APLICAÇÕES OPEN SOURCE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APLICAÇÕES OPEN SOURCE"

Transcrição

1 APLICAÇÕES OPEN SOURCE Modulo I Modulo I O software livre é um software que tem uma licença de utilização que respeita determinados direitos ou liberdades da parte dos utilizadores, que não são respeitadas noutro software, quer seja privado, gratuito ou de outro tipo.

2 Índice de contenido 1.1 INTRODUÇÃO AO SOFTWARE LIVRE Software privado O que é o Software Livre Liberdades do software livre...5 a) Liberdade de utilização...5 b) Liberdade de estudo e modificação...5 c) Liberdade de distribuição...5 d) Liberdade de melhoramento Escolas Open Source CHAVES DO SOFTWARE LIVRE Modelo "catedral" Modelo "bazar" Casos de Éxito Caso 1: Navegador da Web Firefox Caso 2: Sistema Operativo Android Caso 3: Wikipedia Equivalências e Compatibilidade...18 Compatibilidade entre Office e OpenOffice.org...18 Compatibilidade entre Firefox e IE...19 Firefox...20 MS Internet Explorer...20 Compatibilidade entre Outlook e Thunderbird...21 Características de Mozilla Thunderbird...23 Características de Outlook Alternativas Livres...24 Escritório...24 Desenvolvimento...24 Rede...25 Matemáticas...25 Jogos...25 Técnicas...25 Gráficos...26 Educação...26 Multimédia...26 Miscelânea Obter e instalar...27 Listado de live cds...27 Lista de repositórios de Software Libre...29

3 O 1.1 INTRODUÇÃO AO SOFTWARE LIVRE software livre é um software que tem uma licença de utilização que respeita determinados direitos ou liberdades da parte dos utilizadores, que não são respeitadas noutro software, quer seja privado, gratuito ou de outro tipo. Existem muitas variedades de software livre, inclusivamente mais do que de software privado. Os exemplos de software livre são: o software livre Ubuntu, o navegador web Firefox, os protocolos de P2P3 Bittorrent e Ed2k (utilizado pelo cliente emule), ou a aplicação de escritório OpenOffice.org, o SO GNU/Linux ou qualquer software desenvolvido ou apoiado pela FSF (Free Software Fundation, Fundação para o Software Livre). No terceiro módulo do curso iremos estudar as licenças com maior detalhe, por agora indicamos apenas as mais importantes e mais utilizadas, que são GPL, BSD e GFDL. Ubuntu:distribuição de GNU/Linux, provavelmente a mais conhecida de todas, fundada pelo filantropo e primeiro astronauta privado Mark Shuttleworth, está baseada em Debian, a sua utilização está muito difundida graças à sua grande comunidade de utilizadores. Mozilla Firefox,,Firefox, navegador web da fundação Mozilla, criado a partir das evoluções do código libertado pela Netscape em 1998 BitTorrent: : protocolo de P2P distribuído como software livre:http://es.wikipedia.org/wiki/bittorrent_%28protocolo%29 Ed2k: não confundir o protocolo com o programa com o mesmo nome (software privado).. Emule: OpenOffice.org: aplicação de escritório criada a partir do código libertado por StarOffice (http://es.wikipedia.org/wiki/oracle_open_offic),tem muitos programas: processador de texto, folha de cálculo, apresentações, ferramentas para depuração vectorial e base de dados. Página na Wikipedia: Linux: Sistema Operativo nascido da união dos programas do projecto GNU da FSF com o núcleo Linux, daí o seu nome GNU/Linux. Página na wikipedia: :http://es.wikipedia.org/wiki/gnu/linux FSF: Página na Wikipedia onde se enumeram todas as suas actividades, projectos, campanhas etc: Página da FSF Ramo europeu da FSF GPL: General Public License, licença pública geral é a licença que liberta quase todo o seu software, a FSF, o kernel de Linux e a maioria do software livre. Não permite criar software privado com o código libertado nem com as suas modificações (licença viral). BSD: Berkeley Software Distribution, distribuição de software de Berkeley, é a licença utilizada pela universidade de Berkeley para a distribuição, e sua versão modificada e os acrescentos para UNIX da ATT. Permite criar software privado com o código libertado INTRODUÇÃO AO SOFTWARE LIVRE P2P: P2P:sigla de Peer to Peer, de par a par, modo de intercâmbio de ficheiros entre iguais (pares)

4 ou com as respectivas modificações (licença não viral). GNU Free Documentation License, GNU Free Documentation License, licença GNU de documentação livre é a licença com a qual se liberta a documentação dos programas e os livros da FSF, e os artigos da Wikipedia O software é feito tanto para amadores como para profissionais e empresas. Geralmente, o software livre tem uma maior qualidade devido, em grande parte, ao modelo de desenvolvimento, sendo prova disto o facto que alguns destes programas de software livre são utilizados há mais de 20 anos sem alterações Existem dois tipos de software: 1.- Software privado 2.- Software li vre Software privado Este movimento foi iniciado na Califórnia, perto da Universidade de Berkeley, que era naquela época uma das mais competitivas dos EUA. Na base desta corrente surgiram novas empresas, como a APPLE, e também futuros profissionais que fariam parte de outras novas empresas. A título de exemplo, a ATARI incorporou talentos deste grupo. No início da Apple, como a aquisição dos seus computadores, eram entregues os esquemas para os poder consultar (com o Apple I e o Apple II), e inclusivamente era entregue o código assemblador dos chips e do BASIC. A partir de aqui emergiu uma empresa minúscula que desenvolveu um sistema de BASIC para o Altair 8800 denominada Microsoft que, ao contrário das demais, guardou o código original para si, tentando fazer negócio no mercado dos micro computadores. BASIC é uma linguagem de programação que foi desenvolvida originalmente como uma ferramenta de ensino, e que foi difundida entre os microcomputadores pessoais a partir da década de O Altair 8800 da MITS foi um microcomputador desenhado em 1975, baseado na CPUIntel 8080A. Era vendido como um kit através da revista Popular Electronics os desenhadores planearam vender apenas algumas centenas de exemplares para os aficionados, e ficaram surpreendidos ao vender dez vezes mais apenas no primeiro mês. Actualmente, a Altair é amplamente reconhecida com a faísca que conduziu à revolução dol computador pessoaldurante os anos seguintes: O bus de computador desenhado para a Altair converteu-se num padrão de facto conhecido como o bus S-100A primeira linguagem de programação da máquina foi o Altair INTRODUÇÃO AO SOFTWARE LIVRE Nos primeiros tempos da informática, quando os computadores ocupavam salas completas, eram vendidos como um todo: hardware e software em conjunto. O software vinha quase sempre com o seu código original, para que os programadores da instituição que o tinha adquirido o melhorassem (como o que se pretende voltar a fazer com o software livre), ou pediam alterações à empresa que o tinha vendido. Desta época, praticamente a única empresa que resta é a IBM, uma das primeiras que aderiu ao movimento de software livre e que mais dinheiro investe em desenvolvimentos de software livre. Em meados dos anos 70 começou a reduzir o tamanho dos micro processadores, foi iniciado um movimento que pretende unir os novos chips e que tenta tornar os computadores o mais pequenos e funcionais possível, enquanto partilha os seus conhecimentos com outros colegas através de boletins impressos para aficionados, incluindo esquemas, utilizações e explicações.

5 É neste momento que nasce o software privado tal como o conhecemos, software que se vende em formato binário e que está sujeito a uma licença de utilização restrita. Pouco depois, em Janeiro de 1976, Bill Gates lança uma carta aberta à revista de aficionados mais conhecida (Homebrew Computer Club Newsletter), onde recorre a uma série de argumentos, utilizados posteriormente por todas as empresas de software, para proteger os seus interesses: o software está protegido por direitos de autor, existe uma necessidade de pagar aos programadores que o desenvolvem, quem não paga pelo software é um ladrão e outros argumentos semelhantes. El Homebrew Computer Club ( (Clube dos computadores domésticos) começou a celebrar as suas reuniões em Março de Resumindo: o software privado vale-se dos direitos de autor para restringir as liberdades dos utilizadores e programadores. Para as restringir vale-se de uma licença de utilização que é um contrato entre as duas partes (empresa de desenvolvimento e utilizador); se for quebrado pode levar a um processo por incumprimento do contrato. Este movimento é relativamente novo (tem 36 anos) comparando com o modelo de software livre, que existe desde sempre (ainda que até 1984 não tenha estado organizado). O software privado é: INTRODUÇÃO AO SOFTWARE LIVRE BASIC, escrito por Bill Gatese Paul Allen,que fundariam imediatamente depois a Microsoft.

6 1. o software da Microsoft (a pesar de ter feito dois ou três pequenos projectos de software livre e recentemente ter libertado um módulo para o kernel) 2. Adobe 3. Apple (apesar de o OS X se basear em BSD e libertar os seus melhoramentos da base e colaborar no motor livre de HTML Webkit, mas não totalmente livre). Obtenha mais informação em: Wikipedia: Free Software Foundation; que explica todos os tipos e subtipos existentes 1.2 O que é o Software Livre Liberdades do software livre O software livre é um software com uma licença que nos garante determinados direitos ou liberdades, inexistentes no todo ou em parte noutros tipos de software 1. Liberdade de utilização 2. Liberdade de estudo e modificação 3. Liberdade de distribuição 4. Liberdade de melhoramento O software livre não tem nenhuma restrição para ser utilizado, ou seja, podemos instalá-lo no número de computadores que pretendermos, podemos utilizá-lo para qualquer finalidade, tanto comercial como pessoal, e não temos nenhuma limitação de utilização. É uma liberdade dirigida aos utilizadores, dando-lhes direitos que lhes são negados com o software privado. Citamos a definição da FSF para este direito: A liberdade de executar o programa significa a liberdade para qualquer tipo de pessoa ou organização de utilizar em qualquer tipo de sistema informático, para qualquer tipo de trabalho e finalidade, sem estar obrigado a comunicar ao seu programador ou a alguma outra entidade específica. Nesta liberdade, a finalidade dos utilizadores é o que importa, enão a finalidade dos programadores. Como utilizador, é livre de executar um programa para a sua finalidade; e se o distribuir a outra pessoa, também é livre de o executar para as suas finalidades, mas não tem o direito de lhe impor as suas próprias finalidades. b) Liberdade de estudo e modificação A liberdade de estudo e modificação implica que qualquer pessoa pode estudar o código original de um programa de software livre, melhorando, criar patches, acrescentar updates, etc. É uma liberdade dirigida aos programadores, dando-lhes direitos que lhes são negados no software INTRODUÇÃO AO SOFTWARE LIVRE a) Liberdade de utilização

7 privado, já investigar o seu funcionamento. A proibição expressa e regulada na mesma licença de utilização desse software regulada pelas leis nacionais. c) Liberdade de distribuição A liberdade de distribuição estabelece que qualquer pessoa, entidade ou empresa pode distribuir o software livre de modo gratuito e lucrativo, tanto em binário como em código original, ou ambos. Citamos a FSF: "A liberdade de redistribuir cópias deve incluir os formatos binários ou executáveis do programa, bem como o código original; tanto para as versões modificadas como para as não modificadas. (É necessário distribuir os programas em formato executável para que os sistemas operativos livres possam ser instalados facilmente). É aceitável se não existir um modo de produzir um formato binário ou executável para um programa específico, dado que algumas linguagens não incorporam essa característica, deve ser possível redistribuir esses formatos se o programa tiver uma forma de o fazer". d) Liberdade de melhoramento A liberdade de melhoramento permite que qualquer um possa dispor do código original de um programa livre e acrescentar melhoramentos, implementar novas funcionalidades a um software (plug-ings ou complementos) que, ficando sem programadores, crie um novo ramo de desenvolvimento de um programa se as programações não acrescentarem os seus melhoramentos ao programa original. Projecto Mozilla. Quando a Netscape libertou o seu código original para que outros programadores continuassem a utilizá-lo e melhorá-lo Projecto GNU. Exemplo curioso: Houve um desenvolvimento do compilador ADA, dado que o exército dos EUA precisava, e licitou um contrato de três milhões de dólares para o desenvolver em GPL e deixar o melhoramento a cargo da FSF18. Página da Wikipedia onde explica: Escolas Open Source Em 1998, o software livre começou a tornar-se popular, e o Netscape19 decidiu libertar o seu navegador. Foi então que surgiram duas escolas rivais: a do software livre (liderada pela FSF, Richard Stallman20 e Debian21) e la del código abierto (liderada por la OSI y por las empresas que hacen del software libre parte de su negocio). Empresa americana criadora do Netscape Navigator, navegador antes da saída do IE: O que é o Software Livre Exemplos:

8 Fundador da FSF e do projecto GNU, criador de Emacs e GCC, considerado o pai do software livre e um dos maiores activistas deste movimento. Página na Wikipedia: Página pessoal: Distribuição de software livre mais pura, divide os programas entre livres e não livres segundo a FSF, OSI, Open System Interconnection. O modelo de referência de Interligação de Sistemas Abertos (OSI, Open System Interconnection) foi o modelo de rede descritivo criado pelaorganização Internacional para a Normalização lançado em 1984.http://pt.wikipedia.org/wiki/Modelo_OSI Criar um movimento a favor do software livre Carácter Carácter ético e político Ajudar a desenvolver modelos de negócio baseados neste tipo de software. Denominação Sistema Com o núcleo GNU/Linux operativo Criar um ambiente favorável para a criação de software livre por parte das empresas. Neutral: ajuda as empresas na adopção de software livre LINUX Mais informação detalhada em Porque o software livre é melhor que o código aberto24. Porque o «software livre» é melhor do que o «código aberto»http://www.gnu.org/philosophy/free-software-forfreedom.es.htmlchaves DO SOFTWARE LIVRE As chaves do software livre são as quatro liberdades e o modelo de desenvolvimento gerado a partir delas. 1.3 CHAVES DO SOFTWARE LIVRE O modelo "catedral": quando um desenvolvimento de software é sustentado por um grupo de pessoas especialistas seleccionadas, supostamente as melhores no seu campo. O nome refere-se a quando se construía uma catedral, e à selecção dos melhores para o fazer. Este modelo é o desenvolvimento do software clássico. O modelo "bazar": quando o desenvolvimento é sustentado de um modo aberto por um grande número de número de programadores e de utilizadores, que contribuem individualmente com o seu O que é o Software Livre Foco

9 grão de areia para criar um ecossistema. Como num bazar todos os postos são necessários para gerar o ambiente existente. O modelo "catedral" ocorre tanto no software privado como no software livre, mas omodelo "bazar" é próprio apenas do software livre. Eric S. Raymond um dos melhores programadores e hackers do mundo, em conjunto com Richard Stallman(fundador da FSF e do projecto GNU) e Linus Torvalds (criador do kernel Linux), um dos teóricos de software livre mais conhecidos e polémicos (entre outras coisas pela sua defesa radical da posse de armas nos EUA), é o criado de Jargon File (dicionário relacionado com os hackers e com a história), colaborou na criação de fetchmail (cliente de correio online de comandos), as ncurses (uma biblioteca para a criação de interfaces de utilizador em modo online de comandos sem necessidade de gráficos) e um dos que conduziu a negociação para que a Netscape libertasse o seu código antes de cair quase em ruptura devido à força do IE.. Em inglés: Em Espanhol: Modelo "catedral" Eric S. Raymond sobre o modelo catedral : "Profetizei durante anos o evangelho UNIX das ferramentas pequenas, da criação rápida de protótipos e da programação evolutiva. Mas também acreditava que existia uma determinada complexidade crítica, acima da qual seria necessário um foco mais planeado e centralizado. Pensava que o software de maior porte (sistemas operativos e ferramentas realmente poderosas, tais como Emacs) tinha de ser construído como as catedrais, ou CHAVES DO SOFTWARE LIVRE O software livre é distinto do software gratuito através da liberdade nº 3 (de distribuição), mas nem sempre é assim. Quando o software livre é muito caro, as distribuições de GNU/Linux para mainframes (computadores de grande porte do tamanho de uma sala) são um exemplo disto, podem chegar a custar euros por licença. Esta confusão é habitual, e muita gente pergunta: como vivem os programadores de software livre? Programam em empresas de software livre ou para fundações sem fins lucrativos que produzem software livre (a maioria dos projectos de software livre são criados assim).

10 seja, que devia ser cuidadosamente elaborada por génios ou pequenos grupos de mágicos trabalhando fechados, sem libertar versões beta antes do tempo".. Eric S. Raymond uno de los mejores programadores y hackers del mundo junto con Richard Stallman(fundador de la FSF y el proyecto GNU) y Linus Torvalds(creador delkernel Linux), uno de los teóricos del software libre más conocidos y polémicos(entre otras cosas por su defensa radical de la posesión de armas en los EE.UU.), es el creador del Jargon File(diccionario de argot relacionado con los hackers y su historia), colaboró en la elaboración de fetchmail (cliente de correo en línea de comandos), las ncurses (una librería para la elaboración de interfaces de usuario en modo línea de comandos sin necesidad de gráficos) y uno de los que llevó la negociación para que Netscape liberara su código antes de caer casi en la quiebra, por la pujanza de IE. En inglés: São manejados por um pequeno grupo de programadores de nível muito elevado e perfeitamente hierarquizado, que planeiam muito bem o desenvolvimento dos seus programas e que tentam não deixar nada ao acaso. Este é o modelo clássico de desenvolvimento de programas, tanto de software privado (neste caso é o único modelo possível) como de software livre.. No software livre é utilizado este modelo Emacs29 (o editor de textos desenvolvido pela FSF desde 1984 e à imagem da Raymond), GCC30 (o compilador de C do projecto GNU) e em geral a maioria de projectos da FSF. Emacs é um editor de texto com uma grande quantidade de funções, muito popular entre programadores e utilizadores técnicos CHAVES DO SOFTWARE LIVRE En castellano:

11 GNU Compiler Collection (colecção de compiladores GNU) é um conjunto de compiladorescriados pelo projecto GNU. GCC é software libre distribuído pela FSF sob licença GPL Modelo "bazar" "Liberte rápido e com frequência, delegue tudo o que possa, seja aberto até ao ponto da promiscuidade" resume o modelo "bazar".. Este é o modelo que tornou possível a explosão do software livre. O modelo "catedral" no software livre implica um desenvolvimento lento e meditado, o que é muitas vezes contraproducente com a saída comercial do software livre. 1.3 CHAVES DO SOFTWARE LIVRE Emacs, por exemplo, lançou a sua versão 20 em 1997, a 21 em 2001 e a 22 em Se compararmos com o Windows 31 (98, 2000, XP, Vista; neste mesmo período de tempo no caso de um modelo catedral de software privado), Mozilla (em 1998 libertou o código do Netscape, em 2007 Firefox lança a versão 2 tendo passado antes por 2 versões do Mozilla Suite, um modelo misto entre ambos). Microsoft Windows é uma série de sistemas operativos desenvolvidos pela Microsoft desde 1981, quando o projecto de denominava "Interface Manager "http://pt.wikipedia.org/wiki/microsoft_windows 10

12 GNU Compiler Collection (colecção de compiladores GNU) es um conjunto decompiladores criados pelo projecto GNU. GCC é software livre distribuído pelafsfsob licença GPL. O exemplo mais famoso deste modelo é o kernel de Linux, criado em 1991, actualmente com 10 milhões de linhas de código actualmente, centenas de programadores, tanto de empresas como amadores, que funciona numa grande variedade de máquinas que vão desde um móvel, um encaminhador, um reprodutor de mp3 até computadores que ocupam edifícios inteiros, em 10 anos passou de um projecto amador para tema de vigilância por parte da Microsoft em memorandos internos. 1.3 CHAVES DO SOFTWARE LIVRE Outros exemplos deste modelo são os gestores de escritório KDE e GNOME ou a aplicação de escritório OpenOffice.org. Open Office. Processador de texto36 O kernel ou núcleo do Linux pode ser definido como o coração deste sistema operativo. É o encarregado de que o software e o hardware do teu computador possam trabalhar em conjunto.. KDE é um projecto de software livre para a criação de uma ambiente de escritório e infra-estrutura de desenvolvimento para diversos sistemas operativos como o GNU/Linux, Mac OS X, Windows, etc. GNOME é um ambiente de escritório infra-estrutura de desenvolvimento para sistemas 11

13 operativos Unix e derivados Unix como GNU/Linux, BSD ou Solaris; composto inteiramente por software livre Casos de Éxito Caso 1: Navegador da Web Firefox O navegador web Firefox37 é um caso paradoxal de êxito do software livre. Verificaram que tinham perdido a guerra dos navegadores para a Microsoft e para o seu Internet Explorer38 e que precisavam de reduzir custos de desenvolvimento. Os proprietários do Netscape libertaram o código para evoluir o navegador web Firefox. Esta libertação a constituição da Fundação Mozilla39, que se ocupou do desenvolvimento e do melhoramento do código libertado pela Netscape. Uma das principais características que caracteriza o Firefox é a personalização, tanto do aspecto (graças a centenas de ecrãs denominados Pessoas42 ) como das centenas de Plug-ins. (complementos ou funcionalidades adicionais) existentes de todo o tipo: extensões para descarrega vídeos do Youtube43, clientes inscritos no Twitter44, traduções em wordreference.). Mozilla limitou-se a efectuar directrizes simples para ambos os elementos para que os desenhadores e programadores façam o seu trabalho do modo mais simples possível e para que se desenvolva um bom ecossistema em torno do navegador. Mozilla Firefox é um navegador web libre descendiente do Mozilla Application Suite, desenvolvido pela Corporación Mozilla, a Fundación Mozilla e um grande número de voluntários externos. Windows Internet Explorer (anteriormente Microsoft Internet Explorer; abreviado MSIE), conhecido normalmente como IE, é um navegador web desenvolvido pela Microsoft para o sistema operativo Microsoft Windows desde Foi o navegador web mais utilizado desde 1999, com um pico máximo de quota de utilização de 95% durante 2002 e 2003 nas suas versões 5 e 6. Essa quota de mercado diminuiu paulatinamente devido a uma competência renovada por parte de outros navegadores. A Microsoft gastou mais de 100 milhões de dólares (USD) por ano nos finais da década de 1990, com mais de pessoas a trabalhar no IE durante CHAVES DO SOFTWARE LIVRE No princípio, Mozilla era uma união de muitos elementos num só, denominado Mozilla Suite40: navegador, gestor de correio, agenda, programa de chat; posteriormente foi decidido separar cada um destes elementos para melhorar e acelerar o desenvolvimento. Desta separação nasceu o Mozilla Firefox que, de ser apenas um navegador modesto utilizado pelos nostálgicos do Netscape e amantes do software livrem passou a ser o software de vasta utilização que é actualmente.

14 El Proyecto Mozilla tem como objectivo manter a eleição e a inovação na Internet. Para o conseguir, o Projecto Mozilla produz e oferece o navegador web Firefox e o cliente de correio Thunderbird, bem como outros produtos e tecnologias, Bugzilla. Mozilla Application Suite e um navegador webe uma plataforma de desenvolvimento livre e de código abierto para a esta aplicação chamamos habitualmente navegador, embora seja bastante criticado por proibir a utilização do código Mozilla a determinados países como Cuba e Afeganistão, embora isto seja devido à antiga licença do Netscape. Por decisão da Fundação Mozilla, este pacote deixou de ser desenvolvido, sendo actualmente o seu sucessor o SeaMonkey.http://es.wikipedia.org/wiki/Mozilla_Application_Suite 1.4 Casos de Éxito Os desenhos Pessoas são temas fáceis de instalar e fáceis de utilizar que mudam a visão do seu navegador Firefox. Existem milhares de Pessoas para seleccionar e são acrescentadas mais todos os dias.. Imagem: Captura do Firefox em execução Mais informação: 13

15 Comunidade de utilizadores: YouTube é um sitio electrónico onde os utilizadores podem carregar e partilhar vídeos. Foi criado por três antigos empregados de PayPal em Fevereiro de Em Novembro de 2006 Google Inc. adquiriu por 1650 milhões de dólares,e agora opera como uma das suasfiliai. Twitter: gorjear, parlotear, trinar) é um serviço gratuito de e microblogging que permite aos seus utilizadores enviar micro-entradas baseadas em texto, denominadas "tweets", com um comprimento máximo de 140 caracteres.o envio destas mensagens pode ser efectuado tanto no site web do Twitter, como por SMS (short message service) a partir de um telefone móvel, com programas de mensajería instantánea, ou, inclusivamente, a partir de qualquer aplicação de terceiros Caso 2: Sistema Operativo Android O sistema operativo para telemóveis Android é outro caso paradoxal de êxito, de como, a partir de algo muito simples como a colaboração entre vários fabricantes de telemóveis, operadores de telefone e o Google, se cria algo que compete directamente com outro produto como o iphone em igualdade de condições, devido à rapidez dos melhoramentos no modelo de software livre. 1.4 Casos de Éxito Actualmente, existe um grande número de terminais com o SO Android e uma quantidade de aplicações nele executadas, criando um modelo de tipo "bazar".. 14

16 1.4 Casos de Éxito Logotipo de Android Dados percentuais das várias versões de Android no início de Janeiro Fonte "Android 1.0 to 2.1: What has changed?" Ligações de interesse: Android-pt (http://android-pt.com/) Operadores de telefonía y fabricantes con móviles Android: Movistar (http://www.universoandroid.com/category/movistar/) Vodafone (http://www.unandroideenvodafone.com/ ) 15

17 Orange (http://tiendamovil.orange.es/moviles-orange-android.htm) HTC (http://www.htc.com/es/) Motorola (http://www.motorola.com/consumers/es-es/glp ) Blogs de Android en castellano Androides (http://and.roid.es/) El Androide Libre (http://www.elandroidelibre.com/) Androidis (http://www.androidsis.com/) Web Google onde podemos descarregar o código original de Android e o SDK (http://developer.android.com/sdk/index.html) Android es un sistema operativo orientado a dispositivos móviles basado en una versión modificada del núcleo Linux Inicialmente fue desarrollado por Android Inc., compañía que fue comprada después por Google, y en la actualidad lo desarrollan los miembros de laopen Handset Alliance (liderada por Google). Google Inc. es la empresa propietaria de la marca Google, cuyo principal producto es elmotor de búsqueda del mismo nombre. Fue fundada el 4 de septiembre de 1998 por Larry Page y Sergey Brin (dos estudiantes de doctorado en ciencias de la computación de launiversidad de Stanford) Casos de Éxito iphone 3G S es un teléfono móvil GSM que incorpora también un ipod, una videocámara y un dispositivo móvil de acceso a Internet con correo electrónico.http://www.apple.com/es/iphone La Open Handset Alliance (Aliança para os Dispositivos Móveis Abertos) é um grupo de empresas de tecnologia móvel (software e hardware), operadoras de telefone e distribuidores que se juntaram acelerar a inovação no sector dos dispositivos móveis.http://and.roid.es/open-handset-alliance.html Caso 3: Wikipedia A enciclopédia livre Wikipedia é um caso especial, já que a partir dela surgiram vários projectos de partilha de conhecimento de forma livre utilizando os princípios de software livre adoptados pela fundação Wikimedia (Wikipedia, Wikinoticias, Wikcionario,Wikibooks, Wikiquote, Wikisource, Wikicommons, Wikispecies, Wikiversidad) e um wiki de software livre de grande qualidade (MediaWiki). 16

18 A Wikipedia baseia-se no sonho dos enciclopedistas franceses54 para criar uma enciclopédia que abrace todo o conhecimento humano, mas criada com as liberdades do software livre e com o modelo de software livre. A prova é que, em 9 anos, foi criada uma enciclopédia de grande qualidade, muito actualizada (por exemplo: as mortes aparecem no mesmo dia do falecimento53), com muitos conteúdos (pessoas ou instituições oferecem textos cujos direitos de autor caducaram ou que, segundo as suas leis, são de domínio público para que sejam carregadas na Wikipedia e nos projectos adjacentes). Enlaces: Wikipedia em espanhol: Fundação Wikimediahttp://www.wikimedia.org Artigo da revista Nature comparando a qualidade da Wikipedia e a Enciclopédia Britânica, publicação paga 1.4 Casos de Éxito O termo enciclopedista é utilizado normalmente para nomear um grupo de filósofosfranceses que colaboraram no século XVIIIna produção da Encyclopédie sob a direcção dedenis Diderot. Também se pode utilizar como termo geral para indicar as pessoas que ajudam a escrever uma enciclopedia. Nature é das mais antigas e famosas revistas científicas.. O seu primeiro número foi publicado em 4 de noviembre de 1869.A diferença é que não está especializada em nenhum campo em concreto, publicando artigos com uma grande variedade de temas, embora a sua área principal seja a biología.o ser principal concorrente é a revist Science.http://www.nature.com/ Ver 17

19 1.5 Equivalências e Compatibilidade Compatibilidade entre Office e OpenOffice.org Luis E. Vásquez defende em OpenOffice.org Vs MS Office Xp/2003 Análise de Compatibilidade57 que "Podemos afirmar claramente que a compatibilidade do MS Office com o OpenOffice.org (ficheiros criados por OOo e manipulados pelo MS Office) é ligeiramente inferior à compatibilidade do OOo com o MS Office (ficheiros criados no MS Office e manipulados pelo OOo). Sem dúvida, esta é uma valorização qualitativa simples que não nos fornece o esperado "...valor ou percentagem de compatibilidade..." que nos permita oferecer uma qualificação suficiente dessa comparação". Continuado com a análise Vásquez: As considerações anteriores são incompletas, porque para chegar a medir claramente...o nível de compatibilidade..., no caso de uma aplicação de escritório, é necessário incluir três factores adicionais de análise. Nível de complexidade, estruturação e utilização de características operacionais no documento original. Neste ponto é fundamental notar que uma folha de cálculo desenhada como um formulário ".. para a captura segura de informação contabilística e calculo automático de índices financeiros...", necessita de uma percentagem maior de compatibilidade do que uma folha de cálculo que "...simplesmente consolida numa operação de soma o volume de vendas por produto de três zonas diferentes...". Para simplificar a nossa análise são especificados três níveis de complexidade conhecidos como: Básico, intermédio e avançado. Como pode ser observado ao misturar estes dois factores, teremos nove classes diferentes (três tipos de documentos por três tipos de complexidade), às quais podemos atribuir de modo quantitativo factores ou percentagens de compatibilidade totalmente definidos. Tipo de utilizador encontrado de modo específico no ambiente real de migração, (empresa, corporação ou entidade onde o processo é efectuado) e o nível de utilização e/ou de conhecimento das várias ferramentas da aplicação de escritório. Aqui, de novo para facilitar a nossa análise, vamos criar tês classes diferentes de conhecimentos do utilizador denominadas: Básica, intermédia e avançada. Segundo o Gartner Group, "...numa empresa média, 90% do total dos utilizadores de uma aplicação de escritório só conhecem e utilizam 7% das características totais do produto..." e agrega, além disso, "...apenas 3% do total dos utilizadores utilizam de modo efectivo e eficiente as características e condições avançadas do produto...", estes valores são bastante aproximados dos encontrados nos cenários de migração reais. Se analisarmos as duas afirmações, "...ficamos com Equivalências e Compatibilidade A classe da ferramenta utilizada na criação de informação: Faz-se simplesmente utilizando as três categorias básicas de documentos de texto, folha de cálculo e apresentação. É assim evidente que a aplicação A pode ser "... mais compatível..." com a aplicação B no manuseamento de folhas de cálculo do que no manuseamento de documentos de texto.

20 metade dos 7% de utilizadores...", a que poderemos Intermédios. Para efeitos da nossa análise, assumiremos em todos os nossos cálculos uma distribuição de: 90% de utilizadores básicos, 7% de utilizadores intermédios e 3% de utilizadores avançados, também conhecidos no "jargão" como "power users". E conclui: Com base nos pressupostos anteriores podemos construir as seguintes tabelas de quantificação, estabelecendo simultaneamente que nos interessa apenas determinar o nível de compatibilidade de OpenOffice.org com o MS Office, É assumido também que um utilizador básico "cria apenas documentos básicos" embora possam chegar a utilizar documentos intermédios ou avançados, as mesmas considerações são feitas para as outras duas classes de utilizadores. Tabelas de compatibilidade entre Open Office e MS Office Em conclusão: "se observarmos as três tabelas anteriores obtemos uma compatibilidade ponderada de 95.90% nos documentos de Texto, 98.45% nas folhas de cálculo e 91.00% nas apresentações". Ver ad.pdf Compatibilidade entre Firefox e IE Tanto o Firefox como o MS Internet Explorer são agentes de utilizador, também denominados navegadores web, que têm como objectivo ser os elementos de interacção entre o utilizador e o canal web. Enquanto o primeiro nasce e é desenvolvido por uma comunidade de programadores, o segundo é feito no seio de uma empresa. O Firefox é um caso de êxito de software livre, enquanto o MS Internet Explorer é mais um produto de uma grande empresa multinacional: Microsoft. As diferenças ou a compatibilidade entre ambos os produtos apenas são visíveis, ou melhor, perceptíveis para o programador. Ou seja, a nível do utilizador não existem apenas diferenças de Utilização, manuseamento e funcionalidade de ambos os agentes de utilizador, se bem que cada Equivalências e Compatibilidade Ver ad.pdf

Universidade Federal de Goiás. Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG

Universidade Federal de Goiás. Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG Universidade Federal de Goiás Ubuntu Desktop Alexandre Ferreira de Melo CERCOMP / UFG Conpeex / 2010 Agenda Introdução Conceitos Categorias de Software História do Linux Arquitetura do Linux Ubuntu Projeto

Leia mais

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 06/10/2009 10:21 Leite Júnior

ÍNDICE. www.leitejunior.com.br 06/10/2009 10:21 Leite Júnior ÍNDICE SOFTWARE LIVRE / OPEN SOURCE...2 PROPRIEDADE INTELECTUAL...2 GRAUS DE RESTRIÇÃO EM LICENÇAS DE SOFTWARE...2 LICENÇAS DE SOFTWARE...2 OPEN SOURCE...2 SOFTWARE LIVRE...2 GNU GPL...4 GNU LGPL...4 SOFTWARE

Leia mais

Software de sistema Software aplicativo

Software de sistema Software aplicativo SOFTWARE O que é Software? Software, logicial ou programa de computador é uma sequência de instruções a serem seguidas e/ou executadas, na manipulação, redireccionamento ou modificação de um dado/informação

Leia mais

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br

Gestão em Sistemas de Informação. Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Profa.: Me. Christiane Zim Zapelini E-mail: christianezapelini@nwk.edu.br Gestão em Sistemas de Informação Aula 34 Software livre e código aberto Aula 34 2 Gestão em Sistemas

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 1 Introdução aos Sistemas Operacionais GNU/Linux. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Sistema Operacional Unidade 1 Introdução aos Sistemas Operacionais GNU/Linux. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática Sistema Operacional Unidade 1 Introdução aos Sistemas Operacionais GNU/Linux Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 INTRODUÇÃO AOS SISTEMAS OPERACIONAIS... 3 Monousuário x Multiusuário...

Leia mais

AULA 1. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS

AULA 1. Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki. PET Computação UFRGS M i n i - C u r s o d e I n t r o d u ç ã o a o G N U / L i n u x AULA 1 Bruno L. Albrecht Felipe A. Chies Lucas F. Zawacki PET Computação UFRGS Março/Abril 2008 O b j e t i v o s d o M i n i - C u r s

Leia mais

Projecto SDAC 2010. Sistema Operativo Open Source. Curso: Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos

Projecto SDAC 2010. Sistema Operativo Open Source. Curso: Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos Projecto SDAC 2010 Sistema Operativo Open Source Curso: Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos Disciplina: Sistemas Digitais e Arquitectura de Computadores Professores: Catarina Santos/Paulo Guimarães

Leia mais

Sistemas operativos unix

Sistemas operativos unix Sistemas operativos unix Escola Eça de Queirós Trabalho realizado por: Dimas Marques e-mail :dmarques@ecaredes6.net Paulo silva e-mail: psilva@ecaredes6.net Turma :S12 Ano Lectivo : 2009/2010 1-caixa mágica

Leia mais

Trabalho de TI. Elaborado por: Francisco Gonçalves João Pias

Trabalho de TI. Elaborado por: Francisco Gonçalves João Pias Trabalho de TI Elaborado por: Francisco Gonçalves João Pias índice Introdução Freeware o que é? Shareware o que é? Open source Download o que é? Upload o que é? Peer to peer Programas de download Emule

Leia mais

Curso de Linux Básico com o Linux Educacional

Curso de Linux Básico com o Linux Educacional Curso de Linux Básico com o Felipe Buarque de Queiroz felipe.buarque@gmail.com Unidade Gestora de Tecnologia da Informação - UGTI Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Alagoas - FAPEAL Maio de 2009

Leia mais

Aula 01. Introdução ao Linux

Aula 01. Introdução ao Linux Aula 01 Introdução ao Linux Introdução Objetivos aprender a usar um novo sistema aprender a usar uma nova interface Como no Windows navegar pela internet (e-mails, facebook, etc) criar pastas e arquivos

Leia mais

Introdução a Sistemas Abertos

Introdução a Sistemas Abertos Introdução a Sistemas Abertos Apresentação filipe.raulino@ifrn.edu.br Sistemas Abertos Qualquer programa de computador que pode ser usado, copiado, estudado e redistribuído inclusive com seu código fonte

Leia mais

Paulo Trezentos (Paulo.Trezentos@iscte.pt) 29/9/2005

Paulo Trezentos (Paulo.Trezentos@iscte.pt) 29/9/2005 Open-Source na Administração Pública Accenture Paulo Trezentos (Paulo.Trezentos@iscte.pt) 29/9/2005 Agenda / Terminologia / Contexto open source Modelos de desenvolvimento Estratégia Empresarial Razões

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL & SOFTWARE LIVRE

SISTEMA OPERACIONAL & SOFTWARE LIVRE Curso Técnico em Redes de Computadores Disciplina de Sistemas Operacionais Livres SISTEMA OPERACIONAL & SOFTWARE LIVRE Professora: Juliana Cristina dos Santos E-mail: professora@julianacristina.com Site:

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Tipos de Sistemas Operacionais Com o avanço dos computadores foram surgindo alguns tipos de sistemas operacionais que contribuíram para o desenvolvimento do software. Os tipos de

Leia mais

Kernel Linux. Trabalho Realizador Por: Tiago Conceição Nº 11903. Representação artística do núcleo Linux

Kernel Linux. Trabalho Realizador Por: Tiago Conceição Nº 11903. Representação artística do núcleo Linux Kernel Linux Representação artística do núcleo Linux Trabalho Realizador Por: Tiago Conceição Nº 11903 Índice Introdução...2 O que é o Kernel...3 Como surgiu...4 Para que serve...5 Versões...6 Versões

Leia mais

A história dos sistemas operacionais

A história dos sistemas operacionais A história dos sistemas operacionais Atualmente, os sistemas operacionais (SO) estão cada vez mais fáceis de usar, possuindo interfaces muito simples e bonitas. Contudo, todas estas funcionalidades não

Leia mais

Informática Instrumental

Informática Instrumental 1º PERÍODO.: GRADUAÇÃO EM REDES DE COMPUTADORES :. Madson Santos madsonsantos@gmail.com 2 Unidade I Unidade I Software 3 Software o é uma sentença escrita em uma linguagem de computador, para a qual existe

Leia mais

Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta

Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta Sistemas Operacionais de Arquitetura Aberta Dailson Fernandes www.dailson.com.br contato@dailson.com.br Facebook: dailson.fernandes Twitter: @dailson_ Habilidades Instalar o sistema operacional; Instalar

Leia mais

LINUX. Lapro I Profa. Fernanda Denardin Walker. - Aula 2 - Material adaptado de: Isabel Mansour, Marcia Moraes e Silvia Moraes SISTEMA OPERACIONAL

LINUX. Lapro I Profa. Fernanda Denardin Walker. - Aula 2 - Material adaptado de: Isabel Mansour, Marcia Moraes e Silvia Moraes SISTEMA OPERACIONAL LINUX Lapro I Profa. Fernanda Denardin Walker - Aula 2 - Material adaptado de: Isabel Mansour, Marcia Moraes e Silvia Moraes SISTEMA OPERACIONAL Para que o computador funcione e possibilite a execução

Leia mais

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário...

Indicie. 1.Introdução...1. 2.Como Surgiu...2. 3.Para que serve...3. 4.Instalação...3. 5. Oque ele permite fazer...5. 6. Primeiro Cenário... Artigo sobre Indicie 1.Introdução....1 2.Como Surgiu....2 3.Para que serve....3 4.Instalação....3 5. Oque ele permite fazer....5 6. Primeiro Cenário....6 7. Segundo Cenário....7 8. Conclusão....8 5. Referencias....9

Leia mais

16:21:50. Introdução à Informática com Software Livre

16:21:50. Introdução à Informática com Software Livre 16:21:50 Introdução à Informática com Software Livre 1 16:21:50 Hardware & Software 2 16:21:50 Hardware Hardware é a parte física de um computador, é formado pelos componentes eletrônicos, como por exemplo,

Leia mais

Manifesto Software Livre

Manifesto Software Livre Manifesto Software Livre Histórico iniciou com a elaboração de um documento denominado: " Manifesto GNU " por Richard Stallman 1.984; marco histórico do surgimento de uma nova forma de criação de Software;

Leia mais

Software Livre. Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar

Software Livre. Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar Software Livre Acesso ao código fonte Alterar o código fonte Redistribuir Utilizar como desejar Linux Licença GPL (Licença Pública Geral) Linux Licença GPL (Licença Pública Geral) - A liberdade de executar

Leia mais

Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux. Update 5. Guia da Instalação

Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux. Update 5. Guia da Instalação Acronis Backup & Recovery 10 Server para Linux Update 5 Guia da Instalação Índice 1 Antes da instalação...3 1.1 Componentes do Acronis Backup & Recovery 10... 3 1.1.1 Agente para Linux... 3 1.1.2 Consola

Leia mais

Fundamentos de Software Livre

Fundamentos de Software Livre Fundamentos de Software Livre 01 de Agosto de 2011 Augusto Vinhaes Agenda 1) Software Conceitos básicos Tipos: Software básico e aplicativos 2) Sistemas Operacionais Conceitos básicos Estrutura Alguns

Leia mais

Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula E-mail: fernando.santorsula@esamc.br

Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula E-mail: fernando.santorsula@esamc.br Disciplina: Introdução aos Sistemas Operacionais Professor: Fernando Santorsula E-mail: fernando.santorsula@esamc.br Aula 15 (Revisão prova B2): Conteúdo programático Teórica Conteúdo da Aula 12 até a

Leia mais

Noções de Software. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com)

Noções de Software. André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Software André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Software; Sistemas Operacionais: Evolução; Conceitos Básicos; Tipos; Exemplos. DEINFO/UFRPE

Leia mais

Conteúdo. Uma visão social. O que é? Dá certo? Custos. Recomendações. Apresentação Ricardo Gazoni Semiotic Systems. Software Livre Junho de 2011

Conteúdo. Uma visão social. O que é? Dá certo? Custos. Recomendações. Apresentação Ricardo Gazoni Semiotic Systems. Software Livre Junho de 2011 Conteúdo Uma visão social O que é? Dá certo? Custos Recomendações Apresentação Ricardo Gazoni Semiotic Systems Página 2 Uma visão social História da computação: o começo de tudo 1936 década de 40 Máquina

Leia mais

Guia do Sistema. =// GNU/Linux //= para o Usuário Desktop. Baseado no sistema. Slackware 11.0 / KDE 3.5. ### 4a. Edição ###

Guia do Sistema. =// GNU/Linux //= para o Usuário Desktop. Baseado no sistema. Slackware 11.0 / KDE 3.5. ### 4a. Edição ### Guia do Sistema =// GNU/Linux //= para o Usuário Desktop Baseado no sistema Slackware 11.0 / KDE 3.5 ### 4a. Edição ### Rio, 12 de Novembro de 2006. Copyright (C) 2002-2005 Ednei Pacheco de Melo. Permission

Leia mais

SOFTWARE LIVRE DISCIPLINA:

SOFTWARE LIVRE DISCIPLINA: SOFTWARE LIVRE DISCIPLINA: Introdução a Ciência da Computação DOCENTE: Ricardo Sant ana DISCENTE: Matheus Vieira e Silva 1º ANO ARQUIVOLOGIA Junho de 2006 Entendendo o que é Software Livre: Liberdade dos

Leia mais

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online

Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Wall Street Institute resolve necessidades complexas de e-mail com solução Microsoft Exchange Online Além da poupança na infra-estrutura física dos servidores e do preço das licenças, há reduções de custos

Leia mais

Publicado por brain em Sáb, 2006-03-25 19:35. :: Documentação [http://brlinux.org/linux/taxonomy/term/13]

Publicado por brain em Sáb, 2006-03-25 19:35. :: Documentação [http://brlinux.org/linux/taxonomy/term/13] O que é Linux Publicado por brain em Sáb, 2006-03-25 19:35. :: Documentação [http://brlinux.org/linux/taxonomy/term/13] por Augusto Campos Este artigo responde a diversas dúvidas comuns de novos usuários,

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 02 História do desenvolvimento de software para dispositivos móveis Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão

Agenda. Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Máquinas Virtuais Agenda Histórico Máquinas virtuais X Emuladores Vantagens & Desvantagens Vmware Quemu Xen UML Comparação entre VM's Conclusão Histórico Mainframe É um computador de grande porte, dedicado

Leia mais

Planejamento de TI usando Cenários Prospectivos: Tecnologias de Desenvolvimento de Sistemas

Planejamento de TI usando Cenários Prospectivos: Tecnologias de Desenvolvimento de Sistemas Planejamento de TI usando Cenários Prospectivos: Tecnologias de Desenvolvimento de Sistemas Sidnei da Silva 11 de julho de 2007 1 Sumário 1 Dados Fundamentais 3 2 Definição do Problema 3 2.1 Questão...............................

Leia mais

SOFTWARE LIVRE. Fábio Rodrigo Barby Informática - IFPR

SOFTWARE LIVRE. Fábio Rodrigo Barby Informática - IFPR SOFTWARE LIVRE Fábio Rodrigo Barby Informática - IFPR Software Livre x Software Proprietário Software Proprietário O que é? Copyright; Cópia é proibida; Redistribuição é proibida; Modificação é proibida;

Leia mais

OpenSUSE, é uma distribuição do sistema operacional GNU/Linux, desenvolvida pela comunidade opensuse de forma gratuita.

OpenSUSE, é uma distribuição do sistema operacional GNU/Linux, desenvolvida pela comunidade opensuse de forma gratuita. SUSE OpenSUSE, é uma distribuição do sistema operacional GNU/Linux, desenvolvida pela comunidade opensuse de forma gratuita. Após adquirir o SUSE Linux em Janeiro de 2004, a Novell, uma empresa norteamericana

Leia mais

Sistema Operacional. História Sistema Operacional 1. QI Escolas e Faculdades Apostila de Linux

Sistema Operacional. História Sistema Operacional 1. QI Escolas e Faculdades Apostila de Linux 4 Capítulo 1 Sistema Operacional É uma coleção de programas que inicializa hardwares, fornece rotinas básicas para controle de dispositivos, mantém a integridade de um sistema. Um sistema operacional de

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

26/09/2015. Windows Linux Mac OS/X IBM OS/2 Sun Solaris Google Android. MS-DOS Outros... O QUE É? SISTEMAS OPERACIONAIS

26/09/2015. Windows Linux Mac OS/X IBM OS/2 Sun Solaris Google Android. MS-DOS Outros... O QUE É? SISTEMAS OPERACIONAIS O QUE É? SISTEMAS OPERACIONAIS Um programa que vai gerenciar os recursos do seu computador, memória, processador, agenda de tarefas, segurança das transações, autenticação de usuários. Prof. André Aparecido

Leia mais

Salvando arquivos em PDF nos Sistemas Mainframes, utilizando emuladores de terminal

Salvando arquivos em PDF nos Sistemas Mainframes, utilizando emuladores de terminal DIRETORIA DE OPERAÇÕES DO GERÊNCIA DE GESTÃO DE AMBIENTES GGA Salvando arquivos em PDF nos Sistemas Mainframes, utilizando emuladores de terminal Documento Versão 1.0.1 Adaptado por Coordenação Data de

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

O que é software livre

O que é software livre O que é software livre Publicado por brain em Sáb, 2006-03-25 17:12. :: Documentação [http://brlinux.org/linux/taxonomy/term/13] por Augusto Campos Este artigo responde a diversas dúvidas comuns de novos

Leia mais

O que é o GNU/LINUX? O que e o Kernel?

O que é o GNU/LINUX? O que e o Kernel? O que é o GNU/LINUX? Muita gente confunde Linux com sistema operacional. Digamos que parcialmente não esteja errado. O Linux(núcleo, coração do sistema), ele e responsável pelo funcionamento do computador,

Leia mais

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Olá, seja bem-vindo à primeira aula do curso para desenvolvedor de Android, neste curso você irá aprender a criar aplicativos para dispositivos

Leia mais

Sistema Operativo Linux

Sistema Operativo Linux Sistema Operativo Linux Linux É um sistema operativo da família UNIX, desenvolvido colaborativamente através da internet. É um software livre ou open source, com o código fonte disponível em www.kernel.org

Leia mais

06/06/2013. O que é Software de Sistema? Sistema Operacional (SO) Tipos de Software de Sistema. Fatia de Mercado :: SO Desktop

06/06/2013. O que é Software de Sistema? Sistema Operacional (SO) Tipos de Software de Sistema. Fatia de Mercado :: SO Desktop 2 O que é Software de Sistema? SOFTWARES DE SISTEMA Introdução à Microinformática Softwares base para utilização do computador Podem ter as seguintes funções: Operar e controlar hardware Prover plataforma

Leia mais

Como é o desenvolvimento de Software?

Como é o desenvolvimento de Software? Como é o desenvolvimento de Software? Fases do Desenvolvimento Modelo Cascata Define atividades seqüenciais Outras abordagens são baseadas nesta idéia Especificação de Requisitos Projeto Implementação

Leia mais

Confrontada com o gabarito oficial e comentada. 75. A denominada licença GPL (já traduzida pra o português: Licença Pública Geral)

Confrontada com o gabarito oficial e comentada. 75. A denominada licença GPL (já traduzida pra o português: Licença Pública Geral) Prova Preambular Delegado São Paulo 2011 Módulo VI - Informática Confrontada com o gabarito oficial e comentada 75. A denominada licença GPL (já traduzida pra o português: Licença Pública Geral) a) Garante

Leia mais

Conteúdo SOFTWARE LIVRE. Terminologia. Histórico de Software Livre. Terminologia: Software livre. Terminologia: Software livre

Conteúdo SOFTWARE LIVRE. Terminologia. Histórico de Software Livre. Terminologia: Software livre. Terminologia: Software livre Conteúdo SOFTWARE LIVRE SCE 186 - Engenharia de Software Profs. José Carlos Maldonado e Elisa Yumi Nakagawa 2 o semestre de 2002 Histórico de Software Livre Terminologia Fases do Licença de Software Livre

Leia mais

Instalar o Projeto Colibri RCP 7.0.2 no Ubuntu 12.04

Instalar o Projeto Colibri RCP 7.0.2 no Ubuntu 12.04 Instalar o Projeto Colibri RCP 7.0.2 no Ubuntu 12.04 O Sistema Operativo Linux, embora com uma baixíssima quota de mercado, quando comparado com Windows e OS X, no que refere a computadores pessoais, e

Leia mais

INSS. Prof. Rafael Araújo. Informática. software assim licenciado. A esta versão de copyright, dá-se o nome de copyleft.

INSS. Prof. Rafael Araújo. Informática. software assim licenciado. A esta versão de copyright, dá-se o nome de copyleft. SOFTWARE LIVRE Software Livre é todo programa de computador que pode ser usado, copiado, estudado, modificado e redistribuído sem nenhuma restrição. O software livre tem seu modelo de desenvolvimento baseado

Leia mais

PREPARATÓRIO RIO PARA CAIXA ECONÔMICA

PREPARATÓRIO RIO PARA CAIXA ECONÔMICA PREPARATÓRIO RIO PARA CAIXA ECONÔMICA O que é Software Livre? Software Livre (Free Software) é o software disponível com a permissão para qualquer um usá-lo, copiá-lo, e distribuí-lo, seja na sua forma

Leia mais

Tema 1 Introdução a Linux. Pablo Gamallo Otero http://gramatica.usc.es/~gamallo/

Tema 1 Introdução a Linux. Pablo Gamallo Otero http://gramatica.usc.es/~gamallo/ Tema 1 Introdução a Linux Pablo Gamallo Otero http://gramatica.usc.es/~gamallo/ PLANO Software livre Alguns comandos do shell de GNU/LINUX Bibliografia Jordi Mas i Hernández (2007), Software Libre, Biblos,

Leia mais

software livre: a tecnologia que liberta!

software livre: a tecnologia que liberta! software livre: a tecnologia que liberta! conteúdo original de www.cachorrosurtado.blogspot.com www.escolaep.blogspot.com copyleft 2010 (((SLIDE 01))) RELEMBRANDO O CONCEITO DE SOFTWARE SOFTWARE é o mesmo

Leia mais

Instituto Politécnico de Beja. Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Licenciatura em Engenharia Informática. Relatório de Portfólio.

Instituto Politécnico de Beja. Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Licenciatura em Engenharia Informática. Relatório de Portfólio. Instituto Politécnico de Beja Escola Superior de Tecnologia e Gestão Licenciatura em Engenharia Informática Relatório de Portfólio GNU / Linux Nº 3113 Beja 2007 1 Índice Índice... 2 Resumo... 3 A Actividade...

Leia mais

GNU/LINUX: A OBRA-PRIMA DA COLABORATIVIDADE

GNU/LINUX: A OBRA-PRIMA DA COLABORATIVIDADE GNU/LINUX: A OBRA-PRIMA DA COLABORATIVIDADE Felipe Peixoto Araujo, Izabela Karennina Travizani Maffra, Laura Rolla Antuña, Tatiana Schmidt Gonçalves Universidade Federal de Minas Gerais, Departamento de

Leia mais

Curso Introdução ao Linux. Desmistificando o Software Livre. Nícholas André - www.iotecnologia.com.br - nicholas@iotecnologia.com.

Curso Introdução ao Linux. Desmistificando o Software Livre. Nícholas André - www.iotecnologia.com.br - nicholas@iotecnologia.com. Curso Introdução ao Linux Desmistificando o Software Livre Nícholas André - www.iotecnologia.com.br - nicholas@iotecnologia.com.br Índice 1 O que é Software Livre? 2 A história por trás do Software Livre.

Leia mais

Administração de Sistemas Livres. Prof. Lais Farias Alves

Administração de Sistemas Livres. Prof. Lais Farias Alves Administração de Sistemas Livres Prof. Lais Farias Alves Administração de Sistemas Livres Software e Suas Licenças O que é um Software Livre? Software Livre x Software Proprietário Software e Suas Licenças

Leia mais

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada à Educação

Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada à Educação Pós-graduação Lato Sensu em Informática Aplicada à Educação Software Livre e Educação Prof. Tiago Eugenio de Melo, MSc tiagodemelo@gmail.com 1 Sumário Introdução ao Software Livre Licenciamento de software

Leia mais

TABELA 3.1 Requisitos do Windows Server 2008 Standard

TABELA 3.1 Requisitos do Windows Server 2008 Standard 3 3INSTALAÇÃO DE UM SERVIDOR 2008 Feita a apresentação das funcionalidades do Windows Server 2008, eis que chega a hora mais desejada: a da implementação do nosso servidor. No entanto não é de todo recomendável

Leia mais

Parceiro Oficial de Soluções Zimbra no Brasil

Parceiro Oficial de Soluções Zimbra no Brasil Apresentação A Vantage TI conta uma estrutura completa para atender empresas de todos os segmentos e portes, nacionais e internacionais. Nossos profissionais dedicam-se ao desenvolvimento e criação de

Leia mais

Informática Básica: aplicativos de escritório Aula 2 Instrutores: Arisneuza Gonçalves Isail Araújo Danilo Azevedo

Informática Básica: aplicativos de escritório Aula 2 Instrutores: Arisneuza Gonçalves Isail Araújo Danilo Azevedo Informática Básica: aplicativos de escritório Aula 2 Instrutores: Arisneuza Gonçalves Isail Araújo Danilo Azevedo História do Linux 1987 S.O Minix Andrew S. Tanembaum 1960 Multics Unics - Unix S.O Ken

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 2ª edição: Março de 2006 ISBN: 989-615-024-9 Depósito legal: 240.

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 2ª edição: Março de 2006 ISBN: 989-615-024-9 Depósito legal: 240. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Windows XP SP2, 2ª edição Colecção:

Leia mais

Afinal o que é HTML?

Afinal o que é HTML? Aluno : Jakson Nunes Tavares Gestão e tecnologia da informacão Afinal o que é HTML? HTML é a sigla de HyperText Markup Language, expressão inglesa que significa "Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste

Leia mais

Infraestrutura com Linux

Infraestrutura com Linux Infraestrutura com Linux Infraestrutura com Linux A aula de hoje no Tecnojovem (10 min) O que é o Linux? (45min, com dinâmica) Bons motivos pra escolher o Linux (20 min) Posso ganhar dinheiro com o Linux?

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Plataformas Sistemas Operacionais e Desenvolvimento) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

GNU/Linux - Conhecimento e Oportunidades. Agenda Currículo Objetivo GNU/Linux. Free Software e Open Source

GNU/Linux - Conhecimento e Oportunidades. Agenda Currículo Objetivo GNU/Linux. Free Software e Open Source AS2MWPC Agenda Currículo Objetivo GNU/Linux Free Software e Open Source AS2MWPC Agenda (continuação) Estudo de Casos Instituto Dom Bosco AS2MWPC / Projeto Incubadora da FATEC-SP Agregando conhecimento

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS

SISTEMAS OPERACIONAIS Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Engenharia Ambiental Prof.: Maico Petry SISTEMAS OPERACIONAIS DISCIPLINA: Informática Aplicada DEFINIÇÃO É um programa de controle do computador. O

Leia mais

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Tipos de Software (Básico) Tipos de Software. Curso Conexão Noções de Informática

16/09/2012. Agenda. Introdução. Introdução. Tipos de Software (Básico) Tipos de Software. Curso Conexão Noções de Informática Curso Conexão Noções de Informática Aula 2 Arquitetura de Computadores (Software) Agenda Introdução; Tipos de Software; Básico; Aplicativo; Livre; Proprietário. Pirataria de Software; Demos, Freewares

Leia mais

Que software livre para a Administração Pública?

Que software livre para a Administração Pública? Que software livre para a Administração Pública? Lisboa, 07/11/2007 Vantagens práticas na utilização do software livre -Podem ser lançados projectos piloto com custos reduzidos e que permitem avaliar a

Leia mais

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI

Apresentação do MOODLE. Educação do século XXI Apresentação do MOODLE Educação do século XXI Software social e e-learning Talvez seja o momento de fazer algo nas suas disciplinas! O que pretende do seu sistema de aprendizagem on-line? Fácil criação

Leia mais

KDE. Leandro da silva leandrosilva.hair@gmail.com João batista joao13m@yahoo.com.br

KDE. Leandro da silva leandrosilva.hair@gmail.com João batista joao13m@yahoo.com.br KDE Leandro da silva leandrosilva.hair@gmail.com João batista joao13m@yahoo.com.br RESUMO Este Artigos vamos mostrar como funciona o KDE e contar um pouco sua historia, mostrando cada detalhe de onde ele

Leia mais

O Software Livre em Portugal

O Software Livre em Portugal O Software Livre em Portugal Jaime E. Villate Faculdade de Engenharia da Univ. do Porto villate@gnu.org ISEP, 2 de Dezembro de 2002 Software Software, um conceito totalmente desconhecido pelos cientistas

Leia mais

Oficina de ferramentas de Gerência para Redes em Linux. Prof. Jefferson Santiago

Oficina de ferramentas de Gerência para Redes em Linux. Prof. Jefferson Santiago Oficina de ferramentas de Gerência para Redes em Linux Prof. Jefferson Santiago Apresentação Qual seu nome? Já possui experiência na área? Questionário avaliativo Acesse: http://goo.gl/forms/4rfaomufim

Leia mais

Sistema Operacional LINUX

Sistema Operacional LINUX SISTEMA OPERACIONAL Sistema Operacional LINUX Para que o computador funcione e possibilite a execução de programas é necessária a existência de um sistema operacional. O sistema operacional é uma camada

Leia mais

Tema da Semana Office 2010

Tema da Semana Office 2010 Tema da Semana Office 2010 Para quando o Office 2010? Segundo o Neowin, a Microsoft vai lançar a versão definitiva do Office 2010 em Junho do presente ano. Inicialmente o pacote Office vai suportar o sistema

Leia mais

Google Apps para o Office 365 para empresas

Google Apps para o Office 365 para empresas Google Apps para o Office 365 para empresas Mude O Office 365 para empresas tem um aspeto diferente do Google Apps, por isso, ao iniciar sessão, obterá esta vista para começar. Após as primeiras semanas,

Leia mais

2009/2010. Guia de Apoio para a utilização do portátil Magalhães

2009/2010. Guia de Apoio para a utilização do portátil Magalhães 2009/2010 Guia de Apoio para a utilização do portátil Magalhães Apresentação O portátil Magalhães constitui um novo desafio para Alunos, Pais, Professores e Educadores que vêem agora a oportunidade de

Leia mais

Software livre em ambiente corporativo

Software livre em ambiente corporativo Software livre em ambiente corporativo Cleuton Sampaio Cleuton Sampaio Número: 1/45 $ whoami Cleuton Sampaio, M.Sc., PMP, SCEA Cleuton.sampaio@gmail.com Número: 2/45 $ whoami Participante e desenvolvedor

Leia mais

ICE INSTITUTO CUIABADO DE EDUCAÇÃO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 4º SEMESTRE RECURSOS HUMANOS CARLOS EDUARDO JULIANI

ICE INSTITUTO CUIABADO DE EDUCAÇÃO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 4º SEMESTRE RECURSOS HUMANOS CARLOS EDUARDO JULIANI ICE INSTITUTO CUIABADO DE EDUCAÇÃO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 4º SEMESTRE RECURSOS HUMANOS CARLOS EDUARDO JULIANI SOFTWARE LIVRE E SOFTWARE PROPRIETARIO Software Livre. O software livre foi desenvolvido,

Leia mais

O QUE É O ZIMBRA? CONFIGURAÇÃO, IMPLANTAÇÃO E SUPORTE

O QUE É O ZIMBRA? CONFIGURAÇÃO, IMPLANTAÇÃO E SUPORTE O QUE É O ZIMBRA? Zimbra é uma solução corporativa de e-mail, calendário e colaboração criado para a nuvem. Com uma interface web totalmente redesenhada, o Zimbra oferece, atualmente, a experiência com

Leia mais

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação

A versão básica disponibiliza a informação criada no Microsoft Navision em unidades de informação O Business Analytics for Microsoft Business Solutions Navision ajuda-o a ter maior controlo do seu negócio, tomar rapidamente melhores decisões e equipar os seus funcionários para que estes possam contribuir

Leia mais

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores

Objetivos do Curso. Organização do Curso. Apresentação do Curso. Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores 1 Pós Graduação em Projeto e Gerencia de Redes de Computadores Sistemas Operacionais de Redes I - Linux Prof.: Nelson Monnerat Apresentação do Curso 1 Objetivos do Curso Sistema Operacional Unix/Linux;

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

FAT32 ou NTFS, qual o melhor?

FAT32 ou NTFS, qual o melhor? FAT32 ou NTFS, qual o melhor? Entenda quais as principais diferenças entre eles e qual a melhor escolha O que é um sistema de arquivos? O conceito mais importante sobre este assunto, sem sombra de dúvidas,

Leia mais

O que é software livre

O que é software livre CAMPOS, Augusto. O que é software livre. BR-Linux. Florianópolis, março de 2006. Disponível em . Consultado em 16 de Dezembro de 2008. O que é software livre

Leia mais

Administração de Sistemas Operacionais de Rede Linux. Prof. Michel Moron Munhoz michel.moron@aes.edu.br

Administração de Sistemas Operacionais de Rede Linux. Prof. Michel Moron Munhoz michel.moron@aes.edu.br Administração de Sistemas Operacionais de Rede Linux Prof. Michel Moron Munhoz michel.moron@aes.edu.br Conteúdo da disciplina (1 de 2) Visão Geral (multitarefa, mono-tarefa, memória virtual, ambiente gráfico

Leia mais

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves

Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves Everson Scherrer Borges João Paulo de Brito Gonçalves 1 Introdução ao Linux e Instalação do Ubuntu Linux História Em 1973, um pesquisador da Bell Labs, Dennis Ritchie, reescreveu todo o sistema Unix numa

Leia mais

Alfresco Content Management

Alfresco Content Management Alfresco Content Management Alfresco é um sistema ECM (Enterprise Content Management) também conhecido como GED (Gestão Eletrônica de Documentos) em nosso mercado de porte corporativo para atender a empresas

Leia mais

Gestão de Conteúdo de Websites

Gestão de Conteúdo de Websites Gestão de Conteúdo de Websites Sandra Regina da Luz, diretora da DS Consultoria, PhD em administração de empresas pela Flórida Christian University (EUA), Mestre em Administração de Empresas pela USP O

Leia mais

A Nova Comunidade EU.IPP Google Apps for Education IGoogle, Google Mail, Talk, Calendar, Docs e Sites

A Nova Comunidade EU.IPP Google Apps for Education IGoogle, Google Mail, Talk, Calendar, Docs e Sites Ciclo de Workshops Departamento de Informática A Nova Comunidade EU.IPP Google Apps for Education IGoogle, Google Mail, Talk, Calendar, Docs e Sites 16 de Dezembro - ESEIG Ricardo Queirós (ESEIG) e Paulo

Leia mais

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Sistemas Operacionais (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definições 2. Classificações 3. CPU 4. Memória 5. Utilitários O que se

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 393/XI/1.ª UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE LIVRE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

PROJECTO DE LEI N.º 393/XI/1.ª UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE LIVRE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Grupo Parlamentar PROJECTO DE LEI N.º 393/XI/1.ª UTILIZAÇÃO DE SOFTWARE LIVRE NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Exposição de motivos Os sistemas informáticos assumem-se como pilares de muitas das actividades na

Leia mais

Esta apresentação foi desenvolvida usando a ferramenta BrOffice.org Impress e atualizada pela ferramenta LibreOffice Impress no ano de 2013;

Esta apresentação foi desenvolvida usando a ferramenta BrOffice.org Impress e atualizada pela ferramenta LibreOffice Impress no ano de 2013; 1 Considerações : Esta apresentação foi desenvolvida usando a ferramenta BrOffice.org Impress e atualizada pela ferramenta LibreOffice Impress no ano de 2013; Uma boa parte das imagens usadas estão em

Leia mais

Lexmark Print Management

Lexmark Print Management Lexmark Print Management O Lexmark Print Management permite-lhe optimizar a impressão em rede e criar uma vantagem informativa com uma solução que pode ser implementada localmente ou através da nuvem.

Leia mais