DIREITO PENAL Retroatividade da lei Ultratividade da lei

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIREITO PENAL Retroatividade da lei Ultratividade da lei"

Transcrição

1 1 -Aplicação da Lei Penal no Tempo ART. 1o do CP PRINCÍPIO DA LEGALIDADE PRINCÍPIO DA ANTERIORIDADE PRINCÍPIO DA RESERVA LEGAL 2 - PRINCÍPIO DA LEGALIDADE Funções do Princípio da Legalidade: Proibir a retroatividade da lei penal; Proibir a criação de crimes e penas pelos costumes; Proibir o emprego de analogia para criar crimes, fundamentar ou agravar penas; Proibir incriminações vagas e indeterminadas. 3 - Preceitos Constitucionais Art. 5o. XL: a lei penal não retroagirá, salvo para beneficiar o agente. Art;. 5o. XXXIX: não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal. 4 - Legalidade Formal e Legalidade Material Legalidade Formal (mera legalidade): obediência aos trâmites procedimentais previstos na Constituição (art. 47 da CF); Legalidade Material (estrita legalidade): respeito às proibições e imposições constitucionais previstas para a garantia dos direitos fundamentais. 5 - Vigência e Validade da Lei A lei penal formalmente editada pelo Estado pode, decorrido o período de vacatio legis, ser considerada em vigor (vigência); Mas para que a lei possa efetivamente ser aplicada, não basta a sua vigência, mas também a sua conformidade com o texto constitucional. 6- Tempo inicial de aplicação da lei penal A lei entra em vigor após o período de vacatio legis; Há divergência doutrinária acerca da possibilidade de aplicação da lex mitior no período de vacatio legis; Cálculo do tempo de vacatio legis; 7 - Princípio da Reserva Legal Somente a Lei Ordinária pode tratar de matéria penal; Medida Provisória, vedação expressa no art. 62, 1o, I, a da CF; Medida Provisória a favor do réu; 8 - Extra-atividade da Lei Penal Retroatividade da lei: aplica-se a lei a um fato ocorrido antes da sua vigência; Ultratividade da lei: aplica-se a lei, após a sua revogação, a um fato ocorrido durante a sua vigência. 9 - Tempo do Crime Art. 4o do CP: Considera-se praticado o crime no momento da ação ou omissão, ainda que outro seja o momento do resultado. Teoria da Atividade Exceção: art. 111, I do CP (teoria do resultado) 10 - Princípios da Extra-atividade da Lei Penal

2 Princípio da Retroatividade da Lei mais Benéfica; Princípio da não Ultratividade da Lei Prejudicial; Princípio da Irretroatividade da Lei Prejudicial; Princípio da Ultratividade da Lei mais Benéfica Nova Lei Penal Novatio legis incriminadora; Abolitio criminis; Novatio legis in mellius; Novatio legis in pejus. 12- Conflito da Lei Penal no Tempo 13 - Sucessão da Lei no Tempo 14 - Combinação de Leis 15 - Competência para Aplicação da Lex Mitior

3 Súmula 611 do STF: transitado em julgado a sentença condenatória, compete ao juízo das execuções a aplicação da lei mais benéfica. Caso haja necessidade de análise do mérito compete ao Tribunal de Justiça. 16- APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO ESPAÇO Territorialidade (art. 5o. do CP) Conceito de território: Solo, águas interiores, mar territorial e espaço aéreo. Extensão do território nacional (art.5, 1o.) Embarcações e aeronaves estrangeiras. 17- Princípio da Territorialidade Territorialidade temperada: Aplicação da lei brasileira, sem prejuízo de convenções, tratados e regras de direito internacional. Lugar do Crime (art. 6o. do CP) Teoria mista ou teoria da ubiquidade: considera-se praticado o crime no lugar em que ocorreu a ação ou omissão, no todo ou em parte, bem como onde se produziu ou deveria produzir-se o resultado. Crime a distância (que envolve 2 países) Crime em trânsito (envolve no mín. 3 países). 18- Princípio da Extraterritorialidade Princípio da defesa ou proteção; Princípio da nacionalidade ativa; Princípio da representação; Princípio da justiça universal Extraterritorialidade Art.7o, I extraterritorialidade Incondicionada Art. 7o, II e 3o. - Extraterritorialidade Condicionada 20- Extraterritorialidade Incondicionada a) Crimes praticados contra a vida ou a liberdade do Presidente da República. b) Contra o patrimônio público ou a fé pública. c) Contra a administração pública, por quem está a seu serviço. d) De genocídio, quando o agente for brasileiro ou domiciliado no Brasil Extraterritorialidade Condicionada a) Crime que, por tratado ou convenção, o Brasil se obrigou a reprimir. b) Crime praticado por brasileiro; c) Crime praticado em aeronave ou embarcação brasileira, mercante ou de propriedade privada, quando em território estrangeiro e aí não seja julgado.

4 21 Condições Entrar o agente no território nacional; Ser o fato punível também no país em que foi praticado; Estar o crime incluído entre aqueles pelos quais a lei brasileira autoriza a extradição; Não ter sido o agente absolvido no estrangeiro ou não ter cumprido a pena; Não ter sido o agente perdoado no estrangeiro ou, por outro motivo, não estar extinta a punibilidade, segundo a lei mais favorável. 22- Extraterritorialidade Condicionada Crime cometido por estrangeiro contra brasileiro fora do Brasil, se reunidas as condições do art. 7º, 2º do CP e a) não foi pedida ou foi negada a extradição b) Houve requisição do Ministro da Justiça. 23- Eficácia da Sentença Estrangeira Homologação pelo STJ (art. 105, I,i da CF) Obrigar o condenado à reparação do dano, a restituições e a outros efeitos civis; Sujeitá-lo a medida de segurança 24 - Pena cumprida no estrangeiro (art.8o. do CP) Pena idêntica são computadas; Pena distinta são atenuadas; Exercício X Exame de Ordem Filipe foi condenado em janeiro de 2011 à pena de cinco anos de reclusão pela prática do crime de tráfico de drogas, ocorrido em Considerando-se que a Lei , que modificou o período para a progressão de regime nos crimes hediondos para 2/5, em caso de réu primário, foi publicada em março de 2007, é correto afirmar que: a) Se reputará cumprido o requisito objetivo para a progressão de regime quando Felipe completar 1/6 (um sexto) do cumprimento da pena, uma vez que o crime foi praticado antes da Lei n b) Se reputará cumprido o requisito objetivo para a progressão de regime quando Felipe completar 2/5 (dois quintos) do cumprimento da pena, uma vez que a Lei n tem caráter processual e, portanto, deve ser aplicada de imediato. c) Se reputará cumprido o requisito subjetivo para a progressão de regime quando Felipe completar 1/6 (um sexto) do cumprimento da pena, uma vez que o crime foi praticado antes da Lei d) Se reputará cumprido o requisito subjetivo para a progressão de regime quando Felipe completar 2/5 (dois quintos) do cumprimento da pena, uma vez que a Lei tem caráter processual e, portanto, deve ser aplicada de imediato. Acerca da aplicação da lei penal no tempo e no espaço, assinale a alternativa correta: a) Se um funcionário público a serviço do Brasil na Itália praticar, naquele país, crime de corrupção passiva (art. 317 do CP), ficará sujeito à lei penal brasileira em face do princípio da extraterritorialidade. b) O ordenamento jurídico-penal brasileiro prevê a combinação de leis sucessivas sempre que a fusão puder beneficiar o réu.

5 c) Na ocorrência de sucessão de leis penais no tempo, não será possível a aplicação da lei penal intermediária mesmo se ela configurar a lei mais favorável. d) As leis penais temporárias e excepcionais são dotadas de ultra-atividade. Por tal motivo, são aplicáveis a qualquer delito, desde que seus resultados tenham ocorrido durante sua vigência. John, cidadão inglês, capitão de uma embarcação particular de bandeira americana, é assassinado por José, cidadão brasileiro, dentro do aludido barco, que se encontrava atracado no Porto de Santos, no Estado de São Paulo. Nesse contexto, é correto afirmar que a lei brasileira: a) Não é aplicável, uma vez que a embarcação é americana, devendo José ser processado de acordo com a lei estadunidense. b) É aplicável, uma vez que a embarcação estrangeira de propriedade privada estava atracada em território nacional. c) É aplicável, uma vez que o crime, apesar de haver sido cometido em território estrangeiro, foi praticado por brasileiro. d) Não é aplicável, uma vez que, de acordo com a Convenção de Viena, é competência do Tribunal Penal Internacional processar e julgar os crimes praticados em embarcação estrangeira atracada em território de país diverso.

CURSO TROPA DE ELITE PREPARAÇÃO PARA A GUERRA 1. APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO TEMPO E NO ESPAÇO

CURSO TROPA DE ELITE PREPARAÇÃO PARA A GUERRA 1. APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO TEMPO E NO ESPAÇO CURSO TROPA DE ELITE PREPARAÇÃO PARA A GUERRA POLÍCIA FEDERAL 2012 AGENTE/ESCRIVÃO PROF. EMERSON CASTELO BRANCO DISCIPLINA: DIREITO PENAL 1. APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO TEMPO E NO ESPAÇO 1.1 PRINCÍPIO DA

Leia mais

EXTRATERRITORIALIDADE DA LEI PENAL PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES

EXTRATERRITORIALIDADE DA LEI PENAL PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES EXTRATERRITORIALIDADE DA LEI PENAL PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES São hipóteses em que a lei brasileira é aplicada aos crimes ocorridos fora do Brasil. Exportação da Lei Brasileira. Obs: intraterritorialidade

Leia mais

Direito Penal 1 (Material de apoio)

Direito Penal 1 (Material de apoio) APLICAÇÃO DA LEI PENAL PRINCÍPIO DA LEGALIDADE (Art. 1º CP e Art 5º, XXXIX, CF) Não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal (cláusula pétrea da Constituição Federal

Leia mais

AP A L P I L CA C Ç A Ã Ç O Ã O DA D A LE L I E P E P N E A N L A Art. 1º ao 12 do CP

AP A L P I L CA C Ç A Ã Ç O Ã O DA D A LE L I E P E P N E A N L A Art. 1º ao 12 do CP APLICAÇÃO DA LEI PENAL Art. 1º ao 12 do CP LEI PENAL NO TEMPO Princípio da Legalidade ou Reserva Legal Art. 5º, inciso XXXIX da CR/88: XXXIX - não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia

Leia mais

DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL MILITAR

DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL MILITAR DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL MILITAR Princípio da Legalidade / Princípio Legalidade / Princípio da Anterioridade Art. 1º Não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal. Lei

Leia mais

UNIP-Universidade Paulista - Campus Ribeirão Preto. Direito Penal. Geraldo Domingos Cossalter

UNIP-Universidade Paulista - Campus Ribeirão Preto. Direito Penal. Geraldo Domingos Cossalter UNIP-Universidade Paulista - Campus Ribeirão Preto Direito Penal Geraldo Domingos Cossalter Ribeirão Preto Outubro 2012... 1 Geraldo Domingos Cossalter RA B35759-2 Direito Penal Trabalho apresentado ao

Leia mais

SUMÁRIO. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores

SUMÁRIO. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores NOÇÕES DE DIREITO PENAL PARA CONCURSO DA POLÍCIA FEDERAL focada no cespe/unb SUMÁRIO UNIDADE 1 Aplicação da Lei Penal 1.1 Princípios da legalidade e da anterioridade 1.2 Lei penal no tempo e no espaço

Leia mais

TÍTULO I Da Aplicação da Lei Penal Militar - Artigos 1 a 28.

TÍTULO I Da Aplicação da Lei Penal Militar - Artigos 1 a 28. TÍTULO I Da Aplicação da Lei Penal Militar - Artigos 1 a 28. 24 ART.1 - Não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal. XXXIX-CF/88 Para Delmanto o enunciado do art. 1º

Leia mais

2. Distinguir Direito Penal Adjetivo de Direito Penal Substantivo

2. Distinguir Direito Penal Adjetivo de Direito Penal Substantivo UD I DIREITO PENAL MILITAR Assunto 01 A Lei Penal Militar e a Justiça Militar 1. Distinguir Direito Penal de Direito Penal Militar A ordem jurídica militar, que se encontra inserida na ordem jurídica geral

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A Lei Penal no tempo: "novatio Legis" incriminadora, "abolitio criminis", "novatio legis in pejus" e a "novatio legis in mellius" Trata da lei penal no tempo, e das regras, institutos

Leia mais

PRINCÍPIO DA INTERVENÇÃO MÍNIMA (OU DA ULTIMA RATIO OU DA SUBSIDIARIEDADE) O Direito Penal só deve se preocupar com a proteção dos bens jurídicos

PRINCÍPIO DA INTERVENÇÃO MÍNIMA (OU DA ULTIMA RATIO OU DA SUBSIDIARIEDADE) O Direito Penal só deve se preocupar com a proteção dos bens jurídicos PRINCÍPIO DA INTERVENÇÃO MÍNIMA (OU DA ULTIMA RATIO OU DA SUBSIDIARIEDADE) O Direito Penal só deve se preocupar com a proteção dos bens jurídicos mais importantes e necessários à vida em sociedade. Só

Leia mais

CURSO PRF 2017 DIREITO PENAL. diferencialensino.com.br AULA 003 DIREITO PENAL

CURSO PRF 2017 DIREITO PENAL. diferencialensino.com.br AULA 003 DIREITO PENAL AULA 003 DIREITO PENAL 1 PROFESSOR MÁRCIO TADEU 2 AULA 03 APLICAÇÃO DA LEI PENAL TÍTULO I DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL Anterioridade da Lei Art. 1º - Não há crime sem lei anterior que o defina. Não há pena

Leia mais

20/11/2014. Direito Constitucional Professor Rodrigo Menezes AULÃO DA PREMONIÇÃO TJ-RJ

20/11/2014. Direito Constitucional Professor Rodrigo Menezes AULÃO DA PREMONIÇÃO TJ-RJ Direito Constitucional Professor Rodrigo Menezes AULÃO DA PREMONIÇÃO TJ-RJ 1 01. A Constituição Federal de 1988 consagra diversos princípios, os quais exercem papel extremamente importante no ordenamento

Leia mais

TERRITORIALIDADE - Artigo 5 o do Código Penal A lei penal, como qualquer lei de Estado, é elaborada para ter vigência em seu território.

TERRITORIALIDADE - Artigo 5 o do Código Penal A lei penal, como qualquer lei de Estado, é elaborada para ter vigência em seu território. TERRITORIALIDADE - Artigo 5 o do Código Penal A lei penal, como qualquer lei de Estado, é elaborada para ter vigência em seu território. Esse é o âmbito de eficácia da legislação penal. Contudo, em determinados

Leia mais

SUMÁRIO. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores

SUMÁRIO. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores. Questões de provas anteriores DIREITO PENAL SUMÁRIO UNIDADE 1 Aplicação da Lei Penal 1.1 Princípios da legalidade e da anterioridade 1.2 Lei penal no tempo e no espaço 1.3 Tempo e lugar do crime 1.4 Lei penal excepcional, especial

Leia mais

Capítulo 1 Noções Preliminares... 1 Capítulo 2 Aplicação da Lei Penal... 29

Capítulo 1 Noções Preliminares... 1 Capítulo 2 Aplicação da Lei Penal... 29 Sumário Capítulo 1 Noções Preliminares... 1 1. Introdução... 1 2. Princípios... 4 2.1. Princípio da legalidade... 5 2.2. Princípio da anterioridade da lei penal... 5 2.3. Princípio da irretroatividade

Leia mais

CURSO de DIREITO - Gabarito

CURSO de DIREITO - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2008 e 1 o semestre letivo de 2009 CURSO de DIREITO - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este caderno contém: PROVA DE REDAÇÃO

Leia mais

A Lei Penal no Espaço.

A Lei Penal no Espaço. A Lei Penal no Espaço cynthiasuassuna@gmail.com O Lugar do Crime A determinação do lugar do crime (locus commissi delicti) é decisiva no tocante à competência penal internacional. Surge o problema quando

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 06/03/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 06/03/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 06/03/2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com 7.2 Integração - Enquanto as formas de interpretação partem de textos legais para alcançar,

Leia mais

CONCURSO MPU/2013 DIREITO PENAL MILITAR PROF. VLADIMIR LUÍS SILVA DA ROSA

CONCURSO MPU/2013 DIREITO PENAL MILITAR PROF. VLADIMIR LUÍS SILVA DA ROSA CONCURSO MPU/2013 DIREITO PENAL MILITAR PROF. VLADIMIR LUÍS SILVA DA ROSA 22/04/2013 1 Professor Vladimir Luís Silva da Rosa. Doutorando em Direito Penal/UBA-Arg. Mestre em Direito Ambiental/UCS. Especialista

Leia mais

PLANO DE ENSINO. I Identificação. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 2º. II Ementário

PLANO DE ENSINO. I Identificação. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 2º. II Ementário I Identificação Disciplina Direito Penal I Código EST0042 Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 2º II Ementário PLANO DE ENSINO Ordenamento jurídico e o direito penal. Limites constitucionais

Leia mais

PREPARATÓRIO RIO EXAME DA OAB 6ª PARTE RIA. Prof. JOSÉ HABLE

PREPARATÓRIO RIO EXAME DA OAB 6ª PARTE RIA. Prof. JOSÉ HABLE PREPARATÓRIO RIO EXAME DA OAB 6ª PARTE LEGISLAÇÃO TRIBUTÁRIA RIA Prof. JOSÉ HABLE www.josehable.adv.br johable@gmail.com A Legislação tributária ria A palavra lei, como tantas outras usadas na linguagem

Leia mais

DIREITO PENAL PONTO 1: TEORIA DA INFRAÇÃO PENAL PONTO 2: TEORIA DA NORMA PENAL PONTO 3: TEORIA DO DELITO

DIREITO PENAL PONTO 1: TEORIA DA INFRAÇÃO PENAL PONTO 2: TEORIA DA NORMA PENAL PONTO 3: TEORIA DO DELITO 1 PONTO 1: TEORIA DA INFRAÇÃO PENAL PONTO 2: TEORIA DA NORMA PENAL PONTO 3: TEORIA DO DELITO TEORIA DA INFRAÇÃO PENAL Bibliografia de apoio: Direito Penal Parte Geral. Davi André Costa e Silva. Editora:

Leia mais

Conceitos Ab-rogação: é a revogação total de uma lei por outra parte Derrogação: é a revogação parcial de uma lei.

Conceitos Ab-rogação: é a revogação total de uma lei por outra parte Derrogação: é a revogação parcial de uma lei. Conceitos Ab-rogação: é a revogação total de uma lei por outra parte Derrogação: é a revogação parcial de uma lei. Retroatividade pro réu A regra da irretroatividade da lei penal mais gravosa também deve

Leia mais

Rodada #1 Direito Penal

Rodada #1 Direito Penal Rodada #1 Direito Penal Professor Pedro Ivo Assuntos da Rodada NOÇÕES DE DIREITO PENAL: 1 Aplicação da lei penal. 1.1 Princípios da legalidade e da anterioridade. 1.2 A lei penal no tempo e no espaço.

Leia mais

Direito Penal Militar

Direito Penal Militar Fabiano Caetano Prestes Ricardo Henrique Alves Giuliani Mariana Lucena Nascimento 36 Direito Penal Militar Parte Geral e Especial 3ª edição revista e atualizada 2017 Capítulo 1 DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL

Leia mais

PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS SISTEMAS PROC PENAIS e LEI PROC PENAL. Profª. Karem Ferreira Facebook: Karem Ferreira OAB

PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS SISTEMAS PROC PENAIS e LEI PROC PENAL. Profª. Karem Ferreira Facebook: Karem Ferreira OAB PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS SISTEMAS PROC PENAIS e LEI PROC PENAL Profª. Karem Ferreira Facebook: Karem Ferreira OAB Twitter: @Prof_KaFerreira 1. PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS 1.1. Devido Processo Legal

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO PENAL

NOÇÕES DE DIREITO PENAL NOÇÕES DE DIREITO PENAL TEORIA, DIREITO POSITIVO, LEGISLAÇÃO 10 QUESTÕES DE PROVAS IBFC COM GABARITOS Edição Maio 2017 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É vedada a reprodução total ou parcial deste material,

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Crimes hediondos anteriores à Lei 11.464/2007: progressão de regime após cumprimento de um sexto da pena - parte I Luiz Flávio Gomes * No nosso livro Direito penal-pg, v. 2 (L.F.

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO N o 2.379, DE 2006 (MENSAGEM N o 20, de 2006) Aprova o texto do Tratado sobre Extradição entre o Governo da República Federativa

Leia mais

26/08/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL I Relação com os outros ramos do direito

26/08/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL I Relação com os outros ramos do direito I 5ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 I Relação com os outros ramos do direito 2 1 Relação do direito Processual Penal com outros ramos do Direito e ciências auxiliares Direito Constitucional.

Leia mais

Ana Cristina Mendonça. Processo Penal. 2ª edição revista e atualizada

Ana Cristina Mendonça. Processo Penal. 2ª edição revista e atualizada Ana Cristina Mendonça 13 Processo Penal 2ª edição revista e atualizada 2017 capítulo 1 DA APLICAÇÃO DA LEI PROCESSUAL PENAL Leia a lei: Arts. 1º e 2º, do CPP e arts. 1º, 2º e 6º do Decreto-Lei 4.657/42.

Leia mais

Sumário PRINCÍPIOS DO DIREITO PENAL NORMA PENAL... 33

Sumário PRINCÍPIOS DO DIREITO PENAL NORMA PENAL... 33 CAPÍTULO 1 PRINCÍPIOS DO DIREITO PENAL... 13 1. Noções preliminares...13 2. Peculiaridades dos princípios do Direito Penal...13 3. Princípio da legalidade ou da reserva legal...14 3.1 Abrangência do princípio

Leia mais

1. LEI PENAL NO ESPAÇO. REGRA: PRINCÍPIO DA TERRITORIALIDADE TEMPERADA Relativizado pelas normas, regras e tratados internacionais.

1. LEI PENAL NO ESPAÇO. REGRA: PRINCÍPIO DA TERRITORIALIDADE TEMPERADA Relativizado pelas normas, regras e tratados internacionais. 1 DIREITO PENAL PONTO 1: Lei Penal no Espaço PONTO 2: Local do Crime PONTO 3:Eficácia da Lei Penal em Relação a Pessoas que exerçam certas funções públicas - Imunidades PONTO 4: Conflito Aparente de Normas

Leia mais

TEORIA GERAL DO DELITO PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES

TEORIA GERAL DO DELITO PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES TEORIA GERAL DO DELITO PROFESSOR: LEONARDO DE MORAES 1 Introdução 1.1 - Infração penal no Brasil O Brasil é adepto do sistema dualista ou dicotômico, ou seja, divide a infração penal em duas espécies:

Leia mais

AULA 01 - APLICABILIDADE DA LEI PENAL

AULA 01 - APLICABILIDADE DA LEI PENAL AULA 01 - APLICABILIDADE DA LEI PENAL Olá, Pessoal! Sejam bem vindos! Hoje trataremos de um tema importantíssimo que é questão presente em praticamente todas as PROVAS de Direito Penal. Estudaremos como

Leia mais

Unidade I. Instituições de Direito Público e Privado. Profª. Joseane Cauduro

Unidade I. Instituições de Direito Público e Privado. Profª. Joseane Cauduro Unidade I Instituições de Direito Público e Privado Profª. Joseane Cauduro Estrutura da Disciplina Unidade I Conceitos Gerais de Direito O Direito e suas divisões, orientações e a Lei jurídica Unidade

Leia mais

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões SUMÁRIO 1. APLICAÇÃO DO DIREITO PROCESSUAL PENAL 1.1 A lei processual no espaço 1.2 A lei processual no tempo (irretroatividade) 1.3 A lei processual em relação às pessoas 1.3.1 Imunidades 1.3.2 Imunidade

Leia mais

DIREITO PENAL Módulo ESAF

DIREITO PENAL Módulo ESAF DIREITO PENAL Módulo ESAF CONCURSO: Ministério do Trabalho e Emprego CARGO: Auditor-Fiscal do Trabalho PROFESSOR: Fabiana Hofke Este curso é protegido por direitos autorais (copyright), nos termos da Lei

Leia mais

LIVRAMENTO CONDICIONAL

LIVRAMENTO CONDICIONAL LIVRAMENTO CONDICIONAL Arts. 83 a 90 do CP e 131 e s. da LEP. Consagrado no CP de 1890, mas com efetiva aplicação pelo Decreto 16.665 de 1924. É mais uma tentativa de diminuir os efeitos negativos da prisão.

Leia mais

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório...

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório... Sumário Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de 1988...2 Contexto Político e Histórico... 2 Características da Constituição de 1937... 4 Código de Processo Penal de

Leia mais

Direito Penal Princípios Emerson Castelo Branco Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

Direito Penal Princípios Emerson Castelo Branco Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Direito Penal Princípios Emerson Castelo Branco 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. PRINCÍPIOS E CARACTERÍSTICAS DO DIREITO PENAL Reserva legal - Art. 1.º do CP

Leia mais

NOÇÕES DIREITO PENAL

NOÇÕES DIREITO PENAL A APLICAÇÃO DA LEI PENAL Dispõe o Código Penal: PARTE GERAL TÍTULO I DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL Anterioridade da Lei Art. 1º - Não há crime sem lei anterior que o defina. Não há pena sem prévia cominação

Leia mais

AULA 01: INFRAÇÃO PENAL. APLICAÇÃO DA LEI PENAL: NO TEMPO; NO ESPAÇO; EM RELAÇÃO ÀS PESSOAS. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DO CP.

AULA 01: INFRAÇÃO PENAL. APLICAÇÃO DA LEI PENAL: NO TEMPO; NO ESPAÇO; EM RELAÇÃO ÀS PESSOAS. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DO CP. AULA 01: INFRAÇÃO PENAL. APLICAÇÃO DA LEI PENAL: NO TEMPO; NO ESPAÇO; EM RELAÇÃO ÀS PESSOAS. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DO CP. SUMÁRIO PÁGINA Apresentação do Curso e Cronograma - Sumário 01 I Infração Penal

Leia mais

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz

SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA. Profa. Luanna Tomaz SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA Profa. Luanna Tomaz INTRODUÇÃO Origem: Surge na França em 1884. Medida judicial que determina o sobrestamento da pena, preenchidos determinados requisitos. Natureza Jurídica:

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Considerações sobre a causa de diminuição de pena prevista no art. 33, 4º, da Lei Antitóxicos César Dario Mariano da Silva* Pedro Ferreira Leite Neto** Logo após a publicação da

Leia mais

- CPF: AULA INAUGURAL

- CPF: AULA INAUGURAL AULA INAUGURAL 1. APRESENTAÇÃO INICIAL... 2 2. SOBRE O CURSO... 3 3. SOBRE O CONCURSO... 4 4. CRONOGRAMA DE AULAS... 5 5. APLICAÇÃO DA LEI PENAL... 6 5.1 PRECEITOS PRIMÁRIOS E SECUNDÁRIOS... 6 5.2 CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

4.8 Comunicabilidade das condições, elementares e circunstâncias 4.9 Agravantes no concurso de agentes 4.10 Cabeças 4.11 Casos de impunibilidade

4.8 Comunicabilidade das condições, elementares e circunstâncias 4.9 Agravantes no concurso de agentes 4.10 Cabeças 4.11 Casos de impunibilidade Sumário NDICE SISTEMÁTICO EXPOSIÇÃO DE MOTIVOS DO CÓDIGO PENAL MILITAR 1. DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL MILITAR 1.1 O princípio da legalidade e suas funções de garantia 1.2 Abolitio criminis e novatio legis

Leia mais

DIREITO PENAL 1) APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO ESPAÇO: Art. 5º, CP este princípio é relativo, uma vez que há as exceções.

DIREITO PENAL 1) APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO ESPAÇO: Art. 5º, CP este princípio é relativo, uma vez que há as exceções. 1 DIREITO PENAL PONTO 1: Aplicação da Lei Penal no Espaço PONTO 2: Lugar do crime locus delicti PONTO 3: Extraterritorialidade PONTO 4: Tribunal Penal Internacional PONTO 5: Conflito aparente de normas

Leia mais

Conceito e Denominações

Conceito e Denominações Prof. Mauro Stürmer Conceito e Denominações Direito Penal - Conceito Formal conjunto de normas jurídicas pelas quais os Estado proíbe determinadas condutas (ação ou omissão), sob a ameaça de determinadas

Leia mais

29/05/2017 PAULO IGOR DIREITO PENAL PMDF (SOLDADO)

29/05/2017 PAULO IGOR DIREITO PENAL PMDF (SOLDADO) PAULO IGOR DIREITO PENAL PMDF (SOLDADO) Requisito: Atualmente para ingressar na PMDF é necessário possuir nível superior em qualquer área, limite de idade até 30 anos, estatura mínima de 1,65m para homens

Leia mais

Vamos hoje começar a falar sobre o lugar do crime (art. 6º CP) Lugar do crime

Vamos hoje começar a falar sobre o lugar do crime (art. 6º CP) Lugar do crime Turma e Ano: Master A (2015) 11/02/2015 Matéria / Aula: Direito Penal / Aula 04 Professor: Marcelo Uzeda de Farias Monitor: Alexandre Paiol AULA 04 CONTEÚDO DA AULA: Lugar do crime (art. 6º CP teoria da

Leia mais

AULA 01 APLICABILIDADE DA LEI PENAL

AULA 01 APLICABILIDADE DA LEI PENAL AULA 01 APLICABILIDADE DA LEI PENAL Concurseiros de todo Brasil, sejam bem vindos! Hoje trataremos de um tema importantíssimo, presente em praticamente todas as provas de direito penal. Estudaremos, com

Leia mais

PROCESSO PENAL (PROF.ª RAQUEL)

PROCESSO PENAL (PROF.ª RAQUEL) PROCESSO PENAL (PROF.ª RAQUEL) Questão 01. (OAB 2015) O inquérito policial pode ser definido como um procedimento investigatório prévio, cuja principal finalidade é a obtenção de indícios para que o titular

Leia mais

JUÍZO DE DIREITO DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

JUÍZO DE DIREITO DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. JUÍZO DE DIREITO DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. UNIFORMIZAÇÃO DE DECISÕES OS DOUTORES CARLOS AUGUSTO BORGES, CARLOS EDUARDO CARVALHO DE FIGUEIREDO, SANDRO PITTHAN ESPÍNDOLA, TULA

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO PENAL PARTE GERAL

NOÇÕES DE DIREITO PENAL PARTE GERAL NOÇÕES DE DIREITO PENAL PARTE GERAL LEI PENAL 1 Conceito de Lei Penal: é a fonte imediata do Direito Penal, uma vez que, por expressa determinação constitucional, tem a si reservado, exclusivamente, o

Leia mais

Concurso Público Sem especialidade. Conteúdo

Concurso Público Sem especialidade. Conteúdo Concurso Público 2016 Sem especialidade Conteúdo Aplicação da lei penal. Imputabilidade penal. Concurso de pessoas. Espécies de pena. Aplicação da pena. Medidas de segurança. Extinção da punibilidade.

Leia mais

7 OAB. Direito Penal. 1ª fase. Alexandre Salim Marcelo André de Azevedo. coleção. 3ª edição revista, ampliada e atualizada

7 OAB. Direito Penal. 1ª fase. Alexandre Salim Marcelo André de Azevedo. coleção. 3ª edição revista, ampliada e atualizada 7 OAB 1ª fase coleção Organizadores da Coleção: Leonardo Garcia e Roberval Rocha Direito Penal Alexandre Salim Marcelo André de Azevedo 3ª edição revista, ampliada e atualizada 2017 OAB v7-salim-azevedo-dir

Leia mais

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 02 Aula 001-005 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Fontes Hierarquia (ordem de graduação) Autonomia (entre os diversos ramos) Aplicação (conflitos entre

Leia mais

Professor Wisley Aula 01

Professor Wisley Aula 01 - Professor Wisley www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 5 Caros alunos, Iniciamos nossa preparação para o concurso da Polícia Rodoviária Federal.

Leia mais

CRIMES HEDIONDOS. Conceito. Sistema Legal (art. 5º, inc. XLIII, CF) Sistema Judicial Sistema Misto

CRIMES HEDIONDOS. Conceito. Sistema Legal (art. 5º, inc. XLIII, CF) Sistema Judicial Sistema Misto Conceito Sistema Legal (art. 5º, inc. XLIII, CF) Sistema Judicial Sistema Misto Sistema legal temperado? Habeas Corpus (HC) 118533 tráfico privilegiado; Crimes militares Art. 5º, XLIII - a lei considerará

Leia mais

Professor Wisley Aula 09

Professor Wisley Aula 09 - Professor Wisley www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 5 FORRO POR PRERROGATIVA DE FUNÇÃO 1. OBSERVAÇÕES I Não se fala mais em manutenção

Leia mais

DIREITO INTERNACIONAL PRIVADO. Homologação de Decisão Estrangeira. Prof. Renan Flumian

DIREITO INTERNACIONAL PRIVADO. Homologação de Decisão Estrangeira. Prof. Renan Flumian DIREITO INTERNACIONAL PRIVADO Homologação de Decisão Estrangeira Prof. Renan Flumian 1. Homologação de decisão estrangeira - A sentença judicial é um ato soberano - A sentença, como todo ato soberano,

Leia mais

Grupo CERS ONLINE 0.

Grupo CERS ONLINE 0. Grupo CERS ONLINE 0 APRESENTAÇÃO Caro(a) Aluno(a), A preparação para concursos públicos exige profissionalismo, métrica e estratégia. Cada minuto despendido deve ser bem gasto! Por isso, uma preparação

Leia mais

O PROCEDIMENTO DE EXTRADIÇÃO PARECER

O PROCEDIMENTO DE EXTRADIÇÃO PARECER O PROCEDIMENTO DE EXTRADIÇÃO PARECER É um mecanismo de cooperação judicial internacional em virtude do qual, mediante um pedido formal, um Estado obtém de outro a entrega de um processado ou condenado

Leia mais

Seja bem Vindo! Curso. CursosOnlineSP.com.br. Carga horária: 60 hs

Seja bem Vindo! Curso. CursosOnlineSP.com.br. Carga horária: 60 hs Seja bem Vindo! Curso Direito Penal CursosOnlineSP.com.br Carga horária: 60 hs Conteúdo Teoria Geral do Direito Penal... Pág. 8 Teoria Geral do Crime... Pág. 21 Ilicitude (ou Antijuridicidade)... Pág.

Leia mais

MPE Direito Penal Aplicação da Lei Penal no Tempo e no Espaço Emerson Castelo Branco

MPE Direito Penal Aplicação da Lei Penal no Tempo e no Espaço Emerson Castelo Branco MPE Direito Penal Aplicação da Lei Penal no Tempo e no Espaço Emerson Castelo Branco 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 1. APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO TEMPO E NO

Leia mais

SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE...

SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE... SUMÁRIO PARTE 1 PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS E TEORIA ASSOCIADA CAPÍTULO 1. PEÇAS DE LIBERDADE... 19 1. Primeiro passo: identificar qual a peça ou instituto o caso concreto apresenta ou requer... 19 1.1.

Leia mais

Interpretação e integração da lei penal Interpretação...11

Interpretação e integração da lei penal Interpretação...11 Sumário Notas Preliminares Finalidade do Direito Penal...2 Bens que podem ser protegidos pelo Direito Penal...2 Códigos do Brasil...3 Código Penal atual...3 Direito Penal...3 Garantismo...3 Garantias...4

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Súmula 122 do Superior Tribunal de Justiça e competência para o julgamento de contravenções penais: uma análise à luz da jurisprudência dos Tribunais Superiores Alexandre Piccoli

Leia mais

TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL

TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL DIREITO INTERNACIONAL AULA 4 TRIBUNAL PENAL INTERNACIONAL EMENTA DA AULA 4 Direito Internacional Penal. O Tribunal Penal Internacional. O Estatuto de Roma. Jurisdição. A complementaridade. Legitimidade

Leia mais

Direito Penal Militar

Direito Penal Militar FABIANO CAETANO PRESTES Defensor Público Federal de Categoria Especial. Atual Subdefensor Público-Geral Federal (biênio 2013/2015). Membro nato do Conselho Superior da Defensoria Pública da União (CSDPU).

Leia mais

Princípios Norteadores do Direito Penal

Princípios Norteadores do Direito Penal Princípios Norteadores do Direito Penal Da legalidade (reserva legal): não há crime (infração penal), nem pena ou medida de segurança (sanção penal) sem prévia lei (stricto sensu) que defina os respectivos

Leia mais

Cooperação Jurídica Internacional em Matéria Penal

Cooperação Jurídica Internacional em Matéria Penal Cooperação Jurídica Internacional em Matéria Penal 30 de maio de 2012 Seminário Cooperação Jurídica Internacional como Ferramenta de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas COOPERAÇÃO JURÍDICA INTERNACIONAL

Leia mais

DIREITO PENAL PARTE GERAL I. Princípios Penais Constitucionais... 002 II. Fontes. A Lei Penal... 004 III. Teoria Geral do Crime... 018 IV. Concurso de Crime... 026 V. Teoria do Tipo... 033 VI. Ilicitude...

Leia mais

Noções de Direito Penal - PF: Agente de Polícia Federal Professor: Francisco Menezes. Aulas 01 a 24

Noções de Direito Penal - PF: Agente de Polícia Federal Professor: Francisco Menezes. Aulas 01 a 24 Noções de Direito Penal - PF: Agente de Polícia Federal - 2014 Professor: Francisco Menezes Prof. Francisco Menezes www.aprovaconcursos.com.br Página 1 de 75 NOÇÕES DE DIREITO PENAL AULA 01 1. Princípio

Leia mais

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 25/08/2016 DISCIPLINA DIREITO PENAL PARTE GERAL PROFESSOR FRANCISCO MENEZES

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 25/08/2016 DISCIPLINA DIREITO PENAL PARTE GERAL PROFESSOR FRANCISCO MENEZES CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 25/08/2016 DISCIPLINA DIREITO PENAL PARTE GERAL PROFESSOR FRANCISCO MENEZES MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 01 PRINCÍPIOS E LEIS PENAIS NO TEMPO Ementa

Leia mais

Rodada #1. Direito Penal

Rodada #1. Direito Penal Rodada #1 Direito Penal Professora Lorena Nascimento Assuntos da Rodada Direito Penal Aplicação da lei penal. Imputabilidade penal contra a administração em geral (praticados por funcionário público ou

Leia mais

Extinção de Punibilidade - Aula IV - 13/03/2017

Extinção de Punibilidade - Aula IV - 13/03/2017 Extinção de Punibilidade - Aula IV - 13/03/2017 Continuação Sursis Revogação *obrigatória: * nova CTJ por crime doloso * não reparação de dano, salvo... *descumprimento da condição do artigo 78, 1º *facultativo:

Leia mais

Princípio da intervenção mínima Conflito aparente de normas 3.3 Sujeito ativo do crime Sujeito ativo Capacidade penal do

Princípio da intervenção mínima Conflito aparente de normas 3.3 Sujeito ativo do crime Sujeito ativo Capacidade penal do Sumário 1 Introdução 1.1 Conceito de Direito Penal 1.1.1 Nota introdutória 1.1.2 Denominação 1.1.3 Conceito de Direito Penal 1.1.4 Caracteres do Direito Penal 1.1.5 Posição enciclopédica 1.1.6 Direito

Leia mais

APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO ESPAÇO

APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO ESPAÇO ADRIANO ZANIN DE ALMEIDA ANTONIO CARLOS PAVAN CARLA RENATA CASSONI GRACIELI DE FÁTIMA BORTOLONI GRAZIELA DA ROCHA SIMPLICIO HUMBERTO PIRES DA SILVA ORLEI JOSÉ SPERANDIO ROGELIO ADRIANO DE PAULA SILVIA

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE DIREITO

PROVA DE NOÇÕES DE DIREITO 7 PROVA DE NOÇÕES DE DIREITO QUESTÃO 21 Considera-se como lei meramente material a norma: a) dependente de regulamentação. b) dotada de obrigatoriedade absoluta. c) instituída por órgão não legislativo,

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO PENAL

NOÇÕES DE DIREITO PENAL PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS DO DIREITO PENAL. Princípios O Direito Penal moderno se assenta em determinados princípios fundamentais, próprios do Estado de Direito democrático, entre os quais sobreleva o

Leia mais

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27 SUMÁRIO SUMÁRIO..................... 1. A evolução do MS no sistema constitucional... 25 2. Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27... 1. MS como tutela jurisdicional diferenciada com cognição

Leia mais

1 CONCEITO DE DIREITO PENAL

1 CONCEITO DE DIREITO PENAL RESUMO DA AULA DIREITO PENAL APLICAÇÃO DA LEI PENAL PARTE 01 1 CONCEITO DE DIREITO PENAL; 2 FONTES DO DIREITO PENAL; 3 LEI PENAL; 4 INTERPRETAÇÃO DA LEI PENAL; 5 APLICAÇÃO DA LEI PENAL; 6 QUESTÕES COMENTADAS.

Leia mais

DIREITO PENAL DIREITO PENAL: DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL (ARTS. 1º AO 12 DO C.P.). Lugar do crime

DIREITO PENAL DIREITO PENAL: DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL (ARTS. 1º AO 12 DO C.P.). Lugar do crime DIREITO PENAL: DA APLICAÇÃO DA LEI PENAL (ARTS. 1º AO 12 DO C.P.). Lugar do crime Art. 6º - Considera-se praticado o crime no lugar em que ocorreu a ação ou omissão, no todo ou em parte, bem como onde

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE DIREITO PATRÍCIA CECHINEL DE ARAÚJO

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE DIREITO PATRÍCIA CECHINEL DE ARAÚJO UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE DIREITO PATRÍCIA CECHINEL DE ARAÚJO A POSSIBILIDADE DA APLICAÇÃO DA RETROATIVIDADE DA LEI PENAL NA AÇÃO PENAL PÚBLICA CONDICIONADA PARA OS CRIMES

Leia mais

Direito Tributário. Aula 03. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Direito Tributário. Aula 03. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Direito Tributário Aula 03 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

Direito Penal Dr. Davi André

Direito Penal Dr. Davi André 1 Teoria da norma e do crime 1: Relativamente à lei penal no tempo, considere as seguintes afirmativas: 1. Ninguém pode ser punido por fato que lei posterior deixa de considerar crime, cessando em virtude

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Revisão Criminal. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Revisão Criminal. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Revisão Criminal Gustavo Badaró aula de 10.11.2015 PLANO DA AULA 1. Noções gerais 2. Condições da ação 3. Pressupostos processuais 4. Procedimento 1. NOÇÕES

Leia mais

Direito Penal. Progressão de Regime Penitenciário. Professor Adriano Kot.

Direito Penal. Progressão de Regime Penitenciário.  Professor Adriano Kot. Direito Penal Progressão de Regime Penitenciário Professor Adriano Kot www.acasadoconcurseiro.com.br www.estudaquepassa.com.br DIREITO PENAL PROGRESSÃO E REGRESSÃO DE REGIME PROGRESSÃO DE REGIME Visa

Leia mais

DIREITO PENAL I. Introdução ao Direito Penal... 003 II. A Lei Penal... 005 III. Teoria Geral do Crime... 020 IV. Concurso de Crime... 027 V. Teoria do Tipo... 033 VI. Ilicitude... 045 VII. Teoria Geral

Leia mais

Direito Penal. Dr. Pietro Chidichimo CAUSAS DE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE

Direito Penal. Dr. Pietro Chidichimo CAUSAS DE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE CAUSAS DE EXTINÇÃO DA PUNIBILIDADE 1. Artigo 107, do Código Penal: Morte do agente Anistia Graça e Indulto Abolitio Criminis Decadência Perempção Renúncia Perdão Retratação Perdão Judicial ü Atestada por

Leia mais

Parte Geral ALEXANDRE ARARIPE MARINHO ANDRÉ GUILHERME TAVARES DE FREITAS. 3. a edição revista, atualizada e ampliada STJ

Parte Geral ALEXANDRE ARARIPE MARINHO ANDRÉ GUILHERME TAVARES DE FREITAS. 3. a edição revista, atualizada e ampliada STJ ALEXANDRE ARARIPE MARINHO ANDRÉ GUILHERME TAVARES DE FREITAS I Parte Geral 3. a edição revista, atualizada e ampliada THOMSON REUTERS REVISTADOS TRIBUNAIS'" MANUAL DE DIREITO PENAL PARTE GERAL 3. a edição

Leia mais

FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL

FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL FIXAÇÃO DE REGIME INICIAL Regime Inicial de Cumprimento de Pena É estabelecido pelo conjunto do artigo 33, 2º, a, b, c (levam em conta o tempo de pena e a primariedade e a reincidência) e o artigo 59,

Leia mais

Direito Penal para Técnico da Receita Estadual - SEFAZ/MA. Aula 0. Direito Penal Técnico da Receita Estadual - SEFAZ/MA. Da Aplicação da Lei Penal.

Direito Penal para Técnico da Receita Estadual - SEFAZ/MA. Aula 0. Direito Penal Técnico da Receita Estadual - SEFAZ/MA. Da Aplicação da Lei Penal. Aula 0 Direito Penal Técnico da Receita Estadual - SEFAZ/MA Da Aplicação da Lei Penal. Professores Julio Ponte e Lorena Nascimento 1 de 87 Aula Conteúdo Programático Data 00 Aplicação da Lei Penal 30/07

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA Jurisdição e competência: Jurisdição é o poder e a competência é a delimitação desse poder. 1 Competência em razão da matéria: 1) Competência da Justiça Especial: o Justiça Militar

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

TEORIA DA NORMA PENAL 1. APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO TEMPO

TEORIA DA NORMA PENAL 1. APLICAÇÃO DA LEI PENAL NO TEMPO 1 DIREITO PENAL PONTO 1: Aplicação da Lei Penal no Tempo PONTO 2: Conflitos de Leis Penais no Tempo PONTO 3: Lex Tertia PONTO 4: Lei Processual Penal PONTO 5: Tempo do Crime TEORIA DA NORMA PENAL 1. APLICAÇÃO

Leia mais

S U R S I S SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA

S U R S I S SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA S U R S I S SUSPENSÃO CONDICIONAL DA PENA arts. 77 a 82 do CP e 156 e s. da LEP. Deriva do verbo surseoir (suspender). Quer dizer suspensão. Expressão já utilizada pelo CP/1940. Conceitos: É o ato pelo

Leia mais