O CONTRATO DE APRENDIZAGEM E AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI /2000

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O CONTRATO DE APRENDIZAGEM E AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI 10.097/2000"

Transcrição

1 O CONTRATO DE APRENDIZAGEM E AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELA LEI /2000 Grasiele Augusta Ferreira Nascimento 1 Introdução Um dos temas mais debatidos em Direito do Trabalho refere-se à proteção ao trabalho da criança e do adolescente no Brasil. Com as alterações introduzidas pela Emenda Constitucional n. 20/98, a idade mínima para ingresso no mercado de trabalho passou a ser aos 16 anos e aos 14 anos para a aprendizagem. Mesmo com toda a proteção dedicada pela legislação atual ao trabalho infantil, é notória a intensa participação de crianças e adolescentes no mercado de trabalho, na maioria das vezes de maneira irregular e sem expectativas de crescimento intelectual e profissional. Com a intenção de possibilitar a qualificação profissional e o engajamento correto no mercado de trabalho, inúmeros tem sido os esforços dos legisladores para estruturar a profissionalização dos adolescentes.

2 A Lei /2000 trouxe várias alterações à Consolidação da Leis do Trabalho sobre o tema, as quais serão objeto do nosso estudo. Conceito, requisitos de validade e duração do contrato de aprendizagem Oris de Oliveira define a aprendizagem como a fase primeira de um processo educacional (formação técnico-profissional) alternada (conjugam-se ensino teórico e prático), metódica (operações ordenadas em conformidade com um programa em que se passa do menos para o mais complexo), sob orientação de um responsável (pessoa física ou jurídica) em ambiente adequado (condições objetivas: pessoal docente, aparelhagem, equipamento. 2 Ensina-nos o citado autor que o adolescente pode profissionalizar-se de dois modos, ou em escolas técnicas, aprovadas e supervisionadas pela autoridade competente, ou na empresa. Há, portanto, duas modalidades de aprendizagem: uma escolar, outra empresária, que diferem substancialmente, uma vez que na primeira a natureza da relação jurídica é a de escola-aluno e, na segunda é de empresa-empregado. O objeto do nosso estudo é a aprendizagem profissional ou empresária, ou aprendizagem em sentido estrito. A Portaria n. 127, de 1956, do Ministério do Trabalho, define aprendizagem empresária como processo educacional, com desdobramento do ofício ou da ocupação, em 1 Doutora em Direito do Trabalho pela PUC/SP, Professora e Coordenadora do Curso de Direito do Centro Universitário Salesiano de São Paulo U. E. de Lorena. 2 Oris de OLIVEIRA, O trabalho da criança e do adolescente, p. 89.

3 operações ordenadas de conformidade com um programa, cuja execução se faça sob direção de um responsável, em ambiente adequado à aprendizagem. Na lição de Octávio Bueno Magano, a aprendizagem pode ser definida como sistema em virtude do qual o empregador se obriga por contrato, a empregar um jovem trabalhador e a lhe ensinar ou a fazer que se lhe ensine metodicamente um ofício, durante período previamente fixado, no transcurso do qual o aprendiz se obriga a trabalhar a serviço de dito empregador. 3 Nos termos do artigo 428 da C.L.T., com a nova redação dada pela Lei /2000, contrato de aprendizagem é o contrato de trabalho especial, ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 (quatorze) e menor de 18 (dezoito) anos, inscrito em programa de aprendizagem, formação técnico-profissional metódica, compatível com o seu desenvolvimento físico, moral e psicológico, e o aprendiz, a executar, com zelo e diligência, as tarefas necessárias a essa formação. É importante ressaltar que para a validade do contrato de aprendizagem devem ser observadas as três condições impostas pelo parágrafo 1 o do art. 428 da C.L.T.: 1) anotação na Carteira de Trabalho de Previdência Social; 2) matrícula e freqüência do aprendiz à escola, caso não haja concluído o ensino fundamental; 3) inscrição em programa de aprendizagem desenvolvido sob a orientação de entidade qualidicada em formação técnico-profissional metódica. O contrato de aprendizagem não poderá ser estipulado por mais de 02 (dois) anos, sob pena de estar sujeito às regras do contrato de trabalho por prazo indeterminado em geral.

4 Natureza Jurídica A natureza jurídica do contrato de aprendizagem não é pacífica entre os doutrinadores. Como esclarece Ricardo Tadeu Marques da Fonseca 4, existem três correntes diversas a respeito. Alguns doutrinadores consideram a aprendizagem um contrato sui generis, cujo objetivo principal é a instrução técnica do aprendiz, e não o trabalho subordinado. Daí negar a relação de emprego. Outros doutrinadores como Amauri Mascaro Nascimento 5 e Oris de Oliveira 6, defendem a natureza jurídica de vínculo de trabalho, com cláusulas especiais destinadas à formação profissional do prestador de serviço. Existem adeptos, ainda, de uma corrente mista, entendendo que a natureza jurídica da aprendizagem é tanto civilista quanto trabalhista, dependendo do local em que o trabalho é prestado. Predomina no Brasil o entendimento, com o qual concordamos, de que o contrato de aprendizagem inclui-se entre os contratos especiais de trabalho, uma vez que a subordinação do aprendiz empresta fator preponderante ao contrato, que tem por objeto a prestação de serviço remunerada e dirigida para o mister da profissionalização. Observe-se 3 4 Octávio Bueno MAGANO, Manual de Direito do Trabalho: Direito Tutelar do Trabalho, p Ricardo Tadeu Marques da FONSECA, A proteção da criança e do adolescente no Brasil: O direito à profissionalização, p Amauri Mascaro NASCIMENTO, Curso de Direito do Trabalho, p Oris de OLIVEIRA, op. cit., p. 89.

5 que o próprio artigo 428 da C.L.T. conceitua o contrato de aprendizagem como contrato de trabalho especial. Normas gerais de contratação De acordo com o disposto no artigo 429 da C.L.T., os estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a empregar e matricular nos cursos dos Serviços Nacionais de Aprendizagem 7 número de aprendizes equivalente a 5% (cinco por cento), no mínimo, e 15% (quinze por cento), no máximo, dos trabalhadores existentes em cada estabelecimento, cujas funções demandem formação profissional. É importante observar, contudo, que o limite fixado pelo artigo 429 da C.L.T. não se aplica quando o empregador for entidade sem fins lucrativos, que tenha por objetivo a educação profissional. O artigo 430 da C.L.T. também foi alterado pela Lei /2000, possibilitando, na hipótese de insuficiência dos Serviços Nacionais de Aprendizagem (Sistema S ), o preenchimento dos percentuais indicados no art. 429 da C.L.T. por meio de terceirização, patrocinada por entidades sem fins lucrativos, que tenham como finalidade a profissionalização dos adolescentes. Desta forma, preferencialmente, os cursos serão ministrados pelos Serviços Nacionais de Aprendizagem, e, supletivamente, pelas Escolas Técnicas de Educação ou pelas entidades sem fins lucrativos, que tenham por objetivo a assistência ao adolescente e 7 SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem na Indústria), SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem no Comércio) e SENAT (Serviço Nacional de Aprendizagem no Transporte).

6 à educação profissional, desde que registradas no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. 8 Ressalte-se que as mencionadas Escolas Técnicas de Educação ou as entidades sem fins lucrativos deverão apresentar estrutura adequada ao desenvolvimento dos programas de aprendizagem, com o objetivo de manter a qualidade do processo de ensino, sendo também responsáveis pelo acompanhamento dos adolescentes e pela avaliação dos resultados obtidos. Nos termos do art. 431 da C.L.T., a contratação do aprendiz poderá ser efetivada pela empresa onde se realizará a aprendizagem ou pelas entidades mencionadas no inciso II do art. 430, caso em que não gera vínculo de emprego com a empresa tomadora dos serviços. Outras inovações introduzidas pela Lei /2000 Pela antiga redação do art. 80 da C.L.T., revogado pela Lei /2000, durante a primeira metade do curso de aprendizagem, o adolescente deveria receber 1/2 salário mínimo e, na segunda metade, 2/3 do salário mínimo. Com a nova redação do art. 428 da C.L.T., é assegurado ao adolescente aprendiz o salário mínimo hora, salvo condição mais favorável. A jornada de trabalho do adolescente aprendiz será de até 06 (seis) horas diárias, sendo vedadas a prorrogação e a compensação de jornada. A jornada diária poderá ser de 8 Hélio Mário de ARRUDA, O novo contrato de aprendizagtem (L /00), Revista Síntese Trabalhista, 146:23.

7 08 (oito) horas para os aprendizes que já tiverem completado o ensino fundamental, se nelas foram computadas as horas destinadas à aprendizagem teórica (art. 432 da C.L.T.). O depósito do FGTS será somente no percentual de 2% (dois por cento) da remuneração paga ou devida, no mês anterior, de acordo com o parágrafo 7 o do art. 15 da Lei 8.036/90, introduzido pela Lei /2000. Extinção do Contrato de Aprendizagem De acordo com o art. 433 da C.L.T., o contrato de aprendizagem extinguir-se-á nas seguintes situações: a) término do prazo contratual; b) quando o aprendiz completar 18 (dezoito) anos de idade; c) antecipadamente, nas seguintes hipóteses: desempenho insuficiente ou inadaptação do aprendiz; falta disciplinar grave; ausência injustificada à escola que implique perda do ano letivo; ou a pedido do aprendiz. É importante observar, ainda, que não se aplica o disposto nos arts. 479 e 480 da C.L.T. às hipóteses de extinção antecipada do contrato de aprendizagem. Conclusão Sempre acreditamos que uma das grandes soluções ao problema da exploração do trabalho infantil no Brasil é a profissionalização dos pequenos obreiros.

8 Sem a formação profissional o destino dos adolescentes é permanecer no mercado de trabalho informal e irregular, distante da proteção integral prevista na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente. Acreditamos que as inovações referentes ao contrato de aprendizagem introduzidas pela Lei /2000, principalmente em virtude da possibilidade de suplementação da aprendizagem pelas entidades sem fins lucrativos e escolas técnicas de educação, possibilitarão uma maior participação dos adolescentes em programas de formação e abrirão um novo caminho para o trabalho infantil no Brasil. Referências bibliográficas ARRUDA, Hélio Mário de. O novo contrato de aprendizagem (L /00). Revista Síntese Trabalhista, São Paulo, vol.146: 23-25, agosto BARROS, Alice Monteiro de. O Trabalho do menor e as inovações introduzidas pela Lei /2000. Revista Síntese Trabalhista, vol. 144: 5-26, junho FONSECA, Ricardo Tadeu Marques da. A reforma no instituto da aprendizagem no Brasil: anotações sobre a Lei n /2000. Revista LTr, vol. 65: , fevereiro A proteção ao trabalho da criança e do adolescente no Brasil: o direito à profissionalização. Dissertação de mestrado. FADUSP, MAGANO, Octávio Bueno. Manual de Direito do Trabalho: Direito tutelar do trabalho. São Paulo, vol. 2, MARTINS, Sérgio Pinto. Direito do Trabalho. São Paulo, Altas, 2001.

9 NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Curso de Direito do Trabalho. São Paulo, Saraiva, OLIVEIRA, Oris. O trabalho da criança e do adolescente. São Paulo, Ltr, 1994.

E S T A D O D O M A T O G R O S S O

E S T A D O D O M A T O G R O S S O Lei n.º 1.392, de 17 de novembro de 2011. "AUTORIZA O PODER EXECUTIVO MUNICIPAL A CRIAR O PROGRAMA MUNICIPAL DE CONTRATAÇÃO DE MENOR APRENDIZ PELO MUNICIPIO DE JACIARA, NOS TERMOS DA PRESENTE LEI E DÁ

Leia mais

LEI N o 10.097, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000

LEI N o 10.097, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 LEI N o 10.097, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2000 Mensagem de veto Altera dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho CLT, aprovada pelo Decreto- Lei n o 5.452, de 1 o de maio de 1943. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

Leia mais

LEI DO APRENDIZ. Art. 1 - Nas relações jurídicas pertinentes à contratação de aprendizes, será observado o disposto neste Decreto.

LEI DO APRENDIZ. Art. 1 - Nas relações jurídicas pertinentes à contratação de aprendizes, será observado o disposto neste Decreto. LEI DO APRENDIZ Regulamenta a contratação de aprendizes e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 030/2013.

PROJETO DE LEI N.º 030/2013. PROJETO DE LEI N.º 030/2013. Institui o Programa Menor Aprendiz no âmbito do Município de Bela Vista de Minas e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Bela Vista de Minas, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

Contrato de Aprendizagem

Contrato de Aprendizagem COORDENAÇÃO-GERAL DE NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS À FEDERAÇÃO - CCONF GERÊNCIA DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DE GESTÃO FISCAL - GENOP Contrato de Aprendizagem GRUPO TÉCNICO DE PADRONIZAÇÃO DE RELATÓRIOS

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE

DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE DIREITOS DO TRABALHADOR ADOLESCENTE 1 Aprendizagem 2 LEGISLAÇÃO Consolidação das Leis do Trabalho (art. 428 e seguintes da CLT) Lei 10.097/2000 Decreto 5.598, de 01/12/2005 Portarias n.ºs 615; 616/2007

Leia mais

Proteção ao Trabalhador Menor

Proteção ao Trabalhador Menor Proteção ao Trabalhador Menor O trabalhador menor ganhou proteção legal para o desempenho de suas atividades, razão que lhe assiste por se encontrar num processo de amadurecimento físico, mental, moral,

Leia mais

Como é calculado o salário do aprendiz?

Como é calculado o salário do aprendiz? Como é calculado o salário do aprendiz? 1º PASSO - Cálculo da hora nua: Hora nua = salário mínimo / 150 horas (n. de horas/mês) * 150 = 30 horas semanais x 5 semanas Ex.: 424,00 / 150 = 2,826 Salário base

Leia mais

OBJETIVOS. Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional;

OBJETIVOS. Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional; OBJETIVOS Associar o início da vida no mercado de trabalho com a conclusão de um curso profissional; Fornecer conhecimento teórico e prático; Ampliar o acesso ao mercado de trabalho antecipadamente; Permitir

Leia mais

APRENDIZAGEM --------------------------------------------------------- REFERÊNCIAS NORMATIVAS e ORIENTAÇÕES

APRENDIZAGEM --------------------------------------------------------- REFERÊNCIAS NORMATIVAS e ORIENTAÇÕES APRENDIZAGEM --------------------------------------------------------- REFERÊNCIAS NORMATIVAS e ORIENTAÇÕES Aprendizagem Cria oportunidades tanto para o aprendiz quanto para a empresa, pois prepara o jovem

Leia mais

JOVEM APRENDIZ. Resultado do Aprofundamento dos Estudos. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação

JOVEM APRENDIZ. Resultado do Aprofundamento dos Estudos. Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação Resultado do Aprofundamento dos Estudos Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação Introdução A formação técnico-profissional de jovens é de grande importância para sua inserção

Leia mais

Manual da Aprendizagem

Manual da Aprendizagem Manual da Aprendizagem Preparado pelo Centro Social Betesda (CSB) INTRODUÇÃO Aprendizagem é uma ação promovida para incentivar a aplicação prática da Lei 10.097, que regulariza o trabalho de adolescentes

Leia mais

APRENDIZ E ESTAGIÁRIO

APRENDIZ E ESTAGIÁRIO APRENDIZ E ESTAGIÁRIO Aprendiz é aquele que mediante contrato de aprendizagem ajustado por escrito e por prazo determinado, em que o empregador se compromete a assegurar ao maior de 14 e menor de 24 anos,

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES

CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES CONTRATAÇÃO DE APRENDIZES OBRIGATORIEDADE DA CONTRATAÇÃO Estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a contratar aprendizes. Estabelecimento é todo complexo de bens organizado para o exercício

Leia mais

Contratação e Modelo de Contrato

Contratação e Modelo de Contrato Contratação e Modelo de Contrato Deveres da Empresa Firmar contrato especial de aprendizagem com o adolescente e inscrevê-lo em curso de aprendizagem desenvolvido por uma entidade qualificada de ensino

Leia mais

Página 1 de 5 O ART. 429, CLT E A COTA APRENDIZ Márcio Archanjo Ferreira Duarte 1. INTRODUÇÃO A figura da aprendizagem adveio originalmente do Decreto nº. 13.064, de 12 de junho de 1918, que aprovava naquela

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 75, DE 8 DE MAIO DE 2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 75, DE 8 DE MAIO DE 2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 75, DE 8 DE MAIO DE 2009 Disciplina a fiscalização das condições de trabalho no âmbito dos programas de aprendizagem. A Secretária de Inspeção do Trabalho, no uso de sua competência,

Leia mais

CARTILHA - CONTRATAÇÃO APRENDIZES

CARTILHA - CONTRATAÇÃO APRENDIZES CARTILHA - CONTRATAÇÃO APRENDIZES Todas as respostas fundamentam-se em dispositivos da Consolidação das Leis do Trabalho, da Lei 10.097/00, do Decreto 5.598/05 e das Instruções Normativas nº 26/01 e 26/02

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE CONTRATO DE APRENDIZAGEM Termo que deverá ser assinado entre EMPRESA E APRENDIZ com a presença do responsável legal. (Delegacia Regional do Trabalho Imprimir em Papel Timbrado

Leia mais

INFORMATIVO JURÍDICO

INFORMATIVO JURÍDICO 004inf06-FGA INFORMATIVO JURÍDICO Assunto: Contratação de Menor Aprendiz Os estabelecimentos particulares de ensino do Distrito Federal estão sendo notificados pela Delegacia Regional do Trabalho para

Leia mais

CONTRATO DE APRENDIZAGEM - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/09/2012. Sumário:

CONTRATO DE APRENDIZAGEM - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/09/2012. Sumário: CONTRATO DE APRENDIZAGEM - Considerações Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 06/09/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Contrato de Aprendizagem 2.1 - Validade do Contrato de Aprendizagem

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS O QUE É O PROGRAMA. Programa Aprendiz Paulista

ORIENTAÇÕES GERAIS O QUE É O PROGRAMA. Programa Aprendiz Paulista ORIENTAÇÕES GERAIS O QUE É O PROGRAMA O Aprendiz Paulista é um programa social voltado à promoção de uma vivência no mundo do trabalho para os jovens matriculados em cursos técnico-profissionalizantes

Leia mais

EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DATAPREV PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL

EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DATAPREV PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL EMPRESA DE TECNOLOGIA E INFORMAÇÕES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DATAPREV PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL CNPJ: 42.422.253/0014-18 ENDEREÇO: SETOR DE AUTARQUIAS SUL, QUADRA 01, BLOCOS E/F - BRASÍLIA-DF CEP: 70.070-931

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 2.304/2010

LEI MUNICIPAL Nº. 2.304/2010 LEI MUNICIPAL Nº. 2.304/2010 SÚMULA: Institui o Programa Jovem Aprendiz no âmbito do Município de Clevelândia e dá outras providências. A Câmara Municipal de Vereadores aprovou e eu ADEMIR JOSE GHELLER,

Leia mais

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ

Anexo 05 CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ Anexo 05 EMPREGADOR: CONTRATO DE TRABALHO DE APRENDIZ MSMT..., pessoa jurídica de direito privado, com endereço na Av./Rua..., nº... Bairro..., cidade..., CEP..., inscrita no C.N.P.J...,, neste ato representada

Leia mais

Aprendizagem Aspectos Legais. Kênia Propodoski Auditora-Fiscal do Trabalho Coordenadora do Projeto de Aprendizagem da SRTE/MT

Aprendizagem Aspectos Legais. Kênia Propodoski Auditora-Fiscal do Trabalho Coordenadora do Projeto de Aprendizagem da SRTE/MT Aprendizagem Aspectos Legais Kênia Propodoski Auditora-Fiscal do Trabalho Coordenadora do Projeto de Aprendizagem da SRTE/MT 2011 Base legal da aprendizagem: Art. 7, inc. XXXIII da CF; Arts. 428 a 433

Leia mais

IRMÃOS RUSSI LTDA. Fundada em 1.963. 12 Lojas: 06 Jundiaí, 02 Várzea Paulista, 01 Campo Limpo Pta.,01 Vinhedo, 01 Franco da Rocha, 01 Itupeva.

IRMÃOS RUSSI LTDA. Fundada em 1.963. 12 Lojas: 06 Jundiaí, 02 Várzea Paulista, 01 Campo Limpo Pta.,01 Vinhedo, 01 Franco da Rocha, 01 Itupeva. IRMÃOS RUSSI LTDA. Fundada em 1.963 12 Lojas: 06 Jundiaí, 02 Várzea Paulista, 01 Campo Limpo Pta.,01 Vinhedo, 01 Franco da Rocha, 01 Itupeva. 9 Lojas funcionam 24h 2.300 Colaboradores Valores: lucro, com

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DOS DIREITOS SOCIAIS Art. 7 São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social:... XXXIII proibição

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO INSTRUÇÃO NORMATIVA N.º 97, DE 30 DE JULHO DE 2012 (D.O.U. de 31/07/2012 - Seção 1 - Págs. 73 a 75) Dispõe sobre a fiscalização das condições

Leia mais

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL

PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL A Centrais Elétricas de Carazinho S.A. - ELETROCAR, CNPJ nº. 88.446.034/0001-55, torna pública a realização de processo seletivo para o preenchimento de 04 (quatro) vagas

Leia mais

A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas. A Lei do Aprendiz

A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas. A Lei do Aprendiz A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas A Lei do Aprendiz Primeira Edição Novembro de 2007 LSA Social A Legislação Brasileira e a Responsabilidade Social das Empresas Lopes da

Leia mais

A quem se destina a aprendizagem industrial

A quem se destina a aprendizagem industrial Instituto da Aprendizagem Política pública de Estado, convergência de políticas de inserção do jovem no mercado de trabalho, resultado de ações multilaterais e internacionais de combate à exploração do

Leia mais

Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro

Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Rio de Janeiro COORDENAÇÃO GFIPATI Aprendizagem, Legislação e Prática: I - Cotas de Aprendizagem; II Cadastro Nacional de Aprendizagem; III Fiscalização

Leia mais

TURMA REGULAR SEMANAL Prof.: Otavio Calvet TRABALHO INFANTIL. Material disponibilizado pelo Professor:

TURMA REGULAR SEMANAL Prof.: Otavio Calvet TRABALHO INFANTIL. Material disponibilizado pelo Professor: Material disponibilizado pelo Professor: Tema: Trabalho infantil: caracterização, efeitos da contratação e penalidades. Doutrina da proteção integral da criança e do adolescente. Tratamento legal e constitucional.

Leia mais

LEI Nº 1 2 6 9. Capítulo I DAS RESPONSABILIDADES

LEI Nº 1 2 6 9. Capítulo I DAS RESPONSABILIDADES LEI Nº 1 2 6 9 SÚMULA: Institui o Programa Jovem Aprendiz no âmbito do Município de Renascença e dá outras providências. JOSÉ KRESTENIUK, Prefeito do Município de Renascença Estado Paraná, no uso das atribuições

Leia mais

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del5452compilado.htm CAPÍTULO IV DA PROTEÇÃO DO TRABALHO DO MENOR SEÇÃO I DISPOSIÇÕES GERAIS

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del5452compilado.htm CAPÍTULO IV DA PROTEÇÃO DO TRABALHO DO MENOR SEÇÃO I DISPOSIÇÕES GERAIS Fonte: DECRETO-LEI N.º 5.452, DE 1º DE MAIO DE 1943 http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del5452compilado.htm CAPÍTULO IV DA PROTEÇÃO DO TRABALHO DO MENOR SEÇÃO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 402.

Leia mais

ASSESPRO ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E Internet - RS

ASSESPRO ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E Internet - RS ASSESPRO ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, SOFTWARE E Internet - RS DESTAQUE E PROPOSTAS DE ALTERAÇÃO PARA O PROJETO DE LEI 993/07. Artigo 1º, 1º constante no PL 993: CAPITULO

Leia mais

Manual da. Aprendizagem versão para empresa

Manual da. Aprendizagem versão para empresa Manual da Aprendizagem versão para empresa Manual de Aprendizagem Elo Apoio Social e Ambiental Sumário Por quê oferecer oportunidades? O que é a Elo O que é Adolescente Aprendiz Como funciona o programa

Leia mais

MENOR APRENDIZ - Disposições Gerais

MENOR APRENDIZ - Disposições Gerais MENOR APRENDIZ - Disposições Gerais Art. 402 - Considera-se menor para os efeitos desta Consolidação o trabalhador de 14 (quatorze) até 18 (dezoito) anos. (Nova redação dada pela Lei nº 10097, de 19.12.2000

Leia mais

Contrato de aprendizagem tudo o que você. precisa e deve saber

Contrato de aprendizagem tudo o que você. precisa e deve saber precisa e deve saber Contrato de aprendizagem tudo o que você A aprendizagem 1 é a formação técnico-profissional ministrada segundo as diretrizes e bases da legislação de educação em vigor, implementada

Leia mais

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes Menor Aprendiz Perguntas Frequentes A aprendizagem é regulada pela CLT e passou por um processo de modernização com a promulgação das Leis nºs. 11.180/2005, 10.097/2008 e 11.788/2008. O Estatuto da Criança

Leia mais

A Nova Relação de Estágio

A Nova Relação de Estágio 1 A Nova Relação de Estágio *Rúbia Zanotelli de Alvarenga Sumário: 1. Do contrato de estágio; 2. Da parte concedente; 3. Do termo de compromisso; 4. Dos tipos de estágio; 5. Da limitação de estagiários;

Leia mais

A aprendizagem é regulada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no capítulo referente ao menor (do art. 424 ao art. 433)

A aprendizagem é regulada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no capítulo referente ao menor (do art. 424 ao art. 433) ASSINATURA DE CTPS MENOR cadastrada em: 02/10/09 14:23 APRENDIZAGEM Manual prático Sumário 1 - Introdução 2 - Obrigatoriedade de matricular e contratar aprendizes 3 - Matrícula em curso profissionalizante

Leia mais

MENOR ADOLESCENTE E APRENDIZAGEM ALTERAÇÕES DA CLT (*)

MENOR ADOLESCENTE E APRENDIZAGEM ALTERAÇÕES DA CLT (*) MENOR ADOLESCENTE E APRENDIZAGEM ALTERAÇÕES DA CLT (*) Sergio Pinto Martins (**) I INTRODUÇÃO 01. A Lei n. 10.097, de 19 de dezembro de 2000, deu nova redação a alguns artigos da CLT, tendo revogado outros

Leia mais

O Contrato de Aprendizagem (Lei nº 10.097/2000)

O Contrato de Aprendizagem (Lei nº 10.097/2000) JOSÉ HUMBERTO MAUAD FILHO ADVOGADO EM UBERABA ESPECIALISTA EM DIREITO E PROCESSO DO TRABALHO PUC-MINAS O Contrato de Aprendizagem (Lei nº 10.097/2000) 1. Introdução O contrato de aprendizagem é um contrato

Leia mais

ECA, 01/12/2005, - 21! 14 18 414 21, 5.598/05), 432 21, 1º,

ECA, 01/12/2005, - 21! 14 18 414 21, 5.598/05), 432 21, 1º, Esclarecimentos 1. Ao longo de todo o edital, é informado que o processo licitatório obedecerá integralmente a Lei Complementar nº 123/2006 (Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). Sugerimos a exclusão

Leia mais

APRENDIZAGEM aprendizagem

APRENDIZAGEM aprendizagem APRENDIZAGEM APRENDIZAGEM A aprendizagem é um instituto que cria oportunidades tanto para o aprendiz quanto para as empresas, pois prepara o jovem para desempenhar atividades profissionais e ter capacidade

Leia mais

Manual do Jovem Aprendiz

Manual do Jovem Aprendiz Manual do Jovem Aprendiz Seja bem-vindo ao Manual Jovem Aprendiz! Aqui você encontra todas as informações sobre a estrutura e o funcionamento do Programa Jovem Aprendiz CIEDS. Esperamos que, com este

Leia mais

LEI Nº 9.601, DE 21 DE JANEIRO DE 1998. Dispõe sobre o contrato de trabalho por prazo determinado e dá outras providências

LEI Nº 9.601, DE 21 DE JANEIRO DE 1998. Dispõe sobre o contrato de trabalho por prazo determinado e dá outras providências LEI Nº 9.601, DE 21 DE JANEIRO DE 1998 Dispõe sobre o contrato de trabalho por prazo determinado e dá outras providências (Alterada pela MP Nº 2.076-35/27.03.2001, MP Nº 2.164-41/24.08.2001 já inserida

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO E PROCESSO SELETIVO PROGRAMA ADOLESCENTE APRENDIZ

EDITAL DE INSCRIÇÃO E PROCESSO SELETIVO PROGRAMA ADOLESCENTE APRENDIZ A Chocolates Garoto S/A compreendendo a importância do Programa de Aprendizagem abre inscrições para filhos(as), irmãos(ãs), sobrinhos(as), primos(as) e comunidade indicada por seus colaboradores e prestadores

Leia mais

RESOLUÇÃO N, DE DE DE 2011

RESOLUÇÃO N, DE DE DE 2011 RESOLUÇÃO N, DE DE DE 2011 Dispõe sobre o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito do Ministério Público da União e do Estados O CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO, no exercício das atribuições conferidas

Leia mais

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008

Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PERNAMBUCO Curso de Comunicação Social Publicidade e Propaganda Ética e Legislação em Publicidade e Propaganda Profª. Cláudia Holder Nova Lei de Estágio (Lei nº 11.788/08) Lei

Leia mais

T E R M O A D I T I V O VIGÊNCIA: 1º/02/2012 A 31/01/2013

T E R M O A D I T I V O VIGÊNCIA: 1º/02/2012 A 31/01/2013 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO que entre si celebram, de um lado, representando a categoria profissional, o SINDICATO DOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS SAAE/MG,

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa MENOR APRENDIZ O QUE ÉPRECISO SABER PARA CONTRATAR MENOR APRENDIZ 1) O que é aprendizagem? Segundo definição do ECA, aprendizagem é a formação técnico profissional

Leia mais

13.M- MENORES APRENDIZES:

13.M- MENORES APRENDIZES: 13.M- MENORES APRENDIZES: INSTRUÇÃO NORMATIVA MPS/SRP Nº 20, DE 11 DE JANEIRO DE 2007 - DOU DE 16/01/2007 Altera a Instrução Normativa MPS/SRP nº 3, de 14 de julho de 2005. O Secretário da Receita Previdenciária

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.180, DE 23 DE SETEMBRO DE 2005. Institui o Projeto Escola de Fábrica, autoriza a concessão de bolsas de permanência a estudantes

Leia mais

O PRINCÍPIO DA PROTEÇÃO INTEGRAL E O TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO BRASIL

O PRINCÍPIO DA PROTEÇÃO INTEGRAL E O TRABALHO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NO BRASIL JOSÉ ROBERTO DANTAS Juiz Titular da 1ª Vara do Trabalho de Presidente Prudente-SP (TRT da 15ª Região). Mestre em Direito das Relações Sociais (subárea Direito do Trabalho) pela Pontifícia Universidade

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 01/2015 A Prefeitura Municipal de Jaboticabal, Estado de São Paulo, através do Centro de Integração Empresa Escola - CIEE e com autorização do Prefeito Municipal Exmo. Srº

Leia mais

Secretaria Municipal de Participação e Parceria PMSP. Cartilha de Aprendizagem

Secretaria Municipal de Participação e Parceria PMSP. Cartilha de Aprendizagem Secretaria Municipal de Participação e Parceria PMSP Cartilha de Aprendizagem SUMÁRIO 05 06 07 08 11 12 14 14 16 17 Boas-vindas ao Programa Aprendiz Introdução Legislação Entidades Certificadoras O Programa

Leia mais

Aprendizagem Profissional e os desafios da Portaria MTE nº 723/2012.

Aprendizagem Profissional e os desafios da Portaria MTE nº 723/2012. Aprendizagem Profissional e os desafios da Portaria MTE nº 723/2012. Rozangela Borota Teixeira III Encontro Nacional de Técnicos da FEBRAEDA Campinas, 24 de agosto de 2012. 1 Aprendizagem Profissional

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização.

Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização. Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização. O Direito do Trabalho não se preocupa apenas e tão somente com as relações entre empregado e empregador. Sua abrangência

Leia mais

AÇÃO DO FOBAP Um novo Cenário para Aprendizagem

AÇÃO DO FOBAP Um novo Cenário para Aprendizagem AÇÃO DO FOBAP Um novo Cenário para Aprendizagem Auditório do SENAT PITUBA - 07/junho/2010 ECA - Lei 8069/90 Lei 10097/2000 Lei da Aprendizagem Lei 11.180/2005 alterou art. 428 CLT faixa etária Decreto

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D - 19 PERÍODO: 5 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO I NOME DO CURSO: DIREITO 2.

1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D - 19 PERÍODO: 5 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO I NOME DO CURSO: DIREITO 2. 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D - 19 PERÍODO: 5 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO I NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 Introdução

Leia mais

A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego.

A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego. 1 Aula 02 1 Contrato individual de trabalho A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego. 1.1 Conceito O art. 442, caput,

Leia mais

CONCURSOS 2010 DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

CONCURSOS 2010 DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CONCURSOS 2010 DIREITO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 21ª REGIÃO 1. Dois jovens, com 12 anos de idade, mediante o expresso consentimento dos seus pais, prestaram serviços

Leia mais

DA REMUNERAÇÃO DO APRENDIZ

DA REMUNERAÇÃO DO APRENDIZ DA REMUNERAÇÃO DO APRENDIZ Inteligência da expressão condição mais favorável, inscrita no 2º do artigo 428 da CLT, e reproduzida no artigo 17 do Decreto nº 5.598/2005. O Decreto nº 5.598/2005, que regulamenta

Leia mais

Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz

Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz Tire suas dúvidas sobre a Lei do Aprendiz 1-O que é um aprendiz? É um adolescente/jovem que tem que entre 14 e 24 anos de idade e que esteja matriculado em um Programa de Aprendizagem numa ONG, Escola

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 2.942, DE 2011 (Da Sra. Flávia Morais)

PROJETO DE LEI N.º 2.942, DE 2011 (Da Sra. Flávia Morais) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 2.942, DE 2011 (Da Sra. Flávia Morais) Cria o Programa Federal de Incentivo ao Trabalho Educativo - PROJOVEM para assegurar estágio remunerado. DESPACHO: ÀS COMISSÕES

Leia mais

LAY OFF LEGISLAÇÃO encontra-se transcrito todo o texto, posto que pertinente. Ao final de cada item,

LAY OFF LEGISLAÇÃO encontra-se transcrito todo o texto, posto que pertinente. Ao final de cada item, LAY OFF LEGISLAÇÃO O Lay Off encontra-se definido por legislação específica. Seguem os três itens legislativos a serem considerados, sendo que, nos casos dos itens 1 e 3, respectivamente o artigo 476-A

Leia mais

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora FÁTIMA CLEIDE I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2009. RELATORA: Senadora FÁTIMA CLEIDE I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2009 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 226, de 2003, do Senador GERSON CAMATA, que altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT),

Leia mais

APRENDIZAGEM: Capacitação para Pedagogos

APRENDIZAGEM: Capacitação para Pedagogos MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO APRENDIZAGEM: Capacitação para Pedagogos Neli Andonini Procuradora Regional do Trabalho - MPT Matheus Florencio Rodrigues Assessor Jurídico - INAMARE ART. 227, CAPUT DA CONSTITUIÇÃO

Leia mais

Processo PGT/CCR/ICP/Nº 7698/2014

Processo PGT/CCR/ICP/Nº 7698/2014 Processo PGT/CCR/ICP/Nº 7698/2014 Câmara de Coordenação e Revisão Origem: PRT 8ª Região Interessados: 1. MPT PRT/8ª - PTM. 2. Elite Serviços de Segurança LTDA Assunto: Exploração do Trabalho da Criança

Leia mais

ANALISTA TRT E TST Direito do trabalho Leone Pereira 11/09/2012 Aula 12 Modulo I RESUMO SUMÁRIO

ANALISTA TRT E TST Direito do trabalho Leone Pereira 11/09/2012 Aula 12 Modulo I RESUMO SUMÁRIO ANALISTA TRT E TST Direito do trabalho Leone Pereira 11/09/2012 Aula 12 Modulo I RESUMO SUMÁRIO 1. Continuação: Terceirização 1.1. Terceirização na Administração Pública 1.1.1. Terceirização Lícita na

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DEPARTAMENTO DE PESSOAL

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DEPARTAMENTO DE PESSOAL Copia Controlada nº Código: RHP07 V05 Emissão: 30/05/2012 Folha: 1/18 MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Registro de Ponto Copia Controlada nº Código: RHP07 V05 Emissão: 30/05/2012 Folha: 2/18 1 Conteúdo

Leia mais

Lei nº, DE DE DE. Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX

Lei nº, DE DE DE. Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX Lei nº, DE DE DE Institui o Programa Adolescente Aprendiz no âmbito da Administração Pública direta, autárquica e fundacional do Município de XXX Art. 1. Fica instituído, no âmbito do Município de XXX

Leia mais

A APRENDIZAGEM PROFISSIONAL, A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E O SINASE

A APRENDIZAGEM PROFISSIONAL, A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E O SINASE A APRENDIZAGEM PROFISSIONAL, A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E O SINASE O que é aprendizagem? Aprendizagem é o instituto destinado à formação técnico-profissional metódica de adolescentes e jovens, desenvolvida

Leia mais

JOVEM APRENDIZ: DIREITOS TRABALHISTAS/POSSIBILIDADES DE INGRESSO NO SELETIVO MERCADO DE TRABALHO

JOVEM APRENDIZ: DIREITOS TRABALHISTAS/POSSIBILIDADES DE INGRESSO NO SELETIVO MERCADO DE TRABALHO JOVEM APRENDIZ: DIREITOS TRABALHISTAS/POSSIBILIDADES DE INGRESSO NO SELETIVO MERCADO DE TRABALHO Nilva Aparecida Quirino Kubaski; Paula Maria Ayres Carneiro; Rosenéia Macan; Thais Regina Dias Gering Professora

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LINS Estado de São Paulo

CÂMARA MUNICIPAL DE LINS Estado de São Paulo 03 SN PUBLICAÇÃO nº 164/14 PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO nº 08/14 (De autoria da Mesa Administrativa) Autoriza o Presidente da Câmara a firmar Convênio com o Centro de Integração Empresa-Escola CIEE.

Leia mais

RELAÇÕES DE TRABALHO LATO SENSU

RELAÇÕES DE TRABALHO LATO SENSU RELAÇÕES DE TRABALHO LATO SENSU O trabalhador temporário é pessoa física contratada por empresa de trabalho temporário, para prestar serviços pessoalmente e mediante salário e subordinação, a empresa tomadora

Leia mais

Roseli Nieto Piovezan Del. Reg. Trab. no Est. S. Paulo Seção de Fiscalização do Trabalho HISTÓRICO

Roseli Nieto Piovezan Del. Reg. Trab. no Est. S. Paulo Seção de Fiscalização do Trabalho HISTÓRICO APRENDIZAGEM PROFISSIONAL APRESENTAÇÃO A partir da necessidade de efetivar o Programa de Aprendizagem nos novos moldes da Lei 10097, de 19.12.2000, de forma clara, objetiva e eficaz em todo o Estado de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, DE 1º DE SETEMBRO DE 1997. Art. 1º Baixar as seguintes instruções a serem observadas pela Fiscalização do Trabalho.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, DE 1º DE SETEMBRO DE 1997. Art. 1º Baixar as seguintes instruções a serem observadas pela Fiscalização do Trabalho. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, DE 1º DE SETEMBRO DE 1997 Dispõe sobre a fiscalização do trabalho nas empresas de prestação de serviços a terceiros e empresas de trabalho temporário. O MINISTRO DE ESTADO DE

Leia mais

Lei da Aprendizagem 10.097/2000. Visite nosso site: www.cepro.org.br

Lei da Aprendizagem 10.097/2000. Visite nosso site: www.cepro.org.br Lei da Aprendizagem 10.097/2000 Visite nosso site: www.cepro.org.br HISTÓRICO DO CENTRO PROFISSIONALIZANTE RIO BRANCO 1946 1997 Lar Escola Rotary (LER)- uma escola rural Mudança do nome para Centro de

Leia mais

DA INTERPRETAÇÃO EQUIVOCADA DA COTA DE MENOR APRENDIZ POR PARTE DAS DELEGACIAS REGIONAIS DO TRABALHO E MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO.

DA INTERPRETAÇÃO EQUIVOCADA DA COTA DE MENOR APRENDIZ POR PARTE DAS DELEGACIAS REGIONAIS DO TRABALHO E MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. DA INTERPRETAÇÃO EQUIVOCADA DA COTA DE MENOR APRENDIZ POR PARTE DAS DELEGACIAS REGIONAIS DO TRABALHO E MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. *Por Ronaldo Silva Dias Junior O presente artigo trata da interpretação

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO Autora: Idinéia Perez Bonafina Escrito em julho/2015 DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO 1. DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO O presente artigo abordará os direitos do trabalhador

Leia mais

1999pet06-FGA ILMA. SENHORA DELEGADA REGIONAL DO TRABALHO, SRA. ELIZABETH MAROJA B. E SILVA.

1999pet06-FGA ILMA. SENHORA DELEGADA REGIONAL DO TRABALHO, SRA. ELIZABETH MAROJA B. E SILVA. 1999pet06-FGA ILMA. SENHORA DELEGADA REGIONAL DO TRABALHO, SRA. ELIZABETH MAROJA B. E SILVA. SINDICATO DOS ESTABELECIMENTOS PARTICULARES DE ENSINO DO DISTRITO FEDERAL -SINEPE/DF, entidade sindical com

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA PETROBRAS JOVEM APRENDIZ

PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA PETROBRAS JOVEM APRENDIZ PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA PETROBRAS JOVEM APRENDIZ A Sociedade de Estudos Múltiplos, Ecológica e de Artes Sociedade Semear, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de

Leia mais

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO Índice 1. Outros Tipos de Contratos de Trabalho...3 1.1. Trabalho Rural... 3 1.2. Estagiário... 4 1.3. Trabalho Temporário... 5 1.4.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual,

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso da atribuição que lhe confere o artigo 91, inciso III, da Constituição Estadual, DECRETO N.º 2299 R, DE 15 DE JULHO DE 2009. (Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial de 16/07/2009) Regulamenta o estágio estudantil no âmbito do Poder Executivo Estadual e dá outras providências.

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 067, DE 2011

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 067, DE 2011 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 067, DE 2011 Regulamenta o exercício das profissões de transcritor e de revisor de textos em braille. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Na produção de textos no sistema

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 62 DE 26 DE SETEMBRO DE 2013 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sua 45ª Reunião Ordinária, realizada no dia 26 de setembro de 2013, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

Manual de Orientações às Empresas

Manual de Orientações às Empresas Manual de Orientações às Empresas Aprendizagem Profissional Comercial em Serviços Administrativos em Instituições de Saúde Carga horária: 1.333 horas Fevereiro 2014 Fls: [ 1 ] / [ 14] Prezado(a) Senhor(a)

Leia mais

PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO

PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO Análise acerca das últimas discussões sobre o Projeto de Lei 4330, que regula o contrato de prestação de serviços terceirizados e as relações de trabalho

Leia mais

Breves anotações a respeito das alterações promovidas pela Lei n. 10.097/2000 no contrato de aprendizagem

Breves anotações a respeito das alterações promovidas pela Lei n. 10.097/2000 no contrato de aprendizagem Breves anotações a respeito das alterações promovidas pela Lei n. 10.097/2000 no contrato de aprendizagem Tárcio José Vidotti ( * ) 1. A formação técnico-profissional; 2. O modelo nacional de educação;

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora à vencer as barreiras internacionais.

Leia mais

O MENOR APRENDIZ E O CONTRATO DE APRENDIZAGEM

O MENOR APRENDIZ E O CONTRATO DE APRENDIZAGEM O MENOR APRENDIZ E O CONTRATO DE APRENDIZAGEM José Eduardo Cardoso Cheres Graduado em Direito Fadipa Professor de Direito do Trabalho e Direito Previdenciário Pós-graduado em Direito do Trabalho Faculdade

Leia mais

RESOLUÇÃO N 1600/2015 1

RESOLUÇÃO N 1600/2015 1 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO RESOLUÇÃO N 1600/2015 1 REGULAMENTA O PROGRAMA DE APRENDIZAGEM NO ÂMBITO DA JUSTIÇA ELEITORAL DE MATO GROSSO. O TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MATO GROSSO, por

Leia mais

NOME: MATRÍCULA: CURSO: SEMESTRE: UNIDADE: ENTREGA / / - PRAZO LIMITE AV1. 1ª ATIVIDADE:

NOME: MATRÍCULA: CURSO: SEMESTRE: UNIDADE: ENTREGA / / - PRAZO LIMITE AV1. 1ª ATIVIDADE: MATRÍCULA: CURSO: SEMESTRE: UNIDADE: ENTREGA / / - PRAZO LIMITE AV1. 1ª ATIVIDADE: Pesquisar um tema referente a matéria na biblioteca e redigir um artigo nos termos da ABNT. Obs.: tema livre; obrigatória

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO

CONTRATO DE TRABALHO 7 Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p CONTRATO DE TRABALHO Contrato Individual de Trabalho o negócio jurídico pelo qual uma pessoa física se obriga, mediante remuneração, a prestar

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA

1. IDENTIFICAÇÃO 2. EMENTA 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D - 19 PERÍODO: 6 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO I NOME DO CURSO: PEDAGOGIA 2. EMENTA Introdução

Leia mais

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013.

ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013. ATO DO 1º SECRETÁRIO Nº 2, DE 2013. Regulamenta o controle do cumprimento da jornada e do horário de trabalho pelos servidores do Senado Federal, nos termos do Ato da Comissão Diretora nº 7, de 2010. O

Leia mais