CURSO PREPARATÓRIO Concurso para JUIZ FEDERAL Prova escrita ALEXANDRE ROSSATO DA S. AVILA 2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO PREPARATÓRIO Concurso para JUIZ FEDERAL Prova escrita ALEXANDRE ROSSATO DA S. AVILA 2016"

Transcrição

1 CURSO PREPARATÓRIO Concurso para JUIZ FEDERAL Prova escrita ALEXANDRE ROSSATO DA S. AVILA 2016

2 RELAÇÃO JURÍDICA PREVIDENCIÁRIA: BENEFICIÁRIOS, SEGURADOS E DEPENDENTES Prof. Dr. Alexandre Triches

3 BENEFICIÁRIOS DA BENEFICIÁRIOS SEGURADOS DEPENDENTES Lei 8.212/91 arts ; Lei 8.213/91 arts e 15; Decreto 3048/99 arts e 13; Lei 8.213/91 art. 16; Decreto 3048/99 art. 16, 17 e 22;

4 BENEFICIÁRIOS DA SEGURADOS DA P. SOCIAL OBRIGATÓRIOS FACULTATIVOS -Empregado -Empregado doméstico -Trabalhador avulso -Segurado especial -Contribuinte individual

5 Empregado: Lei 8.212/91 - Art. 12, inc. I a) aquele que presta serviço de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter não eventual, sob sua subordinação e mediante remuneração, inclusive como diretor empregado; Aqui trata-se do empregado típico nos termos da CLT Art. 3º - Considera-se empregado toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário. Reclamatória trabalhista x art. 55 3º Lei Natureza urbana x rural BENEFICIÁRIOS DA

6 BENEFICIÁRIOS DA Art. 12. inc. I Empregado doméstico: aquele que presta serviço de natureza contínua a pessoa ou família, no âmbito residencial desta, em atividades sem fins lucrativos; Não existe a profissão de doméstico O trabalho doméstico uma forma de trabalho pode ser exercido por profissionais das mais diferentes áreas, inclusive de nível superior. Origem da palavra doméstico: Domus lar Ex: motoristas, acompanhantes, enfermeiras, pilotos de avião, tripulantes de barcos...

7 BENEFICIÁRIOS DA Trabalhador Avulto: quem presta, a diversas empresas, sem vínculo empregatício, serviços de natureza urbana ou rural definidos no regulamento: O Decreto 3048/99 dispõe que: como trabalhador avulso - aquele que, sindicalizado ou não, presta serviço de natureza urbana ou rural, a diversas empresas, sem vínculo empregatício, com a intermediação obrigatória do órgão gestor de mão-de-obra, nos termos da Lei nº 8.630, de 25 de fevereiro de 1993, ou do sindicato da categoria, assim considerados: a) o trabalhador que exerce atividade portuária de capatazia, estiva, conferência e conserto de carga, vigilância de embarcação e bloco; b) o trabalhador de estiva de mercadorias de qualquer natureza, inclusive carvão e minério;

8 BENEFICIÁRIOS DA c) o trabalhador em alvarenga (embarcação para carga e descarga de navios); d) o amarrador de embarcação; e) o ensacador de café, cacau, sal e similares; f) o trabalhador na indústria de extração de sal; g) o carregador de bagagem em porto; h) o prático de barra em porto; i) o guindasteiro; e j) o classificador, o movimentador e o empacotador de mercadorias em portos; O 7º dá os conceitos de capatazia, estiva

9 BENEFICIÁRIOS DA Segurado Especial: pessoa física residente no imóvel rural ou em aglomerado urbano ou rural próximo considera-se próximo no mesmo município ou contíguo ( 20) que, individualmente ou em regime de economia familiar, ainda que com o auxílio eventual de terceiros,

10 na condição de: produtor, proprietário, BENEFICIÁRIOS DA usufrutuário, possuidor, assentado, parceiro ou meeiro outorgados, comodatário arrendatário rurais, QUE EXPLORE ATIVIDADE ÁREA CONTÍNUA OU NÃO DE ATÉ 4 (QUATRO) MÓDULOS FISCAIS

11 BENEFICIÁRIOS DA pescador artesanal ou a este assemelhado que faça da pesca profissão habitual ou principal meio de vida; I - não utilize embarcação; II - utilize embarcação de até seis toneladas de arqueação bruta, ainda que com auxílio de parceiro; III - na condição, exclusivamente, de parceiro outorgado, utilize embarcação de até dez toneladas de arqueação bruta.

12 São segurados especiais: cônjuge ou companheiro, BENEFICIÁRIOS DA filho maior de dezesseis anos de idade ou a este equiparado Que comprovadamente, tenham participação ativa nas atividades rurais do grupo familiar. Entende-se como regime de economia familiar: atividade em que o trabalho dos membros da família é indispensável à própria subsistência e ao desenvolvimento socioeconômico do núcleo familiar e é exercido em condições de mútua dependência e colaboração, sem a utilização de empregados permanentes.

13 Contribuintes individuais: BENEFICIÁRIOS DA Empresário quem presta serviço de natureza urbana ou rural, em caráter eventual, a uma ou mais empresas, sem relação de emprego; h) a pessoa física que exerce, por conta própria, atividade econômica de natureza urbana, com fins lucrativos ou não;

14 BENEFICIÁRIOS DA Art º: O aposentado pelo Regime Geral de Previdência Social - RGPS que estiver exercendo ou que voltar a exercer atividade abrangida por este Regime é segurado obrigatório em relação a essa atividade, ficando sujeito às contribuições de que trata esta Lei, para fins de custeio da Seguridade Social.

15 Decreto 3.048/99: BENEFICIÁRIOS DA Art. 11. É segurado facultativo o maior de dezesseis anos de idade que se filiar ao Regime Geral de Previdência Social, mediante contribuição, na forma do art. 199, desde que não esteja exercendo atividade remunerada que o enquadre como segurado obrigatório da previdência social.

16 BENEFICIÁRIOS DA 1º Podem filiar-se facultativamente, entre outros: I - a dona-de-casa; (empregador doméstico não é segurado) II - o síndico de condomínio, quando não remunerado; III - o estudante; IV - o brasileiro que acompanha cônjuge que presta serviço no exterior; V - aquele que deixou de ser segurado obrigatório da previdência social;

17 BENEFICIÁRIOS DA Decreto 3.048/99: VI - o membro de conselho tutelar de que trata o art. 132 da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, quando não esteja vinculado a qualquer regime de previdência social; (quando não contribuinte individual ou empregado) VII - o bolsista e o estagiário que prestam serviços a empresa de acordo com a Lei nº 6.494, de 1977; (hoje Lei /08/ VIII - o bolsista que se dedique em tempo integral a pesquisa, curso de especialização, pós-graduação, mestrado ou doutorado, no Brasil ou no exterior, desde que não esteja vinculado a qualquer regime de previdência social;

18 BENEFICIÁRIOS DA IX - o presidiário que não exerce atividade remunerada nem esteja vinculado a qualquer regime de previdência social; (Redação dada pelo Decreto nº 7.054, de 2009) X - o brasileiro residente ou domiciliado no exterior, salvo se filiado a regime previdenciário de país com o qual o Brasil mantenha acordo internacional; e (Redação dada pelo Decreto nº 7.054, de 2009) XI - o segurado recolhido à prisão sob regime fechado ou semi-aberto, que, nesta condição, preste serviço, dentro ou fora da unidade penal, a uma ou mais empresas, com ou sem intermediação da organização carcerária ou entidade afim, ou que exerce atividade artesanal por conta própria. (Incluído pelo Decreto nº 7.054, de 2009)

19 Dependentes: São três classes: BENEFICIÁRIOS DA I - o cônjuge, a companheira, o companheiro e o filho não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 (vinte e um) anos ou inválido ou que tenha deficiência intelectual ou mental que o torne absoluta ou relativamente incapaz, assim declarado judicialmente; II - Pais; III - o irmão não emancipado, de qualquer condição, menor de 21 (vinte e um) anos ou inválido ou que tenha deficiência intelectual ou mental que o torne absoluta ou relativamente incapaz, assim declarado judicialmente;

20 CURSO PREPARATÓRIO Concurso para JUIZ FEDERAL Prova escrita ALEXANDRE ROSSATO DA S. AVILA 2016

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Beneficiários do RGPS Segurados Obrigatórios Segurado especial Parte - 1 Prof. Bruno Valente Segurados obrigatórios: Art. 11 da Lei nº 8.213/91 Art. 12 da Lei nº 8.212/91 Art. 9º

Leia mais

e) o brasileiro civil que trabalha para a União, no exterior, em organismos oficiais brasileiros ou internacionais dos quais o Brasil seja membro

e) o brasileiro civil que trabalha para a União, no exterior, em organismos oficiais brasileiros ou internacionais dos quais o Brasil seja membro SEGURADO EMPREGADO e) o brasileiro civil que trabalha para a União, no exterior, em organismos oficiais brasileiros ou internacionais dos quais o Brasil seja membro efetivo, ainda que lá domiciliado e

Leia mais

a) produtor, seja proprietário, usufrutuário, possuidor, assentado, parceiro ou meeiro

a) produtor, seja proprietário, usufrutuário, possuidor, assentado, parceiro ou meeiro SEGURADOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURADOS OBRIGATÓRIOS: Domésticos, Empregados, Contribuinte Individual, Trabalhador Avulso, Segurando Especial, BENEFICIÁRIOS FACULTATIVOS DEPENDENTES Art. 11. São segurados

Leia mais

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Previdenciários Principal Complementar Setor Público Setor Privado RGPS Oficial (União, Estados, Municípios e DF) Privado Civil (União, Estados, Municípios e DF) Militar

Leia mais

Microempreendedor Individual MEI Considera-se MEI o empresário individual que tenha auferido receita bruta, no ano-calendário anterior, de até R

Microempreendedor Individual MEI Considera-se MEI o empresário individual que tenha auferido receita bruta, no ano-calendário anterior, de até R Microempreendedor Individual MEI Considera-se MEI o empresário individual que tenha auferido receita bruta, no ano-calendário anterior, de até R $60.000,00, optante pelo Simples Nacional e que não esteja

Leia mais

31/01/2015. Curso de. Dir. Previdenciário. para Concurso do

31/01/2015. Curso de. Dir. Previdenciário. para Concurso do Curso de Direito Previdenciário para Concurso do 1 Art. 1º A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade, destinado a assegurar o direito

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Beneficiários do RGPS Prof. Bruno Valente Segurados obrigatórios: Art. 11 da Lei nº 8.213/91 Art. 12 da Lei nº 8.212/91 Art. 9º do Decreto nº 3.048/99 5 (cinco) categorias de segurados

Leia mais

Segurados e Dependentes do RGPS

Segurados e Dependentes do RGPS Segurados e Dependentes do RGPS Reis, Camila Oliveira. R375s Segurados e dependentes do RGPS / Camila Oliveira Reis. Varginha, 2015. 23 slides. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Beneficiários: Segurados e Dependentes Professor Hugo Goes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Previdenciário BENEFICIÁRIOS: SEGURADOS E DEPENDENTES BENEFICIÁRIOS DO RGPS Empregado

Leia mais

Benefícios. Beneficiários. Empregado (art. 9, I) Empregado (art. 9, I) Empregado (art. 9, I) Empregado (art. 9, I) Direito Previdenciário

Benefícios. Beneficiários. Empregado (art. 9, I) Empregado (art. 9, I) Empregado (art. 9, I) Empregado (art. 9, I) Direito Previdenciário Benefícios Direito Previdenciário Obrigatórios (art. 9º) Segurados Facultativos (art. 11) Dependentes (art. 16) Beneficiários Empregado (I) Empdo doméstico (II) Contribuinte individual (V) Trabalhador

Leia mais

REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DIREITO PREVIDENCIÁRIO. Regimes Previdenciários: Regimes Previdenciários. Regimes Previdenciários:

REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DIREITO PREVIDENCIÁRIO. Regimes Previdenciários: Regimes Previdenciários. Regimes Previdenciários: DIREITO PREVIDENCIÁRIO Prof. Eduardo Tanaka REGIME GERAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Prof. Eduardo Tanaka Regimes Previdenciários Regimes Previdenciários: Regime Geral De Previdência Social Regimes Previdenciários

Leia mais

REVISÃO DIREITO PREVIDENCIÁRIO! #AQUIÉMONSTER

REVISÃO DIREITO PREVIDENCIÁRIO! #AQUIÉMONSTER REVISÃO DIREITO PREVIDENCIÁRIO! #AQUIÉMONSTER BENEFICIÁRIOS RGPS SEGURADOS OBRIGATÓRIOS SEGURADOS FACULTATIVOS Doméstico Empregado Contribuinte individual Avulso Segurado Especial Agora que já sabemos

Leia mais

ASPECTOS POLÊMICOS DA APOSENTADORIA RURAL. Bernardo Monteiro Ferraz

ASPECTOS POLÊMICOS DA APOSENTADORIA RURAL. Bernardo Monteiro Ferraz ASPECTOS POLÊMICOS DA APOSENTADORIA RURAL Bernardo Monteiro Ferraz Aposentadoria rural o Por idade: o Idade: redução de cinco anos: 60 (homem) e 55 (mulher) o Carência: 180 meses o Exercício da atividade

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS. PROF. ADRIANA MENEZES

DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS. PROF. ADRIANA MENEZES DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS PROF. ADRIANA MENEZES www.adrianamenezes.com DÚVIDAS QUANTO À LEGISLAÇÃO A SER COBRADA NA PROVA E A PROVA EM SI. Será cobrada a legislação previdenciária em vigor até

Leia mais

PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ

PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ Mestre em Direito Previdenciário PUC/SP Especialista em Direito Previdenciário pela EPD Advogada e Consultora Jurídica Professora de Direito Previdenciário Ex Servidora

Leia mais

PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ

PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ 1 PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ Mestre em Direito Previdenciário PUC/SP Especialista em Direito Previdenciário pela EPD Advogada e Consultora Jurídica Professora de Direito Previdenciário Ex Servidora

Leia mais

Advocacia previdenciária: temas em destaque no Direito Previdenciário na atualidade.

Advocacia previdenciária: temas em destaque no Direito Previdenciário na atualidade. Advocacia previdenciária: temas em destaque no Direito Previdenciário na atualidade. Legislação Básica: * Lei 8.212/91 * Lei 8.213/91 * Decreto 3.048/99 * IN 77/2015 MP 871/19 A MP 871/19 altera diversos

Leia mais

SEGURADO FACULTATIVO E PERÍODO DE GRAÇA

SEGURADO FACULTATIVO E PERÍODO DE GRAÇA SEGURADO FACULTATIVO E PERÍODO DE GRAÇA SEGURADO FACULTATIVO FACULTATIVO Lei nº 8.212/91. Art. 14, Decreto nº 3.048/99. Aquele que não exerce qualquer atividade remunerada que o vincule obrigatoriamente

Leia mais

Mapas Mentais de Direito Previdenciário

Mapas Mentais de Direito Previdenciário Mapas Mentais de Direito Previdenciário Concurso do INSS 1 S DO RGPS BENEFICIÁRIOS S OBRIGATÓRIOS FACULTATIVOS DEPENDENTES 1ª CLASSE 2ª CLASSE 3ª CLASSE S BENEFICIÁRIO QUE CONTRIBUI PARA O SISTEMA PREVIDENCIÁRIO

Leia mais

DECRETO Nº DE 06 DE MAIO DE DOU DE 7/05/ Republicado em 12/05/1999 Atualização: JULHO/2010

DECRETO Nº DE 06 DE MAIO DE DOU DE 7/05/ Republicado em 12/05/1999 Atualização: JULHO/2010 DECRETO Nº 3.048 - DE 06 DE MAIO DE 1999 - DOU DE 7/05/1999 - Republicado em 12/05/1999 Atualização: JULHO/2010 RELAÇÃO DE LEGISLAÇÃO CORRELATA E SUAS ALTERAÇÕES LIVRO I DA FINALIDADE E DOS PRINCÍPIOS

Leia mais

Unidade I DIREITO SOCIAL. Prof. Ligia Vianna

Unidade I DIREITO SOCIAL. Prof. Ligia Vianna Unidade I DIREITO SOCIAL Prof. Ligia Vianna 1- Introdução Constituição Federal Direitos Sociais; ART. 6º.: São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência

Leia mais

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 03 Aula 001-019 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS

Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 03 Aula 001-019 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Hugo Goes Direito Previdenciário Módulo 03 Aula 001-019 Direito Previdenciário para o Concurso do INSS Lei 8.213/91, art. 16... 3º. Considera-se companheira ou companheiro a pessoa que, sem ser casada,

Leia mais

PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ

PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ PROFa. VERA MARIA CORRÊA QUEIROZ Mestre em Direito Previdenciário PUC/SP Especialista em Direito Previdenciário pela EPD Advogada e Consultora Jurídica Professora de Direito Previdenciário Ex Servidora

Leia mais

DECRETO Nº 3.048, DE 06 DE MAIO DE 1999

DECRETO Nº 3.048, DE 06 DE MAIO DE 1999 DECRETO Nº 3.048, DE 06 DE MAIO DE 1999 Aprova o Regulamento da Previdência Social, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição

Leia mais

Direito Previdenciário. Prof. Gláucio Diniz de Souza

Direito Previdenciário. Prof. Gláucio Diniz de Souza Direito Previdenciário Prof. Gláucio Diniz de Souza Competência Legal Constitucional Cabe privativamente à união legislar sobre seguridade social (art 22, XXIII) ; A competência sobre previdência social,

Leia mais

Curso de. Dir. Previdenciário. para Concurso do

Curso de. Dir. Previdenciário. para Concurso do Curso de Direito Previdenciário para Concurso do 1 2 1 3 4 2 Art. 1º A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade, destinado a assegurar

Leia mais

Aula 05 REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. * Art. 201, 9º, CRFB: Contagem recíproca do tempo de contribuição para efeito de aposentadoria

Aula 05 REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL. * Art. 201, 9º, CRFB: Contagem recíproca do tempo de contribuição para efeito de aposentadoria Turma/Ano: Direito Previdenciário (2016) Matéria/Data: Regime Geral de Previdência Social: aspectos constitucionais e beneficiários (09/05/15) Professor: Marcelo Tavares Monitora: Márcia Beatriz Aula 05

Leia mais

1. Princípios e regras fundamentais da Previdência Social continuação:

1. Princípios e regras fundamentais da Previdência Social continuação: 1 DIREITO PREVIDENCIÁRIO PONTO 1: Princípios e regras fundamentais da Previdência Social continuação PONTO 2: Plano de Benefício PONTO 3: Segurados do regime geral 1. Princípios e regras fundamentais da

Leia mais

Treinamento Presencial dos Peritos Médicos Previdenciários

Treinamento Presencial dos Peritos Médicos Previdenciários Treinamento Presencial dos Peritos Médicos Previdenciários INSS Introdução Regime Geral da Previdência Social Produtos 10 Benefícios 3 Serviços Benefícios 4 APOSENTADORIAS: Invalidez Idade Tempo de Contribuição

Leia mais

Prof. Eduardo Tanaka

Prof. Eduardo Tanaka Título: Direito Previdenciário Sub-título: Parte Geral, Custeio e Benefícios. Englobando toda matéria exigida pelo edital da última prova da Receita Federal do Brasil realizada em 12/2005 (AFRFB) e 02/2006

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Regimes da Previdência Social e os Beneficiários do Regime Geral

Resumo Aula-tema 03: Regimes da Previdência Social e os Beneficiários do Regime Geral Resumo Aula-tema 03: Regimes da Previdência Social e os Beneficiários do Regime Geral Nesta aula tema, serão estudados os regimes previdenciários vigentes no Brasil. Para tanto, cumpre, inicialmente, retomar

Leia mais

Segurados do Regime Geral de Previdência Social

Segurados do Regime Geral de Previdência Social Segurados do Regime Geral de Previdência Social Segurados do RGPS Segurados obrigatórios e os segurados facultativos. Segurados: são pessoas físicas que contribuem para o regime previdenciário e, por isso,

Leia mais

DECRETO N 3.048, DE 06 DE MAIO DE Aprova o Regulamento da Previdência Social, e dá outras providências.

DECRETO N 3.048, DE 06 DE MAIO DE Aprova o Regulamento da Previdência Social, e dá outras providências. DECRETO N.048, DE 06 DE MAIO DE 1999.. Alterado pelo Decreto nº 8.691/16. Alterado pelo Decreto nº 8.499/15. Alterado pelo Decreto n 8.44/15. Alterado pelo Decreto nº 8.0/14. Alterado pelo Decreto nº 8.1/1.

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Regular - 6ª fase Período 2015 2016 1) CESPE - DEFENSOR - DPU (2015) Em relação aos segurados do RGPS e seus dependentes, julgue o item subsecutivo. Aquele que, como contrapartida

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES A pensão por morte extingue-se para o filho, a pessoa a ele equiparada ou o irmão, de ambos os sexos, pela emancipação ou ao completar 21 (vinte e um) anos de idade, salvo se for inválido ou com deficiência

Leia mais

DECRETO Nº 3.048 - DE 06 DE MAIO DE 1999 - DOU DE 7/5/99 - Republicado em 1...Page 1 of 124 DECRETO Nº 3.048 - DE 06 DE MAIO DE 1999 - DOU DE 7/5/99 - Republicado em 12/05/99 Atualização SETEMBRO/2007

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 150 09/01/2015 15:17 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO N o.048, DE 6 DE MAIO DE 1999. Vide Decreto nº 8.02, de 2014 Aprova o Regulamento da Previdência

Leia mais

Decreto nº 3.048/99 e alterações posteriores

Decreto nº 3.048/99 e alterações posteriores Instituto Nacional do Seguro Social Conhecimentos Específicos = 55 55 Decreto nº 3.048/99 e alterações posteriores VII - caráter democrático e descentralizado da administração, mediante gestão quadripartite,

Leia mais

PERÍCIAS MÉDICAS PREVIDENCIÁRIAS, DOENÇAS OCUPACIONAIS E ACIDENTES DO TRABALHO em perguntas e respostas

PERÍCIAS MÉDICAS PREVIDENCIÁRIAS, DOENÇAS OCUPACIONAIS E ACIDENTES DO TRABALHO em perguntas e respostas PERÍCIAS MÉDICAS PREVIDENCIÁRIAS, DOENÇAS OCUPACIONAIS E ACIDENTES DO TRABALHO em 1.300 perguntas e respostas JOSÉ ALBERTO DE ABREU GONÇALVES Médico Legista, Médico do Trabalho, Mestre em Medicina e Saúde.

Leia mais

01 Q Direito Previdenciário Planos de Benefício da Previdência Social Lei nº 8.213, de 24 de Julho

01 Q Direito Previdenciário Planos de Benefício da Previdência Social Lei nº 8.213, de 24 de Julho 01 Q467435 Direito Previdenciário Planos de Benefício da Previdência Social Lei nº 8.213, de 24 de Julho BETA Pedro mantém vínculo com o Regime Geral da Previdência Social (RGPS) há doze anos e quatro

Leia mais

Apostila Complementar Direito Tributário (Direito Previdenciário)

Apostila Complementar Direito Tributário (Direito Previdenciário) Analista Tributário Apostila Complementar Direito Tributário (Direito Previdenciário) Edital Direito Tributário: 17. Regime Geral de Previdência Social. 17.1. Segurados obrigatórios. 17.2. Conceito,

Leia mais

SEGURADO ESPECIAL. Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR sobre a Receita da Comercialização Rural

SEGURADO ESPECIAL. Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR sobre a Receita da Comercialização Rural CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIA SOCIAL/SENAR SEGURADO ESPECIAL? Como contribuir para Previdência Social e para o SENAR sobre a Receita da Comercialização Rural Previdência Rural Atualização Junho de 2015 ATUALIZAÇÃO

Leia mais

CURSO ONLINE: PREVIDÊNCIA SOCIAL. Crédito da imagem: brasil.gov.br

CURSO ONLINE: PREVIDÊNCIA SOCIAL. Crédito da imagem: brasil.gov.br CURSO ONLINE: PREVIDÊNCIA SOCIAL Crédito da imagem: brasil.gov.br O QUE É E PARA QUE SERVE A PREVIDÊNCIA SOCIAL A Previdência Social é um seguro solidário que objetiva promover o bem estar social, e cobre

Leia mais

INSS Direito Previdenciário Parte 01 André Studart

INSS Direito Previdenciário Parte 01 André Studart INSS Direito Previdenciário Parte 01 André Studart 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. CAPÍTULO I SEGURIDADE SOCIAL NA CONSTITUIÇÃO 1. NOÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL

Leia mais

Sumário. CAPÍTULO 2 Contribuições para o custeio da seguridade social NOTAS INTRODUTÓRIAS... 43

Sumário. CAPÍTULO 2 Contribuições para o custeio da seguridade social NOTAS INTRODUTÓRIAS... 43 Sumário CAPÍTULO 1 A seguridade social no Brasil... 11 1. EVOLUÇÃO HISTÓRICA E COMPOSIÇÃO... 11 3. COMPETÊNCIA LEGISLATIVA... 13 4. PRINCÍPIOS INFORMADORES... 14 4.1. Universalidade da cobertura e do atendimento...

Leia mais

Medida Provisória nº 529, de 2011

Medida Provisória nº 529, de 2011 Medida Provisória nº 529, de 2011 Altera os arts. 21 e 24 da Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991, que dispõe sobre o Plano de Custeio da Previdência Social, para estabelecer alíquota diferenciada de contribuição

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Beneficiários: Segurados e Dependentes Professor Hugo Goes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Previdenciário BENEFICIÁRIOS: SEGURADOS E DEPENDENTES BENEFICIÁRIOS DO RGPS Empregado

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 45, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 DOU DE 11/08/2010 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL BÁSICA:

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 45, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 DOU DE 11/08/2010 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL BÁSICA: INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 45, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 DOU DE 11/08/2010 Dispõe sobre a administração de informações dos segurados, o reconhecimento, a manutenção e a revisão de direitos dos beneficiários

Leia mais

Breves considerações sobre o conceito legal de segurado especial

Breves considerações sobre o conceito legal de segurado especial Breves considerações sobre o conceito legal de segurado especial Autor: Paulo Rui Kumagai de Aguiar Pupo Juiz Federal publicado em 19.12.2012 O conceito de segurado especial é dado pela Lei 8.213/91, cujo

Leia mais

Sumário. nota do autor...11 nota do autor 2ª edição a seguridade social no brasil...15 CAPÍTULO 1

Sumário. nota do autor...11 nota do autor 2ª edição a seguridade social no brasil...15 CAPÍTULO 1 nota do autor...11 nota do autor 2ª edição...13 CAPÍTULO 1 a seguridade social no brasil...15 1. Evolução histórica e composição...15 2. Definição e natureza jurídica...16 3. Competência legislativa...17

Leia mais

AULA 03 - Legislação previdenciária

AULA 03 - Legislação previdenciária AULA 03 - Legislação previdenciária - Conteúdo: Conjunto de normas e atos administrativos que disciplinam a estrutura e o funcionamento da Seguridade social. - As legislação previdenciária compreende desde

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO N o.048, DE 6 DE MAIO DE 999. Aprova o Regulamento da Previdência Social, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos - - fone (11)

Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos  - - fone (11) Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 1987-2012 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Legislação

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCAL PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO DO SEGURO SOCIAL SOCIAL. Educação Previdenciária

PREVIDÊNCIA SOCAL PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO DO SEGURO SOCIAL SOCIAL. Educação Previdenciária Como os trabalhadores e trabalhadoras podem contar com a proteção da Previdência Social? É isso que veremos nesta aula. A Previdência Social é um regime contributivo, portanto, para ter direitos aos benefícios,

Leia mais

Decreto nº 3.048/99. princípios e diretrizes:

Decreto nº 3.048/99. princípios e diretrizes: DECRETO Nº 3.048, DE 6 DE MAIO DE 1999 O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, inciso IV, da Constituição Federal, e de acordo com a Emenda Constitucional no 20, de 1998,

Leia mais

Portal Nacional de Direito do Trabalho Decreto nº 3.048/1999 Regulamento da Previdência Social

Portal Nacional de Direito do Trabalho  Decreto nº 3.048/1999 Regulamento da Previdência Social Portal Nacional de Direito do Trabalho www.pndt.com.br Decreto nº 3.048/1999 Regulamento da Previdência Social DECRETO N o 3.048, DE 6 DE MAIO DE 1999 Aprova o Regulamento da Previdência Social, e dá outras

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 45, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 DOU DE 11/08/2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 45, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 DOU DE 11/08/2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 45, DE 6 DE AGOSTO DE 2010 DOU DE 11/08/2010 Dispõe sobre a administração de informações dos segurados, o reconhecimento, a manutenção e a revisão de direitos dos beneficiários

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Beneficiários do RGPS Segurados Obrigatórios Contribuinte individual Parte 1 Prof. Bruno Valente Segurados obrigatórios: Art. 11 da Lei nº 8.213/91 Art. 12 da Lei nº 8.212/91 Art.

Leia mais

Material de apoio para a disciplina de Direito Previdenciário Professor Foed Saliba Smaka Jr. Faculdade do Litoral Paranaense ISEPE Guaratuba 2015.

Material de apoio para a disciplina de Direito Previdenciário Professor Foed Saliba Smaka Jr. Faculdade do Litoral Paranaense ISEPE Guaratuba 2015. Material de apoio para a disciplina de Direito Previdenciário Professor Foed Saliba Smaka Jr. Faculdade do Litoral Paranaense ISEPE Guaratuba 2015. ADVERTÊNCIA Os textos apresentados neste trabalho correspondem

Leia mais

SEGURADOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

SEGURADOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURADOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL BENEFICIÁRIOS DO RGPS SEGURADOS (são as pessoas físicas filiadas ao RGPS) OBRIGATÓRIOS E FACULTATIVOS E SEUS DEPENDENTES DOIS GÊNEROS DE SEGURADOS SEGURADOS

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário SUMÁRIO Direito Previdenciário CAPÍTULO I SEGURIDADE SOCIAL... 2 1. CONCEITUAÇÃO... 2 2. PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS... 6 CAPÍTULO II BENEFICIÁRIOS DO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL... 9 1. SEGURADOS

Leia mais

Atualização em Legislação Previdenciária Noções gerais sobre a Previdência Social e seus benefícios

Atualização em Legislação Previdenciária Noções gerais sobre a Previdência Social e seus benefícios Atualização em Legislação Previdenciária Noções gerais sobre a Previdência Social e seus benefícios Eduardo Costa Sá eduardocs@usp.br Noções gerais sobre a Previdência Social e seus benefícios Agenda Seguridade

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 A seguridade social no Brasil... 15

SUMÁRIO. Capítulo 1 A seguridade social no Brasil... 15 SUMÁRIO Capítulo 1 A seguridade social no Brasil... 15 1. Evolução hist rica e composição... 15 2. Definição e natureza jurídica... 16 3. Competência legislativa... 17 4. Princípios informadores... 18

Leia mais

REVISTA ÂMBITO JURÍDICO Os segurados da Previd?ia Social

REVISTA ÂMBITO JURÍDICO Os segurados da Previd?ia Social REVISTA ÂMBITO JURÍDICO Os segurados da Previd?ia Social Resumo: A proteção da Previdência Social para os trabalhadores, seja empregado ou profissional autônomo (segurados obrigatórios) decorre de ato

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Curso Teórico Seguridade Social Segurados Obrigatórios (Empregados) Aula 6 Prof. Bruno Oliveira Adquira o Curso de Questões 1 a) aquele que presta serviço de natureza urbana ou rural

Leia mais

TABELA COMPARATIVA ENTRE AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA LEI RELACIONAS À MP 664

TABELA COMPARATIVA ENTRE AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA LEI RELACIONAS À MP 664 TABELA COMPARATIVA ENTRE AS PRINCIPAIS MUDANÇAS NA LEI 8.213 RELACIONAS À MP 664 DISPOSITIVO LEGAL NA LEI 8.213 REDAÇÃO ANTERIOR DA LEI 8.213 REDAÇÃO ORIGINAL DA MP 664 REDAÇÃO DO PLV 4/2015 ENVIADO À

Leia mais

Apostila do curso de. Previdência. Social

Apostila do curso de. Previdência. Social Apostila do curso de Previdência Social 1- O Que é a Previdência Social 2- Para que Serve a Previdência Social 3- Como está Organizada a Previdência Social 5- Quais são os Segurados da Previdência Social

Leia mais

AUXÍLIO- RECLUSÃO PARA ADVOGADOS CRIMINALISTAS

AUXÍLIO- RECLUSÃO PARA ADVOGADOS CRIMINALISTAS MARCOS VICHIESI AUXÍLIO- RECLUSÃO PARA ADVOGADOS CRIMINALISTAS O auxílio-reclusão é praticamente um tema inexplorado no Direito. Não existe uma súmula da TNU tratando sobre o assunto e só foi encontrado

Leia mais

INSS INSS. técnico do seguro social. 100 % atualizada edital dez./2015.

INSS INSS. técnico do seguro social. 100 % atualizada edital dez./2015. INSS INSS técnico do seguro social 100 % atualizada edital dez./2015 305 www.alfaconcursos.com.br Diretor Pedagógico - Evandro Guedes Diretor de Operações - Javert Falco Coordenadora Editorial - Wilza

Leia mais

Carga Horária : 50 horas

Carga Horária : 50 horas Carga Horária : 50 horas Sumário 1- O Que é a Previdência Social 2- Para que Serve a Previdência Social 3- Como está Organizada a Previdência Social 4- A Função do INSS 5- Quais são os Segurados da Previdência

Leia mais

SEGURADOS, FILIAÇÃO E INSCRIÇÃO

SEGURADOS, FILIAÇÃO E INSCRIÇÃO SEGURADOS, FILIAÇÃO E INSCRIÇÃO DIREITO PREVIDENCIÁRIO Curso de Direito e Processo Previdenciário (Frederico Amado) + Revisaço Previdenciário INTRODUÇÃO SEGURADOS NO RGPS OBRIGATÓRIOS - EMPREGADO - EMPREGADO

Leia mais

LEI Nº , DE 20 DE JUNHO DE 2008

LEI Nº , DE 20 DE JUNHO DE 2008 LEI Nº- 11.718, DE 20 DE JUNHO DE 2008 Acrescenta artigo à Lei no 5.889, de 8 de junho de 1973, criando o contrato de trabalhador rural por pequeno prazo; estabelece normas transitórias sobre a aposentadoria

Leia mais

Aula 4. Contribuição Social para a seguridade social - CONTRIBUINTES

Aula 4. Contribuição Social para a seguridade social - CONTRIBUINTES Aula 4 Contribuição Social para a seguridade social - CONTRIBUINTES I- CONTRIBUINTES Regra-matriz de incidência Consequente critério pessoal Sujeito passivo (contribuinte) LEI 8212/91 Art. 12 Segurados

Leia mais

REGULAMENTO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

REGULAMENTO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL DECRETO N o.048, DE 6 DE MAIO DE 1999 Aprova o Regulamento da Previdência Social e dá outras providências. c Publicado no DOU de 7-5-1999, republicado no DOU de 1-5-1999, e retificado no DOU de 18-6-1999

Leia mais

CADASTRO DE ATIVIDADE ECONÔMICA DA PESSOA FÍSICA (CAEPF) Instrução Normativa da Receita Federal do Brasil nº de 10 de setembro de 2018

CADASTRO DE ATIVIDADE ECONÔMICA DA PESSOA FÍSICA (CAEPF) Instrução Normativa da Receita Federal do Brasil nº de 10 de setembro de 2018 CADASTRO DE ATIVIDADE ECONÔMICA DA PESSOA FÍSICA (CAEPF) Instrução Normativa da Receita Federal do Brasil nº 1.828 de 10 de setembro de 2018 Orientações gerais por perguntas e respostas O SISTEMA OCEPAR,

Leia mais

DECRETO Nº 3.048, DE 06 DE MAIO DE 1999(*) DOU DE 12/05/99

DECRETO Nº 3.048, DE 06 DE MAIO DE 1999(*) DOU DE 12/05/99 DECRETO Nº 3.048, DE 06 DE MAIO DE 1999(*) DOU DE 12/05/99 Aprova o Regulamento da Previdência Social, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art.84,

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude Secretaria Executiva de Assistência Social Gerência de Projetos e Capacitação Centro

Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude Secretaria Executiva de Assistência Social Gerência de Projetos e Capacitação Centro Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude Secretaria Executiva de Assistência Social Gerência de Projetos e Capacitação Centro Universitário Tabosa de Almeida ASCES/UNITA INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.718, DE 20 DE JUNHO DE 2008. Mensagem de veto Conversão da MPv nº 410, de 2007 Acrescenta artigo à Lei n o 5.889, de 8 de

Leia mais

APOSTILA DE LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA

APOSTILA DE LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA APOSTILA DE LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS DA ALTA NOROESTE Prof. Ms. José Pancotti Jr. 2016 Unisalesiano Ciências Contábeis Leg. Previdenciária - Prof. Ms. José

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991. Texto compilado Normas de hierarquia inferior Mensagem de veto (Vide Decreto nº 357, de 1991)

Leia mais

Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem.

Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem. (): Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem. 80 A seguridade social representa um conjunto integrado de ações direcionadas à proteção exclusiva

Leia mais

REFORMA DA PREVIDÊNCIA análise da PEC 287/2016 no RGPS

REFORMA DA PREVIDÊNCIA análise da PEC 287/2016 no RGPS REFORMA DA PREVIDÊNCIA análise da PEC 287/2016 no RGPS Fábio Souza fabio@idsamericalatina.com.br abril/2017 4 PONTOS ESSENCIAIS DA REFORMA Igualdade formal Aplicabilidade imediata Idade mínima Redução

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO Questões realizadas pela Fundação Carlos Chagas FCC. 1. O financiamento da Seguridade Social, incluindo a assistência social:

DIREITO PREVIDENCIÁRIO Questões realizadas pela Fundação Carlos Chagas FCC. 1. O financiamento da Seguridade Social, incluindo a assistência social: DIREITO PREVIDENCIÁRIO Questões realizadas pela Fundação Carlos Chagas FCC 1. O financiamento da Seguridade Social, incluindo a assistência social: a) é tripartite, a cargo do Poder Público, das empresas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.212, DE 24 DE JULHO DE 1991. Texto compilado Regulamento Dispõe sobre a organização da Seguridade Social, Atualizações decorrentes

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 676-A DE 2015 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 15 DE 2015

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 676-A DE 2015 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 15 DE 2015 REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 676-A DE 2015 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 15 DE 2015 Altera as Leis nºs 8.212, de 24 de julho de 1991, e 8.213, de 24 de julho de 1991, para tratar da associação do

Leia mais

CONTRIBUINTES DO RGPS

CONTRIBUINTES DO RGPS CONTRIBUINTES DO RGPS Contribuintes do RGPS Segurados Empresa Obrigatórios Facultativo Empregado Empregado doméstico Contribuinte individual Trabalhador Avulso Especial Empregador doméstico Beneficiários

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas Trabalhistas c Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone/fax (011) 4742-6674 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Feliz 2004 Relatório

Leia mais

Segurados da Previdência Social

Segurados da Previdência Social Segurados da Previdência Social Parte I Empregado e Empregado Doméstico SEGURADOS DO RGPS SEGURADOS OBRIGATÓRIOS FACULTATIVOS SEGURADOS OBRIGATÓRIOS Maiores de 16 anos, salvo na condição de aprendiz (a

Leia mais

Informativo 17/2015. PUBLICADA LEI QUE PROMOVE ALTERAÇÕES NOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Lei nº , de 17 de junho de DOU de

Informativo 17/2015. PUBLICADA LEI QUE PROMOVE ALTERAÇÕES NOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Lei nº , de 17 de junho de DOU de Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Informativo 17/2015 PUBLICADA LEI QUE PROMOVE ALTERAÇÕES NOS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS Lei nº 13.135, de 17 de junho de 2015 - DOU de 18.06.2015 Através

Leia mais

Direito Previdenciário Analista - TRF - 4ª fase

Direito Previdenciário Analista - TRF - 4ª fase CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Previdenciário Analista - TRF - 4ª fase Período 2014-2016 1) Comissão Examinadora Juiz Federal TRF 2 ª Região (2014) Quanto à aposentadoria por idade do trabalhador

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro de 2009 Atualizada

Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro de 2009 Atualizada Instrução Normativa RFB nº 971, de 13 de novembro de 2009 Atualizada Disponível em http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/ins/2009/in9712009.htm Ver Artigo 122, Parágrafo 1º, II, para obras de terraplenagem,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991. Regulamento Texto compilado Normas de hierarquia inferior Mensagem de veto Dispõe sobre os Planos

Leia mais

TÍTULO I DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS CAPÍTULO I DOS CONTRIBUINTES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL. Seção I Dos Conceitos

TÍTULO I DAS OBRIGAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS CAPÍTULO I DOS CONTRIBUINTES DA PREVIDÊNCIA SOCIAL. Seção I Dos Conceitos INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 971, DE 13 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre normas gerais de tributação previdenciária e de arrecadação das contribuições sociais destinadas à Previdência Social e as destinadas

Leia mais

CONSTITUIÇÃO PEC Nº 287

CONSTITUIÇÃO PEC Nº 287 CONSTITUIÇÃO PEC Nº 287 Artigo 201 Art. 1º Art. 201. A previdência social será organizada sob a forma de regime geral, de caráter contributivo e de filiação obrigatória, observados critérios que preservem

Leia mais

QUADRO DE INCONSTITUCIONALIDADES PEC 287/2016

QUADRO DE INCONSTITUCIONALIDADES PEC 287/2016 QUADRO DE INCONSTITUCIONALIDADES PEC 287/2016 PEC 287/2016 RPPS Aposentadoria por tempo de contribuição e por invalidez 2º Os proventos de aposentadoria não poderão ser inferiores ao limite mínimo ou superiores

Leia mais

SEGURIDADE SOCIAL: legislação previdenciária

SEGURIDADE SOCIAL: legislação previdenciária SEGURIDADE SOCIAL: legislação previdenciária 1. NOÇÃO DOUTRINÁRIA: "Conjunto de medidas adotadas pelo Estado, por meio de organizações próprias ou subvencionadas, destinadas a prover as necessidades vitais

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 20, DE 11 DE OUTUBRO DE DOU DE 110/10/2007 Alterada Julho/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 20, DE 11 DE OUTUBRO DE DOU DE 110/10/2007 Alterada Julho/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA INSS/PRES Nº 20, DE 11 DE OUTUBRO DE 2007 - DOU DE 110/10/2007 Alterada Julho/2009 FUNDAMENTAÇÃO SUMÁRIO ANEXO O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL-INSS, no uso da competência

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Relatório Trabalhista Nº 027 03/04/97 CUSTEIO E BENEFÍCIOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL ATUALIZAÇÃO

Leia mais