DEUTSCHE BANK AG. Emissão de até USD Ten -Year Steepener Notes. (os "Valores Mobiliários")

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEUTSCHE BANK AG. Emissão de até USD 100.000.000 Ten -Year Steepener Notes. (os "Valores Mobiliários")"

Transcrição

1 Condições Finais datadas de 12 de Agosto de 2015 referentes ao Prospecto de Base datado de 18 de Dezembro de 2014 DEUTSCHE BANK AG Emissão de até USD Ten -Year Steepener Notes ao abrigo do seu Programa (os "Valores Mobiliários") para a emissão de Certificados, Warrants e Notes Preço de Emissão: 100 por cento do Montante Nominal por Note WKN / ISIN: DB1ZB3 / XS Este documento constitui as Condições Finais dos Valores Mobiliários aqui descritos e compreende as seguintes partes: Termos e Condições (Condições do Produto) Informação Adicional sobre a Oferta de Valores Mobiliários Sumário referente, especificamente, à Emissão Estas Condições Finais foram preparadas para efeitos do disposto no Artigo 5(4) da Directiva 2003/71/CE (com as alterações, incluindo as introduzidas pela Directiva 2010/73/UE, a Directiva dos Propectos e devem ser lidas em conjunto com o Prospecto de Base datado de 18 de Dezembro de 2014 (incluindo os documentos incorporados por referência no Prospecto de Base), (o "Prospecto de Base"), que constitui um prospecto base para efeitos da Directiva dos Propectos. Os termos aqui indicados aos quais não for atribuído um significado terão o significado que lhes é atribuído nas Condições Gerais previstas no Prospecto de Base. Informação completa sobre o Emitente e os Valores Mobiliários só se encontra disponível na base da combinação destas Condições Finais com o Prospecto de Base. Um sumário da emissão individual de Valores Mobiliários (que constitui o Sumário no Prospecto de Base, como alterado, para reflectir o disposto nas Condições Finais) consta em anexo a estas Condições. O Prospecto de Base, qualquer suplemento ao Prospecto de Base e as Condições Finais, juntamente com quaisquer traduções das mesmas, ou do Sumário tal como alteradas para reflectir o previsto nas Condições Finais estarão disponíveis no sítio do Emitente (www.x-markets.db.com) e/ou (www.investmentproducts.db.com) e no sítio da Luxemburgo Stock Exchange (www.bourse.lu), bem como, (i) no caso de admissão à negociação dos Valores Mobiliários na Borsa Italiana, no respectivo sítio (www.borsaitaliana.it), (ii) no caso de admissão à negociação dos Valores Mobiliários no mercado regulamentado da Euronext Lisbon ou de oferta dos Valores Mobiliários em Portugal, no sítio da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (www.cmvm.pt) e (iii) admissão à negociação dos Valores Mobiliários em qualquer uma das Bolsas de Espanha ou AIAF, no sítio do regulador do mercado de valores mobiliários espanhol, a Comisión Nacional del Mercado de Valores (www.cnmv.es). Adicionalmente, o Prospecto de Base estará disponível gratuitamente e em versão impressa na sede do Emitente Deutsche Bank AG, CIB, GME X-markets, Grosse Gallusstrasse 10-14, Frankfurt am Main, na sua sucursal em Londres em Winchester House, 1 Great Winchester Street, London EC2N 2DB, na sua sucursal em Milão, na Via Filippo Turati 27, Milano, Italy, na sua sucursal em Portugal, na Rua Castilho, 20, Lisbon, Portugal e na sua sucursal em Espanha, no Paseo De La Castellana, 18, Madrid, Spain

2 Termos e Condições As seguintes "Condições do Produto" dos Valores Mobiliários deverão, relativamente à série de Valores Mobiliários em causa, completar e concretizar as Condições Gerais para efeitos desta série de Valores Mobiliários. Estas Condições do Produto e as Condições Gerais constituem, em conjunto, os "Termos e Condições Gerais" dos Valores Mobiliários em causa. Definições Gerais Aplicáveis aos Valores Mobiliários Tipo de Valor Mobiliário Note ISIN WKN Emitente Número de Valores Mobiliários Preço de Emissão XS DB1ZB3 Deutsche Bank AG, Agregado nominal global no montante de USD 100,000, por cento do Montante Nominal (USD por Note) Data de Emissão 30 de setembro de 2015 Montante Nominal Agente de Cálculo USD por Valor Mobiliário O Deutsche Bank AG, Sucursal de Londres Ativo Subjacente Tipo: Taxa de Juro Nome: Taxa CMS de Referência Liquidação Liquidação em numerário Data de Liquidação Pagamento do Cupão 30 de setembro de 2025, ou caso tal dia não seja um Dia Útil, a Data de Liquidação é adiada para o Dia Útil seguinte Pagamento do Cupão aplicável. Pagamento de Cupão Aplicável Cupão (a) Relativamente à Data de Pagamento do Cupão para cada Perídodo do Cupão com início em ou após 30 de setembro de 2015 mas com término anterior a 30 de setembro de 2018, 4.95 por cento por ano; e Montante do Cupão (b) Relativamente à Data de Pagamento do Cupão para cada Período do Cupão com início em ou após 30 de setembro de 2018, a Taxa de Juro Steepener para cada Período do Cupão. Por referência a cada Data de Pagamento do Cupão, o Montante - 2 -

3 do Cupão a pagar por cada Valor Mobiliário (do Valor Nominal) será calculado através da multiplicação do Cupão pelo respetivo Período do Cupão pelo Montante Nominal e, além disso, multiplicando o produto pela Fracção de Contagem de Juros aplicável ao Período de Cupão que termina na Data de Pagamento do Cupão relevante, exclusive. Leverage 300 por cento Taxa de Juro Steepener Swap Rate Spread Taxa CMS de Referência Em relação a cada Período de Cupão com início em 30 de setembro de 2018, uma percentagem determinada pelo Agente de Cálculo para cada Período de Cupão equivalente ao produto de (a) Leverage e (b) o Swap Rate Spread para cada período de Cupão, desde que tal montante não seja superior ao Cupão Máximo e não seja inferior ao Cupão Mínimo. Em relação a cada Período de Cupão com início ou após 30 de setembro de 2018, uma percentagemdeterminada pelo Agente de Cálculo como a diferença entre (a) a Taxa CMS de Referência com um Período Especificado equivalente a 10 anos relativamente à Data de Determinação do Cupão, o annual swap rate para USD swap transactions com um termo equivalente ao Período Especificado com início na Data de Determinação do Cupão para cada Período de Cupão, menos (b) a CMS Rate de Referência com um Período Especificado equivalente a 2 anos, relativamente a uma Data de Determinação de Cupão para cada Período de Cupão. Relativamente a um Período Especificado e a uma Data de Determinação do Cupão, o annual swap rate para transações USD swap com um termo equivalente ao Período Especificado com início na referida Data de Determinação do Cupão, expresso em percentagem, que aparece no Reuters Screen ISDAFIX1 (ou qualquer Successor Source) com o cabeçalho USD 11:00 AM e sobre a legenda <USDSFIX=>, em cada Data de Determinação de Cupão. Se tal juro não aparecer em tal página (ou qualquer Successor Source, como já mencionado) em tal altura de tal dia, sem prejuízo do abaixo disposto, a CMS Rate de Referência deverá ser uma percentagem determinada com base nas midmarket cotações anuais das taxas swap providenciadas pelos Bancos de Referência aproximadamente às 11 horas da manhã, em horário de Londres, na respetiva Data de Determinação de Cupão para os Bancos principais no mercado interbancário de Londres. Para o efeito, o taxa de swap anual mid-market traduzse na média aritmética das taxas propostas e oferecidas para a annual fixed leg, assumindo uma base de contagem de cerca de 30/360 dias, de um taxa de juro para transações swap fixa contra flutuante em USD com um prazo equivalente ao Período Especificado com início na Data de Determinação do Cupão e num Montante Representativo com um dealer reconhecido de bom crédito bom no mercado de swaps, onde a floating leg, calculada numa base de contagem diária Actual/360 é equivalente a tal Floating Rate Option determinado pelo Agente de Cálculo, por referência às ISDA Definitions com o Período Especificado. O Agente de Cálculo irá requerer a sede de cada um dos Bancos de Referência em ordem a providenciar a cotação do seu juro. Se pelo menos três cotações forem providenciadas, o juro de cada Data de Determinação do Cupão deve corresponder à media aritmética das cotações, eliminando a cotação máxima (ou, em - 3 -

4 caso de igualdade, o maior). Se não houver juros cotados, o CMS Rate de Referência para cada Data de Determinação do Cupão será o juro determinado pelo Agente de Cálculo por referência a tal/tais fonte(s) e em tal momento, conforme se afigure mais apropriado. Onde "ISDA Definitions" se traduz nas 2006 ISDA Definitions corrigidas e atualizadas tal como na Data de Emissão da primeira Tranche dos Valores Mobiliários, tal como publicado pela International Swaps and Derivatives Association, Inc. Cupão Máximo 7.0 por cento por ano Cupão Mínimo 2.0 por cento pro ano Fracção de Contagem de Juros Período de Cupão Período de Cupão Ajustado 30/360 As specified in 4(3)(g) Não aplicável Período de Cupão não Ajustado Aplicável Data de Determinação do Cupão U.S. Government securities Business Day O segundo U.S. Government Securities Business Day antes da Data de Pagamento do Cupão para o respetivo Período de Cupão. Qualquer dia, exceto para um Sábado, Domingo, ou um dia em que a Securities Industry and Financial MArkets Association recomenda que os departamentos de rendimento fixo dos seus membros sejam fechados durante o dia inteiro para os efeitos de comercializar U.S. government securities. Data de Pagamento do Cupão 30 de setembro de 2016, 30 de setembro de 2017, 30 de setembro de 2018, 30 de setembro de 2019, 30 de setembro de 2020, 30 de setembro de 2021, 30 de setembro de 2022, 30 de setembro de 2023, 30 de setembro de 2024 ou se o referido dia não for Dia Útil, a referida Data de Pagamento do Cupão é adiada para o dia seguinte, que é um Dia Útil e a Data de Liquidação. Convenção de Dia Útil Seguinte Convenção de Dia Útil Data do Fim do Período do Cupão Convenção de dia útil seguinte 30 de setembro em cada ano, com início a 30 de setembro de 2016 e fim a 30 de setembro de

5 Definições Gerais Aplicáveis a Certificados Não Aplicável Definições Gerais Aplicáveis a Warrants Não Aplicável Definições Gerais Aplicáveis a Notes Montante em Numerário O Montante Nominal Definições Específicas Aplicáveis a Notes Não Aplicável - 5 -

6 Definições Adicionais Aplicáveis aos Valores Mobiliários Moeda de Liquidação Dia Útil USD Um dia em que a o Sistema de Transferências Automáticas Transeuropeias de Liquidação por Bruto em Tempo real (TARGET2) (ou qualquer sucessor de aqui para a frente) esteja aberto, e em que os bancos comerciais e mercados de câmbio estrangeiros liquidem pagamentos na(s) Localização(ões) dos Dias Úteis especificados nas Condições do Produto Locais de Dia Útil Locais de Dia de Pagamento Reembloso pelo Valor Nominal Forma dos Valores Mobiliários Agente de Liquidação Londres e Nova Iorque Londrese Nova Iorque Reembolso pelo Valor Nominal aplicável Valor Mobiliário Global ao Portador Euroclear Bank SA/NV 1 boulevard Albert II, 1210, Bruxelas, Bélgica; Clearstream Banking Luxembourg S.A., 42 avenue John F. Kennedy, L Luxemburgo Lei Aplicável Lei inglesa - 6 -

7 Informação Adicional sobre a Oferta dos Valores Mobiliários COTAÇÃO E ADMISSÃO À NEGOCIAÇÃO Cotação e admissão à Negociação: Montante Mínimo da Operação: Foi solicitada a cotação dos Valores Mobiliários, que será feita na Lista Oficial da Bolsa de Valores do Luxemburgo e a sua negociação no Mercado Regulamentado da Bolsa de Valores de Luxemburgo, o qual é um mercado regulamentado para efeitos da Directiva 2004/39/EC, com efeitos, no mais cedo possível, a partir Data de Emissão. Não são dadas garantias de que tal autorização para a cotação e admissão à negociação seja concedida (ou, se concedida, seja concedida na Data de Emissão). Um Valor MobiliárioEUR Estimativa de despesas totais relacionadas com a admissão à negociação OFERTA DE VALORES MOBILIÁRIOS Montante mínimo de subscrição por investidor USD Montante máximo de subscrição por investidor O Período de Subscrição: Não aplicável Os pedidos de subscrição de Valores Mobiliários podem ser feitos desde 12 de Agosto de 2015 até, e incluindo, 23 de setembro de O Emitente reserva-se o direito de, por qualquer razão reduzir o número de Valores Mobiliários oferecido. Cancelamento da emissão de Valores Mobiliários: Encerramento antecipado do Período de Subscrição de Valores Mobiliários: Condições a que a oferta está sujeita: Descrição do processo de subscrição: Descrição da possibilidade de reduzir as subscrições e forma de reembolso do montante pago em excesso pelos subscritores: Detalhes do método e prazo de pagamento e entrega de Valores Mobiliários: O Emitente reserva-se ao direito de, por qualquer razão, cancelar a emissão de Valores Mobiliários. O Emitente reserva-se ao direito de, por qualquer razão encerrar antecipadamente o Período de Subscrição. A oferta de Valores Mobiliários está condicionada à sua emissão. O processo de aquisição de Valores Mobiliários será efectuado através da sucursal do Deutsche Bank AG Sucursal em Portugal, Rua Castilho, 20, Lisboa, Portugal ("DB Sucursal em Portugal") Não aplicável Os Investidores serão informados pelo Distribuidor relevante das suas alocações de Valores Mobiliários e liquidação dos mesmos. Os Valores Mobiliários serão emitidos na Data de Emissão contra pagamento ao Emitente por parte do Distribuidor relevante do preço líquido de subscrição

8 Forma e data da publicação dos resultados da oferta: Procedimento para exercício de qualquer direito de preferência, negociação ou subscrição de direitos e tratamento de direitos de subscrição não exercidos: Categorias de potenciais investidores de Valores Mobiliários oferecidos e reservas de tranche(s) em certos países: Processo de notificação de investidores do montante atribuído e indicação da possibilidade de negociação pré-notificação: Montante de quaisquer despesas e impostos especificamente cobrados ao subscritor ou comprador: Nomes(s) e morada(s), na medida em que sejam conhecidas do Emitente, dos distribuidores nos diversos países onde a oferta tem lugar: Consentimento para uso do Prospecto: Os resultados da oferta serão enviados para a Commission de Surveillance du Secteur Financier do Luxemburgo e para a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários em Portugal (a "CMVM") e serão publicados no site da Bolsa de Valores do Luxemburgo (www.bourse.lu) e no da CMVM (www.cmvm.pt). Não Aplicável As ofertas podem ser feitas na República Portuguesa (a "Jurisdição da Oferta Pública") a qualquer pessoa que cumpra todos os requisitos para o investimento, tal como descrito no Prospecto Base ou, por outra forma, determinado pelo Emitente e/ou pelos intermediários financeiros relevantes. Noutros países da AEE as ofertas são apenas efectuadas através da isenção prevista na Directiva dos Prospectos, tal como implementado nessas jurisdições. Não aplicável Não aplicável Deutsche Bank AG Sucursal em Portugal, Rua Castilho, 20, Lisboa, Portugal (o "Distribuidor" e juntamente com quaisquer outras entidades nomeadas como distribuidor dos Valores Mobiliários durante o Período de Subscrição, os "Distribuidores") O Emitente consente no uso do Prospecto pelos seguintes intermediários financeiros (consentimento individual): Deutsche Bank AG Sucursal em Portugal, Rua Castilho, 20, Lisboa, Portugal. O consentimento individual para a revenda e colocação final dos Valores Mobiliários pelos intermediários financeiros é prestado com relação à Jurisdição da Oferta Pública. A revenda subsequente ou a colocação final de Valores Mobiliários por intermediários financeiros pode ser feita contanto que o Prospecto seja válido de acordo com o disposto no artigo 9 da Directiva dos Prospectos. COMISSÕES Comissões pagas pelo Emitente ao Distribuidor: O DB Sucursal em Portugal irá adquirir os Valores Mobiliários com um desconto de até 5,00 por cento do - 8 -

9 Valor Nominal Total e irá vendê-los a 100 por cento do Valor Nominal Total. Isto representa uma comissão de até 5,00 por cento do Valor Nominal total que será retida pelo Deutsche Bank AG - Sucursal em Portugal.. Comissões cobradas pelo Emitente aos Titulares dos Valores Mobiliários após a emissão: Não aplicável RATING DOS VALORES MOBILIÁRIOS Rating: INTERESSES DAS PESSOAS SINGULARES E COLECTIVAS INVOLVIDAS NA EMISSÃO Os Valores Mobiliários não foram objecto de rating. À excepção do Distribuidor relativamente às comissões devidas, conforme descrito em Comissões supra, tanto quanto é do conhecimento do Emitente, nenhuma pessoa envolvida na emissão de Valores Mobiliários tem interesse material na oferta. RAZÕES PARA A OFERTA, ESTIMATIVA DE RECEITAS LÍQUIDAS E DESPESAS TOTAIS Razões para a oferta PUBLICAÇÃO DE AVISOS Publicação de Avisos A estimativa de receitas de cada um dos Valores Mobiliários será aplicada pelo Emitente tal como nos termos do título Destino das receitas no Prospecto Base. Quaisquer avisos serão publicados de acordo com o previsto nos parágrafos 16(1)(a) e 16(1)(b). Informações sobre Activo Subjacente Informações sobre o Activo Subjacente, sobre o desempenho passado e o desempenho futuro do Activo Subjacente e a sua volatilidade podem ser obtidas nas páginas da Bloomberg ou da Reuters conforme indicado para cada valor mobiliário ou item que componha o "Activo Subjacente". Informação Adicional Publicada pelo Emitente O Emitente não pretende prestar qualquer informação adicional sobre os Activos Subjacentes

10 ANEXO ÀS CONDIÇÕES FINAIS RESUMO CONDIÇÕES ESPECÍFICAS Os resumos são compostos por regras de divulgação conhecidas por Elementos. Estes elementos estão numerados nas secções A E (A.1 E.7). Este resumo inclui todos os Elementos exigidos num resumo para este tipo de Valores Mobiliários e Emitente. Dado que alguns Elementos não terão que ser tratados, poderá haver lacunas na sequência da numeração dos Elementos. Ainda que seja necessário inserir um Elemento no resumo por causa do tipo de Valores Mobiliários e de Emitente, é possível que nenhuma informação relevante venha a ser dada relativamente ao Elemento. Nesse caso, é incluído no resumo uma breve descrição do Elemento com a menção de não se aplica. Elemento Secção A Introdução e avisos A.1 Aviso Aviso de que: O resumo deve ser lido como introdução ao Prospecto informativo; Qualquer decisão de investimento em Valores Mobiliários por parte do investidor deve basear-se na análise do Prospecto informativo como um todo; Sempre que for apresentada em tribunal uma queixa relativamente à informação contida no Prospecto informativo, o investidor queixoso poderá ter que pagar os custos de tradução do Prospecto informativo antes do início do processo em justiça, de acordo com a legislação nacional em vigor no Estado Membro da UE; e A responsabilidade civil aplica-se só aquelas pessoas que participaram no processo de elaboração do resumo, incluindo qualquer tradução do mesmo, mas apenas se o Resumo for inconclusivo, incorrecto ou inconsistente quando lido juntamente com as outras partes do Prospecto informativo ou se não fornece informações pertinentes, após a sua leitura juntamente com as outras partes do Prospecto informativo, que possam ajudar os investidores a tomar uma decisão quando ponderam a possibilidade de investir ou não nos referidos Valores Mobiliários. A.2 Autorização para uso do Prospecto informativo O Emitente autoriza a utilização do Prospecto informativo no âmbito de uma revenda subsequente ou colocação final dos Valores Mobiliários por parte do seguinte intermediário financeiro: Deutsche Bank AG Sucursal em Portugal, Rua Castilho, 20, Lisboa, Portugal É possível a revenda subsequente ou a colocação final dos Valores Mobiliários por parte de intermediários financeiros desde, inclusive, 12 de Agosto de 2015, até, inclusive, 25 de setembro de 2015 (o Período de Subscrição ), desde que o Prospecto Base informativo seja válido de acordo com o artigo 9º da Directiva dos Prospectos. Tal consentimento não está sujeito a nem sob qualquer condição. No caso de um intermediário financeiro apresentar uma oferta, o intermediário financeiro deverá fornecer informação aos investidores sobre as condições gerais da oferta no momento em que a oferta é apresentada. Element o Secção B Emitente B.1 Denominação jurídica comercial Emitente. e do Denominação jurídica e comercial do Emitente é Deutsche Bank Aktiengesellschaft ( Deutsche Bank ou o Banco ). B.2 Morada, l Forma Legal, País de Incorporação, Legislação. País da Incorporação. O Deutsche Bank é uma sociedade cotada em bolsa (Aktiengesellschaft) sujeita à legislação alemã. O Banco tem sede em Frankfurt am Main, Alemanha. A morada da sede é Taunusanlage 12, Frankfurt am Main, Alemanha. Deutsche Bank AG, agindo por meio da sua sucursal em Londres ("Deutsche Bank AG, London Branch") tem domicílio em Winchester House, 1 Great Winchester Street, London EC2N 2DB,

11 B.4b Tendências Conhecidas que afectam o Emitente e a industria em que este opera United Kingdom. Com excepção dos efeitos das condições macroeconómicas e de mercado, riscos de litigância associados ao mercado associados à crise dos mercados financeiros assim como dos efeitos da legislação e regulamentos aplicáveis a todas as instituições financeiras na Alemanha e na Zona Euro, não existem tendências conhecidas, incertezas, exigências, compromissos ou eventos que possam razoávelmente ter um efeito material nas expectativas do Emitente no ano financeiro corrente. B.5 Descrição do grupo e da posição do Emitente no interior do grupo B.9 Previsões de lucros ou estimativas. B.10 Reservas no relatório de auditoria sobre a informação financeira histórica. B.12 Informação financeira histórica principal seleccionada. O Deutsche Bank é a empresa mãe de um grupo de empresas composto por bancos, empresas de mercados de capital, empresas de gestão de fundos, empresas de financiamento imobiliário, empresas de financiamento de prestações, empresas de pesquisa e de consultoria e outras empresas a nível nacional e estrangeiras (o "Grupo Deutsche Bank "). Não aplicável; não é feita estimativa ou previsão de lucro. Não se aplica; Não há quaisquer reservas no relatório de auditoria sobre a informação financeira histórica. A seguinte tabela mostra um panorama da folha de balanço e declaração de rendimentos do Deutsche Bank AG que foi extraída das respectivas declarações financeiras consolidadas e auditadas, preparadas de acordo com o IFRS, de 31 de Dezembro de 2013 e 31 de Dezembro de 2014 assim como das declarações financeiras internas consolidadas e não auditadas, de 31 de março de 2014 e 31 de março de Capital Social 31 de Dezembro de 2013 (IFRS, auditado) 31 de Março de 2014 (IFRS, não auditado) 30 de Dezembro de 2014 (IRFS, auditado) 31 de Março de 2015 (IFRS, não auditado) (em EUR) ,40 2, , , ,36 0 N.º de acções ordinárias ,019,499, Activos Totais (em milhões de Euros) Passivo Total , (em milhões de Euros) Capital Total (em milhões de Euros) Rácio de Capital Core Tier 1/ Rácio de Capital 12,8% 13,2% 15,2% 4 13,8% 4 Common Tier 23 Rácio de Capital Tier ,9% 13,2% 16,1% 5 14,6% 5 Source: Issuer s website under https://www.deutsche-bank.de/ir/en/content/ordinary_share.htm; date: 28 April The CRR/CRD 4 framework replaced the term Core Tier 1 by Common Equity Tier 1. 3 Capital ratios for 2014 and 2015 are based upon transitional rules of the CRR/CRD 4 capital framework; prior periods are based upon Basel 2.5 rules excluding transitional items pursuant to the former section 64h (3) of the German Banking Act. 4 The Common Equity Tier 1 capital ratio as of 31 March 2015 on the basis of CRR/CRD 4 fully loaded was 11.1%. 5 The Tier 1 capital ratio as of 31 March 2015 on the basis of CRR/CRD 4 fully loaded was 12.2%. Não houve nenhuma alteração material adversa no Prospecto Não houve qualquer alteração material adversa nas perspectivas do Deutsche Bank desde 31 de Dezembro de

12 Alterações significativas relativamente situação financeira comercial à ou B.13 Acontecimentos recentes relevantes para a insolvência do Emitente. B.14 Dependência de outras entidades do Grupo. Não aplicável; não ocorreram mudanças significativas na situação financeira ou posição negocial do Grupo Deutsche Bank desde 31 de março de Não se aplica; Não ocorreram eventos recentes específicos relacionados com o Emitente que sejam relevantes em termos materiais para a avaliação da solvibilidade do Emitente. Por favor consultar a seguinte informação em conjunto com o Elemento B.5. Não se aplica; o Emitente não depende de outras entidades. B.15 Principais actividades Emitente. do O objecto do Deutsche Bank, tal como estabelecido nos seus estatutos, inclui transacções de todos os tipos de negócios bancários, a prestação de serviços financeiros e de outros serviços e a promoção de relações económicas internacionais. O Banco pode atingir estes objectivos por si mesmo ou através de subsidiárias e empresas afiliadas. Até aos limites permitidos por lei, o Banco tem poderes para efectuar todos os negócios e adoptar todas as medidas que sejam suspetiveis de promover os objectivos do banco, em particular: adquirir e dispor de imóveis, estabelecer filiais no país e no exterior, adquirir, administrar e dispor de participações noutras empresas, e concluir acordos entre empresas. A partir de 31 de Dezembro de 2014, o Banco foi organizado nas seguintes cinco divisões corporate: Corporate Banking & Securities (CB&S) Global Transaction Banking (GTB) Deutsch Asset & Wealth Management (DeAWM) Clientes particulares & empresas (PBC), e Unidade de Operações não estratégicas (NCOU) As cinco áreas da empresa são apoiadas pelas funções da infra-estrutura. Para além disto, o Deutsch Bank tem uma função de gestão regional que cobre as responsabilidades regionais à escala mundial. O banco tem operações ou acordos com consumidores existentes ou potenciais na maioria dos países do mundo. Estas operações e acordos incluem: Subsidiárias e ramos em muitos países; Escritórios representativos e outros países; e Um ou mais representantes designados para servir os clientes num grande número adicional de países. B.16 Entidades controladoras B.17 Credit ratings para o Emitente e para os Valores Mobiliários Não aplicável. Baseado em notificações de acionistas maioritários nos termos das secções 21 e seguintes do German Securities Trading Act (Wertpapierhandelsgesetz - WpHG), existem apenas dois acionistas detendo mais do que 5 mas menos do que 10 por cento das ações do Emitente. Do conhecimento do Emitente, não consta a existência de outro acionista detendo mais do que 3 por cento das ações. O Emitente, não está assim diretamente ou indiretamente detido ou controlado. O Deutsche Bank é classificado pela by Moody s Investors Service, Inc. ( Moody s ), Standard & Poor s Credit Market Services Europe Limited ( S&P ), Fitch Deutschland GmbH ( Fitch ) e DBRS, Inc. ( DBRS, juntamente com Fitch, S&P e Moody s, as Agências de Rating ). A S&P e a Fitch estão estabelecidas na União Europeia e estão registadas de acordo com o Regulamento (EC) Nº 1060/2009 do Parlamento Europeu e do Concelho de 16 September 2009, alterada, relativa às agências de notação de risco ( CRA Regulation ). Relativamente à Moody s, as notações de risco são validadas nos escritórios da Moody s no Reino Unido (Moody s Investors Service Ltd.) de acordo com o Artigo 4(3) da CRA Regulation. Relativamente à DBRS, as notações de rating são validadas pela DBRS Ratings Ltd. no Reino Unido de acordo com o Artigo 4(3) da CRA Regulation. À data do Prospeto, os seguintes ratings foram atribuídos ao Deutsche Bank:

13 Long term Short term Outlook Moody s S&P A3 P-2 negativo BBB+ A-2 estável Fitch DBRS A A(alto) F1 R-1 (médio) negativo Sob revisão - negativo Elemento Secção C Valores Mobiliários C.1 Tipo e classe de Valores Mobiliários, incluindo quaisquer número de identificação de segurança. C.2 Moeda dos Valores Mobiliários emitidos. C.5 Restrições em relação à transferibilidade livre dos Valores Mobiliários. C.8 Direitos relacionados com os Valores Mobiliários, incluindo classificação e limitações e esses direitos Tipo de Valores Mobiliários Os Valores Mobiliários são Notes. Para uma descrição mais detalhada ver Elemento C.9. e C.10. Número(s) de identificação de segurança dos Valores Mobiliários ISIN: WKN: XS DB1ZB3 Código Comum : Dólar Americano ( USD ) Cada Valor Mobiliário é transferível de acordo com a legislação em vigor e quaisquer regras e procedimentos aplicáveis ao Agente de Compensação através dos quais o Valor Mobiliário seja transferido. Legislação aplicável aos Valores Mobiliários Os Valores Mobiliários serão regulados e constituídos de acordo com a legislação inglesa. A constituição dos Valores Mobiliários será gerida pela legislação da jurisdição do Agente de Compensação. Direitos relacionados com os Valores Mobiliários Os Valores Mobiliários dão aos titulares dos Valores Mobiliários, no momento do reembolso ou pagamento de juros, o direito a receber um pagamento de um Montante em Numerário e/ou entrega de um montante de entrega físico. Estatuto dos Valores Mobiliários Os Valores Mobiliários constituirão obrigações directas, não garantidas e obrigações não subordinadas para o Emitente classificadas pari passu entre as mesmas e pari passu relativamente às outras obrigações não garantidas e não subordinadas do Emitente à excepção de quaisquer obrigações preferidas por lei. Limitações aos direitos inerentes aos Valores Mobiliários Ao abrigo dos termos e condições dos Valores Mobiliários, o Emitente tem o direito a terminar e cancelar os Valores Mobiliários e a alterar os termos e condições dos Valores Mobiliários. C.9 A taxa de juro nominal, a data a partir da qual o juro se torna devido e o termo do prazo para o juro, quando a taxa não esteja fixada, a descrição do ativo subjacente no Cupão: Relativamente à Data de Pagamento do Cupão para cada Período de Cupão com início ou após 30 de setembro de 2015 mas com fim antes de 30 de setembro de 2018, 4.95 por cento anuais. Relativamente à Data de Pagamento do Cupão para cada Período de Cupão com início ou após 30 de

14 qual se baseie, a data de vencimento e as modalidades de amortização do empréstimo, incluindo os procedimentos de reembolso, uma indicação do yield, o nome dos representantes dos detentores de títulos de dívida. Montante do Cupão setembro de 2018, a Taxa de Juro Steepener para cada Período de Cupão Por referência a cada Data de Pagamento do Cupão, o Montante do Cupão a pagar por cada Valor Mobiliário (do valor nominal de USD 2.000) será calculado através da multiplicação do Cupão pelo respetivo Período do Cupão pelo Valor Nominal e, além disso, multiplicando o produto pela fracção de contagem de juros aplicável ao Período de Cupão que termina na Data de Pagamento do Cupão relevante, exclusive. Data de Determinação do Cupão Relativamente a um Período de Cupão, o Segundo dia útil relevante antes da data de Pagamento do Cupão para cada Período de Cupão. Data de Pagamento de Cupão: 30 de setembro de 2016, 30 de setembro de 2017, 30 de setembro de 2018, 30 de setembro de 2019, 30 de setembro de 2020, 30 de setembro de 2021, 30 de setembro de 2022, 30 de setembro de 2023, 30 de setembro de 2024 e a Data de Liquidação. Períodos de Coupão: Dats de Fim de Período de Cupão: O período com início (incluindo) a Data de Emissão e com fim em (excluindo) a primeira Data de Fim de Período de Cupão e cada período subsequente com início em (incluindo) uma Data de Fim de Período de Cupão e com fim na (excluindo) Data de Fim de Período de Cupão seguinte. 30 de setembro em cada calendário, com início em (incluindo) 30 de setembro de 2016 até (incluindo) 30 de setembro de 2025, sem qualquer ajustamento a tais datas. Descrição do cupão de taxa variável: Relativamente a cada Período de Cupão com início emo u após 30 de setembro de 2018, o menor de (a) 7.0 por cento anuais, e (b) o maior de (i) o produto de (A) 3.00, multiplicado por (B) o Swap Rate Spread relativamente à Data de Fim de Período de Cupão para o referido Período de Cupão, e (ii) 2.0 por cento anual. Swap Rate Spread: Taxa CMS de Referência: Data de Liquidação e de Reembolso: 30 de setembro de 2025 Relativamente a qualquer Data de determinação de Cupão, (a) a Taxa CMS de Referência com Período Especificado igual a 10 anos, menos (ii) a Taxa CMS Referência com Período Especificado igual a 2 anos. Relativamente a um Período Especificado e a uma Data de Determinação do Cupão, a Taxa de Juro de Swap Anuall para transações swap em dólares americanos com um prazo igual ao Período Especificado, expressa em percentagem, que aparece no Reuters Screen ISDAFIX1 Page (ou qualquer successor) sob o cabeçalho "USD 11:00 AM" e sobre a legenda "<USDSFIX=>", na Data de Determinação do Cupão relevante Yield: Não aplicável; os Valores Mobiliários não pagam um cupão fixo. Nome do representante dos detentores de títulos de dívida: Não aplicável; não há representante de detentores de títulos de dívida C.11 Pedido para admissão à comercialização, com vista a distribuição em mercado regulamentado ou em outros mercados O pedido será realizado para listar os Valores Mobiliários na Lista Oficial da Luxembourg Stock Exchange e para os comercializar em Mercado Regulamentado da Luxembourg stock Exchange, que é um mercado regulamentado para os efeitos da Directiva 2004/39/EC, produzindo efeitos a partir de, tão cedo quanto possível, a Data de Emissão. Não é possível

15 equivalentes com indicação dos mercados em questão. assegurar que a listagem e admissão à comercialização seja garantida (ou, se garantida, que seja garantida pela Data de Emissão). Elemento D.2 Informação essencial sobre os principais riscos específicos da Emitente. Secção D Riscos Os Investidores estarão expostos ao risco do Emitente se tornar insolvente em consequência de estar sobreendividado ou de ser incapaz de pagar as dívidas, i.e. com incapacidade temporária ou permanente efectuar o pagamento pontual de juros e/ou capital. A notação de risco de crédito do Emitente reflecte a análise desses riscos. Os factores que poderão ter um impacto negativo na rentabilidade do Deutsche Bank são descritos abaixo: Apesar da melhoria gradual da economia dos EUA, a Europa continua a experienciar um crescimento económico tépido, altos níveis de dívida estrutural, desemprego persistente de longo prazo e inflação muito baixa. Estas condições de mercadoe persistentemente desafiadoras contribuirão para a incerteza política em vários países membros da eurozona e continuam a afectar negativamente os resultados das operações e a condição financeira em alguns dos negócios do Deutsche Bank, enquanto um ambiente de juros baixos e a concorrência na indústria de serviços financeiros tem comprimido as margens em muitos dos negócios do Deutsche Bank. Se estas condições persistirem ou se agravarem, o Deutsche Bank poderia determinar que necessita de efectuar mudanças em seu modelo de negócio. As medidas regulatórias e políticas tomadas pelos governos europeus em resposta à crise da dívida soberana Europeiapoderão não ser suficientes para prevenir a disseminação da crise ou a saída de um ou mais países da moeda única. Em particular, o populismo antiausteridade na Grécia e outros países membros da eurozona podem colocar em causa a confiança na viabilidade da continuação da participação desses países no euro. O incumprimento ou saída de um ou mais países do euro poderá ter consequências políticas imprevisíveis bem como consequências sobre o sistema financeiro e na macro economia, causando potencialmente reduções nos níveis de negócio, abates de activos e perdas em todo o negócio do Deutsche Bank. A capacidade do Deutsche Bank de se proteger destes riscos é limitada. O Deutsche Bank pode ser obrigado a reconhecer imparidades nas suas exposições à divida soberana de países Europeus ou outros enquanto a crise da dívida soberana Europeia continuar. Os credit default swaps que o Deutsche Bank celebrou para gerir o risco de crédito soberano poderão não estar disponíveis para compensar estas perdas. O Deutsche Bank tem uma necessidade contínua de liquidez destinada ao financiamento das suas actividades de negócio. O Deutsche Bank poderá atravessar dificuldades em períodos de limitação generalizada de liquidez e poderá ter indisponibilidade de liquidez, mesmo que o seu negócio subjacente se mantenha sólido. As reformas regulatórias aprovadas e propostas em resposta às fraquezas do sector financeiro, em conjunto com o aumento da fiscalização regulatória em termos gerais, têm criado significante incerteza para o Deutsche Bank e poderá afectar adversamente o seu negócio e a sua capacidade de executar os seus planos estratégicos. As reformas regulatórias e legislativas irão requerer que o Deutsche Bank mantenha um nível acrescido de capital e poderão afectar significativamente o modelo de actividade do Deutsche Bank e o ambiente competitivo. Quaisquer percepções no mercado de que o Deutsche Bank possa não ter capacidade para cumprir os seus requisitos de capital com uma segurança adequada ou que o Deutsche Bank deveria cumprir requisitos de fundos próprios adicionais, poderiam intensificar o efeito de tais factores na actividade e resultados do Deutsche Bank. O ambiente regulatório cada vez mais exigente a que o Deutsche

16 Bank está sujeito, conjugado com alterações substanciais relacionadas com matérias litigiosas e de recuperação de dívidas poderão tornar difícil para o Deutsche bank manter os seus rácios de capital a níveis acima dos requeridos pelos reguladores ou expectáveis pelo mercado. As regras nos Estados Unidos, a legislação na Alemanha e as propostas na União Europeia relativamente à proibição de transacções por conta própria ou à sua separação do negócio de aceitação de depósitos poderão afectar materialmente o modelo de negócio do Deutsche Bank. A legislação europeia e Alemã relativamente à recuperação e resolução de instituições de crédito e sociedades financeiras bem como as propostas publicadas pelo Financial Stability Board para um novo requisito de capital mínimo para a capacidade de absorção em caso de perda total (TLAC) pode resultar em custos de refinanciamento superiores e, se medidas de resolução fossem impostas ao Deutsche Bank, poderão afectar significativamente as suas operações de negócio e conduzir a perdas para os seus credores. Outras reformas regulatórias adoptadas ou propostas no início da crise financeira por exemplo, novas regulações extensas de actividades derivadas do Deutsche Bank, taxas bancárias ou um possível imposto de transacção poderão aumentar materialmente e ter um impacto negativo no modelo de negócio do Deutsche Bank. As condições de mercado adversas, preços historicamente baixos, volatilidade e um sentimento de precaução dos investidores têm afectado e poderão, no futuro, afectar materialmente o volume de negócios e os resultados do Deutsche Bank, em particular na sua actividade de banca de investimento, intermediação e outras actividades baseadas em comissões e taxas. Consequentemente, o Deutsche Bank incorreu, no passado, e poderá voltar a incorrer no futuro, em perdas significativas nas suas actividades negociais e de investimento. Desde que o Deutsche Bank anunciou a sua Estratégia em 2012, as condições macroeconómicas e de mercado, assim como o ambiente regulatório, têm sido muito mais desafiadores do que originalmente tinha sido antecipado e, como resultado, o Deutsche Bank atualizou as suas ambições de modo a refletir estas condições desafiadoras e desenvolveu a próxima fase da sua estratégia da forma da sua Estratégia 2020, que foi anunciada em abril de Caso o Deutsche Bank não tenha capacidade de implementar a sua nova estratégia com sucesso, poderá não ter capacidade para alcançar os seus objetivos financeiros ou incorrer em perdas ou baixa rentabilidade ou perdas no seu capital de base e o seu preço por ação poderá ser afetado material e adversamente. O Deutsche Bank opera num mercado cada vez mais e crescentemente regulamentado e num ambiente litigioso, expondo-se potencialmente a responsabilidade e a outros custos, cujos montantes poderão ser substanciais e difíceis de estimar, assim como as sanções legais e regulatórias e o prejuízo reputacional. Presentemente, o Deutsche Bank está sujeito a investigações de âmbito regulatório e criminal relacionadas com o setor bancário referentes às taxas interbancárias oferecidas, assim como a ações civis. Não obstante o Deutsche Bank ter conseguido acordos com o U.S. Department of Justice (DOJ), o U.S. Commodity Futures Trading Commission (CFTC), o U.K. Financial Conduct Authority (FCA), e o New York State Department of Financial Services (NYSDFS) para concluir investigações sobre má conduta em relação com a fixação da London Interbank Offered Rate (LIBOR), da Euro Interbank Offered Rate (EURIBOR) e da Tokyo Interbank Offered Rate (TIBOR), prosseguem várias investigações regulatórias do Deutsche Bank em relação com a fixação de várias taxas interbancárias de oferta e o Deutsche Bank mantém-se exposto a mais desenvolvimentos de âmbito regulatório e a litígios civis. Devido a uma série de incertezas, incluindo aquelas que estejam relacionadas com matérias de maior notoriedade, as consequências eventuais de tais matérias são imprevisíveis e poderão afetar adversa e materialmente os resultados das operações, a condição financeira e a reputação do Deutsche

17 Bank. Várias autoridades globais regulatórias e de aplicação da lei estão, actualmente, a investigar o Deutsche Bank em relação à possível actuação irregular relativa à manipulação das taxas de câmbio. O grau de exposição financeira do Deutsche Bank a tais matérias poderá ser material, e a reputação do Deutsche Bank poderá sofrer, como resultado, danos materiais. Várias autoridades regulatórias estão, actualmente, a investigar ou a procurar informação do Deutsche Bank em relação a transacções relacionadas com o Monte dei Paschi di Siena. O grau de exposição financeira do Deutsche Bank a tais matérias poderá ser material, e a reputação do Deutsche Bank poderá ser afectada. As agências reguladoras e de aplicação da lei dos Estados Unidos estão a investigar se o processamento histórico do Deutsche Bank de certas ordens de pagamento em dólares para partidos de países sujeitos a embargo dos EUA cumpriram a legislação federal e estadual dos EUA. Os eventuais resultados dessas questões são imprevisíveis, e podem afectar materialmente e adversamente os resultados operacionais, condição financeira e reputação do Deutsche Bank. O Deutsche Bank tem sido sujeito a litígios contratuais e investigações governamentais relacionados com o seu negócio de empréstimos hipotecários nos Estados Unidos que poderão afectar substancial e negativamente os seus resultados de operações, condição financeira e reputação. Os negócios de crédito não-tradicionais do Deutsche Bank adicionam-se materialmente aos seus riscos de crédito bancário tradicional. O Deutsche Bank incorreu em perdas e poderá incorrer em perdas adicionais, como resultado de alterações no justo valor dos seus instrumentos financeiros. As políticas de gestão de risco do Deutsche Bank, procedimentos e métodos deixam o Deutsche Bank exposto a riscos não identificados e não antecipados, os quais poderão conduzir a perdas materiais. Os riscos operacionais poderão interromper as actividades do Deutsche Bank. Os sistemas operacionais do Deutsche Bank estão sujeito a um risco crescente de ataques cibernéticos e outros crimes na internet, os quais poderão resultar em perdas materiais de informações de consumidores ou clientes, danificar a reputação do Deutsche Bank e conduzir a penalidades regulatórias e perdas financeiras. As dimensões das operações de compensação do Deutsche Bank expõem-no a um risco mais elevado de perdas materiais, caso estas operações não funcionem devidamente. O Deutsche Bank pode ter dificuldade em identificar e celebrar aquisições, e tanto efectuar aquisições bem como evitá-las poderia prejudicar substancialmente os resultados das operações do Banco e o preço das suas acções. Os efeitos da aquisição da Deutsche Postbank AG podem não corresponder em termos materiais às expectativas do Deutsche Bank. O Deutsche Bank pode ter dificuldades em vender activos conexos a preços favoráveis ou de todo e pode registar perdas materiais desses bens e outros investimentos, independentemente dos desenvolvimentos de mercado. A concorrência aguerrida no mercado doméstico do Deutsche Bank, na Alemanha, assim como nos mercados internacionais, pode ter um impacto adverso em termos materiais sobre as suas receitas e rendibilidade. As transacções com parceiros em países designados pelo Departamento de Estado dos EUA como patrocinadores do terrorismo ou entidades visadas pelas sanções económicas dos EUA pode levar

18 os potenciais clientes e investidores a evitarem fazer negócio com o Deutsche Bank ou a investirem nos seus Valores Mobiliários, prejudicar a sua reputação ou resultar em acções regulatórias que poderiam afectar o seu negócio material e adversamente. D.3 Informação-chave quanto aos riscos específicos e individualizados para os valores mobiliários. Os Valores Mobiliários estão associados ao Activo Subjacente Os montantes pagáveis ou activos entregues periodicamente ou aquando do exercício ou reembolso dos Valores Mobiliários, consoante os casos, estão associados aos Activos Subjacentes, o qual poderá contemplar um ou mais Activos de Referência. A compra ou o investimento em Valores Mobiliários associados ao Activo Subjacente envolve riscos substanciais. Os Valores Mobiliários não são Valores Mobiliários convencionais e acarretam vários riscos de investimento próprios que os potenciais investidores devem compreender bem antes de investirem nesses Valores Mobiliários. Cada potencial investidor nos Valores Mobiliários deve estar familiarizado com Valores Mobiliários que possuam características semelhantes a estes Valores Mobiliários e deve estudar integralmente toda a documentação relevante e compreender os Termos e Condições dos Valores Mobiliários e a natureza e amplitude da sua exposição ao risco de perda. Os investidores potenciais devem assegurar que compreendem a fórmula relevante de acordo com a qual são calculados os valores a pagar e/ou os activos a entregar, e, se necessário obter aconselhamento junto dos seus próprios consultores. Riscos associados ao Activo Subjacente Devido à influência do Activo Subjacente nos direitos inerentes ao Valor Mobiliário, os investidores estão expostos a riscos durante o período de vigência e também na Data de Maturidade, os quais normalmente estão associados a um investimento em taxas de juro. Risco de Câmbio Os investidores enfrentam também os riscos de taxa de câmbio se a Moeda de Liquidação não for a moeda da jurisdição da residência do investidor. Reembolso Antecipado Os Termos e Condições dos Valores Mobiliários incluem uma disposição segundo a qual, seja por opção do Emitente ou não, sempre que certas condições estiverem satisfeitas, a Emitente tem direito a resgatar ou cancelar antecipadamente esses Valores Mobiliários. Consequentemente, os Valores Mobiliários poderão ter um valor de mercado inferior ao de Valores Mobiliários semelhantes, mas que não prevêem esse direito do Emitente ao resgate ou ao cancelamento. Durante qualquer período em que os Valores Mobiliários possam ser resgatados ou cancelados por esta via, como regra geral, o valor de mercado dos Valores Mobiliários não aumentará substancialmente acima do preço a que poderão ser resgatados ou cancelados. O mesmo se aplica quando os Termos e Condições dos Valores Mobiliários incluírem uma disposição referente ao resgate ou cancelamento automático dos Valores Mobiliários (por exemplo, "knock-out" ou disposição "auto call"). D.6 Alerta de risco no sentido de os investidores poderem perder o valor do seu investimento total ou parcialmente. Não aplicável, os investidores irão receber o valor nominal na Data de maturidade. Elemento Secção E Oferta 3 E.2b Razões da oferta, destino das receitas, receitas líquidas estimadas Não se aplica, a realização de lucros e/ou a cobertura ( hedging ) de certos riscos são as razões da oferta. E.3 Termos e condições da oferta. Condições a que a oferta está sujeita: Número de Valores Mobiliários: Período de Subscrição: A Oferta de Valores Mobiliários está sujeita à sua Emissão Valor nominal agregado de até USD Os pedidos de subscrição dos 3 O uso do símbolo * na seguinte Secção E Oferta indica que a informação relevante para cada série de Valores Mobiliários pode, no que respeita aos Valores Mobiliários multiséries e sempre que adequado, ser apresentada numa tabela

19 Valores Mobiliários poderão ser através do Distribuidor em 12 de Agosto de 2015 até à Data Final de Mercado Primário que é 23 de setembro de 2015, (data sujeita a ajuste) durante as horas em que os Bancos estão geralmente abertos para negócios em Portugal. O Emitente reserva-se ao direito de, por qualquer razão, açterar o número de Valores Mobiliários oferecidos. Cancelamento da Emissão de Valores Mobiliários: Encerramento antecipado do Período de Subscrição dos Valores Mobiliários: Valor mínimo de subscrição para o investidor: Valor Máximo de subscrição para o investidor: Descrição do processo de pedido: Descrição da possibilidade de reduzir as subscrições e forma de reembolso do montante em excesso pago pelos requerentes: O Emitente reserva-se o direito de, por qualquer razão, cancelar a emissão de Valores Mobiliários. O Emitente reserva-se o direito de, por qualquer razão, encerrar o Período de Subscrição antecipadamente. USD Não Aplicável; não há um máximo de subscrição para o investidor. Pedidos de compra dos Valores Mobiliários serão feitos através dos escritórios do Deutsche Bank AG Sucursal em Portugal, Rua Castilho, 20, Lisboa, Portugal. Não Aplicável. Detalhes relativos ao método e período de vigência de pagamento e entrega dos Valores Mobiliários: Os investidores serão notificados pelo relevante Distribuidor das suas atribuições de Valores Mobiliários e das respectivas formas de pagamento. Os Valores Mobiliários serão emitidos na Data de Emissão contra o pagamento à Emitente por parte do relevante Distribuidor do preço líquido de subscrição. Forma e data em que os resultados da oferta são tornados públicos: Procedimento para o exercício de qualquer direito de preferência, negociação dos direitos de subscrição e tratamento dos direitos de subscrição não exercidos: Categorias de potenciais investidores a quem os Valores Mobiliários são oferecidos e se foram reservadas tranches para Os resultados da oferta serão submetidos junto da Comission de Surveillance du Secteur Financier no Luxembourg e na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários em Portugal (a CMVM ) e serão divulgados no site da Luxembourg Stock Exchange (www.bourse.lu). Não se aplica. As ofertas poderão ser feitas em Portugal a qualquer pessoa que cumpra todos os outros requisitos de investimento conforme

20 alguns países: Processo de notificação dos requerentes do valor concedido e indicação se a negociação poderá ter início antes da notificação: estabelecido no Prospecto de Base ou, caso contrário, determinado pelo Emitente e/ou os intermediários financeiros relevantes. Noutros países da AEE, as ofertas só serão feitas na sequência de uma isenção ao abrigo da Directiva dos Prospectos, conforme implementada nessas jurisdições. Não se aplica Preço de Emissão: 100 por cento do Montante Nominal (USD por Note) Valor de quaisquer despesas e impostos especificamente a cargo do subscritor ou comprador: Nome(s) e morada(s), na medida em que sejam conhecidos do Emitente, dos agentes de colocação nos vários países onde a oferta tem lugar: Não se aplica, nenhuma despesa ou imposto será especificamente cobrado ao subscritor ou comprador. Deutsche Bank, AG Sucursal em Portugal, Rua Castilho, 20, Lisboa, Portugal Nome e morada do Agente de Pagamento: Nome e morada do Agente de Cálculo: O Deutsche Bank AG, Sucursal de Londres, Winchester House, 1 Great Winchester Street, London EC2N 2DB, Reino Unido Deutsche Bank AG,Sucursal em Londres, Winchester House, 1 Great Winchester Street, London EC2N 2DB, Reino Unido E.4 Interesse material na emissão/oferta incluindo conflito de interesses. E.7 Despesas estimadas a cobrar ao investidor pelo Emitente ou pelo oferente. Exceptuando os Distribuidor relativamente às comissões, tanto quanto é do conhecimento do Emitente, ninguém envolvido na emissão dos Valores Mobiliários tem qualquer interesse material na oferta. O DB Portugal irá adquirir os Valores Mobiliários com um desconto de até 5 por cento do Montante Nominal Agregado e irá revender os Valores Mobiliários a 100 cento do Montante Nominal Agregado. Tal representa uma comissão de até 5,00 por cento do Montante Nominal Agregado que será retida pela Sucursal do DB em Portugal

Secção A Introdução e avisos

Secção A Introdução e avisos SUMÁRIO Os sumários são compostos por regras de divulgação conhecidas por Elementos. Estes elementos estão numerados nas secções A E (A.1 E.7). Este sumário inclui todos os Elementos exigidos num sumário

Leia mais

[tradução livre dos Termos Finais em língua inglesa. Em caso de discrepância, a versão inglesa prevalecerá]

[tradução livre dos Termos Finais em língua inglesa. Em caso de discrepância, a versão inglesa prevalecerá] [tradução livre dos Termos Finais em língua inglesa. Em caso de discrepância, a versão inglesa prevalecerá] Termos Finais datados de 22 de Dezembro de 2011 Banif Banco Internacional do Funchal, S.A. Emissão

Leia mais

Secção A Introdução e avisos

Secção A Introdução e avisos SUMÁRIO Os sumários são compostos por regras de divulgação conhecidas por Elementos. Estes elementos estão numerados nas secções A E (A.1 E.7). Este sumário inclui todos os Elementos exigidos num sumário

Leia mais

1. SUMÁRIO. Secção A Introdução e avisos. A.1 Aviso Aviso de que: O sumário deve ser lido como introdução ao Prospecto informativo;

1. SUMÁRIO. Secção A Introdução e avisos. A.1 Aviso Aviso de que: O sumário deve ser lido como introdução ao Prospecto informativo; 1. SUMÁRIO [Se este sumário se referir a uma ou mais séries de Títulos, e que os termos sejam diferentes em relação a uma ou mais séries, insira no item respectivo, onde está escrito a inserir em relação

Leia mais

1. SUMÁRIO. Secção A Introdução e avisos. A.1 Aviso Aviso de que: O sumário deve ser lido como introdução ao Prospecto informativo;

1. SUMÁRIO. Secção A Introdução e avisos. A.1 Aviso Aviso de que: O sumário deve ser lido como introdução ao Prospecto informativo; 1. SUMÁRIO [Se este sumário se referir a uma ou mais séries de Títulos, e que os termos sejam diferentes em relação a uma ou mais séries, insira no item respectivo, onde está escrito a inserir em relação

Leia mais

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS [tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] 26 de Março de 2009 TERMOS FINAIS Banco Comercial Português S.A. (o Banco ) Agindo através

Leia mais

Condições Finais datadas de 11 de maio de 2016 por referência ao Prospeto Base datado de 29 de setembro de 2015

Condições Finais datadas de 11 de maio de 2016 por referência ao Prospeto Base datado de 29 de setembro de 2015 Condições Finais datadas de 11 de maio de 2016 por referência ao Prospeto Base datado de 29 de setembro de 2015 DEUTSCHE BANK AG LONDON BRANCH (o "Emitente") Emissão de até USD 150.000.000 um Cabaz de

Leia mais

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS [tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] 14 de Maio de 2009 TERMOS FINAIS Banco Comercial Português S.A. (o Banco) Agindo através da

Leia mais

CONDIÇÕES FINAIS. Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) através do seu escritório em Lisboa

CONDIÇÕES FINAIS. Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) através do seu escritório em Lisboa CONDIÇÕES FINAIS Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) através do seu escritório em Lisboa Emissão até EUR 100.000.000 de Obrigações a Taxa Fixa BPI RENDIMENTO

Leia mais

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS [tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS BCP Finance Bank, Ltd. (BCP Finance) Emissão de até EUR 10,000,000 Millennium

Leia mais

Condições Finais. DEUTSCHE BANK AG LONDON BRANCH (o "Emitente")

Condições Finais. DEUTSCHE BANK AG LONDON BRANCH (o Emitente) Condições Finais Condições Finais datadas de 4 de janeiro de 2016 DEUTSCHE BANK AG LONDON BRANCH (o "Emitente") Emissão de até EUR 150.000.000 um Cabaz de Valores Mobiliários de Redução de Zero Capital

Leia mais

Emitente: Descrição do Emitente: Oferta: Vencimento:

Emitente: Descrição do Emitente: Oferta: Vencimento: RESUMO DA OFERTA Este resumo tem de ser visto como uma introdução a este Prospecto. Qualquer decisão de investimento em quaisquer Acções Preferenciais deve basear-se numa avaliação deste Prospecto como

Leia mais

(através da sua sede principal)

(através da sua sede principal) CONDIÇÕES FINAIS APLICÁVEIS 10 de Setembro de 2010 BANCO ESPÍRITO SANTO DE INVESTIMENTO, S.A. (através da sua sede principal) 50,000,000 Valores Mobiliários Perpétuos Subordinados com Juros Condicionados

Leia mais

Condições Finais. Condições Finais datadas de 5 de Fevereiro de 2015 por referência ao Prospecto Base datado de 18 de Setembro de 2014

Condições Finais. Condições Finais datadas de 5 de Fevereiro de 2015 por referência ao Prospecto Base datado de 18 de Setembro de 2014 Condições Finais Condições Finais datadas de 5 de Fevereiro de 2015 por referência ao Prospecto Base datado de 18 de Setembro de 2014 DEUTSCHE BANK AG (o "Emitente") Emissão de até EUR 150.000.000 um Cabaz

Leia mais

Condições Finais. DEUTSCHE BANK AG LONDON BRANCH (o "Emitente")

Condições Finais. DEUTSCHE BANK AG LONDON BRANCH (o Emitente) Condições Finais Condições Finais datadas de 30 de dezembro de 2015 DEUTSCHE BANK AG LONDON BRANCH (o "Emitente") Emissão de até USD 150.000.000 um Cabaz de Valores Mobiliários de Redução de Zero Capital

Leia mais

Documento Informativo

Documento Informativo Notes db Rendimento CGD 3ª Versão Retail CLN on Caixa Geral De Depósitos ISIN: XS0543068810 Produto Financeiro Complexo 1. Advertências ao investidor Risco de perda total ou parcial do capital investido

Leia mais

DEUTSCHE BANK AG SUCURSAL EM PORTUGAL

DEUTSCHE BANK AG SUCURSAL EM PORTUGAL Condições Finais datadas de 4 de novembro de 2015 referentes ao Prospecto de Base datado de 18 de Dezembro de 2014 DEUTSCHE BANK AG SUCURSAL EM PORTUGAL Emissão de até EUR 100.000.000 Autocallable Notes

Leia mais

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS [tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] 17 de Setembro de 2009 TERMOS FINAIS Banco Comercial Português S.A. (o Banco) Agindo através

Leia mais

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS [tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] 25 de Fevereiro de 2010 TERMOS FINAIS Banco Comercial Português S.A. (o Banco) Agindo através

Leia mais

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS [tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS Banco Comercial Português S.A. (o Banco) Agindo através da sua sede Emissão de

Leia mais

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA. Galp Energia, SGPS, S.A. Euro. 100.000 (cem mil euros) por Obrigação.

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA. Galp Energia, SGPS, S.A. Euro. 100.000 (cem mil euros) por Obrigação. EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA GALP ENERGIA 2013/2018 FICHA TÉCNICA ENTIDADE EMITENTE: MODALIDADE: MOEDA: MONTANTE DA EMISSÃO: REPRESENTAÇÃO: VALOR NOMINAL: PREÇO DE SUBSCRIÇÃO: Galp Energia, SGPS, S.A. Emissão

Leia mais

Documento Informativo

Documento Informativo Notes db Investimento Europa-América (2ª Versão) Notes relating to a Basket of Indices ISIN: XS0460668550 Produto Financeiro Complexo 1. Advertências ao investidor Risco de perda total ou parcial do capital

Leia mais

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA OBRIGAÇÕES COLEP / 2014 2017 FICHA TÉCNICA

EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA OBRIGAÇÕES COLEP / 2014 2017 FICHA TÉCNICA EMPRÉSTIMO OBRIGACIONISTA OBRIGAÇÕES COLEP / 2014 2017 FICHA TÉCNICA Emitente: Colep Portugal, S.A. Modalidade: Emissão de obrigações a taxa variável por oferta particular e direta. Moeda: Euro ( ). Montante

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES PROTECÇÃO IV 2011-2014 NOTES

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES PROTECÇÃO IV 2011-2014 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES PROTECÇÃO IV 2011-2014 NOTES Advertências ao investidor: Impossibilidade de solicitação de reembolso antecipado por parte do Investidor Risco de

Leia mais

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES DUAL 5%+ÁFRICA FEVEREIRO 2011 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES DUAL 5%+ÁFRICA FEVEREIRO 2011 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Advertências ao investidor: Remuneração não garantida DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES DUAL 5%+ÁFRICA FEVEREIRO 2011 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Impossibilidade de solicitação de reembolso antecipado

Leia mais

Documento Informativo Note Retorno Agrícola Março 2015 Produto Financeiro Complexo F

Documento Informativo Note Retorno Agrícola Março 2015 Produto Financeiro Complexo F Documento Informativo Note Retorno Agrícola Março 2015 Produto Financeiro Complexo F Data de Elaboração: 11/02/2011 Advertências: Remuneração não garantida; Possibilidade de reembolso antecipado pelo Emitente

Leia mais

PROGRAMA EQUITY FIRST PRODUCT SUMÁRIO. Citibank International plc

PROGRAMA EQUITY FIRST PRODUCT SUMÁRIO. Citibank International plc PROGRAMA EQUITY FIRST PRODUCT SUMÁRIO Citibank International plc Valores Mobiliários auto-call Escalator até 50.000.000 euros associados aos Índices EURO STOXX 50 SM, Nikkei 225 e S&P 500 com vencimento

Leia mais

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES ENERGIA 2011-2015 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES ENERGIA 2011-2015 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES ENERGIA 2011-2015 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Advertências ao investidor: Remuneração não garantida Impossibilidade de solicitação de reembolso antecipado por parte

Leia mais

Documento Informativo Dual Dupla Valorização Cambial Janeiro 2015 Produto Financeiro Complexo

Documento Informativo Dual Dupla Valorização Cambial Janeiro 2015 Produto Financeiro Complexo Documento Informativo Dual Dupla Valorização Cambial Janeiro 2015 Produto Financeiro Complexo Advertências: Note Remuneração não garantida Impossibilidade de solicitação de reembolso antecipado por opção

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES HEALTHCARE 2011-2014 NOTES

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES HEALTHCARE 2011-2014 NOTES PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR BES HEALTHCARE 2011-2014 NOTES Advertências ao investidor: Remuneração não garantida Impossibilidade de solicitação de reembolso antecipado por parte

Leia mais

Produto Financeiro Complexo Documento Informativo BPI CHINA 2012-2015 ISIN: PTBBUFOM0021

Produto Financeiro Complexo Documento Informativo BPI CHINA 2012-2015 ISIN: PTBBUFOM0021 Produto Financeiro Complexo Documento Informativo BPI CHINA 2012-2015 ISIN: PTBBUFOM0021 Emissão de Obrigações ao abrigo do Euro Medium Term Note Programme de 10,000,000,000 do Banco BPI para a emissão

Leia mais

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS

[tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS [tradução livre dos Final Terms em língua inglesa Em caso de discrepância a versão inglesa deverá prevalecer] TERMOS FINAIS 29 de Outubro de 2009 Banco Comercial Português S.A. (o Banco) Agindo através

Leia mais

Produto Financeiro Complexo. Documento Informativo Note Retorno Alemanha Setembro 2015

Produto Financeiro Complexo. Documento Informativo Note Retorno Alemanha Setembro 2015 Produto Financeiro Complexo Documento Informativo Note Retorno Alemanha Setembro 2015 Advertências: Remuneração não garantida; Não existe possibilidade de reembolso antecipado por opção do investidor;

Leia mais

RESUMO. Descrição Geral do Emitente. Descrição dos Valores Mobiliários

RESUMO. Descrição Geral do Emitente. Descrição dos Valores Mobiliários RESUMO Este resumo tem de ser lido como uma introdução ao presente Prospecto e qualquer decisão de investir nos Valores Mobiliários deve ser baseada numa consideração do presente Prospecto como um todo,

Leia mais

CONDIÇÕES FINAIS EDP ENERGIAS DE PORTUGAL, S.A. Emissão de

CONDIÇÕES FINAIS EDP ENERGIAS DE PORTUGAL, S.A. Emissão de 2 de Novembro de 2011 CONDIÇÕES FINAIS EDP ENERGIAS DE PORTUGAL, S.A. Emissão de Até 200.000.000 1 de instrumentos de dívida à taxa de 6,00 por cento com vencimento 2014 ( Instrumentos ) 2 Ao abrigo do

Leia mais

CONDIÇÕES DAS OBRIGAÇÕES

CONDIÇÕES DAS OBRIGAÇÕES CONDIÇÕES DAS OBRIGAÇÕES 15.1. Admissão à negociação e código ISIN A presente admissão à negociação na Euronext Lisbon diz respeito às Obrigações com o código ISIN PTJMRJOE0005 e destina-se a permitir

Leia mais

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES MOEDAS COMMODITIES AGOSTO 2010 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES MOEDAS COMMODITIES AGOSTO 2010 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Advertências ao investidor: Remuneração não garantida DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES MOEDAS COMMODITIES AGOSTO 2010 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Impossibilidade de solicitação de reembolso antecipado

Leia mais

DOCUMENTO INFORMATIVO (RECTIFICAÇÃO) BES CRESCIMENTO OUTUBRO 2009 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

DOCUMENTO INFORMATIVO (RECTIFICAÇÃO) BES CRESCIMENTO OUTUBRO 2009 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO (RECTIFICAÇÃO) BES CRESCIMENTO OUTUBRO 2009 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Advertências ao investidor: 100% do capital investido garantido na maturidade Remuneração não garantida Possibilidade

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las Notes db Recovery Axa, Facebook & Royal Dutch Shell ISIN: XS0475189113 Emitente:

Leia mais

SUMÁRIO DO PROGRAMA. Secção A Introdução e Advertências. A.1 Introdução: Adverte-se que:

SUMÁRIO DO PROGRAMA. Secção A Introdução e Advertências. A.1 Introdução: Adverte-se que: SUMÁRIO DO PROGRAMA Os sumários são compostos por requisitos de divulgação conhecidos como Elementos. Estes elementos são numerados nas Secções A - E (A.1 - E.7). O presente sumário contém todos os Elementos

Leia mais

Documento Informativo

Documento Informativo Notes db Reestruturações (4ª Versão) Four-Year Auto-Callable Notes on the Worst-of Two Indices and a Fund Share ISIN: XS0460634651 Produto Financeiro Complexo 1. Advertências ao investidor Risco de perda

Leia mais

/ Warrants: uma definição /

/ Warrants: uma definição / Warrants www.warrants.commerzbank.com Warrants: uma definição Os warrants são valores mobiliários associados a activos como acções, índices ou taxas de câmbio que amplificam os movimentos DE preço dos

Leia mais

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem.

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Advertências ao Investidor Os riscos do, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Risco de perda total ou parcial do capital investido

Leia mais

Impossibilidade de reembolso antecipado, quer pelo emitente quer pelo investidor.

Impossibilidade de reembolso antecipado, quer pelo emitente quer pelo investidor. Documento Informativo Montepio Top Europa - Março 2011/2015 Produto Financeiro Complexo ao abrigo do Programa de Emissão de Obrigações de Caixa de 3 000 000 000 Advertências ao investidor: Impossibilidade

Leia mais

CONDIÇÕES FINAIS OBRIGAÇÕES CONTINENTE 7% 2015 [aprovado em 22 de Junho de 2012] Sonae, SGPS, S.A.

CONDIÇÕES FINAIS OBRIGAÇÕES CONTINENTE 7% 2015 [aprovado em 22 de Junho de 2012] Sonae, SGPS, S.A. CONDIÇÕES FINAIS OBRIGAÇÕES CONTINENTE 7% 2015 [aprovado em 22 de Junho de 2012] Sonae, SGPS, S.A. Emissão de até 100.000.000 de Obrigações, com a possibilidade de alocação de um montante adicional até

Leia mais

Obrigações, Fundos Públicos e outros Valores Mobiliários de dívida. 0,5% (min. 7) 0,4% (min. 7) 0,035% (min. 7) > 25.000 e 100.000

Obrigações, Fundos Públicos e outros Valores Mobiliários de dívida. 0,5% (min. 7) 0,4% (min. 7) 0,035% (min. 7) > 25.000 e 100.000 VALORES MOBILIÁRIOS Na contratação de serviços de investimento em valores mobiliários, os investidores devem analisar atentamente o preçário para calcular os encargos totais previsíveis do investimento

Leia mais

Documento Informativo. Obrigações db Double Chance Europe. - Obrigações relativas ao Índice DJ Euro Stoxx 50 - Produto Financeiro Complexo

Documento Informativo. Obrigações db Double Chance Europe. - Obrigações relativas ao Índice DJ Euro Stoxx 50 - Produto Financeiro Complexo Documento Informativo Obrigações db Double Chance Europe - Obrigações relativas ao Índice DJ Euro Stoxx 50 - ISIN: XS0464427177 Produto Financeiro Complexo 1. Produto As Obrigações relativas ao Índice

Leia mais

SUMÁRIO. Os sumários são constituídos por requisitos conhecidos por Elementos. Estes Elementos são numerados por secções A E (A.1 E.7).

SUMÁRIO. Os sumários são constituídos por requisitos conhecidos por Elementos. Estes Elementos são numerados por secções A E (A.1 E.7). SUMÁRIO Os sumários são constituídos por requisitos conhecidos por Elementos. Estes Elementos são numerados por secções A E (A.1 E.7). Este sumário contém todos os Elementos cuja inclusão é requerida num

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Notes: SG Dual World Indices ISIN:

Leia mais

- Prospecto Informativo -

- Prospecto Informativo - - Prospecto Informativo - Designação Classificação Depósito Indexado Depósito Valor Energia USD (doravante referido por o Depósito ).. Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de Factores

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las 1Y South Europe ISIN: XS1039525222

Leia mais

Ou seja, na data de maturidade, o valor garantido por unidade de participação será aquele que resulta da aplicação da seguinte fórmula:

Ou seja, na data de maturidade, o valor garantido por unidade de participação será aquele que resulta da aplicação da seguinte fórmula: 1.Tipo e Duração 2.Entidade Gestora 3.Consultores de Fundo de Capital Garantido Aberto, constituído em Portugal. A sua constituição foi autorizada pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, em 12/

Leia mais

- Prospecto Informativo -

- Prospecto Informativo - - Prospecto Informativo - Designação Classificação Depósito Valor Crescimento Global USD (doravante referido por o Depósito ). Depósito Indexado Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de

Leia mais

PARVEST USA LS30. Prospecto simplificado Abril de 2008

PARVEST USA LS30. Prospecto simplificado Abril de 2008 PARVEST USA LS30 Subfundo da SICAV PARVEST, Sociedade de Investimento de Capital Variável O subfundo Parvest USA LS30 foi lançado a 30 de Outubro de 2007. Prospecto simplificado Abril de 2008 Este prospecto

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las EUR 5Y CLN FIAT ISIN: XS1297618651

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO Capital Garantido Brasil 2015 Notes ( Brasil 2015 Notes ) a emitir pelo Espirito Santo Investment p.l.c. ao abrigo do seu 2,500,000,000 Euro Medium Term

Leia mais

Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI)

Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI) Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI) O presente documento fornece as informações fundamentais destinadas aos investidores sobre este Fundo. Não é material promocional. Estas informações

Leia mais

Os valores mobiliários que fazem parte de uma mesma emissão conferem aos seus titulares os mesmos direitos e deveres.

Os valores mobiliários que fazem parte de uma mesma emissão conferem aos seus titulares os mesmos direitos e deveres. VALORES MOBILIÁRIOS O QUE SÃO VALORES MOBILIÁRIOS? Valores mobiliários são documentos emitidos por empresas ou outras entidades, em grande quantidade, que representam direitos e deveres, podendo ser comprados

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las EUR 5Y CLN Portugal Telecom International

Leia mais

Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos.

Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos. GLOSSÁRIO Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos. Assembleia geral: órgão das sociedades anónimas em que

Leia mais

Documento de Divulgação. Introdução

Documento de Divulgação. Introdução Abbott Laboratórios, Lda. Estrada de Alf ragide, 67 Alf rapark Edif icio D 2610-008 Amadora Portugal Contribuinte nº 500 006 148 Reg. C.R.C. Amadora Capital Social: 3.396.850 Tel. (351) 214 727 100 Fax.

Leia mais

TAXA GARANTIDA 1ª SÉRIE

TAXA GARANTIDA 1ª SÉRIE Prospecto Informativo TAXA GARANTIDA 1ª SÉRIE ICAE NÃO NORMALIZADO Os elementos constantes deste prospecto informativo reportam-se a 31 de Dezembro de 2009 (actualização dos ns.8, 9 e 10 da Parte III)

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO. BES PORTUGAL DEZEMBRO 2011-2014 NOTES Credit Linked Notes

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO. BES PORTUGAL DEZEMBRO 2011-2014 NOTES Credit Linked Notes Advertências ao investidor: PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO BES PORTUGAL DEZEMBRO 2011-2014 NOTES Credit Linked Notes Risco de perda total ou parcial do capital investido em caso de Evento

Leia mais

Depósito Indexado Depósito Valor Energia Produto Financeiro Complexo

Depósito Indexado Depósito Valor Energia Produto Financeiro Complexo - Prospecto Informativo - Designação Classificação Depósito Valor Energia (doravante referido por o Depósito ). Depósito Indexado Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de Remuneração Factores

Leia mais

Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium Instrumento de Captação de Aforro Estruturado

Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium Instrumento de Captação de Aforro Estruturado Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium Instrumento de Captação de Aforro Estruturado - Prospecto Informativo - I INFORMAÇÃO DE SÍNTESE INSTRUMENTO As Obrigações de Caixa Euro Dólar Premium constituem um

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO. Credit Linked Notes Portugal Telecom 3YR 2015 ISIN: XS0814877584

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO. Credit Linked Notes Portugal Telecom 3YR 2015 ISIN: XS0814877584 PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO Credit Linked Notes Portugal Telecom 3YR 2015 ISIN: XS0814877584 Advertências ao investidor: Risco de perda total ou parcial do capital investido em caso

Leia mais

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES 3 ANOS TELECOMS PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES 3 ANOS TELECOMS PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO DOCUMENTO INFORMATIVO EUR NOTES BES 3 ANOS TELECOMS PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Advertências ao investidor: Remuneração não garantida Impossibilidade de reembolso antecipado por parte do Investidor Informação

Leia mais

Obrigações CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1

Obrigações CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1 CMVM Comissão do Mercado de Valores Mobiliários OUTUBRO 2012 1 O que são obrigações As obrigações são instrumentos financeiros que representam um empréstimo contraído junto dos investidores pela entidade

Leia mais

ETFS Equity Securities Limited. Programa para a Emissão de. Short and Leveraged Equity Securities. Sumário do Prospecto

ETFS Equity Securities Limited. Programa para a Emissão de. Short and Leveraged Equity Securities. Sumário do Prospecto ETFS Equity Securities Limited Programa para a Emissão de Short and Leveraged Equity Securities Sumário do Prospecto O sumário é composto por informações de divulgação, designados por 'Elementos'. Estes

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Designação: VICTORIA PPR Acções

Leia mais

SUMÁRIO DO PROGRAMA RELATIVO A PD NOTES

SUMÁRIO DO PROGRAMA RELATIVO A PD NOTES SUMÁRIO DO PROGRAMA RELATIVO A PD NOTES Os sumários são constituídos por requisitos de divulgação conhecidos como Elementos. Estes Elementos são enumerados nas Secções A E (A.1 E.7). Este sumário contém

Leia mais

CONDIÇÕES FINAIS. Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) Emissão de até 20,000,000.00

CONDIÇÕES FINAIS. Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) Emissão de até 20,000,000.00 CONDIÇÕES FINAIS 28 de Agosto de 2015 Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) Emissão de até 20,000,000.00 BPI RENDIMENTO FIXO CRESCENTE 3 ANOS ao abrigo do

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015

Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Junho de 2015 Designação: Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Classificação: Caracterização do Depósito: Produto financeiro complexo Depósito

Leia mais

Os sumários são constituídos por requisitos de publicidade designados por "Elementos". Estes Elementos são numerados nas Secções A-E (A.1-E.7).

Os sumários são constituídos por requisitos de publicidade designados por Elementos. Estes Elementos são numerados nas Secções A-E (A.1-E.7). I. SUMÁRIO DO PROGRAMA Os sumários são constituídos por requisitos de publicidade designados por "Elementos". Estes Elementos são numerados nas Secções A-E (A.1-E.7). O presente sumário contém todos os

Leia mais

a) Quanto, quando e a que título o investidor paga ou pode pagar? b) Quanto, quando e a que título o investidor recebe ou pode receber?

a) Quanto, quando e a que título o investidor paga ou pode pagar? b) Quanto, quando e a que título o investidor recebe ou pode receber? Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las PFC Valorização Retalho Entidade

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor

Informações Fundamentais ao Investidor Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las Notes db Investimento 70.30 Out.2018

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Designação Caixa Eurostoxx Down maio 2015_PFC Classificação Produto Financeiro Complexo Depósito Indexado Caracterização do Produto Garantia de Capital O Caixa Eurostoxx Down maio 2015 é um depósito indexado

Leia mais

GLOSSÁRIO. Auditoria Geral do Mercado de Valores Mobiliários 39

GLOSSÁRIO. Auditoria Geral do Mercado de Valores Mobiliários 39 GLOSSÁRIO Activo subjacente: activo que serve de base a outros instrumentos financeiros, como sejam os futuros, as opções e os warrants autónomos. Assembleia geral: órgão das sociedades anónimas em que

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO BES ESTRUTURADO FLEXÍVEL (ICAE NÃO NORMALIZADO) PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PROSPECTO SIMPLIFICADO BES ESTRUTURADO FLEXÍVEL (ICAE NÃO NORMALIZADO) PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informação actualizada a: 01/04/2010 Designação Comercial: BES Estruturado Flexível (I.C.A.E. Não Normalizado) Data início de Comercialização do Fundo BES Ouro: 03/03/2008 Empresa de Seguros Entidades

Leia mais

IMPORTANTE Deve ler o seguinte aviso antes de continuar. Memorando relativo à Solicitação Tabulation Agent Sociedade

IMPORTANTE Deve ler o seguinte aviso antes de continuar. Memorando relativo à Solicitação Tabulation Agent Sociedade Esta tradução portuguesa é disponibilizada exclusivamente para efeitos informativos. A versão inglesa do Memorando relativo à Solicitação é a versão prevalecente e, em caso de qualquer discrepância entre

Leia mais

O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito.

O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito. INFORMAÇÕES GERAIS. O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito. A rendibilidade é a taxa de rendimento gerado pelo investimento durante

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

INVESTIMENTO ACTIVO MAIS OBRIGAÇÕES

INVESTIMENTO ACTIVO MAIS OBRIGAÇÕES Breve Descrição do Produto O é um produto financeiro complexo composto por 50% do investimento num Depósito a Prazo a 180 dias, não renovável, com uma taxa de juro de 4% (TANB Taxa Anual Nominal Bruta),

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

CONDIÇÕES FINAIS. Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) Emissão de até EUR 20,000,000.

CONDIÇÕES FINAIS. Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) Emissão de até EUR 20,000,000. CONDIÇÕES FINAIS 12 de Novembro de 2015 Banco BPI, S.A. (constituído com responsabilidade limitada na República Portuguesa) Emissão de até EUR 20,000,000.00 BPI RENDIMENTO FIXO 2 ANOS ao abrigo do EUR

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las EUR CLN ARCELORMITTAL 2020 ISIN:

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las Notes db Rendimento Variável Empresas Portuguesa Mar. 2022 Credit Linked

Leia mais

Organização do Mercado de Capitais Português

Organização do Mercado de Capitais Português Instituto Superior de Economia e Gestão Organização do Mercado de Capitais Português Docente: Discentes : Prof. Dra. Raquel Gaspar Inês Santos João Encarnação Raquel Dias Ricardo Andrade Temas a abordar

Leia mais

SUMÁRIO. Este sumário contém espaços por preencher e expressões entre parêntesis rectos em relação ao Programa e ao Sumário Específico do Emitente.

SUMÁRIO. Este sumário contém espaços por preencher e expressões entre parêntesis rectos em relação ao Programa e ao Sumário Específico do Emitente. SUMÁRIO Os sumários são compostos por requisitos de divulgação conhecidos como Elementos. Estes elementos encontram-se numerados nas Secções A - E (A.1 - E.7). O presente sumário contém todos os Elementos

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO JUNHO DE 2005

PROSPECTO SIMPLIFICADO JUNHO DE 2005 PARVEST Absolute Return Plus (Euro) Sub-fundo da PARVEST, Sociedade Luxemburguesa de Investimento de Capital Variável (a seguir designada por "SICAV") Constituída no dia 27 de Março de 1990 PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

ALVES RIBEIRO - INVESTIMENTOS FINANCEIROS, SGPS, S.A. ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INDIVIDUAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 (Montantes em Euros, excepto quando expressamente indicado) 1. NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais