Cadernos de Informatica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cadernos de Informatica"

Transcrição

1 PROJETO ESCOLAS - REFERÊNCIA Compromisso com a Excelência na Escola Pública Cadernos de Informatica CURSO DE CAPACITAÇÃO EM INFORMÁTICA INSTRUMENTAL CURSO DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES CURSO SOBRE O SISTEMA OPERACIONAL LINUX CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA CURSO DE INTRODUÇÃO A BANCOS DE DADOS CURSO DE CONSTRUÇÃO DE WEB SITES CURSO DE EDITORAÇÃO ELETRÔNICA CURSO DE ILUSTRAÇÃO DIGITAL CURSO DE PRODUÇÃO FONOGRÁFICA CURSO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA 3D CURSO DE PROJETO AUXILIADO POR COMPUTADOR CURSO DE MULTIMÍDIA NA EDUCAÇÃO

2 Cadernos de Informatica CURSO DE CONSTRUÇÃO DE WEB SITES Glayston Pereira Batista Coordenador Carlos Eduardo Hermeto de Sá Motta

3 4

4 APRESENTAÇÃO Os computadores que estão sendo instalados pela SEE nas escolas estaduais deverão ser utilizados para propósitos administrativos e pedagógicos. Para isso, desenvolveu-se um conjunto de cursos destinados a potencializar a utilização desses equipamentos. São doze cursos que estão sendo disponibilizados para as escolas para enriquecimento do seu plano curricular. Esses cursos não são profissionalizantes. São cursos introdutórios, de formação inicial para o trabalho, cujo objetivo é ampliar o horizonte de conhecimentodos alunos para facilitar a futura escolha de uma profissão. Todos os cursos foram elaborados para serem realizados em 40 módulos-aula, cada um deles podendo ser desenvolvidos em um semestre (com 2 módulos-aula semanais) ou em 10 semanas (com 4 módulos-aula semanais). Em 2006, esses cursos deverão ser oferecidos para os alunos que desejarem cursá-los, em caráter opcional e horário extraturno. Em 2007, eles cursos deverão ser incluídos na matriz curricular da escola, na série ou séries por ela definida, integrando a Parte Diversificada do currículo. Esses cursos foram concebidos para dar aos professores, alunos e funcionários uma dimensão do modo como o computador influencia, hoje, o nosso modo de vida e os meios de produção. Para cada curso selecionado pela escola deverão ser indicados pelo menos dois ou, no máximo, três professores (efetivos, de preferência) para serem capacitados pela SEE. Esses professores irão atuar como multiplicadores, ministrando-os a outros servidores da escola e aos alunos. CURSO DE CAPACITAÇÃO EM INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Este curso será implantado obrigatoriamente em todas as escolas estaduais em que for instalado laboratório de informática. Iniciando pelas Escolas-Referência, todos os professores e demais servidores serão capacitados para que possam fazer uso adequado e proveitoso desses equipamentos tanto na administração da escola como nas atividades didáticas. É um curso voltado para a desmistificação da tecnologia que está sendo implantada. O uso do computador ainda é algo difícil para muitas pessoas que ainda não estão muito familiarizadas com essas novas tecnologias que estão ocupando um espaço cada vez maior na escola e na vida de todos. Este curso vai motivar os participantes para uma aproximação com essas tecnologias, favorecendo a transformação dos recursos de informática em instrumentos de produção e integração entre gestores, professores e demais servidores. As características dos equipamentos e as funcionalidades dos programas serão apresentadas de maneira gradual e num contexto prático. Essas.situações práticas serão apresentadas de maneira que o participante perceba o seu objetivo e o valor de incorporá-las ao seu trabalho cotidiano. Os participantes serão preparados 5

5 para navegar e pesquisar na internet; enviar, receber e administrar correspondência eletrônica, além de criar e editar documentos (textos, planilhas e apresentações) de interesse acadêmico e profissional. Esse é um curso fundamental, base e pré-requisito para todos os demais. CURSO DE MONTAGEM E MANUTENÇÃO DE COMPUTADORES Este curso será implantado em, pelo menos, uma escola do município sede de cada Superintendência Regional de Ensino. A indicação da escola deverá ser feita pela própria S.R.E, levando-se em conta as condições de infra-estrutura nas Escolas-Referência existentes no município. Nas escolas escolhidas será montado um laboratório de informática especialmente para a oferta desse curso. O objetivo deste curso é capacitar tecnicamente os alunos de ensino médio que queiram aprender a montar, fazer a manutenção e configurar microcomputadores. Pode ser oferecido para alunos de outras escolas, para professores e demais servidores da escola e para a comunidade, aos finais de semana ou horários em que o laboratório esteja disponível. Neste curso o participante aprenderá a função de cada um dos componentes do microcomputador. Aprenderá como montar um computador e como configurá-lo, instalando o sistema operacional, particionando e formatando discos rígidos, instalando placas de fax/modem, rede, vídeo, som e outros dispositivos. Conhecerá, ainda, as técnicas de avaliação do funcionamento e configuração de microcomputadores que esteja precisando de manutenção preventiva ou corretiva, além de procedimentos para especificação de um computador para atender as necessidades requeridas por um cliente. Dos cursos que se seguem, as Escolas-Referência deverão escolher pelo menos dois para implantar em No período de 13 a 25 de março/2006, estará disponível no sítio da SEE (www.educacao.mg.gov.br) um formulário eletrônico para que cada diretor das Escolas- Referência possa informar quais os cursos escolhidos pela sua escola e quais os professores que deverão ser capacitados. Durante o período de capacitação, os professores serão substituídos por professores-designados para que as atividades didáticas da escola não sejam prejudicadas CURSO SOBRE O SISTEMA OPERACIONAL LINUX É destinado àqueles que desejam conhecer ferramentas padrão do ambiente Unix. É um curso voltado para a exploração e organização de conteúdo. São ferramentas tipicamente usadas por usuários avançados do sistema operacional. Tem por finalidade apresentar alguns dos programas mais simples e comuns do ambiente; mostrar que, mesmo com um conjunto pequeno de programas, é possível resolver problemas reais; explicar

6 a comunicação entre programas via rede e estender o ambiente através de novos programas. O texto didático deste curso apresenta os recursos a serem estudados e propõe exercícios. É um curso para aqueles que gostam de enfrentar desafios. Ementa: Histórico e desenvolvimento do Unix e Linux. Login no computador. Explorando o computador (processos em execução, conexões abertas). Descrição dos conceitos de arquivo e diretório. Operações simples sobre arquivos e diretórios. Sistema de permissões e quotas. Procurando arquivos e fazendo backups. Executando e controlando programas. Processamnto de texto. Expressões regulares. Estendendo o ambiente. Trabalho em rede. Um sistema de chat. Comunicação segura no chat (criptografia). Ainda criptografia. Sistema de arquivos como um Banco de Dados. Um programa gráfico. Programando para rede. 2. CURSO DE PROGRAMAÇÃO EM JAVA É um curso de programação introdutório que utiliza a linguagem Java. Essa linguagem se torna, a cada dia, mais popular entre os programadores profissionais. O curso foi desenvolvido em forma de tutorial. O participante vai construir na prática um aplicativo completo (um jogo de batalha naval) que utiliza o sistema gráfico e que pode ser utilizado em qualquer sistema operacional. Os elementos de programação são apresentados em atividades práticas à medida em que se fazem necessários. Aqueles que desejam conhecer os métodos de produção de programas de computadores terão, nesse curso, uma boa visão do processo. Ementa: Conceitos de linguagem de programação, edição, compilação, depuração e execução de programas. Conceitos fundamentais de linguagens de programação orientada a objetos. Tipos primitivos da linguagem Java, comandos de atribuição e comandos de repetição. Conceito de herança e programação dirigida por eventos. Tratamento de eventos. Programação da interface gráfica. Arrays. Números aleatórios. 3. CURSO DE INTRODUÇÃO AO BANCOS DE DADOS Este curso mostrará aos participantes os conceitos fundamentais do armazenamento, gerenciamento e pesquisa de dados em computadores. Um banco de dados é um repositório de informações que modelam entidades do mundo real. O Sistema Gerenciador do Banco de Dados permite introduzir, modificar, remover, selecionar e organizar as informações armazenadas. O curso mostra como os bancos de dados são criados e estruturados através de exemplos práticos. Ao final, apresenta os elementos da linguagem SQL (Structured Query Language Linguagem Estruturada de Pesquisa) que é uma linguagem universal para gerenciamento de informações de bancos de dados e os ele- 7

7 mentos básicos da administração desses repositórios de informação..apesar de ser de nível introdutório, o curso apresenta todos os tópicos de interesse relacionados à área. É um curso voltado para aqueles que desejam conhecer os sistemas que gerenciam volumes grandes e variados de informações, largamente utilizados no mundo empresarial. Ementa: Modelagem de dados. Normalização. Linguagem SQL. Mecanismos de consulta. Criação e alteração de tabelas. Manipulação e formatação de dados. Organização de resultados de pesquisa. Acesso ao servidor de bancos de dados. Contas de usuários. Segurança. Administração de bancos de dados. Manutenção. Integridade. 4. CURSO DE CONSTRUÇÃO DE WEB SITES Este curso mostrará aos participantes como construir páginas HTML que forma a estrutura de um site na internet. A primeira parte do curso é voltada para a construção de páginas; a segunda parte, para a estruturação do conjunto de páginas que formação o site, incluindo elementos de programação. Explicará os conceitos elementares da web e mostrará como é que se implementa o conjunto de páginas que forma o site num servidor. Ementa: Linguagem HTML. Apresentação dos principais navegadors disponíveis no mercado. Construção de uma página HTML simples respeitando os padrões W3C. Recursos de formatação de texto. Recursos de listas, multimídia e navegação. Tabelas e Frames. Folha de Estilo. Elementos de Formulário. Linguagem Javascript. Interação do Javascript com os elementos HTML. Linguagem PHP. Conceitos de Transmissão de Site e critérios para avaliação de servidores. 1. CURSO DE EDITORAÇÃO ELETRÔNICA Voltado para a produção de documentos físicos (livros, jornais, revistas) e eletrônicos. Apresenta as ferramentas de produção de texto e as ferramentas de montagem de elementos gráficos numa página. O texto é tratado como elemento de composição gráfica, juntamente com a pintura digital, o desenho digital e outros elementos gráficos utilizados para promover a integração dos elementos gráficos. 8 O curso explora de maneira extensiva os conceitos relacionados à aparência do texto relativos aos tipos de impressão (fontes). Mostra diversos mecanismos de produção dos mais variados tipos de material impresso, de texto comum às fórmulas matemáticas. Finalmente, discute a metodologia de gerenciamento de documentos. Ementa: Editor de textos. Formatadores de texto. Tipos e Fontes. Gerenciamento de projetos.

8 Publicações. Programas para editoração. Programas acessórios. Impressão. Desenvolvimento de um projeto. 2. CURSO DE ILUSTRAÇÃO DIGITAL Desenvolvido sobre um único aplicativo de tratamento de imagens e pintura digital, o GIMP (GNU Image Manipulation Program Programa de Manipulação de Imagens GNU). Este curso ensina, passo a passo, como utilizar ferramentas do programa para produzir ilustrações de qualidade que podem ser utilizadas para qualquer finalidade. A pintura digital é diferente do desenho digital. O desenho se aplica a diagramas e gráficos, por exemplo. A pintura tem um escopo muito mais abrangente e é uma forma de criação mais livre, do ponto de vista formal. É basicamente a diferença que há entre o desenho artístico e o desenho técnico. É, portanto, um curso voltado para aqueles que têm interesses e vocações artísticas. Ementa: A imagem digital. Espaços de cores. Digitalização de imagens. Fotomontagem e colagem digital. Ferramentas de desenho. Ferramentas de pintura. Finalização e saída. 3. CURSO DE PRODUÇÃO FONOGRÁFICA Curso voltado para aqueles que têm interesse na produção musical. Explica, através de programas, como é que se capturam, modificam e agrupam os sons musicais para produzir arranjos musicais. É um curso introdutório com uma boa visão da totalidade dos procedimentos que levam à produção de um disco. Ementa: O Fenômeno Sonoro. O Ambiente Sonoro. A Linguagem Musical. Pré-Produção. O Padrão MIDI. A Gravação. A Edição. Pós-processamento. Mixagem. Finalização. 4. CURSO DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA Curso introdutório de modelagem, renderização e animação de objetos tridimensionais. Esse curso é a base para utilização de animações tridimensionais em filmes. Conduzido como um tutorial do programa BLENDER, apresenta a interface do programa e suas operações elementares. Destinado àqueles que têm ambições de produzir animações de alta qualidade para a educação ou para a mídia. Ementa: Introdução à Computação Gráfica. Conceitos básicos 2D e 3D. Interface principal do programa Blender. Espaço de trabalho. Navegação em 3D. Modelagem em 3D. Primitivas básicas. Movimentação de objetos. Edição de objetos. Composição de cenas. Materiais e texturas. Aplicação de materiais. UV Mapping. Luzes e Câmeras. Iluminação de cena. Posicionamento e manipulação de câmera. Renderização still frame. Formatos 9

9 de saída. Animação básica. Movimentação de câmera e objetos. Renderização da animação. Formatos de saída. 5. CURSO DE PROJETO AUXILIADO POR COMPUTADOR Os programas de CAD (Computer Aided Design Projeto Auxiliado por Computador) são utilizados para composição de desenhos técnicos. Diferentemente dos programas de pintura eletrônica (como o GIMP), fornecem ao usuário ferramentas para desenhar com precisão e anotar os desenhos de acordo com as normas técnicas. Além de ensinar ao usuário a utilizar um programa de CAD (QCad), o curso apresenta elementos básicos de desenho técnico e construções geométricas diversas visando preparar o participante para um aprimoramento em áreas típicas das engenharias e da arquitetura..ementa: Informática aplicada ao desenho técnico. Conceitos básicos: construções geométricas, escalas, dimensionamento, projeções ortográficas e perspectivas. Sistemas de coordenadas cartesiano e polar. Novas entidades geométricas básicas: polígonos e círculos. Operações geométricas básicas. Tipos de unidades de medida. Criação de um padrão de formato. Organização de um desenho por níveis. Construções geométricas diversas. A teoria dos conjuntos aplicada ao desenho. Propriedades dos objetos. Edição do desenho. Movimento, rotação, escalamento e deformação de objetos. Agrupamento de objetos em blocos. 6. CURSO DE MULTIMÍDIA NA EDUCAÇÃO O curso está dividido em três partes: a) utilização da multimídia no contexto educacional; b) autoria de apresentações multimídia; c) projetos de aprendizagem mediada por tecnologia. Este curso é o fundamento para a criação dos cursos de educação a distância. Apresenta os elementos que compõem os sistemas de multimídia, as comunidades virtuais de aprendizagem, o planejamento e a preparação de uma apresentação e de uma lição de curso e, finalmente, a tecnologia de objetos de aprendizado multimídia. 10 Ementa: Introdução à Multimídia e seus componentes. Multimídia na Educação. Comunidades Virtuais de Aprendizagem. Webquest : Desafios Investigativos baseados na Internet (Web). Preparação de uma apresentação multimídia.

10 SUMÁRIO Módulo 1: Introdução ao WebDesign Introdução ao HTML Vamos tentar? Tags HTML Elementos HTML Atributos das Tags Módulo 2: Formatação de textos Tags HTML Básicas Tente você mesmo - Exemplos Subtítulos (Headings) Parágrafos Quebra de linha Comentários em HTML Notas básicas - Dicas úteis Formatação do texto Modificando a fonte do texto Exercícios Revisão: Tags HTML Básica Módulo 3: Tags HTML Avançadas Exemplos Listas Referências em HTML (Links e Hyperlinks) Imagens no HTML Módulo 4: Frames Frames HTML Exemplos

11 Módulo 5: Tabelas Módulo 6: Folhas de Estilo Estilos como separação entre conteúdo e layout Como os estilos economizam trabalho? Sintaxe do CSS Associando um CSS aos seus documentos HTML Módulo 7: Formulários HTML (Forms) e Entradas de dados (Input) Exemplos Formulários (Forms) Entrada de Dados (Input) Botões Rádio Caixas Checkbox O atributo Action e o botão Submit de um formulário Mais exemplos Módulo 8: Introdução ao JavaScript O que é o JavaScript? Exemplos Entendendo o exemplo JavaScript, onde colocar Exemplos Variáveis JavaScript Exemplos Comandos condicionais Operadores em JavaScript Caixa Popup Funções JavaScript Laços ou Repetições Eventos em JavaScript Módulo 9: Introdução ao PHP O que é PHP? Instalando o PHP (no servidor)... 97

12 9.3 - Sintaxe do PHP Variáveis in PHP Comentários em PHP Operadores do PHP Comandos condicionais em PHP Laços em PHP Formulários e PHP Módulo 10: Enviando seu site O que é FTP O que é um FTP Server? O que é um FTP Client? Servidores para hospedagem de web sites Apêndice A: Referência de CSS Apêndice B: Referência de Eventos JavaScript Apêndice C: Caracteres Especiais no JavaScript Bibliografia Apêndice: Editores WYSIWYG Apêndice: XHTML

13 14

14 MODULO 1: INTRODUÇÃO AO WEBDESIGN INTRODUÇÃO AO HTML O que é um arquivo HTML? HTML significa Hyper Text Markup Language (Linguagem de marcação de texto). Um arquivo HTML é um arquivo texto contendo pequenas marcações que serão interpretadas por um browser (como o mozilla firefox por exemplo). Estas marcações são chamadas de TAGs (ou etiquetas). As tags mostram ao browser como exibir a página. Um arquivo HTML deve ter a extensão htm ou html e pode ser criado usando um editor de texto comum VAMOS TENTAR? Primeiro vamos abrir nosso editor de texto. No KDE, vá ao menu, e em seguida nas opções Editors (ou Editores), e em Kwrite. 15

15 Qualquer outro editor de texto pode ser usado, como o Kate, etc, e e forma de executar o editor pode variar dependendo do programa e da sua distribuição do Linux. Digite o seguinte texto: <head> <title>título da pagina</title> </head> Esta é minha primeira homepage. Salve o arquivo como minhapagina.htm. Agora vamos visualizar nosso site. Inicie o browser (Mozilla Firefox) e selecione Open (ou Abrir ) no menu File (ou Arquivo ). Uma caixa de dialogo irá aparecer. Selecione Browse (ou Escolher arquivo ) e localize o arquivo que acabou de criar - minhapagina.htm - selecione-o e clique em Open (ou Abrir ). Agora você deve poder ver o caminho do arquivo na caixa de dialogo. Clique em OK, e o browser irá exibir a página. Explicação do exemplo: A primeira tag em seu documento HTML é. Note que todas as tags estão delimitadas por < e >. Esta tag indica ao seu browser que é o começo do documento HTML. A ultima tag é. Esta tag indica que é o fim do documento HTML. Os textos entre a tag <head> e a tag </head> são chamados de informações de cabeçalho. As informações de cabeçalho não são exibidas na janela do browser. O texto entre as tags <title> e </title> é o título do seu documento. O título é exibido na Barra de título do browser. É entre a tag e que estará todo o texto a ser exibido na janela do browser. E é nesta seção que utilizaremos todos os artifícios de formatação de texto, tabelas e formulários. Veremos mais sobre estes assuntos mais tarde. Extensão HTM ou HTML? 16 Quando se salva um documento HTML, você pode usar tanto a extensão htm quanto html. Nós usamos htm nos nossos exemplos. Este é um habito gerado por softwares antigos que só aceitavam extensões com 3 letras. Com softwares novos é perfeitamente seguro utilizar a extensão html. Nota sobre os Editores de HTML: Você pode facilmente editar arquivos HTML com programas do tipo o-que-você-vê-é-oque-você-leva (WYSIWYG - what you see is what you get), sem precisar ao menos ler o código dos arquivos HTML.

16 Mas se você quer ser um Desenvolvedor Web habilidoso, é recomendável que comece fazendo você mesmo o arquivo HTML para aprender a dinâmica do HTML. Em tempo poderá utilizar tais editores, sabendo exatamente o que eles estão fazendo e até podendo fazer suas próprias melhorias e otimizações nos arquivos gerados por eles. Para maiores informações a respeito de editor WYSIWYG veja Apêndice Elementos HTML Documentos HTML são arquivos texto feitos de elementos HTML. Elementos HTML sao definidos usando tags HTML. Perguntas efetuadas frequentemente (FAQ) P: Depois que editei o arquivo HTML, eu não pude ver o resultado no meu browser. Porque? R: Certifique-se que salvou o arquivo com a extensão correta e que está abrindo o arquivo com o mesmo nome no seu browser. P: Eu tentei editar um arquivo HTML mas as mudanças não aparecem no browser. Porque? A: O browser mantem uma copia da página para que ele não tenha que abrir a mesma página 2 vezes. Quando você altera o arquivo, seu browser não sabe que fez isso. Use o botão de refresh/reload (Atualizar) do browser para forçar ele a ler a página que editou. P: Que browser eu devo usar? A: YouVocê pode fazer todo seu treino em todos os browsers comuns, como Mozilla, Netscape, ou Konkeror. No entanto, alguns exemplos mais avançados de HTML podem exigir browsers em versões mais atualizadas TAGS HTML As tags HTML são usadas para marcar elementos HTML; As tags são delimitadas por dois caracteres: < e >; As tags normally vêm em pares como <b> e </b>; A primeira tag do par é a tag inicial, e a segunda tag final; O texto entre a tag inicial e final é chamado de conteúdo do elemento; Tags HTML não são case sensitive, ou seja, <b> é o mesmo de <B>. Porquê usamos as tags em minúsculo? Sabemos que as tags HTML não são case-sensitive : <B> é o mesmo de <b>. Quando navegar na web, notará que a maioria dos tutoriais utiliza as tags em maiúsculo em seus exemplos. Nós sempre usamos as tags em minúsculo. Porque? Se você quer se preparar para as próximas gerações de HTML, você deve começar a usar 17

17 tags em minúsculo. Algumas linguagens que surgiram do HTML (como a XHTML ver apêndice sobre XHTML) exigem as tags em minúsculo, portanto, devemos seguir esta tendência se desejamos nos tornar profissionais desta área ELEMENTOS HTML Lembre o exemplo da seção 1.2, e adicionamos mais um elemento como a seguir: <head> <title>título da Página</title> </head> Esta é minha segunda homepage. <b>este texto está em negrito.</ b> Este é um elemento HTML: <b>este texto está em negrito</b> O elemento HTML começa com a tag inicial: <b> O conteúdo do elemento é: este texto está em negrito O elemento HTML termina com a tag final: </b> O propósito da tag <b> é definir um elemento HTML que deve ser em negrito. Este também é um elemento HTML: Esta é minha segunda homepage e <b>este texto está em negrito.</b> Este elemento começa com a tag, e termina com a tag. O propósito da tag é definir o elemento HTML que contém o corpo do documento HTML ATRIBUTOS DAS TAGS 18 Tags pode possuir atributos. Atributos podem dar informações adicionais sobre os elementos da sua página. Esta tag define o elemento body (corpo) do seu documento:. Com a adição do atributo bgcolor, você pode mostrar ao browser que a cor de fundo (background color) da sua página deve ser vermelha, deste modo: <body bgcolor="red">. Esta tag define uma tabela: <table>. Com a adição do atributo border, você pode dizer

18 ao browser que a tabela não deve possuir bordas: <table border="0"> Atributos sempre vêm em pares nome/valor da seguinte forma: name="value". Atributos são sempre adicionados na tag inicial do elemento html. Estilo das aspas, "red" ou 'red'? Valores dos atributos devem vir sempre entre aspas. Aspas dupas são mais comuns, mas aspas simples também são permitidas. Em algumas situações, como quando o próprio valor do atributo contém aspas, é necessário usar aspas simples: name='joão "Webdesigner" da Silva' 19

19 MÓDULO 2: FORMATAÇÃO DE TEXTOS TAGS HTML BÁSICAS As tags básicas de HTML de presença obrigatórias nas páginas são: <HTML> - marcação de entrada do documento </HTML> - marcação de saída do documento <HEAD> - marcação de entrada do cabeçalho </HEAD> - marcação de saída do cabeçalho <BODY> - marcação de entrada do corpo </BODY> - marcação de saída do corpo Apenas o que está escrito entre as marcações body aparecerá na tela maior do seu browser. Todas as páginas em HTML são identificadas pela tag <HTML>, que terá obrigatoriamente que estar no início do código. Obviamente, qualquer página irá terminar com </HTML> Cabeçalho Dentro do cabeçalho (tag <head> ) podemos encontrar: <title>: Define o título da página, que é exibido na barra de título dos browsers. <style>: Define formatação em CSS <script>: Define programação de certas funções em página com scripts, e pode colocar funções de JavaScript. <meta>: Define propriedades da página, como codificação de caracteres, descrição da página, autor, etc Corpo 20 Dentro do corpo (tag ) podemos encontrar outras várias tags, como por exemplo: <h1>, <h2>,... <h6>: cabeçalhos e títulos no documento em diversos tamanhos. <p>: novo parágrafo. <br>: quebra de linha. <font>: forma um texto (fonte, cor e tamanho) de um trecho do texto. <b>, <i>, <u> e <s>: negrito, itálico, sublinhado e riscado, respectivamente. <img>: imagem. <a>: hiperlink para uma página, ou para um endereço de . O melhor modo de aprender html é trabalhando. Temos exemplos da utilização de algumas destas tags acima. As demais serão vistas ao decorrer do curso.

20 2.2 - TENTE VOCÊ MESMO EXEMPLOS Exemplo 1) Este exemplo é um documento muito simples contendo o mínimo de tags necessárias para se fazer um documento HTML. Ele demonstra como o texto dentro da tag body é exibido no browser. Código: O conteúdo do elemento body é exibido no seu browser. Exemplo 2) Este exemplo demonstra como o texto dentro dos elemetos de parágrafo são exibidos no seu browser. Código: <p>isto é um parágrafo.</p> <p>isto é um parágrafo.</p> <p>isto é um parágrafo.</p> <p>elementos de parágrafo são definidos pela tag p.</p> (Você encontrará mais exemplos no final deste módulo.) SUBTÍTULOS (HEADINGS) Subtítulos ou headings são definidos com as tags de <h1> à <h6>. <h1> define o maior Subtítulo e <h6> define o menor Subtítulo. <h1>isto é um Subtítulo</h1> <h2>isto é um Subtítulo</h2> <h3>isto é um Subtítulo</h3> <h4>isto é um Subtítulo</h4> <h5>isto é um Subtítulo</h5> <h6>isto é um Subtítulo</h6> HTML adiciona automaticamente uma linha em branco imediatamente antes do título. 21

21 2.4 - PARÁGRAFOS Parágrafos são definidos pela tag <p>. <p>isto é um parágrafo</p> <p>este é outro parágrafo</p> HTML automaticamente adiciona uma linha em branco antes e depois de um parágrafo QUEBRA DE LINHA A tag <br> é usada quando você quer terminar uma linha mas não quer começar um novo parágrafo. Esta tag força uma quebra de linha onde você a colocar. <p>este <br> é um para-<br>grafo com<br>quebra de<br>linha.</p> A tag <br> é uma tag vazia, ou seja, não tem tag final ou de fechamento COMENTÁRIOS EM HTML A tag de comentário é usada para inserir um comentário no código fonte do HTML. Um comentário será ignorado pelo browser. Você pode usar comentário para explicar seu código, o que pode ajudar quando você editar o código no futuro. <!-- Isto é um comentário --> Note que você precisa da exclamação na abertura mas não no fechamento da tag NOTAS BÁSICAS DICAS ÚTEIS 22 Quando escrever um texto em HTML, você nunca terá certeza de como o texto será exibido em outro browser. Algumas pessoas possuem telas grandes e outras pequenas. O texto será reformatado toda vez que o usuário alterar o tamanho da sua janela. Nunca tente formatar o texto em um editor adicionando linhas vazias e espaços ao texto. HTML irá apagar os espaços extras no seu texto. Qualquer número de espaços contam como um. No HTML uma linha nova conta como um espaço. Usando Parágrafos vazios para inserir linhas vazia é um hábito ruim. Use a tag <br>. (Mas não use <br> para criar listas. Espere até você aprender a usar listas em HTML.) Você já deve ter achado que Parágrafos podem ser escritos sem usar a tag de fechamento </p>. Não confie nisso. A próxima versão do HTML não permite que você pule nenhuma tag de fechamento, e alguns browsers já notificam como erro ao usuário. O HTML automaticamente adiciona linhas em branco antes e/ou depois de alguns elementos, como antes e depois do parágrafo e antes do Subtítulo. Podemos usar a tag chamada de régua horizontal(tag <hr>), para separar seções em nossa página.

22 2.8 - FORMATAÇÃO DO TEXTO: Agora que sabemos fazer Subtítulos, parágrafos e quebras de linha, podemos começar a ver como se formata um texto. Vamos tentar? Abra novamente o editor e digite o texto a seguir: <b>este texto está em negrito</b> <br> <strong>este texto usa a tag strong</strong> <br> <i>este texto está em itálico</i> <br> <em>este texto está enfatizado</em> <br> <u>este texto está em sublinhado</u> <br> <big>este texto é um pouco maior</big> <br> <small>este texto é um pouco menor</small> <br> O próximo texto está <sub>subescrito</sub> <br> O próximo texto está <sup>sobrescrito</sup> Explicação do exemplo: Como você já deve ter notado o texto pode ser colocado em negrito com as tags <b> e </b>. Do mesmo modo temos uma formatação semelhante chamada strong (tags <strong> e </strong>). As tags big (<big> e </big>) e small (<small> e </small>) aumentam ou diminuem o tamanho do texto em uma pequena fração. Para fazer um texto em itálico podemos usar as tags <i> e </i>, ou tags semelhante como <em> e </em>. Para fazê-lo ficar sublinhado usamos <u> e </u>. Por fim temos as tags para deixar o texto sobrescrito (<sup> e </sup>) e subscrito (<sub> e </sub>). 23

QUEM FEZ O TRABALHO?

QUEM FEZ O TRABALHO? Introdução a Linguagem HTML: Conceitos Básicos e Estrutura ANA PAULAALVES DE LIMA 1 QUEM FEZ O TRABALHO? Com as tagsaprendidas hoje, faça uma página HTML sobre você com as seguintes informações: Seu nome

Leia mais

Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486

Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486 1 Ferramentas para Multimídia e Internet - 1486 HTML BÁSICO: O que é uma página WEB? Uma página WEB, também conhecida pelo termo inglês webpage, é uma "página" na World Wide Web, geralmente em formato

Leia mais

Webdesign HTML. Introdução a HTML e as principais tags da linguagem. Thiago Miranda dos Santos Souza

Webdesign HTML. Introdução a HTML e as principais tags da linguagem. Thiago Miranda dos Santos Souza Webdesign HTML Introdução a HTML e as principais tags da linguagem Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net Objetivos Apresentar a HTML

Leia mais

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Curso HTML & CSS > Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Sumário > Apresentação > Introdução ao HTML História Começando a Programar > Tags em HTML Headings (Cabeçalhos) Parágrafos Formatação

Leia mais

OPERAÇÃO DE SOFTWARE E APLICATIVOS

OPERAÇÃO DE SOFTWARE E APLICATIVOS OPERAÇÃO DE SOFTWARE E APLICATIVOS 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO A WEB... 4 1.1 O QUE É A WORLD WIDE WEB?... 4 1.2 COMO FUNCIONA A WWW?... 4 1.3 SERVIDORES WEB... 4 1.4 BROWSERS... 4 1.5 PADRÕES DA WEB... 5 1.6

Leia mais

HTML. Conceitos básicos de formatação de páginas WEB

HTML. Conceitos básicos de formatação de páginas WEB HTML Conceitos básicos de formatação de páginas WEB HTML HyperText Markup Language Linguagem utilizada para criar hipertexto na web Ou seja, criar documentos estruturados utilizando para tal um conjunto

Leia mais

Introdução 1ª Parte Web Web Web Web Browsers Editores Editores Etiquetas (tags) base indica que se trata de uma página escrita em linguagem HTML. Esta deve abranger todo o código;

Leia mais

Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML

Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML Roteiro 2: Conceitos de Tags HTML Objetivos Detalhar conceitos sobre TAGS HTML: elementos, atributos, elemento vazio, links. Implementar páginas de internet com uso da linguagem HTML; Ferramentas Necessárias

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 APROG Algoritmia e Programação HTML Introdução Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 O que é o HTML? Sumário Geral Documento HTML Elemento HTML Estrutura Básica de Documento HTML Elementos Títulos

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RN - IFRN APOSTILA: AUTORIA WEB PROFESSOR: ADDSON ARAÚJO DA COSTA SANTA CRUZ - RN

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RN - IFRN APOSTILA: AUTORIA WEB PROFESSOR: ADDSON ARAÚJO DA COSTA SANTA CRUZ - RN INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RN - IFRN APOSTILA: AUTORIA WEB PROFESSOR: ADDSON ARAÚJO DA COSTA SANTA CRUZ - RN Sumário 1. Introdução...1 2. Tags...1 3. HTML...1 4. Cabeça, Corpo

Leia mais

1. HTML - Introdução. Hyper Text Markup Language. É uma linguagem de formatação de conteúdos. Portável. Ficheiros de pequena dimensão

1. HTML - Introdução. Hyper Text Markup Language. É uma linguagem de formatação de conteúdos. Portável. Ficheiros de pequena dimensão 1. HTML - Introdução Hyper Text Markup Language É uma linguagem de formatação de conteúdos Não é uma linguagem de programação Portável Não depende da plataforma em que é vizualizado Ficheiros de pequena

Leia mais

Programação web Prof. Wladimir

Programação web Prof. Wladimir Programação web Prof. Wladimir HTML @wre2008 1 Sumário Histórico; Resumo XHTML; Tags; Edição de documentos HTML; Publicação de um documento; Estrutura básica de um documento HTML; Edição de documentos

Leia mais

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Sumário HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Linguagem HTML HTML é a abreviação de HyperText Markup Language, que pode ser traduzido como Linguagem de Marcação de Hipertexto. Não é uma linguagem

Leia mais

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Desenvolvimento de Sites com PHP e Mysql Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção

Leia mais

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes

Desenvolvedor Web Docente André Luiz Silva de Moraes Roteiro 2: Introdução a Linguagem HTML Neste roteiro é explorada a linguagem HTML. A linguagem HTML (Hypertext Markup Language) é amplamente utilizada na construção de páginas de internet e é responsável

Leia mais

MÓDULO 1 - xhtml Básico

MÓDULO 1 - xhtml Básico MÓDULO 1 - xhtml Básico 1. Introdução xhtml significa Extensible Hypertext Markup Language (Linguagem de Marcação Hipertextual Extensível) e é a linguagem de descrição de documentos usada na World Wide

Leia mais

Curso PHP Básico. Jairo Charnoski do Nascimento

Curso PHP Básico. Jairo Charnoski do Nascimento Curso PHP Básico Jairo Charnoski do Nascimento Agenda Ferramentas necessárias Introdução HTML HTML? Tags Construindo seu primeiro website Observações sobre a estrutura Mais tags Atributos Agenda Cores

Leia mais

Mini-curso de PHP. Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva

Mini-curso de PHP. Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva Mini-curso de PHP Aulas ministradas por: André Luis de Paula Arthur Kalsing Diego Silva Aula 1 Breve introdução de HTML, Conceitos básicos de PHP, Sintaxe, Separador de instruções e Comentários (Cap 1

Leia mais

Tutorial de HTML. O que é HTML? Aprendendo

Tutorial de HTML. O que é HTML? Aprendendo Tutorial de HTML Tutorial: O que é HTML? Aprendendo Títulos Textos Imagens Links Imagens Clicáveis Explorando o TAG BODY Música de Fundo Gifs Animados Tabelas Testando sua Página O que é HTML? HTML é uma

Leia mais

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira

WebDesign. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br. Escola CDI de Videira WebDesign Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Entendendo Alguns Conceitos Antes de prosseguirmos é importante ter em mente o motivo pelo

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

Introdução. História. Como funciona

Introdução. História. Como funciona Introdução O HTML é uma linguagem de marcação utilizada para desenvolvimento de sites. Esta linguagem surgiu junto com o HTTP, ambos possibilitaram a internet ser popularizada. História O HTML foi criado

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

Passa a passo para construir uma página pessoal - Parte 1

Passa a passo para construir uma página pessoal - Parte 1 Passa a passo para construir uma página pessoal - Parte 1 Quais ferramentas são necessárias? - Editor de texto básico (sem formatações): use o Bloco de Notas (não use o MS Word e WordPad) - Navegador (browser):

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com No início A Web é criada em 1989, para ser um padrão de publicação e distribuição de textos científicos e acadêmicos.

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO HTML COMPONENTES: ROBSON EDMILSON COMPONENTES: ROBSON EDMILSON O HTML (Hiper Text Mark-up Language) é uma linguagem de programação hipertexto. O HTML tem códigos para criar páginas na web. Estes códigos que definem o tipo de letra, qual

Leia mais

Linguagem WEB Prof. Alexandre Unterstell alexunter@gmail.com - www.alex.inf.br/cesc

Linguagem WEB Prof. Alexandre Unterstell alexunter@gmail.com - www.alex.inf.br/cesc Linguagem WEB Prof. Alexandre Unterstell alexunter@gmail.com - www.alex.inf.br/cesc Dicas Importantes: - Sempre crie um diretório em seu computador e salve todos os arquivos que vai usar (imagens e paginas),

Leia mais

4 - HTML Básico: 4.2 - Criando documentos HTML:

4 - HTML Básico: 4.2 - Criando documentos HTML: 4 - HTML Básico: 4.1 - O que é HTML? Os documentos na Web são organizados com o uso de comandos que são interpretados pelos browsers. Estes comandos compõem a linguagem HTML (HyperText Markup Language).

Leia mais

Programação para Internet

Programação para Internet Programação para Internet Aula 09 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. Web é o diminutivo para World Wide Web.

1 INTRODUÇÃO. Web é o diminutivo para World Wide Web. 1 1 INTRODUÇÃO Antes de começarmos a trabalhar HTML, é necessário que se conheça alguns termos básicos que envolvem esta linguagem. Internet é um conjunto de pequenas redes de computadores, formando assim

Leia mais

Aula 03: Noções Fundamentais do CSS, Formatação de Fonte e Inserção de Imagens

Aula 03: Noções Fundamentais do CSS, Formatação de Fonte e Inserção de Imagens Aula 03: Noções Fundamentais do CSS, Formatação de Fonte e Inserção de Imagens Tag para inserir imagens e HTML O modelo CSS Noções fundamentais e funcionamento do CSS Incluindo estilos em uma página Sintaxe

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Web Design Aula 01. No Caderno Responda as Questões abaixo

Web Design Aula 01. No Caderno Responda as Questões abaixo Aula 01 1 O que é Web Design? 2 Qual a diferença entre Web Design e Web Designer? 3 O que são Sites ou Páginas? Cite 3 tipos de Sites. 4 O que é um Navegador? 5 O que são Servidores e o que são Protocolos?

Leia mais

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Aula 1 Desenvolvimento Web Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Plano de Aula Ementa Avaliação Ementa Noções sobre Internet. HTML

Leia mais

Maurício Samy Silva. Novatec

Maurício Samy Silva. Novatec Maurício Samy Silva Novatec Sumário Agradecimentos...13 Sobre o autor...13 Introdução...15 Para quem foi escrito este livro... 15 Convenções tipográficas... 16 Site do livro... 18 Capítulo 1 O que é (X)HTML?...20

Leia mais

APOSTILA. Curso de HTML com PHP HTML. Pablo Dapont

APOSTILA. Curso de HTML com PHP HTML. Pablo Dapont APOSTILA Curso de HTML com PHP HTML Pablo Dapont PET Computação - sala 202 Prédio 43424 ( prédio dos laboratórios ) Instituto de Informática - UFRGS email : pet@inf.ufrgs.br Av. Bento Gonçalves, 9500 bloco

Leia mais

Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML

Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML Roteiro de Estudos e Atividades Avaliativas HTML Faça essa atividade de forma individual ou em dupla, faça o máximo de questões que conseguir. Pesquise na Web o significado das tags e utilize-as para alcançar

Leia mais

Programação para Internet I

Programação para Internet I Programação para Internet I Aula 05 e 06 Fernando F. Costa nando@fimes.edu.br 1 Tags de Formatação de Texto - Permite que um texto se mova de um lado para o outro da página. Sintaxe:

Leia mais

DESENVOLVIMENTO WEB I - 7122

DESENVOLVIMENTO WEB I - 7122 6.2 - Formulários: Um dos recursos mais fascinantes da linguagem HTML é a possibilidade de criar formulários eletrônicos. Usando um formulário o usuário pode interagir com o servidor, enviando dados que

Leia mais

HTML Curso Básico HTML CURSO BÁSICO Aprenda os conceitos iniciais de HTML em alguns minutos.

HTML Curso Básico HTML CURSO BÁSICO Aprenda os conceitos iniciais de HTML em alguns minutos. HTML CURSO BÁSICO Aprenda os conceitos iniciais de HTML em alguns minutos. 1 Índice 1 - INTRODUÇÃO 3 2 - TAGS 3 3 - EDITORES 3 4 - SALVANDO UMA PAGINA HTML 3 5 - INICIANDO UMA PÁGINA 3 6 - CONSTRUINDO

Leia mais

6.2 - Formulários: form
...
form action method POST GET exceto outros formulários form

6.2 - Formulários: form <form action=url_de_script method=método>...</form> form action method POST GET exceto outros formulários form 6.2 - Formulários: Um dos recursos mais fascinantes da linguagem HTML é a possibilidade de criar formulários eletrônicos. Usando um formulário o usuário pode interagir com o servidor, enviando dados que

Leia mais

FTIN - Módulo de WebDesign. Prof. Iran Pontes

FTIN - Módulo de WebDesign. Prof. Iran Pontes FTIN - Módulo de WebDesign Prof. Iran Pontes FTIN FORMAÇÃO TÉCNICA EM INFORMÁTICA IMPLEMENTAÇÃO HTML/CSS Hipertexto É um sistema para a visualização de informação cujos documentos contêm referências internas

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

Sumário. Os Créditos que Faltavam Introdução

Sumário. Os Créditos que Faltavam Introdução Sumário Os Créditos que Faltavam Introdução Parte Um: Bem-vindo à Web Capítulo 1: Preparação para a web 9 Apresentação da World Wide Web 9 Navegadores 10 Servidores web 14 Planejamento de um website 15

Leia mais

STI - Seção Técnica de Informática. Dreamweaver. DreamWeaver 1

STI - Seção Técnica de Informática. Dreamweaver. DreamWeaver 1 Dreamweaver DreamWeaver 1 Índice Introdução 1. Conhecendo a Área de Trabalho 1.1. Barra de Título 1.2. Barra de Menus 1.3. Guias 1.3.1 Guia "Common" 1.4. Barra de "Edição do Documento" 1.5. Painéis 1.6.

Leia mais

HTML -- Criação de Home Page

HTML -- Criação de Home Page PPáággi innaa 1 LISTAS Na linguagem HTML existem elementos específicos para a criação de listas, que podem ser listas ordenadas (OL), listas sem ordenação (UL), ou listas de definição (DL). Um detalhe

Leia mais

Tecnologias para apresentação de dados - HTML. Aécio Costa

Tecnologias para apresentação de dados - HTML. Aécio Costa Tecnologias para apresentação de dados - HTML Aécio Costa Apresentação de Dados na Web Tecnologias client-side HTML CSS JavaScript HyperText Markup Language Uma linguagem de marcação utilizada para produzir

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE I LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal II SUMÁRIO Introdução...3 Construindo um Web Site...4 Iniciando...4 Administrando o Site...5 Navegação...5 Trabalhando com Páginas...6

Leia mais

1.Introdução ao HTML página 04. 2.O que é o HTML página 05. 3.O que são tags HTML página 05. 4.Iniciando com HTML página 10

1.Introdução ao HTML página 04. 2.O que é o HTML página 05. 3.O que são tags HTML página 05. 4.Iniciando com HTML página 10 Apostila de Índice HTML 1.Introdução ao HTML página 04 2.O que é o HTML página 05 3.O que são tags HTML página 05 4.Iniciando com HTML página 10 5.Mais tags HTML página 12 6.Atributos página 14 7.Links

Leia mais

Apostila Active Brasil de Webdesign. Daniel de Menezes Gularte Omar Queiroz. 2002 Apostila de Webdesign ver. 1 rev. 0. Curso de Web Design

Apostila Active Brasil de Webdesign. Daniel de Menezes Gularte Omar Queiroz. 2002 Apostila de Webdesign ver. 1 rev. 0. Curso de Web Design APOSTILA WEBDESIGN Apostila Active Brasil de Webdesign Daniel de Menezes Gularte Omar Queiroz A livre distribuição dessa cópia está proibida, sendo de material exclusivo do curso de Webdesign da Active

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI

Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Manual do usuário Desenvolvendo páginas em Drupal Faculdade de Ciências Médicas FCM Unicamp Núcleo de Tecnologia de Informação NTI Conteúdo Primeiro Passo... 3 1.1 Login... 3 1.2 Recuperando a Senha...

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

4. Características Gerais das Tabelas do HTML

4. Características Gerais das Tabelas do HTML 4. Características Gerais das Tabelas do HTML Curso de Extensão em HTML PUCRS A criação de uma tabela começa pelo tag e termina pelo tag. Antes do texto de cada linha da tabela você deve inserir o tag

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com

TECNOLOGIAS WEB. Unidade 2 Introdução a Construção de Páginas Estáticas. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://luizleao.com CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DESTA UNIDADE HTML TAG S HTML LINGUAGEM HTML Hypertext Markup Language Interpretada pelo navegador Não linearidade da informação Formatação

Leia mais

4.14 - Imagens: src único atributo que não pode ser omitido neste TAG Nota: img

4.14 - Imagens: <img src=...> src <img src=tecnologia.jpg> único atributo que não pode ser omitido neste TAG Nota: img 4.14 - Imagens: O TAG utilizado para a inclusão de imagens em páginas html é o: O atributo src especifica o local onde está a imagem e o seu nome. Nas páginas pessoais é mais comum o uso

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Quem sou eu? Ana Paula Alves de Lima. Formação: E-mail: paulapeniel@gmail.com

Quem sou eu? Ana Paula Alves de Lima. Formação: E-mail: paulapeniel@gmail.com Introdução a Linguagem HTML: Conceitos Básicos e Estrutura ANA PAULAALVES DE LIMA INFORMÁTICA E METODOLOGIA - SUBSEQUENTE 1 Quem sou eu? Ana Paula Alves de Lima Formação: Bacharel em Sistemas de Informação;

Leia mais

Apostila de XHTML Curso de Internet Professor Rinaldo Demétrio

Apostila de XHTML Curso de Internet Professor Rinaldo Demétrio Conteúdo XHTML - Por quê?... 2 Porque XHTML?... 2 Diferenças Entre XHTML e HTML... 3 Como Preparar-se para a XHTML... 3 As Diferenças Mais Importantes:... 3 Os Elementos Devem Estar Devidamente Aninhados...

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Conceitos de HTML Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Definição de HTML Linguagem de marcadores (tags).

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Imagens

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Imagens IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage SeçãodoCorpo Imagens ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger SeçãodoCorpo Imagens Índice

Leia mais

4.14 - Imagens: SRC único atributo que não pode ser omitido neste tag Nota: img

4.14 - Imagens: <IMG SRC=...> SRC <IMG SRC=tecnologia.jpg> único atributo que não pode ser omitido neste tag Nota: img 4.14 - Imagens: O tag utilizado para a inclusão de imagens em páginas html é o: O atributo SRC especifica o local aonde está a imagem e o seu nome. Nas páginas pessoais é mais comum o uso

Leia mais

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados

Tutorial Plone 4. Manutenção de Sites. Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Tutorial Plone 4 Manutenção de Sites Universidade Federal de São Carlos Departamento de Sistemas Web Todos os direitos reservados Sumário Introdução 1 Como fazer a autenticação do usuário 1.1 Através do

Leia mais

Conteúdo Programático do Web Design

Conteúdo Programático do Web Design Conteúdo Programático do Web Design O Ambiente Macromedia Dreamweaver Instalação do Dreamweaver Arquivos Utilizados na Apostila A Inicialização de Dreamweaver Área de Trabalho Dreamweaver Criação de uma

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Professor Paulo Najar www.aprenderdigital.com.br

Professor Paulo Najar   www.aprenderdigital.com.br ~ 1 ~ O QUE É O BROFFICE? Broffice.org é o nome de um conjunto de programas de escritório livre (free software), disponível na internet gratuitamente (no site www.broffice.org) que oferece ferramentas

Leia mais

Claudio Damasceno. Avançar

Claudio Damasceno. Avançar Claudio Damasceno Conteúdo Alinhamento Âncoras, Links Tabelas Formatação Próximo Capítulo HTML prof.claudiodamasceno@hotmail.com 2 Recapitulando - Estrutura básica título DA PÁGINA

Leia mais

mkdir /srv/www/default/html/calculadora/imagens mkdir /srv/www/default/html/calculadora/blocos

mkdir /srv/www/default/html/calculadora/imagens mkdir /srv/www/default/html/calculadora/blocos Programando em PHP www.guilhermepontes.eti.br lgapontes@gmail.com Criando uma Calculadora Primeiramente deve se criar uma estrutura para armazenar os arquivos necessários para o funcionamento da calculadora.

Leia mais

SIMULADOS & TUTORIAIS

SIMULADOS & TUTORIAIS SIMULADOS & TUTORIAIS TUTORIAIS HTML Como criar links em HTML Copyright 2013 Todos os Direitos Reservados Jorge Eider F. da Silva Proibida a reprodução deste documento no todo ou em parte por quaisquer

Leia mais

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO

INTRODUÇÃO INICIANDO O WORD INSERIR TEXTO SUMÁRIO 01 - INTRODUÇÃO 02 - INICIANDO O WORD 03 - INSERIR TEXTO 04 - SALVAR UM DOCUMENTO 05 - FECHAR UM DOCUMENTO 06 - INICIAR UM NOVO DOCUMENTO 07 - ABRIR UM DOCUMENTO 08 - SELECIONAR TEXTO 09 - RECORTAR,

Leia mais

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março

Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Acessibilidade na Web Cesár Bomfim Brasília 15 de Março Avaliação Passos para Site Acessível -Seguir padrões Web; -Seguir as diretrizes e recomendações de acessibilidade; -Realizar avaliação de acessibilidade.

Leia mais

HTML. Um documento HTML é constituído por um conjunto de TAGS (ex. html, head, body, etc.).

HTML. Um documento HTML é constituído por um conjunto de TAGS (ex. html, head, body, etc.). HTML Um documento HTML é constituído por um conjunto de TAGS (ex. html, head, body, etc.). Para se criar um novo documento HTML pode-se utilizar o Bloco de Notas, bastando para tal gravar o documento com

Leia mais

XHTML. A versão mais recente desta linguagem é a XHTML (extensible HyperText Markup Language Linguagem de Marcação de Hipertexto Estendida).

XHTML. A versão mais recente desta linguagem é a XHTML (extensible HyperText Markup Language Linguagem de Marcação de Hipertexto Estendida). XHTML 1. Significado do Termo HTML (HyperText Markup Language Linguagem de Marcação de Hipertexto) é a linguagem na qual são feitas as páginas que irão compor um site da Internet. A versão mais recente

Leia mais

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes Desenvolvimento Web Introdução a XHTML Prof. Bruno Gomes 2014 Introdução HTML e XHTML Estrutura básica do documento DTDs Validação do documento Exercícios HTML e XHTML HTML (Hipertext Markup Language)

Leia mais

1. Como criar uma conta

1. Como criar uma conta Tutorial MediaWiki 1. Como criar uma conta Para criar uma conta clique no botão, disponível canto superior direito, "Entrar". Será então mostrada a página de entrada na conta onde terá de introduzir os

Leia mais

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas.

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas. Publicação web Pré requisitos: Lista de questões Formulário multimídia Este tutorial tem como objetivo, demonstrar de maneira ilustrativa, todos os passos e opções que devem ser seguidos para publicar

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 4

Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 4 Apostila Básica de Informática Ensino Fundamental Volume 4 1 Introdução:... 3 A Tela do Excel... 3 Criando uma nova pasta de trabalho... 3 Diferença entre Pasta de Trabalho e Planilha.... 4 Salvando sua

Leia mais

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Thunderbird e Terra Nesta terceira edição da Coletânea de Análises de Email Marketing em Clientes de Email, apresentamos os estudos do webmail

Leia mais

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email

Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Coleção - Análises de email marketing em clientes de email Introdução O Gmail possui duas versões distintas para seu webmail: uma mais recente, que é a versão atual utilizada pelos usuários de Gmail, e

Leia mais

Introdução ao HTML Hypertext Markup Language

Introdução ao HTML Hypertext Markup Language Introdução ao HTML Hypertext Markup Language Prof. Marcus Ramos Tags São comandos que são inseridos juntamente com o texto a ser apresentado, e que definem a forma como o mesmo será exibido na tela do

Leia mais

Tecnologia WEB I. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript

Tecnologia WEB I. Prof. Erwin Alexander Uhlmann. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript 1 Tecnologia WEB I Prof. Erwin Alexander Uhlmann Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação com Javascript UHLMANN, Erwin Alexander. Dos princípios do HTML, estruturação com CSS e automação

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4 Sumário Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Nenhuma parte deste livro, sem prévia autorização por escrito de Celta Informática, poderá ser reproduzida total ou parcialmente,

Leia mais

Flex. MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo

Flex. MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo 2011 MANUAL DE USO DA FERRAMENTA FLEX O Flex como gerenciador de conteúdo Aprenda como é simples utilizar a ferramenta Flex como seu gerenciador de conteúdo online. Flex Desenvolvido pela ExpandWEB 31/01/2011

Leia mais

0777 Processador de Texto

0777 Processador de Texto 0777 Processador de Texto Objectivo (s) Utilizar aplicações informáticas de processamento de texto. Processador de texto conceitos gerais Criação de um documento Abertura de documentos Gravação de documentos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Estrutura da Página

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Seção do Corpo Estrutura da Página IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage SeçãodoCorpo EstruturadaPágina ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger SeçãodoCorpo EstruturadaPágina

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Listas A HTML permite definir três categorias distintas de listas: Ordenadas Sem ordenação Lista de definição 2/28 Listas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS SÃO JOSÉ TECNICO EM TELECOMUNICAÇÕES REDES DE COMPUTADORES

Leia mais

APOSTILA DE FRONTPAGE 2000

APOSTILA DE FRONTPAGE 2000 APOSTILA DE FRONTPAGE 2000 Pagina 1 de 14 Introdução A cada dia verificamos que a informação é uma ferramenta de extrema necessidade em qualquer negócio. Sabendo disto, diversas empresas investem em tecnologias

Leia mais

Introdução. HyperText Markup Language HTML. Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário

Introdução. HyperText Markup Language HTML. Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário. Fluxo do Formulário Introdução HyperText Markup Language HTML Formulário Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br http://professor.ifsertao-pe.edu.br/nicolas.trigo/ O usuário interage com os serviços

Leia mais

Introdução. Introdução a HTML. A Linguagem HTML. Estrutura de uma Página. Mário Antonio Meireles Teixeira

Introdução. Introdução a HTML. A Linguagem HTML. Estrutura de uma Página. Mário Antonio Meireles Teixeira Introdução Introdução a HTML Mário Antonio Meireles Teixeira Dept o. de Informática - UFMA mario@deinf.ufma.br Página Web: É um documento composto de texto e códigos especiais, chamados tags, que especificam

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Formulários HTML Aula 07: Formulários e Frames HTML Os formulários HTML são utilizados, geralmente, como entradas de dados prépreenchimento,

Leia mais

Enviar Para (Destinatário do Email - Para Revisão) > Botão Office Opções do Word Personalizar Todos os Comandos Enviar para Revisão

Enviar Para (Destinatário do Email - Para Revisão) > Botão Office Opções do Word Personalizar Todos os Comandos Enviar para Revisão Word 2003: Arquivo Novo > Botão Office Novo Abrir... > Botão Office Abrir Fechar > Botão Office Fechar Salvar > Barra de Ferramentas de Acesso Rápido Salvar Salvar > Botão Office Salvar Salvar como > Botão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ FRONTPAGE 2000

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ FRONTPAGE 2000 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS ESTUDANTIS COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS UNIDADE DE QUALIFICAÇÃO FRONTPAGE 2000 Módulo I Hamilton Chaiben

Leia mais

EDITOR DE TEXTO BROFFICE WRITER

EDITOR DE TEXTO BROFFICE WRITER 1 1 Editor de Texto BrOffice Writer O Writer é o editor de texto do pacote OpenOffice, que corresponde ao Microsoft Word. Um editor de texto é um programa com recursos para formatação de texto que poderá

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PÁGINAS PARA INTERNET

DESENVOLVIMENTO DE PÁGINAS PARA INTERNET UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS - PRH DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS - DRH DIVISÃO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO TDE DESENVOLVIMENTO DE PÁGINAS

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais