SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL"

Transcrição

1 INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL 3.as Jornadas de Engenharia Hidrográfica Lisboa, Instituto Hidrográfico, 26 de junho de 2014 Só serão válidas as palavras proferidas pela oradora

2 2 Exmo. Senhor Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante Macieira Fragoso Exmo. Senhor Diretor-geral do Instituto Hidrográfico, Vice- Almirante Silva Ribeiro Senhores Engenheiros Hidrográficos e demais participantes nestas Jornadas Ilustres Convidados Minhas Senhoras e meus Senhores, Chegados ao fim destes três dias de trabalho, tenho a certeza de que puderam confirmar, mais uma vez, que a engenharia hidrográfica é muito mais do que apenas cartas náuticas, como propõe o tema do Dia Mundial da Hidrografia assinalado no passado sábado. Acredito que este espaço permitiu à comunidade técnico-científica expor os mais recentes avanços na área da engenharia hidrográfica nos inúmeros trabalhos propostos, oriundos sobretudo de Portugal mas também de outros países lusófonos e da nossa vizinha Espanha. Contemplando áreas confinantes com a engenharia hidrográfica, como a oceanografia, a navegação, a geologia e química marinhas e também a gestão de dados do ambiente marinho, os trabalhos apresentados são prova bastante de que já existe a plena consciência da importância de uma abordagem multidisciplinar.

3 3 O conhecimento do mar é, por natureza, multidisciplinar e transversal. No mar português, a produção científica e tecnológica tem sido quase um exclusivo das universidades, sem esquecer o contributo da Marinha, por razões óbvias e intrínsecas à sua missão. É natural que assim seja e queremos que a Investigação, o Desenvolvimento e a Inovação continuem a ser bandeiras destas instituições públicas, intensificando a partilha e a conjugação de esforços entre académicos e militares. Mas há desafios que têm de ser vencidos. Aproximar mais quem investiga e inova daqueles que podem transformar estas conquistas em projetos industriais é, seguramente, um dos mais importantes. Assegurar as atividades relacionadas com as ciências e técnicas do mar, tendo em vista a sua aplicação na área militar e contribuir para o desenvolvimento do País nas áreas científica e de defesa do ambiente marinho é a principal missão do Instituto Hidrográfico. Neste sentido, impõe-se reforçar a permanente preocupação de colaborar com as empresas e a indústria nacional. A engenharia hidrográfica, pela sua natureza, deve ser encarada como elemento essencial para a economia do mar e para a economia da defesa. Como tal, apesar da sua especificidade, tem de ser acarinhada em paridade com setores estratégicos como a energia, as tecnologias de informação e comunicações (TIC), a nanotecnologia e a robótica, a biotecnologia, as tecnologias dos materiais e do carbono, setores

4 4 com os quais, aliás, a engenharia hidrográfica tem pontos de confluência. Na verdade, todas estas áreas são indispensáveis às ciências e tecnologias do mar. Como referência internacional no âmbito da hidrografia e das disciplinas associadas, o Instituto Hidrográfico é uma entidade capaz de satisfazer as necessidades para a operação militar da Marinha e, simultaneamente, assegurar a informação indispensável para a navegação em geral. Com esta valência dupla, evita uma escusada e inaceitável duplicação de meios, numa altura em que o país se debate com severos constrangimentos financeiros. O Instituto Hidrográfico é indispensável para a Marinha e é vantajoso para o próp

5 5 Minhas Senhoras e meus Senhores, O Governo está fortemente empenhado em estimular a Investigação, o Desenvolvimento e a Inovação. Não é por acaso que Portugal foi o país da União Europeia que maior crescimento registou em matéria de Inovação, segundo o Painel de Avaliação da Inovação da União Europeia, atingindo 3,9 pontos percentuais em março. Considerando o conjunto dos setores aeronáutico, terrestre, naval e outros foram investidos nos últimos cinco anos mais de 4 milhões de euros na Investigação, Desenvolvimento e Inovação na área da Defesa. O próprio Instituto Hidrográfico foi contemplado, através do PIDDAC, com mais de 600 mil euros para esta finalidade. Especificamente no setor naval, foram mais de 1,1 milhões de euros disponibilizados pelo orçamento do Ministério da Defesa Nacional para financiar diretamente diversos projetos de Investigação, Desenvolvimento e Inovação, muitos deles ainda em curso e, provavelmente, alguns com participação de investigadores aqui presentes. Só é possível progredirmos nesta área se houver firme determinação para impedir a existência de meios redundantes e potenciarmos os que existem, partilhando-os. A partilha é um imperativo.

6 6 Minhas Senhoras e meus Senhores, Espero que estes três dias tenham sido muito produtivos e que esta sessão de encerramento das 3.ªs Jornadas de Engenharia Hidrográfica seja o início de uma nova etapa na caminhada rumo a um futuro mais recompensador para os investigadores e para os engenheiros hidrográficos, mais proveitoso para a Marinha e mais profícuo para Portugal. Faço votos para que os conhecimentos científicos e os contactos proporcionados aos participantes destas Jornadas pelo Instituto Hidrográfico e pelos seus patrocinadores tragam significativas maisvalias para a engenharia hidrográfica e para as ciências que com ela interagem de perto. Este conhecimento é essencial não só para o nosso país exercer a soberania no Mar e garantir a segurança de todos nós como para dele poder extrair riqueza e, assim, contribuir para a melhoria da nossa qualidade de vida. Bom trabalho.

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Seminário As pequenas e médias empresas (PME) de defesa no contexto de uma nova agenda pós-conselho Europeu de dezembro

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Sessão de Abertura do Seminário A CPLP e a Nova Geografia da Energia Mundial

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Sessão de Abertura do Seminário A CPLP e a Nova Geografia da Energia Mundial INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Sessão de Abertura do Seminário A CPLP e a Nova Geografia da Energia Mundial Lisboa, IDN, 20 de junho de 2013 Só serão

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Conferência Estratégia Nacional Lisboa, ISCSP, 20 de junho de 2013 Só serão válidas as palavras proferidas pelo orador

Leia mais

Lisboa, Museu de Marinha, 26 de março de 2014

Lisboa, Museu de Marinha, 26 de março de 2014 INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Apresentação do Programa Praia Saudável Lisboa, Museu de Marinha, 26 de março de 2014 Só serão válidas as palavras

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Cerimónia de apresentação do programa das Evocações do Centenário da I Guerra Mundial

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Cerimónia de apresentação do programa das Evocações do Centenário da I Guerra Mundial INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Cerimónia de apresentação do programa das Evocações do Centenário da I Guerra Mundial Lisboa, Museu Militar, 21 de

Leia mais

MISSÕES DAS FORÇAS ARMADAS

MISSÕES DAS FORÇAS ARMADAS S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL CONSELHO DE CHEFES DE ESTADO-MAIOR MISSÕES DAS FORÇAS ARMADAS Aprovado em CSDN de 30 de julho de 2014. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. MISSÕES a. Segurança e defesa do território

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização

Quadro de Avaliação e Responsabilização ANO: Ministério da Educação e Ciência Fundação para a Ciência e Tecnologia, I.P. MISSÃO: A FCT tem por missão apoiar, financiar e avaliar o Sistema Nacional de Investigação e Inovação, desenvolver a cooperação

Leia mais

nº de Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) em projeto piloto 1-100,0

nº de Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) em projeto piloto 1-100,0 QUADRO DE AVALIAÇÃO E RESPONSABILIZAÇÃO - 2014 Ministério da Educação e Ciência Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB) MISSÃO: A qualificação de alto nível dos cidadãos, a produção e difusão do

Leia mais

INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL. II Encontro Mundial de Luso-Eleitos

INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL. II Encontro Mundial de Luso-Eleitos INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL II Encontro Mundial de Luso-Eleitos Assembleia da República, 24 de outubro de 2013 Só serão válidas as palavras proferidas

Leia mais

O Instituto Hidrográfico (IH): Ciência e Tecnologia do Mar ao serviço dos Países da Lusofonia

O Instituto Hidrográfico (IH): Ciência e Tecnologia do Mar ao serviço dos Países da Lusofonia O Instituto Hidrográfico (IH): Ciência e Tecnologia do Mar ao serviço dos Países da Lusofonia Carlos Ventura Soares Capitão-de-mar-e-guerra Engenheiro Hidrógrafo DIRECTOR TÉCNICO Encontro sobre Produtos

Leia mais

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, na chegada

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, na chegada José Alberto Azeredo Lopes Ministro da Defesa Nacional Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, na chegada da Fragata D. Francisco de Almeida, após seis meses de comando

Leia mais

Plataforma mar do Algarve, uma lógica de cluster

Plataforma mar do Algarve, uma lógica de cluster Plataforma mar do Algarve, uma lógica de cluster o mar do Algarve os desafios para o mar do Algarve o papel da Maralgarve Contexto Regional alguns dados sobre o Mar do Algarve PRAIAS Maisde130praias (69zonasbalnearescomBandeiraAzul)

Leia mais

16 e 17 de Novembro de 2016

16 e 17 de Novembro de 2016 6 e 7 de Novembro de 06 MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia CONCEITO Promover e dignificar a profissão e o setor demonstrando o valor acrescentado que o FM pode representar em Portugal e já

Leia mais

FINANCIAMENTO PÚBLICO DE PROJETOS DE PESQUISA. COMANDANTE SANTIAGO Tel: (61) / 4067

FINANCIAMENTO PÚBLICO DE PROJETOS DE PESQUISA. COMANDANTE SANTIAGO Tel: (61) / 4067 FINANCIAMENTO PÚBLICO DE PROJETOS DE PESQUISA COMANDANTE SANTIAGO davi.santiago@defesa.gov.br Tel: (61) 3312-4068 / 4067 SUMÁRIO PROPÓSITO O INTERESSE DA DEFESA NACIONAL PORTARIA MCT/MD Nº 750 PARCEIROS

Leia mais

SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DA MARINHA SecCTM

SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DA MARINHA SecCTM SECRETARIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DA MARINHA SecCTM Contra-Almirante Alfredo Martins Muradas Fórum RNP 2016: Ciência, Tecnologia e Inovação em Rede SUMÁRIO O Sistema de CT&I da MB (SCTMB) As

Leia mais

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional. José Pedro Aguiar-Branco. Cerimónia de Assinatura do contrato de subconcessão da

Intervenção do Ministro da Defesa Nacional. José Pedro Aguiar-Branco. Cerimónia de Assinatura do contrato de subconcessão da Intervenção do Ministro da Defesa Nacional José Pedro Aguiar-Branco Cerimónia de Assinatura do contrato de subconcessão da utilização privativa do domínio público e das áreas afetas à concessão dominial

Leia mais

O Mar nos Programas Temáticos Regionais João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar

O Mar nos Programas Temáticos Regionais João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar O Mar nos Programas Temáticos Regionais 2014-2020 João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar O Panorama Nacional e Internacional Oceano Atlântico Norte Oceano Atlântico Sul Reafirmar Portugal

Leia mais

José Alberto Azeredo Lopes. Ministro da Defesa Nacional

José Alberto Azeredo Lopes. Ministro da Defesa Nacional José Alberto Azeredo Lopes Ministro da Defesa Nacional Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, no workshop Viver o Douro com mais segurança, organizado pela Autoridade Marítima

Leia mais

Económico Ambiental Social

Económico Ambiental Social EUROPA 2020 Desenvolvimento Sustentável Crescimento Inteligente, Sustentável e Inclusivo (CISI) Estratégia Marítima da União Europeia para a Área do Atlântico Estratégias Regionais de Suporte (asseguram

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Tomada de posse dos órgãos sociais do Centro de Estudos EuroDefense-Portugal

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL. Tomada de posse dos órgãos sociais do Centro de Estudos EuroDefense-Portugal INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Tomada de posse dos órgãos sociais do Centro de Estudos EuroDefense-Portugal Lisboa, Instituto de Defesa Nacional,

Leia mais

Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Uma primeira palavra de boas-vindas à Universidade de Aveiro, e de

Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Uma primeira palavra de boas-vindas à Universidade de Aveiro, e de Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Exmo. Sr. Secretário de Estado da Energia e da Inovação, Exmo. Sr. Director Geral da Agência para a Energia, Caros membros da Comunidade

Leia mais

UA Desafios e Oportunidades Carlos Pascoal Neto Vice-Reitor

UA Desafios e Oportunidades Carlos Pascoal Neto Vice-Reitor Mar @ UA Desafios e Oportunidades 2014-2020 Carlos Pascoal Neto Vice-Reitor 29 de outubro de 2014 Mar Desígnio estratégico para Portugal Com a extensão da plataforma continental, Portugal passará a ter

Leia mais

Especialização Inteligente - Os Desafios do QREN. 19 Janeiro 2012, Lisboa

Especialização Inteligente - Os Desafios do QREN. 19 Janeiro 2012, Lisboa Especialização Inteligente - Os Desafios do QREN 19 Janeiro 2012, Lisboa Álvaro Santos Chefe de Gabinete do Secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional Senhor Chefe da Representação

Leia mais

10º Encontro Anual PRH / ANP. Painel: A contribuição do CT-PETRO na formação de Recursos Humanos para o setor de Petróleo e Gás

10º Encontro Anual PRH / ANP. Painel: A contribuição do CT-PETRO na formação de Recursos Humanos para o setor de Petróleo e Gás 10º Encontro Anual PRH / ANP 18-19.06.2008 Painel: A contribuição do CT-PETRO na formação de Recursos Humanos para o setor de Petróleo e Gás Rogério Amaury de Medeiros Área de Planejamento medeiros@finep.gov.br

Leia mais

José Alberto Azeredo Lopes. Ministro da Defesa Nacional

José Alberto Azeredo Lopes. Ministro da Defesa Nacional José Alberto Azeredo Lopes Ministro da Defesa Nacional Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, por ocasião da cerimónia de condecoração do Almirante General D. Fernando

Leia mais

DOTAÇÕES ORÇAMENTAIS PARA C&T E I&D 2015

DOTAÇÕES ORÇAMENTAIS PARA C&T E I&D 2015 PARA C&T E I&D 2015 FICHA TÉCNICA Título Dotações Orçamentais para C&T e I&D 2015 Autor Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) Direção de Serviços de Estatística da Ciência e Tecnologia

Leia mais

Conferência internacional. Lisboa, 1 de julho de Sessão de encerramento. António Saraiva, Presidente da CIP

Conferência internacional. Lisboa, 1 de julho de Sessão de encerramento. António Saraiva, Presidente da CIP Conferência internacional O FUTURO DA INDÚSTRIA NA EUROPA Lisboa, 1 de julho de 2016 Sessão de encerramento António Saraiva, Presidente da CIP Senhor Ministro da Economia, Senhores Deputados do Parlamento

Leia mais

ANO:2014 Ministério da Educação e Ciência ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA

ANO:2014 Ministério da Educação e Ciência ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA ANO:214 Ministério da Educação e Ciência ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA Missão: Assegurar ao Governo português consultoria em matéria linguística. Coordenar a sua acção com a Academia Brasileira de Letras

Leia mais

Tomada de Posse da Diretora Geral. do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI)

Tomada de Posse da Diretora Geral. do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) Tomada de Posse da Diretora Geral do Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais (GPEARI) Intervenção do Ministro de Estado e das Finanças Fernando Teixeira dos Santos 10 de

Leia mais

Conselho Regional Norte do Colégio de Engenharia do Ambiente

Conselho Regional Norte do Colégio de Engenharia do Ambiente Conselho Regional Norte do Colégio de Engenharia do Ambiente Relatório de Atividades do Conselho Regional Norte do Colégio de Engenharia do Ambiente (2016) 1. Introdução O Conselho Regional Norte do Colégio

Leia mais

ENGENHARIA QUÍMICA. Conheça mais sobre o curso

ENGENHARIA QUÍMICA. Conheça mais sobre o curso ENGENHARIA QUÍMICA Conheça mais sobre o curso MITOS VERDADES 1 Engenharia Química é uma profissão igual a de Química. 1 O engenheiro químico trabalha em escala industrial. 2 O engenheiro químico deve estar

Leia mais

A FCT e a CooperaçãoemCiênciae Tecnologia com ospaísesdo EspaçoCPLP

A FCT e a CooperaçãoemCiênciae Tecnologia com ospaísesdo EspaçoCPLP A FCT e a CooperaçãoemCiênciae Tecnologia com ospaísesdo EspaçoCPLP 2ª CONFERÊNCIA SOBRE O FUTURO DA LÍNGUA PORTUGUESA NO SISTEMA MUNDIAL 30 de outubro2013 Maria João Maia Departamento das Relações Internacionais,

Leia mais

José Alberto Azeredo Lopes

José Alberto Azeredo Lopes José Alberto Azeredo Lopes Ministro da Defesa Nacional Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, na XII Conferência de Ministros de Defesa das Américas Trinidade e Tobago,

Leia mais

Seminário Apoios Comunitários para o Ambiente e Energia

Seminário Apoios Comunitários para o Ambiente e Energia Seminário Apoios Comunitários para o Ambiente e Energia 4 de fevereiro de 2015 Enquadramento: Os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) para o período de 2014-2020 serão determinantes no

Leia mais

V Bienal de Culturas Lusófonas Câmara Municipal de Odivelas

V Bienal de Culturas Lusófonas Câmara Municipal de Odivelas V Bienal de Culturas Lusófonas Câmara Municipal de Odivelas Cerimónia de Abertura 4 de maio, 17h00 Centro de Exposições de Odivelas Intervenção de Sua Excelência, Secretário Executivo da CPLP, Senhor Embaixador

Leia mais

com Professor Doutor Robin McWilliam

com Professor Doutor Robin McWilliam DIA 2 DEZ.2015 CONFERÊNCIA E DEBATE pelo COM TRADUÇÃO SIMULTÂNEA PROGRAMA 9h00 10h00 10h30 11h15 11h45 13h00 14h30 16h00 Acolhimento dos participantes SESSÃO DE ABERTURA CAMINHOS DA INTERVENÇÃO PRECOCE

Leia mais

ADITAMENTO AO ACORDO ENTRE OS MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS, DA ECONOMIA E DA SAÚDE E A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

ADITAMENTO AO ACORDO ENTRE OS MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS, DA ECONOMIA E DA SAÚDE E A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA ADITAMENTO AO ACORDO ENTRE OS MINISTÉRIOS DAS FINANÇAS, DA ECONOMIA E DA SAÚDE E A INDÚSTRIA FARMACÊUTICA Os Ministérios das Finanças, da Economia e da Saúde, e a Indústria Farmacêutica, por intermédio

Leia mais

Modelo de Desenvolvimento, Quadro de Monitorização e Economia Azul

Modelo de Desenvolvimento, Quadro de Monitorização e Economia Azul Modelo de Desenvolvimento, Quadro de Monitorização e Economia Azul Meios de Financiamento Nacionais e Europeus e Integração das Políticas de Desenvolvimento Par$lha de Informação A promoção de um ambiente

Leia mais

9.º Congresso Nacional da Contratação Pública Eletrónica. Lisboa, 9 de dezembro de 2015

9.º Congresso Nacional da Contratação Pública Eletrónica. Lisboa, 9 de dezembro de 2015 9.º Congresso Nacional da Contratação Pública Eletrónica Lisboa, 9 de dezembro de 2015 Intervenção do Senhor Ministro do Planeamento e Infraestruturas Pedro Marques Exmo. Senhor Presidente em exercício

Leia mais

Exmo. Senhor Ministro da Economia e do Emprego, Professor. Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Engenheiros, Eng.º

Exmo. Senhor Ministro da Economia e do Emprego, Professor. Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Engenheiros, Eng.º Exmo. Senhor Ministro da Economia e do Emprego, Professor Doutor Álvaro Santos Pereira; Exmo. Senhor Bastonário da Ordem dos Engenheiros, Eng.º Carlos Matias Ramos; Exmo. Senhor Presidente do Conselho

Leia mais

e.newsletter Congresso Nacional GS1 Portugal_ CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora Patrocinadores

e.newsletter Congresso Nacional GS1 Portugal_ CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora Patrocinadores CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora.01 Reserve na agenda: 23 de outubro, no Museu do Oriente, em Lisboa. É este o dia e o local do II Congresso Nacional da GS1 Portugal [de] Coding

Leia mais

5ª Edição da Conferência económica franco-portuguesa Marca Portugal - O contributo das empresas francesas

5ª Edição da Conferência económica franco-portuguesa Marca Portugal - O contributo das empresas francesas 5ª Edição da Conferência económica franco-portuguesa Marca Portugal - O contributo das empresas francesas Dr. Paulo Macedo 7 de Março 2017 1 Quero saudar o Senhor Ministro da Economia de Portugal, Manuel

Leia mais

Na minha primeira intervenção nesta que é a X Legislatura quero. aproveitar a oportunidade para a felicitar, Senhora Presidente da

Na minha primeira intervenção nesta que é a X Legislatura quero. aproveitar a oportunidade para a felicitar, Senhora Presidente da Senhora Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo Senhora e Senhores Membros do Governo Na minha primeira intervenção nesta que é a X Legislatura quero aproveitar

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Cerimónias Oficiais de Comemoração do 31.º Aniversário da Associação Nacional dos Combatentes do Ultramar Tondela,

Leia mais

Seminário Protecção do Ambiente e Segurança o caso paradigmático das Forças Armadas e Forças de Segurança. Conclusões

Seminário Protecção do Ambiente e Segurança o caso paradigmático das Forças Armadas e Forças de Segurança. Conclusões Seminário Protecção do Ambiente e Segurança o caso paradigmático das Forças Armadas e Forças de Segurança Conclusões Senhor Secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar, Demais autoridades

Leia mais

PORTUGAL 4/3/2016 VISÃO GERAL

PORTUGAL 4/3/2016 VISÃO GERAL PORTUGAL 2015 VISÃO GERAL Com origens que remontam ao século XVIII, a Universidade do Porto é uma prestigiada instituição de ensino e investigação científica portuguesa, classificada entre as 100-150 melhores

Leia mais

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, 14 de maio de 2015

Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, 14 de maio de 2015 INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Sessão Solene do Dia do Município de Mafra Biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, 14 de maio de 2015 Só serão válidas

Leia mais

MEEC. Mestrado em Eng. Electrotécnica e de Computadores. Índice. MEEC Edição 2008/09 Instituto Superior de Engenharia do Porto

MEEC. Mestrado em Eng. Electrotécnica e de Computadores. Índice. MEEC Edição 2008/09 Instituto Superior de Engenharia do Porto Mestrado em Eng. Electrotécnica e de Computadores O Mestrado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores destina-se a complementar a formação de profissionais habilitados com o grau de Licenciado, fornecendo

Leia mais

Síntese de Legislação Nacional e Comunitária. 04 de Janeiro de 2012

Síntese de Legislação Nacional e Comunitária. 04 de Janeiro de 2012 LEGISLAÇÃO Síntese de Legislação Nacional e Comunitária de 2012 Legislação Nacional Energias Renováveis Portaria n.º 8/2012 I Série n.º 3, de 4/01 Aprova, no âmbito da política de promoção da utilização

Leia mais

Comissão Nacional de Ciência e Tecnologia Combate à Desertificação

Comissão Nacional de Ciência e Tecnologia Combate à Desertificação Comissão Nacional de Ciência e Tecnologia Combate à Desertificação Maria José Roxo O papel do Comité de Ciência e Tecnologia Estabelecido pelo artigo 24 da Convenção Mandato e termos de referência adoptados

Leia mais

O POTENCIAL HUMANO PARA de NOVEMBRO 2012

O POTENCIAL HUMANO PARA de NOVEMBRO 2012 O POTENCIAL HUMANO PARA 2013 28 de NOVEMBRO 2012 O POTENCIAL HUMANO PARA 2013 ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS PARA O FUTURO - CAPITAL HUMANO PARA O CRESCIMENTO E O EMPREGO CONTRIBUTO DO POPH (ANOS 2013 E 2014)

Leia mais

Segurança Alimentar. Pós-Graduação. 45 ECTS //

Segurança Alimentar. Pós-Graduação. 45 ECTS // Pós-Graduação Segurança Alimentar 45 ECTS // www.esb.ucp.pt Nesta pós-graduação estudam-se os perigos, riscos, metodologias e legislação com que a segurança alimentar é confrontada na atualidade, numa

Leia mais

APOIOS À INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA

APOIOS À INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA APOIOS À INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais Piedade Valente Vogal da Comissão Diretiva do COMPETE Viana do Castelo, 11

Leia mais

Gostaria de manifestar todo o nosso reconhecimento aos Senhores Ministro da Economia e do Emprego e Secretário

Gostaria de manifestar todo o nosso reconhecimento aos Senhores Ministro da Economia e do Emprego e Secretário SESSÃO DE LANÇAMENTO DO MOVIMENTO PARA O EMPREGO FCG (SALA DIRECÇÕES) - 23.05.2013, 15H30 Senhor Ministro da Economia e do Emprego Senhor Secretário de Estado do Emprego Senhores Deputados Senhor Presidente

Leia mais

Dirijo uma palavra de reconhecimento ao professor Emídio Gomes, pelo seu. envolvimento, pessoal e enquanto Presidente da Comissão de Coordenação de

Dirijo uma palavra de reconhecimento ao professor Emídio Gomes, pelo seu. envolvimento, pessoal e enquanto Presidente da Comissão de Coordenação de As minhas primeiras palavras são de reconhecimento, ao senhor Primeiro Ministro, estimado Dr. Pedro Passos Coelho, e restantes membros do Governo, por se terem associado a esta cerimónia, um marco de grande

Leia mais

O Mar no próximo QFP

O Mar no próximo QFP O Mar no próximo QFP 2014-2020 Fórum do Mar José Manuel Fernandes Deputado ao Parlamento Europeu Estratégia Europa 2020 A guia das próximas perspectivas financeiras Estratégia Europa 2020 2020 Crescimento

Leia mais

Agenda Factores de Competitividade

Agenda Factores de Competitividade QREN Agenda Factores de Competitividade 12 Novembro 07 1 Objectivos desenvolvimento de uma economia baseada no conhecimento e na inovação; incremento da produção transaccionável e de uma maior orientação

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABINETE DO MINISTRO DE ESTADO E DAS FINANÇAS

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABINETE DO MINISTRO DE ESTADO E DAS FINANÇAS 20º Encontro de Lisboa com as Delegações dos Bancos Centrais dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e de Timor Leste à Assembleia Anual do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial 04

Leia mais

Estudo Interoperabilidade na Saúde Apresentação Pública

Estudo Interoperabilidade na Saúde Apresentação Pública Interoperabilidade na Saúde - Onde Estamos? 26 de novembro de 2013 Auditório Escola Nacional de Saúde Pública Patrocinadores Globais APDSI Estudo Interoperabilidade na Saúde Apresentação Pública Escola

Leia mais

CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO

CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO CARTA de MISSÃO 1. MISSÃO Através da Resolução do Conselho de Ministros n.º 52-A/2015, de 23 de julho, o Governo criou a estrutura de missão designada por Estrutura de Gestão do Instrumento Financeiro

Leia mais

Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) - SIADAP 1 - Ministério da Saúde

Quadro de Avaliação e Responsabilização (QUAR) - SIADAP 1 - Ministério da Saúde ANO: 2013 Ministério da Saúde NOME DO ORGANISMO - Secretaria-Geral do Ministério da Saúde MISSÃO DO ORGANISMO A Secretaria-Geral do Ministério da Saúde (SGMS) tem por missão assegurar o apoio técnico e

Leia mais

SEMINÁRIO ILUSTRAR A TRANSIÇÃO PARA A ISO 9001:2015 E ISO

SEMINÁRIO ILUSTRAR A TRANSIÇÃO PARA A ISO 9001:2015 E ISO SEMINÁRIO ILUSTRAR A TRANSIÇÃO PARA A ISO 9001:2015 E ISO 14001:2015 Datas e Locais PORTO 18 MAIO LISBOA 25 MAIO COIMBRA 24 MAIO Atualmente as organizações deparam-se com um novo paradigma de gestão, alavancado

Leia mais

BASE CONCEPTUAL DO CONCURSO FOMENTO DO EMPREENDEDORISMO NOS ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS

BASE CONCEPTUAL DO CONCURSO FOMENTO DO EMPREENDEDORISMO NOS ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS BASE CONCEPTUAL DO CONCURSO FOMENTO DO EMPREENDEDORISMO NOS ALUNOS DO ENSINO SUPERIOR PORTUGUÊS 1. Introdução Na sociedade do conhecimento o desenvolvimento económico é potenciado por empresas de base

Leia mais

10º CONGRESSO NACIONAL DE MECÂNICA EXPERIMENTAL

10º CONGRESSO NACIONAL DE MECÂNICA EXPERIMENTAL 10º CONGRESSO NACIONAL DE MECÂNICA EXPERIMENTAL Lisboa LNEC 12 a 14 de outubro de 2016 GUIA PARA PATROCÍNIOS 1 de 5 INTRODUÇÃO O Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) vai organizar de 12 a 14

Leia mais

REDE DE MUNICÍPIOS PARA A ADAPTAÇÃO LOCAL ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS CARTA DE COMPROMISSO

REDE DE MUNICÍPIOS PARA A ADAPTAÇÃO LOCAL ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS CARTA DE COMPROMISSO REDE DE MUNICÍPIOS PARA A ADAPTAÇÃO LOCAL ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS CARTA DE COMPROMISSO CARTA DE COMPROMISSO DA REDE DE MUNICÍPIOS PARA A ADAPTAÇÃO LOCAL ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS Considerando: Que o 5.º

Leia mais

Carta de Missão. Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves

Carta de Missão. Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves Carta de Missão Ministério da Economia e do Emprego Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves Diretor De de de 201. a.. de. de 201 1. Missão do organismo O Gabinete de Prevenção e

Leia mais

O Desenvolvimento do sistema socioeconômico. As fases do capitalismo

O Desenvolvimento do sistema socioeconômico. As fases do capitalismo O Desenvolvimento do sistema socioeconômico capitalista As fases do capitalismo As fases do capitalismo Dois eventos marcaram o fim do socialismo pelo mundo: Queda do Muro de Berlim (1989); Desmembramento

Leia mais

A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER

A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER A GESTÃO DA INOVAÇÃO APCER A Gestão da Inovação Proposta de Utilização do Guia de Boas Práticas de IDI e das ferramentas desenvolvidas no âmbito da iniciativa DSIE da COTEC para o desenvolvimento do sistema

Leia mais

Apoio à Inovação. Novembro 2009

Apoio à Inovação. Novembro 2009 Apoio à Inovação Novembro 2009 Agenda O BNDES Inovação Política de Inovação do BNDES Instrumentos de Apoio à Inovação Linhas Programas Fundos Produtos Prioridades 1950 1960 1970 1980 1990 Infra-estrutura

Leia mais

A jurisprudência da crise do Tribunal Constitucional Português

A jurisprudência da crise do Tribunal Constitucional Português Programa A jurisprudência da crise do Tribunal Em maio de 2011, Portugal solicitou assistência financeira à Comissão Europeia, ao Banco Central Europeu e ao Fundo Monetário Internacional, de forma a superar

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º637/X APROVA O ESTATUTO DO PROFISSIONAL DE ENOLOGIA. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º637/X APROVA O ESTATUTO DO PROFISSIONAL DE ENOLOGIA. Exposição de motivos PROJECTO DE LEI N.º637/X APROVA O ESTATUTO DO PROFISSIONAL DE ENOLOGIA Exposição de motivos Ao longo da história, o sector vitivinícola tem tido um papel de relevo no nosso país enquanto actividade produtora

Leia mais

PROGRAMA TRAINEE 2017/2018

PROGRAMA TRAINEE 2017/2018 PROGRAMA TRAINEE 2017/2018 Voar mais alto é o nosso lema, fazer-te voar é a nossa missão! Com mais de nove décadas de história, a detém um papel de relevo a nível mundial no negócio da manutenção e fabricação

Leia mais

Iniciação Científica e Pesquisa na Educação Básica e Graduação: Desafios e Oportunidades

Iniciação Científica e Pesquisa na Educação Básica e Graduação: Desafios e Oportunidades BRAFITEC- 2017 Iniciação Científica e Pesquisa na Educação Básica e Graduação: Desafios e Oportunidades Profa. Dra. Adriana Maria Tonini Diretora de Engenharias, Ciências Exatas, Humanas e Sociais MISSÃO

Leia mais

Grupo Portucel Soporcel promove Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã

Grupo Portucel Soporcel promove Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã Grupo Portucel Soporcel promove Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã A Floresta foi o tema central da Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã, que o grupo

Leia mais

Que Serviços de Nova Geração para a Educação? Museu da Electricidade 8 de Julho de 2009

Que Serviços de Nova Geração para a Educação? Museu da Electricidade 8 de Julho de 2009 Que Serviços de Nova Geração para a Educação? Museu da Electricidade 8 de Julho de 2009 plano tecnológico da educação objectivo estratégico e metas objectivo estratégico colocar Portugal entre os cinco

Leia mais

Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial: Perspectivas para o Futuro. Novembro de 2007

Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial: Perspectivas para o Futuro. Novembro de 2007 Desenvolvimento Sustentado da Inovação Empresarial: Perspectivas para o Futuro Novembro de 2007 Preocupações fundamentais da COTEC na condução das suas iniciativas Consistência das iniciativas a desenvolver,

Leia mais

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA

Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Tabela I ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA Possíveis Saídas Profissionais: As engenheiras e os engenheiros electrotécnicos podem exercer a sua actividade profissional em: a) projecto de instalações eléctricas,

Leia mais

Os eventos que aqui estamos a apresentar pretendem ser um espaço de visibilidade, de promoção e de negócios em relação a

Os eventos que aqui estamos a apresentar pretendem ser um espaço de visibilidade, de promoção e de negócios em relação a Intervenção do presidente da Fundação AIP, Comendador Jorge Rocha de Matos, por ocasião da apresentação oficial da Alimentaria&Horexpo Lisboa e do Portugal Agro 17 Julho 2015 Senhora Ministra da Agricultura

Leia mais

CRIAR VALOR, CONSTRUIR O FUTURO

CRIAR VALOR, CONSTRUIR O FUTURO Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares º DA INDÚSTRIA CONGRESSO PORTUGUESA AGRO-ALIMENTAR CRIAR VALOR, CONSTRUIR O FUTURO PROPOSTA DE PARCERIA CONVENTO DO BEATO LISBOA 4 DE ABRIL 2017 6º

Leia mais

IX CONGRESSO DA AGEPOR 9 e 10 de Outubro/Douro

IX CONGRESSO DA AGEPOR 9 e 10 de Outubro/Douro IX CONGRESSO DA AGEPOR 9 e 10 de Outubro/Douro ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS PARA O SETOR MARÍTIMO-PORTUÁRIO (2006) VISÃO ESTRTÉGICA Reforçar a centralidade euro-atlântica de Portugal Aumentar fortemente a

Leia mais

dos Antigos Parlamentares dos Estados do Conselho

dos Antigos Parlamentares dos Estados do Conselho Senhor Presidente da Associação dos Antigos Parlamentares dos Estados do Conselho da Europa. Exmos Oradores convidados e demais participantes neste encontro Em nome da Assembleia Legislativa da Madeira

Leia mais

Discurso proferido por Vítor Caldeira, Presidente do Tribunal de Contas Europeu

Discurso proferido por Vítor Caldeira, Presidente do Tribunal de Contas Europeu TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU DISCURSO Luxemburgo, 22 de novembro de 2012 ECA/12/46 Discurso proferido por Vítor Caldeira, Presidente do Tribunal de Contas Europeu Apresentação do Relatório Anual relativo

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologias

Faculdade de Ciências e Tecnologias Faculdade de Ciências e Tecnologias Universidade Nova de Lisboa Mestrado Integrado em Engenharia do Ambiente Duração: 5 anos Grau: Mestrado Coordenador: Maria de Graça Martinho Objectivos: A Engenharia

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Classificações dos últimos colocados pelo contingente geral Código Instit.

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO Classificações dos últimos colocados pelo contingente geral Código Instit. Classificações dos últimos s pelo contingente geral 0110 8031 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo Ciências Farmacêuticas (Pretórios) PM 15 15 1 0 154,0 0 0110 8085 Universidade dos Açores - Angra

Leia mais

O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027

O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027 Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável O TURISMO DE NATUREZA NA ESTRATÉGIA PARA O TURISMO 2027 Nuno fazenda Lisboa, 28 de outubro de 2016 AGENDA ET 27: enquadramento e percurso

Leia mais

Rede Aga Khan para o Desenvolvimento Aga Khan Development Network

Rede Aga Khan para o Desenvolvimento Aga Khan Development Network www.akdn.org Arquitectura l Sociedade Civil l Cultura l Desenvolvimento Económico Educação l Saude l Cidades Históricasl Assitencia Humanitária Microfinança l Musica l Planeamento e Construção Desenvolvimento

Leia mais

Inquérito Global sobre Empresas Familiares 2016

Inquérito Global sobre Empresas Familiares 2016 Inquérito Global sobre Empresas Familiares 2016 w w w. e m p r e s a s f a m i l i a r e s. p t Inquérito Global das Empresas Familiares 2016 -PwC Estudo internacional destaca importância de empresas familiares

Leia mais

IN MEMORIAM E EVOCAÇÃO

IN MEMORIAM E EVOCAÇÃO IN MEMORIAM E EVOCAÇÃO Capitão-de-mar-e-guerra Armando José Dias Correia Almirante António Manuel Fernandes da Silva Ribeiro VICE-ALMIRANTE ANTÓNIO EMÍLIO DE ALMEIDA AZEVEDO BARRETO FERRAZ SACCHETTI ::

Leia mais

Economia de Baixo Carbono: Oportunidade na reforma do sector da energia Maria da Graça Carvalho e Ana Pipio

Economia de Baixo Carbono: Oportunidade na reforma do sector da energia Maria da Graça Carvalho e Ana Pipio Introdução É fundamental adaptarmos o debate europeu e global sobre as alterações climáticas e a segurança energética à missão de construir uma sociedade de baixo carbono. A reforma do sector da é uma

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Inovação. Nelson Akio Fujimoto Secretário de Inovação

Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Inovação. Nelson Akio Fujimoto Secretário de Inovação Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Inovação Nelson Akio Fujimoto Secretário de Inovação Plano Brasil Maior 2011/2014 Inovar para competir. Competir para crescer.

Leia mais

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET. - Curso de Engenharia Mecânica

Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado. Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET. - Curso de Engenharia Mecânica Normas de Estágio Curricular Não Obrigatório Remunerado Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas - ICET - Curso de Engenharia Mecânica Currículo 2013/01 Descrição do Curso: O Curso de graduação em Engenharia

Leia mais

Cidades Analíticas. das Cidades Inteligentes em Portugal

Cidades Analíticas. das Cidades Inteligentes em Portugal Cidades Analíticas Acelerar o desenvolvimento das Cidades Inteligentes em Portugal Programa Operacional Regional Programa Operacional Regional do Centro 2014-2020 PROGRAMA OPERACIONAL REGIONAL DO CENTRO

Leia mais

O preço e valor do medicamento em contexto

O preço e valor do medicamento em contexto O preço e valor do medicamento em contexto Os sistemas de saúde enfrentam, cada vez mais, desafios de sustentabilidade face ao aumento de procura de cuidados de saúde e à necessidade de garantir a acessibilidade

Leia mais

A Indústria Portuguesa de Moldes

A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes A Indústria Portuguesa de Moldes tem vindo a crescer e a consolidar a sua notoriedade no mercado internacional, impulsionada, quer pela procura externa, quer pelo conjunto

Leia mais

APRESENTAÇÃO SEMINÁRIO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA: AS GRANDES OPORTUNIDADES

APRESENTAÇÃO SEMINÁRIO EFICIÊNCIA ENERGÉTICA: AS GRANDES OPORTUNIDADES APRESENTAÇÃO O Jornal água&ambiente organiza o Seminário Eficiência Energética: as grandes oportunidades no próximo dia 26 de Junho de 2012, no Hotel Açores, em Lisboa. Numa altura em que a eficiência

Leia mais

Programa Nacional de Juventude

Programa Nacional de Juventude Programa Nacional de Juventude O Programa Nacional de Juventude, que hoje se apresenta, tem o seu enquadramento no Programa do XVII Governo Constitucional e nas Grandes Opções do Plano, e acolhe as prioridades

Leia mais

Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista

Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista Informação à Imprensa 25.08.09 Nova Fábrica de Papel inicia testes de produção na data prevista Investimento de 550 milhões, gerador de elevado valor acrescentado, terá um impacto significativo na economia

Leia mais

MESTRADO EM GESTÃO DA SAÚDE

MESTRADO EM GESTÃO DA SAÚDE MESTRADO EM GESTÃO DA SAÚDE Coordenação Coordenadora Profª. Doutora Céu Mateus Coordenador Adjunto Prof. Doutor Julian Perelman Coordenador Adjunto Prof. Doutor Rui Santana Plano de Estudos Plano de Estudos

Leia mais

[Cumprimentos protocolares]

[Cumprimentos protocolares] VI Reunião dos Pontos Focais de Governação Eletrónica IV Conferência sobre Governação Eletrónica da CPLP Os desafios da Governação Eletrónica para o melhoramento da eficiência e eficácia do Estado e da

Leia mais

mar 2020: Fazer acontecer o MAR

mar 2020: Fazer acontecer o MAR Onde a terra se acaba e o mar começa (in Os Lusíadas, Canto III) Portugal sempre foi mar. Mas agora, mais do que nunca, o mar pode ser uma infinidade de oportunidades para todos os portugueses. A extensão

Leia mais