Sistema Informação Geográfico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema Informação Geográfico"

Transcrição

1

2 Sistema Informação Geográfico Autoridade Tributária e Aduaneira Judas Gonçalves IT Project Manager

3 Agenda Enquadramento; Sistema de Informação Geográfico da AT: - Base de Dados Geográfica Centralizada; - Portais Geográficos; Arquitetura Conceptual do Sistema;

4 Enquadramento O Sistema Geográfico da AT surgiu em 2003 na sequência da reforma do sistema de tributação do património; Dada a profundidade das alterações a implementar nesta reforma, foi criado o imposto municipal sobre imóveis (IMI) para substituir a contribuição autárquica existente até essa data; O IMI é um imposto que incide sobre o valor patrimonial tributário dos prédios (rústicos, urbanos) situados em Portugal e entrou em vigor a 01 de Dezembro de 2003.

5 Enquadramento A reforma do sistema de tributação do património determinou que os prédios urbanos fossem avaliados e para isso foi preciso criar um sistema de Avaliações com um SIG apropriado Zonamento que é a delimitação de zonas, para todo o território nacional, com uma valorização homogénea em cinco níveis temáticos Habitação, Comércio, Indústria, Serviços e Terrenos. Este Zonamento, pelo seu cariz fortemente geográfico, despoletou a iniciativa de a AT criar um Sistema de Informação Geográfico que permitisse dotar os técnicos de dados geográficos e ferramentas espaciais para delimitação destas zonas e auxiliar nos processos de avaliação de imóveis.

6 O Sistema Geográfico da AT O Sistema Geográfico da AT é uma plataforma centralizada que permite suportar todas as atividades inerentes à preparação e divulgação do Zonamento, avaliação de imóveis e monitorização da atividade. Permite agregar e disponibilizar informação geográfica de referência que suporta o processo de recolha de informação de zonas, atribuição de vários fatores e identificação de amostras que sustentam o zonamento produzido. Permite a monitorização dos trabalhos efetuados, a exploração e análise de dados centralizada, disponível através de Internet e Intranet às várias entidades envolvidas nos vários processos de negócio.

7 Exemplo de Zonamento

8 Sistema de Informação Geográfico - componentes - Base de Dados Geográfica Centralizada - Vasto conjunto de portais geográficos que suportam as mais variadas atividades do organismo; Mapas: Para o Continente e Açores, são utilizados os ortofotomapas do BING. Como no caso dos Açores o BING disponibiliza poucos níveis de detalhe, em algumas escalas são carregados ortos disponibilizados pelo INE. No caso da Madeira, os ortos são os fornecidos pelo INE. Sistema de Coordenadas: Embora as coordenadas sejam capturadas em WGS84 são transformadas e armazenadas em Datum 73

9 Base de Dados Geográfica Base de dados geográfica centralizada Geodatabase multiutilizador, tecnologia ArcSDE assente no Oracle 11G. Centraliza um vasto conjunto de dados geográficos de enquadramento e de negócio, de suporte às várias atividades da AT. O modelo de dados geográfico suporta a consulta de histórico do zonamento e de outros dados produzidos no âmbito dos vários processos de negócio. A base de dados geográfica está integrada com as restantes bases de dados alfanuméricas da AT.

10 Portais Geográficos do SI Geográfico da AT Os principais portais geográficos que fazem parte do SI Geográfico da AT, são os seguintes: - Portal Geográfico de Edição do Zonamento; - Portal Geográfico de Consulta dos Zonamentos já aprovado em Portaria; - Portal Geográfico de suporte à Avaliação de Imóveis; - Portal G. Simulador para o Público - Portal Geográfico de Vendas de Bens Penhorados; - Portal Geográfico de Indicadores Estatísticos; - Portal G. da Visualização Geral das Avaliações.

11 SIG na AT Autoridade Tributária e Aduaneira Peritos Avaliadores Zonamento Edição e Avaliações Contribuintes Simulador de Avaliação de prédios no PF Plataforma SIG Entidades (ex: Municípios) Zonamento de Consulta AT Serviços Tributários e Dirigentes Portais SIG: Consulta de Zonamento / Estatístico e Visualização geral das avaliações

12 Portal Geográfico de Edição do Zonamento Este portal foi desenvolvido para suportar todas as atividades inerentes à definição do zonamento e atualização do que se encontra em vigor. É uma solução desenvolvida sobre a plataforma ArcGIS API for Flex e está disponível na Intranet e Internet mediante autenticação.

13

14 Portal Geográfico do Zonamento O Zonamento foi desenvolvido para suportar a consulta dos vários zonamentos aprovados em Portaria. Disponibiliza um vasto conjunto de pesquisas espaciais e alfanuméricas que permitem comparar e avaliar as principais alterações dos zonamentos dos diferentes anos. É uma solução desenvolvida sobre a plataforma ArcGIS API for JavaScript e está disponível na Intranet e Internet mediante autenticação.

15 Portal Geográfico de Edição do Zonamento (Cont.) Permite a delimitação de zonas geográficas, através de edição livre e a sua respetiva caraterização com base em atributos alfanuméricos. Disponibiliza um vasto conjunto de pesquisas espaciais e alfanuméricas que permitem auxiliar o trabalho do perito avaliador. Disponibiliza uma área reservada à fundamentação do zonamento definido pelo Perito Avaliador que possibilita a inserção de Amostras e Provas que fundamentam a zona e o Coeficiente de Localização atribuído a determinada zona.

16 Portal Geográfico Avaliação Imóveis Este portal foi desenvolvido para suportar todas as atividades geográficas inerentes ao processo de avaliação de imóveis. É uma solução desenvolvida sobre a plataforma ArcGIS API for JavaScript e está disponível na Intranet e Internet mediante autenticação.

17 Portal Geográfico Avaliação Imóveis (Cont.) Este portal está integrado com outro sistema empresarial da AT, Sistema das Avaliações, e é através deste que esta solução é utilizada operacionalmente pelos Peritos Avaliadores. Permite a georreferenciação do imóvel que se encontra em processo de avaliação e envia para o Sistema de Avaliações informação referente ao Coeficiente de Localização e outros elementos necessários ao processo de avaliação. Disponibiliza um vasto conjunto de pesquisas espaciais e alfanuméricas que permitem auxiliar o trabalho do perito avaliador.

18 Inscrição do prédio nas Finanças O proprietário do prédio Entrega no Portal das Finanças a Declaração mod.1 IMI Os Serviços Tributários da AT Supervisionam e Gerem todo o sistema das avaliações e o SIG associado (Zonamento) Perito avaliador Avalia o prédio e usa o Zonamento para marcar o Ponto no mapa

19

20

21 Portal Geográfico de Consulta (simulador Publico) A consulta do Zonamento engloba a disponibilização de dois portais um para consulta e simulação do valor patrimonial dos imóveis pelo público em geral ( Zonamento Consulta), e outro para consulta por algumas entidades mediante autenticação (Zonamento). O Zonamento Consulta visa disponibilizar ao cidadão um portal geográfico para consulta do Zonamento em vigor permitindo ao utilizador simular o valor patrimonial tributário dos seus imóveis para as várias afetações, Habitação, Comércio, Serviços, Indústria e Terrenos.

22

23 Simulação da avaliação de Imóveis

24 Portal Geográfico de Consulta (Público) É uma solução desenvolvida sobre a plataforma ArcGIS API for JavaScript e está disponível na Intranet e Internet para o cidadão.

25

26

27

28 Portal Geográfico Venda Eletrónica Bens Penhorados Este portal foi desenvolvido para suportar todas as atividades geográficas inerentes ao processo de consulta de bens penhorados para venda. É uma solução desenvolvida sobre a plataforma ArcGIS API for JavaScript e está disponível na Intranet e Internet mediante autenticação.

29

30

31 Portal Geográfico de Indicadores Estatísticos Este portal foi desenvolvido para suportar a consulta de indicadores estatísticos num contexto geográfico. O seu desenvolvimento foi iniciado no âmbito da Avaliação Geral de Imóveis de forma a auxiliar a monitorização da execução deste processo. É uma solução que integra com várias Bases de dados de negócio e permite ver a sua utilização alargada a outras temáticas.

32

33 Portal G. Visualização Geral das Avaliações Este portal foi desenvolvido para suportar a monitorização e controlo das avaliações efectuadas e omissas O seu desenvolvimento foi iniciado no âmbito da Avaliação Geral de Imóveis de forma a auxiliar a monitorização da execução deste processo. É um instrumento de prevenção na evasão da tributação de prédios urbanos omissos.

34

35

36 Arquitetura Concetual Web GIS Serviços de Dados Externos Servidor Aplicacional BEA WebLogic Servidores de Mapas ArcGIS Server Outras Bases de Dados Aplicacionais Base de Dados Geográfica Oracle 11G + ArcSDE

37 Questões? Obrigado. Judas Gonçalves IT Project Manager

38

Conferência Sistemas de Informação Geográfica - Que Políticas, afinal?

Conferência Sistemas de Informação Geográfica - Que Políticas, afinal? Conferência Sistemas de Informação Geográfica - Que Políticas, afinal? Graciosa Delgado Judas Gonçalves 22 OUT 2014 CADASTRO PREDIAL E SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICO AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA

Leia mais

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos.

GeoLoulé: Plataforma SIG da C. M. Loulé. Agenda. Objectivo. Enquadramento. Historial. Equipa. Arquitectura. MuniSIG Web. Casos Práticos. Agenda Objectivo Enquadramento Historial Equipa Arquitectura MuniSIG Web Casos Práticos ArcGIS Mobile Futuro Objectivo Criar uma infra-estrutura de suporte a todas as aplicações de informação geográfica

Leia mais

A aquisição de qualquer imóvel pressupõe o pagamento de IMT, IMI e imposto de selo.

A aquisição de qualquer imóvel pressupõe o pagamento de IMT, IMI e imposto de selo. Impostos A aquisição de qualquer imóvel pressupõe o pagamento de IMT, IMI e imposto de selo. IMT (Imposto sobre Transmissões Onerosas de Imóveis) Imposto sobre as transmissões onerosas do direito de propriedade

Leia mais

Base de Dados para Saneamento. Sanepar Companhia de Saneamento do Paraná

Base de Dados para Saneamento. Sanepar Companhia de Saneamento do Paraná Base de Dados para Saneamento Sanepar Companhia de Saneamento do Paraná Área de Atuação S.A.A. 635 localidades 9,51 milhões de pessoas 100% pop. atendida 1,7 milhão análises de Água/Ano S.A.A. Infra-Estrutura

Leia mais

A Importância e o Papel Central do SIG- Empresarial da EP na Gestão de Infraestruturas Rodoviárias

A Importância e o Papel Central do SIG- Empresarial da EP na Gestão de Infraestruturas Rodoviárias A Importância e o Papel Central do SIG- Empresarial da EP na Gestão de Infraestruturas Rodoviárias Rui Ribeiro e Luís Correia EP Gabinete de Sistemas de Informação Agenda Os Sistemas de Informação na EP

Leia mais

Infraestrutura de Dados Espaciais na REFER. João Carlos Silva (REFER)

Infraestrutura de Dados Espaciais na REFER. João Carlos Silva (REFER) João Carlos Silva (REFER) João Carlos Silva REFER / REFER Telecom OpenGIS Standards / RNID AGENDA Caso de Sucesso Desafio inicial e a Solução Solução Tecnológica Factos e Números Componente Financeira

Leia mais

Portaria 982/2004, de 4 de Agosto

Portaria 982/2004, de 4 de Agosto Portaria 982/2004, de 4 de Agosto Aprova e dá publicidade aos coeficientes a fixar dentro dos limites estabelecidos no Código do Imposto Municipal sobre Imóveis (CIMI), bem como aprova e dá publicidade

Leia mais

AVALIAÇÃO GERAL DE PRÉDIOS URBANOS

AVALIAÇÃO GERAL DE PRÉDIOS URBANOS AVALIAÇÃO GERAL DE PRÉDIOS URBANOS Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte AVALIAÇÃO GERAL DE PRÉDIOS URBANOS Legislação - Artigos 5.º e 6.º da Lei nº. 60-A/2011, de 30 de novembro,

Leia mais

Avaliação geral de prédios urbanos

Avaliação geral de prédios urbanos Avaliação geral de prédios urbanos Foi publicada a Lei n 60-A/2011, de 30/11, que aditou os artigos 15 o -A a 15 -P ao Decreto-Lei n 287/2003, de 12/11, que regulamentam o regime da Avaliação Geral de

Leia mais

Lisboa Interactiva Beta

Lisboa Interactiva Beta Lisboa Interactiva Beta Evolução para Web 2.0 com base na framework ExtJS Mauro Farracha GMV Portugal Sumário 3 Parte I Apresentação da GMV Portugal Quem Somos Organização Sistemas de Informação Geográfica

Leia mais

Apresentações do evento GGP 2013

Apresentações do evento GGP 2013 Apresentações do evento GGP 2013 Acesse outras apresentações e vídeos das palestras no site: http://www.ggp.uerj.br Processos GIS: Benefícios e Progressos para a Gestão José Augusto da Silva Machado Gerente

Leia mais

Atualização de um Simulador de Cenários Sísmicos em ambiente WebSIG

Atualização de um Simulador de Cenários Sísmicos em ambiente WebSIG Atualização de um Simulador de Cenários Sísmicos em ambiente WebSIG Nuno AFONSO 1, Alexandra CARVALHO 1 1 Laboratório Nacional de Engenharia Civil (nuno.fnvs.afonso@gmail.com; xana.carvalho@lnec.pt) Palavras-chave:

Leia mais

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura Para o correto preenchimento do formulário de candidatura deverá ter consigo os seguintes documentos,

Leia mais

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura: Reunir informação: Para o correcto preenchimento do formulário de candidatura deverá ter consigo os

Leia mais

Cadastro, Gestão e Manutenção do Património da REFER com recurso aos Sistemas de Informação Geográfica

Cadastro, Gestão e Manutenção do Património da REFER com recurso aos Sistemas de Informação Geográfica Cadastro, Gestão e Manutenção do Património da REFER com recurso aos Sistemas de Informação Geográfica 1. Introdução Ao longo de mais de 150 anos da existência do caminho de ferro em Portugal, foram muitos

Leia mais

FAQ Sistema de Informação do Licenciamento de Operações de Gestão de Resíduos (SILOGR)

FAQ Sistema de Informação do Licenciamento de Operações de Gestão de Resíduos (SILOGR) FAQ Sistema de Informação do Licenciamento de Operações de Gestão de Resíduos (SILOGR) 1. O que é o SILOGR?... 2 2. O que mudou no novo SILOGR?... 2 3. Como posso pesquisar no SILOGR os estabelecimentos

Leia mais

Sistema de Informação Geográfica

Sistema de Informação Geográfica Sistema de Informação Geográfica Conteúdo Apresentação da Empresa Implementação do SIG na Prestiteca, porquê? SIG na Prestiteca Constituição do SIG Vantagens na implementação do SIG Principais dificuldades

Leia mais

GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA

GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA IGA INVESTIMENTOS E GESTÃO DA ÁGUA GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA IGA INVESTIMENTOS E GESTÃO DA ÁGUA GIIGA GESTÃO DA INFORMAÇÃO DA IGA OBJECTIVOS O projecto GIIGA tem por objectivo elaborar o cadastro

Leia mais

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam

PROTEKTO ACTFAST. Soluções para Segurança Pública. Porque todos os segundos contam PROTEKTO Porque todos os segundos contam Soluções para Segurança Pública A resposta às ocorrências no âmbito da segurança pública, têm de ser imediatas, eficientes e eficazes. Cada resposta operacional,

Leia mais

Jorge Querido jquer@embratel.com.br. Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas. Sistema GAIA

Jorge Querido jquer@embratel.com.br. Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas. Sistema GAIA Jorge Querido jquer@embratel.com.br Painel Inteligência Geográfica expandindo as barreiras tecnológicas Sistema GAIA Histórico - 2004 - Demanda da gerência de SP, sistema GIS para uso departamental. -

Leia mais

3ª SEMANA BPM. 2 a 6 de Maio Lisboa

3ª SEMANA BPM. 2 a 6 de Maio Lisboa 2 a 6 de Maio Lisboa Processes By the Book - A BPM Recipe Gestão de Expropriações 2 Agenda Enquadramento Enquadramento do projecto Perspectiva de Negócio Perspectiva Técnica Conclusões Questões 3 Enquadramento

Leia mais

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA

SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADES FORMADORAS ASPECTOS PRINCIPAIS DA MUDANÇA O Sistema de Certificação de Entidades Formadoras, consagrado na Resolução do Conselho de Ministros nº 173/2007, que aprova

Leia mais

O WebSig do Município de Guimarães

O WebSig do Município de Guimarães O WebSig do Município de Guimarães Pedro Pereira A Divisão SIG O SIG do Município de Guimarães Gabinete criado em 1998 (no âmbito do PROSIG) Nos 10 anos seguintes, o SIG serviu de apoio aos diversos serviços

Leia mais

Projecto de Implementação da. Modelo 11

Projecto de Implementação da. Modelo 11 Projecto de Implementação da Reforma da Tributação do Património Modelo 11 MANUAL DO UTILIZADOR VERSÃO 1.0 DGITA Lisboa, 2004 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 2 1.1 Principais Funcionalidades da Aplicação...2 1.2

Leia mais

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel A Gisgeo Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web Geo Marketing e Geo Turismo Localização de pessoas Gestão de frota automóvel App de localização para smartphones Sistemas de navegação GPS A Gisgeo

Leia mais

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa

Tarefas Geográficas. uma solução para atualização cartográfica num município. Alexandrina Meneses Engª Geógrafa Tarefas Geográficas uma solução para atualização cartográfica num município Alexandrina Meneses Engª Geógrafa SUMÁRIO 1. GABINETE DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA 2. TAREFAS GEOGRÁFICAS 3. CONCLUSÕES 1. GABINETE

Leia mais

Aplicação de Geoprocessamento no Licenciamento Ambiental do Estado do Rio Grande do Sul

Aplicação de Geoprocessamento no Licenciamento Ambiental do Estado do Rio Grande do Sul Aplicação de Geoprocessamento no Licenciamento Ambiental do Estado do Rio Grande do Sul Iara Ferrugem Velasques 1 Rejane Vargas Dornelles 1, Tânia Regina Prauchner 1 pnmaii, rejanevd, taniarp@fepam.rs.gov.br

Leia mais

O nosso ADN Quem Somos Somos um instituto público integrado na administração indireta do Estado, dotado de autonomia administrativa e financeira e património próprio, com intervenção sobre todo o território

Leia mais

O Orçamento de Estado para 2014 e as alterações fiscais em sede de tributação estática do património imobiliário

O Orçamento de Estado para 2014 e as alterações fiscais em sede de tributação estática do património imobiliário O Orçamento de Estado para 2014 e as alterações fiscais em sede de tributação estática do património imobiliário Orador: Victor Duarte 1.ª Conferência O Informador Fiscal/Lexit A Fiscalidade e o Orçamento

Leia mais

Conselho da CIP para a Construção e o Imobiliário

Conselho da CIP para a Construção e o Imobiliário Conselho da CIP para a Construção e o Imobiliário 12.outubro.2012 Tributação em Sede de Imposto Municipal sobre Imóveis Proposta de Lei n.º 96/XII/2.ª cria uma nova taxa em sede de Imposto do Selo incidente

Leia mais

ArcGIS for INSPIRE. ArcGIS. ArcGIS for INSPIRE. Discovery. Download. View

ArcGIS for INSPIRE. ArcGIS. ArcGIS for INSPIRE. Discovery. Download. View ArcGIS for INSPIRE Discovery View Download ArcGIS for INSPIRE ArcGIS Agenda ArcGIS for INSPIRE O que está incluído Template de Geodatabase Componentes Desktop Componentes Servidor Outras Novidades Evolução

Leia mais

Acrescente. Valor. à Sua. Organização. Obtenha Melhores Resultados com a Formação Esri Portugal

Acrescente. Valor. à Sua. Organização. Obtenha Melhores Resultados com a Formação Esri Portugal Acrescente Valor à Sua Organização Obtenha Melhores Resultados com a Formação Esri Portugal 4 ArcGIS 1 Iniciação aos SIG 6 ArcGIS 2 Fluxos de Trabalho Essenciais 8 ArcGIS 3 Efectuar Análises 10 Construção

Leia mais

IAPMEI EEN. KMS Knowledge Management Solution

IAPMEI EEN. KMS Knowledge Management Solution IAPMEI EEN KMS Knowledge Management Solution Praia, 1 e 2 de Dezembro de 2011 IAPMEI Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação http://www.iapmei.pt/ Principal instrumento das políticas

Leia mais

Solução espacial do GEOBANK, banco de dados do Serviço Geológico do Brasil, CPRM Autores:

Solução espacial do GEOBANK, banco de dados do Serviço Geológico do Brasil, CPRM Autores: Solução espacial do GEOBANK, banco de dados do Serviço Geológico do Brasil, CPRM Histórico Década de 70 Arquivos de dados de análises geoquímicas e de levantamentos aerogeofísicos Ambiente Computador de

Leia mais

AHETA - Associação. Empreendimentos. Oportunidades de poupança fiscal e incentivos financeiros

AHETA - Associação. Empreendimentos. Oportunidades de poupança fiscal e incentivos financeiros AHETA - Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve Oportunidades de poupança fiscal e incentivos financeiros Abril de 2013 Alojamento local AHETA Oportunidades de poupança fiscal Reafectação

Leia mais

Guia Prático de Registo, Preenchimento e Submissão de Candidaturas à. Bolsa de Estudo 2015/2016

Guia Prático de Registo, Preenchimento e Submissão de Candidaturas à. Bolsa de Estudo 2015/2016 Guia Prático de Registo, Preenchimento e Submissão de Candidaturas à Bolsa de Estudo 2015/2016 O que é? A bolsa de estudo é uma prestação pecuniária anual para comparticipação nos encargos com a frequência

Leia mais

Medidas intersectoriais 2010/11

Medidas intersectoriais 2010/11 Medidas intersectoriais 2010/11 IS01 BALCÃO DO EMPREENDEDOR DISPONIBILIZAÇÃO DE SERVIÇOS Objectivos: Inventariar, introduzir e manter permanentemente actualizados no Balcão do Empreendedor vários serviços,

Leia mais

PORTUGAL - SISTEMA FISCAL SOBRE O PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO

PORTUGAL - SISTEMA FISCAL SOBRE O PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO PORTUGAL - SISTEMA FISCAL SOBRE O PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO 1 OS IMPOSTOS SOBRE O PATRIMÓNIO - IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE IMÓVEIS (IMI) - O IMI é um imposto que incide sobre o valor patrimonial tributário dos

Leia mais

ArcGIS para Developers

ArcGIS para Developers ArcGIS para Developers Introdução do SIG para programadores João Ferreira O SIG responde a tomadas de decisão Fornece uma plataforma para a compreensão Visual Integrada Quantitativa Sistemática Compreensiva

Leia mais

IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE AS TRANSMISSÕES ONEROSAS DE IMÓVEIS (IMT) E IMPOSTO DO SELO (IS) VERBA 1.1

IMPOSTO MUNICIPAL SOBRE AS TRANSMISSÕES ONEROSAS DE IMÓVEIS (IMT) E IMPOSTO DO SELO (IS) VERBA 1.1 Classificação: 0 00. 0 1. 0 9 Segurança: P ú blic a Processo: GABINETE DO DIRETOR GERAL Direção de Serviços do Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis, do Imposto do Selo, do Imposto

Leia mais

O SISTEMA FISCAL MOÇAMBICANO

O SISTEMA FISCAL MOÇAMBICANO O SISTEMA FISCAL MOÇAMBICANO O sistema tributário moçambicano integra impostos directos e impostos indirectos, actuando a diversos níveis, designadamente: a) Tributação directa dos rendimentos e da riqueza;

Leia mais

18 de novembro de 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel

18 de novembro de 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel 18 de novembro de 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel Patrocínio Apoio Patrocinadores Globais APDSI A Rede Rodoferroviária da IP Partilhar o conhecimento para uma gestão mais eficiente Geocompetitivo

Leia mais

Financiamento e Tributação da Reabilitação Urbana. Guilherme W. d Oliveira Mar=ns 18 de Maio de 2012

Financiamento e Tributação da Reabilitação Urbana. Guilherme W. d Oliveira Mar=ns 18 de Maio de 2012 Financiamento e Tributação da Reabilitação Urbana Guilherme W. d Oliveira Mar=ns 18 de Maio de 2012 Financiamento da Reabilitação Urbana Incen=vos fiscais Incen=vos financeiros - JESSICA Inicia=va privada

Leia mais

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica;

Mapas. Visualização de informação geográfica; Consulta e edição (mediante permissões) de informação geográfica; Mapas Destinado especialmente aos Utilizadores do GEOPORTAL, nele são descritas e explicadas as diferentes funcionalidades existentes no FrontOffice (GEOPORTAL). O GEOPORTAL é baseado em tecnologia Web,

Leia mais

MANUAL DE APOIO. Processos de delimitação e de aprovação de Áreas de Reabilitação Urbana e de Operações de Reabilitação Urbana

MANUAL DE APOIO. Processos de delimitação e de aprovação de Áreas de Reabilitação Urbana e de Operações de Reabilitação Urbana MANUAL DE APOIO Processos de delimitação e de aprovação de Áreas de Reabilitação Urbana e de Operações de Reabilitação Urbana Abril de 2013 MANUAL DE APOIO Processos de delimitação e de aprovação de Áreas

Leia mais

IMPOSTO DO SELO. (Modelo 2) Serviço de Finanças onde é apresentada a declaração. Campo 01

IMPOSTO DO SELO. (Modelo 2) Serviço de Finanças onde é apresentada a declaração. Campo 01 IMPOSTO DO SELO COMUNICAÇÃO DE CONTRATOS ARRENDAMENTO MINISTÉRIO DAS FINANÇAS AUTORIDADE TRIBUTÁRIA E ADUANEIRA (Modelo 2) INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DECLARAÇÃO MODELO 2 - Esta declaração destina-se ao

Leia mais

Gerir o Domínio Público Ferroviário com Inteligência Geográfica Rodrigo Dourado

Gerir o Domínio Público Ferroviário com Inteligência Geográfica Rodrigo Dourado Rodrigo Dourado Agenda Grupo REFER Direção de Gestão Cadastral e Licenciamento Dados do negócio e Informação geográfica Funções do SIG no Património Visualizadores FLEX Ações Futuras Grupo REFER REFER

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE CONDIÇÕES CLIMÁTICAS SISTEMA DE MONITORAMENTO DE CONDIÇÕES CLIMÁTICAS SUMÁRIO 1 Introdução...5 2 Sistema de monitoramento climático Ressonare...7 2.1 A rede de monitoramento...8 2.2 A coleta, o armazenamento e o acesso aos

Leia mais

Câmara Municipal de Mafra ArcGIS For AutoCAD. Integração ArcGIS e AutoCAD na Actualização Diária da BD de Processos de Obras

Câmara Municipal de Mafra ArcGIS For AutoCAD. Integração ArcGIS e AutoCAD na Actualização Diária da BD de Processos de Obras Câmara Municipal de Mafra ArcGIS For AutoCAD Integração ArcGIS e AutoCAD na Actualização Diária da BD de Processos de Obras Índice 3 Introdução Primeiros passos na Georreferenciação de Processos Início

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho GEOPROCESSAMENTO Herondino Filho Sumário 1. Introdução 1.1 Orientações Avaliação Referência 1.2 Dados Espaciais 1.2.1 Exemplo de Dados Espaciais 1.2.2 Aplicações sobre os Dados Espaciais 1.3 Categoria

Leia mais

NOÇÕES DE GEOPROCESSAMENTO. Módulo 3

NOÇÕES DE GEOPROCESSAMENTO. Módulo 3 NOÇÕES DE GEOPROCESSAMENTO Módulo 3 Sistema Metropolitano de Informações Georreferenciadas MetroGeo Curso Noções de Geoprocessamento Módulo 3 Oscar Ricardo M. Schmeiske Programação Curso Noções de Geoprocessamento

Leia mais

Enunciado de apresentação do projecto

Enunciado de apresentação do projecto Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2 o Semestre de 2009/2010 Enunciado de apresentação do projecto FEARSe Índice 1 Introdução... 2 2 Cenário de Enquadramento... 2 2.1 Requisitos funcionais...

Leia mais

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro

Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Seminário técnico Sistema Nacional de Informação ç Territorial: Presente e Futuro Direção-Geral do Território, Lisboa, 29 de setembro de 2015 Seminário técnico Sistema Nacional de Informação Territorial:

Leia mais

plataforma tecnológica de apoio à modernização administrativa regional

plataforma tecnológica de apoio à modernização administrativa regional Infraestrutura de Dados Espaciais do Algarve plataforma tecnológica de apoio à modernização administrativa regional - Conceito - A IDEAlg constitui um projeto de e-governance, alicerçado em Tecnologia

Leia mais

SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria. guião de exploração dos. serviços SIG na web AM RIA. Associação de Municípios da Ria

SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria. guião de exploração dos. serviços SIG na web AM RIA. Associação de Municípios da Ria SIGRIA. sistema de informação geográfica dos municípios da ria guião de exploração dos serviços SIG na web Associação de Municípios da Ria 02 GUIA WEB ÍNDICE Introdução O que é um SIG? 03 O que é SIGRia?

Leia mais

SAMA SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

SAMA SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA SAMA SISTEMA DE APOIO À MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA 10 DE MARÇO DE 2014 O QUE É O SAMA? SAMA O QUE É? VISA CRIAR CONDIÇÕES PARA UMA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA MAIS

Leia mais

Sistema de Informação Único da Universidade de Aveiro. Osvaldo Rocha Pacheco orp@ua.pt

Sistema de Informação Único da Universidade de Aveiro. Osvaldo Rocha Pacheco orp@ua.pt Sistema de Informação Único da Universidade de Aveiro Osvaldo Rocha Pacheco orp@ua.pt Agenda Caracterização do SI da UA Subsistemas estruturantes Exemplos de subsistemas integradores PADUA Gestão da Investigação

Leia mais

Visão Global de Operacionalização da Estratégia para as TIC na PSP 2013-2016

Visão Global de Operacionalização da Estratégia para as TIC na PSP 2013-2016 Visão Global de Operacionalização da Estratégia para as TIC na PSP 2013-2016 Outubro de 2013 Visão Global de Operacionalização da Estratégia para as TIC na PSP 2013-2016 Ciente da relevância estratégica

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 63/2015, 1.º Suplemento, Série I, de 31/03, Páginas 1728-(2) 1728- (11).

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 63/2015, 1.º Suplemento, Série I, de 31/03, Páginas 1728-(2) 1728- (11). Classificação: 060.01.01 Segurança: P ú b l i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Portaria n.º 98-A/2015, de 31 de março Estado: vigente Legislação Resumo:

Leia mais

Desformalização, eliminação e simplificação de actos

Desformalização, eliminação e simplificação de actos Desformalização, eliminação e simplificação de actos Em 5 de Julho de 2005, o Senhor Primeiro-Ministro apresentou o Programa de Investimentos em Infraestruturas Prioritárias. O projecto de Desmaterialização,

Leia mais

2- Qual é o fato gerador? O fato gerador do IPTU é a propriedade predial e territorial, assim como o seu domínio útil e a posse.

2- Qual é o fato gerador? O fato gerador do IPTU é a propriedade predial e territorial, assim como o seu domínio útil e a posse. 1- O que é? O IPTU é um tributo que incide sobre a propriedade imobiliária, incluindo todos os tipos de imóveis residências, prédios comerciais e industriais, terrenos e chácaras de recreio. 2- Qual é

Leia mais

GPA O SIG NA GESTÃO E ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DE MEDIDAS DE MINIMIZAÇÃO NA VERTENTE DE PATRIMÓNIO CULTURAL

GPA O SIG NA GESTÃO E ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DE MEDIDAS DE MINIMIZAÇÃO NA VERTENTE DE PATRIMÓNIO CULTURAL GPA O SIG NA GESTÃO E ACOMPANHAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DE MEDIDAS DE MINIMIZAÇÃO NA VERTENTE DE PATRIMÓNIO CULTURAL EDIA DUARTE CARREIRA EDIA, S.A. Miguel Martinho, Paulo Marques, Valdemar Canhão, Rui Carraça

Leia mais

Modelo técnico-económico de monitorização e gestão da componente hidroagrícola de Alqueva

Modelo técnico-económico de monitorização e gestão da componente hidroagrícola de Alqueva Modelo técnico-económico de monitorização e gestão da componente hidroagrícola de Alqueva Índice Arquitectura da solução...4 Aplicação EDIA.Admin...5 Parametrização de estações meteorológicas e consulta

Leia mais

Implementação do Web SIG para o PGRH

Implementação do Web SIG para o PGRH Implementação do Web SIG para o PGRH ARH Centro, I.P. Requisitos do Sistema Ref.: 30/11/2010 FICHA TÉCNICA Referência: Projecto: Implementação do Web SIG para o PGRH Gestor de Projecto: Miguel Rodrigues

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO

PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO Novembro/2014 Índice INTRODUÇÃO... 3 Balanço da execução do plano... 4 Conclusão... 5 Recomendações... 8 REVISÃO DO

Leia mais

Disponibilização da v4.12 do ETPOS, alterações e procedimentos

Disponibilização da v4.12 do ETPOS, alterações e procedimentos Introdução... 3 Comunicação dos elementos dos documentos de transporte... 3 Licenciamento via sms... 4 Configuração do ETPOS... 5 Dados para autenticação no Portal da AT... 5 Criação de uma nova série

Leia mais

10/07/2015. Valentim Realinho C3i, Instituto Politécnico de Portalegre vrealinho@estgp.pt

10/07/2015. Valentim Realinho C3i, Instituto Politécnico de Portalegre vrealinho@estgp.pt 10/07/2015 Valentim Realinho C3i, Instituto Politécnico de Portalegre vrealinho@estgp.pt 1 Motivação O uso da biomassa com fins energéticos tende a crescer significativamente nas próximas décadas As previsões

Leia mais

Algarve Digital Sessão de trabalho. Janeiro de 2006. Algarve Digital

Algarve Digital Sessão de trabalho. Janeiro de 2006. Algarve Digital Algarve Digital Sessão de trabalho Janeiro de 2006 Agenda Sessão Informativa Ponto de Situação geral do Projecto Algarve Digital Lançamento do Projecto Redes Camarárias Lançamento dos Projectos Intranet

Leia mais

O Consentimento Informado é um elemento necessário ao atual exercício da medicina, como um direito do paciente e um dever moral e legal do médico.

O Consentimento Informado é um elemento necessário ao atual exercício da medicina, como um direito do paciente e um dever moral e legal do médico. O Consentimento Informado é um elemento necessário ao atual exercício da medicina, como um direito do paciente e um dever moral e legal do médico. Índice Temático A empresa C3im Soluções para a área da

Leia mais

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.

SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal. ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A. SIG do Município de Oeiras: um instrumento para a gestão Municipal ORADOR 1 Maria João Bessa (CM de Oeiras) ORADOR 2 João Melo (Municípia, S.A.) Maria João Bessa Câmara Municipal de Oeiras SIG do Município

Leia mais

Publicação em contexto académico: OJS na prática

Publicação em contexto académico: OJS na prática Publicação em contexto académico: OJS na prática sumário 1. Publicações científicas em ambiente académico: um cenário pouco homogéneo 1.1 o papel das bibliotecas de ensino superior 2. OJS Open Journal

Leia mais

FORMAÇÃO EM TÉCNICAS DE PLANEAMENTO DE REDES PRIMÁRIAS DE FAIXAS DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEL FASE II ELABORAÇÃO DE PLANOS DE RPFGC

FORMAÇÃO EM TÉCNICAS DE PLANEAMENTO DE REDES PRIMÁRIAS DE FAIXAS DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEL FASE II ELABORAÇÃO DE PLANOS DE RPFGC FORMAÇÃO EM TÉCNICAS DE PLANEAMENTO DE REDES PRIMÁRIAS DE FAIXAS DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEL FASE II ELABORAÇÃO DE PLANOS DE RPFGC Tecnologias SIG Sistemas de Informação Geográfica Centro de Operações e Técnicas

Leia mais

OS SISTEMAS GEOGRÁFICA DE INFORMAÇÃO NOS NEGÓCIOS INFRA-ESTRUTURA DE INFORMAÇÃO PARA A TERCEIRA GERAÇÃO DE APLICAÇÕES NO INÍCIO DO TERCEIRO MILÉNIO

OS SISTEMAS GEOGRÁFICA DE INFORMAÇÃO NOS NEGÓCIOS INFRA-ESTRUTURA DE INFORMAÇÃO PARA A TERCEIRA GERAÇÃO DE APLICAÇÕES NO INÍCIO DO TERCEIRO MILÉNIO 22 B&S DOSSIER SIG Por Marco Painho, Professor Associado, Director do Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação da Universidade Nova de Lisboa. OS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA NOS NEGÓCIOS

Leia mais

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território

Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Aplicações SIG como Instrumento de Ordenamento e Gestão do Território Evolução da última década Manuela Sampayo Martins (Eng.ª) Sistemas de Informação Sistemas de Geográfica, Informação Lda. Geográfica,

Leia mais

M O D E L O E U R O P E U D E

M O D E L O E U R O P E U D E M O D E L O E U R O P E U D E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome HENRIQUES, Pedro Manuel Ferreira Morada Beco dos Marques, Nº1, Coroados, 2435-547 - Seiça Telefone +351 916 553 574 Correio

Leia mais

Disponibilização de Informação sobre Recursos Hídricos via INTERNET

Disponibilização de Informação sobre Recursos Hídricos via INTERNET Disponibilização de Informação sobre Recursos Hídricos via INTERNET INTRODUÇÃO O Ministério do Ambiente, através do Instituto da Água (INAG) e Direcções Regionais do Ambiente (DRA) dispõe actualmente de

Leia mais

GeoMob: Solução de Gestão e Controlo de Bens e Recursos Móveis

GeoMob: Solução de Gestão e Controlo de Bens e Recursos Móveis GeoMob: Solução de Gestão e Controlo de Bens e Recursos Móveis Luis Cabral IDC - Mobility & RFID, CCB 26 de Fevereiro de 2008 1 Miguel Setas GeoMob Gestão de Bens e Recursos Móveis Apresentação divida

Leia mais

ENQUADRAMENTO DO IGFIJ NA JUSTIÇA PORTUGUESA

ENQUADRAMENTO DO IGFIJ NA JUSTIÇA PORTUGUESA 1 Boas Práticas DESMATERIALIZAÇÃO PROCESSOS NA JUSTIÇA Instituto de Gestão Financeira e Infra-Estruturas da Justiça, I.P. 2 Boas Práticas GRAÇA NAMORA Coordenadora Gabinete Sistemas de Informação 29.10.2010

Leia mais

Avaliação Geral e ZONAMENTO. Manuel Anselmo Torres Universidade Católica Portuguesa 16 de Janeiro de 2013

Avaliação Geral e ZONAMENTO. Manuel Anselmo Torres Universidade Católica Portuguesa 16 de Janeiro de 2013 Avaliação Geral e ZONAMENTO Manuel Anselmo Torres Universidade Católica Portuguesa 16 de Janeiro de 2013 Avaliação Geral e Zonamento Avaliação Geral: A fixação em 2012/3 por regras do zonamento de 2004

Leia mais

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei,

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei, PORTARIA 81/05 - SF Estabelece os procedimentos para preenchimento da DECLARAÇÃO DE TRANSAÇÃO IMOBILIÁRIA - DTI e emissão do Documento de Arrecadação do Município de São Paulo - DAMSP, relativos ao Imposto

Leia mais

Manual de Particionamento de Arquivo. Documento 3040

Manual de Particionamento de Arquivo. Documento 3040 Manual de Particionamento de Arquivo Documento 3040 1. Introdução O que é o Particionamento de Arquivos? O documento 3040, que traz informações sobre operações de crédito nas carteiras de suas entidades

Leia mais

Regime de IVA de Caixa

Regime de IVA de Caixa Regime de IVA de Caixa Versão 1.4 maio de 2014 (Última atualização a 05.05.2014) Índice Índice... 2 Introdução... 3 Notas prévias... 4 Configurações Gerais... 4 Administrador...4 ERP PRIMAVERA...8 Perfis

Leia mais

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira

Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Infra-Estrutura Regional de Informação Geográfica IRIGMadeira Não necessito saber tudo. Apenas preciso de saber onde encontrar o que me faz falta, no momento em que necessito. (Albert Einstein) Direção

Leia mais

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos

Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Agenda Digital Local Sessão IV Aspectos técnicos Segurança de dados Penafiel Ricardo Oliveira, rmo@eurotux.com AGENDA - FORMAÇÃO Apresentação ADL Barcelos: Múltiplas plataformas Questões-Chave para a Segurança

Leia mais

Índice Sintético de Desenvolvimento Regional 2009

Índice Sintético de Desenvolvimento Regional 2009 Índice Sintético de Desenvolvimento Regional 2009 10 de abril de 2012 Os resultados do índice global de desenvolvimento regional para 2009 evidenciam que quatro sub-regiões se situavam acima da média nacional:

Leia mais

GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos

GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos GISWEB - Informação Geográfica ao Alcance de Todos Bruno Perboni Qualityware Conselheiro Laurindo 825 cj. 412 centro Curitiba PR fone: 3232-1126 bruno@qualityware.com.br Maysa Portugal de Oliveira Furquim

Leia mais

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local Da AP Central à AP Local PAULO NEVES PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETIVO 01 JULHO 2014 COMO OS CIDADÃOS VÊEM O SETOR PÚBLICO? 2 3 MAS SERÁ QUE PODEMOS FALAR NUMA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA? 4 DIVERSIDADE DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

soluções transversais SOLUÇÕES segurança

soluções transversais SOLUÇÕES segurança soluções transversais SOLUÇÕES segurança RESUMO DA SOLUÇÃO single sign-on acessos prevenção autenticação Os serviços de segurança são implementados como um layer do tipo Black Box, utilizável pelos canais

Leia mais

Mapa do Potencial Biomássico do Alto Alentejo e Extremadura Espanhola

Mapa do Potencial Biomássico do Alto Alentejo e Extremadura Espanhola Mapa do Potencial Biomássico do Alto Alentejo e Extremadura Espanhola Valentim Realinho, Miguel Belém, Paulo Brito, Luís Baptista, Luiz Rodrigues C3i, Instituto Politécnico de Portalegre vrealinho@estgp.pt

Leia mais

Programa de Monitorização da Lagoa de Óbidos e do Emissário Submarino da Foz do Arelho

Programa de Monitorização da Lagoa de Óbidos e do Emissário Submarino da Foz do Arelho Programa de Monitorização da Lagoa de Óbidos e do Emissário Submarino da Foz do Arelho Sistema de Informação Geográfica (SIG) para a Lagoa de Óbidos e Emissário Submarino da Foz do Arelho INDÍCE 1. SISTEMA

Leia mais

REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO

REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO REGULAMENTO DO SISTEMA PARA A VALORIZAÇÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS TURÍSTICOS DA ROTA DO ROMÂNICO Objetivo Artigo 1.º 1. Este regulamento tem como objetivo estabelecer condições e normas para a obtenção

Leia mais

Business Geo-Intelligence

Business Geo-Intelligence Business Geo-Intelligence Monitorização Reporting Gestão de Frotas Áreas de influência Territórios de Vendas Geomerchandising Marketing Directo GeoMarketing Simulação de implementação Mobilidade web mapping

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária aumentou ligeiramente

Valor médio de avaliação bancária aumentou ligeiramente 26 de junho de 2014 Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Maio de 2014 Valor médio de avaliação bancária aumentou ligeiramente O valor médio de avaliação bancária 1 do total do País foi de 995 euros/m

Leia mais

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO REGULAMENTO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º (Objeto) O presente regulamento define as normas de participação e intervenção no Orçamento Participativo do Município da

Leia mais

IMPOSTOS SOBRE O RENDIMENTO

IMPOSTOS SOBRE O RENDIMENTO hhh IMPOSTOS SOBRE O RENDIMENTO Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) O Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) é aplicável quer ao rendimento obtido por entidades residentes

Leia mais

WORKSHOP 6. Geoportal SDI/SNIT. Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território

WORKSHOP 6. Geoportal SDI/SNIT. Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo. Francisco M. Sequeira. Direção Geral do Território WORKSHOP 6 Geoportal SDI/SNIT Uma referência na área do Ordenamento do Território e Urbanismo Francisco M. Sequeira Direção Geral do Território fsequeira@dgterritorio.pt Etapas Decisão da elaboração; revisão;

Leia mais

1) O QUE É A INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA (IES)?

1) O QUE É A INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA (IES)? Âmbito Geral 1) O QUE É A INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA (IES)? A IES, criada pelo Decreto-Lei n.º 8/2007, de 17 de janeiro, recentemente alterado pelo Decreto-lei n.º 10/2015, de 16 de janeiro, consiste

Leia mais

O Geoportal do projeto DESOURB. Vila Real, 18 de setembro de 2012

O Geoportal do projeto DESOURB. Vila Real, 18 de setembro de 2012 O Geoportal do projeto DESOURB Vila Real, 18 de setembro de 2012 2 Ordem do dia: 1.- O Geoportal. 2.- Breve explicação da estrutura do Geoportal. Fases de trabalho. 3.- Gestão de indicadores. Tipologia

Leia mais

. ORegistro Imobiliário (PARA OS DADOS LEGAIS) e;. O Cadastro Imobiliário (PARA OS DADOS GEOMÉTRICOS).

. ORegistro Imobiliário (PARA OS DADOS LEGAIS) e;. O Cadastro Imobiliário (PARA OS DADOS GEOMÉTRICOS). A IMPORTÂNCIA DOS CONVÊNIOS COM OS CARTÓRIOS E A RECEITA FERAL PARA PURAÇÃO DOS DADOS DA CERTIDÃO DÍVIDA ATIVA. 1 INTRODUÇÃO O 1.1 A CIDA ARACAJU CAPITAL DO ESTADO SERGIPE /BRASIL POPULAÇÃO SERGIPE 1.939.426

Leia mais

FIXED ASSETS MANAGEMENT SYSTEM

FIXED ASSETS MANAGEMENT SYSTEM FIXED ASSETS MANAGEMENT SYSTEM FAMS Newsletter 2015 Gestão online do património O FAMS permite sistematizar e otimizar todos os processos de patrimoniação de bens móveis e imóveis acompanhando todo o seu

Leia mais