SUMÁRIO DOS NOVOS LIVROS DE MATEMÁTICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUMÁRIO DOS NOVOS LIVROS DE MATEMÁTICA"

Transcrição

1 SUMÁRIO DOS NOVOS LIVROS DE MATEMÁTICA Legenda Números e operações Grandezas e medidas Espaço e forma Tratamento da informação - ao longo dos capítulos UNIDADE 1 1º ANO 1. Noções e conceitos Noções de grandeza Noções de posição / localização Noções de quantidade Classificação Seriação Conservação 2. Símbolos e códigos Uso e função dos números Números e seus registros Contagem e ordem Pequenas quantidades Valorizar a riqueza e a abrangência dos conceitos matemáticos; Estabelecer relações de semelhanças e diferenças de grandezas, representando-as de diferentes maneiras; Reconhecer posição, localização e direção a partir de orientações dadas; Identificar critérios de classificação, seriação e conservação de quantidades em contextos familiares ou frequentes; Identificar igualdades e desigualdades entre quantidades; Coletar e organizar informações através de registros pessoais para comunicação das mesmas. Demonstrar curiosidade por questionar, explorar e interpretar os diferentes usos dos números, reconhecendo sua utilidade na vida cotidiana; Utilizar a contagem oral nas brincadeiras e nas situações em que perceba sua necessidade; Identificar números em diferentes contextos; Associar a denominação do número a seu símbolo; Formular hipóteses sobre escritas numéricas relativas a números familiares;

2 Par e impar Realizar contagem oral no sentido ascendente e descendente (de 1 em 1; 2 em 2; 5 em 5; 10 em 10); Realizar contagem oral de objetos observando a sequência numérica; Identificar a posição de um objeto ou número numa série, mostrando a ideia de antes e depois; Comunicar e comparar quantidades a partir da contagem oral, registros convencionais e não convencionais entre coleções; Construir o significado do número natural em diferentes usos sociais; Diferenciar números pares e ímpares; Ler e interpretar informação numérica contida em imagens; Explorar a função do número como código na organização de informações. 3. Caminhos e formas Retas e curvas Percursos e trajetos Perceber a posição e a movimentação de pessoas e objetos relacionados a percursos, trajetos e espaços, considerando pontos de referência; Utilizar nomenclatura específica nas relações de posição e movimentação; Distinguir linhas e curvas na representação de percursos e trajetos percorridos; Localizar-se no espaço escolar; Representar sua posição por meio de desenhos; Ler croquis simples que identifiquem posições de objetos e pessoas; Elaborar listas para comunicar uma informação obtida. UNIDADE 2 4. Medidas e comparações Padrões de medidas Comprimento Massa Capacidade Reconhecer diferentes padrões de medição em situações familiares ou frequentes; Comparar grandezas de mesma natureza a partir de diferentes procedimentos; Conhecer noções de tempo, comprimento, massa, capacidade e sistema monetário através de medidas convencionais e não convencionais;

3 Tempo Sistema monetário 5. Mais símbolos e códigos A dezena Outros números e seus registros 6. Figuras geométricas Quadrado Triângulo Retângulo Círculo Reconhecer o uso do dinheiro (cédulas e moedas) em situações familiares ou frequentes; Coletar e organizar medidas familiares; Ler e interpretar uma tabela simples. Valorizar a troca de experiências com os colegas como forma de aprendizagem; Perceber diferentes agrupamentos numéricos; Reconhecer a dezena como um agrupamento de 10 elementos; Produzir escrita numérica e valores a partir de pequenas quantidades; Criar registros pessoais para comunicação das informações coletadas ou obtidas. Reconhecer a diversidade divina a partir das diferentes figuras e formas presentes na natureza; Explorar e identificar propriedades geométricas de figuras e formas (contorno, dimensão, número de lados); Construir figuras planas com o uso do tangram; Estabelecer diferenças entre as figuras planas que compõem o trangram; Identificar as quantidades das figuras que compõem um tangram. UNIDADE 3 7. Ideias de adição Juntar Acrescentar Respeitar as diferentes estratégias de pensar do outro, relacionado ao mesmo conceito matemático; Identificar a ideia de adição através das ações de juntar e acrescentar; que envolvem ideias de adição; Indicar o número resultante da reunião de duas coleções; Indicar o número resultante do acréscimo de objetos a uma coleção; Utilizar o cálculo mental e a estimativa como

4 8. Ideias de subtração Retirar Completar Comparar 9. Objetos e suas formas Esfera Cubo Cilindro Cone procedimentos para efetuar a adição; Calcular e registrar a adição por meio de estratégias pessoais ou técnicas convencionais. Valorizar o pensamento do outro relacionado ao mesmo conceito matemático; Identificar a ideia de subtração através das ações de: retirar, completar e comparar; que envolvem ideias de subtração; Indicar o número resultante da retirada de elementos de uma coleção; Indicar o número do acréscimo de objetos a uma coleção para que esta tenha tantos elementos quantos os da outra coleção; Indicar o número de objetos de uma coleção a partir da separação entre esta e outra coleção de quantidade conhecida; Utilizar o cálculo mental e a estimativa como procedimentos para efetuar a subtração; Calcular e registrar a subtração por meio de estratégias pessoais ou técnicas convencionais. Observar o poder criativo de Deus a partir de diferentes objetos e suas formas encontrados na natureza; Observar as características das formas geométricas presentes na natureza e nos espaços construídos pelo ser humano; Comparar objetos do espaço físico com objetos geométricos; Utilizar a nomenclatura específica para os objetos. UNIDADE Dobro Perceber o inexplicável poder multiplicador de Deus a partir da explicável multiplicação humana; Identificar a ideia de multiplicação através dos conceitos de dobro; que envolvem ideias de multiplicação; Compor uma coleção com duas vezes mais objetos que a outra coleção;

5 Utilizar o cálculo mental e a estimativa como procedimentos para efetuar a multiplicação; Experimentar e registrar a multiplicação por meio de estratégias pessoais. 11. Metade Valorizar o ato de compartilhar com o próximo como uma necessidade urgente da vida humana; Identificar a ideia de divisão relacionada ao conceito de metade; que envolvem ideias de divisão; Compor uma coleção com a metade de objetos de outra coleção; Organizar os objetos de uma coleção em quantidades iguais em situações em que isso seja possível; Utilizar o cálculo mental e a estimativa como procedimentos para efetuar a divisão; Experimentar e registrar a divisão por meio de estratégias pessoais. 12. Imagens e suas formas Apreciar as formas e dimensões estéticas do ser humano como um reflexo da estética ilimitada de Deus; Identificar semelhanças e diferenças entre as formas dos objetos de seu cotidiano; Diferenciar imagens planas e espaciais em figuras familiares ou frequentes; Representar figuras familiares ou frequentes por meio de desenho; Concluir que as figuras espaciais são compostas por superfícies planas. UNIDADE 1 2º ANO 1. Números e códigos numéricos Números e ordem Antecessor e sucessor Pares e ímpares Perceber que o uso de números e códigos numéricos é um atributo exclusivo do ser humano; Reconhecer a existência de códigos numéricos e sua função; Valorizar a troca de experiências com os colegas como forma de aprendizagem; Construir o significado do número natural em diferentes

6 usos sociais; Diferenciar números pares e ímpares; Identificar a posição de um objeto ou número numa série, mostrando a ideia de antecessor e sucessor; Formular hipótese sobre a grandeza numérica pela identificação da quantidade de algarismo que compõe sua escrita e/ou pela posição ocupada pelos algarismos que compõem sua escrita. 2. Quantidades e agrupamentos Unidade e dezena Dúzia e meia dúzia 3. Sólidos e figuras geométicas Os sólidos Figuras Comparar e agrupar quantidades; Reconhecer o significado dos termos: unidade e dezena, dúzia e meia dúzia e estabelecer suas relações; Utilizar diferentes estratégias de contagem, formação de pares, agrupamentos e estimativas para quantificar elementos de uma coleção. Identificar formas geométricas presentes na natureza e nos espaços construídos pelo ser humano; Relacionar figuras planas e sólidos geométricos, sem uso obrigatório da nomenclatura convencional; Comparar objetos geométricos cúbicos, esféricos, cilíndricos, piramidais e conoidais; Comparar figuras geométricas quadrangulares, retangulares, circulares e triangulares; Compreender que as vistas lateral, frontal e superior de um sólido são figuras planas; Analisar planificações dos sólidos geométricos, estabelecendo relações entre: cubos e quadrados, paralelepípedos e retângulos, pirâmides e triângulos, esferas e círculos. UNIDADE 2 4. Mais números Outros números Composição e decomposição de números Produzir escritas numéricas, identificando regularidades e regras do sistema de numeração decimal para números de dois ou mais algarismos; Reconhecer quantidades até 99 Realizar agrupamentos para contar, comparar e calcular quantidades; Compor a quantidade 100 a partir de agrupamentos de 10;

7 5. Adição Ideias de adição Adição com três parcelas 6. Subtração Ideias da subtração Subtração com três parcelas Compor e decompor quantidades utilizando diferentes recursos. Explorar o significado de juntar e acrescentar, utilizando registros formais e não formais; que envolvem ideias de adição; Indicar o número resultante da reunião de duas coleções, utilizando registros convencionais e não convencionais; Indicar o número resultante do acréscimo de objetos a uma quantidade; Realizar cálculos de adição com três parcelas, utilizando diferentes recursos e procedimentos. Compreender o significado de tirar, comparar, completar e separar, utilizando registros formais e não formais; que envolvem ideias de subtração; Indicar o número resultante da retirada de quantidades; Indicar o número do acréscimo de objetos a uma quantidade para que esta tenha tantos elementos quantos os da outra quantidade; Utilizar o cálculo mental e a estimativa como procedimentos para efetuar a subtração, utilizando registros convencionais e não convencionais; Realizar cálculos de subtração com três parcelas, utilizando diferentes procedimentos e recursos. UNIDADE 3 7. Medidas e comparações Medida de tempo Medida de comprimento Medida de massa Medida de capacidade Valorizar o sábio uso do tempo nas atividades cotidianas; Valorizar a importância das medidas para resolver problemas cotidianos; Identificar a hora como unidade padrão de medida de tempo; Estabelecer noções de duração e sequência temporal na realização de tarefas;

8 Realizar estimativas envolvendo medidas; Relacionar entre si as unidades de tempo: dia, semana, mês, ano, utilizando o calendário; Resolver situações matemáticas envolvendo as medidas de comprimento, massa e capacidade, utilizando estratégias pessoais; Identificar uso e função dos instrumentos de medida convencionais (fita métrica, régua, metro, balança e recipientes com marcação de 1 litro); Comparar grandezas de mesma natureza utilizando instrumentos de medida conhecidos (fita métrica, régua, metro, balança e recipientes com marcação de um litro); Identificar informações relacionadas à medidas e comparações em diferentes portadores de texto. 8. Sistema monetário brasileiro Real Partes do Real 9. Adição e subtração Adição sem reagrupamento Subtração sem reagrupamento Adição e subtração com reagrupamento Valorizar o uso consciente do dinheiro; Discutir sobre a relação entre consumo consciente e sustentabilidade; Tomar consciência sobre a relação entre os bens e recursos recebidos e a adoração a Deus; Reconhecer cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro; Realizar trocas entre cédulas e moedas em função de seus valores; Formular hipóteses sobre o valor monetário do real e partes do real; Listar valores monetários a partir do consumo pessoal; Realizar operações simples com o uso do dinheiro (valores e representações). Demonstrar interesse e curiosidade por conhecer diferentes estratégias de cálculo; que envolvem ideias de adição e subtração; Identificar as operações de adição e subtração em situações cotidianas; Utilizar o cálculo mental e a estimativa como procedimentos para efetuar a adição e a subtração, utilizando registros convencionais e não convencionais; Realizar cálculos de adição e subtração com duas ou mais parcelas por decomposição;

9 Realizar cálculos de adição e subtração com e sem reagrupamento; Realizar cálculos de adição e subtração com duas ou mais parcelas, utilizando diferentes recursos; Identificar o algoritmo como facilitador do cálculo da adição e subtração; Utilizar sinais convencionais (+, -, =) na escrita das operações de adição e subtração; Ler, interpretar e construir gráficos de coluna simples. UNIDADE Localização, movimentação e simetria Caminhos orientados e localização Simetria Vistas, plantas e croquis 11. Experimentos com a multiplicação A ideia de adicionar quantidades iguais A ideia de organização retangular A ideia de proporção Apreciar a simetria presente na natureza como um atributo criativo de Deus; Discutir sobre a redução gradativa de imagens simétricas na natureza como efeito da presença do pecado; Valorizar a utilidade de valores de referência para localizar-se e para identificar a localização de objetos no espaço; Interpretar e representar posições de movimentação no espaço a partir da análise de: maquetes, esboços, croquis, itinerários, vistas e plantas; Conhecer figuras simétricas; Identificar o eixo de simetria em figuras simétricas; Interpretar noções de espaço a partir de vistas (desenhos) e plantas; Ler croquis simples que identifiquem posições de objetos e pessoas. Evidenciar interesse e curiosidade para conhecer diferentes estratégias de cálculo; Identificar o sentido da palavra vezes; Perceber a multiplicação em situações familiares ou frequentes; Conhecer a multiplicação a partir da soma de parcelas iguais; Reconhecer a multiplicação como organização ou arrumação retangular em uma coleção; Associar a multiplicação à ideia de proporção;

10 A ideia das combinações Dobro e triplo 12. Experimentos com a divisão A ideia de quantidade de grupos A ideia de repartir em partes iguais A ideia de medir Metade e terço Resolver situações matemáticas que envolvam as ideias da multiplicação, utilizando estratégias pessoais; Utilizar os conceitos de dobro e triplo em situações familiares ou frequentes; Ler e interpretar informações representadas por gráficos. Tomar consciência sobre a importância do compartilhamento de ideias na relação com seus pares; Demonstrar confiança na própria capacidade para elaborar estratégias pessoais diante das situações colocadas em sala; Perceber a divisão em situações familiares ou frequentes; Conhecer a divisão a partir de medições não convencionais; Associar a divisão à ideia de quantidades de grupos; Relacionar a divisão à ideia de repartir em partes iguais; Resolver situações matemáticas que envolvam as ideias da divisão, utilizando estratégias pessoais; Utilizar os conceitos de metade e terço em situações familiares ou frequentes; Coletar e organizar informações. 3º ANO UNIDADE 1 1. Uso e funções dos números Números Classificação e ordenação Composição e decomposição numérica Agrupamentos e reagrupamentos numéricos Perceber que o uso de números e códigos numéricos é um atributo exclusivo do ser humano; Notar que a linguagem matemática revela atributos de Deus como Criador e mantenedor do universo; Identificar, reconhecer e interpretar os significados do número em situações cotidianas que envolvem códigos, medidas e contagens; Classificar e ordenar números; Ler, escrever, compor e decompor números de acordo com as regras do sistema de numeração decimal; Representar números utilizando diferentes recursos; Compor e decompor números, utilizando diferentes

11 2. Sistema de numeração decimal Unidade, dezena e a centena Números maiores que 100 O milhar 3. Sólidos geométricos Prismas Pirâmides Cilindro,cone e esfera recursos e procedimentos; Estabelecer critérios de classificação e ordenação para informações coletadas ou obtidas; Identificar unidade, dezena e centena numa representação numérica; Compreender e construir a dezena, a centena e o milhar a partir de agrupamentos e reagrupamentos numéricos; Reconhecer o valor posicional do algarismo no sistema de numeração decimal; Ler e escrever números maiores que 100; Utilizar recursos diversos como estratégia para compreensão do sistema de numeração decimal; Utilizar a calculadora para verificação da adequação dos procedimentos pessoais e convencionais rumo aos resultados. Evidenciar sensibilidade pela observação de aproximações dos sólidos geométricos presentes nos espaços construídos pelo ser humano; Utilizar nomenclatura convencional para identificação dos sólidos geométricos; Comparar objetos físicos geométricos cúbicos, esféricos, cilíndricos, piramidais, prismáticos e conoidais; Identificar o sentido de faces, vértices e arestas num sólido geométrico; Diferenciar sólidos geométricos a partir de características específicas (faces, vértices, arestas); Reconhecer que as vistas lateral, frontal e superior de um sólido são figuras planas; Construir e planificar sólidos geométricos, estabelecendo relações entre: cubos e quadrados, paralelepípedos e retângulos, pirâmides e triângulos, esferas e círculos. UNIDADE 2 4. Adição Sem e com reagrupamento O algoritmo Discutir sobre a relação entre consumo consciente e justiça social; Demonstrar interesse e curiosidade por conhecer diferentes estratégias de cálculo;

12 Outros procedimentos para a adição 5. Subtração Sem e com reagrupamento O algoritmo Outros procedimentos para a subtração 6. Sistema monetário brasileiro Trocas e compras que envolvem ideias de adição; Realizar cálculos de adição sem e com reagrupamento; Realizar cálculo mental exato e aproximado a partir da decomposição de escritas numéricas; Realizar cálculo de adição com números compostos por dois ou mais algarismos, utilizando recursos variados; Identificar e utilizar o algoritmo usual como facilitador do cálculo da adição; Resolver problemas envolvendo a adição em situações cotidianas. Utilizar sinais convencionais (+, =) na escrita das operações de adição; Verificar resultados utilizando a calculadora. Demonstrar interesse e curiosidade por conhecer diferentes estratégias de cálculo; Relacionar as ideias de falta (a menos), sobra (a mais) e diferença à operação de subtração; que envolvem ideias de subtração; Realizar cálculos de subtração sem e com reagrupamento; Realizar cálculo mental exato e aproximado a partir da decomposição de escritas numéricas; Realizar cálculo de subtração com números compostos por dois ou mais algarismos, utilizando recursos diversos; Identificar o algoritmo como facilitador do cálculo da subtração; Resolver problemas envolvendo a subtração em situações cotidianas. Aplicar o algoritmo da subtração em situações que envolvam ações de tirar, compor, completar, separar; Utilizar sinais convencionais (-, =) na escrita das operações de subtração; Verificar resultados utilizando a calculadora; Ler e interpretar os dados obtidos em tabelas e gráficos. Explicar as consequências do consumismo para a vida sustentável no planeta Terra; Assumir a honestidade como um princípio ético cristão

13 A centena e o real necessário a sua vida; Identificar as ações de comprar, vender e trocar em situações do cotidiano; Identificar o real(centena)como unidade padrão que pode ser dividida em cem partes menores (centavos); Escrever o valor monetário contido em cédulas e moedas, conforme a norma padrão; Relacionar valores entre cédulas, moedas e produtos através da simulação de situações de compras e trocas; Coletar e organizar dados e informações a partir do consumo pessoal e familiar. UNIDADE 3 7. Ideias da multiplicação Soma de parcelas iguais Possibilidade ou combinatória Proporcionalidade Organização retangular A regularidade na multiplicação 8. Multiplicação O dobro, o triplo, o quádruplo, o quíntuplo Tabuada de 6 a 9 Por 10 e por 100 Por decomposição Evidenciar interesse e curiosidade para conhecer diferentes estratégias de cálculo; Conhecer a multiplicação a partir da soma de parcelas iguais; Reconhecer a multiplicação como organização ou arrumação retangular em uma coleção; Associar a multiplicação à ideia de proporção, possibilidade ou combinatória; Resolver situações matemáticas que envolvam as ideias da multiplicação, utilizando estratégias pessoais; Ler e interpretar informações representadas por gráficos. Utilizar os conceitos de dobro, triplo, quádruplo e quíntuplo em situações familiares ou frequentes; Relacionar os conceitos de dobro, triplo, quádruplo e quíntuplo com as tabuadas de 2, 3, 4 e 5; Utilizar sinais convencionais (x,=) na escrita da multiplicação; Construir e experimentar a tabuada de 6 a 9 em situações matemáticas cotidianas; Determinar o resultado de uma multiplicação por 10 e 100, observando regularidades que permitam sua

14 9. Ideias da divisão Repartir em partes iguais Medir Formação de grupos A divisão e a multiplicação divisão meio a meio O resto: divisão exata ou inexata? memorização; Realizar cálculos de multiplicação por decomposição; Resolver problemas envolvendo a multiplicação em situações cotidianas. Demonstrar confiança na própria capacidade para elaborar estratégias pessoais diante das situações colocadas em sala; Perceber a divisão em situações familiares ou frequentes; Relacionar as ideias de repartir em partes iguais, cabe quantos ( medir) e formação de grupos à operação de divisão; Resolver situações matemáticas que envolvam as ideias da divisão, utilizando estratégias pessoais; Associar a multiplicação e a divisão como operações inversas; Resolver problemas envolvendo a divisão em situações cotidianas. Utilizar sinais convencionais (:, =) na escrita da divisão; Utilizar-se da divisão meio a meio para obter outros resultados; Compreender o sentido de resto numa divisão; Identificar os restos possíveis numa divisão; Construir o conceito de divisão exata e inexata; Criar registros pessoais para comunicar informações coletadas. UNIDADE Mais multiplicação Multiplicação por 0 e por 1 O algoritmo: multiplicação sem reagrupamento O algoritmo: multiplicação com reagrupamento Compreender o significado da multiplicação por 0 e por 1 a partir da ideia da soma de parcelas iguais; Perceber semelhanças do algoritmo convencional com outros recursos e procedimentos variados; Identificar o algoritmo da multiplicação como um facilitador de multiplicações maiores em menor tempo; Construir o algoritmo da multiplicação; Realizar cálculos de multiplicação, utilizando o algoritmo usual; Resolver problemas envolvendo a multiplicação em situações cotidianas;

15 Utilizar o cálculo mental e a estimativa como procedimentos para efetuar a multiplicação; Verificar resultados utilizando a calculadora. 11. Medidas e comparações Medida de tempo Medida de temperatura Medida de comprimento Medida de massa Medida de capacidade 12. Imagens e movimentos Simetria e rotação Orientações, vistas e projeções (mapas e maquetes) Mosaicos Valorizar a importância das medidas para resolver problemas cotidianos; Perceber a necessidade de unidades padronizadas em situações cotidianas; Identificar a hora como unidade padrão de medida de tempo; Construir o conceito das medidas de tempo: dias, horas, minutos e segundos, relacionando-as entre si; Ler as horas em diferentes instrumentos; Relacionar as medidas de tempo às atividades diárias; Construir o conceito da medida de temperatura em grau Celsius; Construir conceitos de medida de comprimento: quilômetro, metro e centímetro, relacionando-as entre si; Construir conceitos de massa: tonelada, quilograma e grama, relacionando-as entre si; Construir conceitos de capacidade: litro e mililitro, relacionando-as entre si; Realizar estimativas envolvendo medidas; Resolver situações matemáticas envolvendo as medidas de tempo, temperatura, massa, capacidade e comprimento, utilizando estratégias pessoais; Utilizar instrumentos de medidas convencionais; Identificar informações relacionadas às medidas em diferentes portadores de texto. Identificar o eixo de simetria em figuras simétricas; Identificar movimentos de rotação em imagens; Explorar orientações, vistas e projeções através da interpretação e construção de mapas e maquetes; Representar o espaço por meio de maquetes; Apreciar mosaicos; Ler mapas e legendas.

OBJETIVOS E CONTEÚDOS

OBJETIVOS E CONTEÚDOS OBJETIVOS E CONTEÚDOS 1º BIMESTRE SISTEMA INTERATIVO DE ENSINO Matemática 1º ano Capítulo 1 Noções e conceitos Comparar e diferenciar grandezas e medidas (comprimento, massa, capacidade, tempo), estabelecendo

Leia mais

32 Matemática. Programação anual de conteúdos

32 Matemática. Programação anual de conteúdos Programação anual de conteúdos 2 ọ ano 1 ọ volume 1. A localização espacial e os números Construção do significado dos números e identificação da sua utilização no contexto diário Representação das quantidades

Leia mais

MATEMÁTICA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER

MATEMÁTICA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER CONTEÚDOS MATEMÁTICA 4º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER UNIDADE 1 1. Sistema de numeração decimal - Unidade; - Dezena; - Centena; - Unidade de milhar; - Dezena de milhar; - Centena de milhar; - Milhões.

Leia mais

MATEMÁTICA - 2º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos

MATEMÁTICA - 2º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos MATEMÁTICA - 2º ANO NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais Noção de número natural Relações numéricas Sistema de numeração decimal Classificar e ordenar de acordo com um dado critério. Realizar contagens

Leia mais

4º. ano 1º. VOLUME. Projeto Pedagógico de Matemática 1. AS OPERAÇÕES E AS HABILIDADES DE CALCULAR MENTALMENTE. Números e operações.

4º. ano 1º. VOLUME. Projeto Pedagógico de Matemática 1. AS OPERAÇÕES E AS HABILIDADES DE CALCULAR MENTALMENTE. Números e operações. 4º. ano 1º. VOLUME 1. AS OPERAÇÕES E AS HABILIDADES DE CALCULAR MENTALMENTE Realização de compreendendo seus significados: adição e subtração (com e sem reagrupamento) Multiplicação (como adição de parcelas

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 4º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / /

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 4º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / / AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 4º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / / ESPAÇO E FORMA: Identificar posição de pessoa e/ou objeto presentes em representações utilizando um pontos

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 3º ANO

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 3º ANO AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 3º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / / ESPAÇO E FORMA Identificar posição de pessoa e/ou objeto presentes em representações utilizando um ponto

Leia mais

MATEMÁTICA 1º ANO Objetivo Geral CONTEÚDOS: OBJETIVOS

MATEMÁTICA 1º ANO Objetivo Geral CONTEÚDOS: OBJETIVOS MATEMÁTICA 1º ANO Objetivo Geral: Reconhecer o fazer matemático em situações rotineiras a fim deste se familiarizar com tais situações, favorecendo o desenvolvimento de seu raciocínio lógico-matemático

Leia mais

Objetivo de aprendizado Competência Habilidade

Objetivo de aprendizado Competência Habilidade Matemática 3ª Etapa 2º Ano EF Objetivo de aprendizado Competência Habilidade H1. Localizar-se no espaço, estabelecendo relações de posição com pessoas/objetos, tendo como referência o esquema corporal.

Leia mais

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade 1ª Matemática 5º Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade BLOCO: ESPAÇO E FORMA/ GEOMETRIA COMPETÊNCIA 1: Perceber o espaço ocupado pelo próprio corpo e por diferentes objetos, demonstrando

Leia mais

H1. Localizar-se no espaço, estabelecendo relações de posição com pessoas/objetos, tendo como referência o esquema corporal.

H1. Localizar-se no espaço, estabelecendo relações de posição com pessoas/objetos, tendo como referência o esquema corporal. Matemática 2ª 2º Ano E.F. Competências Objeto de Aprendizado Habilidades H1. Localizar-se no espaço, estabelecendo relações de posição com pessoas/objetos, tendo como referência o esquema corporal. COMPETÊNCIA

Leia mais

ÁREA DO CONHECIMENTO: RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO 3º ANO EF

ÁREA DO CONHECIMENTO: RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO 3º ANO EF Compras com Real Aula Multimídia MT - Interface 1 - Pág. 43 Naturais e Sistema de Numeração Decimal OB001 OB002 OB003 OB004 OB005 Reconhecer e aplicar os números em diversos contextos e situaçõesproblema.

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL. Documento(s) Orientador(es): Programa AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa 1º CICLO MATEMÁTICA 2º ANO TEMAS/DOMÍNIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS TEMPO AVALIAÇÃO

Leia mais

MATEMÁTICA 4º ANO 1º BIMESTRE EIXO CONTEÚDO HABILIDADE ABORDAGEM

MATEMÁTICA 4º ANO 1º BIMESTRE EIXO CONTEÚDO HABILIDADE ABORDAGEM GRNDEZS E MEDDS ESPÇO E FORM NÚMEROS E OPERÇÕES MTEMÁTC 4º NO 1º BMESTRE EXO CONTEÚDO HBLDDE BORDGEM Numerais até 9.999 Representar, contar, realizar a leitura e registro de números até 9.999 ( em algarismos

Leia mais

DISCIPLINA DE MATEMÁTICA

DISCIPLINA DE MATEMÁTICA DISCIPLINA DE MATEMÁTICA OBJETIVOS: 1 ano Identificar os conhecimentos matemáticos como meios para compreender e transformar o mundo à sua volta e perceber o caráter de jogo intelectual, característico

Leia mais

MATEMÁTICA 5º ANO UNIDADE 1. 1 NÚMEROS, PROBLEMAS E SOLUÇÕES Sistema de numeração Operações com números grandes

MATEMÁTICA 5º ANO UNIDADE 1. 1 NÚMEROS, PROBLEMAS E SOLUÇÕES Sistema de numeração Operações com números grandes MATEMÁTICA 5º ANO UNIDADE 1 CAPÍTULOS 1 NÚMEROS, PROBLEMAS E SOLUÇÕES Sistema de numeração Operações com números grandes 2 IMAGENS E FORMAS Ângulos Ponto, retas e planos Polígono Diferenciar o significado

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 5º ANO MONIQUE MATEMÁTICA CONTEÚDOS:

PROGRAMAÇÃO DA 3ª ETAPA 5º ANO MONIQUE MATEMÁTICA CONTEÚDOS: A soberba não é grandeza, é inchaço. O que incha parece grande, mas não está são. Santo Agostinho CONTEÚDOS: Livro didático Matemática- Projeto Ápis Luiz Roberto Dante Editora Ática Capítulos: 9,10 e 11

Leia mais

MATEMÁTICA 3º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos. Currículo Paulo VI. Números naturais. Relações numéricas Múltiplos e divisores

MATEMÁTICA 3º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos. Currículo Paulo VI. Números naturais. Relações numéricas Múltiplos e divisores MATEMÁTICA 3º ANO NÚMEROS E OPERAÇÕES Tópicos Números naturais Relações numéricas Múltiplos e divisores Novo programa de matemática Objetivos específicos Realizar contagens progressivas e regressivas a

Leia mais

2º ANO Reconhecer e utilizar características do sistema de numeração decimal, tais como agrupamentos e trocas na base 10 e princípio do valor posicion

2º ANO Reconhecer e utilizar características do sistema de numeração decimal, tais como agrupamentos e trocas na base 10 e princípio do valor posicion PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO DESCRITORES DE MATEMÁTICA PROVA - 3º BIMESTRE 2011 2º ANO Reconhecer e utilizar

Leia mais

1º período. Conhecer os algarismos que compõem o SND (0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9). Diferenciar algarismos e números.

1º período. Conhecer os algarismos que compõem o SND (0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9). Diferenciar algarismos e números. 1º período Os números naturais: Sistema de Numeração Decimal. (SND). Pág.30 a 32. Um pouco de história: sistema de numeração dos romanos. Pág. 33 a 35 Os números naturais. Pág. 36 e 37 Sistema de Numeração

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 2º Ano Metas / Objetivos

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 2º Ano Metas / Objetivos de Avaliação Números e Operações Números Sistema de numeração decimal Adição e subtração Multiplicação Conhecer os numerais ordinais Contar até mil Reconhecer a paridade Descodificar o sistema de numeração

Leia mais

MATEMÁTICA 5º ANO 1º BIMESTRE EIXO CONTEÚDO HABILIDADE ABORDAGEM

MATEMÁTICA 5º ANO 1º BIMESTRE EIXO CONTEÚDO HABILIDADE ABORDAGEM NÚMEROS E OPERÇÕES MTEMÁTIC 5º NO 1º BIMESTRE EIXO CONTEÚDO HBILIDDE BORDGEM Numerais até unidade de milhão Representar, contar, realizar a leitura e registro de números até unidade de milhão (em algarismos

Leia mais

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade

Competência Objeto de aprendizagem Habilidade 3ª Matemática 4º Ano E.F. Competência Objeto de aprendizagem Habilidade BLOCO: ESPAÇO E FORMA C2. Compreender os conceitos relacionados às características, classificações e propriedades das figuras geométricas,

Leia mais

ESCALA DE PROFICIÊNCIA DE MATEMÁTICA 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

ESCALA DE PROFICIÊNCIA DE MATEMÁTICA 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL ESCALA DE PROFICIÊNCIA DE MATEMÁTICA 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL Nível* Nível 1: 125-150 Nível 2: 150-175 Nível 3: 175-200 Nível 4: 200-225 Descrição do Nível - O estudante provavelmente é capaz de: Determinar

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa e Metas Curriculares de Matemática 1º CICLO MATEMÁTICA 4º ANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE MATEMÁTICA. UNIDADE 1 Conteúdos

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE MATEMÁTICA. UNIDADE 1 Conteúdos PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE MATEMÁTICA 1. ano - 1. volume 1. ano - 2. volume UNIDADE 1 Localização espacial, utilizando o próprio corpo como referencial. Localização espacial, utilizando referenciais externos

Leia mais

Catarina Damasceno / Fátima / Goreti Rocha / José Nunes / Luísa / Madalena / Manuela / Maria Piedade / Sandra Freitas (Julho 2008)

Catarina Damasceno / Fátima / Goreti Rocha / José Nunes / Luísa / Madalena / Manuela / Maria Piedade / Sandra Freitas (Julho 2008) Possível percurso para o desenvolvimento do Novo Programa de Matemática Catarina Damasceno / Fátima / Goreti Rocha / José Nunes / Luísa / Madalena / Manuela / Maria Piedade / Sandra Freitas (Julho 2008)

Leia mais

MATEMÁTICA 4º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos. Ler e representar números, pelo menos até ao milhão.

MATEMÁTICA 4º ANO. Novo programa de matemática Objetivos específicos. Ler e representar números, pelo menos até ao milhão. MATEMÁTICA 4º ANO NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais Relações numéricas Múltiplos e divisores Realizar contagens progressivas e regressivas a partir de números dados. Comparar números e ordená-los em

Leia mais

Construção do esquema corporal: plano transversal (em cima/embaixo), plano frontal (frente/atrás).

Construção do esquema corporal: plano transversal (em cima/embaixo), plano frontal (frente/atrás). Matemática 2ª 1ª Ano E.F. Competências Objeto de Aprendizado Habilidades COMPETÊNCIA 1: Perceber o espaço ocupado pelo próprio corpo e por diferentes objetos, demonstrando noções de relações espaciais.

Leia mais

MATEMÁTICA 5º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER

MATEMÁTICA 5º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER CONTEÚDOS MATEMÁTICA 5º ANO COLEÇÃO INTERAGIR E CRESCER UNIDADE 1 1. Números, problemas e soluções Sistema de numeração - Uso e função dos números grandes; - Os milhões e os bilhões; - Classes e ordens;

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO MATEMÁTICA

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO MATEMÁTICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2014 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO MATEMÁTICA OBJETIVOS GERAIS Reconhecer a Matemática como instrumento de compreensão e de transformação do

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa Atual da Disciplina e Metas Curriculares 1º CICLO MATEMÁTICA 2º ANO TEMAS/DOMÍNIOS

Leia mais

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Matemática

Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Matemática Uma perspectiva de ensino para as áreas de conhecimento escolar - Matemática A proposta Para a elaboração do Material Didático de Matemática, da Primeira Fase do Ensino Fundamental, partimos do pressuposto

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO MATEMÁTICA

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL. DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO MATEMÁTICA CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN ENSINO FUNDAMENTAL 2015 DIRETRIZES CURRICULARES 1º ao 5º ANO MATEMÁTICA OBJETIVOS GERAIS Reconhecer a Matemática como instrumento de compreensão e de transformação do

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL

PLANIFICAÇÃO ANUAL PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015-2016 Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira Área Disciplinar: Matemática Ano de Escolaridade: 2º Mês: setembro/outubro NÚMEROS E OPERAÇÕES Números até 200 GEOMETRIA Figuras no

Leia mais

5º ano do Ensino Fundamental 1º BIMESTRE EIXO: NÚMEROS E OPERAÇÕES

5º ano do Ensino Fundamental 1º BIMESTRE EIXO: NÚMEROS E OPERAÇÕES 5º ano do Ensino Fundamental 1º BIMESTRE Compor e decompor números naturais e racionais na forma decimal. Reconhecer ordens e classes numa escrita numérica. Arredondar números na precisão desejada. Ordenar

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 2.º Ano - Ano Letivo 2015/2016

Plano Curricular de Matemática 2.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 Plano Curricular de Matemática 2.º Ano - Ano Letivo 2015/2016 1.º Período Números e Operações Conteúdos Programados Aulas Previstas Aulas Dadas Números naturais Conhecer os numerais ordinais Utilizar corretamente

Leia mais

DEPARTAMENTO DE Grupo 1.ºCiclo. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2014/2015

DEPARTAMENTO DE Grupo 1.ºCiclo. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 2.º ano 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 110 - Grupo 1.ºCiclo Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Matemática 2.º ano 2014/2015 Domínio (Unidade/ tema) Subdomínio/Conteúdos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 6.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL ANO LECTIVO 2011/2012 Compreender a noção de volume. VOLUMES Reconhecer

Leia mais

PADRÕES DE DESEMPENHO ESTUDANTIL. O que são Padrões de Desempenho? ABAIXO DO BÁSICO Até 150 pontos. BÁSICO De 150 até 200 pontos

PADRÕES DE DESEMPENHO ESTUDANTIL. O que são Padrões de Desempenho? ABAIXO DO BÁSICO Até 150 pontos. BÁSICO De 150 até 200 pontos PADRÕES DE DESEMPENHO ESTUDANTIL O que são Padrões de Desempenho? Os Padrões de Desempenho constituem uma caracterização das competências e habilidades desenvolvidas pelos alunos de determinada etapa de

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Portela e Moscavide

Agrupamento de Escolas de Portela e Moscavide Domínio: NÚMEROS E OPERAÇÕES (NO2) Números Naturais (Conhecer os numerais ordinais) 1.Utilizar corretamente os numerais ordinais até vigésimo. Números Naturais ( Contar até mil) 1.Estender as regars de

Leia mais

Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo

Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo Modelo Dep-01 Agrupamento de Escolas do Castêlo da Maia Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo Ano 2.º Ano letivo 2013.2014 Disciplina Matemática Turmas: 2º ano Professores: todos os docentes do 2.º

Leia mais

ÁREA DO CONHECIMENTO: RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO 5º ANO EF

ÁREA DO CONHECIMENTO: RACIOCÍNIO LÓGICO-MATEMÁTICO 5º ANO EF Barras de Napier Aula Multimídia MT - Interface 4 - Pág. 20 Naturais e Sistema de Numeração Decimal OB001 Compreender a aplicabilidade e função dos números naturais e racionais no contexto diário. ÁREA

Leia mais

Competências e Habilidades - Concurso de Bolsas 2015/2016. Ensino Médio e Fundamental. Ensino Fundamental (6º Ano )

Competências e Habilidades - Concurso de Bolsas 2015/2016. Ensino Médio e Fundamental. Ensino Fundamental (6º Ano ) Ensino Fundamental (6º Ano ) Língua Portuguesa Em Língua Portuguesa (com foco em leitura) serão avaliadas habilidades e competências, agrupadas em 9 tópicos que compõem a Matriz de Referência dessa disciplina,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS MATEMÁTICA 6.º ANO PLANIFICAÇÃO GLOBAL ANO LECTIVO 2012/2013 Compreender a noção de volume. VOLUMES Reconhecer

Leia mais

MATRIZES DE REFERÊNCIA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES QUE SERÃO AVALIADAS: ENSINO FUNDAMENTAL I ANOS INICIAIS

MATRIZES DE REFERÊNCIA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES QUE SERÃO AVALIADAS: ENSINO FUNDAMENTAL I ANOS INICIAIS MATRIZES DE REFERÊNCIA COMPETÊNCIAS E HABILIDADES QUE SERÃO AVALIADAS: ENSINO FUNDAMENTAL I ANOS INICIAIS II. Implicações do Suporte, do Gênero e /ou do Enunciador na Compreensão do Texto Estabelecer relação

Leia mais

Matriz de Referência de Matemática* SAEPI Temas e seus Descritores 5º ano do Ensino Fundamental

Matriz de Referência de Matemática* SAEPI Temas e seus Descritores 5º ano do Ensino Fundamental MATEMÁTICA - 5º EF Matriz de Referência de Matemática* SAEPI Temas e seus Descritores 5º ano do Ensino Fundamental Identificar a localização/movimentação de objeto em mapas, croquis e outras representações

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE CONSELHO de DOCENTES 1.º CEB Planificação Anual Matemática- _ 2.º Ano /2017

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE CONSELHO de DOCENTES 1.º CEB Planificação Anual Matemática- _ 2.º Ano /2017 Números e Operações NO2 ANUAL 168 dias letivos Números naturais 1. Conhecer os numerais ordinais 1. Utilizar corretamente os numerais ordinais até «vigésimo». - Numerais ordinais até vigésimo; - Números

Leia mais

Programa de Matemática 3º ano

Programa de Matemática 3º ano Programa de Matemática 3º ano Introdução: A Matemática é uma das ciências mais antigas e é igualmente das mais antigas disciplinas escolares, tendo sempre ocupado, ao longo dos tempos, um lugar de relevo

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE MATEMÁTICA - SADEAM 3 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE MATEMÁTICA - SADEAM 3 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 3 ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL ESPAÇO E FORMA Identificar a localização/movimentação de objeto ou pessoa em mapa, croqui e outras representações gráficas. Identificar propriedades comuns e diferenças entre

Leia mais

Planejamento Anual OBJETIVO GERAL

Planejamento Anual OBJETIVO GERAL Planejamento Anual Componente Curricular: Matemática Ano: 6º ano Ano Letivo: 2017 Professor(a): Eni OBJETIVO GERAL Desenvolver e aprimorar estruturas cognitivas de interpretação, análise, síntese, relação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática2º ano Ano Letivo 2016/2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática2º ano Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática2º ano Ano Letivo 2016/2017 1º Período Domínios Números e Operações Números naturais Numerais ordinais até vigésimo;

Leia mais

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLAS do 1.ºCICLO: N.º1 de Abrantes, Alvega, Alvega/Concavada, Bemposta, Carvalhal, Mouriscas, Maria Lucília Moita, Pego e Rossio ao Sul do Tejo

Leia mais

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo Planificação Anual. Ano Letivo 2012/13 Área - Matemática 2º Ano. - Sequências

Agrupamento de Escolas Eugénio de Castro 1º Ciclo Planificação Anual. Ano Letivo 2012/13 Área - Matemática 2º Ano. - Sequências Ver documento METAS CURRICULARES de MATEMÁTICA http://www.dgidc.min-edu.pt Números e Operações Números Naturais Operações com números naturais Regularidades - Relações numéricas composição e decomposição

Leia mais

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 2.ºano

PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 2.ºano PLANIFICAÇÃO MENSAL/ANUAL Matemática 2.ºano Domínio/ Subdomínio Números Naturais Sistema de numeração decimal Adição e Subtração MATEMÁTICA 2.º ANO DE ESCOLARIDADE Metas a atingir Meses do Ano S O N D

Leia mais

Descritores de Matemática 4ª série (5º ano)

Descritores de Matemática 4ª série (5º ano) Descritores de Matemática 4ª série (5º ano) Prova Brasil Matemática São 28 descritores subdivididos em 04 temas. Tema I - Espaço e Forma. D1 - Identificar a localização /movimentação de objeto em mapas,

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE MATEMÁTICA PAEBES ALFA 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental. Níveis de Complexidade

MATRIZ DE REFERÊNCIA DE MATEMÁTICA PAEBES ALFA 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental. Níveis de Complexidade MATRIZ DE REFERÊNCIA DE MATEMÁTICA PAEBES ALFA 1º ao 3º ano do Ensino Fundamental Tópicos petências Descritores Níveis de plexidade 1º ANO 2º ANO 3º ANO N1 Associar até 9 objetos/pessoas/ animais uma disposição

Leia mais

1º Período De 16 setembro a 18 de dezembro

1º Período De 16 setembro a 18 de dezembro Domínio (Unidade/ tema) Geometria e Medida Subdomínio/ Conteúdos Localização e orientação no espaço Meta de aprendizagem geral -Situar-se e situar objetos no espaço Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 2º ANO

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 2º ANO AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 2º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / / NÚMERO E OPERAÇÕES identificar conceitos espaciais. Identificar a localização de pessoas e/ou objeto tendo:

Leia mais

3ª Matemática. Identificar lados e ângulos em figuras planas. Identificar ângulo reto, maior que o reto e menor que o reto em figuras planas.

3ª Matemática. Identificar lados e ângulos em figuras planas. Identificar ângulo reto, maior que o reto e menor que o reto em figuras planas. 3ª Matemática 4º Ano E.F. Objeto de estudo Habilidade Geometria - Forma - Figuras Planas Elementos: lados e ângulos H013 Identificar lados e ângulos em figuras planas. Geometria - Forma - Figuras Planas

Leia mais

- Planificação Anual - 2º Ano -

- Planificação Anual - 2º Ano - - Planificação Anual - 2º Ano - Matemática Números e Operações (NO2) Números Naturais - Numerais ordinais até vigésimo; - Números naturais até 1000; - Contagens de 2 em 2, de 5 em 5, de 10 em 10 e de 100

Leia mais

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Ler e representar números até ao milhão.

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Ler e representar números até ao milhão. ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLAS do 1.ºCICLO: N.º1 de Abrantes, Alvega, Alvega/Concavada, Bemposta, Carvalhal, Mouriscas, Maria Lucília Moita, Pego e Rossio ao Sul do Tejo

Leia mais

Matriz Curricular 1º Ciclo. Ano Letivo: 2013 / 2014 Ano de Escolaridade: 2.º Ano Matemática

Matriz Curricular 1º Ciclo. Ano Letivo: 2013 / 2014 Ano de Escolaridade: 2.º Ano Matemática NÚMEROS E OPERAÇÕES Ano Letivo: 2013 / 2014 Ano de Escolaridade: 2.º Ano Matemática Domínio de Referência Subdomínio Objetivos Descritores 1. Conhecer os numerais ordinais 1. Utilizar corretamente os numerais

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Sátão Matemática 2.º ano

Agrupamento de Escolas de Sátão Matemática 2.º ano Agrupamento de Escolas de Sátão Matemática 2.º ano DOMÍNIOS/ Subdomínios NÚMEROS E OPERAÇÕES Números naturais Sistema de numeração decimal Adição e Subtração CONTEÚDOS (Programa) Numerais ordinais até

Leia mais

Programa de Matemática 4º ano

Programa de Matemática 4º ano Programa de Matemática 4º ano Introdução: A Matemática é uma das ciências mais antigas e é igualmente das mais antigas disciplinas escolares, tendo sempre ocupado, ao longo dos tempos, um lugar de relevo

Leia mais

1. PERÍODO PLANIFICAÇÃO

1. PERÍODO PLANIFICAÇÃO 1. PERÍODO PLANIFICAÇÃO Meses Temas/Tópicos/Subtópicos Objetivos gerais Objetivos específicos Atividades Competências transversais Setembro GEOMETRIA Orientação espacial Plantas Números naturais Relações

Leia mais

1. PERÍODO PLANIFICAÇÃO

1. PERÍODO PLANIFICAÇÃO 1 1. PERÍODO PLANIFICAÇÃO Meses Tema/Tópico Objectivos específicos Actividades Capacidades transversais Objectivos gerais Setembro GEOMETRIA Orientação espacial Posição e localização Mapas, plantas e maquetas

Leia mais

Plano Curricular de Matemática 4.º Ano - Ano Letivo 2016/2017

Plano Curricular de Matemática 4.º Ano - Ano Letivo 2016/2017 4.º Ano - Ano Letivo 2016/2017 1.º Período - Números naturais Números e operações Contar Estender as regras de construção dos numerais decimais para classes de grandeza indefinida; Conhecer os diferentes

Leia mais

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 5º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / /

AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 5º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / / AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM DO ALUNO EM MATEMÁTICA 5º ANO ESCOLA ANO LETIVO PROFESSOR(A) DATA: / / ESPAÇO E FORMA Interpretar movimentação e/ou deslocamento em diversas representações, utilizando as orientações

Leia mais

Planificação de Matemática 1.º Período

Planificação de Matemática 1.º Período Planificação de Matemática 1.º Período Meses Tema/Tópico Objectivos específicos Actividades Capacidades transversais Objectivos gerais Setembro Outubro Orientação espacial Figuras no plano e sólidos geométricos

Leia mais

Programa de Matemática 1.º ano

Programa de Matemática 1.º ano Programa de Matemática 1.º ano Introdução A Matemática é uma das ciências mais antigas e é igualmente das mais antigas disciplinas escolares, tendo sempre ocupado, ao longo dos tempos, um lugar de relevo

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE PEDROUÇOS ESCOLA E.B. /3 DE PEDROUÇOS DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS GRUPO DISCIPLINAR DE MATEMÁTICA º CICLO PLANIFICAÇÃO DE MATEMÁTICA 6º ANO Ano

Leia mais

Geometria e Medida. Números e Operações. Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação. - Atenção.

Geometria e Medida. Números e Operações. Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação. - Atenção. Conselho de Docentes do 3º Ano PLANIFICAÇÃO Anual de Matemática Domínios/Subdomínios Objetivos gerais Descritores de desempenho Avaliação Geometria e Medida Localização e orientação no espaço Coordenadas

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de PEDRÓGÃO GRANDE Números e Operações ANUAL 164 dias letivos Números naturais Relações numéricas 1. Conhecer os numerais ordinais 1. Utilizar corretamente os numerais ordinais até «centésimo». 2. Contar até um milhão 1.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO

PLANIFICAÇÃO PLANIFICAÇÃO 2015-2016 Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira Área Disciplinar: Matemática Ano de Escolaridade: 4ºano Mês: setembro/ outubro Números Naturais Contar Reconhecer que se poderia prosseguir

Leia mais

Matriz Curricular 1º Ciclo / 2016 Ano de Escolaridade: 3.º Ano Matemática

Matriz Curricular 1º Ciclo / 2016 Ano de Escolaridade: 3.º Ano Matemática Ano letivo 2015 / 16 Matriz Curricular 1º Ciclo Ano Letivo: 2015 / 2016 Ano de Escolaridade: 3.º Ano Matemática Nº total de dias letivos 164 dias Nº de dias letivos 1º período - 64 dias 2º período - 52

Leia mais

1.º Bimestre / Matemática. Descritores

1.º Bimestre / Matemática. Descritores 1.º Bimestre / 2017 Matemática Descritores 4º ANO Calcular o resultado de uma adição ou de uma subtração de números naturais. Estimar a medida de grandeza, utilizando unidades de medida convencionais ou

Leia mais

QUESTÕES PARA O 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA 2º BIMESTRE SUGESTÕES DE RESOLUÇÕES

QUESTÕES PARA O 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA 2º BIMESTRE SUGESTÕES DE RESOLUÇÕES QUESTÕES PARA O 5º ANO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA 2º BIMESTRE QUESTÃO 01 SUGESTÕES DE RESOLUÇÕES Descritor 27 Ler informações e dados apresentados em tabelas. COMENTÁRIOS Avalia-se, por meio de itens

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA - SPAECE MATEMÁTICA 5 o ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL TEMAS E SEUS DESCRITORES

MATRIZ DE REFERÊNCIA - SPAECE MATEMÁTICA 5 o ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL TEMAS E SEUS DESCRITORES MATEMÁTICA 5 o ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I INTERAGINDO COM OS NÚMEROS E FUNÇÕES D1 Reconhecer e utilizar características do sistema de numeração decimal. Utilizar procedimentos de cálculo para obtenção

Leia mais

SUGESTÕES DE ATIVIDADES

SUGESTÕES DE ATIVIDADES HABILIDADES DE LEITURA, ESCRITA E MATEMÁTICA 1.º, 2.º E 3.º Anos SUGESTÕES DE ATIVIDADES 2017 HABILIDADES DE LEITURA 1º ANO Identificar a finalidade de um texto. Localizar informações explícitas em um

Leia mais

Análise dos descritores da APR II 4ª série/5º ano Matemática

Análise dos descritores da APR II 4ª série/5º ano Matemática Análise dos descritores da APR II 4ª série/5º ano Matemática D10 Num problema, estabelecer trocas entre cédulas e moedas do sistema monetário brasileiro, em função de seus valores. O que é? Por meio deste

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 1

PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 1 PLANIFICAÇÃO ANUAL MATEMÁTICA 1 DOMÍNIOS OBJETIVOS ATIVIDADES NÚMEROS E OPERAÇÕES Contar até cem Verificar que dois conjuntos têm o mesmo número de elementos ou determinar qual dos dois é mais numeroso

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 MATEMÁTICA- 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 MATEMÁTICA- 3ºANO Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região do Algarve Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 MATEMÁTICA - 2ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 MATEMÁTICA - 2ºANO Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região do Algarve Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017

Leia mais

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Matemática 5º Ano

PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR. Matemática 5º Ano PLANO CURRICULAR DISCIPLINAR Matemática 5º Ano OBJETIVOS ESPECÍFICOS TÓPICOS SUB-TÓPICOS METAS DE APRENDIZAGEM 1º Período Compreender as propriedades das operações e usá-las no cálculo. Interpretar uma

Leia mais

Nº de aulas de 45 minutos previstas 66. 1º Período. 1- Isometrias Nº de aulas de 45 minutos previstas 18

Nº de aulas de 45 minutos previstas 66. 1º Período. 1- Isometrias Nº de aulas de 45 minutos previstas 18 Escola Secundária de Lousada Planificação anual disciplina de Matemática Ano: 8º Ano lectivo: 01-013 CALENDARIZAÇÃO Nº de aulas de 5 minutos previstas 1 1º Período º Período 3º Período 9 7 DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Objetivos Gerais Descritores Conteúdos. 1.Utilizar corretamente os números ordinais até "centésimo

Objetivos Gerais Descritores Conteúdos. 1.Utilizar corretamente os números ordinais até centésimo AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 3.º ANO DE ESCOLARIDADE - 2016-2017 Domínio/ Números naturais Objetivos Gerais Descritores Conteúdos 1.Conhecer os números ordinais

Leia mais

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Maria Aparecida Holanda Veloso e Liliane Cristina de Oliveira Vieira

Disciplina: Matemática. Período: I. Professor (a): Maria Aparecida Holanda Veloso e Liliane Cristina de Oliveira Vieira COLÉGIO LA SALLE BRASILIA Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Matemática Período:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática3º ano Ano Letivo 2016/2017 1º Período Domínios Números e Operações Números naturais Numerais ordinais até centésimo;

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 3º ano Ano Letivo 2015/2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 3º ano Ano Letivo 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO 1º Ciclo Planificação Anual de Matemática 3º ano Ano Letivo 2015/2016 1º Trimestre Domínios Números e Operações Números naturais Numerais ordinais até centésimo;

Leia mais

TEMA I: Interagindo com os números e funções

TEMA I: Interagindo com os números e funções 31 TEMA I: Interagindo com os números e funções D1 Reconhecer e utilizar característictas do sistema de numeração decimal. D2 Utilizar procedimentos de cálculo para obtenção de resultados na resolução

Leia mais

Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo

Planificação Anual Departamento 1.º Ciclo Ano : 1º ano Ano letivo 2013.2014 Disciplina : MATEMÁTICA Turmas: 1º ano Professores: todos os docentes do 1º ano Números e Operações Números naturais 1- Contar até cem 1. Verificar que dois conjuntos

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 3º Ano Metas / Objetivos Instrumentos de Domínios e

CURRÍCULO DA DISCIPLINA MATEMÁTICA / CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Matemática 3º Ano Metas / Objetivos Instrumentos de Domínios e de Avaliação Números e Operações Números Sistema de decimal Adição e subtração Multiplicação Conhecer os numerais ordinais Contar até ao milhão Conhecer a romana Descodificar o sistema de decimal Adicionar

Leia mais

Plano Geral de Trabalho da Disciplina de Matemática 2016/ º ANO Aulas previstas: 1º Período: 88 aulas 2º Período: 88 aulas 3º Período: 63 aulas

Plano Geral de Trabalho da Disciplina de Matemática 2016/ º ANO Aulas previstas: 1º Período: 88 aulas 2º Período: 88 aulas 3º Período: 63 aulas AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MARQUÊS DE MARIALVA Plano Geral de Trabalho da Disciplina de Matemática 2016/ 2017 2º ANO Aulas previstas: 1º Período: 88 aulas 2º Período: 88 aulas 3º Período: 63 aulas Gestão dos

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 1.º ano 2014/2015

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Matemática 1.º ano 2014/2015 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de Disciplina: Matemática 1.º ano 2014/2015 Domínio (Unidade / Tema) Números e Operações Subdomínio/Conteúdos

Leia mais

Descritores da Prova do 3º ano - Português. Descritores da Prova do 3º ano - Matemática

Descritores da Prova do 3º ano - Português. Descritores da Prova do 3º ano - Matemática Descritores da Prova do 3º ano - Português Tópico I Procedimentos de leitura D1 Localizar informações explícitas em um texto D3 Inferir o sentido de uma palavra ou expressão D4 Inferir uma informação implícita

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA - 6.º ANO PERFIL DO ALUNO 1.º PERÍODO. DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS/CONTEÚDOS OBJETIVOS n.º de aulas

PLANO DE ESTUDOS DE MATEMÁTICA - 6.º ANO PERFIL DO ALUNO 1.º PERÍODO. DOMÍNIOS SUBDOMÍNIOS/CONTEÚDOS OBJETIVOS n.º de aulas DE MATEMÁTICA - 6.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio dos Números e Operações, o aluno deve ser capaz de conhecer e aplicar propriedades dos números primos; representar e comparar números

Leia mais

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO. Plano da Unidade

ESCOLA BÁSICA INTEGRADA DE ANGRA DO HEROÍSMO. Plano da Unidade Unidade de Ensino: OPERAÇÕES COM NÚMEROS RACIONAIS ABSOLUTOS (adição e subtracção). Tempo Previsto: 3 semanas O reconhecimento do conjunto dos racionais positivos, das diferentes formas de representação

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE Domínio/ NO4/ Números naturais NO4/ Números racionais não negativos AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VALE DE MILHAÇOS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA 4.º ANO DE ESCOLARIDADE - 2016-2017 1. Contar 1. Reconhecer

Leia mais

DESCRITORES DE DESEMPENHO PARA APOIO EDUCATIVO. Números e Operações

DESCRITORES DE DESEMPENHO PARA APOIO EDUCATIVO. Números e Operações DESCRITORES DE DESEMPENHO PARA APOIO EDUCATIVO Área Disciplinar: Matemática Nível: I Subtópico Números Naturais - Noção de número Natural; - Relações numéricas. Operações números Naturais com - Adição

Leia mais