Método pilates e seus benefícios nas alterações osteomusculares do período gestacional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Método pilates e seus benefícios nas alterações osteomusculares do período gestacional"

Transcrição

1 1 Método pilates e seus benefícios nas alterações osteomusculares do período gestacional Camila Lima Pereira¹ Dayana Priscila Maia Mejia² Pós-graduação em Ortopedia e Traumatologia com Ênfase em Terapia Manual Faculdade Ávila Resumo O presente estudo tem por objetivo caracterizar o Método Pilates e apontar seus benefícios nas alterações osteomusculares do período gestacional. O Pilates é um sistema completo de exercícios, destacando-se pela integração do corpo e mente, buscando fortalecer o corpo como um todo, melhorando a capacidade respiratória, a consciência corporal e o alívio de dores, livre de impacto e sobrecarga nas articulações. O método tem sido utilizado nas diversas disfunções por apresentar vários benefícios que visam à prevenção e redução dos riscos de lesões. Durante a gravidez, grandes alterações ocorrem no corpo da mulher, principalmente, o aumento da curvatura lombar que contribui para o deslocamento do centro de gravidade. No início do segundo trimestre, inicia-se a produção de hormônios que permitem o aumento da mobilidade nas articulações, com a consequente perda de estabilidade. Os benefícios dessa atividade iniciam-se pelo trabalho respiratório, que deve ser essencial para a gestante, pois diminui o nível de estresse, melhora a circulação sanguínea e também beneficia o bebê com a melhora da oxigenação no organismo da mulher. A técnica é ideal para as gestantes, uma vez que elas não podem ser submetidas a exercícios de alto impacto. Palavras-Chave: Pilates; Período gestacional; Benefícios. 1-Introdução As mudanças que ocorrem na gestação não são apenas hormonais e emocionais, são também posturais. À medida que se avança, as alterações em músculos, articulações e coluna vertebral também progridem. O método Pilates é um programa de exercícios que pode trazer conforto à gravidez e ao parto, com foco na estabilidade da musculatura postural e do assoalho pélvico e no fortalecimento e alongamento suave dos músculos. Melhora a concentração, a força postural, o equilíbrio, a coordenação e a qualidade dos movimentos, sem sobrecarregar as articulações. Consequentemente auxiliará a prevenir as dores lombares, ombros caídos e tensão no pescoço. O Método vai se diferenciar de outras atividades físicas e funcionar como um instrumento para o fisioterapeuta na área da reabilitação justamente por seguir uma gama de princípios, desenvolvidos pelo seu criador, Joseph Pilates. Por se tratar de uma atividade que não impõe desgaste articular, vai atuar na prevenção e no tratamento das possíveis alterações osteomusculares decorrentes da gestação. O objetivo do presente trabalho foi identificar, através de uma revisão bibliográfica, a atuação e os benefícios do Método Pilates nas alterações osteomusculares no período gestacional, de forma a contribuir para seu uso na prevenção e reabilitação. ¹ Pós-graduanda em Ortopedia e Traumatologia com Ênfase em Terapia Manual ² Orientadora, Fisioterapeuta Especialista em Metodologia do Ensino Superior, Mestranda em Bioética e Direto em Saúde

2 2 2-Método Pilates O método que leva o nome de seu criador, o alemão Joseph Hubertus Pilates, teve seu surgimento, aproximadamente, em Sendo responsável por desenvolver mais de 500 exercícios com o objetivo de proporcionar ganho de força, quietude mental e correção postural. É um sistema de treinamento onde o corpo, a mente e o sistema respiratório são trabalhados simultaneamente (RODRIGUES, 2009). Joseph teve sua infância marcada por uma frágil saúde, apresentando doenças como: asma, febre reumática e raquitismo. Por este motivo, ainda jovem se especializou em anatomia humana, fisiologia, cultura, física, mergulho, esqui e ginástica. Aos 32 anos mudou-se para a Inglaterra e trabalhou como artista de circo, lutador de boxe e treinador de autodefesa de detetives ingleses (MARCHESONI, MARTINS et al,2010). Joseph Pilates passou mais de 30 anos estudando o corpo humano. Ele argumentava a favor de seu sistema de exercícios e o disponibilizava para todos, no qual o indivíduo, por si só torna-se capaz de promover o aumento da longevidade e da prevenção de doenças degenerativas, afirmando comprovar sua eficácia nos mínimos detalhes, por experiência própria e longa prática (REYNEKE, 2009). O reconhecimento internacional do Método Pilates foi obtido na década de 80 e seu reconhecimento no campo da reabilitação na década de 90 (SILVA, MANNRICH, 2009). O Método Pilates configura-se pelo controle mais consciente possível dos músculos envolvidos na movimentação (Contrologia) e se baseia em princípios da cultura oriental, sobretudo relacionado às noções de concentração, equilíbrio, percepção, controle corporal e flexibilidade e da cultura ocidental, enfatizando força e tônus muscular (MUSCOLINO e CIPRIANI, 2004). Os exercícios que compõem o Método envolvem contrações isotônicas e, principalmente, contrações isométricas com ênfase no Power house ou Centro de força, que é composto pelos abdominais, glúteos e paravertebrais lombares, que são responsáveis pela estabilização estática e dinâmica do corpo humano. Na realização dos exercícios, a expiração é associada à contração do diafragma, do transverso abdominal, dos multífidos e dos músculos do assoalho pélvico (MANNRICH, SILVA, 2009). No entanto, para as gestantes os exercícios são adaptados conforme cada fase da gestação, inicial, intermediária e final, além do pós-parto imediato e seis semanas após (Endacott, J). Para que o método criado por Joseph Pilates atinja toda a sua eficácia, os seguintes princípios básicos devem ser rigorosamente seguidos (CAMARÃO, 2009): a) Relaxamento: Tem a função de liberar as tensões físicas e mentais e preparar o corpo para a execução correta do exercício. b) Respiração: É a integração entre corpo e mente. A cada movimento, a respiração correta permite uma maior percepção do nosso corpo. Para oxigenar o corpo, deve-se respirar de forma eficaz, inspirando pelo nariz e expirando pela boca. Expirar na fase de maior esforço facilita a execução do exercício. A expiração ativa o transverso abdominal, que deverá se manter acionado durante todo o movimento. c) Concentração: É a integração entre corpo e mente que trabalham juntos. Manter-se consciente do espaço que está ocupando e do que está fazendo em cada parte do corpo. d) Alinhamento: O alinhamento permite corrigir padrões posturais incorretos e estruturar o movimento respeitando o equilíbrio entre os ossos, músculos e articulações. Restaurando o equilíbrio com a postura correta, o corpo ganha mais mobilidade e um funcionamento mais saudável. O método restabelece e preserva a curvatura fisiológica da coluna. e) Coordenação: É a perfeita comunicação entre a mente e o corpo. A mente deve ter total controle sobre o corpo, e os dois devem trabalhar simultaneamente. A coordenação permite

3 gerar o movimento com as sinergias apropriadas. Os movimentos devem ser realizados de forma lenta e harmoniosa. f) Resistência: A força e a resistência aumentam à medida que os exercícios são executados com perfeição. Existem duas formas fundamentais para o Método Pilates o treinamento no solo e com aparelhos (STANMORE, 2009): a) Treinamento no solo: Envolve uma série de exercícios realizados deitado, sentado ou em pé. Os exercícios coordenam força e controle postural e envolvem o treinamento dos músculos do corpo todo. Eles se tornam mais desafiadores conforme a consciência, a força, a flexibilidade, a coordenação e a resistência se desenvolvem. b) Treinamento com aparelhos: A aula com aparelhos pode ser individual ou em grupos pequenos, com instruções baseadas em um programa individual com objetivos específicos. Os exercícios envolvem o uso de equipamento especializado que age contra a resistência do corpo, além da resistência oferecida pelas molas, que podem ser ajustadas para diferentes tensões. Um sistema de roldanas oferece mais opções de exercícios. Os aparelhos são descritos a seguir (DALTRO e FERNANDES, 2004): a) Reformer: O primeiro equipamento construído por Pilates. Caracteriza-se por ser em forma de cama e é composto por um carrinho deslizante e cinco molas (duas vermelhas nas extremidades, uma azul, verde e amarela no meio), barra alta e baixa podem ser utilizadas em dois níveis de alavanca, perto (mais intenso) ou mais afastado (menos intenso), dos pés da cama; cordas que são utilizadas com alças nos pés ou nas mãos; acessórios (caixa longa, meia-lua, plataforma). b) Cadeira: É um aparelho em forma de cadeira com duas molas de mesma intensidade, pedal antiderrapante e três pares de parafusos em escalas (alavancas) que favorecem o controle de carga. c) Cadillac: Possui duas barras de ferro fixas a um colchão, barra de trapézio, dois pares de alça de tornozelo e coxa ajustável, duas barras móveis uma vertical e outra horizontal, e é utilizado para os exercícios aéreos. d) Barrel: É um aparelho de degraus dispostos como em um espaldar com uma meia lua fixa á frente. e) Wall Unit: É um aparelho de ferro fixo na parede e um colchão. Contém um par de molas, alça de pés e de mãos, barra móvel, cinto de segurança e dez pares de ganchos que quanto mais alto maior a intensidade impressa no exercício. f) Combo Chair: É um equipamento semelhante a Cadeira, mas que possui pedais separados para proporcionar trabalho assimétrico simultâneo. Contém dois apoios laterais de ferro, dois pares de molas, ganchos para molas, dois pedais para movimento alternado e independente que quando fixo por um bastão se transformam em um único pedaço. Os benefícios do método Pilates para as gestantes são vários: a) Trabalho da respiração: Através dele torna-se possível a otimização de padrões respiratórios inadequados, melhorando a sensação de cansaço; a ativação de músculos do tronco e abdômen que trabalham quando respiramos profundamente; a melhora da consciência corporal que além de corrigir a postura ajuda a acalmar. b) Fortalecimento da musculatura do abdômen: além de trabalhar os músculos abdominais, superficiais, também ativa um músculo mais profundo chamado de transverso do abdômen que funciona como uma cinta. A ativação de todos esses músculos é importante durante a gravidez, pois normalmente eles se distendem trazendo desequilíbrios posturais. c) Fortalecimento do assoalho pélvico: Um assoalho pélvico fortalecido melhora a capacidade de estirar e relaxar com mais facilidade durante o parto, melhora a circulação para a região pélvica, promove a rápida recuperação e cicatrização, auxilia 3

4 4 na recuperação muscular após o parto, previne incontinência urinária por esforço, melhora a sustentação dos órgãos abdominais, previne o mau alinhamento das articulações do quadril e sacroilíacas e promove a estabilidade da musculatura postural. d) Melhora da circulação: como o Pilates é uma atividade dinâmica, ocorre uma melhora da circulação sanguínea em todo o corpo. Isso é benéfico tanto para a futura mamãe quanto para o bebê. Um dos resultados visíveis é a prevenção de câimbras e edema nas pernas. e) Otimização da postura: durante a gestação, o crescimento do útero promove um deslocamento do centro de gravidade que por sua vez conduz às alterações posturais típicas da gravidez. A projeção da coluna para frente pode trazer desconfortos musculares como a lombalgia, muito comuns em gestantes. Com a prática assídua do Pilates, os músculos responsáveis pela postura são ativados através de um trabalho de reeducação de movimento e isso ajuda a amenizar os quadros álgicos. f) Preparo para o parto: a interação entre o corpo e a mente durante a prática do método, conscientiza a gestante sobre as modificações fisiológicas e psicológicas dando um maior suporte para o parto. g) Fortalecimento dos membros superiores e inferiores: no Pilates, todo o corpo é trabalhado, assim tanto os braços quanto às pernas serão fortalecidos para ajudar a futura mamãe a ter qualidade de vida durante a espera e durante os cuidados com o bebê como carregar e amamentar. h) Atividade de baixo impacto: o método Pilates tem no seu amplo repertório exercícios com movimentos de baixo impacto articular, o que não provoca sobrecarga nas articulações das gestantes. i) Bem estar físico e mental: os exercícios do método associados com a respiração e concentração promovem um relaxamento e um bem estar físico e mental às gestantes. j) Qualidade de vida: a soma de todos os benefícios citados anteriormente possibilita uma melhora na qualidade de vida da mãe e consequentemente do bebê. O método Pilates é um programa de exercícios que pode trazer conforto à gravidez e ao parto, com foco na estabilidade da musculatura postural e do assoalho pélvico e no fortalecimento e alongamento suave dos músculos. Mulheres que nunca praticaram o Pilates não devem iniciálo na gestação; àquelas que já praticavam previamente deve iniciá-lo novamente após o terceiro mês de gravidez. Segundo Marchesoni e Martins et al, 2010, acredita-se que o Método Pilates, como atividade física regular, possa ser reconhecida como medida capaz de diminuir os níveis de riscos de diversos problemas, aumentando a capacidade funcional, e consequentemente, melhorando a qualidade de vida. Segundo Marchesoni, Martins et al, 2010, independentemente da idade, qualquer pessoa pode ser beneficiada com este Método que melhora a qualidade de vida e oferece resultados rápidos. Mas, para obter os benefícios do Pilates é preciso ser disciplinado. Esses só dependem da execução dos exercícios com fidelidade aos seus princípios.

5 5 Fonte: pilatespaco.blogspot.com Figura 1 Método Pilates 3-Alterações osteomusculares na gestante Durante a gestação a mulher sofre inúmeras alterações e adaptações no sistema osteomuscular, seu útero está em constante crescimento, sua dimensão aumenta em até cento e cinquenta vezes, seu peso em até vinte vezes, o que contribui em média com seis quilos ao ganho de peso total materno. Embora o útero não pertença ao sistema osteomuscular, o mesmo se torna responsável pelas principais mudanças estáticas e dinâmicas do corpo da gestante, que passa por algumas alterações em resposta aos hormônios, ao ganho ponderal e ao crescimento fetal, afetando a marcha, postura e o conforto da gestante (BRANDEN, LOPES et al, 2006). Neste período a mulher passa por alterações físicas e emocionais. Durante os nove meses de gestação, a futura mãe passará por mudanças hormonais, circulatórias, digestivas, metabólicas e principalmente osteomusculares, com o objetivo de se adaptar e permitir o desenvolvimento normal do feto. Portanto, para ressaltar os benefícios que o método Pilates proporciona a essas mulheres é de suma importância conhecer a fisiologia da gravidez e todas as alterações osteomusculares que a acompanham. 3.1-Influência hormonal No sistema músculo esquelético há um aumento generalizado na flexibilidade e extensão das articulações, hormonalmente mediado. Os estrógenos, progesterona e principalmente a relaxina são os responsáveis por isso. A relaxina é um hormônio peptídico produzido pelo corpo lúteo gravídico, que está relacionada à substituição gradual de colágeno em tecidos alvo, com uma forma remodelada e modificada, que tem maior extensibilidade e flexibilidade (POLDEN; M. MANTLE, 2002). Sendo um hormônio que permite o aumento do útero à medida que o feto cresce, entretanto sua ação não se restringe ao útero, e sim, age em todos os

6 6 tecidos conectivos do corpo, como ligamentos e tendões (PARADISE VALLEY COMMUNITY COLLEGE, 2005). 3.2-Hiperlassidão Ligamentar Uma importante alteração osteomuscular na gestação é a frouxidão ligamentar, devido ao aumento da liberação do hormônio estrogênio e relaxina, que altera significativamente a mobilidade estática e dinâmica das articulações (NOVAES; SHIMO et al, 2006). As mudanças na mecânica do esqueleto são devido à ação hormonal que aumenta a frouxidão ligamentar e mudanças biomecânicas que provocam modificações estruturais na estática e dinâmica do esqueleto (MARNACH et al., 2003; BIRCH et al., 2003). Os músculos abdominais e da região perineal passam a suportar mais peso, e muitos deles são solicitados em movimentos dos quais eles normalmente não participavam. Com o relaxamento dos ligamentos amolece a fibrocartilagem e aumenta o fluído da sinóvia por consequência amplia o espaço sinovial, aumentando a mobilidade articular da pelve tornandoa instável. Assim sendo, os ligamentos da pelve sofrem maior exigência e tornam-se mais um foco de dor (OCCUPATIONAL HEALTH CLINICS FOR ONTARIO WORKERS INC, 1998). A frouxidão ligamentar predispõe todas as estruturas articulares há lesões durante a gravidez e período pós-parto imediato. A qualidade tênsil do suporte ligamentar fica diminuída, desse modo, podem ocorrer lesões em mulheres que não tenham sido orientadas com respeito à proteção articular (BIM; PEREGO; PIRES-JR, 2002). 3.3-Centro de gravidade Durante a gravidez é comumente necessário para a mulher adaptar sua postura para compensar a mudança de seu centro de gravidade, e para que isso ocorra dependerá de muitos fatores, como força muscular, extensão e mobilidade articular (POLDEN; MANTLE, 2002). Em uma mulher não grávida, o centro de gravidade está localizado bem em frente à coluna vertebral, na altura dos rins. Mas na gestante, o centro de gravidade torna-se mais anterior, forçando a coluna vertebral (OCCUPATIONAL HEALTH CLINICS FOR ONTARIO WORKERS INC, 1998). Como mecanismo compensatório, a gestante começa a desorganizar sua postura, a lordose lombar passa a ser exagerada, o ventre empina, a pelve rota sobre o fêmur, evitando quedas para frente (ARTAL; WISWELL; DRINKWATER, 1999; REZENDE; MONTENEGRO, 2006). 3.4-Hiperlordose A coluna vertebral é formada por quatro curvas fisiológicas, que são: curva cervical, com sete vértebras, a dorsal com doze, a lombar com cinco, e a sacral também com cinco vértebras. O conjunto de curvas exerce entre si um fenômeno compensatório, pois as lordoses se compensam com as cifoses e vice-versa. Este fenômeno auxilia na descarga do peso corporal (VALENÇA, 2004). A alteração em uma dessas curvaturas, como ocorre na gravidez, trará mudanças na biomecânica da coluna e consequentemente dores. A curvatura lombar aumenta e a região cervicodorsal compensa, tornando-se mais acentuada com o crescimento das mamas, seu peso vai aumentando, os ombros vão adotando uma postura caída, arredondados com protrusão escapular e rotam internamente, tornando toda essa cadeia mais anteriorizada (BRANDEN, 2000; KISNER; COLBY, 2005; MANN et al.,2010). A dor na região lombar (costas) é comum durante a gravidez, ocorrendo entre 48 e 56% das gestações; geralmente ocorre entre o quinto e sétimo mês. Se a mulher possuir anteriormente à gestação patologias na coluna, o risco de dor nessa região se eleva. O mesmo ocorre com as multíparas (mais de uma gravidez) ou com a prática de serviços pesados. A dor na lombar das

7 7 gestantes ocorre quando elas ficam muito tempo na posição ortostática (em pé) ou em sedestação (sentada). Geralmente se acentua com os movimentos, e algumas têm dificuldade para deambular (caminhar), principalmente em subir escadas. (PICADA, 2005; WOMEN FITNESS, 2005). Além disso, distúrbios relacionados a alterações anatômicas de coluna vertebral podem ser causa de dor pélvica pela irradiação do suprimento de inervação local (ABRÃO, PODGAEC, 2005). A lombalgia durante a gravidez não difere significativamente da dor que ocorre em outras épocas da vida. Fonte: scienceblogs.com.br Figura 2-Alterações posturais durante a gestação 3.5-Postura e marcha O aumento do peso, massa corpórea e de suas dimensões, ocorre principalmente no terceiro trimestre, elevando a sobrecarga sobre as articulações, levando a gestante a ter um desequilíbrio articular que contribuirá também para as alterações no centro de gravidade. Esses fatores acarretam a um equilíbrio instável e alterações na biomecânica da postura da gestante, levando a um aumento do risco de quedas das mesmas (RIBAS; GUIRRO, 2007; ARTAL, WISWELL; DRINKWATER,1999; MANN et al., 2010). Como mecanismo compensatório, a gestante começa a desorganizar sua postura, a lordose lombar passa a ser exagerada, o ventre empina, a pelve rota sobre o fêmur, evitando quedas para frente. Por consequência a gestante aumenta a flexão anterior da coluna cervical, fazendo abdução de ombros. O que acentua a lordose lombar e a inclinação da pelve, essas alterações podem levar a processos dolorosos devido à tensão sobre a coluna lombossacra e articulações sacrilíacas (REZENDE; MONTENEGRO et al, 2006). Uma grande proporção de gestantes sentem dores sobre as articulações sacro-ilíacas, as mulheres que apresentam este quadro tendem a piorar da dor com o passar dos meses, ao contrário da lombalgia comum, que melhora com o passar do tempo (PICADA, 2005). Segundo Souza (2002), estas alterações posturais se tornam mais evidentes após a décima sexta semana de gestação, quando se percebe a hiperextensão dos joelhos, anteversão pélvica, causando aumento da lordose lombar e tensão na musculatura paravertebral, sobrecarga de peso nos pés e diminuição do arco longitudinal do mesmo. Então os pés ficam ligeiramente

8 8 aplainados, há queda do arco plantar medial, e um aumento do seu comprimento, em alguns casos o pé pode até pronar. Há uma tendência para o deslocamento para frente, devido ao crescimento uterino-abdominal e ao aumento das mamas. Para compensar, o corpo projeta-se para trás, amplia-se o polígono de sustentação, os pés se distanciam e a porção cervical da coluna alinha-se para frente (SOUZA, 2002). A gestante passa a deambular com o alargamento da base de sustentação, os pés se afastam, passam a ficar em rotação externa, principalmente a direita devido ao destro desvio uterino, formando uma espécie de quadrilátero, realizando passos oscilantes e mais curtos, para assim melhorar o controle do equilíbrio, essa postura que a gestante adota, lembra vagamente o caminhar dos patos, por isso é denominada de marcha anserina (CARARO, 2006; MARTINS, 2002; REZENDE; MONTENEGRO, 2006). 3.6-Circulação Sanguínea A circulação sanguínea também é outro problema presente, principalmente, do ponto de vista venoso. O retorno sanguíneo vai sendo prejudicado progressivamente ao longo dos nove meses, o peso do abdômen faz com que os vasos sejam comprimidos, dificultando o retorno venoso e propiciando edemas distais e assim, formação de varizes devido a estase venosa formada (SOUZA, 2002). 3.7-Edema gestacional No terceiro trimestre gestacional há uma maior retenção de água, que pode resultar em edema dos tornozelos e pés, reduzindo a extensão da articulação. O edema também pode pressionar as terminações nervosas, provocando fraqueza e parestesias (POLDEN; MANTLE, 2000; SOUZA, 2002). A maior parte das gestantes notam edema durante algum estágio da sua gravidez, e a maioria permanece com edema apenas durante as últimas oito semanas de gestação. O edema de partes moles pode reduzir o espaço disponível em áreas anatômicas relativamente estreitas. Isso pode resultar em síndromes de compressão nervosa, comum entre as gestantes, ou, menos comumente, em síndromes compartimentais (ARTAL; WISWELL; DRINKWATER, 1999; POLDEN; MANTLE, 2002). 3.8-Síndrome do túnel do carpo A síndrome do túnel do carpo é uma das possíveis consequências da compressão dos nervos pelo edema. Ela ocorre quando o nervo mediano, que proporciona sensibilidade ao polegar, indicador, dedo médio e metade radial do anular, é comprimido. O nervo mediano, juntamente com os tendões flexores dos dedos e do polegar, passa pelo túnel do carpo. Este é um canal, cujas paredes laterais e o assoalho são constituídos pelos ossos do carpo e o teto pelo ligamento transverso do carpo (SBOT, 2005; TAVARES, 2005). Geralmente ela atinge as gestantes que executam trabalhos manuais e repetitivos. As manifestações mais comuns são: formigamento, adormecimento e queimação do polegar, dedo indicador, médio e metade do anular. Ocorrem mais comumente à noite e nas primeiras horas da manhã. A dor pode irradiar para cotovelo, ombro e região cervical (TAVARES, 2005). 3.9-Estresse Há outro fator que pode influenciar no sistema osteomuscular da gestante; o estresse. Sendo uma ameaça ao corpo, físico ou mesmo mental, que causará uma resposta corporal de luta. Existem certas semelhanças na resposta articular e muscular qualquer que seja a causa do estresse. As posições adotadas, que se combinam para produzir uma postura de tensão, são bem características e incluem: ombros curvados, cotovelos fletidos e braços aduzidos, mãos

9 9 interligadas ou apertadas e; cabeça, tronco, costelas, joelhos e tornozelos fletidos (POLDEN; MANTLE, 2002). Essas modificações que acontecem na postura da gestante exigem o acionamento de grupos musculares que não possuem funções específicas antes da gravidez, fazendo com que ocorra a fadiga muscular dos mesmos. Logo, a manutenção desta postura pode sobrecarregar tais grupos musculares e desencadear dores. O cansaço desta musculatura, principalmente ao final da gravidez, época de maiores exigências, de seu uso de forma mais intensa e contínua, acarretará dores de intensidade variável nas regiões lombar e pélvica, queixa comum das gestantes durante a assistência pré-natal (LIMA; ANTÔNIO, 2009; MARTINS, 2002). 4-Metodologia A elaboração desse artigo se deu a partir da revisão bibliográfica de autores que pesquisaram intensamente o tema que é objeto de análise, complementando com pesquisa e artigos cientificos públicados na internet com a abordagem de estudos relacionados com o tema em questão. Fizeram parte do estudo as gestantes como público alvo por apresentarem sintomas ou desconfortos osteomusculares, independente da região corporal, que possivelmente poderão ser beneficiadas pelo método Pilates, apreciado pelo seguinte estudo. 5-Resultados e discussão A gravidez é um evento fisiológico que traz muitas modificações, adaptações e transformações ao organismo feminino, que iniciam na primeira semana de gestação e continuam durante todo o período gestacional. Nessa fase, o corpo da mulher é constante e intensamente sensibilizado o que traduz uma série de desconfortos, principalmente osteomusculares, expressados por muitos sinais e sintomas, que variam dependendo da tolerância de cada mulher ao desconforto e da intensidade com que eles se apresentam. O desconforto osteomuscular é a queixa mais comum entre as gestantes durante a assistência do pré-natal, e se tornam mais frequentes e intensas ao final da gestação, sintomas esses que podem persistir mesmo após o parto devido ao aumento de exigências da musculatura, ocorrendo fadiga muscular. Consequentemente esta sintomatologia desagradável acarretará em possíveis incapacidades, limitações, quanto à funcionalidade da mulher. Na realização das atividades cotidianas podem gerar estresse e interferir, de forma geral, sobre a qualidade de vida das gestantes (MARTINS, 2002; NOVAES; SHIMO; LOPES, 2006; POLDEN; MANTLE, 2002). De acordo com um estudo realizado cerca de 50% a 80% das gestantes relatam dor na coluna vertebral em algum período da gravidez, sendo que os locais mais referidos são as regiões lombar e/ou pélvica. A região lombar é referida por 80,8%, seguida da sacroilíaca com 49,1%, torácica 36,7% e cervical 5,6% da amostra analisada (MARTINS e SILVA, 2005). O método Pilates é a forma ideal de exercício para trazer mais conforto à gravidez e ao parto, com foco na estabilidade da musculatura postural e do assoalho pélvico e no fortalecimento e alongamento suave dos músculos. Melhora a concentração e permite desenvolver um excepcional relacionamento com o corpo ao se exercitar o que é especialmente importante durante a gestação. O método não apenas ajuda a melhorar a força postural, mas também o equilíbrio, coordenação e a qualidade dos movimentos, sem sobrecarregar as articulações (ENDACOTT, 2006). Com ênfase no desenvolvimento de uma boa postura, que pode ser facilmente prejudicada durante a gestação, o método Pilates auxiliará na prevenção das dores lombares, ombros caídos e tensão no pescoço (ENDACOTT, 2006). As atividades devem ser de baixo impacto, supervisionadas sempre por um profissional especializado. Caso a gestante nunca tenha praticado o método, a atividade deve ser iniciada

10 10 após o término do primeiro trimestre de gestação. Apenas em casos de gestação de risco, como hipertensão e diabetes a atividade não seria indicada. Porém, sendo relativo em cada caso. Uma vez que a gestante praticante de Pilates desfruta de todos os benefícios que dele provém, o bebê absorve todo o bem-estar da mãe. Os benefícios da atividade começam pelo trabalho respiratório que é de suma relevância para a gestante, pois diminui o nível de estresse, melhora a circulação sanguínea e também beneficia o bebê com a melhora da oxigenação no organismo da futura mãe. Considerando a gestação como um dos momentos mais importantes na vida de uma mulher com ocorrência de inúmeros desequilíbrios físicos e mentais, faz-se necessário a prática de técnicas específicas e direcionadas para este grupo que visem reduzir esses desequilíbrios e desconfortos enfrentados na fase gestacional. Sendo assim, este estudo evidenciou os benefícios que o Método Pilates proporciona a esse público atuando como minimizador dos desconfortos osteomusculares referidos na gestação, proporcionando as gestantes uma gravidez com melhor qualidade de vida, sem que interfira diretamente nas suas atividades diárias. Fonte: studioprowellness.com.br Figura 3-Resultado com a prática do Método Pilates para gestantes 6-Conclusão Por meio da atividade física, a gestante poderá diminuir as diversas dores de origem musculoesqueléticas, em razão do fortalecimento de músculos fracos e alongamentos de músculos tensos, levando a uma postura mais adequada. O exercício aumenta o gasto energético controlando o peso corporal da gestante, evitando uma maior sobrecarga articular em virtude de um peso corporal excessivo. O Pilates está entre as modalidades de exercícios recomendados para esse período, pois ao contrário do que se pensa grávidas podem usufruir da prática, à exceção daquelas que se encontram em gravidez de risco, ou tiveram algum tipo de complicação que devam seguir recomendações médicas de repouso, a fim de evitar maiores consequências. Os benefícios são vários. Sabe-se que as mulheres que praticam essa atividade durante a gravidez apresentam um menor número de desconfortos, como edemas, câimbras, fadiga muscular e falta de ar.

11 11 Pensando na postura adquirida pela gestante observa-se a importância do método Pilates no período gestacional. Um dos maiores benefícios com o método é o fortalecimento muscular equilibrado de todo o corpo, aplicando exercícios para diversas musculaturas (tronco, pernas, quadril, braços e em diferentes posições). Estima-se que existam mais de 500 variações de exercícios no Pilates. O método resgata a importância da respiração correta. Devido à vida agitada, estresse diário, entre outros fatores, as gestantes passam a respirar mais rápido e de forma incompleta, ou seja, o ar não chega a atingir a parte inferior do pulmão, região onde as trocas de oxigênio são mais eficientes. O exercício contribui para melhorar o tônus, diminuir o risco de perda óssea que ocorre por falta do estrogênio, promover boa postura e melhorar a mecânica corporal; prevenir lesões por causa da frouxidão ligamentar, produzir menor risco de estase circulatória e aparecimento de varizes. Também ajuda a prevenir ou aliviar a dor lombar, incontinência urinária e diástese do reto abdominal. Além disso, promove a melhora do humor, da auto-estima e da imagem corporal que podem estar alteradas neste período. Entre tantos aspectos correlacionados à gestação, foram apresentados os fatores desencadeantes das alterações osteomusculares durante a fase gestacional e suas possíveis consequências maléficas na vida dessas mulheres. Tendo como enfoque a estrutura musculoesquelética que por sua vez está sujeita a desenvolver quadros álgicos resultantes dessas alterações durante e após o período gestacional. Para tanto, este estudo através de revisão bibliográfica, evidenciou o Método Pilates e os seus benefícios nas alterações osteomusculares do período gestacional, proporcionando as gestantes uma gravidez com melhor qualidade de vida. Referências ABRÃO, M. S.; PODGAEC, S. Dor Pélvica, Disponível em:< Acessado em: 02 mar ARTAL, R.; WISWELL, R. A.; DRINKWATER, B. L. O exercício na gravidez. 2. ed. São Paulo; Manole, BIM, C. R.; PEREGO, A. L.; PIRES-JR, H. Fisioterapia Aplicada à Ginecologia e Obstetrícia. Iniciação Científica Cesumar, Maringá, PR, v. 04, n.1, BIRCH, K.; FOWLER, N. E.; RODACKI, A. L.; RODACKI, C. L. Stature loss and recovery in pregnant women with and without low back pain. American Academy physical medicine and rehabilitation, Chicago, v. 84, n. 4, BRANDEN, P. S. Enfermagem Materno-Infantil. 2. ed. Rio de Janeiro. Reichmann & Affonso, CAMARÃO, Teresa. Pilates com elástico no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, CARARO, M. As principais alterações posturais em gestantes de duas unidades básicas de saúde de Novo Hamburgo Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso de Fisioterapia), Centro Universitário Feevale, Novo Hamburgo, RS, 2006.

12 12 DALTRO, F; FERNANDES F. Curso de sistema de abordagem corporal fundamentado na técnica de Pilates Curso de Capacitação Profissional. Salvador: Corpore Centro de Desenvolvimento Físico, ENDACOTT, J. Pilates para Grávidas. São Paulo. Manole, KISNER, C.; COLBY, L. A. Exercícios Terapêuticos: Fundamentos e Técnicas. 4. ed. São Paulo: Manole, LIMA, S. M. A. A. L.; ANTÔNIO, S. F. Manifestações músculo-esqueléticas na gravidez. Revista Temas de Reumatologia Clínica, São Paulo, SP, v.10, n.1, MANN, L. et al. Alterações biomecânicas durante o período gestacional: uma revisão. Motriz, Rio Claro, SP, v.16, n.3, MARCHESONI, Cesar; MARTNS, Rosemeyre; SALES, Rebeca; BORRAGINE, Solange. Método Pilates e aptidão física relacionada à saúde Disponível em: < Acessado em: 21 fev MARNACH, M. L. et al. Characterization of the relationship between joint laxity and maternal hormones in pregnancy. European journal of obstetrics, gynecology, and reproductive biology, Ireland, v.101, n.2, MARTINS, R. F. Algias posturais na gestação: prevalência e tratamento. Dissertação (Mestrado em Tocoginecologia), Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, MARTINS, R. F.; SILVA, J. L. P. Prevalência de dores nas costas na gestação. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, SP, v. 51, n. 3, MUSCOLINO, Joseph; CIPRIANI, Simona. Pilates and power house 1. Journal of Bodywork and Movement Therapies, 2004, Disponível em: < Acessado em 23 fev NOVAES, F. S.; SHIMO, A. K. K.; LOPES, M. H. B. M. Lombalgia na Gestação. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, v.14, n. 4, OCCUPATIONAL HEALTH CLINICS FOR ONTARIO WORKERS INC. Ergonomics & Pregnancy. Ontario, PICADA, R. K. Dor nas Costas na Gestação. Disponível em: Acessado em: 28 fev PARADISE VALLEY COMMUNITY COLLEGE. General Information Muscular & Skeletal System. Disponível em: Acesso em: 25 fev POLDEN, M.; MANTLE, J. Fisioterapia em Ginecologia e Obstetrícia. São Paulo: Santos, 2002.

13 13 REYNEKE, Dreas. Pilates Moderno: A perfeita forma física ao seu alcance. São Paulo: Manole, REZENDE, J. MONTENEGRO, C. A. B. Obstetrícia Fundamental. 10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, RIBAS, S. I; GUIRRO, E. C. O. Análise da pressão plantar e do equilíbrio postural em diferentes fases da gestação. Revista brasileira de fisioterapia, São Carlos, SP, v. 11, n. 5, RODRIGUES, José. Pilates 101 Exercícios passo a passo. São Paulo: Nobel Franquias, SBOT. Síndrome do Túnel do Carpo. Disponível em: Acessado em: 02 mar SILVA, Anne Caroline; MANNRICH, Giuliano. Pilates na reabilitação: uma revisão sistemática Disponível em: < >. Acessado em: 21 fev SOUZA, E. L. B. L. Fisioterapia aplicada à obstetrícia: aspectos de ginecologia e neonatologia. 3.ed. Rio de Janeiro: Medsi, STANMORE, Tia. Pilates para as costas. Barueri- SP: Manole, TAVARES A. M. JÚNIOR. Dort. Disponível em: Acessado em: 02 mar VALENÇA, T. D. C. Coluna Vertebral. Disponível em: Acessado em 25 fev

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING O Curso de Formação em Iso Stretching é ministrado pelo fundador da técnica, o osteopata e fisioterapeuta francês Bernard Redondo. O método Iso Stretching foi desenvolvido

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA

Leia mais

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano.

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano. Biomecânica Parte do conhecimento da Ergonomia aplicada ao trabalho origina-se no estudo da máquina humana. Os ossos, os músculos, ligamentos e tendões são os elementos dessa máquina que possibilitam realizar

Leia mais

Alterações. Músculo- esqueléticas

Alterações. Músculo- esqueléticas Alterações Músculo- esqueléticas Sistema Neurológico Alteração no tempo de reação e equilíbrio. A instabilidade articular. Alteração da visão Sensibilidade da córnea. c Aumento ou diminuição dos sentidos

Leia mais

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM A FIBROMIALGIA consiste numa síndrome - conjunto de sinais e sintomas - com manifestações de

Leia mais

BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO

BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA REABILITAÇÃO O método pilates é um trabalho que se baseia em exercícios de força e mobilidade utilizando para tal técnicas e exercícios específicos. Este método permite

Leia mais

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade 13 Epidemiologia e Flexibilidade: Aptidão Física Relacionada à Promoção da Saúde Gláucia Regina Falsarella Graduada em Educação Física na Unicamp Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido Avaliação Postural e Flexibilidade Priscila Zanon Candido POSTURA A posição otimizada, mantida com característica automática e espontânea, de um organismo em perfeita harmonia com a força gravitacional

Leia mais

A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos.

A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos. A influência da prática da capoeira na postura dos capoeiristas: aspectos biomecânicos e fisiológicos. Autores: Ft Mariana Machado Signoreti Profa. Msc. Evelyn Cristina Parolina A capoeira é uma manifestação

Leia mais

Alterações da Estrutura Corporal

Alterações da Estrutura Corporal Alterações da Estrutura Corporal Exercícios e Postura milenadutra@bol.com.br Os Exercícios Realmente Mudam a Postura? Vício postural pode ser corrigido voluntariamente com reeducação psicomotora Desvio

Leia mais

Cuidando da Coluna e da Postura. Texto elaborado por Luciene Maria Bueno. Coluna e Postura

Cuidando da Coluna e da Postura. Texto elaborado por Luciene Maria Bueno. Coluna e Postura Cuidando da Coluna e da Postura Texto elaborado por Luciene Maria Bueno Coluna e Postura A coluna vertebral possui algumas curvaturas que são normais, o aumento, acentuação ou diminuição destas curvaturas

Leia mais

3/26/2009 EX E E X R E C R ÍCI C OS S E E PO P ST S U T RA R OS EX ER EX CÍ C CI C OS REAL EA MEN M T EN E MO M DIFI F CAM A M A A PO P STUR U A?

3/26/2009 EX E E X R E C R ÍCI C OS S E E PO P ST S U T RA R OS EX ER EX CÍ C CI C OS REAL EA MEN M T EN E MO M DIFI F CAM A M A A PO P STUR U A? EXERCÍCIOS E POSTURA OS EXERCÍCIOS REALMENTE MODIFICAM A POSTURA? 1 Um vício postural pode ser corrigido voluntariamente com reeducação psicomotora, um desvio postural pode ser corrigido com exercícios

Leia mais

As Atividades físicas suas definições e benefícios.

As Atividades físicas suas definições e benefícios. As Atividades físicas suas definições e benefícios. MUSCULAÇÃO A musculação, também conhecida como Treinamento com Pesos, ou Treinamento com Carga, tornou-se uma das formas mais conhecidas de exercício,

Leia mais

ALTERAÇÕES RESPIRATÓRIAS RELACIONADAS À POSTURA

ALTERAÇÕES RESPIRATÓRIAS RELACIONADAS À POSTURA ALTERAÇÕES RESPIRATÓRIAS RELACIONADAS À POSTURA Karina de Sousa Assad * Layana de Souza Guimarães ** RESUMO A proposta desse artigo é demonstrar que algumas alterações posturais podem levar a distúrbios

Leia mais

CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES

CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES Utilizando os Princípios do Pilates Contemporâneo para atingir um nível ótimo de condição física. Por Moira Merrithew, STOTT PILATES Executive Director, Education

Leia mais

HIDROTERAPIA PARA GESTANTES

HIDROTERAPIA PARA GESTANTES HIDROTERAPIA PARA GESTANTES Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES ANATOMIA DO ABDOME E DA PELVE ÚTERO 3 camadas de músculos. NÃO GESTANTE GESTANTE FORMA ESFÉRICA CILÍNDRICA VOLUME 500 ml 5000 ml MASSA 70 g 1100

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

AVALIAÇÃO POSTURAL. Figura 1 - Alterações Posturais com a idade. 1. Desenvolvimento Postural

AVALIAÇÃO POSTURAL. Figura 1 - Alterações Posturais com a idade. 1. Desenvolvimento Postural AVALIAÇÃO POSTURAL 1. Desenvolvimento Postural Vantagens e desvantagens da postura ereta; Curvas primárias da coluna vertebral; Curvas Secundárias da coluna vertebral; Alterações posturais com a idade.

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles, M.Sc.

Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles, M.Sc. Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Engenharia Curso de Graduação em Engenharia de Produção ENG 1090 Introdução à Engenharia de Produção Prof. Gustavo Suriani de Campos Meireles,

Leia mais

TRATAMENTO PARA AS DORES. DA GESTAÇão e MUSCULOESQUELÉTICAS

TRATAMENTO PARA AS DORES. DA GESTAÇão e MUSCULOESQUELÉTICAS TRATAMENTO PARA AS DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DA GESTAÇão e do PUERPério BIOMECÂNICA GESTACIONAL TRATAMENTO PARA AS DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DA GESTAÇÃO E DO PUERPÉRIO Estima-se que 45% das gestantes e

Leia mais

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA 22 OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA Clarice Amarante Scipiao 1 Joelma Gomes da Silva 2 RESUMO O período gestacional, é marcado por profundas modificações

Leia mais

ALTERAÇÕES POSTURAIS EM GESTANTES E SUAS INFLUÊNCIAS NA BIOMECÂNICA DA COLUNA

ALTERAÇÕES POSTURAIS EM GESTANTES E SUAS INFLUÊNCIAS NA BIOMECÂNICA DA COLUNA ALTERAÇÕES POSTURAIS EM GESTANTES E SUAS INFLUÊNCIAS NA BIOMECÂNICA DA COLUNA DALLA NORA, Daniel; PETTER, Gustavo do Nascimento; SANTOS, Tarciso Silva dos; PIVETTA; Hedioneia Maria Foletto; BRAZ, Melissa

Leia mais

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Cuidados Posturais Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Vídeo: Cuidados_posturais_Dr.MiguelMastropaulo A postura correta Considera-se uma boa postura aquela condição em que o alinhamento corporal proporciona

Leia mais

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE UM ESTUDO QUANTO À APLICABILLIDADE DO PROGRAMA PARA COLETORES DE LIXO DO MUNICÍPIO DE NITERÓI ALESSANDRA ABREU LOUBACK, RAFAEL GRIFFO

Leia mais

Treino de Alongamento

Treino de Alongamento Treino de Alongamento Ft. Priscila Zanon Candido Avaliação Antes de iniciar qualquer tipo de exercício, considera-se importante que o indivíduo seja submetido a uma avaliação física e médica (Matsudo &

Leia mais

PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA EM ALUNOS DE FISIOTERAPIA E SUA RELAÇÃO COM A POSTURA SENTADA

PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA EM ALUNOS DE FISIOTERAPIA E SUA RELAÇÃO COM A POSTURA SENTADA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 PREVALÊNCIA DE LOMBALGIA EM ALUNOS DE FISIOTERAPIA E SUA RELAÇÃO COM A POSTURA SENTADA Juliana Camilla

Leia mais

A postura saudável para o digitador

A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador 2 Muitas vezes nos perguntamos: Qual é a postura mais adequada para se trabalhar durante horas em frente a um computador? Após anos

Leia mais

MANUAL DO LIAN GONG. Lian Gong, ginástica chinesa criada há mais de 40 anos, faz bem para o corpo e para a saúde.

MANUAL DO LIAN GONG. Lian Gong, ginástica chinesa criada há mais de 40 anos, faz bem para o corpo e para a saúde. MANUAL DO LIAN GONG Lian Gong, ginástica chinesa criada há mais de 40 anos, faz bem para o corpo e para a saúde. A ginástica Lian Gong (pronuncia-se "liam cum") foi desenvolvida na China, pelo Dr. Zhuang

Leia mais

TREINAMENTO FUNCIONAL PARA GESTANTES

TREINAMENTO FUNCIONAL PARA GESTANTES TREINAMENTO FUNCIONAL PARA GESTANTES Prof.ª Msc. Clarissa Rios Simoni Mestre em Atividade Física e Saúde UFSC Especialista em Personal Trainer UFPR Licenciatura Plena em Educação Física UFSC Doutoranda

Leia mais

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS - Flexibilidade - Estabilidade - Equilíbrio - Propiocepção

Leia mais

O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL? Por Artur Monteiro e Thiago Carneiro

O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL? Por Artur Monteiro e Thiago Carneiro O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL? Por Artur Monteiro e Thiago Carneiro O corpo humano é projetado para funcionar como uma unidade, com os músculos sendo ativados em seqüências especifica para produzir um

Leia mais

O MÉTODO PILATES NA DIMINUIÇÃO DA DOR LOMBAR EM GESTANTES

O MÉTODO PILATES NA DIMINUIÇÃO DA DOR LOMBAR EM GESTANTES O MÉTODO PILATES NA DIMINUIÇÃO DA DOR LOMBAR EM GESTANTES Cristiana Gomes Machado 1, Thelma Garcia Araújo 2, Renato Alves Sandoval 3, Cristina Aparecida Neves Ribeiro Machado 4, Marislayne de Sousa Freitas

Leia mais

DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos

DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos CAROLINE GONSALEZ FLAVIO PILOTO CIRILLO JULIANA THIEMI IMANO KAMILLA FERNANDES LINS SP 2009 DEFORMIDADES

Leia mais

ABDOMINAIS: UMA ABORDAGEM PRÁTICA DO EXERCÍCIO RESISTIDO

ABDOMINAIS: UMA ABORDAGEM PRÁTICA DO EXERCÍCIO RESISTIDO ABDOMINAIS: UMA ABORDAGEM PRÁTICA DO EXERCÍCIO RESISTIDO Éder Cristiano Cambraia 1 Eduardo de Oliveira Melo 2 1 Aluno do Curso de Pós Graduação em Fisiologia do Exercício. edercambraiac@hotmail.com 2 Professor

Leia mais

Qualidade de vida laboral

Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral INTRODUÇÃO: Prevenir doenças ocupacionais (DORT Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho / LER Lesões por Esforços Repetitivos) decorrentes

Leia mais

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO POSTURA INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO *Antigamente : quadrúpede. *Atualmente: bípede *Principal marco da evolução das posturas em 350.000 anos. *Vantagens: cobrir grandes distâncias com o olhar, alargando seu

Leia mais

DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL *

DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL * A. POSTURA DISTÚRBIOS DA COLUNA VERTEBRAL * 1 POSTURA LORDÓTICA Trabalho realizado por: Karina Mothé Bianor Orientador: Prof. Blair José Rosa Filho Caracterizada por um aumento no ângulo lombossacro (o

Leia mais

Centro de Reeducação Respiratória e Postural S/C Ltda Josleide Baldim Hlatchuk Fisioterapeuta CREFITTO 12.408F

Centro de Reeducação Respiratória e Postural S/C Ltda Josleide Baldim Hlatchuk Fisioterapeuta CREFITTO 12.408F RPG 1. DEFINIÇÃO A Reeducação Postural Global é um método fisioterápico de correção e tratamento da dor, que trabalha sobre as cadeias de tensão muscular utilizando posturas de alongamento excêntrico ativo

Leia mais

Mais saúde, menos stress

Mais saúde, menos stress iate especial Mais saúde, menos stress conheça Os BenefÍcIOs DA prática esportiva e AprOveIte para escolher A MODALIDADe IDeAL por JOãO rodrigues Um dos maiores diferenciais da Academia do Iate Clube de

Leia mais

Programa de Ginástica Laboral

Programa de Ginástica Laboral Programa de Ginástica Laboral 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Programa de Ginástica Laboral (PGL) Promoção e Organização: Centro de Educação Física, Esportes e Recreação Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto.

Leia mais

Seqüência completa de automassagem

Seqüência completa de automassagem Seqüência completa de automassagem Os exercícios descritos a seguir foram inspirados no livro Curso de Massagem Oriental, de Armando S. B. Austregésilo e podem ser feitos em casa, de manhã ou à tardinha.

Leia mais

Uma Definição: "Estudo entre o homem e o seu trabalho, equipamentos e meio ambiente".

Uma Definição: Estudo entre o homem e o seu trabalho, equipamentos e meio ambiente. ERGONOMIA: palavra de origem grega. ERGO = que significa trabalho NOMOS = que significa regras Uma Definição: "Estudo entre o homem e o seu trabalho, equipamentos e meio ambiente". Tríade básica da Ergonomia:

Leia mais

OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA

OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA OS BENEFÍCIOS DO MÉTODO PILATES NA LOMBALGIA WELLINTON GONÇALVES DO SANTOS ¹ RICARDO BASÍLIO DE OLIVEIRA CALAND² LUCIANA ALVES BRANDÃO³ SONNALE DA SILVA ARAÚJO4 RESUMO A dor lombar é um mal recorrente

Leia mais

PILATES E BIOMECÂNICA. Thaís Lima

PILATES E BIOMECÂNICA. Thaís Lima PILATES E BIOMECÂNICA Thaís Lima RÍTMO LOMBOPÉLVICO Estabilidade lombopélvica pode ser definida como a habilidade de atingir e manter o alinhamento ótimo dos segmentos da coluna (lombar e torácica), da

Leia mais

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL Junior, A. C. de J. Sebastião, J. S. Pimentel, E. S. Moreira, R. S. T.. RESUMO A área da ginástica laboral vem crescendo bastante

Leia mais

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos ERGONOMIA ERGONOMIA relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos deste relacionamento. Em

Leia mais

Quick Massage. Venha ser um membro filiado e compartilhar. seu conhecimento conosco! sbtcatendimento@outlook.com. Denis Fernando de Souza

Quick Massage. Venha ser um membro filiado e compartilhar. seu conhecimento conosco! sbtcatendimento@outlook.com. Denis Fernando de Souza Quick Massage Venha ser um membro filiado e compartilhar seu conhecimento conosco! sbtcatendimento@outlook.com Denis Fernando de Souza HISTÓRICO QUICK MASSAGE (MASSAGEM RÁPIDA) Algumas literaturas trazem

Leia mais

3.2 A coluna vertebral

3.2 A coluna vertebral 73 3.2 A coluna vertebral De acordo com COUTO (1995), o corpo é dividido em cabeça, tronco e membros; unindo porção superior e a porção inferior do corpo temos o tronco, e no tronco, a única estrutura

Leia mais

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva.

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Entender os benefícios

Leia mais

RELAÇÃO DA POSTURA ADOTADA PARA DORMIR E A QUEIXA DE LOMBALGIA

RELAÇÃO DA POSTURA ADOTADA PARA DORMIR E A QUEIXA DE LOMBALGIA ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 RELAÇÃO DA POSTURA ADOTADA PARA DORMIR E A QUEIXA DE LOMBALGIA Fernanda Cristina Pereira 1

Leia mais

Os benefícios do Método Pilates no alinhamento postural e aumento de flexibilidade em jovens e idosos: Revisão Bibliográfica

Os benefícios do Método Pilates no alinhamento postural e aumento de flexibilidade em jovens e idosos: Revisão Bibliográfica 1 Os benefícios do Método Pilates no alinhamento postural e aumento de flexibilidade em jovens e idosos: Revisão Bibliográfica Rodrigo Santana de Paula¹ geraldo_rodrigo@hotmail.com Dayana Priscila Maia

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Fisioterapia 2010-1 O USO DA OXIGENIOTERAPIA DOMICILIAR NO PACIENTE DPOC Autora: ROSA, Ana Carolina

Leia mais

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula Fratura da Clavícula Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia O osso da clavícula é localizado entre o

Leia mais

CINESIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

CINESIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL. Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior CINESIOLOGIA DA COLUNA VERTEBRAL Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior COLUNA VERTEBRAL 7 vértebras cervicais 12 vértebras torácicas 5 vértebras lombares 5 vértebras sacrais 4 vértebras coccígeas anterior

Leia mais

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos.

Relaxar a musculatura dos braços. Entrelace os dedos de ambas as mãos com suas palmas para cima e levante os braços por 10 segundos. por Christian Haensell A flexibilidade do corpo e das juntas é controlada por vários fatores: estrutura óssea, massa muscular, tendões, ligamentos, e patologias (deformações, artroses, artrites, acidentes,

Leia mais

MELHORA DAS DORES CORPORAIS RELACIONADA Á PRÁTICA REGULAR DE HIDROGINÁSTICA

MELHORA DAS DORES CORPORAIS RELACIONADA Á PRÁTICA REGULAR DE HIDROGINÁSTICA 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA MELHORA DAS

Leia mais

TÍTULO: ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NA PREVENÇÃO DA OSTEOPOROSE CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA

TÍTULO: ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NA PREVENÇÃO DA OSTEOPOROSE CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA NA PREVENÇÃO DA OSTEOPOROSE CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS

Leia mais

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna

ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna ABRCOLUNA Associação Brasileira de Reabilitação de Coluna Guia de Exercícios preventivos para a Coluna Vertebral Dr. Coluna 01 Helder Montenegro Fisioterapeuta Guia de Exercícios Dr Coluna 2012.indd 1

Leia mais

E BEM-ESTAR TAMBÉM. exercícios para fazer com SEM ESTRESSE MELHOR IDADE DE VERDADE GESTANTE FELIZ

E BEM-ESTAR TAMBÉM. exercícios para fazer com SEM ESTRESSE MELHOR IDADE DE VERDADE GESTANTE FELIZ O GRANDE guia de PILATES E BEM-ESTAR 40 exercícios para fazer com bola, no solo e nos aparelhos MELHOR IDADE DE VERDADE Conheça o segredo para ganhar mais vitalidade e ainda evitar quedas GESTANTE FELIZ

Leia mais

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas

ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas ESCOLIOSE Lombar: Sintomas e dores nas costas O que é escoliose? É um desvio látero-lateral que acomete acoluna vertebral. Esta, quando olhada de frente, possui aparência reta em pessoas saudáveis. Ao

Leia mais

Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais PLANO DE CURSO

Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais PLANO DE CURSO CURSO DE FISIOTERAPIA Autorizado pela Portaria nº 377 de 19/03/09 DOU de 20/03/09 Seção 1. Pág. 09 Componente Curricular: Fisioterapia nas Disfunções Posturais Código: Fisio 218 Pré-requisito: --------

Leia mais

Uso de salto alto pode encurtar músculos e tendões e até provocar varizes!!!

Uso de salto alto pode encurtar músculos e tendões e até provocar varizes!!! Uso de salto alto pode encurtar músculos e tendões e até provocar varizes!!! Dores frequentes nos pés, calosidades e vermelhidão são os primeiros sinais de abuso do salto alto e bico fino. Bonitos, elegantes

Leia mais

Lesoes Osteoarticulares e de Esforco

Lesoes Osteoarticulares e de Esforco Lesoes Osteoarticulares e de Esforco Dr.Roberto Amin Khouri Ortopedia e Traumatologia Ler/Dort Distúrbio osteoarticular relacionado com o trabalho. Conjunto heterogênio de quadros clínicos que acometem:

Leia mais

FISIOTERAPIA APLICADA À GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA PHISYITHERAPY IN GENECOLOGY AND OBSTETRIC

FISIOTERAPIA APLICADA À GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA PHISYITHERAPY IN GENECOLOGY AND OBSTETRIC 57 Iniciação Científica Cesumar mar.-jul. 2002, Vol. 04 n.01, pp. 57-61 FISIOTERAPIA APLICADA À GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA Cintia Raquel Bim 1 Alline Lilian Perego 1 Bacharelado em Fisioterapia Hugo Pires-Jr.

Leia mais

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO Alessandra Vascelai #, Ft, Titulacão: Especialista em Fisioterapia em Traumatologia do Adulto Reeducação Postural Global (RPG) Acupuntura. Resumo: Lombalgia

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Cervical Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada A coluna cervical consiste em diversas

Leia mais

Sintomas da LER- DORT

Sintomas da LER- DORT LER-DORT A LER e DORT são as siglas para Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteo-musculares Relacionados ao Trabalho. Os termos LER/DORT são usados para determinar as afecções que podem lesar

Leia mais

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA

CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA CARTILHA DE AUTOCUIDADO DE COLUNA APRENDA A CUIDAR DA SUA COLUNA Elaboração: Júlia Catarina Sebba Rios Pesquisa: Efeitos de um programa educacional de autocuidado de coluna em idosos ati vos e sedentários

Leia mais

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL

TÉCNICAS EM AVALIAÇÃO E REEDUCAÇÃO POSTURAL 13. CONEX Pôster Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA TÉCNICAS

Leia mais

CUIDADOS COM A COLUNA

CUIDADOS COM A COLUNA SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A COLUNA SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a coluna 3 apresentação As dores na coluna vertebral são um grande transtorno na vida de muita gente, prejudicando os movimentos

Leia mais

ANÁLISE FUNCIONAL DA MUSCULATURA HUMANA (Tronco) Aula 9 CINESIOLOGIA. Raul Oliveira 2º ano 2007-2008. músculos monoarticulares

ANÁLISE FUNCIONAL DA MUSCULATURA HUMANA (Tronco) Aula 9 CINESIOLOGIA. Raul Oliveira 2º ano 2007-2008. músculos monoarticulares ANÁLISE FUNCIONAL DA MUSCULATURA HUMANA (Tronco) Aula 9 CINESIOLOGIA Raul Oliveira 2º ano 2007-2008 músculos monoarticulares músculos multiarticulares Músculos bi-articulares 1 LINHA DE TRACÇÃO DO MÚSCULO

Leia mais

Lombociatalgia. www.fisiokinesiterapia.biz

Lombociatalgia. www.fisiokinesiterapia.biz Lombociatalgia www.fisiokinesiterapia.biz Conceitos Lombalgia; Lombociatalgia; Ciatalgia/Ci /Ciática; Característica região lombar Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana Vértebra lombar Fonte:

Leia mais

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas GUIA DO PACIENTE Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas Sistema de Estabilização Dinâmica Dynesys O Sistema Dynesys

Leia mais

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA ROSEMARA SANTOS DENIZ AMARILLA (1), BRUNO BORSATTO (2), RODRIGO EDUARDO CATAI (3) (1) Mestrado em Engenharia Civil / UTFPR

Leia mais

Gestão do Risco Ergonômico 6º SENSE. Nadja de Sousa Ferreira, MD PhD Médica do Trabalho

Gestão do Risco Ergonômico 6º SENSE. Nadja de Sousa Ferreira, MD PhD Médica do Trabalho Gestão do Risco Ergonômico 6º SENSE Nadja de Sousa Ferreira, MD PhD Médica do Trabalho Objetivo Objetivo Apresentar os conceitos científicos sobre o Risco Ergonômico e sua relação com o corpo humano. Fazer

Leia mais

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO

KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO KC seguindo adiante KINETIC CONTROL: OTIMIZANDO A SAÚDE DO MOVIMENTO Otimizar a saúde do está no coração da Fisioterapia e da Terapia do Movimento. As pesquisas de neurociência nos tem proporcionado um

Leia mais

DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS. www.doresnascostas.com.br. Página 1 / 10

DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS. www.doresnascostas.com.br. Página 1 / 10 DOR NAS COSTAS EXERCÍCIOS ESPECIALIZADOS PARA O TRATAMENTO DA DOR NAS COSTAS www.doresnascostas.com.br Página 1 / 10 CONHEÇA OS PRINCÍPIOS DO COLETE MUSCULAR ABDOMINAL Nos últimos anos os especialistas

Leia mais

CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES

CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES CURSO DE PILATES APLICADO ÀS LESÕES OSTEOMUSCULARES INTRODUÇÃO Um número cada vez maior de pessoas apresenta, em seu cotidiano, atividades repetitivas e restritivas, que conduzem a uma perda do sinergismo

Leia mais

Unidade 6 Locomoção ossos e músculos

Unidade 6 Locomoção ossos e músculos Sugestões de atividades Unidade 6 Locomoção ossos e músculos 8 CIÊNCIAS 1 Esqueleto humano 1. Observe a ilustração do esqueleto humano. Dê exemplos dos seguintes tipos de ossos que existem no corpo humano

Leia mais

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil),

1) PANTURRILHAS. b) Músculos envolvidos Gastrocnêmios medial e lateral, sóleo, tibial posterior, fibular longo e curto, plantar (débil), 1 1) PANTURRILHAS 1.1 GERAL De pé, tronco ereto, abdômen contraído, de frente para o espaldar, a uma distância de um passo. Pés na largura dos quadris, levar uma das pernas à frente inclinando o tronco

Leia mais

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres 2 Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres Ana Paula Bueno de Moraes Oliveira Graduada em Serviço Social Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC Campinas Especialista

Leia mais

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf ELÁSTICO OU BORRACHA Sugestão: 1 kit com 3 elásticos ou borrachas (com tensões diferentes: intensidade fraca, média e forte) Preço: de

Leia mais

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano.

Introdução. O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e. humano. Introdução O conforto e a Segurança abrangem aspectos físicos, psicossociais e espirituais e constituem necessidades básicas do ser humano. Movimentação do paciente Para que o paciente se sinta confortável

Leia mais

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas

Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações. Ósseas Desvios da Coluna Vertebral e Algumas Alterações Ósseas DESVIOS POSTURAIS 1. LORDOSE CERVICAL = Acentuação da concavidade da coluna cervical. CAUSA: - Hipertrofia da musculatura posterior do pescoço CORREÇÃO:

Leia mais

Que tal dar um up em seu visual e melhorar sua auto-estima? Promover sua saúde sem o cigarro aproveitando os sabores da vida e recuperar seu fôlego?

Que tal dar um up em seu visual e melhorar sua auto-estima? Promover sua saúde sem o cigarro aproveitando os sabores da vida e recuperar seu fôlego? Você que está tentando largar o vício do cigarro e não consegue encontrar forças para se livrar desse mal. Anda sentindo dores nas costas, cansaço e/ou inchaço nas pernas, problemas com acnes ou querendo

Leia mais

Exercícios além da academia

Exercícios além da academia Exercícios além da academia Pilates É uma modalidade de atividade física realizada em aparelhos, bolas e no solo, que proporciona fortalecimento muscular, aumento da flexibilidade e correção da postura.

Leia mais

Avaliação Goniométrica no contexto do Exame Fisioterapêutico

Avaliação Goniométrica no contexto do Exame Fisioterapêutico Avaliação Goniométrica no contexto do Exame Fisioterapêutico Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Visão Global de uma Avaliação Musculoesquelética

Leia mais

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte LER/DORT Dr. Rodrigo Rodarte Há dois lados em todas as questões (Pitágoras, 410 445 a.c.) Definição: As L.E.R. são Lesões por Esforços Repetitivos (definição mais antiga) A D.O.R.T. (conhecidas como doenças

Leia mais

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira

Plano de Exercícios Para Segunda-Feira Plano de Exercícios Para Segunda-Feira ALONGAMENTO DA MUSCULATURA LATERAL DO PESCOÇO - Inclinar a cabeça ao máximo para a esquerda, alongando a mão direita para o solo - Alongar 20 segundos, em seguida

Leia mais

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cabeça do fêmur com o acetábulo Articulação sinovial, esferóide e triaxial. Semelhante a articulação do ombro, porém com menor ADM e mais estável. Cápsula articular

Leia mais

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015

Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação. Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 Clínica de Lesões nos Esportes e Atividade Física Prevenção e Reabilitação Alexandre Carlos Rosa alexandre@portalnef.com.br 2015 O que iremos discutir.. Definições sobre o atleta e suas lesões Análise

Leia mais

Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2

Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2 Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2 Segundo o programa Anatomía, Integración y Movimiento por Núria Vives Ciclo especial para enfemeiras especialistas em saúde materna e obstétrica,

Leia mais