Câmara Municipal do Barreiro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Câmara Municipal do Barreiro"

Transcrição

1 TARIFÁRIO /7

2 TARIFÁRIO TARIFAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA 1.1 TARIFA VARIÁVEL 1º ESCALÃO 5 m 3 0,3400 / m³ 2º ESCALÃO > 5 m 3 e 15 m 3 0,6902 / m³ 3º ESCALÃO > 15 m 3 e 25 m 3 1,3940 / m³ 4º ESCALÃO > 25 m 3 2,7879 / m³ ESCALÃO ÚNICO 1,3940 / m³ ESCALÃO ÚNICO 0,3400 / m³ 1.2 TARIFA FIXA A UTILIZADORES DOMÉSTICOS E INSTITUIÇÕES E ASSOCIAÇÕES (1º CONTADOR) CALIBRE DO CONTADOR Tarifa (mm) 25 2,7900 >25 e 30 8,3698 >30 e 50 20,9244 >50 e ,7732 > ,3197 E 2º CONTADOR DE TODOS OS UTILIZADORES 2/7

3 CALIBRE DO CONTADOR Tarifa (mm) 20 4,1849 >20 e 30 8,3698 >30 e 50 20,9244 >50 e ,7732 > , TARIFAS DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS 2.1 TARIFA VARIÁVEL 1º ESCALÃO 5 m 3 0,4828 / m³ 2º ESCALÃO > 5 m 3 e 15 m 3 0,9801 / m³ 3º ESCALÃO > 15 m 3 e 25 m 3 1,9795 / m³ 4º ESCALÃO > 25 m 3 3,9588 / m³ ESCALÃO ÚNICO 1,9795 / m³ ESCALÃO ÚNICO 0,4828 / m³ 2.2 TARIFA FIXA 3/7

4 TARIFA ÚNICA 2,2885 TARIFA ÚNICA 3,4328 TARIFA ÚNICA 2, TARIFAS DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS 3.1 TARIFA VARIÁVEL TODOS OS UTILIZADORES 100 % 3.2 TARIFA FIXA TARIFA ÚNICA 1,6948 TARIFA ÚNICA 3,3896 TARIFA ÚNICA 1, SERVIÇOS AUXILIARES DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA 4/7

5 Contadores c/ Ø 15 mm 63,19 Contadores c/ Ø 20 mm 75,26 Contadores c/ Ø 25 mm - débito 5 m3 83,54 a) - Dano, deterioração ou perda do contador e/ou Contadores c/ Ø 25 mm - débito pendural, imputável ao utilizador 7 m3 136,29 Contadores c/ Ø = > 30 mm 177,91 Pendural Simples 23,18 Pendural Storz 54,19 b) - Encargos de administração 25 % c) - Levantamento e Colocação de contadores, por razões imputáveis ao utilizador Levantamento 16,55 Colocação 16,55 d) - Corte e restabelecimento da ligação Corte 9,43 Quando o serviço de Restabelecimento é efectuado, o utilizador terá que suportar os dois serviços (Corte + Restabelecimento 9,43 Restabelecimento) TOTAL 18,86 e) - Aferição de contadores, imputáveis ao utilizador f) - Transferência do contador dentro do mesmo local de consumo, com obras executadas pela CMB g) - Vistoria e ensaio dos sistemas prediais e em loteamentos Contadores c/ Ø 15 mm 55,13 Contadores c/ Ø 20 mm 57,98 Contadores c/ Ø 25 mm 70,73 Contadores c/ Ø 30mm * Prediais - Vistorias (por fogo) 30,00 Prediais - Ensaios (por fogo) 15,01 Em Loteamentos - Vistorias (por 100m de conduta) 30,00 Em Loteamentos - Ensaios (por 100m de conduta) 45,02 h) - Ampliação e extensão da rede pública com extensão superior a 20 metros * i) - Reparação de torneiras de segurança, válvulas de corte e/ou canhão simples, imputáveis ao utilizador Torneiras de Segurança Torneiras c/ 1/2" 25,01 Torneiras c/ 3/4" 26,83 Torneiras c/ 1" 29,70 Torneiras c/ 1 1/4" 34,40 Torneiras c/ 1 1/2" 40,57 Torneiras c/ 2" 51,10 Válvulas de Corte Válvulas c/ 3/4" 30,52 Válvulas c/ 1" 35,22 Canhão Simples 11,30 j) - Reparação de danos na rede pública provocados por terceiros * k) - Leitura extraordinária do consumo de água, por razões imputáveis ao utilizador Leitura Extraordinária 9,29 l) - Encargos / Deslocação Deslocação por responsabilidade do utilizador (motivos diversos) 9,43 * 5/7

6 5. SERVIÇOS AUXILIARES DE DRENAGEM DE ÁGUAS RESIDUAIS a) - Encargos de administração 25 % b) - Vistoria e ensaio dos sistemas prediais e em loteamentos c) - Limpeza de fossas Prediais - Vistorias (por fogo) 30,00 Em Loteamentos - Vistorias (por caixa de visita) 60,02 1 Cisterna ** 107,58 2 Cisternas ** 146,85 d) - Ampliação e extensão da rede pública com extensão superior a 20 metros * e) - Reparação de danos na rede pública provocados por terceiros * f) - Leitura extraordinária de medidores, a pedido do utilizador Leitura Extraordinária 9,29 g) - Desentupimentos prediais e domiciliários Desentupimento Predial 85,37 6. SERVIÇOS AUXILIARES DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS a) Encargos de administração 25 % Cedência de Baldes de 80 Lt.s c/ b) - Cedência de equipamentos de deposição de rodas (por balde) *** 29,51 resíduos Cedência de Contentores de 1100 Lt.s (por contentor) *** 46,88 c) - Cedência de equipamentos mecânicos para limpeza de resíduos d) - Manutenção de equipamentos de deposição de resíduos Cedência de Roçadora (por hora) 20,93 Cedência de Retroescavadora (por hora) 31,46 Cedência de Viatura Pesada com grua ou cesto (por hora) 22,82 Cedência de Viatura Pesada de Mercadorias (por hora) 63,52 Cedência de Varredora (por hora) 64,55 Lavagem de Contentores (por contentor) 1 contentor /fracção hora pelo tempo dispendido 40,55 Manutenção de Contentores (por hora) * 6/7

7 e) - Recolha de resíduos urbanos cuja produção diária exceda os 1100 Lt.s Recolha de mais de 1 contentor * f) - Recolha de resíduos volumosos Recolha de Monos (por hora) * g) - Recolha de resíduos verdes Recolha de Verdes (por hora) * h) - Remoção de terras e entulhos Remoção Terr./Ent. (por hora) * i) - Limpeza de ervas e lixos em terrenos particulares j) - Recolha de resíduos sólidos (produtores não domésticos sem contrato de água e com produção 1100 Lt.s/dia) k) Recolha de Resíduos de Construção e Demolição (Sacos de Entulho) Limpeza manual (por hora) * Limpeza mecânica (por hora) * Recolha de 1 contentor 29,96 1º a 3º saco ** 67,87 4º a 6º saco ** 96,37 7. TARIFÁRIOS ESPECIAIS Serão aplicados os Tarifários Especiais conforme estabelecido nos Regulamentos Municipais, observando a Regras de Acesso definidas. 8. OUTRAS TARIFAS a) - Encargos/ Notificação 2,26 Notas: Todos os valores serão acrescidos de IVA à taxa legal em vigor * Valor a definir mediante orçamento e/ou medição ** Em 2017 será aplicado 50% do valor tabelado ***Ao valor final poderá acrescer o desgaste do material, a definir mediante orçamento. 7/7

Câm ar a M uni c i pal do Bar r e i ro TARIFÁRIO 2015

Câm ar a M uni c i pal do Bar r e i ro TARIFÁRIO 2015 TARIFÁRIO 2015 1/7 TARIFÁRIO 2015 1. TARIFAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA 1.1 TARIFA VARIÁVEL 1º ESCALÃO 5 m 3 0,3317 /m³ 2º ESCALÃO > 5 m 3 e 15 m 3 0,6692 /m³ 3º ESCALÃO > 15 m 3 e 25 m 3 1,3384 /m³ 4º ESCALÃO

Leia mais

Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 121.º R.S.A.P.A. Saneam. Águas Res. Urb.) Escalão único..

Tarifário autarquias/instituições/associações (artigo 121.º R.S.A.P.A. Saneam. Águas Res. Urb.) Escalão único.. 1 - Abastecimento de água 1.1 Tarifa variável - por m 3 Tarifário doméstico (artigo 108.º Reg. Serv. Abast. Público Água Saneam. Águas Res. Urb.) 1.º escalão (0 a 5 m 3 ).. 0,3546 (a) 2.º escalão (5 a

Leia mais

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A.

TARIFÁRIO PARA 2013 CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. CARTAGUA, ÁGUAS DO CARTAXO, S.A. TARIFÁRIO PARA 2013 O presente tarifário está de acordo com o adicional ao protocolo aprovado relativo à aplicação do tarifário dos serviços de água e saneamento do Cartaxo

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho Tarifário de água 2014 Tarifa variável ( /m3) 0 a 5 m3 0,6410 6 a 15 m3 0,8000 16-25 m3 1,0000 > 25 m3 2,3000 0 a 9999 m3 1,0000 1 a 9999 m3 1,0000 Tarifa Fixa ( /30 dias) Calibre do contador (mm) Valor

Leia mais

Abastecimento de Água

Abastecimento de Água AA Abastecimento de Água Tipo de cliente Doméstico Não doméstico IPSS's Autarquia 0 a 10 m3 0,6300 0 a 50 m3 0,9500 0 a 50 m3 0,9500 0,0500 11 a 20 m3 1,0000 51 a 80 m3 1,3000 51 a 80 m3 1,3000 0

Leia mais

Tarifário para 2013. Tarifário para 2013

Tarifário para 2013. Tarifário para 2013 Tarifário para 2013 Novembro de 2012 Página 1 de 12 Índice Tarifas de Abastecimento... 3 Tarifas de Saneamento... 4 Outros serviços de abastecimento... 5 Outros serviços de saneamento... 6 Processos de

Leia mais

Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO II ARTIGO 1º

Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO II ARTIGO 1º Tarifário do Serviço de Gestão de Resíduos do Municipio de Arouca CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º 1. Nos termos do Regulamento Municipal de Resíduos Urbanos e Limpeza Urbana do Município de Arouca,

Leia mais

TARIFÁRIO 2016 AVISO

TARIFÁRIO 2016 AVISO TARIFÁRIO 2016 AVISO Pelo presente faz-se público que, por deliberação da Câmara Municipal de Peniche, tomada em reunião de 12 de Outubro do corrente, que aprovou a proposta aprovada pelo Conselho de Administração

Leia mais

EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS. Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas

EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS. Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas ,J.. MUNiCípIO PoNTE E) UMA TERR... RICA DA HUMANIOADE EDITAL ANO DE 2012 ANEXO 4 TARIFAS E PREÇOS Art'. 1 Fixação e actualização de tarifas Todas as tarifas abrangidas pelo presente regulamento serão

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES

CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRA GRANDE EDITAL PUBLICIDADE DAS DELIBERAÇÕES RICARDO JOSÉ MONIZ DA SILVA, Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande, no uso da competência que lhe confere a alínea v) do

Leia mais

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,0524

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,0524 ÁGUA* CONSUMO DE ÁGUA CONSUMO DOMÉSTICO 1º Escalão (0 5 m 3 /mês) 0,4452 2º Escalão (6 15 m 3 /mês) 0,8101 3º Escalão (16 a 25 m 3 /mês) 1,3461 4º Escalão (superior a 25 m 3 /mês) 2,1690 COMÉRCIO, INDÚSTRIA,

Leia mais

Município de Cuba Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos.

Município de Cuba Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos. Tarifário dos Serviços de Abastecimento de Água, Saneamento de Águas Residuais e de Gestão de Resíduos Sólidos Urbanos Secção I Abastecimento de Água Subsecção I Tarifas de Abastecimento de Água 1 - Utilizadores

Leia mais

EDITAL N. 203/2015 CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA. Municipal de Mafra.

EDITAL N. 203/2015 CÂMARA MUNICIPAL DE MAFRA. Municipal de Mafra. EDITAL N. 203/2015 HÉLDER ANTÓNIO GUERRA DE SOUSA SILVA, Presidente da Câmara Municipal de Mafra. FAÇO PÚBLICO que para cumprimento do artigo 56. do Anexo 1 à Lei n. 75/2013, de 12 de Setembro, na sua

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER. 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N.

CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER. 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N. v CÂMARA MUNICIPAL DE ALENQUER 2580 318 ALENQUER Telefone 263 730 900 Faz 263 711 504 geral~cm alenpuer.dt wwwcm-alenouer.pt EDITAL N. 4/2013 JORGE MANUEL DA CUNHA MENDES RISO, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos

Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos Legislação dos serviços públicos de abastecimento de água para consumo humano, de saneamento de água residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos A Lei da Água (Lei n.º 58/2005, de 29 de Dezembro)

Leia mais

DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DOCUMENTOS DE PRESTAÇÃO DE CONTAS EXERCÍCIO DE 2013 Câmara Municipal Divisão Administrativa e Financeira ÍNDICE GERAL DESIGNAÇÃO DO DOCUMENTO TC POCAL PG Balanço 1 5 1 Demonstração de Resultados 2 6

Leia mais

MUNICÍPIO DE ESTREMOZ TABELA DE TARIFAS E PREÇOS DE SERVIÇOS NOTA JUSTIFICATIVA

MUNICÍPIO DE ESTREMOZ TABELA DE TARIFAS E PREÇOS DE SERVIÇOS NOTA JUSTIFICATIVA NOTA JUSTIFICATIVA 1 - A presente tabela de tarifas e preços de serviços fundamenta-se na Lei das Finanças Locais, aprovada pela Lei n.º 2/2007, entrando em vigor imediatamente após a sua aprovação no

Leia mais

Departamento de Água e Saneamento Básico

Departamento de Água e Saneamento Básico Departamento de Água e Saneamento Básico ACTUALIZAÇÃO DE TARIFAS 2006 - Considerando que o cumprimento de normas comunitárias sobre a qualidade da água obriga à realização de determinadas obras, cujos

Leia mais

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 20.0 - Válida a partir de 05/02/2016

Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 20.0 - Válida a partir de 05/02/2016 Tabela de Preços Armazenagem e Serviços Acessórios Versão 20.0 - Válida a partir de 05/02/2016 ARMAZENAGEM 1 - Armazenagem de Importação - Contêiner e Carga Solta Do Valor CIF Parcela Fixa por contêiner

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições e princípios gerais

CAPÍTULO I Disposições e princípios gerais PROJECTO DE REGULAMENTO TARIFÁRIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA, DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E DE GESTÃO DE RESIDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DA MOITA PREÂMBULO As actividades de

Leia mais

STANDS * ASSISTÊNCIA * AUTOMÓVEIS * CAMIÕES * CISTERNAS

STANDS * ASSISTÊNCIA * AUTOMÓVEIS * CAMIÕES * CISTERNAS STANDS * ASSISTÊNCIA * AUTOMÓVEIS * CAMIÕES * CISTERNAS Moticristo, SA. iniciou a sua actividade em 1986, no comércio de automóveis novos e usados. Adoptando uma política de forte agressividade comercial

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras MEMORIAL DESCRITIVO Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Pato Branco Departamento de Projetos e Obras PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MEMORIAL DESCRITIVO EXECUÇÃO DE ADEQUAÇÃO

Leia mais

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,1103

JUNTAS DE FREGUESIA, INSTITUIÇÕES E AGREMIAÇÕES PRIVADAS DE BENEFICÊNCIA, CULTURAIS, DESPORTIVAS E OUTRAS DE INTERESSE PÚBLICO. Escalão único 2,1103 ÁGUA* CONSUMO DE ÁGUA CONSUMO DOMÉSTICO 1º Escalão (0 5 m 3 /mês) 0,4578 2º Escalão (6 15 m 3 /mês) 0,8330 3º Escalão (16 a 25 m 3 /mês) 1,3841 4º Escalão (superior a 25 m 3 /mês) 2,2301 COMÉRCIO, INDÚSTRIA,

Leia mais

Tabela de Preços 2015

Tabela de Preços 2015 Tabela de Preços 215 Factor de actualização para 215 - Instituto Nacional de Estatística, I.P.; Boletim Mensal de Estatística Outubro de 214; Índice de Preços no Consumidor Variação média dos últimos 12

Leia mais

Tabela I - UTILIZAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DE ABRIGO E DE ACESSO AQUAVIÁRIO (taxa devida pelo armador ou preposto)

Tabela I - UTILIZAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DE ABRIGO E DE ACESSO AQUAVIÁRIO (taxa devida pelo armador ou preposto) (TARIFA APROVADA PELA RESOLUÇÃO Nº. 04, DE 30 DE MAIO DE 1996, DO CONSELHO DE AUTORIDADE PORTUARIA DO PORTO DE PELOTAS- RS) Tabela I - UTILIZAÇÃO DA INFRA-ESTRUTURA DE ABRIGO E DE ACESSO AQUAVIÁRIO (taxa

Leia mais

Água. Água - Tarifa Variável. Escalão Intervalo (m3) Preço. 1 0 a 5 0,30 2 > 5 a 15 0,40 3 > 15 a 25 0,80 4 > 25 a 50 1,00 5 > 50 2,00

Água. Água - Tarifa Variável. Escalão Intervalo (m3) Preço. 1 0 a 5 0,30 2 > 5 a 15 0,40 3 > 15 a 25 0,80 4 > 25 a 50 1,00 5 > 50 2,00 Fixação de preços cobrados pelo município nos serviços de água, saneamento e resíduos, nos termos das recomendações da Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduos (ERSAR) Água Utilizadores domésticos:

Leia mais

PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS

PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS PREÇOS A COBRAR POR SERVIÇOS PRESTADOS DESCRIÇÃO Valor em Euros CAPÍTULO I - SERVIÇOS DIVERSOS 1 - Chamadas telefónicas - por impulso 0,13 2 - Fornecimento de Livro de Obra 11,47 3 - Fornecimento de Aviso

Leia mais

COMUNICADO. Seu fornecimento de água mudou.

COMUNICADO. Seu fornecimento de água mudou. COMUNICADO Seu fornecimento de água mudou. A partir de agosto, a água que chega a sua torneira é de responsabilidade da CAEPA Companhia de Água e Esgoto de Paraibuna. O novo atendimento será na sede da

Leia mais

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA NAZARÉ PRECÁRIO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PARA O ANO DE 2015 (Preços a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro)

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DA NAZARÉ PRECÁRIO DOS SERVIÇOS PRESTADOS PARA O ANO DE 2015 (Preços a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro) (s a vigorar entre 01 de Janeiro e 31 de Dezembro) PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO E GESTÃO DE RSU Escalão Água Saneamento RSU Doméstico 1º Escalão - 5m 3 / 30 dias 0,7291 0,6209-2º

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADO CNPJ 51.814.960/0001-26. Projeto Básico

PREFEITURA MUNICIPAL DE DOURADO CNPJ 51.814.960/0001-26. Projeto Básico Projeto Básico Reforma no fechamento e construção de cobertura de proteção na Escola Municipal Maria do Carmo Balestero Gutierre 1.0 Objeto Trata-se da obra de pintura do muro de fechamento (em alvenaria),

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 20 de março de 2013. Série. Número 37

JORNAL OFICIAL. 3.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quarta-feira, 20 de março de 2013. Série. Número 37 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quarta-feira, 20 de março de 2013 Série 3.º Suplemento Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução n.º 267/2013 Aprova o tarifário a praticar pela sociedade

Leia mais

MANUAL PROCESSOS PREDIAIS

MANUAL PROCESSOS PREDIAIS MANUAL Página : 3 / 11 ÍNDICE 1 OBJECTIVO...4 2 ÂMBITO...4 3 INSTRUÇÃO DO PROCESSO...4 3.1. Projecto... 4 3.2. Tela Fina.4 4 REGRAS A TER EM CONTA NA ELABORAÇÃO DO PROJECTO E EM OBRA...5 4.1. Ampliações

Leia mais

DECRETO Nº 2.377, DE 16 DE AGOSTO DE 2006. Dispõe sobre o plantio e manejo de árvores no município e dá outras providências.

DECRETO Nº 2.377, DE 16 DE AGOSTO DE 2006. Dispõe sobre o plantio e manejo de árvores no município e dá outras providências. DECRETO Nº 2.377, DE 16 DE AGOSTO DE 2006. Dispõe sobre o plantio e manejo de árvores no município e dá outras providências. Itamar Borges, Prefeito da Estância Turística de Santa Fé do Sul, Estado de

Leia mais

Relatório e Contas. Referente. Ao exercício económico De

Relatório e Contas. Referente. Ao exercício económico De Relatório e Contas Referente Ao exercício económico De 2015 1 1 Demonstração Resultados 2 - Demonstração Resultados por Valências 3 Balanço 4 Demonstração Fluxos Caixa 5 Anexo ao Balanço 2 DEMONSTRAÇÃO

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA À OPERAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA INFORMÁTICO

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA À OPERAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA INFORMÁTICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA À OPERAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO DO SISTEMA INFORMÁTICO DEPARTAMENTO TECNICO OUTSOURCING Rua da Eira, nº18 Letra I e J Algés de Cima 1495-050 Algés Portugal Tel.:

Leia mais

REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO E CONCESSÃO TRANSPORTES ESCOLARES NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO E CONCESSÃO TRANSPORTES ESCOLARES NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO DA ORGANIZAÇÃO E CONCESSÃO TRANSPORTES ESCOLARES NOTA JUSTIFICATIVA Considerando - Que a Educação é um direito de todos, cabendo ao Estado promover a sua democratização, bem como as condições

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Mangaratiba Gabinete do Prefeito

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Mangaratiba Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 3442, DE 07 OUTUBRO DE 2015. ESTABELECE NORMAS PARA O REQUERIMENTO DE LICENÇA TEMPORÁRIA PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS EM GERAL, NO MUNICÍPIO DE MANGARATIBA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA

CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA CÂMARA MUNICIPAL DE MEALHADA TABELA DE PREÇOS DO MUNICÍPIO DE MEALHADA Dezembro de 2009 Índice I PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS... 4 II ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO E RESÍDUOS SÓLIDOS... 4 1. Preço

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA ECONOMIA, GESTÃO, FINANÇAS E MAEG

INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA ECONOMIA, GESTÃO, FINANÇAS E MAEG INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO LICENCIATURA ECONOMIA, GESTÃO, FINANÇAS E MAEG CONTABILIDADE GERAL I CADERNO DE EXERCÍCIOS - II IVA Investimentos Exercício

Leia mais

OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento

OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento A GESTÃO DE RESÍDUOS EM ZONAS INSULARES: UM DESAFIO PARA OS AÇORES OS TECNOSISTEMAS - O CASO DA ILHA DO PICO Perspectivas de desenvolvimento Paulo Santos Monteiro (Prof. Auxiliar da FEUP) 1.700 km 270

Leia mais

DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2013 RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE

DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO 2013 RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE R E S U M O D O O R Ç A M E N T O ENTIDADE SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DAS CALDAS DA RAINHA DOTAÇÕES INICIAIS DO ANO RECEITAS MONTANTE DESPESAS MONTANTE Correntes... 6.949.000,00 Correntes... 5.808.050,00

Leia mais

MUNICIPIO DE CALHETA DO ANO 2016

MUNICIPIO DE CALHETA DO ANO 2016 PÁGINA : 1 1. Funções gerais 415.272,00 415.272,00 331.772,00 78.772,00 78.772,00 157.540,71 1.062.128,71 1.1. Serviços gerais de 400.272,00 400.272,00 325.772,00 78.772,00 78.772,00 157.540,71 1.041.128,71

Leia mais

ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS

ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS ABASTECIMENTO DE ÁGUA, SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E GESTÃO DE RESÍDUOS URBANOS O setor de serviços de águas compreende: as atividades de abastecimento de água às populações urbanas e rurais e às atividades

Leia mais

REGULAMENTO TARIFÁRIO DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E DE SANEAMENTO DA MAIA

REGULAMENTO TARIFÁRIO DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E DE SANEAMENTO DA MAIA REGULAMENTO TARIFÁRIO DOS SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E DE SANEAMENTO DA MAIA Serviços Municipalizados da Maia REGULAMENTO TARIFÁRIO ARTIGO 1º Legislação Habilitante O presente Regulamento tem suporte

Leia mais

PLANO de PORMENOR da ALDEIA da ESTRELA

PLANO de PORMENOR da ALDEIA da ESTRELA M A N U E L G R A Ç A D I A S + E G A S J O S É V I E I R A A R Q U I T E C T O S PLANO de PORMENOR da ALDEIA da ESTRELA PROPOSTA de PLANO MOURA Fevereiro 2012 08 Plano de Financiamento RUA BORGE S CARNEIR

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IBAMA N 185, DE 22 DE JULHO DE 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA IBAMA N 185, DE 22 DE JULHO DE 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA IBAMA N 185, DE 22 DE JULHO DE 2008. O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS - IBAMA, no uso das atribuições que lhe confere o item

Leia mais

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os contadores domiciliários de água

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os contadores domiciliários de água 3 Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos Os contadores domiciliários de água Saiba a resposta às seguintes questões: O que são contadores de água? Existe alguma relação

Leia mais

Índice. Relatório de fundamentação económica e financeira

Índice. Relatório de fundamentação económica e financeira Anexo ao Regulamento Geral de Taxas, Preços e Outras Receitas do Município de Lisboa Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. TARIFA DE SERVIÇO DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS (AR)... 5 2.1 Enquadramento

Leia mais

INTRODUÇÃO O transporte de contêiner tem características distintas dos outros tipos de transportes; Tipos de equipamentos de movimentação de carga

INTRODUÇÃO O transporte de contêiner tem características distintas dos outros tipos de transportes; Tipos de equipamentos de movimentação de carga INTRODUÇÃO O transporte de contêiner tem características distintas dos outros tipos de transportes; Tipos de equipamentos de movimentação de carga mais pesados; Cadeia muito segmentada, muitas paradas;

Leia mais

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21

Factura Mod #1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 2 Factura Mod #1 1 4 5 3 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 19 18 20 21 Factura Mod #1 Factura Mod #2 21 Factura Mod #2 LEGENDA 1 Contactos. Telefone e horário de atendimento da Vimágua. 2 Dados do titular

Leia mais

,ª.~-_!~L~~~ ~~~~-~-. - ---~~~-.~:~~~::~~-.-.~~~ ~~-.~~~~~.~~:-.~~::~

,ª.~-_!~L~~~ ~~~~-~-. - ---~~~-.~:~~~::~~-.-.~~~ ~~-.~~~~~.~~:-.~~::~ TORNA-SE PÚBLICO QUE POR DELIBERAÇÃO DE 23 DE DEZEMBRO DE 203 FOI APROVADO O PRESENTE TARIFÁRIO RELATIVO ÁS TARIFAS DE ÁGUA TAXA DE RECURSOS HíDRICOS E QUOTA DE DISPON IBI LI DADE. --------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

LIMPEZA E PINTURA DE ELEMENTOS DE ALVENARIA E CONCRETO

LIMPEZA E PINTURA DE ELEMENTOS DE ALVENARIA E CONCRETO 1 / 5 LIMPEZA E PINTURA DE ELEMENTOS DE ALVENARIA E CONCRETO 1. - DEFINIÇÃO É a operação destinada à pintura das partes de concreto e alvenaria que constituem diversos dispositivos de proteção e segurança

Leia mais

Carregamento, descarga ou baldeação, por tonelada. I-002 Por Unidade de container movimentado, cheio 64,52

Carregamento, descarga ou baldeação, por tonelada. I-002 Por Unidade de container movimentado, cheio 64,52 Tabela I - Utilização Da Infra-Estrutura De Acesso Aquaviário Código Descrição Tarifa Atual I-001 Carregamento, descarga ou baldeação, por tonelada 3,57 I-002 Por Unidade de container movimentado, cheio

Leia mais

Serviço de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais Urbanas

Serviço de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais Urbanas Serviço de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais Urbanas 379 963 179 801 1 826 A qualidade de prestação de um serviço público de excelência é um imperativo para os SMAS-SINTRA: Um Laboratório

Leia mais

SIMAR SERVIÇOS INTERMUNICIPALIZADOS DE ÁGUAS E RESÍDUOS LOURES E ODIVELAS PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES

SIMAR SERVIÇOS INTERMUNICIPALIZADOS DE ÁGUAS E RESÍDUOS LOURES E ODIVELAS PLANO PLURIANUAL DE ATIVIDADES 020101 Matérias primas e subsidiárias 1.300.000,00 1.300.000,00 0,00 1.260.000,00 1.260.000,00 1.260.000,00 1.260.000,00 6.340.000,00 Materiais Diversos 980.000,00 980.000,00 0,00 940.000,00 940.000,00

Leia mais

Ficha de registo de Resíduos Recolhidos

Ficha de registo de Resíduos Recolhidos Ficha de registo de Resíduos Recolhidos Limpeza do Fundo do Mar Local: Ilha: Data da recolha (d/m/a): / / Nº total de participantes: Mergulhadores: Apneia: Terra: Responsável pelo registo: Nº de telefone:

Leia mais

REGULAMENTO DO AUTOCARRO E CARRINHA

REGULAMENTO DO AUTOCARRO E CARRINHA REGULAMENTO DO AUTOCARRO E CARRINHA REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO AUTOCARRO E CARRINHA DE NOVE LUGARES Preâmbulo Tendo em conta a nova realidade politica administrativa existente no território da União

Leia mais

MANUAL DO EXPOSITOR EXPOCONDOMINIAL

MANUAL DO EXPOSITOR EXPOCONDOMINIAL MANUAL DO EXPOSITOR EXPOCONDOMINIAL 1. PROMOÇÃO VERBO COMUNICAÇÃO & EVENTOS 2. ORGANIZAÇÃO / SECRETARIA EXECUTIVA VERBO COMUNICAÇÃO E EVENTOS Avenida Brigadeiro Gomes Ribeiro, 1468 Morro Branco NATAL RN,

Leia mais

Divisão de Obras Particulares e Planeamento Urbanístico

Divisão de Obras Particulares e Planeamento Urbanístico Licenciamento Administrativo de Operação Urbanística Espaço reservado aos Serviços Exmº Senhor Presidente da Câmara Municipal do Bombarral Nome Contribuinte fiscal n.º, B.I. n.º, Cartão do Cidadão, com

Leia mais

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda

Serviços Municipalizados da C.M.Guarda 01 Orçamento-Exercício corrente 12.450.272,25 12.450.272,25 0,00 0,00 011 Receitas,00 12.133.603,25 0,00 12.133.603,25 01104 Taxas, multas e outras penalidades,00 19.860,00 0,00 19.860,00 0110402 Multas

Leia mais

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009

DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 DOCUMENTOS PREVISIONAIS PARA O ANO DE 2009 - ORÇAMENTO DA RECEITA E DA DESPESA - PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS - GRANDES OPÇÕES DO PLANO - RESUMO DE ORÇAMENTO APROVADO EM: C.A. / / C.M. / / A.M. /

Leia mais

Município de Leiria Câmara Municipal

Município de Leiria Câmara Municipal Município de Leiria Câmara Municipal Divisão Jurídica e Administrativa (DIJA) DELIBERAÇÃO DA REUNIÃO DA CÂMARA MUNICIPAL DE 6 DE FEVEREIRO DE 206 Serviço responsável pela execução da deliberação Gabinete

Leia mais

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS

CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS CAPÍTULO I ÁGUA, SANEAMENTO, ÁGUAS RESIDUAIS E RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS Ligações de Água de Abastecimento Público a) Colocação de Contadores (cada serviço) 10,85 Ligação, Aferição, Interrupção e Restabelecimento

Leia mais

INFORMAÇÃO FISCAL. IVA - Imposto sobre o valor acrescentado. Despesas em que o IVA é dedutível. Despesas em que o IVA não é dedutível

INFORMAÇÃO FISCAL. IVA - Imposto sobre o valor acrescentado. Despesas em que o IVA é dedutível. Despesas em que o IVA não é dedutível INFORMAÇÃO FISCAL IVA - Imposto sobre o valor acrescentado Características gerais do imposto: É um imposto geral sobre o consumo, já que incide sobre as transmissões de bens, prestações de serviços e importações.

Leia mais

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO

GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ILHA DE SANTIAGO O processo de criação de um sistema intermunicipal e o desafio da sua viabilização Gilberto SILVA Sumário 1. O quadro legal e institucional de gestão

Leia mais

GABINETE PARA O CENTRO HISTÓRICO

GABINETE PARA O CENTRO HISTÓRICO GABINETE PARA O CENTRO HISTÓRICO FICHA TÉCNICA DA OBRA Recuperação do imóvel sito na Rua Quebra Costas, nºs 4, 6 e 8 Dono de Obra: Câmara Municipal de Coimbra Localização e Implantação: O imóvel localiza-se

Leia mais

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda

GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda GTMMI, Lda. Condições Gerais de Venda Estas Condições Gerais de Venda anulam automaticamente todas as anteriores. EXCEPTO QUANDO EXPRESSAMENTE ACORDADO EM CONTRÁRIO POR ESCRITO, TODAS AS VENDAS ESTÃO SUJEITAS

Leia mais

REDUÇÃO DE DESPESAS NO TJMG

REDUÇÃO DE DESPESAS NO TJMG REDUÇÃO DE DESPESAS NO TJMG - ÁGUA/ESGOTO - ENERGIA ELÉTRICA - TELEFONIA FIXA E MÓVEL - LOCAÇÕES DE IMÓVEIS TJMG - DESPESAS COM ÁGUA/ESGOTO 3.000.000,00 2.500.000,00 1.954.833,64 2.264.798,56 2.600.000,00

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO

CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO CONTRATO DE COMPRA DE ENERGIA ELÉTRICA UNIDADES DE MICROPRODUÇÃO Entre, residente em com o número de contribuinte, adiante designado(a) abreviadamente por Produtor; e EDP Serviço Universal, S.A., com sede

Leia mais

MANUAL DO CONDUTOR SERVIÇO DE GESTÃO DE FROTAS. anos. anos

MANUAL DO CONDUTOR SERVIÇO DE GESTÃO DE FROTAS. anos. anos 93 13 MANUAL DO CONDUTOR SERVIÇO DE GESTÃO DE FROTAS anos 93 13 anos INTRODUÇÃO Exmo.(a) Senhor(a), Seja bem-vindo à FINLOG Gestão de Frotas. Reunimos neste Manual um conjunto de informações que visam

Leia mais

Preçário BBVA, INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito

Preçário BBVA, INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA. Instituição Financeira de Crédito Preçário BBVA, INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, SA Instituição Financeira de Crédito Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de O Preçário completo do(a) BBVA,

Leia mais

DNIT. Drenagem - Limpeza e desobstrução de dispositivos de drenagem - Especificação de serviço NORMA DNIT 028/2004 - ES. 5 Condições específicas...

DNIT. Drenagem - Limpeza e desobstrução de dispositivos de drenagem - Especificação de serviço NORMA DNIT 028/2004 - ES. 5 Condições específicas... DNIT NORMA DNIT 028/2004 - ES Drenagem - Limpeza e desobstrução de dispositivos de drenagem - Especificação de serviço MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA- ESTRUTURA DE TRANSPORTES

Leia mais

MUNICIPIO DE MESÃO FRIO

MUNICIPIO DE MESÃO FRIO MUNICIPIO DE MESÃO FRIO REGULAMENTO MUNICIPAL DO PROGRAMA SOCIAL DE APOIO À HABITAÇÃO DO MUNICIPIO DE MESÃO FRIO A, em conformidade com as atribuições e competências consignadas aos Municípios, nomeadamente

Leia mais

N este manual você encontra todas as informações necessárias a

N este manual você encontra todas as informações necessárias a N este manual você encontra todas as informações necessárias a cada expositor para sua participação no evento. Por favor, leia todos os itens com cuidado. Caso depois da leitura, ainda houver dúvidas,

Leia mais

TABELA PÚBLICA DE SERVIÇOS LIBRA TERMINAIS RIO. (vigência a partir de 16/01/2016 Valores expressos em Reais)

TABELA PÚBLICA DE SERVIÇOS LIBRA TERMINAIS RIO. (vigência a partir de 16/01/2016 Valores expressos em Reais) TABELA PÚBLICA DE SERVIÇOS LIBRA TERMINAIS RIO (vigência a partir de 16/01/2016 Valores expressos em Reais) SUMÁRIO SERVIÇOS PARA CONTÊINERES DE IMPORTAÇÃO... 3 SERVIÇOS PARA CARGA DESUNITIZADA DE IMPORTAÇÃO...

Leia mais

ANEXO I EDITAL - CONVITE nº 008/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.017.798/2005 PROJETO BÁSICO

ANEXO I EDITAL - CONVITE nº 008/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.017.798/2005 PROJETO BÁSICO ANEXO I EDITAL - CONVITE nº 008/2005-ANATEL-ER01 PROCESSO nº 53504.017.798/2005 PROJETO BÁSICO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MANUTENÇÃO PREVENTIVA E CORRETIVA DO SISTEMA DE AR CONDICIONADO ESCRITÓRIO REGIONAL

Leia mais

Unidade de Saúde (detentor)

Unidade de Saúde (detentor) Óleos lubrificantes usados Contrato com operador de gestão autorizado Armazenamento temporário em contentores adequados, que são recolhidos no local pelo operador de gestão Ecocentro Operador de gestão

Leia mais

EDITAL TARIFÁRIO DE ÁGUA

EDITAL TARIFÁRIO DE ÁGUA EDITAL ---------- DR. JOSÉ ARTUR FONTES CASCAREJO, Presidente da Câmara Municipal do Concelho de Alijó:------------------------------------------------------------------------------------------- ----------

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 16.809, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2013. Estabelece novos valores tarifários, preços dos serviços a serem cobrados pelo Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (SAMAE), valores de contratos de

Leia mais

FERNANDO PALHINHAS, LDA.

FERNANDO PALHINHAS, LDA. . ASSOCIAÇÃO SINDICAL DOS FUNCIONÁRIOS TÉCNICOS AUXILIARES E OPERÁRIOS DA POLÍCIA JUDICIÁRIA Proposta de Fornecimento de Viaturas, Peças, Serviços de Reparação e Manutenção Automóvel Porto, 20 de Julho

Leia mais

VITRÓNICS. O Seu Distribuidor de Segurança 06-05-2009. (Preços P.V.P.) CONTROLO DE ACESSOS. Tabela de Preços. (ultima actualização)

VITRÓNICS. O Seu Distribuidor de Segurança 06-05-2009. (Preços P.V.P.) CONTROLO DE ACESSOS. Tabela de Preços. (ultima actualização) VITRÓNICS O Seu Distribuidor de Segurança Tabela de Preços 06-05-2009 (ultima actualização) (Preços P.V.P.) CONTROLO DE ACESSOS INDICE CONTROLO DE ACESSOS CONTROLADOR SATEL... 3 SERIE: KP...3 SERIE: KP-PS...3

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO GERAL DO ORÇAMENTO ANO ECONÓMICO DE 24 MINISTÉRIO DAS FINANÇAS EM CUMPRIMENTO DO DISPOSTO NO N. 2 DO ART. 5 DO DEC. LEI 71/95, DE 15 DE ABRIL, ENVIA-SE A RELAÇÃO TRIMESTRAL DAS ALTERAÇÕES ORÇAMENTAIS EFECTUADAS NOS ORÇAMENTOS

Leia mais

ABORDAGENS METODOLÓGICAS NA ELABORAÇÃO DE PLANOS MUNICIPAIS DE SANEAMENTO BÁSICO

ABORDAGENS METODOLÓGICAS NA ELABORAÇÃO DE PLANOS MUNICIPAIS DE SANEAMENTO BÁSICO ABORDAGENS METODOLÓGICAS NA ELABORAÇÃO DE PLANOS MUNICIPAIS DE SANEAMENTO BÁSICO Eng.ª Gabriela de Toledo, Msc Saneando Projetos de Engenharia e Consultoria Salvador/BA, 17 de Julho de 2015 METODOLOGIA:

Leia mais

Preçário ABANCA CORPORACIÓN BANCARIA, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL

Preçário ABANCA CORPORACIÓN BANCARIA, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL Preçário ABANCA CORPORACIÓN BANCARIA, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL Sucursal de Instituição de Crédito com sede no estrangeiro (autorizada noutro estado membro da Comunidade Europeia) Consulte o FOLHETO

Leia mais

Araucária Serviços Topográficos, Projetos e Consultoria CNPJ 05.807.308/0001-67 - São José do Ouro/RS Tel.: 54-3352-1963

Araucária Serviços Topográficos, Projetos e Consultoria CNPJ 05.807.308/0001-67 - São José do Ouro/RS Tel.: 54-3352-1963 PARECER TÉCNICO LU 001/16 Data Vistoria: 19/04/2016 Município: Maximiliano de Almeida - RS Técnicos: Ilton Nunes dos Santos, Vilso Silvestro, Paula Cristina Pomorski e Dienifer Bombana Hora: 9:50 h 1.

Leia mais

EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/2014 CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO ANEXO Q8

EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 024/2014 CRITÉRIOS DE MEDIÇÃO ANEXO Q8 OBS.: CADA ITEM MENCIONADO A SEGUIR REFERE-SE AOS ITENS DA PLANILHA DE PREÇOS UNITÁRIOS (PPU) 1. Sub-item 1.1 e 1.2: Mobilização e Desmobilização. Será medido na conclusão total de cada sub-item, 100%

Leia mais

MIRANDA DO CORVO Casal Pequeno GPS: N 40º 08.551', W 8º 21.676'

MIRANDA DO CORVO Casal Pequeno GPS: N 40º 08.551', W 8º 21.676' Contraforma, Construções, Montagens e Eléctricas, Lda. COMARCA DE COIMBRA, COIMBRA - INST. CENTRAL PROC. N.º 1441/15.4T8CBR - SECÇÃO COMÉRCIO - J2 DE MONTEMOR-O-VELHO LEILÃO P Ú B L I C O INSOLVENTE: 20/07/2015

Leia mais

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os direitos e deveres dos consumidores

Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos. Os direitos e deveres dos consumidores 1 Cadernos de sensibilização O consumidor e os serviços de águas e resíduos Os direitos e deveres dos consumidores Saiba a resposta às seguintes questões: pág.: A prestação dos serviços de águas e resíduos

Leia mais

ARBITRAGEM DE CONSUMO

ARBITRAGEM DE CONSUMO DECISÃO ARBITRAL 1. A, Demandante melhor identificado nos autos, suscitou a intervenção do Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo (o ), ao abrigo do artigo 15.º, n.º 1, da Lei

Leia mais

Edital 97/95 Regulamento Geral dos Parques de Estacionamento Municipais. (Versão em vigor, com as alterações efectuadas pelo Edital n.

Edital 97/95 Regulamento Geral dos Parques de Estacionamento Municipais. (Versão em vigor, com as alterações efectuadas pelo Edital n. Edital 97/95 Regulamento Geral dos Parques de Estacionamento Municipais (Versão em vigor, com as alterações efectuadas pelo Edital n.º 59/96) CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º (Âmbito de Aplicação)

Leia mais

FESTIVAL INTERNACIONAL DE CHOCOLATE DE ÓBIDOS 2015 Regulamento de Participação Espaço Galeria Casa do Pelourinho

FESTIVAL INTERNACIONAL DE CHOCOLATE DE ÓBIDOS 2015 Regulamento de Participação Espaço Galeria Casa do Pelourinho Regulamento de Participação Espaço Galeria Casa do Pelourinho Preâmbulo O evento Festival Internacional de Chocolate de Óbidos, irá decorrer entre os dias 16 de Abril e 03 de Maio 2015, abrindo de quinta

Leia mais

CONTRATO DE SERVIÇO (CLIENTE/ODEBRECHT AMBIENTAL -

CONTRATO DE SERVIÇO (CLIENTE/ODEBRECHT AMBIENTAL - LIMEIRA S/A) CONTRATO DE SERVIÇO (CLIENTE/ODEBRECHT AMBIENTAL - De um lado a empresa ODEBRECHT AMBIENTAL - LIMEIRA S/A, estabelecida na cidade de Limeira, Estado de São Paulo, na Rua Tiradentes, 943, Centro,

Leia mais

Proposta de Novo Regulamento do Serviço de Saneamento de Águas Residuais do Município de Montemor-o-Velho. Nota Justificativa

Proposta de Novo Regulamento do Serviço de Saneamento de Águas Residuais do Município de Montemor-o-Velho. Nota Justificativa Proposta de Novo Regulamento do Serviço de Saneamento de Águas Residuais do Município de Montemor-o-Velho Nota Justificativa O Decreto-Lei n.º 194/2009, de 20 de Agosto, e a Portaria 34/2011 de 13 de Janeiro,

Leia mais

N.º Identificação Civil. N.º Identificação Civil

N.º Identificação Civil. N.º Identificação Civil Requerimento n.º data / / Pago pela guia n.º valor EXMO. SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS O Funcionário, COMUNICAÇÃO PRÉVIA DE OBRA DE EDIFICAÇÃO ALTERAÇÃO À COMUNICAÇÃO PRÉVIA

Leia mais

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO RECANTO TRANQUILO DE ATIBAIA "AMART"

ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO RECANTO TRANQUILO DE ATIBAIA AMART ASSOCIAÇÃO AMIGOS DO RECANTO TRANQUILO DE ATIBAIA "AMART" PROJETO DE REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I - OBJETO Art. 1º. Este Regimento tem por objeto disciplinar o funcionamento da Associação dos Amigos do

Leia mais

Normas de funcionamento do ECOCENTRO Municipal de S. João da Madeira. Preâmbulo

Normas de funcionamento do ECOCENTRO Municipal de S. João da Madeira. Preâmbulo Normas de funcionamento do ECOCENTRO Municipal de S. João da Madeira Preâmbulo O presente documento define as normas e regras a que ficam sujeitos os utilizadores que pretendam proceder à deposição de

Leia mais

Financiamento e Empreendedorismo Cultural

Financiamento e Empreendedorismo Cultural Financiamento e Empreendedorismo Cultural Instrumentos e Soluções de Investimento Porto, 2 de Julho 2009 Financiamento e Empreendedorismo Cultural 1 Programa Financiamentos ao Sector Cultural Soluções

Leia mais

PROJECTO REAGIR RECICLAGEM DE ENTULHO NO ÂMBITO DA GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS LIFE 03 ENV/P/000506

PROJECTO REAGIR RECICLAGEM DE ENTULHO NO ÂMBITO DA GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS LIFE 03 ENV/P/000506 PROJECTO REAGIR RECICLAGEM DE ENTULHO NO ÂMBITO DA GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS LIFE 03 ENV/P/000506 Câmara Municipal de Montemor-o-Novo Divisão de Ambiente e Serviços Urbanos O PROJECTO PROJECTO REAGIR

Leia mais