Matrizes matemáticas Parte 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Matrizes matemáticas Parte 1"

Transcrição

1 Matrizes matemáticas Parte 1 O que são matrizes matemáticas? Quando paramos para pensar na palavra matriz o que nos vem em mente? Provavelmente para alguns a palavra associa-se a um filme de grande sucesso, Matrix, para outros se refere à uma sede principal de uma empresa, ou ainda, para outras pessoas, um componente que funciona como um carimbo. Por exemplo, na época dos discos de vinil, temos um procedimento de produção de LPs da seguinte forma: uma matriz, com as músicas já mixadas era criada para imprimir sulcos em diversas quantidades de centenas, ou talvez milhares, de cópias de LPs; assim como num carimbo. Um LP A própria idéia de carimbo ou de imprensa de tipos móveis (que já foi a tempo uma tecnologia de impressão de jornais); ou a ainda a noção de fotolito, uma tecnologia vigente para a produção de milhares de livros, com apenas os fotolitos que resultarão as páginas de tais livros, representam um dos

2 significados da palavra matriz. Pois bem, uma matriz matemática é um aglomerado de informações dispostas num modelo em linhas x colunas. É em última instância uma tabela. [meuadsense] P J V E D GP GC SG % 1 Corinthians 13 1, 2 Fluminense , 3 Cruzeiro 1, Internacional 3 2, Botafogo 3 3 2,1 Santos Atlético-PR ,3 São Paulo 0, Ceará , Guarani 2-3, Grêmio Vasco 0 3, 13 Palmeiras Vitória 2 2-3, 1 Flamengo 2-2 3,1 1 Avaí 2 3-3,2 1 Atlético-MG , 1 Goiás , 1 Atlético-GO Prudente Tabela do campeonato brasileiro. Pode ser transformada numa grande matriz. Fonte: extraído do G1, em /0/. A Matriz matemática, como uma tabela, também pode participar do conceito de matriz, como algo que gera; Matrice, Mater; uma matriz matemática é um conjunto de elementos ordenados em linhas x colunas: assim temos uma espécie de conjunto, cujos elementos são emoldurados por uma estrutura que é baseada na disposição dos índices linha e coluna (i x j). São como se fosse, portanto, fôrmas matemáticas.

3 Esquema de uma matriz. Fonte da imagem: Wikipédia Uma matriz é identificada por uma letra em maiúscula e pode ser abreviada da seguinte forma: Matriz reduzida Cada elemento é identificado pelos índices de linha x coluna em que aparecem. Outro esquema de uma matriz, mostrando a identificação de elementos de acordo com seus índices m x n. Fonte da imagem: Wikipédia. A diagonal primária e a diagonal secundária Numa matriz possuímos diagonais, além das linhas e colunas. São retas que passam a matriz diagonalmente. Abaixo temos

4 esquemas de uma diagonal primária e uma secundária: Diagonal primária Diagonal secundária Existem tipos diferentes de matrizes? Sim, possuem tipos diferentes de matrizes. Nesta artigo listaremos alguns tipos e subtipos de matrizes. Matriz linha Chamamos de matriz linha aquela que possui apenas uma linha. Matriz Linha Matriz coluna A matriz coluna tem apenas uma coluna. Matriz Coluna Matriz quadrada Uma matriz quadrada possui o mesmo número de linhas e colunas. Denomina-se ordem a quantidade de linhas ou coluna que ela possui. Matriz Quadrada Matriz diagonal

5 Subtipo de matriz quadrada: quando uma matriz quadrada possui apenas elementos não nulos (diferentes de zero) apenas em sua diagonal principal. Os outros elementos devem ser nulos. Matriz Diagonal Matriz identidade Uma matriz diagonal que possui seus elementos na diagonal principal, todos, iguais a 1. Matriz Identidade Matrizes iguais Quando matrizes com mesmo número de linhas e colunas são colocadas diante uma igualdade. Significa que são de valores correspondentes. Matrizes Iguais Matriz transposta Quando invertemos as linhas pelas colunas (e vice-versa) criamos uma matriz transposta. Abaixo um esquema representando as matrizes (a matriz transposta tem um t superior em seu nome). Matrizes Transpostas [meuadsense]

6 Cálculo de elementos na matriz Vamos supor que temos um número k, se quisermos podemos multiplicá-lo pela matriz A. Assim teríamos k.a. Neste caso temos que multiplicá-lo com cada elemento da matriz. Assim: Multiplicando valor k por matriz A Também podemos fazer outras operações, como por exemplo calcular um elemento de acordo com a linha que pertence. Sabemos que a identificação de cada elemento é Aij, sendo A o elemento, i a sua linha e j a coluna. Agora vamos considerar que para calcular um determinado elemento tenhamos o seguinte comando i+j * 2 +. Assim poderemos saber que elemento é este identificando a linha e a coluna em que ela está. Assim: Calculando matriz elementos da No exemplo acima sabemos que i+j * 2 + está na primeira linha e terceira coluna. Assim o cálculo deste elemento fica em 1+3 * 2 +, que fica 1++ que resulta em 12. Já o elemento com j ao quadrado, como está na primeira coluna fica como 1 ao quadrado, que dará 1. Arnaldo Vasconcellos [meuuol]

7

TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A

TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A - 2014 TABELA DO TURNO Rodada 01 20/04 - Dom Rodada 02 27/04 - Dom Flamengo x Goiás Botafogo x Internacional Fluminense x Figueirense Sport Recife x Chapecoense

Leia mais

TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A

TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A - 2009 TABELA DO TURNO Rodada 01 10/05-Dom Rodada 02 17/05-Dom Corinthians x Internacional São Paulo x Atlético/PR Palmeiras x Coritiba Santos x Goiás Santo

Leia mais

Apostila de Matemática 10 Matriz

Apostila de Matemática 10 Matriz Apostila de Matemática 10 Matriz 1.0 Definição m e n são números inteiros maiores que zero. Matriz mxn é uma tabela retangular formada por m.n números reais, dispostos é m linhas e n colunas. A tabela

Leia mais

Equipe de Matemática MATEMÁTICA. Matrizes

Equipe de Matemática MATEMÁTICA. Matrizes Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 14B Ensino Médio Equipe de Matemática Data: MATEMÁTICA Matrizes Introdução O crescente uso dos computadores tem feito com que a teoria das matrizes seja cada vez mais

Leia mais

Matrizes e Determinantes

Matrizes e Determinantes Aula 10 Matrizes e Determinantes Matrizes e Determinantes se originaram no final do século XVIII, na Alemanha e no Japão, com o intuito de ajudar na solução de sistemas lineares baseados em tabelas formadas

Leia mais

MERCADO DO FUTEBOL 2012 MERCADO DO FUTEBOL BRASILEIRO

MERCADO DO FUTEBOL 2012 MERCADO DO FUTEBOL BRASILEIRO MERCADO DO FUTEBOL 2012 MERCADO DO FUTEBOL BRASILEIRO RECEITA DA FIFA (EM US$ MILHÕES) Receita Total Lucro Líquido 647 663 749 882 114% 957 1.059 1.291 1.070 1.166 19% 1.386 138 162 249 49 184 196 202

Leia mais

Produto: Flamengo Modelo: Flamengo Preço: R$ 4,99 Descrição: Cada cartela contém 12 unidades.

Produto: Flamengo Modelo: Flamengo Preço: R$ 4,99 Descrição: Cada cartela contém 12 unidades. http://www.avcom.br/ Películas» Times Produto: Flamengo Modelo: Flamengo Produto: Ref: ATLÉTICO MINEIRO Modelo: Ref: ATLÉTICO MINEIRO 1 / 7 http://www.avcom.br/ Produto: Ref: ATLÉTICO PARANAENSE Modelo:

Leia mais

[ ] EXEMPLOS: Muitas vezes precisamos montar uma Matriz a partir de uma lei geral. Analise os exemplos a seguir:

[ ] EXEMPLOS: Muitas vezes precisamos montar uma Matriz a partir de uma lei geral. Analise os exemplos a seguir: MATRIZES CONCEITO: Um conjunto de elementos algébricos dispostos em uma tabela retangular com linhas e colunas é uma Matriz. A seguir, vemos um exemplo de Matriz de 3 linhas e 4 colunas, e que representaremos

Leia mais

inteiros positivos). ˆ Uma matriz com m linhas e n colunas diz-se do tipo m n. Se m = n ( matriz quadrada), também se diz que a matriz é de ordem n.

inteiros positivos). ˆ Uma matriz com m linhas e n colunas diz-se do tipo m n. Se m = n ( matriz quadrada), também se diz que a matriz é de ordem n. Matrizes noções gerais e notações Definição Designa-se por matriz de números reais a um quadro do tipo a 11 a 12... a 1n a 21 a 22... a 2n...... a m1 a m2... a mn onde os elementos a ij (i = 1, 2,...,

Leia mais

Eduardo. Matemática Matrizes

Eduardo. Matemática Matrizes Matemática Matrizes Eduardo Definição Tabela de números dispostos em linhas e colunas. Representação ou Ordem da Matriz Se uma matriz A possui m linhas e n colunas, dizemos que A tem ordem m por n e escrevemos

Leia mais

Rank Equipe Jogos nos quais não sofreu gol Jogos disputados 53.85%

Rank Equipe Jogos nos quais não sofreu gol Jogos disputados 53.85% Classificação geral Desempenho em 6 rodadas Rank Pontos J V SG Aprov Rank Pontos em 6 rodadas V SG GP Aprov 8 3 9 6 7.79 3 4 9 5 7. 5 3 8 64.0 3 4 5 7. 3 4 3 7 7 6.54 3 4 8 4 66.67 4 3 7 56.4 4 4 7 66.67

Leia mais

Matemática para jogos 1 Aula 2 Matrizes: Tipos, operações e propriedades Mark Joselli

Matemática para jogos 1 Aula 2 Matrizes: Tipos, operações e propriedades Mark Joselli Matemática para jogos 1 Aula 2 Matrizes: Tipos, operações e propriedades Mark Joselli Mark.joselli@pucpr.br Apresentação O estudo das matrizes possibilita o tratamento de dados de forma simplificada Permitindo,

Leia mais

MATEMÁTICA II. Aula 11. 3º Bimestre. Matrizes Professor Luciano Nóbrega

MATEMÁTICA II. Aula 11. 3º Bimestre. Matrizes Professor Luciano Nóbrega 1 MATEMÁTICA II Aula 11 Matrizes Professor Luciano Nóbrega º Bimestre MATRIZES _ INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO Uma matriz é uma tabela com m linhas e n colunas que contém m. n elementos. EXEMPLO: Ângulo 0º 45º

Leia mais

MATEMÁTICA Prof.: Alexsandro de Sousa

MATEMÁTICA Prof.: Alexsandro de Sousa E. E. DONA ANTÔNIA VALADARES MATEMÁTICA Prof.: Alexsandro de Sousa Introdução ao conceito de funções FERNANDO FAVORETTO/CID A ideia de função no cotidiano Relação entre duas grandezas Quantidade de pães

Leia mais

ÁLGEBRA LINEAR AULA 4

ÁLGEBRA LINEAR AULA 4 ÁLGEBRA LINEAR AULA 4 Luís Felipe Kiesow de Macedo Universidade Federal de Pelotas - UFPel 1 / 14 1 Introdução 2 Desenvolvimento de Laplace 3 Matriz Adjunta 4 Matriz Inversa 5 Regra de Cramer 6 Posto da

Leia mais

Matemática II /06 - Matrizes 1. Matrizes

Matemática II /06 - Matrizes 1. Matrizes Matemática II - 00/0 - Matrizes Matrizes Introdução Se m e n são números naturais, chama-se matriz real de tipo m n (m vezes n ou m por n) a uma função A : f; ; :::; mg f; ; :::; ng R: (i; j) A (i; j)

Leia mais

Aula 1: Reconhecendo Matrizes

Aula 1: Reconhecendo Matrizes Aula 1: Reconhecendo Matrizes Caro aluno, nesta aula você aprenderá a reconhecer matrizes, posteriormente vamos identificar os tipos de matrizes existentes e como realizar algumas operações entre elas.

Leia mais

MÓDULO 2 POTÊNCIA. Capítulos do módulo:

MÓDULO 2 POTÊNCIA. Capítulos do módulo: MÓDULO 2 POTÊNCIA Sabendo que as potências tem grande importância no mundo da lógica matemática, nosso curso terá por objetivo demonstrar onde podemos utilizar esses conceitos no nosso cotidiano e vida

Leia mais

Matemática I. Capítulo 3 Matrizes e sistemas de equações lineares

Matemática I. Capítulo 3 Matrizes e sistemas de equações lineares Matemática I Capítulo 3 Matrizes e sistemas de equações lineares Objectivos Matrizes especiais e propriedades do produto de matrizes Matriz em escada de linhas Resolução de sistemas de equações lineares

Leia mais

1º CAMPEONATO DE FUTEBOL CASTELINHO / SKOL 2015 TABELA DE JOGOS

1º CAMPEONATO DE FUTEBOL CASTELINHO / SKOL 2015 TABELA DE JOGOS Obs. Os jogos poderão sofrer alterações em datas e horários, com aviso antecipado aos representantes das equipes. 1ª RODADA - 22/08/2015 1 14h00 INTER x SÃO PAULO 3 15h00 VASCO x PALMEIRAS 5 16h00 AVAÍ

Leia mais

QUESTÃO 01 Veja a tabela de gols de um campeonato. Calcule o saldo de gols de cada equipe e responda: Gols pró

QUESTÃO 01 Veja a tabela de gols de um campeonato. Calcule o saldo de gols de cada equipe e responda: Gols pró QUESTÃO 01 Veja a tabela de gols de um campeonato. Calcule o saldo de gols de cada equipe e responda: Equipe Gols pró Gols contra Grêmio 26 19 Atlético Mineiro 22 17 Fluminense 18 23 Saldo de gols Cruzeiro

Leia mais

n. 4 DETERMINANTES: SARRUS E LAPLACE

n. 4 DETERMINANTES: SARRUS E LAPLACE n. 4 DETERMINANTES: SARRUS E LAPLACE A toda matriz quadrada está associado um número ao qual damos o nome de determinante. Determinante é uma função matricial que associa a cada matriz quadrada um escalar,

Leia mais

a 21 a 22... a 2n... a n1 a n2... a nn

a 21 a 22... a 2n... a n1 a n2... a nn Projeto TEIA DO SABER 2006 UNESP Campus de Guaratinguetá Secretaria de Estado da Educação, SP. Diretoria de Ensino da Região de Guaratinguetá Coordenador Prof. Dr. José Ricardo Zeni Metodologias de Ensino

Leia mais

2. Pré-requisitos do 3. Ciclo. 7. ano PR 7.1. Resolução

2. Pré-requisitos do 3. Ciclo. 7. ano PR 7.1. Resolução 7. ano PR 7.1. Dados dois conjuntos A e B fica definida uma função 1ou aplicação2 f de A em B, quando a cada elemento de A se associa um elemento único de B representado por f 1x2. Dada uma função numérica

Leia mais

MATRIZES E DETERMINANTES. a, com índices duplos, onde

MATRIZES E DETERMINANTES. a, com índices duplos, onde MATRIZES E DETERMINANTES Para designar com clareza situações que apresentam um grupo ordenado de números dispostos em tabelas com linhas e colunas, introduziremos o conceito de matriz. Nesse sentido, matrizes

Leia mais

aplicando a regra de Sarrus para o cálculo de determinantes de terceira ordem, temos:

aplicando a regra de Sarrus para o cálculo de determinantes de terceira ordem, temos: Problema 1 Calcular a matriz inversa da matriz A = 0 1 Resolução Bom, para se resolver exercícios que envolvem o cálculo de matrizes inversas é necessário partir de algumas definições básicas. Assim, há

Leia mais

Matemática. Resolução das atividades complementares. M3 Determinantes. 1 O valor do determinante da matriz A 5

Matemática. Resolução das atividades complementares. M3 Determinantes. 1 O valor do determinante da matriz A 5 Resolução das atividades complementares Matemática M Determinantes p. 6 O valor do determinante da matriz A é: a) 7 c) 7 e) 0 b) 7 d) 7 A 7 Se a 7, b e c, determine A a b c. a 7 ; b ; c A a 8 () b () c

Leia mais

Prof. MSc. David Roza José 1/26

Prof. MSc. David Roza José 1/26 1/26 Inversão de Matrizes Objetivos: Saber determinar a inversa de uma matriz de maneira eficiente, baseada na fatoração LU; Compreender como a inversa de uma matriz pode ser utilizada para analisar características

Leia mais

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI

CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO APOSTILA 13 Parabéns!!! Você já é um vencedor! Voltar a estudar é uma vitória que poucos podem dizer que conseguiram. É para você, caro aluno, que desenvolvemos

Leia mais

Ficha de Exercícios nº 3

Ficha de Exercícios nº 3 Nova School of Business and Economics Álgebra Linear Ficha de Exercícios nº 3 Transformações Lineares, Valores e Vectores Próprios e Formas Quadráticas 1 Qual das seguintes aplicações não é uma transformação

Leia mais

Regra para calcular o determinante de matrizes quadradas de ordem 2x2:

Regra para calcular o determinante de matrizes quadradas de ordem 2x2: O cálculo do determinante de uma matriz quadrada ou triangular é importante para ajudar a solucionar uma série problemas de álgebra, tais como: Determinar se uma matriz possui inversa (se ela é inversível)

Leia mais

Esquações Lineares e Matrizes

Esquações Lineares e Matrizes 18 de março de 2012 Equações Lineares e Esquema da Assunto 1 Sistema Lineares 2 3 Produto escalar e Multiplicação de 4 Transformações Matriciais 5 Soluções de Sistemas de Equações Lineares 6 Inversa de

Leia mais

unidades de milhar, centenas, dezenas e unidades

unidades de milhar, centenas, dezenas e unidades 1 Simone trabalha em uma loja de brinquedos. Ela fez uma contagem do estoque da loja e anotou no quadro ao lado. a) Qual é o brinquedo que a loja tem em maior quantidade no estoque? Brinquedo Quantidade

Leia mais

TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A - 2009

TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A - 2009 TABELA BÁSICA DO CAMPEONATO BRASILEIRO/SÉRIE A - 2009 TABELA DO TURNO Rodada 01 10/05-Dom Rodada 02 17/05-Dom Corinthians x Internacional São Paulo x Atlético/PR Palmeiras x Santos x Goiás Santo André

Leia mais

Matrizes. Curso de linguagem matemática Professor Renato Tião

Matrizes. Curso de linguagem matemática Professor Renato Tião Matrizes Curso de linguagem matemática Professor Renato Tião Uma matriz A m n é uma maneira de apresentar informações numéricas ou algébricas dispostas como numa tabela com m linhas e n colunas cercada

Leia mais

Pantógrafo. Nesta aula você vai conhecer, de maneira. Nossa aula. Cópias perfeitas

Pantógrafo. Nesta aula você vai conhecer, de maneira. Nossa aula. Cópias perfeitas A U A UL LA Pantógrafo Nesta aula você vai conhecer, de maneira geral, uma máquina usada para fazer gravações em metais, plásticos e acrílicos. Vai saber como esta máquina é montada e quais são os principais

Leia mais

Álgebra Linear I - Aula 20

Álgebra Linear I - Aula 20 Álgebra Linear I - Aula 0 1 Matriz de Mudança de Base Bases Ortonormais 3 Matrizes Ortogonais 1 Matriz de Mudança de Base Os próximos problemas que estudaremos são os seguintes (na verdade são o mesmo

Leia mais

Álgebra Linear e Geometria Analítica

Álgebra Linear e Geometria Analítica Álgebra Linear e Geometria Analítica Engenharia Electrotécnica Escola Superior de Tecnologia de Viseu wwwestvipvpt/paginaspessoais/lucas lucas@matestvipvpt 007/008 Álgebra Linear e Geometria Analítica

Leia mais

Matemática C Semiextensivo V. 3

Matemática C Semiextensivo V. 3 Semietensivo V Eercícios 0 0 0) 0) a) A 0 0 b) c) a 0 representa o número de derrotas do Botafogo no torneio d) a e) América 0 + ponto Botafogo + 7 pontos Nacional 0 + pontos Comercial + 5 pontos f) o

Leia mais

1 a rodada Palmeiras 1 x 0 Atlético-MG. 1 a rodada Chapecoense 2 x 1 Coritiba. 1 a rodada Fluminense 3 x 1 Joinville

1 a rodada Palmeiras 1 x 0 Atlético-MG. 1 a rodada Chapecoense 2 x 1 Coritiba. 1 a rodada Fluminense 3 x 1 Joinville 1 a rodada Palmeiras 1 x 0 Atlético-MG 1 a rodada Chapecoense 2 x 1 Coritiba 1 a rodada Fluminense 3 x 1 Joinville 1 a rodada São Paulo 1 x 1 Flamengo 1 a rodada Sport 2 x 2 Figueirense 1 a rodada Atlético-PR

Leia mais

Matrizes. matriz de 2 linhas e 2 colunas. matriz de 3 linhas e 3 colunas. matriz de 3 linhas e 1 coluna. matriz de 1 linha e 4 colunas.

Matrizes. matriz de 2 linhas e 2 colunas. matriz de 3 linhas e 3 colunas. matriz de 3 linhas e 1 coluna. matriz de 1 linha e 4 colunas. Definição Uma matriz do tipo m n (lê-se m por n), com m e n, sendo m e n números inteiros, é uma tabela formada por m n elementos dispostos em m linhas e n colunas. Estes elementos podem estar entre parênteses

Leia mais

Autêntica joia tricolor, Kaká foi lapidado desde criança pelas categorias de base do clube para ser uma verdadeira potência entre os atletas.

Autêntica joia tricolor, Kaká foi lapidado desde criança pelas categorias de base do clube para ser uma verdadeira potência entre os atletas. Autêntica joia tricolor, Kaká foi lapidado desde criança pelas categorias de base do clube para ser uma verdadeira potência entre os atletas. Bom caráter, inteligente, forte, ágil, veloz. Poucas são as

Leia mais

TURNO REF ROD DATA HORA JOGO ESTÁDIO CIDADE

TURNO REF ROD DATA HORA JOGO ESTÁDIO CIDADE CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE B TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 TURNO REF ROD DATA HORA JOGO ESTÁDIO CIDADE 001 1ª 13/05 (sex) ou 14/05 (sáb) Ceará CE x Paysandu PA 002 1ª Bahia BA x Avaí SC 003 1ª Sampaio

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL COPA DO BRASIL TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2017 PRIMEIRA FASE I 08/02 - qua 1 CSA AL X Sport PE I 2 7 de Setembro MS X River PI I 15/02 - qua 3 Boavista RJ X Ceará CE I 4 Uniclinic CE X Portuguesa SP I 5 Rio

Leia mais

Determinantes. Matemática Prof. Mauricio José

Determinantes. Matemática Prof. Mauricio José Determinantes Matemática Prof. Mauricio José Determinantes Definição e Conceito Matriz de ordem 1 Dizemos que um determinante é um resultado (numérico) de operações que são realizadas em uma matriz quadrada.

Leia mais

CSE-020 Revisão de Métodos Matemáticos para Engenharia

CSE-020 Revisão de Métodos Matemáticos para Engenharia CSE-020 Revisão de Métodos Matemáticos para Engenharia Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia e Gerenciamento de Sistemas Espaciais L.F.Perondi Engenharia e Tecnologia Espaciais ETE Engenharia

Leia mais

Matriz, Sistema Linear e Determinante

Matriz, Sistema Linear e Determinante Matriz, Sistema Linear e Determinante 1.0 Sistema de Equações Lineares Equação linear de n variáveis x 1, x 2,..., x n é uma equação que pode ser expressa na forma a1x1 + a 2 x 2 +... + a n x n = b, onde

Leia mais

OBMEP NA ESCOLA Soluções

OBMEP NA ESCOLA Soluções OBMEP NA ESCOLA 016 - Soluções Q1 Solução item a) A área total do polígono da Figura 1 é 9. A região inferior à reta PB é um trapézio de área 3. Isso pode ser constatado utilizando a fórmula da área de

Leia mais

Determinantes. Prof. Márcio Nascimento

Determinantes. Prof. Márcio Nascimento Determinantes Prof. Márcio Nascimento Universidade Estadual Vale do Acaraú Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Curso de Licenciatura em Matemática Disciplina: Álgebra Matricial - 2015.2 4 de fevereiro

Leia mais

A multiplicação de matrizes não é uma operação

A multiplicação de matrizes não é uma operação A multiplicação de matrizes não é uma operação tão simples como as outras já estudadas até aqui; não basta multiplicar os elementos correspondentes. Vamos introduzi-la por meio da seguinte situação: Durante

Leia mais

MATRIZ FORMAÇÃO E IGUALDADE

MATRIZ FORMAÇÃO E IGUALDADE MATRIZ FORMAÇÃO E IGUALDADE 1. Seja X = (x ij ) uma matriz quadrada de ordem 2, onde i + j para i = j ;1 - j para i > j e 1 se i < j. A soma dos seus elementos é igual a: a. -1 b. 1 c. 6 d. 7 e. 8 2. Se

Leia mais

Introdução: A necessidade de ampliação dos conjuntos Numéricos. Considere incialmente o conjunto dos números naturais :

Introdução: A necessidade de ampliação dos conjuntos Numéricos. Considere incialmente o conjunto dos números naturais : Introdução: A necessidade de ampliação dos conjuntos Numéricos Considere incialmente o conjunto dos números naturais : Neste conjunto podemos resolver uma infinidade de equações do tipo A solução pertence

Leia mais

Capítulo 1 - Cálculo Matricial

Capítulo 1 - Cálculo Matricial Capítulo 1 - Carlos Balsa balsa@ipb.pt Departamento de Matemática Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Bragança Matemática I - 1 o Semestre 2011/2012 Matemática I 1/ 33 DeMat-ESTiG Sumário Cálculo

Leia mais

classificações finais e desempenho

classificações finais e desempenho O SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE INICIA A 16ª PARTICIPAÇÃO DO CLUBE NA COPA DO BRASIL EM BUSCA DO ÚNICO TROFÉU QUE FALTA NA COLEÇÃO DO TRICOLOR, DENTRE AS MAIS TRADICIONAIS COMPETIÇÕES DO FUTEBOL. EM 2016, O

Leia mais

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 02 Licenciatura em Matemática Osasco -2010

Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 02 Licenciatura em Matemática Osasco -2010 Notas de Aula Disciplina Matemática Tópico 0 Licenciatura em Matemática Osasco -010 Equações Polinomiais do primeiro grau Significado do termo Equação : As equações do primeiro grau são aquelas que podem

Leia mais

Brazil - Position in State Championship. Campeonato Acriano since 1919 (Federação de Futebol do Estado do Acre)

Brazil - Position in State Championship. Campeonato Acriano since 1919 (Federação de Futebol do Estado do Acre) Brazil - Position in State Championship Campeonato Acriano since 99 (Federação de Futebol do Estado do Acre) 99 Rio Branco Football Club [Rio Branco, AC] by soccer library 90 90 906 908 90 9 9 96 98 90

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa do Brasil Sub 20 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO

Leia mais

A função do 2º grau. Na aula anterior, estudamos a função do. Nossa aula

A função do 2º grau. Na aula anterior, estudamos a função do. Nossa aula A UA UL LA A função do º grau Introdução Na aula anterior, estudamos a função do 1º grau ( = a + b) e verificamos que seu gráfico é uma reta. Nesta aula, vamos estudar outra função igualmente importante:

Leia mais

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. 3º Teste de avaliação versão2.

Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º Ano de Matemática A TEMA 1 GEOMETRIA NO PLANO E NO ESPAÇO I. 3º Teste de avaliação versão2. Escola Secundária com 3º ciclo D. Dinis 10º no de Matemática TEM 1 GEMETRI N PLN E N ESPÇ I 3º Teste de avaliação versão Grupo I s cinco questões deste grupo são de escolha mqaúltipla. Para cada uma delas

Leia mais

CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 TURNO REF ROD DATA HORA JOGO ESTÁDIO CIDADE

CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 TURNO REF ROD DATA HORA JOGO ESTÁDIO CIDADE CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 TURNO REF ROD DATA HORA JOGO ESTÁDIO 001 1ª 14/05 (sáb) ou Botafogo RJ x São Paulo SP 15/05 (dom) 002 1ª Flamengo RJ x Sport PE 0 1ª 15/5 Dom

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Nível II Módulo I Aula 02 EQUAÇÕES Pense no seguinte problema: Uma mulher de 25 anos é casada com um homem 5 anos mais velho que ela. Qual é a soma das idades

Leia mais

Pré-requisitos Algebra Linear. Lorí Viali. Afiliação

Pré-requisitos Algebra Linear. Lorí Viali. Afiliação Lorí Viali Licenciatura Plena em Matemática UFRGS Bacharelado em Matemática UFRGS Especialização em Formação de Pesquisadores PUCRS Mestrado em Engenharia de Produção (PO) UFSC Doutorado Sanduíche na USF

Leia mais

APOSTILA DE MATEMÁTICA

APOSTILA DE MATEMÁTICA 1 NEEJA: NÚCLEO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS CONSTRUINDO UM NOVO MUNDO APOSTILA DE MATEMÁTICA ENSINO MÉDIO MÓDULO - 8 PROFESSOR: Suzerly Fatima Bonotto Ano: 2015 2 MÓDULO/ 8 SEQUÊNCIAS: Muitos problemas

Leia mais

Capítulo 1 - Cálculo Matricial

Capítulo 1 - Cálculo Matricial Capítulo 1 - Carlos Balsa balsa@ipb.pt Departamento de Matemática Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Bragança Matemática I - 1 o Semestre 2011/2012 Matemática I 1/ 34 DeMat-ESTiG Sumário Cálculo

Leia mais

Estatística Aplicada ao Serviço Social

Estatística Aplicada ao Serviço Social Estatística Aplicada ao Serviço Social Módulo 7: Correlação e Regressão Linear Simples Introdução Coeficientes de Correlação entre duas Variáveis Coeficiente de Correlação Linear Introdução. Regressão

Leia mais

1) (UFV) Seja A uma matriz invertível de ordem 2. Se det (2A) det (A ), então o valor de det A é: a) 2 b) 1 c) 3. e) 4

1) (UFV) Seja A uma matriz invertível de ordem 2. Se det (2A) det (A ), então o valor de det A é: a) 2 b) 1 c) 3. e) 4 ) (UFV) Seja uma matriz invertível de ordem. Se det () det ( ), então o valor de det é: e) 4 ) (UFV) Na matriz quadrada ( a ij ) de ordem, os elementos a, a, a e a, nesta ordem, apresentam a seguinte propriedade:

Leia mais

Impacto dos salários dos Técnicos no faturamento dos 12 maiores clubes

Impacto dos salários dos Técnicos no faturamento dos 12 maiores clubes PLURI Especial Impacto dos salários dos Técnicos no faturamento dos 12 maiores clubes Economista, Especialista em Gestão e Marketing do Esporte e Pesquisa de Mercado, Diretor da Pluri Consultoria, da BrSM

Leia mais

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1.

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1. CONCEITO DE FUNÇÃO... 2 IMAGEM DE UMA FUNÇÃO... 8 IMAGEM A PARTIR DE UM GRÁFICO... 12 DOMÍNIO DE UMA FUNÇÃO... 15 DETERMIAÇÃO DO DOMÍNIO... 15 DOMÍNIO A PARTIR DE UM GRÁFICO... 17 GRÁFICO DE UMA FUNÇÃO...

Leia mais

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA Aula Matrizes Professor Luciano Nóbrega UNIDADE MATRIZES _ INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO Uma matriz é uma tabela com m linhas e n colunas que contém m. n elementos. EXEMPLO: Ângulo 0º

Leia mais

1 Geometria Analítica Plana

1 Geometria Analítica Plana UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ CAMPUS DE CAMPO MOURÃO Curso: Matemática, 1º ano Disciplina: Geometria Analítica e Álgebra Linear Professora: Gislaine Aparecida Periçaro 1 Geometria Analítica Plana A Geometria

Leia mais

Unidade 3: Linguagem de programação

Unidade 3: Linguagem de programação Unidade 3: Linguagem de programação 3.5. Trabalhando com polinômios, vetores e matrizes O programa Scilab trabalha com polinômios, vetores e matrizes de forma similar a vários pacotes computacionais disponíveis

Leia mais

Universidade Federal de Alagoas UFAL Centro de Tecnologia - CTEC Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil - PPGEC

Universidade Federal de Alagoas UFAL Centro de Tecnologia - CTEC Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil - PPGEC Universidade Federal de Alagoas UFAL Centro de Tecnologia - CTEC Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil - PPGEC Introdução à Mecânica do Contínuo Tensores Professor: Márcio André Araújo Cavalcante

Leia mais

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se

Chama-se conjunto dos números naturais símbolo N o conjunto formado pelos números. OBS: De um modo geral, se A é um conjunto numérico qualquer, tem-se UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP FACULDADE DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE MATEMÁTICA Conjuntos Numéricos Prof.:

Leia mais

Estádio Cidade Competição 1 18/11/1990 Corinthians SP 0 x 3 Internacional RS Pacaembu São Paulo Campeonato Brasileiro 2 16/12/1990 Corinthians SP 1 x

Estádio Cidade Competição 1 18/11/1990 Corinthians SP 0 x 3 Internacional RS Pacaembu São Paulo Campeonato Brasileiro 2 16/12/1990 Corinthians SP 1 x 1 18/11/1990 Corinthians SP 0 x 3 Internacional RS Pacaembu São Paulo Campeonato Brasileiro 2 16/12/1990 Corinthians SP 1 x 0 São Paulo SP Morumbi São Paulo Campeonato Brasileiro 3 17/02/1991 Portuguesa

Leia mais

Exercícios. setor Aula 39 DETERMINANTES (DE ORDENS 1, 2 E 3) = Resposta: 6. = sen 2 x + cos 2 x Resposta: 1

Exercícios. setor Aula 39 DETERMINANTES (DE ORDENS 1, 2 E 3) = Resposta: 6. = sen 2 x + cos 2 x Resposta: 1 setor 0 00508 Aula 39 ETERMINANTES (E ORENS, E 3) A toda matriz quadrada A de ordem n é associado um único número, chamado de determinante de A e denotado, indiferentemente, por det(a) ou por A. ETERMINANTES

Leia mais

Sistemas de equações lineares

Sistemas de equações lineares Módulo 1 Unidade 10 Sistemas de equações lineares Para Início de conversa... Já falamos anteriormente em funções. Dissemos que são relações entre variáveis independentes e dependentes. Às vezes, precisamos

Leia mais

Introdução aos Métodos Numéricos. Instituto de Computação UFF

Introdução aos Métodos Numéricos. Instituto de Computação UFF Introdução aos Métodos Numéricos Instituto de Computação UFF Conteúdo Erros e Aproximações Numéricas Sistemas de Equações Lineares. Métodos diretos Interpolação Ajuste de Curvas Zeros de Função Sistemas

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA Progressão Aritmética e Geométrica Progressão Aritmética Uma sucessão de números na qual a diferença entre dois termos consecutivos é constante, é denominada progressão aritmética,

Leia mais

OBMEP 2010 Soluções da prova da 2ª Fase Nível 1. Questão 1

OBMEP 2010 Soluções da prova da 2ª Fase Nível 1. Questão 1 1 Questão 1 a) O número-parada de 93 é 4, pois 93 9 3 = 27 2 7 = 14 1 4 = 4. b) Escrevendo 3 2 = 6 vemos que 32 3 2 = 6. Como 32 = 4 2 2 2, temos 4222 4 2 2 2 = 32 3 2 = 6 e assim o número-parada de 4222

Leia mais

Notas em Álgebra Linear

Notas em Álgebra Linear Notas em Álgebra Linear 1 Pedro Rafael Lopes Fernandes Definições básicas Uma equação linear, nas variáveis é uma equação que pode ser escrita na forma: onde e os coeficientes são números reais ou complexos,

Leia mais

OS MELHORES DO CAMPEONATO BRASILEIRO E A COPA ESPÍRITO SANTO

OS MELHORES DO CAMPEONATO BRASILEIRO E A COPA ESPÍRITO SANTO OS MELHORES DO CAMPEONATO BRASILEIRO E A COPA ESPÍRITO SANTO Simone Vermeuln Com a decisão do título do Campeonato Brasileiro antecipada em três rodadas, o Fluminense foi consagrado campeão, chegando à

Leia mais

Matemática Básica II - Trigonometria Nota 01 - Sistema de Coordenadas no Plano

Matemática Básica II - Trigonometria Nota 01 - Sistema de Coordenadas no Plano Matemática Básica II - Trigonometria Nota 01 - Sistema de Coordenadas no Plano Márcio Nascimento da Silva Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA Curso de Licenciatura em Matemática marcio@matematicauva.org

Leia mais

, a segunda coluna da matriz A é um múltiplo da primeira coluna.

, a segunda coluna da matriz A é um múltiplo da primeira coluna. Lista de exercícios - 2º ano - Matemática Aluno: Série: Turma: Data: Questão 1 Segundo diversos estudos, a função relaciona o número de dias y necessários para que um corpo, após sua morte, se torne esqueleto,

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem Python

Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem Python Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem Python Exercícios: Funções 1. Crie uma função que recebe como parâmetro um número

Leia mais

O USO DE MODELO PROBABILÍSTICO NA PREVISÃO DOS RESULTADOS DOS JOGOS DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 2006

O USO DE MODELO PROBABILÍSTICO NA PREVISÃO DOS RESULTADOS DOS JOGOS DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 2006 O USO DE ODELO PROBABILÍSTICO NA PREISÃO DOS RESULTADOS DOS JOGOS DO CAPEONATO BRASILEIRO DE 2006 1 Bolsista PBIC/UEG Gabriel Fernando Silva Pereira 1,3 Cleber Giugioli Carrasco 2,3 * 2 Pesquisador - Orientador

Leia mais

Apêndice B - Sistemas Numéricos

Apêndice B - Sistemas Numéricos Página 1 de 5 Microcontroladores PIC on-line GRÁTIS! Indice Sistema de desenvolvimento Contacte-nos Apêndice B Sistemas Numéricos Introdução B.1 Sistema numérico decimal B.2 Sistema numérico binário B.3

Leia mais

Profs. Alexandre Lima e Moraes Junior 1

Profs. Alexandre Lima e Moraes Junior  1 Raciocínio Lógico-Quantitativo para Traumatizados Aula 07 Matrizes, Determinantes e Solução de Sistemas Lineares. Conteúdo 7. Matrizes, Determinantes e Solução de Sistemas Lineares...2 7.1. Matrizes...2

Leia mais

TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES SÉRIE A - 2011 TABELA DETALHADA

TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES SÉRIE A - 2011 TABELA DETALHADA TABELA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES SÉRIE A - 2011 TABELA DETALHADA TURNO REF. RD DATA HORA JOGO ESTÁDIO CIDADE TV 001 1º 21/05 - Sab. 18:30 Flamengo RJ x Avai SC João Havelange Rio de Janeiro 3

Leia mais

TABELA DA 48ª COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JÚNIOR PRIMEIRA FASE

TABELA DA 48ª COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JÚNIOR PRIMEIRA FASE GRUPO 01 Arena Plínio Marin VOTUPORANGA 03-jan-17 - ter 14:00 CA VOTUPORANGUENSE - SP x AUTO ESPORTE - PB 03-jan-17 - ter 16:00 GRÊMIO FPA - RS x BRASÍLIA FC - DF SPOR 05-jan-17 - qui 14:00 CA VOTUPORANGUENSE

Leia mais

g.( ) Se A é a matriz dada por 1* - Julgue se verdadeiro (V) ou falso (F), justificando sua escolha.

g.( ) Se A é a matriz dada por 1* - Julgue se verdadeiro (V) ou falso (F), justificando sua escolha. LISTA DE EXERCÍCIOS MATRIZES E DETERMINANTES PROESSOR: Claudio Saldan CONTATO: saldan.mat@gmail.com PARTE * - Julgue se verdadeiro () ou falso (), ustificando sua escolha. *Referente a proposições de questões

Leia mais

Investigação matemática com o GeoGebra: um exemplo com matrizes e determinantes

Investigação matemática com o GeoGebra: um exemplo com matrizes e determinantes http://dx.doi.org/10.4322/gepem.2014.030 Investigação matemática com o GeoGebra: um exemplo com matrizes e determinantes Duelci Aparecido de Freitas Vaz Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

Matrizes e Determinantes

Matrizes e Determinantes Matrizes e Determinantes Elaine Gouvêa Pimentel DMAT/UFMG elaine@@mat.ufmg.br Maio de 2005 1 Matrizes 1.1 Introdução Suponhamos que o responsável pelo almoxarifado de uma empresa de produtos químicos resolva

Leia mais

Análise I Solução da 1ª Lista de Exercícios

Análise I Solução da 1ª Lista de Exercícios FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS Centro de Ciências e Tecnologia Curso de Graduação em Matemática Análise I 0- Solução da ª Lista de Eercícios. ATENÇÃO: O enunciado

Leia mais

ESTATÍSTICAS INTER 2012 Jogos: 63 Vitórias: 30 Empates: 19 Derrotas: 14 Gols marcados: 103 Gols sofridos: 56 Aproveitamento: 57,7% INTER EM CASA Jogos

ESTATÍSTICAS INTER 2012 Jogos: 63 Vitórias: 30 Empates: 19 Derrotas: 14 Gols marcados: 103 Gols sofridos: 56 Aproveitamento: 57,7% INTER EM CASA Jogos www.internacional.com.br PRESS CAMPEONATO BRASILEIRO INTERNACIONAL X PALMEIRAS 27/10/2012-16h20 BEIRA-RIO - PORTO ALEGRE ESTATÍSTICAS INTER 2012 Jogos: 63 Vitórias: 30 Empates: 19 Derrotas: 14 Gols marcados:

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL TURNO

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL TURNO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2015 TURNO REF ROD DATA HORA JOGO ESTÁDIO CIDADE 001 1ª 09/05 (sáb) ou 10/05 (dom) São Paulo SP x Flamengo RJ Morumbi São Paulo 002 1ª Palmeiras

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL APOSTILA DE CÁLCULO. Realização:

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL APOSTILA DE CÁLCULO. Realização: UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL APOSTILA DE CÁLCULO Realização: Fortaleza, Fevereiro/2010 1. LIMITES 1.1. Definição Geral Se os valores de f(x) puderem

Leia mais

a 11 a a 1n a 21 a a 2n A = a m1 a m2... a mn

a 11 a a 1n a 21 a a 2n A = a m1 a m2... a mn Matrizes Definição Definição Uma matriz m n é uma tabela de mn números dispostos em m linhas e n colunas a 11 a 1 a 1n a 1 a a n a m1 a m a mn Embora a rigor matrizes possam ter quaisquer tipos de elementos,

Leia mais

Diagrama de Classes. Prof. Maikel Linares

Diagrama de Classes. Prof. Maikel Linares Modelo Conceitual Artefato mais importante da análise orientada a objetos. Diagrama de Classes. Prof. Maikel Linares Objetivo: - Identificar um conjunto rico de objetos conceituais. - Suas associações.

Leia mais

Oficina Álgebra 2. Após os problemas 1 e 2, há dois desafios para que você possa explorar esse novo conhecimento sobre as equações do 2º grau.

Oficina Álgebra 2. Após os problemas 1 e 2, há dois desafios para que você possa explorar esse novo conhecimento sobre as equações do 2º grau. Caro aluno, Oficina Álgebra 2 Nesta atividade, você será convidado a trabalhar com problemas que podem ser representados por meio de equações do 2º grau. Nos problemas 1 e 2, é proposto que, primeiramente,

Leia mais

ESTATÍSTICAS INTER 2012 Jogos: 36 Vitórias: 20 Empates: 9 Derrotas: 7 Gols marcados: 68 Gols sofridos: 31 Aproveitamento: 63,9% INTER EM CASA Jogos: 2

ESTATÍSTICAS INTER 2012 Jogos: 36 Vitórias: 20 Empates: 9 Derrotas: 7 Gols marcados: 68 Gols sofridos: 31 Aproveitamento: 63,9% INTER EM CASA Jogos: 2 www.internacional.com.br PRESS CAMPEONATO BRASILEIRO SPORT RECIFE x INTERNACIONAL ILHA DO RETIRO - 18H30 RECIFE - 24/06/2012 ESTATÍSTICAS INTER 2012 Jogos: 36 Vitórias: 20 Empates: 9 Derrotas: 7 Gols marcados:

Leia mais