Regulamento da Utilização dos Cartões Magnéticos da Escola EB 2,3/S de Mora. (anexo L)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento da Utilização dos Cartões Magnéticos da Escola EB 2,3/S de Mora. (anexo L)"

Transcrição

1 da Escola EB 2,3/S de Mora (anexo L) Artigo 1º Âmbito e função 1. O cartão magnético é propriedade da Escola que é responsável pela sua emissão e que por motivos fundamentados pode fazer cessar a sua utilização; 2. O cartão magnético é pessoal e intransmissível, não podendo em caso algum ser utilizado por outrem; 3. O modelo de cartão incorpora a seguinte informação: nome do utente, ano lectivo em que teve lugar a emissão, número do processo do aluno/funcionário, fotografia, logotipo do ME, logotipo da Escola e logotipo de eventual entidade parceira; 4. Para além de um modelo normal pode a Escola utilizar outros modelos do mesmo, desde que previamente aprovados pela direcção executiva, nomeadamente, o destinado aos alunos que integram o Quadro de Valor e Excelência; 5. Os modelos em uso estão publicados em anexo; 6. Os cartões magnéticos em uso na Escola EB 2,3/S de Mora têm as seguintes funções: a. Identificação dos alunos que frequentam a Escola; b. Identificação de todos os elementos do pessoal docente e não docente a exercerem funções; c. Pagamento de bens e serviços no interior do estabelecimento; 7. O cartão magnético é também o meio de identificação do utente como aluno /funcionário da Escola no exterior da mesma. Artigo 2º Obtenção do cartão/ substituição/validade 1. A primeira emissão do cartão magnético é gratuita para qualquer utente: alunos que frequentam a Escola pela primeira vez, docentes e pessoal não docente que o devem solicitar junto dos serviços administrativos; 2. O cartão deve ser mantido em bom estado de conservação; os cartões que se encontram danificados ou em mau estado podem ser cassados pela Escola e determinada a sua substituição; 3. Considera-se que um cartão está em mau estado de conservação quando o mesmo se apresentar: riscado, cortado, tapado com autocolantes ou, que não permita, sem qualquer dúvida a identificação do seu portador; 4. Em caso de danificação, extravio, ou por se encontrar em mau estado de conservação o utente deve solicitar a substituição do cartão junto dos serviços administrativos. Será devido o pagamento de 5. No acto da entrega do novo cartão o utente obriga-se a devolver o anterior; 5. Ao Encarregado de Educação cabe a responsabilidade pela verificação do estado de conservação do cartão magnético do seu educando e pelo pagamento devido em caso de substituição do mesmo; 1

2 6. A validade do cartão é para os alunos limitada aos anos lectivos que frequentam a Escola; no caso do pessoal docente e não docente a validade mantem-se durante o período em que houver vínculo contratual com a Escola ou que aí se mantenham em exercício de funções. Artigo 3º Normas Gerais de Funcionamento 1. Todos os cartões magnéticos têm associado um Pin original composto por 4 dígitos. A alteração e manutenção da confidencialidade do pin é da responsabilidade do utente. Sempre que existam suspeitas do conhecimento do pin por terceiros este deve ser imediatamente alterado; 2. O cartão magnético é a única via para efectuar o pagamento dos seguintes serviços ou produtos: material à venda na papelaria, serviço de reprografia, utilização do refeitório e bufete escolar; 3. Para a aquisição de serviços e bens identificados no número anterior é necessário que o cartão possua crédito; 4. O crédito nos cartões é introduzido por meio de carregamentos realizados na Papelaria da Escola sendo disponibilizado no imediato. O crédito mínimo é de 1,00. Por cada crédito efectuado será entregue ao utente um comprovativo do mesmo; 5. A informação relativa aos movimentos realizados com o cartão magnético é confidencial. A ela só tem acesso o Director, que a poderá disponibilizar por solicitação do Director de turma, ou a pedido do Encarregado de Educação; 6. Os funcionários dos diferentes serviços devem solicitar a presentação do cartão e verificar a sua conformidade; 7. Os alunos devem fazer-se acompanhar a todo o tempo do cartão. Artigo 4º Utilização do cartão nos serviços específicos 1. A utilização do cartão magnético no Bufete, papelaria e reprografia: a. O utente entrega ao funcionário do serviço o cartão magnético e solicita o pretendido; a funcionária efectua o pagamento dos bens solicitados passando o cartão no respectivo terminal. No Bufete é o próprio utente que passa o cartão do terminal. 2. A utilização do cartão na Portaria: a. O cartão magnético deverá ser apresentado ao porteiro sempre que for solicitado, pois este é o cartão de identificação do aluno/ professor/funcionário; b. O serviço de portaria não é controlado de forma electrónica. 3. A utilização do cartão no refeitório: a. As marcações de refeições são efectuadas directamente pelo utente no quiosque junto à Papelaria que, para o efeito, deverá passar o cartão no leitor, validar com a introdução do seu pin pessoal e no menu marcar a refeição para o dia ou dias pretendido; b. As refeições devem ser marcadas até às 17.00h do dia anterior, ou no próprio dia até às 10.30h, sendo neste último caso acrescida de uma taxa. O valor a debitar no cartão terá em conta se o aluno é subsidiado com Escalão A ou B, o número de refeições marcadas e a taxa; 2

3 c. O cancelamento de refeições pode ser efectuado até às 17.00h do dia anterior a que se refere a marcação, sendo o valor devolvido ao cartão; d. No dia do consumo da refeição o aluno deve apresentar o seu cartão à funcionária do refeitório que fará a indicação ao sistema que a refeição foi consumida; e. As refeições marcadas e não consumidas não são reembolsáveis. Artigo 5º Quiosque O quiosque é o ponto de acesso ao sistema que se encontra junto à papelaria da Escola e destina-se a permitir o acesso dos utentes ao sistema para executar as seguintes operações: a. Alterar o pin; b. Verificação de saldo; c. Marcação de refeições; d. Consultar as faltas. 1. O Horário do funcionamento do quiosque é das 09.00h às 17.30h de todo os dias de funcionamento da Escola. Artigo 6º Saldos do Cartão Magnético 1. O saldo do Cartão magnético mantem-se na transição de ano lectivo; 2. Nas situações em que o utente deixa de ter a condição de poder ser utente (deixou de ser aluno, perda do vinculo contratual com a Escola), o saldo do cartão pode ser solicitado junto dos Serviços Administrativos; 3. O saldo de cartão não reclamado, depois de 60 dias após o fim do vínculo com a Escola, reverte a favor da escola sendo o seu valor incluído em receitas próprias. Artigo 7º Cartão de Substituição 1. Sendo necessário proceder à substituição de cartão, por extravio, avaria, ou mau estado de funcionamento, o utente deverá solicitar a emissão de um novo cartão nos Serviços Administrativos; 2. Para poder continuar a aceder aos serviços o utente receberá um cartão magnético temporário para o qual será transferido o saldo existente no cartão a substituir; 3. O Cartão temporário deverá ser devolvido no acto da recepção do novo cartão. Artigo 8º Visitantes 3

4 1. Os adultos que por qualquer motivo tenham que frequentar a Escola durante um curto período de tempo, e desde que devidamente autorizados pelo Director, para adquirir serviços e bens na escola devem, igualmente, utilizar um cartão magnético; 2. Para o efeito, deverá ser solicitado nos Serviços Administrativos, um cartão de visitante; 3. Não é devido qualquer pagamento pelo cartão de visitante, devendo ser utilizado nos mesmos moldes que o cartão de aluno/professor/funcionário. 4. Findo o período de utilização deverá ser solicitado nos Serviços Administrativos a devolução do Saldo. Artigo 9º Disposições finais Todas e quaisquer situações não previstas no presente Regulamento serão decididas pelos Serviços Administrativos ou pelos membros da Direcção Executiva. Anexos Modelos de cartões Modelo comum: (frente) (verso) Cartão de aluno que integra o Quadro de Excelência (frente) 4

5 Aprovado pelo Conselho Pedagógico em 18 de Janeiro de 2012 Aprovado pelo Conselho Geral em 7 de Março de

REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES DE LEITURA POR PROXIMIDADE

REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES DE LEITURA POR PROXIMIDADE REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES DE LEITURA POR PROXIMIDADE Artigo 1º Âmbito e função 1. O Cartão de leitura por proximidade tem por função identificar todos os utentes (alunos, pessoal docente e

Leia mais

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas 1º- O cartão é pessoal e intransmissível. Em caso algum pode alguém utilizar o cartão pertencente a outrem. 2º- O mesmo cartão é válido para todos os anos que um aluno ou funcionário frequente ou trabalhe

Leia mais

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão

Agrupamento Vertical de Escolas Diogo Cão 2012/2013 REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO (Anexo ao Regulamento Interno do Agrupamento de Escolas Diogo Cão) Artigo 1.º Âmbito e função 1. O Cartão Magnético tem por função identificar todos

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO DE IDENTIFICAÇÃO. Artigo 1.º. Âmbito e função

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO DE IDENTIFICAÇÃO. Artigo 1.º. Âmbito e função Anexo do Regulamento Interno REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO DE IDENTIFICAÇÃO Artigo 1.º Âmbito e função 1. Cartão Magnético de Identificação (adiante designado CMI) tem por função identificar

Leia mais

Escola Secundária de Alves Redol. Resolução Nº 79 CP/2008-2009

Escola Secundária de Alves Redol. Resolução Nº 79 CP/2008-2009 Ano Lectivo 2008/2009 Resolução Nº 79 CP/2008-2009 No uso das competências que lhe estão atribuídas pela alínea b) do Artigo 33.º do Decreto-Lei n.º 75/2008 de 22 de Abril o Conselho Pedagógico, na sua

Leia mais

Agrupamento de Escolas Nº1 de Abrantes REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO CARTÃO ELETRÓNICO

Agrupamento de Escolas Nº1 de Abrantes REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO CARTÃO ELETRÓNICO Agrupamento de Escolas Nº1 de Abrantes REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO CARTÃO ELETRÓNICO Artigo 1.º (Âmbito e objetivo) 1 - O cartão eletrónico é um cartão de leitura magnética, utilizado por todos os

Leia mais

Regulamento. Cartão. Giae. Pag. 1

Regulamento. Cartão. Giae. Pag. 1 Regulamento Cartão Giae Pag. 1 Regulamento Cartão GIAE I Objecto e Âmbito O presente documento define e regula o funcionamento do Sistema de Gestão Integrada para a Administração Escolar, designado de

Leia mais

GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO ELETRÓNICO

GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO ELETRÓNICO AGRUPMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO I BAIXA DA BANHEIRA GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO ELETRÓNICO A Escola dos 2.º e 3.º Ciclos D. João I dispõe

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar.

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar. REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar. A partir de janeiro de 2012, a Escola Básica e Secundária de Vila Cova, a seguir designada por EBSVC, tem

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE QUINTA DA LOMBA ESCOLA BÁSICA 2+3 DE QUINTA DA LOMBA. Regulamento de utilização do cartão eletrónico - GIAE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE QUINTA DA LOMBA ESCOLA BÁSICA 2+3 DE QUINTA DA LOMBA. Regulamento de utilização do cartão eletrónico - GIAE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE QUINTA DA LOMBA ESCOLA BÁSICA 2+3 DE QUINTA DA LOMBA Regulamento de utilização do cartão eletrónico - GIAE OBJETO E ÂMBITO O Agrupamento de Escolas de Quinta da Lomba implementou,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA REGULAMENTO. GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALFREDO DA SILVA ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA ALFREDO DA SILVA REGULAMENTO. GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar REGULAMENTO (UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO) GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar A partir de abril de 2014, a Escola Básica e Secundária Alfredo da Silva, a seguir designada por EBSAS, tem

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO ELETRÓNICO DE IDENTIFICAÇÃO

ANEXO II REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO ELETRÓNICO DE IDENTIFICAÇÃO ANEXO II REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO ELETRÓNICO DE IDENTIFICAÇÃO Artigo 1.º Âmbito e função 1. O cartão eletrónico de identificação tem por função identificar todos os utentes (alunos, pessoal

Leia mais

GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO

GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO A partir de 15 Setembro de 2014, o Agrupamento de Escolas de Rio Tinto, tem implementado um Sistema

Leia mais

GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO

GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO GIAE SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO INTRODUÇÃO O Agrupamento de Escolas de Viana do Alentejo tem implementado um Sistema de Integração e Administração Escolar,

Leia mais

REGULAMENTO DE CARTÕES GIAE

REGULAMENTO DE CARTÕES GIAE REGULAMENTO DE CARTÕES GIAE O Agrupamento de Escolas de Miraflores dispõe de um Sistema de Integração e Administração Escolar, adiante designado GIAE, que substitui o anterior Sistema de Integração, SIGE.

Leia mais

REGULAMENTODO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADADA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR

REGULAMENTODO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADADA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR REGULAMENTODO SISTEMA DE GESTÃO INTEGRADADA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR O Agrupamento de Escolas Condeixa-a-Nova tem implementado na sua Escola Sede e na Escola Básica nº 2 um Sistema de Integração e Administração

Leia mais

Regulamento de Utilização de Cartões Magnéticos de Identificação

Regulamento de Utilização de Cartões Magnéticos de Identificação Regulamento de Utilização de Cartões Magnéticos de Identificação REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES MAGNÉTICOS DE IDENTIFICAÇÃO Artigo 1.º Âmbito e função 1. O Cartão Magnético de Identificação tem

Leia mais

Neste momento estão em uso as seguintes funcionalidades:

Neste momento estão em uso as seguintes funcionalidades: Apresentação O SIGE - Sistema Integrado de Gestão de Escolas é um produto desenvolvido pela empresa Micro I/O visando contribuir para tornar as escolas locais mais seguros, mais aprazíveis e mais eficientes.

Leia mais

REGULAMENTO CARTÃO IDENTIFICAÇÃO

REGULAMENTO CARTÃO IDENTIFICAÇÃO REGULAMENTO DO CARTÃO DE IDENTIFICAÇÃO Artigo 1.º Agrupamento Vertical de Escolas D. Dinis Principais funcionalidades do sistema informático para a gestão integrada para a administração escolar (GIAE)

Leia mais

Escola Básica e Secundária Sacadura Cabral. REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar

Escola Básica e Secundária Sacadura Cabral. REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar Agrupamento de Escolas Escola Básica e Secundária Sacadura Cabral Celorico da Beira REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DO CARTÃO MAGNÉTICO GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar 1. Objeto e Âmbito O presente

Leia mais

GIAE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR MANUAL DE UTILIZADOR

GIAE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR MANUAL DE UTILIZADOR Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade GIAE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR MANUAL DE UTILIZADOR 1. O que é o GIAE Online? O GIAE Online é uma aplicação instalada num servidor do Agrupamento.

Leia mais

REGULAMENTO. GIAE - REGULAMENTO (Conforme o regulamento Interno homologado pelo Conselho Geral em 10 de setembro de 2012)

REGULAMENTO. GIAE - REGULAMENTO (Conforme o regulamento Interno homologado pelo Conselho Geral em 10 de setembro de 2012) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. BISSAYA BARRETO CASTANHEIRA DE PERA REGULAMENTO 1 Índice INTRODUÇÃO... 3 ARTIGO 1.º - PRINCIPAIS FUNCIONALIDADES DO GIAE... 3 ARTIGO 2.º - UTILIZADORES... 3 ARTIGO 3.º - CARTÃO

Leia mais

Gestão Integrada Administração Escolar. Cartão Magnético / GIAE. Agrupamento de Escolas de Cristelo

Gestão Integrada Administração Escolar. Cartão Magnético / GIAE. Agrupamento de Escolas de Cristelo Gestão Integrada Administração Escolar Cartão Magnético / GIAE Agrupamento de Escolas de Cristelo 1. INTRODUÇÃO Considerando a importância que as novas tecnologias representam no quotidiano dos cidadãos

Leia mais

Regulamento do acesso e utilização do cartão escolar GIAE. Agrupamento de Escolas de Melgaço. GIAE - Gestão Integrada para Administração Escolar

Regulamento do acesso e utilização do cartão escolar GIAE. Agrupamento de Escolas de Melgaço. GIAE - Gestão Integrada para Administração Escolar MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA Cod. 152602 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MELGAÇO Agrupamento de Escolas de Melgaço Regulamento do acesso e utilização do cartão escolar GIAE GIAE - Gestão Integrada para Administração

Leia mais

S E D E : E S C O L A B Á S I C A E S E C U N D Á R I A D E V I L A P O U C A D E A G U I A R GIAE. Gestão Integrada. para a Administração Escolar

S E D E : E S C O L A B Á S I C A E S E C U N D Á R I A D E V I L A P O U C A D E A G U I A R GIAE. Gestão Integrada. para a Administração Escolar S E D E : E S C O L A B Á S I C A E S E C U N D Á R I A D E V I L A P O U C A D E A G U I A R GIAE Gestão Integrada para a Administração Escolar Regulamento de Utilização Mod. AEVPA - Direção Página 1

Leia mais

REGIMENTO CARTÕES MAGNÉTICOS

REGIMENTO CARTÕES MAGNÉTICOS REGIMENTO CARTÕES MAGNÉTICOS 2012 - CAPÍTULO I INTRODUÇÃO As novas tecnologias representam no quotidiano da comunidade educativa uma importância significativa. A adoção do cartão magnético proporciona

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO MAGNÉTICO

REGULAMENTO DO CARTÃO MAGNÉTICO REGULAMENTO DO CARTÃO MAGNÉTICO 1. Objeto e Âmbito O cartão escolar é um cartão de leitura magnética, utilizado por todos os alunos, professores e funcionários do Agrupamento e tem como objetivo aumentar

Leia mais

GIAE ONLI NE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR

GIAE ONLI NE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GIAE ONLI NE GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR MANUAL DE UTIL IZ ADOR Com a finalidade de permitir a melhoria e a eficácia da partilha e acesso à informação, que se pretende, entre este Agrupamento

Leia mais

Regulamento de Utilização do Cartão Magnético GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar. Artigo 1.º Âmbito e definição

Regulamento de Utilização do Cartão Magnético GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar. Artigo 1.º Âmbito e definição ANEXO XI REGULAMENTO INTERNO Regulamento de Utilização do Cartão Magnético GIAE Gestão Integrada para Administração Escolar Artigo 1.º Âmbito e definição 1. O GIAE é um sistema informático que funciona

Leia mais

G I A E (GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR)

G I A E (GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR) G I A E (GESTÃO INTEGRADA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR) REGIMENTO DE UTILIZAÇÃO 1. Introdução O presente regimento define e regula o funcionamento do Sistema de Gestão Integrada para a Administração Escolar,

Leia mais

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE

GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE GIAE VERSÃO 2.1.1 28 JUNHO DE 2011 MUITO IMPORTANTE Devido a um bug detectado no motor da base de dados, situação agora corrigida pelo fabricante, esta nova actualização do GIAE é disponibilizada numa

Leia mais

REGULAMENTO. cartão magnético. agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO

REGULAMENTO. cartão magnético. agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO REGULAMENTO cartão magnético Preâmbulo 2 Artigo 1.º - Objeto e âmbito de aplicação 2 Artigo 2.º - Composição 2 Artigo 3.º - Competências 3 Artigo 4.º

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA

BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA BIBLIOTECA ESCOLAR REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLA SECUNDÁRIA JOÃO DA SILVA CORREIA ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 CONDIÇÕES DE INSTALAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO... 3 1. A EQUIPA EDUCATIVA... 3 2. COMPETÊNCIAS

Leia mais

Índice. 1. Tipos de Cartões. 2. Preçário. 3. Ciclo de Pagamento. 4. Limites Transaccionais. 5. Apoio ao Cliente

Índice. 1. Tipos de Cartões. 2. Preçário. 3. Ciclo de Pagamento. 4. Limites Transaccionais. 5. Apoio ao Cliente 1 Índice 1. Tipos de Cartões 2. Preçário 3. Ciclo de Pagamento 4. Limites Transaccionais 5. Apoio ao Cliente 2 TIPOS DE CARTÕES O Banco BNI tem à disposição dos seus clientes três tipos de cartões: Cartões

Leia mais

Condições Gerais de Garantias, RMA e Tempos de Prestação de Serviços (SLA) WALLFUTURE

Condições Gerais de Garantias, RMA e Tempos de Prestação de Serviços (SLA) WALLFUTURE Condições Gerais de Garantias, RMA e Tempos de Prestação de Serviços (SLA) WALLFUTURE GARANTIA WALLFUTURE 1 Descrição das Garantias WALLFUTURE 1.1 A Garantia WALLFUTURE destina-se a repor a normalidade

Leia mais

2. Emissão de. Outros Titulares. seguintes. 1.º ano. Anos. cartão. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44

2. Emissão de. Outros Titulares. seguintes. 1.º ano. Anos. cartão. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44. Grátis 28,85 -- -- -- 19,23 26,44 11.1. Cartões de crédito Designação do Redes onde o é aceite 1.º Titular Outros Titulares de (5) (1) 5. Recuperação de valores em divida (6) Millennium bcp Business Silver 28,85 19,23 26,44 Millennium

Leia mais

GIAE VERSÃO 2.2.0 24 ABRIL DE 2012. Com o objetivo de unificar a versão todos os módulos do GIAE são atualizados para a versão 2.2.0.

GIAE VERSÃO 2.2.0 24 ABRIL DE 2012. Com o objetivo de unificar a versão todos os módulos do GIAE são atualizados para a versão 2.2.0. GIAE VERSÃO 2.2.0 24 ABRIL DE 2012 Com o objetivo de unificar a versão todos os módulos do GIAE são atualizados para a versão 2.2.0. Muito Importante: Antes de efetuar qualquer procedimento de instalação,

Leia mais

CARTÃO BIGONLINE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PONTOS

CARTÃO BIGONLINE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PONTOS CARTÃO BIGONLINE REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PONTOS Definições: Gestor: Banco de Investimento Global, S.A., responsável pela concepção, gestão e desenvolvimento do Programa de Pontos (adiante designado

Leia mais

Índice. 1. Tipos de Cartões. 2. Preçário. 3. Ciclo de Pagamento. 4. Limites Transaccionais. 5. Apoio ao Cliente

Índice. 1. Tipos de Cartões. 2. Preçário. 3. Ciclo de Pagamento. 4. Limites Transaccionais. 5. Apoio ao Cliente 1 Índice 1. Tipos de Cartões 2. Preçário 3. Ciclo de Pagamento 4. Limites Transaccionais 5. Apoio ao Cliente 2 TIPOS DE CARTÕES O Banco BNI tem à disposição dos seus clientes três tipos de cartões: Cartões

Leia mais

DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO

DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO BIBLIOTECA Regulamento À Biblioteca do ISCTE compete facultar, nas melhores condições de utilização, os recursos bibliográficos e informativos necessários

Leia mais

Guia do Utilizador BCI Negócios

Guia do Utilizador BCI Negócios Guia do Utilizador BCI Negócios Guia do Utilizador BCI Negócios Introdução 5 Formas de utilização 6 Modalidades de pagamento 8 Consultas 8 Formas de pagamento 9 Regras de segurança 10 Introdução Este

Leia mais

Presentemente, os serviços oferecidos pela Spoonful apenas estão disponíveis para os Concelhos de Lisboa e de Oeiras.

Presentemente, os serviços oferecidos pela Spoonful apenas estão disponíveis para os Concelhos de Lisboa e de Oeiras. CONDIÇÕES DO SERVIÇO A fim de servir da melhor maneira possível os Clientes, a Spoonful estabelece as presentes Condições de Serviço, que regerão o contrato entre as partes. A realização da compra no website

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR REGULAMENTO AÇÃO SOCIAL ESCOLAR Serviços de Ação Social Escolar (SASE) REGULAMENTO Artigo 1º Definição e composição 1. Os Serviços de Ação Social Escolar, a funcionar nos Serviços de Administração Escolar

Leia mais

CONTRATO. Portador do Cartão: Nome* : Escola / Empresa: N.º processo** :

CONTRATO. Portador do Cartão: Nome* : Escola / Empresa: N.º processo** : CONTRATO Entre: Micro I/O Serviços de Electrónica, Lda., pessoa colectiva n.º 504 758 454, com sede na Zona Industrial de Taboeira, Lote 31-D, 3800-055 AVEIRO; e: Cliente: Nome: Morada: Localidade: Nº

Leia mais

Novo Sistema de Acesso ao Restaurante Universitário campus São Carlos

Novo Sistema de Acesso ao Restaurante Universitário campus São Carlos Novo Sistema de Acesso ao Restaurante Universitário campus São Carlos A partir de 16/05/2011, o sistema de acesso ao RU/UFSCar campus São Carlos será informatizado, passando a ser obrigatória a utilização

Leia mais

Preâmbulo CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Missão e atribuições

Preâmbulo CAPÍTULO I. Disposições gerais. Artigo 1.º. Missão e atribuições REGULAMENTO DA BIBLIOTECA DO SINDICATO DOS MAGISTRADOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO Preâmbulo A Biblioteca do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público foi criada em 1974, data da fundação do próprio Sindicato.

Leia mais

Serviço de Acção Social Escolar

Serviço de Acção Social Escolar Serviço de Acção Social Escolar ÍNDICE Introdução... 3 Prazos... 3 1. Normas para a atribuição dos auxílios económicos... 3 1.1. O que preciso fazer para me candidatar?... 3 1.2. Situações excepcionais...

Leia mais

ANEXO 20 Regulamento Interno REGIME DE FUNCIONAMENTO DO CARTÃO DO ALUNO

ANEXO 20 Regulamento Interno REGIME DE FUNCIONAMENTO DO CARTÃO DO ALUNO ANEXO 20 Regulamento Interno REGIME DE FUNCIONAMENTO DO CARTÃO DO ALUNO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA 2011/2014 Índice ARTIGO Nº 1 - ÂMBITO E OBJETIVO... 3 ARTIGO Nº 2 - FINALIDADES DO CARTÃO DO ALUNO...

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES ELETRÓNICOS DE IDENTIFICAÇÃO

REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES ELETRÓNICOS DE IDENTIFICAÇÃO REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES ELETRÓNICOS DE IDENTIFICAÇÃO Artigo 1º Âmbito e função 1. O Cartão Eletrónico de Identificação tem por função identificar todos os utentes: alunos; pessoal docente

Leia mais

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE NISA. - Normas de Funcionamento -

BIBLIOTECA MUNICIPAL DE NISA. - Normas de Funcionamento - BIBLIOTECA MUNICIPAL DE NISA - Normas de Funcionamento - 1º - Definição A Biblioteca Municipal de Nisa é um equipamento cultural da Câmara Municipal de Nisa, estando ao dispor de toda a população, sem

Leia mais

Cartão Millennium bcp Free Empresas Nov.2011

Cartão Millennium bcp Free Empresas Nov.2011 Empresas Nov.2011 ÍNDICE 1. Características Pág. 3 2. Versões Existentes Pág. 4 3. Operações Disponíveis Pág. 5 4. Plafonds Pág. 5 5. Extractos Pág. 6 6. Modalidades de Carregamento Pág. 7 7. Vantagens

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE POSÉ DEPILAÇÃO EXPRESSA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE POSÉ DEPILAÇÃO EXPRESSA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE POSÉ DEPILAÇÃO EXPRESSA 1. Cadastro e Informações Gerais do Programa 1.1. O Programa Fidelidade Posé Depilação Expressa consiste em um programa de incentivo da Posé,

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Direcção-Geral dos Transportes Terrestres e Fluviais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Direcção-Geral dos Transportes Terrestres e Fluviais MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Direcção-Geral dos Transportes Terrestres e Fluviais Despacho n. 13 449/2006 (2, e série). A publicação do Regulamento (CE) a 561/2006, do Parlamento

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO DO CARTÃO ZILIAN PROPRIEDADE E EMISSÃO

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO DO CARTÃO ZILIAN PROPRIEDADE E EMISSÃO REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIZAÇÃO DO CARTÃO ZILIAN PROPRIEDADE E EMISSÃO 1. O CARTÃO ZILIAN é válido nos estabelecimentos comerciais Zilian, pertencentes ao Grupo Mar Capital, SGPS, SA, adiante designados

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO MORTÁGUA JOVEM NOTA JUSTIFICATIVA

REGULAMENTO DO CARTÃO MORTÁGUA JOVEM NOTA JUSTIFICATIVA REGULAMENTO DO CARTÃO MORTÁGUA JOVEM NOTA JUSTIFICATIVA Um dos desígnios da Câmara Municipal de Mortágua é o de, através das suas competências, responder a necessidades reais sentidas pela camada mais

Leia mais

REGULAMENTO DAS VISITAS DE ESTUDO

REGULAMENTO DAS VISITAS DE ESTUDO DGEstE - Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Alentejo Agrupamento de Escolas de Moura código n.º 135471 Escola Básica de Moura nº 1 (EB23) código n.º 342294 REGULAMENTO

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Mêda

Agrupamento de Escolas de Mêda CARTÕES MAGNÉTICOS DE IDENTIFICAÇÃO REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES MAGNÉTICOS DE IDENTIFICAÇÃO 0 REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS CARTÕES MAGNÉTICOS DE IDENTIFICAÇÃO Artigo 1º Âmbito e função 1. O

Leia mais

Novo Sistema de Acesso ao Restaurante Universitário da UFSCar campus São Carlos

Novo Sistema de Acesso ao Restaurante Universitário da UFSCar campus São Carlos Pró Reitoria de Assuntos Comunitários e Estudantis ProACE COMUNICADO RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO Novo Sistema de Acesso ao Restaurante Universitário da UFSCar campus São Carlos ProACE Pró Reitoria de Assuntos

Leia mais

REAL PPR Condições Gerais

REAL PPR Condições Gerais Entre a, adiante designada por Segurador, e o Tomador do Seguro identificado nas Condições Particulares, estabelece-se o presente contrato de seguro que se regula pelas Condições Particulares e desta apólice,

Leia mais

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE LISBOA. Regulamento de provas de avaliação da capacidade para a frequência dos maiores de 23 anos

INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE LISBOA. Regulamento de provas de avaliação da capacidade para a frequência dos maiores de 23 anos INSTITUTO PORTUGUÊS DE ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING DE LISBOA Diário da República, 2.ª série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Regulamento n.º 184/2006 Regulamento de provas de avaliação da capacidade para

Leia mais

Serviços de Ação Social Escolar (SASE)

Serviços de Ação Social Escolar (SASE) Serviços de Ação Social Escolar (SASE) REGULAMENTO Artigo 1º Definição e composição 1. Os Serviços de Ação Social Escolar, a funcionar nos Serviços de Administração Escolar do Agrupamento destinam-se,

Leia mais

Índice... 2. Informação 3. Login no Kiosk.. 5. Alterar o PIN 6. Efectuar Carregamentos.. 9. Marcar Refeições... 10

Índice... 2. Informação 3. Login no Kiosk.. 5. Alterar o PIN 6. Efectuar Carregamentos.. 9. Marcar Refeições... 10 Manual Passo a Passo Sistema SIGE Versão 1 Índice Índice...... 2 Informação 3 Login no Kiosk.. 5 Alterar o PIN 6 Efectuar Carregamentos.. 9 Marcar Refeições..... 10 Efectuar pagamentos nos Bares e na Reprografia...

Leia mais

SERVIÇOS DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO CENTRO DE RECURSOS PARA A APRENDIZAGEM E INVESTIGAÇÃO

SERVIÇOS DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO CENTRO DE RECURSOS PARA A APRENDIZAGEM E INVESTIGAÇÃO www.ipiaget.org SDI SERVIÇOS DE DOCUMENTAÇÃO E INFORMAÇÃO CENTRO DE RECURSOS PARA A APRENDIZAGEM E INVESTIGAÇÃO sdi@ipiaget.net Campus Académico de Macedo de Cavaleiros Campus Académico de Silves Campus

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DOS PORTOS MARÍTIMOS QUINHENTISTAS 1. Preâmbulo

REGULAMENTO DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DOS PORTOS MARÍTIMOS QUINHENTISTAS 1. Preâmbulo REGULAMENTO DO CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO DOS PORTOS MARÍTIMOS QUINHENTISTAS 1 Preâmbulo O presente Regulamento é dirigido aos utentes do Centro de Documentação dos Portos Marítimos Quinhentistas (CEDOPORMAR),

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE PREPARAÇÃO PARA REVISORES OFICIAIS DE CONTAS

REGULAMENTO DO CURSO DE PREPARAÇÃO PARA REVISORES OFICIAIS DE CONTAS REGULAMENTO DO CURSO DE PREPARAÇÃO PARA REVISORES OFICIAIS DE CONTAS PREÂMBULO Na sequência da transposição para o ordenamento jurídico nacional da Directiva n.º 2006/43/CE, do Parlamento Europeu e do

Leia mais

Regulamento do Laboratório de Cálculo Automático

Regulamento do Laboratório de Cálculo Automático Regulamento do Laboratório de Cálculo Automático Artigo 1 o (Definição) O Laboratório de Cálculo Automático, adiante designado por Lc, é um dos laboratórios do Departamento de Matemática da Faculdade de

Leia mais

Artigo 2º Cedência de instalações

Artigo 2º Cedência de instalações MANUAL INTERNO UTILIZAÇÃO DAS INSTALAÇÕES DESPORTIVAS Artigo 1º Disposições gerais 1. As Instalações Desportivas da escola EB André Soares têm como finalidade, para além da atividade letiva, a prestação

Leia mais

Despacho n.º 28777/2008, de 10 de Novembro Série II n.º 218

Despacho n.º 28777/2008, de 10 de Novembro Série II n.º 218 Despacho n.º 28777/2008, de 10 de Novembro Série II n.º 218 Regulamento de horário de trabalho aplicável aos trabalhadores da DGCI que prestam serviço no Edifício Satélite 1 - Em conformidade com o disposto

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS. Nota Justificativa

REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS. Nota Justificativa REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS Nota Justificativa A organização de campos de férias destinados a crianças e jovens é uma das actividades centrais da política do município da Moita na área da juventude

Leia mais

7. MANUAIS ESCOLARES

7. MANUAIS ESCOLARES Regimento da Ação Social Escolar 7. MANUAIS ESCOLARES O Agrupamento de Escolas DFMM decidiu criar o Passa a Outro, projeto de doação e empréstimo de manuais escolares e livros de apoio, constituindo-se,

Leia mais

Campanha de Colaboradores Tarifários Unlimited Tarifários Grupo Tarifários - Banda Larga

Campanha de Colaboradores Tarifários Unlimited Tarifários Grupo Tarifários - Banda Larga Campanha de Colaboradores Tarifários Unlimited Tarifários Grupo Tarifários - Banda Larga Campanha de Colaboradores Apresentamos uma oferta abrangente e competitiva que pretende responder às diferentes

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD PRÉ-PAGO RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.A - CORRENTISTAS PESSOAS FÍSICAS

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD PRÉ-PAGO RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.A - CORRENTISTAS PESSOAS FÍSICAS CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO OUROCARD PRÉ-PAGO RECARREGÁVEL VISA DO BANCO DO BRASIL S.A - CORRENTISTAS PESSOAS FÍSICAS Pelo presente contrato, o BANCO DO BRASIL S.A., com sede em Brasília

Leia mais

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney BANCO RENDIMENTO S/A, com sede na Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.092, 19ºandar, São Paulo, Capital, inscrito no C.N.P.J. sob no. 68.900.810/0001-38,

Leia mais

SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO ARTIGO 2º DEFINIÇÕES

SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO ARTIGO 2º DEFINIÇÕES SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO 1. O presente regulamento fixa as normas gerais relativas a matrículas e inscrições nos diferentes cursos das Escolas integradas

Leia mais

BOLETIM MUNICIPAL CÂMARA MUNICIPAL DA AMADORA. Edição Especial 19 de Dezembro de 2005. Regulamento do Relógio. de Ponto do Edifício dos

BOLETIM MUNICIPAL CÂMARA MUNICIPAL DA AMADORA. Edição Especial 19 de Dezembro de 2005. Regulamento do Relógio. de Ponto do Edifício dos BOLETIM Edição Especial Regulamento do Relógio de Ponto do Edifício dos Paços do Município CÂMARA DA AMADORA 19 de Dezembro de2005 B O L E T I M M U N I C I P A L REGULAMENTO DO RELÓGIO DE PONTO DO EDIFÍCIO

Leia mais

Acordo Referente aos Serviços de Pagamento do Correio

Acordo Referente aos Serviços de Pagamento do Correio Acordo Referente aos Serviços de Pagamento do Correio Os abaixo-assinados, Plenipotenciários dos Governos dos Países membros da União, face ao disposto no parágrafo 4 do artigo 22.º da Constituição da

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Cartão de crédito corporativo pág.: 1/4 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos referentes à utilização do cartão de crédito corporativo para pagamento das despesas de viagem e deslocamento dos empregados a serviço da COPASA

Leia mais

Condições gerais de utilização do Cartão de Identificação de Cliente para Transportes da Região de Lisboa

Condições gerais de utilização do Cartão de Identificação de Cliente para Transportes da Região de Lisboa Condições gerais de utilização do Cartão de Identificação de Cliente para Transportes da Região de Lisboa O Cartão de Identificação de Cliente, doravante designado por cartão, é propriedade da Entidade

Leia mais

PROCEDIMENTO INTERNO

PROCEDIMENTO INTERNO 1. Objectivo Definir quais os procedimentos a adoptar nas práticas do funcionamento do Núcleo de Documentação do Centro Hospitalar Cova da Beira. 2. Aplicação Bibliotecas do Núcleo de Documentação do Centro

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-PRIVADA DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA

REGULAMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-PRIVADA DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA REGULAMENTO DO CURSO DE LICENCIATURA EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICO-PRIVADA DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA (Aprovado pela Assembleia de Faculdade, em 16 de Janeiro de 2014) CAPÍTULO I Objecto e conceitos

Leia mais

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR

REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR REGULAMENTO DO FASCAR CLUB - PROGRAMA DE FIDELIDADE FASCAR 1. OBJETO 1.1. O Programa Fidelidade FASCAR CLUB consiste em um Programa de relacionamento com clientes da FASCAR, denominação doravante de Indústria

Leia mais

GIAE v.2.0.0 Agosto 2010

GIAE v.2.0.0 Agosto 2010 GIE v.2.0.0 gosto 2010 GIE v.2.0.0 gosto 2010 J.P.M. & breu, Lda. 1 GIE v.2.0.0 gosto 2010 ÍNDICE Índice... 2 Índice de Figuras... 4 1. Introdução... 5 2. Fecho do no... 7 3. Instalação da versão 2.0.0...

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS

REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS REGULAMENTO DO PROGRAMA ITAUCARD BUSINESS REWARDS 1. DISPOSIÇÕES GERAIS a) Este Regulamento faz parte integrante do Contrato de Cartão de Crédito ( Contrato ) e regula as condições aplicáveis ao Programa

Leia mais

MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL MUNICÍPIO DO BARREIRO ASSEMBLEIA MUNICIPAL EDITAL Nº 30/10 (DELIBERAÇÕES) - - - Frederico Fernandes Pereira, Presidente da Assembleia Municipal do Barreiro, torna público que no dia 26 de Novembro de 2010,

Leia mais

REGULAMENTO DO CARTÃO BOM+ Funcionalidade Pré-Pago

REGULAMENTO DO CARTÃO BOM+ Funcionalidade Pré-Pago REGULAMENTO DO CARTÃO BOM+ Funcionalidade Pré-Pago O BOM+ é um cartão pré-pago que oferece aos seus clientes as funcionalidades de pagamento de compras em toda a rede MasterCard e também pagamento de tarifas

Leia mais

TERMO DE ADESÃO DE USO DA LOJA VIRTUAL VT URBANO ITU. Para interpretação do Termo de Adesão e Uso do Loja Virtual VT Urbano Itu, considera-se:

TERMO DE ADESÃO DE USO DA LOJA VIRTUAL VT URBANO ITU. Para interpretação do Termo de Adesão e Uso do Loja Virtual VT Urbano Itu, considera-se: TERMO DE ADESÃO DE USO DA LOJA VIRTUAL VT URBANO ITU 1. Definições Para interpretação do Termo de Adesão e Uso do Loja Virtual VT Urbano Itu, considera-se: Empresa Concessionária: Viação Itu Ltda, pessoa

Leia mais

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores.

REGULAMENTO. Presenteador: É a pessoa física ou jurídica que adquire o VALE-VIAGEM CVC, mediante a compra direta de cargas de valores. REGULAMENTO A CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A., o Presenteador e o Presenteado do VALE-VIAGEM CVC, a primeira, na qualidade de prestadora de serviços de turismo, e o segundo, aderindo às

Leia mais

NORMAS DE ACESSO ÀS PISCINAS MUNICIPAIS DE VILA NOVA DE GAIA

NORMAS DE ACESSO ÀS PISCINAS MUNICIPAIS DE VILA NOVA DE GAIA NORMAS DE ACESSO ÀS PISCINAS MUNICIPAIS DE VILA NOVA DE GAIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1º - OBJECTO ARTIGO 2º - ÂMBITO DE APLICAÇÃO ARTIGO 3º - CONCEITOS ARTIGO 4º - ACESSO À PISCINA ARTIGO

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE REGULAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM REGIME PÓS-LABORAL

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE REGULAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM REGIME PÓS-LABORAL UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE REGULAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM REGIME PÓS-LABORAL Preâmbulo A necessidade de expandir a informação superior dos profissionais integrados no mercado trabalho constitui

Leia mais

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com Prime Soluções Empresariais SEDE: Rua de Entrecampos, 28, 1749-076 Lisboa Nº de Pessoa Colectiva 502 M 757 - N' de Matricula 08537 C.R.C.L Capital Social de EUR.; 30 000 000. I/ -I- CONTRATO DE PRESTAÇÃO

Leia mais

Procedimentos de Troca e Devolução

Procedimentos de Troca e Devolução Procedimentos de Troca e Devolução A Casa Modelo garante a troca e devolução dos produtos em um prazo de reclamação de 7 (sete) dias úteis, a partir do recebimento. Para facilitar este processo, alguns

Leia mais

Regulamento Do Arquivo da Junta de Freguesia de Avanca. Junta de Freguesia de Avanca Sector de Arquivo

Regulamento Do Arquivo da Junta de Freguesia de Avanca. Junta de Freguesia de Avanca Sector de Arquivo Regulamento Do Arquivo da Junta de Freguesia de Avanca Junta de Freguesia de Avanca Sector de Arquivo Avanca 2009 Preâmbulo O Arquivo é, sem dúvida, a materialização da memória colectiva. É com base neste

Leia mais

Goodyear Primavera 2014. Bases legais

Goodyear Primavera 2014. Bases legais Goodyear Primavera 2014 Bases legais I. DURAÇÃO A campanha: GOODYEAR PRIMAVERA 2014 tem por destinatários os utilizadores finais e uma duração apenas válida para compras efectuadas entre o dia 17 de Março

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CARTÃO AO SEU RITMO BBVA (CARTÃO REVOLVING)

CONDIÇÕES GERAIS DO CARTÃO AO SEU RITMO BBVA (CARTÃO REVOLVING) CONDIÇÕES GERAIS DO CARTÃO AO SEU RITMO BBVA (CARTÃO REVOLVING) Ao contrato de emissão do Cartão mencionado infra, celebrado entre o Titular e BANCO BILBAO VIZCAYA ARGENTARIA (PORTUGAL), SA, (doravante

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO ISVOUGA Página 1 de 6 Preâmbulo O presente regulamento define as regras de acesso e ingresso nos cursos técnicos superiores profissionais do e institui os critérios pelos quais se pautam as provas de avaliação

Leia mais

Defesa do Consumidor alerta para casos práticos II

Defesa do Consumidor alerta para casos práticos II Defesa do Consumidor alerta para casos práticos II PUBLICADO NA EDIÇÃO IMPRESSA TERÇA-FEIRA, 29 DE ABRIL DE 2013 POR JM As companhias aéreas não serão consideradas responsáveis se tiverem tomado todas

Leia mais

3. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

3. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 3.1. Cartões de crédito Comissões (Euros) Redes onde o cartão é aceite 1. Anuidades 1 1.º Titular Outros Titulares 2. Emissão de cartão 1 3. Substituição de cartão 2 4. Inibição do cartão 5. Pagamentos

Leia mais

Adesão ao Serviço MB WAY

Adesão ao Serviço MB WAY Adesão ao Serviço MB WAY 1) Objecto Pelo presente contrato, o Banco Santander Totta SA obriga-se a prestar ao Utilizador o Serviço MB WAY, nas condições e termos regulados nas cláusulas seguintes, e o

Leia mais