Capítulo 2 Sistemas de e-business

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo 2 Sistemas de e-business"

Transcrição

1 Capítulo 2 Sistemas de e-business 2.1 Sistemas de e-business Interfuncionais Aplicativos de e-business: Este capítulo explora o mundo de rápidas mudanças das aplicações de tecnologia da informação em e-business e de e-commerce. e-business é o uso da Internet, de outras redes e das tecnologias de informação no apoio ao comércio eletrônico, à comunicação e colaboração entre empresas e aos processos de negócios de atuação na web, tanto nas conexões internas da empresa como naquelas com seus clientes e parceiros de negócios. Distinção entre e-commerce e e-business: e-commerce é definido como a compra e a venda por meios digitais. e-business abrange o e-commerce, mas inclui ainda tanto as aplicações de front-office como as de back-office que compõem a máquina empresarial moderna. A e-business redefine os velhos modelos empresariais, com a ajuda da tecnologia, para maximizar o valor do cliente. Arquitetura das Aplicações de e-business A Figura 7.1 é uma excelente ilustração do conceito de arquitetura de aplicações de ebusiness. Ela mostra uma visão geral das aplicações de e-business e de seus interrelacionamentos dentro de uma empresa de e-business. As organizações estão criando inter-relacionamentos entre elas e com seus clientes, funcionários, parceiros de negócios e outros interessados em seus empreendimentos de ebusiness.

2 Sistemas Empresariais Interfuncionais Muitas organizações estão utilizando a tecnologia da informação para o desenvolvimento de sistemas empresariais interfuncionais que transpõem os limites tradicionais das funções organizacionais a fim de reestruturar e melhorar os processos de negócios vitais de toda a empresa. Tais organizações encaram os sistemas interfuncionais como um método estratégico de utilização da TI para compartilhar recursos de informação e melhorar a eficiência e a eficácia de processos de negócios, auxiliando, assim, uma e-business a atingir seus objetivos estratégicos. Os sistemas de informação geralmente são compostos por combinações integradas de sistemas empresariais interfuncionais. Tais sistemas apóiam processos empresariais, tais como: Desenvolvimento do Produto Produção Distribuição Gerenciamento de pedidos Apoio ao cliente Planejamento de Recursos Empresariais (ERP) Planejamento da Produção Vendas Distribuição, Controle de Pedidos Cliente / Funcionário Recursos Humanos Logística Integrada Contabilidade e Finanças É um sistema interfuncional que atua como uma estrutura para integrar e automatizar muitos dos processos de negócios que devem ser realizados pelas funções de produção, logística, distribuição, contabilidade, finanças e de recursos humanos de uma empresa. As características dos softwares de ERP incluem parte de uma família de módulos de software que apóia as atividades empresariais envolvidas em processos de back-office vitais. O ERP é concebido como um ingrediente, essencial à eficiência, agilidade, e responsabilidade para com clientes e fornecedores, que uma empresa de e-business precisa ter para conseguir êxito no mundo dinâmico do e-commerce.

3 O valor para os negócios do software de ERP: O ERP cria uma estrutura para integrar e aperfeiçoar seus sistemas internos de escritório, responsável por importantes melhorias no atendimento ao consumidor, na produção e na eficiência da distribuição. O ERP fornece rapidamente informação interfuncional vital sobre o desempenho da empresa para que os gerentes melhorem significativamente sua capacidade para tomar as melhores decisões pela empresa em todas as suas atividades. Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente (CRM) Vendas vendas cruzadas crescimento das vendas televendas Marketing e Satisfação Cliente Programas de fidelidade e retenção Apoio e atendimento ao cliente Atendimento de campo e de frente de loja Custa seis vezes mais vender a um novo cliente que a um cliente antigo. Normalmente, um cliente insatisfeito com a empresa contará sua má experiência para oito a dez pessoas. Uma companhia pode aumentar seus lucros em 85% aumentando sua retenção anual de clientes em apenas 5%. As chances de vender um produto a um novo cliente são de 15%, enquanto as chances de vender a um cliente existente são de 50%. 70% dos clientes insatisfeitos farão novamente negócios com a empresa, caso ela corrija seu erro rapidamente. Mais de 90% das companhias existentes não possuem a integração entre vendas e serviços, necessária no suporte ao e-commerce. Gerenciamento do Relacionamento com o Cliente: O CRM é descrito como uma aplicação interfuncional de e-business que integra e automatiza muitos processos de atendimento ao cliente em vendas, marketing direto, contabilidade e gerenciamento de pedidos, e atendimento e suporte ao cliente. Eles criam uma estrutura de TI que integra todos os processos funcionais com o restante das operações de negócios de uma empresa, formando uma família de módulos de software que executam as atividades empresariais envolvidas nos procedimentos de contato com o público, fornecendo ferramentas

4 que permitem que uma empresa e seus funcionários prestem rapidamente um serviço acessível, seguro e uniforme a seus clientes. Os programas de CRM geralmente englobam: Vendas. Acompanha os contatos com os clientes e outras empresas e eventos do ciclo de formação de clientes por vendas cruzadas e aumentos nas vendas. Marketing Direto e Satisfação. Automatiza tarefas como qualificação de contatos, controle de reações, programação de contatos de vendas e fornecimento de informações para clientes atuais e potenciais. Atendimento e suporte ao consumidor. Ajuda rapidamente os gerentes de atendimento a criar, programar e administrar solicitações de serviço. O software Help desk ajuda os representantes de atendimento ao consumidor a auxiliar os clientes com problemas com um produto ou serviço, fornecendo dados e sugestões para solucioná-los. Como exemplos de vantagens do gerenciamento do relacionamento com o cliente para os negócios incluem: permite que uma empresa identifique e escolha seus melhores clientes os mais lucrativos para a empresa para poder mantê-los como clientes duradouros de serviços maiores e mais lucrativos. possibilita personalização em tempo real de produtos e serviços com base em desejos, necessidades, hábitos de compra e etapas de desenvolvimento do cliente. pode manter acompanhamento dos contatos do cliente com a empresa independentemente do meio utilizado. possibilita que uma companhia desenvolva uma relação consistente com o cliente, além de serviço e suporte superiores em todos os contatos que o cliente tenha com ela. Integração das Aplicações da Empresa Clientes Grupo de Aplicações Empresariais Aplicações de CRM em Front-Office Atendimento ao cliente Atendimento no campo Pedido de Vendas Integração das aplicações da empresa Grupo de Aplicações Empresariais Aplicações de ERP em Back Office Distribuição Fabricação Programaçã o Parceiros Empresariais Fornecedores

5 Muitas companhias abandonaram seus sistemas legados compostos por mainframes devido a aplicações interfuncionais integradas. Isso geralmente envolve a instalação de: Software de planejamento de recursos empresariais Software de gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) Software de gerenciamento do relacionamento com o cliente (CRM) Esses softwares de aplicações empresariais interfuncionais estão focados no suporte a grupos integrados de processos empresariais envolvidos nas operações de uma empresa. O software de Integração das aplicações da empresa (EAI), que possibilita a interconexão desses grupamentos de aplicações, está se tornando disponível. O software EAI: Permite aos usuários moldar os processos de negócios envolvidos nas interações que devem ocorrer entre as aplicações das empresas. Propicia middleware que executa a coordenação e a conversão de dados, a comunicação de aplicações e serviços de mensagens, e acesso às interfaces de aplicações envolvidas. Integram diversos conjuntos de aplicações das empresas, permitindo a troca de dados de acordo com regras derivadas dos modelos de processos de negócios desenvolvidos pelos usuários. Integrar aplicações de uma e-business, próximas (front-office) e distantes (back-office) do público, de forma que funcionem de forma coerente e integrada. Essa é uma capacidade vital que oferece um valor evidente ao negócio de um empreendimento de e-business que deve reagir rápida e eficazmente a eventos de negócios e a demandas de clientes. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos: Ciclo da cadeia de Suprimentos Encomenda Programação Fabricação Entrega Processos Operacionais de SCM Contrato de encomenda Programação futura Planejamento da demanda Planejamento do transporte Planejamento da produção Planejamento da distribuição Solução Integrada de SCM Administração Interconectada da Cadeia de Suprimentos É um conceito de administração que integra o gerenciamento dos processos da cadeia de suprimentos. Muitas companhias, em suas iniciativas de e-business, estão convertendo o SCM num objetivo estratégico de proa. Isso é um requisito indispensável se elas desejarem atender às exigências de valor de seus clientes de e-commerce. As companhias estão reestruturando os processos de sua cadeia de suprimentos, apoiadas em tecnologias da Internet e em

6 software de gerenciamento da cadeia de suprimentos. O objetivos do gerenciamento da cadeia de suprimentos são: Dar ao cliente o que ele deseja Dar ao cliente o que ele desejar e onde ele desejar Dar aos clientes o que eles desejam, onde desejam e pelo menor custo possível. A meta do SCM é: Reduzir custos Aumentar a eficiência Ampliar os lucros Melhorar os tempos de ciclos da cadeia de suprimentos Melhorar o desempenho nos relacionamentos com clientes e fornecedores Desenvolver serviços de valor adicionado que dão a uma companhia uma vantagem competitiva. De acordo com o Advanced Management Council, o gerenciamento da cadeia de suprimentos possui três objetivos empresariais: Obter o produto certo no lugar certo pelo menor custo. Manter o menor estoque possível e também oferecer melhor atendimento ao cliente. Reduz os tempos. O gerenciamento da cadeia de suprimentos procura simplificar e acelerar as operações que se relacionam com a forma como os pedidos do cliente são processados pelo sistema até serem atendidos, e também com a forma de as matériasprimas serem adquiridas e entregues pelos processos de fabricação. Processamento de Transações On-line Os sistemas de processamento de transações on-line desempenham um papel estratégico no comércio eletrônico. Muitas empresas estão utilizando Internet, extranets e outras redes que as conectam eletronicamente a seus cliente ou fornecedores para o processamento de transações online (OLTP). Esses sistemas em tempo real, que captam e processam imediatamente as transações, podem ajudá-las a fornecer um atendimento superior aos clientes e outros parceiros comerciais, agregando valor aos produtos e serviços de uma companhia, dando-lhes, assim, uma forma importante de diferenciação em relação a seus concorrentes.

7 O ciclo de processamento das transações Entrada de Dados Processamento de Transação Lotes Online/ Tempo Real Geração de Documentos e Relatórios 5 3 Manutenção de Bancos de Dados Processamento de Consultas Os sistemas de processamento de transações captam e processam dados que descrevem transações comerciais. Em seguida, atualizam arquivos e bancos de dados organizacionais, e geram diversos produtos de informação para uso interno e externo. Um ciclo de processamento de transações consiste de diversas atividades básicas, as quais envolvem: Atividades de entrada de dados Atividades de processamento de transações Atividades de manutenção de bancos de dados Geração de documentos e relatórios Atividades de processamento de consultas. Entrada de Dados A atividade de entrada nos sistemas de processamento de transações (TPS) envolve o processo de entrada de dados. Neste, os dados são captados ou coletados por atividades de registro, codificação e edição. A tendência dessa atividade é de mudar dos sistemas tradicionais (manuais) de entrada de dados para a automação das fontes de dados (sistemas automatizados). A razão para essa tendência é que os métodos diretos são mais eficientes e confiáveis que os sistemas manuais. Exemplos de dispositivos utilizados na automação de dados incluem: Terminais de ponto-de-venda ATM - Terminais de Caixas Automáticos Escâneres e bastões de reconhecimento de caracteres ópticos (OCR) PCs e computadores de rede com gavetas de dinheiro como os terminais inteligentes de ponto-de-venda

8 Terminais portáteis de rádio digital e PCs portáteis operados com caneta para entrada remota de dados PCs equipados com telas sensíveis ao toque e sistemas de reconhecimento de voz para entrada de dados Etiquetas com código de barras Cartões com fitas magnéticas Sites eletrônicos na Internet. Processamento de Transações Sistemas de processamento de transações processam dados de duas maneiras básicas: Processamento em lotes: os dados de transações acumulam-se durante um certo tempo e são processados periodicamente. Processamento em tempo real ou processamento on-line: os dados são processados imediatamente após a ocorrência da transação. Todos os sistemas de processamento de transações on-line incorporam capacidades de processamento em tempo real. Muitos sistemas on-line também dependem das capacidades de sistemas resistentes a falhas, que podem continuar a operar mesmo se algumas partes do sistema falharem. Manutenção de bancos de dados: Os dados de uma organização devem ser mantidos por seus sistemas de processamento de forma a estarem sempre corretos e atualizados. Dessa forma, os sistemas de processamento de transações atualizam os bancos de dados da empresa para acompanhar as mudanças que resultam de suas transações comerciais diárias. Geração de Documentos e Relatórios: Sistemas de processamento de transações produzem muitos documentos e relatórios. Entre os exemplos de documentos de transações temos: Pedidos de compra Contracheques Recibos de vendas Faturas Extratos de contas de clientes. Relatórios de transações podem assumir a forma de uma listagem de transações como a de uma folha de pagamento, ou de relatórios que descrevem erros detectados durante o processamento. Processamento de Consultas Muitos sistemas de processamento de transações permitem que você utilize a Internet, intranets, extranets e navegadores de rede ou linguagens de consulta de gerenciamento de bancos de dados para fazer pesquisas e receber respostas relativas aos resultados da

9 atividade de processamento de transações. Normalmente, as respostas podem ser apresentadas em vários formatos ou telas predeterminadas. Entre os tipos de consultas encontramos: A verificação da situação de um pedido de vendas A verificação do saldo de uma conta A verificação sobre a quantidade de estoque disponível Colaboração nas Empresas Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar comunicando idéias, compartilhando recursos, e coordenando nossos esforços de trabalho cooperativo como membros de muitos processos formais e informais e equipes e grupos de trabalho de projetos que compõem muitas organizações atuais. A meta dos sistemas colaborativos é possibilitar que as pessoas trabalhem em conjunto de forma fácil e eficaz, ajudando-as a: Comunicar - compartilhar informações com outros Coordenar - coordenar nossos esforços de trabalho individual e utilização compartilhada de recursos Colaborar - trabalhar junto com outras pessoas, cooperativamente, em projetos e tarefas comuns Os sistemas de colaboração empresarial (ECS) são sistemas de e-business interfuncionais que melhoram a comunicação, a coordenação, e a colaboração entre os membros de equipes e de grupos de trabalho de empresas. Ferramentas para Colaboração na Empresa Sistema de Colaboração Empresarial Ferramentas de Comunicações Eletrônicas Ferramentas para Conferência Eletrônica Ferramentas de Controle do Trabalho Colaborativo Correio de voz Fax Publicação na Rede Conferência por dados Conferência de voz Videoconferência Fóruns de discussão Reuniões eletrônicas Agendamento Controle de tarefas e projetos Sistemas de fluxo de trabalho Gerenciamento do conhecimento

10 Muitos analistas do setor acreditam que as capacidades e o potencial da Internet, assim como das intranets e extranets, estão impulsionado a demanda por ferramentas de colaboração nas empresas. Por outro lado, é a tecnologia da Internet, como os navegadores e os servidores de rede, os bancos de dados e os documentos hipermídia, e as intranets e extranets, que estão fornecendo o hardware, o software, os dados e as plataformas de rede para muitas das ferramentas de groupware de colaboração que os usuários de empresas desejam. Ferramentas de software que ampliam a colaboração empresarial: Comunicação eletrônica Conferência eletrônica Controle do trabalho colaborativo Ferramentas de Comunicação Eletrônica: abrangem o correio eletrônico, o correio de voz, o envio de fax, a publicação na Web, os BBS (bulletin board systems sistema de comunicação de dados), os pagers, e os sistemas de telefonia pela Internet. Essas ferramentas possibilitam o envio eletrônico de mensagens, documentos e arquivos de dados, texto, voz, ou multimídia em redes de computadores. Isso ajuda a compartilhar tudo: de voz e mensagens de textos a cópias de documentos de projeto e arquivos de dados, com seus colegas de equipe, onde quer que eles estejam. Ferramentas de Conferência Eletrônica: ajudam as pessoas a se comunicar e a colaborar enquanto trabalham juntas. Os membros de equipes e de grupos de trabalho em diferentes locais podem trocar idéias interativamente, ao mesmo tempo ou em momentos diferentes, graças a uma variedade de métodos de conferência. As opções de conferência eletrônica também incluem sistemas eletrônicos de reunião, no qual os membros de uma equipe podem encontrar-se num mesmo tempo e lugar num ambiente de sala de decisões. Entre as ferramentas de conferência eletrônica encontramos: Conferência por dados e voz Videoconferência Sistemas de bate-papo Fóruns de discussão Sistemas de reunião eletrônica Ferramentas de Administração do Trabalho em Colaboração: ajudam as pessoas a executar ou a controlar atividades do trabalho do grupo. Essa categoria de groupware inclui: Ferramentas de agendamento e programação Gerenciamento de atividades e projetos Sistemas de fluxo de trabalho Ferramentas de gerenciamento do conhecimento.

11 2.2 Sistemas de e-business Funcionais Sistemas Funcionais Marketing Produção / Operações Sistemas de Informação para Operações das Empresas Administração de Recursos Humanos Contabilidade Finanças Os sistemas de informação podem ser agrupados em categorias de funções; entretanto, na realidade, os sistemas de informação são geralmente amálgamas integradas de sistemas de informação funcionais. Sistemas funcionais compõem-se de diversos tipos de sistemas de informação (processamento de transações, gerenciamento de informações, suporte às decisões, etc.) que dão suporte às funções organizacionais de: Contabilidade Finanças Marketing Administração do planejamento/ produção Administração de recursos humanos Em muitas organizações há uma forte ênfase para desenvolver tais amálgamas de sistemas de informação interfuncionais que ultrapassem as fronteiras tradicionais das funções da empresa a fim de reestruturar e aperfeiçoar processos vitais da empresa. Tais organizações vêem os sistemas de informação interfuncionais como uma forma estratégica de compartilhar recursos de informação e melhorar a eficiência e a eficácia de uma empresa, ajudando-a, assim, a atingir seus objetivos estratégicos. As empresas estão se voltando para as tecnologias da Internet para integrar o fluxo de informações entre suas funções empresariais internas e seus clientes e fornecedores. As companhias estão utilizando a Web e suas intranets e extranets como a plataforma tecnológica para seus sistemas de informação interfuncionais e organizacionais.

12 SI na Empresa Como um profissional de negócios, é importante que você compreenda de forma específica como os sistemas de informação afetam uma determinada função organizacional que se relacione diretamente aos seus objetivos de carreira. Os sistemas de informação discutidos nesta seção são analisados de acordo com a função empresarial a que dão apoio, a fim de permitir que você tenha uma idéia da variedade dos sistemas funcionais que as pequenas e grandes empresas podem utilizar. Sistemas de Marketing Sistemas de Informação de Marketing Marketing Interativo Administração do relacionamento com o cliente Automação da Força de Vendas Administração de Vendas Pesquisa e Previsão do Mercado Propaganda e Promoção Administração de Produto A função organizacional de marketing diz respeito ao planejamento, promoção e venda de produtos em mercados existentes e ao desenvolvimento de novos produtos e novos mercados para melhor atender a clientes atuais e potenciais. Os Sistemas de Informação de Marketing integram o fluxo de informação necessário em muitas atividades de marketing. Os sistemas de informação de marketing fornecem informação para: Websites e serviços de Internet /intranet possibilitam um processo de marketing interativo no qual os clientes possam tornar-se parceiros na criação, comercialização, compra e melhoria de produtos e serviços. Os sistemas de automação da força de vendas utilizam tecnologias móveis de computação e Internet para automatizar muitas atividades de processamento de informações para apoio e administração de vendas. Outros sistemas de marketing auxiliam os gerentes de marketing no planejamento, precificação e outras decisões de administração do produto, estratégias de promoção de vendas e propaganda e pesquisa de mercado e previsão. Marketing Interativo: O crescimento explosivo das tecnologias de Internet teve uma importante influência sobre as funções de marketing. O termo marketing interativo foi cunhado para descrever um tipo de

13 marketing que se baseia no uso da Internet, intranets e extranets para estabelecer uma interação bilateral entre uma empresa e seus clientes atuais ou potenciais. A meta do marketing interativo é possibilitar que uma empresa utilize lucrativamente essas redes para atrair e manter clientes que venham a se tornar parceiros da empresa na criação, aquisição e aperfeiçoamento de produtos e serviços. No Marketing interativo: Os clientes não são participantes passivos, mas são ativamente envolvidos em processos interativos e preventivos disponibilizados pela rede. É encoraja o envolvimento dos clientes em questões de desenvolvimento do produto, entrega e atendimento. É possibilitado pelas diversas tecnologias de Internet, incluindo os grupos de discussão e bate-papo, formulários e questionários na web e correio eletrônico. Os resultados esperados são uma rica mistura de dados vitais de marketing, idéias de novos produtos, vendas em grande quantidade e fortes relações com clientes. Marketing direcionado Contexto Conteúdo Aspectos Demográficos e Psicológicos Comportamento Online Comunidade O marketing direcionado tornou-se uma importante ferramenta do desenvolvimento de estratégias de propaganda e promoção para os sites de comércio eletrônico de uma empresa. O marketing direcionado é um conceito de administração de propaganda e promoção que engloba cinco componentes-alvo: Comunidade: as empresas podem personalizar suas mensagens de propaganda e seus métodos de promoção na rede para atrair pessoas de comunidades específicas. Estas, podem ser comunidades de interesse, tais como as comunidades virtuais on-line de entusiastas de esportes ou de artes e ofícios, ou comunidades geográficas formadas por sites de uma cidade ou jornal local. Conteúdo: propaganda como cartazes eletrônicos ou banners pode ser veiculada em várias páginas do site na Internet, além da home page da empresa. Essas mensagens atingem o público-alvo. Contexto: a propaganda figura apenas em páginas da Internet que sejam relevantes ao conteúdo de um produto ou serviço. Por isso a propaganda é dirigida apenas a pessoas

14 que já estejam procurando informações sobre um assunto relacionado aos produtos de uma empresa. Aspectos demográficos e psicológicos: os esforços de marketing podem ser dirigidos apenas a tipos específicos ou classes da população, por exemplo, solteiros, vinte e poucos anos, renda mediana, estudantes universitários. Comportamento On-line as campanhas de propaganda e promoção podem ser adaptadas a cada visita individual a um site. Esta estratégia se baseia em arquivos cookies gravados na unidade de disco do visitante a partir de visitas anteriores. Os arquivos cookies possibilitam que uma empresa acompanhe o comportamento on-line de uma pessoa em seu site para que os esforços de marketing possam ser instantaneamente desenvolvidos e direcionados para esse indivíduo em cada uma de suas visitas ao site. Automação da força de Vendas: Cada vez mais, os computadores e redes estão fornecendo a base para a automação da força de vendas. Em muitas empresas, a força de vendas está sendo equipada com computadores notebooks, navegadores de rede e softwares de gerenciamento de contatos de vendas que a conectam a sites de marketing na Internet, extranets e intranets de suas empresas. Entre as características da automação da força de vendas temos: Aumenta a produtividade pessoal dos vendedores. Agiliza drasticamente a captação e a análise de dados de venda, do campo para os gerentes de marketing na sede da companhia. Permite à administração de marketing e vendas melhorar a prestação de informações e o suporte que oferecem a seus vendedores. Muitas empresas consideram a automação da força de vendas como uma maneira de conquistar uma vantagem estratégica na produtividade de vendas e na capacidade de respostas de marketing. Sistemas de Manufatura Intranet Manufatura Integrada por Computador Planejamento de Recursos Industriais Previsão da Produção Programação da Produção Controle de Qualidade Sistemas de Execução Industrial Chão-de-fábrica Programação Controle: de Máquinas de Processos Robótico Sistemas de Engenharia CAD CAE Planejamento de Processos Assistido por Computador Funcionário Distante Fornecedor Extranet

15 Os sistemas de informação de manufatura apóiam a função de produção /operações, a qual inclui todas as atividades relativas ao planejamento e controle dos processos de produção de bens ou serviços. A função de produção /operações diz respeito à administração dos sistemas operacionais de todas as empresas. Os sistemas de informação utilizados para a administração de operações e processamento de transações apóiam todas as empresas que precisam planejar, monitorar e controlar estoques, compras e o fluxo de bens e serviços. Manufatura Integrada por Computador (CIM): Os sistemas de informação de manufatura apoiada em computador utilizam importantes técnicas para dar apoio à Manufatura Integrada por Computador (CIM). Esta constitui-se num conceito global que enfatiza que os objetivos do uso do computador na automação da produção devem ser: Simplificar (reprojetar) os processos de produção, projetos de produtos, e a organização fabril como fundamento vital para a automação e a integração. Automatizar os processos de produção e as funções organizacionais que os apóiam com computadores, máquinas e robôs; Integrar todos os processos de produção e apoio utilizando computadores, redes de telecomunicações e outras tecnologias da informação. A meta global da CIM: - é criar processos flexíveis e ágeis de manufatura que produzam de modo eficiente os produtos da mais alta qualidade. Dessa forma, a CIM apóia os conceitos de: Sistema de manufatura flexível Manufatura ágil Gestão da qualidade total Resultados da CIM: - a implementação desses conceitos de manufatura permite que uma empresa responda rapidamente e atenda requisitos de clientes com produtos e serviços de alta qualidade. Entre os usos de computadores na manufatura temos: Engenharia com auxílio do computador (CAE) Projeto com auxílio do computador (CAD) Planejamento de processos com o auxílio de computador (CAPP) Planejamento das necessidades de materiais (MRP) Planejamento de recursos de manufatura (MRP-II) Manufatura auxiliada por computador (CAM) Sistemas de manufatura auxiliada por computador - (CAM) são os sistemas que automatizam o processo de produção. Isso poderia ser realizado, por exemplo, pela monitoração e controle do processo de produção em uma fábrica (sistemas de execução industrial) ou pelo controle direto de um processo físico (controle de processo), uma máquinaferramenta (controle de máquinas), ou máquinas com algumas capacidades de trabalho semelhantes às humanas (robôs).

16 Os sistemas de manufatura são sistemas de informação de monitoração de desempenho para operações no chão-de-fábrica. Tais sistemas monitoram, acompanham e controlam os cinco componentes essenciais envolvidos no processo de produção: Matérias-primas Equipamento Pessoal Instruções e especificações Instalações de produção. Os Sistemas de Manufatura abrangem: Sistemas de programação e controle do chão-de-fábrica Sistemas de controle de máquinas Sistemas de controle robótico Sistemas de controle de processo Alguns dos benefícios da Manufatura Integrada por Computador são: Aumento da eficiência por meio de: o simplificação e automação do trabalho, o melhor planejamento da programação da produção o melhor equilíbrio entre a carga de trabalho da produção e a capacidade de produção Melhor utilização de instalações, maior produtividade, melhor controle de qualidade por meio de: o monitoração contínua o feedback e controle de operações fabris, equipamentos e robôs. Menores investimentos nos estoques de produção e em instalações por meio de: o simplificação do trabalho o política de estoque just-in-time o melhor planejamento e controle da produção o melhor planejamento e controle dos padrões dos produtos finais Melhor atendimento ao cliente por meio de: o redução das situações de estoque insuficiente o produtos de alta qualidade que atendem melhor às demandas dos clientes Redes de Manufatura Colaborativa: Os processos de manufatura, como os de projeto e de engenharia com o auxílio do computador, controle da produção, programação da produção, e gerenciamento de abastecimento, geralmente envolvem um processo colaborativo. Isso cada vez mais envolve o uso da Internet, de intranets, extranets e outras redes para conectar as estações de trabalho de engenheiros e outros especialistas com seus colegas em outros locais. Essas redes de

17 manufatura colaborativa podem conectar vários pontos ao mesmo tempo, independentemente de onde estejam localizados. Elas podem, por exemplo, conectar: Funcionários dentro de uma empresa Vendedores dos fornecedores de uma empresa Clientes Controle de processos: É o uso dos computadores para controlar um processo físico em curso. Tais computadores controlam processos físicos em áreas como: Refinarias de petróleo Fábricas de produtos alimentícios Fábricas de cimento Usinas de papel e celulose Usinas siderúrgicas Usinas de energia elétrica Fábricas de produtos químicos Controle de Máquinas: É o uso de um computador para controlar as ações de uma máquina. Esse controle também é popularmente conhecido como controle numérico. O controle de máquinas-ferramenta em fábricas é uma aplicação típica de controle numérico, embora também se refira ao controle de máquinas de composição tipográficas, de máquinas têxteis e de outros tipos de maquinaria industrial. Computadores de controle de máquinas são utilizados em áreas como: Fábricas Oficinas industriais Oficinas de máquinas-ferramenta Robótica: Robôs são máquinas inteligentes, que controlam diretamente suas próprias atividades com o auxílio de microcomputadores. Robótica é a tecnologia de montar e utilizar máquinas (robôs) com inteligência de computador e faculdades físicas semelhantes às humanas controladas por computador (destreza, movimento, visão etc.). Robôs são utilizados como trabalhadores de colarinho de aço para aumentar a produtividade e reduzir os custos. A robótica é utilizada em áreas como: Fábricas Atividades de trabalho ou áreas que envolvem riscos

18 Sistemas de Recursos Humanos Contratação de Pessoal Treinamento e Desenvolvimento Administração Salarial Sistemas Estratégicos Planejamento da força de trabalho Localização da força de trabalho Planejamento de sucessão Planej. avaliação de desempenho Apropriação de custos de contratos Previsão salarial Sistemas Táticos Análise do custo da mão-de-obra Eficácia do treinamento Eqüidade de remuneração Análise da rotatividade Compatibilização de carreiras Análise de benefícios Sistemas Operacionais Recrutamento Planejamento da força de trabalho Avaliação de qualificações Avaliações de desempenho Controle da folha de pagamentos Administração de benefícios A função de administração de recursos humanos (HRM) envolve o recrutamento, colocação, avaliação, remuneração e desenvolvimento dos funcionários de uma organização. A meta da administração de recursos humanos é o uso eficaz e eficiente dos recursos humanos de uma empresa.os sistemas de informação de recursos humanos são projetados para apoiar: O planejamento para atender às necessidades de pessoal da empresa O desenvolvimento do pleno potencial de seus funcionários O controle de todas as políticas e programas de pessoal Originalmente, as empresas utilizavam sistemas de informação computadorizados para: Produzir contracheques e relatórios de folha de pagamento Manter registros de pessoal Analisar o emprego de pessoal em suas operações Muitas empresas foram além dessas funções tradicionais de administração de pessoal e desenvolveram sistemas de informação de recursos humanos que também apóiam: Recrutamento, seleção e contratação Remanejamento de cargos Avaliações de desempenho Análise de benefícios dos funcionários Treinamento e desenvolvimento Saúde, e segurança do trabalho

19 Administração de Recursos Humanos e a Internet: A Internet tornou-se um dos principais fatores para a mudança na administração de recursos humanos. Por exemplo, as empresas estão: Recrutando funcionários por meio de seções de seus websites. Utilizando serviços comerciais de recrutamento e bancos de dados da rede mundial de computadores Enviando mensagens a grupos de notícias selecionados da Internet Comunicando-se por pela Internet com candidatos a vagas. A Administração de Recursos Humanos e a Intranet nas Empresas As tecnologias de Intranet permitem às empresas processar as aplicações mais comuns de RH em suas intranets. Por exemplo: As intranets possibilitam que o departamento de recursos humanos forneça serviços em tempo integral para os seus clientes: os funcionários As intranets podem disseminar informações úteis com maior rapidez do que pelos canais já existentes nas empresas As intranets podem coletar informações on-line dos funcionários para a entrada em seus arquivos de administração de recursos humanos As intranets permitem que os funcionários executem tarefas de recursos humanos com pouca intervenção do departamento As intranets podem funcionar como uma ferramenta superior de treinamento As intranets possibilitam aos funcionários a produção automatizada de folhas de ponto, a alternativa on-line ao cartão de ponto Remanejamento de Cargos na Organização A função de remanejamento de cargos deve ser apoiada por sistemas de informação que registrem e localizem os recursos humanos dentro de uma empresa para maximizar seu aproveitamento. Esses sistemas são utilizados em sistemas de manutenção de cadastro de pessoal, sistema de inventário das qualificações dos funcionários, e sistemas de previsão dos requisitos do pessoal. Exemplos: A manutenção do cadastro de pessoal mantém atualizados os acréscimos, eliminações e outras mudanças nos registros de um banco de dados do pessoal Alterações nas atribuições e remuneração de trabalho, ou nas contratações e despedidas Sistema de inventário das qualificações dos funcionários que utiliza esses dados de um banco de dados do pessoal para localizar funcionários dentro da empresa que tenham as qualificações requeridas para determinados projetos e tarefas Previsão das qualificações do pessoal para garantir o fornecimento de recursos humanos de alta qualidade a uma empresa Treinamento e Desenvolvimento:

20 Os sistemas de informação ajudam os gerentes de recursos humanos a: Planejar e monitorar o recrutamento e o treinamento de funcionários, avaliações de desempenho e desenvolvimento da carreira por meio da análise da história de sucesso dos programas em curso Analisar a situação do desenvolvimento da carreira de cada funcionário para determinar se deveriam ser recomendados métodos de desenvolvimento, como programas de treinamento e avaliações periódicas. Sistemas Contábeis São os sistemas mais antigos e de uso mais difundido nas empresas. Os sistemas de informação contábeis computadorizados: Registram e relatam os movimentos de fundos em uma organização em termos históricos, produzindo importantes demonstrativos financeiros como balancetes e declarações de renda Produzem previsões de condições futuras como os projetos de demonstrativos e de orçamentos financeiros Os sistemas contábeis operacionais estão voltados aos sistemas de processamento de transações. Eles enfatizam a manutenção de registros legais e históricos e a emissão de demonstrativos financeiros precisos. Geralmente, os sistemas contábeis operacionais incluem: Processamento de pedidos Controle de estoques Contas a receber Contas a pagar

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

7 Sistemas de e-business

7 Sistemas de e-business 7 Sistemas de e-business I. VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O propósito deste capítulo é descrever como os sistemas de informação integram e apóiam todos os processos da empresa e suas funções organizacionais

Leia mais

3. SISTEMAS DE APOIO GERENCIAIS

3. SISTEMAS DE APOIO GERENCIAIS 1 3. SISTEMAS DE APOIO GERENCIAIS 3.1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando recursos,

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Sistemas de e-business. Objetivos do Capítulo

Sistemas de e-business. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma empresa, seus clientes e parceiros de

Leia mais

Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma

Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma 1 Identificar cada um dos sistemas de e-business interfuncionais abaixo e dar exemplos de como eles podem fornecer significativo valor para uma empresa, seus clientes e parceiros de negócios: de recursos

Leia mais

CAPÍTULO 6. SISTEMAS EMPRESARIAIS Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Sistemas Colaborativos Sistemas de Informações Gerenciais (SIG)

CAPÍTULO 6. SISTEMAS EMPRESARIAIS Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Sistemas Colaborativos Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) CAPÍTULO 6. SISTEMAS EMPRESARIAIS Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Sistemas Colaborativos Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) 1 O objetivo do capítulo é explicar como os sistemas de processamento

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 11 Sistemas de E-business Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons

Leia mais

Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT)

Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Estudar a Colaboração Empresarial. Objetivos do Capítulo Estudar os Sistemas de Processamento de Transação (SPT) Identificar o papel e alternativas de relatórios dos sistemas de informação gerencial. Estudar

Leia mais

Os Sistemas de Informação para as Operações das Empresas e o Comércio Eletrônico Simulado Verdadeiro ou Falso

Os Sistemas de Informação para as Operações das Empresas e o Comércio Eletrônico Simulado Verdadeiro ou Falso Os Sistemas de Informação para as Operações das Empresas e o Comércio Eletrônico Simulado Verdadeiro ou Falso 1. Muitas organizações estão utilizando tecnologia da informação para desenvolver sistemas

Leia mais

SIE - Sistemas de Informação Empresarial. Transação. Fontes: O Brien e Associação Educacional Dom Bosco

SIE - Sistemas de Informação Empresarial. Transação. Fontes: O Brien e Associação Educacional Dom Bosco SIE - Sistemas de Informação Empresarial SPT Sistemas de Processamento de Transação Fontes: O Brien e Associação Educacional Dom Bosco Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa O Brien [ Problema Organizacional

Leia mais

5. SISTEMAS DE NEGÓCIOS

5. SISTEMAS DE NEGÓCIOS 1 5. SISTEMAS DE NEGÓCIOS 5.1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando recursos, e coordenando

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

4. SISTEMAS DE NEGÓCIOS

4. SISTEMAS DE NEGÓCIOS 4. SISTEMAS DE NEGÓCIOS 4.1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando recursos, e coordenando

Leia mais

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Componentes de uma empresa Objetivos Organizacionais X Processos de negócios Gerenciamento integrado

Leia mais

E-Business global e colaboração

E-Business global e colaboração E-Business global e colaboração slide 1 2011 Pearson Prentice Hall. Todos os direitos reservados. 2.1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Quais as principais

Leia mais

1: FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

1: FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 1: FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 1 Os sistemas de informação (SI) utilizam hardware, software, redes de telecomunicações, técnicas de administração de dados computadorizadas e outras formas de

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

Sistemas de Informações e o Uso comercial

Sistemas de Informações e o Uso comercial ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - ASI Elabora por Prof.Mestra Rosimeire Ayres Conectan a Empresa à Rede Intranet Internet Extranet B2B B2C B2E C2C As empresas estão se tornan empresas conectadas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 02 ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN CAPÍTULO 01 continuação Páginas 03 à 25 1 COMPONENTES DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO Especialistas

Leia mais

Capítulo 2 E-Business global e colaboração

Capítulo 2 E-Business global e colaboração Objetivos de estudo Capítulo 2 E-Business global e colaboração Quais as principais características de um negócio que são relevantes para a compreensão do papel dos sistemas de informação? Como os sistemas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA Capítulo 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Capítulo 7: Sistemas de Informação Colaborativos 7-1 Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet James A. O'Brien Saraiva S/A Livreiros Editores, 2001 Editora Saraiva The McGraw-Hill

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI Resposta do Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Leia o texto e responda o seguinte: a) identifique os recursos de: Hardware: microcomputadores,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010. Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999

Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010. Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999 FSI capítulo 2 Referências bibliográficas: Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informações gerencias, editora Pearson, 2010 Laudon K., Laudon J., Sistemas de Informação, editora LTC, 1999 Porter M., Competitive

Leia mais

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Estudantes na Escola de Administração da FGV utilizam seu laboratório de informática, onde os microcomputadores estão em rede

Leia mais

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação DCC133 Introdução à Sistemas de Informação TÓPICO 2 E-business global e colaboração Prof. Tarcísio de Souza Lima OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS 1. Sabe-se que o conceito de Sistema de Informação envolve uma série de sistemas informatizados com diferentes características e aplicações, os quais, porém, têm em comum

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

Sistemas de Informações. Daniel Gondim

Sistemas de Informações. Daniel Gondim Sistemas de Informações Daniel Gondim Roteiro da Aula SPT Sistema de Processamento de Transações Visão geral; métodos e objetivos Atividades no processamento de transações Controle de Administração Aplicações

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Capítulo : SPT e SIG Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na era da Internet Objetivos do Capítulo Explicar como os sistemas de informação empresariais podem apoiar as necessidades de informação

Leia mais

Então, as empresas utilizam seus sistemas para resolver problemas organizacionais e para reagir a uma mudança no ambiente.

Então, as empresas utilizam seus sistemas para resolver problemas organizacionais e para reagir a uma mudança no ambiente. Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Sistemas Contábeis Prof. MSc: Arnoldo Schmidt Neto 2005 2 1. Todas as empresas têm dois problemas genéricos: como gerenciar as forças e grupos internos que geram seus

Leia mais

Faculdade de Tecnologia da Zona Leste Prof. Fumio Ogawa

Faculdade de Tecnologia da Zona Leste Prof. Fumio Ogawa Faculdade de Tecnologia da Zona Leste Prof. Fumio Ogawa Sistemas de Informação 2 1. Fundamentos dos Sistemas de Informação Antes de começar a discutir os sistemas de informação precisamos definir e entender

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Capítulo 2 Componentes de uma empresa

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Capítulo 2 Componentes de uma empresa SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Capítulo 2 Componentes de uma empresa PROCESSOS DE NEGÓCIOS ou processos organizacionais Como você quer que seus funcionários executem essas funções? Quais tarefas específicas seu

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

Fundamentos do Sistema de Informação nas Empresas. Objetivos do Capítulo

Fundamentos do Sistema de Informação nas Empresas. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Explicar por que o conhecimento dos sistemas de informação é importante para os profissionais das empresas e identificar as cinco áreas dos sistemas de informação que esses profissionais

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais Intranets, Extranets e a Internet Uma intranet Sites é uma na rede Internet interna a uma organização que utiliza tecnologias da Internet para fornecer um ambiente do

Leia mais

Sistemas Colaborativos Simulado

Sistemas Colaborativos Simulado Verdadeiro ou Falso Sistemas Colaborativos Simulado 1. Todos os tipos de organizações estão se unindo a empresas de tecnologia na implementação de uma ampla classe de usos de redes intranet. Algumas das

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

COMO AS ORGANIZAÇÕES USAM OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

COMO AS ORGANIZAÇÕES USAM OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO COMO AS ORGANIZAÇÕES USAM OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. José Luiz Mendes Prof. Gerson Volney Lagemann Prof. Ricardo José Pfitscher 2/78 Relembrando Organização empresarial: Organização complexa e formal

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS O PODER DA INFORMAÇÃO Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem tem SABEDORIA Tem SABEDORIA quem usa CONHECIMENTO Tem CONHECIMENTO quem possui INFORMAÇÃO (Sem

Leia mais

Sistemas de Informações Transacionais SIT Sistemas de Informações Gerenciais SIG. Ana Clara Araújo Gomes da Silva araujo.anaclara@gmail.

Sistemas de Informações Transacionais SIT Sistemas de Informações Gerenciais SIG. Ana Clara Araújo Gomes da Silva araujo.anaclara@gmail. Sistemas de Informações Transacionais SIT Sistemas de Informações Gerenciais SIG Ana Clara Araújo Gomes da Silva araujo.anaclara@gmail.com Papéis fundamentais dos SI Os SI desempenham 3 papéis vitais em

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 Sistema de Informação SI baseado em computadores Organização, administração e estratégia Professora: Cintia Caetano INTRODUÇÃO Sistemas de Informação são parte

Leia mais

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com. Conceitos - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação - Dados x Informações Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.br Definição de Sistema Uma coleção de objetos unidos por alguma forma

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Fundamentos do Comércio Eletrônico

Fundamentos do Comércio Eletrônico Administração e Finanças Uniban Notas de Aula Comércio (e-commerce) Prof. Amorim Fundamentos do Comércio Comércio Mais do que a mera compra e venda de produtos on-line. Engloba o processo on-line inteiro:

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Conceitos de Sistemas de Informação

Conceitos de Sistemas de Informação Conceitos de Sistemas de Informação Prof. Miguel Damasco AEDB 1 Objetivos da Unidade 1 Explicar por que o conhecimento dos sistemas de informação é importante para os profissionais das empresas e identificar

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 09 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior

Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Unidade IV SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Daniel Arthur Gennari Junior Sobre esta aula Sistema de informação nos negócios Sistemas de informação no apoio ao processo de tomada de decisão Sistemas colaborativos

Leia mais

Sistemas de Informação para Operação nas Empresas

Sistemas de Informação para Operação nas Empresas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU Informação para Operação nas Empresas Profª Eneida Rios TIPOS DE

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce

Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce Capítulo 3 Sistemas de E-Commerce 3.1 Fundamentos do Comércio Eletrônico Introdução O comércio eletrônico é mais do que a mera compra e venda de produtos online. Em lugar disso, ele engloba o processo

Leia mais

Sistemas de Informação: tipos e características

Sistemas de Informação: tipos e características Sistemas de Informação: tipos e características Tipos de sistemas de informação. Os quatro tipos principais de sistemas de informação. Sistemas do ponto de vista de pessoal Sistemas de processamento de

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Dar exemplos de como a Internet e outras tecnologias da informação apoiam os processos de negócio nas seguintes funções empresariais: ƒ contabilidade; ƒ gestão financeira;

Leia mais

Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de

Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de 1 Identificar as mudanças que acontecem na forma e no uso de apoio à decisão em empreendimentos de e-business. Identificar o papel e alternativas de relatórios dos sistemas de informação gerencial. Descrever

Leia mais

Secção I. ƒ Sistemas empresariais cruzados

Secção I. ƒ Sistemas empresariais cruzados 1 Secção I ƒ Sistemas empresariais cruzados Aplicações empresariais cruzadas 2 ƒ Combinações integradas de subsistemas de informação, que partilham recursos informativos e apoiam processos de negócio de

Leia mais

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING

SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCES PLANNING SISTEMAS ERP ENTERPRISE RESOURCEES PLANNING O ERP (Planejamento de Recursos Empresariais) consiste num sistema interfuncional que tem por missão integrar e automatizar

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

VISÃO GERAL DO CAPÍTULO

VISÃO GERAL DO CAPÍTULO CAPÍTULO 8.I Sistemas de e-commerce VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O propósito deste capítulo é descrever e apresentar os componentes básicos do processo de sistemas de e-commerce, e explicar importantes tendências,

Leia mais

Observe quantas aplicações de e-business estão integradas em conjuntos de aplicações interfuncionais como:

Observe quantas aplicações de e-business estão integradas em conjuntos de aplicações interfuncionais como: Capítulo 7 Esta figura dá uma boa visão geral da inter-relação, interdependência e integração das aplicações de e-business, que são componentes vitais para que as operações e a administração de um empreendimento

Leia mais

CAPÍTULO 1. Fundamentos dos Sistemas de Informações nas Empresas

CAPÍTULO 1. Fundamentos dos Sistemas de Informações nas Empresas CAPÍTULO 1. Fundamentos dos Sistemas de Informações nas Empresas VISÃO GERAL DO CAPÍTULO Este capítulo apresenta um resumo das cinco áreas básicas de conhecimento dos sistemas de informação, necessárias

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro

Tecnologia da Informação e Comunicação. Douglas Farias Cordeiro Tecnologia da Informação e Comunicação Douglas Farias Cordeiro Algumas coisas que vimos até aqui Qual a diferença entre as funções do analista e do projetista? Como funciona o ciclo de vida de um projeto

Leia mais

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula

Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Faculdade Pitágoras de Uberlândia Pós-graduação Sistemas de Informação Gerenciais Primeira Aula Prof. Me. Walteno Martins Parreira Júnior www.waltenomartins.com.br Maio -2013 Bibliografia básica LAUDON,

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS CATU Sistemas Controle Processos Industriais Sistemas Colaborativos Profª.

Leia mais

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Pirâmide da Gestão Profª. Kelly Hannel Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Diferentes tipos de SIs que atendem diversos níveis organizacionais Sistemas do nível operacional: dão suporte a gerentes operacionais

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - TI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Aula 1 - Introdução a Tecnologia da Informação A tecnologia da informação, diz respeito ao aspecto tecnológico de um

Leia mais

Classificação dos Sistemas de Informação

Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação O que veremos? Estaremos examinando o tipo de sistema de informação Gerencial. Veremos também, outras classificações dos sistemas de informação.

Leia mais

Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente: aplicativos integrados. slide 1

Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente: aplicativos integrados. slide 1 Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente: aplicativos integrados slide 1 Objetivos de estudo Como os sistemas integrados ajudam as empresas a conquistar a excelência operacional?

Leia mais

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br

Sistema. Atividades. Sistema de informações. Tipos de sistemas de informação. Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Sistema Tipos de sistemas de informação Everson Santos Araujo everson@everson.com.br Um sistema pode ser definido como um complexo de elementos em interação (Ludwig Von Bertalanffy) sistema é um conjunto

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO Rosenclever Lopes Gazoni Data MACROPROCESSO [1] AUTOMAÇÃO DE ESCRITÓRIO/COMERCIAL: Correio eletrônico; vídeo texto; vídeo conferência; teleconferência;

Leia mais

Fonte de Consulta: Sistemas de Informação e as Decisões Gerenciais na Era da Internet James A. O Brien NOTAS DE AULA

Fonte de Consulta: Sistemas de Informação e as Decisões Gerenciais na Era da Internet James A. O Brien NOTAS DE AULA NOTAS DE AULA 1. TENDÊNCIAS EM SISTEMAS DE MICROCOMPUTADORES Existem várias categorias principais de sistemas de computadores com uma diversidade de características e capacidades. Consequentemente, os

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Tipos de Sistemas de Informação Sistemas sob a Perspectiva de Grupos Usuários Sistemas de apoio ao executivo (SAE); Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Segundo semestre de 2012

Leia mais

Capítulo 5 Sistemas de Informação para Vantagem Estratégica

Capítulo 5 Sistemas de Informação para Vantagem Estratégica Capítulo 5 Sistemas de Informação para Vantagem Estratégica SEÇÃO I: Fundamentos da Vantagem Estratégica Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 4

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 4 Os sistemas de informação dependem de recursos de software para ajudar os usuários finais a utilizar o hardware do computador para transformar dados em produtos de informação. O software manipula e dirige

Leia mais

CAPÍTULO 2. Competindo com tecnologia da Informação

CAPÍTULO 2. Competindo com tecnologia da Informação CAPÍTULO 2. Competindo com tecnologia da Informação VISÃO GERAL DO CAPÍTULO O objetivo do capítulo é lhe apresentar os conceitos fundamentais da vantagem estratégica por meio da tecnologia da informação

Leia mais

Módulo 4: Gerenciamento de Dados

Módulo 4: Gerenciamento de Dados Módulo 4: Gerenciamento de Dados 1 1. CONCEITOS Os dados são um recurso organizacional decisivo que precisa ser administrado como outros importantes ativos das empresas. A maioria das organizações não

Leia mais

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA

O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA O FUTURO DA SUA EMPRESA PASSA POR AQUI OMNES TECNOLOGIA Como tudo começou GIDEONI SILVA CONSULTOR BI & CRM Analista de Sistemas e Green Belt Six Sigma Experiência de 15 anos em projetos executados de Business

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA

SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO CORPORATIVA SISTEMA DE INFORMAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE INFORMAÇÕES Um Sistema de Informação não precisa ter essencialmente

Leia mais

O que é ERP e suas vantagens

O que é ERP e suas vantagens Sistema 8Box ERP O que é ERP e suas vantagens Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL 2015 Sabemos que as empresas atualmente utilizam uma variedade muito grande de sistemas de informação. Se você analisar qualquer empresa que conheça, constatará que existem

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas Informações Gerenciais Fundamentos sobre Sistemas Informação Teoria Geral dos Sistemas (TGS): Surgida em meados da década 1920. Surgiu como uma crítica à abordagem científica reducionista predominante

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. M.Sc. Anderson Pazin Aula 01 Sistema Sistema é um conjunto de elementos dinamicamente relacionados formando uma atividade para atingir um objetivo sobre

Leia mais

Gestão empresarial simplificada

Gestão empresarial simplificada de Soluções SAP Soluções SAP para pequenas e médias empresas SAP Business One Objectives Gestão empresarial simplificada Gerencie e promova o crescimento de sua pequena empresa Gerencie e promova o crescimento

Leia mais