FC330A Central de Detecção de Incêndio

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FC330A Central de Detecção de Incêndio"

Transcrição

1 FC330A Central de Detecção de Incêndio Manual de Utilizador Fire & Security Products Siemens Building Technologies

2

3 Introdução Acerca deste manual de operação Fundamentos Plano da consola de controlo Painel de andar Vista geral do menu de operação Operações básicas Operação normal Acessos para operação Operação em modo assistido (manual) e não assistido (não manual) Alarme Conceito de alarme Especial (CAC) Alarme Desactivar/Activar partes do sistema Isolamento temporário de uma zona de detectores Isolamento temporário de um único detector Transmissão Remota Dispositivos de alarme Avarias Avarias Manutenção Teste dos detectores Teste das lâmpadas Teste de carga da bateria Teste dos dispositivos acústicos de alarme Teste da T ransmissão Remota (TR) Outras funções Activar/desactivar impressora Substituição de papel na impressora de registo B2Q Pesquisar (polling) o contador de alarmes Pesquisar (polling) a memória de eventos Pesquisar (polling) o texto do utilizador de zonas ou elementos Pesquisar (polling) o status do sistema Pesquisar (polling) os dados da configuração Impressão Fixar hora e data

4

5 Introdução

6 Acerca deste manual de operação Como utilizar este manual de operação Este manual de operação descreve a utilização e operação da consola de controlo FC330A. Contém toda a informação para o utilizador normal com nível de acesso 2, o qual tem que reagir a alarmes, desactivar e activar partes do sistema, etc. Este documento contém o seguinte: Capítulo Conteúdo pág. Introdução Informação geral sobre este manual de operação Como utilizar este manual Fundamentos Informação básica da consola: Descrição da consola de controlo, funções das teclas Descrição dos painéis de andar, funções das teclas Vista geral da estrutura do menu Operação básica da consola O que é operação normal Como é que obtenho acesso à operação Operação assistida e não assistida Alarme Organização do conceito de alarme ESPECIAL Como ler uma mensagem de alarme Como reagir numa situação de alarme Desactivar/Activar partes do sistema Isolamento temporário de uma zona de detectores/detectores isolados, isto é para trabalhos de reparação Desactivar/Activar a transmissão remota Desactivar/Activar dispositivos de alarme Avarias Como reagir a uma mensagem de avaria Reparações pelo utilizador Manutenção Trabalhos de manutenção executados pelo utilizador, por ex.: Testar os detectores Testar lâmpadas, baterias, dispositivos de alarme, transmissão remota Outras funções Desactivar/Activar a impressora, substituição do papel Informação sobre a impressão Informação de pesquisa, isto é contador de alarme, memória de eventos, textos do utilizador, status do sistema, dados da configuração Fixar hora e data Como ler este manual de operações Este manual de operações utiliza vários símbolos para guiar o utilizador através do manual. Os significados em pormenor são: 1. Acções de vários passos encontram se assinalados com números. Acções de um só passo, encontram se assinalados com um triângulo. O resultado de uma acção encontra se assinalado com uma seta. No corpo do texto irá encontrar citações tais como textos do display, teclas ou campos de LEDs ou LEDS. As teclas frequentemente utilizadas são apresentadas tal como elas aparecem na consola, por ex. ok.

7 Fundamentos

8 Plano da consola de controlo Consola de controlo FC330A ALARM 1 OPERAÇÃO NORMAL SEG : Acknowledge Silence / resound horn Reset System on Remote alarm fault / off Alarm delay off 6 Remote alarm active F1 Fault Isolation Alarm horn fault / off System fault Premises manned F2 ok Detector test mode del 0 hm 9 FC330A Barra de LEDS DE ALARME LEDs vermelhos a piscar quando um sinal de alarme se encontra pendente. Display de texto Apresenta os menus de selecção assim como mensagens de alarme e avaria. Tecla de folhear Permite folhear mensagens de alarme no display de texto. Tecla de aceitação Confirma um alarme ou uma mensagem (são possíveis duas variantes). Variante 1: Variante 2: 1 ª activação Sirenes e besouros de alarme desligados 2 ª activação Reactivação das sirenes de alarme Tecla de reposição Reposição de mensagens de alarme e avaria. Campos do display Indica por LED o estado de operação. Campos de comando Atraso de alarme desligado Tecla de instalações em modo assistido 1 ª activação Besouro desligado 2 ª activação Sirenes de alarme desligadas 3 ª activação Reactivação de sirenes de alarme Possui um botão para mudar o modo de operação e pode ter LED para indicar o estado da operação. Cancela o atraso do alarme. É dado imediatamente o alarme remoto. Comuta entre modo de operação assistido e não assistido. Teclado de funções Teclas para operação orientada por menus e introdução de password. St Tecla de tecla Start/ Abre e fecha menus. Stop F1 F2 Teclas de funções A utilização depende do contexto. ok Tecla de execução Inicia a função seleccionada no menu. Tecla de movimentar Selecciona os artigos dos menus para cima/para baixo. acima/abaixo hm Tecla Início Retorna ao menu anterior. Tecla de apagar Apaga o caracter no lado esquerdo do cursor. Interruptor de chave Dá acesso ao nível 2 de operação de utilizador, sem password. Somente se o interruptor de chave se encontrar instalado.

9 Painel de andar O painel de andar é um típico terminal de indicação local. Serve principalmente para apresentar remotamente eventos de alarme. Em segundo lugar é também um terminal de operação para reconhecer e repor remotamente a consola de controlo. Encontram se disponíveis dois tipos de painéis: ZONA xx/xx: ALARME AUTOMATICO 1( 1) 1st floor office ZONA xx/xx: ALARME AUTOMATICO 1( 1) 1st floor office 101 Alarm Fault System ON Alarm Remote alarm actuated 2 LED 1 LED 2 LED 3 2 Acknowledge Reset FRP320A FRP330A/332A Display de texto Apresenta mensagens de alarme. Tecla de folhear Permite folhear mensagens de alarme no display de texto. Também para iniciar teste de lâmpadas (carregue tecla por 3 seg.). Tecla de aceitação Confirma um alarme ou uma mensagem. activação Sirenes e besouros de alarme desligados Tecla de reposição Reposição das mensagens de alarme Campos do display Indica por LED o estado de operação. Interruptor de chave Dá acesso ao nível 2 de operação de utilizador, sem password. O display do painel de andar indica o mesmo texto de evento apresentado na consola de controlo. Só apresenta uma mensagem de cada vez.

10 Vista geral do menu de operação Após obter o acesso de operação, aparece o menu inicial. Do menu principal, podem ser seleccionados todos os menus (Página 9, operações básicas). Com o nível de acesso 2 todos os pontos do menu excepto outras funções configuração podem ser seleccionados. A password para o nível de acesso 2 é: ACTIVAR: 1. Detector/ZONAS ConTr. (1) 2. sirene/tr/conts. alarme 3. impressora ACtivar: 1. zona detector (1.1) 2. elemento detector 3. zona ConTrolo Activa as zonas de detectores Activa os elementos detectores dentro da zona Activa as zonas de controlo ACtivar: 1. sirene (1.2) 2. contactos de alarme 3. alarme TR 4. avaria TR Activa as linhas de controlo para as sirenes de alarme Activa os contactos de alarme Activa o ALARME de transmissão remota Activa a AVARIA de transmissão remota Activa somente o registo de eventos ou todas as mensagens DESactivar: 1. detector/zonas ConTr. (2) 2. sirene/tr/conts. alarme 3. impressora DESactivar: 1. zona detector (2.1) 2. elemento detector 3. zona ConTrolo DESactivar: 1. sirene (2.2) 2. contactos de alarme 3. alarme TR 4. avaria TR Desactiva as zonas dos detectores desactivando permanentemente ou por um período fixado de h Desactiva os ELEMENTOS detectores dentro da zona Desactivando permanentemente ou por um período fixado de h Desactiva as zonas de controlo Desactiva linha de controlo 1..4 para sirenes de alarme Desactiva os contactos de alarme Desactiva o ALARME de transmissão remota Desactiva a AVARIA de transmissão remota Desactiva somente o registo de eventos ou todas as mensagens INFORMAÇÃO: 1. status do sistema (3) 2. mem. eventos/contad. alarmes 3. configuração/texto utiliz. 4. configuração zona/linha/lon STATUS: 1. avaria (3.1) 2. isolamento 3. informaçoes 4. status elemento Ver mensagens de avaria Ver componentes do sistema desligados Ver mensagens de pré alarme Ver estado dos ELEMENTOS MEMORIA: 1. memoria eventos (3.2) 2. contador alarmes Ver lista de eventos em revista Ver número de alarmes e alarmes remotos INFORMAÇÃO: 1. configuração sistema Ver as fixações dos parâmetros gerais (3.3) 2. configuração linha colectiva 3. detector zn/elem texto util. 4. zona ConTrolo texto utiliz. Ver as fixações dos parâmetros das linhas conv. Ver textos de utilizador de zonas/elementos detectores Ver textos de utilizador de zonas de controlo INFORM: 1. configuração zonas detec. (3.4) 2. configuração linhas ender. 3. configuration LON devices Ver parâmetros fixados das zonas dos detectores Ver parâmetros fixados das linhas ender. Ver parâmetros fixados do barramento LON

11 FUNÇOES: 1. função (4) 2. TESTE do sistema 3. impressão 4. configuração FUNÇOES: 1. mudar org. alarme (4.1) 2. definir hora / data Comutar de assistido não assistido Fixar ou ajustar a hora e data pág. 8 TESTE SISTEMA: 1. sirene/cont.al./tr (4.2) 2. zonas/lamp./bateria TESTE DO SISTEMA: 1. sirene (4.2.1) 2. contactos de alarme 3. alarme TR 4. avaria TR Activa todas as sirenes por 30seg. Activa todos os contactos de alarme por 30seg. Activa o alarme remoto por 30seg. Activa a avaria remota por 30seg. Teste SISTEMA: 1. lamp./display (4.2.2) 2. bateria 3. zonas unicas 4. teste intervalo zonas Activa todos os LEDs e LCD por 10seg. Carrega a bateria por 10seg. Coloca os detectores em Teste de detector por zona Coloca os detectores em Teste de detector zona X...Y IMPRIMIR: 1. status sistema (4.3) 2. mem. eventos/contad. alarmes 3. configuração/texto utiliz. 4. configuração zona/linha/lon IMPRIMIR: 1. avaria (4.3.1) 2. isolamento 3. informaçoes 4. status elemento Imprime mensagens actuais de avaria Imprime componentes de sistema actuais desligados Imprime mensagens actuais de informação Imprime estados actuais dos ELEMENTOS IMPRIMIR: 1. memoria eventos (4.3.2) 2. contador alarmes Imprime a lista da memória dos eventos Imprime as leituras dos contadores de alarmes IMPRIMIR: 1. configuração sistema (4.3.3) 2. configuração linha col. 3. detector zn/elem texto util. 4. zona ConTrolo texto utiliz. IMPRIMIR: 1. configuração zonas detec. (4.3.4) 2. configuração linhas ender. 3. configuração disp.lon Imprime os parâmetros fixados gerais Imprime os parâmetros fixados das linhas conv. Imprime os textos do utilizador das zonas / elementos dos detectores Imprime os textos dos utilizadores das zonas de controlo Imprime os parâmetros fixados das zonas dos detectores Imprime as linhas dos ender. dos parâmetros fixados Imprime as fixações do barramento LON

12 FUNÇOES: 1. função (4) 2. TESTE do sistema 3. impressão 4. configuração CONFIGURAÇÃO: 1. funçoes utilizador (4.4) 2. texto utilizador 3. funçoes manutenção 4. apagar funçoes fixação directa dos parâmetros do utilizador definição directa dos textos do utilizador somente para o Engenheiro de manutenção FUNÇOES MANUTENÇÃO de nivel > inserir password? hm: voltar menu Parar: termin. oper. MANUT. 1. endereç. linha > LIGAR nivel : 2. endereç. linha > DESLIG. (4.4.3) 3. sirene/ctrl/tr > DESLIG. 4. reconfiguração endereço 5. TESTE alarme > SIRENE 6. Visualizador LIG/DESLIG 7. reconfiguração LON liga o anel endereçável desliga anel endereçável para desactivação COMUM para reconfigurar as linhas endereçaveis para activar rapidamente a sirene com cada alarme de TESTE de detector activar / desactivar visualizador para iniciar config. automática do barramento LON FUNÇOES MANUTENÇÃO de nivel > inserir password? hm: voltar menu Parar: termin. oper. APAGAR dados: 1. APAGAR contad. al. (4.4.4) 2. APAGAR mem. eventos 3. APAGAR dados utiliz. 4. APAGAR status elem. (bloqueado com o interruptor S2 ) (não bloqueado) somente para pessoal especializado para apagar eventos de não alarme

13 Operações básicas Como operar a consola de controlo Para escolher uma rubrica de um menu no display da consola: O display apresenta COMEÇAR operação do sistema > inserir password? hm /Parar: termin. oper Nível de acesso Página Insira a password e carregue ok. O display apresenta 3. Selecione a rubrica do menu com as teclas e e carregue ok. ou Insira o número da opção do menu no teclado numérico (por ex. opção 2.). O display apresenta 4. Repita a selecção até que o menu desejado seja apresentado. 5. Siga as instruções do display. 6. Termine a operação carregando St. ou Carregue hm para voltar ao menu anterior. DESactivar: 1. detector/zonas ConTr. (2) 2. sirene/tr/conts. alarme 3. impressora Exemplo A seguinte descrição é um exemplo para escolher o menu Desactivar elementos. 2. Entrada no sistema. O display apresenta 3. Seleccione opção 2. com as teclas e e carregue ok. ou Insira 2. O display apresenta 4. Seleccione opção 1. com as teclas e e carregue ok. ou Insira 1. O display apresenta 5. Seleccione opção 2. com as teclas e e carregue ok. ou Insira 2. O display apresenta DESactivar: 1. detector/zonas ConTr. (2) 2. sirene/tr/conts. alarme 3. impressora DESactivar: 1. zona detector (2.1) 2. elemento detector 3. zona ConTrolo DESACTIVAR elemento: > zona no.? (de ### a ###) Acções no manual de operações Neste manual de operações, seleccionar a rubrica de um menu será descrito de sequida de uma forma breve tal como se segue: Seleccione opção DESACTIVAR elemento: > zona no.? (de ### a ###) O display apresenta

14 Operação normal O que é a operação normal O sistema encontra se preparado para receber mensagens de perigo (alarmes) dos detectores. Não se encontram pendentes mensagens de avaria. O LED verde Sistem on no campo do display, está ligado. A iluminação no display de texto pode ser desligada, mas é ligada assim que qualquer tecla seja carregada ou um alarme, avaria ou status seja activado. Interrupção da rede O atraso é de min Norma por defeito: 10 min O display apresenta OPERAÇÃO NORMAL QUA :00 Em caso de interrupção da rede, o sistema de detecção de incêndio é alimentado por uma bateria interna. Não é apresentada qualquer mensagem de avaria no display de texto e a operação irá continuar, até que o período por defeito predefinido tenha terminado Quando o sistema é alimentado pela bateria interna, o LED verde Sistem on no campo do display pisca. ALARM OPERAÇÃO NORMAL SEG :13 2 Acknowledge Silence / resound horn Reset System on Fault Isolation 1 Remote alarm fault / off Alarm horn fault / off System fault Alarm delay off Premises manned Remote alarm active F1 F2 ok Detector test mode del 0 hm FC330A

15 Acessos para operação Níveis de acesso possíveis Encontram se definidos três níveis principais de acesso permitindo privilégios diferentes para a operação do sistema de detecção de incêndios. O acesso para os níveis de acesso mais elevados, é proporcionado respectivamente por uma password de quatro dígitos. i Após 3 entradas seguidas incorrectas da password, o acesso à operação é desactivado por 15 minutos. Vista geral dos níveis de acesso Possíveis mensagens de aceitação: com nível de acesso 1 com nível de acesso 2 Nível de acesso Grupo de pessoas Funções de operação activadas Nível de acesso 1 (sem password) Nível de acesso 2 (necessário password ou interruptor de chave, se instalado) Nível de acesso 3 (várias passwords para distinguir) toda a gente Folhear as mensagens de alarme Mensagens de aceitação operador de sistema 1 (por ex. porteiro) engenheiro de manutenção ou operador de sistema 2 (por ex. o segurança) Mensagens de aceitação Repor alarme Folhear avaria/inform. Isolar partes do sistema Pesquisa das informações do sistema Executar testes ao sistema Editar texto do utilizador engenheiro de manutenção Funções de manutenção Apagar dados engenheiro de manutenção Fixar as aplicações Fixar as passwords Como é que obtenho acesso à operação? Fim de temporização automática O acesso por password é automaticamente cancelado se não for accionada qualquer tecla durante: 5 min durante o estado de operação normal 30 seg. durante a condição alarme Insira a password no teclado tal como descrito a seguir. ou Rode o interruptor de chave para a posição horizontal. O acesso à operação de utilizador de nível 2 encontra se proporcionado enquanto a chave estiver na posição horizontal. System on Remote alarm fault / off Alarm delay off Remote alarm active F1 Fault Isolation Alarm horn fault / off System fault Premises manned F2 ok Detector test mode del 0 hm 2 FC330A

16 Acesso á operação por password As passwords são definidas e libertas para os operadores pelo engenheiro de manutenção. Em caso de engano na introdução da password, utilize del para cancelar erros de marcação. Entrada no sistema. O display apresenta 2. Insira a password e carregue ok. O display apresenta COMEÇAR operação do sistema > inserir password? hm /Parar: termin. oper 3. Prossiga com a operação (encontra se agora proporcionado o acesso) Sair do sistema Não existe qualquer procedimento de saída do sistema, porque o acesso á operação expira automaticamente se não for carregada qualquer tecla dentro de um certo período (Página 11, Fim de temporização automática).

17 Operação em modo assistido (manual) e não assistido (não manual) i CAC utilizado: Sim Não Regras básicas Os estados de operação assistido e não assistido são definidos num Conceito de Alarme ESPECIAL, onde os sinais dos detectores de incêndio automáticos e botoneiras manuais são processados de modo diferente (para pormenores Página 16). A comutação dos estados de operação assistido para não assistido e vice versa, é efectuada manualmente pelo pessoal de operação ou automaticamente tal como programado pelo engenheiro de manutenção. Estado de operação assistido O operador, responsável pela vigilância do sistema e investigação do alarme, encontra se presente nas instalações. O LED no campo do display Premises manned encontra se ligado. O LED no campo do display Isolation encontra se ligado (depende da configuração do sistema). Estado de operação não assistido O operador responsável não se encontra nas instalações. O LED no campo do display Premises manned encontra se desligado. System on Fault Isolation Remote alarm fault / off Alarm horn fault / off System fault Alarm delay off Premises manned 1 Remote alarm active F1 F2 ok Detector test mode del 0 hm FC330A Comutação manual entre os estados de operação assistido e não assistido i A comutação manual entre os estados de operação assistido e não assistido só é possível durante horas definidas de trabalho (Página 14, Comutação automática). 1. Entrada no sistema com o nível de acesso 2 2. Carregue na tecla Premises manned no painel de controlo para comutar entre os estados de operação assistido (LED amarelo ligado) e não assistido (LED amarelo desligado). ou Comutar entre assistido e não assistido pelo menu, o que é descrito na próxima pág.. Estado de operação não assistido O display apresenta Estado de operação assistido O display apresenta OPERAÇÃO NORMAL QUA :00 OPERAÇÃO NORMAL modo manual QUA :00

18 Comutar pelo menu O display apresenta 2. Escolher opção O display apresenta 3. Se o estado de operação tiver que ser alterado para assistido : seleccione opção 1. não assistido : seleccione opção 2. Se o modo assistido for escolhido O display apresenta por alguns segundos modo manual até ##:##, 1.> não manual sel. ###, 2.> manual 3.tempo extra hm: voltar menu Parar: termin. oper. modo manual TERMINADO > o sistema esta em OPERAÇÃO NORMAL fim temporiz. /hm: menu Parar: term. op. Comutação automática A comutação automática é utilizada por exemplo, para impedir o status assistido do sistema durante o período nocturno quando não se encontra presente qualquer operador: O sistema comuta automaticamente para o status não assistido num período definido (por ex. após as horas de expediente). O mesmo esquema pode ser utilizado para os períodos não assistidos durante os fins de semana e feriados. O esquema da comutação automática é definido pelo engenheiro da manutenção. Não é necessário qualquer acção do utilizador. Comutação automática de assistido para não assistido : às p.m. Comutação automática de não assistido para assistido : às a.m. Tempo extra Função tempo extra activada não activada A função tempo extra permite colocar o sistema em operação assistido por um período predefinido, após ter tido lugar a comutação automática para não assistido. O display apresenta 2. Escolher opção O display apresenta modo não manual (hm = INTERROMPER) hm: voltar menu 2. > manual 3. tempo extra Parar: termin. oper. O display actual depende do modo inicial, aqui por exemplo o modo não assistido (isto é após as 17:00 h). Máx. de tempo extra TEMPO EXTRA h/min? (max. ##:##) 3. Escolher opção 3. O display apresenta hm: voltar menu Parar: termin. oper. 4. Insira o tempo extra. É apresentado o tempo até o sistema passar para o modo assistido.

19 Alarme

20 Conceito de alarme ESPECIAL (CAC) Objectivo e princípio Para evitar o apareciemento desnecessário dos bombeiros para incidentes menores, foi desenvolvido um conceito ESPECIAL de alarme (CAC). Envolve o pessoal de operação na sequência de alarme e baseia se em dois estados de operação: modo não assistido quando o pessoal de operação não se encontra nas instalações. modo assistido quando o pessoal de operação se encontra nas instalações. modo não assistido Quando o sistema opera em modo não assistido, os bombeiros são chamados imediatamente quando é emitido um sinal de alarme. modo assistido Quando o sistema opera em modo assistido, as botoneiras manuais e detectores automáticos provocam acções diferentes no evento de um alarme: Evento A botoneira manual é accionada O detector automático de incêndio reage Acção Os bombeiros são notificados imediatamente. Os bombeiros são notificados somente após um período predefinido no qual o pessoal de operação executa o seguinte procedimento em resposta ao alarme: 1. Confirmar o alarme dentro do período V1 de aceitação de alarme (carregue a tecla Acknowledge). 2. Ler a localização dos alarmes no display de texto. 3. Ir imediatamente para esses locais. 4. Decidir no local se é uma emergência ou um incidente menor. Emergência Accionar imediatamente a botoneria manual mais próxima! ou Carregar a tecla Alarm delay off na consola de controlo! Os bombeiros são notificados imediatamente. Incidente menor Repor o sistema antes de expirar o período de investigação do alarme V2, carregando na tecla Reset. O sistema encontra se novamente no modo de operação normal. i Os períodos V1 e V2 só são relevantes se estiver instalada a transmissão remota.

21 V1 = min. Período de aceitação de alarme V1 O período de aceitação de alarme encontra se activo para os detectores automáticos quando o sistema opera no modo assistido. O sistema verifica se alguém reconhece a mensagem de alarme dentro deste período predefinido. Um alarme tem que ser aceite antes que V1 termine, senão o alarme é transmitido para os bombeiros. O tempo restante é indicado no display de texto em minutos e segundos. ZONA 6/1 ALARME AUTOMATICO 1:27 min 1 ( 1) V2 = min. Período de investigação de alarme V2 O período de investigação de alarme encontra se activo para os detectores automáticos quando o sistema opera no modo assistido. Limita o tempo para investigar a localização do fogo a um período predefinido. Ao terminar este período, o alarme é transmitido para os bombeiros. No caso de incidentes menores, um alarme tem que ser reposto antes que V2 termine. O tempo restante é indicado no display de texto em minutos e segundos. ZONA 6/1 ALARME AUTOMATICO 2:27 min 1 ( 1)

22 Alarme Princípio Um alarme é emitido pelo sistema se um detector automático reagir ou se tiver sido accionada uma botoneira. O alarme é indicado por: sinais ópticos piscar da barra de LEDs vermelhos na consola de controlo mensagem de alarme no display de texto sinais acústicos besouro da consola de controlo sirenes de sinalização ligadas Tal como descrito no conceito de alarme ESPECIAL o pessoal de operação é envolvido no esquema de alarme somente se o sistema se encontrar em modo assistido. Nos outros casos, isto é CAC não está activado (utilizado) ou o sistema opera em modo não assistido, o alarme é transmitido imediatamente para os bombeiros. i Durante um alarme, outros estados tais como avarias, etc. não são apresentados no display. Contudo, é possível torná los visíveis através do menu Polling de inform. (Para pormenores Página 49). 1 ALARM ZONA 5/1: ALARME AUTOMATICO 1st floor canteen 1( 1) Acknowledge Silence / resound horn Reset System on Fault Isolation Remote alarm fault / off Alarm horn fault / off System fault Alarm delay off Premises manned 6 Remote alarm active F1 F2 ok Detector test mode del 0 hm FC330A

23 Como é que as mensagens são apresentadas no display de texto? Uma mensagem de alarme no display de texto compreende 2 linhas de acordo com o apresentado no exemplo à direita. A primeira linha diz que o alarme foi dado na zona 5 pelo elemento 1 desta zona, o qual era um detector automático de incêndio. Os números no fim da linha indicam que esta é a primeira de um total de 3 mensagens de alarme. A segunda linha indica a localização do detector que reage. ZONA 5/1: ALARME AUTOMATICO 1st floor canteen ZONA 3/1: ALARME MANUAL ground floor main entrance 1( 3) 3( 3) A 3. e a 4. linha contêm a mesma informação para a última mensagem de alarme emitida. Nesto caso foi accionada uma botoneira na zona 3 do edifício, a qual se encontra na entrada principal do rés do chão. 1. mensagem de alarme zona 5, elemento 1 Cantina do 1º andar Folhear as mensagens de alarme 3. mensagem de alarme zona 3, elemento 1 entrada principal do rés do chão As mensagens pendentes adicionais podem ser chamadas utilizando a tecla scroll. Carregue na tecla scroll abaixo do display de texto. As primeiras duas linhas são sobrepostas pelas mensagens de alarme seguintes. Chamar informações adicionais As informações adicionais as mensagens de alarme podem ser chamadas utilizando F1 e F2 : F1 indica o tipo do dispositivo que reage, por exemplo detector automático. F2 indica o endereço da cablagem e o número do tipo de dispositivo que reage (endereço de dispositivo). Carregue F1 (ou F2 ). A segunda linha no display de texto é sobreposta pela informação suplementar. Carregue a tecla scroll para chamar as informações adicionais das mensagens de alarme seguintes. Como responder em caso de alarme 1. Carregue a tecla de Acknowledge. O besouro é desligado e todos os dispositivos de alarme audíveis externos são silenciados. 2. Leia a localização do incêndio no display. 3. Vá para o local do incêndio. 4. Decida se é uma Emergência ou Incidente menor. Emergência Accionar imediatamente a botoneria manual mais próxima! ou carregue a tecla Alarm delay off na consola de controlo. A mensagem de alarme é transmitida para os bombeiros. Incidente menor Carregue imediatamente a tecla Reset na consola de controlo. O alarme é cancelado e o sistema volta é operação normal. O que fazer após um alarme Repor o sistema se aparecerem as condições normais. Se uma botoneira manual tiver sido activada para assinalar um alarme, substitua o vidro frontal partido da botoneira.

24

25 Desactivar/Activar partes do sistema

26 Isolamento temporário de uma zona de detectores O que é uma zona de detectores? Os detectores e botoneiras manuais do sistema de detecção de incêndio encontram se agrupados em zonas, que se encontram definidas de acordo com aspectos geográficos do edifício. As zonas podem por exemplo ser todas áreas reservadas de um edifício salas isoladas salas contíguas (sem portas entre as salas) corredores escadas Sala 101 Zona 1 Corredor Zona 5 elementos 1,2,3 Sala 104 Zona 4 elementos 1,2 Sala 102 Zona 2 2º andar Deste modo, uma zona representa um endereço de sala. Cada zona contém um ou mais dispositivos detectores automáticos de incêndio ou botoneiras manuais. Atribuição de zonas a áreas do edifício Para cada zona encontra se definido no sistema um texto descritivo do utilizador (por ex. designação da sala e no. do andar). Somente em caso de alarme é que este texto é apresentado no display de texto juntamente com o no. da zona e dispositivo do detector que reage. i Recomenda se preparar uma lista com a atribuição dos números das zonas para as salas actuais e áreas do edifício. Quando é que uma zona de detectores deve ser isolada? Em situações excepcionais, têm que ser isoladas zonas do sistema para impedir alarmes não intencionais. Uma situação excepcional depende do tipo de detector e existe para zonas com: detectores de fumo, se estiver a ser produzido fumo ou pó devido a trabalhos invulgares detectores de calor, se estiver a ser produzido calor ou vapor devido a trabalhos invulgares botoneiras manuais, se existe a possibilidade de activação inadvertida AVISO! Uma zona que tenha sido isolada não pode accionar quaisquer mensagens de perigo avaria! Assim que as condições voltarem ao normal, as zonas isoladas têm que ser imediatamente novamente activadas!

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação

Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Central de Detecção de Incêndio 4 Zonas Manual de Instalação Características Quatro zonas com capacidade de teste/isolamento. Dois circuitos de alarme com possibilidade de isolamento. Fonte de alimentação

Leia mais

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR

Central Analógica Endereçável GST200 - Manual do utilizador - MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR 1 Índice Índice... 2 1. GST200 Estrutura e configuração do painel de controlo... 3 1.1.Descrição da estrutura interna e configuração típica... 3 1.2. Estrutura do painel frontal da

Leia mais

Manual de Operação da série 2X

Manual de Operação da série 2X Manual de Operação da série 2X P/N 00-3250-505-0021-04 ISS 04MAY15 Copyright Marcas comerciais e patentes Fabricante Versão Certificação 2015 UTC Fire & Security. Todos os direitos reservados. A série

Leia mais

Manual Utilização. Central Detecção Incêndio. JUNIOR-NET CSA v.4. Sistema Analógico Endereçável

Manual Utilização. Central Detecção Incêndio. JUNIOR-NET CSA v.4. Sistema Analógico Endereçável Manual Utilização Central Detecção Incêndio JUNIOR-NET CSA v.4 Sistema Analógico Endereçável Modelo com aprovação das normas EN54PT2 e PT4 1999 GFE 1/5 Legenda da Central: 1 33 32 2 3 31 30 4 10 5 29 28

Leia mais

Manual de Operação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F

Manual de Operação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F Manual de Operação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F P/N 501-405021-2-20 REV 2.0 ISS 04MAY11 Copyright Marcas comerciais e patentes Fabricante Versão Certificação Directivas da União Europeia

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FP4 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 4 zonas de detecção,

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FAP2 2 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FAP2 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 2 zonas de detecção,

Leia mais

2 Zonas com capacidade de teste e inibição. 2 Circuitos de sirenes com capacidade de inibição. Fonte de alimentação de 24V/400mA com bateria de

2 Zonas com capacidade de teste e inibição. 2 Circuitos de sirenes com capacidade de inibição. Fonte de alimentação de 24V/400mA com bateria de Central de Detecção de Incêndio de 2 Zonas Características 2 Zonas com capacidade de teste e inibição. 2 Circuitos de sirenes com capacidade de inibição. Fonte de alimentação de 24V/400mA com bateria de

Leia mais

Manual de instalação e operação

Manual de instalação e operação Manual de instalação e operação Central de alarme de incêndio endereçável INC 2000 Central de alarme de incêndio INC 2000 Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul.

Leia mais

Easy Series. Guia do utilizador. Painel de Controlo de Intrusão

Easy Series. Guia do utilizador. Painel de Controlo de Intrusão Easy Series PT Guia do utilizador Painel de Controlo de Intrusão Easy Series Guia do utilizador Utilizar o teclado de comando Utilizar o teclado de comando Estados do Dispositivo de Visualização Dispositivo

Leia mais

Teclados 624 e 640 Manual do Usuário

Teclados 624 e 640 Manual do Usuário Teclados 624 e 640 624 640 Manual do Usuário Sumário 1. Operação Básica... 2 2. Códigos de Acesso... 4 3. Armando e Desarmando...5 4. Zonas de Pânico... 10 5. Programação com Tecla de Acesso...11 6. Características

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES MANUAL DE INSTRUÇÕES www.esxxi.pt Departamento Técnico Instruções de Utilização Avançadas A seguir é apresentado a descrição e significado das luzes do teclado: ALARM: Sempre que o sistema tenha gerado

Leia mais

Documento Nº 996-202-007-2. manual de utilizador

Documento Nº 996-202-007-2. manual de utilizador Documento Nº 996-202-007-2 manual de utilizador Indice 1 Introdução... 1 1.1 Avisos... 1 1.2 Modelos... 1 2 Níveis de acesso de utilizador... 2 2.1 Definição de nível... 2 2.2 Códigos de acesso... 2 3

Leia mais

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E

CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E SIGMA Sistema Integrado de Combate a Incêndio CURSO OPERACIONAL TOPOLOGIA SISTEMA SIGMA 485-E CABO BLINDADO (SHIELD) 4 VIAS 2X2,50 MM + 2X0,75 MM IHM Possibilidade de até 95 loops. LOOP LOOP LOOP CABO

Leia mais

JA-63 Profi Manual do Utilizador

JA-63 Profi Manual do Utilizador JA-63 Profi Manual do Utilizador Índice: 1 Indicadores... 3 2 Controlo do sistema... 4 2.1 Armar... 4 2.2 Desarmar... 5 2.3 Alarme de Pânico... 5 2.4 Para cancelar ALARME... 5 2.5 Armar em modo Home...

Leia mais

ELECTRONIC ENGINEERING LTD. Teclado OLED. Guia do Utilizador. Fevereiro 2011 Ver 1.0

ELECTRONIC ENGINEERING LTD. Teclado OLED. Guia do Utilizador. Fevereiro 2011 Ver 1.0 ELECTRONIC ENGINEERING LTD. Teclado OLED Guia do Utilizador Fevereiro 2011 Ver 1.0 Indice TECLAS DE FUNÇÃO...2 TECLAS ALFANUMÉRICAS...3 SINAIS AUDÍVEIS...3 INDICADORES...3 SUMÁRIO DE FUNÇÕES...3 COMO ARMAR

Leia mais

Conteúdo. Contactos para quando necessitar de ajuda: O Instalador: Fabricante: Manual utilizador JA-80K 1 MKE52400

Conteúdo. Contactos para quando necessitar de ajuda: O Instalador: Fabricante: Manual utilizador JA-80K 1 MKE52400 Conteúdo Para o utilizador OASiS... 2 O que é um sistema de segurança?... Erro! Marcador não definido. Códigos de acesso ao sistema alarme... 2 1. Armar sistema... 3 2. Durante o processo de armar do sistema...

Leia mais

Sistema de Alarme Sem Fios por GSM

Sistema de Alarme Sem Fios por GSM Sistema de Alarme Sem Fios por GSM MANUAL DE INSTRUÇÕES v1.1 Sistema de Alarme Sem Fios por GSM - MANUAL DE INSTRUÇÕES 1 ÍNDICE 1. Introdução e Descrição 3 2. Características 5 3. Especificações Técnicas

Leia mais

JA 80K e JA 82K OASiS. Manual de Utilização da Central de Alarmes

JA 80K e JA 82K OASiS. Manual de Utilização da Central de Alarmes JA 80K e JA 82K OASiS Manual de Utilização da Central de Alarmes CONTEÚDO Para o utilizador OASiS... 3 O que é um sistema de segurança?... 3 Códigos (cartões) de acesso ao Sistema... 3 Activar o Sistema

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO SISTEMA DE INCÊNDIO MENVIER MF9300 MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO PRETRÓNICA 1 CONTEÚDO Painel de Controlo e Indicadores Pag. 3 Operação do Painel Pag. 4 Geral Modo Normal Modo Programação Ligação

Leia mais

Global Security Network GSN Brasil. 1

Global Security Network GSN Brasil. 1 Global Security Network GSN Brasil. 1 Operação Básica O teclado Spectra 1689 e o Teclado 1641 (cristal liquido) funcionam da mesma maneira, Mas não oferecem a mesma visualização. Nesta seção veremos suas

Leia mais

manual DE OPERAÇÃO SISTEMA DE ALARME DE INCÊNDIO ENDEREÇAVEL SOLARA125

manual DE OPERAÇÃO SISTEMA DE ALARME DE INCÊNDIO ENDEREÇAVEL SOLARA125 manual DE OPERAÇÃO SISTEMA DE ALARME DE INCÊNDIO ENDEREÇAVEL SOLARA125 INDICE 1 COMANDOS E SINALIZAÇÕES DA CENTRAL... 3 1.1 DISPOSITIVOS DE INDICAÇÃO... 4 1.2 NIVEIS DE ACESSO AO TECLADO... 5 1.3 TECLAS

Leia mais

Biblioteca de aplicações

Biblioteca de aplicações Biblioteca de aplicações Observação: as descrições que se seguem mostram as ligações que permitem aceder à aplicação correspondente. Se o software Zelio Soft 2 estiver instalado, clique uma vez na ligação

Leia mais

Manual de Instalação da Série ZP1-X3E

Manual de Instalação da Série ZP1-X3E Manual de Instalação da Série ZP1-X3E P/N 501-419521-1-10 REV 01 ISS 12MAR14 Copyright Marcas comerciais e patentes Fabricante Versão Certificação Directivas da União Europeia 2014 UTC Fire & Security.

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL E DO SISTEMA DE DETECÇÃO E ALARME DE INCÊNDIO A EQUIPEL assegura ao proprietário deste aparelho garantia de 01 ano contra qualquer defeito de peça ou de fabricação desde que,

Leia mais

Referência do Modelo: 54311 Termóstato de Ambiente Electrónico, Programável. Manual de Instalação e Funcionamento

Referência do Modelo: 54311 Termóstato de Ambiente Electrónico, Programável. Manual de Instalação e Funcionamento Referência do Modelo: 54311 Termóstato de Ambiente Electrónico, Programável Manual de Instalação e Funcionamento www.chacon.be hotline@chacon.be Índice 1. Introdução...3 2. Características técnicas...6

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Manual de Instruções Especificações técnicas Voltagem de funcionamento: 12V Voltagem de reserva (Backup): 12V Frequência de funcionamento: 433MHz Sonoridade do alarme: 85dB Características de função Podem

Leia mais

CENTRAL ANALÓGICA DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS ID3000. Manual de funcionamento

CENTRAL ANALÓGICA DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS ID3000. Manual de funcionamento NOTIFIER ESPAÑA, S.L. Avda Conflent 84, nave 23 Pol. Ind. Pomar de Dalt 08916 Badalona (Barcelona) Tel.: 93 497 39 60; Fax: 93 465 86 35 CENTRAL ANALÓGICA DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS ID3000 Manual de funcionamento

Leia mais

Software da Impressora

Software da Impressora Software da Impressora Acerca do Software da Impressora O software Epson inclui o controlador de impressão e o EPSON Status Monitor 3. O controlador de impressão é um software que permite controlar a impressora

Leia mais

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR

SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Leaseplan Portugal Bertrand Gossieaux SIM - SUPPLIERS INVOICING MANAGER - MANUAL DE UTILIZADOR Page2 INDICE 1. LOGIN, ESTRUTURA E SAÍDA DO SIM... 3 a) Login... 3 b) Estrutura principal... 4 c) Saída da

Leia mais

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO

Manual do Usuário. Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Telefone Sem Fio LS3 MANUAL DO USUÁRIO Introdução 3 1. Indicações de segurança 4 2 Instrução ao teclado e aos ícones 6 2.1 Teclado 6 2.2 Ícones 7 3 Instalação 7 3.1 Instalação do sim card 7 3.2 Carregando

Leia mais

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim

Manual do usuário. Central de alarme de incêndio Slim Manual do usuário Central de alarme de incêndio Slim Central de alarme de incêndio Slim Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Engesul. Este manual é válido apenas para

Leia mais

Central de alarme de incêndio sem fios VIT01 Manual de instruções

Central de alarme de incêndio sem fios VIT01 Manual de instruções Central de alarme de incêndio sem fios VIT01 Manual de instruções Revisão 8/10.13 Conteúdo 1. Introdução... 6 2. Terminologia... 6 3. Características técnicas... 7 3.1. Dispositivos / Zonas... 7 3.2. Parâmetros

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

Manual de programação da central VERITAS

Manual de programação da central VERITAS Manual de programação da central VERITAS A programação não é normalmente necessária dado a programação de fábrica ter sido seleccionada para satisfazer a grande parte das instalações. Todavia todas as

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Gestão de Stocks Local. v2011 Manual Avançado Gestão de Stocks Local v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Produto... 5 b) Activar gestão de stocks... 5 i. Opção: Faz gestão de stocks... 5 ii.

Leia mais

Sistema de Alarme De Intrusão

Sistema de Alarme De Intrusão Sistema de Alarme De Intrusão Linha Fixa Sem fio Modelo Key 2013-01 V1.0 Declaração Este equipamento deve ser instalado e utilizado em estrita conformidade com as instruções dadas neste documento. A Virtualtrónica

Leia mais

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções

Painel sinóptico BAT 100 LSN. Guia de instruções Painel sinóptico BAT 100 LSN pt Guia de instruções Painel sinóptico Índice pt 3 Índice 1 Instruções de segurança 4 2 Descrição funcional 4 3 Vista geral do sistema 6 4 Instalação 7 5 Ligação 11 6 Manutenção

Leia mais

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006 SOLUTION Painel Convencional de Alarme de Incêndio TABELA DE CONTEÚDO Capitulo 1: Descrição do Produto... 2 1.1: Características...2 1.2: Especificações...2 Capitulo 2: Lógica de Detecção e Alarme de Incêndios...

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR

MANUAL DO UTILIZADOR MANUAL DO UTILIZADOR 3300 ICP 7.0 Conteúdo ACERCA DO TELEFONE 1 Elementos do Telefone 4 Seleccionar Opções de Menu 7 Utilizar o IP Phone no Modo Remoto 8 Acerca de Códigos de Acesso a Funcionalidades 8

Leia mais

O ícone do programa a ser utilizado para programa o CLP é aparecerá a tela abaixo:

O ícone do programa a ser utilizado para programa o CLP é aparecerá a tela abaixo: UNIDADE 1: CONFIGURAÇÃO O ícone do programa a ser utilizado para programa o CLP é aparecerá a tela abaixo: Pc12.lnk, ao ser clicado, Para iniciar um projeto, utilize a barra de ferramentas abaixo: Clique

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador 24849402-04_09 ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS.................................................................. Pag. 4 Características técnicas..............................................................................

Leia mais

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A.

Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. WinREST Sensor Log A Restauração do Séc. XXI WinREST Sensor Log Copyright 2008 GrupoPIE Portugal, S.A. 2 WinREST Sensor Log Índice Índice Pag. 1. WinREST Sensor Log...5 1.1. Instalação (aplicação ou serviço)...6

Leia mais

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01

PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 PAINEL DE ALARME VERSÃO 01 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes; 95 usuários, 3 usuários temporários, além

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final)

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) 1 - INTRODUÇÃO: CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO MULTIPLEX Série AIM48 (Final) Trata-se de uma sistema de alarme de incêndio para utilização onde há somente acionadores manuais e sirenes convencionais, não

Leia mais

Manual de Instruções Instalação Operação e Manutenção

Manual de Instruções Instalação Operação e Manutenção STATUS ZONAS COMANDOS FOGO AVARIA ISOLADO FOGO 1 2 3 4 5 6 7 8 TESTE AVARIA ISOLAMENTOS 1 5 SILENCIAR BESOURO REPOSIÇÃO DO SISTEMA 1 2 TESTE 2 6 TESTE DE LEDS 3 AC 3 7 AVARIA SISTEMA 4 8 SIRENES ACTIVAR/

Leia mais

Manual de Instalação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F

Manual de Instalação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F Manual de Instalação dos Painéis de Alarme de Incêndio da Série 2X-F P/N 501-405021-1-20 REV 2.0 ISS 04MAY11 Copyright Marcas comerciais e patentes Fabricante Versão Certificação Directivas da União Europeia

Leia mais

G5 Security Alarm System. GSM/SMS/RFID Touch Alarm system. Especificações:

G5 Security Alarm System. GSM/SMS/RFID Touch Alarm system. Especificações: G5 Security Alarm System GSM/SMS/RFID Touch Alarm system Especificações: - ARM + Auror CPU - Suporta 10 controlos remotos - Suporta 50 sensores sem fios - Suporta 50 Tags RFID - 1 Milhão de combinações

Leia mais

Manual do Software Versão 2.0

Manual do Software Versão 2.0 Manual do Software Versão 2.0 1.0 INSTALAÇÃO 5 1.1 Software e acessórios 5 1.2 Instalação do software sob Windows 95/98/NT 5 1.3 Instalação da interface 7 2.0 O ECRÃ INICIAL 8 2.1 Iniciar o programa 8

Leia mais

Manual de Utilizador

Manual de Utilizador Manual de Utilizador Revisão 1.0 Tabela de Símbolos: Zonas 1-24 OFF Zona está fechada Central Desarmada ON Zona está aberta Central Armada Mostra estado da Zona Mostra Alarme Individual de Tamper Mostra

Leia mais

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO

PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO PAINEL DE ALARME GUIA DE INSTALAÇÃO Active 20 GPRS Rev00 23/04/2009 1- CARACTERÍSTICAS GERAIS 8 Zonas duplas programáveis, mais 1 zona por teclado; 4 Teclados endereçáveis com programações independentes;

Leia mais

Manual de Utilizador

Manual de Utilizador Manual de Utilizador -2- Índice Índice...3 1: Introdução...4 1.1: Componentes do Sistema de Segurança...4 1.2: Monitorização do Sistema...5 2: Interface do Utilizador...7 2.1: Painel de Controlo Teclado...7

Leia mais

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693

Seu manual do usuário EPSON LQ-630 http://pt.yourpdfguides.com/dref/1120693 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

Migrar para o Access 2010

Migrar para o Access 2010 Neste Guia Microsoft O aspecto do Microsoft Access 2010 é muito diferente do Access 2003, pelo que este guia foi criado para ajudar a minimizar a curva de aprendizagem. Continue a ler para conhecer as

Leia mais

DCD DCD 100 - (AU02100) DCD 200 - (AU02124) Teclado INSTRUÇÕES PARA A INSTALAÇÃO

DCD DCD 100 - (AU02100) DCD 200 - (AU02124) Teclado INSTRUÇÕES PARA A INSTALAÇÃO DCD DCD 100 - (AU02100) DCD 200 - (AU02124) Teclado INSTRUÇÕES ARA A INSTALAÇÃO 2 DCD Este produto foi testado em Gi.Bi.Di. verificando a correspondência perfeita das características ao normas vigentes.

Leia mais

www.mundialsecurity.com.br - Rua André de almeida, 1961 São Mateus - São Paulo SP - CEP. 03950-000 + 55 11 5641-1618

www.mundialsecurity.com.br - Rua André de almeida, 1961 São Mateus - São Paulo SP - CEP. 03950-000 + 55 11 5641-1618 Manual de Instalação ÍNDICE...... 3 GLOSSÁRIO DE TERMOS...... 4 Entendendo as luzes... 5 Luz Armado...... 5 BYPASS LUZ...... 5 CANCELAR LUZ...... 5 SINAL DE LUZ...... 5 De saída da luz...... 5 LUZ DE INCÊNDIO......

Leia mais

Manual do Usuário. TVA Digital

Manual do Usuário. TVA Digital Manual do Usuário TVA Digital AF_Manual_TV_SD_8.indd 1 AF_Manual_TV_SD_8.indd 2 Parabéns por escolher a TVA Digital! Além de optar por uma excelente programação, você terá uma série de recursos e interatividade.

Leia mais

Plus - Manual do equipamento

Plus - Manual do equipamento Plus - Manual do equipamento Plus - Manual do equipamento SUMÁRIO 1. CUIDADOS COM O EQUIPAMENTO... 4 2. DESCRIÇÃO... 5 2.1 Dimensões... 5 2.2 Funções e Características... 5 3. INSTALAÇÃO... 6 3.1 Gabarito

Leia mais

ID50 Series Panel - Operating Manual CENTRAL ANALÓGICA DETEÇÃO DE INCÊNDIOS ID50. Manual de funcionamento

ID50 Series Panel - Operating Manual CENTRAL ANALÓGICA DETEÇÃO DE INCÊNDIOS ID50. Manual de funcionamento ID50 Series Panel - Operating Manual NOTIFIER ESPAÑA, S.L. Avda Conflent 84, nave 3 Pol. Ind. Pomar de Dalt 0896 Badalona (Barcelona) Tel.: 93 497 39 60; Fax: 93 465 86 35 CENTRAL ANALÓGICA DETEÇÃO DE

Leia mais

M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR. v1.0 REV. 10/2015

M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR. v1.0 REV. 10/2015 M150SP MANUAL DO UTILIZADOR / INSTALADOR v1.0 REV. 10/2015 00. CONTEÚDO 01. AVISOS DE SEGURANÇA ÌNDICE 01. AVISOS DE SEGURANÇA NORMAS A SEGUIR 02. O DISPOSITIVO CARACTERISTICAS TÉCNICAS ASPETO VISUAL LEGENDA

Leia mais

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador

VM Card. Referência das Definições Web das Funções Avançadas. Manuais do Utilizador VM Card Manuais do Utilizador Referência das Definições Web das Funções Avançadas 1 Introdução 2 Ecrãs 3 Definição de Arranque 4 Informações de Função Avançada 5 Instalar 6 Desinstalar 7 Ferramentas do

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Impressora de etiquetas QL-700 Leia e compreenda este manual antes de usar a máquina. Recomendamos que o mantenha num local acessível para futuras consultas. www.brother.com POR ver.

Leia mais

Destaques. Um único sistema de controlo para segurança e conforto; Desempenho elevado e tecnologia de futuro da Siemens;

Destaques. Um único sistema de controlo para segurança e conforto; Desempenho elevado e tecnologia de futuro da Siemens; 1 Não há nada melhor do que saber que a sua família está em casa e em segurança. Agora imagine se pudesse melhorar a segurança e conforto do seu lar apenas com a instalação de um sistema Impossível? Então

Leia mais

Software de aplicação Tebis

Software de aplicação Tebis 5 Software de aplicação Tebis TL304C V 1 x 4 entradas TL310A V 1 x 10 entradas TL302B V 1 x 2 entradas TL304B V 1 x 4 entradas Referência do produto TXA304 TXA310 TXB302 TXB304 Descrição Módulo 4 entradas

Leia mais

Segurança 24, Lda VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR

Segurança 24, Lda VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR VIDEOGRAVADOR DIGITAL EM DISCO DURO TRANSMISOR POR TCP-IP SERVIDOR WEB MANUAL DO UTILIZADOR Capítulo 4 Guia Básico de Operação 4.1 Ligar o DVR Nota: Certifique-se que liga correctamente os conectores de

Leia mais

S A D I José Rui Ferreira

S A D I José Rui Ferreira Concepção de Instalações Eléctricas S A D I José Rui Ferreira Setembro 2000 SADI - Sistema Automático de Detecção de Incêndios Índice - Introdução - Equipamento - Concepção da instalação - Instalação eléctrica

Leia mais

MANUAL DO UTILIZADOR. www.only-pt.pt

MANUAL DO UTILIZADOR. www.only-pt.pt SISTEMA AUTOMAÇÃO DE SEGURANÇA SOM MANUAL DO UTILIZADOR www.only-pt.pt INTRODUÇÃO... 4 INTRUSÃO zonas periféricas e interiores... 4 SEGURANÇA zonas 24 horas... 5 UNIDADES DO SISTEMA DE SEGURANÇA ONLY...

Leia mais

GE Security. Série KM260-21 sistema de detecção de monóxido de carbono Guia de instalação e do utilizador

GE Security. Série KM260-21 sistema de detecção de monóxido de carbono Guia de instalação e do utilizador GE Security Série KM260-21 sistema de detecção de monóxido de carbono Guia de instalação e do utilizador Copyright Copyright (2006), GE Security B.V.. Todos os direitos reservados. Este documento não pode

Leia mais

Instalação e Funcionamento da Back-UPS Pro 1200/1500 230 V

Instalação e Funcionamento da Back-UPS Pro 1200/1500 230 V Instalação e Funcionamento da Back-UPS Pro 1200/1500 230 V l Inventário Segurança bu001a (2) Não instale a Back-UPS onde fique exposta à luz solar directa, haja excesso de calor, humidade ou onde possa

Leia mais

JUNIOR V4 CENTRAL DE DETECÇÃO DE INCÊNDIO. MANUAL DO UTILIZADOR Versão 2.0 / 04-2013

JUNIOR V4 CENTRAL DE DETECÇÃO DE INCÊNDIO. MANUAL DO UTILIZADOR Versão 2.0 / 04-2013 JUNIOR V4 - ENTRL DE DETEÇÃO DE INÊNDIO Manual do Utilizador - Versão 2.0 / 04-2013 JUNIOR V4 ENTRL DE DETEÇÃO DE INÊNDIO MNUL DO UTILIZDOR Versão 2.0 / 04-2013 JUNIOR V4 - ENTRL DE DETEÇÃO DE INÊNDIO

Leia mais

TeleTek. Painel MAG2 / MAG4 Manual de Instalação

TeleTek. Painel MAG2 / MAG4 Manual de Instalação TeleTek. Painel MAG2 / MAG4 Manual de Instalação Versão 1.3 Leia este manual antes de ligar o equipamento e mantenha-o em segurnaça para futura referência. Instruções de instalação Informação Geral 2 Usar

Leia mais

ANEXO IV EQUIPAMENTOS RELATIVOS AO SISTEMA AUTOMÁTICO DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS

ANEXO IV EQUIPAMENTOS RELATIVOS AO SISTEMA AUTOMÁTICO DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS ANEXO IV EQUIPAMENTOS RELATIVOS AO SISTEMA AUTOMÁTICO DE DETECÇÃO DE INCÊNDIOS A - DETECTORES AUTOMÁTICOS Segundo [2], os detectores de incêndio são os aparelhos de detecção de incêndio que registam, comparam

Leia mais

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice

ZSRest/ZSPos. Manual de Stocks. BackOffice BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest/ZSPos FrontOffice... 4 4. Produto... 5 Activar gestão de stocks... 5 5. Armazém... 7 a) Adicionar Armazém... 8 b) Modificar Armazém... 8 c)

Leia mais

Manual PowerPoint 2000

Manual PowerPoint 2000 Manual PowerPoint 2000 Índice 1. INTRODUÇÃO 1 2. DIRECTRIZES PARA APRESENTAÇÕES DE DIAPOSITIVOS 1 3. ECRÃ INICIAL 2 4. TIPOS DE ESQUEMA 2 5. ÁREA DE TRABALHO 3 5.1. ALTERAR O ESQUEMA AUTOMÁTICO 4 6. MODOS

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES PRD 3L MANUAL DE INSTRUÇÕES LOCALIZAÇÃO DOS COMANDOS Antena telescópica Ligar/Desligar Botões de Memórias Indicador led de alarme Display (visor) Selector de banda e botão do relógio Botão de iluminação

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda)

ZS Rest. Manual de Iniciação. FrontOffice (ponto de venda) Manual de Iniciação FrontOffice (ponto de venda) 1 1. Índice 2. Introdução... 3 3. Iniciar o ZSRest FrontOffice... 4 4. Início de Operador... 5 b) Fazer login de Empregado:... 5 c) Botões de Acção:...

Leia mais

Sistemas automáticos de detecção de intrusão

Sistemas automáticos de detecção de intrusão EB 2,3 Ciclos de Gondomar AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GONDOMAR Sistemas automáticos de detecção de intrusão A instalação de sistemas automáticos de detecção de intrusão é, hoje em dia, um facto generalizado

Leia mais

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra

SUNNY CENTRAL. 1 Introdução. Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra SUNNY CENTRAL Avisos relativos à operação de um gerador fotovoltaico ligado à terra 1 Introdução Alguns fabricantes de módulos recomendam ou exigem a ligação à terra negativa ou positiva do gerador fotovoltaico

Leia mais

1 Indicações de segurança

1 Indicações de segurança Actuador regulador universal 1 canal, 50-210 W com entrada binária N.º art. 3210 UP Manual de instruções 1 Indicações de segurança A instalação e a montagem de aparelhos eléctricos apenas devem ser realizadas

Leia mais

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização

CELSIUSNEXT WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31. Manual de instalação e utilização Manual de instalação e utilização CELSIUSNEXT 6720608913-00.1AL WTD 24 AM E23 WTD 24 AM E31 Ler as instruções de instalação antes de instalar o aparelho! Antes de colocar o aparelho em funcionamento, ler

Leia mais

GC2 Painel Guia do Usuário

GC2 Painel Guia do Usuário GC2 Painel Guia do Usuário V1.14 Firmware SISTEMA DE SEGURANÇA WIRELESS ATENÇÃO: AVISO DE INSTRUÇÕES DO PROPRIETÁRIO Não deve ser removido por ninguém, exceto ocupante CONTENIDO Visão geral do sistema.........................................................

Leia mais

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista

PORTUGUÊS. Mesa Digitalizadora. Manual do Utilizador. Windows 2000 / XP / Vista Mesa Digitalizadora Manual do Utilizador Windows 2000 / XP / Vista 1 I. Informação Geral 1. Visão Geral Bem-vindo ao mundo das canetas digitais! Irá descobrir que é muito fácil controlar o seu computador

Leia mais

Manual de Instruções. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Manual de Instruções. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Registrador Cartográfico de Ponto Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis Código Postal 83.322-010 Pinhais - Paraná - Brasil Fone: +55 41 3661-0100 Manual

Leia mais

Manual de Recuperação, Cópias de Segurança e Resolução de Problemas. Crie os suportes de recuperação imediatamente após a configuração.

Manual de Recuperação, Cópias de Segurança e Resolução de Problemas. Crie os suportes de recuperação imediatamente após a configuração. Manual de Recuperação, Cópias de Segurança e Resolução de Problemas Crie os suportes de recuperação imediatamente após a configuração. Conteúdo Introdução... 3 Acerca da recuperação... 3 Acerca da cópia

Leia mais

Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Param. Mensagem

Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Param. Mensagem Minha habitação Aplicação para telemóvel Manual de instalação e utilização PT Alarme Aquecimento Quarto Sala Cozinha Garagem Presente Mensagem Índice 1- Apresentação...............................................3

Leia mais

TKVAP404 - instruções programação

TKVAP404 - instruções programação TKVAP44 - instruções programação 1 s de programação 1 1 1 2 1 3 2 1 2 2 2 3 2 4 3 1 3 2 3 3 3 4 4 1 4 2 5 1 5 2 5 3 5 4 6 1 6 2 6 3 6 4 6 5 6 6 7 1 7 2 7 3 7 4 7 5 7 6 7 7 7 8 1 1 1 2 1 3 1 4 1 6 1 7 1

Leia mais

Instruções de utilização do portal Web da Visteon

Instruções de utilização do portal Web da Visteon FORD MOTOR COMPANY LIMITED Issued by European Warranty Operations Ford Customer Service Division Instruções de utilização do portal Web da Visteon 1. Entrar Na janela de endereço no seu browser da internet,

Leia mais

Controlo de acessos em rede

Controlo de acessos em rede Manual do software Controlo de acessos em rede Access (Versão do software: 1.0.2) (Versão do documento: 1.0.9) Para mais informação, visite o nosso website: www.simonalert.com Página - 1 - Para mais informação,

Leia mais

Vehicle Security System VSS3 - Alarm system remote

Vehicle Security System VSS3 - Alarm system remote Vehicle Security System VSS3 - Alarm system remote Comando à distância do sistema de alarme Guia de definições - Portuguese Estimado Cliente, Neste guia encontrará informações e a descrição de operações

Leia mais

Data da última revisão 20 de Março de 2001 Criador: Danilo José Pino Quintiliano Departamento de Engenharia de Aplicações. Moeller Electric Ltda

Data da última revisão 20 de Março de 2001 Criador: Danilo José Pino Quintiliano Departamento de Engenharia de Aplicações. Moeller Electric Ltda Programação easy IEC / EN 60947 Programação easy Data da última revisão 20 de Março de 2001 Criador: Danilo José Pino Quintiliano Departamento de Engenharia de Aplicações Moeller Electric Ltda Rua Wallace

Leia mais

Painel de controlo. MPC-xxxx-C FPA-1200-MPC-C. pt Guia de instruções

Painel de controlo. MPC-xxxx-C FPA-1200-MPC-C. pt Guia de instruções Painel de controlo MPC-xxxx-C FPA-1200-MPC-C pt Guia de instruções Painel de controlo Índice pt 3 Índice 1 Para sua informação 8 1.1 Ilustração dos passos 8 1.2 Chamar o menu inicial 8 1.3 Alterar o idioma

Leia mais

FireNET Plus Sistema de Alarme de Incêndio Analógico

FireNET Plus Sistema de Alarme de Incêndio Analógico FireNET Plus Sistema de Alarme de Incêndio Analógico Manual de Operação PROLINE EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS LTDA. MANUAL DE OPERAÇÃO PORT. REV 1.0 Seção 1 Operações e programação básicas do painel frontal...4

Leia mais

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00

Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Manual de Utilizador Aplicação Cliente Web Versão 1.0.00 Edição 1 Agosto 2011 Elaborado por: GSI Revisto e Aprovado por: COM/ MKT Este manual é propriedade exclusiva da empresa pelo que é proibida a sua

Leia mais

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice

ZS Rest. Manual de Iniciação. BackOffice Manual de Iniciação BackOffice 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Iniciar o ZSRest... 3 a) BackOffice:... 4 b) Acesso BackOffice:... 4 4. Zonas... 6 c) Criar Zona:... 7 d) Modificar Zona:... 8 e) Remover

Leia mais

Proudly made in Portugal. Dossier de Produto DP MGS P 04/2007 Sinta a Sua Segurança. O Sistema de Segurança MasterGuardian MGS foi concebido para proporcionar segurança, tranquilidade e conforto aos seus

Leia mais

Manual do utilizador

Manual do utilizador Manual do utilizador Índice Acerca da nova impressora......................................................................5 Introdução.....................................................................................5

Leia mais

GUIA DE PROGRAMAÇÃO ESPIRIT SOFTWARE VERSÃO 3.10

GUIA DE PROGRAMAÇÃO ESPIRIT SOFTWARE VERSÃO 3.10 GUIA DE PROGRAMAÇÃO ESPIRIT SOFTWARE VERSÃO 3.10 RESET DA CENTRAL O Código do instalador deve estar destrancado (endereço 058: qualquer valor diferente de 147) Para Resetar Remova a bateria e desligue

Leia mais

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho.

Manual de instruções. Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312. Para o utilizador. Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. Manual de instruções Caldeira de condensação a gás Logano plus GB312 Para o utilizador Leia atentamente antes de utilizar o aparelho. 7 747 010 152-01/2007 PT Índice 1 Para a sua segurança...........................................

Leia mais

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual.

604 wifi. Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. 604 wifi FUNÇÕES WIFI e Internet Suplemento ao Manual do Utilizador ARCHOS 504/604 Versão 1.2 Visite www.archos.com/manuals para transferir a versão mais recente deste manual. Este manual contém informações

Leia mais