Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia MICRO UTRIE TES. Prof. Dr.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia MICRO UTRIE TES. Prof. Dr."

Transcrição

1 Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia MICRO UTRIE TES Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes Prof. Dr. Reges Heinrichs Dracena 2010

2 MICRO UTRIE TES Introdução Boro Cloro Cobre Ferro Manganês Molibdênio Niquel Zinco Considerações Finais

3 Introdução Pequenas quantidades exigidas pelas culturas; Calagem deixa a maior parte dos micronutrientes menos disponíveis para as culturas; Solos das regiões de cerrado, muito são originalmente deficientes; Tendência de agravamento das deficiências de micronutrientes.

4 Boro Formas no Solo Caracterizado pelo seu comportamento aniônico; Em solução do solo, a fração mais provável é H 2 BO 3 ; Adsorção do B é pelas partículas do solo, com mais intensidade em óxidos de Fe e Al; Grande parte do B disponível é retida pela matéria orgânica; Somente é menos móvel que o Cl -, logo pode ser lixiviado, principalmente em solos arenosos;

5 Boro Fatores que Afetam a Disponibilidade ph: Valores mais elevados o elemento se torna menos disponível; Textura: Solos argilosos maior adsorção dificulta a absorção; Cálcio: Interações na planta; Água: condições de seca maior deficiência provavelmente pela menor liberação pela matéria orgânica.

6 Boro as Plantas Absorvido na forma H 2 BO 3 ; Nas plantas o B não é translocado das partes mais velhas para tecidos meristemáticos das raízes ou das partes aéreas; Sintomas de deficiência: morte da gema apical e folhas novas, as raízes são afetadas e adquirem áreas escuras em sua parte central; Excesso: queima das margens das folhas.

7 Deficiência de boro em Alfafa Fonte: Bergmann, 1992.

8 Deficiência de boro em marandu Fonte: Oliveira, et al

9 Fonte: Oliveira, et al Marandu

10 Cloro Formas no Solo Ocorre na forma iônica Cl -, componente comum de sais solúveis, como NaCl, KCl, MgCl 2, CaCl 2 ; Origina-se de sais inclusos nas rochas, adições atmosféricas, água de irrigação e adubações; Muito móvel no solo (lixiviação).

11 Cloro as Plantas Absorvido na forma de Cl - da solução do solo; Sintomas de deficiência: depende da planta: Folhas mais velhas: tomateiro, repolho, beterraba, alface; Folhas mais novas: milho, abobrinha; Ocorre um murchamento, clorose, bronzeamento e deformação da folha e as raízes curtas; Excesso: amarelecimento prematuro, necrose das pontas e margens foliares.

12 Cobre Formas no Solo Ocorre em rochas principalmente como sulfetos complexos; Liberação do íon Cu 2+ ocorre, principalmente em meio ácido; Pouco móvel no solo.

13 Cobre Fatores que Afetam a Disponibilidade A complexação pela matéria orgânica afeta muito a disponibilidade para as plantas; Solubilidade do Cu é reduzida com a elevação do ph; Disponibilidade reduzida pelo excesso de Fe, Mn e Al.

14 Cobre as Plantas Absorvido na forma Cu 2+ ; Sintomas de deficiência: folhas mais novas, perdem a cor verde, tornando-se definhadas, com o avanço as folhas mais novas tornam-se pálidas; Excesso: pode causar deficiência de Fe.

15 Deficiência de cobre em trigo Fonte: Bergmann, 1992.

16 Deficiência de cobre em aveia Fonte: Bergmann, 1992.

17 Fonte: Oliveira, et al Deficiência de cobre em marandu

18 Deficiência de cobre em rosas Fonte: Bergmann, Para não dizer que não falei das flores!!!

19 Ferro Formas no Solo Elemento metálico mais comum na crosta terrestre; Dependendo das condições físico-químicas: Fe 2+ e Fe 3+ ; Alto teor de matéria orgânica quelatizado;

20 Ferro Fatores que Afetam a Disponibilidade Disponibilidade reduzida pela elevação do ph; Deficiência pode ocorrer em solos alcalinos; Excesso de fósforo;

21 Ferro as Plantas Absorvido na forma Fe 2+ ; Sintomas de deficiência: clorose nas folhas novas, reticulado fino, que rapidamente estende-se por toda folha; Excesso: manchas necróticas nas folhas.

22 marandu Fonte: Oliveira, et al

23 Fonte: Oliveira, et al marandu

24 Deficiência de ferro em milho Fonte: Bergmann, 1992.

25 Manganês Formas no Solo Forma diversos minerais, de valência Mn 2+, Mn 3+ e Mn 4+ ; Grande dinâmica de oxidação e redução; Formas mais solúveis são de Mn 2+, que é o íon trocável.

26 Manganês Fatores que Afetam a Disponibilidade Disponibilidade do Mn é reduzida pela elevação do ph; Teores elevados de matéria orgânica complexação tendendo a apresentar deficiência; Solos arenosos, baixa CTC e alta pluviosidade maiores problemas com deficiência; Excesso de Ca, Mg e Fe podem provocar deficiência.

27 Manganês as Plantas Absorção é na forma de Mn 2+ ; Nas plantas é relativamente imóvel; Sintomas de deficiência: folhas mais novas, reticulado grosso; Excesso: folhas encarquilhadas, menor nodulação em leguminosas.

28 Deficiência de manganês em aveia Fonte: Bergmann, 1992.

29 Deficiência de manganês em aveia Fonte: Bergmann, 1992.

30 Fonte: Oliveira, et al marandu

31 Molibdênio Formas no Solo Elemento metálico de comportamento aniônico; Micronutriente menos abundante no solo; Elevação do ph do meio resulta em dessorção de molibdato.

32 Deficiência de molibdênio em marandu Fonte: Oliveira, et al

33 Fonte: Oliveira, et al marandu

34 Molibdênio as Plantas Absorvido na forma de MoO 4 2- quando o ph do meio é igual ou maior que 5 e como HmoO 4 - quando a acidez for maior; Sintomas de deficiência: clorose, encurvamento ou estrangulamento do limbo em folhas mais velhas ou meia idade fisiológica; Excesso: pode apresentar glóbulos amarelo ouro na ápice da planta (tomateiro).

35 Zinco Formas no Solo Nas rochas ocorre principalmente como sulfeto (ZnS); Aparece em substituições isomórficas de silicatos, em lugar de Mg 2+ ; Adsorção é reduzida pela redução do ph.

36 Zinco Fatores que Afetam a Disponibilidade Disponibilidade do Zn é menor com a elevação do ph; Fortemente retido em solos argilosos, podendo promover a deficiência; Fosfatos tendem a reduzir a solubilidade de Zn.

37 Zinco as Plantas Absorção pelas plantas é na forma de Zn 2+ ; Sintomas de deficiência: diminuição no comprimento dos internódios, ocorrendo a formação de rosetas na final de ramos novos, folhas novas pequenas, estreitas e alongadas; Excesso: pode induzir deficiência de ferro.

38 Deficiência de zinco em marandu Fonte Oliveira, et al

39 Fonte: Oliveira, et al marandu

40

41

42

43

44

45

46

47

48

49

50

51

52 Considerações Finais Respostas das culturas a micronutrientes não são tão evidenciadas como para macronutrientes (fome oculta); Variação nas exigência entre culturas; De maneira geral, as deficiências mais importantes são as de B e Zn, seguido pelo Cu e Mn; Tendência deverá ser uma ampliação da deficiência para culturas e regiões.

Inicialmente: realizada de forma subjetiva e empírica como referência o desenvolvimento da vegetação.

Inicialmente: realizada de forma subjetiva e empírica como referência o desenvolvimento da vegetação. Curso de Pós-Graduação em Estratégias Integradas para Pecuária de Corte: produção, eficiência e gestão Módulo I FERTILIDADE DO SOLO PARA PRODUÇÃO DE FORRAGEIRAS Prof. Dr. Reges Heinrichs UNESP - Dracena

Leia mais

SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA DE MICRONUTRIENTES EM PLANTAS

SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA DE MICRONUTRIENTES EM PLANTAS Micronutrientes Nutrição Mineral de Plantas SINTOMAS DE DEFICIÊNCIA DE MICRONUTRIENTES EM PLANTAS Prof. Volnei Pauletti Departamento de Solos e Engenharia Agrícola vpauletti@ufpr.br Micronutrientes Nutrição

Leia mais

Dinâmica dos demais Nutrientes - micronutrientes Leandro Souza da Silva Elisandra Pocojeski Danilo Rheinheimer dos Santos Carlos Alberto Ceretta

Dinâmica dos demais Nutrientes - micronutrientes Leandro Souza da Silva Elisandra Pocojeski Danilo Rheinheimer dos Santos Carlos Alberto Ceretta Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Rurais Curso de Agronomia Disciplina de Fertilidade do Solo Dinâmica dos demais Nutrientes - micronutrientes Leandro Souza da Silva Elisandra Pocojeski

Leia mais

Série tecnológica cafeicultura. Deficiências nutricionais Micronutrientes

Série tecnológica cafeicultura. Deficiências nutricionais Micronutrientes Série tecnológica cafeicultura Deficiências nutricionais Micronutrientes SÉRIE TECNOLÓGICA CAFEICULTURA DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS MICRONUTRIENTES ZINCO O zinco é um dos micronutrientes que mais podem limitar

Leia mais

Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira Cultivos em ambiente protegido

Prof. Francisco Hevilásio F. Pereira Cultivos em ambiente protegido NUTRIÇÃO MINERAL Cultivos Protegidos Nutrição mineral e manejo de fertilizantes em cultivos protegidos Pombal PB O solo como fonte de nutrientes Nutrientes minerais encontra-se no solo de três formas:

Leia mais

NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085

NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085 NATUREZA E TIPOS DE SOLOS ACH-1085 SUPRIMENTO E ASSIMILABILIDADE DE NUTRIENTES VEGETAIS EM SOLOS MINERAIS 1 Constituição dos tecidos vegetais 94 a 99,5 % do tecido verde dos vegetais é constituído de carbono,

Leia mais

CÁLCIO ENXOFRE E XOFRE DISPONIBILIDADE MAGNÉSIO PARA AS INTRODUÇÃO ORIGEM E FORMAS NO SOLO DISPONIBILIDADE CÁLCIO PARA AS CULTURAS CULTURAS

CÁLCIO ENXOFRE E XOFRE DISPONIBILIDADE MAGNÉSIO PARA AS INTRODUÇÃO ORIGEM E FORMAS NO SOLO DISPONIBILIDADE CÁLCIO PARA AS CULTURAS CULTURAS CÁLCIO, MAG ÉSIO E E XOFRE (Macronutrientes Secundários) Unesp Universidade Estadual Paulista Campus Experimental de Dracena Faculdade de Zootecnia Curso: Zootecnia Prof. Dr. Reges Heinrichs 2010 CÁLCIO,

Leia mais

MICRONUTRIENTES ANIÔNICOS

MICRONUTRIENTES ANIÔNICOS MICRONUTRIENTES ANIÔNICOS Prof. Volnei Pauletti Departamento de Solos e Engenharia Agrícola vpauletti@ufpr.br BORO Micronutrientes aniônicos Boro Micronutrientes aniônicos NO SOLO Disponibilidade: ligada

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Campus Experimental de Dracena Curso de Zootecnia Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes FERTILIZANTES E CORRETIVOS: CONCEITOS BÁSICOS E CLASSIFICAÇÃO Prof. Dr.

Leia mais

FERRO. Mestrando: Ricardo Murilo Zanetti

FERRO. Mestrando: Ricardo Murilo Zanetti FERRO Mestrando: Ricardo Murilo Zanetti Universidade Federal do Paraná Departamento de Solos e Engenharia Agrícola Disciplina: Nutrição de Plantas Prof.: Volnei Pauletti Curitiba Novembro/2010 2 Ferro

Leia mais

Efeito sinérgico do Mg e P

Efeito sinérgico do Mg e P Efeito sinérgico do Mg e P O Mg e um carregador do P, ou seja, contribui para a entrada de P na planta; Motivo: papel do Mg nas reações de fosforilação. Consequência: Aumenta a eficiência da absorção do

Leia mais

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO

AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO AVALIAÇÃO DA FERTILIDADE DO SOLO 1. INTRODUÇÃO M = nutriente transportado NUTRIENTE FORMAS NUTRIENTE FORMAS Nitrogênio NO - + 3 e NH 4 Boro H 3 BO 3 Fósforo - H 2 PO 4 Cloro Cl - Potássio K + Cobre Cu

Leia mais

UNESP Universidade Estadual Paulista Campus Experimental de Dracena Fazuldade de Zootecnia. Curso: Zootecnia Professor: Dr. Reges Heinrichs 2010

UNESP Universidade Estadual Paulista Campus Experimental de Dracena Fazuldade de Zootecnia. Curso: Zootecnia Professor: Dr. Reges Heinrichs 2010 FÓSFORO UNESP Universidade Estadual Paulista Campus Experimental de Dracena Fazuldade de Zootecnia Curso: Zootecnia Professor: Dr. Reges Heinrichs 2010 FÓSFORO INTRODUÇÃO FORMAS NO SOLO DISPONIBILIDADE

Leia mais

O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES

O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES LIQUIDA (SOLUÇÃO DO SOLO) ÍONS INORGÂNICOS E ORGÂNICOS/MICROPOROS SÓLIDA - RESERVATORIO DE NUTRIENTES - SUPERFÍCIE QUE REGULA A CONCENTRAÇÃO DOS ELEMENTOS NA SOLUÇÃO

Leia mais

MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS

MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira MILHO PARA OS DIFERENTES NÍVEIS TECNOLÓGICOS Prof. Dr. João Antonio da Costa Andrade Departamento de Biologia

Leia mais

Propriedades Químicas

Propriedades Químicas Propriedades Químicas Fertilidade 1. Armazenar micro e macro nutrientes em moléculas estáveis no solo 2. Disponibilização desses nutrientes às plantas 3. ph 4. Depende da composição mineral e orgânica

Leia mais

INTERESSE PELA UTILIZAÇÃO DE MICRONUTRIENTES

INTERESSE PELA UTILIZAÇÃO DE MICRONUTRIENTES INTERESSE PELA UTILIZAÇÃO DE MICRONUTRIENTES Solos dos cerrados são originalmente deficientes em micronutrientes; O aumento da produtividade com > remoção de micronutrientes; A incorporação inadequada

Leia mais

Fertilidade de Solos

Fertilidade de Solos Cultivo do Milho Economia da Produção Zoneamento Agrícola Clima e Solo Ecofisiologia Manejo de Solos Fertilidade de Solos Cultivares Plantio Irrigação Plantas daninhas Doenças Pragas Colheita e pós-colheita

Leia mais

ABSORÇÃO FOLIAR. Prof. Josinaldo Lopes Araujo. Plantas cultivadas dividem-se em: Folhas Caule Raízes

ABSORÇÃO FOLIAR. Prof. Josinaldo Lopes Araujo. Plantas cultivadas dividem-se em: Folhas Caule Raízes ABSORÇÃO FOLIAR Prof. Josinaldo Lopes Araujo 1 INTRODUÇÃO Plantas cultivadas dividem-se em: Folhas Caule Raízes Cada parte tem uma função definida As folhas absorvem água e nutrientes Porque essa capacidade?

Leia mais

Gestão da fertilidade do solo no sistema soja e milho

Gestão da fertilidade do solo no sistema soja e milho Como manejar adequadamente seu solo e suas adubações Gestão da fertilidade do solo no sistema soja e milho Eng. Agro. Renato Roscoe PhD Solos e Nutrição de Plantas Superintendente do CREA-MS Gestão da

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 ESCOPO DA FERTILIDADE DO SOLO... 1

SUMÁRIO. Capítulo 1 ESCOPO DA FERTILIDADE DO SOLO... 1 SUMÁRIO Capítulo 1 ESCOPO DA FERTILIDADE DO SOLO... 1 1.1 Considerações gerais... 1 1.1.1 Importância da fertilidade do solo... 2 1.1.2 Relação com outras disciplinas... 3 1.1.3 Importância do método científico...

Leia mais

Adubação na Cultura de Milho

Adubação na Cultura de Milho Adubação na Cultura de Milho Integrantes: Diego Fiuza Lucas Baroncini Matheus Zampieri Mireille Matos Thiago Faria INTRODUÇÃO Características gerais: Planta C4 Ciclo de 120-150 dias Maturação Milho seco:

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO DOCENTE: Dr. José Ribamar Silva Elementos Minerais Íons inorgânicos Obtidos Obtidos do solo Nutrição Mineral.. Elementos Minerais x Absorção pelas

Leia mais

NUTRIÇÃO MINERAL. Katia Christina Zuffellato-Ribas

NUTRIÇÃO MINERAL. Katia Christina Zuffellato-Ribas NUTRIÇÃO MINERAL Katia Christina Zuffellato-Ribas COMPOSIÇÃO MOLECULAR DAS CÉLULAS VEGETAIS ELEMENTOS: SUBSTÂNCIAS QUE NÃO PODEM SER QUEBRADAS EM OUTRAS PELOS MEIOS COMUNS 112 ELEMENTOS QUÍMICOS (91 DE

Leia mais

Magnésio Nutrição Mineral de Plantas MAGNÉSIO. Prof. Volnei Pauletti. Departamento de Solos e Engenharia Agrícola

Magnésio Nutrição Mineral de Plantas MAGNÉSIO. Prof. Volnei Pauletti. Departamento de Solos e Engenharia Agrícola MAGNÉSIO Prof. Volnei Pauletti Departamento de Solos e Engenharia Agrícola vpauletti@ufpr.br COMPOSIÇÃO QUÍMICA MÉDIA DA CROSTA TERRESTRE NA PROFUNDIDADE DE 0 16 KM (MENEGEL & KIRKBY, 1987) Mg no solo

Leia mais

POTÁSSIO. Jéssica Fernandes Kaseker

POTÁSSIO. Jéssica Fernandes Kaseker POTÁSSIO Jéssica Fernandes Kaseker Introdução Potash" ("pot"-recipiente + "ash"-cinzas") Sétimo em ordem de abundância no mundo. (0,3 a 30 g/kg solo). 98% na forma estrutural Elemento mais abundante nas

Leia mais

002

002 001 DIAGNOSE FOLIAR NAS CULTURAS DA MACIEIRA E VIDEIRA GILMAR R. NACHTIGALL Embrapa Uva e Vinho 002 003 004 005 Análise Visual: Identificação de desequilíbrios nutricionais através da observação de sintomas

Leia mais

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Faculdade de Zootecnia

Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Faculdade de Zootecnia Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Faculdade de Zootecnia SISTEMA SOLO-PLANTA Curso : Zootecnia Disciplina: Fertilidade do Solo e Fertilizantes Prof.

Leia mais

MANEJO DO SOLO PARA O CULTIVO DE HORTALIÇAS

MANEJO DO SOLO PARA O CULTIVO DE HORTALIÇAS MANEJO DO SOLO PARA O CULTIVO DE HORTALIÇAS Vinícius Macedo Msc. em Agroecologia SOLO Ao longo da história da humanidade, o homem sempre conviveu com o solo. No começo, ele apenas colhia os produtos da

Leia mais

Enxofre Nutrição Mineral de Plantas ENXOFRE. Prof. Volnei Pauletti. Departamento de Solos e Engenharia Agrícola

Enxofre Nutrição Mineral de Plantas ENXOFRE. Prof. Volnei Pauletti. Departamento de Solos e Engenharia Agrícola ENXOFRE Prof. Volnei Pauletti Departamento de Solos e Engenharia Agrícola vpauletti@ufpr.br REPRESENTAÇÃO ESQUEMÁTICA DOS PRINCIPAIS COMPONENTES E PROCESSOS DO CICLO DO ENXOFRE. Enxofre S -fontes Matéria

Leia mais

CURSO DE AGRONOMIA FERTILIDADE DO SOLO

CURSO DE AGRONOMIA FERTILIDADE DO SOLO CURSO DE AGRONOMIA FERTILIDADE DO SOLO Prof. Leandro Souza da Silva Prof. Carlos Alberto Ceretta Prof. Danilo R. dos Santos Aula 1 Bases conceituais à fertilidade do solo Fertilidade do solo Solo -Sistema

Leia mais

Protocolo. Boro. Cultivo de soja sobre doses de boro em solo de textura média

Protocolo. Boro. Cultivo de soja sobre doses de boro em solo de textura média Protocolo Boro Cultivo de soja sobre doses de boro em solo de textura média Set/ 2016 Out/ 2016 Nov/ 2016 Dez/ 2016 Jan/ 2017 Fev/ 2017 Mar/ 2017 Abr/ 2017 Mai/ 2017 Precipitação pluvial (mm) CAD Parecis

Leia mais

6 CALAGEM E ADUBAÇÃO

6 CALAGEM E ADUBAÇÃO CULTURA DO MILHO 6 CALAGEM E ADUBAÇÃO 6.1 - CALAGEM -Neutralização do Al; -Buscando atingir 70% da saturação de bases corrige a camada de incorporação; -Correção mais profunda incorporação mais profunda

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS

AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS Francisco A. Monteiro Quirino A. C. Carmello Antonio Roque Dechen AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL DAS PLANTAS NUTRIÇÃO DA PLANTA É UM DOS FATORES QUE DETERMINA

Leia mais

PARTICIPAÇÃO DOS NUTRIENTES NO METABOLISMO VEGETAL. Enga Agra Clélia Maria Mardegan

PARTICIPAÇÃO DOS NUTRIENTES NO METABOLISMO VEGETAL. Enga Agra Clélia Maria Mardegan PARTICIPAÇÃO DOS NUTRIENTES NO METABOLISMO VEGETAL Enga Agra Clélia Maria Mardegan COMO FAZER PARA AUMENTAR NOSSA PRODUTIVIDADE? Nitrogênio Funções - faz parte da composição das proteínas (estrutural);

Leia mais

Quadro 1 - Fatores para conversão de unidades antigas em unidades do Sistema Internacional de Unidades.

Quadro 1 - Fatores para conversão de unidades antigas em unidades do Sistema Internacional de Unidades. Informação sobre interpretação de Análise de Solo, segundo o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Solos e Recursos Ambientais, Instituto Agronômico de Campinas. Quadro 1 - Fatores para conversão de

Leia mais

Bases conceituais úteis a fertilidade do solo. Prof. Dr. Gustavo Brunetto DS-UFSM

Bases conceituais úteis a fertilidade do solo. Prof. Dr. Gustavo Brunetto DS-UFSM Bases conceituais úteis a fertilidade do solo Prof. Dr. Gustavo Brunetto DS-UFSM brunetto.gustavo@gmail.com Aula 1- Bases conceituais úteis a fertilidade do solo Rendimento e necessidades das culturas

Leia mais

Dinâmica do zinco, cobre e manganês no solo e disponibilidade às culturas

Dinâmica do zinco, cobre e manganês no solo e disponibilidade às culturas A adubação com micronutrientes é uma questão de: Dinâmica do zinco, cobre e manganês no solo e disponibilidade às culturas Valter Casarin Para alimentar nosso povo é preciso, primeiro, alimentar nosso

Leia mais

NITROGÊNIO. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Faculdade de Zootecnia

NITROGÊNIO. Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Faculdade de Zootecnia Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus Experimental de Dracena Faculdade de Zootecnia NITROGÊNIO Curso : Zootecnia Disciplina: Fertilidade do Solo e Fertilizantes Prof. Dr. Reges

Leia mais

MICRONUTRIENTES NOS SOLOS DO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ DO SUL, RS, BRASIL

MICRONUTRIENTES NOS SOLOS DO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ DO SUL, RS, BRASIL MICRONUTRIENTES NOS SOLOS DO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ DO SUL, RS, BRASIL Alcido Kirst 1*, Eduardo A. Lobo 2 1 Departamento de Química e Física Universidade de Santa Cruz do Sul- Av Independência, 2293,

Leia mais

Soluções Nutricionais Integradas via Solo

Soluções Nutricionais Integradas via Solo Soluções Nutricionais Integradas via Solo Pedro Torsone Gerente Técnico Cerrado MT / MS Soluções Nutricionais Integradas Fertilidade do Solo e Nutrição Plantas Etapas da construção da Fertilidade / Produtividade

Leia mais

Feijão. 9.3 Calagem e Adubação

Feijão. 9.3 Calagem e Adubação Feijão 9.3 Calagem e Adubação Fonte: Fageria et al. (1996). 1996 CORREÇÃO DO SOLO -CALAGEM -GESSAGEM -SILICATAGEM CALAGEM -Aumento da eficiência dos adubos -Produtividade -Rentabilidade Agropecuária. Lopes

Leia mais

Manejo de Solos. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros

Manejo de Solos. Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Manejo de Solos Curso de Zootecnia Prof. Etiane Skrebsky Quadros Aula 6: Acidez e calagem Acidez Acidez Acidez Faixa de acidez e alcalinidade encontradas na maioria dos solos agrícolas Acidez Acidez Amplitude

Leia mais

Conceitos Básicos sobre Fertilidade de Solo

Conceitos Básicos sobre Fertilidade de Solo Conceitos Básicos sobre Fertilidade de Solo André Luiz Monteiro Novo Artur Chinelato de Camargo Fernando Campos Mendonça Marco Bergamaschi EMBRAPA Pecuária Sudeste - São Carlos, SP Lei do Mínimo Luz H

Leia mais

MICRONUTRIENTES NA CULTURA DA CANA-DE-AÇÚCAR: ESTUDOS DE CALIBRAÇÃO, DIAGNOSE NUTRICIONAL E FORMAS DE APLICAÇÃO

MICRONUTRIENTES NA CULTURA DA CANA-DE-AÇÚCAR: ESTUDOS DE CALIBRAÇÃO, DIAGNOSE NUTRICIONAL E FORMAS DE APLICAÇÃO UFAL UFAL MICRONUTRIENTES NA CULTURA DA CANA-DE-AÇÚCAR: ESTUDOS DE CALIBRAÇÃO, DIAGNOSE NUTRICIONAL E FORMAS DE APLICAÇÃO Gilson Moura Filho (CECA/UFAL) gmf.ufal@yahoo.com.br Leila Cruz da Silva Adriano

Leia mais

PREPARO DE SOLUÇÕES NUTRITIVAS. Prof. Dr. Osmar Souza dos Santos UFSM

PREPARO DE SOLUÇÕES NUTRITIVAS. Prof. Dr. Osmar Souza dos Santos UFSM PREPARO DE SOLUÇÕES NUTRITIVAS Prof. Dr. Osmar Souza dos Santos UFSM DEFINIÇÃO DA QUANTIDADE Quantidade de litros por planta Método de cultivo NFT: 0,5 a 8,0; DWC: 30 a 50. Espécie vegetal Alface: 0,5

Leia mais

Caracterização de Sintomas de Deficiências de Nutrientes em Paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex. Ducke)

Caracterização de Sintomas de Deficiências de Nutrientes em Paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex. Ducke) ISSN 1517-211X 37 Caracterização de Sintomas de Deficiências de Nutrientes em Paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex. Ducke) Apresentação O paricá (Schizolobium amazonicum Huber ex. Ducke) é uma espécie

Leia mais

17/10/2014 MOLECULAR DOS VEGETAIS. Introdução QUÍMICA DA VIDA. Quais são os elementos químicos encontrados nos Seres Vivos? Elementos Essenciais

17/10/2014 MOLECULAR DOS VEGETAIS. Introdução QUÍMICA DA VIDA. Quais são os elementos químicos encontrados nos Seres Vivos? Elementos Essenciais UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE EDUCAÇÃO E SAÚDE CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA QUÍMICA DA VIDA Introdução COMPOSIÇÃO MOLECULAR DOS VEGETAIS Quais são os elementos químicos encontrados

Leia mais

PRÁTICA Nº. 6.5 NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS

PRÁTICA Nº. 6.5 NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS Universidade Federal de Juiz de Fora Departamento de Botânica - ICB PRÁTICA Nº. 6.5 NUTRIÇÃO MINERAL DE PLANTAS INTRODUÇÃO A maioria dos estudos relacionados à nutrição mineral de plantas é realizada com

Leia mais

Nutrição Mineral de Plantas

Nutrição Mineral de Plantas Nutrição Mineral de Plantas Fisiologia Vegetal Unidade III Prof. José Vieira Silva (UFAL Arapiraca 2012) Nutrição Mineral de Plantas Livro: Fisiologia Vegetal. Lincoln Taiz & Eduardo Zeiger (2004). - Capítulo

Leia mais

1.1 Conceitos em nutrição de plantas. Outros elementos químicos de interesse na nutrição vegetal.

1.1 Conceitos em nutrição de plantas. Outros elementos químicos de interesse na nutrição vegetal. 1. CONCEITOS 1.1 Conceitos em nutrição de plantas. 1.2 Conceito de nutrientes e critérios de essencialidade. 1.3 Composição relativa das plantas. Outros elementos químicos de interesse na nutrição vegetal.

Leia mais

4. Características da CTC do Solo

4. Características da CTC do Solo 4. Características da CTC do Solo Dada a importância da CTC no solo, as características relacionadas com esta propriedade são constantemente determinadas e utilizadas em interpretações e em cálculos de

Leia mais

NUTRIÇÃO MINERAL GÊNESE DO SOLO. Rochas da Litosfera expostas ao calor, água e ar. Alterações físicas e químicas (intemperismo)

NUTRIÇÃO MINERAL GÊNESE DO SOLO. Rochas da Litosfera expostas ao calor, água e ar. Alterações físicas e químicas (intemperismo) NUTRIÇÃO MINERAL GÊNESE DO SOLO Rochas da Litosfera expostas ao calor, água e ar Alterações físicas e químicas (intemperismo) Físico (Altera o tamanho) Químico (Altera a composição) Intemperismo Físico

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA NUCLEO DE GEOLOGIA PROPRIEDADES DO SOLO. Profa. Marciléia Silva do Carmo

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA NUCLEO DE GEOLOGIA PROPRIEDADES DO SOLO. Profa. Marciléia Silva do Carmo UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA NUCLEO DE GEOLOGIA PROPRIEDADES DO SOLO Profa. Marciléia Silva do Carmo Propriedades Físicas e Química Características Físicas Textura

Leia mais

Freqüência Relativa das Deficiências de Boro no Brasil

Freqüência Relativa das Deficiências de Boro no Brasil Boro Freqüência Relativa das Deficiências de Boro no Brasil Roraima Amapá Amazonas Acre Rondônia Ocorre deficiência de B Mato Grosso Pará Tocantins Maranhão Piauí Bahia Ceará Rio Grande do Norte Paraíba

Leia mais

Sintomas de deficiência de alguns nutrientes na cultura do milho

Sintomas de deficiência de alguns nutrientes na cultura do milho Sintomas de deficiência de alguns nutrientes na cultura do milho Prof. Luiz Duarte Silva Júnior Os nutrientes são elementos importantes no desenvolvimento das plantas para que elas possam completar o ciclo

Leia mais

Série tecnológica cafeicultura. Deficiências nutricionais Macronutrientes

Série tecnológica cafeicultura. Deficiências nutricionais Macronutrientes Série tecnológica cafeicultura Deficiências nutricionais Macronutrientes SÉRIE TECNOLÓGICA CAFEICULTURA DEFICIÊNCIAS NUTRICIONAIS MACRONUTRIENTES NITROGÊNIO É um nutriente altamente exigido e o mais acumulado

Leia mais

28/2/2012. Fertirrigação Noções de Química e Física do Solo e Nutrição Mineral de Plantas. Formação do solo. Formação do solo

28/2/2012. Fertirrigação Noções de Química e Física do Solo e Nutrição Mineral de Plantas. Formação do solo. Formação do solo Fertirrigação Noções de Química e Física do Solo e Nutrição Mineral de Plantas Marcos Eric Barbosa Brito Prof. Dr. UAGRA/CCTA/UFCG Formação do solo Solo: Material mineral e/ou orgânico inconsolidado na

Leia mais

HORTICULTURA EM MODO BIOLÓGICO

HORTICULTURA EM MODO BIOLÓGICO HORTICULTURA EM MODO BIOLÓGICO O SOLO 2 SOLO ARGILOSO 3 CARACTERÍSTICAS DE UM SOLO ARGILOSO São solos com teores de argila superiores a 35%. Possuem baixa permeabilidade e alta capacidade de retenção de

Leia mais

5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ANÁLISES DE SOLOS

5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ANÁLISES DE SOLOS 5. INTERPRETAÇÃO DOS RESULTADOS DAS ANÁLISES DE SOLOS Victor Hugo Alvarez V. 1 Roberto Ferreira de Novais 2 Nairam Félix de Barros 3 Reinaldo Bertola Cantarutti 4 Alfredo Scheid Lopes 5 Os critérios a

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO DO SOLO EM PROFUNDIDADE. Eng. Agr. Dr. Nelson Harger Coordenador Estadual/Emater

EQUILÍBRIO QUÍMICO DO SOLO EM PROFUNDIDADE. Eng. Agr. Dr. Nelson Harger Coordenador Estadual/Emater EQUILÍBRIO QUÍMICO DO SOLO EM PROFUNDIDADE Eng. Agr. Dr. Nelson Harger Coordenador Estadual/Emater Abordagem Aspectos qualitativos no SPDP; Perdas no sistema (nutrientes); Variabilidade horizontal e vertical;

Leia mais

Dinâmica de nutrientes no Solo

Dinâmica de nutrientes no Solo 8º Curso de Atualização em Cafeicultura Dinâmica de nutrientes no Solo Alysson Vilela Fagundes Eng. Agr.Fundação Procafé Antônio Wander R. Garcia Eng. Agr.MAPA/Fundação Procafé Introdução: Solo: Fase Gasosa

Leia mais

DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DOS ATRIBUTOS QUÍMICOS DOS SOLOS DA REGIÃO DO MÉDIO ALTO URUGUAI - RS 1

DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DOS ATRIBUTOS QUÍMICOS DOS SOLOS DA REGIÃO DO MÉDIO ALTO URUGUAI - RS 1 DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DA EVOLUÇÃO DOS ATRIBUTOS QUÍMICOS DOS SOLOS DA REGIÃO DO MÉDIO ALTO URUGUAI - RS 1 FABBRIS, Cristiano 2 ; CHERUBIN, Maurício Roberto 2 ; WEIRICH, Sidinei Wolnei 2 ; MORAES, Moacir

Leia mais

ADUBOS FLUIDOS E ADUBAÇÃO FOLIAR

ADUBOS FLUIDOS E ADUBAÇÃO FOLIAR UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DO SOLO LSO 526 Adubos e Adubação ADUBOS FLUIDOS E ADUBAÇÃO FOLIAR Prof. Dr. Rafael Otto Eng. Agr. Marcos

Leia mais

AVANÇOS EM MICRONUTRIENTES NA NUTRIÇÃO DE PLANTAS

AVANÇOS EM MICRONUTRIENTES NA NUTRIÇÃO DE PLANTAS Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Programa de Pós-Graduação em Agricultura Tropical UFMT - Cuiabá Programa de Pós-Graduação em Ciência do Solo UFPR - Curitiba AVANÇOS EM MICRONUTRIENTES NA NUTRIÇÃO

Leia mais

Caracterização. Tratos culturais, Manejo e condução. 28/05/2017

Caracterização. Tratos culturais, Manejo e condução. 28/05/2017 Hidroponia Caracterização, Tratos culturais, Manejo e condução. Profº Harumi Hamamura Engenharia Agronômica Hidroponia Caracterização Introdução Histórico Escolha e preparo do local para implantação de

Leia mais

Comunicado Técnico 90

Comunicado Técnico 90 Comunicado Técnico 90 ISSN 1679-0162 Novembro, 2003 Sete Lagoas, MG Diagnose Foliar 1 Vera M. C. Alves 1 Gilson V. E. Pitta 2 Antônio Marcos Coelho 3 Gonçalo E. de França 4 Christiane Abreu de Oliveira

Leia mais

AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia

AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia AS RELAÇÕES ENTRE MACRONUTRIENTES E MICRONUTRIENTES E A FERTILIDADE DO SOLO Pedro Lopes Ferlini Salles Orientadora: Marisa Falco Fonseca Garcia Coorientador: Flávio Ferlini Salles RELEVÂNCIA O solo é importante

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE MICRONUTRIENTES

UTILIZAÇÃO DE MICRONUTRIENTES VI CURSO DE FERTILIDADE DO SOLO E PLANTIO DIRETO UTILIZAÇÃO DE ICRONUTRIENTES Carlos Alberto Bissani Clesio Gianello UFRGS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Departamento de Solos Faculdade de Agronomia

Leia mais

FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS. Prof. Iane Barroncas Gomes Engenheira Florestal

FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS. Prof. Iane Barroncas Gomes Engenheira Florestal FERTILIDADE E MANEJO DE SOLOS Prof. Iane Barroncas Gomes Engenheira Florestal HORÁRIO: SEGUNDAS 08:00 ÀS 10:20 TERÇAS 08:00 ÀS 10:20 METODOLOGIA: Aulas expositivas Indicação de bibliografia relativa ao

Leia mais

Recomendação de correção e adubação para tomate de mesa. Giulia Simioni Lívia Akasaka Patrick Oliveira Samara Barbosa

Recomendação de correção e adubação para tomate de mesa. Giulia Simioni Lívia Akasaka Patrick Oliveira Samara Barbosa Recomendação de correção e adubação para tomate de mesa Giulia Simioni Lívia Akasaka Patrick Oliveira Samara Barbosa 1 Sumário Introdução Produção no Brasil Tipos e grupos Fenologia Distúrbios fisiológicos

Leia mais

ACIDEZ, CALAGEM E GESSAGEM

ACIDEZ, CALAGEM E GESSAGEM Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus de Dracena Curso de Zootecnia ACIDEZ, CALAGEM E GESSAGEM Disciplina: Fertilidade do solo e fertilizantes Prof. Dr. Reges Heinrichs Dracena

Leia mais

ACÇÃO de FORMAÇÃO em FERTILIDADE e SANIDADE do CASTANHEIRO. António Pedro Tavares Guerra ARBOREA, 13 de Fevereiro 2013

ACÇÃO de FORMAÇÃO em FERTILIDADE e SANIDADE do CASTANHEIRO. António Pedro Tavares Guerra ARBOREA, 13 de Fevereiro 2013 ACÇÃO de FORMAÇÃO em FERTILIDADE e SANIDADE do CASTANHEIRO António Pedro Tavares Guerra ARBOREA, 13 de Fevereiro 2013 SUMÁRIO SOLO NUTRIENTES PLANTA SOLO SOLO MATÉRIA ORGÂNICA ph do SOLO MATÉRIA ORGÂNICA

Leia mais

MICRONUTRIENTES CATIÔNICOS

MICRONUTRIENTES CATIÔNICOS MICRONUTRIENTES CATIÔNICOS Prof. Volnei Pauletti Departamento de Solos e Engenharia Agrícola vpauletti@ufpr.br 1. Introdução O que é Micronutriente Quantidades médias de nutrientes necessárias para a produção

Leia mais

MICRONUTRIENTES CATIÔNICOS

MICRONUTRIENTES CATIÔNICOS MICRONUTRIENTES CATIÔNICOS Prof. Volnei Pauletti Departamento de Solos e Engenharia Agrícola vpauletti@ufpr.br 1. Introdução O que é Micronutriente Quantidades médias de nutrientes necessárias para a produção

Leia mais

DIAGNOSE FOLIAR EM MILHO E SORGO

DIAGNOSE FOLIAR EM MILHO E SORGO I Simpósio Paulista Sobre Nutrição de Plantas Jaboticabal - SP, 15 a 17 de Abril de 2008 DIAGNOSE FOLIAR EM MILHO E SORGO ANTÔNIO MARCOS COELHO ESTRATÉGIAS DE MANEJO PARA ALTA PRODUTIVIDADE João Lorenti

Leia mais

DIAGNOSE FOLIAR NA CULTURA DO ABACATEIRO

DIAGNOSE FOLIAR NA CULTURA DO ABACATEIRO DIAGNOSE FOLIAR NA CULTURA DO ABACATEIRO Simone Rodrigues da Silva, Tatiana Cantuarias-Avilés Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), Piracicaba, Brazil PRODUTORES

Leia mais

Continente asiático maior produtor (80%) Arroz sequeiro perdendo área para milho e soja

Continente asiático maior produtor (80%) Arroz sequeiro perdendo área para milho e soja Alimento de importância mundial Continente asiático maior produtor (80%) Brasil 9º país produtor RS - 70% da produção nacional Arroz sequeiro perdendo área para milho e soja CONAB Nitrogênio é bastante

Leia mais

A SAÚDE DAS PLANTAS. José Angelo Rebelo, Eng.-Agr., Dr.

A SAÚDE DAS PLANTAS. José Angelo Rebelo, Eng.-Agr., Dr. A SAÚDE DAS PLANTAS José Angelo Rebelo, Eng.-Agr., Dr. se A SAÚDE DAS PLANTAS É obrigatório... Na extensão rural: A propriedade deve ser olhada como um todo Na assistência técnica: O cultivo deve ser olhado

Leia mais

Toxicidade de Micronutrientes em Sorgo- Sacarino: Diagnose Visual

Toxicidade de Micronutrientes em Sorgo- Sacarino: Diagnose Visual ISSN 1679-0464 Toxicidade de Micronutrientes em Sorgo- Sacarino: Diagnose Visual 38 Introdução Nutrientes são elementos essenciais ao crescimento e reprodução das plantas. De acordo com as quantidades

Leia mais

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari

Adubação de Plantas Ornamentais. Professora Juliana Ferrari Adubação de Plantas Ornamentais Professora Juliana Ferrari Indícios que a planta pode precisar de nutrientes O crescimento se torna lento; Adubação É o método de corrigir as deficiências de nutrientes

Leia mais

Requisitos de Clima e Solo da espécie

Requisitos de Clima e Solo da espécie Requisitos de Clima e Solo da espécie Clima O amendoim forrageiro apresenta ampla faixa de adaptação, desenvolvendo-se bem desde o nível do mar até aproximadamente 1.800 m de altitude, em áreas com precipitação

Leia mais

FONTES DE MICRONUTRIENTES

FONTES DE MICRONUTRIENTES FONTES DE MICRONUTRIENTES Inorgânicas (Minerais) Orgânicas - Ácidos - Sais - Óxidos - Oxi-Sulfatos - Silicatos (F.T.E.) - Cloretos - Quelatos - Esteres B PRINCIPAIS FONTES DE MICRONUTRIENTES UTILIZADAS

Leia mais

DIAGNOSE FOLIAR EM ARROZ. N. K. Fageria EMBRAPA Arroz e Feijão, Caixa Postal 179, Santo Antônio de Goiás

DIAGNOSE FOLIAR EM ARROZ. N. K. Fageria EMBRAPA Arroz e Feijão, Caixa Postal 179, Santo Antônio de Goiás DIAGNOSE FOLIAR EM ARROZ N. K. Fageria EMBRAPA Arroz e Feijão, Caixa Postal 179, Santo Antônio de Goiás Tabela 1. Área, produção e produtividade do arroz no Brasil. Safra 2006/2007. Região Área (10 6

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DO SOLO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DO SOLO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DO SOLO Nutrição Mineral de Plantas Cálcio Ca 2+ Aluno : Michael Jonathan Prof. Dr. Volnei Pauletti Curitiba-Pr 2010 Cálcio Material

Leia mais

Cálcio Nutrição Mineral de Plantas CÁLCIO. Prof. Volnei Pauletti. Departamento de Solos e Engenharia Agrícola

Cálcio Nutrição Mineral de Plantas CÁLCIO. Prof. Volnei Pauletti. Departamento de Solos e Engenharia Agrícola CÁLCIO Prof. Volnei Pauletti Departamento de Solos e Engenharia Agrícola vpauletti@ufpr.br COMPOSIÇÃO QUÍMICA MÉDIA DA CROSTA TERRESTRE NA PROFUNDIDADE DE 0 16 KM (MENGEL & KIRKBY, 1987) Ciclo do Cálcio

Leia mais

Aula 02 Agricultura Geral

Aula 02 Agricultura Geral Aula 02 Agricultura Geral NOÇÕES DE FERTILIDADE DO SOLO a. Conhecendo os elementos essências para as plantas b. Adubação: métodos e princípios c. Necessidade de correção do solo Prof. Ednei Pires Eng.

Leia mais

MAGNÉSIO E AS ALTAS PRODUTIVIDADES DO CAFEEIRO

MAGNÉSIO E AS ALTAS PRODUTIVIDADES DO CAFEEIRO MAGNÉSIO E AS ALTAS PRODUTIVIDADES DO CAFEEIRO André Guarçoni M. D.Sc. em Solos e Nutrição de Plantas Pesquisador do Incaper 1) Magnésio no Solo Em geral, o magnésio (Mg) é o 8º mineral em abundância na

Leia mais

NUTRIÇÃO DE PLANTAS. Engª Agrª Clélia Maria Mardegan.... O homem vale o quanto sabe

NUTRIÇÃO DE PLANTAS. Engª Agrª Clélia Maria Mardegan.... O homem vale o quanto sabe NUTRIÇÃO DE PLANTAS Engª Agrª Clélia Maria Mardegan... O homem vale o quanto sabe 1 Bimestre: AVALIAÇÃO 1ª Prova escrita individual (0 10) Elaboração e entrega de trabalho escrito em grupo (0-10) texto

Leia mais

PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I

PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I PROCESSOS QUÍMICOS INDUSTRIAIS I Fertilizantes ou adubos são compostos químicos que visam suprir as deficiências em substâncias vitais à sobrevivência dos vegetais. São aplicados na agricultura com o intuito

Leia mais

Adubação Foliar da Cultura do Milho Utilizando Produtos Multinutrientes. Antônio M. Coelho 1/ e Amélio C. Filho 2/

Adubação Foliar da Cultura do Milho Utilizando Produtos Multinutrientes. Antônio M. Coelho 1/ e Amélio C. Filho 2/ Adubação Foliar da Cultura do Milho Utilizando Produtos Multinutrientes Antônio M. Coelho 1/ e Amélio C. Filho 2/ 1/ Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas, MG; CP 151, Email: amcoelho@cnpms.embrapa.br

Leia mais

Diagnose Foliar na Cultura do Cacau

Diagnose Foliar na Cultura do Cacau Universidade Estadual de Santa Cruz Departamento de Ciências Agrárias e Ambientais III Simpósio Brasileiro sobre Nutrição de Plantas Aplicada em Sistemas de Alta Produtividade Diagnose Foliar na Cultura

Leia mais

Recomendação de Correção de Solo e Adubação de Feijão Ac. Felipe Augusto Stella Ac. João Vicente Bragança Boschiglia Ac. Luana Machado Simão

Recomendação de Correção de Solo e Adubação de Feijão Ac. Felipe Augusto Stella Ac. João Vicente Bragança Boschiglia Ac. Luana Machado Simão UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DO SOLO LSO526 Adubos e Adubações Recomendação de Correção de Solo e Adubação de Feijão Ac. Felipe Augusto

Leia mais

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes e Nutrição Mineral de Plantas Forrageiras. IPNI & Unesp/Dracena

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes e Nutrição Mineral de Plantas Forrageiras. IPNI & Unesp/Dracena Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes e Nutrição Mineral de Plantas Forrageiras Eros Francisco & Valter Casarin IPNI Eros Francisco & Gelci Lupatini IPNI & Unesp/Dracena Encontro Adubação de

Leia mais

Absorção e adubação foliar

Absorção e adubação foliar Universidade Federal do Paraná Departamento de Solos e Engenharia Agrícola Absorção e adubação foliar Volnei Pauletti VIDA VEGETAL - começou no mar, durante o processo evolutivo as folhas não perderam

Leia mais

ADUBOS FLUÍDOS (líquidos)

ADUBOS FLUÍDOS (líquidos) Universidade Federal do Paraná Departamento de Solos e Engenharia Agrícola Volnei Pauletti ADUBOS FLUÍDOS (líquidos) Conceitos Uso Vantagens Matérias primas Fabricação 1 Adubos líquidos ou fluídos: CONCEITOS

Leia mais

MATERIAL de TREINAMENTO

MATERIAL de TREINAMENTO 2016 MATERIAL de TREINAMENTO Departamento Técnico ADUBOS BRASIL CENTRAL Adubos Brasil Central Confidencial 1 Material de Treinamento ADUBOS BRASIL CENTRAL Localizada na região do Triângulo Mineiro a Adubos

Leia mais