A DECORAÇÃO EM VIDRO #VDA2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A DECORAÇÃO EM VIDRO #VDA2017"

Transcrição

1 A DECORAÇÃO EM VIDRO #VDA2017

2 A EXPERIÊNCIA Personalização - Diferenciação Serigrafia Satinagem simples Satinação com janela 2

3 A Serigrafia 3

4 A SERIGRAFIA PRINCÍPIOS GERAIS Impressão cor a cor através de tela serigráfica Reprodução do motivo desejado sobre uma garrafa em rotação Fixação definitiva dos materiais A tinta - B porta-rodo + rodo - C motivo a ser impresso D tela gravada = tela + emulsão - E esquadro F imagem impressa 4

5 A SERIGRAFIA ÁREA DECORÁVEL Área decorável = conjunto de cada parte da garrafa suscetível à decoração Cada área pode ser decorada somente com uma cor a cada vez Exemplo: Decoração em duas na área A e B 4 passadas necessárias (portanto, quatro telas diferentes) 5

6 A SERIGRAFIA O EIXO DE DECORAÇÃO Implantado sobre fundo da garrafa Serve de referência à máquina para calçar a decoração Permite evitar a decoração sobre o plano de junção do molde, por exemplo. 6

7 A SERIGRAFIA - MATÉRIAS-PRIMAS Vidro triturado muito fino conhecido por frita Pigmento metálico à base de ferro, alumínio, manganês, cobalto, cádmio, zinco, cobre e crômio. Cera tipo parafina que se evapora durante o cozimento Esmalt es A maioria dos esmaltes aplicados no vidro são termofusíveis: se aplicam a quente e se solidificam parcialmente. Devem passar por processo de recozimento. Cozimento: em arca de recozimento para temperaturas superiores a 600 ºC Aplicação: muito boa devido à fusão de esmalte (vidro)/vidro Aspecto: Diversas possibilidades segundo a espessura, mates, satinagens, semitransparentes Limitações: Devido à utilização de esmaltes sem metais pesados, a paleta de cores é limitada (sem cores vivas), impossível em lacagens (uma vez que o cozimento em alta temperatura destrói a lacagem) 7

8 A SERIGRAFIA - MATÉRIAS-PRIMAS Ouro de 7 a 12% Compostos orgânicos Outros aditivos 25 a 100 aditivos Metais precioso s Menor resistência ao tempo comparada aos esmaltes, e também mais caros. Cozimento: em de recozimento para temperaturas superiores a 600 ºC Em caso de sobreposição em uma camada esmaltada, um novo cozimento será necessário Aplicação: boa junção mecânica Aspecto: brilhante ou mate. Diferentes cores possíveis conforme as ligas de metais preciosos (ouro, paládio, ródio e prata) Limitações: alteração da cor ao longo do tempo (sobretudo em ouro amarelo), aplicação delicada, necessidades de embalagens adequadas 8

9 A SERIGRAFIA - MATÉRIA-PRIMA Tintas Tintas tradicionais Resinasde dois componentes Epóxi Compostos orgânicos Outros aditivos Tintas 25 a 100 aditivos Menos resistentes que os esmaltes, utilizada para a obtenção de uma tinta muito peculiar. Tintas U.V. Irradiação por raios UV, endurecem através de polimerização Tintas termoplásticas Tinta bicomponente à base de resinas poliméricas Cozimento: térmico de 150 ºC a 200 ºC ou Radiação UV Aplicação: boa porém inferior a do esmalte Aspecto: paleta de cores infinita 9

10 A SERIGRAFIA DIVERSOS EFEITOS A serigrafia permite uma grande complexidade de efeitos dos mais variados: Luminescente: o esmalte ou a tinta é revelado à luz negra Termossensível: a tinta é revelada a quente ou a frio Aromatizada: o aroma se desprende após a fricção com os dedos Efeito quadro negro ou quadro branco Efeito relevo: sensível ao toque 11

11 A EXPERIÊNCIA Personalização - Diferenciação Serigrafia Satinagem Outras técnicas 12

12 A Satinagem 13

13 A SATINAGEM PRINCÍPIO GERAL Procedimento de intervenção química no vidro através de sua imersão em um banho ácido Compatível com todos os tipos de acabamentos 14

14 A SATINAGEM PROCESSO DETALHADO O processo de satinagem desdobra-se em 5 etapas principais: Carregamento das garrafas em um carrossel e vedação com tampas Banho de decapagem: preparo da superfície externa removendo todos os corpos estranhos (sobretudo a graxa do molde, tratamento a quente e tratamento a frio) Enxague e em seguida banho de satinagem: a concentração e a composição do banho influencia diretamente o aspecto mate do acabamento da satinagem, bem como a resistência a riscos Enxague e remoção das tampas Tratamento da superfície e secagem ao forno 15

15 A SATINAGEM SATINAGEM COM JANELA Possibilidade de realizar o processo em áreas delimitadas (por meio de serigrafia): A área serigrafada não entrará em contato com o ácido, deixando o vidro bruto nas áreas planejadas 16

16 A SATINAGEM SATINAGEM PARCIAL Possibilidade de satinar apenas uma parte (inferior) da garrafa Diferentes tipos de áreas livres de satinagem (lisa, fosca, frisada) 17

17 A EXPERIÊNCIA Personalização - Diferenciação Serigrafia Satinagem Outras técnicas 18

18 A EXPERIÊNCIA Controle dos processos Lacagem Metalização Gravura a laser Outros Instalação de acessórios Revestimento de proteção 19

19 A Lacagem 20

20 A LACAGEM PRINCÍPIO GERAL Procedimento: Coloração externa de uma garrafa através de projeção da tinta com pistola de pintura (resina + corantes) Paleta ilimitada de cores Pode ser parcial, total ou degradê Grande variedade deefeitos: brilhante, mate, translúcido, rugoso, liso, craquelado Pulverização da laca Carregamento manual Ionização Evaporação 180 C-200 C Controle e embalagem Resfriamento por ar comprimido Polimerização 21

21 METALIZAÇÃO Procedimento: a garrafa é revestida com finas camadas metálicas Grande variedade decores Efeito escovadoexclusivo Efeito brilhante, mate, fosco, translúcido Cobertura total, parcial ou degradê 22

22 DECALCOMANIA Procedimento: o Imagens multicores produzidas em superfície plana com serigrafia o Decalque da imagem sobre a garrafa Materiais: esmalte, tintas ou metais preciosos Vantagem: atingir áreas não suscetíveis à serigrafia 23

23 INSTALAÇÃO DE ACESSÓRIOS Procedimento: Instalação de um acessório com grande valor agregado Finaliza o processo de personalização Diferentes acessórios: medalhão em metal, strass, bainha de couro 24

24 NOSSA EXPERIÊNCIA Bebidas Espirituosas 25

25 NOSSA EXPERIÊNCIA Vinhos 26

26 NOSSA EXPERIÊNCIA Bebidas sem Álcool 27

27 NOSSA EXPERIÊNCIA Cervejas 28

28 NOSSA EXPERIÊNCIA Potes 29

29 Caso queira esclarecer quaisquer dúvidas, entre em contato conosco através do formulário ou de nossa página no Facebook, faremos o possível para responder-lhe o quanto antes! Saga-decor.com

Tintas, Vernizes, Lacas e Esmaltes. Professora Ligia Pauline

Tintas, Vernizes, Lacas e Esmaltes. Professora Ligia Pauline Tintas, Vernizes, Lacas e Esmaltes Professora Ligia Pauline Tintas Suspensão de partículas opacas (pigmentos) em veículo fluido; Função das partículas: cobrir e decorar as superfícies; Função do veículo:

Leia mais

Conteúdo 5 - Serigrafia e Sublimação. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 5 - Serigrafia e Sublimação. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 5 - Serigrafia e Sublimação professor Rafael Hoffmann No processo coloca-se o suporte por baixo da matriz (tela), coloca-se a tinta por cima e com a ajuda de uma espátula faz-se pressão na tinta

Leia mais

Em conformidade com os parâmetros abaixo recomendados na implementação do revestimento, você previne danos às pedras Preciosa.

Em conformidade com os parâmetros abaixo recomendados na implementação do revestimento, você previne danos às pedras Preciosa. Galvanização A galvanoplastia é um processo que utiliza a corrente elétrica contínua para a eliminação dos revestimentos finos dos metais a partir de uma solução dos seus sais em objetos condutores elétricos.

Leia mais

PFA PTFE POLIAMIDA PU EVA EPOXI

PFA PTFE POLIAMIDA PU EVA EPOXI Ultra Polimeros PEEK Polimeros de Alta-Performance Polimeros de Engenharia PFA PTFE POLIAMIDA PU EVA EPOXI SEMI-CRISTALINO PEEK - Poli(éter-éter-cetona) PEEK é um termoplástico de Ultra Performance que

Leia mais

USO E APLICAÇÕES. Módulo 2 O que é Vidro?

USO E APLICAÇÕES. Módulo 2 O que é Vidro? USO E APLICAÇÕES Módulo 2 O que é Vidro? O QUE É VIDRO? O VIDRO É Substância inorgânica Homogênea Amorfa (sem forma definida) Obtida através do resfriamento de uma massa em fusão entorno de 1500ºC QUALIDADES

Leia mais

Película Scotchcal MR Plus Série IJ21

Película Scotchcal MR Plus Série IJ21 Película Scotchcal MR Plus Série IJ21 Dados Técnicos Outubro/2010 Substitui: Janeiro/2007 Revisão 03 Barras pretas nas margens indicam as alterações Descrição Descrição e usos são vinílicas, auto adesivas,

Leia mais

TRATAMENTOS EMPREGADOS EM MATERIAIS METÁLICOS

TRATAMENTOS EMPREGADOS EM MATERIAIS METÁLICOS Universidade Federal do Paraná Curso de Engenharia Industrial Madeireira ELEMENTOS ORGÂNICOS DE MÁQUINAS I AT-096 Dr. Alan Sulato de Andrade alansulato@ufpr.br TRATAMENTOS EMPREGADOS EM 1 INTRODUÇÃO: Existem

Leia mais

Um dos diferenciais dos vinis ORAJET é a superioridade do PVC, tipo do adesivo, tamanho do PVC e poder de adesão.

Um dos diferenciais dos vinis ORAJET é a superioridade do PVC, tipo do adesivo, tamanho do PVC e poder de adesão. VINIL ORAJET IMPRESSÃO Vinil Adesivo calandrado para impressão digital. Cada série é ideal para aplicações de curta ou média duração. Um dos diferenciais dos vinis ORAJET é a superioridade do PVC, tipo

Leia mais

pro-t Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características

pro-t Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características Ficha técnica pro-t Perfil de transição entre pavimentos. Lâmina de metal em forma de T que se insere na junta de separação de dois pavimentos diferentes, permitindo cobrir ligeiras diferenças de altura.

Leia mais

Oque é? Conjunto estabelecido pela associação da tinta de acabamento a respectivas massas e fundos, através de ferramentas/utensílios específicos.

Oque é? Conjunto estabelecido pela associação da tinta de acabamento a respectivas massas e fundos, através de ferramentas/utensílios específicos. Sistemas de pintura Oque é? Conjunto estabelecido pela associação da tinta de acabamento a respectivas massas e fundos, através de ferramentas/utensílios específicos. Sua aplicação resulta em uma película

Leia mais

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS

3 REFERÊNCIAS 4 DISPOSIÇÕES GERAIS Elaborador: Mário Sérgio de Medeiros Damascena ET - 05.117.01 1 de 6 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis de pino de isolador para utilização

Leia mais

Pintura 100% Sólidos ST BOLETIM TÉCNICO. Pintura 100%

Pintura 100% Sólidos ST BOLETIM TÉCNICO. Pintura 100% BOLETIM TÉCNICO Pintura 100% Sólidos ST DESCRIÇÃO DO PRODUTO A Pintura 100% Sólidos ST é um sistema de pintura epóxi, 100% sólidos, bi-componente, formulado para proporcionar, através de uma película protetora

Leia mais

Placas de circuito impresso

Placas de circuito impresso Placas de circuito impresso Métodos de produção Vitor Yano Terminologia Layer (camada) Via/blind via/buried via Pad (ilha) Drill/hole (furo) Wire (trilha/pista) Mask (máscara de soldagem) Silk screen (serigrafia)

Leia mais

PU-CIM. Poliuretano cimentício. Alta performance com estética elevada

PU-CIM. Poliuretano cimentício. Alta performance com estética elevada PU-CIM Poliuretano cimentício Revestimentos Industriais e Corporativos Alta performance com estética elevada O que é PU-CIM? É uma linha de soluções desenvolvida em poliuretano cimentício, que alia extrema

Leia mais

TELHAS DE POLICARBONATO

TELHAS DE POLICARBONATO TELHAS DE POLICARBONATO MANUAL DE INSTALAÇÃO As Telhas de Policarbonato BOLD proporcionam ótima transmissão de luz (praticamente idêntica ao vidro), favorecendo maior aproveitamento da luz natural, reduzindo

Leia mais

Conteúdo 4 - Papéis e acabamentos. professor Rafael Hoffmann

Conteúdo 4 - Papéis e acabamentos. professor Rafael Hoffmann Conteúdo 4 - Papéis e acabamentos professor Rafael Hoffmann Papéis Papéis Subtítulo Conhecer: - os papéis existentes no mercado; - as suas características; - sua aplicação. Porque: - afeta a qualidade

Leia mais

Adesivos Hot Melt 3M. Adesivos Hot Melt. Produtividade. e segurança a toda prova

Adesivos Hot Melt 3M. Adesivos Hot Melt. Produtividade. e segurança a toda prova Adesivos Hot Melt 3M Adesivos Hot Melt Produtividade e segurança a toda prova 3 Hot Melt A Linha de Adesivos Hot Melt 3M apresenta as melhores soluções sem abrir mão da segurança, para as mais diversas

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de unidades consumidoras do Grupo

Leia mais

ESTUDO DE PROTEÇÃO ANTICORROSIVA EM ESTRUTURAS DE AÇO GALVANIZADO DE CARROCERIAS DE ÔNIBUS PARA USO EM AMBIENTES AGRESSIVOS

ESTUDO DE PROTEÇÃO ANTICORROSIVA EM ESTRUTURAS DE AÇO GALVANIZADO DE CARROCERIAS DE ÔNIBUS PARA USO EM AMBIENTES AGRESSIVOS REVISTA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA ESTUDO DE PROTEÇÃO ANTICORROSIVA EM ESTRUTURAS DE AÇO GALVANIZADO DE CARROCERIAS DE ÔNIBUS PARA USO EM AMBIENTES AGRESSIVOS Alessandro José Büsemayer Faculdade Anhanguera

Leia mais

- Pisos e revestimentos Industriais (pinturas especiais, autonivelantes, uretânicas, vernizes...);

- Pisos e revestimentos Industriais (pinturas especiais, autonivelantes, uretânicas, vernizes...); A TECNIKA iniciou suas atividades em meados de 2003, impulsionada pela demanda do mercado, sempre preocupada em buscar e oferecer soluções técnicas inovadoras, tendo como focos principais as áreas de impermeabilização

Leia mais

soma Somamos 20 anos de experiência TRATAMENTO DE PISOS para oferecer as melhores soluções em tratamento de pisos. CATÁLOGO DE SERVIÇOS

soma Somamos 20 anos de experiência TRATAMENTO DE PISOS para oferecer as melhores soluções em tratamento de pisos. CATÁLOGO DE SERVIÇOS soma TRATAMENTO DE PISOS Somamos 20 anos de experiência para oferecer as melhores soluções em tratamento de pisos. CATÁLOGO DE SERVIÇOS Quem somos Com vasta experiência na concepção e execução de pisos

Leia mais

Óxido de Alumínio. fechada. Dimensões e quantidades mínimas de encomenda por consulta. Carbureto de silício. fechada

Óxido de Alumínio. fechada. Dimensões e quantidades mínimas de encomenda por consulta. Carbureto de silício. fechada Cintas de lixa com costado de papel Papel de lixa ANTSTATC PS 22 F ACT F-Papel Pintura/verniz/massa Vantagens: Alta capacidade de desbaste, acabamento fino - Especialmente desenvolvido para o lixamento

Leia mais

EMPRESA. Cobrimos todo território nacional com frota própria.

EMPRESA. Cobrimos todo território nacional com frota própria. EMPRESA Fundada em 1994, na cidade de Ribeirão Preto, a Aço Riber é referência no mercado de aços e laminados. Hoje a empresa conta com um estoque de produtos que garante a seus clientes segurança e tranquilidade.

Leia mais

Boletim Técnico Outubro, 2011

Boletim Técnico Outubro, 2011 Extreme Sealing Tape Boletim Técnico Outubro, 2011 Descrição do Produto 3M Extreme Sealing Tape é uma fita simples face com adesivo sensível à pressão desenvolvida para aplicações de difícil vedação. O

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO J-BOND (ACM)

MANUAL DE INSTALAÇÃO J-BOND (ACM) MANUAL DE INSTALAÇÃO J-BOND (ACM) J-BOND Os painéis de Alumínio (ACM), são compostos de duas chapas de alumínio unidas por uma camada de polietileno de baixa densidade. São fabricadas em processo contínuo

Leia mais

AQUOSOS CONSTRUÇÃO CIVIL

AQUOSOS CONSTRUÇÃO CIVIL AQUOSOS CONSTRUÇÃO CIVIL Primários/Isolantes SELCRIL ISOLAQUA Primário acrílico aquoso de cor branca, indicado para o exterior e interior. Foi concebido com resinas acrílicas de fácil penetração e de excelente

Leia mais

METAIS, AÇOS E PROCESSOS SIDERÚRGICOS

METAIS, AÇOS E PROCESSOS SIDERÚRGICOS METAIS, AÇOS E PROCESSOS SIDERÚRGICOS METAIS Podem ser moldados; São dúcteis (deformam antes de romper); Bons condutores de energia elétrica e calor. OBTENÇÃO DOS METAIS OBTENÇÃO DOS METAIS OBTENÇÃO DOS

Leia mais

Ecoplac Cimentícia. Base Coat. Passo a Passo. Tratamento de Juntas com Base Coat

Ecoplac Cimentícia. Base Coat. Passo a Passo. Tratamento de Juntas com Base Coat Passo a Passo Após a fixação das Placas Cimentícias deixando 3mm a 5mm de dilatação entre elas, limpar a superfície a ser aplicada, retirando qualquer elemento que prejudique sua aderência (poeira, óleo,

Leia mais

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00013/ SRP

RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00013/ SRP 52131 - COMANDO DA MARINHA 783810 - CENTRO DE INTENDENCIA DA MARINHA EM NATAL RELAÇÃO DE ITENS - PREGÃO ELETRÔNICO Nº 00013/2016-000 SRP 1 - Itens da Licitação 1 - AREIA AREIA, TIPO LAVADA, GRANULOMETRIA

Leia mais

Tratamento de superfícies metálicas

Tratamento de superfícies metálicas Tratamento de superfícies metálicas Melhorar as propriedades de proteção das superfícies metálicas, promover novas características funcionais para favorecer tratamentos posteriores ou proporcionar um acabamento

Leia mais

COLOQUE MAIS COR NA SUA VIDA COM RESITINTAS.

COLOQUE MAIS COR NA SUA VIDA COM RESITINTAS. A Resitintas está há mais de 10 anos no mercado com produção e comercialização de tintas, texturas, seladores e massas corridas entre os mais de 200 itens oferecidos para pinturas e acabamentos interiores

Leia mais

Capítulo 32. b) os tanatos e outros derivados tânicos dos produtos incluídos nas posições a 29.39, ou a 35.04;

Capítulo 32. b) os tanatos e outros derivados tânicos dos produtos incluídos nas posições a 29.39, ou a 35.04; Capítulo 32 Extratos tanantes e tintoriais; taninos e seus derivados; pigmentos e outras matérias corantes; tintas e vernizes; mástiques; tintas de escrever Notas. 1.- O presente Capítulo não compreende:

Leia mais

O PODER DO QUARTZO AO SEU SERVIÇO

O PODER DO QUARTZO AO SEU SERVIÇO SILESTONE O PODER DO QUARTZO AO SEU SERVIÇO THE ORIGINAL A MELHOR SUPERFÍCIE EM QUARTZO PARA BANCADAS DE COZINHA, CASAS DE BANHO E PAVIMENTOS. PROTECÇÃO BACTERIOSTÁTICA Baseada em Tecnologia de Prata A

Leia mais

FUNDIÇÃO DE ALUMÍNIO POR GRAVIDADE (COQUILHA)

FUNDIÇÃO DE ALUMÍNIO POR GRAVIDADE (COQUILHA) FUNDIÇÃO DE ALUMÍNIO POR GRAVIDADE (COQUILHA) Serviço indicado para fabricantes de máquinas e equipamentos, que utilizam peças; de pequenas dimensões (até 10kg) em alumínio fundidas em areia; shell moulding;

Leia mais

Dar cor a uma arquitectura exigente. inovador estável à luz à prova de riscos fácil de limpar resistente

Dar cor a uma arquitectura exigente. inovador estável à luz à prova de riscos fácil de limpar resistente Dar cor a uma arquitectura exigente inovador estável à luz à prova de riscos fácil de limpar resistente acrylcolor Flexibilidade para janelas em PVC coloridas O design das fachadas é realçado pelos perfis

Leia mais

# $ %&' ( ) # " # % " *! " $ % + (, " $ - & "! "! " $ %&. ' ( ) #! " $ %' & +!

# $ %&' ( ) #  # %  *!  $ % + (,  $ - & ! !  $ %&. ' ( ) #!  $ %' & +! / 0 1 0 2 5 4 4 0 3 4 4 ORIGINAL REV. A REV. B REV. C REV. D REV. E REV. F REV. G DATA 01.09.99 01.09.99 10.07.00 EXECUÇÃO J.S. J.S. J.S. VERIFICAÇÃO J.S. J.S. J.S. APROVAÇÃO 6 1.0 0BJETIVO O objetivo

Leia mais

Plasma

Plasma Plasma WWW.CS-TELHAS.PT Marca registada Plasma é a telha plana topo de gama da CS Cinza Aço Com um desenho inovador, a Plasma, completamente plana e lisa, cujo aspecto depois de aplicada é um retângulo

Leia mais

MANUAL DE conservação e limpeza

MANUAL DE conservação e limpeza MANUAL DE conservação e limpeza 1 MAnual de conservação e limpeza Uma boa conservação e uma limpeza correta pode aumentar a durabilidade e também a estética do seu móvel. Este manual visa dar dicas e sugestões

Leia mais

PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO

PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO PL 40/250 perfurado DESCRIÇÃO Há mais de 40 anos que a Aceralia fabrica perfís largos auto-suportados de aço, para revestimento de todo tipo de edificações. Actualmente, é uma das empresas lider neste

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS P R ODU TO S P R OFISSION AIS I N D U S T R I A L.

CATÁLOGO DE PRODUTOS P R ODU TO S P R OFISSION AIS I N D U S T R I A L. 2 016 CATÁLOGO DE PRODUTOS P R ODU TO S P R OFISSION AIS I N D U S T R I A L www.coriarte.com.br TINTA INDUSTRIAL ESMALTE Tintas líquidas Industriais & Automotiva PRODUTOS ADEQUADOS PARA CADA APLICAÇÃO

Leia mais

Pintura de Acabamento PVC-Alquídica para revestimentos intumescentes

Pintura de Acabamento PVC-Alquídica para revestimentos intumescentes Ficha do Produto Edição 24/03/2014 Identificação 02 06 04 00 001 0 000015 Sika Unitherm - Top S Pintura de Acabamento PVC-Alquídica para revestimentos intumescentes Descrição do Produto Sika Unitherm -Top

Leia mais

PÉBEO. Recomendação: Lavar e passar do avesso. Programa de lavagem curto. Secagem ao ar.

PÉBEO. Recomendação: Lavar e passar do avesso. Programa de lavagem curto. Secagem ao ar. PÉBEO TOUCH DECO 0085551(02-14) - 14 Cores Gloss 0085552(01-09) - 7 cores Cristal 0085553(01-06) - 6 Cores Metal 0085554(01-08) - 8 Cores Pérola 0085555(01-10) - 8 Cores Brilhantes Criado para utilização

Leia mais

Sempre que há a necessidade da construção de componentes específicos ou máquinas complexas sempre será necessário a utilização dos materiais.

Sempre que há a necessidade da construção de componentes específicos ou máquinas complexas sempre será necessário a utilização dos materiais. Universidade Federal do Paraná Curso de Engenharia Industrial Madeireira ELEMENTOS ORGÂNICOS DE MÁQUINAS I AT-096 M.Sc. Alan Sulato de Andrade alansulato@ufpr.br 1 INTRODUÇÃO: Sempre que há a necessidade

Leia mais

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino.

Ferragem de rede aérea que se fixa numa superfície, em geral a face superior de uma cruzeta, na qual, por sua vez, é fixado um isolador de pino. 26 / 07 / 2011 1 de 10 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do pino de isolador para utilização nas Redes de Distribuição da CEMAR. 2 CAMPO

Leia mais

Apresentação do produto

Apresentação do produto Apresentação do produto 2013 Exija + dos seus pisos! MICROCIMENTO DECORATIVO Institucional MICROCIMENTO DECORATIVO Nós somos Miaki! Desde 1993, a Miaki desenvolve tecnologias de pisos para os mais diversos

Leia mais

Matérias Primas e Processos para Marcenaria

Matérias Primas e Processos para Marcenaria Entre os materiais mais utilizados pelo marceneiro no revestimento de chapas e painéis estão as lâminas ou folhas de madeira. As lâminas surgiram da necessidade de se reduzir custos, e são obtidas através

Leia mais

zendow Catalogo técnico do PRODUTO Novas proporções Novas formas do perfil Cores O PVC segundo Deceuninck

zendow Catalogo técnico do PRODUTO Novas proporções Novas formas do perfil Cores O PVC segundo Deceuninck Catalogo técnico do PRODUTO Novas proporções Novas formas do perfil Cores O PVC segundo Deceuninck NOVAS PROPORÇÕES A janela é um elemento importante na estética de cada construção. Graças à espessura

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA MCC1001 AULA 1

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA MCC1001 AULA 1 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA MCC1001 AULA 1 Disciplina: Materiais de Construção I Professora: Dr. a Carmeane Effting 1 o semestre 2014 Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia Civil CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

ARGAMASSAS E CONCRETOS AGLOMERANTES

ARGAMASSAS E CONCRETOS AGLOMERANTES ARGAMASSAS E CONCRETOS AGLOMERANTES DEFINIÇÃO São materiais ligantes, em geral pulverulentos, que promovem a união entre os grãos de agregados. Estes materiais sofrem transformações químicas, por isso

Leia mais

FABRICAÇÃO MECÂNICA. Introdução aos Processos de Fabricação / Fundição. Material 1 Coletânea de materiais sobre fundição (livros, apostilas e resumos)

FABRICAÇÃO MECÂNICA. Introdução aos Processos de Fabricação / Fundição. Material 1 Coletânea de materiais sobre fundição (livros, apostilas e resumos) 2010 FABRICAÇÃO MECÂNICA Introdução aos Processos de Fabricação / Fundição Material 1 Coletânea de materiais sobre fundição (livros, apostilas e resumos) Prof. Alexander 1/1/2010 1 - INTRODUÇÃO 2 3 2 -

Leia mais

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões

Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões REPRODUÇÃO LIVRE NBR 8964 JUL 1985 Arame de aço de baixo teor de carbono, zincado, para gabiões Origem: Projeto 01:022.05-004/1985 CB-01 - Comitê Brasileiro de Mineração e Metalurgia CE-01:022.05 - Comissão

Leia mais

Revestimento Níquel Químico

Revestimento Níquel Químico Revestimento Níquel Químico O que é Níquel Químico Propriedades do Níquel Químico É um tipo especial de revestimento que aumenta a resistência à abrasão e corrosão e que não requer corrente elétrica, retificadores

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS

BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS BT 0003 BOLETIM TÉCNICO LINHA DURS LINHA DURS Fixadores autoperfurantes em aço carbono. Descrição Fixador autoperfurante com design exclusivo em aço carbono e marca H na cabeça. Tem como acessório uma

Leia mais

Soluções em Cercamentos

Soluções em Cercamentos Soluções em Cercamentos 2012 Sistemas de Cercamentos GRADIS Nylofor 3D Gradilfor Securifor 3D Cerca Móvel Rodofor Rodofor antiofuscante Gradil de serralheiro TELAS SOLDADAS Fortinet Practica ALAMBRADOS

Leia mais

Processos de Soldagem. Valter V de Oliveira

Processos de Soldagem. Valter V de Oliveira Processos de Soldagem Valter V de Oliveira Introdução Processos de junção são empregados para unir dois ou mais componentes, de forma que estes passem a apresentar um movimento de corpo rígido. O termo

Leia mais

NEOPAC : EMULSÕES PU ACRÍLICAS PARA TINTAS BASE ÁGUA

NEOPAC : EMULSÕES PU ACRÍLICAS PARA TINTAS BASE ÁGUA A Royal DSM é uma companhia de origem holandesa com atuação global baseada em ciências, entregando soluções inovadoras que nutrem, protegem e aprimoram performance, criando valor para clientes de mercados

Leia mais

FUNDIÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO

FUNDIÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO FUNDIÇÃO POR CENTRIFUGAÇÃO O processo de fabricação por centrifugação consiste em vazar-se metal líquido num molde dotado de movimento de rotação, de modo que a força centrífuga origine uma pressão além

Leia mais

DURALINE FULL FLAKE é um sistema de revestimento com fusão química entre camadas, formando um corpo único.

DURALINE FULL FLAKE é um sistema de revestimento com fusão química entre camadas, formando um corpo único. DESCRIÇÃO DURALINE FULL FLAKE é um sistema de revestimento com fusão química entre camadas, formando um corpo único. Sistema a base de DURALINE e aspersão d e FLAKES (flocos poliméricos) que alia extrema

Leia mais

Histórico. Histórico. Conceito. Conceito. Requisitos. Requisitos. Composição. Composição. Indicação. Indicação. Tipos. Tipos. Histórico.

Histórico. Histórico. Conceito. Conceito. Requisitos. Requisitos. Composição. Composição. Indicação. Indicação. Tipos. Tipos. Histórico. Disciplina Titulo da aula Expositor Slides 34 Materiais Dentários I Revestimentos odontológicos Prof. Dr. Eclérion Chaves Duração Aproximadamente 1:30 Plano de aula Publicado em: http://usuarios.upf.br/~fo/disciplinas/materiais%20dentarios/materiais1.htm

Leia mais

Os materiais de proteção térmica devem apresentar:

Os materiais de proteção térmica devem apresentar: Os materiais de proteção térmica devem apresentar: Elevado calor específico Reduzida condutividade térmica Garantia de integridade durante a evolução do incêndio Resistência mecânica adequada Custo viável

Leia mais

Impressoras a laser 05/11/ IFRN - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte

Impressoras a laser 05/11/ IFRN - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Impressoras a laser 05/11/2015 1 Impressoras a laser As impressoras a laser também fazem parte da categoria de não impacto e são muito utilizadas no ambiente corporativo, já que oferecem impressões de

Leia mais

Sistemas para paredes

Sistemas para paredes Sistemas para paredes Wall Tech Descrição geral Aplicações Integra-se perfeitamente aos sistemas de pisos em MMA, formando um sistema monolítico único. Ideal para ambientes internos, é aplicável diretamente

Leia mais

SGG DECOR-LITE SGG DECOR-LITE SGG DECOR-LITE SGG DECOR-LITE INSTITUCIONAL 01 CONSTRUÇÃO CIVIL 03 DECORAÇÃO 11 ESPESSOS 19 MOVELEIRO 15

SGG DECOR-LITE SGG DECOR-LITE SGG DECOR-LITE SGG DECOR-LITE INSTITUCIONAL 01 CONSTRUÇÃO CIVIL 03 DECORAÇÃO 11 ESPESSOS 19 MOVELEIRO 15 INSTITUCIONAL 01 SGG DECOR-LITE CONSTRUÇÃO CIVIL 03 SGG DECOR-LITE DECORAÇÃO 11 SGG DECOR-LITE MOVELEIRO 15 SGG DECOR-LITE ESPESSOS 19 SGG DECOR-LITE LINHA BRANCA 23 SGG FOCUS ANTIREFLEXO 25 SGG SATINOVO

Leia mais

Chave Fusível. Tecnologia com melhor Custo / Benefício!

Chave Fusível. Tecnologia com melhor Custo / Benefício! Chave Tecnologia com melhor Custo / Benefício! Chave Base C Suporte L (1) 264 mm -Polimérica 300A 15kV Normas NBR 8124 (PB 995) IEC 060282-2 ANSI C37-41 Consulte-nos sobre outras normas e tipos. Cartucho

Leia mais

Vidro comun ou vidro Float

Vidro comun ou vidro Float Vidros Vidro comun ou vidro Float O vidro comum é a composição básica do vidro, antes de receber qualquer tipo de tratamento. Ele é feito a partir da mistura de sílica (areia), potássio, alumina, sódio

Leia mais

GRSS. MIG Brazing BRITE EURAM III. MIG Brazing

GRSS. MIG Brazing BRITE EURAM III. MIG Brazing MIG BRAZING O processo MIG BRAZING é um processo de SOLDABRASAGEM porque ocorre a fusão parcial do metal de base e a capilaridade é mínima. Soldagem Fusão do MA e MB; Soldabrasagem Fusão do MA e parcial

Leia mais

TITAN ESMALTE ANTIOXIDANTE DIRETO À FERRUGEM

TITAN ESMALTE ANTIOXIDANTE DIRETO À FERRUGEM TITAN ESMALTE ANTIOXIDANTE é o melhor esmalte do mercado para aplicar diretamente sobre a ferrugem. é uma marca exclusiva de TITAN. Nenhum outro produto do mercado é OXIRON, só TITAN. foi sempre a marca

Leia mais

FALSO RAKU NU EM FORNO ELÉTRICO SEM REDUÇÃO

FALSO RAKU NU EM FORNO ELÉTRICO SEM REDUÇÃO FALSO RAKU NU EM FORNO ELÉTRICO SEM REDUÇÃO LEONOR LOPES O raku nu é um processo de redução única, de baixa temperatura, que se reoxida. A fumaça penetra na superfície com cobertura, onde a camada é removida

Leia mais

Car Paint. Automotive. Automotive

Car Paint. Automotive.  Automotive Car Paint Automotive Car Paint Automotive www.carpaint.com.br Car Paint Automotive Apaixonada por carros... e isso é apenas o começo... A Car Paint é uma empresa que nasceu de um projeto inovador e com

Leia mais

Perfia para pavimentos em madeira e laminados Alfix 615

Perfia para pavimentos em madeira e laminados Alfix 615 PROFILPAS S.P.A. VIA EINSTEIN, 38 35010 CADONEGHE (PADOVA) ITALY TEL. +39 (0)49 8878411 +39 (0)49 8878412 FAX. +39 (0)49-706692 EMAIL: INFO@PROFILPAS.COM Perfia para pavimentos em madeira e laminados Alfix

Leia mais

DEFINIÇÃO DE FUNDIÇÃO. Processo metalúrgico de fabricação que envolve a. fusão de metais ou ligas metálicas, seguida do

DEFINIÇÃO DE FUNDIÇÃO. Processo metalúrgico de fabricação que envolve a. fusão de metais ou ligas metálicas, seguida do Dr. Eng. Metalúrgica Aula 01: 1. Introdução - Definição de fundição. - Características e potencialidades dos processos de fundição. - Princípios fundamentais. 2. Classificação dos Processos de Fundição

Leia mais

5. PROPRIEDADES. O que são propriedades? Você conhece alguma propriedade dos vidro?

5. PROPRIEDADES. O que são propriedades? Você conhece alguma propriedade dos vidro? 5. PROPRIEDADES O que são propriedades? Você conhece alguma propriedade dos vidro? As propriedades intrínsecas e essenciais do vidro são transparência e durabilidade. Outras propriedades tornam-se significantes

Leia mais

Processo de soldagem: Os processos de soldagem podem ser classificados pelo tipo de fonte de energia ou pela natureza da união.

Processo de soldagem: Os processos de soldagem podem ser classificados pelo tipo de fonte de energia ou pela natureza da união. Soldagem Tipos de Soldagem Soldagem Processo de soldagem: Os processos de soldagem podem ser classificados pelo tipo de fonte de energia ou pela natureza da união. Tipos de Fontes Mecânica: Calor gerado

Leia mais

FUNDIÇÃO DE PRECISSÃO CERA PERDIDA. rscp

FUNDIÇÃO DE PRECISSÃO CERA PERDIDA. rscp FUNDIÇÃO DE PRECISSÃO CERA PERDIDA rscp Processos de Microfusão Processo de fundição que consiste na fabricação de uma peça originariamente preparada em cera, que é revestida com material cerâmico, formando

Leia mais

TINTAS E DROGARIA. Tintas e Similares ESMALTES CATÁLOGO ARMAZENS REIS WWW.ARMAZENSREIS.PT. E-mail: geral@armazensreis.pt. Telefone: (+351) 234 941 194

TINTAS E DROGARIA. Tintas e Similares ESMALTES CATÁLOGO ARMAZENS REIS WWW.ARMAZENSREIS.PT. E-mail: geral@armazensreis.pt. Telefone: (+351) 234 941 194 CATÁLOGO ARMAZENS REIS WWW.ARMAZENSREIS.PT Tintas e Similares 55 = ESMALTES Morada: E.N. 25 km 10 Mamodeiro, 810728 Aveiro Telefone: (+51) 24 941 194 Email: geral@armazensreis.pt 55 BARBOLUX BRILHANTE

Leia mais

TABELA 1. Valores adotados na PNB 591 da rugosidade absoluta ( ), em mm para tubos usuais. Tipos de condutos

TABELA 1. Valores adotados na PNB 591 da rugosidade absoluta ( ), em mm para tubos usuais. Tipos de condutos TABELA 1. Valores adotados na PNB 591 da rugosidade absoluta ( ), em mm para tubos usuais. Tipos de condutos (mm) Mín Uso Máx 1. Tubo de alumínio - 0,06-2. Tubo de aço: juntas soldadas e interior contínuo

Leia mais

Filmes. Filmes de impressão digital cast usados em projetos arquitetônicos Avery Dennison Corporation. Todos os direitos reservados.

Filmes. Filmes de impressão digital cast usados em projetos arquitetônicos Avery Dennison Corporation. Todos os direitos reservados. O que são filmes e como eles são usados? Filmes trazem sofisticação para tudo, de embalagens a envelopamentos automobilísticos e arquitetônicos. Os filmes mais comuns encontrados no mercado são: filme

Leia mais

Versátil e saboroso, o resultado final é uma perfeita refeição. Marcilio de Souza

Versátil e saboroso, o resultado final é uma perfeita refeição. Marcilio de Souza Versátil e saboroso, o resultado final é uma perfeita refeição. Marcilio de Souza É um prato típico da cozinha italiana. A palavra risotto provém de dialeto lombardo-piemontês. Uma "sopa enxuta", cremosa,

Leia mais

Revestimentos Odontológicos

Revestimentos Odontológicos Revestimentos Odontológicos HISTÓRICO: ± 500 AC Roma - Coroas e pontes em ouro. Séc.. 11 Theophilus - Técnica da cera perdida. 1907 - W. H. Taggart - Máquina de fundição utilizando a técnica da cera perdida.

Leia mais

"PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE ADESIVO PARA SUPERFÍCIES DE VIDROS, CERÂMICAS, ALVENARIAS E PLÁSTICOS À BASE DE LÁTEX DE BORRACHA NATURAL MODIFICADO POR

PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE ADESIVO PARA SUPERFÍCIES DE VIDROS, CERÂMICAS, ALVENARIAS E PLÁSTICOS À BASE DE LÁTEX DE BORRACHA NATURAL MODIFICADO POR "PROCESSO DE FABRICAÇÃO DE ADESIVO PARA SUPERFÍCIES DE VIDROS, CERÂMICAS, BORRACHA NATURAL MODIFICADO POR POLIFOSFATO" 5 A presente invenção se refere a um processo de fabricação de adesivo à base de látex

Leia mais

TECNOLOGIA MECÂNICA. Aula 02. Introdução ao Estudo dos Materiais

TECNOLOGIA MECÂNICA. Aula 02. Introdução ao Estudo dos Materiais Aula 02 Introdução ao Estudo dos Materiais Prof. Me. Dario de Almeida Jané Introdução ao Estudo dos Materiais - Definição - Tipos de Materiais / Classificação - Propriedades dos Materiais Introdução ao

Leia mais

Sobrepintura da cabina. Peças em chapa de metal da cabina. Tratamento preparatório PGRT IMPORTANTE!

Sobrepintura da cabina. Peças em chapa de metal da cabina. Tratamento preparatório PGRT IMPORTANTE! Tratamento preparatório IMPORTANTE! A parte de metal da carroceria é protegida contra corrosão pela camada de zinco, entre outros. Para obter proteção completa contra corrosão, a camada de zinco deve ser

Leia mais

PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT

PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT GANHANDO TEMPO PARA VOCÊ 100% BRASIL PAINÉIS ISOTÉRMICOS ISOJOINT Painéis ISOJOINT WALL PUR Construção civil Os Painéis ISOJOINT WALL PUR são constituídos de núcleo de PUR (poliuretano) ou PIR (Poliisocianurato)

Leia mais

SQUARE LINHA. Tecnologia para ambientes mais modernos. USO COMERCIAL CONFORTO ACÚSTICO IDEAL PARA PISOS ELEVADOS FÁCIL DE LIMPAR

SQUARE LINHA. Tecnologia para ambientes mais modernos. USO COMERCIAL CONFORTO ACÚSTICO IDEAL PARA PISOS ELEVADOS FÁCIL DE LIMPAR LINHA SQUARE Tecnologia para ambientes mais modernos. Square Set (cor 24025672) USO COMERCIAL CONFORTO ACÚSTICO IDEAL PARA PISOS ELEVADOS FÁCIL DE LIMPAR INSTALAÇÃO RÁPIDA E LIMPA GARANTIA DE 10 ANOS COLEÇÃO

Leia mais

CUMEEIRA TELHA CERAMICA EMBOCADA ARGAMASSA 1:2:8 (CIMENTO, CAL E AREIA) 63,00 m 25, ,34

CUMEEIRA TELHA CERAMICA EMBOCADA ARGAMASSA 1:2:8 (CIMENTO, CAL E AREIA) 63,00 m 25, ,34 UL URUAÇU - ORÇAMENTO PARA REFORMA DA INSTALAÇÕES DA UNIDADE LOCAL DE URUAÇU MÊS REFERÊNCIA SETEMBRO 2015 ITEM ITEM SINAPI DESCRIÇÃO QUANT. UNID. SERVIÇO UNIT. TOTAL 01. SERVIÇOS PRELIMINARES 1.575,00

Leia mais

Sistema de Isolamento Térmico pelo Exterior. Reboco Delgado Armado sobre Poliestireno Expandido - ETICS

Sistema de Isolamento Térmico pelo Exterior. Reboco Delgado Armado sobre Poliestireno Expandido - ETICS Sistema de Isolamento Térmico pelo Exterior Reboco Delgado Armado sobre Poliestireno Expandido - ETICS Sistema TEPROTERM 2 / 19 1. INTRODUÇÃO I Cerca de 1/3 do consumo mundial de energia destina-se a habitações

Leia mais

pro-sanit Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características

pro-sanit Ficha técnica Aplicações recomendadas Materiais Suportes Características Ficha técnica pro-sanit Perfil côncavo para colocação nos encontros entre paredes e pavimentos, ou entre revestimentos e banheiras, bases de duche ou outros equipamentos sanitários. Substitui a tradicional

Leia mais

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea.

Dispositivo metálico que exerce função mecânica e/ou elétrica em uma linha aérea. 10 / 05 / 2011 1 de 5 1 FINALIDADE Esta Norma especifica e padroniza as dimensões e as características mínimas exigíveis do engate concha olhal 90º para utilização nas Subestações da CEMAR. 2 CAMPO DE

Leia mais

Autora: Paula Cardoso Alcobia

Autora: Paula Cardoso Alcobia Autora: Paula Cardoso Alcobia 1. História do FIMO Tudo começou em 1939 e apareceu com a procura de um novo material para fazer cabeças para bonecas. Em 1964, a empresa Eberhard Faber adquire os direitos

Leia mais

Catálogo Geral

Catálogo Geral Catálogo Geral www.cfdoors.pt Painel de Frio Painel de Cobertura Painel Fachada Painel Fachada em Lã Rocha Painel Acústico Painel Cobertura Telha 2 Simbologia Simbologia dos revestimentos CF Doors identificando

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO TOPECA, Lda Rua do Mosqueiro 2490 115 Cercal Ourém PORTUGAL Tel.: 00 351 249 580 070 Fax.: 00 351 249 580 079 geral@ topeca. pt www.topeca.pt topeca endur classic Pág. 2 utilização

Leia mais

QUÍMICOS CATÁLOGO DE PRODUTOS PRODUTOS QUÍMICOS PARA CONSTRUÇÃO SPRAYS TÉCNICOS E ACRÍLICO

QUÍMICOS CATÁLOGO DE PRODUTOS PRODUTOS QUÍMICOS PARA CONSTRUÇÃO SPRAYS TÉCNICOS E ACRÍLICO CATÁLOGO DE PRODUTOS QUÍMICOS PRODUTOS QUÍMICOS PARA CONSTRUÇÃO S SPRAYS TÉCNICOS E ACRÍLICO Sede: LUSAVOUGA, S.A. Edifício LUSAVOUGA Estrada Nacional 109 3800-533 Cacia Portugal +351 234 915 010 +351

Leia mais

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas.

Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar. Boas práticas. Qualidade em Instalações de Aquecimento Solar Boas práticas O sistema de aquecimento solar e seus componentes O que é sistema de aquecimento solar (SAS) A ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

Leia mais

Catálogo de Produtos 2016

Catálogo de Produtos 2016 Catálogo de Produtos 2016 Navegue usando a barra de rolagem lateral Habitat Float Space Color Impressos Extra Clear Acidado Espelho Espelho Space Glass Laminados Anti Reflexo Ou clicando nas imagens Linha

Leia mais

EDITORA DE GRAVURA FINE ART - GICLÉE

EDITORA DE GRAVURA FINE ART - GICLÉE EDITORA DE GRAVURA FINE ART - GICLÉE www.galeriadegravura.com.br ÍNDICE 1 - Sobre Gravura 2 Xilogravura 3 Gravura em metal 4 Litogravura 5 Serigrafia 6 Fine Art / Giclée 7 História sobre o papel 8 Papéis

Leia mais

FOLHA DE CAPA CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS

FOLHA DE CAPA CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS FOLHA DE CAPA TÍTULO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PINTURA NUMERO ORIGINAL NÚMERO COMPAGAS FOLHA ET-6000-6520-940-TME-016 ET-65-940-CPG-016 1 / 7 CONTROLE DE REVISÃO DAS FOLHAS ESTA FOLHA DE CONTROLE INDICA EM

Leia mais

MEIOS DE LIGAÇÃO DE TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS

MEIOS DE LIGAÇÃO DE TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS MEIOS DE LIGAÇÃO DE TUBULAÇÕES INDUSTRIAIS Instalações em Sistemas Industriais Profa. Roberta Leone Aula 04 MEIOS DE LIGAÇÃO Para que serve? Ligação tubo a tubo, ou a dispositivos, equipamentos tanques

Leia mais

Lençóis e Placas de Borracha. Pisos de Borracha. Lonas Plásticas DO BRASIL

Lençóis e Placas de Borracha. Pisos de Borracha. Lonas Plásticas DO BRASIL Lençóis e Placas de Borracha Pisos de Borracha Lonas Plásticas Onde tem Tecway tem Soluções! Lençóis de Borracha Pisos de Borracha Lonas de Polietileno Produtos de Excelência Preços Competitivos A Tecway

Leia mais

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂNICA II (EM307) 2º Semestre 2005/ Materiais para Ferramentas

MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂNICA II (EM307) 2º Semestre 2005/ Materiais para Ferramentas MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO MECÂNICA II (EM307) 2º Semestre 2005/06 6. Materiais para Ferramentas F. Jorge Lino Alves 1 Resumo 6. Materiais para ferramentas de corte. Materiais cerâmicos para abrasivos. 2

Leia mais

INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO CENTRO EMPRESARIAL DE DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA INDÚSTRIA ELÉTRICA E ELETRÔNICA

INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO CENTRO EMPRESARIAL DE DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA INDÚSTRIA ELÉTRICA E ELETRÔNICA INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO CENTRO EMPRESARIAL DE DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO DA INDÚSTRIA ELÉTRICA E ELETRÔNICA Propriedade: SENAI Área: 217 mil metros quadrados Jan/2015 Mai/2016 Set/2016 Mai/2016 Mai/2016

Leia mais