PARTE 1 Aspectos fundamentais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARTE 1 Aspectos fundamentais"

Transcrição

1 ÍNDICE GLOSSÁRIO 17 PREFÁCIO 33 AGRADECIMENTOS 37 PARTE 1 Aspectos fundamentais CAPÍTULO 1 Introdução. e-marketing e x-marketing 1. O que é a Internet? Que vantagens pode a Internet trazer aos negócios? A Internet como novo canal de marketing O x-marketing e os novos mandamentos da economia digital O e-business e os seus modelos de negócio? Mas qual é o impacto do x-marketing? 53 A PERSPECTIVA PRÁTICA Manuel Gomes Mota Director da Arthur D. Little 55 CAPÍTULO 2 As Net buzzwords 1. Buzzwords relacionadas com o acesso à informação Internet relay chat (IRC) Usenet newsgroups File transfer protocol (FTP) A Web 61

2 2. Buzzwords relacionadas com a Web Web browsers e Web servers Endereços Web (URL Universal Resource Locator) Web pages Motores de busca Directórios Portais Vortais Buzzwords relacionadas com intranet e extranet Intranet Extranet Firewall Buzzwords relacionadas com a ligação à Internet 68 A PERSPECTIVA PRÁTICA José Luiz Moutinho Sénior Director da Neoris Portugal 69 A PERSPECTIVA PRÁTICA Francisco Botelho Administrador da Economia Pura 71 CAPÍTULO 3 Tecnologias e dispositivos terminais de acesso à Internet 1. Os dispositivos terminais de acesso à Internet Tecnologias de acesso à Internet. Da linha telefónica à banda larga As tecnologias e protocolos de acesso móvel à Internet A tecnologia GPRS ou 2.5 G O Protocolo WAP sobre GSM/GPRS A tecnologia i-mode As multiplataformas 84 A PERSPECTIVA PRÁTICA Alexandre Nilo Fonseca Director-Geral de Negócios e Operações da TV Cabo Interactiva 87 CAPÍTULO 4 Pesquisa de marketing utilizando a Internet 1. Informação proveniente de registos internos Informação proveniente de fontes secundárias Informação proveniente de fontes primárias 97 A PERSPECTIVA PRÁTICA Aníbal Pires Administrador da MyBrand 103 A PERSPECTIVA PRÁTICA Filipe Montargil Director de Estudos da Netsonda 105

3 PARTE 2 Desenvolvimento de estratégias de x-marketing CAPITULO 5 Estudo dos x-markets 1. De que informação andamos à procura? Mas o que valorizam os consumidores do novo milénio? Caracterização geral do mercado Quantos são os utilizadores de Internet? O que pretendem os consumidores que a economia digital lhes forneça? Que barreiras estão a bloquear a massificação da Internet? 115 A PERSPECTIVA PRÁTICA Benedita Simas Director-Geral da Hi-media Portugal 119 CAPÍTULO 6 Segmentação dos x-markets e definição dos x-targets 1. Segmentos geográficos Segmentos demográficos Mulheres Seniores Crianças e jovens Grupos étnicos Gays e lésbicas Segmentos psicográficos Segmentos comportamentais Segmentação por benefícios Segmentação por utilização 130 A PERSPECTIVA PRÁTICA Manuel Costa Director-Geral do Portugal Mail 133 A PERSPECTIVA PRÁTICA José Carlos Baldino Director Coordenador de portais da PTM.com 135 CAPÍTULO 7 A next economy e os novos modelos de negócio 1. A Next Economy Os novos modelos de negócio 141 A PERSPECTIVA PRÁTICA Francisco Velez Roxo Administrador da SIBS 149

4 CAPITULO 8 Estratégia e plano de x-marketing 1. Estratégia Objectivos estratégicos Qual a contribuição da Internet para as vendas? Que outros benefícios pode trazer uma presença na Internet? O plano de x-marketing Decisão 1: Qual a audiência potencial? Decisão 2: Integração Internet, intranet, extranet e plataformas tecnológicas Decisão 3: Definição do âmbito de aplicação do x-marketing na comunicação Decisão 4: As marcas offline deverão ser transferidas para os negócios online? Decisão 5: Parcerias estratégicas e outsourcing Decisão 6: Estrutura organizacional Decisão 7: Orçamento Decisão 8: Cronograma Metodologia para o desenvolvimento de um plano de x-marketing 163 A PERSPECTIVA PRÁTICA Eduardo Correia Director da Pós-Graduação em do INDEG/ISCTE 167 CAPÍTULO 9 Definição de uma oferta para os x-targets 1. Benefício da utilização das novas tecnologias Os atributos A marca Os serviços de apoio Identificação Novas estratégias de produto para x-marketing Que novos produtos e serviços surgiram com a Internet? Relacionados com a automação da cadeia de valor Relacionados com outsourcing Relacionados com partilha de informação Relacionados com acesso a informação centralizada Relacionados com multimedia Relacionados com o acesso móvel à Internet Relacionados com a itv Os conteúdos Portais e sites Web Portais e sites em ambiente móvel Portais MAP 181

5 5. Publicidade na Web. Do banner aos formatos rich media O banner e similares Os links patrocinados em motor de busca Os formatos rich media m-advertising Quais os modelos de m-advertising? Qual deve ser a estratégia a seguir e que produtos disponibilizar? Quais os factores críticos de sucesso e os principais constrangimentos? t-advertising 193 A PERSPECTIVA PRÁTICA João Pedro Barroso Director Comercial, Marketing & CRM da AXA Link 195 CAPÍTULO 10 Pricing em x-marketing 1. Porque os preços na Internet são menores? Agentes de shopping Leilões inversos Regiões livres de impostos Capital de risco e concorrência Custos mais reduzidos Porque os preços na Internet têm elevada dispersão? Marcação de preços online Diferentes opções de entrega Clientes sensíveis ao factor tempo Notoriedade de marca Custos de mudança de site Segunda geração de agentes de shopping Os metamediários Que factores pressionam os preços elevados na Internet? Distribuição Programas de afiliados Desenvolvimento e manutenção do site e marketing e publicidade Estratégias de preço Estratégia de penetração Estratégia de desnatação Estratégia de liderança de preços Estratégia de preços promocionais Estratégia de preços segmentados Negociação Estratégia de preços dinâmicos 209

6 5. O preço dos espaços publicitários O modelo actual A óptica do anunciante Os modelos alternativos 210 A PERSPECTIVA PRÁTICA Pedro Valido Director-Geral do Terravista 211 CAPÍTULO 11 Distribuição em x-marketing 1. Os novos intermediários da economia digital Patrocínio de conteúdos Venda directa Infomediação Intermediação Que desafios para as empresas? Integração online e offline Gestão de conflitos no canal distribuição Os e-marketplaces 222 A PERSPECTIVA PRÁTICA Alexandra Lemos Directora de Conteúdos e Parcerias do Fastaccess 225 A PERSPECTIVA PRÁTICA Mário Rui Santos Director de Projectos da Bizzmedia 227 CAPÍTULO 12 Comunicação em x-marketing 1. Que objectivos para a comunicação online? O que comunicar online e quando fazê-lo? O que comunicar? Quando comunicar? Que ferramentas de comunicação disponibiliza o x-marketing? Publicação de conteúdos Construção de comunidades Publicidade online Promoção de vendas online Transmissão de eventos online A publicidade interactiva. novos desafios O que é e que inovações nos trás a publicidade interactiva? O que vai mudar no actual modelo de publicidade na Internet? Que riscos estão associados? 240 A PERSPECTIVA PRÁTICA Carlos Dias Esteves Media Sales Manager do Vizzavi 243 A PERSPECTIVA PRÁTICA Jorge Laranjinha Director-Geral da Creative Partner 245

7 CAPÍTULO 13 x-commerce 1. Qual a importância do x-commerce? Breve historial do x-commerce Que factores levam o mercado a aderir ao x-commerce? Que factores contribuem para o sucesso do x-commerce? Que factores estão a travar o crescimento explosivo do x-commerce? As x-comm buzzwords A questão da segurança O que é necessário para começar a vender online? Os negócios B2C As lojas virtuais O x-finance As lojas de m-commerce Caracterização do mercado online português Os negócios B2B O que são e quanto valem os B2B Marketplaces? Quais os modelos de negócio possíveis? Quem pode explorar o negócio e como pode fazê-lo? Qual o portfolio de serviços disponibilizado? Qual o grau de desenvolvimento actual e perspectivas futuras? 267 A PERSPECTIVA PRÁTICA Adelino Sousa Director de Marketing da Chip7 269 A PERSPECTIVA PRÁTICA António Cunha Vaz Administrador da ONITELECOM 271 PARTE 3 Implementação de estratégias de x-marketing CAPÍTULO 14 Criação, construção, gestão e manutenção de um site 1. Que tipo de site para a sua empresa? Lojas virtuais Sites Institucionais Sites de conteúdo Centros comerciais virtuais Sites de incentivo Motores de busca Questões ligadas ao URL Escolha do subdomínio e do Top Level Domain (TLD) Registo do subdomínio Que características para um site de sucesso? 284

8 4. Check list para o desenvolvimento de um site. Um caso prático Check list para o desenvolvimento de um site Caderno de encargos para desenvolvimento de um site Quem deve ser envolvido no projecto de desenvolvimento de um site? O processo de manutenção Proposta de modelo de processo de manutenção Que frequência para as actualizações do site? Definição de responsáveis no processo de manutenção Quem deve ser o dono do processo? Quem deve ser o dono dos conteúdos? Quem deve ser o dono do formato? Quem deve ser o dono da tecnologia que suporta o site? 298 A PERSPECTIVA PRÁTICA Mário Valente Director Técnico da Ruído Visual Tecnologias de Informação 299 CAPÍTULO 15 Promoção do x-site 1. Recorrer à publicidade online Fazer uma escolha criteriosa dos sites onde anunciar Faça acordos baseados Em CTR (clicktrough rate) Implemente um programa de afiliados Registe o site nos principais motores de busca e directórios Troque links com outros sites Faça publicidade nas e-newsletters ou envie ings Lance a sua própria e-newsletter Actividades promocionais no próprio site Maximizar a presença do URL nos estacionários da empresa 307 A PERSPECTIVA PRÁTICA Pedro S. Guerreiro e José Manuel Gomes Gestores do Negocios.pt 309 CAPÍTULO 16 Marketing One to One 1. O que é o marketing O2O e quais as suas vantagens? O que é o marketing O2O? Quais as vantagens da utilização do marketing O2O? Como implementar uma estratégia de marketing O2O? 314

9 3. Ferramentas tecnológicas disponíveis para O2O. O Âmbito de utilização do Utilização do na criação de uma base de dados segmentada Regras para uma boa utilização do O marketing viral Ferramentas tecnológicas disponíveis para O2O. Publicidade segmentada 325 A PERSPECTIVA PRÁTICA Carlos Porfírio Managing Partner da Fidelizarte 327 A PERSPECTIVA PRÁTICA Paulo Almeida Director-Geral do Comsualicenca.pt 329 CAPÍTULO 17 Controle do plano de x-marketing 1. Definição do processo Que indicadores medir? Indicadores relacionados com a eficácia do negócio Indicadores relacionados com a eficácia de marketing Análise da informação e definição de acções correctivas indicadores relacionados com a publicidade online Uma religião chamada CTR (Clickthrough Rate) Objectivos diferentes, indicadores diferentes A questão do CTR fabricado Metodologias de medição online As aplicações de adserving Aplicações de adserving para a Web Aplicações de adserving para o móvel e itv 341 A PERSPECTIVA PRÁTICA Jorge Landeiro Vaz Director do IDEFE/ISEG 343 BIBLIOGRAFIA 345

Promoção de um website. e-marketing

Promoção de um website. e-marketing Promoção de um website e-marketing A questão fundamental Como conseguir ser visto? 5 milhões de sites 1 bilião de páginas Slide 2 As soluções de quem tem... Quem tem dinheiro Lança uma campanha multimeios

Leia mais

Pricing em e-marketing. e-marketing

Pricing em e-marketing. e-marketing Pricing em e-marketing e-marketing Porque os preços na web são menores? Porque os preços na web têm elevada dispersão? Que factores pressionam os preços elevados na web? Slide 2 Estratégias de preço O

Leia mais

Apresentação da disciplina. e-marketing

Apresentação da disciplina. e-marketing Apresentação da disciplina e-marketing - questões Quem tem PC em casa? Quem tem Internet em casa? Quem tem Internet noutro local? Slide 2 - questões Quem tem PC em casa? 31 % Quem tem Internet em casa?

Leia mais

E- Marketing - Estratégia e Plano

E- Marketing - Estratégia e Plano E- Marketing - Estratégia e Plano dossier 2 http://negocios.maiadigital.pt Indíce 1 E-MARKETING ESTRATÉGIA E PLANO 2 VANTAGENS DE UM PLANO DE MARKETING 3 FASES DO PLANO DE E-MARKETING 4 ESTRATÉGIAS DE

Leia mais

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing

Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Manual Planeamento de Campanha de E-Marketing Planeamento de Campanha de E-Marketing Cada variável, a nível de marketing tem normas próprias, em função dos meios de comunicação através dos quais se veiculam

Leia mais

Estratégia e Plano de e-marketing. e-marketing

Estratégia e Plano de e-marketing. e-marketing Estratégia e Plano de e-marketing e-marketing estratégia : nenhuma site simples e estático (14%) site interactivo (51%) site totalmente interactivo e dinâmico 22% e-commerce 12% integrado na totalidade

Leia mais

MARKETING NA INTERNET PARA PME A contribuição das ferramentas online para a performance empresarial. Raquel Melo 1

MARKETING NA INTERNET PARA PME A contribuição das ferramentas online para a performance empresarial. Raquel Melo 1 MARKETING NA INTERNET PARA PME A contribuição das ferramentas online para a performance empresarial Raquel Melo 1 Índice Objectivos do estudo Sociedade da Informação nas Empresas Definição, Objectivos

Leia mais

ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer

ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer COMUNICADO DE IMPRENSA Com o objectivo de promover e potencializar o Comércio Electrónico em Portugal ACEP lança Comissão Especializada Business to Consumer. Comissão B2C visa a promoção e divulgação do

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Principais tipos de serviços da Internet Introdução à Internet Serviços básicos Word Wide Web (WWW) Correio electrónico (e-mail) Transferência de ficheiros (FTP)

Leia mais

A sua empresa precisa de mudar a imagem?

A sua empresa precisa de mudar a imagem? Precisa de um site? A sua empresa precisa de mudar a imagem? Pretende divulgação? Estamos ao seu dispor para resolver estas questões!! Comunicação Publicidade Promoção de Produtos Pacotes Internet Precisa

Leia mais

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa

Trabalho sobre Social Media Como implementar Social Media na empresa Como implementar Social Media na empresa 1 As razões: Empresas ainda desconhecem benefícios do uso de redes sociais Das 2,1 mil empresas ouvidas em estudo do SAS Institute e da Harvard Business Review,

Leia mais

Medical Marketing Mix

Medical Marketing Mix Estratégia Design Conteúdos canais Gestão Como funciona? Como funciona? Estratégia conteúdos design canais gestão Portfolio Design canais Estratégia Conteúdos 360 Gestão Para uma maior eficiência nos resultados

Leia mais

Comunicação em. e-marketing. e-marketing

Comunicação em. e-marketing. e-marketing Comunicação em e-marketing e-marketing 0. Porquê Comunicar online? 1. O que comunicar online? 2. Quais os objectivos? 3. Quais as ferramentas? Slide 2 0.Porquê comunicar online? Slide 3 0.Porquê comunicar

Leia mais

o SEU clube de aluguer de DVD s na internet. BluePlanetDVD.com Study Case 2003 - IDEF/ISEG www.blueplanetdvd.com 1

o SEU clube de aluguer de DVD s na internet. BluePlanetDVD.com Study Case 2003 - IDEF/ISEG www.blueplanetdvd.com 1 BluePlanetDVD.com Study Case www.blueplanetdvd.com 1 A Ideia Necessidades não satisfeitas para o cliente; Uma IDEIA; Dois anos a amadurecer a ideia, de forma a ser inovadora, tecnologicamente avançada,

Leia mais

Uma das novidades do Plano de Formação para 2014 relaciona-se com a parceria estabelecida entre a Inesting e o DMI Digital Marketing Institute.

Uma das novidades do Plano de Formação para 2014 relaciona-se com a parceria estabelecida entre a Inesting e o DMI Digital Marketing Institute. Apresentação Uma das novidades do Plano de Formação para 2014 relaciona-se com a parceria estabelecida entre a Inesting e o DMI Digital Marketing Institute. O DMI é uma organização baseada na Irlanda,

Leia mais

Internet e seus recursos

Internet e seus recursos O Portal dos Miúdos e Graúdos Instituto Politécnico de Bragança Escola Superior de Educação Internet e seus recursos Portal dos Catraios, 2002 Vitor Gonçalves Conceito Básico INTERNET é uma rede global

Leia mais

Definição de uma oferta para os e-targets. e-marketing

Definição de uma oferta para os e-targets. e-marketing Definição de uma oferta para os e-targets e-marketing O que é definir uma oferta? É definir produtos e serviços que geram beneficios e vão de encontro à satisfação das necessidades das organizações e dos

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

Agradecimentos. Prefácio. Introdução

Agradecimentos. Prefácio. Introdução Índice ÍNDICE Agradecimentos Prefácio Introdução Xlll XV XVII Capítulo 1- E-Marketing e Consumo :... 1 Introdução... 1 1. Consumismo na Era da Informação... 2 1.1. O Código Humorístico 10 1.2. Personalização

Leia mais

PUBLICIDADE INTERACTIVA

PUBLICIDADE INTERACTIVA PUBLICIDADE INTERACTIVA Os novos desafios colocados pela evolução das tecnologias e dispositivos terminais de acesso Joaquim Hortinha ISEG, 16 Abril 2001 Por ocasião da Sessão de Abertura do 5º e 6º Cursos

Leia mais

Serviços na INTERNET

Serviços na INTERNET Serviços na INTERNET Introdução A Internet é uma rede global que disponibiliza diversos serviços. Os mais conhecidos hoje em dia são a World Wide Web (WWW), o correio electrónico e o Internet Chat Relay

Leia mais

LICENCIATURA EM GESTÃO CONTROLO DA QUALIDADE

LICENCIATURA EM GESTÃO CONTROLO DA QUALIDADE LICENCIATURA EM GESTÃO 1º Ano 2º semestre CONTROLO DA QUALIDADE Elaborado por: João Gilberto Ramos Abreu 2089506 Nádia Andrade Abreu 2038907 Sónia Vieira da Silva - 2043407 Funchal Abril de 2008 "Criatividade

Leia mais

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE

PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PUBLICIDADE DIGITAL E NEW MEDIA 2009-2010 / 6º SEMESTRE PRÓXIMA AULA: APRESENTAÇÃO DE PLANO DE COMUNICAÇÃO E O FILME DO YOUTUBE? AULA 12 A. EMAIL MARKETING - Objectivos e problemas - Ideias - Vantagens

Leia mais

O aumento da força de vendas da empresa

O aumento da força de vendas da empresa PHC dcrm O aumento da força de vendas da empresa O enfoque total na actividade do cliente, através do acesso remoto à informação comercial, aumentando assim a capacidade de resposta aos potenciais negócios

Leia mais

Marketing. Objectivos. Alterações ocorridas no mercado. O Marketing na Nova Economia

Marketing. Objectivos. Alterações ocorridas no mercado. O Marketing na Nova Economia Marketing O Marketing na Nova Economia Prof. José M. Veríssimo 1 Objectivos Explorar a forma como a internet mudou a a utilização de bases de dados de clientes. Compreender como os marketers exercem a

Leia mais

Formatos de publicidade online O estado do online

Formatos de publicidade online O estado do online 1 of 6 19 06 2010 21:35 18 de Junho de 2010 EDIÇÃO IMPRESSA Formatos de publicidade online O estado do online 18 de Junho de 2010 às 12:59:36, por ANA MARCELA A tradição ainda é o que era, pelo menos no

Leia mais

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano Escola Básica do 2º e 3º Ciclos João Afonso de Aveiro Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Secção de Informática Planificação Anual (1.º Período) Ano lectivo 2010/2011 Tecnologias da Informação

Leia mais

Segmentação dos e-markets e definição dos e-targets. e-marketing

Segmentação dos e-markets e definição dos e-targets. e-marketing Segmentação dos e-markets e definição dos e-targets e-marketing Critérios de segmentação Localização geográfica Idade Momento da última utilização Aplicações mais utilizadas Tipo de acesso utilizado Tipo

Leia mais

2007 Prentice Hall 4-1

2007 Prentice Hall 4-1 Capítulo 4 Desenho da Pesquisa Exploratória: Dados Secundários 4-1 Sumário do Capítulo 1) Introdução; 2) Informação Secundária versus Primária; 3) Vantagens e Usos da Informação Secundária; 4) Desvantagens

Leia mais

Consultadoria, Pesquisas de Mercado e Opinião

Consultadoria, Pesquisas de Mercado e Opinião Pesquisas de Mercado Online 1. Apresentação O que é a Pesquisadireta? A Pesquisadireta é uma empresa de pesquisas de opinião e mercado exclusivamente online. De uma forma rápida e flexível, sua empresa

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Professora: Sheila Cáceres Uma mensagem enviada em internet é dividida em pacotes de tamanho uniforme. Cada pacote

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora.

CURRICULUM VITAE. Desde Janeiro 2006 Responsável pela Unidade de Negócios da Lisboagás para Lisboa e Amadora. CURRICULUM VITAE Nome: Nuno Miguel de Campos Matos Vaz Neto Morada: Rua João de Oliveira Miguens, 5-5º C Código Postal e Localidade: 1350-187 Lisboa Nacionalidade: Portuguesa Telefone: +351917765911 E-mail:

Leia mais

Modelos de Negócio e Internet internet, intranet e extranet

Modelos de Negócio e Internet internet, intranet e extranet Modelos de Negócio e Internet internet, intranet e extranet Luis Manuel Borges Gouveia lmbg@ufp.pt Abril de 2001 Modelos de negócio e internet valor oferecido aos consumidores segmentação dos consumidores

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS INTRODUÇÃO E OBJECTIVOS FACTOS A Internet mudou profundamente a forma como as pessoas encontram, descobrem, compartilham, compram e se conectam. INTRODUÇÃO Os meios digitais, fazendo hoje parte do quotidiano

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação (Mozambique egovernment and Communication Infrastructure Project) (MEGCIP) 5º Fórum Lusófono das Comunicações Painel 4: Infra-estruturas

Leia mais

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm

Para informação adicional sobre os diversos países consultar: http://europa.eu.int/information_society/help/links/index_en.htm Anexo C: Súmula das principais iniciativas desenvolvidas na Europa na área da Sociedade de Informação e da mobilização do acesso à Internet em banda larga Para informação adicional sobre os diversos países

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa, ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente o potencial da força

Leia mais

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas

Conceito. As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas Conceito As empresas como ecossistemas de relações dinâmicas PÁG 02 Actualmente, face à crescente necessidade de integração dos processos de negócio, as empresas enfrentam o desafio de inovar e expandir

Leia mais

Objectivo da PG Web Marketing

Objectivo da PG Web Marketing GUIÃO DO PLANO/PROJECTO DE WEB MARKETING ALZIRA MARQUES E FILIPE PINTO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM WEB MARKETING Objectivo da PG Web Marketing Slide #2 Preparar o formando para a elaboração de um plano de

Leia mais

internet Admirável mundo novo

internet Admirável mundo novo internet Admirável mundo novo Vídeo Estamos na era da imagem em movimento. O estático dá lugar ao dinâmico para, de uma forma mais activa, atractiva e interactiva chamar a atenção, cativar o interesse,

Leia mais

Programa de Parceiros

Programa de Parceiros Programa de Parceiros Tabela de Conteúdos O que é iflowbpm? 1 Porquê o iflowbpm? 2 Benefícios do Parceiro 3 Programa de Parceiros e Oportunidades 4 Caracteristicas 5 Vantagens 6 Requisitos 6 Programa de

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

PONTNews Solução Comercial de e-marketing

PONTNews Solução Comercial de e-marketing PONTNews Solução Comercial de e-marketing Dossier de Produto DP010.03 02/01/2009 A Pontual A Pontual é uma empresa de capitais 100% nacionais, cuja principal actividade é implementação de Sistemas de Informação

Leia mais

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY

ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY ILIMITADOS THE MARKETING COMPANY _ CURRICULUM Composta por uma equipa multidisciplinar, dinâmica e sólida, Sobre Nós A ilimitados - the marketing company é uma empresa de serviços na área do Marketing,

Leia mais

Introdução. A Indústria e Ambiente é a revista portuguesa líder de engenharia, gestão e economia ambiental.

Introdução. A Indústria e Ambiente é a revista portuguesa líder de engenharia, gestão e economia ambiental. Introdução A Indústria e é a revista portuguesa líder de engenharia, gestão e economia ambiental. Qualidade, fiabilidade e actualidade dos conteúdos, são características que lhe conferem um lugar de destaque

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias CONSULTORIA COMÉRCIO ELETRÔNICO CONSULTORIA PARA IMPLANTAÇÃO

Leia mais

Introdução ao projecto Gaia Global

Introdução ao projecto Gaia Global Introdução ao projecto Gaia Global Autarquia de Vila Nova de Gaia Luís BorgesGouveia A sociedade da informação A Sociedade da Informação é uma sociedade que predominantemente utiliza o recurso às tecnologias

Leia mais

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF GESTÃO Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) Informação e Decisões Gerir envolve tomar muitas e frequentes decisões Para decidir com eficácia

Leia mais

DIGITAL MARKETING PROFESSIONAL DIPLOMA PELO DIGITAL MARKETING INSTITUTE SEA SEO. www.cegoc.pt/news/marketingdigital WEB ANALYTICS.

DIGITAL MARKETING PROFESSIONAL DIPLOMA PELO DIGITAL MARKETING INSTITUTE SEA SEO. www.cegoc.pt/news/marketingdigital WEB ANALYTICS. O BO TC AM P DIGITAL MARKETING SEA WEB ANALYTICS SEO www.cegoc.pt/news/marketingdigital INTRODUÇÃO TIPOLOGIAS DE FORMAÇÃO ESTRATÉGICA OPERACIONAL PRÁTICA Formação estratégica, estruturante e pensante,

Leia mais

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System Redes - Internet 9º C 2008 09 24 Sumário } Estrutura baseada em camadas } Endereços IP } DNS -Domain Name System } Serviços, os Servidores e os Clientes } Informação Distribuída } Principais Serviços da

Leia mais

WePeopleValueYourPeople

WePeopleValueYourPeople WePeopleValueYourPeople e info@peoplevalue.com.pt w www.peoplevalue.com.pt Actualizado em 2010Jan14 quem somos? Somos a consultora sua parceira focada nas Pessoas e na sua valorização. Através da especialização

Leia mais

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br MARKETING DIGITAL Ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos

Leia mais

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia

Gestão em Farmácia. Marketing 3. Manuel João Oliveira. Identificação e Selecção da Estratégia Gestão em Farmácia Marketing 3 Manuel João Oliveira Análise Externa Análise do Cliente Segmentação, comportamento do cliente, necessidades não-correspondidas Análise dos Concorrentes Grupos estratégicos,

Leia mais

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 INTERNET Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 Internet Origem: Guerra Fria DARPA (Departamento de Defesa de Pesquisas Avançadas)

Leia mais

magazine business HOTELS & TRAVEL Distributions

magazine business HOTELS & TRAVEL Distributions magazine HOTELS & TRAVEL Distributions 2 magazine O QUE FAZEMOS WHAT WE DO Somos uma empresa jovem e dinâmica com larga experiência na componente comercial através da execução de funções de gestão, em

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade

PHC dcrm. Aumente o potencial da força de vendas da sua empresa ao aceder remotamente à informação comercial necessária à sua actividade PHC dcrm DESCRITIVO O módulo PHC dcrm permite aos comerciais da sua empresa focalizar toda a actividade no cliente, aumentando a capacidade de resposta aos potenciais negócios da empresa. PHC dcrm Aumente

Leia mais

Assembleia Geral. Conselho Fiscal

Assembleia Geral. Conselho Fiscal No passado dia 23 de Março de 2010 a Assembleia Geral da AproCS aprovou por unanimidade os seguintes pontos da ordem de trabalhos: 1. Actividades desenvolvidas em 2009; 2. Contas da Associação referentes

Leia mais

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado

Departamento Comercial e Marketing. Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010. Técnicas de Secretariado Escola Secundaria de Paços de Ferreira 2009/2010 Técnicas de Secretariado Departamento Comercial e Marketing Módulo 23- Departamento Comercial e Marketing Trabalho realizado por: Tânia Leão Departamento

Leia mais

Índice. Em que consiste a parceria Netgócio! O que tem a ganhar? A parceria Netgócio

Índice. Em que consiste a parceria Netgócio! O que tem a ganhar? A parceria Netgócio Não basta dar os passos que nos devem levar um dia ao objectivo, cada passo deve ser ele próprio um objectivo em si mesmo, ao mesmo tempo que nos leva para diante Johann Goethe Índice Em que consiste a

Leia mais

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema.

Com esta tecnologia Microsoft, a PHC desenvolveu toda a parte de regras de negócio, acesso a dados e manutenção do sistema. Caso de Sucesso Microsoft Canal de Compras Online da PHC sustenta Aumento de 40% de Utilizadores Registados na Área de Retalho Sumário País: Portugal Industria: Software Perfil do Cliente A PHC Software

Leia mais

Rui el Brás. Inovação e competitividade, COTEC-CCDR PAG. 1. Maio.2011 INESTING PAG. 1

Rui el Brás. Inovação e competitividade, COTEC-CCDR PAG. 1. Maio.2011 INESTING PAG. 1 Rui el Brás Inovação e competitividade, COTEC-CCDR Maio.2011 INESTING PAG. 1 PAG. 1 Introdução Empresa Projectos Referências Estratégia Contactos INESTING PAG. 2 Introdução INESTING PAG. PAG. 3 3 Google

Leia mais

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO

António Amaro Marketing Digital Junho 2014 RESUMO RESUMO METODOLOGIAS DO MARKETING DIGITAL As marcas e empresas precisam de ser ENCONTRADAS COMPREENDIDAS MEMORÁVEIS METODOLOGIAS DO MARKETING DIGITAL Ciclo de acções dos projectos de PESQUISA OBJECTIVOS

Leia mais

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET Objectivos História da Internet Definição de Internet Definição dos protocolos de comunicação Entender o que é o ISP (Internet Service Providers) Enumerar os equipamentos

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Lisboa, Ano Lectivo 2009 2010 Prof. Gaia Moretti LUMSA Italia PROGRAMA DA DISCIPLINA WEBMARKETING CONTEXTO

Lisboa, Ano Lectivo 2009 2010 Prof. Gaia Moretti LUMSA Italia PROGRAMA DA DISCIPLINA WEBMARKETING CONTEXTO CONTEXTO Nos últimos anos, assistiu-se à construção dos alicerces de um novo modelo social, dinâmico, inovador e exigente, que se designa por Sociedade da Informação. Esta evolução assenta sobre alterações

Leia mais

As novas tecnologias na Gestão do Talento www.optimhom.pt O QUE SÃO Os são um instrumento on-line de avaliação de competências, que usa questões simples ligadas às situações concretas do diaa-dia nas organizações,

Leia mais

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing

INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing INFORMÁTICA PARA GESTÃO I Curso Superior de Gestão de Marketing Docente (Teóricas): E-mail: vmnf@yahoo.com Web: http://www.vmnf.net/ipam Aula 13 Sumário A Internet: Modelos de Negócio, Publicidade e Meios

Leia mais

Portal do Golfe. Informação, Colaboração e Reservas Online

Portal do Golfe. Informação, Colaboração e Reservas Online Informação, Colaboração e Campo Real, 25 de Junho de 2010 Objectivos Reforçar a competitividade internacional da oferta de golfe em Portugal Reforçar a parceria com o Turismo de Portugal ao nível da estratégia

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

Pesquisa de Marketing utilizando a Internet. e-marketing

Pesquisa de Marketing utilizando a Internet. e-marketing Pesquisa de Marketing utilizando a Internet e-marketing ?Pesquisar informação na Internet? Fácil Dificil Slide 2 Taxas de sucesso Quantas vezes se encontra o que se procura? Fonte: www.npd.com Slide 3

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES CURSO PROFISSIONAL de Técnico de Comunicação Marketing, Relações Públicas e Publicidade DISCIPLINA: Comunicação Publicitária e Criatividade ANO: 11º Turma:

Leia mais

Pacotes de soluções Para websites

Pacotes de soluções Para websites Guia de ajuda Neste exemplo a empresa pretende endereço, email, alojamento e registo nos motores de busca: Anuidade: 57,95 + IVA Criação do site: 200,00 + IVA Pacotes de soluções Para websites 1º Encargo

Leia mais

Guia Plano de E-Marketing

Guia Plano de E-Marketing Guia Plano de E-Marketing FONTE: Greb Babayans e Maria Manuel Busto. Estratégias de e-marketing. Matosinhos: E&D Data - Sistemas de Informação e Assessoria Empresarial, Lda; 2005: 368 4 passos essenciais

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente

10. Defina Sistemas Distribuídos: Um conjunto de computadores independentes que se apresenta a seus usuários como um sistema único e coerente 1. Quais os componentes de um sistema cliente-servidor? Clientes e servidores 2. Na visão do hardware, defina o que é cliente e o que é servidor: Clientes. Qualquer computador conectado ao sistema via

Leia mais

Balanced Scorecard e a Gestão por Competências

Balanced Scorecard e a Gestão por Competências Balanced Scorecard e a Gestão por Competências ELEVUS O QUE FAZEMOS *Áreas de actuação: *Recrutamento e Selecção *Outplacement *Formação e Desenvolvimento Pessoal *Assessment Centre *Consultoria ELEVUS

Leia mais

Plano tecnológico? Ou nem tanto?

Plano tecnológico? Ou nem tanto? Plano tecnológico? Ou nem tanto? WEB: ÉDEN?APOCALIPSE? OU NEM TANTO? Plano Tecnológico Mas, Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, além deste Contrato, o Novo Contrato para a Confiança, o nosso

Leia mais

Apresentação. -> Apresentação das actividades desenvolvidas em 2010

Apresentação. -> Apresentação das actividades desenvolvidas em 2010 Apresentação -> Apresentação das actividades desenvolvidas em 2010 -> Aprovação das Contas da AproCS referentes a 2010 -> Apresentação e aprovação do Plano de Actividades para 2011 -> Aprovação das alterações

Leia mais

RESUMO DO EVENTO MARKETING DIGITAL E CRM 28 SETEMBRO 2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM

RESUMO DO EVENTO MARKETING DIGITAL E CRM 28 SETEMBRO 2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM RESUMO DO EVENTO MARKETING DIGITAL E CRM 28 SETEMBRO 2011 CENTRO CULTURAL DE BELÉM PATROCINADORES DIAMOND PARTICIPAÇÃO ESPECIAL PLATINUM GOLD EXCLUSIVE DRIVE IT SPONSOR SILVER PARCEIRO TECNOLÓGICO MEDIA

Leia mais

Regulamento Concurso. Enquadramento. A Impresa, a Sojornal e a AEIOU. Base Tecnológica Inicial

Regulamento Concurso. Enquadramento. A Impresa, a Sojornal e a AEIOU. Base Tecnológica Inicial Regulamento Concurso Enquadramento O grupo Impresa irá colaborar com o ISEP desenvolvendo um concurso de software/aplicações web envolvendo os alunos do Departamento de Engenharia Informática (DEI). A

Leia mais

Estratégia de Marketing na Comunicação Interna. O caso épt! Miguel Horta e Costa Presidente Executivo

Estratégia de Marketing na Comunicação Interna. O caso épt! Miguel Horta e Costa Presidente Executivo Estratégia de Marketing na Comunicação Interna O caso épt! Miguel Horta e Costa Presidente Executivo Conferência Mercator XXI Lisboa, 7 de Outubro 2004 O papel da comunicação no desenvolvimento dos negócios

Leia mais

1 Descrição sumária. Varajão, Trigo e Barroso, O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011.

1 Descrição sumária. Varajão, Trigo e Barroso, O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas, Computerworld, 2011. O Gestor de Sistemas de Informação nas grandes empresas portuguesas João Varajão 1, António Trigo 2, João Barroso 1 1 Escola de Ciências e Tecnologia, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro 2 Instituto

Leia mais

Internet. O que é a Internet?

Internet. O que é a Internet? O que é a Internet? É uma rede de redes de computadores, em escala mundial, que permite aos seus utilizadores partilharem e trocarem informação. A Internet surgiu em 1969 como uma rede de computadores

Leia mais

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Marketing direto e mediação eletrônica Como a internet criou novos meios de intermediação entre as pessoas e as organizações? O que é marketing direto?

Leia mais

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel.

A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. A certificação de Qualidade para a Reparação Automóvel. Projecto A Oficina+ ANECRA é uma iniciativa criada em 1996, no âmbito da Padronização de Oficinas ANECRA. Este projecto visa reconhecer a qualidade

Leia mais

WEBSITES Website PGA Portugal Cliente: BGC para PGA Portugal Ano: 2007

WEBSITES Website PGA Portugal Cliente: BGC para PGA Portugal Ano: 2007 PORTFÓLIO INTERNET Ao longo de mais de dez anos de ac/vidade a MEGAform desenvolveu inúmeros projectos internet nas mais diversas áreas, desde simples Websites até complexos Sistemas de Gestão de Informação.

Leia mais

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação

LEARNING MENTOR. Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219. Perfil do Learning Mentor. Módulos da acção de formação LEARNING MENTOR Leonardo da Vinci DE/09/LLP-LdV/TOI/147 219 Perfil do Learning Mentor Módulos da acção de formação 0. Pré-requisitos para um Learning Mentor 1. O papel e a função que um Learning Mentor

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial

Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Desenvolvimento Sustentável da Inovação Empresarial Inovar para Ganhar Paulo Nordeste Portugal tem apresentado nos últimos anos casos de sucesso em inovação; como novos produtos, serviços e modelos de

Leia mais

Testes de Diagnóstico

Testes de Diagnóstico INOVAÇÃO E TECNOLOGIA NA FORMAÇÃO AGRÍCOLA agrinov.ajap.pt Coordenação Técnica: Associação dos Jovens Agricultores de Portugal Coordenação Científica: Miguel de Castro Neto Instituto Superior de Estatística

Leia mais

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS MAIS PRODUTIVIDADE E COMPETITIVIDADE AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS Oquesepretende? A iniciativa PME Digital visa contribuir para estimular a atividade económica

Leia mais

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores)

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) A cada computador integrado na rede é atribuído um número IP que o identifica

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a

Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a Desenvolvimento e implementação de Solução de e-commerce para a GROUPFREITAS A/A Exmo. Sr. Jérémy Freitas e-store B2C FIS 1.2 Business to Consumer Full Integrated Solution 1.2 Proposta de licenciamento

Leia mais

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação

A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados, entre si, através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação. Hardware

Leia mais