Tecnologias Web. Prof. Luiz Leão.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tecnologias Web. Prof. Luiz Leão. luizleao@gmail.com"

Transcrição

1 Tecnologias Web Prof. Luiz Leão

2 Introdução

3 O Ambiente Internet Apresentação do Ambiente Distribuído da Internet Principais Protocolos da Internet Segurança na Internet Tipos de Aplicativos que Existem na Internet

4 Unidade 2 Introdução à Construção de Páginas Estáticas HTML

5 Unidade 3 Linguagem de Marcação e Estilos Cascading Style Sheet (CSS)

6 Apresentação do Ambiente Distribuído da Internet Backbones submarinos distribuídos pelo planeta Terra. Fonte da imagem:

7 Objetivos: Definir as funcionalidades da Internet Compreender os Conceitos Básicos da Web descrevendo como disponibilizar documentos de maneira independente da localização Conhecer a história da Internet e seus Personagens Compreender os conceitos de cliente-servidor, navegadores e servidores Web.

8 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network 1969 O principal objetivo era conectar as bases militares e os departamentos de pesquisa do governo americano, garantindo que em um possível ataque russo a comunicação entre sistemas não parassem.

9 Topologia da rede Arpanet com as suas unidades Acesso da base com as unidades, apenas

10 Topologia da rede Arpanet com as suas unidades Acesso distribuído entre todas as unidades

11 ARPANet Requisítos do Projeto 1) Utilizar os serviços de hardware distribuídos. 2) Ser recuperável à distância. 3) Utilizar bancos de dados remotamente. 4) Compartilhar sub-rotinas de softwares e pacotes não disponíveis nos computadores dos usuários devido à incompatibilidade de hardware ou língua;

12 MILNET - Military Network 1983 Expansão da Arpanet Separou-se da Arpanet em 1984 Arpanet Comunidade Acadêmica Milnet Militares Originou a Internet como conhecemos hoje

13 Primeiras redes virtuais BITNET -"Because It's Time Network Criada em Washington Com o objetivo de fornecer serviços de correio eletrônico e de transferência de arquivos entre computadores de grande porte Abrangência: instituições educacionais e de pesquisa na América do Norte, na América do Sul, Europa e Japão. Chegou a alcançar mais de 2.500universidadeseinstitutos de pesquisa em todo o mundo. Perder força com a popularização do via Internet. Fonte:

14 Primeiras redes virtuais USENET Users Network (Rede de Usuários) Este sistema é um dos mais antigos de comunicação entre redes. A maioria dos usuários acessavam por conexão discada Ele possibilita a troca de mensagens e opiniões entre usuários interessados no mesmo tema. A USENET deu origem ao que conhecemos nos dias de hoje como listas de discussão e fóruns.

15 Primeiras redes virtuais FIDONET Era a rede mundial de computadores utilizada para comunicação entre BBS (BulletinBoardSystem) Permitia a conexão e interação via telefone a um sistema através do seu computador

16 BBS (Bulletin Board System) Serviços que cada BBS oferece poderiam oferecer: Descarregar software e dados (download) Enviar software e dados (upload) Ler notícias Trocar mensagens com outros usuários Participar em fóruns de discussão Conversar (chat) com outros usuários Divertir-se com jogos online Fonte:

17 1990 Nascia a World Wide Web WWW Tim Berners-Lee, criou a linguagem HTML HTML HyperText Markup Language-Linguagem de Marcação de Hipertexto É uma linguagem de marcação utilizada para produzir páginas na Web. Documentos HTML são interpretados por navegadores

18 INTERNET (Rede Mundial de Computadores) Conjunto de redes interconectadas Utiliza o protocolo TCP/IP Não há controle global no nível operacional

19 INTERNET: Organização Mundial Principais Instituições Mundiais The Internet Society (ISOC) É uma organização sem fins lucrativos fundada em 1992 para assumir a liderança na Internet, relacionada com as normas, educação e política Por meio de encontros, debates e publicações, procura orientar a pesquisa e a utilização da internet

20 INTERNET: Organização Mundial The Internet Research Task Force (IRTF) - Grupo formado com objetivo de desenvolver pesquisas a longo prazo ao funcionamento da Internet.

21 INTERNET: Organização Mundial The Internet Network Information Center (InterNIC) Composto pela AT&T, PSI e General Atomics, centraliza a distribuição de informações da Interent Society, além de coordenar a distribuição de endereços e registros de domínio para provedores em nível mundial.

22 INTERNET: Organização Mundial Computer Emergency Response Team/Coordinate Center Coordenar respostas e ações a incidentes de segurança a Internet.

23 INTERNET NO BRASIL RNP (Rede Nacional de Pesquisas), trouxe a Internet para o Brasil, com o objetivo de atender a conexão das redes de universidades e centros de pesquisas, mas logo as esferas federal e estadual começaram também a se interligar Ministérios de Comunicações e de Ciência e Tecnologia abriram a Internet para a sua operação comercial, onde provedores puderam contratar conexões junto com a RNP e depois com a Embratel.

24 INTERNET NO BRASIL Maio/1995 Criação docomitê Gestor Internet, que conta com a participação do MC e MCT, de entidades operadoras e gestoras de espinhas dorsais, de representantes de provedores de acesso ou de informações,de representantes de usuários e da comunidade acadêmica.

25 INTERNET NO BRASIL Atribuições do Comitê Gestor: Fomentar o desenvolvimento de serviços INTERNET no Brasil; Recomendar padrões e procedimentos técnicos e operacionais para a INTERNET no Brasil; Coordenar a atribuição de endereços INTERNET, o registro de nomes de domínios, e a interconexão de espinhas dorsais; Coletar, organizar e disseminar informações sobre os serviços INTERNET.

26 INTERNET NO BRASIL

27 FUNCIONAMENTO E PERSONAGENS DA INTERNET

28 FUNCIONAMENTO E PERSONAGENS DA INTERNET

29 Domínios da Internet - Domain Name System (DNS): Cada equipamento na Internet é referenciado por um nome que está associado a um endereço IP. Números IP representam uma forma compacta e eficiente de endereçamento. Este número é o que identifica de forma única o equipamento na rede. Podemos fazer uma analogia ao nosso CPF, que é único.

30 Por que não utilizamos diretamente os números IP s? Problemas: Endereços númericos são difíceis de se lembrar IP s podem variar Um número IP deve também ser único na internet, assim como o nome do domínio

31 Por que não utilizamos diretamente os números IP s? Solução: Associar nomes aos IP s Adoção de uma estrutura hierárquica de nomes Essa associação é feita por um conjunto de servidores, de forma que este conjunto juntamente com a sua aplicação, seja conhecida por um nome Domain Name System (DNS).

32

33 FUNCIONAMENTO E PERSONAGENS DA INTERNET Fonte: Acessado em 11/03/2014,

34 FUNCIONAMENTO E PERSONAGENS DA INTERNET Fonte: Acessado em 11/03/2014,

35 FUNCIONAMENTO E PERSONAGENS DA INTERNET Fonte: Acessado em 11/03/2014,

36 Web 2.0 Termo criado em Representa o envolvimento do usuário na organização, compartilhamento, crítica, atualização e mesclagem de dados na Web. A Web 2.0 envolve ARQUITETURAS DE PARTICIPAÇÃO

37 Web 2.0 Não podemos ser centrados no dispositivo... Temos de nos centrar no usuário. Bill Gates A cada momento uma plataforma supera uma aplicação Tim O Reilly

38 Web 2.0 Fatores de Motivação Barateamento do Hardware A Lei de Moore 1965 Número de transistores dos chips teria um aumento de 100%, pelo mesmo custo, a cada período de 18 meses Equipamentos potentes e cada vez mais baratos Internet de banda larga

39 Empresas Web 2.0 Facebook Rede Social Flickr Plataforma de Fotos YouTube Plataforma de Vídeos Wikipédia Plataforma de Textos Google Engine Plataforma de Busca de Sites

40 Bookmarking Social O usuário também está direcionando e distribuindo mídia e decidindo em quais canais de notícias e informação você confia. Del.icio.us e Ma.gnolia: permitem que usuários recomendem sites Digge Reddit: permite que os usuários decidam quais artigos de notícias são mais importantes

41 Bookmarking Social Tagging: Rotular o conteúdo por palavrachave ou assunto para ajudar qualquer pessoa a localizar informações na web. Uma tag, ou em português etiqueta, é uma palavra-chave (relevante) ou termo associado com uma informação Ex: uma imagem, um artigo, um vídeo) que o descreve e permite uma classificação da informação baseada em palavras-chave.

42 Máquinas de Busca (Search Engine) Google: A missão do Google é organizar as informações mundiais e torná-las acessíveis e utilizáveis Economia da Atenção: O problema não é a banda larga das telecomunicações, mas sim a banda larga humana Thomas Davenport e John Beck

43 Máquinas de Busca (Search Engine) Google Engine Yahoo Lycos Bing Ask.com UOL Busca

44 Protocolo É através de protocolos de comunicação que um computador pode se comunicar com outro através de uma linha telefônica ou placa de rede sem que o usuário precise se preocupar em saber qual o meio Físico que está sendo utilizado. O sistema Windows possui protocolos que permitem facilmente interligar computadores rodando Windows entre si.

45 Protocolo Para nos comunicarmos tanto por linguagem escrita como falada, estabelecemos, a priori, um conjunto de regras capazes de serem entendidas entre aqueles que participam da conversa.

46 Protocolo TCP/IP é uma suite de protocolos padrão que foi adotado como língua oficial da Internet. Para fazer parte da Internet, um computador precisa saber se comunicar em TCP/IP. Todas as operações de rede são traduzidas para TCP/IP antes que possam funcionar na Internet.

47 Endereços Internet Um dos protocolos mais importantes da suite TCP/IP e o protocolo de rede IP (Internet Protocol) ou Protocolo de Interconexão. Ele define a forma de endereçamento que permite a localização de um computador na Internet, através de um conjunto de dígitos chamado de endereço IP. Qualquer maquina acessível através da Internet tem um endereço IP exclusivo. Esse endereço pode ser temporário ou permanente.

48 Endereços Internet Quando você se conecta a um provedor via linha telefônica, ele atribui um número IP temporário à sua máquina que permitirá que ela faça parte da Internet enquanto durar a sua sessão no provedor. Só assim e possível receber informações em um browser ou enviar . Computadores que hospedam paginas Web e que oferecem outros serviços pela Internet precisam de um endereço IP fixo, para que você possa localizá-los a qualquer hora.

49 TCP Transmission Control Protocol Protocolo utilizado para conexão e transporte de dados entre computadores. O TCP utiliza o conceito de PORTA A conexão entre os computadores está associada a uma ligação entre portas de um serviço de transmissão de dados. Ex. Serviço WEB Protocolo HTTP Porta 80 Ex. Serviço Mail Protocolo SMTP Porta 25

50 Camadas TCP/IP Cada camada é responsável por um grupo de tarefas, fornecendo um conjunto de serviços bem definidos para o protocolo da camada superior

51 Camada Física Trata das características elétricas e mecânicas do meio, como tipos de conectores e cabos utilizado para estabelecer uma comunicação

52 Camada de Enlace Divide o fluxo de bits recebido da camada de rede em unidades de dados gerenciáveis (quadros). Entre as responsabilidades da camada de enlace, temos: Endereçamento Controle de Fluxo Controle de Erros Controle de Acesso ao Meio

53 Camada de Rede Transporta pacotes de um computador remetente a um computador destinatário Entre as responsabilidades da Camada de Rede, temos: Endereçamento IP Repasse e Roteamento

54 Camada de Transporte Fornece serviços de comunicação diretamente aos processos de aplicação que rodam em computadores diferentes. Podem resolver problemas como: Confiabilidade (o dado alcançou seu destino?) Integridade (os dados chegaram na ordem correta?)

55 Camada de Aplicação É a camada que a maioria dos programas de rede usa de forma a se comunicar através de uma rede com outros programas. As aplicações de Rede são a razão de uma rede de computadores (James F. Kurose e Keith W. Ross)

56 Camadas TCP/IP Unidade 1

57 Camadas TCP/IP Unidade 1

58 Serviço de Nomes (DNS Domain Name Service) Embora cada computador seja identificado de forma exclusiva através de um endereço IP, não é dessa forma que costumamos localizá-los na Internet. Um dos serviços fundamentais ao funcionamento da Internet é o serviço de nomes de domínio. Esse serviço é oferecido por várias máquinas espalhadas pela Internet e que guardam tabelas que associam o nome de uma máquina ou de uma rede a um endereço IP.

59 Serviço de Nomes (DNS Domain Name Service) Quando você digita o nome de uma máquina no seu browser (por exemplo, o browser primeiro tenta localizá-la consultando uma outra máquina (cujo endereço IP o browser já conhece) que oferece o serviço de nomes. Essa máquina consultaoutros serviços de nomes espalhados pela Internet e em pouco tempo devolve o endereço IP correspondente ao nome solicitado (www.estacio.br devolverá ).

60 Serviço de Nomes (DNS Domain Name Service) Se o sistema de nomes falhar, o browser não conseguirá o número IP que precisa e assim não localizará a máquina correspondente (mesmo que ela não esteja fora do ar).

61 HTTP Hyper Text Transfer Protocol Protocolo para transferência de hipertexto. Daí o nome Hyper Text Transfer Protocol. Este protocolo manipula como padrão arquivos escritos em HTML (Hypertext Markup Language) que podem ter as extensões html ou htm que são interpretadas pelo servidor Web.

62 HTTP Hyper Text Transfer Protocol O HTTP é implementado em dois programas: um programa cliente e outro servidor. Os dois programas, executados em sistemas finais diferentes, conversam um com o outro por meio da troca de mensagens http, utilizando a porta 80 O HTTP define a estrutura dessas mensagens e o modo como o cliente e o servidor as trocam. O HTTP define como clientes Web (browsers) requisitam páginas web ao servidores e como eles as transferem a clientes.

63 HTTP Hyper Text Transfer Protocol

64 URL (Uniform Resource Locator Localizador Padrão de Recursos) É o endereço de um recurso disponível em uma rede (Internet, rede corporativa, intranet, etc) Estrutura: protocolo://máquina[:porta]/caminho/recurso Ex:

65 FTP File Transference Protocol Seu objetivo é exclusivamente lidar com a transferência de arquivos

66 FTP File Transference Protocol FTP provê serviços de transferência, renomeação e eliminação de arquivos, além da criação, modificação e exclusão de diretórios. Para sua operação, são mantidas duas conexões: uma de dados e outra de controle.

67 TELNET (TerminalVirtual) O TELNET é um protocolo que permite a operação em um sistema remoto através de uma sessão de terminal. Com isso, a aplicação servidora recebe as teclas acionadas no terminal remoto como se fosse local.

68 SMTP(Simple Mail Transfer Protocol) O SMTP está no coração do correio eletrônico da internet. Este protocolo transfere mensagens de servidores de correio remetentes para servidores de correio destinatários.

69 POP3 (Post Office Protocol versão 3) O POP3 é um protocolo de cliente de acesso a correio extremamente simples e portanto sua funcionalidade é bastante limitada.

70 IMAP (Internet Mail Access Protocol) O IMAP é um protocolo de acesso a correio, porém com mais recursos, portanto suas implementações dos lados cliente e servidor são significativamente mais complexas. Apesar dessa riqueza de recursos, a maioria dos provedores internet oferecem acesso às contas de via protocolo POP3.

71

72 Internet Intranet Extranet O alcance da Internet é indiscutível e todas as suas estatísticas de crescimento têm sido explosivas. Em meio ao uso cada vez maior da tecnologia Internet, novos termos e conceitos surgem a uma grande velocidade: Intranet Extranet Groupware; e-commerce

73 O conceito de Intranet Definir Intranet é algo simples: Trata-se de uma rede privada baseada na mesma tecnologia presente na Internet. A diferença é o que se faz com essa tecnologia, quais os objetivos que estão por trás do seu uso. A Intranet é um tipo de rede baseado nos mesmos protocolos, equipamentos e serviços que a Internet, mas os utiliza para incrementar a comunicação e a produtividade dentro de uma empresa daí o uso do prefixo intra.

74 História As Intranet surgiram como uma evolução natural do uso da tecnologia Internet. Por volta de 1994, profissionais de informática começaram a experimentar o uso de tecnologia Internet dentro das empresas nas quais trabalhavam, incorporando elementos como uma Web interna aos seus sistemas de informação.

75 Disseminação e Uso A Intranet é um fenômeno recente. Atualmente, no mundo todo, há empresas em diversos estágios de utilização da tecnologia Internet: Aquelas que já aplicaram a tecnologia e geralmente têm casos de grande sucesso; Aquelas que ainda estudam o uso da Intranet; É também, evidentemente, as que ignoram completamente o fenômeno.

76 Informações Centralizadas É nesse contexto de mundo globalizado que surge o grande serviço das Intranets: Informações relativas à empresa, como organogramas, catálogos de produtos, estratégias de vendas, normas internas e até mesmo dados sobre clientes, ficam disponíveis em um servidor Web. Da mesma forma que há na World Wide Web inúmeras informações, na Web interna há potencial para incontáveis informações internas.

77 Informações Centralizadas (Cont.) Os funcionários da empresa, através do uso de um browser, navegam por essas informações, sendo capazes de dar respostas instantâneas e ao mesmo tempo complexas para os clientes. Não é preciso mais procurar manuais, ou telefonar para três ou quatro pessoas antes de responder a uma dúvida. Na própria Intranet, a resposta ao pedido do cliente pode ser encontrada, instantaneamente, durante a própria conversa telefônica.

78 Produtividade e Economia Por outro lado, tendo acesso a inúmeras informações, fórum de debates, feedback de clientes, os funcionários tendem a ser mais produtivos e criativos, gerando um ambiente de maior qualidade, permitindo que a empresa se mantenha competitiva. Aliás, em muitos casos de Intranet, as empresas as utilizaram explicitamente em meio a processos de implantação de gestão e certificação de qualidade total, tanto através da publicação de normas e procedimentos, como também difundindo a própria cultura da qualidade.

79 Produtividade e Economia (Cont.) Há outras vantagens nas Intranets, bastante palpáveis e objetivas, como economia no uso de papel, fax, telefone e até mesmo custo de distribuição de documentos. Em grandes corporações, este aspecto tende a ser muito relevante, já que relatórios que muitas vezes têm centenas de páginas e são distribuídos a dezenas de pessoas, passam a ser publicados de forma centralizada, na Intranet, sem custos de impressão e distribuição e com uma forma de atualização bem mais fácil.

80 Acesso à Internet Um dos recursos naturais a disponibilizar em uma Intranet é o acesso à Internet. Como as duas redes usam a mesma tecnologia, é muito simples permitir o acesso de uma Intranet à Internet, algo feito na maioria das Intranet. Evidentemente, isso representa uma grande utilidade para muitas empresas: os funcionários podem observar o mercado, concorrentes, fornecedores e até mesmo clientes através da World Wide Web; Podem também trocar s com parceiros, fornecedores e clientes, acelerando diversos processos; podem ainda participar de grupos de discussão técnicos e trazer knowhow para a companhia.

81 Acesso à Internet (Cont.) Mas, quando a Intranet é ligada à Internet, surgem algumas questões muito sérias. Uma delas é se os funcionários irão realmente usar a conexão de forma útil e produtiva para a empresa. Com tantas opções de lazer existentes na Internet, realmente essa é uma consideração relevante. Empresas têm experimentado diferentes fórmulas, como restringir o tipo de acesso que cada funcionário tem, censurar certas páginas da Internet, ou até mesmo a atitude radical de cortar o acesso de toda uma empresa.

82 Acesso à Internet (Cont.) Não há unanimidade em relação ao assunto, mas predomina a visão de que, caso o uso da Internet seja coordenado por superiores hierárquicos, ele pode ser direcionado de modo a trazer benefícios para a organização.

83 Extranet O Que é uma Extranet? Um dos inventores do padrão de redes ethernet, Bob Metcalfe, atribuiu para si a invenção desse termo, em uma de suas colunas de abril de 1997, para a publicação InfoWorld. A partir daí, surgiram uma série de empresas dizendo já estar fazendo uso dessa tecnologia, artigos e mais artigos começaram a ser publicados e livros foram impressos.

84 Extranet (Cont.) Mesmo com tudo isso, era, e ainda é, relativamente difícil definir o que é uma Extranet. A fronteira do que deve ser considerado um site Internet ou uma Extranet é um tanto nebulosa. De qualquer forma, pode-se definir uma Extranet como sendo uma: Extensão privada de uma empresa, via sua Intranet corporativa, que permite a seus clientes, parceiros e fornecedores comunicar-se e fazer negócios, através do acesso a seus processos internos.

85 Extranet (Cont.) Por exemplo, pode-se conectar o sistema de pedidos de compra de uma empresa, já existente na sua Intranet e baseado em browsers, ao banco de dados de catalogo de produtos na Intranet de seu fornecedor, criando um Extranet. Outros exemplos de Extranet são consulta de pedidos e estoque, matrícula e publicação de notas de estudantes, ou qualquer outra aplicação onde acesso a Internet, segurança, e privacidade são exigências da aplicação.

86 Internet x Intranet x Extranet Por se tratar de uma evolução da aplicação dos conceitos de Internet e Intranet, uma boa maneira de entender Extranet é fazendo-se a seguinte comparação:

87 Requisitos Uma Extranet requer segurança e privacidade. Isso pressupõe administração de servidores de Firewall, a emissão e uso de certificados digitais ou meios semelhantes de autenticação de usuário, encriptação de mensagens, e o uso de redes privadas virtuais (VPNs). Estes termos serão entendidos mais adiante.

88 Aplicabilidade As empresas podem usar uma Extranet para: Acompanhar reclamações; Permitir a realização de pagamentos eletrônicos; Permitir o acompanhamento (tracking) de pedidos; Integração de processos com vendedores e fornecedores; Trocar grandes volumes de dados usando aplicações web EDI (Electronic Data Interchange); Compartilhar catálogos de produtos exclusivamente com atacadistas ou distribuidores;

89 Aplicabilidade (Cont.) As empresas podem usar uma Extranet para: Colaborar com outras empresas em esforços de desenvolvimento em comum; Desenvolver e usar juntamente com outras empresas programas de treinamento; Compartilhar noticias de interesse comum exclusivamente com empresas parceiras; Replicar bases de dados consolidadas entre duas ou mais Intranet, através de soluções como o Lotus Notes.

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network

1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord 1969 ARPANet - Advanced Research Projects Agency Network O

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Principais Protocolos na Internet Aula 2 Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Compreender os conceitos básicos de protocolo. Definir as funcionalidades dos principais protocolos de Internet.

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 2 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 2 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 2 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Definir as funcionalidades dos principais protocolos de Internet. Compreender os conceitos básicos de protocolo. Conhecer mais a respeito

Leia mais

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Surgimento da internet Expansão x Popularização da internet A World Wide Web e a Internet Funcionamento e personagens da

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Internet A Internet é um conjunto de redes de computadores de domínio público interligadas pelo mundo inteiro, que tem

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL Na internet, cada computador conectado à rede tem um endereço IP. Todos os endereços IPv4 possuem 32 bits. Os endereços IP são atribuídos à interface

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Conceitos Gerais. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Conceitos Gerais. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb ConceitosGerais ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ConceitosGerais Índice 1 História da Internet... 2 a) No Mundo...

Leia mais

INTERNET. Surgimento da Internet. Cenário antes do Projeto Arpanet. Aula 04 Prof. André Cardia andre@andrecardia.pro.br. Surgimento da ARPANET

INTERNET. Surgimento da Internet. Cenário antes do Projeto Arpanet. Aula 04 Prof. André Cardia andre@andrecardia.pro.br. Surgimento da ARPANET INTERNET Aula 04 Prof. André Cardia andre@andrecardia.pro.br Surgimento da Internet Projeto militar dos Estados Unidos, em 1969 o departamento de defesa norte americano (DoD), por meio da ARPA (Advanced

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA conceito inicial Amplo sistema de comunicação Conecta muitas redes de computadores Apresenta-se de várias formas Provê

Leia mais

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Internet A Grande Rede Mundial Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha O que é a Internet? InterNet International Network A Internet é uma rede mundial de

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

In I te t rnet,t,se us principais se s rviços e f e f rramenta t s Aula 04

In I te t rnet,t,se us principais se s rviços e f e f rramenta t s Aula 04 Internet, seus principais serviços e ferramentas Aula 04 2 Histórico A Internet surgiu em 1969 com a ARPAnet (rede da Advanced Research Projects Agency), que era um projeto experimental conduzido pelo

Leia mais

Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet

Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet Introdução ao Conceito de Redes e Infra estrutura Internet Prof. José Alexandre da Costa Alves (MSc) O que é uma rede de Computadores Conjunto de unidades de processamento com capacidade de trocar informações

Leia mais

Informática I. Aula 22. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1

Informática I. Aula 22. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1 Informática I Aula 22 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1 Critério de Correção do Trabalho 1 Organização: 2,0 O trabalho está bem organizado e tem uma coerência lógica. Termos

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

efagundes com Como funciona a Internet

efagundes com Como funciona a Internet Como funciona a Internet Eduardo Mayer Fagundes 1 Introdução à Internet A Internet é uma rede de computadores mundial que adota um padrão aberto de comunicação, com acesso ilimitado de pessoas, empresas

Leia mais

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 INTERNET Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 Internet Origem: Guerra Fria DARPA (Departamento de Defesa de Pesquisas Avançadas)

Leia mais

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor Rede de Computadores Arquitetura ClienteServidor Coleção de dispositivos de computação interconectados que permitem a um grupo de pessoas compartilhar informações e recursos É a conexão de dois ou mais

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09 FACULDADE CAMÕES PORTARIA 4.059 PROGRAMA DE ADAPTAÇÃO DE DISCIPLINAS AO AMBIENTE ON-LINE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL DOCENTE: ANTONIO SIEMSEN MUNHOZ, MSC. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: FEVEREIRO DE 2007. Internet,

Leia mais

BANCO DE DADOS CONTEÚDO INFORMÁTICA. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br BANCO DE DADOS SGBD TABELA CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONTEÚDO INFORMÁTICA. Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br BANCO DE DADOS SGBD TABELA CONCEITOS BÁSICOS CONTEÚDO HARDWARE - 2 AULAS SISTEMA OPERACIONAL - 2 AULAS INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br APLICATIVOS OFFICE - 3 AULAS INTERNET - 1 AULA REDE - 2 AULA SEGURANÇA - 1 AULA BANCO DE

Leia mais

sensitives). Os endereços Internet (E-mail) são comumente escritos em 1 - INTERNET:

sensitives). Os endereços Internet (E-mail) são comumente escritos em 1 - INTERNET: 1 - INTERNET: 1.1 - Conceitos: 1.1.1 - A Internet Uma definição mais formal sobre o que é a Internet pode ser resumida como uma rede de computadores, de abrangência mundial e pública, através da qual estão

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06 Prof. Fábio Diniz Na aula anterior ERP Enterprise Resource Planning Objetivos e Benefícios ERP Histórico e Integração dos Sistemas

Leia mais

Módulo 11 A Web e seus aplicativos

Módulo 11 A Web e seus aplicativos Módulo 11 A Web e seus aplicativos Até a década de 90, a internet era utilizada por acadêmicos, pesquisadores e estudantes universitários para a transferência de arquivos e o envio de correios eletrônicos.

Leia mais

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS Aulas : Terças e Quintas Horário: AB Noite [18:30 20:20hs] PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS 1 Conteúdo O que Rede? Conceito; Como Surgiu? Objetivo; Evolução Tipos de

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Mercados em potencial de serviços Serviços da Web ftp,http,email,news,icq! Mercados em potencial de serviços FTP IRC Telnet E-mail WWW Videoconferência

Leia mais

Internet. O que é a Internet?

Internet. O que é a Internet? O que é a Internet? É uma rede de redes de computadores, em escala mundial, que permite aos seus utilizadores partilharem e trocarem informação. A Internet surgiu em 1969 como uma rede de computadores

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - SI Elaborado e adaptado por: Prof.Mestra Rosimeire Ayres Sistemas Colaborativos Empresariais (ECS) Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar

Leia mais

Aula 1 Cleverton Hentz

Aula 1 Cleverton Hentz Aula 1 Cleverton Hentz Sumário da Aula Introdução História da Internet Protocolos Hypertext Transfer Protocol 2 A Internet é um conjunto de redes de alcance mundial: Comunicação é transparente para o usuário;

Leia mais

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP SMTP "Protocolo de transferência de correio simples (ou em inglês Simple Mail Transfer Protocol ) é o protocolo padrão para envio de e- mails através da

Leia mais

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET

APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET APOSTILA BÁSICA SOBRE INTERNET DEFINIÇÕES BÁSICAS A Internet é um conjunto de redes de computadores interligados pelo mundo inteiro, ue têm em comum um conjunto de protocolos e serviços. O ue permite a

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Internet A Internet é um conjunto de redes de computadores de domínio público interligadas pelo mundo inteiro, que têm em comum um

Leia mais

Silvana Lopes Profª de Informática ETEC São Paulo

Silvana Lopes Profª de Informática ETEC São Paulo Profª de Informática ETEC São Paulo Navegador = Browser Navegador Mozilla Firefox Navegador = Browser Navegador Internet Explorer Navegador = Browser Navegador Chrome Rede local LAN Definição de Rede Local

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 INTERNET INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 OBJETIVOS Apresentar definições e aspectos envolvidos Diferenciar por abrangência Apresentar tecnologias de segurança Apresentar usos e métodos de busca

Leia mais

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET Objectivos História da Internet Definição de Internet Definição dos protocolos de comunicação Entender o que é o ISP (Internet Service Providers) Enumerar os equipamentos

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Agenda Motivação Objetivos Histórico Família de protocolos TCP/IP Modelo de Interconexão Arquitetura em camadas Arquitetura TCP/IP Encapsulamento

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade II REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO

Prof. Luís Rodolfo. Unidade II REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Unidade II REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Redes de computadores e telecomunicação Objetivos da Unidade II Estudar, em detalhes, as camadas: Aplicação Apresentação Sessão Redes

Leia mais

Informática Internet Internet

Informática Internet Internet Informática Internet Internet A Internet é uma rede mundial de computadores de acesso de público ilimitado. Na prática, pode-se dizer que ela é composta por um conjunto de muitas redes interconectadas.

Leia mais

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose)

Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) Cap 03 - Camada de Aplicação Internet (Kurose) 1. Qual a diferença entre um Programa de computador e um Processo dentro do computador? R. Processo é um programa que está sendo executado em uma máquina/host,

Leia mais

Especialização. Redes TCP/IP. Prof. Edgard Jamhour. Redes TCP/IP

Especialização. Redes TCP/IP. Prof. Edgard Jamhour. Redes TCP/IP Especialização Redes TCP/ Prof. Edgard Jamhour Redes TCP/ Especialização Endereçamento Internet e Intranet Redes TCP/ Internet = REDE TCP/ Endereço de 32 bits Identificador da rede Identificador do host

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial

Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Informação Gerencial Aula 06 Prof.ª Bruna Patrícia da Silva Braga Infraestrutura de TI: Redes de Computadores Redes de Computadores Conjunto de computadores e periféricos ligados entre si através

Leia mais

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Prnet/2013 Linguagem de Programação Web» Programas navegadores» Tipos de URL» Protocolos: HTTP, TCP/IP» Hipertextos (páginas WEB)» HTML, XHTML»

Leia mais

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente Internet e Intranet Cliente / Servidor Cliente Servidor Cliente Cliente Cliente Cliente / Servidor SERVIDOR Computador ou equipamento que fornece algum tipo de serviço em redes (Armazenamento e compartilhamento

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 09/2013 Cap.3 Protocolo TCP e a Camada de Transporte 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica. Os professores

Leia mais

Programação e Designer para WEB

Programação e Designer para WEB Programação e Designer para WEB Introdução Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Introdução a hipertexto. A linguagem HTML.

Leia mais

Introdução. Ciência da Computação DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA WEB. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com

Introdução. Ciência da Computação DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA WEB. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Ciência da Computação DESENVOLVIMENTO DE APLICAÇÕES PARA WEB Introdução Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com INTERNET Criada a ARPANET em 1970 com a finalidade de conectar departamentos

Leia mais

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Um analista de sistemas deseja enviar para seu cliente um arquivo de 300 Mb referente a uma atualização do software. Para transferir esse

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Tecnologias de Informação e Comunicação Introdução Internet? Introdução 11-03-2007 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 2 Internet Introdução É uma rede global de computadores interligados que comunicam

Leia mais

Internet. Professor: Francisco Silva

Internet. Professor: Francisco Silva Internet e Serviços Internet A Internet, ou apenas Net, é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet Noções de Internet: O que é Internet; História da Internet; Recursos da Internet; Serviços não-web.

Leia mais

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo

Valor Comercial das Telecomunicações. Telecomunicações nas Empresas. Superar barreiras geográficas. Superar barreiras do tempo Valor Comercial das Telecomunicações Superar barreiras geográficas Atendimento ao cliente/preenchimento de pedidos Superar barreiras do tempo Consultas de crédito (POS) Superar barreiras de custo Videoconferência

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES O QUE É PROTOCOLO? Na comunicação de dados e na interligação em rede, protocolo é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas. Sem protocolos, uma rede

Leia mais

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier

Principais protocolos da Internet. Alexandre Gonçalves Xavier Principais protocolos da Internet Servidor x Serviço O que é um serviço em uma rede? Servidores Cliente x Servidor Rede Serviços Visualização de Páginas É um serviço baseado em hipertextos que permite

Leia mais

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System

Redes - Internet. Sumário 26-09-2008. Aula 3,4 e 5 9º C 2008 09 24. } Estrutura baseada em camadas. } Endereços IP. } DNS -Domain Name System Redes - Internet 9º C 2008 09 24 Sumário } Estrutura baseada em camadas } Endereços IP } DNS -Domain Name System } Serviços, os Servidores e os Clientes } Informação Distribuída } Principais Serviços da

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 3 Internet, Browser e E-mail Professora: Cintia Caetano SURGIMENTO DA INTERNET A rede mundial de computadores, ou Internet, surgiu em plena Guerra Fria, no final da década de

Leia mais

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

INTRANETS. Disciplina: Comércio Eletrônico Prof.: Luis Alberto Gómez Alunos: Renato Jorge Prim Alessandra Teixeira Luciana Silvy

INTRANETS. Disciplina: Comércio Eletrônico Prof.: Luis Alberto Gómez Alunos: Renato Jorge Prim Alessandra Teixeira Luciana Silvy INTRANETS Disciplina: Comércio Eletrônico Prof.: Luis Alberto Gómez Alunos: Renato Jorge Prim Alessandra Teixeira Luciana Silvy I N T R A N E T S O que é Intranet? A intranet é um tipo de rede (LAN ou

Leia mais

INTERNET CONCEITOS. Internet é a "grande rede mundial de computadores"

INTERNET CONCEITOS. Internet é a grande rede mundial de computadores INTERNET CONCEITOS O que é Internet Estamos acostumados a ouvir que Internet é a "grande rede mundial de computadores" Entretanto, essa definição não é muito simplista. Na realidade, Ela é uma coleção

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE PÁGINAS WEB I. Prof. Antonio Miguel Faustini Zarth antonio.zarth@ifms.edu.br

CONSTRUÇÃO DE PÁGINAS WEB I. Prof. Antonio Miguel Faustini Zarth antonio.zarth@ifms.edu.br CONSTRUÇÃO DE PÁGINAS WEB I Prof. Antonio Miguel Faustini Zarth antonio.zarth@ifms.edu.br INTERNET Tópicos desta aula Internet sob a perspectiva do desenvolvedor web Funcionamento geral Protocolos e portas

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP Redes de Computadores Protocolos de comunicação: TCP, UDP Introdução ao TCP/IP Transmission Control Protocol/ Internet Protocol (TCP/IP) é um conjunto de protocolos de comunicação utilizados para a troca

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br

FACULDADE PITÁGORAS. Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA FUNDAMENTOS DE REDES REDES DE COMPUTADORES Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos cpgcarlos@yahoo.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Material elaborado com base nas apresentações

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

A Internet WILLIAM A ZACARIOTTO

A Internet WILLIAM A ZACARIOTTO A Internet WILLIAM A ZACARIOTTO INTERNET História O que é a Internet? Para que serve? Quem controla? Como funciona WWW Serviços Como conectar-se? Domínios e Endereços O QUE É A INTERNET Rede mundial de

Leia mais

www.leitejunior.com.br 17/03/2011 15:04 Leite Júnior QUESTÕES FCC 2010 REDES (INTERNET/INTRANET)

www.leitejunior.com.br 17/03/2011 15:04 Leite Júnior QUESTÕES FCC 2010 REDES (INTERNET/INTRANET) QUESTÕES FCC 2010 REDES (INTERNET/INTRANET) CONCURSO: TRE AMAZONAS DATA: 31/01/2010 QUESTÃO 01 - O transporte de páginas Web entre um servidor e um cliente da Internet é realizado pelo protocolo (A) TCP.

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Professora: Sheila Cáceres Uma mensagem enviada em internet é dividida em pacotes de tamanho uniforme. Cada pacote

Leia mais

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação A camada de aplicação fornece os serviços "reais" de rede para os usuários. Os níveis abaixo da aplicação fornecem

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1 OBJETIVOS 1. O que é a nova infra-estrutura informação (TI) para empresas? Por que a conectividade é tão importante nessa infra-estrutura

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

T ecnologias de I informação de C omunicação

T ecnologias de I informação de C omunicação T ecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Aferir sobre a finalidade da Internet Identificar os componentes necessários para aceder

Leia mais

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 01 INTRODUÇÃO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação CONCEITO Dois ou mais computadores conectados entre si permitindo troca de informações, compartilhamento de

Leia mais

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br

Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br INFORMÁTICA Prof.: MARCIO HOLLWEG mhollweg@terra.com.br CONCEITOS DE INTERNET E INTRANET CONCEITOS DE INTERNET E INTRANET INTERNET => CONJUNTO DE REDES LIGANDO COMPUTADORES MUNDO A FORA. INTRANET => REDE

Leia mais

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural

Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP. Modelo Arquitetural Arquitetura e Protocolos de Rede TCP/IP Modelo Arquitetural Motivação Realidade Atual Ampla adoção das diversas tecnologias de redes de computadores Evolução das tecnologias de comunicação Redução dos

Leia mais

INTERNET, INTRANET E EXTRANET

INTERNET, INTRANET E EXTRANET INTERNET, INTRANET E EXTRANET 1 Internet Rede de computadores que interliga milhões de usuários em todo o mundo. Não é uma rede única, mas um grupo de redes hierarquizadas. Pessoas e computadores trocando

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

// Questões para estudo

// Questões para estudo // Questões para estudo 2 // Ferramentas Básicas de Internet e Web 2.0 1. Sobre a internet, marque a opção correta: A) A internet poder ser definida como uma rede mundial, composta por mihões e milhões

Leia mais

Valor Comercial das Telecomunicações

Valor Comercial das Telecomunicações Valor Comercial das Telecomunicações Superar barreiras geográficas Atendimento ao cliente/preenchimento de pedidos Superar barreiras do tempo Consultas de crédito (POS) Superar barreiras de custo Videoconferência

Leia mais

Sérgio Cabrera Professor Informática 1

Sérgio Cabrera Professor Informática 1 1. A tecnologia que utiliza uma rede pública, como a Internet, em substituição às linhas privadas para implementar redes corporativas é denominada. (A) VPN. (B) LAN. (C) 1OBaseT. (D) 1OBase2. (E) 100BaseT.

Leia mais

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Capítulo 9 A INTERNET E A NOVA INFRA-ESTRUTURA DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 9.1 2003 by Prentice Hall OBJETIVOS O que é a nova infra-estrutura de tecnologia de informação (IT) para empresas? Por que a conectividade

Leia mais

Informática Básica. Internet Intranet Extranet

Informática Básica. Internet Intranet Extranet Informática Básica Internet Intranet Extranet Para começar... O que é Internet? Como a Internet nasceu? Como funciona a Internet? Serviços da Internet Considerações finais O que é Internet? Ah, essa eu

Leia mais

Pequena história da Internet

Pequena história da Internet Pequena história da Internet A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency). Era uma rede

Leia mais

INFORMÁTICA. Prof. Rafael Fernando Zimmermann

INFORMÁTICA. Prof. Rafael Fernando Zimmermann INFORMÁTICA Prof. Rafael Fernando Zimmermann O que é uma rede de computadores? Conceito: Conjunto de computadores interligados por estruturas físicas que seguem regras de comunicação definidas por programas.

Leia mais

Ferramentas para Desenvolvimento Web

Ferramentas para Desenvolvimento Web Ferramentas para Desenvolvimento Web Profa. Dra. Joyce Martins Mendes Battaglia Mini Currículo Bel. em Ciência da Computação - Unib Mestre e doutora em Eng. Elétrica USP Professora /Coordenadora Pesquisadora

Leia mais

Programação e Designer para WEB

Programação e Designer para WEB Programação e Designer para WEB Introdução Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa I t d ã hi t t Introdução a hipertexto. A

Leia mais

Internet. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br

Internet. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Internet Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Internet A Internet não é de modo algum uma rede, mas sim um vasto conjunto de redes diferentes que utilizam certos protocolos comuns e fornecem

Leia mais