A IMPORTÂNCIA DAS TI E DA PRESENÇA ONLINE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A IMPORTÂNCIA DAS TI E DA PRESENÇA ONLINE"

Transcrição

1 A IMPORTÂNCIA DAS TI E DA PRESENÇA ONLINE Manual Nº 12 Curso de Microcrédito Financiado por Parceria com Millennium BCP Produção da e

2 FICHA TÉCNICA Origem Orientação da colecção UNIAUDAX Este manual faz parte de uma série de manuais concebidos em 2006 para preparar empresários que trabalham com apoio a Microcrédito. Esta colecção é orientada pela UNIAUDAX, e pela FORMEDIA. Liderou os trabalhos Eduardo Cruz AUDAX Empreendedorismo e Empresas Familiares Criado em Julho de 2005 pelos Associados Fundadores INDEG/ISCTE e ICAT/FCUL, o AUDAX teve a sua origem na Pós-graduação Empreendedorismo e Criação de Empresas, actualmente na sua 5ª Edição, e tem como missão estudar e promover o espírito empreendedor e intervir junto de potenciais empreendedores e empresários de organizações de natureza familiar. As principais actividades do Centro abrangem áreas como a investigação, consultoria, eventos, publicações, formação e promoção e acompanhamento de veículos de investimento, como é o caso do fundo de capital de risco FIQ Universitas. FORMEDIA FORMEDIA Instituto Europeu de Formação de Empresários e Gestores, é uma empresa de formação de executivos, especializada em e-learning, especialmente vocacionada para o mundo de língua portuguesa, com os melhores programas internacionais. Tem actividades regulares em Portugal, Angola, Cabo Verde e Moçambique, em regime presencial e a distância, Online, com recurso à Internet e Multimédia. Em 2006 iniciou também actividades no Brasil. Funciona com parceiros de elevada qualidade, oriundos dos diversos continentes. Criada em 1988, a FORMEDIA definiu a sua missão como um centro de desenvolvimento de gestão, que visa implementar o espírito empresarial nos países de língua portuguesa, utilizando de forma inovadora as mais modernas tecnologias. Propriedade e direitos de autor Autoria A propriedade e os direitos de autor são cedidos à Fundação Calouste Gulbenkian. A autoria do manual é de Dr. João Castro

3 Índice Objectivos de Aprendizagem... 5 Síntese... 7 Os Exemplos... 9 Capítulo 1 Porquê Usar as Tecnologias da Informação? Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Cenário Estratégia Ficha de Recomendação para a Acção Solução para o Cenário Exercícios para Resolver Capítulo 2 Equipamento e Serviços Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Cenário Estratégia Escolher o Computador Escolher um Formato. Desktop ou Portátil? Escolher um Sistema Operativo. Windows, Mac ou Linux? Escolher Equipamento de Captura de Som e Imagem Escolher Sistema de Ligação à Internet (conectividade) Outros Equipamentos? Recomendações para a Acção Solução para o Cenário Exercícios para Resolver Capítulo 3 Ferramentas Essenciais Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Cenário Estratégia Browser Pesquisa Cliente Webmail Instant Messaging VoIP Recomendações para a Acção Solução para o Cenário Exercícios para Resolver Capítulo 4 Uso do para Comunicação Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Cenário Estratégia Criar um Endereço de Criar Respostas Automáticas a s e Filtros Usar Mailing Lists Ter em conta o Factor Segurança Recomendações para a Acção Solução para o Cenário Exercícios para Resolver... 73

4 Capítulo 5 Comunicação através de Website Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Cenário Estratégia Registar um Domínio Criar Conteúdo do Website Ficha de Recomendação para a Acção Solução para o Cenário Exercícios para Resolver Capítulo 6 Comunicação através de Blog Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Cenário Estratégia O que é um Blog? Criar e manter um Blog Ficha de Recomendação para a Acção Solução para o Cenário Exercícios para Resolver Capítulo 7 E-commerce Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Cenário Estratégia O Envio Correio Normal Site de Leilões Solução Própria Ficha de Recomendação para a Acção Solução para o Cenário Exercícios para Resolver Epílogo...continuar a crescer Glossário BIBLIOGRAFIA WEBGRAFIA

5 5 Objectivos de Aprendizagem No final do estudo deste manual, o empresário deverá ser capaz de: 1. Criar uma estratégia de presença on-line de acordo com a motivação, necessidade e objectivos a atingir pelo seu projecto; 2. Seleccionar e obter os equipamentos e serviços, de acordo com a estratégia definida; 3. Conhecer as diferentes alternativas de pesquisa e comunicação utilizando a Internet; 4. Comunicar através de seguindo as regras e os elementos básicos de utilização desta ferramenta; 5. Comunicar o projecto através de um website; 6. Comunicar o projecto através de um blog; 7. Receber e dar resposta a encomendas através do canal electrónico; 8. Prever possíveis desenvolvimentos à medida que o projecto cresça.

6 6

7 7 Síntese Os computadores são ferramentas que têm vindo a apoiar as actividades de empresas e governos há já varias décadas. Os primeiros computadores ocupavam grandes salas, pesavam toneladas e limitavam-se a realizar cálculos relativamente simples. Com o desenvolvimento de tecnologias como o transístor e, sobretudo, o circuito integrado, foi possível ir desenvolvendo computadores cada vez mais potentes, pequenos e baratos. As tecnologias de informação (TI), sobretudo a partir do início da década de 90, popularizaramse e deixaram de estar restritas a grandes empresas, sendo fácil encontrar um ou mais computadores em quase todas as empresas e lojas, uns mais sofisticados do que outros. Alguns exemplos de computadores são algumas caixas registadoras e os caixas Multibanco. Em meados da década de 90, teve início a massificação do uso de uma rede de comunicação digital que permite aos computadores trocarem informação entre si: a Internet. Através da Internet pode-se comunicar de forma mais rápida e económica e disponibilizar informação. Este manual pretende transmitir algumas das vantagens que se podem trazer a um projecto de empreendedorismo através do aproveitamento das TI e da Internet. O objectivo dessas tecnologias é precisamente esse: apoiar e facilitar a execução de um projecto, ajudar a incrementar o seu impacto e torná-lo um sucesso! Contudo, e como em todos os projectos, há diferenças importantes na forma de utilizar as TI para o projecto em mãos. Não existe uma receita única a seguir para que o investimento em TI traga vantagens significativas. A estratégia de utilização tem de ser adequada aos objectivos do projecto de empreendedorismo. Um erro grave que se pode cometer é tentar transformar o projecto para acomodar tecnologia já existente, simplesmente porque já está instalada e funciona de uma determinada forma, embora não seja a desejada.

8 8 Deverá também ser evidente que qualquer projecto, por mais afastado que esteja em natureza da das tecnologias, pode beneficiar com a sua utilização. Regra geral, uma caixa registradora é mais eficiente do que uma calculadora, uma caixa Multibanco é mais eficiente do que um balcão do banco, um computador é mais eficiente do que um caderno de notas, um é mais eficiente do que uma carta... Finalmente, haverá alturas em que não é preciso sequer recorrer à tecnologia. Há projectos muito interessantes e com sucesso que podem prescindir dos contributos das TI. Por outro lado, há igualmente projectos que só são possíveis com o apoio que a tecnologia e a Internet lhes dá. Cabe a cada um decidir por si qual a melhor estratégia a adoptar. Cada projecto é um projecto independente, e a utilização que fizer da tecnologia será por isso também diferente. Para ajudar a perceber algumas das diferenças, em cada capítulo deste manual são apresentados alguns exemplos de projectos diametralmente diferentes, com utilizações muito distintas de tecnologia. Assim, no primeiro capítulo pretende-se demonstrar a importância das TI. No segundo, são explorados os principais equipamentos e serviços existentes, as suas funcionalidades e as escolhas que se apresentam ao empresário que os pretenda adquirir (ou alugar). No terceiro capítulo começamos a abordar o uso da Internet e a explorar as ferramentas que esta nos disponibiliza para procurar informação e comunicar, como por exemplo o browser, os motores de pesquisa, o , o Instant Messaging, etc. Seguimos depois aprendendo a utilizar essas ferramentas: o (capítulo 4), o website (capítulo 5) e o blog (capítulo 6). O capítulo 7 explora as possibilidades da Internet como canal de vendas e o capítulo 8 faz-nos pensar no futuro, lembrando que a tecnologia pode ser tudo, menos estática...

9 9 Os Exemplos... Para exemplificar os vários temas abordados ao longo deste manual vão ser utilizados dois exemplos de projectos empreendedores. Não sendo exaustivo em todas as opções que se podem tomar ao montar uma componente de tecnologia, servem para realçar que não há uma resposta única e universal aplicável a qualquer projecto. É impossível dizer que para obter sucesso devem seguir-se os passos A, B e C. Cada projecto é independente e a utilização da tecnologia deve ser adequada. Projecto A Dois amigos, a Ana e o Carlos, juntam a sua vocação para inventar novas receitas na cozinha e decidem abrir um restaurante. Juntos chegam à conclusão que, nesta fase inicial, é fundamental divulgar este novo espaço! Para captar clientes, precisam de demonstrar que as refeições são fantásticas, o ambiente agradável, os preços em conta e a localização excelente. Projecto B- A Joana é uma artista que cria e vende peças de arte únicas. Decidiu alugar um pequeno atelier, onde trabalha, expõe e vende as suas criações. Neste momento, as vendas que realiza estão limitadas às pessoas que se deslocam à sua loja. E como o espaço é pequeno, a Joana só consegue expor uma parte do seu trabalho. Para vender um maior número de peças, precisa de encontrar uma forma de mostrar mais do seu trabalho e, ao mesmo tempo, obter maior reconhecimento por parte do público e da crítica. Serão ainda apresentados variantes destes casos com o intuito de realçar diferenças noutros pontos da utilização de tecnologia.

10 10

11 11 Capítulo 1 Porquê Usar as Tecnologias da Informação? Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Neste capítulo pretende-se apresentar algumas das funcionalidades que a utilização das tecnologias de informação podem trazer para projectos de empreendorismo, seja qual for a sua dimensão. Pretende-se mostrar que as tecnologias devem ser um aliado, que deve ser colocado ao serviço do projecto, mas que não são um fim em si próprias. Pretende-se também mostrar que, mesmo usando soluções e ferramentas semelhantes, há formas diferentes de as aplicar, tendo em vista a natureza do projecto. Estes tópicos são recorrentes ao longo deste manual, realçando a sua importância e também a sua aplicação. No final deste capítulo o empresário deverá ser capaz de: Definir os objectivos que pretende atingir através das TI; Definir os objectivos de comunicação do seu projecto; Identificar o tipo de clientes a atingir e a melhor forma de comunicar com eles.

12 12

13 13 Cenário Utilizando como exemplo o projecto A anteriormente descrito, pretendemos ajudar a Ana e o Carlos a tornar o seu restaurante um sucesso. Eles estão confiantes na qualidade do seu produto (o menu já foi inclusivamente aprovado por um conhecido crítico), por isso resta agora conquistar muitos e novos clientes. Como é que as tecnologias de informação poderiam ajudar a atingir o objectivo estabelecido, que é o de divulgar o restaurante? E como é que essas tecnologias poderiam ser utilizadas para fornecer ao cliente um melhor serviço, criando também um factor de distinção?

14 14

15 15 Estratégia A ligação entre a actividade de um restaurante e uma presença on-line pode parecer distante. De facto, a maior parte dos restaurantes tem pouca ou nenhuma informação on-line. Para um novo projecto, que se quer diferenciar dos demais, esta pode ser uma oportunidade! Nesta situação, a estratégia deverá passar, em primeiro lugar, pela criação de um website, e em segundo lugar, pela utilização desse website para fornecer ao cliente um melhor serviço, que pode mesmo começar antes deste entrar no restaurante. A criação de um website, oferece a oportunidade de divulgar o restaurante a um grande número de pessoas. Um website permite aos clientes da casa manterem-se informados sobre novidades no menu ou eventos especiais e serve mesmo como um meio de fácil referência a um amigo. Além disso, hoje em dia, há ainda muitos websites que compilam informação relacionada, por exemplo, de restaurantes. Um potencial cliente que faça uma pesquisa geral na Internet, poderá encontrar casualmente informação sobre o restaurante da Ana e do Carlos, por esse meio visitando o seu website e, se este for convincente, o restaurante! Depois de decidida a criação de um website, é fundamental sistematizar cuidadosamente o tipo de informação que se pretende transmitir: o menu, as fotos do espaço, os contactos, a localização...e pensar na forma mais eficaz e apelativa de o fazer. Afinal o objectivo é, através do website, convencer uma pessoa a experimentar o restaurante. A partir daí, a responsabilidade é da Ana e do Carlos, de tornar a experiência o mais memorável possível, de forma a fidelizar o cliente!

16 16

17 17 Ficha de Recomendação para a Acção Sugerimos que tente responder às questões levantadas nos quadros que se seguem. Elas ajudá-loão a definir os objectivos a atingir com uma presença on-line. Uma vez respondidas estas questões estaremos equipados para estudar as tecnologias e soluções a usar, tendo em vista os objectivos que foram definidos para a presença on-line. Este é o ponto fulcral de qualquer projecto que envolva a tecnologia. Embora seja o mais importante, não implica que uma vez feito seja permanente. É o ponto de partida de todo o processo e é aqui que se deve voltar quando inevitavelmente surgirem ideias de melhorias. Verifique sempre se as suas respostas estão de acordo com os objectivos que pretende obter. À medida que o projecto avança, também os objectivos poderão mudar. Para o projecto: Estas questões estão directamente ligadas ao modo como acha que o projecto deve funcionar. Quais são os desafios que enfrenta? Quais as metas a atingir? O que pretende comunicar? Com quantas pessoas pretende comunicar? Que tipo de relação pretende ter com os seus clientes? Quanto pode investir para atingir estes objectivos?

18 18 Para servir os clientes: Enumere os vários tipos de clientes que pretende servir. Imagine depois que é um desses clientes. Nesse papel, que informação é que gostaria de ver e como gostaria de ser tratado? Tipo de cliente Informação a disponibilizar

19 19 Solução para o Cenário Voltando ao primeiro quadro de questões: Quais são os desafios que enfrenta? Quais as metas a atingir? O que pretende comunicar? Com quantas pessoas pretende comunicar? Que tipo de relação pretende ter com os seus clientes? Divulgação. Divulgação. Tipo de gastronomia oferecida, ambiente do espaço, contactos, mapa de localização, normas de higiene e segurança observadas. O máximo número de pessoas possível. Próxima. Fornecer um excelente serviço. Quanto pode investir para atingir estes objectivos? Quanto ao segundo quadro, seguem-se algumas hipóteses: Pouco exigente Muito exigente Tipo de cliente Informação a disponibilizar Modelo tradicional. Pretende-se divulgar informação base: fotos do espaço, localização, contactos Um cliente mais exigente estará interessado em obter o máximo de informação disponível antes de decidir deslocar-se ao seu restaurante. Pode divulgar informação adicional, como por exemplo o menu. Pode distinguir-se criando um sistema que permita ao cliente fazer a reserva on-line, ou criando um espaço onde coloca criticas da imprensa e

20 20 opinião de clientes.

21 21 Exercícios para Resolver Descreva sumariamente o seu projecto. Responda às questões colocadas anteriormente, preenchendo novamente os quadros. Com base nas suas respostas, defina uma estratégia de presença on-line para ele.

22 22

23 23 Capítulo 2 Equipamento e Serviços Objectivos de Aprendizagem do Capítulo Neste capítulo pretende-se apresentar os equipamentos e serviços essenciais para ter uma presença on-line. No final deste capítulo o empresário deverá ser capaz de: Escolher um formato de computador; Escolher um sistema operativo; Identificar outros equipamentos que poderão ajudar a sua actividade; Escolher um sistema de ligação à Internet.

24 24

25 25 Cenário Utilizando como exemplo o Projecto B anteriormente referido, pretendemos ajudar a Joana a obter o reconhecimento merecido pelas suas obras de arte. Como mostrar todo o trabalho artístico que faz? E como divulgá-lo a mais pessoas? Como podem as TI ajudar a cumprir esses objectivos? Que equipamento seria necessário? Quais as alternativas com que se depararia? Qual a melhor solução em termos de tecnologias de informação?

26 26

27 27 Estratégia Existem ferramentas essenciais para se poder ter uma presença on-line e utilizar os vários serviços. Consoante a utilização e aproveitamento que seja dado à tecnologia para atingir os objectivos pretendidos, o empresário pode optar por soluções de compra ou aluguer do equipamento. Escolher o Computador Esta é ferramenta mais comum para conseguir utilizar a Internet. Através de software específico, tipicamente já instalado em máquinas novas, pode-se consultar a informação actualmente disponível e comunicar com outras pessoas. Escolher um Formato. Desktop ou Portátil? O formato do computador varia tipicamente entre o desktop e o portátil. O primeiro consiste num aparelho central, um monitor, um teclado e um rato, que são concebidos para serem utilizados sempre no mesmo local e que são geralmente fáceis de actualizar com a instalação de novos componentes, à medida que a tecnologia se desenvolve. O portátil, tal como o nome indica, é a junção de todas as componentes anteriormente descritas num só aparelho, o que permite que este seja transportado facilmente. A contrapartida está na utilização de tecnologia mais cara e de mais difícil substituição no futuro. Por outro lado, o portátil permite maior flexibilidade na sua utilização, já que quando não está a ser utilizado pode ser guardado num espaço reduzido. Permite ainda, também, desenvolver o trabalho em múltiplos locais: no espaço do projecto, em casa, em reuniões, etc. Qualquer que seja o formato escolhido, deve-se depois ter em conta algumas das características técnicas como dimensão do ecrã, modelo e velocidade do processador, espaço de disco para armazenamento de documentos, memória, gravador CD e/ou DVD. Porque a tecnologia evolui muito rapidamente, compare vários sistemas e veja as diferenças entre eles ao nível destas características. No caso dos portáteis convém ainda analisar o seu peso e o tempo de autonomia da bateria.

28 28 Escolher um Sistema Operativo. Windows, Mac ou Linux? Todos os computadores possuem um programa base, denominado por Sistema Operativo (SO), que gere as várias componentes do computador, tais como o teclado e o monitor. Existem inúmeras versões de SO dependendo do tipo de computador, mas os mais comuns, tendo em vista a finalidade, que é a utilização da Internet, são o Microsoft Windows, o Mac OS X e o Linux. Microsoft Windows Este sistema operativo é o mais popular e mais amplamente usado em todo o mundo. Por ser tão popular, muitas empresas de software desenvolvem os seus produtos sobretudo para esta plataforma, sendo também mais fácil o acesso a assistência técnica. Igualmente devido à sua fama, é também o alvo preferencial dos criadores de vírus que procuram assim atingir um maior número de vítimas. Para evitar estes males, aconselha-se a instalação e actualização regular de um sistema antivírus e prudência ao aceder a informação proveniente de fontes desconhecidas. Mac OS X Este sistema operativo apenas funciona em equipamentos da empresa Apple mas é regularmente considerado como um dos de mais fácil utilização, simplificando a vida aos utilizadores sem exigir que eles percebam muito sobre o funcionamento interno do computador. Por outro lado, por ser um sistema menos utilizado, surgem problemas de compatibilidade com outros sistemas. Linux O Linux é um SO que tem vindo a ser desenvolvido em regime aberto. Ou seja, enquanto que o Windows e o Mac OS são produtos que são propriedade das empresas que os desenvolvem (a Microsoft e a Apple, respectivamente), o Linux não tem dono e é através da colaboração internacional de centenas de programadores entusiastas do projecto que ele se desenvolve. Tem por isso, como grande vantagem, face aos outros SO, o de ser gratuito mas, apesar de alguns esforços, é o SO mais complexo e difícil de utilizar.

29 29 Porque é totalmente livre, vários grupos disponibilizam-no em conjunto com outros programas para facilitar a sua instalação. Estes produtos chamam-se distribuições e há centenas delas, para todas as necessidades e gostos. Caso pretenda explorar o Linux, a sugestão é para que comece pela distribuição Ubuntu (www.ubuntu.com), que dá prioridade à facilidade de utilização, diminuindo a importância de outros aspectos técnicos. No quadro seguinte resumimos os três sistemas: Sistema Operativo Prós Contras Para mais informação Microsoft Windows Grande número de utilizadores Mais susceptível a ataques por vírus. Apple Mac OS X Muito fácil de utilizar Apenas funciona em computadores Apple. Linux Grátis Mais complexo de utilizar. Nem todos os programas estão disponíveis para este SO. É importante referir que as versões mais recentes de qualquer um destes SO incluem já um outro software adicional que permite iniciar o acesso à Internet através da realização de algumas tarefas, como o browser, o cliente de e o IM (no capítulo seguinte iremos abordar estes temas). Escolher Equipamento de Captura de Som e Imagem Estes são acessórios que, dependendo muito do tipo de projecto e tipo de informação a disponibilizar, podem ser dispensáveis ou essenciais. Existem equipamentos próprios que permitem a captura de som, imagens, vídeo ou a digitalização de documentos.

30 30 Microfone Permite a captura de som e trabalha em conjunto com programas específicos de tratamento de áudio ou de comunicação, tipo telefone. Alguns computadores já têm um microfone incorporado. Imagem A máquina fotográfica digital capta a imagem directamente para um ficheiro electrónico que depois pode ser passado para o computador e que é facilmente partilhado na Internet. Quase todas as máquinas possuem um pequeno ecrã de pré-visualização que permite verificar se a fotografia ficou como o desejado, permitindo corrigir no momento pequenos azares e imperfeições. Vídeo Câmaras de vídeo mais recentes trabalham já com formatos digitais que permitem a passagem directa das imagens para o computador para serem enviadas pela Internet. Normalmente são acompanhadas de programas que permitem editar o vídeo e montagens. Existem ainda máquinas mais simples e económicas que funcionam ligadas directamente ao computador, designadas por Webcam, que permitem o envio de vídeo pela Internet, embora a qualidade de imagem seja bastante mais fraca do que a das câmaras de vídeo. Scanner Permite digitalizar documentos que existem em formato físico. Quando associados a programas de reconhecimento de caracteres são capazes de transformar a imagem captada em documentos de texto, permitindo copiar e alterar o seu conteúdo. Escolher Sistema de Ligação à Internet (conectividade) Conectividade é sinónimo de transporte de dados e é o serviço que permite a um equipamento transmitir e receber informação. A Internet é uma rede mundial e em cada local é possível aceder-lhe através de empresas e locais que prestam esse serviço. Se pretender instalar um serviço desse tipo, deve contactar uma das várias empresas no mercado que anunciam essas soluções.

31 31 De seguida apresenta-se um breve resumo das várias tecnologias actualmente disponíveis no mercado. Os primeiros quatro serviços estão associados a um computador. Estes serviços permitem ligar o equipamento à Internet. O último serviço apresentado prescinde da necessidade de ter esse equipamento. Dial-up Ligação através de um modem analógico que utiliza a rede telefónica de voz normal. A velocidade de transmissão de dados é tipicamente lenta. Um serviço nesta tecnologia normalmente é cobrado pela duração, em tempo, da ligação. ADSL Ligação através de um modem digital que também utiliza a rede de voz mas com algumas alterações. Nem todas as linhas telefónicas conseguem o mesmo desempenho mas as velocidades de transmissão são muito superiores às do dial-up. O serviço é tipicamente pago por mensalidades fixas e com acréscimos caso se exceda a quantidade de dados transmitidos que foi contratada. Cabo Em tudo semelhante ao ADSL exceptuando o facto de a ligação ser feita sobre a rede de televisão por cabo. UMTS Serviço assente na tecnologia móvel. A velocidade de ligação é superior à do dial-up, mas as versões actuais ainda são inferiores ao ADSL e cabo mas com um preço tipicamente bastante superior a estes dois. Tem como vantagem o facto de não ter de estar ligado a nenhuma rede fixa, permitindo a mobilidade. Ciber café Este é o único serviço para o qual não é necessário ter um computador. Existem lojas e outros estabelecimentos que permitem utilizar computadores ligados à Internet por um determinado período de tempo. Tem como limitação ser necessário deslocar-se a esse ponto e está igualmente limitado ao horário de funcionamento dos estabelecimentos.

32 32 Um projecto público recente equipou praticamente todo os distritos do país com, pelo menos, um espaço gratuito de acesso à Internet. A lista completa está disponível no endereço Outros Equipamentos? Existem ainda outros equipamentos que permitem o acesso à Internet e que poderão revelar-se úteis. Seguidamente apresentamos mais dois exemplos. Telemóvel Alguns telemóveis permitem um conjunto de interacções básicas na Internet. No entanto, não é aconselhado que este seja usado como a ferramenta principal de acesso, devido ao o seu pequeno ecrã e elevados custos com a conectividade e transferência de dados. Poderá ser utilizado para colmatar necessidades pontuais, como, por exemplo, para ir verificando pequenas quantidades de informação, mas pouco mais. Servidor Não sendo necessário aos projectos de menor dimensão, convém saber que existe outro nível de equipamentos que se podem comprar ou contratar. O mais importante é o servidor on-line. Este equipamento é essencialmente um computador permanentemente ligado à Internet e que tem como função enviar informação nele contida sempre que esta seja solicitada. Podem também fornecer as páginas e imagens de um site ou armazenar as mensagens de até que estas sejam lidas. Estes equipamentos requerem maior manutenção e por isso é preferível alugá-los com todos os serviços incluídos, tais como a conectividade, acesso a geradores para casos de falta de electricidade, cópias de segurança, actualização de programas, entre outras actividades.

33 33 Recomendações para a Acção Em geral, é fundamental: Seleccionar o tipo de equipamento para o qual se tem formação ou capacidade de aprender; Escolher o formato e sistema operativo adequado às necessidades do projecto; Escolher os acessórios necessários para o tipo de informação que se pretende transmitir. Antes de tomar decisões acerca do equipamento que pretende adquirir, peça uma opinião especializada. Tente experimentar o melhor que puder o equipamento. Imagine-se a trabalhar com ele no seu projecto e veja se ele satisfaz todas as suas necessidades.

34 34

35 35 Solução para o Cenário No cenário do atelier, a Joana cria, com frequência, peças que pretende mostrar aos visitantes da loja e não só. Nesta situação será benéfico, por exemplo, poder fotografar as peças e divulgá-las através da Internet mal elas estejam terminadas, criando assim uma montra adicional, sempre actualizada e que não obriga os seus clientes a deslocarem-se à loja para acompanhar os seus trabalhos mais recentes. A Joana poderá também beneficiar de uma vasta gama de softwares que permitem retocar as fotografias tiradas, reproduzindo assim toda a qualidade das suas peças. Vamos então avaliar quais serão as necessidades específicas, em termos de tecnologias de informação, deste projecto: um computador, com espaço de disco considerável, uma vez que se pretende armazenar uma quantidade substancial de informação (o portfolio dos objectos de arte); uma máquina fotográfica digital, o que permite tirar fotos e guardá-las em formato electrónico, que facilmente pode ser colocado na Internet; um software de manipulação de imagens. Finalmente, não é essencial possuir um computador para poder completar uma estratégia de presença on-line mas recomenda-se fortemente que haja um método de acesso a um com facilidade e frequência.. Existem postos públicos onde se pode trabalhar num computador e utilizar a Internet, inclusivamente de acesso gratuito! (www.espacosinternet.pt). A melhor abordagem é criar um quadro que inclua as decisões a tomar e os objectivos a atingir. A solução torna-se assim mais evidente.

36 36 Questão Necessidades Solução Escolher o computador Escolher o formato Equipamento de som e imagem Conectividade Outros equipamentos Capacidade de armazenamento e partilha de ficheiros (fotos) Trabalhar no atelier e em casa. Tirar fotos, retocá-las e colocá-las na Internet. Fotografar os objectos de arte e divulgá-los através da Internet. Necessidade de acesso à Internet, sem impedir a linha telefónica (clientes que ligam para a loja). Gravador de CDs Maior espaço de disco Portátil, visto que há mais do que um local de trabalho possível. Máquina fotográfica digital. ADSL ou cabo. Para a escolha de um sistema operativo, sugerimos que recorra à sua rede de contactos e amigos e descubra quem o pode ajudar caso venha a ter algum problema com cada um dos seguintes sistemas operativos: Windows MacOS Linux Qualquer que seja o SO que escolha, haverá alturas em que necessitará de ajuda ou apoio para realizar uma tarefa ou para resolver um determinado problema. O tipo de apoio com que pode contar é extremamente importante para essas situações. Dado que o Windows é o sistema que possui o maior número de utilizadores, deverá ser mais fácil encontrar um amigo ou colega que o possa ajudar. Com o Mac OS isso já se torna mais difícil, e mais difícil ainda será com o Linux, embora alguns utilizadores mais experientes tenham já um domínio relativo de qualquer uma das três plataformas evidenciadas. Existe ainda outra solução: a Internet! A Internet está cheia de informação e entre elas estão utilizadores que também já se depararam com os mesmos problemas e partilham dicas entre si.

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Noções Básicas de Informática Componentes de hardware Monitor : permite visualizar informação na forma de imagem ou vídeo; todo o trabalho desenvolvido com o computador pode ser

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

E-MAIL ACÇÃO DE FORMAÇÃO ESE VISEU PÓLO DE LAMEGO 10/04/2003 ANA C. C. LOUREIRO ÁREA DAS TIC

E-MAIL ACÇÃO DE FORMAÇÃO ESE VISEU PÓLO DE LAMEGO 10/04/2003 ANA C. C. LOUREIRO ÁREA DAS TIC E-MAIL ACÇÃO DE FORMAÇÃO ESE VISEU PÓLO DE LAMEGO 10/04/2003 ANA C. C. LOUREIRO ÁREA DAS TIC O E-MAIL O Email (Electronic Mail) ou Correio Electrónico é um sistema de troca de mensagens entre dois ou mais

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Serviços básicos da internet

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Principais tipos de serviços da Internet Introdução à Internet Serviços básicos Word Wide Web (WWW) Correio electrónico (e-mail) Transferência de ficheiros (FTP)

Leia mais

Instruções para aceder ao correio electrónico via web

Instruções para aceder ao correio electrónico via web Caro utilizador(a) Tendo por objectivo a melhoria constante das soluções disponibilizadas a toda a comunidade do Instituto Politécnico de Santarém, tanto ao nível de serviços de rede como sistema de informação.

Leia mais

Manual do Utilizador Aluno

Manual do Utilizador Aluno Manual do Utilizador Aluno Escola Virtual Morada: Rua da Restauração, 365 4099-023 Porto PORTUGAL Serviço de Apoio ao Cliente: Telefone: (+351) 707 50 52 02 Fax: (+351) 22 608 83 65 Serviço Comercial:

Leia mais

Comunicação através das novas tecnologias

Comunicação através das novas tecnologias Comunicação através das novas tecnologias d o ss i e r 1 A INTERNET COMO FORMA DE REDUZIR CUSTOS DE COMUNICAÇÃO http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 INTRODUÇÃO 2 E-MAIL 3 SMS 4 SKYPE 5 MSN 6 VOIP 7

Leia mais

Vantagem Garantida PHC

Vantagem Garantida PHC Vantagem Garantida PHC O Vantagem Garantida PHC é um aliado para tirar maior partido das aplicações PHC A solução que permite à empresa rentabilizar o seu investimento, obtendo software actualizado, formação

Leia mais

ServidorEscola Plataforma Web de apoio Administrativo

ServidorEscola Plataforma Web de apoio Administrativo ServidorEscola Plataforma Web de apoio Administrativo Introdução Co-habitamos uma sociedade de informação universal, aliados ao paradigma da evolução tecnológica que se verifica e se revela como um meio

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Manual do Utilizador BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Manual do Utilizador Publicado: 2014-01-09 SWD-20140109134740230 Conteúdos 1 Como começar... 7 Acerca dos planos de serviço de mensagens para o BlackBerry Internet

Leia mais

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Internet Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Internet... 2 Correio electrónico... 2 Os endereços... 2 Lista de correio... 2 Grupos

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias BANDA LARGA 03 DE DEZZEMBRO 2007 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias 2007 77% DOS AGREGADOS DOMÉSTICOS COM LIGAÇÃO À INTERNET

Leia mais

Guião para as ferramentas etwinning

Guião para as ferramentas etwinning Guião para as ferramentas etwinning Registo em etwinning Primeiro passo: Dados de quem regista Segundo passo: Preferências de geminação Terceiro passo: Dados da escola Quarto passo: Perfil da escola Ferramenta

Leia mais

Semana da Internet Segura Correio Eletrónico

Semana da Internet Segura Correio Eletrónico Enviar correio eletrónico não solicitado em massa (SPAM) a outros utilizadores. Há inúmeras participações de spammers utilizando sistemas comprometidos para enviar e-mails em massa. Estes sistemas comprometidos

Leia mais

GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1)

GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1) GESTÃO DE INFORMAÇÃO PESSOAL OUTLOOK (1) MICROSOFT OUTLOOK 2003 - OBJECTIVOS OBJECTIVOS: Enumerar as principais funcionalidades do Outlook; Demonstrar a utilização das ferramentas do correio electrónico;

Leia mais

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet...

internet http://www.uarte.mct.pt internet... abrir o programa... pag.. 6 ecrã do internet explorer... ligações... escrever um endereço de internet... internet 1 http://www.uarte.mct. internet...... pag.. 2 abrir o programa...... pag.. 3 ecrã do internet explorer... pag.. 4 ligações...... pag.. 5 escrever um endereço de internet... pag.. 6 voltar à página

Leia mais

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano. Domínio: Comunicação e Colaboração CC8

Ano letivo 2014/2015. Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano. Domínio: Comunicação e Colaboração CC8 Ano letivo 2014/2015 Planificação da disciplina: Tecnologias de Informação e Comunicação 8º ano Domínio: Comunicação e Colaboração CC8 Aulas Previstas Semestre 32 Subdomínio: Conhecimento e utilização

Leia mais

Consulte os anexos com as configurações dos softwares de correio electrónico e as instruções de utilização do novo webmail.

Consulte os anexos com as configurações dos softwares de correio electrónico e as instruções de utilização do novo webmail. Caro(a) Colega: O novo servidor de correio electrónico está finalmente operacional! O Grupo de Trabalho da Intranet da Escola Secundária de Emídio Navarro apresenta-lhe alguns conselhos que elaborámos

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO ÀS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO INTRODUÇÃO À INTERNET A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países; Escrevemos Internet com um «I» maiúsculo

Leia mais

A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si.

A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si. Proteja o seu PC A segurança da sua informação e do computador é fundamental e depende muito de si. O que deve fazer? Manter o antivírus actualizado Não manter o antivírus actualizado é quase o mesmo que

Leia mais

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO

FACILIDADES DE COLABORAÇÃO MICROSOFT OFFICE 365 FACILIDADES DE COLABORAÇÃO Março 2012 A CLOUD365 estabeleceu acordos estratégicos com os principais fornecedores de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação), entre os quais destacamos

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes.

Consulte a área Bancos Aderentes para saber em detalhe todas as informações relativas aos bancos aderentes. SERVIÇO MB Way O que é o MB Way? O MB Way é a primeira solução interbancária que permite fazer compras e transferências imediatas através de smartphone ou tablet. Basta aderir ao serviço num MULTIBANCO,

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

Correio electrónico em segurança A PCGuia explica-lhe como configurar o Outlook e o Outlook Express para que ninguém leia o seu e-mail

Correio electrónico em segurança A PCGuia explica-lhe como configurar o Outlook e o Outlook Express para que ninguém leia o seu e-mail ADSL.XL Automotor Classificados CorreioManhã JNegócios Máxima MInteriores PCGuia Record Rotas&Destinos SInformática Shopping Fóruns Toques e Imagens Assinar Revista Alojamento Hardware Software Internet

Leia mais

Aplicações de Escritório Electrónico

Aplicações de Escritório Electrónico Universidade de Aveiro Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda Curso de Especialização Tecnológica em Práticas Administrativas e Tradução Aplicações de Escritório Electrónico Folha de trabalho

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA MOODLE A EQUIPA DO PTE 2009/2010 Índice 1. Entrar na plataforma Moodle 3 2. Editar o Perfil 3 3. Configurar disciplina 4 3.1. Alterar definições 4 3.2. Inscrever alunos

Leia mais

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1

Google Sites. A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 Google Sites A g r u p a m e n t o C a m p o A b e r t o 2 0 1 0 / 2 0 1 1 1. Google Sites A Google veio anunciar que, para melhorar as funcionalidades centrais do Grupos Google, como listas de discussão

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente o potencial da força

Leia mais

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet

A solução de mobilidade que lhe permite executar e controlar, de forma eficaz, a Gestão Comercial e a Tesouraria da sua empresa, através da Internet PHC dgestão DESCRITIVO A qualquer momento e onde quer que esteja, o PHC dgestão permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos e documentos de facturação, encomendas e compras, guias de

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

ACÇÃO DE FORMAÇÃO CARACTERIZAÇÃO DA ACÇÃO. Domínio de Formação. Área de Formação. Modalidade de Formação. Duração: (Número total de horas) 36

ACÇÃO DE FORMAÇÃO CARACTERIZAÇÃO DA ACÇÃO. Domínio de Formação. Área de Formação. Modalidade de Formação. Duração: (Número total de horas) 36 Plano de Formação 2009 ACÇÃO DE FORMAÇÃO Competências em TIC : Curso A nível 1 CARACTERIZAÇÃO DA ACÇÃO Área de Formação Domínio de Formação Tecnologias de Informática e Comunicação Utilização e/ou Manutenção

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

PT Web Conference. DGO Gestão de Oferta Empresarial Setembro de 2009

PT Web Conference. DGO Gestão de Oferta Empresarial Setembro de 2009 PT Web Conference Versão 1.0 DGO Gestão de Oferta Empresarial Setembro de 2009 Este documento é propriedade intelectual da PT e fica proibida a sua utilização ou propagação sem expressa autorização escrita.

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho

Outlook 2003. Nivel 1. Rui Camacho Outlook 2003 Nivel 1 Objectivos gerais Enviar e Responder a mensagens de correio electrónico, e gestão de contactos, marcação de compromissos e trabalhar com notas. Objectivos específicos Começar a trabalhar

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Tecnologias da Informação e Comunicação UNIDADE 3 Tecnologias da Informação e Comunicação: Internet Aula nº 2º Período Escola EB 2,3 de Taíde Ano lectivo 2009/2010 SUMÁRIO Introdução à Internet: história

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade PHC dcrm DESCRITIVO O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente

Leia mais

Internet e E-mail E. Univ. Sénior de Odivelas. ISCE Jan 2008 Rui Lourenço

Internet e E-mail E. Univ. Sénior de Odivelas. ISCE Jan 2008 Rui Lourenço Internet e E-mail E Univ. Sénior de Odivelas ISCE Jan 2008 Rui Lourenço Sumário O que éa Internet? O que posso fazer na Internet? O que énecessário para aceder àinternet? Usar um browser Usar o e-mail

Leia mais

TIC 8º Ano Redes Sociais

TIC 8º Ano Redes Sociais Redes Sociais O que são? São redes de pessoas que procuram conhecer outras, para estar em contato com amigos, criar conteúdos e trocar ideias. O cibernauta apresenta-se aos restantes, mostrandose ao mundo

Leia mais

Netiqueta (ou Netiquette)

Netiqueta (ou Netiquette) Netiqueta (ou Netiquette) Conjunto de atitudes e normas recomendadas (não impostas) para que todos os utilizadores possam comunicar através da Internet de um forma cordial e agradável. Evite a utilização

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

Sistema De Entrega Guia Do Usuário

Sistema De Entrega Guia Do Usuário Sistema De Entrega Guia Do Usuário LEONARDO DA VINCI - Transferência de inovação MEDILINGUA - Advancing vocational competences in foreign languages for paramedics MEDILINGUA - Promovendo competências profissionais

Leia mais

Mozilla Thunderbird. Configuração inicial

Mozilla Thunderbird. Configuração inicial Mozilla Thunderbird Configuração inicial A instalação é muito simples, basta aceder ao site http://www.mozilla.com/thunderbird/ e carregar em Download, tal como apresentado na figura seguinte. Figura A

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Outlook 2010 Colecção: Software

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

PHC dsuporte Externo. ππ Aumentar a satisfação dos seus clientes. ππ Aumentar a velocidade de resposta dos pedidos

PHC dsuporte Externo. ππ Aumentar a satisfação dos seus clientes. ππ Aumentar a velocidade de resposta dos pedidos PHC dsuporte Externo DESCRITIVO O módulo PHC dsuporte Externo permite prestar assistência técnica pós-venda, aumentar de forma significativa a eficiência e a qualidade do serviço, o que resulta na maior

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 09-06-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

A gestão comercial e financeira através da Internet

A gestão comercial e financeira através da Internet PHC dgestão A gestão comercial e financeira através da Internet A solução de mobilidade que permite introduzir e consultar clientes, fornecedores, artigos, documentos de facturação, encomendas, compras,

Leia mais

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6

Objectivos Gerais da Aplicação 5 Requisitos Mínimos e Recomendados 5 Processo de Instalação 6 MANUAL DO UTILIZADOR A informação contida neste manual, pode ser alterada sem qualquer aviso prévio. A Estratega Software, apesar dos esforços constantes de actualização deste manual e do produto de software,

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Versão G POR Definições de notas Ao longo deste Manual do Utilizador, é utilizado o seguinte ícone: As Notas indicam o que fazer perante

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

Portal AEPQ Manual do utilizador

Portal AEPQ Manual do utilizador Pedro Gonçalves Luís Vieira Portal AEPQ Manual do utilizador Setembro 2008 Engenharia Informática - Portal AEPQ Manual do utilizador - ii - Conteúdo 1 Introdução... 1 1.1 Estrutura do manual... 3 1.2 Requisitos...

Leia mais

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT

Ferramentas Web, Web 2.0 e Software Livre em EVT E s t u d o s o b r e a i n t e g r a ç ã o d e f e r r a m e n t a s d i g i t a i s n o c u r r í c u l o d a d i s c i p l i n a d e E d u c a ç ã o V i s u a l e T e c n o l ó g i c a MonkeyJam M a

Leia mais

Webmail FEUP. Rui Tiago de Cruz Barros tiago.barros@fe.up.pt

Webmail FEUP. Rui Tiago de Cruz Barros tiago.barros@fe.up.pt Webmail FEUP Rui Tiago de Cruz Barros tiago.barros@fe.up.pt Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação Interacção Pessoa-Computador Junho 2013 Índice Índice 1. Introdução 2. Webmail FEUP

Leia mais

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress

TUTORIAL. Como criar um blogue/página pessoal no WordPress TUTORIAL Como criar um blogue/página pessoal no WordPress Índice Criar o blogue... 3 Alterar as definições gerais... 4 Alterar tema... 6 Criar Páginas... 7 Colocar Posts (citações)... 9 Upload de ficheiros...

Leia mais

PHC dteamcontrol Externo

PHC dteamcontrol Externo PHC dteamcontrol Externo A gestão remota de projectos e de informação A solução via Internet que permite aos seus Clientes participarem nos projectos em que estão envolvidos, interagindo na optimização

Leia mais

PHC dteamcontrol Interno

PHC dteamcontrol Interno O módulo PHC dteamcontrol Interno permite acompanhar a gestão de todos os projectos abertos em que um utilizador se encontra envolvido. PHC dteamcontrol Interno A solução via Internet que permite acompanhar

Leia mais

A Nova Comunidade EU.IPP Google Apps for Education IGoogle, Google Mail, Talk, Calendar, Docs e Sites

A Nova Comunidade EU.IPP Google Apps for Education IGoogle, Google Mail, Talk, Calendar, Docs e Sites Ciclo de Workshops Departamento de Informática A Nova Comunidade EU.IPP Google Apps for Education IGoogle, Google Mail, Talk, Calendar, Docs e Sites 16 de Dezembro - ESEIG Ricardo Queirós (ESEIG) e Paulo

Leia mais

Índice. Manual do programa Manage and Repair

Índice. Manual do programa Manage and Repair Manual do programa Manage and Repair Índice 1 Menu Ficheiro... 3 1.1 Entrar como... 3 1.2 Opções do utilizador... 3 2 Administração... 5 2.1 Opções do Programa... 5 2.1.1 Gerais (1)... 5 2.1.2 Gerais (2)...

Leia mais

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa PHC dintranet A gestão eficiente dos colaboradores da empresa A solução ideal para a empresa do futuro, que necessita de comunicar de modo eficaz com os seus colaboradores, por forma a aumentar a sua produtividade.

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 14 1999 27 3 - MANUAL DO UTILIZADOR Diogo Mateus 3.1. REQUISITOS MÍNIMOS * Computador Pessoal com os seguintes Programas * Microsoft Windows 95 * Microsoft Access 97 A InfoMusa

Leia mais

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO LW1 Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO O que é a Internet? Rede de Computadores: Consiste de dois ou mais computadores ligados entre si e compartilhando dados, impressoras, trocando mensagens

Leia mais

Google Apps para o Office 365 para empresas

Google Apps para o Office 365 para empresas Google Apps para o Office 365 para empresas Mude O Office 365 para empresas tem um aspeto diferente do Google Apps, por isso, ao iniciar sessão, obterá esta vista para começar. Após as primeiras semanas,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

Software de gestão em tecnologia Web

Software de gestão em tecnologia Web Software de gestão em tecnologia Web As Aplicações de Gestão desenvolvidas em Tecnologia Web pela Mr.Net garantem elevados níveis de desempenho, disponibilidade, segurança e redução de custos. A Mr.Net

Leia mais

Manual do Nero ControlCenter

Manual do Nero ControlCenter Manual do Nero ControlCenter Nero AG Informações sobre direitos de autor e marcas O manual do Nero ControlCenter e todo o seu conteúdo estão protegidos pelos direitos de autor e são propriedade da Nero

Leia mais

Módulo 6 Usando a Internet. Internet. 3.1 Como tudo começou

Módulo 6 Usando a Internet. Internet. 3.1 Como tudo começou Módulo 6 Usando a Internet Internet 3.1 Como tudo começou A internet começou a se desenvolver no ano de 1969 onde era chamada de ARPANET, criada pelo departamento de defesa dos Estados Unidos com o propósito

Leia mais

Manual de Administração Intranet BNI

Manual de Administração Intranet BNI Manual de Administração Intranet BNI Fevereiro - 2010 Índice 1. Apresentação... 3 2. Conceitos... 5 3. Funcionamento base da intranet... 7 3.1. Autenticação...8 3.2. Entrada na intranet...8 3.3. O ecrã

Leia mais

Curso de Informática Básica

Curso de Informática Básica Curso de Informática Básica O e-mail Primeiros Cliques 1 Curso de Informática Básica Índice Introdução...3 Receber, enviar e responder mensagens...3 Anexando arquivos...9 Cuidado com vírus...11 2 Outlook

Leia mais

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador Viva o momento 3 4 5 5 6 6 7 8 9 12 12 14 16 17 18 19 20 21 22 22 23 23 24 24 24 25 26 27 Ligar o Router LEDs Configuração do Router Aceder à ferramenta de configuração

Leia mais

Ferramentas de Comunicação da Internet no Ensino/Aprendizagem

Ferramentas de Comunicação da Internet no Ensino/Aprendizagem Centro de Formação da Batalha Centro de Competência Entre Mar e Serra Ferramentas de Comunicação da Internet no Ensino/Aprendizagem Batalha Novembro de 2001 1 - Como começar com o Outlook Express Com uma

Leia mais

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Planeamento de Campanha de E-Marketing Cada variável, a nível de marketing tem normas próprias, em função dos meios de comunicação através dos quais se veiculam

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Internet Introdução à Internet A Internet é a maior rede de computadores do Mundo, abrangendo praticamente todos os países. Uma rede de computadores é um conjunto de dois ou mais computadores interligados,

Leia mais

NOVO Panda Antivirus 2007 Manual resumido sobre a instalação, registo e serviços Importante! Leia a secção de registo on-line deste manual atentamente. As informações contidas nesta secção são essenciais

Leia mais

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem

1. INTERNET OU NET. Hardware. Computador. Linha telefónica normal, linha RDIS, ligação por cabo ou ADSL. Modem 1. INTERNET OU NET O que é a Internet? A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros

Leia mais

Office 365 Manual Outlook 365 Web Application

Office 365 Manual Outlook 365 Web Application Office 365 Manual Outlook 365 Web Application Requisitos para usar o Office 365: Ter instalado pelo menos a versão 7 do Internet Explorer, Mozilla Firefox 15, Google Chrome 21 ou Safari no Mac. O que é

Leia mais

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu 1 Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu Tendo por objectivo a melhoria constante dos serviços disponibilizados a toda a comunidade académica ao nível das tecnologias de informação,

Leia mais

Guia rápido de utilização da Caixa Mágica

Guia rápido de utilização da Caixa Mágica Guia rápido de utilização da Caixa Mágica Este Guia especialmente dirigido a iniciados em Linux pretende ajudá-lo no arranque da utilização do mesmo. Se deparar com problemas ao executar os passos aqui

Leia mais

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S.

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Tomaz IT.002 02 2/14 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para

Leia mais

SOOS. Manual do usuário. Para soos ver 1.02. 1 www.soos.pt

SOOS. Manual do usuário. Para soos ver 1.02. 1 www.soos.pt SOOS Manual do usuário Para soos ver 1.02 1 www.soos.pt Índice Pág. Índice 2 O que è a SOOS 3 Funcionalidades 3 Plataforma 4 Botões 4,5 Solicitar informações 6 Perfil do usuário 7 Utilizador ocasional

Leia mais

A solução que permite controlar e executar remotamente a assistência técnica da empresa, contribuindo para um melhor serviço ao Cliente

A solução que permite controlar e executar remotamente a assistência técnica da empresa, contribuindo para um melhor serviço ao Cliente PHC dsuporte Interno DESCRITIVO O módulo PHC dsuporte Interno é uma ferramenta essencial para o técnico gerir o seu dia-a-dia, permitindo desempenhar um melhor serviço aos Clientes, aumentar o know-how

Leia mais

PHC ControlDoc BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez de encontrar um documento

PHC ControlDoc BENEFÍCIOS. _Fim do papel a circular na empresa. _Rapidez de encontrar um documento Com o ControlDoc pode arquivar digitalmente todo o tipo de ficheiros (Imagens, Word, Excel, PDF, etc.) e relacioná-los com os dados existentes nas restantes aplicações. PHC ControlDoc Reduza os custos

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network

Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network Verificar a reputação dos ficheiros através da Kaspersky Security Network O sistema baseado em cloud Kaspersky Security Network (KSN), criado para reagir o mais rapidamente possível às novas ameaças que

Leia mais

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections

IBM SmartCloud para Social Business. Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud Connections IBM SmartCloud para Social Business Manual do Utilizador do IBM SmartCloud Engage e IBM SmartCloud

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente.

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente. Noções básicas sobre segurança e computação segura Se você se conecta à Internet, permite que outras pessoas usem seu computador ou compartilha arquivos com outros, deve tomar algumas medidas para proteger

Leia mais

Como funciona a MEO Cloud?

Como funciona a MEO Cloud? Boas-vindas O que é a MEO Cloud? A MEO Cloud é um serviço da Portugal Telecom, lançado a 10 de Dezembro de 2012, de alojamento e sincronização de ficheiros. Ao criar uma conta na MEO Cloud fica com 16

Leia mais

PHC Mensagens SMS CS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS CS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS CS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso:

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que é Internet? Apesar de muitas vezes ser definida como a "grande rede mundial de computadores, na verdade compreende o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam e que permitem

Leia mais

FACULDADE DOS GUARARAPES. A Internet... Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

FACULDADE DOS GUARARAPES. A Internet... Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br FACULDADE DOS GUARARAPES A Internet... Prof. Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br O que é a Internet Rede de Computadores: Consiste de dois ou mais computadores ligados entre si

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

MANUAL UTILIZADOR SERVIÇO FTP

MANUAL UTILIZADOR SERVIÇO FTP Edição: 1.0 Data: 07/08/15 Pág.: 1/10 O sistema de FTP é um serviço de transmissão de ficheiros bilateral, disponibilizado pela Monoquadros para os seus parceiros de negócio, com vista á fácil e rápida

Leia mais

Data de Aplicação 2/04/2009

Data de Aplicação 2/04/2009 FICHA TÉCNICA Exercício nº 9 Data de Aplicação 2/04/2009 NOME DO EXERCÍCIO Instalação de Software Base DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas OBJECTIVOS Resultado

Leia mais