UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Camila Cerezer Possobom

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Camila Cerezer Possobom"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Camila Cerezer Possobom ESTUDO DE CASO: CLOUD COMPUTING - COMPUTAÇÃO EM NUVEM Monografia apresentada ao Curso de Bacharelado em Informática Sistemas de Informação da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul de Ijuí, para a obtenção do título de Bacharel em Informática Sistemas de Informação. Edson Luiz Padoin Ijuí/RS, Novembro de 2010

2 ESTUDO DE CASO: CLOUD COMPUTING - COMPUTAÇÃO EM NUVEM Camila Cerezer Possobom Esta Monografia foi julgada adequada para a obtenção do título de Bacharel em Informática Sistemas de Informação e aprovada em sua forma final pelo Curso de Bacharelado em Informática Sistemas de Informação. Edson Luiz Padoin (Orientador) Banca Examinadora Marcos Ronaldo Melo Cavalheiro

3 Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul UNIJUÍ Curso Superior em Informática Sistemas de Informação - Campus Ijuí Reitor: Gilmar Antônio Bedin Vice-Reitores: Antonia Carvalho Bussmann Telmo Rudi Frantz Martinho Luis Kelm Chefe do Departamento de Tecnologia Prof. Ms. Edson Luiz Padoin Coordenador do Curso de Informática Sistemas de Informação Prof. Ms. Edson Luiz Padoin Coordenador da Disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso - Campus Ijuí Prof. Ms. Marcos Ronaldo Melo Cavalheiro Banca Avaliadora composta por: Data da defesa: 16/12/2010 Prof. Ms. Edson Luiz Padoin (Orientador) Prof. Ms. Marcos Ronaldo Melo Cavalheiro CIP Catalogação na Publicação Possobom, Camila Cerezer Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Informática - Sistemas de Informações). Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Introdução. 2. Conceituando Computação em Nuvem. 3. Modelos de Implantação de Computação em Nuvem. 4. Modelos de Serviços na Computação em Nuvem. 5. Estudo de Caso: Provedores de Serviços de Computação em Nuvem. Endereço: Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul Campus Ijuí Rua São Francisco, 501 Bairro São Geraldo CEP Ijuí RS - Brasil

4 "...É incansável buscar o conhecimento! Interminável é sua procura! Aos mestres, que nos abreviam esta procura! O Reconhecimento sempre!!!!..."

5 Agradecimentos Agradeço, primeiramente, a Deus pelas oportunidades que me foram oferecidas na vida, principalmente por ter conhecido pessoas muito especiais e lugares diferentes, mas, além disto, por estar sempre ao meu lado nas horas mais difíceis e me ajudando na conclusão deste trabalho. Não posso deixar de agradecer a toda a minha família, mas em especial aos meus pais Ademir Luiz Possobom e Liane Cerezer Possobom, os responsáveis diretos pela minha formação, sem os quais não estaria aqui, por terem me fornecido condições para me tornar uma profissional, por me entenderem e me incentivarem a perseguir no que acredito, por mais que isso traga restrições ao nosso convívio. A minha avó Santina Menegazzi Cerezer, a qual me ajudou nas horas mais difíceis e me incentivou muito para a conclusão deste curso. Ao meu namorado Glauber e toda a família dele a Mari, o Marion, o Glauco e a avó Otillia, pelo apoio recebido e pela compreensão nos momentos em eu mais precisei durante toda a minha formação, as quais são pessoas muito especiais e fico muito feliz por eles fazerem parte da minha vida. apoio. Ao meu professor orientador Ms. Edson Luis Padoin pela sua disponibilidade, auxílio e Aos demais professores pelos anos de convivência e troca de informação, os quais foram muito importantes na minha formação acadêmica. A todos só posso dizer: Muito Obrigado!

6 Sumário 1. Introdução Objetivo Geral Organização do Trabalho Conceituando Computação em Nuvem Tecnologias Relevantes na Computação em Nuvem Recursos Compartilhados Escalabilidade Elasticidade Dispositivos de Acesso Pay as you go Alta velocidade no acesso de banda larga Os Dispositivos de Armazenamento As Tecnologias de Virtualização Orientada a serviços Pooling de Recursos Serviço Medido Service Level Agreement (SLA) Interoperabilidade Portabilidade Integração Disponibilidade Application Programming Interface (API) Segurança... 31

7 3. Modelos de Implantação de Computação em Nuvem Nuvens Públicas Nuvens Privadas Nuvens Híbridas Comparativo entre os Modelos de Nuvens Modelos de Serviços na Computação em Nuvem Infra-estrutura como Serviço (IaaS) Database-as-a-Service Plataforma como Serviço (PaaS) Software como Serviço (SaaS) Análise de Caso: Provedores de Serviços de Computação em Nuvem Amazon Web Services Elastic Compute Cloud (EC2) Simple Storage Solution (S3) Simple Queue Service (SQS) SimpleDB Eucalyptus Google Google Apps Google App Engine IBM Microsoft Salerforce Comparativo entre os Modelos de Serviços Conclusão Referências Bibliográficas... 79

8 Lista de Abreviaturas TI Tecnologia da Informação IaaS Infra-estrutura como Serviço PaaS Plataforma como Serviço SaaS Software como Serviço SOA - Service Oriented Architecture (Arquitetura Orientada a serviço) GB Gigabytes MB Megabytes KB Kilobytes GHz - Gigahertz SGBD Sistema de gerenciamento em Banco de Dados API - Application Programming Interface SLA - Service Level Agreement (Acordo de Nível de Serviço) QoS Qualidade de Serviço VM Virtual Machine (Máquina Virtual) SO Sistema Operacional EC2 Elastic Compute Cloud AWS Amazon Web Machine AMI Amazon Machine Instance S3 Simple Storage Solution SQS Simple Queue Service SDB - SimpleDB SOAP Simple Object Access Protocol GFS Google File System CPU - Unidade Central de Processamento CRM - Gerenciamento de Relações com Clientes PC - Computador Pessoal

9 Lista de Figuras Figura 1. Evolução da Tecnologia (CAMBIUCCI, 2010) Figura 2. Tipos de Nuvens (AMRHEIN, 2009) Figura 3. Nuvem Pública (MATHER, 2009) Figura 4. Nuvem Híbrida (MATHER, 2009) Figura 5. Os principais atores que estão relacionados com as camadas de aplicação, de plataforma e de intra-estrutura são, respectivamente, os usuários das nuvens, os prestadores de serviços e os prestadores de infra-estrutura (CHIRIGATI, 2009) Figura 6. Níveis de divisão da computação em nuvem segundo a ontologia proposta (AHRONOVITZ, 2010) Figura 7. Papéis na Computação em Nuvem (SOUZA, 2009) Figura 8. Modelos de Serviços (SOUZA, 2009) Figura 9. Aplicativos de Trabalho no Google Apps (LUIZ, 2010) Figura 10. Serviços oferecidos no Windows Azure (ZUNINO, 2008) Figura 11. Tamanhos das instâncias no Windows Azure (CAMBIUCCI, 2010)... 72

10 1. Introdução O setor da Tecnologia da Informação (TI) vem sofrendo muitas transformações nos últimos anos. A virtualização e computação em nuvem, ou também tem pessoas usando o termo computação na nuvem ou computação nas nuvens, quaisquer destes termos são achados na web referindo-se todos ao mesmo conceito, estas duas tecnologias estão sendo as principais estratégias em tecnologia nas empresas. As evoluções constantes da tecnologia e das telecomunicações estão fazendo com que o acesso à internet se torne cada vez mais amplo e mais rápido. Em países mais desenvolvidos como Japão, Estados Unidos e Alemanha, é possível ter acesso rápido à internet pagando-se muito pouco. Estes fatos criam uma situação perfeita para a difusão da computação em nuvem, embora esse conceito esteja tornando-se conhecido no mundo todo, inclusive no Brasil (PRADO, 2010). Não há dúvidas de que esta evolução esteja ligada diretamente à evolução dos processadores e ao crescimento da internet banda larga. A idéia de computação em nuvem não pode ser considerada uma nova tecnologia, mas sim uma nova aplicação da internet a um conceito que existia desde os primórdios da computação. O modelo computacional dos datacenters começou com os mainframes em Posteriormente, os microcomputadores surgiram no mercado e uma busca constante por altas capacidades de armazenamento se estabeleceu. As estruturas computacionais baseadas nos mainframes e nos computadores pessoais podem ser vistas como modelos de datacenters. O primeiro, como um modelo mais concentrado e o segundo, como um modelo distribuído. Esta fase foi seguida pelos sistemas distribuídos baseados no modelo cliente/servidor e, consequentemente, pelo crescimento explosivo da internet e da web. Mais recentemente, a evolução das técnicas de virtualização tem propiciado o desenvolvimento de aplicações que compartilham a mesma infra-estrutura de hardware, alavancando o surgimento de soluções para serviços em nuvem (VERDI, 2010). Cada vez mais o processamento e o armazenamento estão sendo movidos dos computadores pessoais para grandes provedores de serviços, sendo que, o usuário não precisa saber em que local estes dados estão sendo processados e armazenados, pois tudo fica na nuvem. Fotos, vídeos e aplicações que antes eram armazenadas e processadas nos 10

11 computadores, agora migram para serem hospedadas e processadas por provedores sob o formato de serviços web. A computação em nuvem pode ser visto como um estágio mais evoluído da virtualização, pois tem a possibilidade de virtualizar e compartilhar recursos entre diferentes aplicativos para uma melhor utilização do servidor (TAURION, 2009). Com a disseminação da internet, a computação em nuvem é a sua evolução natural. Agora que temos tecnologia para transmitir dados em grande quantidade para qualquer ponto do planeta, o que as empresas estão fazendo é terceirizando suas necessidades computacionais para os grandes datacenters que são capazes de realizar as operações com mais velocidade. Computação em nuvem é a computação considerada como um serviço, ou seja, é considerada como um software. Você não compra hardware ou software, mas você o aluga e paga apenas pelo que utilizar (FUGULIN, 2010). De modo que, a computação em nuvem é a evolução da infra-estrutura de internet, então como exemplo, vamos supor que existe uma empresa de vendas on-line ou de qualquer outra atividade que necessite de uma infra-estrutura de hospedagem, a empresa precisa adequar sua estrutura cada vez que a demanda aumenta, para acompanhar este crescimento precisa-se investir em infra-estrutura o que custaria muito dinheiro e tempo. E se por acaso a demanda for pontual esta estrutura toda torna-se ociosa, desperdiçando recursos importantes. Com a computação em nuvem, a empresa tem acesso instantâneo a milhares de servidores disponíveis na nuvem, sendo possível contratar mais recursos de processamento, espaço e memória a qualquer instante, além de ser mais seguro, pois a tecnologia responde imediatamente em caso de falhas movendo suas aplicações automaticamente garantindo estabilidade. Gartner avalia que o serviço de computação em nuvem em todo o mundo movimentou US$ 56,3 bilhões no ano de 2009, chegando a US$ 153 bilhões em Com estes números, podemos dizer que o conceito está evoluindo gradativamente (TAURION, 2009). 11

12 1.1 Objetivo Geral O objetivo deste trabalho é elaborar uma pesquisa bibliográfica, na qual pretende-se mostrar que a tecnologia está sempre em constantes mudanças e inovações, através do esclarecimento do conceito de Computação em nuvem e suas funcionalidades, conforme concepções apresentadas por diversos autores. Para isso, articulamos os conceitos de computação em nuvem com os seus vários aplicativos e serviços já existentes. Na computação em nuvem, os servidores podem ser compartilhados por sistemas operacionais e aplicativos para ser melhor utilizados pelos servidores, reduzindo os custos. Com o resultado desta pesquisa, se tem como objetivo principal trazer conhecimentos e esclarecimentos referentes à computação em nuvem e também estabelecer um comparativo entre os modelos de serviços que as empresas estão oferecendo no mercado, para que este trabalho sirva de referência para desenvolvimento e aquisições futuras em aplicações na nuvem. 1.2 Organização do Trabalho No Capítulo 2 são apresentadas a evolução nas empresas do ramo de negócios atuais, em seguida são introduzidos alguns conceitos de tecnologias relevantes para melhor compreensão da computação em nuvem e logo após é inserido os conceitos e as opiniões de diversos autores, dessa tecnologia que já esta inserida no mercado e se tornando a melhor estratégia de negócios para as empresas no contexto da atualidade. No Capítulo 3 trata dos quatro tipos de implantações de serviços na computação em nuvem por grau de compartilhamento entre as nuvens empresarias, a nuvem pública, nuvem privada e nuvem híbrida, por fim é feito um comparativo entre elas. No Capítulo 4 está sendo abordado os modelos de serviços disponíveis para a computação em nuvem. O modelo de banco de dados utilizado pela computação em nuvem que se chama Database-as-a-Service (DaaS). Então a arquitetura da computação em nuvem esta divida em camadas abstratas, primeiro temos a camada de infra-estrutura (IaaS). Na 12

13 camada acima temos a de plataforma (PaaS). E por fim temos a camada de arquitetura na sua forma mais abstrata que é as aplicações (SaaS). No capítulo 5 nos traz os conceitos de provedores de serviços na computação em nuvem, cada um com seus devidos conceitos, por fim um comparativo entre os modelos de serviços. Por fim, são apresentadas as conclusões, trabalhos futuros e referências bibliográficas. 13

14 2. Conceituando Computação em Nuvem Para entender o que é a computação em nuvem, é importante compreender como este modelo de computação evoluiu. Como Alvin Toffler observa em seu famoso livro, The Third Wave (Bantam, 1980), a civilização progrediu em ondas, sendo que, a primeira onda foi em sociedades agrícolas, a segunda foi a era industrial e a terceira é a era da informação. Dentro de cada onda, houveram fatos importantes. Neste pós-industrial da era de informação, estamos agora no início do que muitas pessoas chamam de uma era da computação em nuvem (MATHER, 2009). Observando a Revolução Industrial e seu impacto na economia mundial, a própria revolução não aconteceu de um dia para outro, mas sim através de uma série de mudanças. Neste contexto se observarmos a internet, esta também tem se desenvolvido através de uma sequência de mudanças. E a computação em nuvem é o assunto do momento (MATHER, 2009). Então, vive-se o auge da era de informação, com os avanços da tecnologia, e também com a introdução de tantos meios onde a informação torna-se cada vez mais acessível. Desde a década de 90 que os grandes negócios mundiais estão sendo impulsionados pela TI computacional. Isto acontece porque as empresas atualmente estão em um mercado novo com desenvolvimentos tecnológicos muito grandes e rápidos (LIMA, 2009). O cenário de negócios atual exige das empresas maior velocidade, flexibilidade e consistência na implantação de suas estratégias para sobrevivência e crescimento. A execução destas estratégias envolve certas etapas que competem por recursos (humanos, financeiros e materiais) com as atividades rotineiras da organização, aumentando a complexidade da gestão empresarial (ESCOBAR, 2009). A inovação possibilita que a empresa cresça no mercado, aumente sua lucratividade, enfrente a concorrência de maneira igual e se mantenha adequada no mercado, ou seja, seus produtos, processos e práticas de marketing em permanente sintonia com as necessidades dos 14

15 seus clientes. É preciso inovar e renovar a organização do empreendimento e acelerar e aumentar a produtividade (VERAS, 2009). Então esta evolução de negócio ágil, de dispositivos e de tecnologias elas ocorrem ao longo do tempo e isso acontece quando diferentes abordagens para construção de arquiteturas direcionam a TI. De acordo com a visão de Waldemir Cambiucci arquiteto de Soluções Microsoft Brasil, essa evolução ao longo do tempo se deu de dez em dez anos, onde para cada período tem-se um destaque em especial, como mostra a Figura Figura 1. Evolução da Tecnologia (CAMBIUCCI, 2010) Nos anos de 1970, nós podemos observar que a visão da tecnologia era centralizada, com aplicações monolíticas que exigia uma grande expertise para programação, coordenação e administração deste ambiente. Nos anos de 1980, temos uma computação pessoal surgindo e com uma visão do cliente/servidor, com o foco mais descentralizado, distribuído e tinha também o usuário com poder de controle e de acesso na máquina desktop. Nos anos de 1990, é consolidada a visão da web, de fato as pessoas começam a se conectar e a partir daí, obtemos a própria web tornando-se uma plataforma para novos sistemas e novas aplicações. 15

16 Nesses últimos anos, temos muitas discussões em volta de serviços e então Waldemir Cambiucci fala de SOA (Service Oriented Architecture), esta arquitetura orientada para serviços tem sido uma visão perseguida por várias empresas. Que basicamente buscam a diminuição de custo operacional, a consolidação de funcionalidades, a maior eficiência na operação de TI e a reutilização de recursos implementados. Então depois de SOA, vai ter-se uma maturidade de serviços locais que as aplicações já consomem, mas também será consumido serviços remotos, aonde vem a aplicação do conceito de computação em nuvem. Então pode-se destacar um fator complicador hoje em dia é que as mudanças ocorrem muito rápido. Analisando o mundo atual e comparando com alguns anos atrás, quando não havia o Google, Wikipédia, Orkut, iphones e outros...e até hoje ela esta em constante mudanças em um tempo mais curto para elas ocorrerem (TAURION, 2009). E neste contexto de atualidade, que precisamos de uma infra-estrutura que permita que o negócio seja tão flexível quanto à demanda do mercado. Daí então surgiu o conceito de computação em nuvem. O qual refere-se à utilização da memória, das capacidades de armazenamento, cálculo de computadores, servidores compartilhados e interligados por meio da internet, ainda implementa o conceito de virtualização permitindo que estes computadores fiquem interligados os quais geram uma imagem de um super computador (TAURION, 2009). Então, a computação em nuvem surgiu como um novo modelo de computação distribuída que aproveita conceitos de clusters e grids, além de basear-se nos avanços de técnicas de virtualização conquistados nos últimos anos. O conceito de nuvem surge da disposição física dos elementos envolvidos no modelo. Em outras palavras, os servidores que hospedam dados e aplicativos ficam localizados em datacenters de empresas de qualquer parte do mundo, o que nos leva à necessidade de um termo que abstraia esta localização. Para tal, adotou-se o termo nuvem, significando então, um emaranhado de servidores disponíveis via internet (PIGATTO, 2009). 16

17 De acordo com Andy Bechtolsheim (2008): O modelo de computação em nuvem é a quinta geração da computação, depois do mainframe, PC (Personal Computer), modelo cliente/servidor e web. Trata-se de uma evolução do modelo cliente/servidor, diferindo na distribuição do processamento, o qual é em grande parte centralizado no servidor remoto, cabendo ao terminal cliente efetuar pequenas tarefas de processamento locais (PIGATTO, 2009). Computação em nuvem, portanto, trata-se da utilização de softwares ou sistemas em rede e da capacidade de prover recursos sob demanda ao usuário. Desta maneira, as informações são permanentemente armazenadas em servidores na internet (localizados na nuvem ), sendo realizadas caches destes dados em computadores desktops, notebooks, dispositivos móveis, entre outros, os quais estarão fazendo uso da infra-estrutura em nuvem (PIGATTO, 2009). O termo computação em nuvem, como qualquer novo termo, possui várias definições possíveis, muito embora todas relativamente parecidas. O mais importante é entendermos que a definição do conceito está ainda em evolução e novas definições poderão surgir. O trabalho (Vaquero et al. 2009) faz uma análise das definições utilizadas na literatura atual e adota a seguinte opção: Computação em Nuvem é um conjunto de recursos virtuais facilmente usáveis e acessíveis tais como hardware, plataformas de desenvolvimento e serviços. Estes recursos podem ser dinamicamente re-configurados para se ajustarem a uma carga variável, permitindo a otimização do uso dos recursos. Este conjunto de recursos é tipicamente explorado através de um modelo pay-per-use com garantias oferecidas pelo provedor através de acordos de nível de serviço (Service Level Agreements-SLAs) (VERDI, 2010). De acordo com Antônio Carlos Pina, líder técnico do projeto Cloud Computing da Tecla Internet, de quatro anos pra cá, fala-se muito em computação em nuvem, desde então, vários fornecedores se apropriaram da expressão computação em nuvem e suas variantes (IaaS, PaaS, SaaS) para vender seus serviços. Fornecedores com diferentes plataformas competem, isto é ótimo, pois a longo prazo, quem ganhará com esse movimento é o usuário que poderá escolher o serviço do fornecedor que melhor atender suas demandas (PINA, 2010). 17

18 Antônio Carlos Pina ainda diz que, no ponto de vista do usuário, computação em nuvem nada mais é, do que o fornecimento de serviços via internet pagos pelo uso. É muito parecido com a eletricidade nos tempos atuais (Utility Computing), se o usuário usa muito paga muito, se usa pouco paga pouco. E o usuário não precisou investir em geração própria (geradores) para ter acesso a eletricidade, pois a companhia elétrica já faz isso (PINA, 2010). É comum referir-se ao modelo como Utility Computing (computação como uma utilidade), o que significa que o usuário poderá acessar aplicações de negócios online, a partir de qualquer dispositivo virtualmente disponível, mediante um pagamento por uso. Neste mesmo contexto, com a nuvem, o usuário não investe na compra de computadores e infra-estrutura em geral (switches, roteadores, etc.), mas utiliza os dispositivos na nuvem. O fornecedor de computação em nuvem possui uma estrutura escalável e elástica, daí então consegue cobrar apenas o que foi demandado desta grande estrutura (PINA, 2010). Tratando-se especificamente da definição, ainda não se tem uma definição amplamente aceita. Esta definição a baixo é do mais recente projeto da NIST Trabalho de Definição de Cloud Computing publicado por os EUA Governo Instituto Nacional de Padrões e tecnologia e pode ser encontrado no seguinte endereço: Computação em nuvem é um modelo que possibilita acesso, de modo conveniente e sob demanda, a um conjunto de recursos computacionais configuráveis (por exemplo, redes, servidores, armazenamento, aplicações e serviços) que podem ser rapidamente adquiridos e liberados com mínimo esforço gerencial ou interação com o provedor de serviços (SOUZA, 2009). Já (Armbrust et al. 2009) propõem a seguinte definição: A computação em nuvem é um conjunto de serviços de rede ativados, proporcionando escalabilidade, qualidade de serviço, infra-estrutura barata de computação sob demanda e que pode ser acessada de uma forma simples e pervasiva (SOUZA, 2009). 18

19 Gartner afirma que: A computação em nuvem é como um estilo de computação onde capacidades de TI altamente escaláveis são fornecidas como um serviço para consumidores externos usando tecnologias de internet (FREZENDE, 2009). O termo computação em nuvem estará sendo considerado nas estratégias de tecnologia de informações das empresas e dos prestadores de serviço. Estamos ainda no início da computação em nuvem, por ser um tema muito recente, ainda existe muito desconhecimento. Mas com certeza este termo computação em nuvem no futuro vai transformar o modo como as empresas operam sua TI (TAURION, 2009). 2.1 Tecnologias Relevantes na Computação em Nuvem O conceito de computação em nuvem, já não é mais tão abstrato como era há um tempo. Hoje é possível não somente armazenar dados online, mas também trabalhar em uma máquina remota, acessível de qualquer lugar e disponível o tempo todo, como se o usuário estivesse levando seu computador sempre junto. Não é mais necessário preocupar-se com hardware, sistema operacional ou aplicativos instalados. Até mesmo o backup passa a ser uma preocupação a menos, já que a maioria das empresas fornece planos para garantir a segurança e integridade dos seus dados (JOBSTRAIBIZER, 2010) De fato a computação em nuvem não é vista como uma nova tecnologia, mas sim a combinação de muitas tecnologias já existentes. Essas tecnologias têm amadurecido a ritmos diferentes, em diferentes contextos e não foram concebidos como um todo coerente, no entanto, elas se uniram para criar um ecossistema para a computação em nuvem. Novos avanços tecnológicos em transformações como, a tecnologia de virtualização, discos de armazenamento, acesso à internet de banda larga e rápida, servidores baratos, então se uniram para fazer a nuvem uma solução mais atraente (MATHER, 2009). O entusiasmo com a computação em nuvem se deve às inúmeras vantagens que ele pode oferecer tanto aos fornecedores de tecnologia quanto aos usuários. Em primeiro lugar, este é um modelo que prevê um melhor aproveitamento dos investimentos em hardware. Um dos pilares da computação em nuvem é a consolidação dos 19

20 recursos de hardware para que eles possam ser aproveitados ao máximo e gerenciados de forma inteligente, proporcionando economia de custos (MOREIRA, 2009). Então nos próximos subtítulos abordaremos as tecnologias relevantes que fazem parte desta evolução computacional, chamada de computação em nuvem, com definições apresentadas por alguns autores Recursos Compartilhados Ao contrário dos modelos anteriores de computação, que assumiram recursos dedicados (isto é, a instalações dedicadas a um único usuário ou proprietário), a computação em nuvem é baseada em um modelo de negócio em que os recursos são partilhados (isto é, vários usuários usam o mesmo recurso) no nível de rede (MATHER, 2009). De acordo com NIST, a proposta do modelo de computação em nuvem é ter uma aplicação atendendo a múltiplos clientes, chamados de tenants ou inquilinos. Inquilinos não são usuários individuais, mas empresas clientes do software. Uma arquitetura multi-inquilino é essencial para a computação em nuvem pois permite que múltiplos inquilinos compartilhem recursos físicos comuns (hardware e software), mas permanecendo logicamente isolados. Recusos compartilhados é comum na maioria dos sistemas baseados em nuvem (AHRONOVITZ, 2010) Escalabilidade Embora as organizações possam ter centenas ou milhares de sistemas, a computação em nuvem fornece a capacidade de escala a dezenas de milhares de sistemas, bem como a capacidade de massividade de escala, de banda e espaço de armazenamento (MATHER, 2009). Se o usuário é surpreendido por uma demanda repentina, a computação em nuvem pode ajudá-lo a gerenciar. Ao invés de ter que comprar, instalar e configurar novos equipamentos, o usuário pode comprar os ciclos da CPU ou armazenamento de um terceiro. Uma vez que os custos são baseados no consumo, provavelmente não teria de pagar tanto 20

21 como se tivesse que comprar o equipamento. Depois de ter cumprido a necessidade de equipamento adicional, basta parar de usar o prestador de serviços em nuvem e o usuário não terá que lidar com equipamentos desnecessários. Irá simplesmente adicionar ou subtrair com base na necessidade da sua organização (RUSCHEL, 2008). A escalabilidade é uma característica fundamental na computação em nuvem. As nuvens de serviço e as plataformas oferecidas podem ser dimensionadas por vários fatores, tais como a localizações geográficas, desempenho ou configurações. As aplicações desenvolvidas para uma nuvem precisam ser escaláveis, de forma que os recursos utilizados possam ser ampliados ou reduzidos de acordo com a demanda. Para que isso seja possível, as aplicações e os dados devem ser flexíveis o suficiente. Porém, tornar estes dados elásticos não tem sido uma tarefa muito fácil, dependendo da sua implementação (CHIRIGATI, 2009); Elasticidade Dimensionamento rápido e automático para a escalabilidade, freqüentemente aparentando possuir recursos ilimitados. Os recursos podem ser adquiridos de forma rápida e elástica, em alguns casos automaticamente, caso haja a necessidade de escalar com o aumento da demanda e liberados, na retração dessa demanda. Para os usuários, os recursos disponíveis para uso parecem ser ilimitados e podem ser adquiridos em qualquer quantidade e a qualquer momento. O que ajuda muito na característica de elasticidade rápida na computação em nuvem é a virtualização, criando várias instâncias de recursos requisitados utilizando um único recurso real. Virtualização é a criação de ambientes virtuais com o propósito de abstrair características físicas do hardware, podendo emular vários sistemas operacionais em uma única plataforma computacional (AHRONOVITZ, 2010). A elasticidade é definida como a capacidade de dimensionar os recursos, conforme necessário. Para o consumidor, a nuvem parece ser infinita e o consumidor pode comprar muita ou pouca potência de computação, como for necessário. Esta é uma das características essenciais de computação em nuvem, na definição do NIST. (AHRONOVITZ, 2010). 21

22 2.1.4 Dispositivos de Acesso A gama de dispositivos de acesso para a nuvem tem se expandido nos últimos anos. Computadores domésticos, computadores empresariais, computadores pessoais, dispositivos de telefonia móvel, dispositivos móveis personalizados, todos estão online. Curiosamente, o crescimento do iphone e da proliferação de aplicações disponíveis a partir de sua App Store ilustra uma melhoria em termos de acesso à nuvem. Este maior acesso está resultando em uma maior utilização e crescimento dos serviços utilizados na nuvem. Por exemplo, você pode agora utilizar o Skype através do iphone e outros dispositivos móveis, trazendo esta rede mais próximo dos usuários, e a Salesforce.com lançou uma aplicação que permite aos usuários acessar seus serviços a partir do iphone, assim como muitos outros fornecedores. (MATHER, 2009). Computadores de baixo custo para o usuário, aqui está uma vantagem quantitativa financeira. Na qual o usuário não precisa de um computador potente (e, portanto, de alto preço) precisa sim de um computador para executar a computação em nuvem que é baseado nas aplicações da web. Como o aplicativo é executado na nuvem, o computador não precisa do poder de processamento e espaço em disco rígido exigido pelo software tradicional. Por isso os computadores de clientes em computação em nuvem pode ser de menor custo, com menos discos rígidos, menos memória, processadores mais eficientes, e assim por diante. Na verdade, um computador de usuário neste cenário nem sequer precisa de um drive de CD ou DVD, porque não existem programas de software a serem carregados e os arquivos de documentos não precisam ser salvos (MILLER, 2009) Pay as you go Este termo pay as you go refere-se que, os usuários irão pagar apenas os recursos que eles realmente irão usar e só o tempo que lhes impõem os valores (MATHER, 2009). O usuário tem um melhor controle de gastos ao usar aplicativos, pois a maioria dos sistemas de computação em nuvem fornece aplicações gratuitamente e, quando não gratuitas, são pagas somente pelo tempo de utilização dos recursos. Não é necessário pagar por uma licença integral de uso de software (DELMIRO, 2010). 22

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com

Planejamento Estratégico de TI. Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com Planejamento Estratégico de TI Felipe Pontes felipe.pontes@gmail.com VPN Virtual Private Network Permite acesso aos recursos computacionais da empresa via Internet de forma segura Conexão criptografada

Leia mais

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer

A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer A computação na nuvem é um novo modelo de computação que permite ao usuário final acessar uma grande quantidade de aplicações e serviços em qualquer lugar e independente da plataforma, bastando para isso

Leia mais

Computação em Nuvem. Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2

Computação em Nuvem. Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota. Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2 Computação em Nuvem Henrique Ruschel, Mariana Susan Zanotto, Wélton Costa da Mota Especialização em Redes e Segurança de Sistemas 2008/2 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Curitiba, Abril de 2010

Leia mais

O que é Cloud Computing?

O que é Cloud Computing? O que é Cloud Computing? Referência The Economics Of The Cloud, Microsoft, Nov. 2010 Virtualização, Brasport, Manoel Veras, Fev. 2011. 2 Arquitetura de TI A arquitetura de TI é um mapa ou plano de alto

Leia mais

Fernando Seabra Chirigati. Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte

Fernando Seabra Chirigati. Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte Fernando Seabra Chirigati Universidade Federal do Rio de Janeiro EEL879 - Redes de Computadores II Professores Luís Henrique Costa e Otto Duarte Introdução Grid x Nuvem Componentes Arquitetura Vantagens

Leia mais

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)?

O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? O que é Cloud Computing (Computação nas Nuvens)? Introdução A denominação Cloud Computing chegou aos ouvidos de muita gente em 2008, mas tudo indica que ouviremos esse termo ainda por um bom tempo. Também

Leia mais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais

23/05/12. Computação em Nuvem. Computação em nuvem: gerenciamento de dados. Computação em Nuvem - Características principais Computação em Nuvem Computação em nuvem: gerenciamento de dados Computação em nuvem (Cloud Computing) é uma tendência recente de tecnologia cujo objetivo é proporcionar serviços de Tecnologia da Informação

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE COMPUTAÇÃO EM NUVEM: UM FUTURO PRESENTE Andressa T.R. Fenilli 1, Késsia R.C.Marchi 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR Brasil andressa.trf@gmail.com, kessia@unipar.br Resumo. Computação em

Leia mais

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM

Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Acelere o valor da computação em nuvem com a IBM Obtenha soluções em nuvem comprovadas para as suas prioridades mais urgentes Destaques da solução Saiba sobre os benefícios mais comuns de implementações

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina - Sistemas Distribuídos Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 12 Computação em Nuvem Sumário Introdução Arquitetura Provedores

Leia mais

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública

otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA otimizando níveis de serviço em implantações na nuvem pública chaves para o gerenciamento de serviços efetivo agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução: modelos de

Leia mais

UNIJUI UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS

UNIJUI UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS UNIJUI UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DCEENG DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS CLOUD COMPUTING ESTUDO DE CASO: FERRAMENTAS DE ARMAZENAMENTO ROBERTO ELI SANMARTIM

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Cloud Computing. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. Tecnologias Atuais de Redes Cloud Computing

Cloud Computing. 1. Introdução. 2. Conceitos e Terminologias. Tecnologias Atuais de Redes Cloud Computing 1. Introdução Vamos dizer que você é um executivo de uma grande empresa. Suas responsabilidades incluem assegurar que todos os seus empregados tenham o software e o hardware de que precisam para fazer

Leia mais

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Cloud Computing (Computação nas Nuvens) 2 Cloud Computing Vocês

Leia mais

EXIN Cloud Computing Fundamentos

EXIN Cloud Computing Fundamentos Exame Simulado EXIN Cloud Computing Fundamentos Edição Maio 2013 Copyright 2013 EXIN Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser publicado, reproduzido, copiado ou armazenada

Leia mais

Computação em Nuvem & OpenStack

Computação em Nuvem & OpenStack Computação em Nuvem & OpenStack Grupo de Pesquisa em Software e Hardware Livre Ação Computação em Nuvem: Charles Christian Miers André Rover de Campos Glauber Cassiano Batista Joinville Roteiro Definições

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 1 Conceitos da Computação em Nuvem A computação em nuvem ou cloud computing

Leia mais

Entendendo as camadas do cloud computing: Iaas, Paas e SaaS

Entendendo as camadas do cloud computing: Iaas, Paas e SaaS + segurança + economia + liberdade + disponibilidade + sustentabilidade + flexibilidade Entendendo as camadas do cloud computing: Iaas, Paas e SaaS As camadas da nuvem Nossa missão com este white paper

Leia mais

Levantamento sobre Computação em Nuvens

Levantamento sobre Computação em Nuvens Levantamento sobre Computação em Nuvens Mozart Lemos de Siqueira Doutor em Ciência da Computação Centro Universitário Ritter dos Reis Sistemas de Informação: Ciência e Tecnologia Aplicadas mozarts@uniritter.edu.br

Leia mais

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com

Cloud Computing. Andrêza Leite. andreza.lba@gmail.com Cloud Computing Andrêza Leite andreza.lba@gmail.com Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing O

Leia mais

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação

Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Universidade Agostinho Neto Faculdade de Ciências Departamento de Ciências da Computação Nº 96080 - Adário de Assunção Fonseca Muatelembe Nº 96118 - Castelo Pedro dos Santos Nº 96170 - Feliciano José Pascoal

Leia mais

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes EN-3610 Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Computação em Nuvem Introdução Centralização do processamento Surgimento da Teleinformática Década de 60 Execução de programas localmente Computadores

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS

COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS COMPUTAÇÃO EM NUVEM: TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS TM RELATÓRIO EXECUTIVO DE NEGÓCIOS A visão da computação em nuvem por Aad van Schetsen, vicepresidente da Compuware Uniface, que mostra por que

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br

CLOUD COMPUTING. Andrêza Leite. andreza.leite@univasf.edu.br CLOUD COMPUTING Andrêza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Roteiro O que é cloud computing? Classificação O que está 'por traz' da cloud? Exemplos Como montar a sua? O que é cloud computing? Cloud Computing

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

A economia em nuvem da AWS em comparação com o da infraestrutura de TI proprietária

A economia em nuvem da AWS em comparação com o da infraestrutura de TI proprietária A economia em nuvem da AWS em comparação com o da infraestrutura de TI proprietária Publicação: 7 de dezembro de 2009 A Amazon Web Services (AWS) oferece a empresas de todos os tamanhos serviços de rede

Leia mais

Acelere a sua jornada à nuvem

Acelere a sua jornada à nuvem Boletim técnico Acelere a sua jornada à nuvem Arquitetura de nuvem convergente da HP Índice Uma nova computação para a empresa... 2 Evolua a sua estratégia de TI para incluir serviços da nuvem... 2 A nova

Leia mais

Características Básicas de Sistemas Distribuídos

Características Básicas de Sistemas Distribuídos Motivação Crescente dependência dos usuários aos sistemas: necessidade de partilhar dados e recursos entre utilizadores; porque os recursos estão naturalmente em máquinas diferentes. Demanda computacional

Leia mais

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS

SISTEMAS DISTRIBUÍDOS SISTEMAS DISTRIBUÍDOS Cluster, Grid e computação em nuvem Slide 8 Nielsen C. Damasceno Introdução Inicialmente, os ambientes distribuídos eram formados através de um cluster. Com o avanço das tecnologias

Leia mais

transferência da gestão de atendimento para o modelo SaaS

transferência da gestão de atendimento para o modelo SaaS WHITE PAPER Setembro de 2012 transferência da gestão de atendimento para o modelo SaaS Principais problemas e como o CA Nimsoft Service Desk ajuda a solucioná-los agility made possible Índice resumo executivo

Leia mais

2 Computação na Nuvem

2 Computação na Nuvem 18 2 Computação na Nuvem 2.1 Definição A ideia essencial da computação na nuvem é permitir um novo modelo onde o consumo de recursos computacionais, e.g., armazenamento, processamento, banda entrada e

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

Computação em Grid e em Nuvem

Computação em Grid e em Nuvem Computação em Grid e em Nuvem Computação em Nuvem Molos 1 Definição Um grid computacional é uma coleção recursos computacionais e comunicação utilizados para execução aplicações Usuário vê o grid como

Leia mais

O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Entendendo a cloud computing (computação nas nuvens)

O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Entendendo a cloud computing (computação nas nuvens) O que é cloud computing (computação nas nuvens)? Introdução A expressão cloud computing começou a ganhar força em 2008, mas, conceitualmente, as ideias por trás da denominação existem há muito mais tempo.

Leia mais

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7

14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 14/IN01/DSIC/GSIPR 00 30/JAN/12 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação ORIGEM e Comunicações Departamento de Segurança da Informação e

Leia mais

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC.

Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. Imagem Gustavo Santos. Observe Bombinhas SC. 1 2 1. Uma nova modalidade de prestação de serviços computacionais está em uso desde que a computação em nuvem começou a ser idealizada. As empresas norte-

Leia mais

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT

IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT IDC TECHNOLOGY SPOTLIGHT A importância da inovação em fornecedores de sistemas, serviços e soluções para criar ofertas holísticas Julho de 2014 Adaptado de Suporte a ambientes de datacenter: aplicando

Leia mais

como posso obter gerenciamento de identidades e acesso como um serviço na nuvem?

como posso obter gerenciamento de identidades e acesso como um serviço na nuvem? RESUMO DA SOLUÇÃO CA CloudMinder como posso obter gerenciamento de identidades e acesso como um serviço na nuvem? agility made possible O CA CloudMinder fornece recursos de gerenciamento de identidades

Leia mais

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage

Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Dez fatos inteligentes que você deve saber sobre storage Tendências, desenvolvimentos e dicas para tornar o seu ambiente de storage mais eficiente Smart decisions are built on Storage é muito mais do que

Leia mais

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP

Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Arcserve Backup: Como proteger ambientes NAS heterogêneos com NDMP Phil Maynard UNIDADE DE SOLUÇÕES DE GERENCIAMENTO DE DADOS PARA O CLIENTE FEVEREIRO DE 2012 Introdução Em todos os lugares, o volume de

Leia mais

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com

CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com CLOUD COMPUTING NAS EMPRESAS: NUVEM PÚBLICA OU NUVEM PRIVADA? nubeliu.com SUMÁRIO Introdução... 4 Nuvem pública: quando ela é ideal... 9 Nuvem privada: quando utilizá-la... 12 Alternativas de sistemas

Leia mais

Introdução a Computação nas Nuvens

Introdução a Computação nas Nuvens Introdução a Computação nas Nuvens Professor: Rômulo César Dias de Andrade. E-mail: romulocesar@faculdadeguararapes.edu.br romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br PROFESSOR... Mini CV: NOME: RÔMULO

Leia mais

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios

Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios IBM Global Technology Services White Paper IBM Resiliency Services Usando a nuvem para melhorar a resiliência dos negócios Escolha o provedor de serviços gerenciados certo para mitigar riscos à reputação

Leia mais

Transformação da Indústria

Transformação da Indústria Conceitos Transformação da Indústria Hoje Cloud Anos 2000 Web Anos 1990 Cliente / Servidor Anos 1970 e 80 Mainframe Novas possibilidades O momento atual do país é favorável para que as empresas passem

Leia mais

4 Solução Proposta. 4.1 Escopo Proposto

4 Solução Proposta. 4.1 Escopo Proposto 30 4 Solução Proposta 4.1 Escopo Proposto Neste trabalho propomos um arcabouço genérico que permite implementar leques de serviços baseados na Simulação de Monte Carlo, utilizando o ambiente de computação

Leia mais

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM UMA VISÃO GERAL DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1, Tiago Piperno Bonetti 1, Ricardo Germano 1 ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible

CA Server Automation. Visão geral. Benefícios. agility made possible FOLHA DE PRODUTOS: CA Server Automation agility made possible CA Server Automation O CA Server Automation é uma solução integrada de gerenciamento de data center que automatiza o provisionamento, a aplicação

Leia mais

Modelos e Arquiteturas de Sistemas Computacionais

Modelos e Arquiteturas de Sistemas Computacionais Modelos e Arquiteturas de Sistemas Computacionais Prof. Ricardo J. Rabelo UFSC Universidade Federal de Santa Catarina DAS Departamento de Automação e Sistemas SUMÁRIO Importância da definição da Arquitetura

Leia mais

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS.

USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. USE O PODER DA NUVEM. VEJA COMO A NUVEM PODE TRANSFORMAR SEUS NEGÓCIOS. A computação em nuvem é uma mudança de paradigma no gerenciamento de TI e de datacenters, além de representar a capacidade da TI

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE APLICAÇÕES GRATUITAS EM NUVEM Pedro Victor Fortunato Lima, Ricardo Ribeiro Rufino Universidade Paranaense UNIPAR Paranavaí Paraná Brasil pedrin_victor@hotmail.com, ricardo@unipar.br

Leia mais

+ liberdade. O real valor do backup em nuvem Cloud Backup. Dualtec. Cloud Builders

+ liberdade. O real valor do backup em nuvem Cloud Backup. Dualtec. Cloud Builders + segurança + economia + liberdade + disponibilidade + sustentabilidade + flexibilidade O real valor do backup em nuvem Cloud Backup Seja nas pequenas, médias ou grandes empresas, realizar backups é uma

Leia mais

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar)

COMPUTAÇÃO EM NUVEM. Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) COMPUTAÇÃO EM NUVEM Michele Marques Costa 1,2, Julio César2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil Mih_nai@hotmail.com juliocesar@unipar.br Resumo. Este artigo contém a definição e citação

Leia mais

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS

Cloud. Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não teve paciência para explicar. {/} CLOUD SOLUTIONS Cloud Computing: O que é. O que faz. As vantagens. E tudo o que um CEO precisa saber, mas o TI não

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DE API S PARA PORTABILIDADE EM NUVEM

ANÁLISE COMPARATIVA DE API S PARA PORTABILIDADE EM NUVEM ANÁLISE COMPARATIVA DE API S PARA PORTABILIDADE EM NUVEM Ana Paula Cristina Ehlke Carrion 1, Tiago Volpato 1, Claudete Werner 1, Ricardo de Melo Germano 1, Gabriel Costa Silva 2 1 Universidade Paranaense

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 08 Alternativas de Investimento em TI Fábricas de software, Softwarehouses, Virtualização, Computação em Nuvem Datacenter Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas White Paper Autores: Dirk Paessler, CEO da Paessler AG Dorte Winkler, Redatora Técnica na Paessler AG Primeira Publicação: Maio de 2011 Edição: Fevereiro de 2013

Leia mais

CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL. MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010

CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL. MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010 CLOUD COMPUTING PEDRO MORHY BORGES LEAL MAC0412 - Organização de Computadores Prof. Alfredo Goldman 7 de dezembro de 2010 0 CLOUD COMPUTING 1 1. Introdução Com o grande avanço da tecnologia de processadores,

Leia mais

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz

Microsoft Azure. Softmanager Soluções em TI. ModernBiz Microsoft Azure Softmanager Soluções em TI ModernBiz Programação ModernBiz: seu caminho para a empresa moderna Visão geral do Microsoft Azure Principais soluções de negócios Hospede seus aplicativos na

Leia mais

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos

Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos FOLHA DE PRODUTOS: CA AppLogic Plataforma na nuvem do CA AppLogic para aplicativos corporativos agility made possible O CA AppLogic é uma plataforma de computação na nuvem pronta para o uso que ajuda a

Leia mais

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem

Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem White paper Para provedores de nuvem Uma abordagem estratégica para atender à demanda de Nuvem Introdução: os novos desafios dos clientes estimulam a adoção da nuvem Em um ambiente de negócios dinâmico,

Leia mais

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist

Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio. Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist Cloud Computing: Quando a nuvem pode ser um risco para o negócio Marco Lima aka Mago Enterprise Technology Specialist 05 De onde vem o termo nuvem? Business Servidores SAN WAN SAN LANs Roteador NAS Switch

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI

Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Microsoft VDI e Windows VDA Perguntas Frequentes Licenciamento de estações de trabalho Windows para Ambientes VDI Como a Microsoft licencia o Windows das estações de trabalho em ambientes virtuais? A Microsoft

Leia mais

João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES

João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES João Víctor Rocon Maia Engenharia de Computação - UFES Agenda Quem usa? Conceito Ilustração Vantagens Tipologia Topologia Como fazer? O que é preciso? Infraestrutura Sistema Operacional Software Eucalyptus

Leia mais

Computação nas Nuvens

Computação nas Nuvens Computação nas Nuvens TÓPICOS Introdução Internet: O fundamento principal O que é Computação em Nuvens Vantagens Dúvidas Corrida pela tecnologia Trabalhos Futuros Conclusão Referências 2 TÓPICOS Introdução

Leia mais

Computação em Nuvem. Alunos: Allan e Clayton

Computação em Nuvem. Alunos: Allan e Clayton Computação em Nuvem Alunos: Allan e Clayton 1 - Introdução 2 - Como Funciona? 3 - Sistemas Operacionais na Nuvem 4 - Empresas e a Computação em Nuvem 5 - Segurança da Informação na Nuvem 6 - Dicas de Segurança

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO DO PARCEIRO Soluções de garantia do serviço da CA Technologies você está ajudando seus clientes a desenvolver soluções de gerenciamento da TI para garantir a qualidade do serviço e a

Leia mais

Guia de vendas Windows Server 2012 R2

Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Guia de vendas Windows Server 2012 R2 Por que Windows Server 2012 R2? O que é um servidor? Mais do que um computador que gerencia programas ou sistemas de uma empresa, o papel de um servidor é fazer com

Leia mais

monitoramento unificado

monitoramento unificado DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA monitoramento unificado uma perspectiva de negócios agility made possible sumário resumo executivo 3 Introdução 3 Seção 1: ambientes de computação emergentes atuais 4 Seção 2: desafios

Leia mais

CA Nimsoft Monitor para servidores

CA Nimsoft Monitor para servidores DOCUMENTAÇÃO TÉCNICA Setembro de 2012 CA Nimsoft Monitor para servidores agility made possible CA Nimsoft para monitoramento de servidores sumário CA Nimsoft Monitor para servidores 3 visão geral da solução

Leia mais

CLOUD COMPUTING. Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2

CLOUD COMPUTING. Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2 CLOUD COMPUTING Gustavo Matos Rodrigues 1 Leandro Panatta Vissentini 1 Sandy Júnior Sagiorato 1 Victor Daniel Scandolara 1 Eva Lourdes Pires 2 Resumo: Este artigo tem como objetivo falar da computação

Leia mais

ARQUITETURA TRADICIONAL

ARQUITETURA TRADICIONAL INTRODUÇÃO Atualmente no universo corporativo, a necessidade constante de gestores de tomar decisões cruciais para os bons negócios das empresas, faz da informação seu bem mais precioso. Nos dias de hoje,

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV DATA CENTER VIRTUAL - DCV Em entrevista, Pietro Delai, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil relata os principais avanços

Leia mais

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas

Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas Monitoramento de Rede de Nuvens Privadas White Paper Autores: Dirk Paessler, CEO da Paessler AG Gerald Schoch, Redator Técnico na Paessler AG Primeira Publicação: Maio de 2011 Edição: Fevereiro de 2015

Leia mais

Cisco Intelligent Automation for Cloud

Cisco Intelligent Automation for Cloud Dados técnicos do produto Cisco Intelligent Automation for Cloud Os primeiros a adotarem serviços com base em nuvem buscavam uma economia de custo maior que a virtualização e abstração de servidores podiam

Leia mais

CA Automation Suite for Data Centers

CA Automation Suite for Data Centers FOLHA DE PRODUTOS: CA Automation Suite for Data Centers CA Automation Suite for Data Centers agility made possible "A tecnologia ultrapassou a capacidade de gerenciamento manual em todas as grandes empresas

Leia mais

PROCESSAMENTO DE DADOS 15/08

PROCESSAMENTO DE DADOS 15/08 PROCESSAMENTO DE DADOS 15/08 Coletar Informática Armazenar Disseminar Dados DADOS Elementos conhecidos de um problema INFORMAÇÃO Um conjunto estruturado de dados transmitindo conhecimento. Novas Tecnologias

Leia mais

Rivolta Cloud Backup

Rivolta Cloud Backup Rivolta Cloud Backup Apresentação O que é o cloud backup? Cloud backup ou backup na nuvem é a forma mais economica e segura de manter as informações da sua empresa segura e sempre atualizada, caso haja

Leia mais

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve

Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Proteção de ambientes Microsoft Hyper-V 3.0 com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio

Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio Patrício Domingues Dep. Eng. Informática ESTG Instituto Politécnico de Leiria Leiria, Maio 2011 http://bit.ly/patricio 1 Velocidade... Pesquisar Cloud computing 76 milhões resultados em 0,06 segundos Isto

Leia mais

Automatizando o Data Center

Automatizando o Data Center Este artigo examina uma arquitetura alternativa que suporte a automação do data center e o provisionamento dinâmico sem a virtualização do sistema operacional. por Lori MacVittie Gerente Técnico de Marketing,

Leia mais

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva

The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System. Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva The Eucalyptus Open- source Cloud-computing System Janaina Siqueira Lara Wilpert Marcelo Scheidt Renata Silva Sumário Introdução Trabalhos Correlatos Eucalyptus Design Conclusões Visão Geral Introdução:

Leia mais

Estudo de Caso. O Fator Wow! : Um Exemplo Perfeito do Uso de Analítica de Negócios e Computação em Nuvem para Criar Valor de Negócios

Estudo de Caso. O Fator Wow! : Um Exemplo Perfeito do Uso de Analítica de Negócios e Computação em Nuvem para Criar Valor de Negócios Estudo de Caso O Fator Wow! : Um Exemplo Perfeito do Uso de Analítica de Negócios Introdução Este Estudo de Caso é sobre como uma corporação (IBM) encontrou uma maneira de extrair valor de negócios adicional

Leia mais

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION

UNIFIED. A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA. em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION UNIFIED A nova geração de arquitetura para proteger seus dados D TA em ambientes físicos ou virtuais de forma unificada PROTECTION RESUMO DA SOLUÇÃO UNIFIED DATA PROTECTION Incentivadas pelo crescimento

Leia mais

Folheto. Automação de nuvens. Gerenciamento aberto e extensível do ciclo de vida de serviços para nuvens privadas e híbridas

Folheto. Automação de nuvens. Gerenciamento aberto e extensível do ciclo de vida de serviços para nuvens privadas e híbridas Folheto Automação de nuvens Gerenciamento aberto e extensível do ciclo de vida de serviços para nuvens privadas e híbridas Índice 3 Visão geral 4 Casos de uso do HP Cloud Service Automation 5 Criação de

Leia mais

Classificação::Modelo de implantação

Classificação::Modelo de implantação Classificação::Modelo de implantação Modelo de implantação::privado Operada unicamente por uma organização; A infra-estrutura de nuvem é utilizada exclusivamente por uma organização: Nuvem local ou remota;

Leia mais

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho

Informe técnico: Virtualização de endpoints Symantec Endpoint Virtualization Suite Otimização dinâmica do espaço de trabalho Informe técnico: Virtualização de endpoints Otimização dinâmica do espaço de trabalho Visão geral O é uma solução poderosa e flexível com foco na produtividade do usuário, independentemente dos equipamentos,

Leia mais

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve

Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Proteção de ambientes VMware vsphere/esx com Arcserve Desafios do cliente Hoje em dia, você enfrenta desafios como acordos de nível de serviço exigentes e limitações de equipe e orçamento. Você procura

Leia mais

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM.

Computação em nuvem. Mudança da função e da importância das equipes de TI O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM. O PONTO DE VISTA DOS EXECUTIVOS SOBRE A NUVEM O ponto de vista dos executivos sobre a nuvem Janeiro de 2015 Computação em nuvem Mudança da função e da importância das equipes de TI Janeiro de 2015 1 Capacitação

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO UM ESTUDO SOBRE OS BENEFÍCIOS E OS RISCOS DE SEGURANÇA NA UTILIZAÇÃO DE CLOUD COMPUTING

ARTIGO CIENTÍFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO UM ESTUDO SOBRE OS BENEFÍCIOS E OS RISCOS DE SEGURANÇA NA UTILIZAÇÃO DE CLOUD COMPUTING ARTIGO CIENTÍFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1 UM ESTUDO SOBRE OS BENEFÍCIOS E OS RISCOS DE SEGURANÇA NA UTILIZAÇÃO DE CLOUD COMPUTING Aluno: Fabrício Rodrigues Henriques da Silva Matrícula: 05201186 Professor:

Leia mais

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia

Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução ao Subsistema Multimídia IP (IMS) Conceitos básicos de IMS e terminologia Introdução Formalmente, o IP Multimedia Subsystem (IMS) é definido como:... um novo 'domínio' principal da rede (ou

Leia mais

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015

Computação em Nuvens IaaS com Openstack. Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Computação em Nuvens IaaS com Openstack Eng. Marcelo Rocha de Sá marcelo@jambu.com.br FLISOL - Belém - Pará 25 de abril 2015 Nuvens Computacionais IaaS com Openstack Nuvens Computacionais Serviços em nuvens

Leia mais

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres

Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Como usar a nuvem para continuidade dos negócios e recuperação de desastres Há diversos motivos para as empresas de hoje enxergarem o valor de um serviço de nuvem, seja uma nuvem privada oferecida por

Leia mais

ADAPTANDO UMA APLICAÇÃO PARA CLOUD: UMA ANÁLISE ENTRE OS ESFORÇOS UTILIZADOS

ADAPTANDO UMA APLICAÇÃO PARA CLOUD: UMA ANÁLISE ENTRE OS ESFORÇOS UTILIZADOS ADAPTANDO UMA APLICAÇÃO PARA CLOUD: UMA ANÁLISE ENTRE OS ESFORÇOS UTILIZADOS Cleverson Nascimento de Mello¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores

NUVEM NO DNA COM A. pág. 8 NASCIDO PARA NUVEM. FUTURO Sistema operacional vai além da virtualização convencional dos recursos dos servidores NASCIDO PARA NUVEM. INFORME PUBLICITÁRIO Windows Server 2012 março de 2013 COM A NUVEM NO DNA WINDOWS SERVER 2012 É A RESPOSTA DA MICROSOFT PARA O NOVO CENÁRIO DOS DATACENTERS pág. 4 FUTURO Sistema operacional

Leia mais

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM?

INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? INFORME PORQUE TELEFÓNIA EM NUVEM? Porque a Voz na Nuvem? 2 Índice Introdução... 3 Baixo Custo... 4 REQUISITOS MÍNIMOS DE CAPITAL... 4 EQUIPAMENTOS GENÉRICOS... 4 UTILIZAÇÃO DE MAIORES RECURSOS... 4 DESPESAS

Leia mais

Software as a Service aka SaaS Qual é o impacto disto no mercado de software?

Software as a Service aka SaaS Qual é o impacto disto no mercado de software? Software as a Service aka SaaS Qual é o impacto disto no mercado de software? Por Roberto Carlos Mayer Roberto Carlos Mayer Diretor da MBI (desde 1990) Mestre em Ciência da Computação (IME USP) e exprofessor

Leia mais

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS João Antônio Bezerra Rodrigues¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí

Leia mais