Conteúdo. Participante 2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conteúdo. Participante 2"

Transcrição

1 Versão: 22/08/2011

2 Conteúdo 1 - Opções Flexíveis sobre Taxa de Câmbio DPOSICAO Estratégia de Renda Fixa e Opções Flexíveis Recibo de Registro de Contrato de Opção Flexível

3 1 - Opções Flexíveis sobre Taxa de Câmbio Nome do Arquivo DPOSICAO Estratégia de Renda Fixa e Opções Flexíveis Dados Campo ID do Sistema OPÇÃO ID Tipo de Linha 1 - Linha de Dados Conta Titular Código Cetip do participante Titular Nome do Titular Razão social do participante titular Conta Lançador Código Cetip do participante Lancador Nome do Lancador Razão social do participante Lancador Tipo do Contrato Tipo de Contrato: BOX2 - Estratégia OFCC - Opção Flexível de compra de cambio OFCV - Opção Flexível de venda de cambio Contrato PPPPPAAXSSS - Código do Contrato de estratégia. Formato : PPPPPAAXSSS PPPPP: Mnemônico do participante Lançador AA: Os dois últimos dígitos do ano de registro X : digito numérico. (0 a 9) SSS: dígitos alfanumericos Data de Inicio DD/MM/AAAA Data de Inicio do Contrato 3

4 Data de Vencimento DD/MM/AAAA Data de vencimento do contrato. Código SISBACEN da Moeda Código sisbacen: Base AÇÃO ACO BATH/TAILANDIA COROA SUECA 070 DOLAR AUSTRALIANO - 150DÓLAR CANADENSE DÓLAR AMERICANO DOLAR/CINGAPURA DOLAR/HONG-KONG 205 DOLAR NOVA/ZELAND 245EURO FRANCO SUIÇO IENE IBOVESPA IBO INDICE DI - IDI IUAN RENMIMBI/CHI LIBRA NOVO DOLAR/TAIWAN 640 PESO ARGENTINO 705 PESO CHILENO 715 PESO COLOMBIANO PESO MEXICANO REAL/BRASIL 790 RUBLO/RUSSIA RUPIA/INDIA WON/COREIA NORTE WON/COREIA SUL 930 Símbolo da Moeda Base Código sisbacen: AÇÃO - ACOES BATH/TAILANDIA - THB COROA SUECA SEK DOLAR AUSTRALIANO - AUD DÓLAR CANADENSE - CAD DÓLAR AMERICANO - USD DOLAR/CINGAPURA - SGD DOLAR/HONG-KONG HKD DOLAR NOVA/ZELAND - NZD EURO - EUR FRANCO SUIÇO - CHF IENE - JPY IBOVESPA - IBOVESPA INDICE DI - IDI IUAN RENMIMBI/CHI - CNY LIBRA - GBP NOVO DOLAR/TAIWAN TWD PESO ARGENTINO ARS PESO CHILENO CLP PESO COLOMBIANO - COP PESO MEXICANO MXN REAL/BRASIL BRL RUBLO/RUSSIA - RUB RUPIA/INDIA - INR WON/COREIA NORTE - KPW WON/COREIA SUL - KRW 4

5 Valor da Aplicação Valor financeiro da aplicação na data do registro do contrato (14,2) Valor Base Moeda Estrangeira/ Quantidade da opção/ estrategia de renda fixa quantidade (14,2); 2 casas decimais para paridade; 8 casas decimais para mercadoria; SEM casas decimais para ações e indices. Valor Base/ quantidade Remanescente Valor base/ quantidade Remanescente (14,2); 2 casas decimais para paridade; 8 casas decimais para mercadoria; SEM casas decimais para ações e indices. Valor Resgate Valor financeiro na data de resgate do contrato (14,2) Data de Alteração Data da alteração do contrato Situação do Contrato Situação: 1 - REGISTRADO 2 - CANCELADO 3 - CONFIRMADO 4 - AVALIADO 5 - ANTECIPADO TOTAL 6 - PENDENTE DE AVALIACAO 7 - VENCIDO 8 - RESGATADO 9 - VENCIDO E NAO PAGO 10 - NAO EXERCIDO 11 - AGUARDANDO TRIGGER IN 12 - PENDENTE DE VERIFICAÇÃO 13 - CEDIDO 14 - RESCINDIDO P/ TRIGGER Tipo de Exercício BOX = Européia OPCAO= Americana ou Européia Européia: exercício somente na data do vencimento. Americana: exercício em qualquer momento. Preço de Exercício de Call Valor de compra no dia do exercício (10,8) 5

6 Preço de Exercício de Put Valor de venda no dia do exercício (10,8) Prêmio Unitário de Call Preço unitario a ser pago pelo titular ao Lançador (10,8) Prêmio Unitário de Put Preço unitário a ser pago pelo titular ao Lançador (10,8) Fonte de Informação Indica a fonte a ser utilizada para cotação da moeda. SISBACEN FEEDER SPOT SISBACEN/FEEDER Boletim Indica o código do horário do BOLETIM. 3-18:00 Horário do Boletim do contrato HH:MM - Horário do boletim utilizado para atualizar a cotação do contrato. 18:00 Cotação para Vencimento Indica em que data sera utilizada a cotação para avaliação final do contrato. 1-indica D-1, 2-indica D-2, 3-indica D-3, 4- indica D-4 ou 5 indica D-5 Descrição de Cotação para Indica em que data sera utilizada a cotação para Vencimento avaliação do contrato. 1-indica D-1, 2-indica D-2, 3-indica D-3, 4- indica D-4 ou 5 indica D-5 Fonte de Consulta Nome da fonte utilizada para apuração da cotação da moeda, caso não seja SISBACEN. 0-Outros/SPOT; 1-Reuters; 2-Broadcast; ou 3-Bloomberg. Outra fonte de Consulta Nome da função de consulta ou código de tela, que sera utilizada para cotação Tela ou Função de Consulta Outra fonte que não esteja incluída na lista (texto livre) Praça de Negociação Localidade onde foi efetuada a negociação (ex. SP, NY, Londres) 6

7 Horário da Consulta HH:MM - Horário da consulta da Cotação Cotação Taxa de Câmbio - R$ / US$ Cotação da Taxa de cambio = compra,venda ou media. 1 VENDA; 2 COMPRA; 3 MEDIA; ou 0 NENHUM OBS.: Para fonte de Informação SISBACEN é sempre venda. Tipo de Paridade Tipo de Taxa de paridade para CROSS RATE 1 VENDA; 2 COMPRA; 3 MEDIA; ou 0 NENHUM. Data de Avaliação DD/MM/AAAA Data a partir da qual o contrato deve ser avaliado Conta Intermediador Código Cetip do participante Intermediador (pode existir sem existir comissão) Nome do Intermediador Razão Social do Intermediador Comissão em R$ paga pelo Titular Valor da Comissão paga pelo Titular, caso exista intermediador (14,2) Comissão em R$ paga pelo Lancador Valor da comissão paga pelo Lançador, caso exista intermediador (14,2) Contrato Global SIM ou NAO Indica se o Contrato e global Valor da Aplicação Valor da aplicação valorizado (14,2) Valor Base Original Valor Base do Contrato expresso em reais (14,2) Valor Base Remanescente Valor Base Remanescente do Contrato em reais (14,2) Data de Registro Data do registro do CONTRATO Cotação Barreira Limite de alta ou de baixa do contrato de OPCAO (10,8) 7

8 Cotação de Avaliação Cotação de avaliação informada pelas partes (10,8) Taxa de Paridade Valor da Cotação da taxa de paridade (10,8) Taxa de Aplicação (%) Taxa de aplicação (12,4) Dias Uteis da Aplicação Quantidade em dias úteis Natureza Econômica do Titular Natureza Economica do Titular do Contrato Código SISBACEN da Moeda Cotada Símbolo da Moeda Cotada Tipo de Barreira " " - NENHUMA; 1-Knock In; 2-Knock Out; e 3-Knock In-Out. Trigger In Trigger In (10,8) Trigger Out Trigger Out (10,8) Média Opção Asiática " " - NENHUMA; 1 - ARITMÉTICA; ou 2 - PONDERADA. Primeira Data de Verificação Número de Datas de Verificação Número de datas de verificação, incluindo a primeira e a última (vencimento). Cesta de Garantias Lançador SIM ou NÃO Código da Cesta de Garantias Código da Cesta de Garantias Forma de Verificação D Diário ou F- Final Rebate S - Sem Rebate, R - No Registro ou L na Liquidação Valor de Rebate Valor do Rebate (10,8). 8

9 Liquidação do Rebate T- Trigger-Out ou V- Vencimento Ação Código da Ação Ajuste de Proventos pelas S- Sim ou N- Não Partes Proteção contra Proventos em S-Sim ou N-Não Dinheiro Em Proventos Exemplo: DBS Trigger- Proporção S- Sim ou N- Não Trigger- Forma de Disparo C -Contínuo ou D- Discreto Trigger- Tipo de Disparo A-Alta ou B-Baixa. Preço de exercicio em reais Indicador de Preço de Exercício em Reais SIM ou NAO Opção Quanto Indicador de Opção Quanto para Cálculo de Valor de Exercício SIM ou NAO Cotação para Opção Quanto Cotação para Opção Quanto (3,8) Data de liquidação do prêmio Data da Liquidação do Prêmio DD/MM/AAAA Mercadoria Código RIC da Mercadoria (Fim) 9

10 Opções Flexíveis Nome do Arquivo Tamanho do Registro Recibo de Registro de Contrato de Opção Flexível Caracteres 992 Registro Campo Formato Posição Número da Linha 9(10) 1-10 Número da linha, completado com zeros à esquerda. Ex.: Linha 1 => Código 9(11) Código do Contrato Número Cetip 9(16) Número Cetip da Operação gerada, caso a linha não tenha erros Mensagem de Erro X(256) Mensagem de erro do processamento da linha, se houver Em Provento X(06) Se a ação informada estiver em ajuste de proventos, retorna o(s) tipo(s) de provento(s). Ex. EX B, EX DB, EX SB, etc Linha X(693) Conteúdo da linha enviada no arquivo de Registro. Tamanho variável conforme a quantidade de datas de verificação. (Fim) 10

Campo Formato Posição Conteúdo Descrição Data X(10) 1-10 Data da operação. Formato: AAAA-MM-DD.

Campo Formato Posição Conteúdo Descrição Data X(10) 1-10 Data da operação. Formato: AAAA-MM-DD. Termo de Moedas Nome do Arquivo Registro de Contrato do Participante Header Campo Formato Posição Conteúdo Descrição Data X(10) 1-10 Data da operação. Formato: AAAA-MM-DD. Registro Campo Formato Posição

Leia mais

Campo Formato Posição Descrição/conteúdo ID do Sistema X(05) 1-5 OPCAO ID Tipo de Linha 9(01) 6-6 Linha de Header = 0 Código da

Campo Formato Posição Descrição/conteúdo ID do Sistema X(05) 1-5 OPCAO ID Tipo de Linha 9(01) 6-6 Linha de Header = 0 Código da Opções Flexíveis Nome do Arquivo Registro de Contrato de Opção Flexível Tamanho do Registro Caracteres Header Campo Formato Posição Descrição/conteúdo ID do Sistema X(05) 1-5 OPCAO ID Tipo de Linha 9(01)

Leia mais

COMUNICADO SISTEMA DE CONTRATOS A TERMO Nº 003/03

COMUNICADO SISTEMA DE CONTRATOS A TERMO Nº 003/03 COMUNICADO SISTEMA DE CONTRATOS A TERMO Nº 003/03 Aos Participantes do Sistema de Contratos a Termo Ref.: Trata de alteração no layout dos arquivos de movimentação DMOVIMENTO e de posição DPOSICAO de contratos

Leia mais

Comunicado CETIP n 102/05 15 de setembro de 2005

Comunicado CETIP n 102/05 15 de setembro de 2005 Comunicado CETIP n 102/05 15 de setembro de 2005 Assunto:Arquivo de Movimento do Termo de Moedas. A CETIP Câmara de Custódia e Liquidação comunica que, a partir de 14/10/2005, irá alterar o layout do arquivo

Leia mais

Introdução às Opções Flexíveis... 5. Registro... 9. Operações... 69. Consultas... 89. Informações Adicionais... 98

Introdução às Opções Flexíveis... 5. Registro... 9. Operações... 69. Consultas... 89. Informações Adicionais... 98 Versão:10/12/2012 Atualizado em: 07/08/2013 i Opções Flexíveis sobre Taxa de Câmbio, Ações ou Índices Conteúdo Introdução às Opções Flexíveis... 5 Conhecendo o produto... 6 Ações dos botões das telas...

Leia mais

Atualizações da Versão... 3. Introdução às Opções Flexíveis... 5 Conhecendo o produto... 6 Ações dos botões das telas... 8. Lançamentos...

Atualizações da Versão... 3. Introdução às Opções Flexíveis... 5 Conhecendo o produto... 6 Ações dos botões das telas... 8. Lançamentos... Conteúdo Atualizações da Versão... 3 Introdução às Opções Flexíveis... 5 Conhecendo o produto... 6 Ações dos botões das telas... 8 Lançamentos... 9 Registro de Contrato... 10 Registro de Mercadoria...

Leia mais

COMUNICADO SISTEMA DE CONTRATOS A TERMO Nº 004/03

COMUNICADO SISTEMA DE CONTRATOS A TERMO Nº 004/03 COMUNICADO SISTEMA DE CONTRATOS A TERMO Nº 004/03 Aos Participantes do Sistema de Contratos a Termo Ref.: Trata da inclusão do campo Data Emissão no layout do arquivo de posição de contratos de Termo de

Leia mais

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 15 de agosto de 2015

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 15 de agosto de 2015 Jornal Oficial C 269 da União Europeia 58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 15 de agosto de 2015 Índice II Comunicações COMUNICAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES, ÓRGÃOS E ORGANISMOS DA

Leia mais

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 9 de setembro de 2015

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 9 de setembro de 2015 Jornal Oficial C 297 da União Europeia 58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 9 de setembro de 2015 Índice II Comunicações COMUNICAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES, ÓRGÃOS E ORGANISMOS DA

Leia mais

Manual de Apreçamento da BM&FBOVESPA

Manual de Apreçamento da BM&FBOVESPA Classificação das Informações [ ] Confidencial [ ] Uso Interno [ x ] Uso Público ÍNDICE CONTRATOS FUTUROS FINANCEIROS E AGROPECUÁRIOS... 3 1. CONTRATOS FUTUROS SOBRE ATIVOS FINANCEIROS... 3 1.1. Contrato

Leia mais

COE - Certificado de Operações Estruturadas. Biblioteca de Estruturas COE

COE - Certificado de Operações Estruturadas. Biblioteca de Estruturas COE COE - Certificado de Operações Estruturadas Biblioteca de Estruturas COE Versão 1.2 Maio/14 Data Versão Descrição Fev/2014 1.1. Versão Inicial Maio/2014 1.2. 1. Características Funcionais do COE Inclusão

Leia mais

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 5 de setembro de 2015

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 5 de setembro de 2015 Jornal Oficial C 293 da União Europeia 58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 5 de setembro de 2015 Índice IV Informações INFORMAÇÕES DAS INSTITUIÇÕES, ÓRGÃOS E ORGANISMOS DA

Leia mais

Biblioteca de Estruturas COE

Biblioteca de Estruturas COE COE - Certificado de Operações Estruturadas Biblioteca de Estruturas COE Versão 1.1 Fevereiro/2014 Em caso de dúvidas, consultas ou para solicitação de novas estruturas favor contatar: Natalia Cristina

Leia mais

Caderno de Fórmulas. Opções Flexíveis

Caderno de Fórmulas. Opções Flexíveis Última Atualização: 01/06/2016 Apresentação O Caderno de Fórmulas tem por objetivo orientar os usuários dos contratos de Opção Flexível sobre Taxa de Câmbio, dos contratos de Opção Flexível sobre Ações

Leia mais

Quadro aplicável às taxas de câmbio de referência do euro

Quadro aplicável às taxas de câmbio de referência do euro Quadro aplicável às taxas de câmbio de referência do euro As taxas de câmbio de referência do euro publicadas pelo Banco Central Europeu (BCE) (também designadas taxas de referência do BCE ), o BCE, na

Leia mais

Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 06/09/2013

Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 06/09/2013 Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 06/09/2013 i Conteúdo Conteúdo Introdução ao Swap... 1 Conhecendo o Produto... 2 Ações dos botões das telas... 5 Lançamento... 7 Registro de Contrato - Fluxo Constante...

Leia mais

Preçário ABANCA CORPORACIÓN BANCARIA, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL

Preçário ABANCA CORPORACIÓN BANCARIA, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL Preçário ABANCA CORPORACIÓN BANCARIA, S.A. - SUCURSAL EM PORTUGAL Sucursal de Instituição de Crédito com sede no estrangeiro (autorizada noutro estado membro da Comunidade Europeia) Consulte o FOLHETO

Leia mais

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Outubro 2011

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Outubro 2011 Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Outubro 2011 Informamos os procedimentos a serem aplicados durante o mês de outubro de 2011 para a apuração dos

Leia mais

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 19. CONTAS DE DEPÓSITO (OUTROS CLIENTES)

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 19. CONTAS DE DEPÓSITO (OUTROS CLIENTES) 19.1. Depósitos à ordem Tipo de Conta Conta Cliente de Solicitador: O titular é o Solicitador; montante mínimo de abertura: n.a. Conta Cliente de Solicitador < 30.000 0,000% 30.000 a 50.000 0,0625% > 50.000

Leia mais

Mercado Cambial é a parte do mercado financeiro onde se realizam as operações de compra e venda de moeda estrangeira Funciona 24 h à escala

Mercado Cambial é a parte do mercado financeiro onde se realizam as operações de compra e venda de moeda estrangeira Funciona 24 h à escala MERCADO CAMBIAL 1 Mercado Cambial é a parte do mercado financeiro onde se realizam as operações de compra e venda de moeda estrangeira Funciona 24 h à escala planetária (devido á diferença horária entre

Leia mais

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3

Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Sumário Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo TXT 3 Capítulo 2. Importação de Dados de Instituições Financeiras - Arquivo XML 12 Capítulo 1. Importação de Dados de Instituições

Leia mais

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006.

ISS Eletrônico. Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE. Extensão do Arquivo JUNHO2006. ISS Eletrônico Formato de Arquivos para Transmissão de Documentos Declarados através do aplicativo OFFLINE Caro contribuinte. A transmissão de arquivos é uma facilidade fornecida pelo sistema de ISS Eletrônico

Leia mais

BANCO DE FOMENTO ANGOLA

BANCO DE FOMENTO ANGOLA PREÇÁRIO BANCO DE FOMENTO ANGOLA Instituição Financeira Bancária TABELA DE TAXAS DE JURO Data de entrada em vigor: 19/04/2016 O Preçário pode ser consultado nos balcões do Banco de Fomento Angola e no

Leia mais

Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 01/07/2013

Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 01/07/2013 Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 01/07/2013 Conteúdo Introdução ao Termo de Moedas... 1 Conhecendo o Produto... 2 Ações dos Botões das Telas... 4 Registros... 5 Registro de Contrato a Termo Simples -

Leia mais

DERIVATIVOS DE Balcão. Termo de Moedas

DERIVATIVOS DE Balcão. Termo de Moedas DERIVATIVOS DE Balcão Termo de Moedas Termo de Moedas Registro de negociação de taxas de câmbio ou de paridade futura O produto O Contrato a Termo de Moedas possibilita a negociação de taxa de câmbio ou

Leia mais

Tipo de custo Situação Condições Unidade Notas

Tipo de custo Situação Condições Unidade Notas Despesas de manutenção da conta A tramitação de eventos corporativos, quer sejam voluntários ou obrigatórios Conta sem actividade durante 6 meses 100 USD Aplicar-se-á uma comissão de inactividade de 100

Leia mais

Entendendo os Futuros de FX

Entendendo os Futuros de FX MOEDAS Entendendo os Futuros de FX 22 DE ABRIL DE 2013 John W. Labuszewski Sandra Ro David Gibbs Diretor-Gerente Diretor Executivo Diretor Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos 312-466-7469 jlab@cmegroup.com

Leia mais

Introdução aos Derivativos de Crédito... 1. Conhecendo o produto... 2 Ações dos botões das telas... 5. Registro... 7

Introdução aos Derivativos de Crédito... 1. Conhecendo o produto... 2 Ações dos botões das telas... 5. Registro... 7 Versão: 28/12/2009 Conteúdo Introdução aos Derivativos de Crédito... 1 Conhecendo o produto... 2 Ações dos botões das telas... 5 Registro... 7 Registro de Contrato... 8 Atualização de PU/Fator... 20 Informação

Leia mais

TREVISO Corretora de Câmbio S/A. currencies solutions outubro 12

TREVISO Corretora de Câmbio S/A. currencies solutions outubro 12 TREVISO Corretora de Câmbio S/A currencies solutions outubro 12 Apresentação Institucional Empresa 03 Estrutura Corporativa 04 Serviços 05 Produtos 08 Posição Macro 15 Unidades e Correspondentes 16 www.trevisocambio.com.br

Leia mais

com Utilização do Código de Barras VERSÃO 04

com Utilização do Código de Barras VERSÃO 04 Layout Padrão de Arrecadação/Recebimento com Utilização do Código de Barras VERSÃO 04 Vigência: a partir de 01.04.2005 não obrigatório manter contato prévio com os bancos G:\SERVBANC\CENEABAN\Padrões\Codbar4-v28052004.doc

Leia mais

Leiaute de arquivos XML para Carta-Circular 3254

Leiaute de arquivos XML para Carta-Circular 3254 Leiaute de arquivos XML para Carta-Circular 3254 TSE Tribunal Superior Eleitoral SEPEL2 / CSELE / STI / TSE 29 de abril de 2010 Contato: sepel2@tse.gov.br (61)3316-3696 Site: http://www.tse.jus.br/internet/eleicoes/2010/prestacaodecontas.html

Leia mais

INTRODUÇÃO 4 ELEGIBILIDADE 7 METODOLOGIA 9 CÁLCULOS DO DELTA ( ) 17 EXEMPLOS 18 I. TERMO DE MOEDAS 18 II. SWAP 22 III. OPÇÕES 24

INTRODUÇÃO 4 ELEGIBILIDADE 7 METODOLOGIA 9 CÁLCULOS DO DELTA ( ) 17 EXEMPLOS 18 I. TERMO DE MOEDAS 18 II. SWAP 22 III. OPÇÕES 24 13/01/2012 INTRODUÇÃO 4 DISPOSIÇÕES GERAIS SOBRE O IOF 4 RECOLHIMENTO DO TRIBUTO 5 RELATÓRIO ENVIADOS PELAS CÂMARAS 6 ELEGIBILIDADE 7 OPERAÇÕES ELEGÍVEIS À TRIBUTAÇÃO DO IOF 7 OPERAÇÕES INELEGÍVEIS À TRIBUTAÇÃO

Leia mais

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES)

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) 17.1. Depósitos à ordem Contas à ordem 0,000% 28,00% no Os juros obtidos estão sujeitos a retenção na fonte de imposto sobre o rendimento, à taxa que estiver em vigor na data de pagamento de juros. e (2)

Leia mais

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

17. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 17.1. Depósitos à ordem Contas de Depósitos à Ordem Produtos em comercialização - Conta Standard Superior a 0 euros - Maxi-Conta Até 2.500,00 De 2.500,00 a 5.000,00 De 5.000,00 a 25.000,00 De 25.000,00

Leia mais

Versão: 22/07/2013 Atualizado em: 22/07/2013

Versão: 22/07/2013 Atualizado em: 22/07/2013 Versão: 22/07/2013 Atualizado em: 22/07/2013 i Derivativos Realizados no Exterior Conteúdo Introdução aos Derivativos Realizados no Exterior... 1 Conhecendo o Produto... 2 Ações dos Botões das Telas...

Leia mais

Diretoria de Comércio Exterior GECEX Campinas Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior

Diretoria de Comércio Exterior GECEX Campinas Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior Diretoria de Comércio Exterior GECEX Campinas Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior CÂMBIO E POLÍTICA CAMBIAL Câmbio: compra e venda de moedas ou papéis conversíveis. Divisas - São as disponibilidades

Leia mais

COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA

COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA COBRANÇA BANCÁRIA CAIXA ESPECIFICAÇÃO DE CÓDIGO DE BARRAS PARA BLOQUETOS DE COBRANÇA COBRANÇAS RÁPIDA E SEM REGISTRO GESER NOVEMBRO/2000 ÍNDICE PÁGINA 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESPECIFICAÇÕES...4 2.1 FORMATO......

Leia mais

PRODUTOS AUTORIZADOS PARA NEGOCIAÇÃO EM MERCADO DE BOLSA OU BALCÃO ORGANIZADO

PRODUTOS AUTORIZADOS PARA NEGOCIAÇÃO EM MERCADO DE BOLSA OU BALCÃO ORGANIZADO PRODUTOS AUTORIZADOS PARA NEGOCIAÇÃO EM MERCADO DE BOLSA OU BALCÃO ORGANIZADO 1. SEGMENTO BM&F Contratos Derivativos Ouro Futuro de Ouro (OZ1) Opção de Compra sobre Disponível Padrão Ouro Opção de Venda

Leia mais

Módulo de Contrato Agora OS

Módulo de Contrato Agora OS Módulo de Contrato Agora OS O módulo de contrato irá permitir fazer o acompanhamento e cobrança de contratos através da criação de índices personalizados pelo cliente. Exemplo: Contrato de prestação de

Leia mais

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Dezembro 2015

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Dezembro 2015 Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Dezembro 2015 Informamos os procedimentos a serem aplicados durante o mês de dezembro 2015 para a apuração dos preços

Leia mais

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Abril 2014

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Abril 2014 Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Abril 2014 Informamos os procedimentos a serem aplicados durante o mês de abril 2014 para a apuração dos preços

Leia mais

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo)

Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Manual Cobrança Caixa Acesso ao Sistema Usuário: MASTER Senha : MASTER (maiúsculo ou minúsculo) Selecionar Cedente Para utilizar o sistema, selecione o Cedente (CADASTROS > SELECIONAR CEDENTE > ACESSAR).

Leia mais

www.trevisocambio.com.br Quem é a Treviso Corretora?

www.trevisocambio.com.br Quem é a Treviso Corretora? www.trevisocambio.com.br Quem é a Treviso Corretora? Quem é a Treviso Corretora? Devidamente regulamentada pelo Banco Central e habilitada a trabalhar com produtos voltados para o mercado de câmbio desde

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Designação Classificação Caracterização do Produto Garantia de Capital Caixa Eurovalor maio 2016_PFC Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Depósito indexado não mobilizável antecipadamente, pelo

Leia mais

Relatório de Gestão CSHG Verde FICFIM Outubro de 2010

Relatório de Gestão CSHG Verde FICFIM Outubro de 2010 CSHG Verde FICFIM Outubro de 2010 por Luis Stuhlberger Fundo Verde O Fundo Verde rendeu em outubro 2,84%, acumulando no ano 9,97%. Currency War Se estivéssemos vivendo em qualquer época da história dos

Leia mais

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO

SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS DEPARTAMENTO DE RENDAS MOBILIÁRIAS SISTEMA ISS - CURITIBA LIVRO ELETRÔNICO EMPRESAS Curitiba 2008 2 1 - CONCEITO O Sistema ISS Curitiba

Leia mais

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA

SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA SISTEMA CAÇA-TALENTOS MANUAL DE OPERAÇÃO PERFIL SECRETARIA O Sistema Caça-Talentos tem o objetivo de aprimorar o negócio e fornecer um controle informatizado dos processos de captação dos alunos. Ele possui

Leia mais

FATURA ELETRÔNICA DO PRESTADOR Layout do Arquivo Texto Versão 1.1.1

FATURA ELETRÔNICA DO PRESTADOR Layout do Arquivo Texto Versão 1.1.1 Orientações gerais: 1. Este layout é destinado a todos os prestadores de serviços de saúde do Ipasgo. Os prestadores pessoas físicas e pessoas jurídicas nas categorias laboratório e clínicas que apresentam

Leia mais

Arquivos de Parâmetros, Cenários e Simulação de Risco Relatório de Definições de Arquivos

Arquivos de Parâmetros, Cenários e Simulação de Risco Relatório de Definições de Arquivos Arquivos de Parâmetros, Cenários e Simulação Relatório de Definições de Arquivos Este documento descreve um conjunto de definições de arquivos desenvolvidos pela BM&FBOVESPA, a serem utilizados no processo

Leia mais

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 21-out-2015 (ÍNDICE) 1.1. Depósitos à ordem

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 1. CONTAS DE DEPÓSITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 21-out-2015 (ÍNDICE) 1.1. Depósitos à ordem 1.1. Depósitos à ordem Comissões Euros (Mín/Máx) Valor Anual Imposto 1ª Conta: O único titular é o menor que deverá ter entre 0 e 13 anos de idade; montante mínimo de abertura: 50 (ou equivalente noutra

Leia mais

PROSPETO INFORMATIVO EUR BAC DUAL PORTUGAL 2013-2016 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PROSPETO INFORMATIVO EUR BAC DUAL PORTUGAL 2013-2016 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO PROSPETO INFORMATIVO EUR BAC DUAL PORTUGAL 201-2016 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Designação Depósito Dual EUR BAC DUAL PORTUGAL 201-2016 Classificação Caracterização do produto Produto Financeiro Complexo

Leia mais

Especificação do Código de Barras para Bloquetos de Cobrança Sem Registro e Registrada no SIGCB

Especificação do Código de Barras para Bloquetos de Cobrança Sem Registro e Registrada no SIGCB 1 INTRODUÇÃO... 2 2 ESPECIFICAÇÕES GERAIS... 2 2.1 FORMATO... 2 2.2 GRAMATURA DO PAPEL... 2 2.3 DIMENSÃO... 2 2.4 NÚMERO DE VIAS OU PARTES... 2 2.5 DISPOSIÇÃO DAS VIAS OU PARTES... 2 2.6 COR DA VIA/IMPRESSÃO...

Leia mais

Histórico de Revisão

Histórico de Revisão Histórico de Revisão Data Versão Descrição 14/12/2006 1.0 Versão inicial. 15/12/2006 1.1 Inclusão de parágrafo no item 1 Introdução para tornar claro que cada instituição deve transmitir um único arquivo

Leia mais

Dynamic Currency Conversion

Dynamic Currency Conversion Serviço (DCC) Perguntas Frequentes 1- Quais as moedas abrangidas pelo serviço DCC? Com o serviço DCC o comerciante pode oferecer aos seus clientes com cartões emitidos em Libras Esterlinas, Dólares Norte-Americanos,

Leia mais

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT.

Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Instruções para o cadastramento da Operação de Transporte e geração do Código Identificador da Operação de Transporte CIOT. Versão: 16/03/12 As instruções abaixo aplicam-se a todas as Operações de Transportes

Leia mais

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Setembro 2015

Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Setembro 2015 Critérios para a Apuração dos Preços de Ajuste e Prêmios das Opções de Compra e de Venda Setembro 2015 Informamos os procedimentos a serem aplicados durante o mês de setembro 2015 para a apuração dos preços

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO MAPFRE Investimento Dinâmico Não Normalizado ISIN: ES0138022001 Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Contrato de Seguro ligado a Fundo de Investimento Fundo Autónomo (Fundo de Fundos): FondMapfre

Leia mais

Sumário. Introdução... 2 Informações sobre os arquivos... 2

Sumário. Introdução... 2 Informações sobre os arquivos... 2 Sumário Introdução... 2 Informações sobre os arquivos... 2 Layouts dos arquivos... 3 Arquivo: CONTRATO.REM... 3 Arquivo: CONVENIO.REM... 4 Arquivo: PARTICIPANTECONVENIO.REM... 5 Arquivo: ITEMADESAOATA.REM...

Leia mais

CDB - CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO

CDB - CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO CDB - CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIO O Certificado de Depósito Bancário ou CDB é uma das mais populares aplicações de Renda Fixa no mercado. O CDB é, na verdade, um instrumento de captação dos bancos,

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu

Leia mais

Termo de Moedas, Mercadoria e Índice.

Termo de Moedas, Mercadoria e Índice. Conteúdo Introdução ao Termo... 6 Conhecendo o Produto... 7 Ações dos Botões das Telas... 10 Lançamentos... 11 Contrato... 12 Contrato a Termo de Moedas... 18 Contrato a Termo de Mercadoria (Commodities)...

Leia mais

Gerenciamento de Almoxarifado Versão OneWorld Xe. Manual Setembro de 2000

Gerenciamento de Almoxarifado Versão OneWorld Xe. Manual Setembro de 2000 Gerenciamento de Almoxarifado Versão OneWorld Xe Manual Setembro de 2000 Sumário Visão Geral.................................................. 1 1 Configuração Configuração do Almoxarifado...............................

Leia mais

MBA/CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE FINANCEIRA FINANÇAS INTERNACIONAIS FINANÇAS INTERNACIONAIS

MBA/CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE FINANCEIRA FINANÇAS INTERNACIONAIS FINANÇAS INTERNACIONAIS MBA/CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ANÁLISE FINANCEIRA FINANÇAS INTERNACIONAIS MÓDULO II ISEG/UTL Objectivo Os Mercados Cambiais As Taxas de Câmbio Determinantes Cambiais 1 Arbitragem FINANÇAS INTERNACIONAIS

Leia mais

Atualizações de políticas anteriores

Atualizações de políticas anteriores Atualizações da política Page 1 of 16 Atualizações de políticas anteriores Esta página mostra alterações importantes feitas no serviço do PayPal, seu Contrato do Usuário ou outras políticas. Data de vigência:

Leia mais

CRITICAS NA RECEPÇÃO DE ARQUIVOS DO SISTEMA CADIN. Documento 1001 conforme leiaute disponível em:

CRITICAS NA RECEPÇÃO DE ARQUIVOS DO SISTEMA CADIN. Documento 1001 conforme leiaute disponível em: CRITICAS NA RECEPÇÃO DE ARQUIVOS DO SISTEMA CADIN Documento 1001 conforme leiaute disponível em: http://www.bcb.gov.br/htms/leiaute1001.asp 1. VALIDAÇÕES APLICADAS AO REGISTRO HEADER DO ARQUIVO IDENTIFICACAO

Leia mais

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem:

Entretanto, este benefício se restringe a um teto de 12% da renda total tributável. O plano VGBL é vantajoso em relação ao PGBL para quem: 2 1 3 4 2 PGBL ou VGBL? O plano PGBL, dentre outras, tem a vantagem do benefício fiscal, que é dado a quem tem renda tributável, contribui para INSS (ou regime próprio ou já aposentado) e declara no modelo

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES COMANDOS E FORMATOS DE ENTRADA E SAÍDA 1 COMANDOS E FORMATOS DE ENTRADA E SAÍDA Os comandos de entrada e saída, na sua forma mais simplificada, possuem a seguinte estrutura:

Leia mais

1.1 Lay out apropriado para a Cobrança DISTRIBUTIVA/SAD Retorno Eletrônico, com a utilização de Sistema Próprio do Cedente.

1.1 Lay out apropriado para a Cobrança DISTRIBUTIVA/SAD Retorno Eletrônico, com a utilização de Sistema Próprio do Cedente. 1 - INTRODUÇÃO 1.1 Lay out apropriado para a Cobrança DISTRIBUTIVA/SAD Retorno Eletrônico, com a utilização de Sistema Próprio do Cedente. 2 - HEADER DE ARQUIVO - SAD 240 ==================================================================================================================

Leia mais

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New

Módulo Vendas Balcão. Roteiro passo a passo. Sistema Gestor New 1 Roteiro passo a passo Módulo Vendas Balcão Sistema Gestor New Instruções para configuração e utilização do módulo Vendas balcão com uso de Impressora fiscal (ECF) 2 ÍNDICE 1. Cadastro da empresa......3

Leia mais

Esta melhoria depende de execução do update de base U_UPDFIN, conforme procedimento para implementação.

Esta melhoria depende de execução do update de base U_UPDFIN, conforme procedimento para implementação. Solicitação de Fundos Novas Funcionalidades Produto : Microsiga Protheus Financeiro versão 11 Chamado : TEIXDG Data da publicação : 01/08/12 País(es) : Argentina Banco(s) de Dados : Todos Esta melhoria

Leia mais

Arquivo de retorno Boleto Bancário Formato XML

Arquivo de retorno Boleto Bancário Formato XML Arquivo de retorno Boleto Bancário Formato XML Índice Capítulo 1... 3 Introdução... 3 Capítulo 2... 4 Arquivo Retorno Pedidos em Lote... 4 Capítulo 3... 6 Arquivo Retorno Pedido Individual... 6 Anexo 1...

Leia mais

Atualização da Versão... 3. Introdução à Identificação de Comitentes... 5 Conhecendo o Produto... 6 Ações dos Botões das Telas...

Atualização da Versão... 3. Introdução à Identificação de Comitentes... 5 Conhecendo o Produto... 6 Ações dos Botões das Telas... Versão: 23/11/2015 Atualizado em: 04/03/2016 1 Identificação de Comitentes Conteúdo Atualização da Versão... 3 Introdução à Identificação de Comitentes... 5 Conhecendo o Produto... 6 Ações dos Botões das

Leia mais

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 31 de julho de 2015

58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 31 de julho de 2015 Jornal Oficial C 250 da União Europeia 58. o ano Edição em língua portuguesa Comunicações e Informações 31 de julho de 2015 Índice I Resoluções, recomendações e pareceres RECOMENDAÇÕES Conselho 2015/C

Leia mais

3.1 Estrutura Cambial Brasileira e Mundial

3.1 Estrutura Cambial Brasileira e Mundial 3.1 Estrutura Cambial Brasileira e Mundial DISCIPLINA: Negócios Internacionais FONTES: VAZQUEZ, José Lopes. Comércio Exterior Brasileiro. São Paulo, Atlas, 2003. SILVA, Luiz Augusto Tagliacollo. Logística

Leia mais

APOSTILA PORTAL VERSÃO: EMISSOR

APOSTILA PORTAL VERSÃO: EMISSOR APOSTILA PORTAL VERSÃO: EMISSOR Sumário Sumário... 2 ACESSAR O PORTAL... 4 TELA INICIAL... 4 1º Recurso: BEM VINDO... 5 Altere sua senha... 5 Sair do Sistema... 5 2º Recurso: COMUNICAÇÃO... 5 3º Recurso:

Leia mais

COBRANÇA ELETRÔNICA. Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas. Cobrança Bancária CAIXA - SIGCB Padrão FEBRABAN/CNAB400

COBRANÇA ELETRÔNICA. Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas. Cobrança Bancária CAIXA - SIGCB Padrão FEBRABAN/CNAB400 COBRANÇA ELETRÔNICA Intercâmbio de Informações entre Bancos e Empresas Cobrança Bancária CAIXA - SIGCB Padrão FEBRABAN/CNAB400 OUTUBRO/2008 ÍNDICE Pág. 1. Introdução...03 1.1. Apresentação do Documento...03

Leia mais

Anúncio de adjudicação de contrato

Anúncio de adjudicação de contrato 1/ 18 ENOTICES_icmartins 27/10/2011- ID:2011-149873 Formulário-tipo 3 - PT União Europeia Publicação no suplemento do Jornal Oficial da União Europeia 2, rue Mercier, L-2985 Luxembourg Fax (352) 29 29-42670

Leia mais

MANUAL PARA ENVIO DOS ARQUIVOS DE COMPARTILHAMENTO DE DADOS Segmento Factoring

MANUAL PARA ENVIO DOS ARQUIVOS DE COMPARTILHAMENTO DE DADOS Segmento Factoring [Digite texto] [Digite texto] [Digite texto] MANUAL PARA ENVIO DOS ARQUIVOS DE COMPARTILHAMENTO DE DADOS Segmento Factoring Atualização: Maio/2015 2 [Digite texto] [Digite texto] [Digite texto] ÍNDICE

Leia mais

Nova Estrutura de Tarifação. Julho/2011

Nova Estrutura de Tarifação. Julho/2011 Nova Estrutura de Tarifação Julho/2011 1 Nova estrutura de Tarifação da BM&FBOVESPA Segmento Bovespa Alinhamento com mercado internacional, evidenciando que os preços da BVMF já são bastante competitivos

Leia mais

Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004

Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro (Administrado pelo Banco Safra S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004 Safra Títulos Públicos DI - Fundo de Investimento Financeiro Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2004 e de 2003 e parecer de auditores independentes Demonstração da composição e diversificação

Leia mais

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física

Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física Tabela de Temporalidade de Documentos de Pessoa Física 1. VIDA FINANCEIRA 1.1 PAGAMENTO DE TRIBUTOS 1.1.1 Imposto de Renda de Pessoa Física(IRPF) e seu respectivo DARF 1.1.2 Imposto Predial e Territorial

Leia mais

Contrato de Opção Flexível de Compra sobre Índice de Taxa de Juro Spot Especificações

Contrato de Opção Flexível de Compra sobre Índice de Taxa de Juro Spot Especificações Contrato de Opção Flexível de Compra sobre Índice de Taxa de Juro Spot Especificações 1. Definições Contrato (especificações): termos e regras sob os quais as operações serão realizadas e liquidadas. Compra

Leia mais

VARREDURA DE SACADO - BOLETO ELETRÔNICO. Intercâmbio Eletrônico de Arquivos

VARREDURA DE SACADO - BOLETO ELETRÔNICO. Intercâmbio Eletrônico de Arquivos VARREDURA DE SACADO - BOLETO ELETRÔNICO Intercâmbio Eletrônico de Arquivos Índice 1. Noções Básicas... 3 1.1 Apresentação... 4 2. Informações Técnicas... 5 2.1 Meios de intercâmbio... 6 2.2 Explicações

Leia mais

2 - Quais as vantagens do Confidence Travel Card em relação ao Cheques de Viagem e o Cartão de Crédito?

2 - Quais as vantagens do Confidence Travel Card em relação ao Cheques de Viagem e o Cartão de Crédito? Perguntas frequentes Confidence Travel Card Sobre o Cartão Confidence Travel Card 1 - Eu posso adquirir e recarregar um Confidence Travel Card nas Bandeiras Visa e Mastercard? Para Compra: Na bandeira

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO S.A. 1 / 6. Capítulo Revisão Data

MANUAL DE PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO S.A. 1 / 6. Capítulo Revisão Data DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO S.A. 1 / 6 CAPÍTULO X DO MERCADO DE OPÇÕES 10.1 CODIFICAÇÃO DAS SÉRIES A codificação utilizada no mercado de opções é composto de 5 letras (as 4 primeiras correspondem

Leia mais

Central de Serviços de Tecnologia: Telefone: 0800-280-7005 Portal: http://10.1.2.109:8686/ Acesse com seu usuário de Rede, Libra ou E-mail.

Central de Serviços de Tecnologia: Telefone: 0800-280-7005 Portal: http://10.1.2.109:8686/ Acesse com seu usuário de Rede, Libra ou E-mail. Orientações ao Magistrado e Servidor Separar toda a documentação necessária conforme as páginas 02 a 04: Processo Caixa - Orientações sobre Documentação. Verificar no Portal Interno a relação de Magistrados

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

EÓLICA FAÍSA III GERAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

EÓLICA FAÍSA III GERAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 EÓLICA FAÍSA III GERAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE ENERGIA S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores

Leia mais

Contrato de Câmbio na Exportação.

Contrato de Câmbio na Exportação. Contrato de Câmbio na Exportação. A Momento da Contratação B Liquidação do contrato de câmbio C Alteração D Cancelamento E Baixa do Contrato de Câmbio F Posição de Câmbio: nivelada, comprada e vendida.

Leia mais

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada.

O sistema gestor já contem uma estrutura completa de categorias que são transferidas automaticamente para cada empresa nova cadastrada. Página2 Cadastro de Categorias O cadastro de categoria é utilizado dentro do gestor para o controle financeiro da empresa, por ela é possível saber a origem e a aplicação dos recursos, como por exemplo,

Leia mais

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL

Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Preçário CAIXA ECONÓMICA MONTEPIO GERAL Instituição de Crédito com sede em território nacional, de acordo com o previsto no Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras Consulte o FOLHETO

Leia mais

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos

Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8. CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Produtos Manual do Usuário (Firma Inspetora) Versão 1.8 CMCP - Controle da Marcação Compulsória de Manual do Usuário - Firma Inspetora SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1. Referências... 4 2. COMO ESTÁ ORGANIZADO O

Leia mais

UNIVERSIDADE DO TOCANTINS TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PRÁTICA EM PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS

UNIVERSIDADE DO TOCANTINS TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PRÁTICA EM PROGRAMAÇÃO DE SISTEMAS ESTUDO DE CASO I Uma das operações oferecidas pelos sistemas bancários para seus clientes é a emissão de extratos da conta corrente ou do cartão de crédito. Esses relatórios permitem que o cliente possa

Leia mais

CARTA CIRCULAR N.º 011

CARTA CIRCULAR N.º 011 Aos Participantes do Sistema de Registro e de Liquidação Financeira de Títulos CARTA CIRCULAR N.º 011 De acordo com o item IV da Resolução n.º 1.155, de 23.07.86, do Banco Central do Brasil, a alíquota

Leia mais

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental

SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO À INSTRUÇÃO N.º 12/2013 - (BO N.º 6, 17.06.2013) Temas SUPERVISÃO Supervisão Comportamental ANEXO II FICHA DE INFORMAÇÃO NORMALIZADA EM MATÉRIA DE CRÉDITO AOS CONSUMIDORES, EM CASO DE CONTRATAÇÃO

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 3.8 - Derivativos

Conhecimentos Bancários. Item 3.8 - Derivativos Conhecimentos Bancários Item 3.8 - Derivativos Conhecimentos Bancários Item 3.8 - Derivativos São instrumentos financeiros que têm seus preços derivados (daí o nome) do preço de mercado de um bem ou de

Leia mais

Sistema de Devolução Automática de Tributos Módulo Crédito em Conta Corrente

Sistema de Devolução Automática de Tributos Módulo Crédito em Conta Corrente Sumário 1 Consultar disponibilidade de restituição... 2 1.1 Consultar com senha Web ou Certificação digital... 3 1.2 Consultar com CPF ou CNPJ... 4 1.3 Consultar por Sistemas de Cobrança... 4 2 Solicitar

Leia mais

MAGAZINE LUIZA S.A. CNPJ/MF N.º 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 Capital Aberto

MAGAZINE LUIZA S.A. CNPJ/MF N.º 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 Capital Aberto MAGAZINE LUIZA S.A. CNPJ/MF N.º 47.960.950/0001-21 NIRE 35.300.104.811 Capital Aberto ATA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 4 DE OUTUBRO DE 2012 1. DATA, HORA E LOCAL:

Leia mais