Aula 00 Curso: Noções de Informática p/ INSS Professor: Thomas Thorun

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 00 Curso: Noções de Informática p/ INSS Professor: Thomas Thorun"

Transcrição

1 Aula 00 Curso: Noções de Informática p/ INSS Professor: Thomas Thorun

2 APRESENTAÇÃO Curso: Noções de Informática p/ INSS Olá, queridos amigos! É com muita satisfação que os recebo para começarmos o curso de Noções de Informática em Teoria e Questões para o INSS. Espero lhes passar o melhor conhecimento possível para que vocês façam uma excelente prova e busquem a tão batalhada aprovação! Porém, antes de iniciarmos nossos estudos, peço permissão para me apresentar. Meu nome é Thomas Thorun e a ideia de entrar para o mundo dos concursos surgiu em meados de 2012, assim que colhi algumas informações com amigos concurseiros e me dei conta de que daria conta do desafio! Já tinha uma certa experiência na área de Tecnologia da Informação e vi que os concursos representavam a porta de entrada para cargos que ofereciam excelentes salários e uma boa qualidade de vida. Assim, defini meu foco e fui em busca do sonho! Estava na posição de vocês há poucos meses, estudando em ritmo frenético os melhores materiais que encontrava e dando o melhor de mim para conseguir o tão sonhado objetivo. Passei por diversos momentos durante esse percurso, porém sempre mantendo a dedicação e a persistência. O resultado veio algum tempo depois: Aprovado em 20º lugar no concurso de Auditor Fiscal da Receita Estadual do Rio Grande do Sul. Com apenas 25 anos de idade eu havia conquistado a aprovação em um dos concursos mais concorridos da área fiscal! O principal recado que posso deixar pra vocês é que vale muito a pena o sacrifício e a dedicação nesse momento, já que será um esforço temporário, mas que trará frutos para a vida inteira! O que peço a vocês é que jamais abaixem a cabeça, pois o mais importante de todo o caminho é nunca desistir! Então, vamos trabalhar juntos e espero fazer parte da sua conquista! Durante o curso vamos abrir essa caixa preta chamada informática e deixar os diversos tópicos dessa disciplina bem claros na sua mente. O objetivo desse curso é ir direto ao ponto, com esquemas e mapas mentais que auxiliem a visualização do conteúdo, sempre alternando conteúdo e questões para melhor compreensão e fixação. Sintam-se à vontade para me procurar através do meu Para lá podem ser enviadas quaisquer dúvidas ou sugestões, garanto que estarei inteiramente à disposição! Prof. Thomas Thorun 2 de 43

3 Histórico e análise das provas Informática p/ INSS ASSUNTO PROVAS p/ INSS (Quantidade de questões por assunto) Total AULA Internet, Intranet Correio Eletrônico Hardware e Software Microsoft Word Microsoft Excel e Powerpoint Bom, sem mais delongas, vamos mergulhar na informática? Tenho certeza que vocês estão ávidos pelo conhecimento que irão adquirir. Vamos nos animar, pessoal! Vem comigo! Para a programação do nosso curso com antecedência tomaremos como base o último edital do concurso realizado pela FCC em Porém fiquem despreocupados, pois caso haja alguma alteração quando sair o nosso edital, ela também será explicada nos mínimos detalhes no nosso curso! Vamos aos tópicos: NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e à intranet. 3 Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos de navegação, de correio eletrônico, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. 4 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática. 5 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. 6 Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Windows e Linux. Esses conceitos ficarão dispostos em nosso cronograma da seguinte forma: Prof. Thomas Thorun 3 de 43

4 Aula Tópico Data 00 1 Conceitos de Internet e intranet. Disponível 01 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e à intranet. Conceitos e modos de utilização de ferramentas e aplicativos de navegação, de grupos de discussão, de busca e pesquisa. 22/11/ Correio eletrônico; 29/11/ Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática. (Hardware e Software) 06/12/ Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. (Word) 05 5 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas e apresentações. (Excel e PowerPoint) 06 6 Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Windows Conceitos e modos de utilização de sistemas operacionais Linux. 13/12/ /12/ /12/ /01/2015 Prof. Thomas Thorun 4 de 43

5 Aula 00 Conceitos de Internet e intranet. Assunto Página 1. Internet Introdução à Internet Introdução ao TCP/IP Protocolos do modelo TCP/IP Intranet Extranet Firewall Resumo Principais Conceitos Questões Comentadas Lista dos Exercícios Gabaritos 43 Caro amigo, Chegamos ao início da nossa primeira aula de noções de informática para o INSS. Espero que esse curso seja bastante proveitoso, divertido e te ajude na tão sonhada aprovação! O curso é bem esquematizado, completo em teoria e questões. Peço que não deixem de fazer as questões, para que o conteúdo seja inteiramente fixado! Ao final do documento há uma lista com todas as questões comentadas nessa aula e também os respectivos gabaritos. Muito sucesso nessa caminhada rumo à aprovação! Vamos em frente. 1. Internet 1.1. Introdução à Internet A Internet é um enorme sistema de redes e de dispositivos interligados entre sí de forma simultânea em várias partes do mundo. Tais dispositivos podem ser computadores, tablets, celulares, videogames, entre outros. Cada dispositivo conectado à Internet é chamado de hospedeiro (host), e recebe um endereço para que possa se comunicar com outros hosts. Esse endereço é único para cada host, e é denominado IP. Através da Internet, dispositivos pertencentes à redes diferentes que inicialmente não teriam comunicação entre sí, podem receber endereços IP Prof. Thomas Thorun 5 de 43

6 únicos e estabelecerem conexões uns com os outros. Por essa ótica, a Internet é considerada a rede das redes. Na figura acima vemos a internet realizando esse papel. Á esquerda, os dispositivos estão em rede, mas não estão conectados à Internet. Assim não é possível a comunicação entre os computadores 1, 2 e 3, que estão em redes diferentes. Já à direita, conectados à internet, cada computador se torna um host e as conexões entre 1, 2 e 3 se tornam possíveis. Normalmente as redes de computadores são classificadas em três tipos, de acordo com a sua abrangência. A rede LAN (Local Área Network) é uma rede pequena, como as redes residenciais, por exemplo. A MAN (Metropolitan Área Network) é uma rede com abrangência maior que a LAN, que normalmente alcança diversos prédios e casas em uma mesma cidade. Já a WAN (Wide Área Network), é a rede de maior abrangência dentre todas, pois não é restrita à uma determinada região geográfica. A Internet é uma WAN! LAN Redes pequenas, locais Exemplos: Redes residenciais, redes de escritório, etc. MAN Redes maiores, atingem vários prédios e casas de uma mesma cidade. Exemplo: Uma rede de uma grande universidade com faculdades espalhadas por uma cidade. WAN Redes de maiorabrangência, geralmente não limitadas por regiões geográficas Exemplo: Internet Figura: Tipos de rede classificadas por abrangência Prof. Thomas Thorun 6 de 43

7 (FCC/TRT-SP/Analista Judiciário/2008) A configuração de rede mais adequada para conectar computadores de um pavimento um estado uma nação é, respectivamente: a) LAN, WAN, WAN. b) LAN, LAN, WAN. c) LAN, LAN, LAN. d) WAN, WAN, LAN. e) WAN, LAN, LAN Comentários: A rede mais indicada para conectar um pavimento, um andar de uma empresa ou prédio, é a LAN (Local Area Network). Já para se conectar um estado e também uma nação, a rede mais indicada é a WAN (Wide Area Network), já que essas áreas transpassam muito a região delimitada por uma cidade ou região metropolitana. O examinador ainda facilitou a nossa vida, porque não colocou nenhuma opção com MAN (Metropolitan Area Network), que poderia gerar alguma dúvida. Gabarito: A Sendo a Internet uma WAN, rede de abrangência tão grande, ela alcança milhões de dispositivos em todo o mundo, que, como explicado anteriormente, farão o papel de hosts. Esses hosts podem ser computadores pessoais, smartphones, tablets, servidores, estações de trabalho, videogames, etc. Além disso, podem possuir diferentes sistemas operacionais e funcionarem de modo completamente diferente uns dos outros. Como, então, acontece a troca de informação entre eles? Ora, os hosts executam aplicações de rede, como o e as páginas da World Wide Web WWW e, para que que estes serviços se tornem disponíveis, se utilizam de protocolos de comunicação na troca de informações. Protocolo é um conjunto de regras para comunicação por meio eletrônico. Os protocolos devem ser os mesmos, de forma que um dispositivo entenda o que o outro quer dizer. Assim, para que todos falem a mesma língua foi estabelecido um conjunto de protocolos padrão para a comunicação entre os hosts. Na Internet, o protocolo padrão é o TCP/IP. Apesar de simplificadamente ser chamado por o protocolo TCP/IP, ele é, na verdade, um conjunto de vários protocolos e recebeu esse nome devido aos primeiros e mais conhecidos protocolos do pacote, o TCP e o IP. O TCP/IP Prof. Thomas Thorun 7 de 43

8 fornece um meio de comunicação lógico entre as aplicações por meio das chamadas portas. Isso permite que um computador possa acessar vários serviços simultâneos e utilize o mesmo endereço IP em todos eles, bastando apenas utilizar uma porta diferente. Os protocolos definem uma porta padrão para utilizar nas conexões, mas estas podem também serem modificadas pelos usuários. Por exemplo, a navegação em documentos hipertexto (WWW), é fornecida pelo protocolo HTTP e normalmente funciona na porta 80. Já o envio de mensagens por correio eletrônico utiliza o protocolo SMTP e geralmente funciona na porta 25. Na maioria das redes, as informações armazenadas em um host devem ser quebradas em partes menores para que ocorra a comunicação. Isso acontece porque o meio em que as informações circulam não suporta que arquivos muito grandes sejam enviados inteiros. Dessa forma, os arquivos devem ser quebrados em partes menores para que sejam enviados e depois devem ser reconstituídos na ordem correta ao alcançarem o destino. Essas partes são chamadas de pacotes ou datagramas. As mensagens enviadas de um computador à outro na Internet são transmitidas por meio de um caminho (rota) definido pelo protocolo IP. No percurso desse caminho, a informação passa por diversos roteadores, que armazenam e retransmitem a informação para outros roteadores até que ela chegue ao endereço de destino. Essa forma de transmissão de informações é conhecida como comutação de pacotes. A grande rival da comutação de pacotes é a comutação por circuitos, muito usada na telefonia. A principal diferença entre essas formas de comunicação é que a comutação por pacotes pode enviar pacotes para diferentes rotas durante a comunicação, enquanto que na comunicação por circuitos é estabelecido um caminho único e dedicado durante toda a comunicação. Na comparação abaixo são citadas as principais diferenças entre os dois tipos de comutação: Comutação por pacotes Pacotes nãoseguem o mesmo caminho Caminho físico não é dedicado (outras comunicações podem usar o caminho simultaneamente) Pacotes nãochegam na mesma ordem Nãodesperdiça largura de banda Reserva de largura de banda é dinâmica Falha de um retransmissor não impede a comunicação, pois a informação pode mudar de caminho Comutação porcircuitos Pacotes seguem o mesmo caminho Caminho físico é dedicado (nenhuma outra comunicação pode usar o caminho simultaneamente) Pacotes chegam na mesma ordem Desperdiça largura de banda Reserva de largura de banda é fixa Falha de um retransmissor é fatal para a comunicação Prof. Thomas Thorun 8 de 43

9 Para a comunicação, a Internet opera em um modelo cliente-servidor, em que os hosts participam como clientes (acessando recursos) e/ou servidores (provendo recursos). Existem vários tipos de servidor, como por exemplo: Servidor web, , imagens, arquivos, FTP, entre outros. Assim, alguém que visualiza um site da internet utilizando um navegador (que funciona como cliente), está também requisitando informações de um servidor, o qual é responsável pelo armazenamento das páginas dos sites. ATENÇÃO! É importante ter memorizado bem esses conceitos, pois são muito cobrados em prova: A Internet é a rede das redes A Internet é uma WAN A Internet opera em um modelo cliente-servidor Cada dispositivo conectado à Internet é chamado de host, e recebe um endereço IP único Introdução ao TCP/IP Para realizar uma comunicação pela Internet, é preciso que o remetente envie a mensagem que se quer comunicar através das regras do protocolo TCP/IP. Da mesma forma, o receptor deve aplicar as regras do protocolo TCP/IP para que possa entender o conteúdo transmitido. O TCP/IP funciona em camadas que variam de acordo com a proximidade do ser humano. Assim, quanto mais alta é a camada, maior a possibilidade de que ela ofereça protocolos que tenham contato direto com o usuário no auxílio das suas tarefas diárias. Analogamente, quanto mais baixa for a camada, maior a chance de que seus protocolos sejam desenvolvidos para atender necessidades do sistema e fornecer uma comunicabilidade melhor com o hardware, não sendo acessados diretamente por usuários comuns. A camada mais baixa é a camada de acesso à rede. Nela, o modelo TCP/IP diz que o host deve se conectar ao meio físico através da utilização de um protocolo para que seja possível enviar pacotes IP. Acima dessa camada está a camada de Internet (ou rede). Seu objetivo é fazer com que pacotes enviados de qualquer ponto da rede cheguem ao seu destino. Os pacotes podem chegar fora de ordem, então terão que ser reorganizados pelas camadas superiores. É nessa camada que se encontra o Internet Protocol (IP), que possibilita que um computador encontre outro em uma rede e que seja traçada uma rota de comunicação entre o remetente e o destinatário. Prof. Thomas Thorun 9 de 43

10 A terceira camada é a camada de transporte. Nessa camada são tratados problemas de confiabilidade e integridade na comunicação, como por exemplo se os dados chegaram ao destino corretamente, se não tiveram nenhum defeito e se estão na ordem correta. A partir disso, a camada de transporte identifica para qual aplicação um pacote é destinado. Justamente por serem mais próximos dos usuários, os protocolos da camada mais alta (a camada de aplicação) são bastante conhecidos, já que eles fornecem o tratamento de informações para programas que atendem diretamente aos usuários. Alguns exemplos de protocolos dessa camada são: HTTP, HTTPs; que possibilitam a navegação web, transferindo informações para nossos navegadores, e os protocolos SMTP, POP3 E IMAP; que são utilizados para envio e recebimento de mensagens pelo correio eletrônico. O quadro abaixo exibe as 4 do modelo TCP/IP camadas e seus principais protocolos, que serão detalhados mais adiante. Repare que na camada de acesso à rede, o modelo TCP/IP não especifica quais protocolos usar ao transmitir através de um meio físico, ele apenas descreve a transmissão da Camada de Internet para os protocolos da rede física. Aplicação HTTP, HTTPS, SMTP, POP3, IMAP, DNS, Telnet Transporte TCP, UDP Internet IP (IPv4, IPv6) ARP, ICMP, IPsec Acesso à rede Não específicado Os protocolos que explicarei a seguir são os mais frequentemente cobrados em prova! Portanto, prestem bastante atenção! 1.3. Protocolos do Modelo TCP/IP Protocolos da camada de aplicação HTTP (HyperText Transfer Protocol ou Protocolo de Transferência Hipertexto): É o protocolo base para a comunicação na WWW (World Wide Web). Ele transfere o conteúdo das páginas web para os navegadores. Sua porta padrão é a 80. Muitos usuários se familiarizaram Prof. Thomas Thorun 10 de 43

11 com a sigla deste protocolo pois é a que normalmente aparece no início dos endereços web (http://). HTTPS (HyperText Transfer Protocol Secure): é uma variação do protocolo HTTP que utiliza mecanismos de segurança. É utilizado para assegurar que as informações trocadas nessa comunicação não sejam conhecidas por terceiros. O HTTPS utiliza outro protocolo, chamado SSL, para resolver a questão da segurança. O SSL é um protocolo de segurança que trabalha por meio de certificados digitais criptografados. As páginas que utilizam HTTPS normalmente mostram um cadeado do lado da barra de endereços do navegador da Internet. É recomendado que não se confie em sites que não utilizem o HTTPS para o envio de senhas, dados pessoais e bancários. A porta padrão do protocolo HTTPS é a 443. (FMP/TCE-RS/Auditor Público Externo/2011) Qual das URLs listadas permite o acesso seguro (possibilidade de autenticação do servidor e cifragem de dados) a um sítio através de um navegador? a) https://www.tce.rs.gov.br b) c) ftp://www.tce.rs.gov.br d) mailto://www.tce.rs.gov.br e) xml://www.tce.rs.gov.br Comentários: A URL que permite o acesso seguro de um site nesse caso é a que possui o protocolo https no início do seu endereço. Gabarito: A ATENÇÃO! Os três protocolos a seguir são relacionados com serviços de . É importante saber bem as diferenças entre eles, isso é bastante cobrado. Ao final das explicações há um quadro comparativo que ajudará na fixação. Prof. Thomas Thorun 11 de 43

12 SMTP (Simple Mail Transfer Protocol ou Protocolo Simples de Transferencia de Correio): É utilizado apenas para envio de . Sua porta padrão é a 25. POP3 (Post Office Protocol 3 Protocolo de Agência de Correio 3): É utilizado para o recebimento de mensagens de e transfere a mensagem armazenada no servidor para o computador do usuário, em seguida a mensagem é apagada do servidor de . A porta padrão é a 110. O POP3 tem perdido espaço para o protocolo IMAP. IMAP (Internet Message Access Protocol ou Protocolo de Acesso à Mensagem da Internet): É utilizado hoje em dia nos webmails para o recebimento de mensagens. A diferença é que as mensagens são lidas e continuam arquivadas no servidor, permitindo que o usuário acesse a caixa de com todas as mensagens de vários computadores diferentes. A porta padrão do IMAP é a 143. SMTP Apenas para envio de s POP3 Apenas para recepção de s Transfere as mensagens para o computador do usuário e não mantém as mensagens na caixa de correio IMAP Apenas para recepção de s Geralmente usado em webmails, mantém as mensagens na caixa de correio e podem ser acessados por vários computadores diferentes FTP (File Transfer Protocol ou Protocolo de Transferência de Arquivos): É um protocolo voltado exclusivamente para a transferência de dados pela web. Na década de 90, quando a internet ainda era lenta e pouco popular, esse protocolo era uma excelente solução para a transferência de arquivos, pois oferecia velocidades melhores que o protocolo HTTP, já que utilizava duas portas: A porta 20, para a transferência de dados e a 21 para controle de sessão. Hoje em dia esse protocolo vem caindo em desuso, uma vez que a popularização da Internet banda larga fez com que a diferença de velocidade de transferência entre os protocolos fosse minimizada. (CESPE IBAMA - Técnico Administrativo) POP (post office protocol) e HTTP (hypertext transfer protocol) são protocolos utilizados para receber e enviar s, enquanto o protocolo FTP (file transfer protocol) é utilizado para transferir arquivos. Prof. Thomas Thorun 12 de 43

13 Comentários Curso: Noções de Informática p/ INSS O protocolo POP (ou POP3) é utilizado apenas para receber s, e não para receber e enviar! Já protocolo HTTP é utilizado para navegação web, recebendo informações das páginas em um navegador. Apesar disso, é possível acessar a caixa de correio eletrônico pelo HTTP, através de um webmail, como por exemplo o gmail. Mesmo assim, não dá para dizer que o HTTP é um protocolo utilizado para receber e enviar s, pois sua função é outra. A única parte correta da afirmativa é que o protocolo FTP realmente é usado na transferência de arquivos. Gabarito: Errado DNS (Domain Name System Sistema de Nomes de Domínios): É um sistema presente em redes TCP/IP que possibilita ao usuário o acesso computadores sem que se conheça o endereço IP do servidor que fornece a informação. Desta forma, quando digitamos por exemplo a URL na barra de endereços do nosso navegador, estamos sem perceber acessando o endereço IP do servidor que armazena as informações dessa página web. Imagine que você devesse digitar o endereço IP de todos os servidores das páginas web que acessa diariamente: Certamente isso tornaria muito dificultosa e complicada a navegação. O DNS portanto realiza a tradução de endereços de domínios da Internet (URLs) em endereços IP, para tornar mais fácil a navegação dos usuários. Apesar do relacionamento intrínseco com o protocolo IP, o DNS pertence a camada de aplicação do modelo TCP/IP. Sua porta padrão é a Protocolos da Camada de Transporte TCP (Transmission Control Protocol ou Protocolo de Controle de Transmissão): A função do TCP é garantir que mensagens de qualquer tamanho possam trafegar pela Internet. Para isso ele quebra a informação em segmentos que posteriormente serão enviados ao destino. O TCP é orientado à conexão. Isso significa que a entrega de pacotes é ordenada e que há controle de fluxo, ou seja, o TCP se responsabiliza por retransmitir os pacotes que tenham extraviado da rede, garantindo que o destinatário receba todos os pacotes da mensagem original. ATENÇÃO! Esses itens são muito cobrados em prova e devem ser memorizados. O TCP é: Prof. Thomas Thorun 13 de 43

14 Orientado à conexão Curso: Noções de Informática p/ INSS Garante a entrega ordenada de pacotes Realiza controle de fluxo UDP (User Datagram Protocol ou Protocolo de Datagrama de Usuário): Ao contrário do TCP, o protocolo UDP não realiza controle de fluxo e não é orientado à conexão. Assim, o UDP não garante que as mensagens sejam entregues ao destinatário e nem que os pacotes cheguem de forma ordenada. A maior preocupação do UDP é com o tempo de transmissão e não com a completude dos dados enviados. O UDP é muito utilizado em aplicações de streaming de áudio e vídeo, como o youtube e vimeo. Isso porque muitas vezes o usuário prefere abrir mão de uma boa qualidade do vídeo para executá-lo mais rapidamente. Dessa forma, o UDP perde alguns quadros do vídeo, mas realiza uma transmissão mais rápida no computador no cliente. Abaixo segue um quadro resumo com as diferenças entre os dois principais protocolos da camada de transporte: TCP Orientado à conexão Garante a entregaordenada de pacotes Realiza controle de fluxo Grande preocupação com a qualidade da transmissão e integridade da informação Protocolo mais utilizado para a transmissão de informações na Internet Cabeçalho dos pacotes é maior (entre 20 e 24 bytes) Nãopode ser utilizado em transmissões "paratodos". Deve ter sempre um destino específico. UDP Não é orientado a conexão Não garante a entrega de pacotes, muito menos sua ordem Maiorpreocupação com o tempo de transmissão do que com a qualidade Muito utilizado em aplicações de streaming de audio e vídeo Cabeçalho dos pacotes é menor (8 bytes) Possuemtransmissão em broadcast e multicast (transmissão para vários receptores ao mesmo tempo) Prof. Thomas Thorun 14 de 43

15 O protocolo IP (da camada de Internet) pertence à camada de Internet do modelo TCP/IP Internet Protocol (IP) responsável pelo endereçamento de dados que são transmitidos pelos dispositivos conectados à Internet IPv4 32 bits IPv6 128 bits O Internet Protocol (IP) pertence à camada de Internet do modelo TCP/IP, e é o protocolo responsável pelo endereçamento de dados que são transmitidos pelos dispositivos conectados à Internet. O endereço IP é o número utilizado por esse protocolo para endereçamento e identifica cada dispositivo de maneira única no mundo. O protocolo IP possui duas versões. A versão IPv4 ainda é a mais utilizada, porém é uma tecnologia antiga e que apresenta diversos problemas. Os mais graves são falhas de segurança que não tem solução e possibilitam muitos dos ataques contra computadores hoje na Internet. Já a versão mais nova é a IPv6, que soluciona a maior parte desses problemas. O protocolo IPv4 vem gradativamente perdendo espaço para o IPv6, que no futuro deverá ser a versão mais utilizada. Além da questão da segurança, há um outro motivo forte para a substituição de versões. O IPv4 possui uma gama limitada de endereços e já esgotou sua capacidade de expansão. Como o IPv4 utiliza 32 bits para seu endereço, teoricamente poderia receber 4 bilhões de dispositivos conectados, porém, na prática, menos da metade desses endereços está disponível. Já o IPv6 utiliza 128 bits para seu endereçamento que fornecem 3,4 x 10^38 endereços, o equivalente à alguns bilhões de quatrilhões. Atualmente existem 7 bilhões de pessoas no mundo e a cada dia mais pessoas estão conectadas à Internet, portanto, o IPv6 terá um papel importante na inclusão digital desses novos usuários. Um endereço IPv4 é um código formado por quatro números separados por pontos que vão de 0 a 255. Cada um desses números é significa um octeto em notação binária, porque é representado por oito zeros e uns, ou seja, por oito bits. O menor octeto possível é o , que representa o número 0, e o maior é o , que representa o número 255. A notação binária é muito utilizada em computação porque é a forma com que os computadores funcionam, através de sinais elétricos que representam zeros e uns. Abaixo segue um endereço IPv4 no nosso sistema numérico, e também a sua tradução em linguagem binária: Prof. Thomas Thorun 15 de 43

16 Comparado com o endereço acima, que tem 4 blocos de 8 bits, os endereços IPv6 são bem mais longos. Isso porque eles são compostos por 8 blocos de 16 bits, que totalizam 128 bits. Dá para entender, portanto, porque essa versão do protocolo IP cabe bem mais endereços. ATENÇÃO! O endereço IP do padrão IPv4 possui 32 bits. O endereço IP do padrão IPv6 possui 128 bits Intranet A Internet, conforme já explicado, é a rede mundial de computadores, um enorme sistema de redes e dispositivos interligados entre sí em várias partes do mundo. No entanto, nem sempre é de interesse de companhias e organizações que suas informações sejam compartilhadas livremente na Internet. Nesse cenário é que surgiram as Intranets, que tornaram possível que empresas criassem redes privadas com as mesmas características da Internet, porém isoladas da rede mundial, de modo que os serviços ofertados pelo conjunto de computadores pertencentes à Intranet fiquem restritos à eles mesmos. Geralmente os navegadores web são os mais utilizados como interface de trabalho nas Intranets. ATENÇÃO! Intranet é uma rede interna, fechada e exclusiva, que utiliza as mesmas tecnologias usadas pela Internet para a transmissão de suas informações. Dessa forma, todos os conceitos da Internet aplicam-se também à Intranet, como por exemplo a transmissão de informações pelo protocolo TCP/IP e a comunicação pelo modelo cliente-servidor. Apesar de isolada e de acesso restrito, uma Intranet pode também estar conectada à Internet. Prof. Thomas Thorun 16 de 43

17 É extremamente importante ter em mente esse conceito, que possivelmente é o mais importante da nossa aula, e é muito cobrado em prova! 1.5. Extranet Uma Extranet é uma extensão da Intranet. A Extranet toma forma a partir do momento em que as organizações passam a possibilitar um acesso externo às Intranets, via Internet. Muitas vezes é necessário que haja um acesso remoto para que usuários possam ter disponíveis os serviços da empresa em outros ambientes que não dentro da própria empresa. Além disso, pode ser conveniente para uma empresa estender seus serviços à clientes, fornecedores e filiais, por exemplo. É claro que ao colocar serviços de uma Intranet em acesso externo, a Extranet não torna as informações abertas a todos: O acesso pode ser feito via autenticação, com login e senha, ou então via VPN (Rede Privada Virtual), que utiliza sistemas criptográficos para trafegar dados pela Internet e fornece ao usuário um endereço IP dentro da Intranet da empresa, mesmo que o usuário esteja fora dela. Portanto, o acesso externo é controlado e restrito, e normalmente as companhias utilizam equipamentos de firewall que controlam o acesso entre a Internet e a Intranet, evitando a invasão de pessoas não autorizadas. A figura a seguir demonstra os conceitos de Internet, Intranet e Extranet, bem como suas correlações: Internet Extranet Intranet Rede das redes Sistema global que conecta milhões de dispositivos e redes Promove o elo de ligação entre a Intranet e seu acesso externo, a Internet, através de acesso remoto por autenticação ou VPN. Rede privada de acesso restrito, mas que utiliza as mesmas tecnologias da Internet. Uma Intranet podeou não estar conectada à Internet. Prof. Thomas Thorun 17 de 43

18 ATENÇÃO! Curso: Noções de Informática p/ INSS Uma VPN (Virtual Private Network ou Rede Privada Virtual) utiliza sistemas criptográficos para trafegar dados pela Internet e fornece ao usuário um endereço IP dentro da Intranet da empresa, mesmo que o usuário esteja fora dela. Apesar de trafegarem por uma rede pública, os dados de uma VPN são criptografados, formando uma espécie de túnel entre os comunicantes Firewall Firewall Controla o tráfego de uma rede Previne o acesso não autorizado a uma rede ou computador Determina qual conteúdo poderá circular em uma rede Pode ser um software ou um hardware Segundo Nakamura, no livro Segurança de Redes em Ambientes Cooperativos, firewall é um ponto entre duas ou mais redes, que pode ser um componente ou conjunto de componentes, por onde passa todo o tráfego, permitindo que o controle, a autenticação e os registros de todo o tráfego sejam realizados. O Firewall é, portanto, uma implementação de segurança que reforça a política de acesso entre duas redes, prevenindo o acesso não autorizado à uma rede ou computador. O firewall determina qual o conteúdo poderá trafegar pela rede, bem como as conexões que serão aceitas ou negadas. Um firewall pode ser um programa de computador (software) que protege um acesso indesejável à uma máquina, ou também pode ser um aparelho físico (hardware) designado para proteger um computador ou toda uma rede. Hoje em dia o firewall em versão software é muito popular. Os sistemas operacionais Windows 7 e 8, por exemplo, já vem com um aplicativo de firewall próprio para proteger o usuário. Já a versão em hardware geralmente é empregada em redes de grande porte, principalmente em empresas que necessitam de mais segurança a suas máquinas, uma vez que são equipamentos nem um pouco baratos. Prof. Thomas Thorun 18 de 43

19 Figura: Firewall protegendo uma máquina (esq) e uma rede (dir) (CESPE/2008/MTE/Economista) O firewall é um sistema antivírus que inibe a infecção de novos tipos de vírus. Para ser eficiente, o firewall deve ser atualizado freqüentemente. Comentários Com essa questão, o examinador tenta pegar os estudantes mais desavisados. Apesar de ser bastante popular e já vir instalado em determinados sistemas operacionais, o firewall não se confunde com o antivírus. Os antivírus são concebidos para prevenir, detectar e eliminar vírus e outros programas maliciosos de um computador. Um firewall funciona como um controlador de tráfego na rede, impedindo acessos não autorizados e melhorando a segurança das informações do usuário. É importante saber que apesar de ambos serem implementações de segurança, são conceitos bem distintos. O esquema abaixo demonstra bem as diferenças entre eles: Firewall Controla o tráfego de uma rede Previne o acesso não autorizado a uma rede ou computador Determina qual conteúdo poderá circular em uma rede Pode ser um softwareou um hardware Antivirus Previne, detecta e elimina vírus e outros programas maliciosos de um computador Faz varreduras constantes nos arquivos do computador em busca de programas mal intencionados É um software Gabarito: Errado Prof. Thomas Thorun 19 de 43

20 2. Resumo - Principais Conceitos Curso: Noções de Informática p/ INSS Internet LAN MAN WAN HTTP HTTPS SMTP POP ou POP3 IMAP Telnet SHH DNS UDP TCP IP Intranet Extranet Firewall Rede das redes, conecta milhares de dispositivos e redes ao redor do mundo; Redes pequenas, locais; Redes maiores, atingem vários prédios e casas de uma mesma cidade; Redes de maior abrangência, geralmente não limitadas por regiões geográficas; Protocolo de navegação web; Protocolo de navegação web mais seguro que o HTTP; Protocolo para envio de ; Protocolo para recebimento de (Exclui os s da caixa de correio) Protocolo para recebimento de ; (Mantém os s na caixa de correio, mesmo pode ser acessado de diversos computadores) Protocolo para acesso remoto; Protocolo para acesso remoto mais seguro que o Telnet, utiliza criptografia; Protocolo que realiza a tradução de um endereço URL em um endereço IP Protocolo da camada de transporte não orientado à conexão, que opera sem controle de fluxo e sem garantia de entrega dos pacotes Protocolo da camada de transporte orientado à conexão, que opera com controle de fluxo e com a garantia de entrega ordenada dos pacotes Protocolo da camada de Internet, responsável pela identificação única de cada dispositivo da rede através do endereço IP e que torna possível a criação de rotas entre dois computadores para a comunicação. Rede interna, fechada e exclusiva, que utiliza as mesmas tecnologias usadas pela Internet para a transmissão de suas informações. Forma de acesso externo a uma Intranet. Pode ser considerada uma extensão da Intranet. Sistema que controla o tráfego e previne o acesso não autorizado à uma rede ou computador. Prof. Thomas Thorun 20 de 43

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF

REDES ESAF. leitejuniorbr@yahoo.com.br 1 Redes - ESAF REDES ESAF 01 - (ESAF - Auditor-Fiscal da Previdência Social - AFPS - 2002) Um protocolo é um conjunto de regras e convenções precisamente definidas que possibilitam a comunicação através de uma rede.

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente Internet e Intranet Cliente / Servidor Cliente Servidor Cliente Cliente Cliente Cliente / Servidor SERVIDOR Computador ou equipamento que fornece algum tipo de serviço em redes (Armazenamento e compartilhamento

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Informática I. Aula 22. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1

Informática I. Aula 22. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1 Informática I Aula 22 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 22-03/07/06 1 Critério de Correção do Trabalho 1 Organização: 2,0 O trabalho está bem organizado e tem uma coerência lógica. Termos

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES O QUE É PROTOCOLO? Na comunicação de dados e na interligação em rede, protocolo é um padrão que especifica o formato de dados e as regras a serem seguidas. Sem protocolos, uma rede

Leia mais

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s):

Professor(es): Fernando Pirkel. Descrição da(s) atividade(s): Professor(es): Fernando Pirkel Descrição da(s) atividade(s): Definir as tecnologias de redes necessárias e adequadas para conexão e compartilhamento dos dados que fazem parte da automatização dos procedimentos

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E ANALISTA (EXCETO PARA O CARGO 4 e 8) GABARITO 1. (CESPE/2013/MPU/Conhecimentos Básicos para os cargos 34 e 35) Com a cloud computing,

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

02/03/2014. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Conteúdo deste módulo Equipamentos usados nas Redes; Modelos de Camadas; Protocolos

Leia mais

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma 6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma empresa. Diferente do senso comum o planejamento não se limita

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Principais Protocolos na Internet Aula 2 Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Compreender os conceitos básicos de protocolo. Definir as funcionalidades dos principais protocolos de Internet.

Leia mais

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 01 INTRODUÇÃO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação CONCEITO Dois ou mais computadores conectados entre si permitindo troca de informações, compartilhamento de

Leia mais

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross

Redes. Pablo Rodriguez de Almeida Gross Redes Pablo Rodriguez de Almeida Gross Conceitos A seguir serão vistos conceitos básicos relacionados a redes de computadores. O que é uma rede? Uma rede é um conjunto de computadores interligados permitindo

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES 09/2013 Cap.3 Protocolo TCP e a Camada de Transporte 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura da bibliografia básica. Os professores

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL Na internet, cada computador conectado à rede tem um endereço IP. Todos os endereços IPv4 possuem 32 bits. Os endereços IP são atribuídos à interface

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação 1 Introdução à Camada de Transporte Camada de Transporte: transporta e regula o fluxo de informações da origem até o destino, de forma confiável.

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO PROTOCOLOS DA INTERNET FAMÍLIA TCP/IP INTRODUÇÃO É muito comum confundir o TCP/IP como um único protocolo, uma vez que, TCP e IP são dois protocolos distintos, ao mesmo tempo que, também os mais importantes

Leia mais

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS

PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS Aulas : Terças e Quintas Horário: AB Noite [18:30 20:20hs] PROJETO E IMPLANTAÇÃO DE INTRANETS 1 Conteúdo O que Rede? Conceito; Como Surgiu? Objetivo; Evolução Tipos de

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Capítulo 1 Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br - O que é a Internet? - Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais - Executando aplicações

Leia mais

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte

Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte Um pouco sobre Pacotes e sobre os protocolos de Transporte O TCP/IP, na verdade, é formado por um grande conjunto de diferentes protocolos e serviços de rede. O nome TCP/IP deriva dos dois protocolos mais

Leia mais

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP SMTP "Protocolo de transferência de correio simples (ou em inglês Simple Mail Transfer Protocol ) é o protocolo padrão para envio de e- mails através da

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA Módulo A REDES DE COMPUTADORES Protocolos de Rede FALANDO A MESMA LÍNGUA Um protocolo pode ser comparado a um idioma, onde uma máquina precisa entender o idioma de outra máquina

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP

INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP Arquitetura TCP/IP Arquitetura TCP/IP INTERNET = ARQUITETURA TCP/IP gatewa y internet internet REDE REDE REDE REDE Arquitetura TCP/IP (Resumo) É útil conhecer os dois modelos de rede TCP/IP e OSI. Cada

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Introdução ao protocolo TCP/IP Camada de aplicação Camada de transporte Camada de rede IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 É o protocolo mais usado da atualidade 1 :

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN

APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br. Prof. BRUNO GUILHEN APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN www.brunoguilhen.com.br Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. O processo de Navegação na Internet A CONEXÃO USUÁRIO

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

Lista de Exercício: PARTE 1

Lista de Exercício: PARTE 1 Lista de Exercício: PARTE 1 1. Questão (Cód.:10750) (sem.:2a) de 0,50 O protocolo da camada de aplicação, responsável pelo recebimento de mensagens eletrônicas é: ( ) IP ( ) TCP ( ) POP Cadastrada por:

Leia mais

www.leitejunior.com.br 05/07/2012 19:30 Leite Júnior QUESTÕES CESPE REDES (INTERNET/INTRANET)

www.leitejunior.com.br 05/07/2012 19:30 Leite Júnior QUESTÕES CESPE REDES (INTERNET/INTRANET) QUESTÕES ESPE REES (INTERNET/INTRANET) ONURSO: IBAMA ARGO: ANALISTA AMBIENTAL Julgue os itens a seguir acerca de conceitos de informática. 21 Existem sítios na Internet que disponibilizam a opção para

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 2 - MODELO DE REFERÊNCIA TCP (RM TCP) 1. INTRODUÇÃO O modelo de referência TCP, foi muito usado pela rede ARPANET, e atualmente usado pela sua sucessora, a Internet Mundial. A ARPANET é de grande

Leia mais

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP

MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP MÓDULO 8 Modelo de Referência TCP/IP A internet é conhecida como uma rede pública de comunicação de dados com o controle totalmente descentralizado, utiliza para isso um conjunto de protocolos TCP e IP,

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani

Redes de Dados e Comunicações. Prof.: Fernando Ascani Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Camada de Aplicação A camada de Aplicação é a que fornece os serviços Reais para os usuários: E-mail, Acesso a Internet, troca de arquivos, etc. Portas

Leia mais

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO FCC 2012 NOÇÕES DE : 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e

Leia mais

TECNOLOGIAS WEB AULA 2 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD

TECNOLOGIAS WEB AULA 2 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD TECNOLOGIAS WEB AULA 2 PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO @RIBEIRORD Objetivos: Definir as funcionalidades dos principais protocolos de Internet. Compreender os conceitos básicos de protocolo. Conhecer mais a respeito

Leia mais

Capítulo 5 Noções sobre TCP/IP

Capítulo 5 Noções sobre TCP/IP Capítulo 5 Noções sobre TCP/IP Endereços IP Arquitetura TCP/IP DHCP Redes classe A, B e C Protocolos TCP/IP Estudos complementares 3 Estudos complementares Consulte os capítulos 5 e 12 do livro: Capítulo

Leia mais

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP

Redes de Computadores. Protocolos de comunicação: TCP, UDP Redes de Computadores Protocolos de comunicação: TCP, UDP Introdução ao TCP/IP Transmission Control Protocol/ Internet Protocol (TCP/IP) é um conjunto de protocolos de comunicação utilizados para a troca

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09 FACULDADE CAMÕES PORTARIA 4.059 PROGRAMA DE ADAPTAÇÃO DE DISCIPLINAS AO AMBIENTE ON-LINE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL DOCENTE: ANTONIO SIEMSEN MUNHOZ, MSC. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: FEVEREIRO DE 2007. Internet,

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES 1 2 REDES DE COMPUTADORES ADRIANO SILVEIRA ADR_SILVEIRA@YAHOO.COM.BR Classificação quanto ao alcance geográfico LAN Local Area Network, tem alcance em nível de empresas, órgãos, organizações ou casas.

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02. Prof. Gabriel Silva FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Administração de Servidores de Rede AULA 02 Prof. Gabriel Silva Temas da Aula de Hoje: Revisão da Aula 1. Redes LAN e WAN. Aprofundamento nos Serviços de

Leia mais

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet Professor Gedalias Valentim Informática para Concursos de Enfermagem Internet Módulo 1 - Internet 1 Conceitos Básico Internet é uma Rede de Computadores, que opera no Modelo Cliente/Servidor e interliga

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06 Prof. Fábio Diniz Na aula anterior ERP Enterprise Resource Planning Objetivos e Benefícios ERP Histórico e Integração dos Sistemas

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Internet Noções de Internet: O que é Internet; História da Internet; Recursos da Internet; Serviços não-web.

Leia mais

1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur

1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur 1 Redes de Computadores - TCP/IP Luiz Arthur TCP/IP O protocolo TCP/IP atualmente é o protocolo mais usado no mundo. Isso se deve a popularização da Internet, a rede mundial de computadores, já que esse

Leia mais

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos

Arquitetura de Redes. Sistemas Operacionais de Rede. Protocolos de Rede. Sistemas Distribuídos Arquitetura de Redes Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Sistemas Operacionais de Rede NOS Network Operating Systems Sistemas operacionais que trazem recursos para a intercomunicação

Leia mais

efagundes com Como funciona a Internet

efagundes com Como funciona a Internet Como funciona a Internet Eduardo Mayer Fagundes 1 Introdução à Internet A Internet é uma rede de computadores mundial que adota um padrão aberto de comunicação, com acesso ilimitado de pessoas, empresas

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 16

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 16 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 16 Índice 1. SISTEMA OPERACIONAL DE REDE...3 1.1 O protocolo FTP... 3 1.2 Telnet... 4 1.3 SMTP... 4 1.4 SNMP... 5 2 1. SISTEMA OPERACIONAL DE REDE O sistema

Leia mais

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 INTERNET INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 OBJETIVOS Apresentar definições e aspectos envolvidos Diferenciar por abrangência Apresentar tecnologias de segurança Apresentar usos e métodos de busca

Leia mais

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Informática Carlos Viana 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA EXERCÍCIOS CARLOS VIANA 22 - ( ESAF - 2004 - MPU - Técnico Administrativo ) O

Leia mais

Conceitos Básicos de Segurança da Informação

Conceitos Básicos de Segurança da Informação Conceitos Básicos de Segurança da Informação O que é Segurança da Informação? A segurança da informação é o bem mais valioso de uma instituição ou empresa, ela busca reduzir no máximo possível os riscos

Leia mais

Sérgio Cabrera Professor Informática 1

Sérgio Cabrera Professor Informática 1 1. A tecnologia que utiliza uma rede pública, como a Internet, em substituição às linhas privadas para implementar redes corporativas é denominada. (A) VPN. (B) LAN. (C) 1OBaseT. (D) 1OBase2. (E) 100BaseT.

Leia mais

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s:

Rede d s d e d Com o pu p t u ado d r o es Conceitos Básicos M d o e d los o de d Re R de d s: Tecnologia em Redes de Computadores Redes de Computadores Professor: André Sobral e-mail: alsobral@gmail.com Conceitos Básicos Modelos de Redes: O O conceito de camada é utilizado para descrever como ocorre

Leia mais

Rede de Computadores

Rede de Computadores Escola de Ciências e Tecnologia UFRN Rede de Computadores Prof. Aquiles Burlamaqui Nélio Cacho Luiz Eduardo Eduardo Aranha ECT1103 INFORMÁTICA FUNDAMENTAL Manter o telefone celular sempre desligado/silencioso

Leia mais

www.victorpinheiro.jimdo.com www.victorpinheiro.jimdo.com

www.victorpinheiro.jimdo.com www.victorpinheiro.jimdo.com SERVIÇOS DE REDES DE COMPUTADORES Prof. Victor Guimarães Pinheiro/victor.tecnologo@gmail.com www.victorpinheiro.jimdo.com www.victorpinheiro.jimdo.com Modelo TCP/IP É o protocolo mais usado da atualidade

Leia mais

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões

FACSENAC. Versão:1.5. Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes. Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0. Histórico de revisões FACSENAC ECOFROTA Documento de Projeto Lógico de Rede Versão:1.5 Data: 21/11/2013 Identificador do documento: Projeto Lógico de Redes Versão do Template Utilizada na Confecção: 1.0 Localização: FacSenac

Leia mais

Prova do INSS 2012 Cargo Técnico FCC

Prova do INSS 2012 Cargo Técnico FCC Prova do INSS 2012 Cargo Técnico FCC Prof(a) Ana Lucia de Informática 18. Pedro trabalha em uma pequena imobiliária cujo escritório possui cinco computadores ligados em uma rede com topologia estrela.

Leia mais

Internet. Email: gedalias@gmail.com. Informática para Concursos. Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim. Dúvidas. Informática para Concursos

Internet. Email: gedalias@gmail.com. Informática para Concursos. Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim. Dúvidas. Informática para Concursos Professor Gedalias Valentim Internet Dúvidas Email: gedalias@gmail.com Facebook: http://facebook.com/gedalias.valentim 1 Módulo - Internet Conceitos Básicos Internet é uma Rede de Computadores, que opera

Leia mais

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho

Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Disciplina de Redes de Computadores Estudo Dirigido para a Prova II Professor Dr Windson Viana de Carvalho Obs: Não há necessidade de entregar a lista Questões do livro base (Kurose) Questões Problemas

Leia mais

www.leitejunior.com.br 17/03/2011 15:04 Leite Júnior QUESTÕES FCC 2010 REDES (INTERNET/INTRANET)

www.leitejunior.com.br 17/03/2011 15:04 Leite Júnior QUESTÕES FCC 2010 REDES (INTERNET/INTRANET) QUESTÕES FCC 2010 REDES (INTERNET/INTRANET) CONCURSO: TRE AMAZONAS DATA: 31/01/2010 QUESTÃO 01 - O transporte de páginas Web entre um servidor e um cliente da Internet é realizado pelo protocolo (A) TCP.

Leia mais

Capítulo 8 - Aplicações em Redes

Capítulo 8 - Aplicações em Redes Capítulo 8 - Aplicações em Redes Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 31 Roteiro Sistemas Operacionais em Rede Modelo Cliente-Servidor Modelo P2P (Peer-To-Peer) Aplicações e Protocolos

Leia mais

Aula 04 Noções de Informática p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com Videoaulas

Aula 04 Noções de Informática p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com Videoaulas Aula 04 Noções de Informática p/ INSS - Técnico do Seguro Social - Com Videoaulas Professores: Alexandre Lênin, Junior Martins Internet e Intranet 1 Apresentação...2 2 Internet e Intranet...2 2.1 Endereço

Leia mais

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 9 - Conjunto de Protocolos TCP/IP e Endereçamento IP 1 História e Futuro do TCP/IP O modelo de referência TCP/IP foi desenvolvido pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD). O DoD exigia

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade II REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO

Prof. Luís Rodolfo. Unidade II REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Unidade II REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO Redes de computadores e telecomunicação Objetivos da Unidade II Estudar, em detalhes, as camadas: Aplicação Apresentação Sessão Redes

Leia mais

Informática para Banca IADES. Módulos do Cursos. Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo

Informática para Banca IADES. Módulos do Cursos. Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo Professor Gedalias Valentim Informática para Banca IADES Internet Módulos do Cursos Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo Módulo 1 Internet Módulo 2 Segurança da Informação Módulo 3 Backup Módulo 4 Conceitos

Leia mais

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação A camada de aplicação fornece os serviços "reais" de rede para os usuários. Os níveis abaixo da aplicação fornecem

Leia mais

Módulo 11 A Web e seus aplicativos

Módulo 11 A Web e seus aplicativos Módulo 11 A Web e seus aplicativos Até a década de 90, a internet era utilizada por acadêmicos, pesquisadores e estudantes universitários para a transferência de arquivos e o envio de correios eletrônicos.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores TCP/IP Fabricio Breve Fundamentos Atualmente é o protocolo mais usado em redes locais Principal responsável: Popularização da Internet Mesmo SOs que antigamente só suportavam seu

Leia mais

Redes de Computadores Modelo de referência TCP/IP. Prof. MSc. Hugo Souza

Redes de Computadores Modelo de referência TCP/IP. Prof. MSc. Hugo Souza Redes de Computadores Modelo de referência TCP/IP Prof. MSc. Hugo Souza É uma pilha de protocolos de comunicação formulada em passos sequenciais de acordo com os serviços subsequentes das camadas pela

Leia mais

TESTE RÁPIDO MICROINFORMÁTICA TESTE RÁPIDO MICROINFORMÁTICA SES-DF 2014 COMENTADO. www.grancursos.com.br 1

TESTE RÁPIDO MICROINFORMÁTICA TESTE RÁPIDO MICROINFORMÁTICA SES-DF 2014 COMENTADO. www.grancursos.com.br 1 TESTE RÁPIDO MICROINFORMÁTICA SES-DF 2014 COMENTADO 1 Microinformática 1. (IADES/2014/EBSERH/TÉCNICO EM INFORMÁTICA/Q.37) Os servidores apresentam recursos avançados de segurança e administração de usuários.

Leia mais

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br Revisão Karine Peralta Agenda Revisão Evolução Conceitos Básicos Modelos de Comunicação Cliente/Servidor Peer-to-peer Arquitetura em Camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Equipamentos Evolução... 50 60 1969-70

Leia mais

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP

Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 9 Conjunto de Protocolos TCP/IP e endereçamento IP Introdução ao TCP/IP 2 Modelo TCP/IP O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (DoD) desenvolveu o modelo de

Leia mais

ALGUNS CONCEITOS. Rede de Computadores

ALGUNS CONCEITOS. Rede de Computadores ALGUNS CONCEITOS Rede de Computadores Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 OBJETIVO 1. Compartilhar recursos computacionais disponíveis sem considerar a localização física

Leia mais

Redes de Computadores LFG TI

Redes de Computadores LFG TI Redes de Computadores LFG TI Prof. Bruno Guilhen Camada de Aplicação Fundamentos Fundamentos Trata os detalhes específicos de cada tipo de aplicação. Mensagens trocadas por cada tipo de aplicação definem

Leia mais

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor.

ATA - Exercícios Informática Carlos Viana. 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA - Exercícios Informática Carlos Viana 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA EXERCÍCIOS CARLOS VIANA 01 -Existem vários tipos de vírus de computadores, dentre

Leia mais

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança

3 SERVIÇOS IP. 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança 3 SERVIÇOS IP 3.1 Serviços IP e alguns aspectos de segurança Os serviços IP's são suscetíveis a uma variedade de possíveis ataques, desde ataques passivos (como espionagem) até ataques ativos (como a impossibilidade

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL. Curso Técnico em Informática SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL Curso Técnico em Informática Estrutura de Endereçamento IP e Mascara de Subrede Endereçamento IP e Classes Autoridade para Atribuição de Números da Internet http://www.iana.org/

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula Complementar - MODELO DE REFERÊNCIA OSI Este modelo se baseia em uma proposta desenvolvida pela ISO (International Standards Organization) como um primeiro passo em direção a padronização dos protocolos

Leia mais

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1 Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio slide 1 Objetivos de estudo Quais os principais componentes das redes de telecomunicações e quais as principais tecnologias de rede? Quais os principais

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Segurança da Informação. Guilherme Pereira Carvalho Neto. Portas e Serviços

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Segurança da Informação. Guilherme Pereira Carvalho Neto. Portas e Serviços Faculdade de Tecnologia Senac Goiás Segurança da Informação Guilherme Pereira Carvalho Neto Portas e Serviços Goiânia 2015 Relatório de portas e serviços na rede Relatório produzido com base em dados colhidos

Leia mais

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES

AGENTE PROFISSIONAL - ANALISTA DE REDES Página 1 CONHECIMENTO ESPECÍFICO 01. Suponha um usuário acessando a Internet por meio de um enlace de 256K bps. O tempo mínimo necessário para transferir um arquivo de 1M byte é da ordem de A) 4 segundos.

Leia mais

Fundamentos de Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos

Fundamentos de Redes de Computadores. Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos Fundamentos de Redes de Computadores Arquitetura TCP/IP Endereçamento das Redes Classes de redes Principais protocolos Histórico O TCP/IP é um padrão de comunicação entre diferentes computadores e diferentes

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Kurose Redes de Computadores e a Internet Uma Abordagem Top-Down 5ª. Edição Pearson Cap.: 1 até 1.2.2 2.1.2 2.1.4 Como funciona uma rede? Existem princípios de orientação e estrutura?

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri

Redes de Computadores. Prof. Dr. Rogério Galante Negri Redes de Computadores Prof. Dr. Rogério Galante Negri Rede É uma combinação de hardware e software Envia dados de um local para outro Hardware: transporta sinais Software: instruções que regem os serviços

Leia mais

INTERNET CONCEITOS. Internet é a "grande rede mundial de computadores"

INTERNET CONCEITOS. Internet é a grande rede mundial de computadores INTERNET CONCEITOS O que é Internet Estamos acostumados a ouvir que Internet é a "grande rede mundial de computadores" Entretanto, essa definição não é muito simplista. Na realidade, Ela é uma coleção

Leia mais

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01 APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET O processo de Navegação na Internet Aula 01 O processo de Navegação na Internet. USUÁRIO A CONEXÃO PROVEDOR On-Line EMPRESA

Leia mais

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.

Implementar servidores de Web/FTP e DFS. Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc. Implementar servidores de Web/FTP e DFS Disciplina: Serviços de Redes Microsoft Professor: Fernando Santorsula fernando.santorsula@esamc.br Conteúdo programático Introdução ao protocolo HTTP Serviço web

Leia mais

Aula 1 Comunicação de Dados Professor Leandro Redes de Computadores e a Internet James F. Kurose e Keith W. Ross

Aula 1 Comunicação de Dados Professor Leandro Redes de Computadores e a Internet James F. Kurose e Keith W. Ross 1 Aula 1 Comunicação de Dados Professor Leandro Redes de Computadores e a Internet James F. Kurose e Keith W. Ross Rede Mundial de Computadores (Internet) componentes básicos de hardware e software que

Leia mais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais

15/02/2015. Conteúdo deste módulo. Curso de Preparatório para Concursos Públicos. Tecnologia da Informação REDES. Conceitos Iniciais Curso de Preparatório para Concursos Públicos Tecnologia da Informação REDES www.professormarcelomoreira.com.br falecom@professormarcelomoreira.com.br Conceitos Iniciais; Classificações das Redes; Topologias

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. /Redes/Internet/Segurança

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. /Redes/Internet/Segurança APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA www.brunoguilhen.com.br A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA conceito inicial Amplo sistema de comunicação Conecta muitas redes de computadores Apresenta-se de várias formas Provê

Leia mais