Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes"

Transcrição

1 ESZI Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Aula 01 Introdução Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, maio de 2017

2 Roteiro PARTE I Apresentação da Disciplina PARTE II Introdução ao Gerenciamento de Redes

3 Apresentação do Professor Prof. João Henrique Kleinschmidt Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS) Web

4 Metodologia 4 horas-aulas semanais Aulas teóricas (3 h) Aulas práticas (1 h) Os alunos desenvolverão atividades e exercícios extra-classe Individuais e em grupo Teóricos e práticos

5 Avaliação - Conceito A: desempenho excepcional, demonstrando excelente compreensão da disciplina B: bom desempenho, demonstrando boa capacidade de uso dos conceitos da disciplina C: desempenho adequado, demonstrando capacidade de uso dos conceitos da disciplina e capacidade para seguir estudos mais avançados D: aproveitamento mínimo dos conceitos da disciplina com familiaridade parcial do assunto, mas demonstrando deficiências que exigem trabalho adicional para prosseguir em estudos avançados F: reprovado. A disciplina deve ser cursada novamente para a obtenção do crédito

6 Avaliação Prova: 40% Data: 02 de agosto Relatórios, práticas e exercícios: 40% Projeto: 20% * Recuperação: para quem ficar com D ou F Data: 22 de agosto * Para ser aprovado na disciplina é obrigatório realizar o projeto

7 Cálculo do Conceito Final Relação Nota Conceito 9-10 = A 7-9 = B 6-7 = C 5-6 = D <5 = F

8 Bibliografia Notas de aula Disponíveis na página Livros A. CLEMM, Network Management Fundamentals, Cisco Press, 1a Ed., J. F. KUROSE, K. W. ROSS, Redes de Computadores e a Internet, Addison Wesley, 5a Ed., W. STALLINGS, Data and Computer Communications, Prentice Hall, 8a Ed., W. STALLINGS, SNMP, SNMPv2, SNMPv3, and RMON 1 and 2, Addison Wesley, 3a Ed., D. E. COMER, Automated Network Management Systems, Prentice Hall, 1a Ed., Artigos e sites da Internet

9 Contéudo da Disciplina 1. Introdução à administração e gerenciamento de redes. 2. Evolução e Infraestrutura de Gerenciamento. 3. Arquiteturas de Gerenciamento: Arquiteturas OSI e TMN, Arquitetura TCP/IP (SNMP), Gerenciamento Web, Baseado em Políticas; 4. Gerenciamento de segurança; 5. Computação em Nuvem e Redes Definidas por Software; 6. Novas Tendências Envolvendo o Gerenciamento de Redes; 7. Ferramentas e aplicações de gerenciamento. * Recomendação: Redes de Computadores

10 Parte II Introdução ao Gerenciamento de Redes

11 Gerenciamento de redes Gerenciamento de rede inclui a disponibilização, a integração e a coordenação de elementos de hardware, software e humanos, para monitorar, testar, consultar, configurar, analisar, avaliar e controlar os recursos da rede, e de elementos, para satisfazer às exigências operacionais, de desempenho e de qualidade de serviços em tempo real a um custo razoável. T. Saydam & T. Magedanz. From Networks and Network Management into Service and Service Management. Journal of networks and system management, 1996.

12 Gerenciamento de redes Por que gerenciar redes? Devido a importância das redes de computadores e telecomunicações em relação aos negócios das instituições. Devido ao porte e a complexidade das mesmas. As redes atuais são extremamente heterogêneas. Sem um controle efetivo, os recursos não proporcionam o retorno que a instituição necessita. Os recursos computacionais e as informações da organização geram grupos com diferentes necessidades de suporte nas áreas de desempenho, disponibilidade e segurança. A utilização dos recursos deve ser monitorada e controlada para garantir que as necessidades dos usuários sejam satisfeitas a um custo razoável.

13 Gerenciamento de redes Monitoramento de redes Classificação da informação - Estática (ex. a localização e o responsável por um determinado equipamento) - Dinâmica (ex: estado de uma interface de rede) - Estatística (ex: quantidade média de pacotes transmitidos por hora). Técnicas para coleta de informações - Polling e Event Reporting Controle de redes Controle de configuração (ex. distribuição de softwares) Controle de segurança

14 Gerenciamento de redes Áreas funcionais de gerência O modelo OSI (Open Systems Interconnect) define 5 áreas de gerenciamento (modelo funcional denominado FCAPS). Gerenciamento de falhas (Fault) Gerenciamento de configuração (Configuration) Gerenciamento de contabilidade (Accounting) Gerenciamento de desempenho (Performance) Gerenciamento de segurança (Security)

15 Gerenciamento de falhas Quando ocorre uma falha, é importante que seja possível, rapidamente: Determinar com precisão onde a falha ocorreu; Isolar o resto da rede da falha, de tal forma que ela continue a funcionar sem interferências; Reconfigurar ou modificar a rede para minimizar o impacto da operação sem o componente que falhou; Reparar ou trocar o componente com problemas para restaurar a rede ao seu estado anterior; Exemplo: monitorar enlaces.

16 Gerenciamento de configuração Funções básicas: Identificar quais dispositivos fazem parte da rede e quais suas configurações de hardware e software; Coletar informações da topologia de rede; Controlar inventário; Iniciar e encerrar as operações dos elementos gerenciados; Alterar a configuração dos elementos gerenciados; Gerar relatórios de configuração; Exemplo: Determinar os equipamentos que devem ser atualizados

17 Gerenciamento de contabilidade O gerente da rede deve controlar o uso dos recursos com o objetivo de: Especificar, registrar e controlar o acesso de usuários e dispositivos aos recursos da rede; Evitar que um usuário ou grupo de usuários abuse de seus privilégios de acesso e monopolize a rede, em detrimento de outros usuários; Evitar que usuários façam uso ineficiente da rede, assistindo-os na troca de procedimentos e garantindo a desempenho da rede; Conhecer as atividades dos usuários com detalhes suficientes para planejar o crescimento da rede. Exemplo: Indicar horários de maior demanda por determinados serviços

18 Gerenciamento de desempenho Gerência responsável pela medição e disponibilização das informações sobre aspectos de desempenho dos serviços de rede. Estes dados são usados para garantir que a rede opere em conformidade com a qualidade de serviço acordados com seus usuários. Também são usados para análise de tendência. Qual é o nível de capacidade de utilização? O tráfego é excessivo? O throughput foi reduzido para níveis aceitáveis? Existem gargalos? O tempo de resposta está considerado aceitável ou deve melhorar? Exemplo: Taxa de utilização de determinados dispositivos

19 Gerenciamento de segurança O gerenciamento de segurança abrange: Controle de serviços; Garantir que a política de segurança seja seguida em conformidade; Controlar acesso à rede ou parte da rede e às informações obtidas dos nodos da rede; Coletar, armazenar e examinar os registros de auditoria e logs de segurança, bem como ativação e desativação destas atividades. Exemplo: Listagem de acessos/horários e objetos

20 Gerenciamento de redes NOC (Network Operations Center) Consiste em um conjunto de atividades realizadas para manter dinamicamente o nível de serviço em uma rede ou conjunto de redes. Estas atividades asseguram alta disponibilidade de recursos pelo rápido reconhecimento de problemas, disparando funções de controle quando for necessário. NOC é um centro de monitoramento que deve estar apto para: Coletar e armazenar informações; Identificar, prevenir e solucionar rapidamente possíveis problemas e/ou falhas; Registrar problemas.

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes

Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes EN-3610 Gerenciamento e Interoperabilidade de Redes Aula 01 Introdução Prof. João Henrique Kleinschmidt Santo André, julho de 2013 Roteiro PARTE I Apresentação da Disciplina Apresentação do Professor Metodologia

Leia mais

Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes

Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes Aula 01 Introdução ao Gerenciamento de Redes Leonardo Lemes Fagundes leonardo@exatas.unisinos.br São Leopoldo, 15 de outubro de 2004 Roteiro Apresentação da disciplina Objetivos Conteúdo programático Metodologia

Leia mais

Gerência de Redes. Modelo de Gerenciamento OSI

Gerência de Redes. Modelo de Gerenciamento OSI Gerência de Redes Modelo de Gerenciamento OSI Modelo de Gerenciamento OSI e Modelo de Gerenciamento SNMP Vários modelos foram criados por diversos órgãos com o objetivo de gerenciar redes, dados e telecomunicações

Leia mais

FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES

FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES FACULDADE DE IMPERATRIZ FACIMP FERRAMENTAS DE GERENCIAMENTO DE REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Paulo Henrique S. Barbosa http://www.facimp.edu.br/si/ava/moodle/ http://www.phdownloads.com.br Agenda Histórico

Leia mais

Tecnologias e Componentes de Redes

Tecnologias e Componentes de Redes Tecnologias e Componentes de Redes Material de apoio Gerenciamento de Redes Cap.15 19/01/2012 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia

Leia mais

Gerência de Redes Turma : V

Gerência de Redes Turma : V Gerência de Redes Turma : 20171.5.01405.1V Fundamentos do Gerenciamento de Redes Prof. Thiago Dutra Agenda n Administrar x Gerenciar n Contexto Atual n O Gerente de Rede n Gerenciamento

Leia mais

DESENHO DE CARGOS E TAREFAS

DESENHO DE CARGOS E TAREFAS Faculdade de Tecnologia SENAC GO Gestão de Pessoas Professor: Itair Pereira da Silva Grupo: Luís Miguel Nogueira de Resende, Valdivino de Carvalho, Rodrigo Neres Magalhães e Venicyus Venceslencio da Paz.

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA /1 ORGANIZAÇÃO CURRICULAR TÉCNICO NA ÁREA DE INFORMÁTICA: HABILITAÇÃO TÉCNICO EM INFORMÁTICA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA - 2008/1 DC 9481 03/10/07 Rev. 00 1. Dados Legais Autorizado pelo Parecer 278 do Conselho

Leia mais

Redes de Computadores. Apresentação

Redes de Computadores. Apresentação Redes de Computadores Apresentação Sumário! Programa! Bibliografia! Método de avaliação! Horário de Atendimento 2 Programa! Introdução! Arquitecturas arquitectura TCP/IP, modelo de referência OSI e arquitecturas

Leia mais

Gerenciamento de Redes. Alan Santos

Gerenciamento de Redes. Alan Santos Gerenciamento de Redes Alan Santos Ciclo de gerenciamento Quando falamos de gerenciamento de redes devemos primeiro estabelecer o que será gerenciado e o que se espera como resultado desse gerenciamento.

Leia mais

PROCESSAMENTO DA INFORMAÇÃO

PROCESSAMENTO DA INFORMAÇÃO PROCESSAMENTO DA INFORMAÇÃO Bacharelado em Ciência e Tecnologia Apresentação do Professor Prof. João Henrique Kleinschmidt Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas (CECS) E-mail: joao.kleinschmidt@ufabc.edu.br

Leia mais

Gerência de Redes Visão Geral

Gerência de Redes Visão Geral Gerência de Redes Visão Geral Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Sumário Gerenciamento de Redes Evolução do Gerenciamento Áreas Funcionais Elementos do Gerenciamento Plataformas

Leia mais

GERÊNCIA DE REDES DE COMPUTADORES. 6 Gerência de Aplicações

GERÊNCIA DE REDES DE COMPUTADORES. 6 Gerência de Aplicações GERÊNCIA DE REDES DE COMPUTADORES 6 Gerência de Aplicações INTRODUÇÃO O propósito das tecnologias de informática é de executar aplicações As aplicações precisam de recursos para funcionar o Arquivos executáveis

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER

ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER 20462 - ADMINISTRAÇÃO DE BANCOS DE DADOS DO MICROSOFT SQL SERVER CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Estrutura de tópicos do curso Módulo 1: Introdução à administração de banco de dados do SQL Server 2014 Este módulo

Leia mais

ITIL v3 Transição de Serviço Parte 1

ITIL v3 Transição de Serviço Parte 1 ITIL v3 Transição de Serviço Parte 1 A Transição de Serviço é composto por um conjunto de processos e atividades para a transição de serviços no ambiente de produção. Aqui, deve-se encarar como um projeto

Leia mais

Engenharia de Software II

Engenharia de Software II Engenharia de Software II Aula 26 http://www.ic.uff.br/~bianca/engsoft2/ Aula 26-21/07/2006 1 Ementa Processos de desenvolvimento de software Estratégias e técnicas de teste de software Métricas para software

Leia mais

Ciência da Computação 1 0 Semestre de 2016

Ciência da Computação 1 0 Semestre de 2016 Ciência da Computação 1 0 Semestre de 2016 Disciplina: LR2- Laboratório de Redes 2 Código: Série: 4 0 ano Semestre: 7 0 Carga Horária Semanal: 2 aulas Carga Horária Semestral: 34 aulas Coordenador: Julio

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática Qualificação:

Leia mais

Top-Down Network Design

Top-Down Network Design Top-Down Network Design Chapter Nine Developing Network Management Strategies Copyright 2010 Cisco Press & Priscilla Oppenheimer Gerencia da Rede Contribui para atingir os objetivos dos requisitos Contribui

Leia mais

Apresentação QoS ATM Arquitetura Elementos Funcionais Conclusão

Apresentação QoS ATM Arquitetura Elementos Funcionais Conclusão Qualidade Redes de Alta de Serviço Velocidade (QoS) Redes de Alta Velocidade Qualidade de Serviço (QoS) Qualidade de Serviço (QoS) Gerenciamento do nível de serviço: Negociar, definir, medir, administrar

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Infraestrutura de Redes de Computadores

REDES DE COMPUTADORES. Infraestrutura de Redes de Computadores Objetivos Gerais da Cadeira Apresentar a camada de enlace e suas principais tecnologias de comutação em LAN, MAN, e WAN. Objetivos Específicos da Cadeira Entender os conceitos fundamentais sobre a camada

Leia mais

Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207

Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207 UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Visão Geral da Norma ISO/IEC 12207 Engenharia de Software 2o. Semestre

Leia mais

RICOH SIM. Solução Integrada Ricoh de Monitoramento e Gerenciamento de Ativos de TI.

RICOH SIM. Solução Integrada Ricoh de Monitoramento e Gerenciamento de Ativos de TI. RICOH SIM Solução Integrada Ricoh de Monitoramento e Gerenciamento de Ativos de TI www.ricoh.com.br Solução Integrada Ricoh de Monitoramento e Gerenciamento de Ativos de TI. Essa solução engloba uma série

Leia mais

Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS JOGOS MASSIVOS DISTRIBUÍDOS. Marcelo Henrique dos Santos

Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS JOGOS MASSIVOS DISTRIBUÍDOS. Marcelo Henrique dos Santos Aula 4 TECNOLOGIA EM JOGOS DIGITAIS JOGOS MASSIVOS DISTRIBUÍDOS Marcelo Henrique dos Santos Marcelo Henrique dos Santos Email: Site: marcelosantos@outlook.com www.marcelohsantos.com.br TECNOLOGIA EM JOGOS

Leia mais

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015

Manutenção de Software. Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015 Manutenção de Software Engenharia de Software Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1º semestre de 2015 Processos de Ciclo de Vida de Software Processos Fundamentais Aquisição Processos de Apoio Documentação

Leia mais

PROJETO INTEGRADO AULA 4 INTEGRAÇÃO E ESCOPO

PROJETO INTEGRADO AULA 4 INTEGRAÇÃO E ESCOPO PROJETO INTEGRADO AULA 4 INTEGRAÇÃO E ESCOPO PROF.: KAIO DUTRA Gerenciamento da Integração do Projeto O gerenciamento da integração do projeto inclui os processos e as atividades necessárias para identificar,

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Comunicação de Dados

REDES DE COMPUTADORES. Comunicação de Dados Objetivos Gerais da Cadeira Compreender a comunicação de dados entre locais remotos através de conceitos e procedimentos envolvidos na conexão de computadores, meios e dispositivos de redes. Objetivos

Leia mais

Transmissão e comunicação de dados. Renato Machado

Transmissão e comunicação de dados. Renato Machado Renato Machado UFSM - Universidade Federal de Santa Maria DELC - Departamento de Eletrônica e Computação renatomachado@ieee.org renatomachado@ufsm.br 07 de novembro de 2011 Sumário 1 2 3 4 Durante as últimas

Leia mais

Geralmente, o firewall também é configurado para não bloquear o tráfego de saída. Por exemplo, um banco pode querer isolar a rede da tesouraria do res

Geralmente, o firewall também é configurado para não bloquear o tráfego de saída. Por exemplo, um banco pode querer isolar a rede da tesouraria do res FIREWALL A conexão com a Internet traz às corporações os seguintes riscos: Relacionados a dados: confidencialidade, integridade e disponibilidade; Relacionados aos recursos e ativos da empresa; Relacionados

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Prof. Sales Filho GERÊNCIA DE PROJETOS AULA 04 1 Objetivos Apresentar a gerência de projetos de software e descrever as suas características particulares; Discutir o planejamento

Leia mais

LanUn1vers1ty 6421: CONFIGURANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS EM UMA INFRAESTRUTURA DE REDES WINDOWS SERVER 2008

LanUn1vers1ty 6421: CONFIGURANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS EM UMA INFRAESTRUTURA DE REDES WINDOWS SERVER 2008 6421: CONFIGURANDO E SOLUCIONANDO PROBLEMAS EM UMA INFRAESTRUTURA DE REDES WINDOWS SERVER 2008 Objetivo: Este curso proporciona aos alunos o conhecimento e as habilidades necessárias para configurar e

Leia mais

Redes de computadores

Redes de computadores Redes de computadores Prof. Emiliano S. Monteiro Aula 4 Protocolo ARP É um protocolo da camada de enlace (link layer) É utilizado para realizar o mapeamento de endereços IPv4 para Ethernet. Não é um protocolo

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMUNICAÇÃO DE DADOS E REDES Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMUNICAÇÃO DE DADOS E REDES Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular COMUNICAÇÃO DE DADOS E REDES Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Informática 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (I)

Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (I) Sistemas de Informação (SI) Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio (I) Prof.ª Dr.ª Symone Gomes Soares Alcalá Universidade Federal de Goiás (UFG) Regional Goiânia (RG) Faculdade de Ciências e

Leia mais

Apresentação do Curso de Engenharia de Software 2

Apresentação do Curso de Engenharia de Software 2 Apresentação do Curso de Engenharia de Software 2 Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Quem sou eu? Apresentações Leonardo Murta http://www.ic.uff.br/~leomurta Quem são vocês? Nome? Estágio?

Leia mais

Aula 1 Conceitos Básicos

Aula 1 Conceitos Básicos Aula 1 Conceitos Básicos Redes e Comunicação de Dados Prof. Mayk Choji UniSALESIANO Araçatuba 6 de agosto de 2016 Sumário 1. Usos de Redes de Computadores 2. O que é a Internet? 3. A Borda da Rede 4. O

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini   / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: GESTÃO DE PROJETOS Aula N : 02 Tema: Gerenciamento

Leia mais

ACORDO DE NÍVEL DE SERVIÇO

ACORDO DE NÍVEL DE SERVIÇO ACORDO DE NÍVEL DE SERVIÇO Suporte Técnico DATACOM REVISÃO 1.0 SUMÁRIO 1 INFORMAÇÕES GERAIS... 1 1.1 Controle de Revisão... 1 2 APRESENTAÇÃO... 2 2.1 Objetivo... 2 2.2 Modalidades de Atendimento... 2 2.3

Leia mais

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes

Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Aula 5 - Projeto de Lei 2126/11 (Marco Civil da Internet). Gerência de Redes de Computadores Objetivo Geral - Apender conceitos, protocolos e técnicas na gerencia de redes Objetivos Específicos - Entender

Leia mais

Gerência de Redes Turma : V

Gerência de Redes Turma : V Gerência de Redes Turma : 20171.5.01405.1V RMON Prof. Thiago Dutra Agenda n Introdução n Monitores n Objetivos n MIB RMON n Grupos n RMON2 n Histórico n MIB RMON2 2 1 Introdução

Leia mais

Ementário das disciplinas do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. - Núcleo Básico -

Ementário das disciplinas do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. - Núcleo Básico - Ementário das disciplinas do Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores - Núcleo Básico - NBT 001 - Matemática CH Teórica 120 CH Prática 00 CH Total 120 cr 6 Potenciação. Radiciação. Expressões

Leia mais

PEA5918 Redes Elétricas Inteligentes e Microrredes (Smart Grids e Microgrids)

PEA5918 Redes Elétricas Inteligentes e Microrredes (Smart Grids e Microgrids) PEA5918 Redes Elétricas Inteligentes e Microrredes (Smart Grids e Microgrids) Métodos Avançados de Controle Giovanni Manassero Junior Depto. de Engenharia de Energia e Automação Elétricas Escola Politécnica

Leia mais

Tipos de Clusters. Introdução. Introdução 21/03/12

Tipos de Clusters. Introdução. Introdução 21/03/12 Tipos de Clusters Prof. Msc. André Luiz Nasserala Pires nassserala@gmail.com! Cluster pode ser definido como um sistema onde dois ou mais computadores trabalham de maneira conjunta para realizar processamento

Leia mais

Redes de Computadores. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais

Redes de Computadores. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais Redes de Computadores Disciplina: Informática Prof. Higor Morais 1 Agenda Sistemas de Comunicação Histórico das Redes de Comunicação de Dados Mídias de Comunicação Meios de Transmissão Padrões e Protocolos

Leia mais

Curso Técnico em Informática Redes TCP/IP 2 o Módulo. Prof. Cristiano da Silveira Colombo

Curso Técnico em Informática Redes TCP/IP 2 o Módulo. Prof. Cristiano da Silveira Colombo Curso Técnico em Informática Redes TCP/IP 2 o Módulo Prof. Cristiano da Silveira Colombo Objetivos da Aula Apresentar os conceitos de tecnologias e padrões de redes de computadores. Agenda da Aula Padronização

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Tecnologias de Roteamento

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Tecnologias de Roteamento Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Tecnologias de Roteamento Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Site da disciplina http://echaia.com Graduação Tecnológica em Redes de Computadores

Leia mais

GERENCIAMENTO DE REDES. Prof. José Augusto Suruagy Monteiro

GERENCIAMENTO DE REDES. Prof. José Augusto Suruagy Monteiro GERENCIAMENTO DE REDES Prof. José Augusto Suruagy Monteiro Conteúdo Programático 2 Introdução Arquiteturas de Gerenciamento de Redes Bases de Informação de Gerenciamento (MIBs) Protocolo Simples de Gerenciamento

Leia mais

Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos

Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Gestão de Redes e de Sistemas Distribuídos Setembro 2006 Apresentação da disciplina Sumário???? Apresentação da disciplina Informações gerais Programa Bibliografia Métodos de Avaliação Planeamento TMV/RSC

Leia mais

Gerência de Redes Apresentação da Disciplina

Gerência de Redes Apresentação da Disciplina Gerência de Redes Apresentação da Disciplina Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentação dos principais conceitos relacionados a gerência de redes de computadores.

Leia mais

GERENCIAMENTO DE UMA REDE DE COMPUTADORES EM UM AMBIENTE CORPORATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE ZABBIX

GERENCIAMENTO DE UMA REDE DE COMPUTADORES EM UM AMBIENTE CORPORATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE ZABBIX 1 GERENCIAMENTO DE UMA REDE DE COMPUTADORES EM UM AMBIENTE CORPORATIVO UTILIZANDO O SOFTWARE ZABBIX Rômulo Rodrigues de Morais Bezerra 1 Leonardo Batista Nunes 2 Elder Eldervitch Carneiro de Oliveira 3

Leia mais

Gerenciamento de Redes: Protocolo SNMP

Gerenciamento de Redes: Protocolo SNMP Gerenciamento de Redes: Protocolo SNMP Protocolo SNMP (do inglês Simple Network Management Protocol Protocolo Simples de Gerência de Rede) é um protocolo usado para gerenciar redes TCP/IP complexas. Com

Leia mais

PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI Versão 1.0 GERÊNCIA CORPORATIVA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. MACROPROCESSO... 4 3. DIAGRAMA DE ESCOPO DO PROCESSO GESTÃO DE ATIVOS DE TI... 5

Leia mais

Processo de desenvolvimento de sistema de informação - DSI

Processo de desenvolvimento de sistema de informação - DSI - DSI Fases do processo de Desenvolvimento de Sistemas Informação Estudo da viabilidade Engenharia de requisitos Desenho (Modelagem) Codificação Testes e Implantação Estudo da viabilidade Estudo preliminar

Leia mais

3) Qual é o foco da Governança de TI?

3) Qual é o foco da Governança de TI? 1) O que é Governança em TI? Governança de TI é um conjunto de práticas, padrões e relacionamentos estruturados, assumidos por executivos, gestores, técnicos e usuários de TI de uma organização, com a

Leia mais

CellBus Plano de Gerenciamento de Qualidade Versão (1.3)

CellBus Plano de Gerenciamento de Qualidade Versão (1.3) CellBus Plano de Gerenciamento de Qualidade Versão (1.3) HISTÓRICO DE ALTERAÇÕES Data Versão Descrição Autor 24/09/2016 1.0 Criação do Documento Cibellie Adrianne 27/09/2016 1.1 Modificações e Alterações

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Apresentação Prof. MSc André Yoshimi Kusumoto Email: andrekusumoto.unip@gmail.com Site: http://www.kusumoto.com.br Carga horária: 2 horas-aula/semana

Leia mais

Redes de Computadores e Aplicações

Redes de Computadores e Aplicações Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Redes de Computadores e Aplicações Aula 03 Visão Geral da

Leia mais

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos

Copyright Proibida Reprodução. Prof. Éder Clementino dos Santos ISO 9001:2008 GESTÃO DE QUALIDADE O que é ISO? ISO = palavra grega que significa Igualdade O Comitê - ISO A Organização Internacional de Normalização (ISO) tem sede em Genebra na Suíça, com o propósito

Leia mais

Protótipo de um software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP

Protótipo de um software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP Protótipo de um software de segurança em redes para monitoração de pacotes em uma conexão TCP/IP Acadêmico: Paulo Fernando da Silva Orientador: Sérgio Stringari Roteiro Introdução Fundamentos Segurança

Leia mais

Informática, ética e sociedade

Informática, ética e sociedade Informática, ética e sociedade Professor: Alex Sandro Forghieri alex.forghieri@ifsc.edu.br Agenda Profissional de Informática 2 Agenda Profissional de Informática 3 Profissional de Informática 1. Profissionais

Leia mais

Gerência de Projetos e Manutenção de Software Aula 1- Apresentação do Curso Andréa Magalhães Magdaleno

Gerência de Projetos e Manutenção de Software Aula 1- Apresentação do Curso Andréa Magalhães Magdaleno Gerência de Projetos e Manutenção de Software Aula 1- Apresentação do Curso Andréa Magalhães Magdaleno andrea@ic.uff.br 2016.01 Agenda Apresentações Motivação Escopo do curso Como será o curso? 2 APRESENTAÇÕES

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Redes de Computadores Carga Horária: 100h Período: 6º. Ementa

PLANO DE ENSINO. Disciplina: Redes de Computadores Carga Horária: 100h Período: 6º. Ementa Disciplina: Redes de Computadores Carga Horária: 100h Período: 6º Ementa PLANO DE ENSINO Contexto e aspectos gerais de redes de computadores: hardware e software de rede, modelos de referência. Camada

Leia mais

Os processos de segurança da informação devem assegurar a integridade, a disponibilidade e a confidencialidade dos ativos de informação da Apex.

Os processos de segurança da informação devem assegurar a integridade, a disponibilidade e a confidencialidade dos ativos de informação da Apex. 1 POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Disposições Gerais Os sistemas de informação, a infraestrutura tecnológica, os arquivos de dados e as informações internas ou externas, são considerados importantes

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2013

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2013 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação

Leia mais

Mapa Mental de Redes de Computadores Camadas OSI. Mapa Mental de Redes de Computadores Camadas OSI

Mapa Mental de Redes de Computadores Camadas OSI. Mapa Mental de Redes de Computadores Camadas OSI Mapa Mental de Redes de Computadores Camadas OSI Mapa Mental de Redes de Computadores Camadas OSI Mapa Mental de Redes de Computadores Camadas OSI Modelos Funcionais de Gerenciamento de Redes OSI Os modelos

Leia mais

Normas ISO:

Normas ISO: Universidade Católica de Pelotas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina de Qualidade de Software Normas ISO: 12207 15504 Prof. Luthiano Venecian 1 ISO 12207 Conceito Processos Fundamentais

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO. Semestre letivo. 1. Identificação Código

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO. Semestre letivo. 1. Identificação Código MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PLANO DE ENSINO Ano Semestre letivo 2016 2 1. Identificação Código 1.1 Disciplina: Engenharia da Informação 1640066 1.2

Leia mais

Comunicação de Dados IV

Comunicação de Dados IV Departamento de Engenharia de Telecomunicações - UFF Bibliografia Redes de Computadores Andrew S. Tanenbaum Tradução da Quarta Edição Editora Campus Profa. Débora Christina Muchaluat Saade deborams@telecom.uff.br

Leia mais

Cisco Networking Academy

Cisco Networking Academy Cisco Networking Academy IT ESSENTIALS Hardware e Software for Personal Computer Pré-requisitos Não há pré-requisito. Objetivo de ensino Prover conhecimentos e capacidades básicas para trabalhar com montagem

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Fundamentos de Redes II Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Fundamentos de Redes II Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Site da disciplina http://echaia.com Ementa: Camada física do modelo OSI; Camada

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Apresentação do Curso Prof. Jó Ueyama Março/2017 SSC0641-2017 Sejam bem-vindos! SSC0641 Redes de Computadores Engenharia da Computação Segunda 10:10 às 11:50 Quarta 10:10 às 11:50

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE

QUALIDADE DE SOFTWARE QUALIDADE DE SOFTWARE SSC-546 Avaliação de Sistemas Computacionais Profa. Rosana Braga (material profas Rosely Sanches e Ellen F. Barbosa) Agenda Visão Geral de Qualidade Qualidade Aplicada ao Software

Leia mais

DISCIPLINA: Arquitetura e Organização de Computadores I

DISCIPLINA: Arquitetura e Organização de Computadores I DISCIPLINA: Arquitetura e Organização de Computadores I CÓDIGO: Período Letivo: 1 o Semestre / 01 Carga Horária: Total: 0 horas Semanal: 0 aulas Créditos: 0 Modalidade: Teórica Classificação do Conteúdo

Leia mais

Gerenciamento da Integração de Projetos. Parte 03. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza

Gerenciamento da Integração de Projetos. Parte 03. Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301. Docente: Petrônio Noronha de Souza Gerenciamento da Integração de Projetos Parte 03 Gerenciamento de Projetos Espaciais CSE-301 Docente: Petrônio Noronha de Souza Curso: Engenharia e Tecnologia Espaciais Concentração: Engenharia e Gerenciamento

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos 12/13 Sistemas Distribuídos 1 O que é um sistema distribuído? Page 1 1 Sistema Distribuído Sistema de componentes software/hardware localizadas em computadores ligados em rede que

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI DIREÇÃO DE ENSINO DEN PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: ENGENHARIA DE SOFTWARE DISCIPLINA: GERÊNCIAMENTO

Leia mais

Material baseado nos slides de: Marcos José Santana Regina Helena Carlucci Santana

Material baseado nos slides de: Marcos José Santana Regina Helena Carlucci Santana Universidade de São Paulo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Sistemas de Computação SSC643 Avaliaçãode Desempenhode Sistemas Computacionais Aula 5 Sarita Mazzini Bruschi

Leia mais

CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade. Versão 1.1

CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade. Versão 1.1 CONTPATRI Plano de Garantia de Qualidade Versão 1.1 Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor 04/05/2013 1.0 Verificação do documento Emerson José Porfírio 21/04/2013 1.0 Elaboração do documento

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso nº 233aprovado pela portaria Cetec nº 172 de 13/09/2013 EtecPaulino Botelho Código: 091 Município:São Carlos Eixo Tecnológico: Controle e Processos

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 116 aprovado pela portaria Cetec nº de 07 /10 / 2010 Etec : TIQUATIRA Código: 208 Município: Eixo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Qualificação Técnica de

Leia mais

O que é um sistema distribuído?

O que é um sistema distribuído? Disciplina: Engenharia de Software 4 Bimestre Aula 1: ENGENHARIA DE SOFTWARE DISTRIBUÍDO O que é um sistema distribuído? Segundo Tanenbaum e Steen (2007) um sistema distribuído é uma coleção de computadores

Leia mais

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DO RISCO OPERACIONAL I. INTRODUÇÃO: O Risco Operacional pode ser entendido como a possibilidade de ocorrência de perdas resultantes de falhas, deficiência ou inadequação de processos

Leia mais

PROJETO DE PRODUTOS E SERVIÇOS

PROJETO DE PRODUTOS E SERVIÇOS PROJETO DE PRODUTOS E SERVIÇOS Aula 6 Profª. Ms. Eng. Aline Soares Pereira SISTEMAS PRODUTIVOS I PROJETO DE PRODUTOS E SERVIÇOS 1 Objetivo da aula Apresentar conceitos sobre o que é projeto de produtos

Leia mais

Arquiteturas de Redes de Computadores

Arquiteturas de Redes de Computadores Arquiteturas de Redes de Computadores Material de apoio Conceitos Básicos de Rede Cap.1 19/01/2012 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia

Leia mais

Sistemas Distribuídos

Sistemas Distribuídos Sistemas Distribuídos Definição Sistema Distribuído é aquele onde os componentes de software e hardware localizados em redes de computadores comunicam-se e coordenam suas ações apenas por passagem de mensagens.

Leia mais

SSC0548 Redes Móveis

SSC0548 Redes Móveis SSC0548 Redes Móveis Apresentação do Curso Prof. Jó Ueyama Agosto/2012 joueyama@icmc.usp.br Sejam bem-vindos! n SSC0548 Redes Móveis n Bacharelado em Informática n Quinta 21:00 às 22:40 2 Aula de Hoje

Leia mais

1º PERÍODO Carga horária Teórica Prática Total

1º PERÍODO Carga horária Teórica Prática Total MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E SOCIAIS APLICADAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 2008/1

Leia mais

INE 5423 Banco de Dados I

INE 5423 Banco de Dados I UFSC-CTC-INE Curso de Ciências da Computação INE 5423 Banco de Dados I 2011/1 http://www.inf.ufsc.br/~ronaldo/ine5423 Programa da Disciplina Objetivo Conteúdo Avaliação Bibliografia Cronograma (Previsto)

Leia mais

MANUTENÇÃO DINÂMICA DE MODELOS EM COMPUTAÇÃO SENSÍVEL AO CONTEXTO. PALAVRAS-CHAVE: CEP, Esper, Computação Sensível ao Contexto, SBE.

MANUTENÇÃO DINÂMICA DE MODELOS EM COMPUTAÇÃO SENSÍVEL AO CONTEXTO. PALAVRAS-CHAVE: CEP, Esper, Computação Sensível ao Contexto, SBE. MANUTENÇÃO DINÂMICA DE MODELOS EM COMPUTAÇÃO SENSÍVEL AO CONTEXTO Rodrigo Hernandez SOARES 1 ; Ricardo Couto Antunes da ROCHA 2 PALAVRAS-CHAVE: CEP, Esper, Computação Sensível ao Contexto, SBE. 1 - INTRODUÇÃO

Leia mais

equipamentos eletrônicos de trânsito e segurança pública

equipamentos eletrônicos de trânsito e segurança pública equipamentos eletrônicos de trânsito e segurança pública Nós somos a Splice, uma empresa com orgulho de ser brasileira. A empresa Splice Mobilidade Urbana (fundada inicialmente com o nome de Splice do

Leia mais

AEAMESP 20ª. Tecnologias de Segurança e Detecção de Vulnerabilidades em Sistemas de Automação Metroviária SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA

AEAMESP 20ª. Tecnologias de Segurança e Detecção de Vulnerabilidades em Sistemas de Automação Metroviária SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA Tecnologias de Segurança e Detecção de Vulnerabilidades em Sistemas de Automação Metroviária Gilmario Ribeiro Bruno Leça Ribeiro 20ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP Tecnologia & Segurança

Leia mais

Descrição da Estrutura de Gerenciamento Risco de Liquidez -

Descrição da Estrutura de Gerenciamento Risco de Liquidez - Descrição da Estrutura de Gerenciamento 2011 - Risco de Liquidez - Sumário: 1. Introdução:... 3 2. Objetivo:... 3 3. Diretrizes de Gestão:... 3 4. Responsabilidades:... 4 4.1. Conselho de Administração:...

Leia mais

Teste de Software Básico

Teste de Software Básico CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Teste de Software Básico Carga horária: 24 horas TreinaWeb Tecnologia LTDA CNPJ: 06.156.637/0001-58 Av. Paulista, 1765 - Conj 71 e 72 São Paulo - SP CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Ementa do

Leia mais

CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS AVANÇADOS DO WINDOWS SERVER 2012

CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS AVANÇADOS DO WINDOWS SERVER 2012 20412 - CONFIGURAÇÃO DE SERVIÇOS AVANÇADOS DO WINDOWS SERVER 2012 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1: Implementação de serviços de rede avançados Neste módulo os alunos serão capazes de configurar recursos

Leia mais

SSC0548 Redes Móveis

SSC0548 Redes Móveis SSC0548 Redes Móveis Apresentação do Curso Prof. Jó Ueyama Agosto/2010 joueyama@icmc.usp.br 1 Sejam bem-vindos! SSC0548 Redes Móveis Bacharelado em Informática Quarta 07.20 às 10.00 2 2 Aula de Hoje Apresentação

Leia mais

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS PRÁTICAS RECOMENDADAS. Prof. Fabiano Papaiz IFRN

RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS PRÁTICAS RECOMENDADAS. Prof. Fabiano Papaiz IFRN RUP RATIONAL UNIFIED PROCESS PRÁTICAS RECOMENDADAS Prof. Fabiano Papaiz IFRN O RUP recomenda as seguintes práticas que devem ser utilizadas no desenvolvimento de um software: 1. Desenvolver de forma iterativa

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores I

Organização e Arquitetura de Computadores I Universidade Federal de Campina Grande Centro de Engenharia Elétrica e Informática Unidade Acadêmica de Sistemas e Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Organização e Arquitetura de

Leia mais

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito

COMPUTADORES NAS EMPRESAS Cloud Computing Prof. Reginaldo Brito COMPUTADORES NAS EMPRESAS Prof. Reginaldo Brito Os computadores são essenciais para enfrentar o desafio da concorrência global, na qual as empresas precisam ser eficientes e ágeis e tem de produzir produtos

Leia mais

IBM Managed Security Services para Reimplementação e Reativação do Agente

IBM Managed Security Services para Reimplementação e Reativação do Agente Descrição dos Serviços IBM Managed Security Services para Reimplementação e Reativação do Agente 1. Escopo dos Serviços O IBM Managed Security Services para Reimplementação e Reativação do Agente (denominado

Leia mais