N.º Abril ,00 euros

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "N.º 181 - Abril 2007-2,00 euros"

Transcrição

1 N.º Abril ,00 euros

2 Sumário NA CAPA Foto: Casa da Imagem N.º Abril ,00 euros 4 EDITORIAL 8 CARTAS E COLUNA 16 TERMALISMO SAÚDE E LAZER Coincidindo com o arranque do programa Saúde e Termalismo Sénior criado em 1997 a TL inicia, nesta edição, uma série de artigos de Helena Gonçalves Pinto e Jorge Mangorrinha dedicados às principais termas nacionais. Em forma de pequenas e grandes localidades, ou circunscritas aos parques, as termas são lugares que abrigam histórias e memórias que importa lembrar ou revelar, num tempo em que o termalismo se renova e se redescobre o valor singular da água e do bom ambiente DO PROVEDOR 9 NOTÍCIAS 14 CONCURSO DE FOTOGRAFIA 20 FUNDAÇÃO DE SERRALVES 20 ANOS DE DIVULGAÇÃO E FORMAÇÃO CULTURAL A principal fundação portuense tornou-se uma referência incontornável no mundo das iniciativas culturais no nosso país. No espaço do Museu de Arte Contemporânea e no Parque de Serralves, artes plásticas, música e cinema têm lugar cativo e a garantia de um público interessado e fiel 26 VIAGENS Albarracin: o berço do Tejo 32 PAIXÕES DUARTE BELO: O VIAJANTE DO PATRIMÓNIO Durante cerca de oito anos dedicou-se, de carro, sempre sozinho, em estado quase eremita, a fazer o trabalho de campo para um projecto partilhado com Álvaro Duarte de Almeida. «Portugal Património» é uma recolha fantástica e única do património arquitectónico e paisagístico nacional. 38 HISTÓRIAS DO TRINDADE 40 ENTREVISTA Rui Mendes, um actor tranquilo 44 OLHO VIVO 46 A CASA NA ÁRVORE 48 PORTUGAL E A LUSOFONIA 49 O TEMPO E O MUNDO 50 VIAGENS NA HISTÓRIA 51 BOA VIDA Consumo/ Livro Aberto/Artes/Músicas/ Palco/DVD/Cinema/ À Mesa/ Saúde/ Informática / Palavras da Lei 70 CLUBE TEMPO LIVRE Passatempos, Novos Livros e Roteiro 79 O CHEFE SUGERE Inatel Feira: Caldeirada de chocos 81 O TEMPO E AS PALAVRAS Maria Alice Vila Fabião 82 CRÓNICA Alice Vieira Revista Mensal: - Propriedade do INATEL (Instituto Nacional para Aproveitamento dos Tempos Livres dos Trabalhadores) Presidente: José Alarcão Troni Vice- Presidentes: Luís Ressano Garcia Lamas e Vítor Ventura Sede do INATEL: Calçada de Sant Ana, 180, LISBOA, Tel Fax , Nº Pessoa Colectiva: Director: José Alarcão Troni Editor: Eugénio Alves Grafismo: José Souto Fotografia: José Frade Coordenação: Glória Lambelho Colaboradores: Ana Santos, André Letria, Carlos Barbosa de Oliveira, Carlos Blanco, Eduardo Raposo, Francisca Rigaud, Gil Montalverne, Helena Aleixo, Humberto Lopes, Joaquim Diabinho, Joaquim Durão, José Jorge Letria, Lurdes Féria, Maria Augusta Drago, Marta Martins, Paula Silva, Pedro Barrocas, Pedro Soares, Rodrigues Vaz, Sérgio Barrocas, Susana Neves,Tharuga Lattas, Vítor Ribeiro. Cronistas: Alice Vieira, Álvaro Belo Marques, Artur Queirós, Baptista Bastos, Duarte Ivo Cruz, Maria Alice Vila Fabião, Fernando Dacosta, João Aguiar, Luís Miguel Pereira, Pedro Cid.. Redacção: Calçada de Sant Ana, LISBOA Telef Fax: Publicidade: Tel Préimpressão e impressão Lisgráfica, Impressão e Artes Gráficas, SA. Casal Stª Leopoldina, Queluz de Baixo. Telef Dep. Legal: 41725/90. Registo de propriedade na D.G.C.S. nº Registo de Empresas Jornalísticas na D.G.C.S. nº Preço: 2,00 euros Tiragem deste número: exemplares

3 Editorial JOSÉ ALARCÃO TRONI Saúde e Bem Estar Décimo Aniversário do Programa Saúde e Termalismo Sénior No próximo dia 4 de Maio inicia-se a primeira fase do Programa Saúde e Termalismo Sénior 2007, envolvendo 7008 concidadãos seniores e seus acompanhantes, aos quais os respectivos médicos prescreveram tratamentos termais, de natureza preventiva, curativa ou paliativa. Os termalistas seniores distribuir-se-ão pelas cerca de 40 estâncias termais portuguesas, licenciadas pelo Ministério da Saúde e, esmagadoramente, representadas pela ATP Associação das Termas de Portugal, cujas Direcção e Comissão de Comunicação e Marketing o Inatel integra, presidindo ao segundo destes órgãos. O Programa Saúde e Termalismo Sénior, criado em 1995, mas, concretizado, efectivamente, em 1997 há, precisamente, dez anos mobilizou, na sua década de existência, mais de portugueses, com mais de 60 anos, contribuindo não só para as respectivas saúde, bem estar e qualidade de vida, como para o desenvolvimento regional e local, dinamizando a actividade das quatro dezenas de localidades termais do país, assim como as respectivas hotelaria, restauração, comércio tradicional e indústrias culturais. O mercado termal português ronda, anualmente, os 100 mil termalistas, cabendo ao INATEL a quota de 10%, porquanto movimenta, por ano, mais de 10 mil associados e beneficiários em tratamentos termais, seja nas suas duas estâncias termais Manteigas e Entre-os-Rios, nos hotéis que detêm em diversas localidades e áreas termais S. Pedro do Sul, Santa Maria da Feira, Foz do Arelho e mesmo Castelo de Vide seja na rede do termalismo português associado ou não na Associação das Termas de Portugal o qual ronda, como referido, as quarenta localidades com balneários e hotelaria termal, esta beneficiária do Programa Saúde e Termalismo Sénior. O turismo termal conheceu dois picos de moda, o primeiro na transição dos séculos XIX para XX com as famílias reais e presidenciais europeias a frequentarem Baden-Baden (Alemanha), Karlsbaden (Chéquia, ao tempo integrada no Império Austro- Húngaro), Vichy e Evian-les-Bains (França), Mondariz e Cestona (Espanha) ou S. Pedro do Sul, Vidago, Pedras Salgadas, Entre-os Rios e Luso (Portugal) e o segundo nos fins do século passado e inícios do actual, agora com o conceito alargado de turismo de saúde e bem estar, aliado ao tradicional aspecto curativo e ao spa saúde pela água este aberto aos termalistas clássicos e aos seus acompanhantes, bem como à juventude e aos casais de executivos. OINATEL não pode desconhecer a evolução do termalismo no novo século, pelo que irá incluir o spa - sannum per acqua - nos futuros planos directores dos Centros de Férias de S. Pedro do Sul, Manteigas, Entre-os-Rios e Luso, logo que resolvida, com sucesso, a, complexa questão do Polis de 4 TempoLivre Abril 2007

4 Albufeira, pressupondo a garantia expressa da melhoria da qualidade de oferta deste Centro de Férias, responsável por cerca de 60% da receita do Turismo Social. Também, as ofertas balneares da Caparica com a previsível deslocalização do parque de campismo, imposta pelo avanço do Atlântico e das suas marés vivas Foz do Arelho aliás, actualmente, com obras de grande manutenção e valorização Porto Santo, Cabedelo e S. Pedro de Moel serão objecto de novos planos directores, com investimentos programados no PDE - Plano de Desenvolvimento Estratégico para 2008/2013. Aos mais de 40 mil termalistas, abrangidos, em dez anos, pelo Programa Saúde e Termalismo Sénior, vêem juntar-se os 460 mil concidadãos seniores, residentes em Portugal ou na Diáspora, beneficiários dos Programas Turismo Sénior e Portugal no Coração, cujos décimos aniversários ocorreram, sucessivamente, em 2005 e Na verdade, a última década marcou, profundamente, a imagem, a utilidade social e a qualidade das resposta e eficácia, organizativa e de acolhimento, do INATEL, na sua nova responsabilidade de agente, económico e social, do Estado para a gestão dos programas seniores, integrados na política social de apoio ao idoso, cofinanciados, a 50% dos custos pelos Orçamentos do Estado e da Segurança Social, o qual se elevou, na década, a 12,3 milhões de euros. Como nos anos de 2005 e 2006, em que as galas de encerramento dos programas seniores Turismo Sénior, Portugal no Coração e Saúde e Termalismo Sénior celebraram os dez anos dos dois primeiros, a gala sénior de 2007 evocará a primeira década do Programa Saúde e Termalismo Sénior, homenageando os 40 mil termalistas associados ou beneficiários do INATEL, com mais de sessenta anos de idade, que, através do ainda instituto público, tiveram acesso ao turismo de saúde e bem estar. INTERCÂMBIO TERMAL COM ESPANHA Na sequência da feliz experiência de intercâmbio luso-espanhol, introduzida pelo Programa Turismo Sénior, que permitiu, no quinquénio , a concidadãos seniores passarem uma semana de férias em Espanha e a espanhóis visitarem, por igual período, o nosso país, o despacho nº 351/2007, de 9 de Janeiro, que aprovou o Programa Saúde e Termalismo Sénior 2007, mandatou, ainda, o INATEL para negociar como seu homólogo espanhol, o IMSERSO Instituto de Mayores e Servicios Sociales a extensão do intercâmbio luso-espanhol ao Programa Saúde e Termalismo Sénior, com base numa quota inicial de mil termalistas de cada um dos países ibéricos. No cumprimento do honroso mandato negocial, reuni-me, em Madrid, com o director-geral do IMSERSO e com a secretária geral da ANBAL Associação Nacional dos Balneários Termais homóloga da nossa ATP Associação das Termas de Portugal - tendo-se revelado excelente a receptividade dos operadores, público e associativo, do país vizinho à proposta portuguesa de alargamento e reforço do intercâmbio previsto no Programa Turismo Sénior. Consequentemente, o convénio de 12 de Janeiro de 1999, vigente entre o INATEL e o IMSERSO, será revisto, estendendo-se, por um lado, o âmbito do Abril 2007 TempoLivre 5

5 >>>Editorial intercâmbio ao Programa Saúde e Termalismo Sénior e prevendo-se, por outro, a realização anual do Encontro Luso-Espanhol de Turismo Sénior, a organizar, rotativamente, por Portugal e Espanha, permitindo-se o debate e o aprofundamento regulares das políticas sociais e da condição do idoso nos dois países, bem como a organização, pelo INATEL e pelo IMSERSO, de excursões de turismo social, destinadas, prioritariamente, ao acompanhamento dos aludidos eventos e à visita às cidades e regiões nas quais os Encontros venham a ter lugar. Aexcelente experiência dos Encontros Luso-Brasileiros de Turismo Sénior /Melhor Idade promovidos, anualmente, pelo INATEL e pela ABCMI Associação Brasileira dos Clubes da Melhor Idade, faz prever o êxito da iniciativa idêntica, prevista para os países peninsulares. Saliento, ainda, que, também a França através da UNAT União das Associações de Turismo - que representa e federa o turismo social francês e o Principado de Andorra, expressamente, manifestaram ao INATEL o respectivo interesse em verem estendidos aos dois países os convénios de intercâmbio sénior, vigentes ou previstos para Portugal e Espanha. Espero, pois, que em 2008, pelo menos no que ao IMSERSO e à ANBAL respeita, as estâncias termais, espanholas e portuguesas, passem a receber dois mil termalistas seniores, mil cidadãos de cada um dos países abrangidas pelos programas de turismo de saúde e bem estar. III CONGRESSO IBÉRICO DE TERMALISMO No âmbito da Presidência Portuguesa da União Europeia, a ATP - Associação das Termas de Portugal organizará, no Estoril, a 11 e 12 de Outubro próximo, o III Congresso Ibérico de Termalismo, por ocasião da reabertura das históricas Termas do Estoril, encerradas, há vários anos, para obras de grande reabilitação. A ATP - Associação das Termas de Portugal e o INATEL alargarão a participação no Congresso Ibérico a convidados europeus de organizações internacionais e de países terceiros, com destaque para a União Europeia, a Organização Mundial do Turismo, o BITS Bureau Internationale du Tourisme Social, a ESPA European Spa Association, o IMSERSO (Espanha), a ABCMI Associação Brasileira dos Clubes da Melhor Idade, o SESC Serviços Sociais do Comércio (Brasil), bem como as principais organizações do Turismo e do Termalismo Social de França, Benelux, Andorra, Cabo Verde, Angola e Macau. SHAKESPEARE NO TRINDADE Recomendo, muito vivamente, aos associados do INATEL e aos leitores da Tempo Livre e suas famílias que não percam o Hamlet, de William Shakespeare, em exibição no Trindade até 29 de Abril, pois não terão muitas possibilidades de voltarem a ver representação portuguesa do texto do dramaturgo clássico, britânico e universal com idêntica qualidade. Na verdade, o Hamlet, em cena no Trindade, constitui notável triplo êxito de André Gago, como intérprete, encenador e tradutor. A interpretação é excelente. A encenação sóbria mas de grande dignidade. A tradução revela um texto português de inegável recorte literário. O Hamlet, de Shakespeare, agora no palco do Trindade, honra o INATEL e a oferta cultural do seu Teatro, que, como é sabido, no ano em curso, celebra 140 anos ao serviço da cultura de Portugal. PÁSCOA DE 2007 Last but not least, desejo aos nossos associados, beneficiários, colaboradores e suas famílias uma Santa e Feliz Páscoa, recordando-lhes que o Abril em Portugal - mais do que uma canção é dos meses mais bonitos do ano, no qual os nossos centros de férias objecto constante de profundas e vultuosas obras de reabilitação e melhoria de qualidade da oferta turística e hoteleira aguardam a visita dos 250 mil associados e suas famílias, para, em regime de atendimento familiar, lhes proporcionarem a merecida pausa da Primavera, nos trabalhos ou preocupações quotidianas. 6 TempoLivre Abril 2007

6 Cartas Fornos de Algodres A vossa revista entusiasmou-me a visitar a novo centro de Férias em Fornos de Algodres, apesar de ter casa naquela zona aproveitei para cumprimentar a administradora Aldegundes que gentilmente mostrou as novas instalações. Fiquei encantado com o que vi, uma obra que engrandece o Inatel e que convida a uns dias de descanso. Tudo moderno e bem equipado. Abençoado quem doou o espaço e parabéns a quem projectou. Assim vale a pena! Francisco Albuquerque, Parede Animais e tabaco Como leitor assíduo da revista Tempo Livre e frequentador dos alojamentos, confirmo que estou satisfeito, tanto com a revista, como, de uma maneira geral, com o atendimento e serviço prestado. Sou, absolutamente da mesma opinião do leitor do Porto, em achar um inconveniente de maior, para muitos dos associados e seus familiares se por ventura fosse dada a possibilidade de se poder levar animais domésticos para as instalações INATEL, não só no aspecto higiénico de saúde como todos os outros problemas sanitários. Animais, sejam eles quais forem, nos centros de férias, não é uma pretensão razoável da parte de alguns. Eu até vou mais longe - também por questões de saúde e de higiene, deveria de haver a possibilidade de se poder escolher apartamentos para não fumadores de tabaco, tal como acontece na maioria dos centros de férias, nos outros países da UE. José Luís Fabião, Suécia Sócios há 50 anos Completaram, este mês, 50 anos de ligação ao Inatel, os associados: Manuel Ferreira Casaca, Braga; Maria Carmo Gameiro Reis, Caxias; António Sousa Silveira, Francisco José Pinho Bastos Alves e José António Soares, Lisboa; Armando Oliveira, Agualva-Cacém, Maria Ermelinda Vale Silva, Porto; Isabel Silva Viana, Vila Franca de Xira. A correspondência para estas secções deve ser enviada para a Redacção de Tempo Livre, Calçada de Sant Ana, Lisboa, ou por [ Kalidás Barreto ] COLUNA DO PROVEDOR Uma instituição como o INATEL que tem sabido atravessar os tempos da História recente por que os portugueses passaram, tem forçosamente de possuir, para além do mais, uma sólida estrutura moral e cívica para receber a admiração e o respeito gerais. Curiosamente já nos Estatutos de 1935 da antecessora FNAT e no Relatório do Decreto-Lei nº (ver trabalhos do investigador Dr. José Carlos Valente) é tomada a expressão jurídica de pessoa moral. A FNAT surge sob o patrocínio do Estado mas aspirando a conseguir num futuro breve, vida independente, solidamente alicerçada na generosidade e no civismo, obviamente, então, integrada na organização corporativa. Após o 25 de Abril de 1974, a instituição passou a designar-se de INATEL, integrada num Estado de Direito, mantendo-se os objectivos em duas ordens de meios de acção, conforme se destinem a um maior desenvolvimento físico ou à elevação do nível intelectual e moral. Com vista à já anunciada transformação do INATEL (que corresponde a uma terceira etapa da vida da instituição) em fundação de direito privado e utilidade pública, a convite da Direcção, uma equipa do Centro de Estudos da Universidade Católica, elaborou um importante trabalho de análise do perfil do sócio individual do INATEL, sob a coordenação do Professor Roberto Carneiro. É um extenso e cientificamente bem elaborado documento do qual me permito extrair duas ideias muito fortes da opinião dos nossos sócios. Uma, quanto à revista Tempo Livre que é lida com atenção por mais de 70% dos sócios. A outra é quanto à marca INATEL : O INATEL como um todo tem um grande capital de simpatia por parte de sócios, como de ex-sócios, como ainda do público em geral. É considerada uma entidade idónea, credível, segura e com um papel relevante a desempenhar. Esse capital - que pode ser chamado de valor da marca INATEL, está corporizado num conjunto de atributos percentuais. Reconhecimento e gratidão pelo papel histórico que desempenhou, tanto social como em concretização e inovação: O INATEL tem um papel muito positivo, fez muito pelos trabalhadores ; detestava ver o INATEL morrer ; mesmo nos desportos radicais foi o INATEL que começou a ter actividades organizadas, agora é que já há muita coisa. Reconhecimento do papel importante que desempenha em todo o país: O INATEL está em todo o lado ; acaba por defender aquilo que é nosso, o nosso turismo, a nossa cultura ; o INATEL aproxima as pessoas. Deste estudo, porém, também se verifica que os mais jovens, para quem, todavia, os desportos radicais já representam grande atracção, ainda há a ideia que o INATEL é para os mais velhos e é muito burocrático. Ora nesta viragem de ciclo do INATEL é necessário (não duvido) que tudo isto esteja a ser ponderado e accionado a fim de que o êxito seja completo, desmontando-se burocracias de funcionamento, derrubando-se os muros que separam jovens e barreiras que tornam desiguais os deficientes. Um INATEL novo para todos num futuro para já! Tel: Fax: TempoLivre Abril 2007

7 Notícias Roberto Carneiro elogia função social do Inatel Privilegiar a correcção de falhas de mercados, maximizar o valor social da actividade, promover serviços inovadores, reforçar redes e parcerias, aprofundar a identidade e melhorar a visibilidade do Instituto foram algumas das soluções avançadas pela equipa da Universidade Católica, dirigida pelo Prof. Roberto Carneiro, no encontro de quadros realizado, em Março último, no Inatel Foz do Arelho. Ao dar conta dos resultados do Estudo de Perfil dos Sócios Individuais e Colectivos do Inatel, efectuado pela sua equipa de sociólogos e gestores, o antigo Ministro da Educação sublinhou a força e qualidade da marca Inatel como grande empreendedor da coesão social e considerou ter, ainda, o Instituto uma acentuada margem de crescimento e valorização da sua importante função social. Turismo e Férias Sociais No acto de posse dos novos Chefes das Troni solicitou o empenhamento dos outros Divisões de Turismo Social e de Férias departamentos nesse objectivo central do Sociais, respectivamente, Licenciados Inatel e deu conta do processo em curso Rute Marcelino Reis e António Fernando de passagem do Instituto a Fundação. Alves Vilela, realizada no dia 23 de Março Ao agradecer, em nome dos empossados, último, o Presidente do Inatel lembrou a a confiança manifestada pela Direcção do importância daqueles dois departamentos Inatel, António Vilela sublinhou a vontade para o cada vez mais necessário autofinanciamento do Instituto. José Alarcão definidos por Alarcão de ambos em corresponder aos objectivos Troni. Turismo Sénior no Faial e Pico Interrompidas durante um ano, as excursões de Turismo Sénior, promovido pelo Inatel, voltaram, este ano, ao Pico e Faial. As viagens, iniciadas em 22 de Fevereiro, com estadias de sete noites e oito dias, com pensão completa, levarão, até 5 de Maio, às duas belas ilhas dos Açores mais de um milhar de seniores continentais, animando e promovendo, na época baixa, o comércio e turismo locais. Abril 2007 TempoLivre 9

8 Notícias Acordo INATEL/LNEC A identificação, estudo, caracterização e Instituto, e Carlos Matias Ramos, presidente do LNEC, prevê, entre outras resolução dos principais problemas ligados à promoção e requalificação dos acções, a realização de estudos específicos e de programas de medidas; apoio equipamentos de lazer, cultura, desporto de consultoria aos serviços e técnicos do INATEL, designadamente, no lançamento de concursos e na construção de equipamentos; elaboração e revisão de recomendações e de guias técnicos e a realização ou participação na realização de acções de formação e divulgação específicas. Ao assinalar, no acto da assinatura do acordo, a importância e os benefícios desta nova parceria para o INATEL, Alarcão Troni destacou a competência e apoio à saúde da responsabilidade do e elevado prestígio do LNEC, tanto a INATEL é o objectivo central do protocolo, celebrado em Março último, entre o Carlos Matias Ramos manifestou, por nível nacional como internacional. INATEL e o LNEC (Laboratório Nacional sua vez, o agrado do LNEC por esta de Engenharia Civil). O acordo, firmado colaboração com o INATEL, cuja relevante função social e cultural fez por Alarcão Troni e Luís Lamas, respectivamente, presidente e vice-presidente do questão de salientar. Musica de José Afonso no Inatel Oeiras Canto da Liberdade e imagens de Abril marcarão presença no concerto do Grupo Incantus, que terá lugar no Inatel em Oeiras no próximo dia 24, às 21h30, uma parceria com a Delegação Inatel de Setúbal. Fafe, Vila do Conde, Ermesinde, Barreiro, Évora, Moura e Beja vão receber, por sua vez, no decorrer de Abril, o espectáculo Que Viva o Zeca!, inspirado num CD, que o grupo Erva de Cheiro vai apresentar ao vivo, com 12 temas que José Afonso compôs e cantou, e que pretende ser uma homenagem a este notável criador da música popular portuguesa, desaparecido há precisamente 20 anos. IPL/INATEL Ainda em Março, teve lugar a assinatura de um protocolo de cooperação entre o IPL (Instituto Politécnico de Lisboa) e o INATEL. No âmbito do acordo, assinado por Alarcão Troni e Luís Lamas, em representação do INATEL, e por Luís Vicente Ferreira, presidente do IPL, as duas entidades vão cooperar na produção e divulgação de obras didácticas e de investigação. O Inatel irá, por sua vez, disponibilizar, gratuitamente, ao IPL e às suas Escolas Superiores Artísticas (Dança, Música, Teatro e Cinema) as suas salas de espectáculos para a apresentação pública de exercícios produzidos ao longo do ano lectivo, bem como outros espectáculos que as Escolas entendam apresentar, designadamente, concertos, audições e exibições. O acordo prevê, ainda, o intercâmbio de actividades culturais, recreativas, turísticas e desportivas, nomeadamente, através da Casa de Cultura e Recreio do Pessoal do IPL que, para o efeito, é admitida como CCD (Centro de Cultura e Desporto) do INATEL. Alice Vieira premiada A Biblioteca José Saramago, em Loures, foi palco, no primeiro dia da Primavera, da entrega do prémio literário Maria Amália Vaz de Carvalho à jornalista e escritora Alice Vieira pela obra poética Dois Corpos Tombando na Água. Segundo deliberação, unânime, do Júri, a obra premiada da também cronista da TL, apresentada sob o pseudónimo de Filipa Sousa e Silva, é dotada de grande intensidade lírica e de excelente realização verbal. Instituído pela Câmara de Loures em 1993, este galardão, atribuído bienalmente, tem como objectivo premiar obras de ficção literária inéditas de autores portugueses nas categorias de prosa ou poesia, alternadamente. 10 TempoLivre Abril 2007

9 Inatel na V Feira do Azeite lares, teve lugar um passeio pedestre com dezenas de participantes. Entrevistado pela Rádio Guadalupe, rádio local com forte implantação no Baixo Alentejo e que fez emissão em directo no decorrer do certame, António Colaço, Delegado distrital do Inatel, sublinhou o facto de a Feira do Azeite de Vale de Vargo ter lugar numa zona onde o ambiente cooperativo é extremamente forte e onde se pode O Inatel esteve presente, em meados de Março, na V Feira do Azeite de Vale de ter acesso ao azeite certificado de Vargo, no concelho de Serpa, no âmbito origem, sem misturas nem proveniências estranhas à região, somente com as de uma parceria com a Junta de Freguesia e associações desportivas e espécies varietais assinaladas e caracteristicamente portuguesas, garantia da culturais. Inscrita nas preocupações do Instituto com o desenvolvimento sustentável das regiões mais desfavorecidas de economia social pela qual o Inatel pugna boa e saudável dieta mediterrânica e da baixa densidade populacional, ajudando como grande parceiro. a revelar as extraordinárias potencialidades e qualidades das paisagens, dos (fados, corais, grupos de folclore), pas- A par de espectáculos de música popular produtos, da gastronomia, esta parceria seio pedestre, um desfile etnográfico, do Inatel iniciou-se em 2005 com o BTT provas de azeite e stands com produtos Pelos Olivais do Enxoé e, em 2006, com da região, o programa da Feira incluiu um novo passeio TT, um percurso temático de turismo aventura pelos maravi- Olivicultura subordinado aos temas: um seminário - III Jornada Técnica de lhosos olivais que cercam a bela aldeia Diversificação da Oferta de Produtos à alentejana. Na Feira deste ano, e a par de Base de Azeitona e Minimização de jogos tradicionais e espectáculos popu- Impactos Negativos. Recordar o Padre Américo Representado em colecções particulares humanos e religiosos. Autor, ainda, de e de vários municípios do Vale de Sousa, numerosas esculturas, medalhas e monumentos alusivos a acontecimentos e o pintor e escultor Luís Mendes (Paço de Sousa, 1962), homenageou a memória figuras representativas da sua região, do benemérito Padre Américo com uma este artista sousense dedica boa parte do bela medalha em bronze, por ocasião do seu tempo ao ensino na Escola EMAÚS 50º aniversário da morte do fundador da de Baltar (Paredes). Casa do Gaiato. Diplomado em Artes Visuais pela Escola Soares dos Reis, Luís Mendes tem um extenso e variado percurso figurativo na pintura, desenho e escultura, onde predominam os temas regionais, 100 Anos da Linha do Tua Bragança foi palco, em Março, do lançamento do livro 100 anos da Linha do Tua 1906/2006, da autoria de Luís Ferreira, Delegado do Inatel em Bragança, e Luís Canotilho, professor do Instituto Politécnico de Bragança. Presente no lançamento da obra, o Presidente do Instituto sublinhou a importância da iniciativa, no âmbito da responsabilidade social do INATEL pela preservação e divulgação da memória histórica de Portugal e da Cultura Tradicional Portuguesa, destacando, por outro lado, a qualidade do prof. Luís Canotilho como pintor e fotógrafo. A obra, evocativa dos 100 anos de uma das mais belas linhas ferroviárias panorâmicas da Europa, reduzida, hoje, ao metropolitano de superfície de Mirandela, honra frisou o Alarcão Troni - o INATEL e os autores, pela qualidade do conteúdo, histórico e literário, das excelentes aguarelas das estações e apeadeiros do Comboio do Tua e pela dignidade e bom gosto do grafismo. Abril 2007 TempoLivre 11

10 Notícias Hamlet estreia no Trindade Paulo Ossião na Galeria do Casino «Hamlet», de William Shakespeare, continua em cena no Teatro da Trindade, até 29 do corrente, numa encenação de André Gago, igualmente intérprete da figura central da peça, o príncipe da Dinamarca. A estreia, no passado dia 22 de Março, registou a presença de numerosas figuras da vida cultural e social portuguesa, recebidas por Alarcão Troni, Presidente do Inatel. Até final de Abril, a Galeria de Arte do Casino do Estoril está patente uma exposição individual de Paulo Ossião, um dos mais notáveis aguarelistas portugueses, com uma linguagem inconfundível e marcadamente inovadora. Com uma temática multíplice, Lisboa constitui certamente um dos grandes temas da sua preferência. O seu casario, os telhados, as suas praças, os jardins, as zonas ribeirinhas, os bairros antigos, a Mouraria, Madragoa e Alfama, as mulheres e as crianças. Apesar de autodidacta no sentido absoluto do termo, sem ter frequentado escolas de arte oficiais ou privadas, Paulo Ossião fez uma aprendizagem gradual em curto espaço de tempo, através de muito trabalho e um jeito natural e intuitivo de utilização das regras de ouro da difícil modalidade da aguarela. Desporto em Viseu As instalações desportivas da Delegação de Viseu do Inatel - salas polivalente, Ginásio e Pavilhão estão abertas, a partir de agora, aos fins-desemana no horário das 08h30 às 23h TempoLivre Abril 2007

11 Homenagem a Carlos Queiroz Aniversário do Inatel Setúbal Inserido nas comemorações do centenário do nascimento do poeta Carlos Queiroz ( ), realizou-se a cinco de Abril, com partida da Praça D. João da Câmara, nº. 4 (ao Rossio), Um passeio pela Baixa Pombalina com Carlos Queiroz, organizado pela família e José Cymbron. Ao longo do percurso foram lidos poemas por Carmen Filomena. A evocação terminou no Café Martinho da Arcada com uma intervenção de Eugénio Lisboa sobre a figura e obra do poeta. De brilhante inteligência e cultura, Carlos Queiroz cedo integrou o grupo dos maiores vultos intelectuais da sua época, frequentando tertúlias e cafés onde foi aceite por todas as gerações, com destaque para a do Orfeu Considerado por David Mourão Ferreira como um dos mais límpidos líricos de toda a nossa história literária e figura de proa do segundo modernismo Português, Carlos Queiroz colaborou, ainda adolescente, nas revistas Contemporânea e Presença, lado a lado com Almada Negreiros e Fernando Pessoa, de quem foi grande amigo. Frequentou a Faculdade de Direito, mas a atracção pela cultura levou-o, jovem ainda, para os estúdios da Emissora Nacional onde dirigiu, com eficácia e talento, programas que fizeram história, entre outros, Tempo de Poesia e Conheça a sua terra, conheça-a melhor que ninguém, e, em colaboração com o amigo Olavo d Eça Leal, o Teatro Radiofónico. Outra importante componente da sua multifacetada actividade profissional foi uma intensa colaboração em jornais e revistas como crítico literário, de artes plásticas, música e cinema. Dirigiu, ainda, as revistas, Litoral e Panorama. Publicou, em 1935, o livro Desaparecido (Prémio Antero de Quental), e, em 1948, Breve- Tratado-de-Não-Versificação. Em Agosto de 1949, dois meses antes da sua morte, deixou, como testamento vivo do que foi a sua obra dedicada à arte humana, o poema Epístola aos Vindouros, publicado apenas em Um apelo, de transparente lirismo e actualidade, à indulgência dos vindouros: Assim pensando em tudo isto/ (E no mais que vereis à transparência/ Das lágrimas contidas nestes versos), / Ó felizes vindouros:/ Quando a calma cristã dos vossos lares/ Em taedium vitae se transforme/ E vos inspire a nostalgia/ Desta época atroz da infância das técnicas,/ Orai por nós, orai por nós, orai por nós! A Delegação em Setúbal comemorou, entre 8 e 11 de Março último, 62 anos de actividade em prol da cultura popular, turismo social e desporto para todos. Um evento que contou com várias manifestações culturais na área do teatro, música e dança, desfile de centenas de CCD s (Centros de Cultura e Desporto) da região, III Open de Damas e uma prova de Pesca de Mar do campeonato distrital da modalidade. Como é habitual, decorreu ainda, o colóquio sobre associativismo, este ano, sob o tema A importância do Inatel na Cultura, Desporto e Lazer. Four: Espírito dos Elementos O Casino Estoril inaugurou um novo ciclo de espectáculos com a estreia, no Salão Preto e Prata, de Four: Espírito dos Elementos, uma produção que evoca a complexa simbiose em que se fundem os quatro essenciais elementos da Natureza. Numa viagem, de 70 minutos, com direcção criativa de Michael McPherson, ex-performer do Cirque du Soleil, e guiada pelo famoso entertainer Eugeniu Balasa, o espectáculo narra o ciclo da vida, exaltando a força da Terra, a obsessão do Fogo, a pulsação do Ar e a fluidez da Água. Abril 2007 TempoLivre 13

12 Fotos Premiadas [ 1 ] [2] [ 1 ] Carlos Santos, S. Domingos de Rana Sócio n.º [ 2 ] Ana Banha, Alapraia Sócio n.º [ 3 ] José Gonçalves, Venda do Pinheiro Sócio n.º Menções Honrosas [ a ] Fernando Ledo, Viana do Castelo Sócio n.º [ b ] Fernando Boto, Lisboa Sócio n.º [ c ] João Vasco, Massamá Sócio n.º [ a ] [ b ] [ c ]

13 REGULAMENTO [3] 1. Concurso Nacional de Fotografia da revista Tempo Livre. Periodicidade mensal. Podem participar todos os sócios do Inatel, excluindo os seus funcionários e os elementos da redacção e colaboradores da revista Tempo Livre. 2. Enviar as fotos para: Revista Tempo Livre - Concurso de Fotografia, Calçada de Sant Ana, Lisboa. 3. A data limite para a recepção dos trabalhos é o dia 10 de cada mês. 4. O tema é livre e cada concorrente pode enviar, mensalmente, um máximo de 3 fotografias de formato mínimo de 10x15 cm e máximo de 18x24 cm., em papel, cor ou preto e branco, sem qualquer suporte. 5. Não são aceites diapositivos e as fotos concorrentes não serão devolvidas. 6. O concurso é limitado aos sócios do Inatel. Todas as fotos devem ser assinaladas no verso com o nome do autor, direcção, telefone e número de associado do Inatel. 7. A Tempo Livre publicará, em cada mês, as seis melhores fotos (três premiadas e três menções honrosas), seleccionadas entre as enviadas no prazo previsto. 8. Não serão seleccionadas, no mesmo ano, as fotos de um concorrente premiado nesse ano 9. Prémios: cada uma das três fotos seleccionadas terá como prémio um fim de semana (duas noites) para duas pessoas num dos Centros de Férias do Inatel, durante a época baixa, em regime APA (alojamento e pequeno almoço). O premiado(a) deve contactar a redacção da «TL» 10. Grande Prémio Anual: uma viagem a escolher na Brochura Inatel Turismo Social até ao montante de 1750 Euros. A este prémio, a publicar na revista Tempo Livre de Setembro de 2007, concorrem todas as fotos premiadas e publicadas nos meses em que decorre o concurso. 11. O júri será composto por dois responsáveis da revista Tempo Livre e por um fotógrafo de reconhecido prestígio.

14 TERMAS EM PORTUGAL [1] Entre-os-Rios Encanto e repouso Nascidas das águas, dezenas de estâncias termais no nosso país são o resultado da relação que os Homens criaram com a Natureza, na procura da cura e do lazer, servindo também para a descoberta dos valores regionais. Em forma de pequenas e grandes localidades, ou circunscritas aos parques, as termas são lugares que abrigam histórias e memórias que importa lembrar ou revelar, num tempo em que o termalismo se renova e se redescobre o valor singular da água e do bom ambiente, partilhados por todos, os que fazem parte dos grupos habituais e os que hão-de vir. Há nas termas de Entre-os-Rios uma história particular. Algumas árvores, já centenárias, remontam ao início da construção do grande parque da Quinta da Torre, que encerra em si a estância localizada a três quilómetros da povoação que lhe dá nome. Registos mais antigos falam da utilização destas águas em meados do século XVI, mas foi apenas no final do século XIX que as instalações iniciaram a sua modernização. Nessa altura, face às dificuldades de comunicação por estrada, utilizavam-se os barcos rabelos do Douro para, rio abaixo, fazer chegar ao Porto as águas minerais tão apreciadas. Em 1875, seria aberta a circulação férrea da linha do Douro até Penafiel, que passou a servir esta estância na estação de Cete, facilitando a comunicação e elevando o fluxo de aquistas a Entre-os- Rios. Nesta altura, as águas eram apreciadas e premiadas em Lisboa. Estabeleceram-se delegações e depósitos de venda destas águas na capital e na cidade do Porto, a partir das quais se distribuíam para o território nacional e para o estrangeiro. A sua reputação chegara ao Brasil, e mais tarde, em 1915, seriam premiadas com a medalha de ouro na Exposição Internacional de São Francisco, nos Estados Unidos da América. Acerca destas termas, Ramalho Ortigão referiu estar na presença de «um lugar encantador, isolado, de uma grande tranquilidade, doce, penetrante, em que repousam os olhos, e o espírito se embebe de um misterioso induto balsâmico, emanado dos pacíficos aspectos das águas e da paisagem. Nas noites de Verão, quando os amigos silêncios da lua se desenrolam dormentes e eléctricos sobre a larga superfície aquática, os que contemplam esse espectáculo, da pequena língua de terra chamada Entre-os-Rios, sentem a influência melancólica da poesia dos lagos.» Desde o ano de 1897 que três accionistas de uma nova empresa possuíam a propriedade das termas, para investirem na edificação de estruturas balneares e de alojamento, numa altura em que o país já possuía a legislação que passou a regulamentar todos os novos pedidos de concessão das águas. Nesse mesmo ano, a Gazeta dos Caminhos de Ferro distingue esta estância com uma reportagem, após a visita guiada por um dos proprietários, «o sr. Baltar», que já fizera construir «um hotel bom», um estabelecimento de banhos quase concluído, estando previsto também vedar um «vasto parque para passeio e recreio diversos, e tornandose aquela estação completa a todos os respeitos. O hotel é pequeno, 16 TempoLivre Abril 2007

15 mas extremamente cómodo, com sala de baile e jogos, aposentos e mobiliário tudo novo e serviço de cozinha esmerado a cargo do sr. Francisco Vasques, antigo proprietário do Hotel Universal, do Porto. Está situado num aprazível local, rodeado de frondoso arvoredo. Passa-se ali perfeitamente. A dois quilómetros do hotel, descendo sempre, é a povoação de Entre-os- Rios, situada junto da confluência do Tâmega com o Douro, numa posição pitoresca a que dá complemento a bela ponte sobre o Douro. Verdade, verdade o nome não lhe está próprio. Em frente dos rios, ou junto aos rios é que devia ser, porque não é entre os dois rios mas em face deles que povoação está.» Também o artista Rafael Bordalo Pinheiro registou, em desenho, as impressões de uma viagem retemperadora a este local: em «Ida e Volta», um aquista decadente e asmático entra num balão de vidro, simbolizando o balneário, no qual Abril 2007 TempoLivre 17

16 TERRA NOSSA INATEL, Quinta da Torre Portela, Penafiel tel. (+351) fax (+351) web Entre o Marão e o Tâmega A Quinta da Torre, que dista a apenas 11 quilómetros de Penafiel desviando para Entre-os-Rios pela EN 106, situase numa paisagem deslumbrante entre a serra do Marão e o rio Tâmega, que marcam particularmente uma região rica de bons motivos patrimoniais para quem procura estas termas para uma estada diversificada. Como marco importante da história local temos o pelourinho de Arrifana de Sousa, lugar da medieva freguesia de S. Martinho de Moazáres elevado a vila em 1741 e, em 1770, a cidade com o nome de Penafiel. São abundantes os vestígios pré-históricos existentes no concelho e arredores, alguns deles monumentos nacionais, como o dólmen ou anta da Portela do Monte, em Santa Marta, popularmente conhecido como Forno dos Mouros. A arquitectura religiosa é bem representada pela igreja matriz de S. Martinho, edifício renascentista na Rua Direita, e por um impressionante conjunto de igrejas de origem românica dos séculos XII e XIII, mas com intervenções posteriores, como as igrejas de São Miguel da Eja, em Entre-os-Rios; de São Gens, no lugar de Igreja em Boelhe; de São Salvador, no lugar de Cimo da Vila em Cabeça Santa; de São Pedro, em Abragão; e do Mosteiro de S. Salvador, em Paço de Sousa, provavelmente o exemplo local mais representativo dos edifícios românicos classificados como Monumento Nacional e do contexto da arquitectura românica da bacia do Sousa e Baixo Tâmega. Destaque ainda para o Memorial da Ermida (Irivo), do século XIII e, de época mais recente, para os jardins da Quinta da Aveleda, com a surpreendente Janela da Reboleira, notável trabalho de cantaria proveniente de uma habitação do Porto, quando esta foi demolida no século XIX. Uma volta pela região não pode esquecer a gastronomia, até porque esta está sempre associada às águas que curam. Os típicos pratos de caldo verde, sopa Juliana, lampreia (com arroz ou à bordalesa), o bacalhau com broa ou o Pica no Chão (mais conhecido como arroz 18 TempoLivre Abril 2007

17 de cabidela) podem ser as escolhas certas, e que ainda deixam apetite para os afamados leite creme, sopa seca e Bolinhos de Amor. Para além da memória destes monumentos e iguarias, o aquista pode regressar com uma das lembranças típicas, como as genuínas peças artesanais. Cobertores, mantas de tiras, cestos de fitas de castanho e de vime, miniaturas de madeira e trabalhos vários das artes da passamanaria de palheta, tamancaria, ferraria, caldeiraria ou latoaria podem ser ainda encontrados na cidade, em diversos pontos de venda, ou vistos em exposição no Museu Municipal. recebe os benefícios da água através das técnicas de inalação, pulverização e massagens, e sai rejuvenescido. Bordalo sublinha, assim, com profunda ironia, a importância deste balneário no tratamento das vias respiratórias. É na busca destes alívios que, à entrada do novo século, cresce o número de aquistas, que convivem também com muitos veraneantes, cujas motivações passavam mais pelos salões dos hotéis, pelos terraços contemplativos e pelo bucolismo do seu parque. Tal como hoje, o panorama que se gozava do belveder do Grande Hotel era encantador e o passeio a Entre-os-Rios delicioso. A partir da ampliação do seu balneário e da construção de um segundo hotel, estas termas passaram quase todo o século XX mantendo a sua imagem inalterável. Apenas algumas obras foram actualizando os aspectos funcionais dos seus edifícios, o que permitiu alterações pontuais nas formas da sua arquitectura original, enquanto a vegetação cresceu e tornou este parque como um dos mais notáveis das termas portuguesas. O Grande Hotel da Torre dá as boas vindas a quem chega, cujos grandes salões de jantar e de convívio são a sua parte mais nobre, carregados de memórias de sucessivas gerações de utentes. Num dos seus topos exteriores, um interessante jogo de lances simétricos de uma escadaria de acesso aos pisos superiores conversa por perto com a entrada imponente do balneário, com pórtico de frontão clássico e colunas que conduzem ao seu átrio de recepção e distribuição para as alas simétricas dos compartimentos de banhos e de todas as terapias indicadas às doenças do aparelho respiratório, reumáticas e músculoesqueléticas. A continuidade do culto, por parte dos aquistas durante o período do seu tratamento, é garantida pela presença, desde meados do século XX, da Capela de Nossa Senhora da Conceição, cujo desenho arquitectónico recupera um estilo mais antigo relativamente à época em que foi construída, destacando-se a galilé adossada à sua entrada sob uma grande rosácea. Mais adiante, percorrendo o parque pelos seus caminhos perfumados de cheiros balsâmicos, encontramos o outro hotel, chamado de Entre-os-Rios, cuja entrada é revestida no seu exterior com quatro painéis de azulejo representando imagens antigas da estância e encimada por pala de ferro e vidro colorido. Este parque idílico, bem acarinhado pelo INATEL desde a sua aquisição em 1970 para a instalação de um Centro de Férias, oferece a quem o visita uma extensa área verde com zonas de recreio, campo de jogos e muitos recantos encantatórios para passeio, contemplação e complemento terapêutico e, a julgar pelas notícias, com instalações cada vez mais modernas e atractivas, de acordo com o interesse manifestado pelo seu proprietário e com o desenvolvimento que o termalismo social pode e deve ter no nosso país. Helena Gonçalves Pinto e Jorge Mangorrinha Abril 2007 TempoLivre 19

18 FUNDAÇÕES PORTUGUESAS [2] Fundação de Serralves Um centro de difusão e formação cultural A Fundação de Serralves tornou-se uma referência incontornável no mundo das iniciativas culturais no nosso país. No espaço do Museu de Arte Contemporânea e no Parque de Serralves, artes plásticas, música e cinema têm lugar cativo e a garantia de um público interessado e fiel. Quase vinte anos depois do lançamento da primeira pedra da Fundação de Serralves, no Porto, e tendo em conta a extensa lista de iniciativas concretizadas, o acolhimento e fidelização do público e o êxito do Museu de Arte Contemporânea, não é difícil concluir que o principal desiderato que presidiu à criação da instituição foi substancialmente cumprido. O prestígio nacional e internacional que as suas realizações têm registado é, entre outras, uma medida de aferição do consistente trabalho que a Fundação de Serralves tem levado a cabo. Criada em 1989, por iniciativa do Estado português, ao qual se juntaram nesse mesmo ano e nos subsequentes um amplo número de fundadores, entre empresas públicas e privadas e outras entidades (são cerca de 140 fundadores, actualmente), a Fundação de Serralves é uma instituição privada de utilidade pública cujo principal objectivo consiste na sensibilização do público para a arte contemporânea e para as questões ambientais. O perfil da instituição que então nascia, e que definia, ao mesmo tempo alguns parâmetros das suas futuras actividades, surgia bem desenhado 20 TempoLivre Abril 2007

19 na redacção do Decreto-Lei 240- A/89, onde se sublinhava que é (...) hoje incontroverso que a noção de museu como mero local de conservação de peças do património artístico se encontra preterida a favor de um modelo em que prevalece cada vez mais a função dinamizadora própria de um verdadeiro centro de irradiação de cultura. A decisão de adquirir o Parque e a Casa de Serralves, tomada em 1986, visava já a construção posterior de um museu de arte contemporânea, projecto que veio a concretizar-se em O edifício desta nova unidade museológica teve a assinatura do arquitecto Siza Vieira. Celebrado pela sua exemplar integração no espaço envolvente - um parque de 18 hectares situado em plena zona urbana -, o Museu de Arte Contemporânea reúne uma área de cerca de 4000 m2 consagrada a exposições, uma biblioteca, um auditório de 270 lugares, uma biblioteca e alguns espaços de lazer. APROXIMAÇÃO DINÂMICA À ARTE CONTEMPORÂNEA Uma observação das estatísticas dos últimos cinco anos permitem confirmar o crescente interesse do Abril 2007 TempoLivre 21

20 FUNDAÇÕES PORTUGUESAS [2] SERRALVES público pelas actividades da Fundação, quer no domínio das exposições, quer no da vertente educativa. O número total de visitantes anuais rondou os 350 mil em 2005, tendo registado um ligeiro decréscimo em As visitas ao museu e ao parque correspondem a mais de dois terços das entradas. Impressionante é, seguramente, o número de visitantes do site da instituição (www.serralves.pt), que acolheu em 2006 cerca de 16 milhões de consultas. Outra componente da programação (musical) de Serralves é a iniciativa «Jazz no Parque»: mesmo conciliando a atenção de um público menos vasto, tem conseguido, ano após ano, reunir um número assinalável de aficionados fiéis. Para além do serviço de visitas orientadas, que subscreve uma lógica de aproximação dinâmica à arte contemporânea, a Fundação de Serralves possui um Serviço Educativo (96 mil visitas em 2006) cujo objectivo é sensibilizar e motivar os diferentes públicos para as temáticas da arte, da arquitectura, do ambiente e da cidadania. Esta linha de intervenção pedagógica visa contribuir para a criação de hábitos culturais, e, particularmente, para a criação de públicos de arte contemporânea e expressões artísticas em geral. É uma actividade em que cabem, também, a educação ambiental, visitas guiadas e, ainda, o funcionamento de oficinas especialmente concebidas para crianças e jovens, a par de seminários temáticos, sempre dentro de uma perspectiva que favorece o concurso de diferentes referências disciplinares. Simultaneamente, uma outra missão do Serviço Educativo é contribuir para a integração de crianças e jovens em risco de exclusão social, através de parcerias com institui- 22 TempoLivre Abril 2007

especiais por ano, garantindo a máxima capacidade de transporte para jogos de futebol, concertos e outras celebrações de massas.

especiais por ano, garantindo a máxima capacidade de transporte para jogos de futebol, concertos e outras celebrações de massas. O Metro do Porto O Metro é um sistema de transportes públicos da Área Metropolitana do Porto e combina uma rede ferroviária subterrânea, no centro da cidade, com linhas à superfície em meio urbano e diversos

Leia mais

JUL>DEZ 2010 CANDIDATURAS A PARTIR DE 17 DE JUNHO ABRIR PORTAS À DIFERENÇA. Viaje com liberdade. Organizado e gerido por:

JUL>DEZ 2010 CANDIDATURAS A PARTIR DE 17 DE JUNHO ABRIR PORTAS À DIFERENÇA. Viaje com liberdade. Organizado e gerido por: JUL>DEZ 2010 CANDIDATURAS A PARTIR DE 17 DE JUNHO ABRIR PORTAS À DIFERENÇA Viaje com liberdade Organizado e gerido por: ABRIR PORTAS À DIFERENÇA Dirigido a todos os cidadãos portugueses com deficiências

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

"Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios"

Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios "Relação Umbilical entre o Turismo e a Cultura: Oportunidades e Desafios" Oferecer o que temos, somos e fazemos como produto turístico Vasco Estrela Presidente da Câmara Municipal de Mação Cultura e Turismo

Leia mais

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República

Discurso de Sua Excelência o Presidente da República Continuarei a percorrer o País, de Norte a Sul, a apelar à união de esforços, a levar uma palavra de esperança e a mostrar bons exemplos de resposta à crise. Discurso de Sua Excelência o Presidente da

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E

C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Luís Miguel Pereira Araújo da Rocha Rua do Teixeira, nº43, 1º 1200-390 Lisboa Telefone 96 252 74 53 Fax 21 342 97 82 Correio electrónico luisrocha.fotografia@gmail.com

Leia mais

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com

Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Ciência na Cidade de Guimarãeswww.ciencianacidade.com Cidade de Guimarães Faixas Etárias do Concelho 65 ou mais 24-64 anos 15-24 anos 0-14 anos 0 20000 40000 60000 80000 100000 População do Concelho 159.576

Leia mais

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004

MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Acta n.º3/2004 MUNICÍPIO DO CARTAXO CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Acta n.º3/2004 Aos dez dias do mês de Maio do ano de 2004, no Auditório Municipal da Quinta das Pratas, reuniu o Conselho Municipal de Educação do Concelho

Leia mais

Semana Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social 10 a 19 de outubro de 2015

Semana Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social 10 a 19 de outubro de 2015 0 a 9 de outubro de 05 Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social * I Descrição do Projeto O Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social (AECPES), celebrado em 00, teve como objetivo reafirmar

Leia mais

>>>>>>>>>>>>>>>> passeio fotográfico. as nossas cidades retratadas por crianças

>>>>>>>>>>>>>>>> passeio fotográfico. as nossas cidades retratadas por crianças >>>>>>>>>>>>>>>> passeio fotográfico as nossas cidades retratadas por crianças ----------------------------------------------------------- departamento de promoção da arquitectura educação pela arquitectura

Leia mais

REPÚBLICA NAS ESCOLAS

REPÚBLICA NAS ESCOLAS REPÚBLICA NAS ESCOLAS COM O APOIO DE: http://www.centenariorepublica.pt/escolas escolas@centenariorepublica.pt República nas Escolas Descrição e Objectivos O tema Centenário da República deverá ser um

Leia mais

CURRICULUM VITAE. A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito. Participação: colóquios; encontros; cursos; seminários.

CURRICULUM VITAE. A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito. Participação: colóquios; encontros; cursos; seminários. CURRICULUM VITAE A - Identificação, habilitações, profissão e actividades na área do Direito Nome: GUILHERME COELHO DOS SANTOS FIGUEIREDO. Naturalidade: FREGUESIA DE MASSARELOS, CONCELHO DO PORTO. Data

Leia mais

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014

AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 AGENDA DE NOVEMBRO E DEZEMBRO DE 2014 O Agrupamento de Escolas N.º2 de Abrantes tem como um dos seus objetivos a plena integração na comunidade de que faz parte. Surge assim como natural a divulgação das

Leia mais

Requalificação da Frente Ribeirinha do Concelho de Vila Franca de Xira Polis & Polis XXI

Requalificação da Frente Ribeirinha do Concelho de Vila Franca de Xira Polis & Polis XXI Requalificação da Frente Ribeirinha do Concelho de Vila Franca de Xira Polis & Polis XXI Luís Matas de Sousa Director do Projecto de Requalificação Urbana da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira Área

Leia mais

Programa de Promoção Turística e Cultural

Programa de Promoção Turística e Cultural Programa de Promoção Turística e Cultural Sintra encontra-se em 11º lugar no ranking dos 50 melhores lugares a visitar, nas escolhas dos leitores do jornal New York Times? Sintra é uma das 21 finalistas

Leia mais

b. Promover a contribuição das artes e humanidades, assim como das ciências, na educação para sustentabilidade.

b. Promover a contribuição das artes e humanidades, assim como das ciências, na educação para sustentabilidade. Integrar, na educação formal e na aprendizagem ao longo da vida, os conhecimentos, valores e habilidades necessárias para um modo de vida sustentável. b. Promover a contribuição das artes e humanidades,

Leia mais

Candidatura do Fado à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade

Candidatura do Fado à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade Candidatura do Fado à Lista Representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade A Câmara Municipal de Lisboa escolheu a apresentação de Sombras, de Ricardo Pais para apresentar oficialmente a

Leia mais

CONCURSO DE FOTOGRAFIA «A PAISAGEM DO OURO BRANCO»

CONCURSO DE FOTOGRAFIA «A PAISAGEM DO OURO BRANCO» CONCURSO DE FOTOGRAFIA «A PAISAGEM DO OURO BRANCO» «Talvez que a fotografia nos tenha interessado especialmente devido a tratarse de uma maneira rápida, cómoda e exacta de registar algo. A importância

Leia mais

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Museu Nacional de Arqueologia Lisboa

Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009. Museu Nacional de Arqueologia Lisboa Separata do Guia Técnico Monumentos e Museus de Portugal, 2009 Museu Nacional de Arqueologia Lisboa Museu Nacional de Arqueologia APRESENTAÇÃO O Museu Nacional de Arqueologia (MNA), fundado em 1893, ocupa,

Leia mais

Do Associativismo Juvenil

Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Viseu - Dia 17 de julho Programa 10h00 - Pequeno-almoço com jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

Campos de Férias. Férias Escolares 2011

Campos de Férias. Férias Escolares 2011 Campos de Férias Férias Escolares 2011 1. A Praznik Somos uma empresa licenciada pelo Instituto Português da Juventude - alvará nº 319 - para organizar e dinamizar Campos de Férias, atribuições que incluem

Leia mais

Retratos de Trabalho

Retratos de Trabalho Retratos de Trabalho Retratos de Trabalho é uma exposição fotográfica organizada pela Cidade das Profissões e pelo Museu da Indústria do Porto que convida a comunidade do Porto a revisitar profissões e

Leia mais

Tiago João da Costa Santos

Tiago João da Costa Santos Tiago João da Costa Santos Vila Franca do Campo, Junho de 2009 Informações Pessoais Nome: Tiago João da Costa Santos Naturalidade: Lageosa, Oliveira do Hospital Morada: Rua do Penedo, nº 46, 9680-146 Vila

Leia mais

TESTEMUNHOS SUMÁRIO. de Voluntários destacam importância da ajuda ao Próximo. Boletim Informativo n.º 24. Setembro 2011

TESTEMUNHOS SUMÁRIO. de Voluntários destacam importância da ajuda ao Próximo. Boletim Informativo n.º 24. Setembro 2011 Boletim Informativo n.º 24 Setembro 2011 SUMÁRIO TESTEMUNHOS de Voluntários destacam importância da ajuda ao Próximo Pequenas histórias de pessoas comuns que fazem coisas extraordinárias em prol dos outros,

Leia mais

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte

Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte P I N T U R A 12 12 2013 22 02 2014 Vila Franca de Xira Em representação do GART Grupo de Artistas e Amigos da Arte I N F O R M A Ç Õ E S [Patente] Galeria de Exposições da Biblioteca Municipal de Vila

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

Ficha de Caracterização de Projecto

Ficha de Caracterização de Projecto Ficha de Caracterização de Projecto Projecto +Skillz E5G Programa Escolhas Promotor: Associação Mais Cidadania 2 A. IDENTIFICAÇÃO GERAL DA ENTIDADE Projecto Projecto +Skillz E5G Promotor: Associação Mais

Leia mais

PORTO - EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ORQUÍDEAS,

PORTO - EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ORQUÍDEAS, PORTO - EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ORQUÍDEAS, A CIDADE E O DOURO PARQUE DA CIDADE, EXPOSIÇÃO INTERNACIONAL DE ORQUÍDEAS (JARDINS DO PALÁCIO DE CRISTAL), MUSEU NACIONAL SOARES DOS REIS, CAVES TAYLOR, BARÃO

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2014/2015. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2014/2015. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2014/2015 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 524/VIII ELEVAÇÃO DA POVOAÇÃO DE ANCEDE, NO CONCELHO DE BAIÃO, À CATEGORIA DE VILA. I Contributo histórico

PROJECTO DE LEI N.º 524/VIII ELEVAÇÃO DA POVOAÇÃO DE ANCEDE, NO CONCELHO DE BAIÃO, À CATEGORIA DE VILA. I Contributo histórico PROJECTO DE LEI N.º 524/VIII ELEVAÇÃO DA POVOAÇÃO DE ANCEDE, NO CONCELHO DE BAIÃO, À CATEGORIA DE VILA I Contributo histórico Ancede, população que sé estende ao longo do rio Douro, tem raízes históricas

Leia mais

Perfil Profissional. Rui Castro Perfil Profissional 1

Perfil Profissional. Rui Castro Perfil Profissional 1 Perfil Profissional Rui Castro Perfil Profissional 1 Conteúdos 1. Apresentação 2. Curriculum Curriculum vitae 3. Obras e projectos Experiência profissional Rui Castro Perfil Profissional 2 1. Apresentação

Leia mais

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor

D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra. Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor D. Virgílio Antunes no Centro Social do Senhor da Serra Bispo de Coimbra na bênção oficial da Residência Cristo Redentor O bispo da diocese de Coimbra, D. Virgílio Antunes, procedeu à bênção oficial da

Leia mais

Encontro Internacional Património Cultural, a Cortiça e os Museus, Seixal, 2 e 3 de Julho de 2010

Encontro Internacional Património Cultural, a Cortiça e os Museus, Seixal, 2 e 3 de Julho de 2010 A Fábrica do Inglês: reabilitação do património industrial corticeiro Encontro Internacional Património Cultural, a Cortiça e os Museus, Seixal, 2 e 3 de Julho de 2010 Sumário: O Museu da Cortiça da Fábrica

Leia mais

PRAÇA DA REPÚBLICA jardim público

PRAÇA DA REPÚBLICA jardim público PRAÇA DA REPÚBLICA jardim público Com o objetivo de celebrar e promover as flores, os jardins e espaços verdes, a produção e o comércio locais de flores, assim como as tradições e festividades associadas

Leia mais

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido.

Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2015 ÍNDICE Nota Introdutória Erro! Marcador não definido. Ações Educação e Formação 2 Ação Social 3 Gestão Participada e Finanças 4 Saúde 5 Desporto 5 Juventude 6 Cultura 6 Turismo

Leia mais

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande

turismo industrial AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande 11.MARÇO.2013 25 anos da elevação a cidade APRESENTAÇÃO OFICIAL Circuitos Industriais Marinha Grande turismo industrial Marinha Grande www.cm-mgrande.pt MARÇO 2013 AGENDAMarinhaGrande GUIA CULTURAL DESTAQUE

Leia mais

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170

ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 ESCOLA DE PROTOCOLO COMUNICAÇÃO E ARTES www.epcamadeira.com geral@epcamadeira.com Tel: 291 098 305 Tm: 966 389 170 A Escola de Protocolo, Comunicação e Artes da Madeira (EPCA) surgiu para ir ao encontro

Leia mais

XII Feira Gastronómica do Porco

XII Feira Gastronómica do Porco XII Feira Gastronómica do Porco Boticas -, e Janeiro Dossier de Imprensa DOSSIER DE IMPRENSA XII Feira Gastronómica do Porco O PORCO VOLTA A SER REI EM Nos próximos dias, e de Janeiro, Boticas promete

Leia mais

Arqueologia Monumentos do Algarve vão estar em festa de 18 a 21 de abril

Arqueologia Monumentos do Algarve vão estar em festa de 18 a 21 de abril Página Web 1 de 12 Arqueologia Monumentos do Algarve vão estar em festa de 18 a 21 de abril Por Elisabete Rodrigues 8 de Abril de 2013 14:15 Comentar Temas Monumentos, Museus, Património, turismo cultural

Leia mais

PORTUGAL. 1º. DIA -Lisboa. 2º. Dia - Sintra, Cascais e Estoril

PORTUGAL. 1º. DIA -Lisboa. 2º. Dia - Sintra, Cascais e Estoril PORTUGAL 1º. DIA -Lisboa Saída do Hotel para visita da cidade de Lisboa. Visitaremos o centro da cidade como Praça do Rossio, Avenida da Liberdade, Praça do Marquês de Pombal, Parque Eduardo VII. Colina

Leia mais

No pavilhão 2, com 108 stands, estavam representadas as regiões de turismo, câmaras municipais, associações e juntas de turismo, para além de hotéis,

No pavilhão 2, com 108 stands, estavam representadas as regiões de turismo, câmaras municipais, associações e juntas de turismo, para além de hotéis, VIII Legislatura II Sessão Plenária Horta, 26 de Janeiro de 2005 Grupo Parlamentar do Partido Socialista Deputada Ana Isabel Moniz Assunto: Bolsa de Turismo de Lisboa Senhor Presidente da Assembleia, Senhoras

Leia mais

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa

Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva Lisboa 18 Museu de Artes Decorativas Portuguesas Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva APRESENTAÇÃO Instalado no Palácio

Leia mais

Reabilitação do Mercado Municipal. Concurso de Ideias. Regulamento

Reabilitação do Mercado Municipal. Concurso de Ideias. Regulamento ARTIGO 1º Enquadramento Reabilitação do Mercado Municipal Concurso de Ideias Regulamento O Concurso de Ideias para a reabilitação do Mercado Municipal (MM), sito na praça do Comércio é uma iniciativa da

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO. Programa Viver Solidário/ Normas Página 1

NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO. Programa Viver Solidário/ Normas Página 1 NORMAS DE FUNCIONAMENTO PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO Programa Viver Solidário/ Normas Página 1 PROGRAMA VIVER SOLIDÁRIO NORMAS DE FUNCIONAMENTO 1.INTRODUÇÃO A prática de actividades de animação regular e sistemática,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO NACIONAL DE IDEIAS CIDADES CRIATIVAS, REFLEXÃO SOBRE O FUTURO DAS CIDADES PORTUGUESAS

REGULAMENTO DO CONCURSO NACIONAL DE IDEIAS CIDADES CRIATIVAS, REFLEXÃO SOBRE O FUTURO DAS CIDADES PORTUGUESAS REGULAMENTO DO CONCURSO NACIONAL DE IDEIAS CIDADES CRIATIVAS, REFLEXÃO SOBRE O FUTURO DAS CIDADES PORTUGUESAS Dirigido aos alunos do 12.º ano da área curricular não disciplinar de Área de Projecto - 1.ª

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Diário da República, 1.ª série N.º 82 28 de Abril de 2010 1461 Através do Decreto -Lei n.º 212/2006, de 27 de Outubro (Lei Orgânica do Ministério da Saúde), e do Decreto -Lei n.º 221/2007, de 29 de Maio,

Leia mais

Ano Lectivo 2006-2007

Ano Lectivo 2006-2007 Ano Lectivo 2006-2007 CLUBE EUROPEU da Escola Secundária de Viriato RELATÓRIO FINAL DAS ACTIVIDADES No âmbito dos Objectivos do Clube Europeu, foram desenvolvidas as seguintes actividades: 1. Comemoração

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras

Localização. Visão. Missão. Entidades promotoras ESCOLA TECNOLÓGICA DO LITORAL ALENTEJANO ETLA Localização A Escola Tecnológica do Litoral Alentejano fica situada no Complexo Petroquímico da empresa Repsol na ZILS. Perto da realidade industrial, a sua

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 PRESIDÊNCIA: DR. FRANCISCO RODRIGUES DE ARAÚJO VEREADORES PRESENTES: DR. JOÃO MANUEL DO AMARAL ESTEVES

Leia mais

nova Entrada Principal

nova Entrada Principal nova Entrada Principal Refeitório Salas de Aulas Ginásios Campo Coberto Sala Polivalente Biblioteca Serviços Editorial Estamos em crer não restarem dúvidas aos nossos associados,, que teimosamente continuam

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 APD- DELEGAÇÃO LOCAL DE MEM MARTINS RELATÓRIO DE ACTIVIDADES ANO DE 2004 INTRODUÇÃO O ano de 2004 ficou marcado por alguns acontecimentos relevantes, sinal de que, apesar do passar dos anos, a Delegação

Leia mais

Ação Piloto para a Regeneração Urbana. Avenida da Liberdade, Braga. Concurso de Ideias Profissionais de Arquitectura

Ação Piloto para a Regeneração Urbana. Avenida da Liberdade, Braga. Concurso de Ideias Profissionais de Arquitectura Ação Piloto para a Regeneração Urbana Avenida da Liberdade, Braga Concurso de Ideias Profissionais de Arquitectura Cientes da importância de promover uma intervenção capaz de revitalizar o centro histórico

Leia mais

Roteiro Do Associativismo Juvenil

Roteiro Do Associativismo Juvenil Roteiro Do Associativismo Juvenil Secretário de Estado do Desporto e Juventude Dr. Emídio Guerreiro Aveiro - Dia 29 de Outubro 2014 PROGRAMA 09h30m - Pequeno-almoço com jornalistas, nos Serviços Desconcentrados

Leia mais

3. PRINCIPAIS TEMÁTICAS E CARACTERÍSTICAS DE ORGANIZAÇÃO DOS OPEN DAYS 2008

3. PRINCIPAIS TEMÁTICAS E CARACTERÍSTICAS DE ORGANIZAÇÃO DOS OPEN DAYS 2008 1. INTRODUÇÃO Em apenas 5 anos os OPEN DAYS Semana Europeia das Regiões e Cidades tornaram-se um evento de grande importância para a demonstração da capacidade das regiões e das cidades na promoção do

Leia mais

Diário da República, 1. a série N. o 63 29 de Março de 2007 1933. Decreto Regulamentar n. o 35/2007. Artigo 3. o

Diário da República, 1. a série N. o 63 29 de Março de 2007 1933. Decreto Regulamentar n. o 35/2007. Artigo 3. o Diário da República, 1. a série N. o 63 29 de Março de 2007 1933 Decreto Regulamentar n. o 35/2007 de 29 de Março No âmbito do Programa de Reforma da Administração Central do Estado (PRACE), criado pela

Leia mais

Turismo de Portugal é pioneiro na sustentabilidade

Turismo de Portugal é pioneiro na sustentabilidade Divulgação do primeiro relatório Turismo de Portugal é pioneiro na sustentabilidade O Turismo de Portugal apresentou ontem o seu Relatório de Sustentabilidade, tornando-se no primeiro Instituto Público

Leia mais

Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas. desde 1896

Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas. desde 1896 Em defesa do Sector da Hotelaria, Restauração e Bebidas desde 1896 Quem Somos? Instituição de Utilidade Pública Restauração Pastelarias e Cafés Mais de um século de existência Empreendimentos Turísticos

Leia mais

dezembro/2015 ALBUFEIRA/ AGENDA albufeira.pt 1ª QUINZENA DESTAQUE Guia Natal Rua General Humberto Delgado, Guia

dezembro/2015 ALBUFEIRA/ AGENDA albufeira.pt 1ª QUINZENA DESTAQUE Guia Natal Rua General Humberto Delgado, Guia dezembro/2015 albufeira.pt ALBUFEIRA/ AGENDA 1ª QUINZENA DESTAQUE Guia Natal Rua General Humberto Delgado, Guia Programa: Presépio de Rua 28 de novembro a 6 de janeiro Percurso entre a Ermida de Nossa

Leia mais

O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB

O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS EXIGE UMA NOVA ESCOLA DO 1ºCEB Sem qualquer negociação, o Ministério da Educação anunciou, e está desenvolver, algumas medidas avulsas relacionadas com o 1º Ciclo do Ensino Básico.

Leia mais

Museu Nacional de Soares dos Reis Porto

Museu Nacional de Soares dos Reis Porto Museu Nacional de Soares dos Reis Porto 4 Museu Nacional de Soares dos Reis APRESENTAÇÃO O Museu ocupa, desde 1940, o Palácio dos Carrancas, construído nos finais do séc. XVIII para habitação e fábrica

Leia mais

TOUR FÁTIMA 13 DE OUTUBRO PEREGRINAÇÃO FÁTIMA PORTUGAL. Partidas dos locais de origem 09 de Outubro de 2015

TOUR FÁTIMA 13 DE OUTUBRO PEREGRINAÇÃO FÁTIMA PORTUGAL. Partidas dos locais de origem 09 de Outubro de 2015 TOUR FÁTIMA 13 DE OUTUBRO PEREGRINAÇÃO FÁTIMA PORTUGAL Partidas dos locais de origem 09 de Outubro de 2015 Partidas para os locais de origem 16 de Outubro de 2015 ITINERÁRIO PROGRAMA 8 DIAS DESTAQUE PORTUGAL

Leia mais

1º de Maio todos os dias

1º de Maio todos os dias Pág: 22 Área: 15,95 x 21,58 cm² Corte: 1 de 5 1º de Maio todos os dias Numa zona verde da cidade de Lisboa, no bairro de Alvalade, o Parque de Jogos 1º de Maio tem um borbulhar de actividade constante.

Leia mais

A Uzina Books convida-o a fazer parte desta experiência, querendo ver o seu nome e as suas obras representadas neste promissor programa editorial.

A Uzina Books convida-o a fazer parte desta experiência, querendo ver o seu nome e as suas obras representadas neste promissor programa editorial. O desenvolvimento da Arquitectura portuguesa é uma realidade reconhecida além fronteiras. Apesar deste facto, a edição de livros sobre Arquitectos nacionais não tem merecido um destaque correspondente.

Leia mais

TRÓIA DESIGN HOTEL PENÍNSULA DE TRÓIA

TRÓIA DESIGN HOTEL PENÍNSULA DE TRÓIA TRÓIA DESIGN HOTEL PENÍNSULA DE TRÓIA Imagine um lugar onde a terra vai ao encontro da água, uma península que rasga o azul do oceano e o verde do rio. Praias de areia branca e dunas selvagens com trilhos

Leia mais

APONTAMENTOS CURRICULARES

APONTAMENTOS CURRICULARES APONTAMENTOS CURRICULARES PERCURSO Lisboa, 1969 Fotógrafo e Editor de fotografia Vivo e desenvolvo os meus trabalhos entre Aljezur e Lisboa Actualmente sou CEO da agência 1000olhos - Imagem e Comunicação

Leia mais

RECEPÇÃO AO EMBAIXADOR DE ANGOLA

RECEPÇÃO AO EMBAIXADOR DE ANGOLA INTERVENÇÃO DO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Dr. Isaltino Afonso Morais RECEPÇÃO AO EMBAIXADOR DE ANGOLA LOCAL: Tagus Parque REALIZADO A: 12 de Fevereiro de 2010 Pelas: 12,00 Horas Senhor

Leia mais

Ministério do Comércio

Ministério do Comércio Ministério do Comércio Decreto executivo n.º 11/01 de 9 de Março A actualização e capacitação técnico profissional dos trabalhadores do Ministério do Comércio e de particulares buscam o aperfeiçoamento

Leia mais

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE!

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! JUNHO 2014 BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! Caros leitores e leitoras, A presente edição é a última do Jornal Caça Notícias do Agrupamento de Escolas Roque Gameiro, mas não se preocupem, continuarão

Leia mais

VIAGEM NO MUNDOS DAS PROFISSÕES

VIAGEM NO MUNDOS DAS PROFISSÕES VIAGEM NO MUNDOS DAS PROFISSÕES Aparelhei o barco da ilusão E reforcei a fé de marinheiro Era longe o meu sonho... MIGUEL TORGA, A Viagem Nome do Evento: VIAGEM NO MUNDO DAS PROFISSÕES Local de Realização:

Leia mais

Quinta de São Sebastião Tradição e modernidade às portas de Lisboa

Quinta de São Sebastião Tradição e modernidade às portas de Lisboa HORTO DO CAMPO GRANDE MAGAZINE 14 HORTO DO CAMPO GRANDE MAGAZINE 15 FOTOS: Miguel Serradas Duarte FOTOS: Miguel Serradas Duarte Quinta de São Sebastião Tradição e modernidade às portas de Lisboa HORTO

Leia mais

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento

VISEU TERCEIRO. Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade. Normas de Acesso e Apoio. Enquadramento VISEU TERCEIRO Programa de Apoio Direto à Cultura e Criatividade 2015 Normas de Acesso e Apoio Enquadramento A atividade de criação e programação exercida por entidades, grupos e pessoas singulares no

Leia mais

c u r r i c u l u m v i t a e

c u r r i c u l u m v i t a e c u r r i c u l u m v i t a e Informação pessoal Nome Morada Telefone 912079346 Fax Sousa, Cláudia Cristina Assunção Rua Miguel Bombarda, n.º 3, 4ºDto Viseu Correio electrónico floresdelivro@gmail.com

Leia mais

Museu de Arte Sacra da Sé

Museu de Arte Sacra da Sé 1 Museu de Arte Sacra da Sé Algumas notas sobre a história deste Museu e também sobre a filosofia que presidiu ao actual projecto museológico Fig.1 Museu de Arte Sacra de Évora - Exterior 1. Sua história

Leia mais

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém Visita com Atelier -Animais do Mundo Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Vamos através da história deste Mosteiro, conhecer os animais que no séc. XVI chegavam a Lisboa vindos

Leia mais

MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA

MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA MUNICÍPIO DE PAREDES DE COURA ACTA N.º 22/2008 DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL REALIZADA NO DIA 20 DE OUTUBRO DE 2008 (Contém 07 páginas) ESTIVERAM PRESENTES OS SEGUINTES MEMBROS: PRESIDENTE:

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005

ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 RESUMO DIÁRIO DE TESOURARIA REFERENTE AO DIA 15 / 03 / 2005 CÂMARA MUNICIPAL DE VIANA DO ALENTEJO ACTA N.º 06/2005 REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 16 / 03 / 2005 PRESENÇAS PRESIDENTE : ESTÊVÃO MANUEL MACHADO PEREIRA VEREADORES : JOÃO LUIS BATISTA PENETRA MANUEL

Leia mais

ANEXO I. FICHAS DE CARACTERIZAÇÃO DAS MEDIDAS 3.1. e 3.2. - EIXO 3 DO PRORURAL versão 7

ANEXO I. FICHAS DE CARACTERIZAÇÃO DAS MEDIDAS 3.1. e 3.2. - EIXO 3 DO PRORURAL versão 7 3.1.1. Diversificação de Actividades Não-Agrícolas na Exploração Descrição Apoio a iniciativas empresariais promotoras do saber fazer tradicional Apoio a actividades lúdicas de carácter inovador nas explorações

Leia mais

mais PAIXÃO mais ACÇÃO mais ENERGIA mais VANTAGENS mais ACP

mais PAIXÃO mais ACÇÃO mais ENERGIA mais VANTAGENS mais ACP PAIXÃO mais ACÇÃO mais ENERGIA mais VANTAGENS mais ACP VOTE CARLOS BARBOSA 2011/2015 ÓRGÃOS SOCIAIS DIRECÇÃO PRESIDENTE Carlos de Alpoim Vieira Barbosa, sócio 14294 Miguel António Igrejas Horta e Costa

Leia mais

Nº 32 ANO 6 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA MARÇO/ABRIL 15 EDIÇÃO BIMESTRAL

Nº 32 ANO 6 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA MARÇO/ABRIL 15 EDIÇÃO BIMESTRAL Nº 32 ANO 6 DISTRIBUIÇÃO GRATUITA MARÇO/ABRIL 15 EDIÇÃO BIMESTRAL 32 3 EDITORIAL Rui d Orey Presidente da Direcção Nacional da AGEPOR Orey Shipping Quem folhear, ainda que distraidamente, as páginas deste

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013

Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013 Regimento do Conselho Municipal de Educação de Odivelas 2010/2013 O Decreto-Lei n.º 7/2003, de 15 de Janeiro, tem por objecto os Conselhos Municipais de Educação, regulando as suas competências e composição,

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS DA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DA ARTE LICENCIATURA E MESTRADO EM HISTÓRIA DA ARTE DOCENTE: PROFESSOR DOUTOR CARLOS MOURA VIAGEM A MADRID:

Leia mais

Comunicação: Turismo de Natureza e o Município de Aljezur

Comunicação: Turismo de Natureza e o Município de Aljezur Comunicação: Turismo de Natureza e o Município de Aljezur Exmos. Membros da mesa, Exmo. Sr. Professor Adão Flores, Exmo. Sr. Eng. João Ministro, Srenhores empresários, Minhas senhoras, Meus Senhores, Se

Leia mais

EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Arruda Dos Vinhos PLANO DE ACTIVIDADES CENTRO DE RECURSOS

EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Arruda Dos Vinhos PLANO DE ACTIVIDADES CENTRO DE RECURSOS EXTERNATO JOÃO ALBERTO FARIA Arruda Dos Vinhos PLANO DE ACTIVIDADES CENTRO DE RECURSOS 2006 / 2009 Setembro 2006 PROJECTO DE TRABALHO DO CENTRO DE RECURSOS - 2006/09 PLANO NACIONAL DE LEITURA Identificação

Leia mais

19 / 20 MARÇO/ 2011 DE ALMODÔVAR

19 / 20 MARÇO/ 2011 DE ALMODÔVAR 4 VOLTA ª 19 / 20 MARÇO/ 2011 AO CONCELHO DE ALMODÔVAR Henrique Revés Empresário - 41 anos Neste período que atravessamos, só com muito trabalho, dedicação e empenho é que conseguimos manter a dinâmica

Leia mais

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar

A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar A Direção Municipal da Cultura dispõe de um conjunto de exposições e de apresentações multimédia, sobre diversos temas, que poderá disponibilizar através de empréstimo, a instituições, nomeadamente, de

Leia mais

Rotary Clube de S. João da Madeira Câmara Municipal de S. João da Madeira SOLIDARIEDADE a) Localização do Salão b) Comité Organizador

Rotary Clube de S. João da Madeira Câmara Municipal de S. João da Madeira SOLIDARIEDADE a) Localização do Salão b) Comité Organizador II SALÃO INTERNACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS 2009 18 a 31 de Abril de 2009 S. JOÃO DA MADEIRA 1 A organização deste Salão Internacional de Artes Plásticas de S. João da Madeira, é da responsabilidade do Rotary

Leia mais

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de

-------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de -------- Aos três dias do mês de Março do ano de dois mil e três reuniu no Salão Nobre dos Paços do Município, a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, em reunião ordinária para apreciação e deliberação

Leia mais

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011

Ano VI N.º 22. Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente. Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Ano VI N.º 22 Boletim Informativo da Junta de Freguesia da Ribeira Quente Quinta-Feira 28 de Julho de 2011 Bandeira Azul Hasteada na Ribeira Quente A Praia do Fogo da Ribeira Quente recebeu no dia 28 de

Leia mais

inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Programa do Concurso para Selecção de Ideias e Projectos

inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Programa do Concurso para Selecção de Ideias e Projectos inserralves INDÚSTRIAS CRIATIVAS Programa do Concurso para Selecção de Ideias e Projectos ÍNDICE 1. Enquadramento e Objectivos 2. Definição 3. Atribuições da Fundação de Serralves 4. Destinatários 5. Candidaturas

Leia mais

ALOJAMENTO AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL 59,00 65,00

ALOJAMENTO AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL 59,00 65,00 AXIS PORTO BUSINESS & SPA HOTEL O Axis Porto Business & SPA Hotel, é o novo hotel de 4 estrelas do Grupo AXIS, situado em pleno pólo universitário, numa das zonas de melhor acessibilidade à Invicta, junto

Leia mais

A Participação Cívica dos Jovens

A Participação Cívica dos Jovens A Participação Cívica dos Jovens 2 Parlamento dos Jovens 2009 Nos dias 25 e 26 de Maio de 2009, realizou-se em Lisboa, no Palácio de São Bento, a Sessão Nacional do Parlamento dos Jovens 2009 do Ensino

Leia mais

Ideias finais (Concurso Nacional de Ideias Cidades Criativas )

Ideias finais (Concurso Nacional de Ideias Cidades Criativas ) Ideias finais (Concurso Nacional de Ideias Cidades Criativas ) O Concurso "Cidades Criativas", iniciativa dirigida a jovens alunos de Área de Projecto do 12.º ano, chegou ao fim. Durante cerca de nove

Leia mais

JUL>DEZ 2010 INSCRIÇÕES A PARTIR DE 16 DE JUNHO TURISMO SOLIDÁRIO. Férias para toda a família. Organizado e gerido por:

JUL>DEZ 2010 INSCRIÇÕES A PARTIR DE 16 DE JUNHO TURISMO SOLIDÁRIO. Férias para toda a família. Organizado e gerido por: JUL>DEZ 2010 INSCRIÇÕES A PARTIR DE 16 DE JUNHO TURISMO SOLIDÁRIO Férias para toda a família Organizado e gerido por: TURISMO SOLIDÁRIO Dirigido a todos os cidadãos portugueses com idade superior a 18

Leia mais

ENQUADRAMENTO 2 CORPOS SOCIAIS TRIÉNIO 2007/2009 3 APRESENTAÇÃO DA ENTIDADE 4 ACTIVIDADES A DESENVOLVER 2007/2008 7 ESTATUTO DE IPSS 8

ENQUADRAMENTO 2 CORPOS SOCIAIS TRIÉNIO 2007/2009 3 APRESENTAÇÃO DA ENTIDADE 4 ACTIVIDADES A DESENVOLVER 2007/2008 7 ESTATUTO DE IPSS 8 ÍNDICE ENQUADRAMENTO 2 CORPOS SOCIAIS TRIÉNIO 2007/2009 3 APRESENTAÇÃO DA ENTIDADE 4 ACTIVIDADES A DESENVOLVER 2007/2008 7 ESTATUTO DE IPSS 8 CASINHA DA ROUPA 9 OS RATINHOS DE REBOREDA 10 CRIAÇÃO DA COMISSÃO

Leia mais

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011

REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE SESIMBRA REALIZADA NO DIA 17 AGOSTO DE 2011 A Câmara deliberou, por unanimidade, justificar a falta do Senhor Presidente e do Vereador Senhor Eng.º Sérgio Manuel

Leia mais

PORTUGAL-CHINA: ENCONTRO DE CULTURAS 2013-2014

PORTUGAL-CHINA: ENCONTRO DE CULTURAS 2013-2014 PORTUGAL-CHINA: ENCONTRO DE CULTURAS 2013-2014 O Observatório da China (OC) e os nossos parceiros pretendem contribuir para aprofundar o amistoso relacionamento entre o povo português e o povo chinês,

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 1945 Nasceu em Leiria. Curso de Pintura da Escola de Belas Artes de Lisboa. Frequentou o curso de Arquitectura de Belas Artes do Porto. EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS 2014 O Motim, Casa do Infante, Porto. Altar

Leia mais