Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso de bovinos no período da seca

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso de bovinos no período da seca"

Transcrição

1 Archivos Latinoamericanos de Producción Animal (Arch. Latinoam. Prod. Anim.) Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso de bovinos no período da seca V. S. Rasteiro 1, H. Bremer-Neto, S. E. Arenas, L. S. L. S. Reis, N. M. Frazatti-Gallina 2, E. Oba 3 e P. E. Pardo Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE, Presidente Prudente-SP, Brasil, CEP Brasil 1 Rua Osvaldo Cruz, 2027, Bairro Ouro Verde, Assis-SP, Brasil, CEP Laboratório de Raiva do Instituto Butantan, São Paulo, SP, Brasil CEP Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP, Botucatu-SP, Brasil. CEP Recibido Septiembre 25, Aceptado Febrero 25, Addition of probiotic in the mineral mixture enhances weight gain in bovines during the dry season ABSTRACT. This study investigated the effect of Proenzime probiotic added to a protein-mineral mixture on the weight gain of cattle reared in an extensive system on Brachiaria brizantha pasture. The 114 Nelore (Bos indicus) uncastrated male calves used, of about 15 months of age, were randomly divided into two groups (57 animals each): the control group (GC) received only protein-mineral mixture while the probiotic group (PG) received this mixture supplemented with Proenzime. The animals were weighted on days 0 and 150. The results indicate a significant increase in the weight gains of the PG calves. Considering the experimental conditions and the results obtained, it is concluded that the addition of Proenzime probiotic to the protein-mineral mixture leads to an increase in weight gain of cattle and, thus, higher economic return. Key words: mineral mixture, Nelore, probiotic, weight gain, RESUMO. Neste estudo avaliou-se o efeito do probiótico Proenzime adicionado à mistura mineral proteinada no ganho de peso de bovinos em sistema de pastejo extensivo. Utilizou-se 114 bovinos, machos inteiros da raça Nelore (Bos indicus) com idade de aproximadamente 15 meses, divididos randomicamente em dos grupos (57 bovinos/grupo): o grupo controle (GC) recebeu somente mistura mineral proteinada e o grupo probiótico (GP) que se adicionou Proenzime. Pesaram-se os bezerros nos dias 0 e 150. Os resultados mostram aumento significativo no ganho de peso nos animais do GP. Considerando as condições experimentais e os resultados obtidos permitiram concluir que a adição de probiótico Proenzime na mistura mineral proteinada leva a um aumento no ganho de peso em bovinos e eleva o retorno econômico. Palavras chave: ganho de peso, mistura mineral, Nelore, probiótico INTRODUÇÃO Devido ao processo de globalização, na produção de gado de corte, tem sido necessário a implantação de sistemas de produção que sejam competitivos, sustentáveis e capazes de produzir carne de boa qualidade a baixo preço (Detmann et al., 2004). Neste contexto, vem sendo utilizados os aditivos alimentares que elevam o crescimento e a engorda dos animais, dentre eles, os mais utilizados são os ionóforos, antibióticos e probióticos (Nicodemo, 2001). 1 Autor para la correspondencia, 79

2 80 Rasteiro et al. Os probióticos vem substituindo os ionóforos e os antibióticos (Coppola e Turnes, 2004; Jorge et al., 2006), pois o uso indiscriminado de ionofóros e antibióticos podem desenvolver cepas de microorganismos resistentes aos antibióticos (Coppola e Turnes, 2004). Além disso, atualmente os consumidores vêm aumentando a preocupação com sua saúde, preferindo consumir alimentos saudáveis, livres de possíveis resíduos na carne e no leite (Jorge et al., 2006). Os probióticos são benéficos para a saúde dos animais e seres humanos (Coppola e Turnes, 2004; Mota et al., 2006). Dentre os efeitos benéficos dos probióticos, estão: estes são utilizados como promotores de crescimento aumentando o ganho de peso (Kabir et al., 2004, Arenas et al., 2005a), reduz o ph intraluminal do tubo digestivo (Agostoni et al., 2004), minimiza o estresse (Kabir et al., 2004), impede a colonização da mucosa intestinal por bactérias patogênicas (Ávila et al., 2000; Lozada, 2001) e aumenta a resposta imune humoral (Arenas et al., 2005b). Objetivou-se avaliar o efeito e o retorno econômico do probiotico Proenzime adicionado na mistura mineral proteinada no ganho de peso em bovinos em sistema de pastejo extensivo no período da seca. MATERIAL E MÉTODOS O experimento foi desenvolvido nos meses de maio a outubro de 2005 com o período experimental de 150 dias, no município de Jundiaí do Sul, PR, Brasil. Utilizou-se 114 bovinos, machos inteiros da raça Nelore (Bos indicus) com idade de aproximadamente 15 meses, divididos randomicamente em dos grupos (57 bovinos/grupo), onde o grupo controle (GC) recebeu mistura mineral proteinada sem probiótico e no grupo probiótico (GP) os animais foram suplementados com mistura mineral proteinada adicionada de probótico Proenzime. Os animais do GP consumiram 4 g diários de probiótico/animal durante o período experimental. Os dois pastos utilizados por ambos os grupos eram semelhantes na topografia e composição botânica, sendo formados por Brachiaria brizantha. O sistema de pastejo adotado foi o extensivo e os grupos experimentais de bovinos foram trocados de pasto a cada pasto aos 75 d. No dia 0, recolheram-se amostras das forrageiras dos pastos (I e II) cortadas à altura de pastejo (30 cm), conservadas sob refrigeração a -5 C até serem submetidas às análises bromatológicas. Os animais foram pesados nos dias 0 e 150 no período da manhã, sem jejum prévio e antes de beberem água. O probiótico utilizado foi o Proenzime produzido por Empresa Brasileira de Aumento de Produtividade Pecuária EMBRAUPEC, Paranavaí, PR, Brasil, composto de: amilase, Unidades Internacionales (UI); celulase, 49,340 UI; protease, UI; lipase, UI; pectinase, UI; Lactobacilus acidophilus, 2,220,000,000 de Unidades Formadoras de Colonias (UFC); Estreptococus faecium 2,220,000,000 UFC; Bifedobacterium thermophilum 2,220,000,000 UFC; Bifedobacterium longum 2,220,000,000 UFC e zinco, 7500 mg/kg de produto. O sal mineral utilizado foi o Fosbovi Seca produzido por Tortuga Companhia Zootécnica Agrária, São Paulo, SP., composto por (kg do produto em elementos ativos): cálcio g; fósforo g; enxofre g; sódio g; cobalto mg; cobre mg; ferro mg; iodo mg; manganês mg; selênio mg; zinco mg; flúor (máx.) mg; nitrogênio não proteico 90.00g; NNP equiv. em proteína (máx.) 56.25%; proteína bruta (mín.) 61.65%; solubilidade do fósforo em ácido cítrico a 2% (mín) 95.00%. A matéria seca, proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra bruta (FB) e materia mineral da forragem foram determinados conforme métodos da Association of Official Analytical Chemists (AOAC) (1990); nutrientes digestíveis totais (NDT) e extrativos não nitrogenados (ENN) por meio da técnica preconizada por Neves et al. (2002). Para o cálculo do retorno econômico levou-se em consideração: o valor vigente da arroba do boi gordo, rendimento de carcaça de 52%, a diferença de ganho de peso entre os grupos experimentais e o custo do probiótico. Para a análise estatística do ganho de peso utilizou-se análise de variância e as médias foram comparadas pelo teste t de Student a 1% de probabilidade. Os resultados das análises bromatológicas da forragem dos Pasto I e II foram NDT, e 62.35%; PB, 6.10 e 6.40%, FB, e 25.90%; EE, 2.40 e 2.45%; ENN, e 57.75%; e matéria mineral 7.20 e 7.50%, respectivamente.

3 Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso 81 Ganho de peso (kg) Figura 1. Ganho de peso vivo (± DP) de bovinos Nelore em 150 d de pastejo extensivo, suplementados com probiótico Proenzime adicionado na mistura mineral proteinada de 0.0 (grupo controle) e 4 g diários de probiótico/animal (grupo probiótico). Médias seguidas de letras minúsculas distintas (a, b) diferem significativamente entre si (P < 0.01). RESULTADOS E DISCUSSÃO A rotação de pastos aos 75 d garantiu que os animais de ambos os grupos tivessem as mesmas condições de pastejo. O manejo utilizado, testado anteriormente por outros pesquisadores como Moreira et al. (2003) e Malafaia et al. (2004), foi adequado. Além disso, a similaridade encontrada nas análises bromatológicas entre as forragens dos pastos reforça a igualdade da qualidade de pastejo. Ainda mais, o peso vivo médio (kg) dos bovinos pertencentes a ambos os grupos foram semelhantes no dia zero (GC = ± e GP = ± 24.39). Assim, os resultados obtidos foram quase exclusivamente em função dos tratamentos. Os animais do grupo GP que receberam mistura mineral proteinada com probótico Proenzime, tiveram aumento significativo (P < 0.01) no ganho de peso de kg (19.45%) em relação ao GC no que os bovinos receberam somente mistura mineral proteinada (Figura 1). Anda mais, este aumento significativo ocorreu na época do ano de seca quando geralmente os bovinos criados extensivamente e sem suplementação alimentar perdem peso. De fato, Moreira et al. (2003) relatam que nesta época do ano, as forrageiras tropicais e subtropicais apresentam baixa produção. Além disso, Knorr et al. (2005) referem-se que estas forrageiras apresentam baixa qualidade ocasionando nos animais perdas de peso vivo de até 30% durante o período seco. Segundo Vanbelle et al. (1990); Ávila et al. (2000) e Nicodemo (2001) relatam que a utilização de probiótico eleva a eficiência da utilização de alimentos pelos bovinos Os resultados obtidos neste experimento são semelhantes aos de Alves et al. (2004); Arenas et al. (2005) e Jorge et al. (2006) que observaram aumento significativo no ganho de peso vivo de bovinos de

4 82 Rasteiro et al. 22, e 25.6%, respectivamente. No entanto, observa-se que essas porcentagens no ganho de peso destes animais foram superiores a do presente trabalho, devido às condições experimentais utilizadas por estes pesquisadores ser diferentes. Neste experimento conforme haja vista, os bovinos foram mantidos em sistema de pastejo extensivo de Brachiaria brizantha de baixa qualidade e produção de forrgem, além disso, sem suplementação. Enquanto que Arenas et al. 2005a utilizaram pastejo rotacionado de Panicum maximum no período das águas no que há elevada produção de forragem de boa qualidade. Alves et al. (2004) e Jorge et al. (2006) mantiveram os bovinos em confinamento utilizando ração balanceada. Meyer et al. (2001) e Muscato et al. (2002) que estudaram a adição de probiótico em bezerros alimentados com suscedâneo de leite e com leite, respectivamente, adicionados de probiótico, também obtiveram aumento significativo no ganho de peso dos bezerros. Entretanto, discordam de Alves et al. (2000) citam que não houve aumento significativo no ganho de peso de bezerros alimentados com leite adicionado de probiótico. Gonçalves et al. (2000) estudando a adição de probiótico na alimentação da raça holandesa relatam que não houve diferença significativa no ganho de peso. O aumento obtido no ganho de peso dos bovinos (13.35 kg) suplementados com probótico Proezime (GP) em relação ao grupo controle, levou a um ganho bruto de R$22.83 (vinte e dois reais e oitenta e três centavos) por animal durante o período experimental, utilizando como preço da arroba de boi gordo no valor de R$50.00 (cinqüenta reais). O custo do probiótico adicionado à mistura mineral proteinada durante o período experimental foi de R$12.00 (dose reais), resultando em ganho líquido de R$11.13 (onze reais e treze centavos) por animal. CONCLUSÃO Nas condições que o experimento foi desenvolvido e conforme os resultados obtidos permitiram concluir que a suplementação com probiótico Proenzime adicionado na mistura mineral proteinada leva a um aumento no ganho de peso em bovinos e eleva o retorno econômico. AGRADECIMENTO A empresa Empresa Brasileira de Aumento de Produtividade Pecuária EMBRAUPEC, Paranavaí PR, Brasil pelo apoio e patrocínio deste experimento.. LITERATURA CITADA Agostoni, C., I. Axelsson, C. Braegger, O. Goulet, B. Koletzko, K. F Michaelsen, J. Rigo, R. Shamir, H. Szajewska, D. Turck and L. T. Weaver Probiotic bacteria in dietetic products for infants: a commentary by the ESPGHAN committee on nutrition. J. Pediatr. Gastroenterol. Nutr., 38: Alves, P. A.P. M., O. F. Campos, F. Q. Almeida, R. S. Liziere, R. C. Modesta e C. G. H. Nascimento Uso de probiótico composto por Lactobacillus acidophilus, Streptococus faecium e Saccharomyces cerevisae na dieta de vitelos bovinos: Efeitos sobre o desempenho e a qualidade da carne. Bras. J. Vet. Res. Anim. Sci., 37(5). Disponível em: arttext&pid=s &lng=pt&n rm=iso. Acesso em: 02 Set2006. Alves, J. B., O. J. Isepon e A. F. Bergamashine Efeitos de aditivo alimentar enzimatico contendo probiótico no desempenho de bovinos Guzerá em confinamento. Em: 41 a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Campo Grande, Anais. 2003, p.1-6. AOAC Official methods of analysis. Association of Official Analytical Chemists Arlington, VA. 1:117 p. Arenas, S. E., L. S. L. S. Reis, N. M. Fazatti-Gallina, R. Giuffrida e P. E. Pardo. 2005a. Evaluación de la incorporación del probiótico Proenzime en una mezcla mineral sobre el engorde de bovinos. En: XII Congreso Latinoamericano de Buiatria, Sociedad Chilena de Buiatria. Valdivia, Anais, p Arenas, S. E., L. S. L. S. Reis, S. H. Fujimura, A. C. Messas e P. E. Pardo. 2005b. Proenzime

5 Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso 83 probiotic increases the humoral immune response in bovines immunized with the rabies vaccine In: XVI International Conference Rabies on Rabies in the Americas, Canadian Food Inspection Agency. Ottawa, Anais. p Ávila, F. A., A. C. Paulillo, R. P. Schocken-Iturrino, F. A. Lucas, A. Orgaz e J. L. Quintana Avaliação da eficiência de um probiótico no controle de diarréia e no ganho de peso de bezerros. Arq. Bras. Med. Vet. Zootec., 52(1): Coppola, M. M. e C. G. Turnes Probióticos e resposta imune. Ciência Rural, 34(4): Detmann, E., M. F. Paulino, J. T. Zervoudakis, P. R Cecon, S. C. Valadares Filho, S. C. Gonçalves, L. S. Cabral e A. J. N. Melo Níveis de proteína bruta em suplementos múltiplos para terminação de novilhos mestiços em pastejo durantea época seca: desempenho produtivo e características de carcaça. R. Bras. Zootec., 33(1): Gonçalves, G. D., G. T. Santos, L. P. Rigolon, J. C. Damasceno, N. P. Ribas, D. R. Veiga e E. N. Martins Influência da adição de probióticos na dieta sobre o estado sanitário e desempenho de bezerros da raça Holandesa. Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci., 37(1). Disponível em: &pid=s &lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 02 Set Jorge, C. F. J. F., G. O. Rosa, I. S. Silva, F. M. Vargas Jr. e E. R. A. Arias Efeito de um aditivo alimentar contendo probiótico e enzimas digestivas no ganho de peso de bovinos nelore em regime de pasto. Em: IV Encontro de Pesquisa e Iniciação Científica do Estado e da Região do Pantanal, Universidad Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal. Campo Grande, Anais. p Kabir, S. M. L., M. M. Rahman, M. B. Rahman, M. M. Rahman and S. U. Ahmed The dynamics of probiotics on growth performance and immune response in broilers. Int. J. Poultry Sci., 3(5): Knorr, M, H. O. Patino, A. L. F. Silveira, P. R. F. Mühlbach, G. M. Mallmann e F. S. Medeiros Desempenho de novilhos suplementados com sais proteinados em pastagem nativa. Pesq. Agropec. Bras., 40(8): Lozada, A. E El potencial de la manipulación de la flora intestinal por medios dietéticos sobre la salud humana. Enferm. Infec. Microbiol., 21(3): Malafaia, P., P. V. Peixoto, J. C. S. Gonçalves, A. L. Moreira, D. P. B. Costa e W. S. Correa Ganho de peso e custos em bovinos de corte submetidos a dois tipos de suplementos minerais. Pesq. Vet. Bras., 24: Meyer, P. M., A.V. Pires, A. R. Bagaldo, J. M. C. Simas e I. Susin Adição de probiótico ao leite inegral ou sucedâneo e desempenho de bezerros da raça holandesa. Sci. Agric., 58(2): Moreira, F. B., I. N. Prado, U. Cecato, L. M. Zeoula, F. Y. Wada, W. G. Nascimento e N. E. Souza Suplementação com sal proteinado para bovinos de corte, em crescimento e terminação, mantidos em pastagem de grama Estrela Roxa (Cynodon plectostachyrus Pilger), no inverno. R. Bras. Zootec., 32(2): Mota, R. M., J. L. S. Moreira, M. R. Souza, M. F. Horta, S. M. R. Teixeira, E. Neumann, J. R. Nicoli and A. C. Nunes Genetic transformation of novel isolates of chicken Lactobacillus bearing probiotic features for expression of heterologous proteins: a tool to develop live oral vaccines. BMC Biotechnol., 6(2):1-11. Muscato, T. V., L. O. Tedeschi and J. B. Russell The effect of ruminal fluid preparations of the growth and health of new born, milk-fed dairy calves. J. Dairy Sci., 85: Neves, A. R, A. C. Queiroz e D. J. Silva Análise de Alimentos-Métodos Químicos e Biológicos. (3ra Ed). Viçosa: UFV.235 p. Nicodemo, M. L. F Uso de aditivos na dieta de bovinos de corte. Documentos 106. Campo Grande: Embrapa Gado de Corte. 54 p. Vanbelle, M., E. Teller and M. Focant Probiotics in animal nutrition: A review. Arch. Anim. Nutr., 40(7):543-67

Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso de bovinos no período da seca

Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso de bovinos no período da seca Archivos Latinoamericanos de Producción Animal (Arch. Latinoam. Prod. Anim.) www.alpa.org.ve/ojs.index/php Adição de probiótico na mistura mineral eleva o ganho de peso de bovinos no período da seca V.S.

Leia mais

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ...

Quadro 1 Ganho de peso de novilhos (g / cab / d) em pastejo de forrageiras de acordo com a época do ano. ... ... ... Falar em suplementar bovinos de corte, com grãos, nas águas, normalmente é tido como antieconómico. No entanto, sabendo utilizar tal suplementação, é uma alternativa de manejo interessante que pode contribuir

Leia mais

Suplementação de Bovinos de Corte a Pasto. Carlos Eduardo Santos Médico Veterinário CRMV SP 4082 carlos-e.santos@dsm.com

Suplementação de Bovinos de Corte a Pasto. Carlos Eduardo Santos Médico Veterinário CRMV SP 4082 carlos-e.santos@dsm.com Suplementação de Bovinos de Corte a Pasto Carlos Eduardo Santos Médico Veterinário CRMV SP 4082 carlos-e.santos@dsm.com Sistema brasileiro de produção de carne PASTO 95% da dieta ~200 milhões de cabeças

Leia mais

SUPLEMENTAÇÃO DE BOVINOS COM PROBIÓTICO EM RELAÇÃO A BOVINOS COM SUPLEMENTAÇÃO MINERAL EM PASTEJO EXTENSIVO DE Brachiaria brizantha

SUPLEMENTAÇÃO DE BOVINOS COM PROBIÓTICO EM RELAÇÃO A BOVINOS COM SUPLEMENTAÇÃO MINERAL EM PASTEJO EXTENSIVO DE Brachiaria brizantha SUPLEMENTAÇÃO DE BOVINOS COM PROBIÓTICO EM RELAÇÃO A BOVINOS COM SUPLEMENTAÇÃO MINERAL EM PASTEJO EXTENSIVO DE Brachiaria brizantha SUPPLEMENTATION OF CATTLE PROBIOTIC REGARDING MINERAL SUPPLEMENTATION

Leia mais

Quisque luctus vehicula nunc. Só a DSM tem proteinados com Minerais Tortuga. Por isso ela é única.

Quisque luctus vehicula nunc. Só a DSM tem proteinados com Minerais Tortuga. Por isso ela é única. TORTUGA. TORTUGA. TORTUGA. A MARCA PARA A MARCA RUMINANTES A PARA MARCA RUMINANTES PARA DA DSM. RUMINANTES DA DSM. DA DSM. Ut eget Ut eget elit arcu elit arcu Quisque luctus vehicula nunc Só a DSM tem

Leia mais

POTENSAL. O trabalho da POTENSAL é promover o crescimento e a satisfação dos produtores e criadores que utilizam nossos produtos.

POTENSAL. O trabalho da POTENSAL é promover o crescimento e a satisfação dos produtores e criadores que utilizam nossos produtos. POTENSAL Atuando em todo o território nacional, a POTENSAL NUTRIÇÃO E SAÚDE ANIMAL trabalha somente com matérias-primas nobres e mão-de-obra especializada. Atualmente, possui diversas linhas de produtos,

Leia mais

Suplementação de Bovinos de corte

Suplementação de Bovinos de corte Suplementação de Bovinos de corte Leonardo de Oliveira Fernandes Professor da FAZU Pesquisador da EPAMIG leonardo@epamiguberaba.com.br FAZU/EPAMIG Brasil POTENCIAL DAS PASTAGENS 0,6 a 0,8 kg/bovino/dia

Leia mais

RESUMO SUMMARY 1. INTRODUÇÃO

RESUMO SUMMARY 1. INTRODUÇÃO REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA ISSN 1679-7353 PERIODICIDADE SEMESTRAL EDIÇÃO NÚMERO 2 JANEIRO DE 2004 ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

bovinos de corte A resposta para o X da sua questão está aqui.

bovinos de corte A resposta para o X da sua questão está aqui. bovinos de corte A resposta para o da sua questão está aqui. índice Linha Campo Linha PSAI Linha Branca Linha Araguaia Núcleos Rações Linha Phós Aditivos 6 11 12 16 17 21 24 26 2 A Premix está comprometida

Leia mais

FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ

FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ FONTES E DOSES DE RESÍDUOS ORGÂNICOS NA RECUPERAÇÃO DE SOLO DEGRADADO SOB PASTAGENS DE Brachiaria brizantha cv. MARANDÚ Carlos Augusto Oliveira de ANDRADE 1 ; Rubens Ribeiro da SILVA. 1 Aluno do Curso

Leia mais

ARTIGO TÉCNICO Minerthal Pró-águas Suplementação protéica energética no período das águas

ARTIGO TÉCNICO Minerthal Pró-águas Suplementação protéica energética no período das águas ARTIGO TÉCNICO Minerthal Pró-águas Suplementação protéica energética no período das águas A bovinocultura de corte brasileira tem sua produção concentrada em sistemas de pastejo e, portanto, dependente

Leia mais

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO

EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO EFEITO DA UTILIZAÇÃO DE PRÓBIÓTICOS EM DIETAS PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM CONFINAMENTO INTRODUÇÃO Aditivos alimentares são utilizados em dietas para bovinos de corte em confinamento com o objetivo

Leia mais

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção

O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Leite relatório de inteligência JANEIRO 2014 O uso de concentrado para vacas leiteiras Contribuindo para eficiência da produção Na busca da eficiência nos processos produtivos na atividade leiteira este

Leia mais

UFRRJ INSTITUTO DE ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA

UFRRJ INSTITUTO DE ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA UFRRJ INSTITUTO DE ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA DISSERTAÇÃO Desempenho de Bovinos Submetidos à Suplementação Protéico-Energética em Diferentes Meses da Estação Seca Daniele de Latorre

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE MANEJO E SUPLEMENTAÇÃO DO PASTO SOBRE CARACTERÍSTICAS DO DOSSEL E DESEMPENHO BIOECONOMICO DE BOVINOS EM RECRIA NA SECA

ESTRATÉGIAS DE MANEJO E SUPLEMENTAÇÃO DO PASTO SOBRE CARACTERÍSTICAS DO DOSSEL E DESEMPENHO BIOECONOMICO DE BOVINOS EM RECRIA NA SECA ESTRATÉGIAS DE MANEJO E SUPLEMENTAÇÃO DO PASTO SOBRE CARACTERÍSTICAS DO DOSSEL E DESEMPENHO BIOECONOMICO DE BOVINOS EM RECRIA NA SECA Carlos Alberto Vicente Soares 1 ; Regis Luis Missio 2 1 Aluno do Curso

Leia mais

Nutrição completa para equinos. Linha Equinos. Rações Suplementos Minerais

Nutrição completa para equinos. Linha Equinos. Rações Suplementos Minerais Nutrição completa para equinos Linha Equinos Rações Suplementos Minerais Confiança, Tecnologia, Qualidade e Resultado Estes são os ingredientes que fazem a diferença dos produtos Fanton. Há mais de 25

Leia mais

ÍNDICE MITSUISAL A SUA NOVA OPÇÃO COM QUALIDADE

ÍNDICE MITSUISAL A SUA NOVA OPÇÃO COM QUALIDADE ÍNDICE Suplementos minerais pronto para uso Mitsuisal 40 - Bovinos de corte Mitsuisal 60 - Bovinos de corte Mitsuisal 65 - Bovinos de corte Mitsuisal 80 - Bovinos de corte Mitsuisal 88 - Bovinos de corte

Leia mais

Custo Unitário do Nutriente (CUN) = A (B 100 x C 100),

Custo Unitário do Nutriente (CUN) = A (B 100 x C 100), CÁLCULO DE UM SUPLEMENTO PARA BUBALINOS DE CORTE Para se calcular um suplemento é necessário o conhecimento prévio de quatro fatores: o o o o Composição nutricional da pastagem Consumo da pastagem Identificação

Leia mais

ESTRATÉGIAS ALIMENTARES NA RECRIA DE BOVINOS NELORE

ESTRATÉGIAS ALIMENTARES NA RECRIA DE BOVINOS NELORE ESTRATÉGIAS ALIMENTARES NA RECRIA DE BOVINOS NELORE Michele Aparecida Prado Alves¹ a ; Flávio Dutra de Resende 2b ; Gustavo Rezende Siqueira 2c ; Matheus Henrique Moretti³ c, Rodolfo Maciel Fernandes³

Leia mais

Programa de Nutrição para. Bovinos

Programa de Nutrição para. Bovinos Programa de Nutrição para Bovinos Programa de Nutrição para Bovinos Programa de Nutrição para Bovinos Copyright 2012 Kera Nutrição Animal Propriedade literária reservada. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi.

Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi. 0090_mar10 Linha completa de suplementos minerais e proteinados da Guabi. Campinas/SP - 19. 3729 4477 Sales Oliveira/SP - 16. 3852 0011 Pará de Minas/MG - 37. 3231 7300 Além Paraíba/MG - 32. 3466 5555

Leia mais

Diferimento de pastagens para animais desmamados

Diferimento de pastagens para animais desmamados Diferimento de pastagens para animais desmamados Marco Antonio Alvares Balsalobre Eng. Agrônomo doutor em Ciência Animal e Pastagens Diretor de Produto da Bellman Nutrição Animal LTDA Mirella Colombo Moscardini

Leia mais

Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária. Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS

Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária. Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS 1 Manejo de Pastagens e Suplementação na Pecuária Ari José Fernades Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS 2 PECUÁRIA NO MUNDO GRAFICO 1: REBANHO MUNDIAL EM 2.008 78,1 17,8 26,5 29,9 51,2 87,0 96,5 138,90 281,9

Leia mais

JUSTIFICATIVA DO EVENTO

JUSTIFICATIVA DO EVENTO JUSTIFICATIVA DO EVENTO Técnica e Técnica e Científica Dados da pesquisa para sistemas de produção de leite e dados de campo para sistemas de produção de carne Econômica Escala de produção, padrão de vida,

Leia mais

A raça Canchim em cruzamentos para a produção de carne bovina

A raça Canchim em cruzamentos para a produção de carne bovina ISSN 1516-4111X A raça Canchim em cruzamentos para a produção de carne bovina 36 São Carlos, SP Dezembro, 2004 Autor Pedro Franklin Barbosa Eng. Agr., Dr., Pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste, Rod.

Leia mais

Adubaçã. ção o potássica em sistemas intensivos de manejo de pastagens. (Potash Fertilization in Intensive Pastures Management Systems)

Adubaçã. ção o potássica em sistemas intensivos de manejo de pastagens. (Potash Fertilization in Intensive Pastures Management Systems) Adubaçã ção o potássica em sistemas intensivos de manejo de pastagens (Potash Fertilization in Intensive Pastures Management Systems) Alberto C. de Campos Bernardi Pecuária brasileira: 220 milhões de hectares

Leia mais

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA: ESTRATÉGIAS DE MANEJO VISANDO MAXIMIZAR OS RESULTADOS

EFICIÊNCIA REPRODUTIVA: ESTRATÉGIAS DE MANEJO VISANDO MAXIMIZAR OS RESULTADOS ARTIGO TÉCNICO PREMIX 12ª edição EFICIÊNCIA REPRODUTIVA: ESTRATÉGIAS DE MANEJO VISANDO MAXIMIZAR OS RESULTADOS Gustavo da Silva Freitas 1,4, Paola Moretti Rueda 2,4, Désirée Ribeiro Soares 2,4, Tiago da

Leia mais

ARTIGO TÉCNICO ENGORDA DE NOVILHAS COM PASTO IRRIGADO NO INTERIOR DE SÃO PAULO

ARTIGO TÉCNICO ENGORDA DE NOVILHAS COM PASTO IRRIGADO NO INTERIOR DE SÃO PAULO ARTIGO TÉCNICO ENGORDA DE NOVILHAS COM PASTO IRRIGADO NO INTERIOR DE SÃO PAULO João MANETTI FILHO 1, Fernando Braz Tangerino HERNANDEZ 2, Paulo Henrique CARAMORI 3. RESUMO Foi avaliado o custo de produção

Leia mais

Multi Star Adulto 15kg e 5kg

Multi Star Adulto 15kg e 5kg Multi Star Adulto 15kg e 5kg Proteína Bruta Extrato Etéreo (Mín.) 21% (Mín.) 8% Matéria Mineral Matéria Fibrosa (Máx.) 8% (Máx.) 4% Cálcio (Máx.) 1,8% Fósforo (Mín.) 0,8% Carne de Frango e Arroz Extrato

Leia mais

Avaliação da vacinação anti-rábica e da suplementação com probiótico na resposta imune humoral em bovinos

Avaliação da vacinação anti-rábica e da suplementação com probiótico na resposta imune humoral em bovinos artigos / articles Avaliação da vacinação anti-rábica e da suplementação com probiótico na resposta imune humoral em bovinos Evaluation of anti-rabies vaccination and supplementation with probiotic in

Leia mais

Sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) de Corte da Embrapa Milho e Sorgo

Sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) de Corte da Embrapa Milho e Sorgo Sistema de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) de Corte da Embrapa Milho e Sorgo Ramon C. Alvarenga¹ e Miguel M. Gontijo Neto¹ Pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG) A Embrapa Milho e Sorgo

Leia mais

2011 Evialis. Todos os direitos reservados uma marca

2011 Evialis. Todos os direitos reservados uma marca Comprometida com a busca constante por soluções e inovações tecnológicas em nutrição animal que melhorem produção e rentabilidade nas produções rurais, a Socil anuncia uma grande novidade. uma marca A

Leia mais

Desempenho de Novilhos Nelore a Pasto no Período das Águas e Terminados em Confinamento

Desempenho de Novilhos Nelore a Pasto no Período das Águas e Terminados em Confinamento 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos Renato Nascimento Rodrigues Desempenho de Novilhos Nelore a Pasto no Período das Águas e Terminados em Confinamento Pirassununga

Leia mais

Introdução. Conceitos aplicados a alimentação animal. Produção animal. Marinaldo Divino Ribeiro. Nutrição. Alimento. Alimento. Nutriente.

Introdução. Conceitos aplicados a alimentação animal. Produção animal. Marinaldo Divino Ribeiro. Nutrição. Alimento. Alimento. Nutriente. Conceitos aplicados a alimentação animal Introdução Produção animal Marinaldo Divino Ribeiro EMV Depto de Produção ão Animal - UFBA Genética Sanidade Nutrição Alimento Susbstância que, consumida por um

Leia mais

ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE BEZERROS DESMAMADOS NA REGIÃO DO NORTE DE MINAS GERAIS

ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE BEZERROS DESMAMADOS NA REGIÃO DO NORTE DE MINAS GERAIS ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE BEZERROS DESMAMADOS NA REGIÃO DO NORTE DE MINAS GERAIS [Analysis of economic feasibility of production systems of weaned calves in North region

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia.

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Desempenho de bovinos Nelore suplementados com óleos essenciais de caju e mamona, mantidos em pastagens de Brachiária brizantha Lívia Rezende de

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS - Campus ARAGUATINS N.Q 10/2015

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS - Campus ARAGUATINS N.Q 10/2015 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS Campus ARAGUATINS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS N.Q

Leia mais

EFEITOS DE DIFERENTES NÍVEIS DE RESÍDUO DE PRÉ-LIMPEZA DE SOJA (G. MAX ), SOBRE O GANHO DE PESO DE BOVINOS CONFINADOS

EFEITOS DE DIFERENTES NÍVEIS DE RESÍDUO DE PRÉ-LIMPEZA DE SOJA (G. MAX ), SOBRE O GANHO DE PESO DE BOVINOS CONFINADOS 65 Efeitos de diferentes níveis de resíduo de pré-limpeza de soja (G. Max) sobre o...] 2004 (E) Silvio de Paula Mello, Andréa Bueno, Marcelo Garcia Macedo EFEITOS DE DIFERENTES NÍVEIS DE RESÍDUO DE PRÉ-LIMPEZA

Leia mais

MANEJO E ALIMENTAÇÃO DE VACAS EM LACTAÇÃO

MANEJO E ALIMENTAÇÃO DE VACAS EM LACTAÇÃO AZ042 Bovinocultura de Leite Aula 09 MANEJO E ALIMENTAÇÃO DE VACAS EM LACTAÇÃO Prof. Rodrigo de Almeida Ciclo de Produção - Curva de Lactação - Consumo de Matéria Seca - Escore de Condição Corporal - Desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG

PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG Realização: PROGRAMA DO CURSO Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG Parceria: Programa do curso Pós-Graduação em Nutrição de Bovinos Leiteiros Uberlândia, MG O curso oferece 18

Leia mais

MANEJO NUTRICIONAL DE BOVINOS DE CORTE

MANEJO NUTRICIONAL DE BOVINOS DE CORTE 1. Introdução MANEJO NUTRICIONAL DE BOVINOS DE CORTE Rogério Marchiori Coan 1 O complexo pecuário brasileiro de corte apresenta diversos pontos de ineficiência, destacando-se a produtividade extremamente

Leia mais

NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO ANIMAL 1. HISTÓRICO E IMPORTANCIA DOS ESTUDOS COM NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO:

NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO ANIMAL 1. HISTÓRICO E IMPORTANCIA DOS ESTUDOS COM NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO: NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO ANIMAL 1. HISTÓRICO E IMPORTANCIA DOS ESTUDOS COM NUTRIÇÃO E ALIMENTAÇÃO: 1750 Europa com o início do processo da Revolução Industrial houve aumento da população nas cidades, com

Leia mais

TESTES DE PRODUTIVIDADE

TESTES DE PRODUTIVIDADE TESTES DE PRODUTIVIDADE INDÚSTRIA DE MEDICAMENTOS VETERINÁRIOS LTDA. PROBIÓTICO SISTEMA DIGESTIVO E FLORA DE RÚMEN Os ruminantes (bovinos, ovinos, caprinos e bubalinos) constituem um grupo de animais com

Leia mais

PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS

PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS 1 PROBOVI PROGRAMA DE NUTRIÇÃO PARA BOVINOS www.kerabrasil.com.br Fone:(54)2521-3124 Fax:(54)2521-3100 2 INTRODUÇÃO PROGRAMA KERA PARA BOVINOS DE LEITE E CORTE Com o acelerado melhoramento genético dos

Leia mais

Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte

Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte Manejo e estratégias de suplementação para bovinos de corte Fabiano Alvim Barbosa Médico Veterinário Doutor Produção Animal Professor - Escola de Veterinária - UFMG Setembro, 2012 Alta Floresta - MT ASPECTOS

Leia mais

AGROECONÔMICA CONSULTORIA MEIO AMBIENTE E PECUÁRIA

AGROECONÔMICA CONSULTORIA MEIO AMBIENTE E PECUÁRIA PASTAGENS: INTENSIDADE DE MANEJO E ADEQUAÇÃO ESTRATÉGICA. O que mais impressiona na nossa pecuária de corte é a possibilidade de um uso bastante conveniente e de baixo custo das pastagens. O Brasil, um

Leia mais

8º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica CIIC 2014 12 a 14 de agosto de 2014 Campinas, São Paulo

8º Congresso Interinstitucional de Iniciação Científica CIIC 2014 12 a 14 de agosto de 2014 Campinas, São Paulo USO DE VIRGINIAMICINA EM BOVINOS NELORE RECEBENDO SAL MINERAL OU PROTEINADO NA ÉPOCA DO VERÃO Michele Aparecida Prado Alves1; Paloma Helena Gonçalves2; Ivanna Moraes de Oliveira3, Gustavo Rezende Siqueira4;

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CÂMPUS DE JABOTICABAL FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS. Departamento de Patologia Veterinária

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CÂMPUS DE JABOTICABAL FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E VETERINÁRIAS. Departamento de Patologia Veterinária CÂMPUS DE JABOTIBAL RELATÓRIO TÉCNICO I IDENTIFIÇÃO DO PROJETO A Título: Avaliação do desempenho de suínos suplementados com DBI Probiótico, fabricado por IMEVE Indústria de Medicamentos Veterinários Ltda,

Leia mais

Desempenho de bovinos de corte em pastagem de azevém (Lolium Multiflorum) com ou sem suplementação energética

Desempenho de bovinos de corte em pastagem de azevém (Lolium Multiflorum) com ou sem suplementação energética Desempenho de bovinos de corte em pastagem de azevém (Lolium Multiflorum) com ou sem suplementação energética Steers performance grazing ryegrass (Lolium Multiflorum) with or without energetic supplementation

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA FACULDADE DE AGRONOMIA E MEDICINA VETERINÁRIA AVALIAÇÃO DE DIFERENTES CUSTOS DE ALIMENTAÇÃO PARA BOVINOS NELORE TERMINADOS EM SISTEMA DE CONFINAMENTO E SEMI-CONFINAMENTO JEAN FELIPE

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO

A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO A IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO E DO MANEJO DE VACAS LEITEIRAS EM PRODUÇÃO 1 Ricardo Dias Signoretti A atual situação econômica da cadeia produtiva do leite exige que os produtores realizem todas as atividades

Leia mais

DESEMPENHO DE CORDEIROS DE TRÊS GRUPOS GENÉTICOS TERMINADOS EM CONFINAMENTO 1

DESEMPENHO DE CORDEIROS DE TRÊS GRUPOS GENÉTICOS TERMINADOS EM CONFINAMENTO 1 DESEMPENHO DE CORDEIROS DE TRÊS GRUPOS GENÉTICOS TERMINADOS EM CONFINAMENTO 1 PINTO*, G. S. 2 ; VARGAS JR., F. M. 3 ; MARTINS, C. F. 4 ; OLIVEIRA, M. V. M. 5 ; SANTIAGO FILHO A. 6 ; NOGUEIRA, L. M. L.

Leia mais

Aditivos Ionóforos para a Alimentação de Bovinos INTRODUÇÃO

Aditivos Ionóforos para a Alimentação de Bovinos INTRODUÇÃO Aditivos Ionóforos para a Alimentação de Bovinos INTRODUÇÃO Uma ampla gama de produtos classificados como aditivos está disponível no mercado para o produtor. Portanto, o objetivo deste artigo é fazer

Leia mais

UNIVERSIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E DA REGIÃO DO PANTANAL UNIDERP

UNIVERSIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E DA REGIÃO DO PANTANAL UNIDERP UNIVERSIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E DA REGIÃO DO PANTANAL UNIDERP ALEXANDRE SCAFF RAFFI DESEMPENHO DE NOVILHOS SUBMETIDOS A DIFERENTES ESTRATÉGIAS DE SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR EM PASTAGEM DE

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NO VALOR NUTRICIONAL DE AVEIA PRETA E AZEVÉM CULTIVADOS EM CONSÓRCIO

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NO VALOR NUTRICIONAL DE AVEIA PRETA E AZEVÉM CULTIVADOS EM CONSÓRCIO INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO MINERAL E ORGÂNICA NO VALOR NUTRICIONAL DE AVEIA PRETA E AZEVÉM CULTIVADOS EM CONSÓRCIO MARQUES, Anderson Cesar Ramos¹; RIGODANZO, Edson Luiz²; BASSO, Laudenir²; BOTTA, Robson³;

Leia mais

SUPLEMENTAÇÃO MINERAL PARA BOVINOS DE CORTE. IVAN PEDRO DE OLIVEIRA GOMES Med.Vet., M.Sc., D.Sc. Professor do Departamento de Zootecnia (CAV/UDESC)

SUPLEMENTAÇÃO MINERAL PARA BOVINOS DE CORTE. IVAN PEDRO DE OLIVEIRA GOMES Med.Vet., M.Sc., D.Sc. Professor do Departamento de Zootecnia (CAV/UDESC) SUPLEMENTAÇÃO MINERAL PARA BOVINOS DE CORTE IVAN PEDRO DE OLIVEIRA GOMES Med.Vet., M.Sc., D.Sc. Professor do Departamento de Zootecnia (CAV/UDESC) Suplementação mineral Visa complementar os minerais fornecidos

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO - SRP 002 / 2010 À COMISSÂO DE PREGÃO

PREGÃO ELETRÔNICO - SRP 002 / 2010 À COMISSÂO DE PREGÃO PREGÃO ELETRÔNICO - SRP 002 / 2010 Objeto: Alimento e Suplemento para Animais Processo: 23000.000155/2010-21 Seção Pública: 22/03/2010, segunda-feira às 09:00 hs À COMISSÂO DE PREGÃO PREZADOS SENHORES:

Leia mais

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO

APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE LINGO Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 8 APLICAÇÃO DA PESQUISA OPERACIONAL AVALIAÇÃO DE FORMULAÇÕES DE RAÇÃO PARA BOVINOS EM CONFINAMENTO UTILIZANDO O SOFTWARE

Leia mais

FATORES A CONSIDERAR SOBRE A PRODUÇÃO DE LEITE A PASTO FACTORS TO CONSIDER ABOUT MILK PRODUCTION ON PASTURE

FATORES A CONSIDERAR SOBRE A PRODUÇÃO DE LEITE A PASTO FACTORS TO CONSIDER ABOUT MILK PRODUCTION ON PASTURE 73 FATORES A CONSIDERAR SOBRE A PRODUÇÃO DE LEITE A PASTO Haroldo Wilson da Silva 1 RESUMO Nessa revisão, abordamos discussões que permeiam questões relacionadas há alguns fatores a considerar sobre a

Leia mais

PRODUÇÃO, UTILIZAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DO FENO

PRODUÇÃO, UTILIZAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DO FENO 163 PRODUÇÃO, UTILIZAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DO FENO FURLANETTI, Alessandra Carla 1 BRAMBILLA, Everton 2 Resumo: Este artigo teve como objetivo refletir sobre a obtenção da forragem desidratada de alta qualidade

Leia mais

Análise de Decisão considerando potencial de crescimento como critério de seleção em um rebanho da raça Nelore no Cerrado

Análise de Decisão considerando potencial de crescimento como critério de seleção em um rebanho da raça Nelore no Cerrado Análise de Decisão considerando potencial de crescimento como critério de seleção em um rebanho da raça Nelore no Cerrado PAULA, Edson Júnior Heitor de 1 ; MAGNABOSCO, Cláudio de Ulhôa 2 1 Zootecnista,

Leia mais

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos

Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos FMVZ Unesp Botucatu João Ricardo Ronchesel Henrique Della Rosa Utilização de dietas de alto concentrado em confinamentos Evolução do manejo nutricional

Leia mais

Alimentação da vaca leiteira

Alimentação da vaca leiteira Alimentação da vaca leiteira A exploração leiteira consiste em atividade de converter recursos alimentares em leite, cujo valor agregado é superior a matéria-prima original. Recursos alimentares: Volumosos

Leia mais

Utilização de gordura inerte na dieta de ruminantes

Utilização de gordura inerte na dieta de ruminantes II Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG campus Bambuí II Jornada Científica 19 a 23 de Outubro de 2009. Utilização de gordura inerte na dieta de ruminantes Cátia Borges FERREIRA 1 ; Leonardo Almeida

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM LONDRINA/PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM LONDRINA/PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM LONDRINA/PR Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais

Comunicado Técnico 06

Comunicado Técnico 06 Comunicado Técnico 06 ISSN 2177-854X Agosto. 2010 Uberaba - MG Irrigação de Pastagens Instruções Técnicas Responsáveis: André Luis Teixeira Fernandes; E-mail: andre.fernandes@fazu.br Engenheiro Agrônomo;

Leia mais

A Importância do Fósforo na Dieta de Vacas de Leite

A Importância do Fósforo na Dieta de Vacas de Leite A Importância do Fósforo na Dieta de Vacas de Leite As pressões de mercado exigem uma eficiência cada vez maior no uso dos fatores de produção e no controle dos custos da atividade leiteira. A garantia

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DE EQUINOS

ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DE EQUINOS ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO DE EQUINOS Prof. Dr. João Ricardo Dittrich Universidade Federal do Paraná Departamento de Zootecnia ROTEIRO Particularidades anatômicas e fisiológicas. Características ambientais.

Leia mais

MODELOS NUTRICIONAIS ALTERNATIVOS PARA OTIMIZAÇÃO DE RENDA NA PRODUÇÃO DE BOVINOS DE CORTE

MODELOS NUTRICIONAIS ALTERNATIVOS PARA OTIMIZAÇÃO DE RENDA NA PRODUÇÃO DE BOVINOS DE CORTE MODELOS NUTRICIONAIS ALTERNATIVOS PARA OTIMIZAÇÃO DE RENDA NA PRODUÇÃO DE BOVINOS DE CORTE Sebastião de Campos Valadares Filho 1 ; Pedro Veiga Rodrigues Paulino 2 ; Karla Alves Magalhães 2 ; Mário Fonseca

Leia mais

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610

EFEITO DA ADUBAÇÃO FOSFATADA SOBRE O RENDIMENTO DE FORRAGEM E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PASPALUM ATRATUM BRA-009610 REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE AGRONOMIA - ISSN 1677-0293 P UBLICAÇÃO C IENTÍFICA DA F ACULDADE DE A GRONOMIA E E NGENHARIA F LORESTAL DE G ARÇA/FAEF A NO IV, NÚMERO 08, DEZEMBRO DE 2005. PERIODICIDADE:

Leia mais

USO DE CONCENTRADOS PARA VACAS LEITEIRAS

USO DE CONCENTRADOS PARA VACAS LEITEIRAS USO DE CONCENTRADOS PARA VACAS LEITEIRAS Ivan Pedro de O. Gomes, Med.Vet., D.Sc. Professor do Departamento de Zootecnia CAV/UDESC. e-mail: a2ipog@cav.udesc.br A alimentação constitui-se no principal componente

Leia mais

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO ELEVADO VALOR NUTRITIVO DE CEREAIS DE INVERNO NA PRODUÇÃO DE RUMINANTES

VANTAGENS E DESVANTAGENS DO ELEVADO VALOR NUTRITIVO DE CEREAIS DE INVERNO NA PRODUÇÃO DE RUMINANTES VANTAGENS E DESVANTAGENS DO ELEVADO VALOR NUTRITIVO DE CEREAIS DE INVERNO NA PRODUÇÃO DE RUMINANTES Sérgio O. Juchem 1, João Carlos Pinto Oliveira 2, Renato Serena Fontaneli 3 A aveia preta é uma alternativa

Leia mais

SILAGEM DE MILHO E SORGO: Opção Inteligente

SILAGEM DE MILHO E SORGO: Opção Inteligente SILAGEM DE MILHO E SORGO: Opção Inteligente Marcio Pelegrini Engenheiro Agrônomo, Ms. Tecnologia de Sementes. Consultor de silagem da Santa Helena Sementes. 1 Os avanços tecnológicos cada vez mais presentes

Leia mais

Proteína: digestibilidade e sua importância na produção. Fabrizio Oristanio (Biruleibe)

Proteína: digestibilidade e sua importância na produção. Fabrizio Oristanio (Biruleibe) Proteína: digestibilidade e sua importância na produção Fabrizio Oristanio (Biruleibe) Introdução Evolução das estimativas protéicas a partir da década de 80 Método fatorial Manutenção Produção Sistemas

Leia mais

140 - Acompanhamento biométrico no desenvolvimento de frangos de corte Gigante Negro alimentados com rações comercial e orgânica

140 - Acompanhamento biométrico no desenvolvimento de frangos de corte Gigante Negro alimentados com rações comercial e orgânica 140 - Acompanhamento biométrico no desenvolvimento de frangos de corte Gigante Negro alimentados com rações comercial e orgânica SIGNOR, Arcângelo Augusto. UEM, angelo_signor@gmail.com; CORRÊIA, Arlindo

Leia mais

PRODUÇÃO MÉDIA DE LEITE DE VACAS GIROLANDO MANTIDAS EM PASTEJO ROTACIONADO DE TIFTON 85 COM E SEM IRRIGAÇÃO NO PERÍODO CHUVOSO*

PRODUÇÃO MÉDIA DE LEITE DE VACAS GIROLANDO MANTIDAS EM PASTEJO ROTACIONADO DE TIFTON 85 COM E SEM IRRIGAÇÃO NO PERÍODO CHUVOSO* PRODUÇÃO MÉDIA DE LEITE DE VACAS GIROLANDO MANTIDAS EM PASTEJO ROTACIONADO DE TIFTON 85 COM E SEM IRRIGAÇÃO NO PERÍODO CHUVOSO* OLIVEIRA, A.I.¹; JAYME, D.G.²; BARRETO, A.C. 3 ; FERNANDES, L.O. 4 ; SENE,

Leia mais

Estratégias de suplementação com concentrados para vacas Holandês X Zebu manejadas em pastagem de capim-elefante INTRODUÇÃO

Estratégias de suplementação com concentrados para vacas Holandês X Zebu manejadas em pastagem de capim-elefante INTRODUÇÃO Estratégias de suplementação com concentrados para vacas Holandês X Zebu manejadas em pastagem de capim-elefante Fermino Deresz 1,2, Antônio Carlos Cóser 1,2, Ademir de Moraes Ferreira 1,2, Carlos Eugênio

Leia mais

Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite. Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal

Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite. Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal Impacto da nutrição na qualidade da carne e do leite Marcone Costa Zootecnista - DSc Ass. Téc. Nutrição Animal 1 Introdução: Brasil exportador - carne e leite ; Saltos de produtividade; Ganhos em escala;

Leia mais

TAXA DE LOTAÇÃO EM PASTAGEM DE TIFTON 85 SOB MANEJO DE IRRIGAÇÃO E SEQUEIRO NO PERÍODO DA SECA*

TAXA DE LOTAÇÃO EM PASTAGEM DE TIFTON 85 SOB MANEJO DE IRRIGAÇÃO E SEQUEIRO NO PERÍODO DA SECA* TAXA DE LOTAÇÃO EM PASTAGEM DE TIFTON 85 SOB MANEJO DE IRRIGAÇÃO E SEQUEIRO NO PERÍODO DA SECA* SENE. G. A. 1 ; JAYME. D. G.²; BARRETO. A. C. 2 ; FERNANDEZ. L. O. 3, OLIVEIRA. A. I. 4 ; BARBOSA. K. A.

Leia mais

Daniel da Cunha Peixoto Mateus Leite de Deus Ferreira Pedro Henrique Baeta Fernandes Vinicius Ribeiro Silva

Daniel da Cunha Peixoto Mateus Leite de Deus Ferreira Pedro Henrique Baeta Fernandes Vinicius Ribeiro Silva PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde Departamento de Medicina Veterinária Curso de Medicina Veterinária em Betim Daniel da Cunha Peixoto Mateus Leite

Leia mais

Palestrante: Nelson Backes Supervisor Técnico Comercial Tortuga Cia Zootécnica Agrária Teutônia 21 de maio de 2010

Palestrante: Nelson Backes Supervisor Técnico Comercial Tortuga Cia Zootécnica Agrária Teutônia 21 de maio de 2010 Palestrante: Nelson Backes Supervisor Técnico Comercial Tortuga Cia Zootécnica Agrária Teutônia 21 de maio de 2010 Introdução Fase monogástrica da Terneira; Base nutricional é o leite; Imunidade passiva;

Leia mais

Cadeia produtiva do gado de corte: Revisão sobre o desenvolvimento e potencial do mercado brasileiro. Vanessa Taques Batista¹ e Isamara Godoi 1

Cadeia produtiva do gado de corte: Revisão sobre o desenvolvimento e potencial do mercado brasileiro. Vanessa Taques Batista¹ e Isamara Godoi 1 114 Cadeia produtiva do gado de corte: Revisão sobre o desenvolvimento e potencial do mercado brasileiro Vanessa Taques Batista¹ e Isamara Godoi 1 ¹Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE, Pós

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA

FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA MANEJO ALIMENTAR DE CORDEIROS MARIANNA MIETTO MENDES 3 ZOOTECNIA INTRODUÇÃO Mercado; Período de aleitam

Leia mais

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE

O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE 1 O USO DO CREEP FEEDING NA PRODUÇÃO DE GADO DE CORTE Prof. Dr. Antonio Ferriani Branco PhD em Nutrição e Produção de Ruminantes afbranco@uem.br O SISTEMA VACA-BEZERRO Os fatores que afetam mais significativamente

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO OPERACIONAL E ECONÔMICO DE MÁQUINAS PARA FENAÇÃO. I. CULTURA DE COAST-CROSS

AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO OPERACIONAL E ECONÔMICO DE MÁQUINAS PARA FENAÇÃO. I. CULTURA DE COAST-CROSS 147 AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO OPERACIONAL E ECONÔMICO DE MÁQUINAS PARA FENAÇÃO. I. CULTURA DE COAST-CROSS SÉRGIO ARI RIBEIRO 1, HOLMER SAVASTANO JÚNIOR 1 e DENISE DE SOUZA ABLAS 2 1 Faculdade de Zootecnia

Leia mais

e avaliar alimentos 1. Introdução... 262 2. Composição dos alimentos... 262

e avaliar alimentos 1. Introdução... 262 2. Composição dos alimentos... 262 Capítulo7Métodos para formular rações e avaliar alimentos 1. Introdução... 262 2. Composição dos alimentos... 262 3. Métodos de balanceamento de rações... 263 3.1. Breve histórico sobre a formulação de

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: .

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: <http://www.pubvet.com.br/texto.php?id=170>. PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Disponível em: . Efeito da taurina sobre o desempenho de leitões na fase de creche Oliveira, E. F.¹,

Leia mais

IV Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí IV Jornada Científica 06 a 09 de Dezembro de 2011

IV Semana de Ciência e Tecnologia IFMG - campus Bambuí IV Jornada Científica 06 a 09 de Dezembro de 2011 Avaliação do feijão guandu (Cajanus Cajan) cultivado sob diferentes níveis de adubação e seus efeitos nos teores de fibra em detergente neutro (FDN) e fibra em detergente ácido (FDA) Arnon Henrique Campos

Leia mais

EFEITOS DO USO DE CAMA DE FRANGO ASSOCIADA A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO NO ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM BRACHIARIA BRIZANTHA CV.

EFEITOS DO USO DE CAMA DE FRANGO ASSOCIADA A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO NO ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM BRACHIARIA BRIZANTHA CV. EFEITOS DO USO DE CAMA DE FRANGO ASSOCIADA A DIFERENTES DOSES DE NITROGÊNIO NO ACÚMULO DE MATÉRIA SECA EM BRACHIARIA BRIZANTHA CV. MARANDU Vilela, L.A.F.³; Portugal, A.F.²*; Carballal, M.R¹; Ribeiro, D.O.³,

Leia mais

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL.

CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. Data: Junho/2005 CUIDADO NA FORMULAÇÃO DE DIETAS VEGETAIS OU COM SUBPRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL. 1. Introdução Milho e farelo de soja são os principais ingredientes utilizados na formulação de rações para

Leia mais

Estratégias Nutricionais para reduzir a emissão de Metano em Bovinos

Estratégias Nutricionais para reduzir a emissão de Metano em Bovinos Estratégias Nutricionais para reduzir a emissão de Metano em Bovinos Plínio de Oliveira FASSIO 1 ; Larissa de Oliveira FASSIO 2 ; Angélica Campos MARTINS 3 ; Claudiane de Assis SOUZA 3 ; Vanessa Daniela

Leia mais

ÍNDICE: INTRODUÇÃO: No final são apresentados os níveis de garantia dos nossos produtos. Boa leitura!

ÍNDICE: INTRODUÇÃO: No final são apresentados os níveis de garantia dos nossos produtos. Boa leitura! ÍNDICE: INTRODUÇÃO: Este manual tem a finalidade de orientar os produtores, técnicos e vendedores a respeito da forma correta para a utilização de suplementos minerais, suplementos minerais protéicos,

Leia mais

TERMINAÇÃO DE BOVINOS À PASTO

TERMINAÇÃO DE BOVINOS À PASTO i UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS ESCOLA DE VETERINÁRIA E ZOOTECNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA ANIMAL SEMINÁRIOS APLICADOS TERMINAÇÃO DE BOVINOS À PASTO Flávia Martins de Souza Orientador: Dr.

Leia mais

UTILIZAÇÃO DA AMIRÉIA NA NUTRIÇÃO DE BOVINOS CORTE. Mônica Caldeira (3º ano Zootecnia) Diogo de Oliveira (2º ano Zootecnia) Grupal de Bovinos

UTILIZAÇÃO DA AMIRÉIA NA NUTRIÇÃO DE BOVINOS CORTE. Mônica Caldeira (3º ano Zootecnia) Diogo de Oliveira (2º ano Zootecnia) Grupal de Bovinos UTILIZAÇÃO DA AMIRÉIA NA NUTRIÇÃO DE BOVINOS CORTE Mônica Caldeira (3º ano Zootecnia) Diogo de Oliveira (2º ano Zootecnia) Grupal de Bovinos Introdução Uso de NNP: Fontes convencionais uso humano Diminuir

Leia mais

RAÇÕES PARA PEIXES: FATORES NUTRICIONAIS IMPORTANTES E IMPACTOS NOS RESULTADOS. Silvia Pastore - M.Sc. V Aquishow Agosto/2014

RAÇÕES PARA PEIXES: FATORES NUTRICIONAIS IMPORTANTES E IMPACTOS NOS RESULTADOS. Silvia Pastore - M.Sc. V Aquishow Agosto/2014 RAÇÕES PARA PEIXES: FATORES NUTRICIONAIS IMPORTANTES E IMPACTOS NOS RESULTADOS Silvia Pastore - M.Sc. V Aquishow Agosto/2014 Perguntas frequentes 1. As rações são todas iguais? 2. Como diferenciar as rações

Leia mais

A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON

A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON A PRODUÇÃO DE CARNE BOVINA EM CONFINAMENTO NO BRASIL BRUNO DE JESUS ANDRADE DIRETOR EXECUTIVO DA ASSOCON ASSOCON Associação Nacional dos Confinadores Entidade nacional com 85 membros 21% do volume confinado

Leia mais

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS

BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA LABORATÓRIO DE FISIOLOGIA DA REPRODUÇÃO BOVINOS RAÇAS SINTÉTICAS Disciplina: Exterior e raças Prof. Mauricio van Tilburg

Leia mais

ARTIGO 253. SUPLEMENTAÇÃO DE BOVINOS DE CORTE TERMINADOS EM PASTAGENS TROPICAIS: REVISÃO Supplementation of beef cattle finishing in pastures

ARTIGO 253. SUPLEMENTAÇÃO DE BOVINOS DE CORTE TERMINADOS EM PASTAGENS TROPICAIS: REVISÃO Supplementation of beef cattle finishing in pastures ARTIGO 253 SUPLEMENTAÇÃO DE BOVINOS DE CORTE TERMINADOS EM PASTAGENS TROPICAIS: REVISÃO Supplementation of beef cattle finishing in pastures Alex Lopes da Silva 1, Hermógenes Almeida de Santana Júnior

Leia mais

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 38,34%

Índices Zootécnicos Taxa de mortalidade 1,0% Idade de abate do boi gordo ou venda do animal Taxa de desfrute 38,34% CUSTO DE PRODUÇÃO DE BOVINOCULTURA DE CORTE EM PARANAVAÍ/PR. Com a iniciativa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem (SENAR) e o Centro

Leia mais