PORTAL QUEM CONSERTA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTAL QUEM CONSERTA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA - UFSC CENTRO TECNOLÓGICO CTC CURSO BACHARELADO EM CIÊNCIAS DA COMPUTAÇÃO PORTAL QUEM CONSERTA Acadêmico: Diego Teixeira De Mello Orientador: Rui César Quinhões Pinto Coorientador: Edvardo Bonfim Rodrigues Jr. Florianópolis

2 LISTA DE FIGURAS Figura 1 Evolução do Número de Usuários Figura 2 Home do Portal Figura 3 Cadastro do Profissional Figura 4 Confirmação de Cadastro do Profissional Figura 5 Cadastro do Usuário Figura 6 Confirmação do Cadastro do Usuário Figura 6 Busca de Serviço Figura 7 Busca de Serviço Figura 8 Resultado da Busca de Serviço Figura 9 Dados do Profissional Figura 10 Contratação do Profissional Figura 11 Profissional Contratado Figura 12 Ranking dos Profissionais 2

3 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO APRESENTAÇÃO OBJETIVOS Objetivos Gerais Objetivos Específicos JUSTIFICATIVA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO INTERNET E WEB INTERNET WEB SERVIÇO A CLIENTES APRESENTAÇÃO DAS TECNOLOGIAS PARA WEB PHP ASP JSP APRESENTAÇÃO DE BANCO DE DADOS MYSQL ACESSS O FUTURO NO DESENVOLVIMENTO NA WEB E-COMMERCE E-BUSINESS APLICAÇÃO PRÁTICA APRESENTAÇÃO PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO ESTRUTURA DE APLICAÇÃO Módulo 1 Entrada de dados Módulo 2 Agendamento dos serviços Módulo 3 Módulo de consulta

4 6.3.4 Módulo 4 Módulo avaliação de serviço CONCLUSÃO REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

5 1 INTRODUÇÃO 1.1 APRESENTAÇÃO Este projeto visa aplicar os conhecimentos teóricos adquiridos durante todo curso em um trabalho prático que possa não apenas aprimorar as habilidades técnicas e buscar novos conhecimentos, mas também dar a oportunidade à sociedade de ter um portal prestador de serviço on-line qualificado e rápido. O maior interesse do portal Quem Conserta é a aproximação dos profissionais executores dos serviços com o público consumidor, da qual irá a busca destes profissionais através de pesquisas, nas páginas do portal, utilizando imagens e recursos gráficos e selecionando-os de dentro de cada grupo de especialização (eletricista, mecânico, bombeiro hidráulico, etc...). O consumidor terá uma ajuda muito importante no processo de seleção destes profissionais, através da utilização do sistema de ranking que será explicado mais tarde. Com isto o consumidor consegue o que deseja com agilidade e eficiência com o melhor custo e benefício. O serviço do portal não para por aí. Para se criar o sistema de ranqueamento, é necessário que após cada realização de serviço necessitado por um consumidor qualquer, este, deverá retornar ao portal e preencher um questionário de avaliação de serviço (opcional) que foi denominado como RAS Relatório de Avaliação de Serviço, que serão os dados necessários para se criar à média de pontuação nos itens de qualidade, custo e benefício deste profissional executor. O portal propõe também um link com o site do PROCON, para que a pessoa já seja informada da situação do profissional/empresa nessa área onde aportam milhares de reclamações. 5

6 Quanto ao prestador de serviço, ele deve oferecer diferenciais e mostrar o site como um cartão de visitas eletrônico, extremamente criativo e objetivo na sua proposta, de tal maneira que a pessoa tenha interesse em fazer o contato pessoal. 6

7 1.2 OBJETIVOS Objetivo Geral O objetivo do projeto é oferecer à sociedade a oportunidade de contratação de profissionais liberais e autônomos on-line, seja ele qual for, de forma fácil, confiável e rápido. Pedreiro, carpinteiro, mecânico, eletricista, entre outros Objetivos Específicos Facilitar a vida das pessoas no sentido de que elas possam administrá-la melhor; Fazer um link entre o profissional e o cliente; Dar a oportunidade ao profissional de ter um cartão de visitas virtual; Dar a possibilidade às pessoas de contratarem profissionais liberais e autônomos on-line; Oferecer uma grande quantidade de profissionais liberais e autônomos; Dar dicas diárias sobre as profissões. 7

8 1.3 JUSTIFICATIVA Hoje em dia procura-se cada vez mais agilidade, qualidade e menos preocupação possível em qualquer que seja a atividade. A idéia de colocar no ar o Portal Quem Conserta também não foge desse pensamento. O portal oferece ao usuário a possibilidade de contratar serviços pela Internet, pois possui uma base de dados de profissionais liberais e autônomos de diversas categorias. Um dos objetivos do site é proporcionar um serviço on-line ao usuário da Internet, de forma rápida, objetiva, dinâmica e com uma interface simples e fácil, para que o cliente perca menos tempo possível na contratação. A política de segurança é um ponto de alta importância no portal, o cliente terá a oportunidade de se conectar com o Procon-SC, através de um link para seu site, e verificar se o profissional a ser contratado tem algum tipo de pendência com o mesmo. Os investimentos iniciais para o projeto são baseados na compra de alguns equipamentos como: um computador, uma máquina digital e um acesso rápido a Internet. Além disso, será necessário um provedor. Tornar-se-á necessário uma maior aplicação de recursos para a divulgação do portal através da mídia de publicidade, como folders, panfletos, outdoors, propagandas em rádio e tv. 8

9 1.4 ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO Este trabalho tem como objetivo principal o desenvolvimento de um portal prestador de serviços, dando a oportunidade de o usuário da Internet ter a possibilidade de contratar profissionais liberais e autônomos on-line. A pesquisa foi desenvolvida tendo como base principal o acesso a sites das tecnologias para Web e sites prestadores de serviços, assim como livros e trabalhos de conclusão de curso. O trabalho está estruturado em seis capítulos como segue: No capítulo Introdução, procura-se conceituar o trabalho, através de uma apresentação geral de seus objetivos e suas características. No capítulo Internet e Web, procura-se conceituar sobre Internet e Web. Fala-se sobre suas histórias, crescimento e importância nos dias de hoje. No capítulo Apresentação das tecnologias para Web, procura-se conceituar e apresentar algumas ferramentas, tais como PHP, ASP e JSP (Java Server Pages). No capítulo Apresentação de bancos de dados para ambiente Web, procura-se conceituar e apresentar alguns bancos de dados para ambiente Web, MySQL, Cold Fusion e Oracle. No capítulo O futuro do desenvolvimento da Web, procura-se mostrar as novas tecnologias de desenvolvimento que estão crescendo no mundo. No capítulo Aplicação prática, procura-se enriquecer e justificar esse TCC, abordando uma aplicação prática de um portal, utilizando-se as ferramentas apresentadas no texto. 9

10 Finalmente desenvolve-se análise conclusiva do TCC, apresentando algumas recomendações para futuros trabalhos no tema escolhido. 10

11 2 INTERNET E WEB 2.1 INTERNET Na era digital, onde a sociedade tem uma visão do mundo baseada na troca de informações, o homem utiliza-se de tecnologias eletrônicas, dentre elas o computador, para estabelecer uma maior agilidade na transmissão de informações e conhecimentos. A tecnologia digital está alterando a relação entre os homens e conseqüentemente mudando a maneira de negociação das empresas. Neste contexto, a Internet é uma importante ferramenta de comunicação do século XXI. De acordo Vieira (2003:08): a Internet pode ser definida como: uma rede de redes baseadas no protocolo TCP/IP. uma comunidade de pessoas que usam e desenvolvem essas redes. uma coleção de recursos que podem ser alcançados através destas redes. A Internet é uma tecnologia de ponta na área da comunicação. Ela vem reforçar outros meios de comunicação na tarefa de facilitar a vida das pessoas e das organizações. As outras tecnologias continuam importantes e indispensáveis em determinadas situações (mandar carta através de um mensageiro a um local de difícil acesso, passar um relatório reservado pelo Sedex, utilizar o telefone para falar com o médico, etc). Segundo Vieira (2003:10): A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency). Era uma rede do Departamento de Defesa norte-americano. Era o auge da Guerra Fria, e os cientistas queriam uma rede que continuasse de pé em caso de um bombardeio. Surgiu então o conceito central da Internet: é uma rede em que todos os pontos se equivalem e não há um comando central. Assim, se B deixa de funcionar, A e C continuam a 11

12 poder se comunicar. O nome Internet, propriamente dito, surgiu bem mais tarde, quando a tecnologia da ARPAnet passou a ser usada para conectar universidades e laboratórios, primeiro nos EUA e depois em outros países. A Internet, portanto, é o próprio reflexo da modernidade, do avanço científico do homem em busca de soluções para as questões emergentes da globalização, da quebra das barreiras, do mercado mundial. É uma solução tecnológica que ainda não completou, no mercado, quinze anos, mas provocou uma transformação mais rápida do que os meios e tecnologias anteriores. Usando o computador, a Internet é, portanto, filha da informática e a mais ousada delas. No Brasil, os primeiros contatos com a internet aconteceram em 1988, através de uma parceria entre a Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo com o Fermilab (Fermi National Accelerator Laboratory), um dos mais importantes centros de pesquisa científica dos Estados Unidos. Porém, foi em 1995 que a Internet conquistou território brasileiro. Segundo Vieira (2003:11): O ano de 1995 pode ser considerado o marco-zero da Internet comercial no Brasil e no mundo. Foi quando surgiram nos Estados Unidos alguns dos mais importantes nomes da Internet, como o site de busca Yahoo! e a livraria virtual Amazon.com, além dos primeiros protagonistas da Web brasileira. A Internet se apresenta como o mais avançado instrumento de comunicação, possibilitando que determinadas atividades, providências, processos e negócios sejam otimizados em tempo real (você entra no home banking e adquire um bônus para o seu celular e, imediatamente, o seu celular já está com a carga autorizada para uso). Com a sua introdução no sistema operacional brasileiro cada vez maior, percebe-se uma evolução do tipo de serviços prestados em diferentes áreas e de suas conseqüências nos hábitos da sociedade. Serviços que antes eram prestados apenas utilizando material impresso e fornecidos em delimitado espaço de tempo agora podem ser efetuados virtualmente e em tempo real, fazendo com que as pessoas se habituem a esta nova realidade. Para Vieira (2003: 16-17): Enquanto Yahoo! e Amazon.com ditavam as regras da Internet comercial na condição de pioneiros da indústria nos Estados Unidos, a 12

13 Web brasileira acompanhava com atenção o surgimento de centenas de pequenos provedores de acesso à rede. A venda de computadores pela primeira vez havia ultrapassado a de aparelhos de Tv e o consumo de linhas telefônicas aumentou gradualmente, até a explosão observada após a privatização do setor, em Os bancos e as instituições financeiras passaram a adotar a Web em suas operações, tornando-se referências internacionais em Internet banking. Jornais, revistas e demais meios de comunicação impressa também acompanharam o fenômeno de perto, inaugurando suas versões digitais a partir de então. A prova definitiva de que a Internet havia chegado realmente para valer na vida das pessoas foi a criação da declaração on-line do Imposto de Renda, pela qual a Receita Federal conseguiu praticamente eliminar o uso do papel. Hoje, nada menos que 97% das declarações são enviadas pela Web. É bom ressaltar que além de seus benefícios a Internet apresenta ainda algumas lacunas (como a questão da segurança) e as brechas de expansão de todo e qualquer tipo de informação (possibilitando que se torne quase impossível, por exemplo, controlar atividades terroristas, que se valem da facilidade do meio para expandir sigilosamente suas artimanhas políticas). Hoje, percebe-se uma consolidação da Internet comprovado através de seu crescimento no diz respeito ao acesso de usuários no Brasil e no mundo. Só no país, nos últimos 6 anos, houve um aumento de aproximadamente 6 milhões de internautas. 13

14 Figura 1 Evolução do número de usuários Este veículo de comunicação é considerado recente se comparado aos tradicionais como tv, rádio, telefone, fax, entre outros, que possibilitam a comunicação entre pessoas. Entretanto assim como estes, ele também possui pontos positivos e negativos. 14

15 2.2 WEB A World Wide Web, conhecida popularmente como Web, já no ano de 93 era comum em universidades que estudantes fizessem "páginas" com informações pessoais. O que determinou seu crescimento foi à criação de um programa chamado Mosaic, que permitia o acesso a Web num ambiente gráfico, tipo Windows. Antes do Mosaic só era possível exibir textos na Web. Segundo Bruner (1998:35-36): A analogia mais popular para desenvolvimento da Web é o desenvolvimento da primeira televisão. Se este for o caso, a Web não está mais na década de 50. Ela já está quase no final da década de 60 graças aos anos da Web similar aos anos de vida do cão. O que parece um ano na maturidade da Web é na verdade somente dois meses. O explosivo crescimento de novos usuários segue o mesmo passo. De acordo com os dados compilados por Morgan Stanley, o rádio levou 38 anos para atingir um público de 50 milhões de lares. A televisão levou 13 anos para atingir o mesmo número. A Tv a cabo, desde o lançamento da HBO em 1976, levou 10 anos. A Web atingiu este patamar em 4. Somente 4 anos entre 1993, quando Marc Andreesen, então com 23 anos gravou o primeiro navegador gráfico da Web, um Mosaic, (...). A "antiga" Internet, antes da Web, exigia do usuário disposição para aprender comandos em Unix (sistema operacional) bastante complicados e enfrentar um ambiente pouco amigável, unicamente em texto. A Web fez pela Internet o que o Windows fez pelo computador pessoal. Antes do advento da World Wide Web e de um bom navegador gráfico para experimenta-la, a Internet já existia a cerca de 30 anos, produzindo antigos protocolos de comunicação como correio eletrônico, transferências de arquivo, quadros de debates e tecnologias mais estranhas como, Telnet, Gopher e IRC. 15

16 Mais depois a Web tornou-se um sucesso e iniciou a revolução cultural, deixando os recursos da Rede para trás. Por fim, havia algo forçando as massas a fazer alguma coisa a mais com o computador além de processar textos seguindo a regra de apontar e clicar. (...) (Bruner, 1998:35-36). Como é um veículo de integração, é natural que suas estradas sejam preenchidas por negócios, aproximando interesses comuns. Em relação à prestação de serviços é um ramo de alta volatilidade e que ainda está atrelado a uma certa dose de confiança entre quem contrata e quem presta o serviço. Esse ramo ainda funciona com base no boca-boca, na indicação de um amigo e, portanto, a apresentação de um site tem que quebrar convenções e costumes antigos e, portanto, pode demorar um pouco a emplacar. Neste mesmo pensamento Bruner (1998:28) argumentam que nós podemos, porém, identificar um número de características que se combinam exclusivamente na Web e na Internet para oferecer tanto aos usuários como aos comerciantes benefícios incríveis de uma maneira que nenhum outro meio havia feito antes. Um site forte provavelmente explora muita, senão todas essas características. A Web constitui-se é: Interativa Pessoal Informativa Instantânea Mensurável Flexível Interconectada Econômica 16

17 2.3 SERVIÇO A CLIENTES Nos dias de hoje, um dos principais fatores para o sucesso de uma empresa é a importância que ela deve dar, no que diz respeito ao serviço oferecido ao cliente. De acordo com Seybold citado por Sterne (Seybold apud Sterne, 2001: 05) existem alguns fatores críticos para se alcançar esse sucesso: 1. Concentre-se nos clientes certos. 2. Adquira a experiência total do cliente. 3. Projete processos de negócio que causem impacto ao cliente. 4. Forneça uma visão de 360º do relacionamento com o cliente. 5. Deixe os clientes ajudarem a si mesmos. 6. Ajude os clientes a realizar seus trabalhos. 7. Ofereça serviço personalizado. 8. Estimule a comunidade. Com o serviço on-line não é diferente. Cada vez mais presente na vida das pessoas, ele está numa crescente e a tendência é que aumenta vertiginosamente nos próximos anos. Sua importância vem cada vez mais aumentando. De acordo com a Revista Information Week citado por Sterne (Information Week apud Sterne, 2001: 06-07): A revista Information Week conduziu uma pesquisa no verão 1999, perguntando a consumidores o que mais importava quando compravam um computador pessoal. Sessenta e nove por cento disseram que as experiências positivas os ajudavam a formar sua opiniões, enquanto 73% disseram que a disponibilidade e exatidão da entrega fazem a diferença. Mas 80% concordaram que o serviço e suporte eram as maiores razões para a tomada de decisão de uma compra. Então, 89% disseram que o suporte técnico on-line deveria ser uma característica padrão para todos os computadores. 17

18 Isso mostra que a Web é o lugar certo para uma empresa investir no serviço a clientes no momento. Para Sterne (2001:06): ela oferece aos clientes mais do que elas precisam: Disponibilidade 24 X 7 Profundidade ilimitada de conhecimento Habilidade de considerar clientes individualmente O que já está caracterizado, é que a satisfação do cliente está se tornando visível na Web e com o passar dos anos isso tende a ser consolidado definitivamente. 18

19 3 - TECNOLOGIAS PARA WEB 3.1 PHP PHP (Personal Home Page), é uma combinação de linguagem de programação e servidor de aplicações. Ela permite a criação de web sites dinâmicos que interagem com o usuário. Sua principal diferença em relação a outras linguagens é que seu código é executado pelo servidor e o usuário recebe apenas o HTML puro. Mas o que realmente difere o PHP das outras linguagens de programação é a sua capacidade de interagir com o mundo Web, transformando páginas estáticas em verdadeiras fontes de informação. Segundo Stoco (2000:10-12): PHP é uma linguagem que permite criar sites WEB dinâmicos, possibilitando uma interação com o usuário através de formulários, parâmetros da URL e links. A diferença de PHP com relação a linguagens semelhantes a Javascript é que o código PHP é executado no servidor, sendo enviado para o cliente apenas html puro. Desta maneira é possível interagir com bancos de dados e aplicações existentes no servidor, com a vantagem de não expor o código fonte para o cliente. Isso pode ser útil quando o programa está lidando com senhas ou qualquer tipo de informação confidencial. O que diferencia PHP de um script CGI escrito em C ou Perl é que o código PHP fica embutido no próprio HTML, enquanto no outro caso é necessário que o script CGI gere todo o código HTML, ou leia de um outro arquivo. Outra característica importante é sua variedade quanto ao suporte aos mais utilizados banco de dados, o que facilita ainda mais sua utilização. Para Stoco (2000:12-13): PHP também tem como uma das características mais importantes o suporte a um grande número de bancos de dados, como dbase, 19

20 Interbase, msql, mysql, Oracle, Sybase, PostgreSQL e vários outros. Construir uma página baseada em um banco de dados torna-se uma tarefa extremamente simples com PHP. Além disso, PHP tem suporte a outros serviços através de protocolos como IMAP, SNMP, NNTP, POP3 e, logicamente, HTTP. Ainda é possível abrir sockets e interagir com outros protocolos. A linguagem PHP surgiu em 1994 através de Rasmus Lerdorf. Mas foi em 1995 que o primeiro interpretador foi reescrito tendo suporte a msql. Em 1996 já estava sendo usado por cerca de sites pelo mundo, e a partir daí não parou de crescer. De acordo com Stoco (2000:12-13): A linguagem PHP foi concebida durante o outono de 1994 por Rasmus Lerdorf. As primeiras versões não foram disponibilizadas, tendo sido utilizadas em sua home-page apenas para que ele pudesse ter informações sobre as visitas que estavam sendo feitas. A primeira versão utilizada por outras pessoas foi disponibilizada em 1995, e ficou conhecida como Personal Home Page Tools (ferramentas para página pessoal). Era composta por um sistema bastante simples que interpretava alguns macros e alguns utilitários que rodavam por trás das home-pages: um livro de visitas, um contador e algumas outras coisas. Em meados de 1995 o interpretador foi reescrito, e ganhou o nome de PHP/FI, o FI veio de um outro pacote escrito por Rasmus que interpretava dados de formulários HTML (Form Interpreter). Ele combinou os scripts do pacote Personal Home Page Tools com o FI e adicionou suporte a msql, nascendo assim o PHP/FI, que cresceu bastante, e as pessoas passaram a contribuir com o projeto. Estima-se que em 1996 PHP/FI estava sendo usado por cerca de sites pelo mundo, e em meados de 1997 esse número subiu para mais de Nessa época houve uma mudança no desenvolvimento do PHP. Ele deixou de ser um projeto de Rasmus com contribuições de outras pessoas para ter uma equipe de desenvolvimento mais organizada. O interpretador foi reescrito por Zeev Suraski e Andi 20

21 Gutmans, e esse novo interpretador foi a base para a versão 3. Atualmente o uso do PHP4 vem crescendo numa velocidade incrível, e já está sendo desenvolvida a versão 5 do PHP. No mercado existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a Web. Sem dúvida nenhuma o PHP vem sendo utilizado por um número cada vez maior de programadores. De acordo com Stoco (2000:05): esta tecnologia possui algumas vantagens: Linguagem de script de fácil utilização e com grande poder de interatividade; Excelente velocidade de execução; Ligação nativa com diversos bancos de dados, como: MySQL, msql, SyBase, SQL Server, Oracle, Informix e qualquer outro bando de dados via ODBC. 21

22 3.2 - ASP Assim como o PHP à linguagem de programação ASP (Active Server Pages - Páginas de Servidor Ativas) são um ambiente para programação por scripts no servidor, usados para criação de sites dinâmicos. De acordo com Macoratti (2000:08): As ASP (Active Server Pages - Páginas de Servidor Ativas) são um ambiente para programação por scripts no servidor, que você pode usar para criar páginas dinâmicas, interativas e de alta performance. Como as páginas ASP, os scripts rodam no servidor e não no cliente. É o próprio servidor que transforma os scripts em HTML padrão, fazendo com que qualquer browser do mercado seja capaz de acessar um site que usa ASP. Para Macoratti (2000:09) existem alguns recursos que podem ser implementados via ASP, pode-se citar: Programação em VBScript ou JScript Acesso à banco de dados Sessões (persistência de informações no servidor) O surgimento da linguagem veio juntamente com o lançamento do Internet Information Server 3.0 que rodava no sistema operacional Windows 95 da Microsoft. De acordo com Macoratti (2000:10-12): ASP surgiu juntamente com o lançamento do Internet Information Server 3.0. Esta é uma solução Microsoft, que exige que o seu servidor precisa rodar um sistema operacional da Microsoft (Windows 95 ou NT). Os seguintes servidores suportam o uso de páginas ASP: 22

23 Microsoft Internet Information Server versão 3.0 no Windows NT Server Microsoft Peer Web Services versão 3.0 no Windows NT Workstation Microsoft Personal Web Server no Windows 95 ou Windows 98 A grande vantagem, porém, é que existe esta exigência apenas do lado do servidor. No lado do cliente, você pode utilizar qualquer browser, mesmo os que não suportam VBScript (como os da Netscape) JSP (JAVA SERVER PAGES) JSP é uma tecnologia baseada em Java que simplifica o processo de desenvolvimento de sites da web dinâmicos. Com JSP, os designers da web e programadores podem rapidamente incorporar elementos dinâmicos em páginas da web usando Java embutido e algumas tags de marcação simples. É uma linguagem bem parecida com ASP. De acordo com o site JspBrasi disponível em Acessado em 25 de maio de JSP (Java Server Pages) é uma tecnologia para desenvolvimento de aplicações WEB semelhante ao Microsoft Active Server Pages (ASP), porém tem a vantagem da portabilidade de plataforma podendo ser executado em outros Sistemas Operacionais além dos da Microsoft. Ela permite que ao desenvolvedor de sites produzir aplicações que permitam o acesso a banco de dados, o acesso a arquivos-texto, a captação de informações a partir de formulários, a captação de informações sobre o visitante e sobre o servidor, o uso de variáveis e loops entre outras coisas. Quem conhece servlets verá que o JSP não oferece nada que você não possa conseguir com os servlets puros. O JSP, entretanto, oferece a vantagem de ser facilmente codificado, facilitando assim a elaboração e manutenção de uma aplicação. Além 23

24 disso, essa tecnologia permite separar a programação lógica (parte dinâmica) da programação visual (parte estática), facilitando o desenvolvimento de aplicações mais robustas, onde programador e designer podem trabalhar no mesmo projeto, mas de forma independente. Outra característica do JSP é produzir conteúdos dinâmicos que possam ser reutilizados. Assim com outras linguagens de programação Web, o JSP possui algumas vantagens. De acordo com Lima (2002:40-42) JSP oferece diversos benefícios como um sistema para a geração de conteúdo dinâmico. Primeiramente, sendo uma tecnologia baseada em Java, ela se aproveita de todas as vantagens que a linguagem Java fornece em relação a desenvolvimento e acionamento. Como uma linguagem orientada a objetos com forte digitação, encapsulamento, tratamento de exceções e gerenciamento de memória automática, o uso de Java conduz a uma produtividade aumentada do programador e a código mais robusto. O uso de JSP não se restringe ao uso de uma plataforma de hardware, sistema operacional ou software de servidor específico. Se uma mudança em qualquer um destes componentes se tornar necessária, todas as páginas JSP e classes de Java podem ser migradas no estado quem que se encontram. Pelo fato de JSP ser neutra a fornecedores, os programadores e arquitetos de sistemas podem selecionar melhores soluções em todas as etapas de acionamento de JSP. Alem disso, pelo fato dela permitir completo acesso à plataforma de Java principal, a JSP pode se aproveitar de todas as outras APIs de Java padrão, incluindo aquelas para acesso a banco de dados compatíveis com muitas plataformas, serviços de diretórios, processamento distribuído e criptografia. Esta habilidade em alavancar uma ampla gama de fontes de dados, recursos de sistema e serviços de rede significa que a JSP é uma solução altamente flexível para a criação de aplicações baseadas na web e repleta de recursos. A própria JSP oferece diversas vantagens como um sistema para geração de conteúdo dinâmico. Dentre estas vantagens, encontra-se a 24

25 performance aperfeiçoada na CGI e um modelo de programação que enfatiza o design de aplicações centradas em componentes. Este modelo de programação permite que os programadores usem a JSP para manter uma rígida separação entre os elementos de apresentação de uma aplicação da web e sua implementação básica. Esta separação, por sua vez, facilita uma divisão do trabalho dentro da equipe de desenvolvimento da web, ao estabelecer uma interface bem definida entre o desenvolvimento da aplicação e o design da página. 25

26 4 BANCOS DE DADOS 4.1 MYSQL O MySQL é um sistema de banco de dados, extremamente rápido e versátil. Permite construir aplicações interativas e complexas, tornando-se extremamente amigável e fácil de usar em comunhão com o PHP. A administração do MySql é via Web através do sistema PHPMyadmin. Ele é aplicado principalmente em sistemas baseados em UNIX, embora haja portas para quase toda plataforma no mercado. De acordo com Prates (2000:05): o MySQL possui muitas vantagens, e algumas delas são: Número ilimitado de utilização por usuários simultâneos; Capacidade de manipulação de tabelas com mais de registros; Velocidade de execução de comandos muito rápido, sendo este um dos mais rápidos do mercado, podendo ser comparado até ao Oracle (o Oracle possui alguns recursos a mais do que o MySQL); Fácil e eficiente controle de privilégios de usuários. Todas essas vantagens de ambas as tecnologias tornam-nas, hoje em dia, uma das mais utilizadas para o desenvolvimento de páginas Web interativas, criação de e- commerce, criação de grandes portais, entre outras aplicações.. 26

27 4.2 ACCESS O Access 2003 oferece um conjunto eficiente de ferramentas que são sofisticadas o suficiente para desenvolvedores profissionais, além disso, são de fácil aprendizagem para novos usuários. De acordo com o site da Microsoft disponível em Acessado em 30 de maio de 2004, o programa de gerenciamento de banco de dados do Microsoft Office acessa e usa informações de várias fontes: Incorpore uma ampla gama de fontes de dados: o Access 2003 oferece suporte a uma variedade de formatos de dados, incluindo Extensible Markup Language (XML), OLE, Open Database Connectivity (ODBC) e Microsoft Windows SharePoint TM Services. Vincule sistemas comerciais: vincule as tabelas para que você possa acessar de uma só vez os dados de vários bancos de dados em formulários, relatórios e páginas de acesso a dados do Access Vincule as tabelas de outros bancos de dados do Access, planilhas do Microsoft Excel, ODBC, bancos de dados do Microsoft SQL Server TM, dentre outras fontes de dados. Extraia mais dos dados empresariais: incorpore os dados baseados no Microsoft SQL Server às soluções do Access. Use o Stored Procedure Designer para criar e modificar procedimentos armazenados de maneira simples no SQL Server sem a necessidade de conhecer Transact SQL. Além disso, o gerenciador reduz erros e obtenha ajuda quando necessário: Dá aos formulários uma nova aparência: o Access 2003 oferece suporte a temas do Microsoft Windows XP para dar aos formulários um design consistente. 27

Curso de PHP. FATEC - Jundiaí. Conteúdo do Curso. 40% de aula teórica 60% de aula prática. O que veremos neste semestre?

Curso de PHP. FATEC - Jundiaí. Conteúdo do Curso. 40% de aula teórica 60% de aula prática. O que veremos neste semestre? Curso de PHP FATEC - Jundiaí Conteúdo do Curso 40% de aula teórica 60% de aula prática O que veremos neste semestre? Linguagem PHP Banco de Dados - PostgreSQL PHP - Introdução ao PHP - Estrutura de um

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

Conteúdo Programático de PHP

Conteúdo Programático de PHP Conteúdo Programático de PHP 1 Por que PHP? No mercado atual existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a WEB, sendo o PHP a linguagem que mais se desenvolve, tendo

Leia mais

World Wide Web e Aplicações

World Wide Web e Aplicações World Wide Web e Aplicações Módulo H O que é a WWW Permite a criação, manipulação e recuperação de informações Padrão de fato para navegação, publicação de informações e execução de transações na Internet

Leia mais

Construindo Aplicações Web com. PHPe MySQL. André Milani. Novatec

Construindo Aplicações Web com. PHPe MySQL. André Milani. Novatec Construindo Aplicações Web com PHPe MySQL André Milani Novatec Capítulo 1 Bem-vindo ao PHP Seja bem-vindo ao PHP! O primeiro capítulo deste livro aborda como obter, instalar e configurar corretamente o

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

E-COMMERCE / LOJA VIRTUAL

E-COMMERCE / LOJA VIRTUAL 1 ÍNDICE 1. WIX SISTEMAS E O /LOJA VIRTUAL 03 1.1.1 GRANDE VARIEDADE DE LAYOUTS E PERSONALIZAÇÃO 03 1.1.2 SERVIDOR E SSL (CADEADO DE SEGURANÇA) COMPARTILHADOS 04 2. RECURSOS 05 3. NOSSOS PLANOS DE /LOJA

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto

Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP com foco nas tecnologias de software livre / código aberto UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina CTC Centro Tecnológico INE Departamento de Informática e Estatística INE5631 Projetos I Prof. Renato Cislaghi Resumo de TCC Desenvolvimento de um sistema ERP

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

Comércio Eletrônico. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho

Comércio Eletrônico. Aula 01. Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Comércio Eletrônico Aula 01 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos multimídia

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

Pequena história da Internet

Pequena história da Internet Pequena história da Internet A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency). Era uma rede

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP 2ª Edição Juliano Niederauer Novatec Copyright 2009, 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

Especificação do KAPP-PPCP

Especificação do KAPP-PPCP Especificação do KAPP-PPCP 1. ESTRUTURA DO SISTEMA... 4 1.1. Concepção... 4 2. FUNCIONALIDADE E MODO DE OPERAÇÃO... 5 3. TECNOLOGIA... 7 4. INTEGRAÇÃO E MIGRAÇÃO DE OUTROS SISTEMAS... 8 5. TELAS E RELATÓRIOS

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

Documento de Visão. Versão 2.5 Projeto SysTrack - Grupo 01

Documento de Visão. Versão 2.5 Projeto SysTrack - Grupo 01 Documento de Visão Versão 2.5 Projeto SysTrack - Grupo 01 Junho de 2011 Histórico de revisão: DATA VERSÃO DESCRIÇÃO AUTORES 19/02/2011 1.0 Versão inicial. João Ricardo, Diogo Henrique. 24/02/2011 2.0 Modificação

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS.

Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Estudo comparativo entre tecnologias Java: Applet e JWS. Clara Aben-Athar B. Fernandes¹, Carlos Alberto P. Araújo¹ 1 Centro Universitário Luterano de Santarém Comunidade Evangélica Luterana (CEULS/ULBRA)

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP

Uma poderosa ferramenta de monitoramento. Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Uma poderosa ferramenta de monitoramento Madson Santos - madson@pop-pi.rnp.br Técnico de Operação e Manutenção do PoP-PI/RNP Abril de 2008 O que é? Características Requisitos Componentes Visual O que é?

Leia mais

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Informática Carlos Viana 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA EXERCÍCIOS CARLOS VIANA 01 -Existem vários tipos de vírus de computadores, dentre

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB

Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Sincronização do Catálogo de Endereços no MDaemon 6.x com o uso do ComAgent, LDAP, MAPI e WAB Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N

Leia mais

Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites

Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites Prof.: Salustiano Rodrigues de Oliveira Email: saluorodrigues@gmail.com Site: www.profsalu.wordpress.com Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online.

Este documento provê informação atualizada, e simples de entender, para o empreendedor que precisa iniciar ou avaliar suas operações online. Os segredos dos negócios online A Internet comercial está no Brasil há menos de 14 anos. É muito pouco tempo. Nesses poucos anos ela já mudou nossas vidas de muitas maneiras. Do programa de televisão que

Leia mais

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1

Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 Nexcode Systems, todos os direitos reservados. Documento versão 15.1.1 1 1 - INTRODUÇÃO NEXCODE NOTE, também conhecido como NEXNOTE, é um conjunto de soluções de software desenvolvidas sob a plataforma

Leia mais

Sistema de E-Commerce, gerenciado por um Eis

Sistema de E-Commerce, gerenciado por um Eis Sistema de E-Commerce, gerenciado por um Eis Jordan Laus¹, Ricardo Alencar de Azambuja², Oscar Dalfovo², Paulo Roberto Dias² ¹ Curso de Ciências da Computação - Universidade Regional de Blumenau (Furb).

Leia mais

Proposta Comercial. ITS Inovação Tecnologia Soluções. Responsável Rafael Fernandes de Aquino. Cliente: Faculdade de Engenharia Civil

Proposta Comercial. ITS Inovação Tecnologia Soluções. Responsável Rafael Fernandes de Aquino. Cliente: Faculdade de Engenharia Civil Proposta Comercial ITS Inovação Tecnologia Soluções Responsável Rafael Fernandes de Aquino Cliente: Faculdade de Engenharia Civil Projeto: WebSite Institucional Contato Comercial: E-mail: rafael@its-servicos.com

Leia mais

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent DataHub v7.0 A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent é reconhecida como uma líder no segmento de soluções de middleware no domínio do tempo real. E, com a introdução

Leia mais

Violin Tours Management

Violin Tours Management vtm Violin Tours Management Violin Tours Management tm vviolin Tours Management Visão Geral Bem-vindo ao Violin Tours Management, uma aplicação completa para que você automatize canais de relacionamento,

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com. IntroduçãoàTecnologiaWeb FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb

Leia mais

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE

GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE GUIA ATS INFORMÁTICA: GESTÃO DE ESTOQUE SUMÁRIO O que é gestão de estoque...3 Primeiros passos para uma gestão de estoque eficiente...7 Como montar um estoque...12 Otimize a gestão do seu estoque...16

Leia mais

SolarWinds Kiwi Syslog Server

SolarWinds Kiwi Syslog Server SolarWinds Kiwi Syslog Server Monitoramento de syslog fácil de usar e econômico O Kiwi Syslog Server oferece aos administradores de TI o software de gerenciamento mais econômico do setor. Fácil de instalar

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA

Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Artigos Técnicos Thin Clients : aumentando o potencial dos sistemas SCADA Tarcísio Romero de Oliveira, Engenheiro de Vendas e Aplicações da Intellution/Aquarius Automação Industrial Ltda. Um diagnóstico

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 3 Internet, Browser e E-mail Professora: Cintia Caetano SURGIMENTO DA INTERNET A rede mundial de computadores, ou Internet, surgiu em plena Guerra Fria, no final da década de

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 6.1 ARQUIVOS E REGISTROS De um modo geral os dados estão organizados em arquivos. Define-se arquivo como um conjunto de informações referentes aos elementos

Leia mais

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa

1. Apresentação. 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social. 1.2. Engajamento na Iniciativa 1. Apresentação 1.1. Conexão Digital para o Desenvolvimento Social A conexão Digital para o Desenvolvimento Social é uma iniciativa que abrange uma série de atividades desenvolvidas por ONGs em colaboração

Leia mais

Ajudando as organizações a compreenderem seus negócios

Ajudando as organizações a compreenderem seus negócios Localização Inteligente Sistema de Informação Geográfica MapInfo Professional v12.5 A solução de localização inteligente de última geração - agora muito melhor, mais rápida e mais forte do que nunca! Ajudando

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09 FACULDADE CAMÕES PORTARIA 4.059 PROGRAMA DE ADAPTAÇÃO DE DISCIPLINAS AO AMBIENTE ON-LINE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL DOCENTE: ANTONIO SIEMSEN MUNHOZ, MSC. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: FEVEREIRO DE 2007. Internet,

Leia mais

Conheça Melhor a Loja Virtual ASP

Conheça Melhor a Loja Virtual ASP Proposta para Instalação da Loja Virtual Grátis no mês de junho 2011 O comércio eletrônico não é um bicho de 7 cabeças Ter sua loja virtual, agora ficou mais fácil ainda! Sem necessidade de saber programação

Leia mais

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB

Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Curso de Aprendizado Industrial Desenvolvedor WEB Disciplina: Programação Orientada a Objetos II Professor: Cheli dos S. Mendes da Costa Modelo Cliente- Servidor Modelo de Aplicação Cliente-servidor Os

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Visão Geral de Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL II

Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Visão Geral de Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL II Programação para Internet Orientada a Objetos com PHP & MySQL Visão Geral de Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL II Prof. MSc. Hugo Souza Na última aula falamos um pouco da necessidade do surgimento

Leia mais

Apache + PHP + MySQL

Apache + PHP + MySQL Apache + PHP + MySQL Fernando Lozano Consultor Independente Prof. Faculdade Metodista Bennett Webmaster da Free Software Foundation fernando@lozano.eti.br SEPAI 2001 O Que São Estes Softwares Apache: Servidor

Leia mais

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r

M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r M a n u a l d o R e c u r s o Q m o n i t o r i t i l advanced Todos os direitos reservados à Constat. Uso autorizado mediante licenciamento Qualitor Porto Alegre RS Av. Ceará, 1652 São João 90240-512

Leia mais

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1 DESAFIO Um dos maiores avanços percebidos pela área de qualidade de software foi comprovar que a qualidade de um produto final (software) é uma consequência do processo pelo qual esse software foi desenvolvido.

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO

SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO SISTEMA DE GERENCIAMENTO E CONTROLE DE DOCUMENTOS DE TCC E ESTÁGIO Marcelo Karpinski Brambila 1, Luiz Gustavo Galves Mahlmann 2 1 Acadêmico do Curso de Sistemas de Informação da ULBRA Guaíba < mkbrambila@terra.com.br

Leia mais

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Banco de Dados Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos)

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

Copyright 2008, 2013 da Novatec Editora Ltda.

Copyright 2008, 2013 da Novatec Editora Ltda. 4a Edição Novatec Copyright 2008, 2013 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial, por qualquer processo,

Leia mais

TNT Radar Manual do Usuário Versão 2.1 Fevereiro 2015.

TNT Radar Manual do Usuário Versão 2.1 Fevereiro 2015. TNT Radar Manual do Usuário Versão 2.1 Fevereiro 2015. Sumário 1 - Objetivo deste manual.... 3 2 - Bem vindo ao TNT Radar.... 4 3 - Perguntas e respostas sobre a ferramenta TNT Radar.... 5 4 - Acesso a

Leia mais

// Questões para estudo

// Questões para estudo // Questões para estudo 2 // Ferramentas Básicas de Internet e Web 2.0 1. Sobre a internet, marque a opção correta: A) A internet poder ser definida como uma rede mundial, composta por mihões e milhões

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Access 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterar o tamanho da tela ou fechar

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Revisão de PHP... 19. Capítulo 2 Melhorando o processamento de formulários... 46

Sumário. Capítulo 1 Revisão de PHP... 19. Capítulo 2 Melhorando o processamento de formulários... 46 9 Sumário O Autor... 8 Introdução... 15 Quem deve ler este livro... 15 Como este livro está organizado...16 Download do código-fonte do livro... 18 Capítulo 1 Revisão de PHP... 19 Iniciando em PHP... 19

Leia mais

BANCO DE DADOS CONTEÚDO INFORMÁTICA. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br BANCO DE DADOS SGBD TABELA CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONTEÚDO INFORMÁTICA. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br BANCO DE DADOS SGBD TABELA CONCEITOS BÁSICOS CONTEÚDO HARDWARE - 2 AULAS SISTEMA OPERACIONAL - 2 AULAS INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br APLICATIVOS OFFICE - 3 AULAS INTERNET - 1 AULA REDE - 2 AULA SEGURANÇA - 1 AULA BANCO DE

Leia mais

XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET

XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA INFORMATIZAÇÃO DAS NORMAS E PROCEDIMENTOS DE MEDIÇÃO VIA INTRANET E INTERNET Autores: OROMAR CÓRDOVA GILBERTO ALVES LOBATO COPEL Companhia Paranaense

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que é Internet? Apesar de muitas vezes ser definida como a "grande rede mundial de computadores, na verdade compreende o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam e que permitem

Leia mais

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Mercado de trabalho em TI

Prof.: Roberto Franciscatto. Capítulo 1 Mercado de trabalho em TI Introdução a Sistemas de Informação Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 1 Mercado de trabalho em TI Este que vos fala... Prof. Roberto Franciscatto Graduação: Informática Mestrado: Computação Aplicada

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Internet Internet Internet é o conglomerado de redes, em escala mundial de milhões de computadores interligados, que permite o acesso a informações e todo

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

Política de privacidade do Movimento Certo Ginástica Laboral Online Última atualização: 17 de março de 2015

Política de privacidade do Movimento Certo Ginástica Laboral Online Última atualização: 17 de março de 2015 Política de privacidade do Movimento Certo Ginástica Laboral Online Última atualização: 17 de março de 2015 Esta Política de privacidade estabelece nossas políticas e procedimentos para coletar, usar e

Leia mais

Parte 5 - Criação de cursos à distância no Modelo Fechado

Parte 5 - Criação de cursos à distância no Modelo Fechado Parte 5 - Criação de cursos à distância no Modelo Fechado Neste capítulo iremos estudar como montar um curso à distância que, embora acessível via a Internet, tenha acesso controlado. Para isto, teremos

Leia mais

Aula 1: Noção Básica e Criação de Tabelas.

Aula 1: Noção Básica e Criação de Tabelas. Aula 1: Noção Básica e Criação de Tabelas. Introdução Olá! Seja bem-vindo a apostila de Microsoft Access 2010. Access 2010 é um Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados da Microsoft, distribuído no pacote

Leia mais

Prévia Apresentação. A E-Assis atua no mercado há mais de 10 anos e conta com mais de 1.000 clientes satisfeitos com as soluções web desenvolvidas.

Prévia Apresentação. A E-Assis atua no mercado há mais de 10 anos e conta com mais de 1.000 clientes satisfeitos com as soluções web desenvolvidas. Prévia Apresentação Um pouco mais sobre a E-Assis A E-Assis atua no mercado há mais de 10 anos e conta com mais de 1.000 clientes satisfeitos com as soluções web desenvolvidas. Nosso objetivo é fazer com

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Internet A Internet é um conjunto de redes de computadores de domínio público interligadas pelo mundo inteiro, que tem

Leia mais

Guia de Consulta Rápida. PHP com XML. Juliano Niederauer. Terceira Edição. Novatec

Guia de Consulta Rápida. PHP com XML. Juliano Niederauer. Terceira Edição. Novatec Guia de Consulta Rápida PHP com XML Juliano Niederauer Terceira Edição Novatec Copyright 2002 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida

Leia mais

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com

Servidor IIS. Sorayachristiane.blogspot.com Servidor IIS Servidor IIS IIS Serviço de informação de Internet; É um servidor que permite hospedar um ou vários sites web no mesmo computador e cria uma distribuição de arquivos utilizando o protocolo

Leia mais

agility made possible

agility made possible RESUMO DA SOLUÇÃO CA SERVICE CATALOG Podemos gerenciar e fornecer os serviços necessários onde, quando e como nossos usuários precisam deles? agility made possible Com o CA Service Catalog, você pode promover

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

História e Evolução da Web. Aécio Costa

História e Evolução da Web. Aécio Costa Aécio Costa A História da Web O que estamos estudando? Período em anos que a tecnologia demorou para atingir 50 milhões de usuários 3 As dez tecnologias mais promissoras 4 A evolução da Web Web 1.0- Passado

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010. Comparativo entre Apache e IIS.

Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010. Comparativo entre Apache e IIS. Aluno: Paulo Roberto Alves de Oliveira Trabalho da disciplina Segurança em Windows 2010 Comparativo entre Apache e IIS. Apache versus IIS 1. Resumo Os programas de computador Apache, da fundação Apache

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Apresentação do produto Versão Premium 9.0 (GMPE)

Apresentação do produto Versão Premium 9.0 (GMPE) Apresentação do produto Versão Premium 9.0 (GMPE) Qual a importância que o relacionamento com os clientes tem para a sua empresa? Goldmine CRM é para as empresas que atribuem importância máxima à manutenção

Leia mais

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar

O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar O SITE DA MINHA EMPRESA por Ivan F. Cesar Muitos empresários e profissionais liberais gostariam de estar na Internet, mas, na maioria dos casos, não sabem muito bem por que e nem mesmo sabem a diferença

Leia mais

Instalando o Internet Information Services no Windows XP

Instalando o Internet Information Services no Windows XP Internet Information Services - IIS Se você migrou recentemente do Windows 95 ou 98 para o novo sitema operacional da Microsoft Windows XP, e utilizava antes o Personal Web Server, deve ter notado que

Leia mais

Aplicativo para controle de vendas e estatísticas através da Internet. Carlos Alberto Zago

Aplicativo para controle de vendas e estatísticas através da Internet. Carlos Alberto Zago Aplicativo para controle de vendas e estatísticas através da Internet Carlos Alberto Zago Roteiro Introdução Comércio Eletrônico Ferramentas Personal Web Server A Linguagem PHP MySQL Desenvolvimento do

Leia mais

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric

Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Manual de Instalação, Administração e Uso do Sistema Elétric Versão 1.0 Autores Bruna Cirqueira Mariane Dantas Milton Alves Robson Prioli Nova Odessa, 10 de Setembro de 2013 Sumário Apoio 1. Licença deste

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1

MANUAL DE OPERAÇÃO. ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL. Manual de Operação do SIMPLES 1 Manual de Operação do SIMPLES 1 MANUAL DE OPERAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO COMERCIAL ASP Consultoria e Desenvolvimento de Softwares Ltda. Manual de Operação do SIMPLES 2 A Empresa A ASP Desenvolvimento de Softwares

Leia mais

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br

Soluções em Software para Medicina Diagnóstica. www.digitalmed.com.br Soluções em Software para Medicina Diagnóstica www.digitalmed.com.br NOTA DE AGRADECIMENTO Primeiramente, agradecemos pela sua receptividade em conhecer as nossas soluções, afinal, é sempre uma imensa

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE

MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE MANUAL DO PROFESSOR MODERNO: 15 FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS PARA MELHORAR A SUA PRODUTIVIDADE SUMÁRIO >> Introdução... 3 >> Não confie em sua memória: agendas e calendários online estão a seu favor... 5 >>

Leia mais

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Regilan Meira Silva Professor de Informática do Campus Ilhéus Formação em Ciência da Computação com Especialização

Leia mais

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot

Proposta Loja Virtual. Schmitt Tricot Proposta Loja Virtual Schmitt Tricot Apresentação: Atualmente atuo no mercado de sites e lojas virtuais desde 2010, desenvolvendo novas ideias, trabalhando com agilidade, para sempre atender a todas as

Leia mais