TAXA DE CONVERSÃO NO E-COMMERCE: As implicações no processo da decisão de compra no varejo de moda B2C

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TAXA DE CONVERSÃO NO E-COMMERCE: As implicações no processo da decisão de compra no varejo de moda B2C"

Transcrição

1 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE MARKETING DIGITAL MARCOS VINÍCIUS DE REZENDE TAXA DE CONVERSÃO NO E-COMMERCE: As implicações no processo da decisão de compra no varejo de moda B2C ARARAQUARA - SP 2014

2 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ARARAQUARA PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU GESTÃO DE MARKETING DIGITAL MARCOS VINÍCIUS DE REZENDE TAXA DE CONVERSÃO NO E-COMMERCE: As implicações no processo da decisão de compra no varejo de moda B2C Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência parcial para a finalização do Curso de Especialização em Gestão de Marketing Digital pelo Centro Universitário de Araraquara UNIARA. Orientadora: Prof. Ms. Eduarda Escila Ferreira Lopes ARARAQUARA - SP 2014

3 A resposta para qualquer problema preexiste. Precisamos fazer a pergunta certa para relevar a resposta (Jonas Salk)

4 RESUMO A presente pesquisa, baseada em uma metodologia de estudo de casos das lojas virtuais Dafiti e Netshoes, tem por proposta central compreender o papel do consumidor digital nos novos hábitos de consumo. A partir daí, entender como esse novo contexto pode influenciar em uma decisão de compra na internet através do comércio eletrônico de moda na modalidade negócio - consumidor. Além disso, busca-se reforçar as boas práticas aplicadas pelas empresas estudadas de modo a servir como referência quando o objetivo de negócio digital for o aumento da taxa de conversão de sua operação. Palavras-chave: e-commerce; B2C; loja virtual; webstore; compra; consumidor; taxa de conversão; internet.

5 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Evolução do número de e-consumidores brasileiros que já 17 fizeram ao menos uma compra online dados em milhões Figura 2 Funil de compras 22 Figura 3 Ciclo de webanalytics 24 Figura 4 Tela do carrinho de compras da Dafiti 28 Figura 5 Tela do carrinho de compras da Netshoes 29 Figura 6 marketing da Dafiti 30 Figura 7 marketing da Netshoes 31 Figura 8 Reputação da Dafiti no Reclame Aqui 33 Figura 9 Reputação da Netshoes no Reclame Aqui 34 Figura 10 Tela do formulário de cadastro da Dafiti 35 Figura 11 Tela do formulário de cadastro da Netshoes 36 Figura 12 Tela de cadastro da Dafiti 37 Figura 13 Tela de cadastro da Netshoes 38 Figura 14 Dados sobre o tempo de entrega - Dafiti 39 Figura 15 Dados sobre o tempo de entrega - Netshoes 39

6 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS B2C BI KPI ROI WMS Business to Consumer Business Intelligence Key Perfomance Indicator Return of Investiment Warehouse Management System

7 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO E-COMMERCE E O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DIGITAL 13 3 TAXA DE CONVERSÃO E O ABANDONO DO CARRINHO DE COMPRAS ESTUDO DE CASOS: DAFITI E NETSHOES Interesse na compra Confiança Finalização do pedido Cadastro para a compra Tempo de entrega Valor do transporte Logística reversa CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS... 44

8 11 1 INTRODUÇÃO Novos webstores surgem no segmento de moda diariamente. Nesse cenário competitivo, definir ações para otimizar os investimentos que visam melhorar a experiência do usuário faz-se necessário para garantir a estabilidade do negócio e aumentar as vendas, considerando que os consumidores estão cada vez mais exigentes. Por isso, pelo estudo desta pesquisa, pretende-se compreender os principais fatores que influenciam o processo da decisão de compra nos e- commerces de moda B2C varejistas brasileiros. Busca-se aprofundar na compreensão do comportamento do consumidor digital bem como nos aspectos relacionados à taxa de conversão da webstore, principalmente em relação às decisões que interferem no aumento da taxa de conversão quando o consumidor está prestes a finalizar uma compra, utilizando-se o estudo dos casos Dafiti e Netshoes como parâmetro para análise. A Dafiti é uma dos maiores e-commerces varejistas de moda do Brasil. Foi lançada em janeiro de 2011 pelos sócios Philipp Povel, Thibaud Lecuyer, Malte Horeyseck e Malte Huffmann com um investimento inicial da Rocket Internet de aproximadamente R$35 milhões. Conta com uma grande diversidade de produtos e dezenas de marcas parceiras em sua loja virtual, além de presença em diversos países. A Netshoes é líder em venda online de vestuário e calçados esportivos no Brasil. De acordo com pesquisa divulgada pela Socialbakers em fevereiro de 2014, está entre os cinco e-commerces com o maior número de fãs no Facebook mundial e é líder na América Latina. Foi fundada em fevereiro de 2000 por Marcio Kumruian, iniciando suas atividades como loja física. Em um cenário em que muitas lojas virtuais estão surgindo mas poucas estão conseguindo se manter no mercado, faz-se necessário um estudo que

9 12 contribua para auxiliar nas implicações envolvidas que justificam a inoperabilidade dos comércios eletrônicos, bem como oferecer à comunidade acadêmica um fomento para novos estudos interdisciplinares acerca do assunto. Para isso, será utilizada como metodologia o estudo de casos baseandose nas premissas estabelecidas pela pesquisa Conversion Vodoo: interesse na compra, confiança, finalização do pedido, cadastro para a compra, tempo de entrega, valor do transporte e logística reversa. Como referência, serão trabalhadas como principais revisões bibliográficas os autores Turchi, Arruda e Salvador, com o objetivo de enriquecer e nortear o contexto proposto nesta pesquisa. Os capítulos serão divididos em três partes centrais. Na primeira, propõe-se traçar um panorama do e-commerce no Brasil e o papel comportamental do consumidor digital ao longo dos últimos anos. Na segunda parte, serão abordados assuntos referentes à taxa de conversão e sua relevância para a sobrevivência do comércio eletrônico no mercado digital. Já a terceira parte será dedicada ao estudo qualitativo das webstores de moda varejista B2C Dafiti e Netshoes.

10 13 2 E-COMMERCE E O COMPORTAMENTO DO CONSUMIDOR DIGITAL O comportamento do consumidor digital tem sido estudado por diferentes vertentes disciplinares a fim de compreender o processo que está por trás do ato da compra, bem como o padrão comportamental ao realizá-la. Diante disso, faz-se necessário um estudo sobre os novos hábitos de consumo do século XXI, a fim de compreender as implicações desse novo cenário e seu impacto no mercado do comércio eletrônico. Plataformas digitais potencializaram os negócios graças ao desenvolvimento da internet e às infinitas possibilidades que ela propiciou. No Brasil, o comércio eletrônico já mostra as caras desde o final da década de noventa, em que empresas já utilizavam a internet como meio de agilizar e vender seus produtos e serviços. Assim, o comércio eletrônico, também chamado de e-commerce foi sendo construído segundo Turchi (2012, p. 16) com diversas derivações: m- commerce (comércio por meio de dispositivos imóveis); t-commerce (comércio via televisão); social commerce (comércio por meio das mídias sociais) e o mais recente f-commerce (comercio via rede social Facebook). É de se notar que com o tempo, a segurança nas transações online aumentaram nas compras virtuais, atraindo novos investidores e proporcionando a estruturação do comércio eletrônico em segmentos. De acordo com Turchi (2012, p. 17), existem diversas modalidades que categorizam as compras online e o termo que será abordado nos capítulos seguintes é o Business to Consumer (B2C). Esse segmento específico abrange a relação de compra e venda entre empresa e consumidor final. Esse tipo de modalidade de varejo virtual tem uma grande semelhança com o sistema varejista tradicional, com a principal diferença de representar a franca expansão das vendas virtuais pelo mundo.

11 14 Salvador (2010, p. 13) ressalta que o comércio eletrônico B2C foi um dos setores que mais cresceram no início de século XXI e continua crescendo conforme mais as pessoas têm o acesso à internet. Nesse contexto, destacase o índice estatístico que mostra a participação de mercado on-line T-Index apud Turchi (2012, p. 19) indicando que o Brasil encontra-se muito bem colocado, podendo chegar em 2015 com a quarta posição em termos de faturamento global. Dados de 2013 da Netinsight apud IAB (2014) apontam que o Brasil já possui cinquenta e dois milhões e quinhentos mil usuários de internet ativos, o que lhe garante a terceira posição a nível mundial, perdendo apenas para os Estados Unidos (cento e noventa e oito milhões) e o Japão (sessenta milhões). Enquanto a inovação desenvolvia-se, novos hábitos foram tomando conta e decretos vieram fortalecer as leis brasileiras, na busca de adequaremse à nova realidade do consumidor: comprar em lojas virtuais e receber o produto em casa com diferenciais que a loja física não supria, tirando a necessidade das pessoas de tocar no produto para comprar. Fato que pode ser comprovado pela Ibope E-Commerce, tendo como principais motivos de compra pela internet a comodidade (93%), os melhores preços (85%) e a variedade (66%). Porém, a negociação do e-commerce, consoante a Rowsom (1998) e Graham (2000) apud Arruda (2003, p. 4) vai além da transação eletrônica de bens e serviços. Inclui também os tipos de esforços de pré-venda e pós-venda, assim como o conjunto de atividades auxiliares, como novos enfoques para pesquisa de mercado, geração de conduções qualificadas de vendas, anúncios, suporte a cliente e distribuição de conhecimento. Desta forma, Catalani (2007, p. 45) pontua que os varejistas tradicionais começaram a entrar na internet tornando as operações online mais complexas, oferecendo grandes riscos para os negócios apenas virtuais. Além disso, os consumidores tem passado a exigir tempos de atendimento cada vez menores. Lohse et al. apud Morgado (2003, p. 16) compartilha com esse pensamento ao constatar em suas pesquisas que o perfil de consumidor digital basea-se em

12 15 partes no estilo de vida da escassez do tempo, explicando um dos motivos pela preferência ao realizar esse tipo compra na modalidade virtual. Anderson (2006, p. 54) afirma que os consumidores também atuam como guias individuais quando divulgam suas opiniões pela internet em sites de vendas. Isso deve-se, segundo Anderson, à facilidade do acesso às informações básicas quando se está procurando algo novo, tendo assim maior probabilidade de encontrar o que se deseja com maior rapidez. O autor exemplifica neste caso o próprio site de sistema de buscas Google, que explora a sabedoria coletiva dos consumidores ao traduzir informações em resultados de buscas com recomendações relevantes. Diante desse novo perfil de consumidor, o estudo chamado de Perfis Digigráficos 1 exemplificou os diferentes comportamentos dos usuários de internet focando em dados comportamentais de grupos bastantes heterogêneos. Para isso, dividiu-se em cinco categorias: Imersos; Ferramentados; Fascinados; Emparelhados; Evoluídos. Os imersos tiveram parte da sua identidade definida a partir da tecnologia, permitindo dar vida e expressar diferentes formas de personalidade. Com ela, conseguiram definir melhor seus interesses e estabelecer melhores vínculos com o mundo. Já os ferramentados recorrem a tecnologia para agilizar suas tarefas cotidianas e facilitar suas vidas, sem que pra isso fiquem presos a ela. Os fascinados, identificados no estudo, querem parecer modernos e tecnológicos, tendo um perfil muito mais consumista pela novidade tecnológica e vivem em constante auto-afirmação. Os emparelhados já tem a tecnologia como elemento fundamental para colocar em prática os projetos de 1 Perfis digigráficos: um olhar sobre o comportamento digital. Pesquisa da agência DM9DDB.

13 16 vida. Por fim, a pesquisa apresenta o grupo dos evoluídos, representado por crianças e adolescentes que já nasceram habituados com a tecnologia e estão crescendo no mundo digital. Por não terem conhecidos o mundo pré-digital, são os que menos sofrem com as mudanças. Nesta pesquisa da DM9DDB, feita com usuários de 8 a 60 anos das classes A e B em relação ao uso, intensão e identificação da tecnologia, identifico-se perfis interressantes de comportamento, que ajudarão a compreender o atual perfil do consumidor digital do século XXI. Com esse novo cenário, o e-commerce ajudou a derrubar alguns paradigmas mercadológicos da lógica no sistema de vendas, substituindo o vender a qualquer custo no ponto de venda pela experiência e auxílio na compra da loja virtual, pois cada vez mais os consumidores digitais compram pelo benefício e não somente pela característica do produto. Sob o prisma dos dados demográficos, levantamentos mais recentes feitos pelo instituto Ibope E-commerce 2 apontam em pesquisa realizada com internautas brasileiros que a maioria das compras é feita pelo gênero masculino, com 51%, tendo o gênero feminino com 49% de participação. Dos entrevistados, 85% já compraram pelo menos um produto na internet. Destes, 65% são das classes A e B, sendo a maioria deles com idade entre 25 e 34 anos (28%). Em média, o consumidor digital brasileiro gastou um ticket médio de consumo de trezentos e quarenta e cinco em De acordo com pesquisa realizada pela Ebit (2014), a tendência é que os pedidos aumentem em 26% em 2014, tendo no entanto uma redução de 5% no valor médio de compra por pessoa, ficando em torno de trezentos e dez reais. De acordo com Salvador (2010, p. 14), as pessoas estão perdendo cada vez mais o medo de realizar transações pelos meios eletrônicos. Isso deve-se, segundo o autor, por dois motivos: segurança relacionada à fraudes e 2 Pesquisa: O caminho do Consumo

14 17 segurança do comprador quanto ao uso do site. Para uma pessoa efetuar uma compra na internet, precisa confiar seus dados pessoais e números de cartão de crédito à loja em que está realizando a compra. Se a loja não se adequa aos procedimentos de segurança, o comprador poderá não concluir a compra, abandonando-a antes de concretizar a venda. Assim, a loja ainda oferece segurança ao usuário quando possui navegação adequada e dados protegidos. Tais dados podem ser comprovados pela pesquisa feita em 2011 pelo Ebit apud Turchi (2012, p. 20), que avalia a satisfação de consumidores em suas compras nas lojas virtuais. Pela pesquisa, o nível de satisfação em 2011 foi de 86,5%. Em 2013, conforme informações obtidas pela pesquisa comscore apud IAB, os brasileiros estão comprando cada vez mais online, atingindo o índice de 84% dos usuários que já realizaram alguma compra via internet. Segundo relatório da Ebit (2014, p. 13) a categoria Moda e Acessórios foi a que mais vendeu durante o ano de 2013, representando 19% em volume de pedidos. O número de pedidos feitos pela internet, no mesmo ano, chegou a oitenta e oito milhões e trezentos mil, número 32% maior se comparado ao ano anterior. Ainda de acordo com a previsão do estudo, nove milhões de pessoas devem começar a comprar pela internet graças ao crescimento do acesso à internet por meio da banda larga móvel no Brasil. Isso representa um total de sessenta milhões de consumidores virtuais. Figura 1: Evolução do número de e-consumidores brasileiros que já fizeram ao menos uma compra online Dados em milhões. Fonte: EBIT (2014, p. 14)

15 18 Nesse cenário do aumento e acesso aos dispositivos móveis, é cada vez mais comum o comportamento showrooming, no qual o consumidor visita a loja física pelo fator da conveniência, oportunizando o contato com o produto antes da aquisição. A diferença é que essa aquisição é feita na internet, por ser na maioria das vezes mais vantajosa. Entre os 14% dos entrevistados da pesquisa Ibope E-Commerce que não realizaram compras pela internet, 84% deles acredita que seja pelo fato de não poder ver e/ou experimentar o produto. Desta forma, comportamentos considerados por Peterson et al. apud Morgado (2003, p. 18) como um inibidor nas compras online como o de poder se aproximar do produto, ver e pegá-lo estão dando lugar a essa nova forma de solucionar pequenos gargalos do processo tátil da compra. Em relação a esse perfil de compradores, Catalani (2007, p. 27) acrescenta que a internet oportuniza mais ameaças para empresas do que oportunidades, por conta do alto poder de negociação. Se por um lado existe maior número de clientes espalhados na internet, por outro, os compradores estão cada vez mais informados sobre os produtos e seus preços, estando a um clique dos concorrentes. Diante do grande público propício para realizar a compra, a variedade na escolha das lojas virtuais não é o único motivo que define a decisão da escolha. Nesse sentido, Pedro Gasti pontua a oferta como um ponto de escolha importante na decisão de compra: [...] Com os e-consumidores cada dia mais informados e orientados a fazerem suas compras com segurança, a escolha passa a ser feita pela melhor oferta e não mais pela melhor loja. Esse comportamento vem criando um outro fenômeno: a descentralização das vendas virtuais. A tendência é que esse tipo de comportamento persista nos próximos anos. (SALVADOR, 2010, p. 9) Outro ponto a se considerado em relação ao comportamento no consumo pela webstore é a representação do que o produto, no caso do varejo, representará para o usuário, ou seja, o reconhecimento da sua necessidade. Segundo Miller (2002, p. 166) o ato de comprar é guiado pelo que o comprador acha dos outros, principalmente no que se relaciona à reação e ao que se vê.

16 19 Anderson (2006, p. 55) afirma que os interesses pelos consumidores se desmembram em comunidades de afinidade cada vez mais estreitas, que se aprofundam cada vez mais nas respectivas preferências, afastando assim os caminhos batidos pelo uso e as preferências pré-determinadas pelos planos de marketing. Assim, o ato da compra é representado como a combinação de elementos complementares e muitas vezes subjetivos, que representam os motivos que fazem alguém realizá-la ou não. Nesse sentido, a DM9DDB levou em conta essa combinação de elementos e as segmentou nos perfis digigráficos considerando a nova condição que a era digital trouxe aos dias modernos, redimensionando assim as quatro principais esferas que envolvem o usuário digital. Primeiramente considera a esfera do indivíduo, que engloba sua identidade, o ego e sua personalidade. Depois, destaca a esfera dos outros, que compreende o grupo dos relacionamentos afetivos, sociais e profissionais. À posteriori, considera a outra esfera como a das instituições: família, escolar, empresa, governo e até imprensa. Por fim, a esfera do mundo, onde vivem todas as pessoas em um mesmo contexto de tempo e de espaço. Porém, além das necessidades e das variáveis das esferas sociais existem outros elementos de influência no comportamento para a decisão de compra. Engel (1995) apud Arruda (2013, p. 3) aponta uma teorica mais completa dessas influências demonstrando o processo percorrido pelo consumidor, que se divide nas seguintes etapas: Reconhecimento da necessidade; Busca da informação; Avaliação de alternativas pré-compra; Decisão da compra; Consumo; Avaliação pós compra; Despojamento.

17 20 Como visto, existem diversos tipos de influências e hábitos em cada parte do processo de compra no e-commerce e muitas delas são de ordem subjetiva, que varia de usuário para usuário. Por isso, a intenção deste estudo é compreender as etapas envolvidas nos processos e quais delas podem ser controladas, como as implicações envolvidas na decisão da compra e quais os aspectos a serem considerados nas empresas de varejo B2C, que serão estudados detalhadamente nos capítulos subsequentes.

18 21 3 TAXA DE CONVERSÃO E O ABANDONO DO CARRINHO DE COMPRAS Quando um usuário entra em um site e realiza uma determinada ação específica, tem-se uma conversão. Uma taxa de conversão é um tipo de métrica que varia de acordo com o objetivo do negócio. Uma métrica é um sistema de mensuração que quantifica uma tendência, uma dinâmica ou uma característica. (FARRIS, 2012, p. 3). Hauser aput Farris (2012) afirma que independente do fim para que são utilizadas, as métricas afetam ações e decisões. No cenário estudado, representa uma venda efetiva e está intrincicamente ligada à sobrevivência do comércio no meio digital. Segundo pesquisa realizada pela Exacttarget, aumentar a taxa de conversão foi definida por 47% dos profissionais entrevistados como o principal objetivo de marketing a ser alcançado no ano de A taxa de conversão pode ser calculada, segundo Sarraf (2013) através da divisão dos pedidos aprovados pelos visitantes únicos do e-commerce, multiplicado por 100. A título de contextualização, pode-se considerar um e-commerce de varejo brasileiro B2C tendo 100 mil acessos/mês e só vendendo 200 produtos/mês. Se por um lado os acessos ao site podem aparentemente indicar sucesso, no funil de vendas vemos que a situação não é boa. É como ter um shopping abarrotado de pessoas e apenas 0,2% dos seus frequentadores comprar algo. A movimentação pode agradar os lojistas, mas a venda é o que sustenta o negócio. Segundo Ribeiro (2013), a taxa de conversão vai além de um número de pessoas que compraram, pois a partir dela, é possível entender o que fizeram

19 22 os demais usuários que não compraram, identificando por estudos o motivo da desistência da compra. Antes de ser considerada conversão, no entanto, a venda passa por um processo denominado funil de compras. O funil de compras é definido por etapas, de forma a selecionar as demonstrações de interesse cada vez que a compra vai se aproximando de ser concretizada. De acordo com COSTA (2014), elas podem ser compreendidas pelas seguintes etapas: aquisição, ativação, receita, retenção e referência. Figura 2 - Funil de compras. Fonte: COSTA (2014; p. 18) Na etapa aquisição pode-se identificar os melhores meios e caminhos pelos quais os usuários estão vindo para o e-commerce. Na etapa ativação, pode-se verificar dentre as pessoas que chegaram na loja virtual, quantas delas realmente se tornaram clientes em potencial a ponto de se interessarem por um produto ou serviço. No terceiro momento, denominado receita, chegou a hora de calcular o retorno sobre o investimento efetivo ao considerar as

20 23 pessoas que compraram e se tornaram clientes. Logo após, na retenção estimula-se o cliente a retornar e comprar várias vezes. Por fim, na etapa de referência, o e-commerce tem que proporcionar uma excelente experiência de forma a potencializar o compartilhamento e as indicações entre amigos, que tendem a confiar mais nos próprios amigos ao realizar uma compra. Assim sendo, o funil de vendas no comércio eletrônico de varejo B2C, conforme COSTA (2014) é construído de diversos fatores, possibilitando a consideração de diferentes tipos de indicadores chave de desempenho (KPIs), sendo o foco deste estudo a taxa de conversão. Os KPIs estão vinculados ao desempenho do negócio em si, de forma a potencializar o retorno de investimento (ROI). É impossível definir os resultados de venda em e- commerce sem o cruzamento e análise de índices de desempenho, pois eles indicam a relevância do negócio. Hamel apud Monteiro (2012) afirma que enquanto a definição do KPI vem de uma escolha estratégica, o ROI vem de uma escolha científica, pois é baseada nas receitas geradas ou nos custos reduzidos frente a um determinado investimento. De acordo com Monteiro (2012, p. 110) o cálculo do retorno de investimento baseia-se na margem de receita gerada (subtraindo os custos totais) dividida pelos custos totais. Assim, é impossível falar de taxa de conversão sem considerar o ROI do negócio. Quando o Roi aumenta, o custo de aquisição do cliente diminiu, aumentando assim a taxa de conversão pós clique. Ambos andam lado a lado na obtenção dos objetivos de um e- commerce. Monteiro (2012, p. 113) enfatiza ainda que os resultados não são alcançados apenas por ações isoladas, mas por um contexto e um conjunto complexo de fatores tangíveis e intangíveis. Costa (2014) e Sarraf (2013) apontam inúmeros exemplos dessas influências envolvendo uma taxa de conversão. A contexto, devem ser considerados por exemplo a gestão interna de operação de um comércio eletrônico, os aspectos de usabilidade, estrutura e

21 24 navegação de um e-commerce, investimentos em mídia (considerando as orgânicas, pagas e próprias), investimentos em inteligência e performance de marketing digital além de outros aspectos mais amplos a serem considerados, como sazonalidade, tecnologia, segurança, economia, valor da marca no mercado e claro, o comportamentos e percepções sociais que moldam o consumidor final. Dentre todas essas vertentes, a ferramenta de análise de performance do e-commerce é uma das mais importantes quando se trata de taxa de conversão, pois é possível identificar os visitantes únicos e a partir daí calcular os negócios gerados, responsáveis pela captura dos clientes ao finalizar a compra. É importante entender que o processo de um potencial cliente virar cliente efetivo, ou seja, que pagou e comprou o produto e gerou retorno é segmentado por etapas, definidas pelo funil de compras. De acordo com RIBEIRO (2013), é possível verificar em que parte do processo o negócio digital está perdendo o cliente e a partir daí, o sistema de comércio eletrônico ser moldado para atender ao perfil de seu consumidor. Figura 3 - Ciclo de web analytics. Fonte: Google Analytics Academy. Adaptada pelo autor O ciclo de web analytics proposto pelo Google (2013) serve como base para qualquer análise do site de um e-commerce tem por objetivo identificar pontos a serem mensurados, relatar comportamentos para em seguida analisar os dados coletados. A partir daí, medidas são tomadas através de testes a fim de melhorar o retorno de investimento para então o processo recomeçar, em

22 25 uma otimização contínua. Depois de ser feita uma análise e mineração minuciosa dos dados de business intelligence (BI), é possível otimizar as decisões da empresa e consequentemente, aumentar a taxa de conversão ao acompanhar os resultados e implementar as análises com um passo de cada vez, olhando para a conversão no contexto do negócio. Acompanhar corretamente o movimento do cliente nesta etapa pode aumentar consideravelmente a chance de retorno e conclusão da compra. (GIUNTINI, 2013, p. 26). 3.1 O abandono do carrinho de compras O abandono do carrinho de compras, um dos focos deste estudo, ocorre quando um cliente colocou itens no carrinho de compras do e-commerce mas não finalizou a compra. É como um supermercado em que as pessoas escolhem os produtos mas antes de passar no caixa para pagar e levar o produto, abandonam o carrinho de compras no meio do caminho ou até mesmo desistem de comprar quando estão no caixa. O Invesp (2013) identificou os principais momentos do abandono de carrinho e seus motivos, que estão inteiramente relacionados com a taxa de conversão no comércio eletrônico varejista B2C brasileiro: 44% das desistências estavam relacionadas ao valor do frete; 41% por não terem certeza da compra; 25% por conta do alto valor do produto; 24% por salvar o produto para ver depois; 22% por não terem claras as informações de frete; 14% por não terem a opção de finalizar a compra; 12% por serem questionados sobre muitas informações; 11% por conta da complicação na finalização do processo de compra; 11% desistiram por conta da lentidão do site; 8% não compraram por conta de cobrança de taxas extras; 7% por poucas opções de pagamento; 6% por prazo de entrega longo;

23 26 6% por receberem muitas propaganda com ofertas; 5% por instabilidade no site. De acordo com a pesquisa realizada pelo Ibope E-Commerce, alguns outros aspectos logísticos aumentariam a taxa de conversão, fazendo com que o e-consumidor comprasse mais. Entre os pontos a se considerar estão: Poder agendar o dia e o horário para entrega; Escolher a opção de frete mais adequada para o comprador; Garantir a troca e/ou a devolução dos produtos (logística reversa). Estatísticas similares foram apontadas pela Conversion Vodoo 3, empresa norte-americana especializada em metodologias de otimização online que propôs sete soluções de posicionamentos de acordo com cada situação comportamental do usuário no carrinho de compras, a serem descritas a seguir O cliente está apenas navegando Ao considerar que um cliente que abandona seu carrinho de compras com itens adicionados estão mais dispostos a realizar uma compra, uma solução identificada pela pesquisa foi o envio de s de acompanhamento aos usuários com o intuito de facilitar o acesso posterior ao carrinho, deixandoo salvo no cadastro do usuário. Além disso, propõe a possibilidade de não expirar o processo final da compra, de forma que o usuário tenha tempo e possa pensar sobre a compra em um segundo momento O cliente não confia no site Conforme a pesquisa supracitada, é possível reverter esse quadro com a exibição clara de marcas de segurança no momento de baixa da compra, exibindo uma garantia de satisfação, incluindo depoimentos verdadeiros de 3 Pesquisa How to use Conversion Optimization to Battle Shopping Cart Abandonment de 2013

24 27 clientes e facilitando o acesso às informações de contato para o serviço de atendimento ao consumidor online SAC O processo de finalização do pedido é muito complicado Para a Conversion Vodoo, o ideal é perguntar apenas as informações essenciais, minimizando a quantidade de informações sobre qualquer página, proporcionando a possibilidade de efetuar a compra em poucas páginas para otimizar o processo Criar obrigatoriamente uma conta para comprar o produto A proposta indicada é permitir ao visitante concluir a compra rapidamente sem a necessidade de completar um cadastro O tempo de entrega é muito longo ou pouco claro A solução neste caso seria deixar o tempo de entrega evidente aos consumidores e oferecer diferentes opções de transportes disponíveis O transporte é caro Neste caso, a pesquisa supracitada aponta possíveis saídas: frete grátis, taxa fixa de entrega, condicional de frete grátis para casos específicos e política de frete clara com taxas bem visíveis no site e na tela final de compras A devolução do produto é complicada e cara Deixar as políticas de devolução no site claras e visíveis, bem como um hyperlink para acesso à política de devolução no carrinho de compras.

E-Commerce, Entenda Como Funciona

E-Commerce, Entenda Como Funciona Se fossemos descrever todas as etapas de um e- commerce certamente teríamos que produzir um texto gigantesco abordando as mais diferentes nuances do fascinante mundo do comércio eletrônico. De qualquer

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra estão disponíveis em Meus pedidos.

Leia mais

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja.

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja. Com a consolidação do comércio eletrônico no Brasil e mundo, fica cada vez mais claro e a necessidade de estar participando, e mais a oportunidade de poder aumentar suas vendas. Mas é claro que para entrar

Leia mais

Mudança de direção RODRIGO MENEZES - CATEGORIA MARKETERS

Mudança de direção RODRIGO MENEZES - CATEGORIA MARKETERS RODRIGO MENEZES - CATEGORIA MARKETERS Mudança de direção Até maio de 2013 todo o mercado de TV por assinatura adotava uma postura comercial tradicional no mercado digital, composta por um empacotamento

Leia mais

apresentação iagente shop

apresentação iagente shop apresentação iagente shop Rua Sport Clube São José, 54 506. Porto Alegre Rio Grande do Sul CEP: 91030-510 Fone: (51) 3398.7638 e-mail: www.iagenteshop.com.br www.iagente.com.br Data: 01 de Abril de 2009

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento.

Social Media. Criação Personalização Gerenciamento. Criação Personalização Gerenciamento. A Cafuné Design trabalha com as principais mídias e plataformas digitais do momento: Facebook, Twiiter, Instagram, Youtube e LinkedIn. Novas ferramentas de mídia social

Leia mais

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot Proposta Loja Virtual Schmitt Tricot Apresentação: Atualmente atuo no mercado de sites e lojas virtuais desde 2010, desenvolvendo novas ideias, trabalhando com agilidade, para sempre atender a todas as

Leia mais

*Todos os direitos reservados.

*Todos os direitos reservados. *Todos os direitos reservados. A cada ano, as grandes empresas de tecnologia criam novas ferramentas Para o novo mundo digital. Sempre temos que nos renovar para novas tecnologias, a Karmake está preparada.

Leia mais

MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR

MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR MARKETING DIGITAL PARA PME: APRENDA A DEFINIR QUANDO, COMO E EM QUAIS ESTRATÉGIAS INVESTIR Introdução 02 A importância de calcular o ROI dos investimentos Capítulo 1 04 Aprendendo a definir os investimentos

Leia mais

SOBRE A TOOLSYSTEMS. ToolSystems Sistemas Fone: (47) 3381-3344

SOBRE A TOOLSYSTEMS. ToolSystems Sistemas Fone: (47) 3381-3344 SOBRE A TOOLSYSTEMS Com mais de 10 anos no mercado, a ToolSystems sistemas se dedica a entender as novas tecnologias para garantir a seus clientes as melhores e mais atuais soluções para Internet. Ao longo

Leia mais

Perguntas frequentes

Perguntas frequentes Perguntas frequentes 1. MEUS PEDIDOS Consigo rastrear o minha Compra? Sim. As informações mais atualizadas sobre sua Compra e a situação de entrega de sua Compra podem ser adquiridas a qualquer momento

Leia mais

Como inovar e conquistar novas vendas e novos compradores. Marcos Cavagnoli CEO + Co-Founder da Koin

Como inovar e conquistar novas vendas e novos compradores. Marcos Cavagnoli CEO + Co-Founder da Koin Como inovar e conquistar novas vendas e novos compradores Marcos Cavagnoli CEO + Co-Founder da Koin BATE-PAPO Números do E-commerce Brasileiro Sobre o faturamento: R$ 49,8 bilhões em 2015 (crescimento

Leia mais

AdWords. Anuncie no Google e Venda Mais! Expanda sua empresa! Você tem um argumento de vendas e precisa captar mais clientes?

AdWords. Anuncie no Google e Venda Mais! Expanda sua empresa! Você tem um argumento de vendas e precisa captar mais clientes? Anuncie no Google e Venda Mais! Expanda sua empresa! Você tem um argumento de vendas e precisa captar mais clientes? Ligue para nós e conheça a melhor estratégia para atender às necessidades de vendas

Leia mais

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO

TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO TÍTULO: COMERCIO ELETRÔNICO (E-COMMERCE) CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES): EBERSON EVANDRO DA SILVA GUNDIN, PAULO

Leia mais

Introdução. Introdução

Introdução. Introdução Introdução 1. Conheça a sua taxa de conversão 2. Usabilidade e navegabilidade 3. Pense mobile 4. Seja relevante 5. Tenha CTAs atraentes 6. O teste AB é fundamental Conclusão Introdução Conhecer os números

Leia mais

emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais.

emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais. Nós amamos e-commerce! f emarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implantação, gestão e operação de lojas virtuais. Além do e-commerce full service, na emarket você

Leia mais

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas

Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas edição 04 Guia do inbound marketing Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Como a automação de marketing pode aumentar suas vendas Há um tempo atrás o departamento de marketing era conhecido

Leia mais

1. Objetivo do Projeto

1. Objetivo do Projeto PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS VISNET - INTERNET E COMUNICAÇÃO Desenvolvimento de Site para CDL 1. Objetivo do Projeto O CDL Online é o mais novo sistema interativo especialmente projetado para criar

Leia mais

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 Remarketing é um recurso utilizado para direcionar anúncios personalizados para as pessoas que visitaram uma determinada página do seu site ou clicaram

Leia mais

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE

TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE TERMO DE USO TERMOS DE USO DO CLIENTE A) APLICABILIDADE 1. Os presentes termos de uso são aplicáveis aos Usuários da INTERNET POOL COMÉRCIO ELETRONICO LTDA, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 09.491.113/0001-01,

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.76

Documentação. Programa de Evolução Contínua Versão 1.76 Documentação Programa de Evolução Contínua Versão 1.76 Sumário Resumo das Novidades... 3 Configuração das Novidades... 5 Nova integração Google Universal Analytics... 5 Sistema de Múltiplos Pacotes de

Leia mais

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA PLATAFORMA MAGENTO PARA COMÉRCIO ELETRÔNICO

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA PLATAFORMA MAGENTO PARA COMÉRCIO ELETRÔNICO PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA PLATAFORMA MAGENTO PARA COMÉRCIO ELETRÔNICO Marketing Promocional e Ferramentas de Ofertas Cupons de desconto com capacidade para restrição a lojas, grupos de clientes, período

Leia mais

Gerenciamento de Comércio Eletrônico e Marketing Digital em Salvador

Gerenciamento de Comércio Eletrônico e Marketing Digital em Salvador ECOMMERCE SCHOOL Fundada em junho de 2007, com o objetivo de ser um centro voltado para o desenvolvimento de profissionais de Internet, reunindo parcerias com escolas de excelência e importantes centros

Leia mais

acebook Analytics Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados através das métricas adequadas.

acebook Analytics Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados através das métricas adequadas. acebook Analytics Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados através das métricas adequadas. 2 INTRODUÇÃO Em um curto espaço de tempo, vimos o Facebook ir do zero ao status de uma das

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

think with técnicas infalíveis para ter o melhor 25site mobile

think with técnicas infalíveis para ter o melhor 25site mobile think with técnicas infalíveis para ter o melhor 25site mobile A internet no celular é uma realidade gigantesca no Brasil. Basta dizer que 72% dos usuários de smartphones acessam a web todos os dias em

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Fabrício Nogueira KPL

Fabrício Nogueira KPL Esta publicação, escrita por Fabrício Nogueira, sócio-diretor da KPL, tem como principal objetivo discutir o serviço de SAC em lojas virtuais. Ele funciona como um guia de boas práticas de atendimento

Leia mais

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas.

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Autoatendimento Digital Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Oferece aos clientes as repostas que buscam, e a você,

Leia mais

Manual Prático do Usuário

Manual Prático do Usuário Página 12 Saiba mais Em quanto tempo seu cliente recebe o produto Como é emitida a Nota fiscal e recolhido os impostos Pergunte ao Suporte Todos os pedidos serão enviados em até 24 horas úteis, após a

Leia mais

Tutorial do Usuário para utilização do Magento e commerce

Tutorial do Usuário para utilização do Magento e commerce Tutorial do Usuário para utilização do Magento e commerce Sumário Introdução...3 Página inicial (Home Page)...3 Criar uma conta ou Entrar (Login)...4 Criar uma Conta...5 Entrar (Login)...6 Minha Conta...7

Leia mais

POLÍTICA COMERCIAL. COMO COMPRAR: 1. Cadastrando-se como Cliente 2. Obrigatoriedade para compra

POLÍTICA COMERCIAL. COMO COMPRAR: 1. Cadastrando-se como Cliente 2. Obrigatoriedade para compra 1 POLÍTICA COMERCIAL Para realizar um excelente atendimento e garantir uma ótima experiência de compra aos nossos clientes, nos preocupamos com todos os detalhes que envolvem a venda. E um quesito ao qual

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Gerentes de Ecommerce e Marketing Digital Intensivo em Florianópolis

Gerentes de Ecommerce e Marketing Digital Intensivo em Florianópolis ECOMMERCE SCHOOL Fundada em junho de 2007, com o objetivo de ser um centro voltado para o desenvolvimento de profissionais de Internet, reunindo parcerias com escolas de excelência e importantes centros

Leia mais

Estratégias de Marketing Digital

Estratégias de Marketing Digital Estratégias de Marketing Digital @SandraTurchi www.sandraturchi.com.br E-commerce no Mundo Movimentou US$ 1 trilhão em 2012 Tíquete médio US$ 73 Brasil será o 4º país até 2015 (atrás de China, EUA e Japão).

Leia mais

Diagnóstico digital. Análise realizada até 20/11/2013

Diagnóstico digital. Análise realizada até 20/11/2013 Análise realizada até 20/11/2013 A História Criada por Marcio Kumruian em Fevereiro do ano 2000, na região metropolitana de São Paulo. É a maior loja virtual da América Latina. Tem rendimento anual estimado

Leia mais

Amercian Express, Diners, Hipercard, Aura e Elo.

Amercian Express, Diners, Hipercard, Aura e Elo. TERMO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE PRODUTOS PELA INTERNET Magazine Luiza S/A, pessoa jurídica de direito privado, com sede na cidade de Franca/SP, Rua Voluntários da Franca, nº 1465, inscrita no CNPJ

Leia mais

TOTVS Vitrine Série 1 + Shopping Megafashion. Sua loja virtual totalmente integrada com a loja física

TOTVS Vitrine Série 1 + Shopping Megafashion. Sua loja virtual totalmente integrada com a loja física TOTVS Vitrine Série 1 + Shopping Megafashion Sua loja virtual totalmente integrada com a loja física Conteúdo! O mercado da moda! Vantagens da solução TOTVS + Megafashion! Layout da loja! Valores! Degustação!

Leia mais

Comércio na internet: muito mais que e-commerce

Comércio na internet: muito mais que e-commerce Comércio na internet: muito mais que e-commerce Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência

Leia mais

Guia de Métricas. Quais métricas acrescentam para a diretoria da empresa?

Guia de Métricas. Quais métricas acrescentam para a diretoria da empresa? Guia de Métricas Quais métricas acrescentam para a diretoria da empresa? QUAIS MÉTRICAS ACRESCENTAM PARA A DIRETORIA DA EMPRESA? Quem trabalha com marketing digital sabe que nem sempre é tão fácil provar

Leia mais

7 Passos para um e-commerce de Sucesso. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013

7 Passos para um e-commerce de Sucesso. André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013 7 Passos para um e-commerce de Sucesso André Lucena Diretor de Negócios e Operaçoes 18.Out.2013 MERCADO DE E- COMMERCE PORQUE INVESTIR... Crescimento 20,3% Crescimento 24,4% 354% R$ 770 Milhões 117%

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ADRIANA SILVA DA MATA ADRIANA LOPES DOS SANTOS CAMILA DE JESUS OLIVEIRA E-COMMERCE S&L Celulares Samsung Tatuí 2014 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 1.1 SOBRE

Leia mais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais

Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Guia definitivo de ferramentas de Planejamento para Micro Empreendedores Individuais Introdução O Brasil já tem 4,7 milhões de microempreendedores individuais, segundo dados de janeiro de 2015 da Receita

Leia mais

BLACK FRIDAY 2015 PREPARE-SE PARA A MELHOR SEXTA DO ANO! Desenvolvido pela Equipe da:

BLACK FRIDAY 2015 PREPARE-SE PARA A MELHOR SEXTA DO ANO! Desenvolvido pela Equipe da: BLACK FRIDAY 2015 PREPARE-SE PARA A MELHOR SEXTA DO ANO! Desenvolvido pela Equipe da: INTRODUÇÃO: #BLACKFRIDAY Origem: Nos Estados Unidos, na década de 60, como a sexta após o Feriado de Ação de Graças,

Leia mais

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação.

Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Há 15 anos, a Bertholdo é uma empresa especializada em soluções de tecnologia da informação e comunicação. Desenvolvemos lojas virtuais, websites, portais, intranets, webmails, hotsites, entre outros serviços

Leia mais

Você sabia que... O pagamento numa loja virtual. Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas

Você sabia que... O pagamento numa loja virtual. Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas Você sabia que... Hoje, 77% dos brasileiros já utilizam cartão de crédito, aponta estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil)

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

Gerentes de Ecommerce e Marketing Digital

Gerentes de Ecommerce e Marketing Digital ECOMMERCE SCHOOL Fundada em junho de 2007, com o objetivo de ser um centro voltado para o desenvolvimento de profissionais de Internet, reunindo parcerias com escolas de excelência e importantes centros

Leia mais

E-books. Guia para Facebook Ads. Sebrae

E-books. Guia para Facebook Ads. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Guia para Facebook Ads Por que investir no facebook Ads? Tipos de anúncios Como funciona o sistema de pagamentos Criando anúncios Métricas Autor Felipe Orsoli 1 SUMÁRIO

Leia mais

1 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1 INTRODUÇÃO. A Empresa

1 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1 INTRODUÇÃO. A Empresa 1 DESCRITIVO TÉCNICO 1.1 INTRODUÇÃO A Empresa Inovação, superação, desenvolvimento, criatividade, inventividade e busca de soluções. Assim é a AF2G, uma empresa que ultrapassa os limites do convencional

Leia mais

C O N S U L T O R I A E G E S T Ã O P A R A E S T R A T É G I A D E R E D E S S O C I A I S

C O N S U L T O R I A E G E S T Ã O P A R A E S T R A T É G I A D E R E D E S S O C I A I S C O N S U L T O R I A E G E S T Ã O P A R A E S T R A T É G I A D E R E D E S S O C I A I S A MELHOR OPORTUNIDADE PARA O SEU NEGÓCIO ESTÁ AO SEU ALCANCE NAS REDES SOCIAIS... O MUNDO É FEITO DE REDES SOCIAIS

Leia mais

Como aumentar suas vendas nos shoppings virtuais. www.semanaecommerce.com.br

Como aumentar suas vendas nos shoppings virtuais. www.semanaecommerce.com.br Como aumentar suas vendas nos shoppings virtuais 1 Apresentação Empreendedor: Paulo Rogério Vieira Co-Fundador do Ningo, graduação em Ciência da Computação, MBA em Gestão de projetos, experiência de mais

Leia mais

O que é Black Fraude?... Como comunicar seus clientes sobre sua participação na Black Friday... Como Manter seu site seguro para a Black Friday?...

O que é Black Fraude?... Como comunicar seus clientes sobre sua participação na Black Friday... Como Manter seu site seguro para a Black Friday?... Conteúdo do ebook O que é Black Fraude?... Como comunicar seus clientes sobre sua participação na Black Friday... Como Manter seu site seguro para a Black Friday?... Deixando sua loja virtual mais rápida

Leia mais

Atendimento Virtual Ampla

Atendimento Virtual Ampla 21 a 25 de Agosto de 2006 Belo Horizonte - MG Atendimento Virtual Ampla Carlos Felipe de Moura Moysés Ampla Energia e Serviços S.A cmoyses@ampla.com André Theobald Ampla Energia e Serviços S.A theobald@ampla.com

Leia mais

O varejo e a era da disrupção

O varejo e a era da disrupção 10Minutos Varejo Total Retail 2015 - Pesquisa anual da PwC com os consumidores O varejo e a era da disrupção Destaques Os consumidores estão definindo sua própria abordagem de relacionamento com o varejo,

Leia mais

COMO USAR OS VÍDEOS ONLINE PARA ALAVANCAR O MEU E-COMMERCE

COMO USAR OS VÍDEOS ONLINE PARA ALAVANCAR O MEU E-COMMERCE COMO USAR OS VÍDEOS ONLINE PARA ALAVANCAR O MEU E-COMMERCE White Paper com dicas essenciais para quem já trabalha ou pretende trabalhar com vídeos em lojas virtuais. 1 PORQUE USAR VÍDEOS ONLINE NO E-COMMERCE?

Leia mais

Guia de Utilização FControl - Área do Lojista - (Administrador / Manager)

Guia de Utilização FControl - Área do Lojista - (Administrador / Manager) - - (Administrador / Manager) Índice 1. Introdução... 03 2. Acessando a... 03 2.1 Problemas com acesso... 03 3. Menu... 04 4. Dados Cadastrais... 04 5. Configurações... 05 5.1 Homologação... 05 5.2 Comentários

Leia mais

ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS

ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS Ana Beatriz Mesquita (CPTEC/INPE) ESTUDO DA MELHOR METODOLOGIA PARA A DIFUSÃO DE VÍDEOS EXPLICATIVOS DE FENÔMENOS METEOROLÓGICOS Metodologia do trabalho realizado referente a gravação e expansão dos vídeos

Leia mais

IFPE - Instituto Federal de Pernambuco

IFPE - Instituto Federal de Pernambuco IFPE - Instituto Federal de Pernambuco 2 Disciplinas e Professores: Projeto e Prática - Adriano Carvalho, Banco de Dados - Thiago Viana, Desenvolvimento web - Roberto Alencar, Segurança de sistema - Diego

Leia mais

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C

Mídias sociais como apoio aos negócios B2C Mídias sociais como apoio aos negócios B2C A tecnologia e a informação caminham paralelas à globalização. No mercado atual é simples interagir, aproximar pessoas, expandir e aperfeiçoar os negócios dentro

Leia mais

OFERTA: SITE INSTITUCIONAL. 1. Definições

OFERTA: SITE INSTITUCIONAL. 1. Definições OFERTA: SITE INSTITUCIONAL 1. Definições OFERTA VIGENTE: Forma(s) de disponibilização do(s) RECURSO(S) ao CONTRATANTE, constante(s) nesse Contrato, válida(s) para o ATO DA CONSULTA. RECURSO: Serviço(s)

Leia mais

Por Eliseu Barreira Junior MÍDIAS SOCIAIS PARA EMPRESAS. Business-to-Business

Por Eliseu Barreira Junior MÍDIAS SOCIAIS PARA EMPRESAS. Business-to-Business Por Eliseu Barreira Junior MÍDIAS SOCIAIS PARA EMPRESAS Business-to-Business À primeira vista, a conexão entre mídias sociais e empresas que fazem negócios com outras empresas (Business-to-Business) não

Leia mais

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias:

REGULAMENTO. As empresas podem inscrever um ou mais Cases, nas seguintes categorias: REGULAMENTO 1. O PRÊMIO O PRÊMIO SMART, regido por este regulamento, tem como objetivo distinguir e reconhecer as melhores práticas de relacionamento com o cliente em Utilities e Telecom: Energia Elétrica,

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

Manual de criação de envios no BTG360

Manual de criação de envios no BTG360 Manual de criação de envios no BTG360 Série manuais da ferramenta ALL in Mail Introdução O BTG 360 utiliza a tecnologia do behavioral targert para que você alcance resultados ainda mais assertivos com

Leia mais

PESQUISA SOBRE MERCADO ERÓTICO E SENSUAL BRASILEIRO 2014

PESQUISA SOBRE MERCADO ERÓTICO E SENSUAL BRASILEIRO 2014 PESQUISA SOBRE MERCADO ERÓTICO E SENSUAL BRASILEIRO 2014 www.brazilpanels.com.br www.abeme.com.br www.abcomm.com.br INTRODUÇÃO A pesquisa sobre o Mercado Erótico e Sensual Brasileiro 2014 teve uma iniciativa

Leia mais

Algumas vantagens você só tem quando compra pelo nosso e-commerce. Torne sua vida mais fácil e prática.

Algumas vantagens você só tem quando compra pelo nosso e-commerce. Torne sua vida mais fácil e prática. Facilite sua vida com a Comprando em nossa loja online você só tem a ganhar. Veja nossas vantagens exclusivas, algumas dúvidas frequentes e como otimizar seu tempo. Comece já! Compre em nossa loja virtual

Leia mais

INICIANDO UMA OPERAÇÃO DE E-COMMERCE PROFISSIONAL COM MAGENTO

INICIANDO UMA OPERAÇÃO DE E-COMMERCE PROFISSIONAL COM MAGENTO INICIANDO UMA OPERAÇÃO DE E-COMMERCE PROFISSIONAL COM MAGENTO MARCELO LAGROTTA SANCHES Administrador especializado em marketing; 20 anos de experiência como Executivo de Marketing; Professor do Centro

Leia mais

RELEASE F-STORE v. 3.0.0.0

RELEASE F-STORE v. 3.0.0.0 Curitiba (2015) ÍNDICE Aumento de performance no carregamento de imagens Assinatura de produtos Barra de busca flutuante Boleto como imagem Cadastro de cliente com Double opt-in Cadastro de SEO Carrinho

Leia mais

Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios. www.paggapremios.com.br 4003-4733

Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios. www.paggapremios.com.br 4003-4733 Sua nova ferramenta para gerenciar campanhas de resultados e distribuir prêmios Campanha de Incentivos O que é uma campanha de incentivos? É uma ação planejada e orientada para motivar equipes de vendas,

Leia mais

Apresentação comercial

Apresentação comercial Apresentação comercial 1 Dotstore Quem somos 8 anos de mercado Mais de mil clientes ativos Uma das plataformas líderes no país 40 colaboradores Equipe certificada Mais de 150 projetos personalizados por

Leia mais

Facebook Analytics: Como mensurar e otimizar a presença da sua empresa no Facebook

Facebook Analytics: Como mensurar e otimizar a presença da sua empresa no Facebook Marketing Digital de resultado para Médias e Pequenas Empresas Facebook Analytics: Como mensurar e otimizar a presença da sua empresa no Facebook Ferramentas e experimentos para conseguir melhores resultados

Leia mais

e- SIC Manual do Cidadão

e- SIC Manual do Cidadão e- SIC Manual do Cidadão Sumário Introdução 3 O e-sic 4 Primeiro acesso 5 Cadastrando-se no e-sic 6 Acessando o e-sic 7 Funções do e-sic 8 Envio de avisos por e-mail pelo e-sic 9 Como fazer um pedido de

Leia mais

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer ESTRATÉGIA DIGITAL Prof. Luli Radfahrer - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido pela legislação

Leia mais

E-commerce 2013. @JoaoKepler. l e-commerce 2013 l

E-commerce 2013. @JoaoKepler. l e-commerce 2013 l E-commerce 2013 @JoaoKepler Showrooming OminiChannel Delivery (WebPickup e entrega) Behavior Social Media (SAC, Mkt, Metrica, monitoramento, engajamento, leeds e vendas) E-commerce o e-commerce não é mais

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

E-books. Guia completo de como criar uma Página no Facebook. Sebrae

E-books. Guia completo de como criar uma Página no Facebook. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Guia completo de como criar uma Página no Facebook Como começar Criando uma Página Conhecendo a Página Configurações iniciais Estabelecendo conversas Autor Felipe Orsoli

Leia mais

Como cultivar leads do Comitê de TI

Como cultivar leads do Comitê de TI BRASIL Como cultivar leads do Comitê de TI O marketing está ajudando ou atrapalhando? Confiança + Credibilidade devem ser CONQUISTADAS O profissional de marketing moderno conhece a importância de cultivar

Leia mais

SEO Search Engine Optimization. Thiago Bacchin Fevereiro, 2013

SEO Search Engine Optimization. Thiago Bacchin Fevereiro, 2013 SEO Search Engine Optimization Thiago Bacchin Fevereiro, 2013 Introdução ao SEO Conceito teórico de SEO...refere se a um conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar o posicionamento de um site

Leia mais

O JáCotei é um Comparador de Preços que auxilia os e-consumidores na busca de

O JáCotei é um Comparador de Preços que auxilia os e-consumidores na busca de OBRIGADO! 0 Quem Somos O JáCotei é um Comparador de Preços que auxilia os e-consumidores na busca de ofertas, com o menor preço, nas melhores lojas do mercado. São mais de 10 anos no mercado de e-commerce

Leia mais

CONSULTORIA E PROJETOS ELÉTRICOS JÚNIOR

CONSULTORIA E PROJETOS ELÉTRICOS JÚNIOR Título do Case: Impulsionando a Captação de Projetos Através do Marketing Digital Categoria: Projeto Interno Temática: Mercado Resumo: Sabe-se que grande parte dos projetos realizados pelas empresas juniores

Leia mais

Comércio Eletrônico em Números

Comércio Eletrônico em Números Comércio Eletrônico em Números Evolução do E-commerce no Brasil 23 milhões é um grande número. 78 milhões 23 milhões Enorme potencial de crescimento no Brasil Mas fica pequeno se comprarmos com o número

Leia mais

Estar presente quando seu cliente está buscando seus serviços e produtos é fundamental.

Estar presente quando seu cliente está buscando seus serviços e produtos é fundamental. Estar presente quando seu cliente está buscando seus serviços e produtos é fundamental. Atualmente o meio mais imediato e eficaz, desde que bem configurado e com acompanhamento constante, são as campanhas

Leia mais

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE Por: Alexandre Maldonado Autor do site Marketing para E- commerce www.marketingparaecommerce.com.br TERMOS DE RESPONSABILIDADE

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

10 DICAS PARA SEU ECOMMERCE SER SUCESSO EM TODO O BRASIL

10 DICAS PARA SEU ECOMMERCE SER SUCESSO EM TODO O BRASIL 10 DICAS PARA SEU ECOMMERCE SER SUCESSO EM TODO O BRASIL SUMÁRIO 1. COMUNICAÇÃO SEGMENTADA! 2. SEO! 3. MOBILE! 4. FOTOS E DESCRIÇÕES! 5. FRETE! 6. PAGAMENTO REGIONAL! 7. ENTREGA! 8. EMBALAGEM! 9. ATENDIMENTO!

Leia mais

Apresentação... 11. Cadastro... 11.1 Dados cadastrais... 11.2 Notificações... 11.3 Logotipo... 11.4 Venda por estado...

Apresentação... 11. Cadastro... 11.1 Dados cadastrais... 11.2 Notificações... 11.3 Logotipo... 11.4 Venda por estado... Apresentação... 1. Painel de Controle... 2 1.1 Pedidos Pendentes... 3 1.2 Últimos 10 pedidos fechados... 3 1.3 Situação dos pedidos por status... 4 1.4 Total de vendas... 4 2. Financeiro... 2.1 Valores

Leia mais

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso!

Fornecedores. Apresentação. www.grupoquantica.com. Nosso desafio é o seu sucesso! Fornecedores www.grupoquantica.com Apresentação 2010 A idéia Fundado e idealizado por Cleber Ferreira, Consultor de Marketing e Vendas, autor do livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas

Leia mais

Perguntas e Respostas NOVO SITE PEDIDOSONLINE HERBALIFE NO MYHERBALIFE.COM.BR BRASIL, 2013.

Perguntas e Respostas NOVO SITE PEDIDOSONLINE HERBALIFE NO MYHERBALIFE.COM.BR BRASIL, 2013. Geral Como posso pedir produtos em outros países? Como eu coloco Pedidos através do myherbalife.com.br? Como eu pago a Taxa de Processamento Anual? Esse mês tem fechamento duplo. Eu terei a possibilidade

Leia mais

A sociedade conectada: smartphone e tablet banking

A sociedade conectada: smartphone e tablet banking Perspectivas, impactos e desafios Nilton Omura (nilton.omura@br.ey.com) Abril, 2012 As condições estruturais para viabilizar a massificação de smartphones e tablets no Brasil estão criadas, e irão transformar

Leia mais

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter

Software de Compras. Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter Software de Compras Manual de treinamento para usuários do OutBuyCenter OutBuyCenter Software para o gerenciamento de compras integradas (eprocurement e supply chain), objetiva a rápida tramitação de compras

Leia mais

Guia: da Loja Física para a. Experiência Multicanal

Guia: da Loja Física para a. Experiência Multicanal Guia: da Loja Física para a Experiência Multicanal Sumário: 01 02 03 04 05 Sobre este Guia O consumidor é Multicanal Muito mais E-commerce! Mobilidade faz parte do dia-a-dia Big Data: Informação a serviço

Leia mais

7 Passos para um e- Commerce de Sucesso. André Lucena 28.nov.2013

7 Passos para um e- Commerce de Sucesso. André Lucena 28.nov.2013 7 Passos para um e- Commerce de Sucesso André Lucena 28.nov.2013 MERCADO DE E- COMMERCE PORQUE INVESTIR... E- commerce Processo de compra e venda de produtos e serviços online. Além de catálogos, carrinhos

Leia mais