OBRAS DIMAS GARCIA Informações: 1959 É o início de sua estrada como artista plástico. Nome civil: Dimas Planas Garcia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OBRAS DIMAS GARCIA 1959. Informações: 1959 É o início de sua estrada como artista plástico. Nome civil: Dimas Planas Garcia"

Transcrição

1 OBRAS DIMAS GARCIA 1959 Informações: 1959 É o início de sua estrada como artista plástico. Nome civil: Dimas Planas Garcia Natural de Promissão/SP em 04 de março de Atualmente com atelier à: Rua Alferes Raimundo 334, Campinas/São Paulo/Brasil 1 / 30

2 CEP Código de endereçamento postal Brasil. Telefones: (19) / (19) Internet: Site: Formação: Considera-se um artista contemporâneo autodidata, pois não tem nenhuma formação acadêmica em artes plásticas e nem nunca freqüentou qualquer curso de artes plásticas. Início Atividade: 2 / 30

3 Em 1959 participa pela primeira vez e oficialmente de um evento de artes plásticas, era o Salão de Artes Plásticas da I Feira de Ciências e Artes do Curso Cientifico do Instituto de Educação Castello Branco de Limeira/SP, recebe então a primeira premiação de sua longa carreira artística plástica, uma "Medalha de Honra ao Mérito". Breve Histórico: Natural de Promissão/SP em 04/Março/1938. (74 Anos). Na infância transita entre Promissão, Jau e Araraquara. (1939/1945). Começou seus estudos do antigo ciclo primário em Jau/SP. (1944/45). Vai completar seus estudos, do primário, do ginasial e do cientifico em Limeira/SP. (1947/60). Em 1959 inicia sua carreira artística participando de um Salão no Instituto de Educação Castello Branco de Limeira/SP, tendo recebido a Medalha de Honra ao Mérito. O jovem artista nunca mais para. (1959/2012). Em 1969 transfere-se sua residência e atelier para Campinas/SP. Integra-se imediatamene ao Movimento Artista Plástico de Campinas/SP. Conhece e passa a ter amizade com praticamente todos os integrantes remanescentes do 3 / 30

4 famoso Grupo Vanguarda, tais como: Mário Bueno (1916/2001), Geraldo Jürgensen, Raul Porto, Maria Helena Motta Paes, Enéas Dedecca, Bernardo Caro, Thomaz Perina (1921/2009), Francisco Biojone. Bem como com outros grandes artistas da cidade como: Lélio Coluccini, Aristides Silva (V8), Maurício Nogueira Lima, Ermes Bernardi, Ademar Manarini, Maneco Aphonso Ferreira, Reynaldo Bianchi, Heitor Takahashi, Alberto Teixeira. Passa também a ter amizade e transitar livremente entre os artistas do chamado Grupo Pós Grupo Vanguarda, que prefere não citar nomes pois são tantos, abrangendo as Décadas de 1950 a Ganha a amizade a admiração de Thomaz Perina que vai se tornar seu incentivador e seu orientador, até sua morte. (1921/2009). Em 1984, inicia um trabalho de organização e realização de eventos culturais, administração e assessoria de espaços culturais e a artistas emergentes, num verdadeiro trabalho de "agitação cultural", na cidade de Campinas/SP, desprezando sempre qualquer apoio ou ajuda oficial por entender que a "cultura" não pode e não deve manter amarras com os poderes públicos e/ou econômicos. 4 / 30

5 Realizou ao longo destes 52 de carreira artística de 1959 a 2012 de: 041 Exposições Individuais (Apenas 11 em Campinas/SP), 022 Individuais Simultâneas, 057 Salões Oficiais de Arte, 032 Premiações em Salões Oficiais e Homenagens, 018 Exposições no Exterior, 145 Exposições Coletivas, 492 Organizações de Eventos de Artes Plásticas, 042 Obras em Acervos Oficiais, 033 Participações em Acervos Oficiais, 132 Citações em Jornais, Revistas e Livros, 060 Membro de Corpo de Jurado de Salões, 041 Curadorias de Eventos de Artes Plásticas, 018 Apresentações para artistas plásticos, 008 Cargos Oficiais, 009 Coordenadorias de Espaços Culturais, 359 Palestras e oficinas de artes como arte educador, 492 Organizações de eventos culturais, salões, panoramas, grupos de artistas e outros. Totalizando até 31/Dezembro/2012 Um mil e quinhentos e nove (1.509) eventos de artes plásticas. Atividades Artísticas: Individuais: 041 Exposições Individuais As dez (10) principais: Campinas/SP - 1a./Gal. Teatro Municipal José Castro Mendes 5 / 30

6 Rio da Janeiro/RJ - 3a./Galeria "Macunaíma" da Funarte Florianópolis/SC - 10a./Museu de Arte de Santa Catarina Joinville/SC - 11a./Museu de Arte Campinas/SP - 24a./MACC - Museu de Arte Contemporânea Limeira/SP - 25a./Museu Histórico Major Levy Sobrinho Piracicaba/SP - 30a./Espaço Cultural Engenho Central Lisboa/Portugal - 32a./Galeria de Arte do Lisboa Penta Hotel 2002 São Paulo/SP 37a./Espaço Cultural CRC/SP 2009 Campinas/SP Espaço Cultural Casa Azul Da PUC Campinas 6 / 30

7 Individuais Simultâneas: 022 Individuais Simultâneas As dez (10) principais: Campinas/SP - Centro Convivência Cultural, c/thomaz Perina São Paulo/SP Gal. "Maison Des Arts", c/ T. Perina e Zalochi Curitiba/PR - Fundação Cultural de Curitiba, com Nilza Barude São Paulo/SP - Galeria do "Sesi" Avenida Paulista, com Zaloch.i São Paulo/SP - Espaço Cultural Almeida Barone, c/ T. Perina Indaiatuba/SP e Campinas/SP- Expo "Dois tempos na pintura e no teatro". Museu Histórico do Casarão do Pau Preto e Museu de Arte Contemporânea de Campinas - MACC. Com Dimas Garcia, Mário Bueno (1916/2001) e Thomaz Perina (1921/2009), Zalochi artistas plásticos e Paulo Simões - artes cênicas Campinas/SP - Expo. "Aktualajo" Centro Convivência Cultural Campinas Com Mário Bueno (1916/2001), Thomaz Perina (1921/2009) e Zalochi Campinas/SP - Museu Arte Contemporânea de Campinas Com Mário Bueno (1916/2001), Thomaz Perina (1921/2009) e Zalochi. 7 / 30

8 2005 Campinas/SP MACC - Expo. A Insistência na Pintura. Com Thomaz Perina (1921/2009), Vanderlei Zalochi e Vera Ferro Campinas/SP MACC Expo. 4 Individuais Com Márcio Rodrigues, Thomaz Perina (1921/2009) e Vanderlei Zalochi. Exposições Exterior: 015 Exposições no Exterior: Roma/Itália - Prêmio Nazionale Colosseum/86. (Placa de Prata e Artista Convidado) Roma/Itália - Forum Interart no Pavillon D`Estate di Villa Miami. 8 / 30

9 Porto/Portugal - Festival Internacional Artes Plásticas Na Porto Galeria de Arte Coimbra/Portugal - Exposição Arte Brasil/93 Câmara Municipal de Coimbra Havana/Cuba - Exposição Arte Del Momento, Intercâmbio Cultural. Cuba/Brasil. Exposição Galeria Latino Americana. "Casa de Las Américas" Havana/Cuba Expo. Arte Del Momento. Intercâmbio Cultural. Cuba/Brasil. Exposição Sala Rubén Martínez Villena da Union de Escritores y Artistas de Cuba Havana/Cuba Expo. Arte Del Momento. Intercâmbio Cultural. Cuba/Brasil. Expo.Institu to Cubano de Amistad Con Los Pueblos Lisboa/Portugal Expo.Arte Brasil/95. Espaço Altis Park Hotel. Lisboa/Portugal Expo.Aspectos Artes Plásticas Portugal, na Galeria Lisboa Penta Hotel Nisa/Portugal Expo.Luso Brasileira. Câmara Municipal de Nisa Évora/Portugal Expo. Artes Plásticas Na Lusofonia 9 / 30

10 Palácio Dom Manuel de Évora Lisboa/Portugal - Coletiva de artistas brasileiros Na Galeria do Lisboa Penta Hotel Lisboa/Portugal Coletiva da Associação dos Artistas Plásticos de Carcavelos Lisboa/Portugal Expo da ATEAR Associação Artistas Plásticos de Carcavellos. Inter câmbio Cultural Brasil/Portugal. Coletivas: 145 Exposições Coletivas As dez (10) principais Porto Alegre/RS - "Contemporâneos de Província" no Museu Arte Rio Grande do Sul São Paulo/SP - "Galeria André" Brasilia/DF Expo.Professores e Colaboradores Puccamp,Hotel Nacional Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ - Coletiva Galeria Arte Borghese. 10 / 30

11 Valinhos/SP - I Bienal Paulista de Arte Contemporânea, Artista Convidado Para Representar Campinas/SP Valinhos/SP - Expo Arte do Momento. Intercâmbio Cultural. Brasil/Cuba. Exposição Centro Social Gessy Lever Blumenau/SC Expo. Arte do Momento. Intercâmbio Cultural. Brasil/Cuba. Exposição Biblioteca da Fundação Universidade Regional de Blumenau/SC São Paulo/SP Expo. Arte do Momento. Intercâmbio Cultural. Brasil/Cuba. Expo na Oficina Cultural Amacio Mazzaropi São Paulo/SP Expo. Arte do Momento. Intercâmbio Cultural. Brasil/Cuba. Exposição no Auditório Alceu Amoroso Lima da Secretária da Cultura do Estado Campinas/SP - Panorama Cultural de Campinas/95 no Museu Arte Contemporânea Campinas/SP Expo. Acervo do Museu Arte Contemporânea, "31 Anos de Preservação e Memória do MACCampinas 11 / 30

12 Campinas/SP - Museu de Arte Contemporânea Expo. Os Herdeiros de 22 no Acervo do MACCampinas 2002/a/ Campinas/SP - Espaço Cultural SindCon Bienal Expo. I Panorama das Artes Plásticas de Campinas 2001/ São Paulo/SP Expo. Acervo do Palácio 9 de Julho Espaço Cultural da Assemblei Legislativa do Estado, Organizada Pelo Instituto de Recuperação do Patrimônio Histórico do Estado no Estado de São Paulo IPH/SP Campinas/SP Espaço: Saguão da Estação Cultura. Antiga Estação Ferroviária da Cia.Paulista de Estrada de Ferro. Expo Pluralidade. Oito consagrados contemporâneos Campinas/SP Campinas/SP Espaço: Saguão da Estação Cultura. 12 / 30

13 V Expo Panorama das Artes Contemporâneas de Campinas/SP. Salões: 057 Salões Oficiais de Artes Plásticas Os dez (10) principais: Limeira/SP - I Feira Ciências e Artes (Medalha Honra Ao Mérito). 1973/75/77/79/80/81 - Limeira/SP - I, III, V, VII, VIII, IX Salão Limeirense Arte Contemporânea (Medalha de Prata/79) (Medalha de Ouro/80). 1979/82/84 - Ribeirão Preto/SP IV, VII, IX Salão A Contemporânea. 1979/80/81 - Taubaté/SP - VII, VIII, IX Salão Oficial Artes Plásticas (Pequena Medalha de Ouro/79) (Aquisição Prefeitura Municipal/79). 1979/84 - Piracicaba/SP - XI, XVII Salão Arte Contemporânea 13 / 30

14 (Menção Honrosa/79). 1980/81/82/83/84 - Araras/SP - V, VI, VII, VIII, IX Salão Ararense Artes Plásticas. (Menção Honrosa/80) (Medalha Bronze/81) (Medalha Honra ao Mérito/82) (Medalha Prata/84) Salvador/BA - I Salão Nacional Artes Visuais Bahia Recife/PE - XXXIII Salão Artes Plásticas Pernambuco Castel Gandolfo/Itália - 50a. Sagra Delle Pesche. I Mostra Extemporânea de Pintura, (Terceiro Classificado) Roma/Itália - 43a. Exposição Di San Lorenzo.(Convidado). Premiações: 031 Premio Recebido Os dez (10) principais 14 / 30

15 I Feira de Ciências e Artes do Curso Científico. Instituto Castello Branco de Limeira/SP. "Medalha de Honra ao Mérito" VII Salão Limeirense de Arte Contemporânea. "Medalha de Prata" VII Salão Oficial de Artes Plásticas de Taubaté/SP. Prêmio Aquisição Prefeitura Municipal" VII Salão Oficial de Artes Plásticas de Taubaté/SP. "Pequena Medalha de Ouro" XI Salão de Arte Contemporânea Piracicaba/SP. "Menção Honrosa" V Salão Ararense de Artes Plásticas Araras/SP. "Menção Honrosa" VIII Salão Limeirense Arte Contemporânea. 15 / 30

16 "Medalha de Ouro" VII Salão Ararense de Artes Plásticas. Medalha de Bronze" XIV Salão Ararense de Artes Plásticas. "Medalha de Prata" Castel Gandolfo Itália. 50o Sagra Delle Pesche. Terceiro Classificado. Homenagens: 016 Titulos e Homenagens Os dez (10) principais 16 / 30

17 Artistas Convidados - Dimas Garcia, Thomaz Perina e Francisco Biojone. - II Salão de Artes da Escola Comunitária "Placa de Pratina" - Roma Itália. Premio Nacional Colosseum "Artista Convidado" - Roma Itália. Premio Nacional Colosseum Medalha Carlos Gomes - Da Câmara Municipal de Campinas, outorgada por meio de Decreto Legislativo ao artista plástico por relevantes serviços prestados a Campinas no campo cultural Trofeu SindCon-Arte - Recebe da Diretoria do Sindicato dos Contabilistas de Campinas/SP, o Trofeu. por relevantes serviços prestados à cultu ra e em reconhecimento e homenagem ao seu trabalho realizado nos últimos 8 (oito) anos na realização dos "SindCon's-Arte Homenagem - Congratulações da Câmara de Vereadores de Piracicaba/SP, por meio do Oficio 138/01, referente ao requerimento 687/01 da ilustre Vereadora Aparecida Gregolin Abe, parabenizando o artista "por relevantes serviços prestados à Cultura da Região", pela organização dos Salões SindCon s-arte" Premio Destaque Recebe o "Premio Destaque 2001 do "Museu de Arte Contemporânea Olho Latino", em solenidade oficial realizada na "Sala dos Imortais da Academia Campinense de Letras" Premio Personalidade do Ano - Recebe o Personalidade do Ano" do "Museu de Arte Contemporânea Olho Latino", em solenidade oficial realizada na "Sala dos Imortais da Academia Campinense de Letras". 17 / 30

18 Diploma de Honra - Outorgado pela Galeria Municipal de Fitares e Câmara Municipal de Sintra, Portugal Diploma de Honra - Premio pela participação como Artista Convidado - Exposição Artistas do Rio, organizado pela Associação Artistas Plásticos de Cacarvellos, Portugal. Organizações: 492 Organizações Eventos de Artes Plásticas Os dez (10) principais Inicia um trabalho de organização e realização de eventos culturais, administração e assessoria de espaços culturais e a artistas emergentes, num verdadeiro trabalho de "agitação cultural", na cidade de Campinas/SP, desprezando sempre qualquer apoio ou ajuda oficial por entender que a "cultura" não pode e não deve manter amarras com os poderes públicos e/ou econômicos. 1984/a/ Campinas/SP - Organiza e administra o "Grupo Campinas Arte Hoje". Congrega 40 artistas contemporâneos, realizam exposições em Piracicaba/SP, São Bernardo do Campo/SP, Osasco/SP, Jundiaí/SP, Ribeirão Preto/SP, Franca/SP e Santo André/SP, sem qualquer ajuda oficial e/ou apoio cultural. 18 / 30

19 Campinas/SP - Organiza e realiza com o artista plástico e Professor do Instituto de Artes da PucCamp, Paulo Cheida Sans a "I Bienal Internacional de Gravura de Campinas". O evento reuniu 304 gravadores de 46 paises, com ampla repercussão a nível nacional e internacional Campinas/SP - Fundador "MAMCampinas" - Museu de Arte Moderna de Campinas Empreendimentos Culturais Ltda. Sendo seu Diretor Executivo até a presente data. Em Agosto/2007, Funda a Associação MAMCampinas. E assume e Cargo de Vice Presidente Organiza e realiza com o Professor Paulo Cheida Sans o "I Salão Regional de Arte Contemporânea de Campinas/SP", para a Delegacia Regional de Cultura do Estado. 1992/a/ Passa a organizar e realizar anualmente o "SindCon-Arte". O Salão é formatado para nos anos pares se realizar o "Salão Nacional de Arte Contemporânea" e nos anos impares o "Salão Nacional de Belas Artes" Organiza e realiza com a curadoria do Professor Paulo Cheida Sans a Exposição Itinerante "Artistas & Tendências". O grupo fez Exposições em Brasília/DF, Joinville/SC e Florianópolis/SC. 19 / 30

20 É nomeado pelo Prefeito Municipal de Atibaia/SP, Presidente da Comissão Organizadora do "X Encontro de Artes Plásticas de Atibaia/SP". 1997/a/ Passa a orientar e trabalhar como "voluntário" para a "Fundação Bezerra de Menezes de Campinas/SP", realizando um trabalho de "arte educação" direcionado para crianças carentes da periferia de Campinas/SP. Na análise critica e sincera do artista o melhor e mais importante trabalho realizado no campo das artes plásticas. Em Dezembro/2006 é agra ciado pela Fundação Bezerra de Menezes, por seu serviço voluntário junto às crianças, durante os dez (10) últimos anos, com um trabalho de Arte Educação, recebendo o Diploma de Honra Ao Mérito e Responsabilidade / Organiza e realiza para o Sindicato dos Contabilistas de Campinas - SindCon, o Primeira e a Segunda Bienal Internacional de Arte Infanto Juvenil do SindCon-Arte". 2002/2009 Organiza e realiza para o Sindicato dos Contabilistas de Campinas SindCon, o Panorama das Artes Plásticas de Campinas. 20 / 30

21 Pareceres Críticos: "GEOMETRIA HIPERSENSÍVEL" "A geometria que Dimas Garcia cultua é sensível, bem distante da geometria matemática e racional dos teoremas. É sensível porque é construída com a emoção da cores e a ordenação das retas, do grafismo arquitetado. Dimas Garcia busca denunciar a padronização do mundo em que vivemos, inclusive até nas moradias, hoje denominadas conjuntos habitacionais, onde os homens perdem sua condição individual para tornarem-se o robô coletivo. Dimas Garcia explora as formas geométricas exaustivamente, dando-lhes coloração chapada e, assim, favorecendo ainda mais a presença marcante da linha, elemento primordial de sua busca." Alberto Beuttenmuller 21 / 30

22 "Sobre a Série Habitat II" Individual Simultânea de Dimas Garcia e Thomaz Perina. Apresentação de Alberto Beuttenmuller e José Teixeira Leite, Espaço Cultural Almeida Barone de São Paulo/SP em "A CASA COMO MÁQUINA DE SONHAR" "Sobre a Série Habitat" Ao longo de uma notável carreira de pintor e promotor cultural, desenvolvida na cidade de Campinas/SP, Dimas Garcia escolheu um vocabulário que permaneceu de uma simplicidade austera, desde o início de sua atividade artística. As formas são o quadrado e o triângulo, com algumas variantes como o losângulo e o trapézio; as cores são utilizadas em combinações binárias, aqui também as variações são poucas, duas ou três 22 / 30

23 tonalidades com seus respectivos camaïeus - as nuances de uma mesma cor. A sintaxe, na obra de Dimas Garcia, ou seja a composição, obedece ao a mesmo rigor que escolha dos elementos formais e cromáticos. A economia nos meios empregados consegue em efeito sedutor apesar do método ascético que consiste na repetição do mesmo algoritmo, seguindo um ou dois eixos de simetria, sem que haja preferência, na forma final da obra, pelo eixo horizontal ou pelo eixo vertical. Para não confundir o espectador, às vezes Dimas Garcia coloca números na tela, decidindo da orientação do olhar, mas acontece que para algumas obras, isto não faz nenhuma diferença. Como em certos truques de ótica, existe um ilusionismo inerente à combinação formas/cores e o resultado obtido nesses casos, de maneira deliberadamente calculada pelo artista, se aproxima do optical art e lembra Vasarely. 23 / 30

24 Sem mudar de linguagem, e obedecendo sempre a uma disciplina seletiva dos meios de expressão, nas suas obras mais recentes Dimas Garcia explicita o que ele considera ser o tema único de sua obra, tanto do ponto de vista formal quanto do ponto de vista conceitual : "a casa ". Ele afirmava alguns anos atrás : "meu objetivo é mostrar o congestionamento dos espaços urbanos pelas construções... a sufocação da natureza... a habitação como cela." Nas telas mais abstratas, os triângulos eram telhados, os quadrados e retângulos formavam paredes sem portas nem janelas. Mas as casas eram ou não percebidas como tais, e a mensagem de Dimas Garcia, através da "geometria hipersensível" de suas telas - como a definiu Alberto Beutenmüller - era captada ou não, aparecendo obviamente "a presença marcante da linha", segundo o crítico. 24 / 30

25 "Sobre a Séria Ecoambiência" Agora, a mesma forma se repete modularmente, bem menor e identificável, disposta em fileiras ora verticais ora horizontais, ou em amontoados bem ordenados, casinha obsessiva, monótona, na sua mesmice, quanto mais insistente que sua cores não são agressivas. Pelo contrário, a palheta de Dimas Garcia é apagada, fria, além de ser reduzida. Das cores chapadas das telas puramente geométricas, Dimas Garcia passou para um trabalho de texturas muito sutis e delicadas, tratando parte da tela - acima ou abaixo da linha de casinhas - em pinceladas leves, como nuvens de penugem ou flocos de neve, numa técnica que lembra a aquarela e é obtida por uma dosagem certa de água na tinta acrílica. Esse artifício acrescenta a geometricidade das casas um efeito que pode ser interpretado como uma maior liberdade no metier ao mesmo tempo que a insinuação do lirismo dentro do abstracionismo, e que Dimas Garcia explica como sendo "a expressão da natureza dentro do mundo humano". Liberdade ou libertação sugere também a franja que circunda a tela, entre seu contorno bem traçado e a moldura, um espaço tratado com muita soltura, quase um borrão, espaço que foge do discurso severo do quadro, uma espécie de sorriso do artista / 30

26 Sem retórica exagerada, com uma lógica que o faz descartar de sua produção - suprimindo-as, simplesmente - as telas que não correspondem aos critérios que definem para ele a obra acabada, Dimas Garcia comunica sua visão de um mundo onde o homem é infeliz, num contexto urbanístico totalmente caótico, triste como uma prisão, cercado por uma natureza onde o verde das árvores e o azul do céu e do mar começam a se alterar, porque o homem esvaziou a vida deles. A mensagem que Dimas Garcia pretende veicular na sua obra plástica, por mais trágica que seja, não consegue alterar a serenidade que comunicam suas composições perfeitamente equilibradas e a doçura que se depreende da harmonia de cores pastel que caracterizam sua palheta. Se para o arti sta a habitação é uma cela, para o espectador as casas de Dimas Garcia fazem sonhar, são os elementos de um mundo estético cuja contemplação proporciona um prazer delicado, refinado, tão exigente na sua satisfação quanto o artista no seu processo de criação, um prazer de connaisseur. Madame Josette Balsa 26 / 30

27 "Sobre a Série Habitat II e Ecoambiência I" Texto de apresentação para a exposição individual no Museu de Arte Contemporânea de Campinas/SP em 1990 Depoimento do Artistas Sobre a Série Ecoambiência (1989/2012) Ecoambiência fala da vida moderna, enfatizando a solidão, o isolamento do homem em seu próprio ambiente. A paisagem despojada ilustra a aridez da vida, o vazio representa a distância afetiva e psicológica entre as pessoas, o cotidiano, a monotonia, a incomunicabilidade, a massificação / 30

28 Nas telas nada é enfatizado, a mensagem é enxuta, não há detalhes desnecessários e nenhuma preocupação virtuosistica. Representam o isolamento, a ausência de espírito na vida urbana, a busca do equilíbrio harmônico entre a figura, o ambiente e o vazio. Em estilo próprio, de forte expressão, num figurativo realista, eu, artista, tento desvendar o anonimato. Dimas Garcia Informações: 1959 É o início de sua estrada como artista plástico. 28 / 30

29 Nome civil: Dimas Planas Garcia Natural de Promissão/SP em 04 de março de Atualmente com atelier à: Rua Alferes Raimundo 334, Campinas/São Paulo/Brasil Código de endereçamento postal CEP Telefones: (19) / (19) Internet: Site: 29 / 30

30 Fonte de informações: Arquivo particular do artista. Jornais e Revistas dos últimos quarenta (40) anos. Depoimento de artistas, colegas e amigos. 31/DEZEMBRO/2011 ============================================================== DIMAS GARCIA / 30

S.M.ARTIOLI - 1999. Informações: 1999 - É o início de sua estrada como artista plástica. Nome civil: Sandra Maria Artioli

S.M.ARTIOLI - 1999. Informações: 1999 - É o início de sua estrada como artista plástica. Nome civil: Sandra Maria Artioli S.M.ARTIOLI - 1999 Informações: 1999 - É o início de sua estrada como artista plástica. Nome civil: Sandra Maria Artioli Natural de Itapuí/SP em 29 de junho de 1967. Atualmente com atelier à: Travessa

Leia mais

Graduação em Artes Plásticas - Habilitação em Artes Plástica - Gravura - Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte MG, Brasil

Graduação em Artes Plásticas - Habilitação em Artes Plástica - Gravura - Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte MG, Brasil Nasceu em Itanhém-BA, 1960 Vive e trabalha em Vitória-ES, Formação 1982-1987 Graduação em Artes Plásticas - Habilitação em Artes Plástica - Gravura - Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte

Leia mais

universidade estadual de campinas

universidade estadual de campinas UNICAMP universidade estadual de campinas GALERIA DE ARTE» UNICAMP GALERIA DE ARTE < UNICAMP ODILLA MESTRINER AQUARELAS E DESENHOS SETEMBRO/85 APRESENTAÇÃO A primeira característica impressionante na personalidade

Leia mais

Amarílis Maria de Medeiros Chaves

Amarílis Maria de Medeiros Chaves Amarílis Maria de Medeiros Chaves Amarílis Chaves nasceu em Belo Horizonte, onde muito cedo despertou para as Artes Plásticas, nunca mais tendo parado este percurso, sempre na procura do traço certo, da

Leia mais

www.sinapespaiap.com.br/paginas/artistas/fatimalourenco.htm http://www.artcanal.com.br/oscardambrosio/fatimalourenco.htm www.fatimalourenco.art.

www.sinapespaiap.com.br/paginas/artistas/fatimalourenco.htm http://www.artcanal.com.br/oscardambrosio/fatimalourenco.htm www.fatimalourenco.art. Currículo Artístico: Maria de Fátima Lourenço Nunes Nome Artístico: Fátima Lourenço Aquarelista e desenhista Contatos: Telefone: (cel.) 9606 2875 fatimalou@hotmail.com ou sao68313@terra.com.br www.sinapespaiap.com.br/paginas/artistas/fatimalourenco.htm

Leia mais

Paula Almozara «Paisagem-ficção»

Paula Almozara «Paisagem-ficção» Rua da Atalaia, 12 a 16 1200-041 Lisboa + (351) 21 346 0881 salgadeiras@sapo.pt www.salgadeiras.com Paula Almozara «Paisagem-ficção» No âmbito da sua estratégia internacional, a Galeria das Salgadeiras

Leia mais

Salão de Arte Contemporânea de Campinas S.P. 1965 66 67 68 Salão do Trabalho S. P. 1962 64 Salão de Arte de Macaé Rio de Janeiro 1959 Salão de Arte

Salão de Arte Contemporânea de Campinas S.P. 1965 66 67 68 Salão do Trabalho S. P. 1962 64 Salão de Arte de Macaé Rio de Janeiro 1959 Salão de Arte Salão de Arte Contemporânea de Campinas S.P. 1965 66 67 68 Salão do Trabalho S. P. 1962 64 Salão de Arte de Macaé Rio de Janeiro 1959 Salão de Arte de Jaboticabal S.P. 1965 66 1 0 Salão de Pesquisa Operacional

Leia mais

CURRÍCULUM VITAE IRMA BUFFON ZAMBELLI. Endereço Rua Moreira César, 2912 apto 130. Bairro Centro. ibz2912@gmail.com

CURRÍCULUM VITAE IRMA BUFFON ZAMBELLI. Endereço Rua Moreira César, 2912 apto 130. Bairro Centro. ibz2912@gmail.com CURRÍCULUM VITAE Nome IRMA BUFFON ZAMBELLI Endereço Rua Moreira César, 2912 apto 130 Bairro Centro Cep 95034-000 Caxias do Sul (RS) Brasile Tel. 54-3221.3048 cel. 54-9206.6334 e-mail Estado Civil Data

Leia mais

Ricardo Pereira Artista Plástico. Nascido em Recife, PE, em 1961. Graduação: Bacharelado em Pintura Escola de Belas Artes - (EBA) UFRJ - 1989

Ricardo Pereira Artista Plástico. Nascido em Recife, PE, em 1961. Graduação: Bacharelado em Pintura Escola de Belas Artes - (EBA) UFRJ - 1989 CURRÍCULO Ricardo Pereira Artista Plástico Nascido em Recife, PE, em 1961. FORMAÇÃO: CURSOS: Graduação: Bacharelado em Pintura Escola de Belas Artes - (EBA) UFRJ - 1989 Oficina de Xilogravura EBA/UFRJ

Leia mais

Conclusão do Curso de Bacharel em Direito - Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte-MG, Brasil

Conclusão do Curso de Bacharel em Direito - Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte-MG, Brasil Nasceu em Paraisópolis-MG, - 1920 Faleceu em Belo Horizonte-MG, - 2002 Formação 1945 Conclusão do Curso de Bacharel em Direito - Faculdade de Direito da Universidade Federal de Minas Gerais - Belo Horizonte-MG,

Leia mais

Cultura ProAC-ICMS. Yutaka Toyota INSTITUTO OLGA KOS DE INCLUSÃO CULTURAL

Cultura ProAC-ICMS. Yutaka Toyota INSTITUTO OLGA KOS DE INCLUSÃO CULTURAL Cultura ProAC-ICMS Yutaka Toyota INSTITUTO OLGA KOS DE INCLUSÃO CULTURAL Nossos Projetos Resgatando Cultura Tem a intenção de resgatar as obras de artistas plásticos contemporâneos, registrando o atual

Leia mais

ARTES DA INFÂNCIA 1/5 CABEÇAS

ARTES DA INFÂNCIA 1/5 CABEÇAS ARTES DA INFÂNCIA 1/5 CABEÇAS 2 3 Artes da Infância infans Do latim, infans significa aquele que ainda não teve acesso à linguagem falada. Na infância adquirimos conhecimentos, acumulamos vivências e construímos

Leia mais

JÚLIO GUERRA Lembranças de São Paulo

JÚLIO GUERRA Lembranças de São Paulo JÚLIO GUERRA Lembranças de São Paulo JÚLIO GUERRA Lembranças de São Paulo Universidade Presbiteriana Mackenzie Reitor Prof. Dr.-Ing. Benedito Guimarães Aguiar Neto Vice-Reitor Prof. Dr. Marcel Mendes Chanceler

Leia mais

Marcus André. Rio de Janeiro, 1961 Vive e trabalho no Rio de Janeiro, Brasil. Exposições Coletivas

Marcus André. Rio de Janeiro, 1961 Vive e trabalho no Rio de Janeiro, Brasil. Exposições Coletivas Marcus André Rio de Janeiro, 1961 Vive e trabalho no Rio de Janeiro, Brasil Exposições Coletivas 2009 Museu de Arte Contemporânea de Paraná 63 o. Salão Paranaense de Arte. Curitiba PR 2008 Durex Arte Contemporânea

Leia mais

Licenciatura em Educação Artística / Habilitação em Artes Plásticas. UFES - Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória-ES, Brasil

Licenciatura em Educação Artística / Habilitação em Artes Plásticas. UFES - Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória-ES, Brasil Nasceu em Vitória-ES, Brasil 1957 Vive e Trabalha em Vitória-ES, Brasil Formação Licenciatura em Educação Artística / Habilitação em Artes Plásticas. UFES - Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória-ES,

Leia mais

Rodrigo Pascoal Lopes da Silva Vinicius Araújo Mille Wladas Savickas OPTICAL ART

Rodrigo Pascoal Lopes da Silva Vinicius Araújo Mille Wladas Savickas OPTICAL ART Rodrigo Pascoal Lopes da Silva Vinicius Araújo Mille Wladas Savickas OPTICAL ART SÃO PAULO 2011 OPTICAL ART Movimento da arte abstrata que se desenvolveu na década de 1960. A OP ART (abreviatura de óptical

Leia mais

exposições individuais / solo exhibitions 2015 Horizonte Deserto Tecido Cimento, Galeria Nara Roesler São Paulo, Brazil

exposições individuais / solo exhibitions 2015 Horizonte Deserto Tecido Cimento, Galeria Nara Roesler São Paulo, Brazil fabio miguez n.b. 1962-- sao paulo, brazil vive e trabalha em / lives and works in são paulo exposições individuais / solo exhibitions 2015 Horizonte Deserto Tecido Cimento, Galeria Nara Roesler São Paulo,

Leia mais

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO

MATERIAL COMPLEMENTAR PARA ESTUDOS HISTÓRIA DA ARTE- 2ª SÉRIE ENSINO MÉDIO Arte Moderna Expressionismo A busca por expressar os problemas da sociedade da época e os sentimentos e emoções do homem no inicio do século xx Foi uma reação ao impressionismo, já que o movimento preocupou-se

Leia mais

Exposição Antônia Célia CONTRASTES

Exposição Antônia Célia CONTRASTES Exposição Antônia Célia CONTRASTES CONTRASTES PINTURAS DE ANTÔNIA CÉLIA GALERIA E ATELIÊ LOURENÇO DE BEM Antônia Célia expressa toda sua sensibilidade ao imprimir em seus trabalhos, todo um universo inconsciente

Leia mais

PALÍNDROMO Nº 7 /2012 Programa de Pós Graduação em Artes Visuais CEART/UDESC

PALÍNDROMO Nº 7 /2012 Programa de Pós Graduação em Artes Visuais CEART/UDESC ENTREVISTA MUSEO DE ARTE LATINOAMERICANO DE BUENOS AIRES MALBA FUNDACIÓN CONSTANTINI Entrevista realizada com a educadora Florencia González de Langarica que coordenou o educativo do Malba até 2012, concedida

Leia mais

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte P I N T U R A 12 12 2013 22 02 2014 Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte I N F O R M A Ç Õ E S [Patente] Galeria de Exposições da Biblioteca Municipal de Vila

Leia mais

CHJAPP 2004. Informações: CHJAPP - 2004. 2004 É o início de sua estrada como artista plástico. Nome civil: Carlos Helmut Japp

CHJAPP 2004. Informações: CHJAPP - 2004. 2004 É o início de sua estrada como artista plástico. Nome civil: Carlos Helmut Japp CHJAPP 2004 Informações: CHJAPP - 2004 2004 É o início de sua estrada como artista plástico. Nome civil: Carlos Helmut Japp Natural de Porto Alegra/RS. Em 13 de março de 1948. 1958 Seus pais transferem

Leia mais

Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais

Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais Penteado, Darcy (1926-1987) Outros Nomes: Darci Penteado, Darcy Penteado, Darcy Penteado Biografia Darcy Penteado (São Roque SP 1926 - idem 1987). Pintor, ilustrador, desenhista, cenógrafo, figurinista,

Leia mais

PLANOS. A mostra será composta por 16 artistas e 47 trabalhos de dimensões variadas

PLANOS. A mostra será composta por 16 artistas e 47 trabalhos de dimensões variadas PLANOS A coletiva PLANOS traz um recorte da produção bidimensional -em desenho, pintura, gravura e fotografia - de acadêmicos do curso de Artes Visuais da UFMS nos últimos 5 anos, entre formandos e formados.

Leia mais

Parceria MAJ e UNILEVER

Parceria MAJ e UNILEVER Parceria MAJ e UNILEVER Histórico 2007: Primeiro ano de parceria da empresa com o Museu de Arte Jovem, atendendo 700 alunos em sete municípios de quatro Estados brasileiros (Pernambuco, Goiás, Minas Gerais

Leia mais

CAIXAS DE MEMÓRIAS. O que guarda o Centro de Arte Moderna? Quem pensa e faz obras de arte? escultor. Sobre o que nos fala uma obra de arte?

CAIXAS DE MEMÓRIAS. O que guarda o Centro de Arte Moderna? Quem pensa e faz obras de arte? escultor. Sobre o que nos fala uma obra de arte? CAIXAS DE MEMÓRIAS No CAM existem muitas obras de arte, cheias de ideias e histórias para nos contar, tantas que nem sempre nos conseguimos lembrar de todas... a não ser que elas se transformem em memórias!

Leia mais

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um momento de ruptura que dividiu a arte brasileira entre academicismo e modernismo. Não foi, porém, uma unanimidade nacional e gerou

Leia mais

COM TRABALHOS INÉDITOS NO OI FUTURO, PAULO CLIMACHAUSKA ABRE DUAS EXPOSIÇÕES NO RIO

COM TRABALHOS INÉDITOS NO OI FUTURO, PAULO CLIMACHAUSKA ABRE DUAS EXPOSIÇÕES NO RIO COM TRABALHOS INÉDITOS NO OI FUTURO, PAULO CLIMACHAUSKA ABRE DUAS EXPOSIÇÕES NO RIO Artista paulistano inaugura Re-subtrações - Paulo Climachauska, no Oi Futuro no Flamengo dia 14 de janeiro e Fluxo de

Leia mais

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS E COLECTIVAS (selecção):

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS E COLECTIVAS (selecção): EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS E COLECTIVAS (selecção): INDIVIDUAIS 2012 Exposição Galerie Majke Husstege 2010 Exposição Galerie Majke Husstege 2009 Exposição Galeria ARTSLAB, Porto Exposição, Galeria Mass, Barcelona

Leia mais

O Ceará tem disso sim: Antonio Bandeira

O Ceará tem disso sim: Antonio Bandeira O Ceará tem disso sim: Antonio Bandeira Profa. Ms. Eliene Silva Disponível em: http://www.mauc.ufc.br/expo/1967/index1.htm http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa9205/antoniobandeira Biografia

Leia mais

SISEB Informa. 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias. Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas

SISEB Informa. 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias. Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas Ano I Número 6 setembro 2014 3 Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias página 4 6 Encontro Prêmio São Paulo

Leia mais

MANUELA MENDES DA SILVA. Gesto e Forma

MANUELA MENDES DA SILVA. Gesto e Forma MANUELA MENDES DA SILVA Gesto e Forma MANUELA MENDES DA SILVA Em Manuela Mendes da Silva a pintura está sempre presente pela sugestão da textura, é certo, mas também pela revelação do processo. Todavia

Leia mais

Curriculum Vitae ROBERTO VIEIRA. Dados Pessoais

Curriculum Vitae ROBERTO VIEIRA. Dados Pessoais Curriculum Vitae ROBERTO VIEIRA Dados Pessoais Nome artístico: ROBERTO VIEIRA Data de Nascimento: 12 de outubro de 1939 Natural de: Juiz de Fora - Nacionalidade: Brasileiro Endereço Rua Caldas, 85 Carmo-Sion

Leia mais

Concurso Fotográfico Património e Paisagem Urbana do Concelho

Concurso Fotográfico Património e Paisagem Urbana do Concelho JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO 2011 PATRIMONIO E PAISAGEM URBANA As Jornadas Europeias do Património, promovidas em Portugal pelo IGESPAR a 23/24/25 de Setembro, são uma iniciativa anual do Conselho

Leia mais

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera

Fauvismo. 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino. Fauve = Fera Fauvismo 9ºAno 2015 1º Bimestre Artes - Juventino Fauve = Fera Fauves (feras) foi a palavra utilizada pelo crítico de arte Louis Vauxcelles para caracterizar um grupo de jovens pintores que expuseram em

Leia mais

Os Caminhos do Festival Música Nova

Os Caminhos do Festival Música Nova Os Caminhos do Festival Música Nova por Antônio Eduardo Santos RESUMO Um movimento por uma música revolucionária, nova, em oposição ao academismo dominante, teve nascimento em São Paulo, no começo dos

Leia mais

(61) 8162-4991 terrana@terrana.com.br

(61) 8162-4991 terrana@terrana.com.br Carlos Terrana Brasileiro, 57 anos. SCRLN 716 Bloco C ent. 15 kit 201 Asa Norte CEP 70770-533 DF (61) 8162-4991 terrana@terrana.com.br FORMAÇÃO 2012 Pós Graduação em Artes Visuais SENAC (cursando). 2009

Leia mais

de bordas corroídas e incrustadas - transitam num ambiente insólito, espaço "entre" fundo e superfície do suporte. As finas camadas de tinta

de bordas corroídas e incrustadas - transitam num ambiente insólito, espaço entre fundo e superfície do suporte. As finas camadas de tinta Na minha pintura, imagens - difusas, fluidas, de bordas corroídas e incrustadas - transitam num ambiente insólito, espaço "entre" fundo e superfície do suporte. As finas camadas de tinta superpostas criam

Leia mais

ARTEBR EXPOSIÇÃO LUGARES

ARTEBR EXPOSIÇÃO LUGARES ARTEBR EXPOSIÇÃO LUGARES A empresa ARTEBR desenvolve projetos em arte, educação e literatura para diversas instituições culturais brasileiras. Atua nas áreas de consultoria e assessoria em arte e educação,

Leia mais

Pitágoras Dias e Noites na BM&FBOVESPA

Pitágoras Dias e Noites na BM&FBOVESPA Pitágoras Dias e Noites na BM&FBOVESPA De 16 de agosto a 19 de outubro de 2012 Pitágoras Dias e Noites na BM&FBOVESPA De 16 de agosto a 19 de outubro de 2012 Com Pitágoras Dias e Noites na BM&FBOVESPA,

Leia mais

karin lambrecht n./b. 1957 -- porto alegre, brazil vive e trabalha em/lives and works in porto alegre

karin lambrecht n./b. 1957 -- porto alegre, brazil vive e trabalha em/lives and works in porto alegre karin lambrecht n./b. 1957 -- porto alegre, brazil vive e trabalha em/lives and works in porto alegre exposições individuais / solo exhibitions 2015 Pintura e desenho, Galeria do Instituto Ling, Porto

Leia mais

VERA WILDNER Currículo Artístico

VERA WILDNER Currículo Artístico VERA WILDNER Currículo Artístico Porto Alegre, RS/Brasil Professora do Atelier Livre da Prefeitura Municipal de Porto Alegre durante no período de 1981 a 2005. Fundadora e professora do Atelier Galeria

Leia mais

Plano de Patrocínio. PROJETO: Celso Coppio 40 Anos. Realização: PRONAC: 09 0722 PATROCINADORES:

Plano de Patrocínio. PROJETO: Celso Coppio 40 Anos. Realização: PRONAC: 09 0722 PATROCINADORES: Plano de Patrocínio PROJETO: Celso Coppio 40 Anos PRONAC: 09 0722 PATROCINADORES: Realização: o projeto Produzir um livro com os 40 anos de Celso Coppio com uma exposição em seu atelier. Celso Coppio,

Leia mais

PADRÃO PLÁSTICO TOM.

PADRÃO PLÁSTICO TOM. PADRÃO PLÁSTICO TOM. Os princípios de dinâmica de um padrão tonal são muito parecidos com o que vimos em relação aos da linha. Ao colocarmos algumas pinceladas de preto sobre um campo, eles articulam uma

Leia mais

Avaliação Do Site EducaRede. Introdução

Avaliação Do Site EducaRede. Introdução 1 Ivan Ferrer Maia Pós-Graduação em Multimeios / Unicamp Disciplina Multimeios e Educação Prof. Dr. José Armando Valente Avaliação Do Site EducaRede Introdução A quantidade de Websites encontrada no universo

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E

C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Luís Miguel Pereira Araújo da Rocha Rua do Teixeira, nº43, 1º 1200-390 Lisboa Telefone 96 252 74 53 Fax 21 342 97 82 Correio electrónico luisrocha.fotografia@gmail.com

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE ARTES APOLLO

REGULAMENTO DO CONCURSO DE ARTES APOLLO REGULAMENTO DO CONCURSO DE ARTES APOLLO A Comissão Organizadora do Concurso Artístico-Cultural Apollo, doravante denominado simplesmente CONCURSO APOLLO, no exercício de suas atribuições, RESOLVE: CAPÍTULO

Leia mais

1970 - VI Salão de Arte Contemporânea de Campinas - Museu de Arte Contemporânea - Campinas - SP

1970 - VI Salão de Arte Contemporânea de Campinas - Museu de Arte Contemporânea - Campinas - SP Ana Vitória Mussi Ana Vitória Mussi nasceu em Laguna SC e vive no Rio de Janeiro. Estuda arte com Ivan Serpa de 1968 a 1971 e fotografia com Kaulino e Ricardo Holanda no SENAC (RJ) de 1972 a 1973. Trabalha

Leia mais

SANTA #07 ALEX GROSS. art magazine

SANTA #07 ALEX GROSS. art magazine SANTA art magazine #07 ALEX GROSS CRISTINA SALGADO DEBORAH ENGEL DOZE GREEN ESTELA SOKOL FABIO CARVALHO FILIPE BERNDT HELENA TRINDADE HILTON RIBEIRO JAMES KUDO JORGE RODRÍGUEZ AGUILAR LEONARDO RAMADINHA

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Habilidades: - Conhecer e distinguir diferentes momentos

Leia mais

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS

TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS 1 TRIANGULAÇÃO DE IMAGENS Profa. Teresa Cristina Melo da Silveira (Teca) E.M. Professor Oswaldo Vieira Gonçalves SME/PMU 1 Comunicação Relato de Experiência Triangulação de Imagens foi o nome escolhido

Leia mais

RODRIGO ANDRADE. 1962, São Paulo, Brasil Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo

RODRIGO ANDRADE. 1962, São Paulo, Brasil Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo RODRIGO ANDRADE 1962, São Paulo, Vive e trabalha em São Paulo / Lives and works in São Paulo EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS SELECIONADAS / SELECTED SOLO EXHIBITIONS 2014 Pinturas de onda, mato e ruína, Galeria

Leia mais

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015

Regulamento. Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Regulamento Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2015 Considerando que: A. A Fundação EDP é uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, que tem por fins gerais a promoção, o desenvolvimento

Leia mais

CURRICULUM EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

CURRICULUM EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS SILVIA ZASTROW CURRICULUM EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2007 - Estudos translúcidos Imagens Organicas Teatro Municipal 2003 - Escultura Monumento instalação permanente na Rodovia BR-101 (Rio/Santos) Bairro Areal

Leia mais

Belo Horizonte 2013 EXPOSIÇÃO. Divulgação

Belo Horizonte 2013 EXPOSIÇÃO. Divulgação NOV Belo Horizonte 2013 Divulgação Amilcar de Castro 13 de novembro a 27 de janeiro de 2014 Divulgação Foto: Anna FERNANDO SABINO 90 ANOS 25 de setembro a 04 de novembro Mostra multimídia em homenagem

Leia mais

Almandrade. (Antônio Luiz M. Andrade)

Almandrade. (Antônio Luiz M. Andrade) (Antônio Luiz M. Andrade) Artista plástico, arquiteto, mestre em desenho urbano, poeta e professor de teoria da arte das oficinas de arte do Museu de Arte Moderna da Bahia e Palacete das Artes. Participou

Leia mais

I Simpósio de Direitos Fundamentais

I Simpósio de Direitos Fundamentais FRENTE I Simpósio de Direitos Fundamentais DIA 28 DE OUTUBRO/2014 MANHÃ E NOITE PROGRAMAÇÃO DO EVENTO MANHÃ 08h00 CREDENCIAMENTO 08h30 ABERTURA (Composição da mesa) 09h00 às 09h40 PRIMEIRA EXPOSIÇÃO O

Leia mais

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY Os seis passos para a modernidade Chegada da Família Real Portuguesa (1808); Missão Artística Francesa; Academia Imperial

Leia mais

Expressões locais e nacionais no acervo do Museu de Artes Visuais da Unicamp

Expressões locais e nacionais no acervo do Museu de Artes Visuais da Unicamp Expressões locais e nacionais no acervo do Museu de Artes Visuais da Unicamp EJE. Extensión, docencia e investigación AUTORES: Maria de Fátima Morethy Couto REFERENCIA INSTITUCIONAL: Instituto de Artes/

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I

PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE MATERNAL I SÉRIE: EDUCAÇÃO INFANTIL MATERNAL

Leia mais

OBJETIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO PRODUTO ( EXPOSIÇÃO, LIVRO, OFICINA)

OBJETIVO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO PRODUTO ( EXPOSIÇÃO, LIVRO, OFICINA) OBJETIVO 1. Captar recursos financeiros para realização da exposição de artes visuais Pintura como Plano no Museu Guido Viaro em Curitiba, Paraná, no mês de janeiro de 2014. 2. Realizar tiragem de 1000

Leia mais

Inscrições para Olimpíada Brasileira de Matemática começam segunda, 23

Inscrições para Olimpíada Brasileira de Matemática começam segunda, 23 Veículo: Aqui Acontece Data: 20/02/2015 Coluna/Editoria: EDUCAÇÃO Página: aquiacontece.com.br Inscrições para Olimpíada Brasileira de Matemática começam segunda, 23 No ano passado, Alagoas teve 412 alunos

Leia mais

CURRICULUM VITAE. A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito. Participação: colóquios; encontros; cursos; seminários.

CURRICULUM VITAE. A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito. Participação: colóquios; encontros; cursos; seminários. CURRICULUM VITAE A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito Nome: GUILHERME COELHO DOS SANTOS FIGUEIREDO. Naturalidade: FREGUESIA DE MASSARELOS, CONCELHO DO PORTO. Data

Leia mais

Curso de Design Linguagem Visual. Luciano Pedroza

Curso de Design Linguagem Visual. Luciano Pedroza Curso de Design Linguagem Visual Luciano Pedroza O Designer O designer, ao contrário do pensamento comum não é artista, mas utiliza elementos da arte no desenvolvimento do projeto. O artista, por definição,

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E

C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Correio electrónico Endereço electrónico Luís Miguel Pereira Araújo da Rocha Rua do Teixeira, nº43, 1º 1200-390 Lisboa Telefone 96 252 74 53

Leia mais

CURSO LIVRE HISTÓRIA DO ENSINO ARTÍSTICO EM PORTUGAL PROGRAMA. 2.1. Francisco da Holanda e a sua perspectiva sobre o ensino artístico.

CURSO LIVRE HISTÓRIA DO ENSINO ARTÍSTICO EM PORTUGAL PROGRAMA. 2.1. Francisco da Holanda e a sua perspectiva sobre o ensino artístico. CURSO LIVRE HISTÓRIA DO ENSINO ARTÍSTICO EM PORTUGAL 8 de Abril a 1 de Julho (interrupção no dia 10 de Junho que é feriado) 4ª feira, das 18h 30m às 20h 30m 24h, 12 sessões PROGRAMA 1. A Idade Média 1.1.

Leia mais

Regulamento de Atividades Complementares

Regulamento de Atividades Complementares Regulamento de Atividades Complementares Regulamento do Registro de Atividades Complementares O presente regulamento normatiza o registro das Atividades Complementares em acordo com o artigo 3º, da Lei

Leia mais

Literatura infantil e juvenil Formação de leitores

Literatura infantil e juvenil Formação de leitores Coleção educação em análise A literatura é um campo privilegiado para ocultar/desocultar sentidos, e os livros contemporâneos (muitas vezes plenos de mensagens que vão além do texto literário, estabelecendo

Leia mais

JOSÉ LUIZ PEDERNEIRAS. Rua Cláudio Manoel, 155 Lj 04 Funcionários 30140-000 Belo Horizonte MG Brasil +55 31 32234209 am@amgaleria.com.

JOSÉ LUIZ PEDERNEIRAS. Rua Cláudio Manoel, 155 Lj 04 Funcionários 30140-000 Belo Horizonte MG Brasil +55 31 32234209 am@amgaleria.com. Nasceu em Belo Horizonte, Brasil, em 1950. Fotógrafo, residente no Rio de Janeiro Formação: 1970-1976 Escola de Medicina, UFMG, Belo Horizonte Exposições Mostra paralela à SP-Arte/Foto na AM Galeria Horizonte

Leia mais

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 1945 Nasceu em Leiria. Curso de Pintura da Escola de Belas Artes de Lisboa. Frequentou o curso de Arquitectura de Belas Artes do Porto. EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2014 O Motim, Casa do Infante, Porto. Altar

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Comunicação e Letras Curso de Propaganda, Publicidade e Criação PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO CÓDIGO UNIDADE 042 CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CÓD. CURSO CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO CÓD. DISC. DISCIPLINA 34033408 ARTE BRASILEIRA II CRÉDITOS ETAPA 3 Período CH ANO 2009

Leia mais

BIBLIOTECA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ AGENDA DE ANIMAÇÃO CULTURAL. abril 2013 DIA 2

BIBLIOTECA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ AGENDA DE ANIMAÇÃO CULTURAL. abril 2013 DIA 2 BIBLIOTECA MUNICIPAL DA FIGUEIRA DA FOZ AGENDA DE ANIMAÇÃO CULTURAL abril 2013 DIA 2 COMEMORAÇÕES DO DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL ERA UMA VEZ!... ATELIER DE CONSTRUÇÃO DE HISTÓRIA No Dia Internacional

Leia mais

CANTOS DO RIO CANTOS DO RIO Apresenta

CANTOS DO RIO CANTOS DO RIO Apresenta CANTOS DO RIO CANTOS DO RIO Apresenta OBJETIVO O espetáculo HOJE TEM MARMELADA tem como objetivo mostrar um pouco do universo circense, tanto no picadeiro como também nos bastidores, com muitas músicas,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 145/2015 de 16 de Setembro de 2015

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 145/2015 de 16 de Setembro de 2015 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 145/2015 de 16 de Setembro de 2015 Considerando que José Christiano de Freitas Henrique Júnior foi um açoriano, nascido e criado nos Açores,

Leia mais

02-07-2015 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO CULTURAL DA FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA. Tânia Semedo Silva Técnica da Área Social

02-07-2015 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO CULTURAL DA FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA. Tânia Semedo Silva Técnica da Área Social PROGRAMA DE VOLUNTARIADO CULTURAL DA FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA Tânia Semedo Silva Técnica da Área Social 1 A FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA Estabelecida em 1963 por Vasco Maria Eugénio de Almeida Missão:

Leia mais

CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TRABALHOS COMUNICAÇÕES

CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TRABALHOS COMUNICAÇÕES CHAMADA PARA SELEÇÃO DE TRABALHOS COMUNICAÇÕES Convidamos a comunidade acadêmica e profissionais na área de paisagem, patrimônio paisagístico e jardins a participarem das sessões de comunicações temáticas

Leia mais

Rogério Botelho Rio de Janeiro Firenze 2015

Rogério Botelho Rio de Janeiro Firenze 2015 Rogério Botelho Rio de Janeiro Firenze 2015 Nascido numa cidade pequena em uma das serras próximas ao Rio Paranaíba nas Minas Gerais. Nas proximidades de um de seus braços - o Quebranzol. Patrocínio foi

Leia mais

32 SARP. Agosto / 2007 MARP15ANOS. Coordenadoria de Artes Visuais MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro

32 SARP. Agosto / 2007 MARP15ANOS. Coordenadoria de Artes Visuais MARP - Museu de Arte de Ribeirão Preto Pedro I n f o r m a t i v o Agosto / 2007 c 0í? RE \O^' 32 SARP Exposições / Bate-papo / Grupo de Estudos / Dança / Simpósio / Workshop MARP15ANOS Coordenadoria de Artes Visuais MARP - Museu de Arte de Ribeirão

Leia mais

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS:

Romantismo. Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: Romantismo Questão 01 Sobre a Arte no Romantismo, julgue os itens a seguir em (C) CERTOS ou (E) ERRADOS: 1. ( C ) Foi a primeira e forte reação ao Neoclassicismo. 2. ( E ) O romantismo não valorizava a

Leia mais

TÍTULO: OSCAR NIEMEYER: TRAÇOS DE UM CARIOCA PERDIDO NA PAULICEIA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA

TÍTULO: OSCAR NIEMEYER: TRAÇOS DE UM CARIOCA PERDIDO NA PAULICEIA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA TÍTULO: OSCAR NIEMEYER: TRAÇOS DE UM CARIOCA PERDIDO NA PAULICEIA. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ARQUITETURA E URBANISMO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI AUTOR(ES):

Leia mais

ELIZABETH JOBIM. Oi Futuro. Rio de Janeiro, Brasil

ELIZABETH JOBIM. Oi Futuro. Rio de Janeiro, Brasil ARTE CONTEMPORÂNEA RUA PAULO BARRETO 77, BOTAFOGO 22280-010 RIO DE JANEIRO RJ BRASIL TF +55 (21) 2541 4935 WWW.LURIXS.COM ELIZABETH JOBIM Exposições individuais 2015 Bloco B 2013 Blocos Oi Futuro. Rio

Leia mais

CURRÍCULO ARTÍSTICO. 1992 - Salão de Novo Hamburgo - Ano 65 da Emancipação Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo / RS. De 02 a 25 de Setembro de 1992

CURRÍCULO ARTÍSTICO. 1992 - Salão de Novo Hamburgo - Ano 65 da Emancipação Prefeitura Municipal de Novo Hamburgo / RS. De 02 a 25 de Setembro de 1992 CURRÍCULO ARTÍSTICO Nome artístico: Simone Rosa Bacharel em Artes Plásticas pela UFSM Santa Maria/RS.; Especialista em Estilismo de Calçados pela FEEVALE Novo Hamburgo/RS.; Mestre em Engenharia de Produção

Leia mais

Thais Cristina Silva de Souza

Thais Cristina Silva de Souza Thais Cristina Silva de Souza Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5673282456303415 Última atualização do currículo em 05/09/2015 Doutoranda (início 2015) e Mestre na área Habitat pela

Leia mais

Cores e Formas. Aplicando os conceitos da reciclagem, fazer uso das formas geométricas como materiais para a composição e decomposição de figuras.

Cores e Formas. Aplicando os conceitos da reciclagem, fazer uso das formas geométricas como materiais para a composição e decomposição de figuras. Cores e Formas 1) Objetivo Geral Aplicando os conceitos da reciclagem, fazer uso das formas geométricas como materiais para a composição e decomposição de figuras. 2) Objetivo Específico Reconhecimento,

Leia mais

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR

BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR BEM-VINDO AO ESPAÇO DO PROFESSOR APRESENTAÇÃO Nosso objetivo é inaugurar um espaço virtual para o encontro, o diálogo e a troca de experiências. Em seis encontros, vamos discutir sobre arte, o ensino da

Leia mais

EXPOSIÇÃO DE ARTES 2015 OS 150 ANOS DA BATALHA NAVAL DO RIACHUELO REGULAMENTO

EXPOSIÇÃO DE ARTES 2015 OS 150 ANOS DA BATALHA NAVAL DO RIACHUELO REGULAMENTO MARINHA DO BRASIL COMANDO DO 8º DISTRITO NAVAL CENTRO CULTURAL DA MARINHA EM SÃO PAULO EXPOSIÇÃO DE ARTES 2015 OS 150 ANOS DA BATALHA NAVAL DO RIACHUELO REGULAMENTO 1 DO PROPÓSITO Neste ano de 2015, a

Leia mais

Mão Na Forma. Episódios: Os Sólidos de Platão, O Barato de Pitágoras e Quadrado, Cubo e Cia

Mão Na Forma. Episódios: Os Sólidos de Platão, O Barato de Pitágoras e Quadrado, Cubo e Cia Mão Na Forma Episódios: Os Sólidos de Platão, O Barato de Pitágoras e Quadrado, Cubo e Cia Resumo Esta série, intitulada Mão na Forma, tem o objetivo de trazer a Geometria encontrada na natureza para dentro

Leia mais

Escola Luiz César de Siqueira Melo

Escola Luiz César de Siqueira Melo Escola Luiz César de Siqueira Melo PROJETO: PRODUÇÃO DO AÇÚCAR ORGÂNICO NA JALLES MACHADO S.A Elaboração: Prof. Elias Alves de Souza I - APRESENTAÇÃO O cultivo de açúcar foi introduzido no Brasil em 1532

Leia mais

LILIAN BARBON CURRÍCULO/PORTFÓLIO

LILIAN BARBON CURRÍCULO/PORTFÓLIO LILIAN BARBON CURRÍCULO/PORTFÓLIO LILIAN BARBON Fotógrafa e Artista Visual DADOS PESSOAIS Endereço: Rua Lauro Linhares, 1315 Edifício Pedro Passos, Apto 602 Trindade Florianópolis - SC. Telefones: (48)

Leia mais

Criança faz arte? ISTA. Gratuito! PROJETO EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA

Criança faz arte? ISTA. Gratuito! PROJETO EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA Criança faz arte? MINISTÉRIO DA CULTURA APRESENTA PROJETO ART EIRA ISTA EXPOSIÇÃO I - T - I - N - E - R - A - N - T - E 1 EXPOSIÇÃO DE ARTE PALESTRAS VÍDEOS WEBSITE REDE SOCIAL Gratuito! Elias Rodrigues

Leia mais

1 Atividades de planejamento

1 Atividades de planejamento Belém Pará 2012 1 Atividades de planejamento Durante o mês de janeiro, foi priorizadas atividades de planejamento para as atividades do NIE para o trabalho do ano de 2012. Este planejamento ocorreu no

Leia mais

Índice. Apresentação... 03. Sobre a ANACED. 04. Bernardo Mendes... 06. Cristina Geraldes... 08. Filipe Cerqueira 10. Hélder Rodrigues.

Índice. Apresentação... 03. Sobre a ANACED. 04. Bernardo Mendes... 06. Cristina Geraldes... 08. Filipe Cerqueira 10. Hélder Rodrigues. Índice Apresentação... 03 Sobre a ANACED. 04 Bernardo Mendes... 06 Cristina Geraldes... 08 Filipe Cerqueira 10 Hélder Rodrigues. 12 João Carlos Sousa.. 17 3 Apresentação A ANACED apresenta a Exposição

Leia mais

Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização

Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização Mantenedores para o Portal Sergio Britto Memórias 2015 Realização Apresentação Em 65 anos de dedicação às artes, o ator e diretor Sergio Britto (1923-2011) reuniu e conservou em sua casa, em Santa Teresa,

Leia mais

Perfil do artista LOURES. pintor & escultor. Revista Nós Cultura, Estética e Linguagens v.01 n.01-2016 ISSN 2448-1793

Perfil do artista LOURES. pintor & escultor. Revista Nós Cultura, Estética e Linguagens v.01 n.01-2016 ISSN 2448-1793 216 Perfil do artista LOURES pintor & escultor 217 Perfil escrito por José Loures Mestre em Arte e Cultura Visual 218 Loures, perfil biográfico José Rodrigues Loures, ou simplesmente Loures, nasceu em

Leia mais

ARQUITETURA E URBANISMO COORDENADOR DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

ARQUITETURA E URBANISMO COORDENADOR DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQUITETURA E URBANISMO TURMA AN6AU ENIO MORO JUNIOR COORDENADOR DO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Graduação (1983), Mestrado (1999) e Doutorado (2005) em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura

Leia mais

luiz braga - barco entrando na chuva, 1988.

luiz braga - barco entrando na chuva, 1988. 2010 luiz braga - barco entrando na chuva, 1988. ENSAIOS Fotografar tornou-se uma atividade amplamente disseminada na sociedade contemporânea, transformando-se numa forma de arte de massa mesmo não sendo

Leia mais

A soma será feita da seguinte forma:

A soma será feita da seguinte forma: TESTE VOCACIONAL Teste sua vocação Testes vocacionais não fazem milagres, não têm poder de apontar uma única profissão a ser seguida, mas são um bom norte acerca de aptidões e interesses. O questionário

Leia mais

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Literatura DI CAVALCANTI Introdução Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di Cavalcanti, foi um importante

Leia mais

CURRICULUM VITAE Alys

CURRICULUM VITAE Alys CURRICULUM VITAE Alys Dados pessoais: Nome: Alys Bittencourt Furtado Profissão: médica, artista plástica Formação artística: Prof. Roberto de Souza Prof. Daniel Elbaum 1. Troféu: 2002 - Troféu Henrique

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social DISCURSO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, HENRIQUE PAIM Brasília, 3 de fevereiro de 2014 Hoje é um dia muito especial para mim. É um dia marcante em uma trajetória dedicada à gestão pública ao longo de vários

Leia mais