Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURA A DIRETOR(A) PROCEDIMENTO CONCURSAL EDITAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURA A DIRETOR(A) PROCEDIMENTO CONCURSAL EDITAL"

Transcrição

1 1 União Europeia Fundo Social Europeu Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana Entidade Formadora: CCPFC / ENT-AE-1020/08 Escola Secundária de Diogo de Gouveia Rua Luís de Camões / BEJA / AVISO DE ABERTURA DE CANDIDATURA A DIRETOR(A) PROCEDIMENTO CONCURSAL EDITAL Avisam-se os interessados de que está aberto concurso para a Selecção do Diretor(a) do Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana, com Sede na Escola Secundária c/ 3º. Ciclo Diogo de Gouveia Beja, homologado em 30/07/2008 pela DREAlentejo; Entidade Formadora CCPFC/ENT-AE-1020/08. Normativos Legais - Artº. 27º. do RJFCP, aprovado pelo Decreto Lei nº. 249/92, de 9 de Novembro, com as alterações que lhe foram introduzidas, por ratificação, pela Lei nº. 60/93, de 20 de Agosto, pelo Decreto Lei nº. 274/94, de 28 de Outubro, pelo Decreto Lei nº. 207/96, de 2 de Novembro e pelo Decreto Lei 155/99, de 10 de Maio, em conjugação com as alterações introduzidas pelo Artigo 4º. do Decreto Lei 15/2007, de 19 de Janeiro; - Despacho nº /2008, DR de 4 de Julho. Competências do Diretor 1 - Ao Diretor do Centro compete: a) Representar o Centro; b) Presidir aos trabalhos da Comissão Pedagógica; c) Coordenar e gerir as actividades do Centro; d) Elaborar e apresentar o Plano de Formação do Centro a integrar a Candidatura a financiamento, bem como propor actividades formativas extra Candidatura; e) Apresentar propostas de custos por natureza com vista à realização da Formação e gestão da actividade do Centro;

2 2 f) Apresentar a avaliação das actividades do Centro, designadamente o tratamento das respostas dos Formandos às Fichas de Avaliação das Ações de Formação realizadas; g) Assegurar a Acreditação do Centro; h) Propor Protocolos com outras Entidades; i) Integrar o Conselho de Acompanhamento da Gestão Administrativo-Financeira, por indicação da Comissão Pedagógica. Duração do Mandato do Diretor O mandato do Diretor tem a duração de três anos, renovável por igual período desde que a avaliação feita pela Comissão Pedagógica do seu desempenho no cargo seja considerada positiva por pelo menos 75% dos elementos presentes em reunião da Comissão Pedagógica marcada para o efeito. Opositores ao Concurso Podem ser opositores ao concurso os Docentes do Quadro de Escola pertencentes aos Agrupamentos de Escolas ou Escolas Não Agrupadas associadas do CFAE das Margens do Guadiana Beja. Qualificação para o exercício do Cargo São considerados com qualificação para o exercício do cargo, os Docentes que preencham as seguintes condições: a) - Sejam detentores de Grau Académico adequado; b) - Sejam detentores de Formação Especializada em Administração Escolar; c) - Possuam experiência em Órgãos de Gestão/Direção de Escolas. Prazo de Candidatura Cinco dias úteis a partir da data deste Edital. Apresentação da Candidatura As candidaturas devem ser apresentadas nos Serviços de Administração Escolar da Escola Sede: - Escola Secundária c/ 3º. Ciclo Diogo de Gouveia Beja, Rua Luís de Camões Beja, até às Horas do dia 09/11/ Formalização da Candidatura Os candidatos formalizam a sua candidatura através da apresentação de: I Requerimento a solicitar a admissão ao concurso

3 3 II Curriculum Vitae que destaque de forma ordenada os elementos abaixo indicados: 1- Habilitação Académica; 2- Formação Especializada em Administração Escolar; 3- Experiência Profissional (sistematizada); 3.1 Experiência em Órgãos de Direção de Escolas; 3.2 Experiência de actividade de articulação com CFAE; 3.3 Experiência na Carreira Docente; 3.4 Experiência em actividades de Educação e Ensino por exemplo autoria ou co-autoria de livros e manuais escolares, publicações, artigos, envolvimento em projectos 4 Formação 4.1 Ações de Formação Acreditadas e Creditadas 4.2 Ações de Formação Não Acreditadas Seminários, Congressos 5 Outros elementos relevantes, como por exemplo participação em clubes, jornais e revistas escolares, ou funções em contexto não escolar III Projecto de Intervenção Os candidatos devem apresentar um Plano de Ação que traduza, na sua perspectiva, linhas gerais de orientação para a ação do Centro de Formação; tal Projecto será determinante para efeitos de desempate. IV Anexos ao Curriculum Vitae Em anexo ao C.V. devem ser apresentados os documentos comprovativos dos dados referidos: a) Cópia do Registo Biográfico b) Cópias simples de Certificados c) Declarações dos respectivos Serviços sobre elementos relevantes mencionados no CV d) Declaração assinada pelo próprio, sob compromisso de honra, quando não houver condições para confirmação de alguns dados invocados Processo de Seleção A seleção será feita pela Comissão Pedagógica, que para o efeito reunirá, procedendo à análise das Candidaturas: a) Análise do Curriculum Vitae de cada Candidato b) Análise do Projecto de Intervenção para o Centro de Formação c) A Comissão poderá vir a decidir pela realização de uma Entrevista aos três melhores classificados quando em situação similar.

4 4 Publicitação A Comissão Pedagógica elabora e publicita a Lista de Candidatos admitidos e excluídos, e do Candidato Seleccionado. Os resultados provisórios do concurso serão afixados no dia 17/11/2011, nas Escolas associadas, em local apropriado e nas páginas WEB de cada uma das Entidades. Recurso Da decisão da Comissão Pedagógica, cabe recurso para a Sra. Diretora Regional de Educação da DREALE, no prazo de três (3) dias úteis a contar do dia de afixação dos resultados. Apreciação de Recursos As decisões sobre os recursos serão comunicadas aos Candidatos por carta registada com aviso de receção. Afixação dos Resultados Finais Na sequência de qualquer alteração resultante de recursos, os Resultados Finais do concurso serão afixados no dia 30/11/2011 nos locais anteriormente indicados. Comissão Pedagógica/Escola Secundária c/ 3º. Ciclo Diogo de Gouveia Beja, Data 31/10/2011 O Diretor da Escola Sede (José Eugénio Aleixo Pereira)

5 5 União Europeia Fundo Social Europeu Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana Entidade Formadora: CCPFC / ENT-AE-1020/08 Escola Secundária de Diogo de Gouveia Rua Luís de Camões / BEJA / CANDIDATURA A DIRETOR(A) PROCEDIMENTO CONCURSAL REGULAMENTO Artigo 1º Objecto O presente Regulamento estabelece as condições de acesso e normas do concurso para a selecção do Diretor do Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana, com Sede na Escola Secundária c/ 3º. Ciclo Diogo de Gouveia Beja, homologado em 30/07/2008 pela DREAlentejo; Entidade Formadora CCPFC/ENT-AE-1020/08. Artigo 2º Concurso 1 A selecção do Diretor decorre de um concurso a ser divulgado por aviso de abertura 2 Podem ser opositores ao concurso os Docentes do Quadro de Escola pertencentes aos Agrupamentos e Escolas Não Agrupadas associadas do Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana Beja Artigo 3º Aviso de Abertura 1 O aviso de abertura é publicitado do seguinte modo: a) Afixação em local adequado das instalações dos Agrupamentos e Escolas Não Agrupadas associadas do Centro de Formação das Margens do Guadiana, Beja; b) Divulgação nas páginas WEB dos Agrupamentos e Escolas Não Agrupadas associadas do Centro de Formação de Associação de Escolas das Margens do Guadiana, Beja;

6 6 2 Do aviso de abertura constará obrigatoriamente: a) Requisitos de admissão b) Competências do Diretor e Duração do Mandato c) Apresentação, Prazo e Formalização de Candidaturas d) Processo de Selecção e) Publicitação da Lista de Candidatos admitidos e excluídos, e do Candidato Seleccionado 3 O aviso de abertura é elaborado, aprovado e datado pela Comissão Pedagógica, e assinado pelo Diretor da Escola-Sede Artigo 4º Processo de Candidatura 1 Os Candidatos apresentam um Requerimento a solicitar a admissão ao Concurso, acompanhado de Curriculum Vitae, anexos com comprovativos, e Plano de Intervenção, sendo de destacar: a) Objecto da candidatura b) Elementos de Identificação Pessoal e Profissional c) Habilitação Académica d) Formação Especializada em Administração Escolar e) Experiência Profissional 1 Experiência em Órgãos de Direção de Escolas 2 Experiência de actividade de articulação com CFAE 3 Experiência na Carreira Docente 4 Experiência em actividades de Educação e Ensino por exemplo autoria ou co-autoria de livros e manuais escolares, publicações, artigos, envolvimento em projectos f) Formação 1- Ações de Formação Acreditadas e Creditadas 2- Ações de Formação Não Acreditadas Seminários, Congressos g) Outros elementos relevantes, como por exemplo participação em clubes, jornais e revistas escolares, ou funções em contexto não escolar h) Os candidatos devem apresentar um Plano de Ação que traduza, na sua perspectiva, linhas gerais de orientação para a ação do Centro de Formação; tal Projecto será determinante para efeitos de desempate 2 Os Candidatos devem apresentar os comprovativos dos elementos constantes do CV, dispensáveis se os mesmos integrarem o Registo Biográfico, cuja cópia devem anexar

7 7 3 Uma declaração, sob compromisso de honra, será apresentada sempre que os candidatos não disponham de comprovativos para alguns dos elementos referidos 4 - Cabe à Comissão Pedagógica solicitar documentos e certificação que entenda necessários à clarificação de dados mencionados Artigo 5º Método de Selecção 1 O método de selecção a utilizar é: 1.1. Análise do Curriculum Vitae 6 valores (60%) Itens e pontuação dos factores mais relevantes a considerar na Análise do Curriculum Vitae 90 Pontos Itens Pontuação I Formação Académica: Máx. 30 Pontos - Doutoramento 30 Pontos - Mestrado 2 - Pós-Graduação 20 Pontos - Licenciatura 18 Pontos II Formação Especializada em Administração Escolar III Experiência em Órgãos de Direção de Escolas IV Experiência de actividade de articulação com CFAE 30 Pontos 20 Pontos 10 Pontos Outros Itens a Pontuar 10 Pontos Experiência na Carreira Docente Items Experiência em actividades de Educação e Ensino por exemplo autoria ou coautoria de livros e manuais escolares, publicações, artigos, envolvimento em projectos Ações de Formação Acreditadas e Creditadas Ações de Formação Não Acreditadas Seminários, Congressos Outros elementos relevantes, como por exemplo participação em clubes, jornais e revistas escolares, ou funções em contexto não escolar Pontuação 1.2. Análise do Projecto de Intervenção para o Centro de Formação 4 valores (40%) Adequação à função; 2 valores 20% Inovação; 1 valor 10%

8 Clareza. 1 valor 10% 8 Artigo 6º Procedimento 1. O Diretor é seleccionado pela Comissão Pedagógica, de entre os Candidatos admitidos a Concurso 2. Serão excluídos os Candidatos que não satisfaçam os requisitos, assim como os que prestem falsas declarações 3. A Comissão Pedagógica procede à análise das Candidaturas admitidas, podendo decidir proceder à audição, em Entrevista, dos Candidatos com Curriculum Vitae mais relevante para o exercício do cargo 4. Após análise das Candidaturas e eventual Entrevista, a Comissão Pedagógica toma uma deliberação final, seleccionando o Candidato que considerar com melhor qualificação 5. Caso não haja um Candidato vencedor, a Comissão Pedagógica reunirá no prazo máximo de três dias úteis para novo procedimento de análise das Candidaturas com maior e igual valoração 5.1. A deliberação será tomada por voto secreto, sendo seleccionado o Candidato com maior número de votos 5.2. O Presidente tem voto de qualidade em caso de empate na votação 6. A Comissão Pedagógica comunicará a sua decisão à DREALE Artigo 7º Publicitação 1. A Comissão Pedagógica elabora as Listas de Candidatos admitidos e excluídos, bem como o nome do Candidato Seleccionado e procede à publicitação nas Escolas associadas, em local apropriado e nas páginas WEB de cada uma das Entidades 2. Os Candidatos terão conhecimento das listas, através de informação veiculada pela Comissão Pedagógica por carta registada com aviso de receção Artigo 8º Recurso 1. Dos resultados, cabe recurso a interpor pelos interessados, à DREALE, no prazo de três dias úteis Artigo 9º Posse e Duração do Mandato 1. O Candidato Seleccionado para Diretor do Centro de Formação toma posse no dia seguinte ao do conhecimento da homologação da decisão pela DREALE

9 9 2. O mandato do Diretor tem a duração de três anos, renovável por igual período desde que a avaliação, feita pela Comissão Pedagógica, do seu desempenho no cargo seja considerada positiva por pelo menos 75% dos elementos presentes em reunião da Comissão Pedagógica marcada para o efeito. Artigo 10º Legislação REGIME JURÍDICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA DE PROFESSORES aprovado pelo Decreto Lei nº. 249/92, de 9 de Novembro, com as alterações que lhe foram introduzidas, por ratificação, pela Lei nº. 60/93, de 20 de Agosto, pelo Decreto Lei nº. 274/94, de 28 de Outubro, pelo Decreto Lei nº. 207/96, de 2 de Novembro e pelo Decreto Lei 155/99, de 10 de Maio, em conjugação com as alterações introduzidas pelo Artigo 4º. do Decreto Lei 15/2007, de 19 de Janeiro; - DESPACHO Nº /2008, DR de 4 de Julho - CÓDIGO DO PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Artigo 11º Disposições Finais 1. As situações ou casos omissos serão resolvidos pela Comissão Pedagógica no quadro da legislação em vigor; 2. Se algum Candidato for membro da Comissão Pedagógica está impedido de participar na(s) reuniões de Selecção. Aprovado em Comissão Pedagógica de 07/07/2011 O Diretor da Escola Sede (José Eugénio Aleixo Pereira)

REGULAMENTO PARA RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RODRIGUES DE FREITAS. Artigo 1º. Objecto

REGULAMENTO PARA RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RODRIGUES DE FREITAS. Artigo 1º. Objecto REGULAMENTO PARA RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RODRIGUES DE FREITAS Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas do concurso para eleição do

Leia mais

Regulamento de concurso para Diretor

Regulamento de concurso para Diretor Regulamento de concurso para Diretor Nos termos do disposto no artigo 22.º, do Decreto-Lei n.º 75/2008, de 22 de abril, e do Decreto-Lei nº 137/2012 de 2 de Julho, torna-se público, que se encontra aberto

Leia mais

3 Consideram -se qualificados para o exercício de funções de administração e gestão os docentes que preencham uma das seguintes condições:

3 Consideram -se qualificados para o exercício de funções de administração e gestão os docentes que preencham uma das seguintes condições: Concurso para Director (a) Agrupamento Vertical de escolas de ferreira de Aves Procedimento concursal: 1 Nos termos do disposto nos artigos 21.º e 22.º, do Decreto Lei n.º 75/2008, de 22 de Abril, e da

Leia mais

Regulamento Interno ANEXO III

Regulamento Interno ANEXO III Regulamento Interno ANEXO III Agrupamento de Escolas Raul Proença Regulamento do Concurso Prévio e da Eleição do Diretor Artigo 1º Objeto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e as normas

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA

ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA ESCOLA SECUNDÁRIA DE LEAL DA CÂMARA REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR PARA O QUADRIÉNIO 2009-2013 Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas do concurso para

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA(161263)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA(161263) Direcção Regional de Educação do Centro AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA PEDRULHA(161263) Escola Básica Rainha Santa Isabel Coimbra (342580) REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR Artigo 1º Objecto O presente

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pedro Álvares Cabral Belmonte Escola Sede: Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos com Ensino Secundário

Agrupamento de Escolas Pedro Álvares Cabral Belmonte Escola Sede: Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos com Ensino Secundário Agrupamento de Escolas Pedro Álvares Cabral Belmonte Escola Sede: Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos com Ensino Secundário Pedro Álvares Cabral - Belmonte Regulamento para a Eleição do Director do Agrupamento

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BRÁS GARCIA DE MASCARENHAS

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BRÁS GARCIA DE MASCARENHAS REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BRÁS GARCIA DE MASCARENHAS Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento estabelece as condições de acesso e normas do concurso para eleição

Leia mais

Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio

Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PROFESSOR ARMANDO DE LUCENA MALVEIRA Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio 2017-2021 Preâmbulo O presente regulamento define as regras

Leia mais

Preâmbulo. O presente regulamento define as regras a observar no procedimento concursal para a eleição do

Preâmbulo. O presente regulamento define as regras a observar no procedimento concursal para a eleição do ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ SARAMAGO-MAFRA Regulamento para o Procedimento Concursal de Eleição do Diretor para o Quadriénio 2015-2019 Preâmbulo O presente regulamento define as regras a observar no procedimento

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSO PARA DIRETOR DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS BEIRA MAR

REGULAMENTO DE CONCURSO PARA DIRETOR DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS BEIRA MAR REGULAMENTO DE CONCURSO PARA DIRETOR DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS BEIRA MAR Artigo 1º Princípio da legalidade regulamentar Ao abrigo do Decreto-Lei n.º 22/2014 que define o novo Regime Jurídico da

Leia mais

Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas Ovar Sul

Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas Ovar Sul AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OVAR SUL DGEstE Direção de Serviços Região Centro Sede: Escola Secundária Júlio Dinis Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas Ovar Sul Artigo 1.º

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Vieira de Leiria

Agrupamento de Escolas de Vieira de Leiria Agrupamento de Escolas de Vieira de Leiria Escola Sede: ESCOLA SECUNDÁRIA JOSÉ LOUREIRO BOTAS 4 0 1 9 8 5 REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VIEIRA DE LEIRIA Artigo 1º Objecto

Leia mais

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOÃO ROIZ DE CASTELO BRANCO Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas para a eleição do director do

Leia mais

Regulamento para a Eleição do Diretor do Agrupamento de Escolas de Carvalhos

Regulamento para a Eleição do Diretor do Agrupamento de Escolas de Carvalhos Regulamento para a Eleição do Diretor do Agrupamento de Escolas de Carvalhos Artigo 1.º Objeto O presente regulamento define as regras a observar no procedimento concursal para a eleição do Diretor do

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AVER-O-MAR CONSELHO GERAL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AVER-O-MAR CONSELHO GERAL AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AVER-O-MAR CONSELHO GERAL Regulamento para Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas de Aver-o-Mar Póvoa de Varzim Objeto O presente regulamento define as regras a observar

Leia mais

Regulamento para o procedimento concursal para a eleição do Diretor

Regulamento para o procedimento concursal para a eleição do Diretor Regulamento para o procedimento concursal para a eleição do Diretor OBJECTO O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas para a eleição do diretor da Escola Secundária Quinta das Palmeiras,

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO(A) DIRETOR(A) DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BRANCA, ALBERGARIA-A-VELHA. Artigo 1.

REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO(A) DIRETOR(A) DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BRANCA, ALBERGARIA-A-VELHA. Artigo 1. REGULAMENTO DO PROCEDIMENTO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO(A) DIRETOR(A) DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE BRANCA, ALBERGARIA-A-VELHA Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e define

Leia mais

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO FERNANDO NAMORA DE CONDEIXA-A-NOVA

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO FERNANDO NAMORA DE CONDEIXA-A-NOVA CÓDIGO DA ESCOLA 404457 CONTRIBUINTE Nº: 600074129 RUA LONGJUMEAU 3150-122 CONDEIXA-A-NOVA Telf.: 239940200 Fax: 239941090 Email: info@eps-condeixa-a-nova.rcts.pt REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Freixo

Agrupamento de Escolas de Freixo Agrupamento de Escolas de Freixo Regulamento do procedimento concursal prévio à eleição do (a) Diretor (a) Artigo 1.º Objeto 1. O presente regulamento define as regras a observar no procedimento concursal

Leia mais

REGULAMENTO PARA PROCESSO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DA BANDEIRA

REGULAMENTO PARA PROCESSO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DA BANDEIRA REGULAMENTO PARA PROCESSO CONCURSAL DE ELEIÇÃO DO DIRETOR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS SÁ DA BANDEIRA Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento define as condições de acesso e as regras a observar no procedimento

Leia mais

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE JOSÉ AFONSO, LOURES

REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE JOSÉ AFONSO, LOURES REGULAMENTO PARA O RECRUTAMENTO DO DIRECTOR DA ESCOLA SECUNDÁRIA DE JOSÉ AFONSO, LOURES Objecto O presente regulamento, elaborado nos termos e ao abrigo do disposto nos artigos 21.º a 23.º do Decreto Lei

Leia mais

Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas do Restelo, Lisboa. Objeto

Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas do Restelo, Lisboa. Objeto Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas do Restelo, Lisboa Objeto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas para a eleição do diretor do Agrupamento

Leia mais

Regulamento para o Recrutamento do Diretor da Escola Secundária Fernão Mendes Pinto, Almada

Regulamento para o Recrutamento do Diretor da Escola Secundária Fernão Mendes Pinto, Almada Escola Secundária Fernão Mendes Pinto Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Regulamento para o Recrutamento do Diretor da Escola Secundária Fernão Mendes Pinto, Almada Objeto O presente regulamento

Leia mais

Regulamento do Procedimento Concursal para eleição do Director do Conservatório de Música de Coimbra

Regulamento do Procedimento Concursal para eleição do Director do Conservatório de Música de Coimbra Regulamento do Procedimento Concursal para eleição do Director do Conservatório de Música de Artigo 1.º Objecto O presente regulamento estabelece as condições de acesso e normas do concurso para a eleição

Leia mais

Ministério da Educação. Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares. Agrupamento de Escolas do Barreiro

Ministério da Educação. Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares. Agrupamento de Escolas do Barreiro Ministério da Educação Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Agrupamento de Escolas do Barreiro Procedimento concursal Comum de recrutamento para ocupação de 1 (um) posto de trabalho em regime de

Leia mais

AVISO Nº /2016 CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2015/2016 Grupo de Recrutamento

AVISO Nº /2016 CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2015/2016 Grupo de Recrutamento AVISO Nº 6 215/216 CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 215/216 Grupo de Recrutamento (Decreto-Lei nº 132/212, de 27 de junho, com a redação dada pelo Decreto-Lei nº 83-A/214, de 23 de maio) 1. Nos termos do Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR ARTº 1º Objeto O presente Regulamento estabelece as regras de eleição do Diretor do Agrupamento de Escolas António Alves de Amorim, Santa Maria da Feira, as condições

Leia mais

[REGULAMENTO DE PROCEDIMENTO CONCURSAL CONDUCENTE À ELEIÇÃO DO DIRECTOR] Agrupamento Vertical de Escolas de Monforte. Conselho Geral

[REGULAMENTO DE PROCEDIMENTO CONCURSAL CONDUCENTE À ELEIÇÃO DO DIRECTOR] Agrupamento Vertical de Escolas de Monforte. Conselho Geral 2010 Conselho Geral 18-03-2010 Agrupamento Vertical de Escolas de Monforte [REGULAMENTO DE PROCEDIMENTO CONCURSAL CONDUCENTE À ELEIÇÃO DO DIRECTOR] [Condições de acesso e normas para a eleição do Director

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CALDAS DE VIZELA REGULAMENTO INTERNO ANEXO II

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CALDAS DE VIZELA REGULAMENTO INTERNO ANEXO II AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE CALDAS DE VIZELA REGULAMENTO INTERNO ANEXO II FEVEREIRO / 2013 REGULAMENTO PARA RECRUTAMENTO DO DIRETOR Artigo 1.º Objeto O presente regulamento estabelece as condições de acesso

Leia mais

CENTRO DE FORMAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS DO CONCELHO DA AMADORA (CFAECA) REGULAMENTO INTERNO

CENTRO DE FORMAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS DO CONCELHO DA AMADORA (CFAECA) REGULAMENTO INTERNO CENTRO DE FORMAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO DE ESCOLAS DO CONCELHO DA AMADORA (CFAECA) REGULAMENTO INTERNO Princípios gerais Artigo 1.º (Centro de Formação da Associação de Escolas do Concelho da Amadora) 1. O Centro

Leia mais

Autonomia e Gestão Novos Desafios

Autonomia e Gestão Novos Desafios Autonomia e Gestão Novos Desafios Francisco Oliveira Reforço da participação das famílias e comunidades na direcção estratégica da Escola Reforçar a liderança das Escolas Reforço da autonomia das Escolas

Leia mais

2013/ 2017 Agrupamento de Escolas de António Nobre

2013/ 2017 Agrupamento de Escolas de António Nobre 2013/ 2017 Agrupamento de Escolas de António Nobre Regimento do Procedimento Concursal Prévio à Eleição do Diretor e sua Eleição ANEXO C ao REGULAMENTO INTERNO 2013-2017 [Documento elaborado tendo por

Leia mais

AVISO. O presente Aviso é composto pelos seguintes capítulos: Capítulo I - Natureza do concurso

AVISO. O presente Aviso é composto pelos seguintes capítulos: Capítulo I - Natureza do concurso AVISO Nos termos dos n.ºs 1 e 2 do artigo 30º do Decreto-Lei n.º 104/2008, de 24 de Junho, e do n.º 1 do artigo 12.º do Decreto-Lei n.º 200/2007, de 22 de Maio, torna-se público que, através do Despacho

Leia mais

CONTRATAÇÃO COM VISTA AO SUPRIMENTO DE NECESSIDADES TEMPORÁRIAS PARA O ANO ESCOLAR DE 2015/2016

CONTRATAÇÃO COM VISTA AO SUPRIMENTO DE NECESSIDADES TEMPORÁRIAS PARA O ANO ESCOLAR DE 2015/2016 CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE Ano Letivo de 2015.2016 BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2015-2016 AVISO DE ABERTURA CONTRATAÇÃO COM VISTA AO SUPRIMENTO DE NECESSIDADES TEMPORÁRIAS PARA O ANO ESCOLAR DE 2015/2016

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO DIRETOR DA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA Considerando que compete ao conselho de representantes das unidades orgânicas de ensino

Leia mais

Artigo 1º. Âmbito. a) Os titulares de um curso superior de bacharelato, licenciatura, mestrado ou doutoramento;

Artigo 1º. Âmbito. a) Os titulares de um curso superior de bacharelato, licenciatura, mestrado ou doutoramento; Regulamento do Concurso Especial de Acesso aos Cursos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa para Titulares de Cursos Médios, Superiores e Pós-Secundários Tendo por base o

Leia mais

Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas de Santa Maria dos Olivais, Lisboa

Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento de Escolas de Santa Maria dos Olivais, Lisboa AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTA MARIA DOS OLIVAIS Escola sede: ESCOLA SECUNDÁRIA ANTÓNIO DAMÁSIO Direção de Serviços da Região de Lisboa e Vale do Tejo Regulamento para o Recrutamento do Diretor do Agrupamento

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UTAD

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UTAD REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO REITOR DA UTAD UTAD, janeiro de 2017 Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento destina-se a organizar o processo de eleição para Reitor da Universidade de Trás-os-Montes e

Leia mais

DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES. Direção de Serviços Região Algarve. Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes Cód.

DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES. Direção de Serviços Região Algarve. Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes Cód. DIREÇÃO GERAL DOS ESTABELECIMENTOS ESCOLARES Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Manuel Teixeira Gomes Cód. 145464 AVISO Nº 13 2015-2016 CONTRATAÇÃO DE PESSOAL DOCENTE GRUPO DE RECRUTAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO de ELEIÇÃO do DIRETOR da ESCOLA SUPERIOR de CIÊNCIAS EMPRESARIAIS do INSTITUTO POLITÉCNICO de SETÚBAL

REGULAMENTO de ELEIÇÃO do DIRETOR da ESCOLA SUPERIOR de CIÊNCIAS EMPRESARIAIS do INSTITUTO POLITÉCNICO de SETÚBAL REGULAMENTO de ELEIÇÃO do DIRETOR da ESCOLA SUPERIOR de CIÊNCIAS EMPRESARIAIS do INSTITUTO POLITÉCNICO de SETÚBAL Aprovado na 20ª Reunião do Conselho de Representantes da ESCE/IPS, em 18 de janeiro de

Leia mais

Comissão Administrativa Provisória BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA CRITÉRIOS DE CONTRATAÇÃO

Comissão Administrativa Provisória BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA CRITÉRIOS DE CONTRATAÇÃO CONTRATAÇÃO COM VISTA AO SUPRIMENTO DE NECESSIDADES TEMPORÁRIAS PARA O ANO ESCOLAR DE 2015/2016 Dando cumprimento ao disposto no n.º 1 do art.º 40.º, conjugado com o n.º 7 do art.º 39, ambos do Decreto-Lei

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO 1. Nos termos do nº 2 do artigo 21º da Lei nº 2/2004, de 15 de Janeiro, com a redacção dada pela Lei nº 51/2005, de 30 de Agosto, e pela

Leia mais

CRITÉRIOS DE CONTRATAÇÃO AEAN

CRITÉRIOS DE CONTRATAÇÃO AEAN CRITÉRIOS DE CONTRATAÇÃO AEAN 2015-2016 Grupos de Recrutamento (Ano Letivo 2015-2016) Bolsa de Contratação de Escola / Contratação de Escola I. Procedimento Concursal / Grupos de Recrutamento [Bolsa de

Leia mais

Escola Básica e Secundária de Vale de Ovil. Regimento do Departamento de Ciências Experimentais

Escola Básica e Secundária de Vale de Ovil. Regimento do Departamento de Ciências Experimentais Escola Básica e Secundária de Vale de Ovil Regimento do Departamento de Ciências Experimentais 2013/2016 CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Identificação 1. Este Departamento Curricular adota a

Leia mais

2. Local de trabalho: Escola Secundária de Monserrate, Avenida do Atlântico, Viana do Castelo.

2. Local de trabalho: Escola Secundária de Monserrate, Avenida do Atlântico, Viana do Castelo. Procedimento concursal comum para recrutamento de assistentes operacionais em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo a tempo parcial. Para efeitos do disposto no artigo

Leia mais

Assim, o regulamento de provas de Agregação da Universidade Católica Portuguesa rege-se pelas seguintes normas:

Assim, o regulamento de provas de Agregação da Universidade Católica Portuguesa rege-se pelas seguintes normas: DESPACHO NR/R/0094/2008 ASSUNTO: Regulamento de provas de agregação Na sequência da publicação do Decreto-Lei nº 239/2007, de 19 de Junho e ao fim de alguns meses de aplicação na UCP, considerou-se conveniente

Leia mais

AVISO DE ABERTURA N.º 2/ Contratação de Escola

AVISO DE ABERTURA N.º 2/ Contratação de Escola AVISO DE ABERTURA N.º 2/2013-2014 Contratação de Escola (artigo 39.º do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho) 1. Abertura do procedimento Informam-se todos os interessados que se encontra aberto, na

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador Instituto Politécnico de Setúbal Edital Abertura de concurso documental para professor coordenador 1 Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 6º do Regulamento de Recrutamento e Contratação do Pessoal

Leia mais

Artigo 1.º Objeto e âmbito. Artigo 2.º Avaliação da capacidade para a frequência. Artigo 3.º Provas

Artigo 1.º Objeto e âmbito. Artigo 2.º Avaliação da capacidade para a frequência. Artigo 3.º Provas REGULAMENTO DO CONCURSO LOCAL PARA A CANDIDATURA À MATRÍCULA E INSCRIÇÃO NO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE LICENCIADO EM TECNOLOGIAS DA MÚSICA MINISTRADO PELA ESCOLA SUPERIOR DE MÚSICA DO INSTITUTO

Leia mais

ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL DO CONSELHO GERAL TRANSITÓRIO

ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL DO CONSELHO GERAL TRANSITÓRIO ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL DO CONSELHO GERAL TRANSITÓRIO REGULAMENTO DE ELEIÇÃO E DESIGNAÇÃO DOS MEMBROS DO CONSELHO GERAL TRANSITÓRIO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS Nº2 DE BEJA Artigo 1.º Objeto 1 - O

Leia mais

AVISO DE ABERTURA Abertura de concurso de contratação de escola para Técnico Especializado

AVISO DE ABERTURA Abertura de concurso de contratação de escola para Técnico Especializado AVISO DE ABERTURA Abertura de concurso de contratação de escola para Técnico Especializado Ilda Maria Gomes Ferreira, diretora do Agrupamento de Escolas de Ferreira de Castro, Oliveira de Azeméis, informa

Leia mais

Regulamento para a eleição dos Diretores de Departamento da Escola de Ciências da Vida e do Ambiente -ECVA-

Regulamento para a eleição dos Diretores de Departamento da Escola de Ciências da Vida e do Ambiente -ECVA- Regulamento para a eleição dos Diretores de Departamento da Escola de Ciências da Vida e do Ambiente -ECVA- Capítulo I Âmbito de aplicação e Princípios Artigo 1.º Âmbito de aplicação 1. O presente regulamento

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador Instituto Politécnico de Setúbal Edital Abertura de concurso documental para professor coordenador 1 Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 6º do Regulamento de Recrutamento e Contratação do Pessoal

Leia mais

Regimento do Departamento Curricular do 1º Ciclo

Regimento do Departamento Curricular do 1º Ciclo Regimento do Departamento Curricular do 1º Ciclo 2013-2017 O departamento curricular do 1º ciclo, nos termos do Regulamento Interno, aprova o seguinte regimento, definindo as respetivas regras de organização

Leia mais

MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional

MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional MEDIDA ESTIMULO 2012 Regulamento do Instituto do Emprego e Formação Profissional No âmbito da medida de incentivos ao emprego "Estímulo 2012", estabelecida pela Portaria n 45/2012, de 13.2, o Instituto

Leia mais

Centros de Formação de Associações de Escolas

Centros de Formação de Associações de Escolas Centros de Formação de Associações de Escolas ( ) CAPÍTULO I Objeto e âmbito Artigo 1.º Objeto O presente diploma aprova as regras a que obedece a constituição e funcionamento dos centros de formação de

Leia mais

Regulamento do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social (IPCDHS)

Regulamento do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social (IPCDHS) Regulamento do Instituto de Psicologia Cognitiva, Desenvolvimento Humano e Social (IPCDHS) CAPÍTULO I Natureza, Fins e Atribuições Artigo 1º (Natureza, Constituição, Localização) 1. O Instituto de Psicologia

Leia mais

Regulamento das Provas Especialmente Adequadas a Avaliar a Capacidade para Frequência dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Regulamento das Provas Especialmente Adequadas a Avaliar a Capacidade para Frequência dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Regulamento das Provas Especialmente Adequadas a Avaliar a Capacidade para Frequência dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Artigo 1.º Objeto e âmbito O presente Regulamento, nos termos do Decreto-

Leia mais

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DO MINHO

REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DO MINHO Escola Superior de Enfermagem REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DA ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE DO MINHO ESE, JANEIRO 2010 REGULAMENTO PARA A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DA ESCOLA SUPERIOR

Leia mais

1. LOCAL DE TRABALHO As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico da rede pública do Concelho do Porto.

1. LOCAL DE TRABALHO As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico da rede pública do Concelho do Porto. AVISO Código da Publicitação do Procedimento - A/ Procedimento de Seleção para recrutamento de Técnicos no âmbito do Programa de Atividades de Enriquecimento Curricular do 1.º Ciclo do Ensino Básico -

Leia mais

REGULAMENTO DE ELEIÇÃO DAS COMISSÕES DE CURSO DAS ESCOLAS DO IPB

REGULAMENTO DE ELEIÇÃO DAS COMISSÕES DE CURSO DAS ESCOLAS DO IPB REGULAMENTO DE ELEIÇÃO DAS COMISSÕES DE CURSO DAS ESCOLAS DO IPB SECÇÃO I DEFINIÇÕES Artigo 1.º Objecto O presente regulamento define as normas aplicáveis ao processo de eleição das Comissões de Curso

Leia mais

Direção Regional de Educação do Norte Aviso

Direção Regional de Educação do Norte Aviso Direção Regional de Educação do Norte Aviso ABERTURA DE CONCURSO DE ASSISTENTEs OPERACIONAIS A TERMO RESOLUTIVO CERTO E A TEMPO PARCIAL A Escola Secundária de Alberto Sampaio torna público que se encontra

Leia mais

EDITAL. Concurso de Acesso e Ingresso no Curso de Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho

EDITAL. Concurso de Acesso e Ingresso no Curso de Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho EDITAL Concurso de Acesso e Ingresso no Curso de Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho A Universidade dos Açores faz saber que está aberto concurso de acesso à Pós-Graduação em Enfermagem do Trabalho,

Leia mais

AVISO Código da Publicitação do Procedimento - D/2015

AVISO Código da Publicitação do Procedimento - D/2015 AVISO Código da Publicitação do Procedimento - D/2015 Procedimento de Seleção para recrutamento de Técnicos no âmbito do Programa de Atividades de Enriquecimento Curricular do 1.º Ciclo de Ensino Básico

Leia mais

Direção. Aviso n.º2/2017 Técnico Especializado Técnico de Orientação, Reconhecimento, Validação de Competências (Técnico ORVC)

Direção. Aviso n.º2/2017 Técnico Especializado Técnico de Orientação, Reconhecimento, Validação de Competências (Técnico ORVC) de Serviços da Região Centro Contratação de Escola com vista ao suprimento de necessidades temporárias de pessoal não docente, para o ano escolar de 2017/2018, no Agrupamento de Escolas de Pombal Pombal.

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL

AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL AVISO DE ABERTURA DE PROCEDIMENTO CONCURSAL Concurso externo para o preenchimento de um (1) posto de trabalho, na categoria de Assistente Técnico, da carreira de Assistente Técnico, para exercer funções

Leia mais

REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA

REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DA COMISSÃO PEDAGÓGICA REGIMENTO DA SECÇÃO DE FORMAÇÃO E MONITORIZAÇÃO DO CENFORMA 2 Artigo 1.º Definição 1. O Regimento Interno da Secção de Formação e

Leia mais

Projecto de Regulamento para a Eleição dos Estudantes das Comissões de Curso da Universidade de Aveiro

Projecto de Regulamento para a Eleição dos Estudantes das Comissões de Curso da Universidade de Aveiro Projecto de Regulamento para a Eleição dos Estudantes das Comissões de Curso da Universidade de Aveiro O Regulamento Geral de Estudos da Universidade de Aveiro, aprovado em, publicado no Diário da República

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010 Reitoria RT-21/2010 Por proposta do Conselho Académico da Universidade do Minho, é homologado o Regulamento do Mestrado Integrado em Psicologia, anexo a este despacho. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro

Leia mais

DESPACHO N.º 2 / DGRHE / 2008

DESPACHO N.º 2 / DGRHE / 2008 DESPACHO N.º 2 / DGRHE / 2008 1. Nos termos dos n.ºs 1 e 2 do artigo 29º do Decreto-Lei n.º 104/2008, de 24 de Junho, do n.º 1 do artigo 5º do Decreto-Lei n.º 200/2007, de 22 de Maio, do n.º 2 do artigo

Leia mais

AVISO DE ABERTURA. Contratação de Escola 2016/2017 CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO

AVISO DE ABERTURA. Contratação de Escola 2016/2017 CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO AVISO DE ABERTURA Contratação de Escola 2016/2017 CONTRATAÇÃO DE UM LICENCIADO EM PSICOLOGIA/PSICÓLOGO (Ao abrigo do Decreto-Lei n.º132/2012, de 27 de junho, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 83-A/2014,

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS

PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento tem como objecto a definição

Leia mais

Técnicos Especializados

Técnicos Especializados CONTRATAÇÃO DE ESCOLA AVISO Nº 4-2016/2017 Técnicos Especializados Nos termos do ponto 4 do artigo 39º do Decreto-lei nº 132/2012,de 27 de junho, republicado pelo Decreto-Lei nº 83-A/2014,de 23 de maio

Leia mais

Regulamento do Processo Eleitoral para o Conselho Geral

Regulamento do Processo Eleitoral para o Conselho Geral Regulamento do Processo Eleitoral para o Conselho Geral Artigo 1º Objeto 1. O presente Regulamento aplica-se exclusivamente ao processo eleitoral para os membros do Conselho Geral, de acordo com o regime

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2016/2017. Ata n.º 1/

CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 2016/2017. Ata n.º 1/ Ata n.º 1/20162017 Aos dois dias do mês de setembro, pelas dezassete horas, reuniu-se o júri dos concursos de contratação de escola. O presidente da reunião começou por referir a legislação a aplicar nos

Leia mais

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador

Instituto Politécnico de Setúbal. Edital. Abertura de concurso documental para professor coordenador Instituto Politécnico de Setúbal Edital Abertura de concurso documental para professor coordenador 1 Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 6º do Regulamento de Recrutamento e Contratação do Pessoal

Leia mais

ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL DO CONSELHO GERAL

ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL DO CONSELHO GERAL ABERTURA DO PROCESSO ELEITORAL DO CONSELHO GERAL (2014/2018) Nos termos do artigo 15º do Decreto-Lei nº 75/2008 de 22 de abril, na redação dada pelo Decreto-Lei n.º 137/2012, de 2 de Julho, o Conselho

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação)

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação) REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao estabelecido no artº. 32º do Regulamento do Ciclo de Estudos

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola 14 15 Edição Instituto

Leia mais

Artigo 1º Condições para requerer a inscrição

Artigo 1º Condições para requerer a inscrição UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO Escola Superior de Enfermagem de Vila Real Diário da República, 2.ª série N.º 70 9 de Abril de 2008 Aviso n.º 11073/2008 Provas especialmente adequadas destinadas

Leia mais

EDITAL anexo 1 anexo 2 anexo 3 anexo 1 anexo 4 20)

EDITAL anexo 1 anexo 2 anexo 3 anexo 1 anexo 4 20) EDITAL 1. Faz-se público que está aberto concurso para admissão ao Curso de Mestrado em Gerontologia Social, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2016/2017 em organização conjunta da Escola Superior

Leia mais

AVISO N.º /2015. Contratação de Técnicos Especializados TÉCNICO DE INTERVENÇÃO LOCAL

AVISO N.º /2015. Contratação de Técnicos Especializados TÉCNICO DE INTERVENÇÃO LOCAL Agrupamento de Escolas N.º 2 de Abrantes AVISO N.º 07 2014/2015 Contratação de Técnicos Especializados TÉCNICO DE INTERVENÇÃO LOCAL Alcino José Brás Hermínio, Diretor do Agrupamento de Escolas N.º 2 de

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSAS DE DOUTORAMENTO

REGULAMENTO DE BOLSAS DE DOUTORAMENTO REGULAMENTO DE BOLSAS DE DOUTORAMENTO Considerando que a formação avançada e a qualificação dos recursos humanos se revestem como uma prioridade da politica cientifica e de desenvolvimento da Faculdade

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL PARA A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO

REGULAMENTO ELEITORAL PARA A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONSELHO GERAL REGULAMENTO ELEITORAL PARA A ELEIÇÃO DO PRESIDENTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO Artigo 1.º Âmbito Visa o presente regulamento definir o procedimento a seguir para a eleição do Presidente

Leia mais

AVISO. BOLSA DE INVESTIGAÇÃO Habilitado com Mestrado

AVISO. BOLSA DE INVESTIGAÇÃO Habilitado com Mestrado AVISO BOLSA DE INVESTIGAÇÃO Habilitado com Mestrado O Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P./IPMA abre concurso, no prazo de 10 (dez) dias úteis a contar da data de publicação deste anúncio, para

Leia mais

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS DO SENADO ACADÉMICO. Artigo 1.º. Objeto

REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS DO SENADO ACADÉMICO. Artigo 1.º. Objeto REGULAMENTO PARA ELEIÇÃO DOS MEMBROS DO SENADO ACADÉMICO (Aprovado em reunião do Senado Académico de 2 de fevereiro de 2012) Artigo 1.º Objeto O presente regulamento rege a eleição dos representantes dos

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL REGULAMENTO ELEITORAL Eleição dos Representantes dos Pais e Encarregados de Educação para o Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira Aprovado pelo Conselho Geral em 24 de setembro de 2015

Leia mais

AVISO BOLSA DE INVESTIGAÇÃO

AVISO BOLSA DE INVESTIGAÇÃO AVISO BOLSA DE INVESTIGAÇÃO O Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P. (IPMA ) abre concurso, entre os dias 22 de julho e 4 de agosto de 2016 (10 dias úteis), para atribuição de uma bolsa de investigação

Leia mais

AVISO BOLSA DE INVESTIGAÇÃO. Nível 1

AVISO BOLSA DE INVESTIGAÇÃO. Nível 1 AVISO BOLSA DE INVESTIGAÇÃO Nível 1 O Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P./IPMA abre concurso, no prazo de 10 (dez) dias úteis a contar da data de publicação deste anúncio, para atribuição de

Leia mais

3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1;

3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1; EDITAL 1. Faz-se público que estão abertas, candidaturas para a admissão ao Curso de Mestrado em Promoção e Educação para a Saúde, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2016/2017, em organização conjunta

Leia mais

UNIVERSIDADE DOS AÇORES REITORIA

UNIVERSIDADE DOS AÇORES REITORIA Edital N.º 23/2017 Concurso de Acesso e Ingresso no mestrado em Sociologia A Universidade dos Açores faz saber que está aberto concurso de acesso ao mestrado em Sociologia, no polo de Ponta Delgada. 1.

Leia mais

Cursos de Pós-Graduação REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão

Cursos de Pós-Graduação REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão REGULAMENTO Cursos de Pós-Graduação Elaborado por: Aprovado por: Versão Gabinete Apoio Reitoria Reitor 2.0 (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação Inicial Secretário-Geral

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DAS RELAÇÕES PÚBLICAS Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DIREÇÃO HOTELEIRA DA ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO 1

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DIREÇÃO HOTELEIRA DA ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO 1 EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DIREÇÃO HOTELEIRA DA ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO 1 Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, em substituição

Leia mais

Regulamento para a Eleição do Diretor da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto,

Regulamento para a Eleição do Diretor da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, Regulamento para a Eleição do Diretor da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, Artigo 1º Objetivo Este regulamento organiza o procedimento para a eleição do Diretor da Faculdade de Farmácia da

Leia mais

DECRETO N.º 175/X. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

DECRETO N.º 175/X. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: DECRETO N.º 175/X Aprova a abertura de um concurso excepcional de recrutamento de magistrados para os tribunais administrativos e fiscais e procede à terceira alteração à Lei n.º 13/2002, de 19 de Fevereiro,

Leia mais

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL (EDIÇÃO 2016-2018) Nos termos do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de fevereiro e do Decreto-Lei nº74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

Ministério da Saúde. Centro Hospitalar do Baixo Vouga, EPE. (CHBV, EPE) AVISO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA RECRUTAMENTO DE AUDITOR INTERNO

Ministério da Saúde. Centro Hospitalar do Baixo Vouga, EPE. (CHBV, EPE) AVISO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA RECRUTAMENTO DE AUDITOR INTERNO AVISO PROCEDIMENTO CONCURSAL PARA RECRUTAMENTO DE AUDITOR INTERNO 1. Em cumprimento da deliberação do Conselho de Administração de 30 de agosto de 2016, faz-se público que se encontra aberto até às 16:00

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL Deliberação CG 05/2017 11 04 2017 01 ELEIÇÃO DO(A) PRESIDENTE DO INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE REGULAMENTO ELEITORAL ART. 1.º (ELEGIBILIDADE) São elegíveis as individualidades que satisfaçam os requisitos

Leia mais