ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II. Aula

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II. Aula"

Transcrição

1 ESTÁGIO DE PORTUGUÊS II Aula 5

2 Estágio Supervisionado em Ensino de Letras Geral OBJETIVOS - Exercitar a prática docente do ensino de língua portuguesa em escolas do ensino fundamental e médio. Específicos - Através de observações de aulas, definir o perfil da turma, na qual a regência acontecerá. - Selecionar técnicas eficientes de ensino para diferentes classes de alunos do ensino fundamental e médio. - Analisar criticamente diferentes materiais didáticos. - Analisar diferentes procedimentos de ensino. - Elaborar objetivos de aulas. - Elaborar planos de curso. - Elaborar planos de aula. - Refletir sobre a avaliação escolar como componente importante para o ensino e a aprendizagem da língua portuguesa. - Elaborar avaliações de ensino. - Identificar e analisar problemas do cotidiano escolar. O período da observação e o da regência No Estágio de Português II há duas etapas: a observação da classe e a regência de aula. O Período Da Observação Antes de iniciar a regência da classe é necessário observar algumas aulas para conhecer os alunos; registros das questões identificadas na sala de aula oferecem dados essenciais para o planejamento das ações pedagógicas. Assim, é aconselhável, que o Estágio de Português II aconteça na mesma turma onde foram realizadas as observações de aula, no estágio anterior. O Período da regência Mesmo durante o período da regência, o processo investigativo terá continuidade, pois a investigação é um processo inerente à prática pedagógica. O estagiário deve sempre levar em consideração o porquê de suas decisões. Durante o período de regência de aula na escola, o estagiário deve: - Dispor de horários compatíveis aos horários das aulas da escola, campo de estágio. 50

3 Estágio de Português Ii - Realizar as atividades previstas no planejamento do estágio, conforme as normas e orientações estabelecidas pela coordenação do curso. - Combinar com o professor colaborador todos os procedimentos metodológicos que ele pretende aplicar na sua aula. - Assumir todas as funções do professor, ou seja, ele planeja e ministra a aula. - Mostrar segurança e domínio quanto aos conteúdos ministrados na aula. Ele deve estudar em profundidade os assuntos que serão abordados na classe. É imprescindível, que o estagiário conheça bem o livro didático utilizado na sala de aula. - Refletir sobre como corrigir os erros dos alunos na classe. Muitas vezes, os alunos se sentem frustrados e humilhados pela maneira como seus erros são corrigidos pelo professor. - Conhecer as principais dificuldades enfrentadas pelos alunos. Durante o período da observação, ele deve fazer o diagnóstico pedagógico da turma. - Experimentar, de forma sistemática, os problemas do cotidiano escolar. - Ser responsável pelo desenrolar da aula; cabe a ele fazer mudanças no plano de aula, se necessário. - Ser observado. Através do acompanhamento do professor colaborador, o estagiário terá a oportunidade de discutir com um profissional experiente os problemas ocorridos durante a sua aula. Assim, ele terá condições de planejar melhor as próximas atividades, que serão realizadas na classe. - Buscar orientação junto ao tutor e aos professores orientadores. - Informar ao professor coordenador e ao tutor, possíveis problemas ocorridos durante a observação e/ou regência. - Esforça-se para realizar todas as atividades do estágio com competência e responsabilidade. Todos os planos de aula deverão ser elaborados em consonância com os conteúdos programáticos do professor colaborador. Nesta perspectiva, as atividades e procedimentos metodológicos, planejados pelo estagiário, deverão ser submetidos à apreciação do professor da escola, pois ele tem toda a autonomia para concordar ou discordar das atividades propostas pelo estagiário. Os professores da Universidade não têm nenhum direito de interferir na programação da escola. Aula 5 O PLANO DE AULA A aprendizagem na escola não acontece por acaso, sem que qualquer atividade para a aula tenha sido planejada. Uma prática pedagógica eficiente está relacionada a um plano de aula adequado. 51

4 Estágio Supervisionado em Ensino de Letras Questões que devem ser consideradas no planejamento - O que os alunos aprenderam na aula anterior? - O que eles devem aprender nesta aula? - Quais os objetivos da aula? - Quais recursos disponíveis para a aula? - Quais atividades os alunos devem realizar para alcançar os objetivos propostos? - De que maneira saberei se os alunos estão acompanhando a aula (avaliação)? - Como devo agir, na próxima aula, para manter uma sequência coerente com a aprendizagem da aula de hoje? Estrutura do plano de aula - Objetivo(s) da aula (expectativa do resultado da aprendizagem). - Conteúdo Programático. - Tempo programado para cada atividade. - Recursos. - Procedimentos metodológicos. - Avaliação (da aprendizagem dos alunos e da prática do professor). - Referências bibliográficas. RELATÓRIO DO ESTÁGIO Como já foi mencionado anteriormente, o estagiário é requisitado, ao final do estágio, a apresentar um relatório concernente às atividades desenvolvidas durante o período acadêmico. Todavia o processo de sua elaboração tem início desde o começo do período, quando os contatos iniciais com a direção da escola e com os professores são mantidos, e prossegue até o final, quando todas as etapas são devidamente concluídas. Estrutura do Relatório O relatório deve conter as seguintes partes: - Elementos Pré-Textuais - Capa (Obrigatório). - Folha de Rosto (obrigatório). - Dedicatória (opcional). - Resumo (Obrigatório). - Sumário (Obrigatório). - Elementos Textuais - Introdução (Obrigatório). - Desenvolvimento (Obrigatório). - Considerações Finais (Obrigatório). - Elementos Pós-Textuais - Referências Bibliográficas (obrigatório). - Anexos (Opcional). 52

5 Estágio de Português Ii Apresentação - Encadernação: Em espiral com capa transparente. - Papel: O relatório deve ser impresso em folha branca ou reciclada, tamanho A4. Formatação - Espaçamento: Duplo. - Caracteres: Times New Roman. - Tamanho da Letra: 12 - Margens: Superior igual a 3,0 cm. Inferior igual a 2,0 cm. Direita igual a 3,0 cm. Esquerda igual a 3,0 cm. Aula 5 Citações e referências: Devem ser de acordo com as normas da ABNT. Observações - Escreva de forma impessoal, use a terceira pessoa. - Evite repetições e palavras soltas, fora de contexto. - Use orações simples e diretas. - Não use gírias. - Apresente boas argumentações. 53

6

7 ANEXOS

8 LICENCIATURA EM LETRAS DA UAB/UFS ESTÁGIO SUPERVISIONADO DE PORTUGUÊS Nome do(a) estagiario(a): Escola : Série Turma Professor Colaborador Tipo de Estágio : DATA HORÁRIO NUMERO DE AULAS ATIVIDADE DESENVOLVIDA PELO ESTAGIARIO RUBRICA DO PROFESSOR Total de Horas :

9 LICENCIATURA EM LETRAS DA UAB/UFS FICHA DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Instituição: Nome do Estagiário: 1. Segurança do conteúdo da aula. 2. Apresenta o conteúdo de forma clara, explicando e exemplificando as questões. 3. Responde as dúvidas dos alunos. 4. Mantém boa interação com os alunos. 5. Os conteúdos ministrados contribuíram para a formação educacional do aluno, de acordo com os princípios dos documentos curriculares do MEC. 6. O professor estagiário usou recursos didáticos apropriado para a aula. 7. Aplicou atividades para desenvolver a reflexão e o senso crítico do aluno. 8. Busca formas de motivar a classe.

10 9. Gerenciamento de classe e controle de disciplina dos alunos. 10. Cumpre as normas (horário e freqüência regular) e o regulamento interno da escola. Nota: Data: / / Assinatura do(a) professor(a) de Campo de Estágio: Carimbo da Instituição Escolar

FACULDADE DE HORTOLÂNDIA Ato de Recredenciamento: Port. 673, 25/05/2011, D.O.U, de 26/05/2011, Seção 1, págs. 18/19

FACULDADE DE HORTOLÂNDIA Ato de Recredenciamento: Port. 673, 25/05/2011, D.O.U, de 26/05/2011, Seção 1, págs. 18/19 INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO Faculdade de Hortolândia REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Hortolândia 2015 1 TRABALHO DE CONCLUSÃO DO

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO PSICOPEDAGOGIA INSTITUCIONAL E CLÍNICA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO por PROFª Ms. Maria Rosa Silva Lourinha Rio de Janeiro, MARÇO / 2013 1 MANUAL DE ESTÁGIO

Leia mais

Métodos e Técnicas do Trabalho Científico e da Pesquisa

Métodos e Técnicas do Trabalho Científico e da Pesquisa 2014. 1 Métodos e Técnicas do Trabalho Científico e da Pesquisa FACULDADE POLIS DAS ARTES Professor: Tiago Silva de Oliveira E-mail: psicotigl@yahoo.com.br Noturno/2014.1 Carga Horária 80h 1 Dia da Semana

Leia mais

FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA. PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010.

FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA. PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010. FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010. Institui as orientações e as atividades aprovadas para a realização da carga horária de Estágio Supervisionado

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FILOSOFIA DA USJT CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento estabelece as normas para o cumprimento da carga horária mínima em Estágio

Leia mais

DECLARAÇÃO DE ACEITAÇÃO DO ESTAGIÁRIO

DECLARAÇÃO DE ACEITAÇÃO DO ESTAGIÁRIO Associação de Ensino e Cultura Pio Décimo Faculdade Pio Décimo Licenciatura em Química Disciplina: Estágio Supervisionado III Professores: MSc. Carlos Alberto Vieira Mendonça MSc. Vera Lúcia Luz Marques

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO III

ESTÁGIO SUPERVISIONADO III ESTÁGIO SUPERVISIONADO III ORIENTAÇÕES DE ELABORAÇÃO DE RELATÓRIO PARCIAL E FINAL Prof. MSc Samuel Guerra Torres Prof. Patric Barreto CRONOGRAMA Aula Data Conteúdo Horas 1 06/ago Planejamento 0 2 13/ago

Leia mais

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac

REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac REGULAMENTO DE REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO Faculdade de Enfermagem Luiza de Marillac 2 TÍTULO I DAS CONSIDERAÇÕES GERAIS Artigo 1º - Os Cursos da FELM mantém estágios curriculares supervisionados que se constituem

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIOS ENSINO MÉDIO / TÉCNICO SUMÁRIO

MANUAL DE ESTÁGIOS ENSINO MÉDIO / TÉCNICO SUMÁRIO MANUAL DE ESTÁGIOS ENSINO MÉDIO / TÉCNICO SUMÁRIO 1. Introdução 2. Professores orientadores de estágio 3. Relatório de estágio 3.1 Apresentação do relatório 4. Roteiro do relatório de estágio 4.1 Estagiário

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS ESCOLA DE ARQUIVOLOGIA MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2 TCC2 Direção da Escola de Arquivologia Coordenação

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO FLORIANÓPOLIS, SC 2011 CAPITULO I CONCEPÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º O Curso de Biblioteconomia

Leia mais

Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP)

Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTesP) Setembro de 2016 1 Índice Regulamento da Formação em Contexto de Trabalho dos CTesP da Escola Superior

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÕES

MANUAL DE ORIENTAÇÕES MANUAL DE ORIENTAÇÕES ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO - LICENCIATURAS SP 2011 APRESENTAÇÃO Este Manual de Estágio Curricular Supervisionado tem o objetivo de possibilitar aos coordenadores, professores-supervisores

Leia mais

REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS

REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS REGULAMENTO DAS DISCIPLINAS PROJETOS DE BIOLOGIA I E II DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CPAQ/UFMS I - DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS Art. 1º O presente Regulamento tem por objetivo definir as normas das disciplinas

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2 1. INTRODUÇÃO Para obter o título de Bacharel em Ciências Biológicas pela Faculdade de Ciências Integradas do Pontal, o aluno deverá desenvolver um Trabalho de

Leia mais

Aula 3 ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO ENSINO DE BIOLOGIA I E II. Claudiene Santos Guilherme Guimarães JR

Aula 3 ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO ENSINO DE BIOLOGIA I E II. Claudiene Santos Guilherme Guimarães JR Aula 3 ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO ENSINO DE BIOLOGIA I E II META Analisar os aspectos legais e o objetivo global da prática de ensino de Biologia; elaborar atividades e confeccionar materiais didáticos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº.01 de 07 de abril de 2015.

RESOLUÇÃO Nº.01 de 07 de abril de 2015. ANO XLV N. 143 30/09/2015 SEÇÃO IV PÁG. 024 RESOLUÇÃO Nº.01 de 07 de abril de 2015. EMENTA: Estabelece Normas para o Trabalho de Conclusão do Curso de Bacharelado Em Segurança Pública e Social. O COORDENADOR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC Goiânia 2015 Das Finalidades: REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC Art. 1º - A elaboração do TCC, conforme estabelecido pelas Diretrizes

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS CST em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 3ª Série Programação Estruturada II A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO. Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010 REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO Curriculum 2003/2008 e Curriculum 2010 Estágio Obrigatório o Para validação apresentar: Relatório de Estágio Documentos comprobatórios: Declaração de

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS CAMPO MOURÃO COORDENAÇÃO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular CAMPO MOURÃO 2010 1. APRESENTAÇÃO A finalidade

Leia mais

Acreditamos no seu envolvimento e dedicação à sua realização e confiamos no seu sucesso.

Acreditamos no seu envolvimento e dedicação à sua realização e confiamos no seu sucesso. ATIVIDADE INTEGRADORA CURSO: LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DISCIPLINA: ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM GESTÃO ESCOLAR CIRCUITO: 9 PERIODO: 7º Caro (a) aluno (a), Esta atividade deverá ser desenvolvida individualmente

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO II Código: ENF - 316 Pré-requisito: Trabalho

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Direito 10ª Série Direito Comercial e Empresarial III A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP ANEXO II REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP CAPÍTULO I DA FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1º

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FAU FATEA

MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FAU FATEA MODELO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO FAU FATEA FORMATAÇÃO GERAL DO TEXTO Margens: o Superior e esquerda: 3 cm o Inferior e direita: 2,5 cm. Papel formato A4 Fonte para itens: Arial tamanho 12

Leia mais

Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local

Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local Período ATIVIDADE OBJETIVO Responsabilidade Local Durante todo Estágio (Teórica e prática) Março a junho 2013 Mês de março e abril de 2013 25 a 31 março Preparação para o ingresso no Estágio Leitura obrigatória

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA INSTITUTO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISONADO AGRONOMIA ESAGRO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO

Leia mais

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é um requisito obrigatório para a conclusão do curso, realizada no final do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO NOME ACADÊMICO (A) RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

RELATÓRIO DE ESTÁGIO NOME ACADÊMICO (A) RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES RELATÓRIO DE ESTÁGIO NOME ACADÊMICO (A) RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Crixás/GO Maio, 2015 NOME ACADÊMICO(A) RELATORIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Leia mais

ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A

ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A ESTÁGIO PROFISSIONAL EM TREINAMENTO ESPORTIVO A É ofertado no 7º semestre, compreende uma carga horária de 120 horas, totalizando 8 créditos, conforme as normas específicas para a realização do referido

Leia mais

Faculdade Campo Limpo Paulista. Curso de Farmácia. Instruções para o desenvolvimento do estágio

Faculdade Campo Limpo Paulista. Curso de Farmácia. Instruções para o desenvolvimento do estágio Faculdade Campo Limpo Paulista Curso de Farmácia Instruções para o desenvolvimento do estágio Para o desenvolvimento do estágio curricular do curso de farmácia, os seguintes passos deverão ser seguidos:

Leia mais

MANUAL ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACCs) LICENCIATURA E BACHARELADO

MANUAL ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACCs) LICENCIATURA E BACHARELADO MANUAL ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACCs) ESTÁGIO SUPERVISIONADO LICENCIATURA E BACHARELADO ATIVIDADES ACADÊMICAS CIENTÍFICAS CULTURAIS (AACC) LICENCIATURA / BACHARELADO Ementa: As Atividades

Leia mais

Estágio Supervisionado em Química I

Estágio Supervisionado em Química I Estágio Supervisionado em Química I Profª Tathiane Milaré AULA 1 Planejamento das atividades Objetivos Gerais da Disciplina vivenciar situações do cotidiano da escola e, em especial, aquelas dirigidas

Leia mais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais

Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Seção Técnica de Referência e Atendimento ao Usuário e Documentação STRAUD bibl-refere@marilia.unesp.br Normalização de Trabalhos Acadêmicos (ABNT): orientações gerais Maria Elisa V. Pickler Nicolino,

Leia mais

ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO ESTRUTURA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CAPA DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - Instituição de Ensino Universidade federal de São João del-rei

Leia mais

REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BACHARELADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS LINHA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA

REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BACHARELADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS LINHA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA 1 REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BACHARELADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS LINHA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIA POLÍTICA Em conformidade com o que estabelece o Projeto Pedagógico do Curso de Ciências Sociais

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE

NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DO ESTÁGIO CURRICULAR PROFISSIONALIZANTE 1. O Relatório do Estágio Curricular Profissionalizante deverá obedecer ao tamanho de papel A4 (21,0 x 29,7 cm). 2. Na elaboração

Leia mais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Administração

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Administração 1.1. Trabalho de Conclusão de Curso - TCC A Resolução CNE nº 04 de 13 de junho de 2005, institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração, bacharelado, em seu artigo

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS DISCIPLINAS 1. Introdução à Pesquisa em Letras 2. Metodologia de ensino de línguas estrangeiras I: perspectivas teóricas e abordagens

Leia mais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Relações Internacionais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Relações Internacionais 1.1. Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Como o curso de Relações Internacionais não possui, até este momento, uma resolução aprovada, utilizamos a Resolução CNE nº 04 de 13 de junho de 2005, que institui

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV APROVADO EM REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLEGIADO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO MANUAL DE PROCEDIMENTO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO O Estágio Supervisionado obrigatório é valido para os alunos que cumpriram com aprovação, no mínimo 50% da carga horária total de seu curso.

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO DAS CONDIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento apresenta a definição, os objetivos, a caracterização e a explicitação das condições

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Ciências Sociais REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Ciências Sociais REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Ciências Sociais REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O Estágio

Leia mais

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar GESTÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Propor a aplicação dos conhecimentos adquiridos nas disciplinas do semestre na

Leia mais

Formulário Técnico / Estágio Curricular Supervisionado

Formulário Técnico / Estágio Curricular Supervisionado MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA DIAMANTINA MINAS GERAIS Formulário Técnico / Estágio Curricular Supervisionado 1. Disciplina: 2.

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA 1 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA 2 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA O Trabalho de Conclusão de

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA

PROGRAMA DE MONITORIA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO VICENTE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL PROGRAMA DE MONITORIA Agosto/2010 2 1. O QUE É MONITORIA A Monitoria é a modalidade de ensino-aprendizagem,

Leia mais

Avaliação de Desempenho. Orientações aos relatores

Avaliação de Desempenho. Orientações aos relatores Avaliação de Desempenho Orientações aos relatores 1. Referenciais de avaliação 1.1. Legislação 1. Referenciais de avaliação 1.2. Referentes internos: a. Projeto Educativo do Agrupamento, b. Projeto Curricular

Leia mais

REGRAS E PROCEDIMENTOS PARA A ELABORAÇÃO DO TCC NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FESPSP

REGRAS E PROCEDIMENTOS PARA A ELABORAÇÃO DO TCC NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FESPSP REGRAS E PROCEDIMENTOS PARA A ELABORAÇÃO DO TCC NOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO DA FESPSP A apresentação de trabalhos acadêmicos é normalizada pela ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas. Sendo o TCC

Leia mais

Regulamentação do Estágio Supervisionado Curso de Licenciatura em História UFRRJ/Seropédica

Regulamentação do Estágio Supervisionado Curso de Licenciatura em História UFRRJ/Seropédica MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO Regulamentação do Estágio Supervisionado Curso de Licenciatura em História UFRRJ/Seropédica CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO Art. 1º. O Estágio

Leia mais

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in

Bibliográfica: Levantamento de informações impressas e eletrônicas de obras publicadas sobre um tema; De campo: A partir da coleta de dados in A pesquisa científica faz parte da vida acadêmica do aluno exigindo que o pesquisador, através de seu trabalho, proponha formas de superar o conhecimento existente até o momento sobre determinado assunto.

Leia mais

REDAÇÃO PLANO DE CURSO

REDAÇÃO PLANO DE CURSO REDAÇÃO PLANO DE CURSO Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA... 2 3. OBJETIVO... 3 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO... 3 5. PROPOSTA METODOLÓGICA... 4 6. PROPOSTA AVALIATIVA... 5 7. APROVAÇÃO E REQUISITO

Leia mais

R EGULAM ENTO DE T R AB AL H O DE

R EGULAM ENTO DE T R AB AL H O DE CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESIGN DE MODA R EGULAM ENTO DE T R AB AL H O DE C ONCLUSÃO DE CURSO SUPE R IOR DE T ECNOLOGIA EM DESIGN

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FÍSICA

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FÍSICA ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIO ( ) - Os documentos originais, tais como plano de estágio, termo de compromisso, etc., devem ser incluídos na cópia final do relatório que ficará arquivada

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 4ª Série Produção Gráfica CST Produção Multimídia A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio

Leia mais

NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES

NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS, 2013. NORMAS BÁSICAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS Este Manual objetiva padronizar a elaboração dos trabalhos escolares

Leia mais

NOTA TÉCNICA No 001/2014

NOTA TÉCNICA No 001/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ACADÊMICA NOTA TÉCNICA No 001/2014 Assunto: Recuperação Contínua e Recuperação Paralela

Leia mais

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo CURSO DE PSICOLOGIA

MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo CURSO DE PSICOLOGIA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo 2014.02 CURSO DE PSICOLOGIA MANUAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES Currículo - 2014.02 CURSO DE PSICOLOGIA As Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos

Leia mais

NOME DA INSTITUIÇÃO 1 fonte 12. RELATÓRIO DE fonte 12. NOME DO(A) ALUNO(A) fonte 12. Nome da Cidade fonte 12 Ano CAPA

NOME DA INSTITUIÇÃO 1 fonte 12. RELATÓRIO DE fonte 12. NOME DO(A) ALUNO(A) fonte 12. Nome da Cidade fonte 12 Ano CAPA CAPA NOME DA INSTITUIÇÃO 1 fonte 12 [H1] Comentário: Use margens: Superior e esquerda: 3com; Inferior e direita: 2cm. NOME DO(A) ALUNO(A) fonte 12 [HDA2] Comentário: Use ordem alfabética. RELATÓRIO DE

Leia mais

O Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Computação: Prática pré-profissional - situações reais de trabalho;

O Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Computação: Prática pré-profissional - situações reais de trabalho; 1 O Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Computação: Prática pré-profissional - situações reais de trabalho; Envolvimento - aspectos humanos e técnicos da profissão; Comprometimento - social

Leia mais

PERÍODO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS

PERÍODO DE INSCRIÇÃO DE TRABALHOS II JORNADA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E LINGUAGEM XI JORNADA DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO DO SUL II ENCONTRO DOS MESTRADOS PROFISSIONAIS EM EDUCAÇÃO E LETRAS 5 a 8 de outubro de 2016 TEMA: A BASE NACIONAL CURRICULAR

Leia mais

REGIMENTO DA DISCIPLINA CE078 LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA DO CURSO DE ESTATÍSTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

REGIMENTO DA DISCIPLINA CE078 LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA DO CURSO DE ESTATÍSTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ REGIMENTO DA DISCIPLINA CE078 LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA DO CURSO DE ESTATÍSTICA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Os alunos do Curso de Estatística da UFPR regularmente matriculados na disciplina CE078

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - A Coordenação do Curso de Licenciatura em Química da UTFPR Campus

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª Série Desenho Técnico Engenharia da Computação A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE MATEMÁTICA CURSO XXXXXXXX DISCIPLINA XXXXXX JOSÉ DA SILVA APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIOS Regras gerais de apresentação: Formato: papel branco, no formato

Leia mais

FACULDADE FAUC/AUM CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

FACULDADE FAUC/AUM CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) 1 FACULDADE FAUC/AUM CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) 1 DEFINIÇÕES GERAIS 1.1 De acordo com o regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Projeto

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: Professor Mário Antônio Verza Código: 164 Município: Palmital Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnico em Contabilidade

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1,5 espaçamento entre as linhas CURSO XXXXXXXXXXXXXXX Fonte 14 Fonte 16 RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Colocado no centro da folha Nome do Estagiário Fonte 14 Fonte 14 ALMENARA 2012 Espaçamento simples

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Ciências Biológicas e da Saúde.

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. ROTEIRO PARA CONFECÇÃO DO RELATÓRIO DE ESTÁGIOS OBRIGATÓRIOS (atualizado em agosto de 2016) Normas para redação do relatório de estágio supervisionado REDAÇÃO: O relatório deverá ser redigido de maneira

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO ORGANOGRAMA ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DAS ATIVIDADES ESTÁGIOSUPERVISIONADO INTEGRADO AO TRABALHO DE CURSO Colegiado: -Validar o

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS

INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS INFORMAÇÕES SOBRE O PROJETO TERMO DE REFERÊNCIA SUGERIDO PESQUISA DE OBSERVAÇÃO DE PRÁTICAS PEDAGÓGICAS - STALLINGS Objetivos Gerais do Trabalho Contratação de empresa especializada para realizar a Pesquisa

Leia mais

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran

PLANO DE ENSINO. DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran / PLANO DE ENSINO DISCIPLINA: DIDÁTICA CARGA HORÁRIA: 80 PROFESSOR: Vallace Chriciano Souza Herran OBJETIVO GERAL: Estabelecer a discussão crítica sobre os princípios e os pressupostos históricos, filosóficos,

Leia mais

TRABALHO DE GRADUAÇÃO INTERDISCIPLINAR REGULAMENTO

TRABALHO DE GRADUAÇÃO INTERDISCIPLINAR REGULAMENTO COORDENAÇÃO DE TGI TRABALHO DE GRADUAÇÃO INTERDISCIPLINAR REGULAMENTO SÃO PAULO JUNHO DE 2007 CAPÍTULO 1 DA CONCEITUAÇÃO Art. 1º - O Trabalho de Graduação Interdisciplinar (TGI), atividade obrigatória

Leia mais

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO

MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO FACULDADE DOM LUIZ DE ORLEANS E BRAGANÇA COORDENAÇÃO GERAL DOS CURSOS MANUAL ARTIGO CIENTÍFICO Ribeira do Pombal - BA ARTIGO CIENTÍFICO O artigo pode ser definido como discussão de temáticas científicas

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM FÍSICA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM FÍSICA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento disciplina o processo de elaboração, apresentação e avaliação do

Leia mais

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm;

1 Apresentação gráfica Formato do papel: A4 (210 x 297mm); Margens: esquerda e superior: 3cm, direita e inferior: 2cm; Breve orientação para formatação das 6 (seis) primeiras páginas de teses e dissertações, condição obrigatória para que os textos sejam divulgados pela Biblioteca Digital. Em caso de dúvida, consulte o

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIAS

CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESCOLA DE ENGENHARIAS 1 Centro Universitário Autônomo do Brasil - UniBrasil COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO ESTAGIÁRIO(A): XXXXXXXXXXXXXX RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Relatório Final de Estágio Curricular

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é uma atividade curricular obrigatória para

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015 Ensino Técnico Código: 0262 ETEC ANHANGUERA Município: Santana de Parnaíba Componente Curricular: Desenvolvimento de Trabalho de Conclusão de Curso (DTCC) em

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

ETEC Dona Escolástica Rosa 122 Santos / SP REGULAMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ETEC Dona Escolástica Rosa 122 Santos / SP REGULAMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 5ª Edição 2015 NORMAS INTERNAS E ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DA ETEC DONA ESCOLÁSTICA

Leia mais

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC

Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular. Supervisionado. AGR Planejamento de Estágio Curricular. Supervisionado e TCC UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CURSO DE GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA Normas para elaboração de Relatório de Estágio Curricular Supervisionado AGR 5801 - Planejamento de Estágio

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 160 aprovado pela portaria Cetec nº 138 de 04 / 10 /2012 Etec Professora Ermelinda Giannini Teixeira

Leia mais

Normas para inscrições de trabalhos IV SIMPOM (2016)

Normas para inscrições de trabalhos IV SIMPOM (2016) Normas para inscrições de trabalhos IV SIMPOM (2016) A Secretaria do IV SIMPOM receberá inscrições de trabalhos, nas categorias comunicação oral e pôster, no período de 25/10/2015 a 15/1/2016, impreterivelmente.

Leia mais

Cada autor traz em suas obras uma indicação para tal. Algumas pequenas alterações podem ser percebidas e não fazem diferença no corpo do texto.

Cada autor traz em suas obras uma indicação para tal. Algumas pequenas alterações podem ser percebidas e não fazem diferença no corpo do texto. 1 Metodologia da Pesquisa Científica Aula 5: Formatação de trabalhos acadêmicos Para uma melhor visualização, interpretação, estética e organização, todo trabalho acadêmico precisa ser organizado de forma

Leia mais

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA

NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CÂMPUS JATAÍ CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA FLORESTAL NORMAS PARA REDAÇÃO DA MONOGRAFIA 1. Formatação geral Os textos devem ser digitados em cor preta, podendo utilizar

Leia mais

REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO PARA AS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º As Complementares (AC) atendem ao Parecer n 776/97 da CES, que trata das Diretrizes Curriculares dos cursos de graduação,

Leia mais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento do Projeto Integrador Curso de Relações Internacionais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento do Projeto Integrador Curso de Relações Internacionais 1. Projeto Integrador Verifica-se ainda o cumprimento deste item, conforme consta no Plano Diretor Institucional: ainda sobre práticas inovadoras que estimulam a melhoria do ensino, o apoio ao estudante

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL VALE DO SÃO FRANCISCO ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL VALE DO SÃO FRANCISCO ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE FUNDAÇÃO EDUCACIONAL VALE DO SÃO FRANCISCO ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE NORMAS DE APRESENTAÇÃO DE RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA (laboratório ou campo) E VISITAS TÉCNICAS. IGUATAMA-MINAS GERAIS 2007 FUNDAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA.

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA. REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA. Dispõe sobre a prática das Atividades de Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Biológicas, Licenciatura da Faculdade

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Colegiado do curso de Estatística

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Colegiado do curso de Estatística Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Matemática Colegiado do curso de Estatística Normas para o Trabalho de Conclusão de Curso TCC do Curso de Bacharelado em Estatística Uberlândia 2012 Sumário

Leia mais

Conceituais. Atitudinais. Procedimentais. Conteúdos de aprendizagem

Conceituais. Atitudinais. Procedimentais. Conteúdos de aprendizagem Conteúdos de aprendizagem Para proporcionar uma formação integral, o que se deve ensinar? Conceituais Data de um acontecimento, nome de órgãos humanos. Conhecer o processo digestivo, causas da transformação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 02, DE 8 DE ABRIL DE 2011 Estabelece normas para realização, execução e avaliação do Estágio Supervisionado no Curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de São João del-rei. O PRESIDENTE

Leia mais

ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR

ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR Cargo: Professor Classe: A,B,C,D, ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ESPECIFICAÇÃO DO CARGO DE PROFESSOR Orientar a aprendizagem dos alunos; Participar das atividades da escola: Organizar as operações inerentes

Leia mais

Deve ser nomeado um Coordenador de Estágio, de preferência o Diretor do Curso, neste caso o Professor José Barros.

Deve ser nomeado um Coordenador de Estágio, de preferência o Diretor do Curso, neste caso o Professor José Barros. REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DE GRAU I (Resumo) 1. Carga Horária O Curso de Treinadores de Atletismo de Grau I passa a englobar na sua componente curricular, para além das matérias gerais do treino desportivo

Leia mais

RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO

RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO RELATÓRIO FINAL ESTÁGIO SUPERVISIONADO O relatório final é o documento de caráter obrigatório que revela a experiência do aluno, deve retratar todas as suas reflexões sobre a prática vivenciada, estabelecer

Leia mais

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS ANEXO I DA RESOLUÇÃO Nº 15 CONSEPE, DE 21 DE MAIO DE 2010. NORMAS PARA REDAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS Trabalhos acadêmicos: trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar

Leia mais