A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas. A extinção do vínculo de emprego público

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas. A extinção do vínculo de emprego público"

Transcrição

1 A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas A extinção do vínculo de emprego público Lisboa e Porto, Outubro e Novembro de 2015 Extinção do vínculo 2

2 A cessação na TFP LTFP Caducidade Art.º 291.º Caducidade do CTRC Art.º 293.º Caducidade do CTI Art.º 294.º Insolvência e recuperação de empresa (não aplicável) 3 LTFP Extinção por acordo Art.º 294.º e ss. Extinção do vínculo na sequência do processo de requalificação Art.º 288.º, n.º 2 Extinção por motivos disciplinares Art.º 296.º e ss. Regime da requalificação 4

3 LTFP Extinção pelo trabalhador com aviso prévio Art.º 302.º 2 s.s. Extinção pelo trabalhador com justa causa Art.º 306.º e s.s. Denúncia do contrato ou exoneração Art.º 304.º 5 A extinção do vínculo Causa específica Extinção do vínculo na sequência na sequência de processo de requalificação Artigo 245.º, n.º 2 e 311.º e ss. 6

4 Caducidade - Causas Verificando-se o termo do contrato (devendo distinguirse entre caducidade do CTRC e caducidade do CTI) Em caso de impossibilidade superveniente absoluta e definitiva do trabalhador prestar o seu trabalho Com a reforma ou aposentação do trabalhador, por velhice ou invalidez ou, em qualquer caso, quando o trabalhador completar 70 anos de idade Por extinção do órgão ou serviço a que o trabalhador pertence 7 Cessação do contrato a termo resolutivo 8

5 E como cessa o contrato? Por caducidade (art.º s 293.º e 294.º LTFP) No termo do prazo estipulado desde que a entidade empregadora pública ou o empregador não comuniquem por escrito, 30 dias antes do prazo expirar, a vontade de o renovar; Nos contratos a termo incerto o contrato caduca quando, prevendo-se a ocorrência do termo incerto a entidade empregadora pública comunique ao trabalhador a cessação do mesmo, com uma antecedência mínima de 7, 30 ou 60 dias, conforme o contrato tenha durado até 6 meses, de 6 meses até 2 anos ou por período superior 9 Compensação a atribuir ao trabalhador (artigo 293.º, n.º 3, 294.º, n.º 4 e artigo 344.º, n.º 2 do CT) O direito a uma compensação, salvo quando a caducidade decorra da vontade do trabalhador; Contrato de trabalho a termo certo: Correspondente a 18 dias de remuneração por cada ano completo de actividade, calculada nos termos do n.º 2 do artigo 366.º do CT; Contrato de trabalho a termo incerto: Correspondente à soma dos seguintes montantes (calculada nos termos do n.º 2 do artigo 366.º do CT): 18 dias de retribuição base e diuturnidades por cada ano completo de antiguidade, no que respeita aos três primeiros de duração do contrato; 12 dias de retribuição base e diuturnidades por cada ano completo de antiguidade, nos anos subsequentes; Em caso de fracção do ano a compensação é calculada proporcionalmente 10

6 Extinção por acordo (artigo 295.º e ss. da LTFP) 11 Extinção por acordo Dependente de prévia autorização dos membros do Governo das finanças e da AP e do membros do Governo com poder de direção, superintendência ou tutela sobre o órgão ou serviço a cujo mapa de pessoal o trabalhador pertence Desnecessidade de prévia autorização daqueles membros do Governo no caso do trabalhador se encontrar integrado na carreira de assistente técnico ou de assistente operacional Dependente ainda de dois requisitos cumulativos (elementos instrutórios): a) Sejam comprovadas a obtenção de ganhos de eficiência e a redução permanente da despesa para a entidade empregadora pública, designadamente pela demonstração de que o trabalhador não requer substituição; b) Seja demonstrada a existência de disponibilidade orçamental, no ano da cessação, para suportar a despesa inerente à compensação a atribuir ao trabalhador. 12

7 Uma eventual iniciativa prévia O membro do Governo responsável pelas áreas das finanças e da Administração Pública, previamente à celebração do acordo de cessação, pode requerer à entidade gestora da mobilidade a avaliação da possibilidade de colocação do trabalhador em posto de trabalho compatível com a sua categoria, experiência e qualificações profissionais. A possibilidade de regulamentação de programas setoriais de redução de efetivos Por portaria dos membros do Governo das finanças e da AP e da tutela Programas setoriais por recurso à celebração de acordos de cessação Fixação dos requisitos e condições específicas a aplicar nesses programas Objeto de negociação prévia com as organizações sindicais. 13 Compensação a atribuir ao trabalhador Artigo 296.º No máximo a 20 dias de remuneração base por cada ano completo de antiguidade determinada do seguinte modo: a) O valor diário da RB é o resultado da divisão por 30 da RB mensal b) Em caso de fração do ano, o montante da compensação é calculado proporcionalmente c) O montante global da compensação a atribuir não pode ser superior a 100 vezes a retribuição mínima mensal garantida (RMMG 505 ) d) O montante global da compensação não pode ser superior ao montante das RB a auferir pelo trabalhador até à idade legal da reforma ou da aposentação 14

8 Forma do acordo de cessação O acordo de cessação deve constar de documento assinado por ambas as partes Quantias pagas a título de compensação Quantias decorrentes de créditos já vencidos (sendo o caso) ou exigíveis em virtude da cessação Data da celebração do acordo e início de produção dos seus efeitos 15 Os Programas de Rescisões por Mútuo Acordo Portaria n.º 221-A/2013, de 8 de Julho (assistentes técnicos e assistentes operacionais Administração Central e Administração Local que tiver decidido aderir) Portaria n.º 332-A/2013, de 11 de Novembro (trabalhadores integrados na Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário, dos estabelecimentos de educação ou de ensino dependentes do Ministério da Educação e Ciência) Portaria n.º 1/2014, de 13 de Janeiro (assistentes técnicos e assistentes operacionais Administração Regional) Portaria n.º 8-A/2014, de 15 de Janeiro (técnicos superiores Administração Central) Portaria n.º 219/2014, de 13 de Outubro (trabalhadores da Administração Local) 16

9 Extinção pelo trabalhador com aviso prévio Denúncia/Exoneração Denúncia (304.º) O trabalhador pode denunciar o contrato independentemente de justa causa, mediante mera comunicação escrita enviada à entidade empregadora pública com uma antecedência mínima de 30 ou 60 dias, conforme tenha, respetivamente, até dois anos ou mais de dois anos de antiguidade no órgão ou serviço Tratando-se de CTC - se o contrato tiver uma duração igual ou superior a seis meses, o trabalhador deve avisar a entidade empregadora com uma antecedência mínima de 30 dias ou, no caso de o contrato ter uma duração inferior a seis meses, com uma antecedência de 15 dias Se tal prazo não for cumprido, o trabalhador ficará obrigado a indemnizar a entidade empregadora pública, no valor igual à remuneração base correspondente ao período de antecedência em falta, sem prejuízo da responsabilidade civil pelos danos eventualmente causados 17 Extinção pelo trabalhador com aviso prévio Denúncia/Exoneração Exoneração 305.º A nomeação do trabalhador cessa por exoneração do trabalhador, que produz efeitos no 30.º dia a contar da data da apresentação do requerimento escrito, excepto se o trabalhador e a entidade empregadora acordarem diferentemente Se tal prazo não for cumprido, o trabalhador ficará obrigado a indemnizar a entidade empregadora pública, no valor igual à remuneração base correspondente ao período de antecedência em falta, sem prejuízo da responsabilidade civil pelos danos eventualmente causados 18

10 Extinção pelo trabalhador com justa causa (artigo 307.º) 19 Extinção pelo trabalhador com justa causa a) Falta culposa de pagamento pontual da remuneração; b) Violação culposa das garantias legais ou convencionais do trabalhador; c) Aplicação de sanção ilegal; d) Falta culposa de condições de segurança, higiene e saúde no trabalho; e) Lesão culposa de interesses patrimoniais sérios do trabalhador; f) Ofensas à integridade física ou moral, liberdade, honra ou dignidade do trabalhador, puníveis por lei, praticadas pelo empregador público ou seu representante legítimo; g) Necessidade de cumprimento de obrigações legais incompatíveis com a continuação do vínculo; h) Alteração substancial e duradoura das condições de trabalho no exercício legítimo de poderes do empregador público; i) Falta não culposa de pagamento pontual da remuneração. 20

11 Extinção pelo trabalhador com justa causa Para apreciação da justa causa deve atender-se ao grau de lesão dos interesses do trabalhador e às demais circunstâncias que no caso se mostrem relevantes; A declaração de extinção do vínculo pelo trabalhador deve ser feita por escrito, com indicação sucinta dos factos que a justificam, nos 30 dias subsequentes ao conhecimento desses factos; A extinção do vínculo com fundamento em justa causa confere ao trabalhador o direito a uma indemnização, a determinar entre 30 e 60 dias de remuneração base auferida pelo trabalhador por cada ano completo de antiguidade no exercício de funções públicas, mas nunca podendo ser inferior a três meses de remuneração base; 21 Extinção pelo trabalhador com justa causa No caso de fração de ano de antiguidade, o valor da indemnização é calculado proporcionalmente; No caso de contrato a termo, a indemnização prevista nos números anteriores não pode ser inferior à quantia correspondente às remunerações vincendas 22

12 Cessação do contrato de trabalho na sequência do processo de reorganização de serviços e racionalização de efetivos (artigos 245.º e ss. e artigo 311.º a 313.º) 23 A reafectação dos Trabalhadores em caso de reorganização e racionalização de efetivos (requalificação) 24

13 Pode ser uma causa específica de cessação do contrato de trabalho Matéria a tratar nas formas de extinção do vínculo de emprego público Artigo 289.º (n.º 2) Artigo 311.º 25 Pode ser uma causa específica de cessação do contrato de trabalho Procedimento Artigo 311.º Contrato cessa após o decurso da 1.ª fase do processo de requalificação, se o trabalhador não abrangido pela 2.ª fase não reiniciou funções em órgão ou serviço Entidade gestora do sistema de requalificação notifica o trabalhador da inexistência de outros postos de trabalho com a sua carreira/categoria ou qualificação profissional Cessação do contrato no prazo de 30 dias a contar desta notificação 26

14 Pode ser uma causa específica de cessação do contrato de trabalho Compensação pela cessação do contrato Artigo 312.º Compensação calculada nos termos do Código do Trabalho artigo 366.º (redação da Lei n.º 69/2013) e artigo 12.º da Lei n.º 35/2014 Com base na remuneração base auferida antes da redução imposta pela situação de requalificação em que se encontrava Paga pela Secretaria-Geral do Ministério das Finanças 27

COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO

COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO PÓS-TROIKA O QUE MUDOU NOS DESPEDIMENTOS? Autora: Sofia Pamplona, Associada na TELLES. COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO 1 CONTRATO DE TRABALHO CELEBRADO

Leia mais

O Cálculo da Compensação. Artigo 366.º, número 1 do Código do Trabalho

O Cálculo da Compensação. Artigo 366.º, número 1 do Código do Trabalho ALTERAÇÃO DA FÓRMULA DE CÁLCULO DAS COMPENSAÇÕES DEVIDAS POR CESSAÇÃO DE CONTRATO POR CAUSAS OBJECTIVAS, POR INADAPTAÇÃO E AINDA POR CADUCIDADE DE CONTRATOS A TERMO. Súmula prática da Lei 69/2013, de 30

Leia mais

Nota: Todos os preceitos desacompanhados de referência ao respectivo diploma pertencem ao Código do Trabalho.

Nota: Todos os preceitos desacompanhados de referência ao respectivo diploma pertencem ao Código do Trabalho. Lei n.º 53/2011 de 14 de Outubro, que procede à segunda alteração ao Código do Trabalho, aprovado em anexo à Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro, estabelecendo um novo sistema de compensação em diversas

Leia mais

Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações

Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações ÍNDICE 01 Acórdão n.º 602/2013, de 20 de Setembro, do Tribunal Constitucional Consequências 02 Lei n.º 69/2013, de 30 de Agosto Compensações

Leia mais

Lei n.º 53/2011. de 14 de Outubro

Lei n.º 53/2011. de 14 de Outubro Lei n.º 53/2011 de 14 de Outubro Procede à segunda alteração ao Código do Trabalho, aprovado em anexo à Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro, estabelecendo um novo sistema de compensação em diversas modalidades

Leia mais

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO [novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO Aos [1] dias do mês de [2] de, em [3], entre: PRIMEIRO: [4], pessoa colectiva n.º [5], com sede em [6], capital

Leia mais

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO A TEMPO PARCIAL

[novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO A TEMPO PARCIAL [novas contratações] CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CONTRATO A TERMO RESOLUTIVO CERTO A TEMPO PARCIAL Aos [1] dias do mês de [2] de, em [3], entre: PRIMEIRO: [4], pessoa colectiva n.º [5], com

Leia mais

Formador: Carlos Varandas Nunes. Seminário Lei do Trabalho em Funções Públicas

Formador: Carlos Varandas Nunes. Seminário Lei do Trabalho em Funções Públicas Formador: Carlos Varandas Nunes Seminário Lei do Trabalho em Funções Públicas Apresentação Carlos Varandas Nunes 46 anos Mestre em Gestão- Administração Pública Organização da Formação Dúvidas que me fizeram

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N.º 5-A/2008 [artigo 20.º, n.º 1, alínea a), da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril] I INTRODUÇÃO

RECOMENDAÇÃO N.º 5-A/2008 [artigo 20.º, n.º 1, alínea a), da Lei n.º 9/91, de 9 de Abril] I INTRODUÇÃO Número: 5/A/2008 Data: 03.07.2008 Entidade visada: Director Regional do Orçamento e Tesouro Assunto: Recursos Humanos. Compensação por caducidade de contrato de trabalho a termo resolutivo incerto. Processo:

Leia mais

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES

ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES ACUMULAÇÃO DE FUNÇÕES Ex.mo(a) Senhor(a) Nome n.º, com relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado/termo resolutivo desta Câmara Municipal, com a carreira/categoria de e afeto ao setor,

Leia mais

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 ASSUNTO: PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2017 A partir de 1 de janeiro de 2017, por força da entrada em vigor do Orçamento do Estado para o ano de 2017, aprovado pela

Leia mais

Secretarias de Estado do Orçamento, dos Assuntos Fiscais e da Administração Pública. Despacho de 3 de dezembro de 2013

Secretarias de Estado do Orçamento, dos Assuntos Fiscais e da Administração Pública. Despacho de 3 de dezembro de 2013 Secretarias de Estado do Orçamento, dos Assuntos Fiscais e da Administração Pública Despacho de 3 de dezembro de 2013 ASSUNTO: Procedimentos para a operacionalização do pagamento das compensações no âmbito

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO

CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO ENTRE: CONTRATO DE TRABALHO A TERMO CERTO Ida e Volta Portugal, Lda., com sede em Rua do Forte, pessoa colectiva número XXX, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o mesmo número,

Leia mais

LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CÓDIGO DE TRABALHO

LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CÓDIGO DE TRABALHO DE TRABALHO I. Enquadramento Geral A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas entrou em vigor no dia 1 de agosto de 2014. A Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (adiante designada por LTFP) aprovada

Leia mais

Direito do Trabalho. Ano Lectivo 2008/2009. Docente: Catarina Frade

Direito do Trabalho. Ano Lectivo 2008/2009. Docente: Catarina Frade Direito do Trabalho Ano Lectivo 2008/2009 Docente: Catarina Frade Sumário 24 O acesso ao trabalho: o contrato de trabalho A cessação do contrato de trabalho Mútuo acordo Despedimento Rescisão Extinção

Leia mais

4. CESSAÇÃO DO VÍNCULO

4. CESSAÇÃO DO VÍNCULO 4. CESSAÇÃO DO VÍNCULO 4.1 Causas de extinção do vínculo 4.1.1 Conclusão sem sucesso do período experimental O período experimental encontra-se regulado nos arts. 45.º e segs. Corresponde ao período inicial

Leia mais

Circular nº 25/ de Setembro de Assunto: LEGISLAÇÃO LABORAL. Caros Associados,

Circular nº 25/ de Setembro de Assunto: LEGISLAÇÃO LABORAL. Caros Associados, Circular nº 25/2013 25 de Setembro de 2013 Assunto: LEGISLAÇÃO LABORAL Caros Associados, Recentemente foram publicados vários diplomas legais na área da legislação laboral, que levamos ao conhecimento

Leia mais

Lei n.º 20/2012, de 14 de maio. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 20/2012, de 14 de maio. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 20/2012, de 14 de maio A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Artigo 1.º Objeto 1. A presente lei altera a Lei n.º 64-B/2011, de

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS

MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS MINUTA DE CONTRATO DE GESTÃO ACESSO E PERMANÊNCIA DA ACTIVIDADE DE INSPECÇÃO TÉCNICA A VEÍCULOS O primeiro outorgante, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres, I.P., doravante designado

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MORA 1

CÂMARA MUNICIPAL DE MORA 1 CÂMARA MUNICIPAL DE MORA 1 BAR CafeLítico CADERNO DE ENCARGOS 1º Do estabelecimento O estabelecimento, designado por Bar CafeLítico, construído e equipado pela Câmara Municipal no âmbito do Projecto Estação

Leia mais

Programa de Rescisões por Mútuo Acordo de Docentes FAQ s

Programa de Rescisões por Mútuo Acordo de Docentes FAQ s Programa de Rescisões por Mútuo Acordo de Docentes FAQ s 1. Como funciona o Programa? 1.1. Posso aceder ao Programa de Rescisões por Mútuo Acordo? Para aceder ao programa deve preencher os requisitos previstos

Leia mais

NOVO REGIME DOS ESTÁGIOS PROFISSIONAIS

NOVO REGIME DOS ESTÁGIOS PROFISSIONAIS NOVO REGIME DOS ESTÁGIOS PROFISSIONAIS No âmbito do acordo tripartido para um novo sistema de regulação das relações laborais, das políticas de emprego e da protecção social, celebrado entre o Governo

Leia mais

Regulamentação. Guia informativo para Contratados

Regulamentação. Guia informativo para Contratados Regulamentação Guia informativo para Contratados Férias Os trabalhadores têm direito a um período de férias remuneradas em cada ano civil, nos termos previstos no Código do Trabalho (Lei n.º 7/2009, de

Leia mais

ENQUADRAMENTO LEGAL DO FCT E FGCT IMPLICAÇÕES DE NATUREZA LABORAL. Catarina Santos Ferreira. 7 de outubro de 2013

ENQUADRAMENTO LEGAL DO FCT E FGCT IMPLICAÇÕES DE NATUREZA LABORAL. Catarina Santos Ferreira. 7 de outubro de 2013 ENQUADRAMENTO LEGAL DO FCT E FGCT IMPLICAÇÕES DE NATUREZA LABORAL Catarina Santos Ferreira cs.ferreira@abbc.pt 7 de outubro de 2013 Largo de São Carlos, nº 3, 1200-410 Lisboa Portugal. - Tel: +351 21 358

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 8 de setembro de Série. Número 138

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 8 de setembro de Série. Número 138 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 8 de setembro de 2015 Série Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DA INCLUSÃO E ASSUNTOS SOCIAIS Portaria n.º 161/2015 Estabelece a Medida Incentivo

Leia mais

Obrigação de Informação

Obrigação de Informação Obrigação de Informação Nos termos do disposto no artigo 97º do Código do trabalho a entidade empregadora tem o dever de informar o trabalhador sobre aspectos relevantes do contrato de trabalho. Por outro

Leia mais

Artigo 12.º. b) Operações que envolvam entidades não residentes em território português;

Artigo 12.º. b) Operações que envolvam entidades não residentes em território português; Regime Complementar do Procedimento de Inspeção Tributária Artigo 12.º 1 2 3 - O disposto nos números anteriores compreende, relativamente aos grandes contribuintes, a decisão antecipada, sobre a qualificação

Leia mais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais

CÓDIGO DO TRABALHO. CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito do trabalho. CAPÍTULO I - Disposições gerais CÓDIGO DO TRABALHO Lei n.º 7/2009, de 12 de Fevereiro LIVRO I - Parte geral TÍTULO I - Fontes e aplicação do direito do trabalho CAPÍTULO I - Fontes do direito do trabalho CAPÍTULO II - Aplicação do direito

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. Lei nº 23/2012, de 25 de Junho

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO. Lei nº 23/2012, de 25 de Junho ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO Lei nº 23/2012, de 25 de Junho Aproxima-se o dia um de Agosto, data em que entram em vigor as novas alterações ao Código do Trabalho, as quais foram já objecto de uma acção

Leia mais

SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DO TRABALHO

SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DO TRABALHO Nota explicativa sobre SISTEMA DE COMPENSAÇÃO DO TRABALHO I. FINALIDADE Assegurar o direito dos trabalhadores ao recebimento efetivo de metade do valor da compensação devida por cessação do contrato de

Leia mais

MINUTA COMPENSAÇÃO POR CADUCIDADE DE CONTRATOS DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS A TERMO RESOLUTIVO CERTO EXTENSÃO DOS EFEITOS DE SENTENÇA.

MINUTA COMPENSAÇÃO POR CADUCIDADE DE CONTRATOS DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS A TERMO RESOLUTIVO CERTO EXTENSÃO DOS EFEITOS DE SENTENÇA. MINUTA COMPENSAÇÃO POR CADUCIDADE DE CONTRATOS DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS A TERMO RESOLUTIVO CERTO EXTENSÃO DOS EFEITOS DE SENTENÇA Exmº Senhor Ministro da Educação e Ciência...(nome), professor(a)

Leia mais

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT)

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT) Os dados recolhidos são processados automaticamente, destinando-se à prossecução das atribuições legalmente cometidas à administração fiscal. Os interessados poderão aceder à informação que lhes diga respeito

Leia mais

PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO)

PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO) PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO) Condições de Acesso (Portaria n.º 985/2009 de 4 de Setembro) 0 PAECPE (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDORISMO E À CRIAÇÃO DO PRÓPRIO

Leia mais

Regime Contraordenacional

Regime Contraordenacional Ficha Técnica Autor: (DGSS) - Divisão dos Instrumentos Informativos - Direção de Serviços da Definição de Regimes Editor: DGSS Conceção Gráfica: DGSS / Direção de Serviços de Instrumentos de Aplicação

Leia mais

CONTRATO EMPREGO-INSERÇÃO

CONTRATO EMPREGO-INSERÇÃO CONTRATO EMPREGO-INSERÇÃO Celebrado no âmbito da Medida Contrato Emprego-Inserção Desempregados Beneficiários das Prestações de Desemprego Entre (Denominação, forma jurídica e actividade da entidade),

Leia mais

PISCINAS MUNICIPAIS DE MORA CADERNO DE ENCARGOS

PISCINAS MUNICIPAIS DE MORA CADERNO DE ENCARGOS PISCINAS MUNICIPAIS DE MORA CADERNO DE ENCARGOS 1º Do estabelecimento O estabelecimento, designado por Bar das Piscinas Municipais de Mora, é constituído pelo conjunto que foi construído e equipado pela

Leia mais

NEWSLETTER I LABORAL. NEWSLETTER LABORAL I Setembro, I Legislação em Destaque 2. II Legislação 4. III Jurisprudência 5

NEWSLETTER I LABORAL. NEWSLETTER LABORAL I Setembro, I Legislação em Destaque 2. II Legislação 4. III Jurisprudência 5 NEWSLETTER I LABORAL NEWSLETTER LABORAL I Setembro, 2013 I Legislação em Destaque 2 II Legislação 4 III Jurisprudência 5 NEWSLETTER LABORAL I LEGISLAÇÃO EM DESTAQUE Lei n.º 69/2013. D.R. n.º 167, Série

Leia mais

Propostas na área do Trabalho e Segurança Social

Propostas na área do Trabalho e Segurança Social Propostas na área do Trabalho e Segurança Social Proposta de Alteração PROPOSTA DE LEI N.º 103/XII ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2013 Capítulo I Aprovação do Orçamento Artigo 7.º Transferências orçamentais

Leia mais

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 Às Escolas Básicas e Secundárias. Agrupamentos de Escolas Escolas Profissionais Públicas. X X X DATA: 2014/ Janeiro / 28 ASSUNTO: Processamento de Remunerações em 2014

Leia mais

Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro Regula os efeitos jurídicos dos períodos de prestação de serviço militar de antigos combatentes para efeitos de atribuição dos benefícios previstos nas Leis n. os 9/2002,

Leia mais

Regulamento do Programa Valorização Profissional

Regulamento do Programa Valorização Profissional Regulamento do Programa Valorização Profissional 1 - Objectivos: a) Qualificar activos que se encontram em períodos temporários de inactividade por baixa de actividade sazonal comprovada, através de Planos

Leia mais

CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Modalidades: Caducidade Revogação (mútuo acordo) Art.º 340.º do CT Por iniciativa do empregador o Despedimento por facto imputável ao trabalhador

Leia mais

MINUTA DO CONTRATO-PROGRAMA ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA E. (designação da entidade) No âmbito do Programa Investigador FCT

MINUTA DO CONTRATO-PROGRAMA ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA E. (designação da entidade) No âmbito do Programa Investigador FCT MINUTA DO CONTRATO-PROGRAMA ENTRE A FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E A TECNOLOGIA E (designação da entidade) No âmbito do Programa Investigador FCT Considerando que o investimento sustentável em investigação

Leia mais

2. Local de trabalho: Escola Secundária de Monserrate, Avenida do Atlântico, Viana do Castelo.

2. Local de trabalho: Escola Secundária de Monserrate, Avenida do Atlântico, Viana do Castelo. Procedimento concursal comum para recrutamento de assistentes operacionais em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo a tempo parcial. Para efeitos do disposto no artigo

Leia mais

Relatório do Sistema Integrado de Avaliação de Desempenho na Administração Pública 2013/14

Relatório do Sistema Integrado de Avaliação de Desempenho na Administração Pública 2013/14 Relatório do Sistema Integrado de Avaliação de Desempenho na Administração Pública 213/14 da Universidade do Minho Maio de 215 471-57 Braga P Etapas formais: Pretende-se com este documento elaborar um

Leia mais

GUIA PRÁTICO REGIME DE LAYOFF

GUIA PRÁTICO REGIME DE LAYOFF Manual de GUIA PRÁTICO REGIME DE LAYOFF INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/25 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Regime de layoff (6006 v1.04) PROPRIEDADE Instituto

Leia mais

AVISO CAMÕES INSTITUTO DA COOPERAÇÃO E DA LÍNGUA, I.P.

AVISO CAMÕES INSTITUTO DA COOPERAÇÃO E DA LÍNGUA, I.P. AVISO CAMÕES INSTITUTO DA COOPERAÇÃO E DA LÍNGUA, I.P. ESTRUTURA DE COORDENAÇÃO DO ENSINO PORTUGUÊS EM FRANÇA (Abertura de procedimento concursal simplificado destinado ao recrutamento local de docentes

Leia mais

GUIA PRÁTICO REGIME DE PROTEÇÃO SOCIAL DE TRABALHADORES EM FUNÇÕES PÚBLICAS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO REGIME DE PROTEÇÃO SOCIAL DE TRABALHADORES EM FUNÇÕES PÚBLICAS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO REGIME DE PROTEÇÃO SOCIAL DE TRABALHADORES EM FUNÇÕES PÚBLICAS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Regime de Proteção Social de Trabalhadores em Funções Públicas

Leia mais

José Magalhães. Fevereiro de 2013

José Magalhães. Fevereiro de 2013 SESSÃO DE ESCLARECIMENTO OBRIGAÇÕES LEGAIS NO QUADRO DA LEGISLAÇÃO LABORAL José Magalhães Fevereiro de 2013 OBRIGAÇÕES DO EMPREGADOR EM MATÉRIA DE SHST O empregador deve assegurar aos trabalhadores condições

Leia mais

ESCLARECIMENTOS RELATIVOS AO PPROGRAMA DE RESCISÕES PARA TÉCNICOS SUPERIORES. Requisitos de Acesso ao Programa

ESCLARECIMENTOS RELATIVOS AO PPROGRAMA DE RESCISÕES PARA TÉCNICOS SUPERIORES. Requisitos de Acesso ao Programa ESCLARECIMENTOS RELATIVOS AO PPROGRAMA DE RESCISÕES PARA TÉCNICOS SUPERIORES Requisitos de Acesso ao Programa Para que o trabalhador possa aderir ao Programa de Rescisão por Mútuo Acordo (abreviadamente

Leia mais

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal

MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal MUNICÍPIO DE CUBA Câmara Municipal CADERNO DE ENCARGOS Cessão da Exploração do Estabelecimento de Bebidas Bar das Piscinas Municipais Descobertas de Cuba I PARTE CLÁUSULAS GERAIS Artº. 1º Âmbito de aplicação

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA O REGIME DA FUNÇÃO PÚBLICA À LUZ DA NOVA LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS

CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA O REGIME DA FUNÇÃO PÚBLICA À LUZ DA NOVA LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS CURSO DE FORMAÇÃO CONTÍNUA O REGIME DA FUNÇÃO PÚBLICA À LUZ DA NOVA LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS I Objetivo pedagógico geral Esta oferta formativa, extracurricular, de preparação e aperfeiçoamento,

Leia mais

SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO E A PRESTAÇÃO DE TRABALHO

SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO E A PRESTAÇÃO DE TRABALHO SISTEMAS DE REMUNERAÇÃO E A PRESTAÇÃO DE TRABALHO António Caxito Marques 1 SEMINÁRIO SOBRE A NOVA LEI GERAL DO TRABALHO JULHO 2015 INDÍCE 1. REMUNERAÇÃO 2. TRABALHO EXTRAORDINÁRIO 3. SALÁRIO MÍNIMO NACIONAL

Leia mais

ÍNDICE. Págs. NOTA PRÉVIA... 5 ABREVIATURAS 9

ÍNDICE. Págs. NOTA PRÉVIA... 5 ABREVIATURAS 9 ÍNDICE NOTA PRÉVIA.............. 5 ABREVIATURAS 9.' 1.0 Direito do Trabalho: o quê, porquê e para quê?................... 11 2. Noção, objecto e características gerais do Direito do Trabalho....... 21

Leia mais

Subsídio de Doença Direção-Geral da Segurança Social março 2015

Subsídio de Doença Direção-Geral da Segurança Social março 2015 Direção-Geral da Segurança Social março 2015 O é uma prestação em dinheiro atribuída ao beneficiário para compensar a perda de remuneração, resultante do impedimento temporário para o trabalho, por motivo

Leia mais

1802 Diário da República, 1.ª série N.º de Março de 2009

1802 Diário da República, 1.ª série N.º de Março de 2009 1802 Diário da República, 1.ª série N.º 56 20 de Março de 2009 actualiza o regime jurídico de protecção social na eventualidade desemprego. Artigo 2.º Prorrogação 1 É prorrogada, por um período de seis

Leia mais

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO

REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO REGULAMENTO DO SUBSÍDIO AO ARRENDAMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL DE SANTO TIRSO Artigo 1.º (Âmbito) 1 O presente regulamento regula a concessão de subsídio ao arrendamento pelo município de Santo Tirso. 2 Podem

Leia mais

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS Quidgest rh@quidgest.com AGENDA: Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q REMISSÃO CÓDIGO DO TRABALHO TRABALHO SUPLEMENTAR FÉRIAS, FALTAS E FERIADOS SUBSÍDIO NATAL E FÉRIAS DECLARAÇÃO MENSAL DE

Leia mais

Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro LEI DE VÍNCULOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÕES DOS TRABALHADORES QUE EXERCEM FUNÇÕES PÚBLICAS Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro Estabelece os regimes de vinculação, de carreiras e de remunerações dos trabalhadores

Leia mais

DENÚNCIA E CADUCIDADE DE CONTRATO DE TRABALHO A TERMO RESOLUTIVO NO ENSINO PÚBLICO E PARTICULAR/COOPERATIVO

DENÚNCIA E CADUCIDADE DE CONTRATO DE TRABALHO A TERMO RESOLUTIVO NO ENSINO PÚBLICO E PARTICULAR/COOPERATIVO CONTRATO A TERMO - 1 DENÚNCIA E CADUCIDADE DE CONTRATO DE TRABALHO A TERMO RESOLUTIVO NO ENSINO PÚBLICO E PARTICULAR/COOPERATIVO 1. ENSINO PÚBLICO (O regime aplicável à cessação dos contratos a termo é

Leia mais

Divisão de Recursos Humanos e Administração Página 0

Divisão de Recursos Humanos e Administração Página 0 Página 0 Regime de Faltas e Licenças e seus Efeitos Lei n.º 35/2014, de 20 de junho (LTFP) Todas as ausências ao serviço têm que ser obrigatoriamente comunicadas ao superior hierárquico, com antecedência,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Da Sra. ERIKA KOKAY)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Da Sra. ERIKA KOKAY) PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Da Sra. ERIKA KOKAY) Acrescenta Seção à Consolidação das Leis do Trabalho para dispor sobre os motoristas e os cobradores de ônibus urbanos e interurbanos. O Congresso Nacional

Leia mais

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações NOTA INFORMATIVA ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações Considerando o disposto na Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro, diploma que aprova o Orçamento de Estado para 2014, cumpre

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 04 DE 26 DE ABRIL DE A Câmara Municipal de Guaíra resolve:

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 04 DE 26 DE ABRIL DE A Câmara Municipal de Guaíra resolve: PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 04 DE 26 DE ABRIL DE 2016 Regulamenta a prestação de contas de adiantamentos para as despesas com viagens dos vereadores e servidores; e dá outras providências. A Câmara Municipal

Leia mais

[REVISÃO DO DECRETO - LEI N.º 132/2012, DE 27 DE JUNHO]

[REVISÃO DO DECRETO - LEI N.º 132/2012, DE 27 DE JUNHO] [REVISÃO DO DECRETO - LEI N.º 132/2012, DE 27 DE JUNHO] [preâmbulo] Foram ouvidos os órgãos de governo próprio das Regiões Autónomas. Foi ouvido o Conselho das Escolas. Foram observados os procedimentos

Leia mais

Acumulação de funções. Decreto-Lei n.º 413/93 de 23 de Dezembro

Acumulação de funções. Decreto-Lei n.º 413/93 de 23 de Dezembro Acumulação de funções Decreto-Lei n.º 413/93 de 23 de Dezembro O Estatuto Disciplinar dos Funcionários e Agentes da Administração Central, Regional e Local, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 24/84, de 16 de

Leia mais

Conferência do Dr. Rui Assis Museu Municipal da Póvoa de Varzim 16/02/2012. Elaborado por Ana Carla Teixeira

Conferência do Dr. Rui Assis Museu Municipal da Póvoa de Varzim 16/02/2012. Elaborado por Ana Carla Teixeira Conferência do Dr. Rui Assis Museu Municipal da Póvoa de Varzim 16/02/2012 Elaborado por Ana Carla Teixeira 1 Nesta conferência, o Dr. Rui Assis, abordou com uma enorme clareza os seguintes temas: I- A

Leia mais

NOTA INFORMATIVA Licenças sem vencimento / Licenças sem remuneração

NOTA INFORMATIVA Licenças sem vencimento / Licenças sem remuneração NOTA INFORMATIVA Licenças sem vencimento / Licenças sem remuneração Com vista à uniformização de entendimentos procede-se aos seguintes esclarecimentos sobre a concessão de licenças sem vencimento/remuneração,

Leia mais

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 4 de Setembro de 2012

ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 4 de Setembro de 2012 ALTERAÇÕES AO CÓDIGO DO TRABALHO 4 de Setembro de 2012 1. INTRODUÇÃO Foi publicada no Diário da República em 25 de Junho de 2012 a Lei n.º 23/2012, de 25 de Junho, que procede à terceira alteração ao Código

Leia mais

Agrupamento de Escolas Rio Arade

Agrupamento de Escolas Rio Arade Agrupamento de Escolas Rio Arade Procedimento concursal comum de recrutamento de 1 Assistente operacional em regime de contrato de trabalho em funções públicas por tempo determinado, com termo resolutivo

Leia mais

ASSISTENTE TÉCNICO, ASSISTENTE OPERACIONAL, TÉCNICO DE INFORMÁTICA E VIGILANTE DA NATUREZA 1. ENQUADRAMENTO

ASSISTENTE TÉCNICO, ASSISTENTE OPERACIONAL, TÉCNICO DE INFORMÁTICA E VIGILANTE DA NATUREZA 1. ENQUADRAMENTO MATRIZ PARA PONDERAÇÃO CURRICULAR PARA OS ANOS DE 20 E 206 de acordo com o disposto no artigo 4.º da Lei n.º 66-B/2007, de 28 de Dezembro. ENQUADRAMENTO A presente matriz de avaliação tem por base a ponderação

Leia mais

PPR ÚNICO - 12ª Série

PPR ÚNICO - 12ª Série 1 TIPO DE CLIENTE Particulares, Profissionais Liberais e Empresas. SEGMENTO-ALVO Destina-se essencialmente a Clientes, com perfil conservador, que privilegiam a garantia de rendimento e capital investido

Leia mais

ASSEMBLEIA DE DELEGADOS SINDICAIS 13/03/2015

ASSEMBLEIA DE DELEGADOS SINDICAIS 13/03/2015 ASSEMBLEIA DE DELEGADOS SINDICAIS 13/03/2015 Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (Lei n.º 35/2014, de 20 de Junho) EXERCÍCIO DO PODER DISCIPLINAR Funchal, 13 de Março de 2015 1. SUJEIÇÃO AO PODER

Leia mais

Regras Técnicas

Regras Técnicas Regras Técnicas 2007-2008 2008 Considerando o regime de atribuição de bolsas de estudo a estudantes do Ensino Superior Público, determino os critérios e procedimentos técnicos a adoptar pelos Serviços

Leia mais

1. A Empresa tem poder disciplinar sobre os trabalhadores que se encontrem ao seu serviço, enquanto vigorarem os contratos de trabalho.

1. A Empresa tem poder disciplinar sobre os trabalhadores que se encontrem ao seu serviço, enquanto vigorarem os contratos de trabalho. ORIENTAÇÃO NORMATIVA Nº 4/2009 12 de Outubro de 2009 ASSUNTO: PROCEDIMENTO DISCIPLINAR. ENQUADRAMENTO CONVENCIONAL E LEGAL: Código do Trabalho REVOGAÇÕES: Orientação Normativa nº.2/2004, de 20/02/2004

Leia mais

Comentário. Regime Disciplinar dos Trabalhadores em Funções Públicas

Comentário. Regime Disciplinar dos Trabalhadores em Funções Públicas Raquel Carvalho Professora auxiliar da Faculdade de Direito Escola do Porto Universidade Católica Portuguesa Investigadora e membro integrado do Catolica Research Centre for the Future Of Law Centro de

Leia mais

AVISO REGULAMENTO PARA ALIENAÇÃO DE FOGOS PROPRIEDADE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE NOTA JUSTIFICATIVA

AVISO REGULAMENTO PARA ALIENAÇÃO DE FOGOS PROPRIEDADE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE NOTA JUSTIFICATIVA Publique-se no Diário da República O Presidente da Câmara, AVISO Aprovado pela Câmara Municipal de Portalegre em sua reunião ordinária, realizada em 12 de Novembro de 2003 e pela Assembleia Municipal em

Leia mais

Leis do Trabalho. Tudo o que precisa de saber, 3.ª EDIÇÃO. Atualização online II

Leis do Trabalho. Tudo o que precisa de saber, 3.ª EDIÇÃO. Atualização online II Leis do Trabalho Tudo o que precisa de saber, 3.ª EDIÇÃO Atualização online II A entrada em vigor da Lei n. 120/2015, de 1 de setembro, obriga à reformulação das perguntas 34, 46, 110 e 112 e dos Anexos

Leia mais

Circular. ASSUNTO: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano 2013

Circular. ASSUNTO: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano 2013 Circular N/REFª: 17/2012 DATA: 28/01/2013 ASSUNTO: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano 2013 Exmos. Senhores, Junto se remete informação

Leia mais

Parecer: Direito do Trabalho / transmissão de estabelecimento

Parecer: Direito do Trabalho / transmissão de estabelecimento Hugo Tavares e Patrícia Ferreira Parecer: Direito do Trabalho / transmissão de estabelecimento VERBO jurídico VERBO jurídico Parecer: Direito do trabalho e transmissão de estabelecimento : 2 Parecer: Direito

Leia mais

FINALIZAÇÃO DE OBRAS CINEMATOGRÁFICAS

FINALIZAÇÃO DE OBRAS CINEMATOGRÁFICAS ANEXO IX PROGRAMA DE APOIO AO CINEMA SUBPROGRAMA DE APOIO À PRODUÇÃO, NA MODALIDADE DE APOIO À FINALIZAÇÃO DE OBRAS CINEMATOGRÁFICAS 1. Candidatos e beneficiários 1.1. Podem candidatar-se os produtores

Leia mais

JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 12 de janeiro de 2012 II Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO AMBIENTE E RECURSOS NATURAIS Aviso Autoriza a licença sem remuneração, pelo período

Leia mais

Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho 2ª Versão ( )

Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho 2ª Versão ( ) (PREÂMBULO) Proposta de decreto-lei que altera o DL n.º 132/2012, de 27 de junho 2ª Versão (12.03.2014) Artigo 1.º Objeto O presente diploma procede à alteração do Decreto-Lei n.º 132/2012, de 27 de junho.

Leia mais

LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES

LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS PERGUNTAS MAIS FREQUENTES FAQ ÍNDICE A ASPETOS GERAIS... 3 I Sistemática e âmbito de aplicação... 3 II Sujeição ao poder disciplinar... 4 III Prazos... 5 B DO

Leia mais

Nota prévia A presente Orientação Normativa revoga na sua totalidade e substitui a Orientação Normativa 1/2000 de 29/12/2000.

Nota prévia A presente Orientação Normativa revoga na sua totalidade e substitui a Orientação Normativa 1/2000 de 29/12/2000. ORIENTAÇÃO NORMATIVA nº 01/2004 de 20/02/2004 Assunto: Férias Distribuição: Todas as Unidades de Estrutura Revogações: Orientação Normativa 1/2000 Enquadramento Convencional e Legal: Capítulo X do AE/REFER,

Leia mais

Regulamento de Comunicação de Irregularidades (Whistleblowing)

Regulamento de Comunicação de Irregularidades (Whistleblowing) Regulamento de Comunicação de Irregularidades (Whistleblowing) REGULAMENTO DE COMUNICAÇÃO DE IRREGULARIDADES 1 Princípios Gerais A Caixa Económica Montepio Geral, nos termos do Regime Geral das Instituições

Leia mais

Código do Trabalho Valor da compensação devida pela cessação do contrato de trabalho

Código do Trabalho Valor da compensação devida pela cessação do contrato de trabalho o valor da trabalho No Diário da República - 1. ª Série - n.º 167, de 30 de agosto de 2013, foi publicada a Lei n.º 69/2013, que procede à quinta alteração ao Código do Trabalho (CT), aprovado pela Lei

Leia mais

Minuta de carta enviada pelo senhorio ao arrendatário a iniciar negociações para atualização do. Exmo. Senhor. (nome completo do arrendatário)

Minuta de carta enviada pelo senhorio ao arrendatário a iniciar negociações para atualização do. Exmo. Senhor. (nome completo do arrendatário) Minuta de carta enviada pelo senhorio ao arrendatário a iniciar negociações para atualização do contrato de arrendamento Lisboa,... de... de 2015 Carta Registada com aviso de receção Serve a presente para

Leia mais

O Contencioso Administrativo

O Contencioso Administrativo O Contencioso Administrativo INA 9. O processo executivo João Tiago Silveira Setembro de 2016 a. Aspetos comuns: obrigatoriedade de decisões judiciais Obrigatoriedade das decisões dos tribunais administrativos

Leia mais

Teoria económica dos contratos VS Teoria jurídica dos contratos

Teoria económica dos contratos VS Teoria jurídica dos contratos Teoria económica dos contratos VS Teoria jurídica dos contratos O CC estabelece uma teoria geral dos contratos arts. 405 a 456º - e regula depois, em especial, alguns tipos contratuais -arts 874º a 1250º.

Leia mais

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A.

ANEXO II MODELO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E LIMPEZA URBANA PELA EGEO TECNOLOGIA E AMBIENTE, S.A. REGULAMENTO TARIFÁRIO E DE EXPLORAÇÃO DA CONCESSÃO DOS SERVIÇOS DE LIMPEZA URBANA E RECOLHA DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS NA ÁREA DE JURISDIÇÃO DA APL -ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE LISBOA, S.A. ANEXO II MODELO

Leia mais

Decreto n.º 6/01 de 19 de Janeiro - Regulamento sobre o Exercício da Actividade Profissional do Trabalhador Estrangeiro Não Residente

Decreto n.º 6/01 de 19 de Janeiro - Regulamento sobre o Exercício da Actividade Profissional do Trabalhador Estrangeiro Não Residente Decreto n.º 6/01 de 19 de Janeiro - Regulamento sobre o Exercício da Actividade Profissional do Trabalhador Estrangeiro Não Residente e-mail: geral@info-angola.com portal: www.info-angola.com Página 1

Leia mais

AVISO N.º 07/2013 de 22 de Abril ASSUNTO: CONSTITUIÇÃO, FUNCIONAMENTO E EXTINÇÃO DE CASAS DE CÂMBIO

AVISO N.º 07/2013 de 22 de Abril ASSUNTO: CONSTITUIÇÃO, FUNCIONAMENTO E EXTINÇÃO DE CASAS DE CÂMBIO Publicado no Diário da República, I série, nº 74, de 22 de Abril AVISO N.º 07/2013 de 22 de Abril ASSUNTO: CONSTITUIÇÃO, FUNCIONAMENTO E EXTINÇÃO DE CASAS DE CÂMBIO Havendo necessidade de adequar as regras

Leia mais

Guia da Segurança Social: Como vão funcionar os descontos para quem tem recibos verdes

Guia da Segurança Social: Como vão funcionar os descontos para quem tem recibos verdes Guia da Segurança Social: Como vão funcionar os descontos para quem tem recibos verdes *Fonte: Dinheiro vivo Desde a entrada em vigor do Código Contributivo (Lei n.º 110/2009, de 16 de Setembro), em 1

Leia mais

TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI

TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI Ficha n.º 4 TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Trabalhador-Estudante Trabalhador que frequenta qualquer nível de educação escolar, bem como curso de pós-graduação, mestrado ou doutoramento

Leia mais

Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior. Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009

Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior. Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009 Regulamento de Concessão de Bolsas de Estudo Para o Ensino Superior Aprovado após deliberação em reunião de Câmara de dia 16 de Dezembro de 2009 Beja, 2009 Artigo 1º Objecto O presente regulamento estabelece

Leia mais

Resposta às questões colocadas sobre a aplicação do Estatuto da Carreira Docente

Resposta às questões colocadas sobre a aplicação do Estatuto da Carreira Docente Resposta às questões colocadas sobre a aplicação do Estatuto da Carreira Docente Faltas Com a entrada em vigor das alterações ao ECD, como deverá ser feita a contabilização das faltas ao abrigo do artigo

Leia mais

XXXII COLÓQUIO NACIONAL DA ATAM

XXXII COLÓQUIO NACIONAL DA ATAM XXXII COLÓQUIO NACIONAL DA ATAM A MOBILIDADE INTERNA E A MOBILIDADE ESPECIAL. A CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO POR MÚTUO ACORDO A SUA UTILIZAÇÃO NO CONTEXTO AUTÁRQUICO Lagoa, 30 de outubro de 2012 José

Leia mais

GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO

GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO GUIA PRÁTICO MEDIDAS ESPECÍFICAS E TRANSITÓRIAS DE APOIO E ESTÍMULO AO EMPREGO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA APOIO À REDUÇÃO DA PRECARIEDADE NO EMPREGO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO

Leia mais

1. LOCAL DE TRABALHO As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico da rede pública do Concelho do Porto.

1. LOCAL DE TRABALHO As funções serão exercidas nos Estabelecimentos de Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico da rede pública do Concelho do Porto. AVISO Código da Publicitação do Procedimento - A/ Procedimento de Seleção para recrutamento de Técnicos no âmbito do Programa de Atividades de Enriquecimento Curricular do 1.º Ciclo do Ensino Básico -

Leia mais