivo para ingresso ao quadro de Assessor Jurídico DAS-5 do Ministério Público do Estado do Paraná. A Promotora de Justiça, Dra. FABIANA

Leia mais

Regras Mínimas das Nações Unidas para a Administração da Justiça da Infância e da Juventude. Regras de Beijing. *

Regras Mínimas das Nações Unidas para a Administração da Justiça da Infância e da Juventude. Regras de Beijing. * Regras Mínimas das Nações Unidas para a Administração da Justiça da Infância e da Juventude. Regras de Beijing. * PRIMEIRA PARTE. PRINCÍPIOS GERAIS 1. Orientações fundamentais 1.1. Os Estados Membros procurarão,

Leia mais

Possibilitar ao estudante o conhecimento das noções básicas do processo civil, a partir do estudo sistematizado de seus principais institutos.

Possibilitar ao estudante o conhecimento das noções básicas do processo civil, a partir do estudo sistematizado de seus principais institutos. PROGRAMA DE DISCIPLINA I. Curso: DIREITO II. Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I (D-20) Área: Ciências Sociais Período: Quarto Turno: matutino Ano: 2013.1 Carga Horária: 72 H; Créd.: 04 III. Pré-Requisito:

Leia mais

BIBLIOTECA DANIEL AARÃO REIS OBRAS DOADAS Junho a Julho de 2015

BIBLIOTECA DANIEL AARÃO REIS OBRAS DOADAS Junho a Julho de 2015 Doação do Consócio e Autor: CARVALHO, Luiz Paulo Vieira de Doação do Consócio e Autor Dr. Felippe Borring Rocha: DIREITO DAS SUCESSÕES CURSO DO NOVO PROCESSO CIVIL 2ed. São Paulo: Atlas, 2015 Rio de Janeiro:

Leia mais

CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS

CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS CADERNO DE QUESTÕES OBJETIVAS 1. Criança e adolescente são definidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente não mais pela situação em que se encontram, mas por serem titulares de direitos. Este entendimento

Leia mais

DIREITO DA INFÂNCIA, DA JUVENTUDE E DO IDOSO

DIREITO DA INFÂNCIA, DA JUVENTUDE E DO IDOSO DIREITO DA INFÂNCIA, DA JUVENTUDE E DO IDOSO O Estatuto da Criança e do Adolescente é taxativo nas nomenclaturas, tornando necessária cautela nas categorias aplicáveis. Para a lei, é criança aquele que

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO CURRÍCULO Nº 6 DISCIPLINAS ELETIVAS, SEMINÁRIOS E SELETIVAS. DISCIPLINAS ELETIVAS Código Disciplina C/H Créditos

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO CURRÍCULO Nº 6 DISCIPLINAS ELETIVAS, SEMINÁRIOS E SELETIVAS. DISCIPLINAS ELETIVAS Código Disciplina C/H Créditos MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE DIREITO CURRÍCULO Nº 6 DISCIPLINAS ELETIVAS, SEMINÁRIOS E SELETIVAS DISCIPLINAS ELETIVAS Código Disciplina C/H Créditos 1700 MEDICINA LEGAL Introdução, conceito e alcance

Leia mais

A Nova. Lei de Adoção. Do Abandono à Garantia do Direito à Convivência Familiar e Comunitária. 2 a tiragem STF00091285

A Nova. Lei de Adoção. Do Abandono à Garantia do Direito à Convivência Familiar e Comunitária. 2 a tiragem STF00091285 A Nova Lei de Adoção Do Abandono à Garantia do Direito à Convivência Familiar e Comunitária 2 a tiragem 1633 R. STF00091285 Sumário Apresentação... Prefácio......... xiii XIX PRlMEIRAPARTE A QUFSfÃO SocIAL:

Leia mais

Diário n. 130 de 18 de abril de 2016

Diário n. 130 de 18 de abril de 2016 Diário n. 130 de 18 de abril de 2016 Diário n. 130 de 18 de abril de 2016 2 1. PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA 2. COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA 3. CONSELHO SUPERIOR DO MINISTÉRIO PÚBLICO 4. CORREGEDORIA

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: TEORIA GERAL DO PROCESSO NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: TEORIA GERAL DO PROCESSO NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 3 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: TEORIA GERAL DO PROCESSO NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Noções introdutórias e históricas.

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 172/CONSUN-CaEn/07

RESOLUÇÃO N.º 172/CONSUN-CaEn/07 RESOLUÇÃO N.º 172/CONSUNCaEn/07 Aprova a alteração da matriz curricular (novo currículo) do Curso de Direito Cejurps, no âmbito da UNIVALI. O Presidente do Conselho Universitário CONSUN, da Universidade

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Direito e Cidadania. Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Direito e Cidadania. Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Curso: Pedagogia Departamento: Departamento de Ciências Humanas Disciplina: Direito e Cidadania Código: 3DEC1 Carga horária: 60 horas Período letivo: 2012-2 Fase: 3ª Professora:

Leia mais

Responsabilidade Penal Juvenil de Adolescentes em Conflito com a Lei Acometidos de Transtorno Psicótico ou de Conduta

Responsabilidade Penal Juvenil de Adolescentes em Conflito com a Lei Acometidos de Transtorno Psicótico ou de Conduta 234 IV Mostra de Pesquisa da Pós-Graduação PUCRS Responsabilidade Penal Juvenil de Adolescentes em Conflito com a Lei Acometidos de Transtorno Psicótico ou de Conduta Aline Adams, Prof. Dr. Alfredo Cataldo

Leia mais

Unidade Gestora...: CONSOLIDADO Orgao...: 01 CAMARA MUNICIPAL Unidade Orcamentaria: 01.01 Camara Municipal

Unidade Gestora...: CONSOLIDADO Orgao...: 01 CAMARA MUNICIPAL Unidade Orcamentaria: 01.01 Camara Municipal Orgao...: 01 CAMARA MUNICIPAL Unidade Orcamentaria: 01.01 Camara Municipal 01.000.0000.0.000.000 Legislativa 2.159.894,63 2.159.894,63 01.031.0000.0.000.000 Acao Legislativa 2.159.894,63 2.159.894,63 01.031.0001.0.000.000

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DA INFÂNCIA E JUVENTUDE CIJ

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA CENTRO DE APOIO OPERACIONAL DA INFÂNCIA E JUVENTUDE CIJ XXI CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MAGISTRADOS E PROMOTORES DE JUSTIÇA DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE ABMP EXPERIÊNCIA PROGRAMA DE ASSESSORIA PSICOLÓGICA NOS PROCEDIMENTOS JUDICIAIS E EXTRA JUDICIAIS

Leia mais

Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente

Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente Conceito Onde denunciar Procedimentos Renato Rodovalho Scussel Juiz de Direito Simone Costa Resende

Leia mais

RELAÇÃO DE LIVROS ADQUIRIDOS EM 02/04/2013 DIREITO. Amador Paes de Almeida. CLT comentada. 2011. 3 exs.

RELAÇÃO DE LIVROS ADQUIRIDOS EM 02/04/2013 DIREITO. Amador Paes de Almeida. CLT comentada. 2011. 3 exs. 1 RELAÇÃO DE LIVROS ADQUIRIDOS EM 02/04/2013 DIREITO Amador Paes de Almeida. CLT comentada. 2011. Amador Paes de Almeida. Curso de falência e recuperação de empresa. 2012. Amador Paes de Almeida. Curso

Leia mais

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos.

Direitos políticos. Conceitos fundamentais. Direitos políticos positivos. Direitos políticos positivos e direitos políticos negativos. Direitos políticos Conceitos fundamentais Cidadania É qualificação daquele que participa da vida do Estado, participando do governo e sendo ouvido por este. Assim, é cidadão aquele que possui a capacidade

Leia mais

A PROTEÇÃO INTEGRAL DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES VÍTIMAS.

A PROTEÇÃO INTEGRAL DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES VÍTIMAS. 1 A PROTEÇÃO INTEGRAL DAS CRIANÇAS E DOS ADOLESCENTES VÍTIMAS. GRUPO TEMÁTICO: Direito à cultur a e ao lazer, e direito à liberdade, dignidade, respeito e diversidade cultur al. LUIZ ANTONIO MIGUEL FERREIRA

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o EMENTA: 1. TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO 2. PARTES NO PROCESSO DE EXECUÇÃO 3. COMPETÊNCIA 4. REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA REALIZAR QUALQUER EXECUÇÃO 5. FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA 5.1 CUMPRIMENTO DE SENTENÇA

Leia mais

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145 Componente Curricular: Serviço de Assistência Jurídica Estágio I Código: DIR-480 Pré-requisito:

Leia mais

Caderno de Prova Serviço Social

Caderno de Prova Serviço Social Caderno de Prova Serviço Social 1- Nas décadas de 60/70 iniciaram-se a ampliação da rede de serviços sociais como também a demanda do trabalho do Assistente Social. Nesse contexto, a intervenção do Serviço

Leia mais

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág. C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145 Componente Curricular: Serviço de Assistência Jurídica Estágio II Código:DIR- 480 Pré-requisito:

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 184.727 - DF (2012/0112646-2) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN : MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS EMENTA PROCESSUAL CIVIL. COMPETÊNCIA. PERIÓDICO

Leia mais

É uma emergente área de especialidade da Psicologia

É uma emergente área de especialidade da Psicologia O que se entende por Psicologia Jurídica? Trata-se da psicologia aplicada no âmbito do Direito. Prestação de serviços Psicológicos no âmbito de Instituições, Assuntos e Problemas Jurídicos (BERNARDI,1997,p.1)

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE ARQUIVO GERAL DO JUDICIÁRIO

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE ARQUIVO GERAL DO JUDICIÁRIO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE SERGIPE ARQUIVO GERAL DO JUDICIÁRIO TABELA DE TEMPORALIDADE DE DOCUMENTOS UNIFICADA - JUSTIÇA ESTADUAL - 1º GRAU - MENOR INFÂNCIA E JUVENTUDE CLASSES CNJ Correspondente Código

Leia mais

Conselho Nacional de Justiça

Conselho Nacional de Justiça PEDIDO DE PROVIDÊNCIAS N. 0005958-45.2010.2.00.0000 RELATOR REQUERENTE REQUERIDO ASSUNTO : JORGE HÉLIO CHAVES DE OLIVEIRA : MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO : CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA : REGULAMENTAÇÃO

Leia mais

Conhecimentos específicos e gerais sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente

Conhecimentos específicos e gerais sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente Conhecimentos específicos e gerais sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente QUESTÃO 1) Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente, a criança é aquela pessoa que se encontra com: A) Até 14 anos

Leia mais

Estatuto da Criança e do Adolescente

Estatuto da Criança e do Adolescente Estatuto da Criança e do Adolescente Profa. Patricia Martinez O dever de cuidado Garantias Fundamentais - Direito à Vida e à saúde (arts. 7o a 14) - Liberdade, respeito e dignidade (arts. 15 a 18) - Convivência

Leia mais

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Aulas Regulares 08 18 14 18 14 4 2 2 Complementação Total Acumulado 08 26 42 60 76 80

Plano de Ensino. Meses Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Aulas Regulares 08 18 14 18 14 4 2 2 Complementação Total Acumulado 08 26 42 60 76 80 Intificação Plano Ensino Curso: DIREITO Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Ano/semestre: 2012-01 Carga horária: Total: 80H Semanal: 4H Professor: DANIEL BRIGE Período/turno 3º MAT (A e B) E NOT (A)

Leia mais

Tema - adolescente em Conflito com a Lei. Enunciados deliberações da plenária

Tema - adolescente em Conflito com a Lei. Enunciados deliberações da plenária Tema - adolescente em Conflito com a Lei Enunciados deliberações da plenária 1 - Não é cabível aplicação de medida socioeducativa para portador de doença mental. Necessidade de atuação concreta do Ministério

Leia mais

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 2

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 2 CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 2 Nome de urna: Elda Clavé Número: 2413 - Exerceu o cargo de Conselheira Tutelar Substituta; - Membro da Rede de Leitura para Crianças em Bibliotecas Comunitárias; - Serviço

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-40 PERÍODO: 7º CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV NOME DO CURSO: DIREITO 2.

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-40 PERÍODO: 7º CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV NOME DO CURSO: DIREITO 2. 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D-40 PERÍODO: 7º CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 PLANO DE CURSO COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 Componente Curricular: Direito Processual Civil IV Código:DIR-000 CH Total: 60h Pré-requisito: Direito Processual

Leia mais

110 CONEX A Família Substituta como meio de garantir os Direitos Fundamentais da Criança e do Adolescente. ÁREA TEMÁTICA:

110 CONEX A Família Substituta como meio de garantir os Direitos Fundamentais da Criança e do Adolescente. ÁREA TEMÁTICA: 110 CONEX A Família Substituta como meio de garantir os Direitos Fundamentais da Criança e ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( )

Leia mais

A atuação do Ministério Público, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, está nos artigos 200 ao 205.

A atuação do Ministério Público, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, está nos artigos 200 ao 205. Crimes e infrações administrativas O Ministério Público A atuação do Ministério Público, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, está nos artigos 200 ao 205. A competência para atuação do

Leia mais

O DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR

O DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR Mantendo um abrigo legal O DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR Segundo o art. 19, da Lei n. 8069/90, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA): Toda criança ou adolescente tem direito a ser criado e educado

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES 2007/1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Prática Jurídica III (Trabalhista) Curso: Direito Carga Horária: 80 Departamento: Direito Privado

Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Prática Jurídica III (Trabalhista) Curso: Direito Carga Horária: 80 Departamento: Direito Privado Faculdade de Direito Milton Campos Disciplina: Prática Jurídica III (Trabalhista) Curso: Direito Carga Horária: 80 Departamento: Direito Privado EMENTA Área: Direito do Trabalho e Processo do Trabalho

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 7º CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Processo Cautelar. As ações

Leia mais

REGRAS MÍNIMAS DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA, DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE (REGRAS DE BEIJING)

REGRAS MÍNIMAS DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA, DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE (REGRAS DE BEIJING) REGRAS MÍNIMAS DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A ADMINISTRAÇÃO DA JUSTIÇA, DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE (REGRAS DE BEIJING) PRIMEIRA PARTE - PRINCÍPlOS GERAIS 1. Orientações fundamentais 1.1 Os Estados Membros procurarão,

Leia mais

(PROCESSO Nº 1.0000.12.121862-2/000 COMISSÃO DE ORGANIZAÇÃO E DIVISÃO JUDICIÁRIAS)

(PROCESSO Nº 1.0000.12.121862-2/000 COMISSÃO DE ORGANIZAÇÃO E DIVISÃO JUDICIÁRIAS) EMENDA Nº 01 AO ANTEPROJETO DE LEI QUE CRIA CARGOS NOS QUADROS DE PESSOAL DA SECRETARIA DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA E DA JUSTIÇA DE PRIMEIRA INSTANCIA DO PODER JUDICIARIO DO ESTADO DE MINAS GERAIS. (PROCESSO

Leia mais

CARTILHA CONTROLE ELETRÔNICO DA SITUAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

CARTILHA CONTROLE ELETRÔNICO DA SITUAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CARTILHA CONTROLE ELETRÔNICO DA SITUAÇÃO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Aracaju-SE, junho de 2015 1 SUMÁRIO I - APRESENTAÇÃO... 3 II - PROCEDIMENTO NO SISTEMA INFORMATIZADO... 3 III - DO REGISTRO DA SITUAÇÃO

Leia mais

1. Criação e manutenção de cadastros para identificação posterior dos usuários

1. Criação e manutenção de cadastros para identificação posterior dos usuários A Lei Estadual n. 12.228/06 dispõe sobre os estabelecimentos comerciais que colocam a disposição, mediante locação, computadores e máquinas para acesso à Internet, utilização de programas e de jogos eletrônicos.

Leia mais

PROCESSO DE ELEIÇÃO DE ESCOLHA DOS CONSELHEIROS TUTELARES Edital n 04 de 22 de outubro de 2012. CADERNO DE QUESTÕES. Instruções

PROCESSO DE ELEIÇÃO DE ESCOLHA DOS CONSELHEIROS TUTELARES Edital n 04 de 22 de outubro de 2012. CADERNO DE QUESTÕES. Instruções PROCESSO DE ELEIÇÃO DE ESCOLHA DOS CONSELHEIROS TUTELARES Edital n 04 de 22 de outubro de 2012. CADERNO DE QUESTÕES Instruções Esta prova consta de 21 (vinte) questões, sendo 20 (vinte) questões objetivas

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO E RELAÇÕES DO TRABALHO

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO E RELAÇÕES DO TRABALHO Módulo: Meio Ambiente do Trabalho Professor: Raimundo Simão de Melo (Doutor em Direito das Relações Sociais pela PUC/SP) Carga Horária: 40 horas Ementa: A questão ambiental no âmbito das relações de trabalho.

Leia mais

o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL, pelos Pracuradores da Republica

o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL, pelos Pracuradores da Republica %~~1~j/ ~~~ 1.26.001.000163/2009-67, 1.26.006.000044/2010-06, 1.26.006.000033/2010-18, 1.26.006.000035/2010-15, 1.26.006.000009/2010-89 e outros. o, pelos Pracuradores da Republica signatarios, no exercicio

Leia mais

Medida Sócio-Educativa de. Prestação de Serviços à Comunidade. Secretaria de Cidadania e Trabalho

Medida Sócio-Educativa de. Prestação de Serviços à Comunidade. Secretaria de Cidadania e Trabalho Medida Sócio-Educativa de Prestação de Serviços à Comunidade " Cada coisa a seu tempo tem seu tempo Não florescem no inverno os arvoredos, Nem pela primavera Têm branco feio os campos Fernando, Pessoa

Leia mais

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO: EDITAL N.º 010/2015 Processo seletivo para ingresso ao quadro de estagiários da Defensoria Pública do Estado do Paraná em Piraquara - PR A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARANÁ RESOLVE TORNAR PÚBLICO:

Leia mais

NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES

NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES Prezada, NOTA TÉCNICA 003/2012_ DA OBRIGAÇÃO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL NO ATENDIMENTO DA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO À COMUNIDADE DE ADOLESCENTES Florianópolis, 18 de abril de 2012. Interessados: Secretarias

Leia mais

PERSONALIDADE JUDICIÁRIA DE ÓRGÃOS PÚBLICOS

PERSONALIDADE JUDICIÁRIA DE ÓRGÃOS PÚBLICOS PERSONALIDADE JUDICIÁRIA DE ÓRGÃOS PÚBLICOS JOSÉ DOS SANTOS CARVALHO FILHO O processo judicial, como instrumento do exercício da função existência de uma pretensão à qual é oposta pretensão contrária (resistência).

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 4/2007 ANEXO III

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA DAA Nº 4/2007 ANEXO III 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS CONCORRÊNCIA Nº 4/2007 ANEXO III CRITÉRIOS DE ELABORAÇÃO E JULGAMENTO DA PROPOSTA TÉCNICA - CONTENCIOSO JUDICIAL CÍVEL 2

Leia mais

CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL. Proposta de programa a desenvolver em sumários:

CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL. Proposta de programa a desenvolver em sumários: CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL Proposta de programa a desenvolver em sumários: I Do inicio do processo o crime e sua natureza. - Crimes públicos, semi-públicos e particulares;

Leia mais

ORIENTAÇÃO LEGAL ' GOMES, João Novaes 1 ; NOVAES, Valcemia Gonçalves de Sousa 2. Palavras-chave: diretos, criança, trabalhador, consumidor.

ORIENTAÇÃO LEGAL ' GOMES, João Novaes 1 ; NOVAES, Valcemia Gonçalves de Sousa 2. Palavras-chave: diretos, criança, trabalhador, consumidor. ORIENTAÇÃO LEGAL ' GOMES, João Novaes 1 ; NOVAES, Valcemia Gonçalves de Sousa 2. Palavras-chave: diretos, criança, trabalhador, consumidor. Introdução A cidade de Palmeiras de Goiás vem apresentando hodiernamente

Leia mais

LEGISLAÇÃO CITADA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988

LEGISLAÇÃO CITADA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 LEGISLAÇÃO CITADA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 TÍTULO VIII Da Ordem Social CAPÍTULO VII DA FAMÍLIA, DA CRIANÇA, DO ADOLESCENTE E DO IDOSO Art. 227. É dever da família, da sociedade

Leia mais

Faculdade de Direito da Alta Paulista

Faculdade de Direito da Alta Paulista PLANO DE ENSINO DISCIPLINA SÉRIE PERÍODO LETIVO CARGA HORÁRIA DIREITO CIVIL V (Direitos de família e das sucessões) QUINTA 2015 136 I EMENTA Direito de Família. Casamento. Efeitos jurídicos do casamento.

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS, DISTRITAL E ESTADUAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE GUIA NÚMERO 1

ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS, DISTRITAL E ESTADUAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE GUIA NÚMERO 1 ORIENTAÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS, DISTRITAL E ESTADUAIS DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE GUIA NÚMERO 1 SUMÁRIO Apresentação 03 Tema 06 Objetivos 06 Cronograma de realização

Leia mais

Apresentação. Almeida, Serrano, Martins e Dalmaso Advogados

Apresentação. Almeida, Serrano, Martins e Dalmaso Advogados Apresentação Almeida, Serrano, Martins e Dalmaso Advogados Excelência no atendimento, com profissionais altamente qualificados e pautados na ética, criatividade e trabalho em equipe, nos fazem um escritório

Leia mais