LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR-17"

Transcrição

1 LAUDO ERGONÔMICO DE TRABALHO ERGONOMIA NR IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA Razão Social: Caixa Econômica Federal Endereço: Setor SBS Quadra 4 Bloco A Lote 3 e 4 Asa Sul Brasília/ DF CEP CNPJ: / CNAE (Código Nacional Atividade Econômica): Grau de Risco: 2. INTRODUÇÃO A Caixa Econômica Federal é uma empresa do segmento bancário, o projeto que é objeto deste laudo visa atender casas lotéricas com área mínima de 18 metros quadrados sendo 10 mil de construção; e oferece 22 produtos, que proporcionam aos clientes serviços bancários e de loterias. Seus produtos são comercializados em diversos pontos no território brasileiro Objetivo Geral O presente trabalho visa levantar dados para análise ergonômica do trabalho nos ambientes das casas lotéricas, analisando os agentes ergonômicos pertinentes à atividade desenvolvida, conforme estabelece a Portaria n /78 alterada pela Portaria n /90 Norma Regulamentadora (NR-17) Objetivos Específicos a) Reconhecer possíveis riscos ocupacionais quando da utilização do mobiliário projetado por cada função atividade;

2 b) Analisar e quantificar estes riscos; c) Propor medidas de controle, sejam estas, na fonte, na trajetória e/ ou no receptor; d) Garantir a preservação da saúde e integridade física do empregado; e) Garantir à empresa a condição ocupacional dos seus empregados; f) Resguardar a empresa de possíveis implicações jurídicas ou legais; g) Promover a melhoria permanente do ambiente de trabalho; e h) Criar condições mais favoráveis ao desempenho das atividades profissionais. 3. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO As informações colhidas foram fornecidas pelos responsáveis pelo projeto. Os projetistas foram questionados sobre as atividades que foram consideradas na elaboração deste projeto. Foram arguidos, ainda, sobre queixas ou sintomas que pudessem colocar em risco a integridade física dos usuários no exercício do trabalho e também quanto ao limite máximo de tempo durante a jornada para determinado tipo de atividade. 4. DESENVOLVIMENTO 4.1. Setor de Trabalho: Por se tratar de um projeto de um novo modelo ambiental e visual não foram consideradas as condições mínimas definidas por legislação pertinente no que se refere à iluminação, temperatura ambiente e ruído pois estas serão definidas no local onde forem instaladas Descrição do Local de Trabalho: Irá variar dos pontos onde serão instalados.

3 4.3. Máquinas, mobiliários e equipamentos Instalados e Utilizados por posto de trabalho: a) Guichê; b) Micro computador (1); c) Impressora; d) Leitor óptico; e) Teclado; f) Gaveteiro; g) Armário compacto; h) Escaninho; i) Cadeira regulável; j) Guichê negocial Funções Desenvolvidas no Setor de Trabalho e Descrição dos Serviços Realizados: Jornada de trabalho de 40 horas semanais no período diurno. Atendente e Supervisor de Atendimento: Atividade Registrar apostas Imprimir comprovantes de apostas Receber pagamentos diversos Imprimir comprovantes de pagamentos Recarga de celulares, bilhetes de transporte público Venda de produtos lotéricos Fechamento de caixa Tempo (h/ dia) 2:00 h/ dia 0:30 h/ dia 2:00 h/ dia 0:30 h/ dia 1:00 h/ dia 1:30 h/ dia 0:30 h/ dia 5. ANÁLISE ERGONÔMICA DO POSTO DE TRABALHO

4 5.1. Medidas Preventivas Existentes a) Mobiliário ergonômico; b) Apoio para os pés; e c) Alternância de atividades Considerações sobre a Ergonomia em Postos Administrativos Quanto ao mobiliário a) Cadeira: Em tecido absorvente, borda anterior do assento arredondado com regulagem de altura, encosto da cadeira na região dorsal e lombar encontra-se firme, permitindo discreta inclinação. Apresenta apoio para antebraços que servem como repouso e relaxamento dos membros superiores, permitindo a aproximação da cadeira até a mesa. Recurso giratório, facilitando o posicionamento de frente para a tarefa que estiver sendo realizada e rodízios para facilitar o deslocamento do trabalhador. b) Mesa de computador e mesa de trabalho: Apresenta altura ideal entre 70 e 83 cm, tampo em cor clara e borda anterior arredondada. Apresenta profundidade ideal havendo espaço suficientemente profundo para as pernas debaixo da mesa. A altura da mesa também é suficientemente alta atendendo a medida mínima de 20 cm entre cadeira e a parte debaixo da mesa. A largura da mesa suficiente para permitir o encaixe da cadeira debaixo da mesa. As gavetas apresentam acionamento com bom deslizamento. c) Apoio para os pés: Na postura sentada, os pés devem estar bem apoiados no chão, ou no apoio de pés, o qual não foi objeto deste projeto devendo ser considerado para os funcionários fora do padrão ergométrico brasileiro, proporcionando um melhor posicionamento postural. d) Teclado:

5 Encontra-se na frente do monitor e a frente do usuário, em uma altura na qual as mãos do trabalhador assumam postura neutra. e) Leitor óptico: Encontra-se posicionado junto ao plano horizontal superior esquerdo do funcionário, com distância adequada a utilização. f) Monitor: Encontra-se em uma altura adequada aos olhos do usuário, em uma distância de 50 cm entre os olhos e o monitor, possuindo regulagem de posição angular Biomecânica Ocupacional Movimentos realizados para a execução das atividades laborais O colaborador realiza suas atividades na postura alternada (em pé e sentado), realiza mais atividades no computador e eventualmente realiza atividades mais dinâmicas como pegar bilhetes específicos, repor volantes de apostas e troca de cartazes de divulgação de produtos. O posto de trabalho possui cadeira com regulagem de altura de encosto e assento, permitindo que as coxas fiquem paralelas ao chão, pés apoiados, joelhos fletidos a 100, coluna dorsal e lombar apo iadas confortavelmente, cotovelos fletidos a 90, permitindo o alinhamento de antebraços, punhos e mãos, durante a atividade que envolve o uso de computador. A cabeça encontra-se alinhada com o tronco. O colaborador conta ainda com pausa para café sem horário prédefinido Quanto ao ambiente de trabalho e atividade exercida Postura de Trabalho Quanto a Situação Desejada Situação Ergonômica

6 Postura sentada (NR ) Toques no teclado Atividades realizadas em computador em horas Mesa Na postura sentada o posto de trabalho deve ser planejado ou adaptado para esta posição. Menos de toques NR b, o número máximo de toques é de por hora trabalhada. 4:00 horas por dia NR Não deve exceder 5 horas, sendo que no período restante o trabalhador poderá exercer outra atividade. 76 cm de altura, tampo de cor clara, permitindo espaço suficiente para os materiais e posicionamento adequado dos segmentos corporais NR altura da superfície de trabalho compatível com atividade exercida e com a altura do assento. Área de fácil alcance e visualização do trabalhador. Ter características que possibilitem o posicionamento

7 Cadeira Apoio para os pés Ruído Temperatura Umidade relativa do ar Velocidade do ar adequado dos segmentos corporais. Borda anterior do assento arredondada, revestida em tecido, c/ regulagem de altura do assento, encosto para coluna lombar e dorsal firme. NR Altura ajustável ao trabalhador, borda anterior arredondada, encosto com forma adaptada para proteger a coluna lombar. Uso do apoio de pés ou pés apoiados no chão confortavelmente Melhor apoio dos membros inferiores e acomodação da coluna lombar no encosto da cadeira. Deverá atender item NR de acordo com a NBR10152 (entre 45 e 65 db (A). 22 C NR entre 20 e 23 C 75%NR não inferior a 40%. Inferior a 0,75 m/s NR não superior a 0,75m/s. Deverá ser providenciado pelo empresário

8 Nível de Iluminamento Iluminação 540 lux NR de acordo com NBR5413 (500 a 1000 lux). Natural e artificial uniformemente distribuída e difusa, conforme NR A iluminação geral deve ser uniformemente distribuída e difusa. 6. RISCO ERGONÔMICO EXISTENTE Não há risco dentro dos parâmetros avaliados. 7. CONSIDERAÇÕES FINAIS A elaboração do presente Laudo é de responsabilidade do Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho, Jorge Gabriel da Silva Cardoso, CREA/SP , conforme cópia da Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) em anexo, Os estudos foram realizados no mês de maio de 2012, durante fase de finalização do projeto, que serviram para fundamentá-lo técnica e cientificamente, com reconhecimento da legislação brasileira e métodos internacionais também reconhecidos. Encerramos aqui o presente Laudo Técnico, composto de 08 laudas impressas somente no anverso rubricadas pelo Responsável Técnico, com exceção da última que segue devidamente datada e assinada. Colocamo-nos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários.

9 São Paulo, 18 de Maio de Resp. Técnico pela Elaboração: Jorge Gabriel da Silva Cardoso Engenheiro Elétrico e de Segurança do Trabalho CREA/SP

CHECK-LIST PARA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES ERGONÔMICAS EM POSTOS DE TRABALHO INFORMATIZADOS

CHECK-LIST PARA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES ERGONÔMICAS EM POSTOS DE TRABALHO INFORMATIZADOS 1 CHECK-LIST PARA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES ERGONÔMICAS EM POSTOS DE TRABALHO INFORMATIZADOS Versão fevereiro 2007 (UA: 30/06/10) Autor: Hudson Couto Colaborador: Dr. Edivaldo Sanábio e Remi Lópes Antonio

Leia mais

NORMA REGULAMENTADORA NR 17

NORMA REGULAMENTADORA NR 17 NORMA REGULAMENTADORA NR 17 NORMA REGULAMENTADORA - NR 17 ERGONOMIA 17.1. Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características

Leia mais

Condições de Trabalho

Condições de Trabalho NR-17 Ergonomia OBJETIVO Visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto,

Leia mais

Utilizadores de Computadores Conselhos ergonómicos

Utilizadores de Computadores Conselhos ergonómicos Utilizadores de Computadores Conselhos ergonómicos Ergonomia: Estuda a interacção física entre as pessoas e o seu trabalho adaptando este último, o equipamento e o ambiente de trabalho ao trabalhador.

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Fisioterapia Personalizada a Domicilio

Fisioterapia Personalizada a Domicilio Fisioterapia Personalizada a Domicilio O atendimento a domicilio da Fisio e Saúde Sul, privilegia o conforto e a saúde de seus pacientes, realizando atendimento que proporciona SAÚDE, BEM-ESTAR e MELHORA

Leia mais

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações.

Postura. As posturas prolongadas podem prejudicar os músculos e as articulações. Postura A postura é, freqüentemente, determinada pela natureza da tarefa ou do posto de trabalho. Um porteiro de hotel tem uma postura estática, enquanto um carteiro passa a maior parte do tempo andando.

Leia mais

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO. Clique para editar os estilos do texto

Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO. Clique para editar os estilos do texto Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa Clique para editar os estilos do texto de São Paulo XXXVI CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO 2015 1 Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa

Leia mais

Unidade II SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO / BENEFÍCIOS E ASSISTÊNCIA SOCIAL. Prof. Joaquim Ribeiro

Unidade II SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO / BENEFÍCIOS E ASSISTÊNCIA SOCIAL. Prof. Joaquim Ribeiro Unidade II SAÚDE E SEGURANÇA NO TRABALHO / BENEFÍCIOS E ASSISTÊNCIA SOCIAL Prof. Joaquim Ribeiro 6. Conceito e importância da Ergonomia Origem nas palavras gregas: ergon (trabalho) e nomos (regras). 6.

Leia mais

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos ERGONOMIA ERGONOMIA relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos deste relacionamento. Em

Leia mais

A postura saudável para o digitador

A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador 2 Muitas vezes nos perguntamos: Qual é a postura mais adequada para se trabalhar durante horas em frente a um computador? Após anos

Leia mais

Aula 03 Antropometria Prof. Mario S. Ferreira Junho, 2013

Aula 03 Antropometria Prof. Mario S. Ferreira Junho, 2013 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Curso de Especialização em Arquitetura da Habitação de Interesse Social ERGONOMIA E ACESSIBILIDADE Aplicada à

Leia mais

Gestão Ergonômica e Programas de Ergonomia na Empresa

Gestão Ergonômica e Programas de Ergonomia na Empresa Gestão Ergonômica e Programas de Ergonomia na Empresa Ms. João Eduardo de Azevedo Vieira Fisioterapeuta (PUC-PR / 2000) Esp. Fisiologia do Exercício e do Desporto (IBPEX / 2001) Esp. Fisioterapia do Trabalho

Leia mais

AET Análise Ergonômica do Trabalho

AET Análise Ergonômica do Trabalho CARREFOUR AET Análise Ergonômica do Trabalho CARREFOUR NATAL Agosto 2015 Página 1 de 52 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO GERAL... 2 2. OBJETIVO E DATA DE REALIZAÇÃO DA AET... 2 3. ASPECTOS GERAIS... 3 3.1. IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007 ETAPAS. Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007. Prof. Paulo C.

Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007 ETAPAS. Prof. Paulo C. Barauce Bento. Ergonomia. UFPR 2007. Prof. Paulo C. Ergonomia Posto de trabalho Menor unidade produtiva Aplicação da antropometria no design do local de trabalho Homem e seu local de trabalho Fábrica / escritório > conjunto de postos Análise do posto Enfoque

Leia mais

OMO NASCEU A PALAVRA ERGONOMIA?...3

OMO NASCEU A PALAVRA ERGONOMIA?...3 Índice ÍNDICE...2 COMO NASCEU A PALAVRA ERGONOMIA?...3 O QUE É A ERGONOMIA?...3 ERGONOMIA NO TRABALHO....3 POSIÇÕES CORRECTAS A TER NO TRABALHO....4 O EQUIPAMENTO ERGONÓMICO...6 MONITOR...7 TECLADOS E

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

ERGONOMIA - Adaptação das Condições de Trabalho. Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 18/12/2012. Sumário:

ERGONOMIA - Adaptação das Condições de Trabalho. Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 18/12/2012. Sumário: ERGONOMIA - Adaptação das Condições de Trabalho Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 18/12/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Conceito e Objetivo 3 - Análise Ergonômica do Trabalho 3.1

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para a Coluna Lombar O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com maior freqüência para a terapia da coluna lombar, Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais

Antropometria. A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano.

Antropometria. A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano. Antropometria A antropometria estuda as dimensões físicas e proporções do corpo humano.. O conhecimento dessas medidas e como saber usá-las é muito importante na determinação dos diversos aspectos relacionados

Leia mais

NR7, NR9, NR17 - PROGRAMAS. Adriano Fernandes da Silva Lucas dos Reis Furtado Natália Barrios da Vila

NR7, NR9, NR17 - PROGRAMAS. Adriano Fernandes da Silva Lucas dos Reis Furtado Natália Barrios da Vila NR7, NR9, NR17 - PROGRAMAS Alunos: Adriano Fernandes da Silva Lucas dos Reis Furtado Natália Barrios da Vila NR 7 PCMSO - PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL Esta Norma Regulamentadora - NR

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 NR 17 - ERGONOMIA Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

ERGONOMIA NO CONTEXTO DO TRABALHO PRODUÇÃO E BACHAREL EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO. Prof. Cristiano Diniz da Silva

ERGONOMIA NO CONTEXTO DO TRABALHO PRODUÇÃO E BACHAREL EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO. Prof. Cristiano Diniz da Silva ERGONOMIA NO CONTEXTO DO TRABALHO DO ENGENHEIRO DE PRODUÇÃO E BACHAREL EM SISTEMA DE INFORMAÇÃO Prof. Cristiano Diniz da Silva O que é ergonomia? #ergonometria #ergologia Conceitos de ergonomia Conceito

Leia mais

ANÁLISE ERGONÔMICA DO POSTO DE TRABALHO EM UMA REVENDA DE INSUMOS AGRÍCOLA

ANÁLISE ERGONÔMICA DO POSTO DE TRABALHO EM UMA REVENDA DE INSUMOS AGRÍCOLA ANÁLISE ERGONÔMICA DO POSTO DE TRABALHO EM UMA REVENDA DE INSUMOS AGRÍCOLA 1 LUIZIANE DALLAVECHIA, 2 FRANCIANNE BARONI ZANDONADI 1 Bacharel em Engenheira de Produção Agroindustrial (UNEMAT) e Estudante

Leia mais

O Dimensionamento do Centro de Produção

O Dimensionamento do Centro de Produção O Dimensionamento do Centro de Produção (posto de trabalho) ANTROPOMETRIA estudo e sistematização das medidas físicas do corpo humano. ANTROPOMETRIA ESTÁTICA - refere-se a medidas gerais de segmentos corporais,

Leia mais

Análise da Postura de Trabalho com Computador

Análise da Postura de Trabalho com Computador Artigo Revista Científica da UFPA, V. 7, Nº 01, 2009 Análise da Postura de Trabalho com Computador Shahine Paccola Gonçalves 1 Cinthia Dias Rocha 1 Paulo Torres Fenner 2 Resumo Este artigo trata sobre

Leia mais

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO EM UMA EMPRESA BENEFICIADORA DE ACRÍLICOS NA REGIÃO DE JOINVILLE-SC

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO EM UMA EMPRESA BENEFICIADORA DE ACRÍLICOS NA REGIÃO DE JOINVILLE-SC 1 ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO EM UMA EMPRESA BENEFICIADORA DE ACRÍLICOS NA REGIÃO DE JOINVILLE-SC Thatiana Prado Brito* RESUMO Dentre as preocupações das empresas na melhoria da qualidade e competitividade

Leia mais

Adaptação do trabalho às pessoas.

Adaptação do trabalho às pessoas. NR- 17 Estabelece parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho

Leia mais

TESTES DE APTIDÃO FÍSICA A SEREM REALIZADOS PELO SESI

TESTES DE APTIDÃO FÍSICA A SEREM REALIZADOS PELO SESI TESTES DE APTIDÃO FÍSICA A SEREM REALIZADOS PELO SESI 1 DOS TESTES 1.1 Os Testes de Aptidão Física, de caráter eliminatório, serão aplicados no dia e horários indicados no telegrama de convocação, individualmente

Leia mais

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

Higiene do Trabalho. Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho ERGONOMIA. Programa de Higiene do Trabalho GESTÃO DE PESSOAS. 3o bimestre / 2013

Higiene do Trabalho. Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho ERGONOMIA. Programa de Higiene do Trabalho GESTÃO DE PESSOAS. 3o bimestre / 2013 GESTÃO DE PESSOAS CEFET-MG / DIVINÓPOLIS 3o bimestre / 2013 Prof. MSc. Antônio Guimarães Campos Higiene, Ergonomia e Segurança do Trabalho Higiene do Trabalho Conjunto de normas e procedimentos que visa

Leia mais

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE?

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? Dicas Gerais para uma Boa Postura 1) Manter o topo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço (45cm ~ 70cm); 2) Manter a cabeça e pescoço

Leia mais

Artigo publicado na Revista CEPPG Nº 24 1/2011 ISSN 1517-8471 Páginas 79 à 88

Artigo publicado na Revista CEPPG Nº 24 1/2011 ISSN 1517-8471 Páginas 79 à 88 Artigo publicado na Revista CEPPG Nº 24 1/2011 ISSN 1517-8471 Páginas 79 à 88 ERGONOMIA APLICADA EM MOBILIÁRIO DE SECRETÁRIA Josiane Lino da Silva 1 Cristina Freire da Silva 2 RESUMO A presente pesquisa

Leia mais

Relatório de Segurança e Medicina do Trabalho. Ciretran de Vitória/ES. Adendo

Relatório de Segurança e Medicina do Trabalho. Ciretran de Vitória/ES. Adendo Relatório de Segurança e Medicina do Trabalho Ciretran de Vitória/ES Ciretran Vitória/ES, situado à Avenida Nossa Senhora da Penha, nº1388, Vitória - ES foram encontradas várias condições inadequadas de

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS

PADRONIZAÇÃO DE EXERCÍCIOS LOMBAR EXTENSÃO DE TRONCO- Em decúbito ventral apoiado no banco romano ou no solo, pernas estendidas, mãos atrás da cabeça ou com os braços entrelaçados na frente do peito. Realizar uma flexão de tronco

Leia mais

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello

Caderno de Postura. Prof. Luiz Mello Caderno de Postura Prof. Luiz Mello CADERNO DE POSTURA Este caderno de postura tem como objetivo demonstrar os principais pontos relacionados a maneira de como tocar violão e guitarra de uma maneira saudável,

Leia mais

01. Quais são os exames especificados na NR7 que devem ser realizados e que geram ASO:

01. Quais são os exames especificados na NR7 que devem ser realizados e que geram ASO: 01. Quais são os exames especificados na NR7 que devem ser realizados e que geram ASO: 01. Quais são os exames especificados na NR7 que devem ser realizados e que geram ASO: Admissional, Periódico, de

Leia mais

Fundação Universidade Estadual de Maringá

Fundação Universidade Estadual de Maringá Fundação Universidade Estadual de Maringá PAD/DIRETORIA DE MATERIAL E PATRIMÔNIO AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL N 185/2008 PREGÃO PRESENCIAL PROC.: N 5806/2008 OBJETO: AQUISIÇÃO DE MÓVEIS PARA ESCRITÓRIO EM

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para eventual fornecimento, montagem e instalação de mobiliário, para a Procuradoria Regional do Trabalho da 2a Região

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES: PARA COMPRAS / LICITAÇÕES. Adesão ao REGISTRO DE PREÇO MODELO WS 991

ESPECIFICAÇÕES: PARA COMPRAS / LICITAÇÕES. Adesão ao REGISTRO DE PREÇO MODELO WS 991 ESPECIFICAÇÕES: PARA COMPRAS / LICITAÇÕES Adesão ao REGISTRO DE PREÇO MODELO WS 991 Descrição técnica NOME DO PRODUTO: BANQUETA SEMI-SENTADA WORK SEAT CÓDIGO DO FABRICANTE: WS 991 Aplicação: Equipamento

Leia mais

Assunto: Análise e Parecer Técnico Pregão Presencial Nº 16/2015 Aquisição de Mobiliário. DESPACHOS E ENCAMINHAMENTOS Ao NLC / CPL;

Assunto: Análise e Parecer Técnico Pregão Presencial Nº 16/2015 Aquisição de Mobiliário. DESPACHOS E ENCAMINHAMENTOS Ao NLC / CPL; Brasília DF, 17 de Julho de 2015. Assunto: Análise e Parecer Técnico Pregão Presencial Nº 16/2015 Aquisição de Mobiliário. DESPACHOS E ENCAMINHAMENTOS Ao NLC / CPL; Segue análise e parecer técnico descrição

Leia mais

Adaptação do trabalho ao homem. Pessoas diferentes Capacidades físicas e mentais diferentes.

Adaptação do trabalho ao homem. Pessoas diferentes Capacidades físicas e mentais diferentes. Adaptação do trabalho ao homem. Pessoas diferentes Capacidades físicas e mentais diferentes. Tarefas que exijam elevada acuidade visual Visão desfocada e sensação de olhos a arder. Teclar de forma incorrecta

Leia mais

Introdução PREVENINDO LER/DORT

Introdução PREVENINDO LER/DORT Introdução O homem (Homo sapiens) surgiu há cerca de 200.000 atrás e apenas após a Revolução Industrial é que conhecemos este modo de vida moderno, com trabalhos repetitivos, horário fixo de trabalho e

Leia mais

Ergonomia. Lombalgias, Manejo de cargas, Posição estática, Trabalho na posição sentada e em pé. Prof.ª Kalyne de Menezes Bezerra Cavalcanti

Ergonomia. Lombalgias, Manejo de cargas, Posição estática, Trabalho na posição sentada e em pé. Prof.ª Kalyne de Menezes Bezerra Cavalcanti Ergonomia Lombalgias, Manejo de cargas, Posição estática, Trabalho na posição sentada e em pé Prof.ª Kalyne de Menezes Bezerra Cavalcanti Natal/RN Fevereiro de 2011 Postura Um dos caminhos para encontrar

Leia mais

Arranjo Físico (Layout)

Arranjo Físico (Layout) Organização, Sistemas e Métodos Arranjo Físico (Layout) Por José Luís Carneiro - www.jlcarneiro.com - Arranjo físico (layout) Arranjo Físico (Layout) 2 - www.jlcarneiro.com - Introdução O espaço físico

Leia mais

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano.

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano. Biomecânica Parte do conhecimento da Ergonomia aplicada ao trabalho origina-se no estudo da máquina humana. Os ossos, os músculos, ligamentos e tendões são os elementos dessa máquina que possibilitam realizar

Leia mais

Laudo Técnico Conformidade Ergonômica Apoio para os pés

Laudo Técnico Conformidade Ergonômica Apoio para os pés Laudo Técnico Conformidade Ergonômica Apoio para os pés 1) IDENTIFICAÇÃO DO FABRICANTE RELIZA COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA ME Rua GUILHERME SCHARF, N 2547 CEP 89062-000 BAIRRO FIDELIS - BLUMENAU - SC CNPJ:

Leia mais

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA

PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE HÉRNIA DE DISCO SEM CIRURGIA Dicas para uma vida sem dores na coluna A Hérnia de Disco A nossa coluna é composta de aproximadamente 32 vértebras, que são os ossos que formam

Leia mais

Ergo (trabalho) Nomos (regras)

Ergo (trabalho) Nomos (regras) ERGONOMIA Ergo (trabalho) Nomos (regras) Ergonomia é o estudo do relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamentos, ferramentas e ambiente, visando à solução dos problemas surgidos desse relacionamento

Leia mais

Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia

Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia Dicas para manter a postura e não prejudicar a coluna no dia a dia No decorrer do dia, desempenhamos várias funções, desde agachar para pegar uma caneta do chão, a limpeza de sua casa e no trabalho. As

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 MESA REUNIÃO REDONDA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 A SEFIT Serviços Especializados de Fisioterapia do Trabalho Ltda, inscrita no CNPJ n.º 04.207.225/0001-74,

Leia mais

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 (requisitos dimensionais) ERGOSPACE MESA DE TRABALHO RETA

Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 (requisitos dimensionais) ERGOSPACE MESA DE TRABALHO RETA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 e NBR 13966 (requisitos dimensionais) ERGOSPACE MESA DE TRABALHO RETA Parecer Técnico de Conformidade NR 17 A SEFIT Serviços Especializados de Fisioterapia do Trabalho

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. ESTRUTURA E BLINDAGEM DOS MODULOS 1.1 - Estruturas Laterais Externas Deverão ser confeccionadas em chapa de aço SAE1010 #18, com varias dobras formando colunas, sem quinas ou

Leia mais

ergonomia fatores humanos Ergonomia cognitiva Ergonomia organizacional Qual o papel da Ergonomia para a saúde

ergonomia fatores humanos Ergonomia cognitiva Ergonomia organizacional Qual o papel da Ergonomia para a saúde A ergonomia (ou fatores humanos, como é conhecida nos Estados Unidos da América) é a disciplina científica relacionada ao entendimento das interações entre seres humanos e outros elementos de um sistema,

Leia mais

PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL NR 7

PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL NR 7 PCMSO PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL NR 7 Esta norma estabelece a relação de obrigatoriedade para os empregadores e instituições que admitam empregados, da Elaboração de um Programa de

Leia mais

METALÚRGICA LTDA PROGRAMA DE ERGONOMIA RECIFE (PE) JULHO / 2010

METALÚRGICA LTDA PROGRAMA DE ERGONOMIA RECIFE (PE) JULHO / 2010 METALÚRGICA LTDA PROGRAMA DE ERGONOMIA RECIFE (PE) JULHO / 2010 PROERGO julho/2010 Pág. 1/7. I N D I C E 1. - APRESENTAÇÃO 2. - OBJETIVO 3. - INTRODUÇÃO 4. - EMPRESA BENEFICIADA 5. - CAMPO DE APLICAÇÃO

Leia mais

Renata Matsmoto. renatamatsmoto@gmail.com

Renata Matsmoto. renatamatsmoto@gmail.com Aplicação dos aspectos legais do Anexo II da NR 17 Trabalho em teleatendimento/ telemarketing Renata Matsmoto renatamatsmoto@gmail.com TELEATENDIMENTO TELEMARKETING Definição Serviços de comunicação à

Leia mais

É PERMITIDO O USO DE CALCULADORA PADRÃO NÃO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA (CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NO CORPO

É PERMITIDO O USO DE CALCULADORA PADRÃO NÃO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA (CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NO CORPO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA (CONCURSO PÚBLICO PARA INGRESSO NO CORPO DE ENGENHEIROS DA MARINHA / CPCEM/2013) É PERMITIDO O USO DE CALCULADORA PADRÃO NÃO CIENTÍFICA E RÉGUA ESCALÍMETRO

Leia mais

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf

Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf Fonte: http://revistacontrarelogio.com.br/pdfs/tudoemcima_194.pdf ELÁSTICO OU BORRACHA Sugestão: 1 kit com 3 elásticos ou borrachas (com tensões diferentes: intensidade fraca, média e forte) Preço: de

Leia mais

Aula 04 Normas e Estratégias de Acessibilidade A NBR9050 Setembro, 2013

Aula 04 Normas e Estratégias de Acessibilidade A NBR9050 Setembro, 2013 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Curso de Especialização em Arquitetura da Habitação de Interesse Social ERGONOMIA E ACESSIBILIDADE Aplicada à

Leia mais

RESULTADO Nº QTDADE UNIDADE DESCRIÇÃO NEGOC VENCEDOR 1 10 UNIDADE 148,00 DORNE & DORNE LTDA - EPP 94,00 DORNE & DORNE LTDA - EPP 2 10 UNIDADE

RESULTADO Nº QTDADE UNIDADE DESCRIÇÃO NEGOC VENCEDOR 1 10 UNIDADE 148,00 DORNE & DORNE LTDA - EPP 94,00 DORNE & DORNE LTDA - EPP 2 10 UNIDADE 1 10 UNIDADE CADEIRA modelo secretária executiva, giratória, com braços tipo corsa fechado, em poliuretano injetado; assento e encosto moldados anatomicamente em compensado com espessura mínima de 12 mm,

Leia mais

Exercícios de força muscular

Exercícios de força muscular Exercícios de força muscular ABDOMINAIS Objectivos: Melhoria funcional e reforço muscular do Core. Posição Inicial - Deite-se em decúbito dorsal (barriga para cima), coloque as pernas flectidas a 45º,

Leia mais

A BICICLETA E O EQUIPAMENTO DO CICLISTA

A BICICLETA E O EQUIPAMENTO DO CICLISTA A BICICLETA E O EQUIPAMENTO DO CICLISTA NOVAS REGRAS DE POSICIONAMENTO PARA 2014 - Apenas a bike será verificada (Não é mais necessário o ciclista); - O ciclista estará livre para escolher uma das duas

Leia mais

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCO AMBIENTAL - PPRA NR 09

PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCO AMBIENTAL - PPRA NR 09 PROGRAMA DE PREVENÇÃO DE RISCO AMBIENTAL - PPRA NR 09 Prof. Me. Vítor Hugo Magalhães Vono Engenheiro de Segurança do Trabalho Lei 6514 de 12/77 Capítulo V da CLT da Segurança e Medicina do Trabalho (art.

Leia mais

Avaliação ocupacional da pessoa. Renata Pavão Moreira Médica do trabalho Reunião Científica APAMT - 25/10/2014

Avaliação ocupacional da pessoa. Renata Pavão Moreira Médica do trabalho Reunião Científica APAMT - 25/10/2014 Avaliação ocupacional da pessoa com deficiência -casos práticos Renata Pavão Moreira Médica do trabalho Reunião Científica APAMT - 25/10/2014 Papel do médico do trabalho Análise enquadramento Adaptações

Leia mais

Norma NR17 ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO. Visão Geral. Prof. Dr. JOÃO GOMES FILHO. 2010

Norma NR17 ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO. Visão Geral. Prof. Dr. JOÃO GOMES FILHO. 2010 Norma NR17 ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO Visão Geral 1 Prof. Dr. JOÃO GOMES FILHO. 2010 NR 17 17.1 OBJETIVO CONDIÇÕES DE TRABALHO / PARÂMETROS BÁSICOS: Segurança: proteção / prevenção Conforto: saúde

Leia mais

Segurança e saúde nos trabalhos em empresas de abate e processamento de carnes e derivados.

Segurança e saúde nos trabalhos em empresas de abate e processamento de carnes e derivados. Segurança e saúde nos trabalhos em empresas de abate e processamento de carnes e derivados. JUAREZ SABINO DA SILVA JUNIOR TÉCNICO DE SEGURANÇA DO TRABALHO Objetivo O objetivo destas especificações é estabelecer

Leia mais

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior

Cuidados Posturais. Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Cuidados Posturais Prof Paulo Fernando Mesquita Junior Vídeo: Cuidados_posturais_Dr.MiguelMastropaulo A postura correta Considera-se uma boa postura aquela condição em que o alinhamento corporal proporciona

Leia mais

Informação Exame de Equivalência. à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA

Informação Exame de Equivalência. à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA Informação Exame de Equivalência à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA 3º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2011/12 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de

Leia mais

CARTILHA DE ERGONOMIA NA CONSTRUÇÃO CIVIL NR-17

CARTILHA DE ERGONOMIA NA CONSTRUÇÃO CIVIL NR-17 CARTILHA DE ERGONOMIA NA CONSTRUÇÃO CIVIL NR-17 Comissão: Alynne Obermüller Carolina Amaral Gabriela Silva Mariana Ribeiro Colaboração: Teresa Mate Ergonomia na prática: CARPINTEIRO 4 SUMÁRIO Apresentação...

Leia mais

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno

Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno PPRA MANUAL PRÁTICO PARA ELABORAÇÃO FORMULÁRIO PARA RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Material do curso PPRA EXPERT Apostila do aluno RECONHECIMENTO DOS RISCOS AMBIENTAIS Esse Formulário deve ser aplicado

Leia mais

Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma

Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma Projeto Verão O Iate é sua Academia Seja dentro ou fora da Academia, nosso Clube oferece espaços para manter a saúde em dia e o corpo em forma por rachel rosa fotos: felipe barreira Com a chegada do final

Leia mais

AVALIAÇÃO DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO ANATOMIA DO OMBRO Articulação Sinovial Forma de sela Três graus de liberdade Posição de Repouso Posição de aproximação

Leia mais

APOSTILA DE VOLEIBOL

APOSTILA DE VOLEIBOL APOSTILA DE VOLEIBOL O voleibol é praticado em uma quadra retangular dividida ao meio por uma rede que impede o contato corporal entre os adversários. A disputa é entre duas equipes compostas por seis

Leia mais

Tarefas prescritas de levante, movimentação e transferência de doentes

Tarefas prescritas de levante, movimentação e transferência de doentes Tarefas prescritas de levante, movimentação e transferência de doentes Modo de proceder na preparação da tarefa com o doente (ACSS 2008; Alexandre & Rogante, 2000; Coelho, 2010; Elkin, Perry, & Potter,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 21, DE 19 DE MARÇO DE 2009. ANEXO 02. Padrões de desempenho e de acabamento de elementos de ocupação predial

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 21, DE 19 DE MARÇO DE 2009. ANEXO 02. Padrões de desempenho e de acabamento de elementos de ocupação predial INSTRUÇÃO NORMATIVA N 21, DE 19 DE MARÇO DE 2009. ANEXO 02 Padrões de desempenho e de acabamento de elementos de ocupação predial 1. ARMÁRIO ALTO Armário com duas portas, revestido com laminado melamínico

Leia mais

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO MANAUS EMPREENDIMENTOS LTDA SHOPPING MANAUARA

ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO MANAUS EMPREENDIMENTOS LTDA SHOPPING MANAUARA ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO MANAUS EMPREENDIMENTOS LTDA SHOPPING MANAUARA 09/2014 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...03 2. IDENTIFICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESA...04 3. OBJETIVOS...04 4. REFERÊNCIAS NORMATIVAS...05

Leia mais

Introdução à Ergonomia

Introdução à Ergonomia Sumario 1 Introdução à Ergonomia 3 2 Conceito de Ergonomia 4 3 Qualidade de Vida 7 4 NR 17 8 5 Soluções ergonômicas 15 6 Equação de NIOSH 19 7 Transporte de cargas 23 8 Antropometria 31 9 Biomecânica 38

Leia mais

UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS EXATAS E ENGENHARIAS Curso de Pós Graduação Lato Sensu em Engenharia de Segurança do Trabalho LEANDRO JOSE URNAU

Leia mais

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo Originária da Confederação do Tiro Brasileiro decreto 1503 de 5 de setembro de 1906

Confederação Brasileira de Tiro Esportivo Originária da Confederação do Tiro Brasileiro decreto 1503 de 5 de setembro de 1906 Exercícios com Elástico Os Exercícios com elástico irão trabalhar Resistência Muscular Localizada (RML). Em cada exercício, procure fazer a execução de maneira lenta e com a postura correta. Evitar o SOLAVANCO

Leia mais

BANQUETA EM ABS MANUAL DE INSTRUÇÕES. Modelo ABS 801 e ABS 802. Leia com atenção e guarde este manual para consultas futuras.

BANQUETA EM ABS MANUAL DE INSTRUÇÕES. Modelo ABS 801 e ABS 802. Leia com atenção e guarde este manual para consultas futuras. BANQUETA EM ABS MANUAL DE INSTRUÇÕES Leia com atenção e guarde este manual para consultas futuras. Modelo ABS 801 e ABS 802 BANQUETA EM ABS LEIA COM ATENÇÃO ESTAS INSTRUÇÕES E GUARDE ESTE MANUAL PARA

Leia mais

ACIDENTES DE TRABALHO PREVINA-SE

ACIDENTES DE TRABALHO PREVINA-SE ACIDENTES DE TRABALHO PREVINA-SE NÚMEROS ALARMANTES São 160 milhões de trabalhadores no mundo. Não essa não é uma estatística sobre um mega evento comemorativo ou o número de vagas disponíveis no Mercado

Leia mais

PROJETO DE NORMA BRASILEIRA

PROJETO DE NORMA BRASILEIRA PROJETO DE NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 9050 Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos Acessibility to buildings, equipment and the urban environment Palavras-chave: Descriptors:

Leia mais

ERGONOMIA NR-17 Ergonomia e Segurança do Trabalho

ERGONOMIA NR-17 Ergonomia e Segurança do Trabalho ERGONOMIA NR-17 Ergonomia e Segurança do Trabalho Prof. Mario S. Ferreira, Setembro, 2011 ERGONOMIA (CONFORTO & SEGURANÇA) PRODUTO-EQUIPAMENTO MÁQUINA COM QUALIDADE TAREFA-PROCESSO COM QUALIDADE ADEQUADO

Leia mais

Posição de Atendimento

Posição de Atendimento Posição de Atendimento A Empresa: A Roselle Office é uma companhia com 35 anos de história especializada na venda de Mobiliário Corporativo. Nosso diferencial competitivo é a capacidade de realizar de

Leia mais

Rio Grande do Norte Pag.: 1 017047 TORRE TARGET 6,0000 UNIDADE 0,57 largura/0,45 profundidade/1,68 de altura, com duas gavetas em MDF de 54 mm. 017048 ESTAÇÃO DE TRABALHO. 6,0000 UNIDADE Mesa 2,30 de largura,

Leia mais

Qualidade de vida laboral

Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral INTRODUÇÃO: Prevenir doenças ocupacionais (DORT Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho / LER Lesões por Esforços Repetitivos) decorrentes

Leia mais

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO EM PROFISSIONAIS DA LIMPEZA ROSEMARA SANTOS DENIZ AMARILLA (1), BRUNO BORSATTO (2), RODRIGO EDUARDO CATAI (3) (1) Mestrado em Engenharia Civil / UTFPR

Leia mais

Senior Fitness Test SFT

Senior Fitness Test SFT 1. Levantar e sentar na caira Senior Fitness Test SFT Objetivo: avaliar a força e resistência dos membros inferiores. Instrumentos: cronômetro, caira com encosto e sem braços, com altura assento aproximadamente

Leia mais

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva.

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Entender os benefícios

Leia mais

1. História do Voleibol. 2. Caracterização do Voleibol. 2. Regras do Voleibol. Documento de Apoio de Voleibol VOLEIBOL

1. História do Voleibol. 2. Caracterização do Voleibol. 2. Regras do Voleibol. Documento de Apoio de Voleibol VOLEIBOL VOLEIBOL 1. História do Voleibol O Voleibol foi criado em 1885, em Massachussets, por William G. Morgan, responsável pela Educação Física no Colégio de Holyoke, no Estado de Massachussets, nos Estados

Leia mais

Associação Brasileira de Cinematografia, ABC Recomendação Técnica Arquitetura de Salas de Projeção Cinematográfica

Associação Brasileira de Cinematografia, ABC Recomendação Técnica Arquitetura de Salas de Projeção Cinematográfica Associação Brasileira de Cinematografia, ABC Recomendação Técnica Arquitetura de Salas de Projeção Cinematográfica 1 Escopo da Recomendação: Esta Recomendação Técnica é uma iniciativa conjunta da Associação

Leia mais

DADOS MAIS RELEVANTES OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL NAS EMPRESAS LIDER TRATORES, BANCO SICREDI E JE MÍDIA VISUAL

DADOS MAIS RELEVANTES OBTIDOS COM A APLICAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL NAS EMPRESAS LIDER TRATORES, BANCO SICREDI E JE MÍDIA VISUAL RELATÓRIO PARCIAL DA APLICAÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL EM ALGUMAS EMPRESAS DE CACHOEIRA DO SUL, COM ALGUNS RESULTADOS OBTIDOS INDIVIDUALMENTE MAS AINDA NÃO CONCLUSIVOS. Estas primeiras partes do relatório

Leia mais

Projeto de Lei n.º 013/2015

Projeto de Lei n.º 013/2015 [ Página n.º 1 ] ESTABELECE NORMAS DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO E ADEQUAÇÃO DE AMBIENTES DE ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS NO ÂMBITO DO MUNICÍPIO DE CASTANHEIRA-MT, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL

Leia mais

O Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II pode ser adaptado à maioria das mesas cirúrgicas e acomoda pacientes de até 350 libras (160 kg) de peso.

O Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II pode ser adaptado à maioria das mesas cirúrgicas e acomoda pacientes de até 350 libras (160 kg) de peso. Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II PREFÁCIO O Suporte e Posicionador para Ombro TMAX II foi projetado para proporcionar o posicionamento ideal nos procedimentos operatórios do ombro. Este dispositivo

Leia mais

ERGONOMIA. Anatomia e Fisiologia - Limitações do Organismo Humano

ERGONOMIA. Anatomia e Fisiologia - Limitações do Organismo Humano Verificamos um exemplo, da operária, de como é importante para o profissional de Segurança e Higiene do Trabalho conhecer as limitações do corpo humano e como este pode se sobrecarregar, com o intuito

Leia mais