P1 Custas Judiciais: Redesenho de processos. Bizagi Process Modeler

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "P1 Custas Judiciais: Redesenho de processos. Bizagi Process Modeler"

Transcrição

1 P1 Custas Judiciais: Redesenho de processos Bizagi Process Modeler

2 P 1 C U S TA S J U D I C I AI S 2

3 ME - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO 3

4 ME1 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Pagamento realizado (Cliente) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Gera Guia de Pagamento através da internet. Sítio do Poder Judiciário (link do ) Usuário (autor da ação) 2 Realiza o pagamento da Guia de Pagamento. Guia de Pagamento Usuário (autor da ação) 4

5 P1ME2 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Valores de recolhimento disponibilizados (Bancos) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Recebe os valores recolhidos pelos clientes. Processo e Tabela de Custas 2 Gera diariamente arquivos eletrônicos informando os valores recebidos na conta Arrecadação por tipo de receita. Relatório Informatizado do Banco Solicitante (cliente) N.A. 5

6 P1ME3 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Conciliação bancária realizada (Divisão de Arrecadação do ) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Analisa o(s) saldo(s) da(s) conta(s) bancária(s). Extratos bancários Funcionários da Divisão de Arrecadação do 2 Importa arquivos gerados pelo(s) Banco(s) para o sistema SGF. Arquivos eletrônicos do(s) Banco(s) 3 Realiza a conciliação bancária. Relatórios gerenciais do SGF 4 Lança na planilha receitas custas judiciais e extrajudiciais por item custas X emolumentos Relatório Informatizado do Banco Funcionários da Divisão de Arrecadação do Funcionários da Divisão de Arrecadação do Funcionários da Divisão de Arrecadação do 6

7 P3ME4 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Lançamento contábil realizado (Divisão de Contabilidade e Controle de Fundos) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Recebe da Divisão de Arrecadação do o Relatório de Conciliação. Relatório de Conciliação Funcionários da Divisão de Contabilidade e Controle de Fundos 2 Classifica as receitas (codificação) de acordo com o Código Tributário. Relatório de Conciliação Funcionários da Divisão de Contabilidade e Controle de Fundos 3 Realiza os registros contábeis no sistema SGF. Relatório de Conciliação Funcionários da Divisão de Contabilidade e Controle de Fundos 7

8 P1ME5 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Restituição das custas solicitadas (Cliente) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Identifica o pagamento das custas em duplicidade ou pago a maior. Ofício de Exposição de Motivos Solicitante (cliente) 2 Protocola a Solicitação de Restituição de Custas. SAJADM Solicitante (cliente) 8

9 P1ME6 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Solicitação de Restituição lançado no sistema (Protocolo) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Realiza o lançamento da solicitação de restituição no sistema SAJADM. 2 Informa ao solicitante (cliente) o número de protocolo referente à Solicitação de Restituição de Custas. Ofício de Exposição de Motivos SAJADM Funcionários do Protocolo do TJCE Funcionários do Protocolo do TJCE 9

10 P1ME7 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Análise da Receita realizada e parecer emitido (Divisão de Arrecadação do ) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Recebe do Protocolo a Solicitação de Restituição de Custas. Ofício de Exposição de Motivos Funcionários da Divisão de Arrecadação do 2 Analisa a Solicitação de Restituição de Custas. Ofício de Exposição de Motivos e comprovante original de pagamento ou Despacho Judicial Funcionários da Divisão de Arrecadação do 3 Emite Parecer de resposta à solicitação. Parecer Funcionários da Divisão de Arrecadação do 10

11 P1ME8 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Cadastro do credor realizado (DEOF do ) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Recebe da Divisão de Arrecadação do o Parecer contendo informações sobre o solicitante (cliente). Parecer Funcionários da DEOF do 2 Efetua o cadastro do solicitante (cliente credor) nos sistemas SGF e S2GPR. Parecer Funcionários da DEOF do 11

12 P1ME9 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Pagamento e arquivamento realizado (DEOF do ) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Inclui o valor da restituição no Cronograma de Pagamentos. SGF e S2GPR Funcionários da DEOF do 2 Realiza o pagamento da restituição de custas ao solicitante (credor). SGF e S2GPR Funcionários da DEOF do 3 Arquiva o processo de pagamento de restituição de custas. Comprovante de pagamento, Parecer e demais documentos Funcionários da DEOF do 12

13 P1ME10 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Parecer comunicado ao cliente (Divisão de Arrecadação do ) ORDEM DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 1 Realiza contato com o cliente solicitante. Parecer Funcionários da Divisão de Arrecadação do 2 Informa ao cliente sobre o resultado do parecer. Parecer Funcionários da Divisão de Arrecadação do 13

14 MAPA DE MONITORAMENTO PROCESSO P1MM1 ME4 SUBPROCESSO: Lançamento contábil realizado (Divisão de Contabilidade e Controle de Fundos) PRODUTO ORDEM DE GRANDEZA INDICADOR META INSTRUMENTO DE MEDIDA Lançamento realizado contábil Realizar o lançamento contábil no sistema SGF Quantidade de lançamentos contábeis realizados dentro do prazo / quantidade total de lançamento X % Planilha eletrônica 14

15 MAPA DE MONITORAMENTO PROCESSO P1MM2 ME7 SUBPROCESSO: Análise da Receita realizada e parecer emitido (Divisão de Arrecadação do ) PRODUTO ORDEM DE GRANDEZA INDICADOR META INSTRUMENTO DE MEDIDA Análise da Receita realizada e parecer emitido. Restituição de Custas Quantidade de processo de restituição no período / quantidade de processos no período X % Planilha eletrônica 15

16 16

P7 Pagamentos: Redesenho de processos. Bizagi Process Modeler

P7 Pagamentos: Redesenho de processos. Bizagi Process Modeler P7 Pagamentos: Redesenho de processos Bizagi Process Modeler P 7 P R O C E S S O PAG A M E N T O S 2 P7ME - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO 3 P7ME1- MAPA DE ESPECIFICAÇÃO PAGAMENTOS SUB-PROCESSO Documentos selecionados

Leia mais

P5 Selos extrajudiciais: Redesenho de processos. Bizagi Process Modeler

P5 Selos extrajudiciais: Redesenho de processos. Bizagi Process Modeler P5 Selos extrajudiciais: Redesenho de processos Bizagi Process Modeler 1 P 5 S E L O S E X T R AJ U D I C I A I S 2 P5ME - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO 3 P5ME1 - MAPA DE ESPECIFICAÇÃO SUB-PROCESSO Informada demanda

Leia mais

RECUPERAR RECURSOS PROVENIENTES DE RESSARCIMENTO DE GRERJ 1 OBJETIVO

RECUPERAR RECURSOS PROVENIENTES DE RESSARCIMENTO DE GRERJ 1 OBJETIVO Proposto por: Diretora da Divisão de Gestão Financeira (DIGEF) Analisado por: Diretor do Departamento Financeiro (DEFIN) Aprovado por: Diretora da Diretoria-Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças

Leia mais

Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON)

Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Proposto por: Diretor da Divisão de Conformidade Contábil (DICOC) CONTABILIZAR RESTITUIÇÕES E INDENIZAÇÕES Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretora da Diretoria-Geral

Leia mais

1.1 INCLUIR RDE REGISTRO DA RECEITA EXTRA - ORÇAMENTÁRIA

1.1 INCLUIR RDE REGISTRO DA RECEITA EXTRA - ORÇAMENTÁRIA CAPITULO 04.00.00 SISTEMA INTEGRADO DE PLANEJAMENTO, CONTABILIDADE E FINANÇAS DO ESTADO DE MATO GROSSO FIPLAN SEÇÃO 04.04.00 MACROFUNÇÃO DA RECEITA ASSUNTO 04.04.01 RESTITUIÇÕES DE RECEITA REGISTRADA NAS

Leia mais

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 02/2015 (versão 0.0.1)

PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 02/2015 (versão 0.0.1) UNIDADE DE CONTÁBIL UNICON PROCEDIMENTO CONTÁBIL Nº 02/2015 (versão 0.0.1) GUIA DE RECEBIMENTO (GR) LANÇAMENTO DE RECEITAS ÍNDICE 1 OBJETIVO... 1 2 - CONCEITOS... 1 3 PREENCHIMENTO DA GR NO SIAFEM... 2

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora.

Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco - Paraná. Supere na Gestão de sua Construtora. Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Requisição de materiais/serviços

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE ARRECADAÇÃO DIRETA 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Coordenação da Administração Financeira CAF

Coordenação da Administração Financeira CAF Coordenação da Administração Financeira CAF Departamento de Finanças as do Estado - DFE Departamento de Informações e Planejamento Financeiro do Estado - DIPLAF Departamento de Despesa de Pessoal do Estado

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo

www.sistemainfo.com.br Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Processo de transporte e logística Objetivo Há 20 anos desenvolvendo soluções para a gestão de transporte e logística. Agilidade, segurança e flexibilidade nos processos são os compromissos da Sistema Informática com seus clientes. Sediada em Criciúma,

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX Atualizado em 27.05.2011 MANUAL DO USUÁRIO 1. Apresentação 1.1. Acessando o Sistema 1.2. Tela Principal 2. Página Principal SUMÁRIO 3. Módulo Corregedoria

Leia mais

IMPORTAÇÃO DE DADOS DO SIG DO CLIENTE PARA O SAT

IMPORTAÇÃO DE DADOS DO SIG DO CLIENTE PARA O SAT Conteúdo 1. IMPORTAÇÃO DE DADOS DO SIG DO CLIENTE PARA O SAT... 2 1.1 Importação do SINTEGRA/SEF OU SPED FISCAL... 2 1.2 Importação dos INVENTÁRIOS MENSAIS ou TRIMESTRAIS.... 3 1.3 Importação da base de

Leia mais

Aplicação FUNCIONALIDADES

Aplicação FUNCIONALIDADES O sistema Advice é uma solução Corpdigital baseada na web que centraliza, de forma totalmente integrada, as atividades de um conselho de fiscalização profissional. A ferramenta apresenta módulos integrados

Leia mais

E&L Contabilidade Pública Eletrônica

E&L Contabilidade Pública Eletrônica E&L Contabilidade Pública Eletrônica Instruções para envio da prestação mensal do CIDADESWEB. Está disponível no menu Utilitários, uma opção de Implantação do CIDADESWEB. Neste utilitário estão os 9 passos

Leia mais

Controles Financeiros - Básico-

Controles Financeiros - Básico- Controles Financeiros - Básico- Introdução Este material irá tratar de controles financeiros que sua empresa deve manter a fim de organizar todo o fluxo de informações que servirão de base para os relatórios.

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN Pró-Reitoria de Recursos Humanos- PRH Departamento de Administração de Pessoal DAP DAP DIVISÃO DE PAGAMENTO E ATENDIMENTO SEÇÃO DE CONTROLE DE PAGAMENTO MACROPROCESSO: 2 PROCESSAMENTO DA FOLHA PROCESSO: 2.1 PAGAMENTO DE SERVIDORES ATIVOS FORNECEDOR ATIVIDADES PRODUTO CLIENTE RECOMENDAÇÕES

Leia mais

SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL

SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DGTEC Diretoria Geral de Tecnologia da Informação DERUS Departamento de Relacionamento com o Usuário MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE GRERJ ELETRÔNICA JUDICIAL

Leia mais

Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado

Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado Checklist dos Principais Processos do WinThor Atacado Após atualizar a versão em ambiente de teste, faça o checklist abaixo executando todas as rotinas listadas. Esta validação dos principais processos

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO AO SISTEMA BOLETO - PESSOA FÍSICA - DEZEMBRO 2009 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. CADASTRO 3 3. ACESSO ÀS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA 6 3.1. NADA CONSTA 8 3.2. BOLETO BANCÁRIO 8

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE JUSTIÇA SISTEMA DE DEPÓSITOS JUDICIAIS SIDEJUD LEGISLAÇÃO CORRELATA

ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE JUSTIÇA SISTEMA DE DEPÓSITOS JUDICIAIS SIDEJUD LEGISLAÇÃO CORRELATA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE JUSTIÇA SISTEMA DE DEPÓSITOS JUDICIAIS SIDEJUD E LEGISLAÇÃO CORRELATA Florianópolis, março de 2011. 2 SUMÁRIO SISTEMA DE DEPÓSITOS JUDICIAIS SIDEJUD LEI N. 15.327,

Leia mais

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes.

Ser referência de excelência nas soluções de consultoria e desenvolvimento de sistemas de informação, superando as expectativas dos clientes. DOMPER CONSULTORIA E SISTEMAS LTDA Rua Dr. Flores, 273 Sala 30-1 andar Ed. Frozzi CEP: 95.200-000 - Vacaria RS Fone (54) 3232-6119 / (54) 3232-8484 / (54) 3232-1471 CNPJ: 08.020.035/0001-02 IE: 154/0101158

Leia mais

Documento de Visão Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI

Documento de Visão Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI Sistema de Arrecadação de IPTU - SAI Versão 1.1R01 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor (es) 12/08/2008 1.0 Documento inicial Márcio Roehe 26/08/2008 1.1 Revisão Ajustes e complementação Roberto

Leia mais

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL

Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL Instrução Normativa 1.343, DE 08.04.2013, DA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ASSISTIDOS COM INÍCIO DO RECEBIMENTO DO BENEFÍCIO NO PERÍODO DE JAN.2008 A DEZ.2012 Perguntas e respostas para entendimento

Leia mais

MANUAL SISGRU Sistema de Gestão de Recolhimento da União

MANUAL SISGRU Sistema de Gestão de Recolhimento da União MANUAL SISGRU Sistema de Gestão de Recolhimento da União COFIN/GEARE SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 1 1. Acesso ao Sistema SISGRU... 2 2. Módulo Consultar GRU... 3 2.1. Como realizar consulta de GRU... 5 2.1.1.

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo III

Treinamento Sistema Condominium Módulo III Financeiro (Lançamentos Despesas e Saldos) Nesse módulo iremos apresentar os principais recursos da área contábil do sistema. Contábil> Lançamentos Nessa tela é possível lançar as despesas dos condomínios,

Leia mais

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão

Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria. 1ª Versão Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria 1ª Versão 1 Guia Básico de Processos Corporativos do Sistema Indústria PROCESSO DE CONTAS A PAGAR 1ª Versão 2 ÍNDICE 1 - INTRODUÇÃO 2 - VISÃO

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Alto Garças

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Alto Garças PRESTAÇÃO DE CONTAS ANEXO II RELAÇÃO DE PAGAMENTOS Convênio nº: REC ITEM CREDOR CGC/CPF CH/OB DATA VALOR (R$ 1,00) Responsável pela Execução: INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO RELAÇÃO DE PAGAMENTOS Refere-se

Leia mais

CALCULADORA DE IR F E R R AM E N TA C A L C U L A D O R A D E I R

CALCULADORA DE IR F E R R AM E N TA C A L C U L A D O R A D E I R F E R R AM E N TA C A L C U L A D O R A D E I R R E S U M O 2 PASSO A PASSO PASSO 1 PASSO 2 PASSO 3 PENDÊNCIA A REGULARIZAR? NÃO Acessar Menu Relatórios AÇÃO Integrar o Saldo Inicial da posição em custódia.

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 3. REFERÊNCIAS 4. DEFINIÇÕES 5. SIGLAS 6. CONDIÇÕES GERAIS 7. RESPONSABILIDADES 8. ANEXOS 1. OBJETIVO Este procedimento é estabelecido e mantido para uniformizar

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Equipe da Divisão de Apropriação e Análise Contábil (DECON/DIANA) Analisado por: Diretor do Departamento Contábil (DECON) Aprovado por: Diretor da Diretoria Geral de Planejamento, Coordenação

Leia mais

RESTITUIÇÃO DE RECEITAS ARRECADADAS POR GRU

RESTITUIÇÃO DE RECEITAS ARRECADADAS POR GRU RESTITUIÇÃO DE RECEITAS ARRECADADAS POR GRU O processo de restituição visa atender o contribuinte que, por algum motivo, tenha recolhido receitas a maior ou indevidamente por meio da Guia de Recolhimento

Leia mais

GESTÃO OTIMIZE A SOFTWARE DA SUA EMPRESA ESPECÍFICO PARA CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS. O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu!

GESTÃO OTIMIZE A SOFTWARE DA SUA EMPRESA ESPECÍFICO PARA CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS. O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu! /superainfo Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro 85.501-037 Pato Branco - Paraná O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu! OTIMIZE A GESTÃO DA SUA EMPRESA SOFTWARE ESPECÍFICO PARA CONSTRUTORAS E INCORPORADORAS O Supera

Leia mais

Guia para Comprovação de Investimentos

Guia para Comprovação de Investimentos Guia para Comprovação de Investimentos 1 2 4 5 Introdução Acompanhamento na Fase de Análise ETAPA 1 Comprovação Financeira ETAPA 2 Comprovação Física ETAPA Comprovação Jurídica ETAPA 4 Liberação Penalidades

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO AO SISTEMA BOLETO - PESSOA JURÍDICA - DEZEMBRO 2009 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. CADASTRO 3 3. VINCULAR ENTIDADE 6 4. ACESSO ÀS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA 9 4.1. NADA CONSTA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004 DE 22 DE SETEMBRO DE 2006

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004 DE 22 DE SETEMBRO DE 2006 Revogada pela Instrução Normativa Nº 004/2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004 DE 22 DE SETEMBRO DE 2006 SISTEMA: ADMINISTRAÇÃO ASSUNTO: SOLICITAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO DE BENS DE CONSUMO E PERMANENTES E SOLICITAÇÃO

Leia mais

Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 DECRETA:

Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 DECRETA: Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 Av. Presidente Vargas, 3.215 Vila Maria INSTITUI O GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DO ISSQN, A ESCRITURAÇÃO ECONÔMICO- FISCAL E A EMISSÃO DE GUIA DE RECOLHIMENTO POR MEIOS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO PARÁ Secretaria de Informática MANUAL. Sistema de Depósito Judicial

PODER JUDICIÁRIO DO PARÁ Secretaria de Informática MANUAL. Sistema de Depósito Judicial PODER JUDICIÁRIO DO PARÁ Secretaria de Informática MANUAL Sistema de Depósito Judicial Sistema desenvolvido pela Secretária de Informática- TJE/PA Belém/PA Agosto de 2012 SUMÁRIO: 1- Apresentação... 3

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

1 Solicitante do Auxílio Orientador-Pesquisador 2- N.º do Projeto. 3 - Tipo de Despesa. Relação do Material de Consumo.

1 Solicitante do Auxílio Orientador-Pesquisador 2- N.º do Projeto. 3 - Tipo de Despesa. Relação do Material de Consumo. ANEXO D PRESTAÇÃO DE CONTAS ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS IDENTIFICAÇÃO DO BENEFICIÁRIO Solicitante do Auxílio Orientador-Pesquisador CPF Endereço completo Telefone CEP Cidade UF E-MAIL FAX Tema

Leia mais

DECRETO N. 134/2010, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010.

DECRETO N. 134/2010, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. DECRETO N. 134/2010, DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. Institui o gerenciamento eletrônico do ISS - Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - e a emissão de Documento de Arrecadação Municipal - DAM - por meios

Leia mais

ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS IDENTIFICAÇÃO DO BENEFICIÁRIO MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA

ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS IDENTIFICAÇÃO DO BENEFICIÁRIO MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA ANEXO VI PRESTAÇÃO DE CONTAS Proponente Endereço completo ENCAMINHAMENTO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS IDENTIFICAÇÃO DO BENEFICIÁRIO CPF Telefone CEP Cidade UF E-mail Fax Tema do Projeto Período de utilização

Leia mais

Relatório de Desempenho da Gestão do Fermoju Período: janeiro/2012 a dezembro/2012

Relatório de Desempenho da Gestão do Fermoju Período: janeiro/2012 a dezembro/2012 ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA SECRETARIA DE FINANÇAS FERMOJU Relatório de Desempenho da Gestão do Fermoju Período: janeiro/2012 a dezembro/2012 1. Departamento de Gerência Executiva

Leia mais

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências.

DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013. Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. DECRETO Nº 14.407 DE 09 DE ABRIL DE 2013 Aprova o Regulamento do Sistema Financeiro e de Contabilidade do Estado, e dá outras providências. (Publicado no DOE de 10 de abril de 2013) O GOVERNADOR DO ESTADO

Leia mais

Curitiba PR www.softwar.com.br comercial@softwar.com.br

Curitiba PR www.softwar.com.br comercial@softwar.com.br Curitiba PR www.softwar.com.br comercial@softwar.com.br Sistema indicado para empresas que trabalham com produção: Composto de: Configurações Gerais Sistema Multi-Empresa Controle de Acesso Módulo Almoxarifado

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS Prefeitura Municipal de Pirenópolis DECRETO N 2.492714. Gabinete DE 31 DE 01 DE 2014.

ESTADO DE GOIÁS Prefeitura Municipal de Pirenópolis DECRETO N 2.492714. Gabinete DE 31 DE 01 DE 2014. DECRETO N 2.492714. DE 31 DE 01 DE 2014. "INSTITUI O GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DO ISSQN, A ESCRITURAÇÃO ECONÔMICO- FISCAL E A EMISSÃO DE GUIA DE RECOLHI MENTO POR MEIOS ELETRÔNICOS, RELATI VÁS AO ISSQN

Leia mais

Manual do ISSWEB. Soluções em softwares nas áreas públicas.

Manual do ISSWEB. Soluções em softwares nas áreas públicas. 1 Índice Introdução... 03 Declarante... 04 Autorização para declarar... 06 Acessando... 06 Notas Fiscais de Prestador... 07 Novo Movimento... 08 Lançamento de Notas Fiscais... 10 Imprimir relação de Notas

Leia mais

MANUAL PARA IMPLANTAÇÃO DO SALDO DA DISPONIBILIDADE FINANCEIRA

MANUAL PARA IMPLANTAÇÃO DO SALDO DA DISPONIBILIDADE FINANCEIRA MANUAL PARA IMPLANTAÇÃO DO SALDO DA DISPONIBILIDADE FINANCEIRA Para controlar o novo grupo da disponibilidade financeira do PCASP (grupo 8), temos que primeiramente apurar a disponibilidade do Órgão e

Leia mais

TESOURARIA. Âmbito. Avisos a Clientes Proposta e emissão de avisos de débitos em atraso de clientes.

TESOURARIA. Âmbito. Avisos a Clientes Proposta e emissão de avisos de débitos em atraso de clientes. Página1 TESOURARIA Âmbito Recibos O módulo de recibos do Multi permite associar os valores recebidos de terceiros aos documentos regularizados, registar os meios de liquidação e emitir o Recibo. O recibo

Leia mais

1.) Entendendo a Origem do Dever de Restituição por parte da Receita Federal.

1.) Entendendo a Origem do Dever de Restituição por parte da Receita Federal. 1.) Entendendo a Origem do Dever de Restituição por parte da Receita Federal. A origem seriam todos os recolhimentos efetuados a maior ou com destinação incorreta, tais como, códigos da Receita incorretos,

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES

HISTÓRICO DE REVISÕES PÁGINA: 1/10 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DIRAD ÁREA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA/ QUALIDADE CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 010 TíTULO: CREDITAR CONVÊNIO DE RECEITA 250/252 ELABORADO EM: 21/08/2014

Leia mais

DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015

DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015 DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015 Estabelece regras e padronização de documentos para arrecadação de multas

Leia mais

Registrar os procedimentos adotados no subprocesso analisado.

Registrar os procedimentos adotados no subprocesso analisado. 01/11. 1. Finalidade Registrar os procedimentos adotados no subprocesso analisado. 2. Conceituação Neste capítulo estão registrados as principais conceituações das definições de procedimentos utilizados

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

ERP ERP MRP. Page 1. Visão Funcional. Visão de Materiais: Compras Estoque

ERP ERP MRP. Page 1. Visão Funcional. Visão de Materiais: Compras Estoque ERP Visão Funcional ERP Visão de Materiais: Compras Estoque MRP Parâmetros: Estoque de Segurança Lead time Fornecedor Lead time Compras Ponto de Reabastecimento Previsão de Consumo Previsão de Vendas Planejamento

Leia mais

Ilmo. Sr. Delegado de Julgamento da Receita Federal do Brasil

Ilmo. Sr. Delegado de Julgamento da Receita Federal do Brasil Ilmo. Sr. Delegado de Julgamento da Receita Federal do Brasil COMERCIAL MOSTAERT LTDA, empresa comercial inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda sob o Nº. 11.563.145/0001-17,

Leia mais

Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV

Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV Nota Técnica n 010/2014/GECOG (Revoga a Nota Técnica 005/2013) Vitória, 09 de outubro de 2014. Assunto: Ordem Bancária de Transferências Voluntárias - OBTV Prezados (as) Senhores (as), A presente Nota

Leia mais

Orientação para declaração do Imposto de Renda em relação aos recebimentos da ação da GOE.

Orientação para declaração do Imposto de Renda em relação aos recebimentos da ação da GOE. Orientação para declaração do Imposto de Renda em relação aos recebimentos da ação da GOE. 1º PASSO NÚMERO DE MESES A QUE SE REFERE O VALOR A ação compreende o período de 11/1989 a 12/1990 totalizando

Leia mais

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento

PROGAM Programa para a Governança Municipal Sistema Tributário on-line. Sistema Tributário On-line. Recadastramento Sistema Tributário On-line Recadastramento Introdução O PROGAM Programa de Governança Municipal desenvolveu o Sistema Tributário on-line com objetivo de aperfeiçoar a administração tributária no tocante

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013

INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013 INFORMAÇÃO TRIBUTÁRIA CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995 INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013 Considerando a publicação da Instrução Normativa (IN) nº 1.343 em 08 de abril de 2013 pela Receita

Leia mais

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...

INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO... 3. CONTAS A RECEBER... 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER... 1 2 INDICE 1. CADASTRO DE CATEGORIAS...5 2. CADASTRO DE BANCO......6 3. CONTAS A RECEBER......6 3.1. LANÇAMENTO AUTOMÁTICO DE CONTAS A RECEBER...6 3.2. LANÇAMENTO MANUAL DE CONTAS A RECEBER...7 3.3. GERAÇÃO

Leia mais

Cartilha informativa sobre a IN 1.343. Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido.

Cartilha informativa sobre a IN 1.343. Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido. Cartilha informativa sobre a IN 1.343 Confira as orientações e o passo a passo para retificar o imposto de renda retido. 2013 Você sabe quais são os critérios para a compensação do Imposto de Renda? CONTRIBUIÇÕES

Leia mais

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo DECRETO N.º 501, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011. Regulamenta a instituição do gerenciamento eletrônico do ISSQN- Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, a escrituração econômico-fiscal e a emissão de documento

Leia mais

Registro de Fatos Administrativos e Contábeis

Registro de Fatos Administrativos e Contábeis PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P. TJAM 18 Registro de Fatos Administrativos e Elaborado por: Rosineide

Leia mais

SCPI 8.0. Novas funcionalidades. Conciliação Bancária Automática:

SCPI 8.0. Novas funcionalidades. Conciliação Bancária Automática: SCPI 8.0 Novas funcionalidades A partir de agora o SCPI conta com algumas novas funcionalidades que valem a pena serem comentadas, e dar uma breve introdução de seu funcionamento. Entre elas podemos destacar:

Leia mais

GUIA DE APOIO AO USUÁRIO

GUIA DE APOIO AO USUÁRIO GUIA DE APOIO AO USUÁRIO COMO ASSOCIAR-SE AO CONPEDI? 1) Acessar o website http://www.conpedi.org.br e, no campo Associação, clicar em Clique aqui para fazer sua associação, conforme abaixo: 2) No campo

Leia mais

MANUAL DO ISS ONLINE

MANUAL DO ISS ONLINE MANUAL DO ISS ONLINE Bancos / Instituições Financeiras Índice 1 - Regularização Cadastral... 3 2 - Login... 5 3 - Acessos ao Sistema... 7 4 - Solicitações de AIDF e AIDF-e... 10 5 - Emissão de Notas Fiscais

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa O que é o Fechamento de Caixa? O Fechamento de Caixa consiste, basicamente, em separar e conferir todos os recebimentos que há nos caixas. Essa tarefa

Leia mais

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO

RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRO INSTRUÇÕES PARA PREENCHIMENTO FÍSICO: refere-se ao indicador físico de qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa a executar e executada. 1. EXECUTOR:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno INSTRUÇÃO NORMATIVA UCCI Nº 005/2012 VERSÃO 01 ASSUNTO: PROCEDIMENTOS A SEREM CUMPRIDOS NAS ROTINAS

Leia mais

Telefones: (51) 3561 1348 (51) 3551 1116 (51) 3551 1138 (51) 8407 4687 (51) 8406 4966. E-mail:

Telefones: (51) 3561 1348 (51) 3551 1116 (51) 3551 1138 (51) 8407 4687 (51) 8406 4966. E-mail: ACESSUS Contabilidade Ltda. CRC RS 3.677 Rua Theodomiro Porto da Fonseca, 210 sala 02 Bairro Centro Estância Velha RS (Próximo à Prefeitura Municipal) Telefones: (51) 3561 1348 (51) 3551 1116 (51) 3551

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Financeiro

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM CNPJ: 10.793.118/0001-78 Projeto T2Ti ERP. Módulo Financeiro Módulo Financeiro Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre todos os itens do Módulo Financeiro. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas no todo ou em partes do material

Leia mais

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems FULL - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES

HISTÓRICO DE REVISÕES PÁGINA: 1/16 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DIRAD ÁREAS GESTÃO PATRIMONIAL/ QUALIDADE CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 010 TíTULO: ALIENAR BENS MÓVEIS ELABORADO EM:19/05/2014 REVISADO EM:21/05/2014 APROVADO

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa

Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Guia de Implantação Bluesoft ERP Fechamento de Caixa Objetivo O objetivo deste guia é fornecer um roteiro para a implantação módulo Fechamento de Caixa do sistema Bluesoft ERP. O que é o Fechamento de

Leia mais

ENTIDADES SOFTWARE ESPECÍFICO PARA GESTÃO DE. ACEs, CDLs, AMPEs Sindicatos Patronais e similares. O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu!

ENTIDADES SOFTWARE ESPECÍFICO PARA GESTÃO DE. ACEs, CDLs, AMPEs Sindicatos Patronais e similares. O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu! /superainfo Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro 85.501-037 Pato Branco - Paraná O Nosso Trabalho é Facilitar o Seu! SOFTWARE ESPECÍFICO PARA GESTÃO DE ENTIDADES Atuando no mercado nacional desde 2003, a Supera

Leia mais

MANUAL ISS DIGITAL Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215

MANUAL ISS DIGITAL Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215 Av. Augusto de Lima, 479-15º Andar - Sala 1511 Centro - Belo Horizonte/MG CEP: 30.190-000 (31) 3201-1639 / Fax: (31) 3212-1215 1. INTRODUÇÃO Dispõe sobre o sistema eletrônico de gerenciamento de dados

Leia mais

Conectividade Social ICP GERÊNCIA DE FILIAL DO FUNDO DE GARANTIA GIFUG/BH 2012

Conectividade Social ICP GERÊNCIA DE FILIAL DO FUNDO DE GARANTIA GIFUG/BH 2012 Conectividade Social ICP GERÊNCIA DE FILIAL DO FUNDO DE GARANTIA GIFUG/BH 2012 Objetivo: Conectividade Social ICP Alteração cadastral no FGTS Acesso do Trabalhador ao FGTS Novo TRCT Quase 3 milhões de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE Número: 31/2009 Nome: INSUMOS DIABETES Objeto: PROGRAMA DESTINADO A DEFINIR O ELENCO DE MEDICAMENTOS E INSUMOS QUE DEVEM SER DISPONIBILIZADOS NA REDE DO SISTEMA ÚNICO DE SAUDE,

Leia mais

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto

Legalização de Empresa (Plano Platinum) MEI (Micro Empreendedor Individual) Plano Platinum. Contabilidade (Plano Silver) Valor com desconto Descrição Prazo Valor Integral Valor com desconto Legalização de Empresa (Plano Platinum) Até 30 dias corridos 1.200 850,00 Abertura Completa de sua empresa: Contrato Social, CNPJ, Alvará, Inscrição Estadual).

Leia mais

Aqui seus Resultados Aparecem

Aqui seus Resultados Aparecem Aqui seus Resultados Aparecem 2 Evolution Folha de Pagamento Cálculo automático de INSS, IRRF, FGTS, Controle de período aquisitivo de férias e faltas não insalubridade, periculosidade, pensão alimentícia,

Leia mais

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos:

Precision. A sua Solução de Gestão Empresarial. Características do Sistema: Principais Recursos: A sua Solução de Gestão Empresarial O Precision é a solução de Gestão Empresarial de baixo custo que a Maggiore Sistemas disponibiliza para pequenas e médias empresas. Desenvolvido e comercializado em

Leia mais

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015 DESTINATÁRIO (S): ASSUNTO: Aos Senhores Magistrados e Servidores das Varas com competência Criminal, Juizado Especial Criminal e de Execução de Penas e Medidas Alternativas Instrução Normativa Conjunta

Leia mais

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas:

A pesquisa de campo foi realizada com questões para os núcleos administrativo, pessoal e acadêmico e procura explorar duas situações distintas: 4 Pesquisa de campo Neste capitulo será apresentado o resultado dos questionários da pesquisa de campo que serviu para o estudo de caso. A coleta de dados será dividida em: Núcleo administrativo Núcleo

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE Versão 1.0 Belém PA - Maio 2014 Sumário 1. Introdução...

Leia mais

Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco Paraná.

Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco Paraná. Confira o fluxograma do software a seguir e entenda como funciona. Rua Osvaldo Aranha, 449 Centro Cep: 85.501-310 Pato Branco Paraná. Envio de e-mail s pelo sistema vinculando-os à Central de Relacionamento

Leia mais

Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI

Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Objetivos e principais documentos do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal SIAFI Amigos e amigas visitantes do Ponto dos Concursos! Desejo muita paz e tranqüilidade a todos os

Leia mais

IMPORTAÇÃO FÁCIL: CÂMBIO PASSO A PASSO SAIBA COMO SER UM IMPORTADOR

IMPORTAÇÃO FÁCIL: CÂMBIO PASSO A PASSO SAIBA COMO SER UM IMPORTADOR IMPORTAÇÃO FÁCIL: CÂMBIO PASSO A PASSO SAIBA COMO SER UM IMPORTADOR 1º Passo: Registro da empresa Atualizar o objeto social da empresa incluindo a atividade de importação e os tipos de produtos que serão

Leia mais

ANEXO IV TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO TABELA DE TEMPORALIDADE E DESTINAÇÃO DE DOCUMENTOS - ÁREA- FIM

ANEXO IV TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO TABELA DE TEMPORALIDADE E DESTINAÇÃO DE DOCUMENTOS - ÁREA- FIM TABELA DE TEMPORALIDADE E DE DOCUMENTOS - ÁREA- FIM 700 ATIVIDADES JUDICIÁIS DE 1ª INSTÂNCIA 710 VARAS DO TRABALHO 710.1 - Alvará de Seguro Desemprego Original - Requerente Até retirada Via - Pasta 2 anos

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para efetuar operações financeiras via web.

Estabelecer critérios e procedimentos para efetuar operações financeiras via web. Proposto por: Diretor da Divisão de Gestão Financeira (DIGEF) Analisado por: Diretor do Departamento Financeiro (DEFIN) Aprovado por: Diretor da Diretoria-Geral de Planejamento, Coordenação e Finanças

Leia mais

Auditoria nos RPPS RECOMENDAÇÕES

Auditoria nos RPPS RECOMENDAÇÕES RECOMENDAÇÕES 1. CRIAÇÃO DE UMA ESTRUTURA MÍNIMA PARA ATENDER AS DEMANDAS DO RPPS 2. MANTER ARQUIVO SEPARADO DOS DOCUMENTOS DO RPPS RESUMO DAS FOLHAS DE PAGAMENTOS DOS SERVIDORES ATIVOS, INATIVOS E PENSIONISTAS

Leia mais

Manual das Instituições Financeiras v. 1.0

Manual das Instituições Financeiras v. 1.0 Manual das Instituições Financeiras v. 1.0 1 2 3 4 5 6 ISSIntel - Agilidade e Inteligência 1.1 Introdução 5 1.2 Visão 6 1.3 Tecnologias 7 Considerações Gerais 2.1 O ISS das Instituições Financeiras 9 2.2

Leia mais

ASSUNTO Analise preliminar para regularização de Restos a Pagar pagos no exercício de 2014

ASSUNTO Analise preliminar para regularização de Restos a Pagar pagos no exercício de 2014 INSTRUÇÃO DE 007/2014 CPSC/SCGC/SATE/SEFAZ SERVIÇO ASSUNTO Analise preliminar para regularização de Restos a Pagar pagos no exercício de 2014 1 APRESENTAÇÃO Considerando que a Inscrição dos Restos a Pagar

Leia mais

MANUAL DE CONTROLO INTERNO

MANUAL DE CONTROLO INTERNO MANUAL DE CONTROLO INTERNO ARSN, IP Página 1 de 12 Ed. Rev. Data Autor 00 00 s/ data Implementação do Modelo de Controlo Interno nas ACSS ARS. 01 00 jan./2013 Adequação dos procedimentos à ARSN,IP. UACI

Leia mais

DECRETO Nº26/2015, DE 13 DE OUTUBRO 2015.

DECRETO Nº26/2015, DE 13 DE OUTUBRO 2015. DECRETO Nº26/2015, DE 13 DE OUTUBRO 2015. Dispõe sobre a instituição do Sistema Eletrônico de Gestão para o cumprimento das obrigações fiscais do IMPOSTO SOBRE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA - ISSQN no

Leia mais

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA

RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA PREENCHIMENTO DO ANEXO III RELATÓRIO DA EXECUÇÃO FÍSICO-FINANCEIRA FÍSICO: refere-se ao indicador físico da qualificação e quantificação do produto de cada meta e etapa executada e a executar. Não fazer

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DE PROVISÃO PARA DEVEDORES DUVIDOSOS

CONSTITUIÇÃO DE PROVISÃO PARA DEVEDORES DUVIDOSOS CONSTITUIÇÃO DE PROVISÃO PARA DEVEDORES DUVIDOSOS Em diversas atividades empresariais, é comum a empresa ter títulos de clientes que já estão vencidos a algum tempo. Estes títulos, de acordo com Regulamento

Leia mais

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008

PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 PROJETO NOVA ASEEL INSTRUÇÃO NORMATIVA 001 DE FINANÇAS E CONTABILIDADE REVISÃO 005 JUNHO 2008 APROVADA NA ATA DE REUNIÃO 352/2008 1/6 ÍNDICE 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 2. OBJETIVOS 3. ABRANGÊNCIA E VIGÊNCIA

Leia mais