Palavras-chave: Controles gerenciais, Informações, Informatização.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Palavras-chave: Controles gerenciais, Informações, Informatização."

Transcrição

1 DESENVOLVIMENTO DE CONTROLES GERENCIAIS EM LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO DELPHI UM ESTUDO DE CASO Jazmín Figari de la Cueva (G-UEM) Vitor Nogame (G-UEM) José Braz Hercos Junior (UEM) Resumo A Adecon-Empresa Júnior de Consultoria foi procurada por um empresário do ramo de artes visuais que faz produtos sob encomenda, produtos personalizados como banners, troféus, placas entre outros. O empresário demonstrou preocupação com a carência de controles gerenciais em seu empreendimento, especialmente em relação a orçamentos realizados aos clientes, compras de matéria-prima, vendas de produtos, contas a pagar e a receber. De acordo com o empresário, esses controles eram realizados manualmente, o que dificultava a visualização da situação da empresa. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi implementar na empresa controles gerenciais informatizados, que propiciem ao empresário informações oportunas, facilitando assim suas decisões. Com base em seus objetivos, o estudo caracterizou-se como sendo descritivo., sendo uma de suas características, mas significativas à utilização de técnicas padronizadas de coleta de dados. Será Foram realizadas pesquisas bibliográficas. O trabalho enquadrou-se como Estudo de caso. Para o desenvolvimento desta ferramenta gerencial, as premissas básicas foram a facilidade de manuseio aliada a riqueza de informações geradas. Porém, houve a necessidade de desenvolver junto ao empresário trabalho de conscientização sobre a importância de se alimentar o sistema diariamente, de forma confiável e com a todas as operações ocorridas no período. Nas visitas realizadas à empresa, após desenvolvimento da consultoria, observou-se efetividade na utilização do software implementado. Palavras-chave: Controles gerenciais, Informações, Informatização. Introdução Atualmente, presencia-se cenário de globalização, com desenvolvimento acelerado nos meios de informação e comunicação. As inovações são constantes e a concorrência é acirrada; isto implica no surgimento contínuo de oportunidades às empresas, porém, representa também ameaça permanente a sobrevivência das mesmas. Há consenso na sociedade sobre a importância das empresas no tocante a geração de empregos, renda, recolhimento de tributos, dentre outros. E, o enfraquecimento das mesmas, implica, naturalmente, no empobrecimento das regiões em que estão inseridas. Esta importância acentua-se para o caso das micro e pequenas empresas, que são a maioria no cenário brasileiro (IBGE, 2001) 1, contribuem significativamente para o desenvolvimento econômico de regiões 2 e propiciam uma melhor distribuição dos benefícios gerados (renda, emprego, ). 1 Segundo o IBGE, no Brasil existem 4,6 milhões de empresas. Desse total, 99% são micro e pequenas empresas-mpes (SEBRAE-NA 2001). 2 56% dos empregados com carteira (RAIS/TEM-2002); 28% do faturamento do setor privado (SEBRAE-NA- 2000); 20% do PIB (SEBRAE-NA-1991); 2% no valor das exportações (SEBRAE-SP/FUNCEX-1998).

2 2 Porém, observa-se nos últimos anos um alto índice de mortalidade 3 para este tipo de empresa, explicado por vários motivos, dentre eles, a falta de preparo gerencial dos empreendedores e, consequentemente, a ausência de controles gerenciais adequados para estes empreendimentos. A Adecon-Empresa Júnior de Consultoria foi procurada por um empresário do ramo de artes visuais que faz produtos sob encomenda, produtos personalizados como banners, troféus, placas entre outros. O empresário demonstrou preocupação com a carência de controles gerenciais em seu empreendimento, especialmente em relação a orçamentos realizados aos clientes, compras de matéria-prima, vendas de produtos, contas a pagar e a receber. De acordo com o empresário, esses controles eram realizados manualmente, o que dificultava a visualização da situação da empresa. Portanto, neste primeiro contato, foi identificada a necessidade de implementação de controles gerenciais informatizados dentro da empresa. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi implementar na empresa controles gerenciais informatizados, que propiciem ao empresário informações oportunas, facilitando assim suas decisões. Este trabalho foi organizado em mais quatro seções além desta de caráter introdutório a saber: (2) São apresentados aspectos conceituais; (3) Contemplam os procedimentos metodológicos adotados ; (4) Contempla o Estudo de Caso: onde é apresentada a empresa, bem como analisados os dados; (5) São apresentadas as conclusões e recomendações, seguidas das referências pesquisadas. Metodologia Com base em seus objetivos, o estudo caracterizou-se como sendo descritivo, por haver a descrição das características de determinada população ou fenômeno ou, então, o estabelecimento de relações entre variáveis (GIL, apud Morais 2002, p , p. 42).., Com base nos procedimentos técnicos utilizados, sendo uma de suas características, mas significativas à utilização de técnicas padronizadas de coleta de dados. Será foram realizadas simultaneamente: Pesquisa bibliográfica em livros, e artigos científicos e internet; 3 Das empresas paulistas, 29% fecham em seu primeiro ano de atividade e 56% não completam o quinto ano de vida. (SEBRAE )

3 3 Estudo de caso, por estar circunscrito a uma empresa e ter caráter de profundidade e detalhamento. Para dar suporte ao desenvolvimento dos controles gerenciais, a Adecon contou com o apoio de um professor-orientador do quadro da Universidade Estadual de Maringá, além de realizar um curso sobre programação na linguagem Delphi para melhor atender as necessidades do cliente. Assim, após várias visitas a empresa, desenvolveu-se um aplicativo gerencial por meio da linguagem de programação Delphi. Desenvolvimento do estudo de caso Caracterização da empresa A empresa analisada atua no setor de artes visuais, trabalhando com produtos personalizados feitos sob encomenda, como troféus, banners, placas, entre outros. É uma empresa de pequeno porte que está dividida basicamente em dois setores, o setor administrativo que possui três funcionários e o setor de produção que possui três funcionários. O setor administrativo é o responsável pela realização de orçamentos e encaminha os pedidos para o setor de produção que processa os produtos. A empresa está localizada na cidade de Maringá e atende a toda a região, assim como algumas cidades próximas. Desenvolvimento do aplicativo Ao identificar que o desenvolvimento de controles gerenciais, mediante criação de software em linguagem de programação Delphi, proporcionaria melhores resultados, os membros da equipe participaram de um curso com especialista na linguagem. Antes de começar a desenvolver o software, foi necessário realizar a modelagem de negócio, que é uma abstração da organização e ajuda a entender os processos de negócios da empresa. Nesta fase, foi descrito o fluxo de trabalho dentro da empresa, que tem o seu ponto de partida quando o cliente chega e solicita um orçamento do produto que deseja; se o orçamento atende suas expectativas, o mesmo faz o pedido, que é encaminhado para a confecção. O cliente pode realizar o pagamento no ato do pedido ou a prazo. Após a modelagem de negócios, foi necessário realizar a Gerência de Requisitos, onde foram especificadas as ações que o sistema deveria executar. Os requisitos do software são: Cadastro de Cidades Cadastro de Clientes/Fornecedores

4 4 Cadastro de tipo de pagamento Cadastro de Produtos Realizar Orçamento Realizar Pedidos Controle de contas a Pagar e Contas a Receber Controle do Fluxo de Caixa Emitir relatórios de cidades, clientes e produtos. O fluxo de eventos também foi especificado, ou seja, a seqüência que o usuário deve seguir na utilização do software; este fluxo é definido tendo como base a modelagem de negócios. Nesta fase foi definido o layout do sistema. Esta interfase gráfica foi desenvolvida com a participação do empresário, a fim de que o manuseio fosse o mais familiar possível. A próxima fase do projeto é o planejamento do banco de dados, onde foram gravados todos os dados do sistema e realizados os cruzamentos de dados, sendo a base da programação do software; devido a isto, foi dada grande ênfase a esta etapa. O Banco de dados foi desenvolvido utilizando-se a linguagem SQL* e o software IBCONSOLE. Com o Banco de Dados estruturado, a programação do sistema na linguagem Delphi é iniciada. O sistema passou por vários testes, a fim de garantir a integridade dos dados. Apresentação do software Ao executar o aplicativo, perceba que a tela inicial se compõe da barra de títulos, onde é especificado o nome da empresa e a barra de menus, que permite acesso aos módulos do software. Observe que o aplicativo divide-se basicamente em 3 módulos: Cadastro, Financeiro e Relatórios. Figura 1 Tela inicial contendo barras de título e de menus. Cadastros A disposição dos menus está de acordo com a seqüência de utilização do usuário. Inicialmente, ele efetua todos os cadastros necessários (cidades e estados, clientes/fornecedores, produtos, formas de pagamento, orçamentos e pedidos), de acordo com a figura.

5 5 Figura 2 Representação gráfica do menu Cadastro. Cidades e estados cidades. O cadastro de cidades possibilita filtrar os clientes/fornecedores pelas suas respectivas Clientes/Fornecedores Este cadastro possui um sistema de busca, que permite localizar rapidamente clientes/fornecedores que estejam cadastrados, bastando apenas digitar alguma informação que se tenha sobre os mesmos, como cidade, telefone, CPF, entre outros dados cadastrados. O cadastro permite ter um controle das informações de todos os cliente/fornecedores de forma rápida. Figura 3 Representação gráfica do Cadastro de clientes e fornecedores.

6 6 Produtos Como a empresa trabalha com produtos personalizados, são cadastrados somente os tipos de produtos, e as especificações do tipo de produto são detalhadas no momento da realização do orçamento. Este cadastro permite que se tenha um controle de todos os tipos de produtos que são elaborados na empresa. Figura 4 Representação gráfica do Cadastro de produto Formas de pagamento

7 7 A forma de pagamento permite que o empresário possa ter um maior controle sobre o tipo de pagamento efetuado, alguns deles são: boleto bancário, cartão de crédito, cheque, entre outros. Figura 5 Representação gráfica do Cadastro de formas de pagamento. Orçamentos O sistema permite realizar o orçamento para o cliente ou fornecedor cadastrado com os produtos, já definindo o preço que deve ser pago. Isto permite que o empresário tenha um controle de todos os orçamentos realizados. Figura 6 Representação gráfica do Cadastro de formas de pagamento.

8 8 Pedidos Após a realização do orçamento, caso aprovado, faz-se necessário o encaminhamento para confecção e concretização do pedido. Figura 7 Representação gráfico da Ordem de confecção.

9 9 Financeiro Figura 8 Representação gráfica do menu Financeiro. Neste módulo, realiza-se: Controle do fluxo de caixa É feito a partir da alimentação de informações diárias que o usuário realiza no cadastro de despesas ou receitas, destacando a diferença entre elas. Este controle possui um filtro onde

10 10 o cliente pode verificar as receitas e despesas para períodos de tempo desejados. Figura 9 Representação gráfica do Cadastro de despesas e receitas. Figura 10 Representação gráfica do Fluxo de caixa. Controle de Contas a Pagar/Receber

11 11 O sistema permite controlar contas a pagar e contas a receber através. Elas podem ser parceladas e as datas de vencimento definidas facilmente. As contas podem ser filtradas por períodos ou por tipos de parcelas, o que permite visualizar melhor as pendências da empresa. A baixa das contas permite que seja calculado se teve juros, multa, desconto, o que permite saber o que realmente foi pago/recebido. Figura 11 Representação gráfica de Contas a pagar. Figura 12 Representação gráfica de Pagamento de contas, com opção de filtros

12 12 ativada. Figura 13 - Representação gráfica de Pagamento de contas, com opção parcelas a pagar ativada.

13 13 Relatórios Figura 14 Representação gráfica do menu Relatórios. No módulo Relatórios, o empresário é capaz de gerar relatórios sobre orçamento, clientes, cidades e produtos, tendo a listagem de todos eles, permitindo que o mesmo tenha maior domínio sobre a empresa. Alguns usuários foram treinados para adequada utilização do sistema. Após treinamento, ainda houve acompanhamento por um período de tempo, objetivando identificar e solucionar possíveis dificuldades. Resultados alcançados Para o desenvolvimento desta ferramenta gerencial, teve-se como premissas básicas a facilidade de manuseio aliada a riqueza de informações geradas. Porém, houve a necessidade de desenvolver-se junto ao empresário trabalho de conscientização sobre a importância de se alimentar o sistema diariamente, de forma confiável e com a todas as operações ocorridas no período. Além disso, cabe ao empresário, à medida que se utiliza do aplicativo gerencial, municiar os consultores juniores sobre dificuldades advindas e/ou sugestões para o aprimoramento do software. Nas visitas realizadas à empresa, após desenvolvimento da consultoria, observou-se efetividade na utilização do software implementado. Referências GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, BEDÊ, Marcos Aurélio (Coord.). Sobrevivência e mortalidade das empresas paulistas 1 a 5 anos. Sebrae, São Paulo, outubro de Disponível em

APLICATIVO EXCEL UMA FERRAMENTA ADEQUADA PARA AUXILIAR O GERENCIAMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO DE CASO

APLICATIVO EXCEL UMA FERRAMENTA ADEQUADA PARA AUXILIAR O GERENCIAMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO DE CASO APLICATIVO EXCEL UMA FERRAMENTA ADEQUADA PARA AUXILIAR O GERENCIAMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UM ESTUDO DE CASO Fabiane Biava Sales (G-UEM) Rafael Pansanato (G-UEM) José Braz Hercos Junior (UEM)

Leia mais

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico Apresentação Um projeto de informatização tem como principal função analisar as características da empresa e apontar os pontos onde são necessários controles informatizados, fazendo uma análise junto à

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua

PATRONAGE - ADMINISTRAÇÃO DE BOLSAS E AUXÍLIOS FAPEMA FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DO MARANHÃO Rua 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 1 COMO ACESSAR O PATRONAGE... 4 2 INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO... 5 3 PRESTAÇÃO DE CONTAS... 8 3.1 Execução do projeto... 8 3.2 Autorização de recursos (remanejamento de recurso,

Leia mais

MANUAL DO CARBON AUTO (Sistema administrativo para oficinas mecânicas)

MANUAL DO CARBON AUTO (Sistema administrativo para oficinas mecânicas) MANUAL DO CARBON AUTO (Sistema administrativo para oficinas mecânicas) www.carbonsystem.com.br Índice: Pág Conteúdo 2 Conhecendo o Sistema 3 Cadastro de Clientes Menu Cadastros >> Clientes 4 Menu de Cadastros

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema Financeiro Opções Disponíveis a partir da versão 8.0.40 do Sistema Micropost

Manual de Utilização do Sistema Financeiro Opções Disponíveis a partir da versão 8.0.40 do Sistema Micropost O Novo Gerenciador Financeiro Micropost é acessado através do botão "Gerenciador Financeiro" na tela principal do sistema (como mostra a figura 1). Caso o botão esteja desabilitado deve-se entrar nas configurações

Leia mais

Conteudo. Conteúdo. Part I Novidades Versão 2.7 2. 3 Novidades Versão... 2.7 (Contas) 2006... Editorial Brazil

Conteudo. Conteúdo. Part I Novidades Versão 2.7 2. 3 Novidades Versão... 2.7 (Contas) 2006... Editorial Brazil Conteudo I Conteúdo Part I Novidades Versão 2.7 2 1 Suporte... 3 2 Novidades Versão... 2.7 (Vendas) 3 3 Novidades Versão... 2.7 (Contas) 12 2 Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro

Leia mais

Sistema ERP. Planejamento de Recursos Empresariais

Sistema ERP. Planejamento de Recursos Empresariais Sistema ERP Planejamento de Recursos Empresariais Acesso controlado por usuário e senha: O acesso às informações é controlado de forma que o usuário pode acessar apenas os módulos e telas que tem autorização.

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 Conteúdo 1. O Sistema SEBRAE; 2. Brasil Caracterização da MPE; 3. MPE

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo

Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo Sistema MSYS - Sistema Financeiro para Produtoras de Cinema e Vídeo Resumo O desenvolvimento de um sistema específico para Produtoras de Cinema foi iniciado em 1984, quando fui convidado pela Companhia

Leia mais

BENEFÍCIOS PROPORCIONADOS POR EMPRESAS JUNIORES DE CONSULTORIA UM ESTUDO DE CASO

BENEFÍCIOS PROPORCIONADOS POR EMPRESAS JUNIORES DE CONSULTORIA UM ESTUDO DE CASO BENEFÍCIOS PROPORCIONADOS POR EMPRESAS JUNIORES DE CONSULTORIA UM ESTUDO DE CASO Valter da Silva Faia (G-UEM) Pedro Luiz Nitoli (G-UEM) José Braz Hercos Junior (UEM) Paulo Moreira da Rosa (UEM) Resumo

Leia mais

Diagnóstico das Áreas de Gestão, Qualidade e Ergonomia: Estudo de Caso em MPEs do Arranjo Produtivo Local de Confecção de Maringá

Diagnóstico das Áreas de Gestão, Qualidade e Ergonomia: Estudo de Caso em MPEs do Arranjo Produtivo Local de Confecção de Maringá Diagnóstico das Áreas de Gestão, Qualidade e Ergonomia: Estudo de Caso em MPEs do Arranjo Produtivo Local de Confecção de Maringá Ariana Martins Vieira (UEM) - arianamvi@yahoo.com.br Henrique Mello (UEM)

Leia mais

1.Introdução. 2. Posicionamento

1.Introdução. 2. Posicionamento 1.Introdução 1.1 Finalidade Este documento tem o objetivo de demonstrar as necessidades e problemas que a rede de clínicas de vacinação IMUNIZA encontra em seu dia a dia, propondo após um levantamento

Leia mais

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E-

COMERCIAL) 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. E- 2014 ÍNDICE 1. Cadastros básicos 2. Módulos básicos (Incluso em todas as versões) CMC BASE 3. Agenda 4. Arquivos 5. Empresas ou Cadastros de empresas 6. Pessoas ou cadastro de pessoas 7. Módulos que compõem

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Recursos Humanos Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos 1.

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

PLANOS PERGUNTAS E RESPOSTAS DE PRODUTOS WWW.SPCBRASIL.ORG.BR

PLANOS PERGUNTAS E RESPOSTAS DE PRODUTOS WWW.SPCBRASIL.ORG.BR PLANOS DE PRODUTOS PERGUNTAS E RESPOSTAS WWW.SPCBRASIL.ORG.BR 1 O QUE SÃO PLANOS? Planos são mensalidades bonificadas que têm por objetivo simplificar, padronizar e aumentar a competitividade das CDLs

Leia mais

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 2013 Relatório Gerencial Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 Sumário 1. Objetivo... 4 2. Seleção dos registros... 4 2.1 Seleção dos executores... 4 2.2 Parâmetros...

Leia mais

A GESTÃO DA QUALIDADE COMO DIFERENCIAL NO DESENVOLVIMENTO DAS EMPRESAS

A GESTÃO DA QUALIDADE COMO DIFERENCIAL NO DESENVOLVIMENTO DAS EMPRESAS A GESTÃO DA QUALIDADE COMO DIFERENCIAL NO DESENVOLVIMENTO DAS EMPRESAS Laís da Silva Oliveira (G-UEM) Jéssica Moraes Andreossi (G-UEM) José Braz Hercos Junior Resumo O estudo de caso mostra a implantação

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber Page 1 of 18 151441 Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber PDA 151441: Relatórios do Caixa com a Visão de Multi Empresa. SOLICITAÇÃO DO CLIENTE Realizar alterações em dois Relatórios do caixa

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

Processos Gerenciais

Processos Gerenciais UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Processos Gerenciais Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. 1.

Leia mais

A A EMPRESA. Sem mais a R4 Sistemas agradece aguardando o retorno.

A A EMPRESA. Sem mais a R4 Sistemas agradece aguardando o retorno. A A EMPRESA A R4 Sistemas é uma empresa de informática, voltada para o desenvolvimento de sistemas de gestão corporativa ERP e CRM, para diversas áreas de atuação. Utilizando tecnologia de ponta, seus

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Comercial. Vendas e Faturamento

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Comercial. Vendas e Faturamento Módulo Comercial Vendas e Faturamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Comercial Vendas e Faturamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no todo

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02 Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5

Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 Atualização do Sistema T-Car-Win Versão 1.15.5 O sistema T-Car-Win está sendo atualizado para a versão 1.15.5. Esta versão tem o objetivo de agregar as seguintes funcionalidades ao sistema: Possibilidade

Leia mais

A IFOUR ÁREAS DE ATUAÇÃO

A IFOUR ÁREAS DE ATUAÇÃO A IFOUR Fundada em 2000, a ifour Sistemas conta com sedes em Viçosa e Muriaé. Atua no desenvolvimento de soluções completas para gestão empresarial (automação), envolvendo software e equipamentos para

Leia mais

Conta Fácil. Manual do usuário - 8 a. edição. Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros. fiscais.

Conta Fácil. Manual do usuário - 8 a. edição. Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros. fiscais. Conta Fácil Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros fiscais. Manual do usuário - 8 a. edição Tecnologia que simplifica Allsoft 1 Informática Ltda. Tecnologia que

Leia mais

Manual CORP Microlins Dinâmica

Manual CORP Microlins Dinâmica Manual CORP Microlins Dinâmica Índice 1. Acesso ao CORP 2. Cadastro de Colaborador 1. Dados 2. Endereço 3. Telefone 4. E-mail 5. Franquias vinculadas 6. Cursos 7. Permissões 3. Cadastro de Recesso 4. Cadastro

Leia mais

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER... 1 2 INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO......6 3. CONTAS A RECEBER......6 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...6 3.2. LANÇAMENTO MANUAL DE CONTAS A RECEBER...7 3.3. GERAÇÃO

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML.

Palavras-Chaves: Arquitetura, Modelagem Orientada a Objetos, UML. MODELAGEM ORIENTADA A OBJETOS APLICADA À ANÁLISE E AO PROJETO DE SISTEMA DE VENDAS ALTEMIR FERNANDES DE ARAÚJO Discente da AEMS Faculdades Integradas de Três Lagoas ANDRE LUIZ DA CUNHA DIAS Discente da

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MASTER VENDAS

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MASTER VENDAS MANUAL DE UTILIZAÇÃO MASTER VENDAS 1. CONCEITO Master Vendas não é somente um sistema, e sim, um novo conceito de gestão para sua empresa. Foi desenvolvido por profissionais de informática juntamente com

Leia mais

2. Noções Gerais para o Uso do Sistema

2. Noções Gerais para o Uso do Sistema Índice 1. Introdução... 2. Noções Gerais para o Uso do Sistema... 2.1. Para Acessar o Sistema... 2.2. Menu Suspenso... 2.2.1. Vendas... 2.2.2. Consulta/Cadastros... 2.2.3. Menu Fiscal... 2.2.4. Caixa...

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Tipos de Sistemas de Informação Sistemas sob a Perspectiva de Grupos Usuários Sistemas de apoio ao executivo (SAE); Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Segundo semestre de 2012

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Lista de exercícios 01

Lista de exercícios 01 PARTE I Lista de exercícios 01 1. Defina os seguintes termos: entidade, atributo, valor do atributo, atributo composto, atributo multivalorado, atributo derivado, atributo-chave, domínio. 2. Explique as

Leia mais

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL

FINANCEIRO Manual OPERACIONAL SISTEMA DE GESTÃO HDIAS HAMILTON DIAS (31) 8829.9195 8540.8872 www.hdias.com.br hamilton-dias@ig.com.br FINANCEIRO Manual OPERACIONAL Pagina 2 de 14 ÍNDICE Receitas e Despesas... 3 Como Acessar... 3 Como

Leia mais

Sistema de Automação Comercial Características

Sistema de Automação Comercial Características Sistema de Automação Comercial Características» Cadastro de clientes com foto» Abertura de comanda eletrônica» Agendamento rápido» Trabalha em rede com acesso remoto» Definição e visualização das telas

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution - Cobrança, Contas a Pagar e Fluxo de Caixa Gerenciar títulos vencidos e a vencer, controlar adiantamentos, cobrança eletrônica Cobrança em atraso, comissões,

Leia mais

PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP

PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP PORTAL DE RELACIONAMENTO GROUP MANUAL DO USUÁRIO Portal de Relacionamento - Manual do usuário... 1 SUMÁRIO 1. Informações gerais... 3 2. Sobre este documento... 3 3. Suporte técnico... 3 4. Visão Geral

Leia mais

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Comunicação Corporativa O MBA em Comunicação Corporativa é um curso de Pós-Graduação Latu Sensu que capacita profissionais para

Leia mais

O FINANCIAMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL

O FINANCIAMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL O FINANCIAMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO BRASIL Abril/2014 2014 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Proposta de um software para geração de arranjos físicos planejados

Proposta de um software para geração de arranjos físicos planejados Proposta de um software para geração de arranjos físicos planejados Débora Cristina de Souza RODRIGUES1; Matheus Soares NAMETALA2; Rafaela Leite das CHAGAS3.Ciniro Aparecido Leite NAMETALA4; Wemerton Luís

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP:

PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: PERGUNTAS MAIS FREQÜENTES CREDENCIAMENTO NO SEBRAE-SP: A oportunidade de se tornar um facilitador de aprendizagem e/ou consultor para o sucesso das micro e pequenas empresas APRESENTAÇÃO Esta cartilha

Leia mais

NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO:

NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO: NESSE MANUAL VÃO SER SOLUCIONADAS AS SEGUINTES DÚVIDAS DE USO: PG DESPESAS COMO CADASTRAR UMA DESPESA 3 COMO PAGO UMA DESPESA 4 COMO ALTERAR OS DADOS DE UMA DESPESA 6 COMO EXLUIR UMA DESPESA 7 COMO FAÇO

Leia mais

Sistema de Gerenciamento do Protocolo Geral da FAPERGS

Sistema de Gerenciamento do Protocolo Geral da FAPERGS Sistema de Gerenciamento do Protocolo Geral da FAPERGS Alcides Vaz da Silva 1 Luiz Gustavo Galves Mählmann 2 Newton Muller 3 RESUMO Este artigo apresenta o projeto de desenvolvimento de um Sistema de Informação

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DA CONTABILIDADE GERENCIAL NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE PRESIDENTE PRUDENTE SP

A UTILIZAÇÃO DA CONTABILIDADE GERENCIAL NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE PRESIDENTE PRUDENTE SP Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 392 A UTILIZAÇÃO DA CONTABILIDADE GERENCIAL NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE PRESIDENTE PRUDENTE SP Débora Regina

Leia mais

Sistema para Gestão de Empreendimentos SGE. Módulo de Gestão de Custos -1-

Sistema para Gestão de Empreendimentos SGE. Módulo de Gestão de Custos -1- Módulo de Gestão de Custos -1- A crescente necessidade das empresas, em melhorar o desempenho dos seus projetos, leva automaticamente a uma melhor gestão dos processos de Controle de Custo. O vem para

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G

Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio. Software de Gestão Rural ADM Rural 4G Planejar Soluções em TI e Serviços para Agronegócio Software de Gestão Rural ADM Rural 4G 2011 ADM Rural 4G Agenda de Apresentação E Empresa Planejar O Software ADM Rural 4G Diferenciais Benefícios em

Leia mais

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Escritório Contábil

Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Escritório Contábil Folha de Domésticos e Automação dos Recolhimentos para o Escritório Contábil Oportunidade para os escritórios contábeis Pagga Domésticos é um serviço inovador, lançado em 2013, desenvolvido especialmente

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE CUSTOS NA ELABORAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE CUSTOS NA ELABORAÇÃO DO PREÇO DE VENDA 553 A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE CUSTOS NA ELABORAÇÃO DO PREÇO DE VENDA Irene Caires da Silva 1, Tamires Fernanda Costa de Jesus, Tiago Pinheiro 1 Docente da Universidade do Oeste Paulista UNOESTE. 2 Discente

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br Esta é a primeira tela, aonde o usuário irá colocar o código de acesso para utilizar o software. Se for a primeira vez

Leia mais

ANEXO I - Proposta. 1. Apresentação. 2. Tecnologia. 3. Metodologia

ANEXO I - Proposta. 1. Apresentação. 2. Tecnologia. 3. Metodologia ANEXO I - Proposta 1. Apresentação A empresa Join desenvolve projetos que oferecem soluções através da tecnologia, oferecendo aos clientes e usuários ferramentas para a realização de tarefas, de maneira

Leia mais

E-Commerce Master. Versão: 1.0 Data: 05/06/2013 Identificador do documento: EM

E-Commerce Master. Versão: 1.0 Data: 05/06/2013 Identificador do documento: EM E-Commerce Master Versão: 1.0 Data: 05/06/2013 Identificador do documento: EM Histórico de revisões Versão Data Autor Descrição Localização 1.0 05/06/2013 Thyago Ferreira 1.0 05/06/2013 Vilmar de Sousa

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER?

EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? EMPREENDEDORISMO: POR QUE DEVERIA APRENDER? Anderson Katsumi Miyatake Emerson Oliveira de Almeida Rafaela Schauble Escobar Tellis Bruno Tardin Camila Braga INTRODUÇÃO O empreendedorismo é um tema bastante

Leia mais

MÓDULO 1.0 Tela inicial do sistema, onde é identificado o usuário pelo próprio CRO sendo coerente com a senha, lhe é permitido o acesso via WEB ao sistema DENTAL GROUP. Quando carrego a tela de menu já

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6

ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 1 ÍNDICE 1. CADASTRO ITENS...1 2. EMISSAO DE PEDIDOS E NOTAS...5 3. PEDIDO DE COMPRA...6 4. CONTRA-NOTA PRODUTOR RURAL...6 5. CADASTRO OPERAÇÕES FISCAIS (CFOP)...7 6. GERAR SINTEGRA...8 7. CONTROLE DE

Leia mais

União Metropolitana de Educação e Cultura. Interdisciplinar I Módulo CSTs: RH, Logística e GESCOM

União Metropolitana de Educação e Cultura. Interdisciplinar I Módulo CSTs: RH, Logística e GESCOM União Metropolitana de Educação e Cultura Interdisciplinar I Módulo CSTs: RH, Logística e GESCOM Lauro de Freitas - BAHIA 2013 2 JUSTIFICATIVA A principal justificativa para o desenvolvimento e implementação

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

A solução ideal para a gestão do comércio varejista

A solução ideal para a gestão do comércio varejista A solução ideal para a gestão do comércio varejista Principais Segmentos Auto Peças Material Elétrico / Construção Material Cirúrgico e Hospitalar Papelaria Informática Brinquedo Vestuários em Geral Cosméticos

Leia mais

TÍTULO: O PAPEL DA EDUCAÇÃO CONTÁBIL NA GESTÃO FINANCEIRA DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

TÍTULO: O PAPEL DA EDUCAÇÃO CONTÁBIL NA GESTÃO FINANCEIRA DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS TÍTULO: O PAPEL DA EDUCAÇÃO CONTÁBIL NA GESTÃO FINANCEIRA DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA

Leia mais

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA

Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Pós-Graduação em COMUNICAÇÃO CORPORATIVA Ingresso Março 2016 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Comunicação Corporativa O Pós em Comunicação Corporativa é um curso de Pós-Graduação

Leia mais

Request For Proposal (RFP) Desenvolvimento de um Web Site para a Varella Vídeo

Request For Proposal (RFP) Desenvolvimento de um Web Site para a Varella Vídeo Request For Proposal (RFP) Desenvolvimento de um Web Site para a Varella Vídeo OBJETIVO O objetivo deste documento elaborado pela Varella Vídeo é fornecer as informações necessárias para que empresas cuja

Leia mais

SUA LOJA VIRTUAL. É com grande satisfação que apresentamos a você uma proposta de desenvolvimento de website para sua empresa.

SUA LOJA VIRTUAL. É com grande satisfação que apresentamos a você uma proposta de desenvolvimento de website para sua empresa. SUA LOJA VIRTUAL É com grande satisfação que apresentamos a você uma proposta de desenvolvimento de website para sua empresa. A proposta consiste em um website com uma área administrativa que permite a

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

IMPACTOS DO SISTEMA SIMPLES SOBRE A MORTALIDADE DE MICROS E PEQUENAS EMPRESAS: um estudo sobre os empreendimentos no município de Castanhal, PA

IMPACTOS DO SISTEMA SIMPLES SOBRE A MORTALIDADE DE MICROS E PEQUENAS EMPRESAS: um estudo sobre os empreendimentos no município de Castanhal, PA IMPACTOS DO SISTEMA SIMPLES SOBRE A MORTALIDADE DE MICROS E PEQUENAS EMPRESAS: um estudo sobre os empreendimentos no município de Castanhal, PA Rui Cidarta Araújo de Carvalho, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

Sistema INTEGRATO. Administrativo Financeiro Estoque

Sistema INTEGRATO. Administrativo Financeiro Estoque 2012 Sistema INTEGRATO Administrativo Financeiro Estoque Há mais de 12 anos atuando com sucesso. Adaptável aos mais diversos ramos de comércio e serviços. Poderosa ferramenta para a gestão empresarial.

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS BRADESCO NO FINANCE 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pelo Bradesco... 3 Como gerar os arquivos de Remessa para o Banco pelo Finance... 14 Como enviar

Leia mais

Manual de Operacionalização do Software Integrado para Gestão Ocupacional SOC Entrega e Controle dos Equipamentos de Proteção Individual E.P.I.

Manual de Operacionalização do Software Integrado para Gestão Ocupacional SOC Entrega e Controle dos Equipamentos de Proteção Individual E.P.I. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...02 2. OBJETIVO...02 3. ACESSO AO SOFTWARE SOC...02 4. OPERACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE SOC...03 5. ENTREGA DE EQUIPAMANTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL...04 5.1 ALTERAÇÃO OU EXCLUSÃO DE UM

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. O que são palestras

Leia mais

Optiview Dermatologia Software Sistema Especialista para Dermatologistas

Optiview Dermatologia Software Sistema Especialista para Dermatologistas Optiview, software médico, sistema para dermatologia, captura de imagens médicas, sistema médico, gerenciamento de clínicas médicas, laudo médico, imagem médica, dermatologia, congresso médico, duosistem,

Leia mais

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

O que é ERP e suas vantagens

O que é ERP e suas vantagens Sistema 8Box ERP O que é ERP e suas vantagens Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e

Leia mais

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP

Tecnologia da Informação CAASP. DIS Departamento de Informática e Sistemas. Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Tecnologia da Informação CAASP DIS Relatório Anuário 2008 Att. Gerência Geral e Diretoria CAASP Introdução...03 Projetos e Fatos Relevantes 2008...03 Raio X de Investimentos e Custos...10 Considerações

Leia mais

Prezado empreendedor,

Prezado empreendedor, Prezado empreendedor, Caderno do Empreendedor Este é o Caderno do Empreendedor, criado para facilitar o dia-a-dia da sua empresa. Com ele você poderá controlar melhor suas despesas, saber quanto está vendendo

Leia mais

EDITAL PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO JOVEM DA UFPE

EDITAL PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO JOVEM DA UFPE EDITAL PROGRAMA DE EMPREENDEDORISMO JOVEM DA UFPE A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) torna pública, através da Diretoria de Inovação e Empreendedorismo (DINE) da Pró-Reitoria para Assuntos de

Leia mais

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos:

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos: A sua Solução de Gestão Empresarial O Precision é a solução de Gestão Empresarial de baixo custo que a Maggiore Sistemas disponibiliza para pequenas e médias empresas. Desenvolvido e comercializado em

Leia mais

MÓDULO FINANCEIRO. Controla movimentação financeira, gera boleto bancário, cobrança bancária entre outras funções.

MÓDULO FINANCEIRO. Controla movimentação financeira, gera boleto bancário, cobrança bancária entre outras funções. MÓDULO FINANCEIRO OBJETIVO: Controla movimentação financeira, gera boleto bancário, cobrança bancária entre outras funções. No guia Centro de Custo permite cadastrar ou consultar um centro de custo que

Leia mais

NAJ Sistemas em Informática LTDA.

NAJ Sistemas em Informática LTDA. CONTROLE FINANCEIRO BÁSICO NO SISTEMA NAJ 1ª PARTE Campo Código: Gerado automático pelo sistema. Botão Binóculo: Utilize para pesquisar a conta pelo código automático gerado pelo sistema. Botão Lupa: Utilize

Leia mais

Retorno do investimento com aplicativos empresariais em celulares.

Retorno do investimento com aplicativos empresariais em celulares. Retorno do investimento com aplicativos empresariais em celulares. Introdução A simulação do retorno sobre o investimento (do inglês ROI return on investment) tem sido utilizada como importante ferramenta

Leia mais

Quem somos? Por que a sua empresa merece o Sistema de Gestão ERP da Otimizy?

Quem somos? Por que a sua empresa merece o Sistema de Gestão ERP da Otimizy? Por que a sua empresa merece Quem somos? A Otimizy Sistemas Inteligentes é a desenvolvedora do software ErpSoft, um Sistema de Gestão Empresarial voltado a resultados, que automatiza processos operacionais

Leia mais

manual Sistema de Gestão Financeira

manual Sistema de Gestão Financeira manual Sistema de Gestão Financeira Conteúdo 1. Menu 5 2. Cadastro 6 2.1. Projetos 6 2.2. Código Contábil 7 2.2.1. Gerenciar Cód. Contábil 9 2.3. Centro de Custo 10 2.4. Cliente / Fornecedor 11 2.5. Contas

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

O QUE É UMA MICROEMPRESA

O QUE É UMA MICROEMPRESA O que é empresa O Artigo 6º da Lei n.º 4.137, de 10/09/1962 define empresa como "... toda organização de natureza civil ou mercantil destinada à exploração por pessoa física ou jurídica de qualquer atividade

Leia mais

Auditoria Financeira

Auditoria Financeira Auditoria Financeira Processo de Uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PIM PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO COM O MERCADO GUIA DE CURSO Tecnologia em Sistemas de Informação Tecnologia em Desenvolvimento Web Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnologia em Sistemas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

TRANSFORME INFORMAÇÕES EM RESULTADOS

TRANSFORME INFORMAÇÕES EM RESULTADOS TRANSFORME INFORMAÇÕES EM RESULTADOS Hoje, mais do que nunca, o conhecimento é o maior diferencial de uma organização, mas somente quando administrado e integrado com eficácia. Para melhor atender os seus

Leia mais

SCPI 8.0. Novas funcionalidades. Conciliação Bancária Automática:

SCPI 8.0. Novas funcionalidades. Conciliação Bancária Automática: SCPI 8.0 Novas funcionalidades A partir de agora o SCPI conta com algumas novas funcionalidades que valem a pena serem comentadas, e dar uma breve introdução de seu funcionamento. Entre elas podemos destacar:

Leia mais

FINANCEIROS FUNCIONALIDADES

FINANCEIROS FUNCIONALIDADES Os aplicativos financeiros da MPS - Contas a Receber, Contas a Pagar e Fluxo de Caixa - são utilizados por diversos clientes e possuem todas as funcionalidades operacionais necessárias, além de opções

Leia mais

Manual Prático do Usuário

Manual Prático do Usuário Página 12 Saiba mais Em quanto tempo seu cliente recebe o produto Como é emitida a Nota fiscal e recolhido os impostos Pergunte ao Suporte Todos os pedidos serão enviados em até 24 horas úteis, após a

Leia mais