APRESENTAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM HOSPEDAGEM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRESENTAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM HOSPEDAGEM"

Transcrição

1 APRESENTAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM HOSPEDAGEM 1. OBJETIVO DO CURSO Formar profissionais que consigam compreender o espaço social e as interações do mundo do trabalho na cadeia produtiva do Turismo e Hotelaria integrando as dimensões política, cultural, ambiental e sócio-econômica aos conhecimentos técnicos da área profissional. 2. HABILITAÇÃO PROFISSIONAL A educação profissional, no Eixo Tecnológico Turismo, Hospitalidade e Lazer, com habilitação em Técnico de Hospedagem propiciará a atuação: na gestão e produção de serviços (planejamento, orientação, acolhimento, execução e controle administrativo/comercial); na área de recepção (atendimento a clientes, comercialização e fluxos operacionais de reservas); na operacionalização das áreas de governança (prestação de serviços e suporte ao hóspede) e de alimentos & bebidas e eventos Pressupostos 3. CONSTRUÇÃO CURRICULAR A proposta de pressupõe a Educação Profissional não como o domínio de uma ou mais técnicas restrita as exigências do mercado, mas busca ampliar conhecimentos que permitam compreender as diversas dimensões do trabalho e da cidadania dos trabalhadores. Nesta proposta de educação, o processo de ensino-aprendizagem não é organizado a partir de/ou em função das disciplinas, mas é desencadeado por temáticas que comportam conteúdos que envolvem os aspectos sociais, econômicos e culturais que são produzidos historicamente, interagindo com a vida concreta da classe trabalhadora, de tal forma que educandos e educadores se tornem pesquisadores e produtores de conhecimento em torno das temáticas estudadas. O currículo é concebido em uma dimensão que nos remete permanentemente à totalidade integrando conteúdos gerais e específicos por meio de atividades diversificadas. Essa opção define-se mediante a perspectiva de romper com a estrutura curricular dividida em grades de conteúdos por discilpina, tratadas de maneira fragmentada e abstrata, não refletindo a própria origem do conhecimento científico e dissociando-o das relações de trabalho e dos processos sociais mais amplos da sociedade em que vivemos. Assim, a educação profissional é concebida como parte do processo de construção do conhecimento no processo contínuo que funde prática, técnica, invenção e teoria. A organização curricular considera o contexto dinâmico da realidade do mundo do trabalho no setor do Turismo e Hotelaria e visa concretizar práticas pedagógicas que tomem o conhecimento como uma construção social, onde os saberes e experiências trazidos por cada um (vida, trabalho, afetividades) têm valor estratégico. Portanto, a Educação Profissional de Nível Técnico na Hotelaria prevê uma abordagem ampla e integral que possibilita uma visão global da cadeia produtiva do Turismo e Hospitalidade e sua relação com as transformações no mundo do trabalho em geral. O currículo será traduzido em movimentos permanentes de ação-reflexão-ação pautados nos princípios de solidariedade, ética, criticidade e autonomia Metodologia Para dar conta da proposta pedagógica de Educação Integral, o processo de ensino-aprendizagem se amplia para além da mera transferência de conteúdos. Dessa forma, serão trabalhadas atividades diversificadas que devem se articular em uma estrutura flexível e integradora composta de aulas expositivasdialogadas; dinâmicas de grupos para estudos temáticos, debates e pesquisas, visitas técnicas o 1

2 conhecimento de diversos meios de hospedagem e atividades para ampliação cultural, entre outras. Busca-se a participação ativa de todos, educandos e educadores na construção coletiva de novos conhecimentos. 4. PROCESSO DE AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DO CURSO A avaliação ocorrerá ao longo do percurso formativo de maneira processual e diagnóstica, contando com momentos específicos de avaliação individual e coletiva para análise de freqüência, da participação de cada um e verificação da apropriação individual e coletiva (avanços e dificuldades) dos temas e conteúdos abordados. Ao final do Percurso Formativo, cada estudante deverá elaborar o trabalho de conclusão de curso. Receberão do diploma de Técnico em Hospedagem (reconhecido pelo MEC - 031/02/CEE/SC), aqueles que tiverem o mínimo de 75% de frequência e apresentarem o trabalho de conclusão do curso. 5. RECONHECIMENTO E VALIDAÇÃO DE SABERES E EXPERIÊNCIAS Durante a realização do Percurso Formativo, tendo em vista dialogar com as realidades do grupo, reconhecer saberes e experiências e estimular a ampliação de conhecimentos para além da escola, haverá a oportunidade de validação de horas não presencias nas seguintes situações: 1. Atuação Profissional: Poderão ser validadas horas de trabalho na cadeia produtiva e de serviços do turismo e hospitalidade que impossibilitaram a participação nas aulas, mediante entrega de comprovação de trabalho e relatório descritivo; 2. Ampliação de saberes científico-culturais: Poderão ser validadas horas de participação em atividades culturais (cinema, teatro, espetáculo musical ou sarau literário) ou palestras com temas afins aos conteúdos curriculares do curso, mediante relatório descritivo da atividade e dos conhecimentos apropriados; 3. Práticas autônomas de leitura: Poderão ser validadas horas de leitura e fichamento de textos e/ou livros na íntegra por iniciativa do educando/a, mediante apresentação de relatório de leitura. Procedimentos: Poderão ser computadas até 8 horas em cada mês, mediante a entrega dos relatórios nos prazos estabelecidos. No caso de atividades que sejam realizadas nos últimos cinco dias do mês, poderão ser validadas horas do mês da atividade. Sendo assim, o/a estudante deverá: 1) Comunicar previamente o tipo de atividade a ser realizada para orientação dos procedimentos pelos educadores; 2) Entregar relatório no prazo máximo de uma semana após a atividade realizada para validação. Caso contrário, as horas não serão validadas. Equivalência e validação de horas Poderão, ainda, ser validadas horas de outros cursos realizados mediante a entrega de certificado e informação dos conteúdos ministrados. A documentação será analisada para aplicação de instrumento de avaliação (previamente agendada) para a definição dos conteúdos e quantidade de horas a serem validadas. 6. MATERIAL DE APOIO PEDAGÓGICO A Escola oferecerá coletânea básica de textos para estudos. As cópias de materiais complementares ao longo do curso ficarão por conta de cada estudante, a partir da indicação de cada educador. 7. INFRA-ESTRUTURA OFERECIDA Sala de aula, laboratórios de informática, laboratório de A&B, auditório devidamente equipados. 2

3 CURSO TECNICO EM HOSPEDAGEM EIXO TECNOLÓGICO TURISMO, LAZER E HOSPITALIDADE MATRIZ CURRICULAR (900H) CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS CH 1º semestre Turismo, Meio ambiente e Formação Sócio-espacial 28 Inglês instrumental 36 Espanhol instrumental 32 Comunicação e Cultura 52 Meios de Hospedagem 56 Turismo e Relações Sociais 72 Planejamento e Gestão hoteleira 52 Organização de Eventos na hotelaria 72 TOTAL CH 400 h Saída intermediária: FIC Gestão Hoteleira (200 horas) 2º Semestre Comunicação e Cultura 40 Inglês instrumental 32 Espanhol instrumental 36 Fundamentos do Trabalho 36 Operacionalização em Meios de Hospedagem 60 Planejamento turístico e políticas públicas 36 Turismo e Patrimônio Histórico-cultural 32 Turismo de base local 60 Cultura, lazer e entretenimento nas atividades turísticas 32 Metodologia de Pesquisa (TCC) 36 Trabalho de Conclusão do Curso 100h TOTAL CH 500 h O Percurso Formativo do Curso Técnico em Hospedagem propiciará aos estudantes: A compreensão do contexto contemporâneo do turismo e hospitalidade; A capacidade de análise, comparação, argumentação, síntese e conclusão de dados e informações para o exercício profissional e ampliação da visão de mundo; A ampliação cultural e de conhecimentos sobre os processos históricos que envolvem a construção dos atrativos turísticos e os impactos nas comunidades; Ampliação do grau de letramento a partir de contatos com diversos gêneros textuais, imagéticos, dados estatísticos visando à superação do senso comum acerca dos temas tratados; O estímulo a práticas profissionais humanizadoras, éticas e solidárias em contraponto ao individualismo e a mera execução de tarefas prescritas; A identificação das diferenças do fenômeno turístico nos países periféricos e centrais do capital; A apropriação das ferramentas da informática e software de automação hoteleira na operacionalização e gestão do trabalho nos meios de hospedagem; A identificação das estruturas funcionais, físicas e operacionais dos ambientes que integram os serviços de hospedagem; Noções de marketing para venda dos serviços de hospedagem; A ampliação das visões dos meios de hospedagens alternativos numa perspectiva sustentável e solidária; A sensibilização para o turismo com inclusão social e combate a todas formas de discriminação e exploração. 3

4 PLANO DE CURSO: TEMÁTICAS, EMENTAS E CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS INGLÊS INSTRUMENTAL (68 HORAS) Ementa: Estudo da Língua Inglesa voltada aos usos sociais na área do turismo e hotelaria (aspectos gramaticais, fonética e estrutura dos textos) a partir de situações cotidianas de trabalho Vocabulário técnico relacionado ao turismo e hotelaria Conversação básica (fonética/pronúncia) Leitura e compreensão básica de textos Produção (escrita) de pequenos textos para comunicação Estudos temáticos sobre a mídia e sociedade contemporânea (a língua Inglesa no mundo) Interpretação de guias, roteiros, folders etc. Produção de materiais de divulgação na Língua Inglesa ESPANHOL INSTRUMENTAL (68 HORAS) Ementa: Estudo da Língua Espanhola voltada aos usos sociais na área do turismo e hotelaria (aspectos gramaticais, fonética e estrutura dos textos) a partir de situações cotidianas de trabalho Vocabulário técnico relacionado ao turismo e hotelaria Conversação básica (fonética/pronúncia) Leitura e compreensão básica de textos Produção (escrita) de pequenos textos para comunicação Interpretação de guias, roteiros, folders etc. Estudos temáticos sobre a mídia e sociedade contemporânea (a visão de América Latina veiculada nos meios da comunicação de massa) Produção de materiais de divulgação na Língua Espanhola MEIOS DE HOSPEDAGEM (56 HORAS) Ementa: Estudo histórico dos meios de hospedagem e tipologias e classificação História da hotelaria Tipologias de Meios de Hospedagem Classificação hoteleira História de Florianópolis relacionado com a hotelaria Concepções de hospitalidade e práticas sociais Caracterização dos meios de hospedagem: departamentos operacionais e de apoio TURISMO E RELAÇÕES SOCIAIS (72 HORAS) Ementa: Estudo dos fundamentos do turismo e da hospitalidade como um princípio das relações humanas Fundamentos do Turismo: histórico e caracterização Órgãos oficiais e extra-oficiais do turismo Introdução a legislação turística: agentes públicos e privados Infra-estrutura turística Equipamentos e serviços turísticos Caracterização do Turismo em Florianópolis 4

5 COMUNICAÇÃO E CULTURA (92 HORAS) Ementa: Estudo dos componentes essenciais da comunicação voltados para ao turismo e hospitalidade Fundamentos básicos da comunicação Ferramentas básicas da informática (Word, internet, Excel, Publisher, Power point) Modalidades textuais (tipos, características e funções) Estratégias de leitura e de comunicação oral Produções de textos de diversos gêneros Mundo do trabalho e Qualificação Profissional no Turismo e Hotelaria Mídia e sociedade contemporânea: informação e conhecimento Leituras e interpretação das principais linguagens utilizadas nos meios de comunicação Estratégias para elaboração de materiais de comunicação/divulgação Debate sobre as relações sociais de gênero, geração e étnico/racial Ferramentas de pesquisa (sites e dados oficiais) Leitura, interpretação e organização de tabelas, gráficos e análise de dados estatísticos Técnicas de coleta de dados TURISMO, MEIO AMBIENTE E FORMAÇÃO SÓCIO-ESPACIAL (28 HORAS) Ementa: Estudo dos conceitos básicos relativos à questão ambiental e o turismo Noções básicas de ecologia, biomas e conservação Meio ambiente e processos de ocupação territorial em Florianópolis Conhecimentos básicos da legislação ambiental ligada ao turismo Órgãos de controle e fiscalização ambiental PLANEJAMENTO E GESTÃO HOTELEIRA (52 HORAS) Ementa: Estudos sobre fundamentos administrativos para o planejamento e organização de serviços em meios de hospedagem Conceitos de gestão Fundamentos do Planejamento estratégico, tático e operacional Ética hoteleira e inclusão social Boas práticas na hotelaria voltadas aos diferentes segmentos sociais Fluxograma e organograma de meios de hospedagem Processos e rotinas do setor de recepção em meios de hospedagem ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS NA HOTELARIA (72 HORAS) Ementa: Estudos dos processos de operacionalização de eventos em Meios de Hospedagem Planejamento e organização de eventos Gastronomia e alimentação saudável Tipos de Serviços de A&B Noções de Higiene e Manipulação de alimentos e Legislação sanitária Saúde e segurança no trabalho no setor de A&B e recepção Tipologia de eventos Operacionalização do Evento: estrutura, logística e serviços Sustentabilidade em eventos 5

6 Gestão de eventos: pré-evento, evento e pós-evento TURISMO DE BASE LOCAL (60 HORAS) Ementa: Estudos sobre os fundamentos dos meios de hospedagem alternativos de base local Princípios da economia solidária e desenvolvimento sustentável no turismo Meios de hospedagem alternativos Turismo de base local e a preservação ambiental, produção sustentável de alimentos e valorização da cultura das comunidades CULTURA, LAZER E ENTRETENIMENTO NAS ATIVIDADES TURÍSTICAS (32 HORAS) Ementa: Estudos sobre recreação e cultura nas atividades turísticas Lazer e tempo livre Manifestações artísticas e cultura popular Cultura, lazer e entretenimento Planejamento e Organização de atividades recreativas e culturais OPERACIONALIZAÇÃO EM MEIOS DE HOSPEDAGEM (60 HORAS) Ementa: Processos e operacionalização dos serviços em meios de hospedagem Planejamento e organização do trabalho nos setores de governança, administrativo/comercial e A&B: atribuições e organograma das funções Operacionalização do setor de governança/manutenção, administrativo/comercial Saúde e Segurança no setor de governança e administrativo Promoção e vendas de hospedagem Gestão e utilização de software de automação hoteleira FUNDAMENTOS DO TRABALHO (36 HORAS) Ementa: Estudos sobre o trabalho humano como produção da existência e como força de trabalho no contexto das transformações contemporâneas do mundo do trabalho: condições de trabalho e direitos dos trabalhadores História de luta dos trabalhadores e os direitos trabalhistas (CLT) Transformações no mundo do trabalho no Turismo e Hospitalidade: Novas formas de gestão do trabalho e a realidade dos trabalhadores Condições de Trabalho e Saúde e Segurança: as doenças ocupacionais Ética profissional e humanização das relações de trabalho TURISMO E PATRIMÔNIO HISTÓRICO-CULTURAL (32 HORAS) Ementa: Estudos histórico-culturais dos destinos turísticos e estratégias de promoção do turismo em diferentes países Principais destinos turísticos: Brasil, América Latina e Mundo Panorâmica histórico-cultural dos destinos turísticos Propaganda, Mídia e Marketing turístico Turismo, processos de migração e desigualdades sociais entre países 6

7 PLANEJAMENTO TURÍSTICO E POLÍTICAS PÚBLICAS(36 HORAS) Ementa: Estudo das políticas públicas do turismo no Brasil e interfaces com a realidade local Plano Nacional do Turismo Políticas públicas de turismo O plano diretor e as atividades turísticas Trade turístico em Florianópolis Segmentos do Turismo Código de conduta no turismo METODOLOGIA DE PESQUISA TCC (36H) Ementa: Apropriação das ferramentas metodológicas para o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão do Curso Escolha de temática, delimitação de objeto de pesquisa; Construção de objetivos, justificativa e hipóteses; Metodologia e estrutura do trabalho de conclusão de curso; Instrumentos de coleta de dados; Elaboração de cronograma das etapas e organização de dados e informações; Pesquisa bibliográfica, fichamento de textos e normas técnicas de citação (ABNT); TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO (100H) O Trabalho de Conclusão de Curso - TCC estará cumprindo as exigências legais de avaliação pedagógica final do aproveitamento de cada estudante e se constitui num projeto de pesquisa que sintetize os conhecimentos trabalhados no Percurso Formativo. Poderá ser um projeto de pesquisa bibliográfica e/ou de campo (estudo de caso), a partir da perspectiva da educação integral, na qual se considera as múltiplas dimensões da formação e do sujeito (histórico, cultural, político, econômico) para a construção de novos saberes. Isto é, o TCC visa desafiar cada um a pensar em temas e problemas atuais relacionados à área profissional e a estabelecer, de forma sistemática, as relações entre os diversos conhecimentos desenvolvidos no curso. CALENDÁRIO LETIVO As aulas ocorrerão de 2ª. a 6ª. feira, das 19h às 22h. 1º SEMESTRE Aulas: de 12/08 a 15/12/2014 Recesso Escolar: de 16/12/2014 a 20/02/2015 Aulas: de 23/02 a 03/07/2015 Recesso Escolar: de 06 a 17/07/2015 Aulas: de 20/07 a 21/08/2015 2º SEMESTRE 7

APRESENTAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM HOSPEDAGEM

APRESENTAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM HOSPEDAGEM APRESENTAÇÃO DO CURSO TÉCNICO EM HOSPEDAGEM 1. OBJETIVO DO CURSO Formar profissionais que consigam compreender o espaço social e as interações do mundo do trabalho na cadeia produtiva do Turismo e Hotelaria

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM TURISMO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM TURISMO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS História da Cultura CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM TURISMO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1º PERÍODO Repassar ao alunado a compreensão do fenômeno da cultura e sua relevância para

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, NOS TERMOS DO COMUNICADO CEETEPS N 1/2009, E SUAS ALTERAÇÕES.

PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, NOS TERMOS DO COMUNICADO CEETEPS N 1/2009, E SUAS ALTERAÇÕES. ETEC ALBERTO SANTOS DUMONT, GUARUJÁ. PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, NOS TERMOS DO COMUNICADO CEETEPS N 1/2009, E SUAS ALTERAÇÕES. AVISO N 152/02/2014 de 12/02/2014. Processo n 1286/2014 AVISO DE DEFERIMENTO

Leia mais

5 Proposta pedagógica da escola

5 Proposta pedagógica da escola 5 Proposta pedagógica da escola A escola onde este estudo se realizou localiza-se na periferia da cidade do Rio de Janeiro, e passou a integrar a rede FAETEC (Fundação de Apoio à Escola Técnica do Rio

Leia mais

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM

TÉCNICO EM HOSPEDAGEM Imagens para explicar que às vezes o turista quer um lugar simples, no meio da natureza para descansar, basta estar limpo, asseado e arejado, nem todos querem luxo, existe vários perfis de clientes.(grifo

Leia mais

CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE

CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: TURISMO E HOTELARIA Graduação: BACHARELADO Regime: SERIADO ANUAL - NOTURNO Duração: 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização:A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS -

Leia mais

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO Turno: MATUTINO Currículo nº 9 Currículo nº 10 Reconhecido pelo Decreto Estadual n. o 5.497, de 21.03.02, D.O.E. nº 6195 de 22.03.02. Renovação de Reconhecimento Decreto

Leia mais

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DSCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE BACHARELADO EM TURISMO Turno: MATUTINO Currículo nº 9 Currículo nº 10 Reconhecido pelo Decreto Estadual n. o 5.497, de 21.03.02, D.O.E. nº 6195 de 22.03.02. Renovação de Reconhecimento Decreto

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO A NOSSA IDENTIDADE PROCESSO SELETIVO 2014/ 1.º SEMESTRE

MANUAL DO CANDIDATO A NOSSA IDENTIDADE PROCESSO SELETIVO 2014/ 1.º SEMESTRE A NOSSA IDENTIDADE MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2014/ 1.º SEMESTRE Castelli Escola Superior de Hotelaria Portaria Ministerial nº 2.167, de 22 de dezembro de 2000 Entidade Mantenedora: CETH - Centro

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: Técnico em Informática na Formação de Instrutores Carga Horária: 1000 horas Estágio Curricular:

Leia mais

Escola Técnica Estadual Alberto Santos Dumont

Escola Técnica Estadual Alberto Santos Dumont Escola Técnica Estadual Alberto Santos Dumont - Guarujá AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE

Leia mais

Ensino Técnico. Ensino Técnico

Ensino Técnico. Ensino Técnico Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Aplicativos Informatizados Eixo Tecnológico: Gestão

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2016.1º SEMESTRE

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2016.1º SEMESTRE MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2016.1º SEMESTRE A NOSSA IDENTIDADE Castelli Escola Superior de Hotelaria Portaria Ministerial nº 2.167, de 22 de dezembro de 2000 Entidade Mantenedora: CETH - Centro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SECRETARIA DOS ÓRGÃOS COLEGIADOS DELIBERAÇÃO Nº 042, DE 11 DE MAIO DE 2011 O DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO, tendo em vista a decisão tomada em sua 297ª Reunião Ordinária, realizada em 11 de maio de 2011, e considerando

Leia mais

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ 1º Semestre 15-16. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Unidades curriculares disponíveis para Programa IPL60+ Semestre 15-16 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Inglês para Animação I Língua Estrangeira I (Espanhol I / Alemão

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS

MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS MBA EM GESTÃO DE SERVIÇOS E HOSPITALIDADE EM EMPREENDIMENTOS TURÍSTICOS E EVENTOS O programa foi desenvolvido para capacitar o aluno a atuar no segmento Business de Turismo e Eventos, dando-lhe competências

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: CONTROLE E PROCESSOS INDUSTRIAIS Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Logística

Leia mais

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS

VESTIBULAR 2015 INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS VESTIBULAR 2015 SELEÇÃO PARA ENSINO PROFISSIONAL INTEGRADO AO ENSINO MÉDIO, EM REGIME INTEGRAL COM DURAÇÃO DE 3 ANOS, DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS 2015 INFORMAÇÕES

Leia mais

Aviso de Abertura 141/02/2013, de 30/10/2013 Processo Nº 6421/2013

Aviso de Abertura 141/02/2013, de 30/10/2013 Processo Nº 6421/2013 Aviso de Abertura 141/02/2013, de 30/10/2013 Processo Nº 6421/2013 COMPONENTE CURRICULAR 1. Língua Estrangeira Moderna - Espanhol (Parte Diversificada) Letras com Habilitação em Espanhol (LP) Letras com

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/08/2015 de 19/10/2015.

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC)

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) INGLÊS INTERMEDIÁRIO Florestal 2014 Reitora da Universidade Federal de Viçosa Nilda de Fátima Ferreira Soares Pró-Reitor de Ensino Vicente

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO CURSO: TURISMO ( bacharelado) Missão Formar profissionais humanistas, críticos, reflexivos, capacitados para planejar, empreender e gerir empresas turísticas, adaptando-se ao

Leia mais

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período

DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA - 2008. Disciplinas Teórica Prática Estágio Total. 1º Período MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Alfenas. UNIFAL-MG Rua Gabriel Monteiro da Silva, 700. Alfenas/MG. CEP 37130-000 Fone: (35) 3299-1000. Fax: (35) 3299-1063 DINÂMICA CURRICULAR DO CURSO DE

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Cálculo I 40 Cálculo II 40 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos I 80 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos II 80 Matemática 40 Lógica Matemática 40 Probabilidade

Leia mais

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS

RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS RESUMO PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO SUPERIOR DE EVENTOS SALVADOR 2012 1 CONTEXTUALIZAÇÃO Em 1999, a UNIJORGE iniciou suas atividades na cidade de Salvador, com a denominação de Faculdades Diplomata. O contexto

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2010.2 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 30 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

GRADUAÇÃO HOTELARIA BACHARELADO. NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação

GRADUAÇÃO HOTELARIA BACHARELADO. NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação NOTA MÁXIMA NO MEC Ministério da Educação TITULAÇÃO: Bacharel em Hotelaria CARGA HORÁRIA: 3.104 horas DURAÇÃO: 2 anos DIFERENCIAL 2 ANOS A Castelli ESH propõe-se a ofertar o Curso de Graduação em Hotelaria,

Leia mais

Plano Educação. www.planoeducacao.com.br LISTA COMPLETA DE CURSOS DO PLANO EDUCAÇÃO. Área Assunto Titulo

Plano Educação. www.planoeducacao.com.br LISTA COMPLETA DE CURSOS DO PLANO EDUCAÇÃO. Área Assunto Titulo Plano Educação LISTA COMPLETA DE CURSOS DO PLANO EDUCAÇÃO 1 Administração Comércio, Vendas e Negociações Administração de Mercado Exterior Administração Comércio, Vendas e Negociações Atendimento ao cliente

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA.

RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. RESOLUÇÃO CONSEPE 33/99 ALTERA O PLANO CURRICULAR E O REGIME DO CURSO DE HOTELARIA, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso da atribuição

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04

MATRIZ CURRICULAR 1.ª SÉRIE DE OFERTA 99-8791-04 DIDÁTICA 160 0 160 99-8792-04 Curso: Graduação: Regime: Duração: PEDAGOGIA LICENCIATURA PLENA MATRIZ CURRICULAR SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Plano de Trabalho Docente - 2015 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Plano de Trabalho Docente - 2015 ETEC MONSENHOR ANTÔNIO MAGLIANO Código: 088 Município: GARÇA EE: Controle e Processos Industriais Eixo Tecnológico: INDÚSTRIA

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 06/ 2011 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de do Centro de Ciências Humanas, Letras

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA MISSÃO DO CURSO O Curso de Licenciatura em Educação Física do Centro Universitário Estácio Radial de São Paulo busca preencher

Leia mais

CÓPIA - COMPROVANTE DE ESCOLARIDADE CURSO DE FORMAÇÃO - CPF E RG COMPONENTES CURRICULARES E HABILITAÇÕES

CÓPIA - COMPROVANTE DE ESCOLARIDADE CURSO DE FORMAÇÃO - CPF E RG COMPONENTES CURRICULARES E HABILITAÇÕES PROCESSO SELETIVO Nº 1715/2014 TAXA DE R$ 10,00 DOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO: CÓPIA - COMPROVANTE DE ESCOLARIDADE CURSO DE FORMAÇÃO - CPF E RG COMPONENTES CURRICULARES E HABILITAÇÕES ADMINISTRAÇÃO Gestão

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de nível médio de Técnico

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Prof. Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de TÉCNICO

Leia mais

ANEXO I EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DISCIPLINAS/EIXO TECNOLÓGICO POR GERED

ANEXO I EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DISCIPLINAS/EIXO TECNOLÓGICO POR GERED ANEXO I EDUCAÇÃO PROFISSIONAL /EIXO POR GERED DISCIPLINA/EIXO GERED ARARANGUÁ em Economia ou Administração ou Contabilidade ou Ciências Contábeis com Curso Emergencial de Complementação Pedagógica; ou,

Leia mais

Etec Trajano Camargo Limeira

Etec Trajano Camargo Limeira Etec Trajano Camargo Limeira Administração Gestão de Marketing I e II Administração (EII) Administração / Ciências Administrativas (qualquer modalidade) Comercialização e Mercadologia(EII) Comunicação

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Carga Horária: 60 h Prática: 15 h Créditos: 4 A Biologia e o educador. Herança e meio, a hereditariedade. Reprodução humana. As funções vegetativas (digestão e alimentos,

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LETRAS INGLÊS E LITERATURAS DE LÍNGUA INGLESA (Currículo iniciado em 2010) COMPREENSÃO E PRODUÇÃO ORAL EM LÍNGUA INGLESA I C/H 102 (2358) intermediário de proficiência

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2008.1A 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL Fase: 1ª Prática: 15 h/a Carga Horária: 60 h/a Créditos: 4 A biologia educacional e os fundamentos da educação. As bases biológicas do crescimento e desenvolvimento humano. A dimensão

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Português para fins acadêmicos

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC Português para fins acadêmicos MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CAMPUS GAROPABA Aprovação do curso e Autorização da oferta

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA

ESCOLA TÉCNICA ESTADUAL DE ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA ILHA SOLTEIRA REQUISITOS PARA INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, Nº 065/09/2015 de 19/10/2015.

Leia mais

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2004.1. Disciplinas do Núcleo Comum 01 ANTROPOLOGIA CULTURAL

Ementário do Curso de Pedagogia, habilitações: Educação Infantil e Séries Iniciais 2004.1. Disciplinas do Núcleo Comum 01 ANTROPOLOGIA CULTURAL Disciplinas do Núcleo Comum 01 ANTROPOLOGIA CULTURAL Fase: 1ª Carga Horária: 30 h/a Prática: 10 h/a Créditos: 2 : A Antropologia enquanto ciência e seus principais ramos. Metodologia da pesquisa em Antropologia

Leia mais

COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO)

COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO) COMPONENTE CURRICULAR (CURSO E/OU HABILITAÇÃO) 1. Economia e Mercado (Contabilidade) Administração (EII) Relações Internacionais Tecnologia - Modalidade Tecnólogo Executivo Tecnologia em Planejamento Administrativo

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Gestão de Turismo FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( X) tecnólogo

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares C M E CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO NATAL/RN RESOLUÇÃO Nº 003/2011 CME Estabelece normas sobre a Estrutura, Funcionamento e Organização do trabalho pedagógico da Educação de Jovens e Adultos nas unidades

Leia mais

CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL Claudia Maria da Cruz Consultora Educacional FEVEREIRO/2015 CURRÍCULO NA EDUCAÇÃO INFANTIL A ênfase na operacionalização escrita dos documentos curriculares municipais é

Leia mais

CURSO TURISMO RECEPTIVO

CURSO TURISMO RECEPTIVO REQUISITOS DE TITULAÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA DOCENTES CURSO TURISMO RECEPTIVO APLICATIVOS INFORMATIZADOS NA ÁREA DE TURISMO Administração de Sistemas de Informação Análise de Sistemas Análise de Sistemas

Leia mais

TURISMO. o futuro, uma viagem...

TURISMO. o futuro, uma viagem... TURISMO o futuro, uma viagem... PLANO NACIONAL DO TURISMO 2007-2010 OBJETIVOS Desenvolver o produto turístico brasileiro com qualidade, contemplando nossas diversidades regionais, culturais e naturais.

Leia mais

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES

BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES BACHARELADOS INTERDISCIPLINARES Bacharelados Interdisciplinares (BIs) e similares são programas de formação em nível de graduação de natureza geral, que conduzem a diploma, organizados por grandes áreas

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL 1988 CONSTITUIÇÃO FEDERAL ANTECEDENTES Art. 210. Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar formação básica comum

Leia mais

Site: WWW.fontecursos.com Tel. (68) 9977-1474 A cultura forma sábios; a educação, homens.

Site: WWW.fontecursos.com Tel. (68) 9977-1474 A cultura forma sábios; a educação, homens. Operador de Computador / Informática Os módulos que compõem o pacote Operador de Computador têm como objetivo desenvolver no aluno o conhecimento da informática para aplicação no mercado de trabalho, utilizando-se

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico

Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico Padrões de Competências para o Cargo de Coordenador Pedagógico O Coordenador Pedagógico é o profissional que, na Escola, possui o importante papel de desenvolver e articular ações pedagógicas que viabilizem

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. Jairo de Oliveira EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. Jairo de Oliveira EMENTA Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Turismo, Hospitalidade e Lazer CURSO: Técnico em Hospedagem FORMA/GRAU:( X )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura (

Leia mais

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

MODA. HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos MODA 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado em Moda - habilitação em modelagem e desenvolvimento de produto GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Moda PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 7 anos 2.

Leia mais

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 -

Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação - 2013 - O Curso Tecnólogo em Gestão da Tecnologia da Informação é um curso da área de informática e tem seu desenho curricular estruturado por competências

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR - SC CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N o 001/2015. ANEXO I - corrigida em 29/04/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR - SC CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N o 001/2015. ANEXO I - corrigida em 29/04/2015 CÓDIGO DO ÁREA DE ATUAÇÃO REQUISITOS (ESCOLARIDADE/ FORMAÇÃO) TOTAL DE VAGAS JORNADA SEMANAL VENCIMENTO- BASE (R$) NÍVEL SUPERIOR 01 02 03 AUXILIAR DE BIBLIOTECA ESPECIALISTA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS ESPECIALISTA

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INVESTIGAÇÃO DA PRÁTICA DOCENTE I... 4 02 LEITURA E PRODUÇÃO DE TEXTO... 4 03 PROFISSIONALIDADE DOCENTE... 4 04 RESPONSABILIDADE

Leia mais

3. A ESTRUTURA CURRICULAR DA FALE

3. A ESTRUTURA CURRICULAR DA FALE 3. A ESTRUTURA CURRICULAR DA FALE 3. 1 A Estruturação do Currículo A proposta curricular apresentada é motivada por duas razões: a primeira é a necessidade de se adequar a estrutura curricular das habilitações

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA Documento elaborado no encontro realizado de 10 a 12 de agosto de 2004. Curitiba, PR Perfil do Profissional Ao final de cada

Leia mais

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar

Listagem de UC por curso. Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Listagem de UC por curso Semestre * 2013-14 Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar Animação Turística Língua Estrangeira II (Espanhol II ou Alemão II) Comunicação e Desenvolvimento Pessoal Imagem

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES São Paulo 2011 1 APRESENTAÇÃO Atividades Complementares de um Curso de Graduação é toda e qualquer atividade que vise à complementação do processo de ensino aprendizagem,

Leia mais

Estudo e aplicação dos critérios de elaboração e aplicação das avaliações internas previstos no Plano de Ensino-Aprendizagem

Estudo e aplicação dos critérios de elaboração e aplicação das avaliações internas previstos no Plano de Ensino-Aprendizagem Estudo e aplicação dos critérios de elaboração e aplicação das avaliações internas previstos no Plano de Ensino-Aprendizagem A avaliação no Programa de Alfabetização é processual. O seu propósito é o de

Leia mais

QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO

QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO 1 QUADRO DE TITULAÇÃO VERIFIQUE NO QUADRO OS COMPONENTES POSSÍVEIS COM BASE NA SUA TITULAÇÃO ENSINO MÉDIO DISCIPLINAS Artes (Base Nacional Comum) Biologia (Ensino Médio) Matemática (Base Nacional Comum)

Leia mais

Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global

Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global Rede de Áreas Protegidas, Turismo e Inclusão Social: de uma perspectiva da América do Sul para uma perspectiva global (texto extraído da publicação IRVING, M.A.; BOTELHO, E.S.; SANCHO, A.; MORAES, E &

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 233/2000

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 233/2000 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 233/2000 Aprova as alterações do Currículo Pleno no Curso de Administração: Habilitação em Hotelaria e Turismo, no Município de Ubatuba. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 039/2004-COU/UNICENTRO REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 128/2014- COU/UNICENTRO. DISPOSITIVOS DO PROJETO PEDAGÓGICO APROVADO POR ESTA RESOLUÇÃO, ESTÃO ALTERADOS PELA RESOLUÇÃO Nº 26/2009-COU/UNICENTRO.

Leia mais

ETEC DOUTORA RUTH CARDOSO SÃO VICENTE CLASSE DESCENTRALIZADA E. E. PROF.º ENIO VILLAS BOAS CIDADE NAUTICA

ETEC DOUTORA RUTH CARDOSO SÃO VICENTE CLASSE DESCENTRALIZADA E. E. PROF.º ENIO VILLAS BOAS CIDADE NAUTICA ETEC DOUTORA RUTH CARDOSO SÃO VICENTE CLASSE DESCENTRALIZADA E. E. PROF.º ENIO VILLAS BOAS CIDADE NAUTICA AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGOCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2010. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: habilitação Profissional técnica de nível médio de técnico em administração

Plano de Trabalho Docente 2010. Ensino Técnico. Habilitação Profissional: habilitação Profissional técnica de nível médio de técnico em administração Plano de Trabalho Docente 2010 Ensino Técnico ETEc de Ribeirão Pires Código: 141 Município: Ribeirão Pires/Mauá Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: habilitação Profissional técnica

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA. Proposta de Reestruturação da Arquitetura Acadêmica da Educação Superior no Brasil

UNIVERSIDADE NOVA. Proposta de Reestruturação da Arquitetura Acadêmica da Educação Superior no Brasil UNIVERSIDADE NOVA Proposta de Reestruturação da Arquitetura Acadêmica da Educação Superior no Brasil Proposta Universidade Nova: implantação do Bacharelado Interdisciplinar (BI) ajuste da estrutura curricular

Leia mais

Atualização do Curso Técnico de nível Médio em Hospedagem, eixo tecnológico Hospitalidade e Lazer na forma integrada ao Ensino Médio.

Atualização do Curso Técnico de nível Médio em Hospedagem, eixo tecnológico Hospitalidade e Lazer na forma integrada ao Ensino Médio. ESTADO DE SANTA CATARINA Secretaria de Estado da Educação Diretoria de Educação Básica e Profissional Gerência de Ensino Médio Atualização do Curso Técnico de nível Médio em Hospedagem, eixo tecnológico

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA

CURSO DE PEDAGOGIA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE PEDAGOGIA 1 CURSO DE EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 BIOLOGIA EDUCACIONAL... 4 02 INVESTIGAÇÃO PEDAGÓGICA: DIVERSIDADE CULTURAL NA APRENDIZAGEM... 4 03 METODOLOGIA CIENTÍFICA...

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.638, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura

Leia mais

Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras

Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras Relação completa dos cursos do Estude Sem Fronteiras Curso Carga horária Área: Direito Direito Coletivo do Trabalho 40 Direito Empresarial 40 Direito Municipal e Urbanístico Direito Tributário Aplicado

Leia mais

EDITAL Nº 30/ 2014/ SED - RETIFICAÇÃO (ALTERA o Edital n. 024/2014/SED)

EDITAL Nº 30/ 2014/ SED - RETIFICAÇÃO (ALTERA o Edital n. 024/2014/SED) EDITAL Nº 30/ 2014/ SED - RETIFICAÇÃO (ALTERA o Edital n. 024/2014/SED) O SECRETÁRIO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto no artigo 3º da Lei nº 456, de 11

Leia mais

EnsinoTécnicoIntegrado ao Médio.

EnsinoTécnicoIntegrado ao Médio. PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 EnsinoTécnicoIntegrado ao Médio. Código: 262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Gestão de Sistemas Operacionais Série: 1º Ano

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: Dr. José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Habilitação Profissional

Leia mais

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS

NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA OS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS DA PUCRS CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS: Habilitações: Língua Portuguesa e respectivas Literaturas Língua Espanhola e respectivas

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico ETEC Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município:Garça Eixo Tecnológico: Mecatrônica Habilitação Profissional: Técnico em Mecatrônica Qualificação: Técnico

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DA REGIÃO DE SÃO CARLOS - SÃO PAULO E.E. PROFª ALICE MADEIRA JOÃO FRANCISCO SANTA EUDÓXIA-DISTRITO DE SÃO CARLOS RUA

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/2013 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/2013 1.ª SÉRIE Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR PROCESSOS GERENCIAIS (Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios) TECNOLÓGICA SERIADO ANUAL - NOTURNO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.580, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.580, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.580, DE 23 DE OUTUBRO DE 2014 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado em

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1

Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1 PROGRAMA ÉTICA E CIDADANIA construindo valores na escola e na sociedade Rompendo os muros escolares: ética, cidadania e comunidade 1 Ulisses F. Araújo 2 A construção de um ambiente ético que ultrapasse

Leia mais

Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13

Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13 Portaria Inep nº 190 de 12 de julho de 2011 Publicada no Diário Oficial de 13 de julho de 2011, Seção 1, pág. 13 A Presidenta do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep),

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 119-COU/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2012. A EMENTA DE DISCIPLINAS CONSTANTES NESSE PROJETO PEDAGÓGICO ESTÁ ALTERADA PELA RESOLUÇÃO Nº 56/2014- CEPE/UNICENTRO. Aprova o Projeto Pedagógico

Leia mais

ETEC Doutora Ruth Cardoso São Vicente

ETEC Doutora Ruth Cardoso São Vicente ETEC Doutora Ruth Cardoso São Vicente AVISO DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES AO PROCESSO SELETIVO DE DOCENTES, OBJETIVANDO A FORMAÇÃO DE CADASTRO, PARA A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO,

Leia mais

SEM. CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ-REQUISITOS

SEM. CÓDIGO DISCIPLINAS PRÉ-REQUISITOS Curso de Letras Habilitação Português/Inglês Currículo 2010/01 Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 1.394, de 19/05/2004 Amparado pelo Decreto nº. 5773/2006, de 9/05/2006 Duração do Curso: 2.530h

Leia mais

Eventos. Cerimonial e Protocolo em Eventos

Eventos. Cerimonial e Protocolo em Eventos Eventos Cerimonial e Protocolo em Eventos Administração - Habilitação em Gestão Turística e Administração em Administração em e Comunicação Social com Habilitação em Relações Públicas Gastronomia Letras

Leia mais

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO. Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC

BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO. Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR ENSINO MÉDIO Edenia Maria Ribeiro do Amaral UFRPE/PPGEC Assessoria da Área de Ciências da Natureza - BNCC A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR É parte de um Sistema Nacional

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS S DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE SECRETARIADO EXECUTIVO TRILÍNGUE DISCIPLINA: COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO Leitura e compreensão de textos. Gêneros textuais. Linguagem verbal e não verbal. Linguagem

Leia mais