novo portal de turismo Instituto de Turismo de Portugal

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "novo portal de turismo Instituto de Turismo de Portugal"

Transcrição

1 o portal de turismo à conquista de mais e melhores turistas

2 novo portal de turismo ú

3 novo portal de turismo ú

4 o projecto enquadramento envelhecimento natural, 7 anos depois do seu lançamento 2001 / 2002 marca o momento em que a generalidade dos NTO s europeus lançam novos sistemas de informação emergem novas soluções de infra-estruturas computacionais, de modelos funcionais e de arquitectura tecnológica os paradigmas tradicionais dos conteúdos e da sua divulgação mudam interactividade com o papel activo na posse do receptor informação em tempo real individualização absoluta de alvos o plano de desenvolvimento do turismo prevê a construção de um novo portal de turismo de Portugal

5 o projecto missão um novo portal de turismo que promova e divulgue a oferta de Portugal como destino turístico de qualidade que induza mais e melhores turistas que seja uma referência internacional no âmbito dos sites de promoção turística Devendo constituir-se como um instrumento de marketing indispensável, alinhado com a estratégia nacional de promoção, estar dotado de uma imagem e linha editorial consistentes e abordar os clientes de forma segmentada e dinâmica. reposicionar a presença de Portugal na web

6 o projecto metodologia concepção construção definição do modelo e contexto estratégico elaboração de caderno de encargos visando a construção desenvolvimento da plataforma tecnológica (após concurso público internacional) produção de conteúdos (textos e imagens), análise e actualização das bases de dados existentes, etc...

7 Este documento éconfidencial e não pode ser reproduzido sem autorização prévia da Cap Gemini Ernst & YoungPortugal, Serviços de Consultoria e Informática, SA Este documento éconfidencial e não pode ser reproduzido sem autorização prévia da Cap Gemini Ernst & Young Portugal, Serviços de Consultoria e Informática, SA Este documento éconfidencial e não pode ser reproduzido sem autorização prévia da Cap Gemini Ernst & YoungPortugal, Serviços de Consultoria e Informática, SA Este documento éconfidencial e não pode ser reproduzido sem autorização prévia da Cap Gemini Ernst & YoungPortugal, Serviços de Consultoria e Informática, SA Este documento éconfidencial e não pode ser reproduzido sem autorização prévia da Cap Gemini Ernst & Young Portugal, Serviços de Consultoria e Informática, SA novo portal nacional de turismo o projecto metodologia principais milestones e números do projecto concepção que portal? Da conjugação destes 2 factores, a CGE&Y identificou 4 segmentos de turistas, por país potencial emissor para Portugal, a serem abordados pelo Portal diferenciadamente Segmentos de turistas por países potenciais emissores para Portugal O aproveitamento deste potencial turístico, requer da gestão do portal a garantia de oferta das funcionalidades e conteúdos de qualidade, que aliados a uma abordagem de negócio sistemática, assegurarão uma promoção eficaz Principais requisitos para o aproveitamento do potencial turístico de Portugal contexto estratégico de promoção turística modelo do portal e-brand e webdesign caderno de encargos Mercados com maior potencial de desenvolvimento Mais de 15% dos turistas entrados em 2001 Mercados prioritários/ de aposta para a Promoção Turística Conhecimento básico sobre Portugal Mercados com elevada expressão mundial no sector Mais de 3% dos turistas entrados em 2001 Apenas alguns dos mercados são estratégicos para a Promoção Turística Elevado desconhecimento sobre Portugal Fonte: DGT; Análise CGE&Y Proximidade - Mercados próximos com pouca expressão turística em Portugal EUA Canadá (...) Rússia Rep. Coreia China Itália Bélgica Holanda Polónia Rep. Checa Japão (...) Suécia Mercados de longa distância e reduzida afinidade com Portugal - Afinidade Cap Gemini Ernst & Young Reino Unido França Grandes mercados emissores Alemanha Comunidades de Emigrantes Brasil Espanha (...) Mercados de longa distância com afinidade cultural e linguística 4 maiores mercados emissores Mais de 80% dos turistas entrados Mercados estratégicos para a Promoção Turística em 2001 Conhecimento alargado sobre Portugal Elevado conhecimento sobre os seus segmentos em Portugal Mercados com elevado potencial de desenvolvimento Mais de 1% dos turistas entrados em 2001 Conhecimento alargado sobre Portugal Negócio Manutenção das bases de dados e de conteúdos multimedia regular Apresentação no portal de produtos turísticos comercialmente víáveis (facilidade de compra/ reserva através de uma agência / operador turístico) Sustentação da qualidade editorial do portal através da garantia da base de recursos internos/externos Acompanhamento regular das estatísticas comportamentais dos turistas (ajustamento contínuo dos conteúdos) O conceito criativo é uma representação evocativa do conceito de Selling Mercados prioritários para a Proposition. Tem como missão comunicar os valores do ebrand e as Promoção Turística mensagens mais importantes a transmitir no site Conceito Criativo e Mensagens Principais Acordo/ concertação entre as diferentes áreas promocionais para actividade promocional cruzada Fonte: Análise CGE&Y Requisitos 2003 Cap Gemini Ernst & Young Técnicos Fotografias de qualidade Mapas interactivos Tempos de deslocação entre pontos de interesse apresentados (ferramenta de cálculo de percursos e tempos associados) Textos simples e apelativos para o enquadramento dos produtos turísticos Possibilidade de partilha de experiências de turistas passadas em Portugal Janeiro Agosto 2003 Icep + Capgemini 17 pessoas (core, 5) 5 workshops, 8 reuniões de trabalho 1 guia estratégico 1 guia e-brand/webdesign Bonitas paisagens Os requisitos tecnológicos base do Portal estão organizados em três Tempo livre componentes principais: concepção e organização da solução tecnológica, requisitos de tecnologia e requisitos operacionais Operação funcional Operação técnica Informação de gestão Testes de aceitação Fonte: Metodologia CGE&Y Requisitos da Solução Tecnológica Operacionais Concepção e organização da solução REQUISITOS TECNOLÓGICOS Tecnologia Para as audiências potenciais do site, Portugal possui o encanto de um país pequeno da Europa Ocidental Todo o site, conteúdos e design, deverá expressar formas autenticas de aproveitar os pequenos prazeres da vida como: Arquitectura Componentes Aberto e extensível Escalabilidade Disponibilidade Performance Usabilidade Documentação Amizade, hospitalidade Sorrisos e divertimento Música Bom tempo Gastronomia Multi língua Terminais Conteúdos Perfilagem e personalização Segurança 2003 Cap Gemini Ernst & Young O desenvolvimento do portal do ICEP requer um conjunto de acções nas vertentes de sourcing / parcerias, redefinição estratégica da promoção online e organizacionais em complemento à realização de um concurso tecnológico Creative Concept: The Authenticity of Portugal Acções... Tecnológicas / técnicas Sourcing de conteúdos/ parcerias Estratégia de Promoção Turística online Organizacionais Set.03 Programa de Acção para o desenvolvimento do futuro Portal Concurso tecnológico Revisão dos protocolos de colaboração Aquisição de fotos, mapas, etc. Extensão de parcerias conteúdos Experiências segmentadas Reforço da equipa de edição de conteúdos Criação de equipa de gestão de conteúdos e parcerias 4º trimestre 03 1º trimestre 04 2º trimestre 04 (...) Nova plataforma tecnológica Novo layout gráfico e de usabilidade Actualização dos conteúdos actuais Melhoria da base de conteúdos Qualificação de conteúdos Avaliação capacidades transaccionais de parceiros Formatação de conteúdos segmentados Funcionalidades avançadas (ex. memória) Interfaces aplicacionais com parceiros Migração de conteúdos actuais Parcerias transaccionais com agentes turísticos Produtos turísticos acordados com operadores e agentes turísticos Criação de equipa de CRM e helpdesk a turistas, agentes e operadores Edição de conteúdos móveis Parcerias transaccionais com operadores turísticos Links transaccionais a sites de agentes e operadores turísticos Monitorização da qualidade das capacidades transaccionais e do serviço online Monitorização da qualidade das capacidades transaccionais e do serviço online Revisão contínua das experiências em função das características dos segmentos (produtos, ciclo de aquisição, tipo de turistas, etc.) Revisão contínua dos produtos turísticos com operadores internacionais e agentes turísticos Cap Gemini Ernst & Young Cap Gemini Ernst & Young

8 o projecto metodologia principais milestones e números do projecto concepção aquisição portal de turismo que portal? quem faz? avaliação - gráfico comparativo da classificação avaliação - gráfico comparativo da classificação contexto estratégico de promoção turística modelo do portal e-brand e webdesign caderno de encargos elaboração de critérios de selecção processo formal Concurso Público Int l. selecção do integrador negociação e contratação nº proposta: 1 concorrente: Accenture ) * ( portal de turismo " # " "! + " # % % " # ) # # Janeiro Agosto 2003 Icep + Capgemini Setembro 2003 Fevereiro 2004 Icep / ITP + Capgemini 17 Pontos fortes Completa cobre todos os requisitos Pacote de produtos Microsoft quase completo Metodologia sólida Boa equipa Referências muito fortes Pontos fracos Não apresenta a inovação que seria expectável O esforço pode estar algo subestimado equipa menor que a de propostas comparáveis &''!! % %! " $ * % " # " & ' (" # ) %! " # % "! " # " $! # # $!! 17 pessoas (core, 5) 5 workshops, 8 reuniões de trabalho 1 guia estratégico 1 guia e-brand/webdesign 5 pessoas 9 sessões públicas 64 reuniões 1 contrato Comentário Proposta de muito bom nível - completa e sólida. Parcerias e referências bastante relevantes. Considerada a melhor proposta, pela sua consistência global 1º 19

9 o projecto metodologia principais milestones e números do projecto concepção aquisição construção que portal? quem faz? executar contexto estratégico de promoção turística modelo do portal e-brand e webdesign caderno de encargos elaboração de critérios de selecção processo formal Concurso Público Int l. selecção do integrador negociação e contratação construir plataforma técnica produzir conteúdos identificar, adquirir / fazer e formatar imagens construir rede de parcerias Janeiro Agosto 2003 Icep + Capgemini Setembro 2003 Fevereiro 2004 Icep / ITP + Capgemini Março Novembro 2004 ITP + Capgemini + Accenture 17 pessoas (core, 5) 5 workshops, 8 reuniões de trabalho 1 guia estratégico 1 guia e-brand/webdesign 5 pessoas 9 sessões públicas 64 reuniões 1 contrato > 40 pessoas 17 reuniões de análise, 12 de conteúdos, 14 com parceiros, 15 de seguimento, 33 de direcção de projecto plataforma e conteúdos

10 o projecto metodologia principais milestones e números do projecto concepção aquisição construção operação que portal? quem faz? executar utilizar contexto estratégico de promoção turística modelo do portal e-brand e webdesign caderno de encargos elaboração de critérios de selecção processo formal Concurso Público Int l. selecção do integrador negociação e contratação construir plataforma técnica produzir conteúdos identificar, adquirir / fazer e formatar imagens construir rede de parcerias adaptar a campanhas globais promoção para segmentos chave promoção de novos produtos interacção com o o sector privado Janeiro Agosto 2003 Icep + Capgemini Setembro 2003 Fevereiro 2004 Icep / ITP + Capgemini Março Novembro 2004 ITP + Capgemini + Accenture Dezembro pessoas (core, 5) 5 workshops, 8 reuniões de trabalho 1 guia estratégico 1 guia e-brand/webdesign 5 pessoas 9 sessões públicas 64 reuniões 1 contrato > 40 pessoas 17 reuniões de análise, 12 de conteúdos, 14 com parceiros, 15 de seguimento, 33 de direcção de projecto plataforma e conteúdos 10 pessoas desenvolvimento efectivo de CRM

11 novo portal nacional de turismo alguns números do projecto construção em 6 meses equipa conjunta de 45 pessoas textos produzidos (função das 4 línguas de arranque) selecção e tratamento de imagens migração de registos colaboração de 6 ARPT s, ANRET, RT s, DGT, IPM, ICN, IEP,... investimento de 3,0 milhões de euros (a 3 anos)

12 novo portal nacional de turismo

13 factores chave do sucesso capacidade de cativar o utilizador responde às expectativas do utilizador permite a concretização das opções apresentadas faz cross-selling promoção da marca Portugal através de uma plataforma única

14 novo portal de turismo ú

15 o resultado - um dos melhores portais de turismo do mundo Porquê?

16 o portal surpreende e cativa porque... projecta uma imagem forte que capta, pela forma, atitude, e conteúdos o top of mind do visitante e, por consequência, qualifica de forma positiva o destino Portugal

17 o portal convence e satisfaz o utilizador porque... tem os conteúdos e as imagens para dar, primeiro, boa resposta às expectativas e anseios do visitante e, segundo, para a construção de uma experiência turística completa, incluindo o desconhecido

18 o portal concretiza porque... possui inteligência para saber organizar os conteúdos de interesse para o visitante e ferramentas para suportar o planeamento, concretização e a própria realização da visita a Portugal

19 o portal responde muito bem, porque... é agradável, fácil, profundo, sólido e rápido, quer na sua velocidade de apresentação das páginas, como na rapidez com que permite encontrar os conteúdos interessantes ao visitante

20 o portal posiciona Portugal porque... tem a flexibilidade e a capacidade para servir e executar as estratégias definidas para a promoção turística, na definição de conteúdos, na segmentação e na obtenção de informação sobre o perfil dos seus visitantes

21 um portal para o século XXI

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 0 9 A TURIHAB Associação do Turismo de Habitação, em 2009, desenvolverá as suas acções em três vertentes fundamentais: a Internacionalização através do

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

Começar Global e Internacionalização

Começar Global e Internacionalização Começar Global e Internacionalização Artur Alves Pereira Assessor do Conselho de Administração, AICEP Portugal Global Fevereiro 06, 2014 1 A aicep Portugal Global Missão. A aicep Portugal Global é uma

Leia mais

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 0 7 Para TURIHAB e para os Solares de Portugal, 2007 será o ano da Internacionalização. Com a certificação dos Solares de Portugal com a ERS3001TER e a

Leia mais

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 1 0 A TURIHAB Associação do Turismo de Habitação, em 2010, desenvolverá as suas acções em quatro vertentes fundamentais: Organização do Turismo de Habitação

Leia mais

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA

AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA AGENDA 21 LOCAL CONDEIXA-A-NOVA PLANO DE COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO Deliverable 4 Fase 2 Novembro 2008 1 P á g i n a Índice 1. Objectivos... 3 2. Públicos-alvo... 4 3. Estratégia de Comunicação... 5 3.1

Leia mais

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas

Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Programas Operacionais e Sistemas de Incentivos às Empresas Da União Europeia vão chegar até 2020 mais de 20 mil milhões de euros a Portugal. Uma pipa de massa, nas palavras do ex-presidente da Comissão

Leia mais

Diagnóstico de Competências para a Exportação

Diagnóstico de Competências para a Exportação Diagnóstico de Competências para a Exportação em Pequenas e Médias Empresas (PME) Guia de Utilização DIRECÇÃO DE ASSISTÊNCIA EMPRESARIAL Departamento de Promoção de Competências Empresariais Índice ENQUADRAMENTO...

Leia mais

Evolução Histórica das Campanhas

Evolução Histórica das Campanhas Evolução Histórica das Campanhas Campanha Internacional de Turismo (1994-2011) 1994-1995-1996-1997 Assinatura: Portugal The thrill of discovery. Objectivos: Reposicionar Portugal como destino turístico

Leia mais

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 2006-2015 Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 Portugal 2015 Portugal 2015 - Metas 2005 2015 Douro Douro Oeste Oeste Serra da Estrela Serra da Estrela Alqueva Litoral Alentejano Litoral Alentejano

Leia mais

1 Descrição sumária. Varajão, Santana, Cunha e Castro, Adopção de sistemas CRM nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011 1

1 Descrição sumária. Varajão, Santana, Cunha e Castro, Adopção de sistemas CRM nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011 1 Adopção de sistemas CRM nas grandes empresas portuguesas João Varajão 1, Daniela Santana 2, Manuela Cunha 3, Sandra Castro 4 1 Escola de Ciências e Tecnologia, Departamento de Engenharias, Universidade

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural

MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural I Seminário sobre Turismo Rural e Natureza Diferenciar o Produto, Qualificar a Oferta, Internacionalizar o Sector MODELOS INTEGRADOS DE COMERCIALIZAÇÃO DA OFERTA: a Central de Reservas Portugal Rural TÂNIA

Leia mais

Estratégia para os Sistemas e Tecnologias de Informação

Estratégia para os Sistemas e Tecnologias de Informação Estratégia para os Sistemas e Tecnologias de Informação A transcrição ou reprodução deste documento não é permitida sem a prévia autorização escrita do IGIF PRINCIPAIS MENSAGENS O IGIF, na vertente SI,

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas Porto, 28 de Janeiro de 2014 Índice 1. Enquadramento 2. A aicep Portugal Global 3. Produtos e serviços AICEP Enquadramento Enquadramento

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL

21º Congresso Quantificar o Futuro. Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL 21º Congresso Quantificar o Futuro Venture Lounge 23 e 24 de Novembro - CCL Programa Data Hora Actividade 23/Nov. 11:30 Inauguração Oficial Innovation Lounge Visita efectuada ao Venture Lounge por Sua

Leia mais

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos 2012 1 2 Sobre a COSEC O que é o Seguro de Créditos

Leia mais

VINIPORTUGAL. Associação Interprofissional para a Promoção dos Vinhos de Portugal PLANO OPERACIONAL 2012. Programação das acções

VINIPORTUGAL. Associação Interprofissional para a Promoção dos Vinhos de Portugal PLANO OPERACIONAL 2012. Programação das acções VINIPORTUGAL Associação Interprofissional para a Promoção dos Vinhos de Portugal PLANO OPERACIONAL 2012 Programação das acções Dezembro de 2011 Novembro 2011 1/6 OBJECTIVOS OPERACIONAIS E ACÇÕES 1. Objectivos

Leia mais

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NIP: Nº DO RELATÓRIO: DENOMINAÇÃO DA EMPRESA: EQUIPA AUDITORA (EA): DATA DA VISITA PRÉVIA: DATA DA AUDITORIA: AUDITORIA DE: CONCESSÃO SEGUIMENTO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012

Apoio à Internacionalização. CENA 3 de Julho de 2012 Apoio à Internacionalização CENA 3 de Julho de 2012 Enquadramento Enquadramento Comércio Internacional Português de Bens e Serviços Var. 13,3% 55,5 68,2 57,1 73,4 48,3 60,1 54,5 66,0 67,2 61,7 Exportação

Leia mais

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA

PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA PRIMAVERA BUSINESS SOFTWARE SOLUTIONS, SA Introdução Nesta edição do Catálogo de Serviços apresentamos os vários tipos de serviços que compõe a actual oferta da Primavera na área dos serviços de consultoria.

Leia mais

ANA AEROPORTOS REDES DE CONHECIMENTO

ANA AEROPORTOS REDES DE CONHECIMENTO PARTILHAR PARTILHAR ANA AEROPORTOS REDES DE CONHECIMENTO A ORGANIZAÇÃO O sector da aviação civil, dada a sua natureza, está sujeito a regulamentação internacional, europeia e nacional, que regula e uniformiza

Leia mais

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação

Conteúdo. - Apresentação da empresa. - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação. - Processo de implementação COTEC 2010/10/19 Conteúdo - Apresentação da empresa - Porquê a certificação em NP 4457:2007? - Contexto para a certificação - Processo de implementação - Factores críticos de sucesso visão.c Apresentação

Leia mais

Enquadramento Turismo Rural

Enquadramento Turismo Rural Enquadramento Turismo Rural Portugal é um País onde os meios rurais apresentam elevada atratividade quer pelas paisagens agrícolas, quer pela biodiversidade quer pelo património histórico construído o

Leia mais

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 1 3 O ano de 2013 ficará assinalado pela comemoração dos 30 anos da TURIHAB Associação do Turismo de Habitação, ao serviço dos seus Associados e do Turismo.

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades

Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Alentejo no horizonte 2020 Desafios e Oportunidades Vendas Novas - 02 de julho de 2013 aicep Portugal Global é uma agência pública de natureza empresarial, cuja missão é: Atrair investimento estrangeiro

Leia mais

28-06-2011. Onde? Como? O quê? Fórum Exportações AÇORES. - Caracterização e Potencial das Exportações Regionais - 1. Internacionalização

28-06-2011. Onde? Como? O quê? Fórum Exportações AÇORES. - Caracterização e Potencial das Exportações Regionais - 1. Internacionalização Fórum Exportações AÇORES Caracterização e Potencial das Exportações Regionais Gualter Couto, PhD Ponta Delgada, 27 de Junho de 2011 1. Internacionalização Internacionalização: Processo Estrutura Organizacional

Leia mais

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO

(Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO 7.6.2008 C 141/27 V (Avisos) PROCEDIMENTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO Convite à apresentação de propostas de 2008 Programa Cultura (2007-2013) Execução das seguintes acções do programa: projectos plurianuais

Leia mais

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação

Curso Geral de Gestão. Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Curso Geral de Gestão Pós Graduação Participamos num processo acelerado de transformações sociais, políticas e tecnológicas que alteram radicalmente o contexto e as

Leia mais

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução:

EDIÇÃO 2011/2012. Introdução: EDIÇÃO 2011/2012 Introdução: O Programa Formação PME é um programa financiado pelo POPH (Programa Operacional Potencial Humano) tendo a AEP - Associação Empresarial de Portugal, como Organismo Intermédio,

Leia mais

Nas redes sociais existem pessoas. E é nelas que temos que alicerçar qualquer estratégia que se pretenda bem sucedida no âmbito das redes sociais.

Nas redes sociais existem pessoas. E é nelas que temos que alicerçar qualquer estratégia que se pretenda bem sucedida no âmbito das redes sociais. Enquadramento Este estudo compila a análise pré e pós projecto de lançamento da aplicação REMAX Socializer e consolida o racional de aplicação do modelo Socializer ao negócio da REMAX e à sua instanciação

Leia mais

SOLUÇÕES DE COMUNICAÇÃO DIGITAL

SOLUÇÕES DE COMUNICAÇÃO DIGITAL SOLUÇÕES DE COMUNICAÇÃO DIGITAL ID empresas Criamos Quebramos canais e o target. barreiras de comunicação e dogmas para eficazes inovar entre o marketing as comunicação digital, multimedia. tanto em webcomo

Leia mais

www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014

www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014 www.pwc.pt Room to grow European cities hotel forecast 2014 César Gonçalves Susana Benjamim 19 março 2014 Introdução 3ª edição do European cities hotel forecast; enquadrada pela 2ª vez; Colaboração da

Leia mais

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa?

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa? Porque é que o Turismo é essencial para a Economia Portuguesa? 14 milhões de hóspedes Vindos do Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Brasil, EUA Num leque de países que alarga ano após ano. 9,2 % do

Leia mais

Sessão de Esclarecimento. Curso de Webdesign

Sessão de Esclarecimento. Curso de Webdesign Sessão de Esclarecimento Curso de Webdesign Alguns factos: A industria de serviços de Webdesign representa um mercado de $24B apenas nos EUA. Todos os meses são publicados cerca de 16M novos websites.

Leia mais

Seminário de apresentação da Rede Gestus

Seminário de apresentação da Rede Gestus Seminário de apresentação da Rede Gestus Rede Gestus O LOGOTIPO Rede Gestus Internacionalização Zona 4 Gestus Compras Cartão ECOTUR Portal Gestus Cartão Gestus Contact Center CRM Zona 4 O LOGOTIPO Características:

Leia mais

Plano Estratégico de Sistemas de Informação 2009

Plano Estratégico de Sistemas de Informação 2009 v.1.6. Plano Estratégico de Sistemas de Informação 2009 Versão reduzida Hugo Sousa Departamento de Tecnologias PESI 2009 Calendário de Projectos Calendário Direcção de projectos para 2009Projecto Licenciamento

Leia mais

Shared Services Center Get the global picture. Estudo de implementação de plataforma de desenvolvimento de centros de serviços partilhados ( CSP )

Shared Services Center Get the global picture. Estudo de implementação de plataforma de desenvolvimento de centros de serviços partilhados ( CSP ) Shared Services Center Get the global picture Estudo de implementação de plataforma de desenvolvimento de centros de serviços partilhados ( CSP ) Enquadramento Shared Services Center: Get the global picture

Leia mais

Transição da escola para o emprego: Princípios-chave e Recomendações para Responsáveis Políticos

Transição da escola para o emprego: Princípios-chave e Recomendações para Responsáveis Políticos Transição da escola para o emprego: Princípios-chave e Recomendações para Responsáveis Políticos No final do ano de 1999 a Agência Europeia iniciou um projecto de investigação, a nível Europeu, sobre o

Leia mais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais

Carteira. de formação. análise às nossas oportunidades e recursos. Missão, Visão e Objectivos. Desenvolver competências técnicas e transversais conteúdos: Programa de formação avançada centrado nas competências e necessidades dos profissionais. PÁGINA 2 Cinco motivos para prefirir a INOVE RH como o seu parceiro, numa ligação baseada na igualdade

Leia mais

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU

Programas. cabo verde. Angola. portugal. s.tomé e príncipe. Fundación Universitaria San Pablo CEU Programas de MESTRADO Online MBA Master in Business Administration Mestrado em Direcção de Empresas Mestrado em Direcção de Marketing e Vendas Mestrado em Direcção Financeira Mestrado em Comércio Internacional

Leia mais

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS

NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS NOVOS FUNDOS COMUNITÁRIOS Sessão de Esclarecimento Associação Comercial de Braga 8 de abril de 2015 / GlobFive e Creative Zone PT2020 OBJETIVOS DO PORTUGAL 2020 Promover a Inovação empresarial (transversal);

Leia mais

O futuro da Banda Larga em Portugal

O futuro da Banda Larga em Portugal O futuro da Banda Larga em Portugal Dr. Miguel Horta e Costa Presidente Executivo da Portugal Telecom Lisboa, 5 de Fevereiro de 2004 Quadro 1 Portugal encontra-se hoje particularmente bem posicionado para

Leia mais

Direção de Apoio àvenda

Direção de Apoio àvenda 12 de Março de 2013 MISSÃO À Direção de Apoio à Venda compete apresentar propostas para: - a definição da estratégia promocional e de venda do destino Portugal e dos destinos regionais e produtos turísticos;

Leia mais

Internacionalização do setor de Atividades de Mar, Rio & Natureza

Internacionalização do setor de Atividades de Mar, Rio & Natureza Internacionalização do setor de Atividades de Mar, Rio & Natureza 1 História ATP A Associação de Turismo do Porto e Norte, A.R. Porto Convention & Visitors Bureau (ATP) é uma organização sem fins lucrativos,

Leia mais

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 1 1 A TURIHAB Associação do Turismo de Habitação, em 2011, desenvolverá o seu plano de actividades em três vertentes fundamentais: Associativismo e Cooperação

Leia mais

TITULO: APRESENTAÇÃO DA EMPRESA COPYRIGHT NOVA EXPRESSÃO SGPS 2012 CONTACTO: WWW.NOVAEXPRESSAO.PT

TITULO: APRESENTAÇÃO DA EMPRESA COPYRIGHT NOVA EXPRESSÃO SGPS 2012 CONTACTO: WWW.NOVAEXPRESSAO.PT O nosso plano é simples Colocamos a sua publicidade onde está o seu cliente Serviço Global Pré-Negociação e Negociação Report Radar de oportunidades Controlo 3/71 As nossas soluções têm evoluído em função

Leia mais

A AICEP e os Apoios à Internacionalização

A AICEP e os Apoios à Internacionalização A AICEP e os Apoios à Internacionalização Guimarães, 12 de junho de 2015 Índice 1. Enquadramento / Desafios 2. A aicep Portugal Global 3. Produtos e serviços AICEP 4. O Processo de Internacionalização

Leia mais

Plano de Actividades Ano de 1999

Plano de Actividades Ano de 1999 Plano de Actividades Ano de 1999 O ano de 1999 ficará assinalado pela reorganização da Central de Reservas com o lançamento da CENTER - Central Nacional de Turismo no Espaço Rural. CENTER - Central Nacional

Leia mais

garantindo uma concentração de meios e esforços para que os seus recursos sejam rentabilizados ao máximo. www.addcomunicacao.com

garantindo uma concentração de meios e esforços para que os seus recursos sejam rentabilizados ao máximo. www.addcomunicacao.com comunicação garantindo uma concentração de meios e esforços para que os seus recursos sejam rentabilizados ao máximo. we feel, we think, we do. o que fazemos comunicação media concept eventos training

Leia mais

Índice. Em que consiste a parceria Netgócio! O que tem a ganhar? A parceria Netgócio

Índice. Em que consiste a parceria Netgócio! O que tem a ganhar? A parceria Netgócio Não basta dar os passos que nos devem levar um dia ao objectivo, cada passo deve ser ele próprio um objectivo em si mesmo, ao mesmo tempo que nos leva para diante Johann Goethe Índice Em que consiste a

Leia mais

Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal

Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal Certificação de Sistemas de Gestão de Serviços de TI em Portugal ISO/IEC 20000-1 Mário Lavado itsmf Portugal Aveiro 19 de Março de 2009 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é a itsmf? 2. As normas ISO/IEC

Leia mais

magazine business HOTELS & TRAVEL Distributions

magazine business HOTELS & TRAVEL Distributions magazine HOTELS & TRAVEL Distributions 2 magazine O QUE FAZEMOS WHAT WE DO Somos uma empresa jovem e dinâmica com larga experiência na componente comercial através da execução de funções de gestão, em

Leia mais

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME

NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME NewVision Enquadramento do projecto de Qualificação e Internacionalização de PME 15.06.2010 Institucional \ Breve Introdução A NEWVISION é uma empresa Portuguesa de base tecnológica, que tem como objectivo

Leia mais

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010

Apresentação de Resultados 2009. 10 Março 2010 Apresentação de Resultados 2009 10 Março 2010 Principais acontecimentos de 2009 Conclusão da integração das empresas adquiridas no final de 2008, Tecnidata e Roff Abertura de Centros de Serviços dedicados

Leia mais

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Sistema de Incentivos às Empresas O que é? é um dos instrumentos fundamentais das políticas públicas de dinamização económica, designadamente em matéria da promoção da

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão da Qualidade

Manual do Sistema de Gestão da Qualidade Formamos Pessoas! Concebemos Soluções! Manual do Sistema de Gestão da Qualidade Elaborado por Revisto por Aprovado por GT-ISO GT-ISO DT 17 de Novembro de 2011 Código do Documento : MP_DG_MSGQ Versão 2.1

Leia mais

Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio

Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio Valorização & Inovação no Comércio Local: Experiências & Instrumentos de Apoio Iniciativas Inovadoras de Formação e Qualificação Profissional para o Comércio CIM Alto Minho 30 de junho de 2015 Missão Sucesso

Leia mais

Colóquio Hospital Termal das Caldas da Raínha

Colóquio Hospital Termal das Caldas da Raínha Colóquio Hospital Termal das Caldas da Raínha Apresentação de um Business Case: Um Plano para colocar o Termalismo ao serviço do desenvolvimento de Portugal Turismo em Portugal Escala de desempenho: a

Leia mais

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital

Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital Participação Social das Pessoas com Deficiência Inclusão e Acessibilidade Digital U. Lusófona, 11 Jul 2009 Luis Magalhães UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento Ministério da Ciência, Tecnologia

Leia mais

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt

Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Desktop Virtual Paulo César Especialista de Soluções da ATM informática paulo.cesar@atminformatica.pt Tendo em conta que a Virtualização será um dos principais alvos de investimento para o ano 2009 (dados

Leia mais

55.585.817 DE PERFIS B2C EXCLUSIVOS

55.585.817 DE PERFIS B2C EXCLUSIVOS CONTEÚDO 55.585.817 de perfis b2c exclusivos... 3 Uma segmentação relevante é a chave para o sucesso... 4 Exemplos de campanhas... 5 Um exemplo de campanha... 6 Rastreabilidade e relatórios... 6 Gestão

Leia mais

Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades

Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades www.pwc.pt Room to grow VII conferência anual do Turismo Cidades A dinâmica das cidades europeias César Gonçalves Funchal 4 abril 2014 Quaisquer que tenham sido as razões que nos colocaram neste lugar

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

A experiência no domínio dos Serviços Partilhados em Saúde

A experiência no domínio dos Serviços Partilhados em Saúde A experiência no domínio dos Serviços Partilhados em Saúde Joaquina Matos Vilamoura, 23 Maio 2009 Quem Somos O que Somos? Visão Missão Ser referência como entidade de Serviços Partilhados na área da Saúde,

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas 7 de Novembro de 2014 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora Enquadramento Evolução Recente Comércio

Leia mais

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014

Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã. 26 de novembro de 2014 Conferência Alemanha Europeia / Europa Alemã 26 de novembro de 2014 1. Empresas Alemãs em Portugal 2. Investimento Direto Alemão em Portugal 3. Exportação / Importação 1. Empresas Alemãs em Portugal Perspetiva

Leia mais

Sociedade de Geografia de Lisboa

Sociedade de Geografia de Lisboa Sociedade de Geografia de Lisboa Tema A internacionalização das empresas portuguesas para os Países da Europa Central e Oriental (PECO) Autor Rui Paulo Almas Data Lisboa, 25 de Junho de 2012 1 A internacionalização

Leia mais

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015

Desafios da Internacionalização O papel da AICEP. APAT 10 de Outubro, 2015 Desafios da Internacionalização O papel da AICEP APAT 10 de Outubro, 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA COMPETITIVIDADE

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Nota Conceitual da FIEI 2013 Ponto de negócio e oportunidade de investimento Maputo Contexto Quadro orientador O Programa Quinquenal do Governo (PQG) prevê no âmbito do Vector Económico

Leia mais

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008

Factores Determinantes para o Empreendedorismo. Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 Factores Determinantes para o Empreendedorismo Encontro Empreender Almada 26 de Junho de 2008 IAPMEI Instituto de Apoio às PME e à Inovação Principal instrumento das políticas económicas para Micro e Pequenas

Leia mais

Percepção de Portugal no mundo

Percepção de Portugal no mundo Percepção de Portugal no mundo Na sequência da questão levantada pelo Senhor Dr. Francisco Mantero na reunião do Grupo de Trabalho na Aicep, no passado dia 25 de Agosto, sobre a percepção da imagem de

Leia mais

I WORKSHOP. Algarve Nature Tourism Network

I WORKSHOP. Algarve Nature Tourism Network FAST-LAIN: Further Action on Sustainable Tourism - Learning Area Innovation Network I WORKSHOP Algarve Nature Tourism Network Relatório Vila do Bispo, 2 de Março de 2012 Fotografia: Forte de São João do

Leia mais

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial 2 PRIMAVERA BSS Qpoint Rumo à Excelência Empresarial Numa era em que a competitividade entre as organizações é decisiva para o sucesso empresarial, a aposta na qualidade e na melhoria contínua da performance

Leia mais

RESULTADOS ANUAIS 2011

RESULTADOS ANUAIS 2011 RESULTADOS ANUAIS 2011 15 de Fevereiro de 2011 VAA - Vista Alegre Atlantis, SGPS, SA sociedade aberta com sede no Lugar da Vista Alegre em Ílhavo, com o número de contribuinte 500 978 654, matriculada

Leia mais

Plano de Actividades Ano de 2000

Plano de Actividades Ano de 2000 Plano de Actividades Ano de 2000 O ano de 2000 ficará assinalado pela cooperação transnacional e a implementação da CENTER Central Nacional do Turismo no Espaço Rural. I INTERNACIONALIZAÇÃO COOPERAÇÃO

Leia mais

LINHA CRIATIVA, Informática & Soluções PORTFOLIO

LINHA CRIATIVA, Informática & Soluções PORTFOLIO LINHA CRIATIVA, Informática & Soluções PORTFOLIO 2015 A LINHA CRIATIVA é uma solução de TI focada em produtos inteligentes e simples, actuando no sector de empresas de médio e pequeno porte, nas áreas

Leia mais

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS

TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS Saída Profissional 03.01 TÉCNICO DE ARTES GRÁFICAS O Técnico de Artes Gráficas é um profissional qualificado, conhecedor do fluxo de produção gráfica, e apto para o exercício de profissões ligadas à composição,

Leia mais

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros.

Home Quem Somos Produtos Vantagens Contactos. Apresentação Criada por SPICAROS Presentation Created by SPICAROS info@spicaros.com www.spicaros. .1 Spicaros é o resultado de 30 anos de trabalho de uma equipa global, constituída por profissionais altamente qualificados em distintos sectores de negócio. Aliando uma quantidade ímpar de conhecimentos,

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

Portugal: Destino Competitivo?

Portugal: Destino Competitivo? Turismo O Valor Acrescentado da Distribuição Portugal: Destino Competitivo? Luís Patrão Turismo de Portugal, ip Em 2006 Podemos atingir 7.000 milhões de euros de receitas turísticas Teremos perto de 37,5

Leia mais

Ensino Superior em Portugal, Que Futuro? Maria da Graça Carvalho 1 de Fevereiro 2013, Lisboa Reitoria UL

Ensino Superior em Portugal, Que Futuro? Maria da Graça Carvalho 1 de Fevereiro 2013, Lisboa Reitoria UL Ensino Superior em Portugal, Que Futuro? Maria da Graça Carvalho 1 de Fevereiro 2013, Lisboa Reitoria UL Índice Investimento público e privado no Ensino Superior Propinas Investimento público e privado

Leia mais

DIRECTOR(A) DE RESTAURAÇÃO

DIRECTOR(A) DE RESTAURAÇÃO PERFIL PROFISSIONAL DIRECTOR(A) DE RESTAURAÇÃO ÁREA DE ACTIVIDADE - HOTELARIA, RESTAURAÇÃO E TURISMO OBJECTIVO GLOBAL - Planear, dirigir e controlar as actividades de produção e de serviço de alimentos

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Projecto IMCHE/2/CP2 1 ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

www.luxhistoricalconsulting.com.pt luxhistconsulting@gmail.com

www.luxhistoricalconsulting.com.pt luxhistconsulting@gmail.com Turismo Genealógico A Lux - Historical Consulting é uma empresa de consultoria histórica e produção de conteúdos que oferece serviços de genealogia, património empresarial, branding e turismo cultural.

Leia mais

Internet que dá tudo por Cabo Verde. Dá tudo por Cabo Verde

Internet que dá tudo por Cabo Verde. Dá tudo por Cabo Verde mundo sapo a Internet que dá tudo por Cabo Verde Dá tudo por Cabo Verde A Internet que dá tudo por Cabo Verde Tudo por Cabo Verde Sociedade da informação, pioneirismo e inovação No teni tudu!!! Informação

Leia mais

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional

Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Valorização e Globalização da Marca Brasil Plano Aquarela, Megaeventos e Marketing Turístico Internacional Tribunal de Contas da União, 17 de agosto de 2011 Plano Aquarela Desde 2005 é a base metodológica

Leia mais

DOSSIER FRANCHISING A Designarte é uma empresa com 15 anos de experiência na área do design, web, marketing e comunicação. Com um vasto portefólio, a nossa preocupação é apresentar aos clientes as soluções

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora.

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora. CURRICULUM VITAE Nome: Nuno Miguel de Campos Matos Vaz Neto Morada: Rua João de Oliveira Miguens, 5-5º C Código Postal e Localidade: 1350-187 Lisboa Nacionalidade: Portuguesa Telefone: +351917765911 E-mail:

Leia mais

P l a n o d e A c t i v i d a d e s

P l a n o d e A c t i v i d a d e s P l a n o d e A c t i v i d a d e s A n o d e 2 0 1 4 A TURIHAB Associação do Turismo de Habitação, em 2014, desenvolverá o seu plano de actividades em três vertentes fundamentais: - Inovação e Desenvolvimento

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2008

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 2008 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO EXERCÍCIO DE 28 2 Resultados 28 Os resultados reportados reflectem a integração do Grupo Tecnidata a 1 de Outubro de 28, em seguimento da assinatura do contrato de aquisição

Leia mais

INOVAÇÃO E SOLUÇÃO INTEGRADA

INOVAÇÃO E SOLUÇÃO INTEGRADA INOVAÇÃO E SOLUÇÃO INTEGRADA A Formação no ISQ A actividade de Formação do ISQ tem sido uma forte aposta enquanto factor determinante para o desenvolvimento e melhoria de desempenho dos sectores tecnológicos

Leia mais

Ano Europeu da Criatividade e Inovação

Ano Europeu da Criatividade e Inovação Ano Europeu da Criatividade e Inovação Imaginar criar inovar Índice A União Europeia O caminho da UE O Ano Europeu Criatividade e Inovação. Porquê? Criatividade e Inovação. Importância Criatividade e Inovação.

Leia mais

SMARTCALL. Apresentação

SMARTCALL. Apresentação SOBRE A SMARTCALL SMARTCALL Apresentação A SmartCall desenvolve serviços inovadores direccionados para a dinamização do relacionamento das empresas com os seus clientes e a criação de novas oportunidades

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000

ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário. As Normas da família ISO 9000. As Normas da família ISO 9000 ISO 9000:2000 Sistemas de Gestão da Qualidade Fundamentos e Vocabulário Gestão da Qualidade 2005 1 As Normas da família ISO 9000 ISO 9000 descreve os fundamentos de sistemas de gestão da qualidade e especifica

Leia mais