DEMOGRAFIA DO BRASIL Profº Gustavo Silva de Souza

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEMOGRAFIA DO BRASIL Profº Gustavo Silva de Souza"

Transcrição

1

2 DEMOGRAFIA DO BRASIL Profº Gustavo Silva de Souza

3

4

5 POPULAÇÃO TOTAL MUNDIAL - CRESCIMENTO POPULACIONAL - 1 DC milhões de habitantes milhões de habitantes bilhão de habitantes ,5 bilhões de habitantes ,4 bilhões de habitantes bilhões de habitantes

6 DISTRIBUIÇÃO POPULAÇÃO DENSIDADE DEMOGRÁFICA MUNDIAL 33 habitantes por km² ÁREAS ECÚMENAS Facilitam a fixação de população (vales, litoral, solos férteis...) ÁREAS ANECÚMENAS Dificultam a fixação de população ( desertos, regiões polares, altas montanhas...)

7

8 FATORES DE DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO FATORES NATURAIS Clima, solo, relevo, vegetação, hidrografia FATORES HISTÓRICOS E CULTURAIS Colonização, civilizações FATORES ECONÔMICOS Trabalho, indústrias, riqueza...

9 POPULAÇÃO ABSOLUTA Número total de habitantes de um lugar. POPULOSO: área com elevada população absoluta CHINA - 1,400 bilhão(2015) ÍNDIA - 1,282 bilhão (2015) EUA 325 milhões (2015) INDONÉSIA 255 milhões (2015) BRASIL 204 milhões (2015)

10 PAÍS POPULOSO

11 Outros dados... Regiões brasileiras populosas Sudeste, Nordeste, Sul Estados populosos São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro Cidades mais populosas do Brasil São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador

12 DENSIDADE DEMOGRÁFICA Relação entre população total e área ocupada (km²) = população relativa Áreas muito povoadas Sul, Sudeste e Leste da Ásia, Leste dos EUA, Cingapura, Bangladesh, Japão Áreas pouco povoadas Groenlândia(DIN), Canadá, Rússia...

13

14 SUPERPOPULAÇÃO ou SUPERPOVOAMENTO Existe quando os recursos são insuficientes para sustentar o contingente populacional; Independe da população relativa, um país pode ser densamente povoado e não ser superpovoado ex.: Japão, Holanda, Bélgica.

15

16 TAXAS DEMOGRÁFICAS TAXA DE NATALIDADE Nº de nascimento por grupo de mil habitantes ao ano (%0) TAXA DE MORTALIDADE Nº de óbitos por grupo de mil habitantes ao ano (%0) CRESCIMENTO VEGETATIVO Diferença entre natalidade e mortalidade

17 OUTRAS TAXAS MORTALIDADE INFANTIL Nº de crianças mortas antes de completar 1 ano de idade em grupo de mil (%0) TAXA DE FECUNDIDADE Nº de filhos por mulher em idade fértil EXPECTATIVA DE VIDA (LONGEVIDADE) Esperança de vida ao nascer em anos

18 Fecundidade/Brasil

19 CENSO OU RECENSEAMENTO É a coleta (contagem) de dados estatísticos dos habitantes de um lugar para se checar aos números de nascidos e mortos e se houve ou não crescimento dessa população.

20 Conceitos principais População Absoluta: Total de população contabilizada em um país (hab). (Populoso) População Relativa ou Densidade Demográfica : Total de população contabilizada em um país, dividida pelo tamanho (km²):=hab/km² (Povoado)

21 Exemplo País A 24hab Área: 12km² P.R.: 2hab/km² País B 18hab Área: 6km² P.R.: 3hab/km²

22 PERFIL DEMOGRÁFICO DO BRASIL PEQUENO CRESCIMENTO VEGETATIVO QUEDA DA TAXA DE NATALIDADE AUMENTO DA EXPECTATIVA DE VIDA QUEDA DA MORTALIDADE INFANTIL *Diferenças regionais precisam ser consideradas

23 População Absoluta e Relativa do Brasil A população absoluta é a população total de um lugar. Ex: Brasil em torno de 204 milhões de habitantes. População relativa ou densidade demográfica é o número de habitantes por Km². Ex: Brasil é de 24 Hab/KM² Cálculo da densidade demográfica População absoluta : área Hab. = 23,5 hab/km² km²

24

25 TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA

26 As fases do crescimento demográfico PRIMEIRA FASE Natalidade e mortalidade elevadas. SEGUNDA FASE Alta taxa de natalidade e mortalidade em declínio TERCEIRA FASE Baixa natalidade e mortalidade

27 Índice de desenvolvimento humano (IDH) PNUD (ONU) Indicadores socioeconômicos Nível de instrução PIB per capita Expectativa de vida ao nascer Escala (0,000 a 1,000) *quanto maior o número, melhor qualidade de vida

28

29

30 0.950 and over under n/a

31 ESTRUTURA OCUPACIONAL DA POPULAÇÃO POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE ATIVA (PEA) Parcela da população que exerce atividade remunerada POPULAÇÃO ECONOMICAMENTE INATIVA (PEI) Pessoas que não exercem atividade remunerada (crianças, idosos, inválidos)

32 SETORES DA ATIVIDADE ECONÔMICA SETOR PRIMÁRIO Agropecuária e extrativismo SETOR SECUNDÁRIO Transformação: indústria, construção civil SETOR TERCIÁRIO Serviços: comércio, administração, finanças, bancos, transportes, educação...

33 BRASIL: DISTRIBUIÇÃO DA PEA

34 PAÍSES PLENAMENTE INDUSTRIALIZADOS Países DESENVOLVIDOS Setores secundário e terciário desenvolvidos Recentes avanços tecnológicos Redução do setor secundário Aumento da participação do setor terciário

35 PAÍSES COM INDUSTRIALIZAÇÃO TARDIA Emergentes ou Em Desenvolvimento Industrializados Dependência de tecnologia e capital estrangeiros Êxodo rural: inchaço das cidades Hipertrofia do setor terciário Subemprego

36 PAÍSES PRÉ-INDUSTRIAIS Países pobres ou Subdesenvolvidos Grande participação do setor primário da economia Ex-colônias Rurais Grande contingente de jovens no total da população

37 ESTRUTURA ETÁRIA/SEXUAL Define a distribuição da população por faixas etárias e por sexo; É representada através de um gráfico chamado de pirâmide etária; A evolução dos dados contidos em uma pirâmide etária permite compreender a realidade socioeconômica de um país e os possíveis investimentos a serem feitos pelo Estado.

38 PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS

39 PAÍSES DESENVOLVIDOS

40 Análise etária da população Pirâmides etárias são compostas por 3 grupos, que representam as 3 grandes faixas etárias: base jovens; centro adultos; e topo idosos; Jovens e idosos são as faixas etárias conhecidas como Razão de Dependência, que seria os grupos populacionais que não contribuem para a economia de um país, apenas dependem do Estado.

41 Estruturação das pirâmides etárias Base larga: elevadas taxas de natalidade típica de países subdesenvolvidos; Base estreita: taxas de natalidade em queda típica de países desenvolvidos e emergentes; Centro largo: predomínio de adultos - típica de países desenvolvidos e emergentes; Topo afunilado: baixa taxas de expectativa de vida - típica de países subdesenvolvidos;

42 Topo em crescimento: elevadas taxas de expectativa de vida - típica de países desenvolvidos e emergentes; Em nenhum país da atualidade, o topo se destaca como principal grupo etária de uma população.

43 Formatos das Pirâmides País em Desenvolvimento País Desenvolvido - T. Natalidade + Exp. Vida

44 Pirâmides Etárias Expectativa de Vida Idosos PEA Adultos Mortalidade Infantil Jovens

45 CONSEQUÊNCIAS Países que mantêm a maior parte da população concentrada na base da pirâmide são obrigados a investir em setores como saúde e educação; Já aqueles que possuem a maior parte da população concentrada no centro da pirâmide têm que criar uma estrutura de geração de empregos;

46 Por fim, países que possuem um considerável percentual de população no topo da pirâmide têm que investir em saúde e na previdência social.

47 MOVIMENTOS POPULACIONAIS CAUSAS Atração e repulsão»físicas (secas, enchentes)»econômicas (trabalho, renda)»étnicas»religiosas»guerras

48 MOVIMENTOS POPULACIONAIS MIGRAÇÕES TIPOS DEFINITIVAS Sem intenção de retorno TEMPORÁRIAS Condicionada ao retorno

49

50

51 MOVIMENTOS POPULACIONAIS PRIMITIVOS NOMADISMO TRANSUMÂNCIA MODERNOS MOVIMENTO PENDULAR MIGRAÇÃO SAZONAL ÊXODO RURAL

52 OS MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS MUNDIAIS Os movimentos migratórios referem-se aos deslocamentos de populações dentro de um determinado espaço geográfico de um mesmo país ou entre países. Trata-se de um importante componente da dinâmica demográfica mundial.

53 As migrações estão se constituindo no elemento mais importante da vida de grandes contingentes populacionais, podendo ocorrer de uma forma espontânea ou forçada.

54 MIGRAÇÕES FORÇADAS Correspondem aos deslocamentos que são realizados involuntariamente pelos habitantes de uma região como os que ocorreram entre os séculos XVI e XIX devido ao tráfico negreiro, que transferiu, por meio da força, mais de 40 milhões de habitantes do continente africano, principalmente, para a América Colonial.

55 ESCRAVOS AFRICANOS VINDO PARA O BRASIL

56 MIGRAÇÕES ESPONTÂNEAS Dizem respeito aos deslocamentos realizados voluntariamente pelos habitantes de uma determinada região que desejam viver em outras regiões, como o que aconteceu durante o século XIX e parte do XX, quando mais de 60 milhões de habitantes do continente europeu migraram para o continente americano.

57

58 As migrações estão relacionadas diretamente a vários fatores, causas ou origens, como, por exemplo: Políticas Religiosas Fenômenos da Natureza Econômicas Sociais Étnicas Culturais Psicológicas

59 AS MIGRAÇÕES PODEM SER Migrações externas ou internacionais: correspondem às que ocorrem de um determinado país para outro, sem retorno. Migrações internas ou regionais: correspondem aos deslocamentos humanos dentro de um mesmo país.

60 Qualquer deslocamento populacional traz consequências demográficas nas regiões de atração, com o aumento do contingente populacional; enquanto, nas regiões de repulsão, ocorre uma redução do contingente populacional.

61 TEORIAS DEMOGRÁFICAS Teoria Malthusiana Conforme seu estudo, Ensaio sobre o princípio da população, afirmou que a população mundial cresceria em um ritmo rápido, comparado por ele a uma progressão geométrica (1,2,4,8,16,32,...) e a produção de alimentos cresceria em um ritmo lento, comparado a uma progressão aritmética (1,2,3,4,5...)

62 Concluiu que, sendo assim, faltariam alimentos para todos os habitantes da Terra.

63 Críticas a tese central de Malthus: Não considerou os avanços técnicos, científicosmecânicos aplicados à agricultura e, consequentemente, o aumento da produção de alimentos. Não considerou as reservas de alimentos dos mares e oceanos. Não levou em conta outras regiões do planeta, com áreas de solos férteis.

64 As inovações tecnológicas do espaço rural provocaram um aumento significativo na produção de alimentos desmentindo a teoria de Malthus.

65 NEOMALTHUSIANISMO Surge no contexto do acelerado crescimento da população mundial após a Segunda Guerra Mundial: O CRESCIMENTO POPULACIONAL SERIA: menor nos países mais desenvolvidos economicamente.

66 maior nos países menos desenvolvidos economicamente, com a redução da taxa de mortalidade ( ), uso de antibióticos e vacinas, saneamento básico e desenvolvimento de infraestrutura. Um grande percentual de jovens nos países periféricos ou menos desenvolvidos trará sérios encargos econômicos com essa mão de obra.

67 TEORIA REFORMISTA OU MARXISTA Os reformistas, que defendem teorias demográficas marxistas, ao contrário dos neomalthusianos, consideram a própria miséria como sendo a responsável pelo acelerado crescimento da população.

68 O QUE DEFENDEM OS MARXISTAS? A necessidade de reformas socioeconômicas que permitam a elevação do padrão de vida; Melhoria da distribuição de renda e de alimentos; Aumento da escolaridade, que resultaria num planejamento familiar e na diminuição da natalidade e do crescimento vegetativo.

69 TEORIA ECOMALTHUSIANA A tese central dessa teoria relaciona diretamente o crescimento populacional com a degradação do meio ambiente. De acordo com esses ambientalistas, um rápido crescimento populacional, em especial nos países periféricos, refletiria em uma maior exploração sobre os recursos naturais, principalmente os não renováveis.

70

71 Um rápido crescimento populacional, principalmente nos países periféricos, provocará sérios desmatamentos nos ecossistemas equatoriais e tropicais, além dos vários tipos de degradação ao meio ambiente. O controle da natalidade seria uma forma de preservar o patrimônio ambiental para as gerações futuras.

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano TEORIAS DEMOGRÁFICAS. Prof. Esp. Claudimar Fontinele

Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano TEORIAS DEMOGRÁFICAS. Prof. Esp. Claudimar Fontinele Ciências Humanas e Suas Tecnologias - Geografia Ensino Médio, 3º Ano TEORIAS DEMOGRÁFICAS Prof. Esp. Claudimar Fontinele TEORIA DE MALTHUS Conforme seu estudo, Ensaio sobre o princípio da população, Malthus

Leia mais

AULA 2 - Assíncrona Conteúdo:

AULA 2 - Assíncrona Conteúdo: 2 - Assíncrona Conteúdo: Crescimento da População Mundial Distribuição Geográfica 1.1 Habilidades: Compreender a estrutura atual da população mundial por faixa etária e por sexo, utilizando as pirâmides

Leia mais

A POPULAÇÃO MUNDIAL A NOVA QUESTÃO DEMOGRÁFICA

A POPULAÇÃO MUNDIAL A NOVA QUESTÃO DEMOGRÁFICA POPULAÇÃO MUNDIAL A NOVA QUESTÃO DEMOGRÁFICA População mundial atualmente 2016 2025 mais de 7 bilhões de pessoas 7,5 bilhões de pessoas 8 bilhões de pessoas concentrada em algumas partes e vazios demográficos

Leia mais

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO - I -

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO - I - GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO - I - DEMOGRAFIA POPULAÇÃO - conjunto de pessoas que habitam uma determinada área, classificada de vários aspectos: religião, etnia, local de moradia, atividades econômicas, faixa

Leia mais

POPULAÇÃO BRASILEIRA

POPULAÇÃO BRASILEIRA POPULAÇÃO BRASILEIRA População Brasileira 2014: atingiu o número de 204 milhões de habitantes. Formada a partir de três grandes grupos étnicos: índios, brancos e negros. A maioria da população é branca

Leia mais

Apostila de Geografia 17 Demografia Matheus Borges

Apostila de Geografia 17 Demografia Matheus Borges Apostila de Geografia 17 Demografia Matheus Borges 1.0 Efetivo Humano Mundial Distribuição Espacial A população não se distribui uniformemente pela superfície terrestre, pois existem: Áreas anecúmenas

Leia mais

PERCURSO 5 Brasil: distribuição e crescimento da população. 7º ano EBS Prof. Gabriel Rocha

PERCURSO 5 Brasil: distribuição e crescimento da população. 7º ano EBS Prof. Gabriel Rocha PERCURSO 5 Brasil: distribuição e crescimento da população 7º ano EBS Prof. Gabriel Rocha PAÍSES MAIS POPULOSOS DO MUNDO 1 China: 1.372.470.000 2 Índia: 1.278.160.000 3 EUA: 321.968.000 4 Indonésia: 255.780.000

Leia mais

O Brasil possui uma população de , com uma densidade demográfica de 22,42 hab/km²;

O Brasil possui uma população de , com uma densidade demográfica de 22,42 hab/km²; A POPULAÇÃO BRASILEIRA Características Gerais O Brasil possui uma população de 191.715.083, com uma densidade demográfica de 22,42 hab/km²; A população brasileira ocupa o território de modo bastante irregular.

Leia mais

DEMOGRAFIA. Prof. Maicon Fiegenbaum

DEMOGRAFIA. Prof. Maicon Fiegenbaum DEMOGRAFIA Prof. Maicon Fiegenbaum O estudo da população é fundamental para podermos verificar a realidade social e numérica da mesma. Através desses estudos, pode-se conhecer o grau de desenvolvimento

Leia mais

"As disparidades não são pequenas, as mudanças foram grandes, e o mundo já não é mais o mesmo."

As disparidades não são pequenas, as mudanças foram grandes, e o mundo já não é mais o mesmo. "As disparidades não são pequenas, as mudanças foram grandes, e o mundo já não é mais o mesmo." Fases do crescimento mundial: 1ª fase :Crescimento Lento (primitivo) 2ª fase: Crescimento rápido 3ª fase:

Leia mais

CHINA Aspectos naturais e humanos

CHINA Aspectos naturais e humanos OBJETIVO 2016 1º ANO E. M. A MÓDULO 35 CHINA Aspectos naturais e humanos REPÚBLICA POPULAR DA CHINA Localização: LESTE DA ÁSIA - País mais populoso do mundo: 1,393 bilhão de habitantes. - 3º em área territorial:

Leia mais

04. POPULAÇÃO BRASILEIRA E SEUS MOVIMENTOS

04. POPULAÇÃO BRASILEIRA E SEUS MOVIMENTOS 04. POPULAÇÃO BRASILEIRA E SEUS MOVIMENTOS O povo brasileiro Darcy Ribeiro (1922-1997) renomado antropólogo brasileiro teve a educação como grande causa de sua vida dedicou-se a tentar entender a alma

Leia mais

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2015

PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROVA DE GEOGRAFIA 3 o TRIMESTRE DE 2015 PROF. MÁRCIO NOME N o 6 º ANO A prova deve ser feita com caneta azul ou preta. É terminantemente proibido o uso de corretor. Respostas com corretor serão anuladas.

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA

Equipe de Geografia GEOGRAFIA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 8B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA DEMOGRAFIA População absoluta: População total de um determinado local (cidade, estado ou país); População relativa:

Leia mais

Professor Thiago Espindula - Geografia

Professor Thiago Espindula - Geografia Estrutura da População - A estrutura da população trata do estudo dos diferentes tipos de pessoas que existem em um local. Os tipos são classificados por sexo, idade, ocupação etc; e essas classificações

Leia mais

Conceitos introdutórios

Conceitos introdutórios População Conceitos introdutórios 1. POPULAÇÃO: conjunto de pessoas que habita determinado espaço geográfico. 2. POPULAÇÃO ABSOLUTA: número total de habitantes de um país, podendo este ser classificado,

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Rondonópolis, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 4181,58 km² IDHM 2010 0,755 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 195476 hab. Densidade

Leia mais

A População Brasileira e Mundial

A População Brasileira e Mundial A População Brasileira e Mundial A População Brasileira e Mundial 1. As pirâmides representam a estrutura etária da população mundial e são resultantes da interação de dois elementos básicos: o crescimento

Leia mais

NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010

NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010 NOTÍCIAS ETENE 04 DE MAIO DE 2011 RESULTADOS DO CENSO 2010 População brasileira cresce quase 20 vezes desde 1872 A população do Brasil alcançou a marca de 190.755.799 habitantes na data de referência do

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Porto Real do Colégio, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 240,46 km² IDHM 2010 0,551 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Palmeira dos Índios, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 462,76 km² IDHM 2010 0,638 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São Félix do Araguaia, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 16915,81 km² IDHM 2010 0,668 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 10625

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Vila Rica, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 7468,7 km² IDHM 2010 0,688 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 21382 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Boca da Mata, AL 13/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 187,11 km² IDHM 2010 0,604 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010)

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guarujá, SP 30/07/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 143,71 km² IDHM 2010 0,751 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 290752 hab. Densidade

Leia mais

Geografia. Demografia - CE. Professor Luciano Teixeira.

Geografia. Demografia - CE. Professor Luciano Teixeira. Geografia Demografia - CE Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Geografia DEMOGRAFIA - CE O povo cearense foi formado pela miscigenação de indígenas catequizados e aculturados após

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Belém, AL 13/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 48,36 km² IDHM 2010 0,593 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 4551 hab.

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de São José do Xingu, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 7493,63 km² IDHM 2010 0,657 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 5240 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização. dos Territórios de Identidade. da Bahia. LidaS. Território 26 - Região Metropolitana de Salvador. instituto

Caracterização. dos Territórios de Identidade. da Bahia. LidaS. Território 26 - Região Metropolitana de Salvador. instituto Caracterização dos Territórios de Identidade da Bahia Território 26 - Região Metropolitana de Salvador instituto LidaS Caracterização dos Territórios de Identidade Território 26 - Metropolitana de Salvador

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Esperança, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 166,54 km² IDHM 2010 0,623 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 31095 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Patos, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 515,74 km² IDHM 2010 0,701 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 100674 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Sinop, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 3204,92 km² IDHM 2010 0,754 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 113099 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Campo Novo do Parecis, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 9480,98 km² IDHM 2010 0,734 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 27577

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Guarabira, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 166,77 km² IDHM 2010 0,673 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 55326 hab. Densidade

Leia mais

L/O/G/O Evolução da população

L/O/G/O Evolução da população L/O/G/O Evolução da população Comportamento dos indicadores demográficos Resumo 1 2 Indicadores demográficos Evolução da população 3 4 Click t add title in here Click to add title in here Indicadores demográficos

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Cáceres, MT 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 24478,87 km² IDHM 2010 0,708 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 87942 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Juara, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 21474,36 km² IDHM 2010 0,682 Faixa do IDHM Médio (IDHM entre 0,6 e 0,699) (Censo 2010) 32791 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Taperoá, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 664,9 km² IDHM 2010 0,578 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 14936 hab. Densidade demográfica

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Mãe D'Água, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 243,65 km² IDHM 2010 0,542 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 4019 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Pirpirituba, PB 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 79,64 km² IDHM 2010 0,595 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 10326 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Matupá, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 5172,94 km² IDHM 2010 0,716 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 14174 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Lucas do Rio Verde, MT 02/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 3674,76 km² IDHM 2010 0,768 Faixa do IDHM Alto (IDHM entre 0,700 e 0,799) (Censo 2010) 45556 hab.

Leia mais

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31 CORREÇÃO TAREFAS Aulas 1 4 Pág. 24-31 Paginas 24 e 25 1. a) População absoluta é a população total de um determinado local. b) População relativa é a densidade demográfica, ou seja, média de habitantes

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Casserengue, PB 01/08/2013 - Pág 1 de 14 Caracterização do território Área 202,67 km² IDHM 2010 0,514 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010) 7058 hab. Densidade

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Major Isidoro, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 455,14 km² IDHM 2010 0,566 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo 2010)

Leia mais

Caracterização do território

Caracterização do território Perfil do Município de Olho D'Água das Flores, AL 14/01/2014 - Pág 1 de 14 Report a map error Caracterização do território Área 183,96 km² IDHM 2010 0,565 Faixa do IDHM Baixo (IDHM entre 0,5 e 0,599) (Censo

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO FÉLIX ARAÚJO DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR: TIBÉRIO MENDONÇA ALUNO (A): Nº POPULAÇÃO MUNDIAL

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO FÉLIX ARAÚJO DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR: TIBÉRIO MENDONÇA ALUNO (A): Nº POPULAÇÃO MUNDIAL ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO FÉLIX ARAÚJO DISCIPLINA: GEOGRAFIA PROFESSOR: TIBÉRIO MENDONÇA ALUNO (A): Nº POPULAÇÃO MUNDIAL POPULAÇÃO MUNDIAL Com mais de 7,3 bilhões de habitantes dos

Leia mais

Geografia. As Regiões Geoeconômicas do Brasil. Professor Luciano Teixeira.

Geografia. As Regiões Geoeconômicas do Brasil. Professor Luciano Teixeira. Geografia As Regiões Geoeconômicas do Brasil Professor Luciano Teixeira www.acasadoconcurseiro.com.br Geografia Aula XX AS REGIÕES GEOECONÔMICAS DO BRASIL A divisão regional oficial do Brasil é aquela

Leia mais

Aspectos Gerais. Velho Mundo: Berço da civilização ocidental (Democracia e Capitalismo) 10,5% da população mundial (superior a 745 milhões de hab.

Aspectos Gerais. Velho Mundo: Berço da civilização ocidental (Democracia e Capitalismo) 10,5% da população mundial (superior a 745 milhões de hab. EUROPA Módulo 4 Aspectos Gerais Velho Mundo: Berço da civilização ocidental (Democracia e Capitalismo) Possui 7% das terras emersas (49 países) 10,5% da população mundial (superior a 745 milhões de hab.)

Leia mais

Fatores de Produção. Terra Trabalho Capital Tecnologia Empreendedorismo. Curva de Possib. de Produção Cap.3. Prof. Carlos Nemer

Fatores de Produção. Terra Trabalho Capital Tecnologia Empreendedorismo. Curva de Possib. de Produção Cap.3. Prof. Carlos Nemer Economia Carlos Nemer 3ª Ed. Capítulo 3: Poli-UFRJ Copyright 25. Direitos Autorais reservados ao Prof.Carlos NEMER 3-1 36/1-5 -Mostra as alternativas de produção da sociedade a partir do pleno emprego

Leia mais

A EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO MUNDIAL

A EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO MUNDIAL A EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO MUNDIAL FASES DO CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO: Até 1750 Regime Demográfico Primitivo Crescimento muito lento da população mundial; Taxa de mortalidade elevada; Taxa de natalidade elevada;

Leia mais

Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano;

Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano; A URBANIZAÇÃO BRASILEIRA 1 Início de nossa urbanização Segundo o Censo 2010 aponta que aproximadamente 85% é urbano; Nossa economia estava voltada para a exportação; As primeiras ocupações urbanas se deram

Leia mais

CRESCIMENTO POPULACIONAL, UM FENÔMENO DESIGUAL

CRESCIMENTO POPULACIONAL, UM FENÔMENO DESIGUAL A população mundial CRESCIMENTO POPULACIONAL, UM FENÔMENO DESIGUAL ACENTUOU-SE APÓS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL. OCORRERAM MELHORES CONDIÇOES DE VIDA.(RENDA, ALIMENTAÇÃO,SANEAMENTO) ACESSO A SERVIÇOS DE SAÚDE

Leia mais

A RAA em números. Geografia

A RAA em números. Geografia 09 Foto: Espectro A RAA em números Geografia O arquipélago dos Açores é constituído por nove ilhas dispersas no Atlântico Norte ao longo de 600 km, segundo uma orientação noroeste-sudeste e enquadrado

Leia mais

O envelhecimento da população é um dos maiores triunfos da humanidade. É também um dos nossos maiores desafios.

O envelhecimento da população é um dos maiores triunfos da humanidade. É também um dos nossos maiores desafios. O envelhecimento da população é um dos maiores triunfos da humanidade. É também um dos nossos maiores desafios. Características demográficas do envelhecimento Vera Andrade, 2014 Pirâmide Etária Pirâmide

Leia mais

ÁSIA SUDESTE E MERIDIONAL. ÁSIA SUDESTE e MERIDIONAL RELEVO HIDROGRAFIA. RELEVO e HIDROGRAFIA

ÁSIA SUDESTE E MERIDIONAL. ÁSIA SUDESTE e MERIDIONAL RELEVO HIDROGRAFIA. RELEVO e HIDROGRAFIA ÁSIA SUDESTE E MERIDIONAL -LOCALIZAÇÃO NO MAPA MUNDI - ÁSIA SUDESTE e MERIDIONAL GMT Trópico de Câncer Equador Trópico de Capricórnio 1 2 RELEVO 1) No norte encontra-se uma área com os dobramentos (montanhas)

Leia mais

CIPD ALÉM DE 2014: DIÁLOGO COM JORNALISTAS

CIPD ALÉM DE 2014: DIÁLOGO COM JORNALISTAS CIPD ALÉM DE 2014: DIÁLOGO COM JORNALISTAS INDICADORES DEMOGRÁFICOS AMÉRICA LATINA E CARIBE José Eustáquio Diniz Alves e Débora Thomé Rio de Janeiro, 17 de julho de 2013 Indicadores Demográficos para América

Leia mais

GEOGRAFIA. em escala mundial. A população, porém, continua crescendo em termos absolutos. Sobre a população mundial, analise as seguintes afirmativas:

GEOGRAFIA. em escala mundial. A população, porém, continua crescendo em termos absolutos. Sobre a população mundial, analise as seguintes afirmativas: GEOGRAFIA Sobre a população mundial, analise as seguintes afirmativas: I - Nas últimas décadas, a estrutura etária do Brasil tem se tornado gradativamente semelhante à dos países desenvolvidos. II - Nigéria,

Leia mais

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA URBANIZAÇÃO BRASILEIRA Urbanização é um conceito geográfico que representa o desenvolvimento das cidades. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de esgoto, ruas, avenidas, escolas,

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 19 DEMOGRAFIA NO BRASIL: PROCESSOS E FLUXOS

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 19 DEMOGRAFIA NO BRASIL: PROCESSOS E FLUXOS GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 19 DEMOGRAFIA NO BRASIL: PROCESSOS E FLUXOS BRASIL 1980 HOMENS 90 anos MULHERES 60 anos 50 anos 15 anos BRASIL 2030 HOMENS MULHERES 60 anos 50 anos 15 anos BRASIL 1980 E 2030

Leia mais

processo histórico produzido dentro das regras de expansão do próprio sistema delegou

processo histórico produzido dentro das regras de expansão do próprio sistema delegou Subdesenvolvimento O subdesenvolvimento é um processo histórico autônomo, uma outra forma de capitalismo produzido dentro das regras de expansão do próprio sistema, onde as diferenças estruturais são naturais

Leia mais

Desenvolvimento definição

Desenvolvimento definição Desenvolvimento definição O termo situação de foi criado para retratar a de um país, dentro dos moldes capitalistas. Países desenvolvidos são também chamados de: ; ; ; Fatores do Desenvolvimento Crescimento

Leia mais

A REGIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO MUNDIAL Parte III. Referências ( Livros): BibliEx e PNLD

A REGIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO MUNDIAL Parte III. Referências ( Livros): BibliEx e PNLD A REGIONALIZAÇÃO DO ESPAÇO MUNDIAL Parte III Referências ( Livros): BibliEx e PNLD DIFERENTES MODOS DE VER O MUNDO Regionalização do Mundo (outro critério) Critério utilizado Econômico A regionalização

Leia mais

Desenvolvimento Humano em Porto Alegre

Desenvolvimento Humano em Porto Alegre Desenvolvimento Humano em Porto Alegre Evolução e Indicadores Porto Alegre, julho de 2011. CONCEITOS Desenvolvimento Humano Uma visão holística e multidimensional valorizando diversas dimensões do ser

Leia mais

RECUPERAÇÃO 8 ANO. 2. Cite duas vantagens e desvantagem sobre a consequência da globalização.

RECUPERAÇÃO 8 ANO. 2. Cite duas vantagens e desvantagem sobre a consequência da globalização. Nome: Série: 8º ano Nota: Disciplina: Geografia Professor (a): Giovana Victal RECUPERAÇÃO 8 ANO REr Capítulos 5 e 6 1. O que é globalização? 2. Cite duas vantagens e desvantagem sobre a consequência da

Leia mais

Qual a ideia central transmitida no gráfico das Nações Unidas sobre as perspectivas da população mundial, revisão de 2010 no Brasil?

Qual a ideia central transmitida no gráfico das Nações Unidas sobre as perspectivas da população mundial, revisão de 2010 no Brasil? G A B A R I T O PROVA PERIÓDICA 2 O PERÍODO NOTA: DATA: 23/05/2016 VESPERTINO 70 INSTRUÇÕES: 1. Preencha por completo o cabeçalho. 2. Confira toda a prova. Ela deve ter 13 questões. Se observar qualquer

Leia mais

Teste Diagnóstico I Geografia

Teste Diagnóstico I Geografia Nome: Data: Alguns aspetos detetados: Conhecimentos prévios mal assimilados ou interiorizados. Dificuldades na interpretação de um pequeno texto. Dificuldades na interpretação de enunciados. Dificuldade

Leia mais

A AMERICA LATINA SUA NATUREZA E REGIONALIZAÇÃO

A AMERICA LATINA SUA NATUREZA E REGIONALIZAÇÃO A AMERICA LATINA SUA NATUREZA E REGIONALIZAÇÃO O PROCESSO DE COLONIZAÇÃO PORTUGUESES E ESPANHÓIS, LANÇARAM-SE AO MAR E OCUPARAM O CONTINENTE AMERICANO PARA ATENDER OS INTERESSES DA METRÓPOLE; OUTROS POVOS

Leia mais

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 11 - Oeste Baiano

Caracterização dos Territórios de Identidade Território 11 - Oeste Baiano Caracterização dos Territórios de Identidade Território 11 - Oeste Baiano Municípios Dados Gerais Quantidade de Área Total (km 2 População Total Densidade ) municípios Demográfica 14 75.387,76 398.166

Leia mais

Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia

Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia Otawa - Canadá Washington D.C Cidade do México - México Instituição: Colégio Mauá Professor: Marcelo Tatsch Disciplina: Geografia ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA URBANIZAÇÃO E POPULAÇÃO - formação das metrópoles

Leia mais

AS PIRÂMIDES ETÁRIAS

AS PIRÂMIDES ETÁRIAS AS PIRÂMIDES ETÁRIAS PAÍSES POBRES PAÍSES COM EFEITO DE GUERRA PAÍS DESENVOLVIDO DE INDUSTRIALIZAÇÃO ANTIGA PAÍS DESENVOLVIDO DE INDUSTRIALIZAÇÃO RECENTE PIRÂMIDE ETÁRIA EM FASE DE TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA

Leia mais

GEOGRAFIA. Prof.: Zidane e Wilton Pires

GEOGRAFIA. Prof.: Zidane e Wilton Pires GEOGRAFIA Prof.: Zidane e Wilton Pires AGROPECUÁRIA QUESTÕES AGRÁRIAS (DISTRIBUIÇÃO DAS TERRAS E SUAS CONSEQUÊNCIAS) Concentração fundiária (origem do período colonial: sesmarias, capitanias hereditárias);

Leia mais

Transição Demográfica: o perfil demográfico da futura sociedade brasileira. José Eustáquio Diniz Alves ENCE/IBGE

Transição Demográfica: o perfil demográfico da futura sociedade brasileira. José Eustáquio Diniz Alves ENCE/IBGE Transição Demográfica: o perfil demográfico da futura sociedade brasileira José Eustáquio Diniz Alves ENCE/IBGE 8 de junho de 2011 Sumário Panorama econômico e demográfico mundial; Transição Demográfica;

Leia mais

Thomas Robert Malthus. Teoria Populacional Malthusiana

Thomas Robert Malthus. Teoria Populacional Malthusiana Thomas Robert Malthus Teoria Populacional Malthusiana Thomas Robert Malthus nasceu a 14 de Fevereiro de 1766, Rookery, Surrey, Inglaterra. E faleceu a 23 de Dezembro de 1834, Bath. Thomas Malthus foi um

Leia mais

Unidade IV. Aula 22.1 Conteúdo Os quatro tigres. Natureza-sociedade: Questões ambientais FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA

Unidade IV. Aula 22.1 Conteúdo Os quatro tigres. Natureza-sociedade: Questões ambientais FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade IV Natureza-sociedade: Questões ambientais Aula 22.1 Conteúdo Os quatro tigres. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

Geografia População (Parte 1)

Geografia População (Parte 1) Geografia População (Parte 1) 1. População Mundial: Define-se população mundial como o número total de humanos vivos no planeta num dado momento. Em 31 de Outubro de 2011 a Organização das Nações Unidas

Leia mais

Teorias e Doutrinas Demográficas

Teorias e Doutrinas Demográficas Teorias e Doutrinas Demográficas Objectivos: Compreender as dinâmicas demográficas através das Teorias Interpretativas: Malthusiana Transição Demográfica Regresso a Malthus Explosão Demográfica Explosão

Leia mais

Centro-Sul Brasileiro

Centro-Sul Brasileiro Centro-Sul Brasileiro 1. Analise o mapa, que representa as concentrações industriais no Brasil. Concentrações Industriais no Brasil A partir da análise do mapa e de seus conhecimentos, assinale a alternativa

Leia mais

Gabarito da Prova Bimestral 3º Bimestre Geografia 3º Ano

Gabarito da Prova Bimestral 3º Bimestre Geografia 3º Ano Gabarito da Prova Bimestral 3º Bimestre Geografia 3º Ano 1. a) O que define uma metrópole é a influência que exerce nas dinâmicas sociais, econômicas e urbanas de outras cidades, por apresentar em seu

Leia mais

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 18 MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS

GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 18 MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS GEOGRAFIA - 2 o ANO MÓDULO 18 MIGRAÇÕES INTERNACIONAIS Como pode cair no enem (ENEM) As migrações transnacionais, intensificadas e generalizadas nas últimas décadas do século XX, expressam aspectos particularmente

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Geografia Trimestre: 1º PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 1. Mundo contemporâneo: economia e geopolítica: - Processo de desenvolvimento do capitalismo - Geopolítica

Leia mais

Estrutura Populacional e IDH

Estrutura Populacional e IDH POPULAÇÃO Estrutura Populacional e IDH (in: http://saberesnet.webnode.pt/disciplinas/geografia/a9%c2%ba%20ano) Página 1 (in: TERRA, Lygia & COELHO, Marcos. Geografia Geral O espaço natural e socioeconômico.

Leia mais

População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo;

População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo; INTRODUÇÃO À GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO 1 Aspectos teóricos e metodológicos da geografia da população População é o conjunto de habitantes de um determinado lugar em um determinado tempo; A importância de

Leia mais

Índice. Indicadores Demográficos

Índice. Indicadores Demográficos NUT III Península de Índice Densidade Populacional... 3 Esperança de Vida à Nascença... 3 Estrutura Etária da População dos 0 aos 14 anos... 4 Estrutura Etária da População dos 15 aos 24 anos... 4 Estrutura

Leia mais

DINÂMICAS POPULACIONAIS

DINÂMICAS POPULACIONAIS DINÂMICAS POPULACIONAIS Distribuição e Migração Pág. 9-13 DIFERENÇAS NA DISTRIBUIÇÃO POPULACIONAL Áreas Povoadas x Áreas menos povoadas Fatores que influenciam a distribuição humana Fatores naturais Fatores

Leia mais

População em Brasil ,33% Região Norte ,98% Região Nordeste ,18%

População em Brasil ,33% Região Norte ,98% Região Nordeste ,18% 1 O Brasil é o quinto país mais populoso do mundo. De acordo com o Censo Demográfico de 2010, a população brasileira é de 190 732 694 pessoas. Veja os dados da população para cada região e responda: População

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2014 Conteúdos Habilidades Avaliação COLÉGIO LA SALLE Associação Brasileira de Educadores Lassalistas ABEL SGAS Q. 906 Conj. E C.P. 320 Fone: (061) 3443-7878 CEP: 70390-060 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL Disciplina: Geografia Trimestre: 1º

Leia mais

CAUSAS DA EMIGRAÇÃO PORTUGUESA

CAUSAS DA EMIGRAÇÃO PORTUGUESA Portugal é por tradição um país de migrações, dado que apesar do incremento da imigração, os portugueses continuam a emigrar... CAUSAS DA EMIGRAÇÃO PORTUGUESA A motivação económica, que se traduz pela

Leia mais

2.1 Leste Asiático, China e Índia China Índia Rússia Brasil China e os outros BRICs...

2.1 Leste Asiático, China e Índia China Índia Rússia Brasil China e os outros BRICs... Sumário Apresentação...17 Introdução...19 Parte I Os BRICs e a economia mundial Capítulo 1 BRICs na economia mundial...24 1.1 Aspectos gerais sobre os BRICs...24 1.2 Outras sopas de letras...25 1.3 A visão

Leia mais

ENVELHECIMENTO POPULACIONAL NO BRASIL E ESTADO DE SÃO PAULO NA DÉCADA DE NOVENTA

ENVELHECIMENTO POPULACIONAL NO BRASIL E ESTADO DE SÃO PAULO NA DÉCADA DE NOVENTA ENVELHECIMENTO POPULACIONAL NO BRASIL E ESTADO DE SÃO PAULO NA DÉCADA DE NOVENTA Aparecida Vieira de Melo 1 INTRODUÇÃO Dados do censo demográfico de 1991 e da contagem populacional de 1996 mostram que

Leia mais

População mundial. População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil. Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil

População mundial. População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil. Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais

Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais Aspectos Demográficos: Conceitos Fundamentais Diversos fatores impedem ou favorecem que pessoas se fixem em um lugar: Fatores Naturais. Fatores Econômicos. Fatores Históricos. Clima, topografia, solo entre

Leia mais

3) Sobre a interdependência dos elementos da natureza, caracterize:

3) Sobre a interdependência dos elementos da natureza, caracterize: Educador: Abílio José C. Curricular: Geografia Data: / /2013 Estudante: 8 Ano 1) Caracterize resumidamente, as três esferas terrestres e responda: elas ainda apresentam os mesmos aspectos de quando se

Leia mais

Inserção internacional. Mudanças sócio-demográficas

Inserção internacional. Mudanças sócio-demográficas Inserção internacional Mudanças sócio-demográficas Islândia Inglaterra Oceano Atlântico França Espanha Itália ÁFRICA Essa região azul mais clara é a plataforma continental brasileira. Oceano Atlântico

Leia mais

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 31 OS TIGRES ASIÁTICOS

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 31 OS TIGRES ASIÁTICOS OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 31 OS TIGRES ASIÁTICOS INTRODUÇÃO TIGRES ASIÁTICOS (Vídeo) Na década de 1970, os novos países industrializados, fortemente apoiados pelos investimentos japoneses, voltaram-se

Leia mais

INSTITUTO LINA GALVANI. Conhecendo a realidade do município CAMPO ALEGRE DE LOURDES ANGICO DOS DIAS BAHIA

INSTITUTO LINA GALVANI. Conhecendo a realidade do município CAMPO ALEGRE DE LOURDES ANGICO DOS DIAS BAHIA INSTITUTO LINA GALVANI Conhecendo a realidade do município CAMPO ALEGRE DE LOURDES ANGICO DOS DIAS BAHIA São Paulo, outubro de 2009 1 1- QUADRO RESUMO Informação e indicadores municipais Nome do município:

Leia mais

Geografia Por Tabata

Geografia Por Tabata Geografia Por Tabata População População Absoluta: total de habitantes de um dado lugar Ex.: China = maior população cerca 1 bilhão e 300 milhões de habitantes China = país populoso Populoso é o país que

Leia mais

POLLO FERREIRA ALVES SÉRIE: Nº DE HORAS/AULA SEMANAL: TOTAL DE HORAS/AULA/ANO:

POLLO FERREIRA ALVES SÉRIE: Nº DE HORAS/AULA SEMANAL: TOTAL DE HORAS/AULA/ANO: P L A N O D E E N S I N O A N O D E 2 0 1 3 ÁREA / DISCIPLINA: Humanas / Geografía Professor(a): MARCO POLLO FERREIRA ALVES SÉRIE: Nº DE HORAS/AULA SEMANAL: TOTAL DE HORAS/AULA/ANO: 1ª 02 COMPETÊNCIA GERAL:

Leia mais

Aulas 10 e 11. Índia e China. Adie por um dia e dez dias se passarão (Provérbio coreano).

Aulas 10 e 11. Índia e China. Adie por um dia e dez dias se passarão (Provérbio coreano). Aulas 10 e 11. Índia e China. Adie por um dia e dez dias se passarão (Provérbio coreano). Índia aspectos humanos. Segundo país mais populoso do planeta (formigueiro humano) 1,2 bilhões de habitantes; População:

Leia mais

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. ALUNO(a): Lista de atividade P1 Bimestre III Data da prova: 23/09/2016

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. ALUNO(a): Lista de atividade P1 Bimestre III Data da prova: 23/09/2016 zx GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES DISCIPLINA: GEOGRAFIA SÉRIE:7º ALUNO(a): Lista de atividade P1 Bimestre III Data da prova: 23/09/2016 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a

Leia mais